You are on page 1of 28

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE

PETRÓPOLIS

MBA em Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de Projetos
Elaboração do Plano de Gerenciamento de Projetos

Letícia Oliveira de Souza


Professor: Carlos Dorneles

Macaé
2017
MBA em Gerenciamento de Projetos

Plano de Projeto:
Implementação da Produção e Comercialização de
Produtos Orgânicos e Agroecológicos no Rancho
Du’zé

Macaé
2017
SUMÁRIO
1. Termo de Abertura do projeto .............................................................................. 5
1.1 Objetivos deste documento.............................................................................................. 5
1.2 Justificativas do projeto .................................................................................................... 5
1.3 Estrutura Analítica do Projeto .......................................................................................... 6
1.4 Dicionário da EAP .............................................................................................................. 7
1.5 Orçamento do projeto e Prazo previsto para a Entrega................................................... 9
1.6 Restrições .......................................................................................................................... 9
1.7 Premissas .......................................................................................................................... 9
2. Gerenciamento da Integração ............................................................................ 10
2.1 Estratégia de Condução do Projeto ..................................................................... 10
3. Gerenciamento do Escopo.................................................................................. 10
3.1 Estratégia de Condução......................................................................................... 10
3.2 Lista de Requisitos .................................................................................................. 11
4. Gerenciamento do Tempo ................................................................................... 12
4.1 Processos: Definir e sequenciar atividades, estimar recursos e duração ..... 12
4.2 Monitoramento e Controle do Cronograma ........................................................ 12
4.3 Cronograma de Atividades e Marcos................................................................... 13
5. Gerenciamento dos Custos ....................................................................................... 13
a. Processo de Estimativa dos Custos ........................................................................ 13
b. Controle dos Custos ................................................................................................... 14
c. Monitoramento da Performance do Projeto............................................................ 14
d. Orçamento Inicial do Projeto ..................................................................................... 16
6. Gerenciamento da Qualidade ............................................................................. 16
a. Estratégia de Condução ............................................................................................ 16
b. Indicadores de Qualidade.......................................................................................... 17
7. Gerenciamento das Aquisições ......................................................................... 17
a. Estratégia de Condução ............................................................................................ 17
b. Lista de Aquisições ..................................................................................................... 19
8. Gerenciamento de Recursos Humanos ............................................................ 19
a. Estratégia de Condução ............................................................................................ 19

3
b. Organograma do Projeto ........................................................................................... 20
c. Matriz de Responsabilidades .................................................................................... 20
9. Gerenciamento de Riscos ................................................................................... 21
a. Estratégia de Condução ............................................................................................ 22
b. Registro de Riscos...................................................................................................... 22
10. Gerenciamento das Comunicações ................................................................... 22
a. Estratégia de Condução ............................................................................................ 22
b. Plano de Comunicação .............................................................................................. 23
11. Gerenciamento das Partes Interessadas .......................................................... 24
a. Estratégia de Condução ............................................................................................ 24
b. Registro das Partes Interessadas ............................................................................ 25
c. Matriz de Poder x Interesse ...................................................................................... 26
12. introdução do termo de Encerramento do projeto .......................................... 27
12.1 Referências.................................................................................................................... 27
12.2 Identificação do projeto................................................................................................ 27
12.3 Relação de produtos e serviços .................................................................................... 28
12.4 Análise de desvios ......................................................................................................... 28
12.5 Encerramento ............................................................................................................... 28

4
Plano de Gerenciamento do Projeto
Objetivo Estratégico: Produzir e Data: 01/07/2015
Comercializar de Produtos
Nome do Projeto:
Orgânicos e Agroecológicos
Implementação da
Produção e
Gerente do Projeto: José Ailton Comercialização de
Andrade Produtos Orgânicos e
Agroecológicos no
Rancho Du’Zé

1. TERMO DE ABERTURA DO PROJETO

Controle de Versões
Versão Data Autor Notas da Revisão
1.0 01/07/15 José Ailton Andrade
1.1 Objetivos deste documento
Este documento tem como objetivo autorizar formalmente o início do projeto de
Implementação da Produção e Comercialização de Produtos Orgânicos e
Agroecológicos no Rancho Du’Zé, contendo informações necessárias para o
entendimento do projeto e fornecendo uma visão macro da produção e tipo de
comercialização a ser desenvolvida.
O Rancho Du’Zé fica localizado em Arrancha Douro, município de Trajano de
Moraes, com 4,75 alqueires fluminenses e com uma área de preservação
permanente de 20.250,00 m². O Rancho tem como foco principal a produção e
comercialização de alimentos orgânicos e agroecológicos de maneira sustentável.

1.2 Justificativas do projeto


A intensa utilização de produtos químicos na produção de alimentos afeta o ar,
o solo, a água, os animais e são prejudiciais às pessoas devido aos resíduos que
permanecem nos alimentos que podem provocar reações alérgicas, respiratórias,
distúrbios hormonais, problemas neurológicos e até câncer,
Este projeto visa atender uma demanda crescente de pessoas que buscam uma
alimentação alternativa e saudável através da agricultura orgânica que exclui o uso
de fertilizantes, agrotóxicos ou qualquer produto químico; e tem como base de seu
trabalho a preservação dos recursos naturais e a restauração da biodiversidade.

5
1.3 Estrutura Analítica do Projeto

6
1.4 Dicionário da EAP
Etapas do Critérios de
ID Projeto Descrição Aceitação
Iniciar a busca por potenciais
locais adequados para a
Finalizar a busca do
implementação de uma produção
local, negociação do
1.0 Iniciação de alimentos orgânicos,
local e emissão da
juntamente com a pesquisa de
escritura.
documentação para compra do
local.
Estabelecer e direcionar a Negociação finalizada
Negociação da negociação do valor da compra com o valor do Rancho
1.1
compra do Rancho do Rancho entre o comprador e o abaixo ou igual a R$
vendedor 250.000,00

Emitir a escritura do Rancho no


Escritura emitida no
nome do novo proprietário no
1.2 Escritura nome do novo
Cartório do Ofício Único de
proprietário
Trajano de Moraes
Realizar todas as etapas dos
processos de produção dos Produtos colhidos com
2.0 Produção
alimentos orgânicos (preparação, qualidade
plantio, manejo e colheita).
Executar a limpeza (roçar) das
Limpeza do Área limpa para o
2.1 áreas de plantio sem a utilização
Terreno plantio
de agentes químicos.

Preparação do Executar a preparação do solo


Área preparada e
2.2 solo e da (valetas, covas e etc.) e a
adubada para o plantio
adubação adubação do solo para o plantio.

Executar o plantio dos produtos


orgânicos (aipim, inhame, laranja,
2.3 Plantio Plantio finalizado
abacate, mexerica, banana e etc.)
certificados pela ABIO

Monitoramento do Monitorar o crescimento da


Plantação
crescimento da plantação e controlar as pragas
2.4 desenvolvida e sem
plantação e através do uso de agentes
pragas
controle de pragas orgânicos (ex.: fumo de rolo)

Executar a construção das


Dependências dos
2.5 dependências (curral e chiqueiro) Construção concluída
Animais
dos animais do Rancho

Certificado emitido
3.0 Certificação Emissão do Certificado pela ABIO
sem pendências

7
Elaboração do Estudo da Análise
Estudo finalizado e
do Solo, por uma empresa
3.1 Análise do Solo aprovado pela
especializada, dos locais onde
empresa e pela ABIO
terá a plantação orgânica.

Emissão de toda a documentação


3.2 Adesão à ABIO necessária para a inscrição na Inscrição finalizada
associação ABIO

Estudo finalizado e
Elaboração do Estudo topológico,
aprovado pela
Estudo topológico por uma empresa especializada,
3.3 empresa, ABIO e o
da área de toda a área do Rancho que
Cartório Único de
está contemplada na escritura.
Trajano de Moraes.

Levantamento
Elaboração do Levantamento Estudo do
patrimonial e
patrimonial e informações sobre levantamento
3.4 informações sobre
produção agropecuária pela finalizado e aprovado
produção
EMATER do Rancho pela EMATER e ABIO
agropecuária

Elaboração do Plano de Manejo


da produção orgânica do Rancho Estudo finalizado e
3.5 Plano de Manejo
dentro das orientações cedidas aprovado pela ABIO
pela ABIO

Auditoria finalizada e
Orientar e dar suporte a Auditoria
Auditoria de aprovada pela ABIO
3.6 de Qualidade executada pela
Qualidade sem nenhuma não-
ABIO
conformidade

Solicitar a emissão do Certificado


Certificado de
de Conformidade Orgânica à Certificado emitido e
3.7 Conformidade
ABIO após a entrega de toda a recebido
Orgânica
documentação necessária

Realizar a comercialização dos


Plano de produtos orgânicos e 90% da produção total
4.0
Comercialização agropecuários produzidos no vendida
Rancho

Realizar a venda dos produtos


orgânicos e agroecológicos
70% das vendas
através de cestas orgânicas
4.1 Cestas Orgânicas efetuadas através das
montadas a partir de pedidos
cestas orgânicas
solicitados pelos grupos de venda
do WhatsApp

8
Realizar a venda dos produtos
orgânicos e agroecológicos 20% das vendas
4.2 Consignação através de parcerias com lojas efetuadas através das
especializadas em produtos cestas orgânicas
naturais

Realizar a venda dos produtos


10% das vendas
Venda para orgânicos e agroecológicos
4.3 efetuadas através das
grupos orgânicos através de membros associados
cestas orgânicas
da ABIO.

1.5 Orçamento do projeto e Prazo previsto para a Entrega

Orçamento Previsto Prazo Previsto

R$ 400.000,00 02/2017

1.6 Restrições

1. As normas ambientais e de segurança deverão ser seguidas.

2. Não pode utilizar agentes químicos na plantação ou no preparo do solo.

Não pode haver perigo de contaminação do solo e da água para os que vivem
3.
na região.

4. O orçamento não deverá ultrapassar mais do que 30% do valor inicial.

1.7 Premissas

1. Todas as regulamentações da ABIO devem ser seguidas.

2. O Certificado de Conformidade Orgânica deverá ser renovado anualmente.

Todas as nascentes de água da propriedade deverão ser protegidas pela mata


3.
nativa.

4. Coleta seletiva de lixo.

9
Aprovações
Participante Assinatura Data

Patrocinador do Projeto Letícia Oliveira

Gerente do Projeto José Ailton

2. GERENCIAMENTO DA INTEGRAÇÃO
2.1 Estratégia de Condução do Projeto
 Iniciação: Clico de reuniões com responsáveis da ABIO e o dono do Rancho
para a definição de escopo do projeto para o plantio, emissão do certificado e
vendas dos produtos orgânicos, requisitos (qualidade), antecipação de
possíveis problemas com a produção e prazo de execução para a emissão da
certificação.
 Planejamento: Descrição de todas as atividades, dimensionamento de custos
e prazos. Criação de cronograma detalhado de acompanhamento da
produção e metas.
 Execução: Contratação de mão-de-obra local, negociação com os
fornecedores e compra de insumos.
 Monitoramento: Criação de linha de base, checagem de escopo,
gerenciamento de tempo, acompanhamento de despesas e gerenciamento de
riscos.
 Controle: Acompanhamento dos indicadores e análises de desvios através de
ferramentas PDCA.
 Encerramento: Encerramento da construção das dependências dos animais,
acompanhamento do início da produção e ajustes.

3. GERENCIAMENTO DO ESCOPO
3.1 Estratégia de Condução
 Coletar requisitos: Realiza o levantamento das necessidades e desejos do
cliente através de entrevistas, questionários e análise de documentação
(sites, livros e cartilhas).
 Definição do escopo: Delimita o que faz parte do projeto através de entregas,
é o documento base, que determina o que está dentro e fora do projeto, além
das premissas e restrições.
 Identificação de alternativas: Busca de diferentes estratégias para condução
do projeto.

10
 Controlar o escopo: Checar se o escopo está em concordância com o
planejamento. Análise de variação de discordância buscando identificar gaps
e corrigi-los.

3.2 Lista de Requisitos


 Capacidade Produtiva

Produto Especificado Área (ha)


Milho 01
Aipim 0,5
Batata Doce 0,3
Feijão 0,5
Inhame 0,5
Batata Inglesa 0,2
Fruta Especificada Número de pés
Laranja Lima 05
Banana Prata 300
Banana da Terra 300
Banana Maça 100
Banana Ouro 100
Mamão 50
Laranja Abacaxi 10
Lima da Pérsia 03
Abacaxi 20
Pocan 10
Abacate 10
Banana D'água 300
Banana Figo 100
Maracujá 16
Laranja Seleta 03
Limão Galego 05

 Toda a produção do Rancho deve ser orgânica;


 Local: Estrada do Arrancha Douro – Tapera – 4º Distrito;
 Proteger as áreas de preservação permanente (mata ciliar e nascente);
 Sistema de Irrigação implementado em todas as áreas que possuem a
agricultura orgânica;
 Promover a biodiversidade através de cultivos consorciados, rotação de
culturas, manejo do mato, alternância de campinas e diversificação da
produção;
 Todos os dejetos sanitários deverão ser direcionados para uma fossa séptica;
 Atender a satisfação dos clientes com produtos de qualidade a um preço
acessível;

11
 Área sob manejo orgânico: 13 hectares;
 Área de preservação permanente: 20.250,00 m²
 Rancho ambientalmente Sustentável;
 Valor Estimado: R$ 400.000,00 reais;
 Implementação de coleta seletiva;
 Atender todas as regulamentações da ABIO;
 Fornecer equipamentos de proteção individual para os funcionários do
Rancho.

4. GERENCIAMENTO DO TEMPO
O Plano de Gerenciamento de tempo define os processos necessários para que
o término do projeto seja realizado dentro do prazo determinado. Esses processos
interagem entre si e também com processos de outras áreas de conhecimento.
Definir-se-á também aqui como será controlado e monitorado o cronograma do
projeto durante sua execução.

4.1 Processos: Definir e sequenciar atividades, estimar recursos e


duração
A identificação, sequenciação e estimativas das atividades específicas do
cronograma que precisam ser realizadas para produzir as várias entregas do projeto
são desenvolvidas utilizando a principalmente a estrutura analítica do projeto (EAP)
do escopo como entrada. Neste processo é identificada a lista de atividades, seus
atributos e os marcos.
Para definir as atividades do projeto foi utilizada a técnica de decomposição a
partir da EAP, com a ajuda de opiniões especializadas. Após ter a lista de atividades
definidas, estas foram sequenciadas utilizando técnicas de determinação de
dependências e aplicação de antecipações e esperas, de acordo com as
necessidades de prazo do projeto. Para estimar os recursos para cada atividade foi
utilizada a estimativa “bottom-up” detalhando o que cada atividade precisaria, da
menor até a maior. E enfim, para estimar a duração foram utilizadas duas técnicas:
Estimativas de três pontos considerando as estimativas pessimistas, otimistas e
mais prováveis e a estimativa análoga utilizando projetos de complexos
condominiais anteriores.

4.2 Monitoramento e Controle do Cronograma


O monitoramento e controle do Cronograma do projeto será feito durante toda a
fase de execução. O software MS Project será utilizado para realizar este
acompanhamento. A alimentação, atualização de dados, e mudanças (compressões
e folgas) no cronograma, será feita apenas pelo gerente de projeto. Mensalmente
serão realizadas reuniões de acompanhamento com a gerência, integrantes-chave
da equipe, fornecedores e clientes. Semanalmente serão realizadas reuniões
menores entre o gerente de produção e sua equipe. A apresentação dos dados de
desempenho de prazos será feita utilizando cronograma com gráfico de Gantt e
12
gráfico de curva S apara análise de Valor agregado e índices de desempenho de
prazo/custo (ver no item 5.3).

4.3 Cronograma de Atividades e Marcos


Nome da Tarefa Duração Início Término
Implementação da Produção e Comercialização de Produtos
423 dias Qua 01/07/15 Sex 10/02/17
Orgânicos e Agroecológicos
Iniciação 65 dias Qua 01/07/15 Ter 29/09/15
Negociação da compra do Rancho 60 dias Qua 01/07/15 Ter 22/09/15
Escritura 5 dias Qua 23/09/15 Ter 29/09/15
Produção 330 dias Qua 30/09/15 Ter 03/01/17
Limpeza do Terreno 5 dias Qua 30/09/15 Ter 06/10/15
Preparação do solo e da adubação 5 dias Qua 07/10/15 Ter 13/10/15
Plantio 20 dias Qua 14/10/15 Ter 10/11/15
Monitoramento do crescimento da plantação e
300 dias Qua 11/11/15 Ter 03/01/17
controle de pragas
Dependências dos Animais 80 dias Qua 11/11/15 Ter 01/03/16
Certificação 333 dias Qua 14/10/15 Sex 20/01/17
Análise do Solo 30 dias Qua 14/10/15 Ter 24/11/15
Adesão à ABIO 300 dias Qua 25/11/15 Ter 17/01/17
Estudo topológico da área 10 dias Qua 25/11/15 Ter 08/12/15
Levantamento patrimonial e informações sobre
10 dias Qua 25/11/15 Ter 08/12/15
produção agropecuária
Plano de Manejo 10 dias Qua 25/11/15 Ter 08/12/15
Auditoria de Qualidade 2 dias Qua 18/01/17 Qui 19/01/17
Certificado de Conformidade Orgânica 1 dia Sex 20/01/17 Sex 20/01/17
Plano de Comercialização 15 dias Seg 23/01/17 Sex 10/02/17
Cestas Orgânicas 5 dias Seg 23/01/17 Sex 27/01/17
Consignação 5 dias Seg 30/01/17 Sex 03/02/17
Venda para grupos orgânicos 5 dias Seg 06/02/17 Sex 10/02/17

5. GERENCIAMENTO DOS CUSTOS


O gerenciamento dos custos do projeto inclui os processos envolvidos em
planejamento, estimativas, orçamentos, financiamentos, gerenciamento e controle
dos custos, de modo que o projeto possa ser terminado dentro do orçamento
aprovado. Descreve como os custos serão planejados, estruturados, e controlados.
Estabelecem às políticas, os procedimentos e a documentação para o planejamento,
gestão, despesas e controle dos gastos.

a. Processo de Estimativa dos Custos


Para realizar estimativas precisas foram utilizados como entradas: O escopo,
o cronograma, o registro dos riscos e o plano de RH. De posse das entradas
necessárias, foram utilizados variados métodos de estimativa de custos: Opinião
especializada, decisão em grupo, análise de propostas dos fornecedores, estimativa
13
análoga com outros projetos, estimativa paramétrica em relação aos gastos com
materiais e estimativas de 3 pontos considerando otimista, pessimista e mais
provável. Deste modo foi possível alcançar valores precisos dos gastos das
atividades.

b. Controle dos Custos


O monitoramento e controle dos custos será feito pelo gerente de produção,
de modo que os gastos do projeto não venham a se distanciar muito do planejado.
Serão feitas reuniões semanais (menores) e mensais (maiores) para
acompanhamento e análise do desempenho do projeto em relação a Custo e
Tempo, utilizando o método de gerenciamento de valor agregado, verificando os
índices de desempenho de prazo e custo (descrito no próximo item).

c. Monitoramento da Performance do Projeto


Tanto o desempenho de custos como o de prazos será monitorado pelo
método de gerenciamento de valor agregado que é uma metodologia que combina
escopo, cronograma, e medições de recursos para avaliar o desempenho e
progresso do projeto. E como ferramenta de representação será utilizado gráfico de
curva S. Como exemplificado abaixo:

Fonte: PMBOK 5ª Ed.

14
Critérios:
Através do Gerenciamento do valor agregado e de seus indicadores de prazo e
custo (SPI & CPI) e semáforos para indicar o progresso do projeto.
Os critérios serão:
Indicador Favorável Regular Preocupante
IDP >= 1.0 >= 0.9 < < 0.9
1.0
IDC >= 1.0 >= 0.9 < < 0.9
1.0

Onde o IDP é uma medida de eficiência do cronograma expressa como a


relação valor agregado/valor planejado. Ele mede o grau de eficiência do uso do
tempo pela equipe do projeto. Um valor de IDP menor que 1.0 indica que menos
trabalho foi executado do que o planejado. Um valor de IDP maior que 1.0 indica que
mais trabalho foi executado do que o planejado. O IDP é igual à razão entre o VA e
o VP. Equação: IDP= VA/VP.
O índice de desempenho de custos (IDC) é uma medida da eficiência de
custos dos recursos orçados expressa como a relação valor agregado/custo real. É
considerado a métrica mais crítica do GVA e mede a eficiência de custos do trabalho
executado. Um valor de IDC menor que 1.0 indica um excesso de custo para o
trabalho executado. Um valor de IDC maior que 1.0 indica um desempenho de custo
abaixo do limite até a data presente. O IDC é igual à razão entre o VA e o CR. Os
índices são úteis para determinar o andamento do projeto e fornecer uma base para
a estimativa de custos e resultados do cronograma do mesmo. Equação: IDC =
VA/CR.

15
d. Orçamento Inicial do Projeto
Custo por Etapa
Terreno R$ 250.000,00
Documentação Geral R$ 8.000,00
Gastos com Plantio R$ 5.000,00
Gasto com mão-de-obra R$ 6.000,00
Gasto com Material e Equipamentos R$ 5.000,00
Gasto com Marketing R$ 1.000,00
Gasto com Qualidade R$ 1.000,00
Preparação do Terreno R$ 1.000,00
Gastos gerais R$ 60.000,00
Estrutura das dependências dos animais R$ 50.000,00
Instalações (elétricas, hidráulicas, etc.). R$ 3.000,00
Fachada R$ 8.000,00
Áreas de Lazer R$ 1.000,00
Paisagismo R$ 1.000,00
Total Estimado R$ 400.000,00

6. GERENCIAMENTO DA QUALIDADE
a. Estratégia de Condução
a) Qualidade de sua concepção:
i) Qualidade do programa do empreendimento:
• Levantamento das necessidades;
• Seleção das alternativas;
• Equacionamento financeiro e comercial.
ii) Qualidade das soluções de projetos:
• Custos de execução, operação e manutenção.
iii) Qualidade da apresentação
iv) Qualidade dos serviços associados aos projetos:
• Custos;
• Prazos;
• Comunicação;
• Coordenação e compatibilização;
16
• Acompanhamento;
b) Qualidade de sua execução:
i) Análise crítica de projeto;
ii) Aquisição de materiais;
iii) Inspeção e controle de materiais;
iv) Execução dos serviços;
v) Controle de produtos não conformes;
vi) Controle de produtos e/ou serviços fornecidos por terceiros.

b. Indicadores de Qualidade
Requisitos de Qualidade Tolerância Medição Impactos da não-
conformidade
Desvio de Custo da Baixa Mensal Alto
Produção
Desvio de Prazo das Baixa Semanal Alto
Dependências dos
animais
Índice de Satisfação do Alta Mensal Alto
Cliente
Desvios da qualidade nas Alta Diário Alto
inspeções visuais da
colheita
Desvios de perdas nas Alta Mensal Alto
colheitas
Índice de proliferação de Alta Semanal Alto
pragas

7. GERENCIAMENTO DAS AQUISIÇÕES


A prática da terceirização, verificada de modo especial nas últimas duas
décadas, tem, de uma forma geral, tornado cada vez mais presente à figura do
fornecedor como um personagem importante para a realização do projeto, seja este
fornecedor de recursos ou serviços e esta atividade será fundamental para a
execução da construção. Em muitos casos o fracasso de fornecedores de materiais,
equipamentos ou serviços durante o andamento do projeto poderá trazer impactos
significativos ao cumprimento do projeto, ou mesmo comprometer a sua realização.
Para poder alcançar os objetivos do projeto, o gerente de projeto deve conhecer e
estar alinhado às boas práticas da gestão de aquisições.

a. Estratégia de Condução
O objetivo do gerenciamento de aquisições neste projeto é propiciar as
adequadas relações comerciais entre cliente e fornecedor, de forma que o projeto

17
possa ser finalizado de acordo com o planejado. Para a estruturação do
gerenciamento de aquisições serão seguidos os padrões do PMBOK®, sendo estes:
· Planejar compras e aquisições;
· Planejar contratações;
· Solicitar respostas de fornecedores;
· Selecionar fornecedores;
· Administração do contrato;
· Encerramento do contrato.
O processo do planejamento de compras e aquisições consiste, na definição do
que, quanto, como e quando adquirir, para que as entregas previstas na Estrutura
Analítica de Projeto - EAP sejam devidamente cumpridas;
No processo planejamento das contratações diz respeito à elaboração dos
critérios que serão utilizados para a avaliação de propostas. Eles deverão ser
adequados ao cenário em que se encontra o projeto. Os requisitos para o projeto
deverão ser considerados: preço, prazo de entrega, nível de atendimento das
especificações e qualificações específicas;
As respostas dos fornecedores devem conter documentos com descrição
detalhada dos produtos ou serviços e, eventualmente, os critérios de avaliação que
serão utilizados para a seleção da proposta vencedora (Ex.: menor preço, menor
qualificação, menor preço e técnica, etc.).
No processo de seleção de fornecedores é feita a distribuição da solicitação de
proposta aos potenciais fornecedores. É importante que seja dado ao fornecedor o
prazo adequado para que ele possa confeccionar os documentos necessários e
enviar suas propostas.
O processo de administração do contrato compreende uma etapa crítica no
gerenciamento de aquisições, uma vez que eventuais falhas neste processo
poderão acarretar em impactos de natureza técnica, financeira ou mesmo legal.
No processo de enceramento do contrato será feito um balanço geral, onde
serão confirmados se todos os produtos e serviços foram entregues e aceitos
conforme o contrato, se todas as obrigações financeiras decorrentes do contrato
foram liquidadas e se as informações relativas ao contrato e ao desempenho do
fornecedor foram atualizadas e devidamente arquivadas e onde são documentadas
as lições aprendidas, para que sejam empregadas em outros projetos.

18
b. Lista de Aquisições
#ID Fornecedor CNPJ Qtde Preço Total Modo de contratação e
comentários
01/2017 Gilmar Pessoa Física 1 000 0000 Contrato de Prestação de
Junger Serviços para realização das
obras de construção das
cercas e dependências dos
animais

02/2017 Sérgio Pessoa Física 1 000 000 Contrato de Prestação de


Moreira Serviços para realização das
obras de construção das
dependências dos
empregados do Rancho

03/2017 Ki Madeira 31.138.100/0001-02 1 000 000 Fornecimento de materiais de


LTDA construção e acabamentos
para a construção das
dependências dos animais

8. GERENCIAMENTO DE RECURSOS HUMANOS


a. Estratégia de Condução
De acordo com a dimensão do projeto a equipe de Recursos Humanos tem a
missão de recrutar, treinar e gerenciar toda essa força de trabalho.
Fluxograma de Mobilização de RH:

19
b. Organograma do Projeto

c. Matriz de Responsabilidades
Para ilustrar as conexões entre pacotes de trabalho ou atividades e os
membros da equipe do projeto usaremos como ferramenta a Matriz de
Responsabilidades do tipo RACI para designar papéis, responsabilidades e níveis de
autoridade para atividades específicas. Isso assegura que apenas uma pessoa seja
responsável por cada tarefa para evitar confusão sobre quem, em última análise,
está encarregado ou tem autoridade sobre o trabalho. O exemplo de matriz RACI
mostra o trabalho a ser feito na coluna da esquerda como atividades. Os recursos
designados podem ser mostrados como pessoas ou grupos, no caso indivíduos. E o
papel que cada um terá em relação às atividades.

20
Exemplo de Matriz RACI:

Fonte: PMBOK 5ª Ed.

Matriz RACI do projeto:


Gráfico RACI Indivíduo
Atividade GP SVP SP F_1 F_2 F_3
Manter as dependências da casa principal
A C I R I I
e a horta do Rancho limpas e organizadas
Manter as dependências dos animais do
A C I I R R
Rancho limpas e organizadas
Realizar o plantio das sementes A C C R R R
Realizar a colheita da produção A C I R R R
Alimentar os animais do Rancho A I I R R R
Preparar o solo e o adubo para o plantio A I I I R R

Legenda: R - Responsável
A- Responsável pela aprovação
C- Consultar
I - Informar

9. GERENCIAMENTO DE RISCOS
O Brasil aparece como a quinta maior potência mundial em agricultura orgânica
com apenas 940 mil hectares cultivados. A agricultura orgânica tem se tornado no
país um grande empreendimento e atualmente é uma importante fonte de
desenvolvimento econômico para o país. Para estes serem bem sucedidos, a nível
socioeconômico, devem decorrer dentro dos pressupostos planejados, sem a
ocorrência de incidentes que afetem as suas atividades.
Pode-se concluir, parcialmente, que o sucesso do projeto deve-se, em grande
parte, ao modelo adotado para monitorar e controlar os projetos, por meio do
monitoramento e controle dos prazos com foco no gerenciamento de riscos. Para
21
isso é fundamental a adoção de pessoas experientes, desde a fase de levantamento
de riscos, bem como o envolvimento dos gestores das áreas funcionais (tecnologia,
instalações, esportes, segurança, engenharia, entre outras).

a. Estratégia de Condução
Planejamento Identificação Análise Resposta Avaliação
=> Níveis de => Fontes de => Causas => Controle => GAP Analysis
Tolerância Riscos
=> Recursos =>Entrevistas =>Consequências => Mitigação =>Recomendações

=>Framework => Reuniões => Priorização =>Responsáveis

=> Auditoria

b. Registro de Riscos
# Categoria Risco Probabilidade Impacto Exposição Plano de Resposta

01 Mão de Obra Morte, doença ou Médio Alto Médio Contratar um funcionário


invalidez do produtor. temporário

02 Patrimonial Roubo, fogo ou Baixo Alto Baixa Instalar câmeras de


destruição de monitoramento no
equipamentos, Rancho e instruir os
insumos e plantação. funcionários sobre como
responder em casos de
emergência.

03 Produção e Condições climáticas, Alto Alto Alto Utilização de estufas e


Colheita doenças e pragas que controle de pragas com
atacam as culturas. fumo de rolo
periodicamente

04 Preço Oscilações de preço Médio Alto Alto Estabelecer um preço de


de venda dos acordo com o mercado
produtos ou de de orgânicos
compra de insumos

10. GERENCIAMENTO DAS COMUNICAÇÕES


a. Estratégia de Condução
Para aprimorar o gerenciamento das comunicações durante a execução do
projeto foi realizada uma revisão detalhada das partes interessadas que têm relação
com a construção. Esta avaliação permitiu o desenho de uma estratégia de
engajamento baseada em duas abordagens principais:
Reativa – criação de um canal de comunicação para lidar com dúvidas relativas às
questões de sustentabilidade.
22
Proativa – definição de mecanismos para facilitar o diálogo e o engajamento com
partes interessadas de modo a envolvê-las na entrega do condomínio. Abrange
tanto iniciativas gerais quanto aquelas voltadas para grupos específicos.

b. Plano de Comunicação

Parte
Objetivo Fase Veículo Prioridade Responsável
Interessada

Manter informados Ações locais


Gerente de
Fornecedores sobre os benefícios que Todas Folhetos Periódico
Projeto
terão com o projeto. Reuniões

Divulgar os benefícios
para saúde e Endereço eletrônico
Formadores de Gerente do
econômicos que o Todas Reuniões Mensal
Opinião Projeto
projeto trará para a
população.

Manter informados
Público em Ações locais Equipe do
sobre os benefícios que Todas Periódico
geral Folhetos Projeto
terão com o projeto.

Mantê-los informados e Jornal


Equipe do
Mídia mobilizados em todas Todas Boletim do Projeto Constante
Projeto
as fases do projeto. Endereço eletrônico
Buscar o
Jornais
comprometimento de
Parceiros Folhetos Gerente do
mantê-los informados Todas Constante
Comerciais Ações sociais Projeto
sobre os benefícios do
projeto

Manter informados
Força de Ações locais Equipe do
sobre os benefícios que Todas Constante
Trabalho Reuniões Projeto
terão com o projeto.
Manter informados
sobre os benefícios
Compradores Folhetos Equipe do
para a saúde e meio Todas Constante
interessada Ações sociais Projeto
ambiente que terão com
o projeto
Buscar o
comprometimento de
População mantê-los informados Equipe do
Todas Endereço Eletrônico Constante
contra sobre os interesses Projeto
mútuos e a importância
do projeto.
Mantê-los informados e
mobilizados em todas
as fases do projeto
Boletim do Projeto Gerente
Ambientalistas sobre os impactos Todas Periódico
Endereço eletrônico Coordenador
ambientais,
reflorestamento de
áreas e etc.

23
11. GERENCIAMENTO DAS PARTES INTERESSADAS
O objetivo aqui é desenvolver estratégias apropriadas de gerenciamento para
envolver as partes interessadas de maneira eficaz no decorrer de todo o ciclo de
vida do projeto, com base na análise das suas necessidades, interesses, e impacto
potencial no êxito do projeto. O principal benefício desse processo é o fornecimento
de um plano claro e de interação com as partes interessadas do projeto para que
apoiem os interesses do projeto. O gerenciamento dos Stakeholders é fundamental,
pois eles podem comprometer fortemente o resultado do projeto.

a. Estratégia de Condução
Um fator crítico na estratégia de condução é a necessidade de estabelecer um
programa abrangente de envolvimento de partes interessadas e, para isso, está
trabalhando na criação de grupos de trabalho e painéis de especialistas.
Indicadores de desempenho: reuniões e fóruns organizados, surveys e consultas
abertas, grupos de trabalho e painéis de especialistas criados, percentual de
perguntas e dúvidas tratadas/respondidas.
Partes Interessadas:
• Fornecedores
• Formadores de opinião
• Público em geral
• Mídia
• Parceiros Comerciais
• Força de Trabalho
• Compradores interessada
• População contra
• Ambientalistas

24
b. Registro das Partes Interessadas
Partes Avaliação do
Interesses no Projeto Estratégias
interessadas Impacto

Manter
Fornecedores Aumentar o movimento econômico. Positivo informado

Formadores de Negativo Negociar e


Defender seus interesses.
opinião isolar

Melhorar a qualidade de vida da Manter


Público em geral Positivo
população. informado

Negociar e
Mídia Divulgar o projeto. Positivo
monitorar

Parceiros Manter
Aumentar o movimento econômico.
Comerciais Positivo satisfeitos

Geração de Emprego e renda.


Força de Manter
Oportunidade de fazer parte de um Positivo
Trabalho informado
grande projeto.

Compradores Positivo Manter


Aumentar o movimento econômico
interessada informado

Defender seus interesses Negociar e


População contra Negativo
econômicos. monitorar

Proteger o meio ambiente. Negociar e


Ambientalistas Positivo
Sustentabilidade. monitorar

25
c. Matriz de Poder x Interesse
Alto

ALIADOS: BLOQUEADORES:
Parceiros Comerciais
Compradores interessados
Formadores de opinião
Força de Trabalho
Poder

REDE: DESACELERADORES:
Fornecedores
Público em geral
População contra
Ambientalistas
Baixo

Mídia

Mútuo (+) Interesse Conflituoso (-)

26
Plano de Gerenciamento do Projeto

Termo de Encerramento do Data: 01/07/2015


Projeto Nome do Projeto:
Implementação da
Produção e
Comercialização de
Gerente do Projeto: José Ailton Produtos Orgânicos e
Agroecológicos no
Rancho Du’Zé

12. INTRODUÇÃO DO TERMO DE ENCERRAMENTO


DO PROJETO
Este documento se destina ao encerramento do projeto de Implementação da Produção
e Comercialização de Produtos Orgânicos e Agroecológicos, localizado no Rancho Du’zé em
Tapera – 4º Distrito iniciado em Julho de 2015.

12.1 Referências
1. Certificado de Conformidade Orgânica emitido pela ABIO;
2. Plano de Manejo;
3. Estudo topográfico do Rancho;
4. Estudo de Análise do Solo.

12.2 Identificação do projeto

Projeto: Implementação da Produção e Comercialização de Produtos Orgânicos e


Agropecuários no Rancho Du’Zé
Gestor: José Ailton Contrato: #0001
Gerente do projeto: José Ailton Data de Encerramento: 02/2017

Motivo do Encerramento: X - Projeto Concluído


- Projeto Cancelado
Observações:

27
12.3 Relação de produtos e serviços
Termo de Homologação Versão Data da Homologação
Certificado de Conformidade Orgânica 1.0 11/2016

12.4 Análise de desvios


Item Estimado Realizado % Desvio
Prazos (Duração) 05/2017 05/2017 0%
Custos 400.000,00 400.000,00 0%
Receitas (se houver) --- --- ---
12.5 Encerramento
Os responsáveis abaixo declaram que os produtos e serviços contratados
para o projeto foram entregues e homologados, conforme Termos de Homologação
de Produtos referenciados no item 12.3 – Relação de Produtos e Serviços.
O Cliente responsabiliza-se totalmente por quaisquer questões e ações
associadas aos produtos e serviços que forem alterados sem o consentimento da
contratada.
Estando todos em acordo, dá-se por encerrado o Projeto.
Representante da
Função Empresa Data Assinatura
Contratada
Ana Paula Pegorer Coordenadora Associação de 05/2017 XXX
de Siqueira do SPG ABIO Agricultores
Biológicos do Estado
do RJ
Representante do
Função Empresa Data Assinatura
Cliente
José Ailton Andrade Dono do Rancho Du’Zé 05/2017 XXX
de Souza Rancho Du’Zé

28