You are on page 1of 22

UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia

Campus de Cruz das Almas


CETEC - Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas
BC&T- Bacharelado Em Ciências Exatas e Tecnológicas
Componente Curricular: Eletricidade
Prof. Nilton Cardoso da Silva e Teofilo Paiva Guimarães Mendes
Bibliografia: DORF, R.C.; SVOBODA, J.A. Introdução aos Circuitos

TEMA
Eletricidade
Assunto
Solução de Circuitos de Corrente
Contínua (Superposição) e
Representação de Thevenin
Corrente Contínua
9 - TEOREMA DE THEVENIN
VTH – fonte de tensão em repouso
O Teorema de Thevenin consiste num método usado
para transformar um circuito de um sistema completo
num circuito simples equivalente
Rth
a
REDE
LINEAR Vth
b
Corrente Contínua
9 - TEOREMA DE THEVENIN

O teorema afirma que qualquer rede linear de fontes


de tensão e resistências, se considerarmos dois
pontos quaisquer do circuito, pode ser substituída
por uma resistência equivalente RTH em série com
uma fonte de tensão equivalente VTH.
Corrente Contínua
9 - TEOREMA DE THEVENIN

A tensão de Thevenin aparece através dos


terminais da rede com fontes de tensão e sem
nenhuma carga ligada.

Por esta razão, VTH é também chamada de


tensão de circuito aberto.
Corrente Contínua
9 - TEOREMA DE THEVENIN

A polaridade de VTH é escolhida de modo a


produzir uma corrente no mesmo sentido
que na rede original.

RTH – É a resistência de Thevenin através dos


terminais da rede com cada fonte de tensão
interna curto circuitada.
Corrente Contínua
9 - TEOREMA DE THEVENIN
Pr 1.22: Calcule o circuito equivalente de
Thevenin no circuito abaixo entre os terminais
AeB
R1=4W A
I2
I1 I3
Circuito
VA=10V R2=6W aberto Carga

Circuito Linear B
Corrente Contínua
9 - TEOREMA DE THEVENIN
1º Passo: Encontrando RTH
R1=4W
I2
I1 I3

R2=6W RTH = REQ

R1R2 4*6
RTH    2,4
R1  R2 4  6

RTH  2,4W 
Corrente Contínua
9 - TEOREMA DE THEVENIN
2º Passo Encontrando a VTH
como o circuito está aberto I2  0
R1=4W I2 I1  I 3  I

I1 I3 VTH  V2  I * R2

VA=10V R2=6W VTh V  V 10


* R2  *6
R1  R2 46
TH

I=1[A]
VTH  6[V ]

A tensão VTH é a tensão que aparece em R2


Corrente Contínua
9 - TEOREMA DE THEVENIN

3º Passo: Desenho do Circuito Final

RTh=2,4W
A
I2

VTh=6V

B
Corrente Contínua
9 - TEOREMA DE THEVENIN

Pr 1.23: Calcule o circuito equivalente de


Thevenin no circuito abaixo entre os terminais
AeB
R1=4W R3=2W
I2 A
I1 I3
Circuito
VA=10V R2=6W aberto Carga

B
Corrente Contínua
9 - TEOREMA DE THEVENIN
1º Passo: Encontrando RTH
R1=4W R3=2W
I2
I1 I3

R2=6W RTH = REQ

R1R2 4*6
RTH  R3   2  4,4 RTH  4,4W 
R1  R2 46
Corrente Contínua
9 - TEOREMA DE THEVENIN
2º Passo Encontrando a VTH
como o circuito está aberto I2  0

R1=4W R3=2W I1  I 3  I
I2
I1 I3 VTH  V2  I * R2

VA=10V R2=6W VTh V  V


* R2 
10
*6
R1  R2 46
TH

I=1[A]
VTH  6[V ]

A tensão VTH é a tensão que aparece em R2


Corrente Contínua
9 - TEOREMA DE THEVENIN

3º Passo: Desenho do Circuito Final

RTH=4,4W
A
I1

VTh=6V

B
Corrente Contínua
9 - TEOREMA DE THEVENIN

Pr 1.25: Calcule o circuito equivalente de


Thevenin no circuito abaixo entre os terminais
AeB VB=4V
R1=4W
I2 A
I1 I3
Circuito
VA=10V R2=6W aberto Carga

B
Corrente Contínua
9 - TEOREMA DE THEVENIN
1º Passo: Encontrando RTH
R1=4W
I2
I1 I3

R2=6W RTH = REQ

R1R2 4*6
RTH    2,4
R1  R2 4  6

RTH  2,4W 
Corrente Contínua
9 - TEOREMA DE THEVENIN
2º Passo Encontrando a VTH
como o circuito está aberto I2  0

VB=4V I1  I 3  I
R1=4W
I2
VTH  VB  V2  VB  I * R2
I1 I3
V 10
V2  * R2  *6
VA=10V R2=6W VTh R1  R2 46
I=1[A]
VTH  4  6  10[V ]

A tensão VTH é a tensão que aparece em R1


Corrente Contínua
9 - TEOREMA DE THEVENIN

3º Passo: Desenho do Circuito Final

RTH=2,4W
A
I1

VTh=10V

B
Corrente Contínua
9 - TEOREMA DE THEVENIN
Transferência Máxima de potência
RINT

RL  V 
V P  R I  
2
  RL
 Ri  RL 
L L

I1
Corrente Contínua
9 - TEOREMA DE THEVENIN
Transferência Máxima de potência
A potência máxima é fornecida pela fonte de tensão e
recebida pelo resistor da carga, se o valor do resistor de
carga for igual ao da resistência interna da fonte de tensão.

Para transferência Máxima de 2


 V 
potência temos RL = Ri é a P  R I  
2
  RL
 Ri  RL 
L L

potência que chega carga


Corrente Contínua
9 - TEOREMA DE THEVENIN

Pr 1.24: Se uma bateria


RI=5W
tiver uma resistência
interna de 5(W). Qual a
VA=10V RL
potência máxima que ela
I1
pode liberar para o
resistor de carga?
Corrente Contínua
9 - TEOREMA DE THEVENIN

RI=5W
2
 V 
P  RL I L  
2
  RL
 RL  RL 

VA=10V RL= 5[W]


2
 10 
I1 P  RL I L  
2
  5  5[W ]
55
Corrente Contínua
9 - TEOREMA DE THEVENIN

p/ RL= 4[W]
RI=5W 2
 10 
P  RL I L  
2
  5  4,9[W ]
 45

VA=10V RL= 5[W]


p/ RL= 6[W]
I1 2
 10 
P  RL I L  
2
  5  4,96[W ]
 65