Вы находитесь на странице: 1из 3

UNIFG – CAMPUS BOA VISTA

PSICOLOGIA – 3NA
DESENVOLVIMENTO HUMANO NA VIDA ADULTA E ENVELHECIMENTO
PROFA. ALEXANDRA PONTES
ALUNOS: EMMANOELLA ANDRADE
JACQUELINE LEANDRO
KARINY KELLY
STEFFANY GOMES
SURAMA LUNA
VINICIUS BRITTO

CARACTERÍSTICAS DE ADULTESCÊNCIA E SÍNDROME DO NINHO VAZIO


FILME: ARMAÇÕES DO AMOR

ADULTESCÊNCIA

PERSONAGEM: TRIPP

Diversão:
- Videogame com amigos e “sobrinho”;
- Jogo de paintball com os amigos;
- Falta de noção do perigo (esportes)/inconsequente;

Objetos:
- Roupas lavadas e passadas pela mãe;
- Lancheira preparada pela mãe para o trabalho;

Quarto:
- Super bagunçado, com lixos no chão;
- Mãe arrumando o quarto;

Comportamento:
- Levar namorada para transar na casa dos pais;
- Jogar lixo no cesto como se fosse basquete;
- Mãe fazendo café/lanche dele;
- Tomar o jornal do pai durante o café da manhã;
- Dispensar as mulheres quando ele percebe que estão gostando dele (relacionamentos
superficiais/medo de crescer);
- Falta de confiança e incapacidade de decolar, de acordo com Paula;
- Andar em bando (amigos);
- Estranhamento em fazer coisas básicas de casa (lavar roupa, ir ao supermercado);
- Levar a pretendente para um barco que não é dele;
- Utilizar os pais como desculpa para encerrar os relacionamentos;
- Tratar o “sobrinho” como amigo;
1
Linguagem:
- Gírias como: gata, foi mal;

Música (trilha sonora):


- Pop rock teen (Nuthin' But A 'G' Thang)

Vestimentas:
- Boné;
- Mochila;
- Bermuda;
- Bandana;

PERSONAGENS: AMIGOS DO TRIPP

Diversão:
- Videogame na casa do Tripp;
- Jogo de paintball com os amigos;
- Falta de noção do perigo (esportes)/inconsequente;

Comportamentos:
- Andar em bando (grupos);
- Ainda moram na casa dos pais;

Vestimentas:
- Camisetas com temas infantis;
- Boné;
- Mochila;
- Bermuda;
- Bandana;

SÍNDROME DO NINHO VAZIO

Pais do Tripp:
- Quarto do filho transformado em quarto dos pelados (pai tentando se reinventar);
- A insegurança da mãe se ainda é amada pelo pai quando o filho (escudo) vai embora;
- Nova reestruturação da família e da casa após a saída do filho;

2
TEXTO: A DISSOLUÇÃO DA VIDA ADULTA E A JUVENTUDE COMO
VALOR x FILME: ARMAÇÕES DO AMOR

O texto A Dissolução da Vida e a Juventude como Valor de Guita Grin Debert, explana
exatamente o que foi visto em sala de aula. O intuito é comparar este texto com o filme
Armações do Amor no que se refere a adultescência, características cada vez mais
frequente devido a, dentre outros fatores, pelo alargamento da faixa etária caracterizando
assim novas categorias etárias. Mesmo entendendo que as classes sociais podem intervir
sobremaneira, a adolescência se reconhece pelo fato de um adulto não somente ter
atitudes infantilizadas através de suas roupas e acessórios, mas também por não querer
assumir responsabilidades de acordo com a sua idade.
Comparando com o filme anteriormente citado, estamos falando de várias cenas em que
tais características são identificadas. Temos como ator principal um rapaz bonito,
simpático que tem seu trabalho, mas mesmo aos 35 anos mora com seus pais. Vale
salientar que todas as suas relações apresentam comprometimento por não haver
maturidade, principalmente, emocional frente as suas relações e ações.
No filme, o Tripp não quer sair da sua zona de conforto porque é bastante mimado pelos
pais, por isso continua a morar com eles. Por outro lado, os seus amigos também
apresentam a mesma imaturidade em suas relações. Até mesmo quando Tripp poderia
demonstrar uma maturidade considerável ao “cuidar” do seu sobrinho, o menino é
inserido no seu convívio com os seus próprios amigos ao ponto de todos se comportarem
da mesma idade que o menor, ou até mesmo, mostrando ser mais criança que ele, como
por exemplo, na cena em que jogam videogame.
As relações amorosas de Tripp são totalmente superficiais e se por um acaso acha que
está se envolvendo demais, trata de encerrar o relacionamento levando-as para a sua casa,
casa dos seus pais. Elas inevitavelmente se chocam e terminam o relacionamento por
identificarem que, até então, é impossível manter um relacionamento sério com ele. Tripp
chega a se orgulhar disso tudo, com isso é possível identificar traços da Síndrome Peter
Pan se levarmos em consideração não somente os relatos acima, mas também pelo fato
de que ele só se importa com suas próprias questões, seus desejos e isso atrapalha sua
vida e a de todos os outros com os quais convive.
Tripp trabalha, mas continua na casa dos pais. Em sua visão é algo bem mais interessante,
prazeroso, porém em nenhum momento se dar conta do quanto que atrapalha a vida deles
também. De certa forma, muito das suas atitudes deve-se ao fato dos seus pais o terem
mimado ao extremo.
Em um dado momento do filme, há uma festa/almoço/churrasco, os pais dele conversam
com os pais de outro rapaz que tem situação semelhante, daí eles têm a ideia de contratar
uma profissional com intuito de fazer com que Tripp se apaixone por ela e enfim, saia da
casa dos seus pais. Paralelo a isso, a mãe começa a não mais tratá-lo como antes,
obrigando-o a cumprir atividades domésticas, como por exemplo, lavar suas próprias
roupas. A essa atitude de tirar ele de casa, identificamos a Síndrome do Ninho Vazio. Os
pais de Tripp, apesar daquela insegurança inicial, se ainda são sexy e amados um pelo
outro, se veem sim, com certa necessidade em ter suas próprias vidas, de se reorganizar e
se estruturar enquanto casal. Só que para isso acontecer, é imprescindível que o filho saia
de casa na esperança que o mesmo atinja a sua maturidade com intuito de aceitar,
encarando de frente, suas responsabilidades e sentimentos pelas pessoas.