Вы находитесь на странице: 1из 5

E.E.

Tonico Barão
3° A

Nazismo
TRABALHO DE HISTÓRIA

Alexia; Fernanda; Gustavo Marin; Larissa Rafaela; Lowrranne; Maria Laura; Rafaela.
N°: __; __; __; __; __; __; __. | Prof. André - História | 10 de agosto de 2015
Sumário
Introdução ............................................................................................................................................... 2
Surgimento .............................................................................................................................................. 2
Cruz Suástica........................................................................................................................................... 2
Adolf Hitler. ............................................................................................................................................ 3
Doutrina Nazista. ................................................................................................................................... 3
Resistencia Alemã ao Regime Nazista. ................................................................................................. 4
Derrota das Forças Alemãs para o Exército Vermelho da URSS. ...................................................... 4

1|Página
Introdução
 O que é nazismo?
 Por quem foi liderado?

Nazismo foi uma política de ditadura que governou a Alemanha entre 1933 e 1945, período
que também ficou conhecido como Terceiro Reich, liderado por Adolf Hitler.

Surgimento
 Quando surgiu?
 Qual foi a causa?
 Partido Nazi.

A ideologia política do nazismo surgiu após a Primeira Guerra Mundial (1914 - 1918), com a
Alemanha destruída economicamente e humilhada por ter perdido a guerra. Neste cenário,
surge um sentimento de revolta entre os alemães, que culpavam o governo pela situação do
país e exigiam mudanças drásticas.

Em 1919 surgiu o Partido Nazi, abreviação de Partido Nacional-Socialista dos Trabalhadores


Alemães (Nationalsozialistische Deutsche Arbeiterpartei, em alemão), que começava a
disseminar ideais antissemitas entre a sociedade alemã.

O Partido Nazi alegava que a culpa de todos os problemas da crise que enfrentava a
Alemanha era dos imigrantes judeus, dos comunistas e dos liberais, que causavam a
desordem e "roubavam" as oportunidades dos "alemães puros", que segundo os nazistas
pertenciam a uma "raça superior"; uma raça ariana.

Cruz Suástica.
 Seu significado.
 O símbolo mais odiado do mundo.

A cruz suástica é um dos símbolos mais utilizados pelo nazismo, representando um "sorte",
"prosperidade" e "sucesso", entre os nazistas. Porém, atualmente, este símbolo tem uma
conotação totalmente negativa, sendo até mesmo proibido de ser replicado ou incentivado em
locais públicos.

No entanto, muita gente não sabe mais o símbolo que se tornou um dos "mais odiados do
mundo", por causa da sua ligação com o Partido Nazista, existe há muitos anos e sob um
significado totalmente inofensivo e bondoso.

Antes de ser adotada como símbolo do Nazismo, a cruz Suástica era um amuleto de sorte,
representando a prosperidade e o sucesso.

Vale ressaltar que, etimologicamente, a palavra "suástica" em sânscrito significa "felicidade",


"sorte" e "prazer".

2|Página
Adolf Hitler.
 Sua história de vida.
 Chanceler.
 Mein Kampf (Minha Luta)
 Morte.

Adolf Hitler nasceu em 1889, na Áustria, e havia participado da Primeira Guerra Mundial.
Após a Grande Guerra e com a derrota alemã, Hitler integrou um grupo de ex-combatentes
de classe média que planejavam uma ideologia para reacender a política e economia da
Alemanha, além de recuperar a dignidade da nação.

E 1923, já sob a "alma" do Partido Nazi, Hitler liderou uma tentativa de derrubar o Estado,
porém acabou sendo preso e condenado. Na prisão, escreveu o livro "Minha Luta" (Mein
Kampf, em alemão), obra que se tornaria a "bíblia do Nazismo".

Com a grande crise econômica de 1929 (que começou com a Quebra da Bolsa de Valores de
Nova Iorque), a Alemanha se viu em desespero e o profundo desgosto com as condições de
vida da população se intensificou. Esses sentimentos ajudaram a fortalecer o Partido
Nazista e seus ideais.

Sobre forte pressão social, o presidente alemão Hinderburg foi forçado a conceder o cargo
de chanceler para Hitler, considerado o segundo mais importante posto de poder na
Alemanha naquela época, ficando apenas abaixo do presidente.

Adolf Hitler, sob o comando do Partido Nazista, conseguiu finalmente chegar ao poder da
Alemanha em 1933, após a morte do presidente Von Hindenburg, auto proclamando-se
Führer ("líder" em alemão).

Adolf Hitler se suicidou em seu esconderijo porque não suportou as informações sobre a
derrota eminente.

Doutrina Nazista.
 A raça Ariana.
 A tese do antissemitismo.
 Estado incontestável.
 Expansionismo.

Adolf Hitler começou a escrever o livro “Mein Kampf” (Minha Luta), o chamado livro
sagrado do Nazismo, na prisão militar de Landsberg. Nele, Hitler expôs as bases da
doutrina nazista, descrevendo um conjunto de ideias fanáticas de falsamente científicas.

Dentre as muitas teses da doutrina Nazista podemos destacar algumas:

 A superioridade da Raça Ariana, defendida por Hitler quando dizia que o povo
alemão era descendente de uma raça superior, que ele chama de Arianos, e que,
por este motivo, tinha o direito de dominar as raças ditas “inferiores” por ele, tais
quais os Judeus, os Eslavos, os Negros, etc.
 A tese do antissemitismo, que dizia que os judeus ou semitas eram uma raça
inferior à raça Ariana e que seriam capazes de corromper a pureza da raça alemã,
sendo assim proibidos os casamentos entre judeus e alemães, e declarando total
perseguição e extermínio dos judeus.

3|Página
 Uma outra tese defendida por Hitler era a total submissão das pessoas ao Estado, o
qual deveria ser soberano e incontestável, e era personificado na pessoa do Führer
(=chefe) que, fatalmente, era o próprio Hitler.
 E uma outra tese também muito divulgada era a do expansionismo, que dizia que o
povo alemão deveria conquistar seu espaço “vital”, e isso deveria ser feito através da
expansão militar de seu território.

Resistencia Alemã ao Regime Nazista.


 Desobediência civil.
 Terceiro Reich.

A resistência alemã ao regime nazista foi marcada por diversos atos, nos quais milhares de
pessoas resistiram tanto de forma violenta quanto pacífica. Entre os atos de boicote à
ordem estabelecida, destacam-se a desobediência civil, participação de missas proibidas
pelos nazistas, oferecimento de abrigo e esconderijo a judeus e demais perseguidos e ainda
o auxílio na fuga destas mesmas pessoas da Alemanha, para que não fossem enviadas a
campos de concentração e extermínio (a exemplo de Oskar Schindler, imortalizado no
filme "A Lista de Schindler"). Terceiro Reich foi um termo cunhado pela propaganda do
regime nazista da Alemanha, e que tinha como objetivo demonstrar a grandeza do projeto
de Hitler para transformar seu país em uma incontestável potência mundial. Sendo que os
oposicionistas do Terceiro Reich boicotaram o recrutamento militar e se organizaram em
grupos de oposição.

Derrota das Forças Alemãs para o Exército Vermelho da


URSS.

 Alemanha persistente.
 Fim do Nazismo, e da 2° guerra mundial.

Na Europa, 8 de maio é considerado como “O Dia da Vitória”, sobretudo na Alemanha, pois


desde 1945, a data é lembrada pelos alemães como o “dia da libertação”, onde ocorreu
oficialmente à rendição incondicional da Alemanha, pondo fim à 2ª Guerra Mundial e do
Império Nazista.

Mesmo diante das eminentes derrotas, a Alemanha nazista não se rendia, pelo contrário, a
imprensa ainda afirmava que apesar das derrotas, a vitória final seria da Alemanha.
Tribunais nazistas obrigaram a população civil a lutar, em vão, pois em 25 de abril de 1945,
Berlim já estava totalmente cercada por tropas soviéticas. Em 30 de abril, ao ver seu império
sendo desmoronado, Hitler e sua esposa Eva Braun, cometeram suicídio no Fuhrerbunker,
esconderijo militar de Hitler em Berlim, e mesmo assim, Hitler não demonstrou
arrependimento ou descrença em sua ideologia nazista, tendo afirmado inclusive em seu
testamento.

Já se passaram 70 anos desde o momento histórico do fim da 2ª Guerra mundial e do


nazismo, porém para sempre perpetuará as cicatrizes de toda devastação causada pelo
massacre nazista na Guerra e na população.

4|Página