Вы находитесь на странице: 1из 11

A Parábola do semeador

**Mateus 13:3-9, 18-23**


3Então lhes falou muitas coisas por parábolas, dizendo: "O semeador
saiu a semear.
4Enquanto lançava a semente, parte dela caiu à beira do caminho, e
as aves vieram e a comeram.
5Parte dela caiu em terreno pedregoso, onde não havia muita terra; e
logo brotou, porque a terra não era profunda.
6Mas quando saiu o sol, as plantas se queimaram e secaram, porque
não tinham raiz.
7Outra parte caiu entre espinhos, que cresceram e sufocaram as
plantas.
8Outra ainda caiu em boa terra, deu boa colheita, a cem, sessenta e
trinta por um.
9Aquele que tem ouvidos para ouvir, ouça!"

18"Portanto, ouçam o que significa a parábola do semeador:


19Quando alguém ouve a mensagem do Reino e não a entende, o
Maligno vem e lhe arranca o que foi semeado em seu coração. Este é
o que foi semeado à beira do caminho.
20Quanto ao que foi semeado em terreno pedregoso, este é aquele
que ouve a palavra e logo a recebe com alegria.
21Todavia, visto que não tem raiz em si mesmo, permanece por
pouco tempo. Quando surge alguma tribulação ou perseguição por
causa da palavra, logo a abandona.
22Quanto ao que foi semeado entre os espinhos, este é aquele que
ouve a palavra, mas a preocupação desta vida e o engano das
riquezas a sufocam, tornando-a infrutífera.
23E, finalmente, o que foi semeado em boa terra: este é aquele que
ouve a palavra e a entende, e dá uma colheita de cem, sessenta e
trinta por um".
 Para quem é a Palavra?
Embora não tenha sido citado, o versículo 2 desse capítulo
13 nos responde:
"Reuniu-se ao seu redor uma multidão tão grande que ele

teve que entrar num barco e assentar-se nele, enquanto


todo o povo ficou na praia."
Multidão engloba todos: discípulos e não discípulos;
convertidos e nao convertidos.

 O material apresentado
Esse texto tem muitas riquezas de detalhes, mas quero me
fixar em apenas 3: a semente, a terra (ou o solo) e a
semeadura.
1. A semente é o Evangelho do Reino... Não uma religião, pois
há várias; não um ponto de vista, pois isso é subjetivo e
pessoal. mas sim, aquele que é o Caminho, a Verdade e a
Vida: Jesus, com seus princípios e valores.
2. A terra/solo é o coração do homem.
3. A semeadura são 4 tipos: à beira do caminho; terreno
pedregoso; entre os espinhos; boa terra.

Há um detalhe importante: a mesma semente foi usada


para todas as semeaduras. O que variou foi o tipo de solo, a
maneira como esse solo acolheu essa semente, e o resultado, ou
seja, independente do tempo de caminhada que temos de
evangelho, a forma como você acolhe a semente (Evangelho), e a
maneira como você reage a esse plantio (fruto), dirá que tipo de
solo (coração) essa semente foi plantada.
Pesquisei algo interessante sobre o pH do solo. O
engenheiro agrônomo mede o pH do solo, i.e., a acidez antes de
definir se a terra pode dar uma boa colheita ou não. Os solos
possuem PH entre 3,0 à 9,0. Solos ácidos são regiões úmidas,
margens de rios e pântanos, com PH 6,5 e conhecidos como solo
argiloso. Solos alcalinos são regiões ricas em calcário, pH 7. Mas o
pH ideal é o neutro (6 à 6,8), ponto de equilíbrio no qual a maioria
dos nutrientes permanecem disponíveis às raízes.(fonte:
http://mundoeducacao.bol.uol.com.br/quimica/solo-fertil-
influencia-ph.htm)

Trazendo para o reino de Deus, o solo argiloso tem uma


tendência à ser ácido; o solo calcário tem uma tendência a ser
alcalino; e o neutro não tem tendência nenhuma, por esse motivo
é um solo favorável à um bom plantio. Jesus fala que nosso
coração tem de ser como de uma criança, a comparação é mais
do que correta. Criança é neutra, livre para receber as coisas de
uma maneira simples, pura e ingênua. Coração de pH neutro não
pende nem para um lado,nem pro outro. Para a pessoa com esse
tipo de coração pouco importa de quem vem a Palavra, o ensino,
e como vem. Não fica analisando se quem está falando é fulano,
mas se for sicrano falando a mesma coisa, então eu recebo a
palavra... A Bíblia manda eu reter o que for bom. Na multiforme
graça de Deus, não posso fechar meu coração para os nutrientes
que vem do trono do Pai! Mas isso, volto a dizer, vai depender da
acidez do meu coração, do tipo de solo.

Um coração de pH neutro é um coração apaixonado por Jesus!


(exemplo vídeo da tribo orando contra um furacão)
O Senhor me levou a entender nessa parábola do Semeador
que Ele testa o pH do nosso coração de uma dessas 4 formas. Ele
lança a semente do evangelho, e em uma delas, em algum
momento da nossa vida, o nosso coração se encaixa. E a pergunta
que se faz necessária é:

como está a acidez do meu coração para receber uma palavra de


Deus hoje?

O Tratamento Divino

Vamos refletir?

1) A semente à beira do caminho

_ a pessoa ouve a mensagem do Reino;

_ não entende;

_ Resultado: o maligno vem e lhe arranca o que foi semeado.

Aquele tipo de pessoa que recebe o evangelho, mas a falta


de entendimento torna essa pessoa sem convicção, rasa, confusa.
Ela sabe pela palavra de Deus o que precisa fazer, mas não faz.
Toma posição totalmente fora da Palavra de Deus.

"meu povo perece por falta de entendimento , diferente de


conhecimento"- Oseias 4:9
6"Ele nos capacitou para sermos ministros de uma nova aliança,
não da letra, mas do Espírito; pois a letra mata, mas o Espírito
vivifica".- 2 corintios 3:6
A letra mata, mas o Espírito vivifica. O conhecimento, sem
entendimento, ensoberbece. Não torna ninguém discípulo. A
pessoa pode assentir com a cabeça, mas no coração ela nao quer
e nem vai fazer, mesmo sabendo o que a Bíblia ensina. Pergunta:
foi por falta de saber? Foi por falta de conhecer? Não. Falta
entendimento...

2) Semeado em terreno pedregoso

_ a pessoa ouve a palavra;

_ recebe com alegria (euforia), pessoa não-fundamentada;mas


nao tem

_ Resultado: surge alguma tribulação ela logo abandona.

É o caso do eufórico, do impulsivo. A pessoa recebe a


palavra com alegria, mas a falta de fundamentação na Palavra de
Deus, na caminhada no Senhor torna essa pessoa vulnerável. É o
leite espiritual que está lá em Hebreus 6. A Bíblia diz, "não tem
raiz em si mesmo"... enraizar leva tempo! Jesus disse que a gente
conheceria a árvore pelo fruto, e isso leva tempo. Aí a pessoa está
recém convertida, o irmão enche essa pessoa de coisas que não
deveria, não por ser coisas misteriosas e ocultas, afinal não
vivemos uma vida de maçonaria, mas porque não era a hora! Aí o
irmão mais velho, de mais tempo de caminhada, ao invés de viver
Cristo, apresentar Cristo, e resolver tudo aos olhos de Cristo ( e
para isso que temos a Bíblia), não! ...abre-se vida, contam
testemunhos pesados, fala de defeitos e dificuldades dentro do
corpo de Cristo, que não era hora de se compartilhar (se é que
dever-se-ia compartilhar!). Jesus já havia advertido: "errais por
nao conhecerem as escrituras, nem o poder de Deus."(Mateus
22:29- NVi). Por falta de profundidade aquela pessoa mais fraca
sai arrebentada dali, escandalizada e, o que é pior, sem
fundamentação, sem ter ido experiências reais com a pessoa de
Jesus Cristo através da vida de cada um de nós. Em vindo outro
vento de doutrina, irmãos, qual o resultado?
Romanos 15:1,2

"Nós, que somos fortes, devemos suportar as fraquezas dos fracos, e


não agradar a nós mesmos.
Cada um de nós deve agradar ao seu próximo para o bem dele, a fim
de edificá-lo.

Não podemos confundir as coisas! Há festa no céu sim


quando alguém se arrepende, p.ex., e isso é instantâneo e
espontâneo, mas o fruto desse arrependimento virá com o
tempo. Não nos esqueçamos. Tanto pro novo convertido, quanto
pro de longa caminhada:

1. Profundidade, adquirida na vida de discipulado com o


Espírito Santo;
2. meditação na Palavra;
3. Revelação da Palavra;
4. sujeição a essa Palavra.

O levante do inimigo

Curiosamente essa perseguição por causa da Palavra


acontece, e muito mais do que imaginamos, especialmente
quando uma pessoa toma posição no Senhor: decide se batizar;
ou um casal em jugo desigual, e uma das partes resolve seguir a
Cristo; ou uma pessoa que se arrependeu, quer consertar, etc. o
inimigo se levanta, porque ele não dá conta de ver Igreja
restaurada, pessoa curada e liberta das amarras que vem dele. O
que a Palavra prega é que se essa pessoa for rasa na fé, se veio
pro Reino por empolgação acreditando que ela não iria ter lutas,
mas apenas vitórias, é um engano brutal, um erro fatal. A
pessoa...

...Logo abandona, ou seja, volta a fazer o que lhe convém!


Não é assim quando a gente está com o coração complicado?
Aquele Jesus, que um dia a pessoa confessou como Senhor e
Salvador, já não é tão Senhor assim... A palavra de Deus, que era
pra ser lâmpada para os pés (Sl 119:105 "A tua palavra é
lâmpada que ilumina os meus passos e luz que clareia o meu
caminho"), já nao a orienta mais, afinal, a luta tem sido tanta,
que se nao consigo tempo para ler a Bíblia, quanto mais meditar
nela e querer obedecê-la! Tudo vira pretexto! Antes se fazia tudo
por Jesus, agora primeiro "eu", o evangelho "Segundo eu
mesmo"...etc. O quadro fica mais ou menos assim:

 sigo o meu coração, ao invés da Palavra;


 meu instinto, ao invés do Espírito Santo;
 a minha razão, ao invés do discernimento.

Troco o que é espiritual por obra morta, da carne; troco


Deus, por um falso deus: cego, mudo, surdo, tem boca mas nao
fala, nariz mas nao cheira. E Paulo diz: andai no espírito!

A Bíblia adverte: Torna (o estado d-) este ultimo pior do que


o primeiro, disse Jesus. Isso vai muito além do que a condição de
estar ou nao tomado por espírito imundo. Mas sim de ser ou nao
cheio de Cristo, de unção, dos princípios e valores do Reino de
Cristo.
Jeremias 17:9- "nosso coração é tremendamente enganoso, mais
que qualquer coisa". Não nos deixemos nos enganar, queridos!
Uma chave de fenda promete mais do que o coração de uma
pessoa, porque ele parafusa ou desparafusa, e de vez em quando
serve para abrir uma lata de tinta quando for preciso.Mas e o
coração de um recém nascido? Quem garante?Só o Senhor.

3) Semeado entre os espinhos

_ pessoa ouve a palavra

_ as preocupações e o engano das riqueza

_ Resultado: pessoa infrutífera.

Essa situação tem muito a ver com nosso contexto. A pessoa


ouve a Palavra mas as preocupações desta vida e o engano das
riquezas...

a) preocupações desta vida-

Atentemo-nos à palavra: pré-ocupação, ou seja, se é pré,


significa que é algo que vem, ou pode vir, antes. Significa que eu
posso ter de um certo modo um controle sobre isso. Eu tenho
poder de escolha sobre o que pode e o que não pode me
preocupar. Isto se chama Prioridade. É uma decisão pessoal da
vontade. O tempo quem faz somos nós. A ocasião também. É
você escolher se consagrar ao senhor. Buscai primeiro o Reino de
Deus e todas estas coisas vos serão acrescentadas. Não vai faltar
porque vc escolheu o Senhor como seu pastor, e por isso nada te
faltara...ele te fará andar por pastos verdejantes... Ora, só ha
lugar de refrigério para quem esta na labuta, na tribulação, na
peleja. Não ha vitoria sem luta
Pode vc pensar: ah, mas assim eu nao quero; então ta. Senta e
espera, porque do jeito que a gente quer, só quando Jesus voltar.

Apocalipse 22

. O engano das riquezas- (preciso ter pra ser..........). Não tem


como agradar dois senhores. Ou ha de agradar um e desagradar o
outro, ou vice-versa.o ter para ser: os melhores smartphones,
celulares, roupas. Os diplomas, financiamentos, carros, etc.
Somos assediados todos os dias, o dia todo. E isso nos joga num
ciclo de sobrecarga e rebolamos para pagar as contas para
manter não somente o básico, mas também o trivial...

A Rainha de Sabá

Ela veio com riquezas à Salomão com o intuito de fazer


perguntas para ele. Ela foi ao seu encontro para fazer toda e
qualquer tipo de pergunta. E Salomão deu em troca a sabedoria
que Deus tinha dado para ele. Isso é um princípio que a Palavra
nos ensina. Hoje somos os Salomões dessa geração. O mundo nos
alicia com coisas, nós revidamos com valores de Cristo. As
prestações vem nos tirar descanso, paz e tempo com Deus, mas
fazemos como Daniel: escolhemos o Senhor e nao abrimos mão
dele, e do tempo com ele.

Daniel 6:10
10Quando Daniel soube que o decreto tinha sido publicado, foi
para casa, para o seu quarto, no andar de cima, onde as janelas
davam para Jerusalém. Três vezes por dia ele se ajoelhava e
orava, agradecendo ao seu Deus, como costumava fazer (NVi)
Daniel era diligente.

Diligência: presteza, velocidade no modo de fazer algo; zelo,


cuidado e aplicação na realização de;

é esse o coração que Deus quer de mim, de vc, de todos nós.

O cuidado tem de ser para não ser uma atitude religiosa,no


sentido mecânico da palavra. Ai é uma questão de motivação, de
coração.

. Mateus 13:44
44"O Reino dos céus é como um tesouro escondido num campo.
Certo homem, tendo-o encontrado, escondeu-o de novo e, então,
cheio de alegria, foi, vendeu tudo o que tinha e comprou aquele
campo.

Mas: e os frutos? Essa pergunta vai de encontro com a semente


que cai em boa terra.

4) A semente em terra boa

- a pessoa ouve a palavra

- a entende (obedece, submete, recebe)

- Resultado: dá fruto

A palavra cita 2 especificos tipos de fruto: de


arrependimento e do Espírito. Quer seja fruto digno de
arrependimento ou fruto do espírito, a grande verdade é que
quando a semente cai em boa terra, um coração quebrantado,
humilde, dá fruto. Isso vale tanto para o novato na fé, como para
o veterano.

Com qual dessas 4 situações o seu coração se identificou


hoje?

*Cântico: quero ser como criança.

Fim