Вы находитесь на странице: 1из 5

Cursinho Alternativo da UEPa 2017

Disciplina: Química
Equilíbrio Químico Iônico
Aula: 19

1. INTRODUÇÃO ocorre na teoria de Arrhenius. O termo próton se refere, nessas


definições, aos íons hidrogênio (H+).
A maior diferença entre o equilíbrio químico molecular e Exemplo 2: Amônia (NH3).
equilíbrio químico iônico que logo podemos destacar, seria a
análise do equilíbrio químico com moléculas em relação à
análise do equilíbrio químico com íons, e dessa forma é
Uma base de Bronsted-Lowry tem um par de elétrons livres a
necessário relembrar da ionização e dissociação de algumas
que o próton pode se ligar.
substâncias em razão do envolvimento de íons. A análise do
Os produtos de transferência de prótons na solução em água
equilíbrio químico iônico é mais priorizada por envolver
também podem doar e aceitar um próton da água e serem
vários processos químico-biológicos, em nível de exemplo
classificados como um ácido ou uma base. Observe a reação a
podemos citar a solução tampão e existem milhares de
seguir:
exemplos quanto ao equilíbrio iônico.
Tudo o que já foi visto em equilíbrio químico molecular, vai
ser visto em equilíbrio iônico, porém serão destacados mais
assuntos de importância social como a questão da acidez e O íon CN-, por exemplo, pode aceitar um próton de uma
basicidade das substâncias, e torna também mais aplicável em molécula vizinha de H2O para formar HCN de novo, dessa
nosso dia a dia. forma na definição de Bronsted-Lowry, CN- é uma base. Ela
Ademais, podemos subdividir este tema da seguinte maneira: denominada como “base conjugada” do ácido HCN, é
 1. Equilíbrio Iônico em Solução Aquosa: produzida quando um ácido doa um próton.
 Constante de Equilíbrio, Grau de Ionização e Lei de Como HCN é o ácido que se forma quando um próton é
Diluição de Ostwald. transferido para o íon cianeto (CN-), ele é um “ácido
 2. Equilíbrio Iônico na Água: conjugado” da base CN-, é produzida quando uma base aceita
um próton.
 Autoionização da água, pH e pOH, Solução Tampão
e Equilíbrios de Solubilidade.
2. EQUILÍBRIO IÔNICO EM SOLUÇÃO AQUOSA
Os princípios de Deslocamento do Equilíbrio permanecem.
2.1. Constante de Acidez e de Basicidade
1.1. Ácidos e Bases A maior parte dos ácidos e bases que existem na natureza são
Como foi visto nas funções inorgânicas, existem substâncias fracos, em razão disto é desenvolvida uma medida quantitativa
que liberam íons quando sofrem ionização ou dissociação. As da força dos ácidos e das bases. Os ácidos e bases conjugados
substâncias capazes de liberar íons hidrônio (H3O+) durante o estão em equilíbrio, dessa forma podemos expressar a
processo de ionização são denominadas como Ácidos. E as constante de equilíbrio da transferência de prótons da solução
substâncias capazes de liberar íons hidroxila (OH-) durante o (soluto e solvente).
processo de dissociação são denominadas como Bases. Essa Exemplo 3: Ácido acético em presença de água:
teoria foi desenvolvida pelo químico Svant August Arrhenius
(1859-1927), porém ela só é aplicada para substâncias em
solução aquosa. Porém existem teorias para denominar um A constate de equilíbrio é dada por meio da razão entre a
ácido e uma base para substâncias que podem ou não estar na atividade dos produtos sobre a atividade dos reagentes:
presença de solventes. A teoria que vai ser utilizada para o
avanço deste assunto é a desenvolvida por dois cientistas:
Johannes Nicolaus Bronsted e Thomas Martin Lowry e em
homenagem a estes cientistas, é denominada como teoria de
Bonsted-Lowry. Esta teoria define um ácido como uma
substância capaz de doar prótons.
Exemplo 1: Íon hidrogenocarbonato (HCO3-).

E define uma base como uma substância aceitadora


(receptora) de prótons. A teoria de Bonsted-Lowry é mais
geral porque permite que um íon seja um ácido, o que não A expressão Ka, é denominada constante de acidez. De
maneira genérica, a constante de acidez (Ka) de um ácido HA:
1
Maiores Informações, acesse: paginas.uepa.br/cursinho/
Cursinho Alternativo da UEPa 2017
Disciplina: Química
Equilíbrio Químico Iônico
Aula: 19

quantidade inicial de mols do mesmo reagente que foi posta


em reação.

Exemplo 4: Amônia em presença de água: 2.3. Lei da Diluição de Ostwald


Relaciona o grau de ionização com o volume (diluição) da
solução. Vamos imaginar n (mols) do eletrólito BA,
A constante de equilíbrio será dissolvidos em V (Volume-Litros), acrescentando o grau de
ionização (α):

A expressão Kb, é denominada constante de basicidade.


Também podemos colocá-la de forma genérica de uma base B:

As constantes Ka e Kb, geralmente são registradas na forma


dos seus logaritmos negativos, por atingir valores decimais:

3. EQUILÍBRIO IÔNICO NA ÁGUA

3.1. Autoionização da água


Podemos concluir que: A água pura se ioniza segundo a equação:
 A capacidade de doação de prótons de um ácido é
medida por sua constante de acidez (Ka);
 A capacidade de aceitação de prótons de uma base é A constante será
medida por sua constante de basicidade;
 Quanto maior o valor da constante, maior esta
capacidade (doação ou aceitação de prótons);
 Quanto maior o valor de pK, mais fraco será o ácido
ou a base. (relação inversamente proporcional).

2.2. Grau de Ionização (Ou Grau de Dissociação)


Segue a definição vista em Equilíbrio Químico Molecular:
Denominamos grau de ionização de uma reação em relação a
um determinado reagente, o quociente entre a quantidade de A expressão Kw é denominada Produto Iônico da Água.
mols desse reagente que realmente reagiu até o equilíbrio e a Medidas experimentais mostram que, em temperatura
2
Maiores Informações, acesse: paginas.uepa.br/cursinho/
Cursinho Alternativo da UEPa 2017
Disciplina: Química
Equilíbrio Químico Iônico
Aula: 19

ambiente, Kw vale 10-14(aproximadamente). Podemos notar Este tema pertencente a este assunto é bastante interessante
que: porque relaciona os mesmos princípios de equilíbrio entre um
sal sólido e seus íons dissolvidos em solução saturada.
Também a partir disto, podemos controlar e prever a
ocorrência de precipitado e são bastante utilizados em
laboratórios.
3.2. pH (Potencial Hidrogeniônico) e pOH (Potencial  Produto de Solubilidade
Hidroxiônico) O produto de solubilidade é a constante do equilíbrio entre um
Para evitar o uso de valores ou expressões negativas, o sal dissolvido e seus íons em uma solução saturada.
químico Peter Lauritz Sorensen (1868-1939) propôs: O produto de solubilidade é expresso como KPS do soluto (em
menor quantidade na solução).
Exemplo 5: Sulfato de Bismuto (Bi2S3).
Com a utilização dos logaritmos, as fórmulas vistas
anteriormente se tornam mais simples:

Podemos concluir:

Podemos analisar também por meio da escala:

Um produto de solubilidade é usado da mesma maneira que


qualquer outra constante de equilíbrio. É geralmente aplicado
apenas a sair pouco solúveis. Possui importante aplicação no
tratamento do esgoto sanitário e na extração de minerais da
água do mar em nível exemplo.

EXERCÍCIOS

01. (PUC) Considere o equilíbrio químico que se estabelece


Em síntese, podemos compreender por meio dos valores de pH
em uma solução aquosa de ácido acético que pode ser
ou pOH o quão ácido ou básico a substância está inserida.
representado pela equação
Existem também tabelas que indicam a o valor da acidez ou da
basicidade dependendo da coloração que apresentar.

3.3. Solução Tampão


O tampão é uma solução, em água, de um ácido fraco e sua
Mantendo-se constante a temperatura e adicionado-se uma
base conjugada na forma de sal ou uma solução, em água, de
solução aquosa de acetato de sódio, de fórmula CH3 –
uma base fraca e seu ácido conjugado na forma de sal. Tem
COONa, é correto afirmar que:
como função principal manter o valor do pH constante.
Podemos determinar se a solução tampão é ácida ou básica, de a) o equilíbrio se desloca para a direita.
acordo com a mistura. Uma mistura de um ácido fraco e seu b) diminui a concentração de CH3COOH.
sal age como um tampão em pH<7 e é conhecido como c) diminui a concentração do íon CH3COO-.
tampão ácido. Uma mistura de base fraca e seu sal, age como d) aumenta a concentração do íon H+.
um tampão em pH>7 e é conhecido como tampão básico. e) não altera o valor numérico da constante de equilíbrio.

3.4. Equilíbrios de Solubilidade 02. (UEPA) Os halogênios pertencem a uma classe de


elementos com acentuada reatividade química, presentes na
3
Maiores Informações, acesse: paginas.uepa.br/cursinho/
Cursinho Alternativo da UEPa 2017
Disciplina: Química
Equilíbrio Químico Iônico
Aula: 19

composição química de muitos ácidos, dentre os quais o HCl,


HF, HI e HBr. Tomando como base os dados fornecidos para 04. (Enem) Visando minimizar impactos ambientais, a
esses compostos no quadro abaixo: legislação brasileira determina que resíduos químicos lançados
diretamente no corpo receptor tenham pH entre 5,0 e 9,0. Um
resíduo líquido aquoso gerado em um processo industrial tem
concentração de íons hidroxila igual a 1,0 x 10-10 mol/L. Para
atender a legislação, um químico separou as seguintes
substâncias, disponibilizadas no almoxarifado da empresa:
CH3COOH, Na2SO4, CH3OH, K2CO3 e NH4Cl.
Para que o resíduo possa ser lançado diretamente no corpo
receptor, qual substância poderia ser empregada no ajuste do
É correto afirmar que:
pH?
a) O ácido iodídrico é o que apresenta menor ionização.
a) CH3COOH
b) A ordem de acidez apresentada para essas substâncias é
b) Na2SO4
HCl> HF > HI > HBr.
c) CH3OH
c) O HI em meio aquoso é o ácido de maior condutibilidade
d) K2CO3
elétrica.
e) NH4Cl
d) A substância com maior capacidade de liberar H3O+ é o
HBr.
05. (Enem) Uma das etapas do tratamento da água é a
e) O HCl, ao sofrer ionização, apresenta mais espécies não
desinfecção, sendo a cloração o método mais empregado. Esse
ionizadas.
método consiste na dissolução do gás cloro numa solução sob
pressão e sua aplicação na água a ser desinfectada. As
03. (Enem) Uma dona de casa acidentalmente deixou cair na
equações das reações químicas envolvidas são:
geladeira a água proveniente do degelo de um peixe, o que
Cl2 (g) + 2 H2O (l) ⇄HClO (aq) + H3O+ (aq) + Cl (aq)
deixou um cheiro forte e desagradável dentro do
HClO (aq) + H2O (l) ⇄ H3O+ (aq) + ClO- (aq)
eletrodoméstico. Sabe-se que o odor característico de peixe se
pKa = - log Ka = 7,53
deve às aminas e que esses compostos se comportam como
A ação desinfetante é controlada pelo ácido hipocloroso, que
bases.
possui um potencial de desinfecção cerca de 80 vezes superior
Na tabela são listadas as concentrações hidrogeniônicas de
ao ânion hipoclorito. O pH do meio é importante, porque
alguns materiais encontrados na cozinha, que a dona de casa
influencia na extensão com que o ácido hipocloroso se ioniza.
pensa em utilizar na limpeza da geladeira.
Para que a desinfecção seja mais efetiva, o pH da água a ser
tratada deve estar mais próximo de
a) 0.
b) 5.
c) 7.
d) 9.
e) 14.

06. (PUC-Campinas) O pH do suco de laranja varia, em


média, de 3,0 a 4,0. O pH do suco de tomate varia de 4,0 a 4,4.
Considerando os extremos dessas faixas de valores de pH que
Dentre os materiais listados, quais são apropriados para significam maior acidez, pode-se afirmar que a [H+] do suco
amenizar esse odor? de laranja, em relação à do suco de tomate, é:
a) Álcool ou sabão. a) cento e quarenta vezes maior.
b) Suco de limão ou álcool. b) cento e quarenta vezes menor.
c) Suco de limão ou vinagre. c) igual.
d) Suco de limão, leite ou sabão d) dez vezes menor.
e) Sabão ou carbonato de sódio/barrilha. e) dez vezes maior.
4
Maiores Informações, acesse: paginas.uepa.br/cursinho/
Cursinho Alternativo da UEPa 2017
Disciplina: Química
Equilíbrio Químico Iônico
Aula: 19

07. (Enem) Os refrigerantes têm-se tornado cada vez mais o 09. (UCS-RS) Um jogador de futsal tomou dois copos de água
alvo de políticas públicas de saúde. Os de cola apresentam após o primeiro tempo de jogo. Em decorrência disso, 50 mL
ácido-fosfórico , substância prejudicial à fixação de cálcio, o do seu suco gástrico (com pH = 1) diluíram-se nos 450 mL da
mineral que é o principal componente da matriz dos dentes. A água ingerida. O pH do suco gástrico diluído na solução
cárie é um processo dinâmico de desequilíbrio do processo de resultante logo após a ingestão da água pelo jogador é:
desmineralização dentária, perda de minerais em razão da
a) 2,0
acidez. Sabe-se que o principal componente do esmalte do
b) 3,0
dente é um sal denominado hidroxiapatita. O refrigerante, pela
c) 4,0
presença da sacarose, faz decrescer o pH do biofilme (placa
d) 5,0
bacteriana), provocando a desmineralização do esmalte
e) 6,0
dentário. Os mecanismos de defesa salivar levam de 20 a 30
minutos para normalizar o nível do pH, remineralizando o
10. (PUC-SP) Recentemente foram notificados casos de
dente. A equação química seguinte representa esse processo:
botulismo ocorridos devido à ingestão de alimentos
contaminados com Bacillus botulinus, extremamente
venenosos, mas que não sobrevivem em pH inferior a 4,5.
Para enlatar 0,990 L de alimento (inicialmente neutro) e
impedir a proliferação desses bacilos, o que se deve adicionar?

GROISMAN, S. Impacto do refrigerante nos dentes é avaliado a) 10 mL de solução de NaOH 0,001 mol/L
sem tirá-lo da dieta. Disponível em: http://www.isaude.net. b) 10 mL de solução de NaOH 0,01 mol/L
Acesso em: 1 maio 2010 (adaptado). (Foto: c) 10 mL de solução de HCl 0,001 mol/L
Reprodução/Enem) d) 10 mL de solução HCl 0,01 mol/L
e) 10 mL de solução NaCl 0,001 mol/L
Considerando que uma pessoa consuma refrigerantes
diariamente, poderá ocorrer um processo de desmineralização 11. (Fuvest-SP) O vírus da febre aftosa não sobrevive em pH
dentária, devido ao aumento da concentração de < 6 ou pH > 9, condições essas que provocam a reação de
hidrólise das ligações peptídicas de sua camada protéica.
a) OH−, que reage com os íons Ca2+, deslocando o equilíbrio Para evitar a proliferação dessa febre, pessoas que deixam
para a direita. zonas infectadas mergulham, por instantes, as solas de seus
b) H+, que reage com as hidroxilas OH −, deslocando sapatos em uma solução aquosa de desinfetante, que pode ser
o equilíbrio para a direita. o carbonato de sódio. Nesse caso, considere que a velocidade
c) OH−, que reage com os íons Ca2+, deslocando o equilíbrio da reação de hidrólise aumenta com o aumento da
para a esquerda. concentração de íons hidroxila (OH-). Em uma zona afetada,
d) H+, que reage com as hidroxilas OH −, deslocando foi utilizada uma solução aquosa de carbonato de sódio,
o equilíbrio para a esquerda. mantida à temperatura ambiente, mas que se mostrou pouco
e) Ca2+, que reage com as hidroxilas OH −, deslocando o eficiente. O que bastaria para tornar esse procedimento mais
equilíbrio para a esquerda. eficaz?

08 (Ceeteps-SP) A concentração de íons H+ (aq) de uma certa a) utilizar a mesma solução, porém a uma temperatura mais
solução aquosa é 2,0 x 10-5 mol/L (dado: Kw = 1,0 x 10-14a 25 baixa.
ºC). Sendo assim, nessa mesma solução a concentração de íons b) preparar uma nova solução utilizando água dura (rica em
OH- (aq), em mol/L, deve ser: íons Ca2+).
c) preparar uma nova solução mais concentrada.
a) 5,0 x 10-10 d) adicionar água destilada à mesma solução.
b) 2,0 x 10-10 e) utilizar a mesma solução, porém com menor tempo de
c) 5,0 x 10-9 contato.
d) 5,0 x 10-8
e) 2,0 x 109

5
Maiores Informações, acesse: paginas.uepa.br/cursinho/