Вы находитесь на странице: 1из 4

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ

CENTRO DE TECNOLOGIA
DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL

DISCIPLINA:
LABORATÓRIO DE MECÂNICA DOS SOLOS – 2570
TURMA: 4

RELATÓRIO NO 3

Massa específica aparente do solo

Acadêmicos:

Alisson Martins Machado RA: 99715


Gustavo Basso Carlin RA: 98566
Vinicius de Oliveira Viega RA: 100287

MARINGÁ, 14 de Abril de 2018


1

1. OBJETIVO(S)

2. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA

3. MATERIAIS E MÉTODOS

3.1 MATERIAL – O solo

3.2 EQUIPAMENTOS UTILIZADOS

3.3 MÉTODO(S) DE ENSAIO

4. RESULTADOS
Segue em anexo a tabela dos resultados obtidos nos dois experimentos feito em sala,
cubagem pela medida direta das dimensões geométricas e pela cubagem através do empuxo de
água.
Para a determinação do teor de umidade presente nas amostras do solo nos dois métodos,
utilizou-se de procedimentos requeridos pela norma NBR 6457/1986 com auxílio da seguinte
equação:
2

𝑀1 − 𝑀2
𝑤= ∗ 100
𝑀2 − 𝑀3

Onde,

w é o teor de umidade, em %

M1 - massa da amostra úmida + massa da cápsula, em g

M2 - massa da amostra seca + massa da cápsula, em g


M3 - massa da cápsula, em g

Para o cálculo da massa específica aparente seca do solo nos dois métodos, utilizou-se
a seguinte equação:
𝜌
𝜌′ =
1 + 𝑤/100
Onde,
𝜌′ - massa específica aparente seca
𝜌 - massa específica do solo
𝑤 - umidade

Para o cálculo do volume do solo utilizado no método da balança hidrostática, utilizou-


se a fórmula:

(𝑀𝑐𝑝 − 𝑀𝑖 ) (𝑀𝑐𝑝 − 𝑀)
𝑉𝑠 = −
𝜌0 𝜌𝑝𝑎𝑟𝑎𝑓
Onde,
𝑉𝑠 - Volume do solo, em cm³
𝑀𝑐𝑝 – Massa do corpo de prova com parafina, em cm³
𝑀𝑖 – Massa do corpo de prova com parafina imerso, em cm³
𝑀 – Massa do corpo de prova, em g
𝜌0 – Massa específica da água, em g/cm³
𝜌𝑝𝑎𝑟𝑎𝑓 - Massa específica da parafina, em g/cm³
3

Para o cálculo da massa específica do solo nos dois métodos, utilizou-se a seguinte
fórmula:
𝑀
𝜌=
𝑉𝑠
No qual suas variáveis já foram citadas anteriormente.

5. ANÁLISE E DISCUSSÃO DOS RESULTADOS


Através dos métodos experimentais e de cálculos determinou-se a massa específica
aparente seca do solo. Pelo primeiro método, cubagem pela medida direta das dimensões
geométrica com auxílio de um paquímetro, obteve-se um resultado de 1,43 g/cm³. O segundo
método, talhagem com auxílio do anel, obteve-se um resultado de 1,46 g/cm³. O terceiro
método, balança hidrostática, obteve-se um resultado de 1,52 g/cm³, com uma média de 1,47
g/cm³.
Os resultados em questão apresentaram uma variação pequena um em relação ao outro,
pois a maneira como foi montado o corpo de prova, erros de precisão da balança e outros erros
na montagem do experimento, interferiram nos resultados finais. Os solos argilosos apresentam
uma massa específica aparente seca entre 1,28 g/cm³ e 1,40 g/cm³ e o solo estudado não é
completamente argiloso, porém pode ser considerado como um, então os resultados obtidos são
satisfatórios para o experimento.

REFERÊNCIAS
[1] NBR 10838/1988 – Solo: Determinação da massa específica aparente de amostras
indeformadas, com emprego da balança hidrostática;

Похожие интересы