Вы находитесь на странице: 1из 28

Análise de Sistemas Elétricos de Potência

Aula 5 – Representação de Sistemas Elétricos


de Potência para Análise de Curto-circuito

Professor: Thiago Correia Vieira

1
Linha de Transmissão

• Sob condições equilibradas:


𝐼𝑛 = 0

• Sob condições desequilibradas:

2
Linha de Transmissão

Zabc (em termos de componentes de fase)

𝑍+ = 𝑍𝐿 : impedância de sequência positiva;


𝑍− = 𝑍𝐿 : impedância de sequência negativa;
𝑍0 = 𝑍𝐿 + 3𝑍𝑛 : impedância de sequência zero.

Z+-0 (em termos de componentes simétricas)


3
Geradores Síncronos
• Sob condições equilibradas, em componentes de fase o modelo do gerador
síncrono é apresentado no circuito abaixo, fonte de sequencia positiva
apenas.

4
Geradores Síncronos
• Circuitos em componentes simétricas,

Considerações:
R¹ = R² = 𝑅0 = 0 𝑋𝑑" - reatância subtransitória de eixo direto;
𝑋1 = 𝑋𝑑" , 𝑋𝑑′ ou 𝑋𝑑 𝑋𝑑′ - reatância transitória de eixo direto;
X² = 𝑋𝑑" 𝑋𝑑 - reatância de eixo direto;
𝑋 0 =𝑋𝑑" 𝑧𝑔 - impedância de aterramento.
5
𝑧𝑔 = 𝑧𝑛𝑒𝑢𝑡𝑟𝑜
Geradores Síncronos
• Sob condições desequilibradas, têm-se:

6
Transformadores
• A impedância de sequência positiva é igual a impedância de curto-circuito
obtida por meio do ensaio de curto-circuito do transformador;
• O enrolamento secundário é curto circuitado e o enrolamento primário é
energizado com tensão reduzida até que se obtenha a corrente nominal no
secundário.

𝑉𝑙𝑖𝑑𝑜 𝑍𝐶𝐶𝑝𝑟𝑖𝑚á𝑟𝑖𝑜
𝑍𝐶𝐶𝑝𝑟𝑖𝑚á𝑟𝑖𝑜 = Ω 𝑍ሶ + = 𝑍ሶ − = 𝑍ሶ +
3𝐼𝑙𝑖𝑑𝑜 𝑍𝑏𝑎𝑠𝑒
7
Transformadores
Trifásicos de núcleo envolvido
A impedância de sequência zero do transformador depende de dois fatores:
esquema de ligação e tipo de núcleo do transformador.
 Caminhos fechados de retorno
exclusivos, sem interferência
das outras bobinas;
 O fluxo de sequência zero fica
confinado, num circuito
magnético de baixa relutância.

Núcleo Envolvido
 Os fluxos magnéticos de cada braço
estão em fase, estes fluxos
forçosamente tem que formar um
circuito fechado, passando através do
óleo, ar, ferragens e carcaça do
transformador;
 A circulação do fluxo magnético por
este novo caminho forçado pela
sequência zero, simula o que
acontece num enrolamento delta.
8
Núcleo Envolvente
Transformadores
• Por definição as componentes de sequência zero são iguais nas três fases,
consequentemente, a sua existência está condicionada a possibilidade de
retorno por meio de um circuito fechado;
• A impedância de sequência zero (𝑍ሶ0 ) é obtida por meio do ensaio de curto
circuito, simulando as condições de sequência zero como ilustrado abaixo.

𝐸ሶ
𝑍ሶ 0 =
𝐼0ሶ
𝑝

𝑍ሶ 0 depende do tipo de transformador, da forma de seu núcleo e do tipo de conexão das


bobinas primária e secundária podendo ter um dos seguintes valores:
𝑍ሶ1

𝑍ሶ 0 = 0,85𝑍1
5𝑍ሶ1
∞ 9
Transformadores
Observações a respeito da componente de sequência zero:

▪ Só pode passar corrente em um enrolamento se houver a possibilidade de


passar corrente no respectivo enrolamento de acoplamento magnético;
▪ As correntes de sequência zero nas três fases são iguais, assim, as
mesmas só poderão existir se houver a possibilidade de retorno através
de circuito fechado.

10
Transformadores
• Sequência zero do transformador trifásico de núcleo envolvente ou banco
monofásico ligado em Yg – Yg

𝐸ሶ
𝑍ሶ 0 = = 𝑍ሶ + = 𝑍ሶ −
𝐼0ሶ
𝑝

𝑍ሶ 0 ≈ 𝑗𝑋0
11
Transformadores
• Sequência zero do transformador trifásico de núcleo envolvente ou banco
monofásico ligado em Yg – Δ

𝐸ሶ
𝑍ሶ 0 𝑌 = = 𝑍ሶ + = 𝑍ሶ −
𝐼0 𝑝

𝑍ሶ 0 ∆ = ∞
12
Transformadores
• Sequência zero do transformador trifásico de núcleo envolvente ou banco
monofásico ligado em Y – Δ

𝑍ሶ 0 = ∞

13
Transformadores
• Sequência zero do transformador trifásico de núcleo envolvente ou banco
monofásico ligado em Δ – Δ

A reatância 𝑋0 forma um laço com a terra


(barra de referência), indicando a
possibilidade de circulação de corrente
𝑍ሶ 0 = ∞ de sequência zero dentro dos dois deltas.
Devido a blindagem da carcaça do
transformador esta possibilidade é
remota. 14
Transformadores
• Sequência zero do transformador trifásico de núcleo envolvente ou banco
monofásico ligado em Yg – Y

𝑍ሶ 0 = ∞

15
Transformadores
• Sequência zero do transformador trifásico de núcleo envolvente ou banco
monofásico ligado em Y – Y

𝑍ሶ 0 = ∞

16
Transformadores
• Sequência zero do transformador trifásico de núcleo envolvente ou banco
monofásico com impedância de aterramento;

As impedâncias 𝑍ሶ 𝑀 e 𝑍ሶ 𝑁 são as impedâncias


acumuladas dos respectivos trechos percorridos
pelas correntes de retorno 3𝐼0ሶ .

17
Transformadores
Resumo: circuitos equivalentes de sequência zero de transformadores
trifásicos de núcleo envolvente e de banco de transformadores
monofásicos.

18
Transformadores
Resumo: circuitos equivalentes de sequência zero de transformadores
trifásicos de núcleo envolvente com três enrolamentos.

19
Transformadores
Trifásicos de núcleo envolvido

• O transformador trifásico de dois enrolamentos opera com um novo


enrolamento em delta, conhecido como delta fictício;
• Assim, o transformador trifásico é encarado, do ponto de vista da
sequência zero como um transformador trifásico de três
enrolamentos, sendo um enrolamento sempre o delta fictício.
20
Transformadores
Trifásicos de núcleo envolvido
• Conexão Yg-Yg

O valor 4,5𝑋0 é aproximadamente o valor médio obtido


𝑋0 = 𝑋+ = 𝑋−
para o enrolamento fictício em delta

21
Transformadores
Trifásicos de núcleo envolvido
• Conexão Yg-Y

𝑋0 = 𝑋+ = 𝑋−

22
Transformadores
Trifásicos de núcleo envolvido
• Conexão Yg-∆

𝑋0𝑌∆ = 𝑋0𝑌 + 𝑋0∆ // 𝑋0∆𝑓𝑖𝑐𝑡í𝑐𝑖𝑜 = 0,85𝑋0

𝑋0 = 𝑋+ = 𝑋−

23
Transformadores
Trifásicos de núcleo envolvido
Resumo: circuitos equivalentes por fase de sequência zero.

24
Exercício
• Obter os circuitos de sequência positiva, negativa e zero para o circuito
representado pelo diagrama unifilar abaixo para as seguintes situações: (a)
Conexão de TR1 = Δ:Yg e Conexão de TR2 = Δ:Yg (b) Conexão de TR1 = Yg:Y.

25
Exercício

26
Exercício

27
Referência Bibliográfica
• SATO, Fujio; FREITAS, Walmir. Análise de Curto-Circuito e
Princípios de Proteção em Sistemas de Energia Elétrica:
Fundamentos e Práticas. Rio de Janeiro: Elsevier, 2015.

• KINDERMANN, Geraldo. Curto-Circuito – 2º edição – Porto Alegre:


Sagra Luzzato, 1997.

28