Вы находитесь на странице: 1из 4

Enciclopédia da Conscienciologia 1

AMPARADOR EXTRAFÍSICO
(INTERASSISTENCIOLOGIA)

I. Conformática

Definologia. O amparador extrafísico é a consciex benfazeja e auxiliadora de consciên-


cia humana (conscin) ou de várias consciências humanas ao mesmo tempo, quando afins ao nível
de evolução, notadamente durante as projeções extrafísicas, abrangendo a influência benéfica em
toda a vida intrafísica da personalidade e até mesmo durante o estado da vigília física ordinária.
Tematologia. Tema central homeostático.
Etimologia. A palavra amparador vem do idioma Latim, anteparare, “preparar de ante-
mão; dispor com antecipação; aparelhar; pôr algo à frente para proteger”. Apareceu no Século
XIV. O prefixo extra deriva também do idioma Latim, extra, “na parte de fora; além de; por exce-
ção”. O vocábulo físico procede do mesmo idioma Latim, physicus, e este do idioma Grego, phy-
sikós, “relativo à Natureza ou ao estudo da mesma”. Surgiu no Século XIII.
Sinonimologia: 01. Assistente extrafísico. 02. Técnico extrafísico da tares. 03. Pesqui-
sador extrafísico. 04. Consciex universalista. 05. Abridor de caminhos; acompanhante extrafísi-
co; aliado extrafísico; amigo oculto do projetor ou projetora. 06. Auxiliador invisível; auxiliar
extrafísico. 07. Cicerone extrafísico; coadjutor extrafísico; conselheiro extrafísico. 08. Mestre
extrafísico. 09. Operador invisível; parceiro extrafísico; protetor extrafísico. 10. Cooperador ex-
trafísico; socorrista extrafísico.
Cognatologia. Eis, na ordem alfabética, 15 cognatos derivados do vocábulo amparo:
amparabilidade; amparada; amparado; amparador; amparadora; amparadorismo; ampara-li-
vros; amparamento; amparanda; amparando; amparar; amparável; amparense; amparofilia;
Amparologia.
Arcaisticologia. Eis 6 expressões equivalentes, arcaicas, desgastadas e envilecidas pelo
emprego continuado e místico para amparador: anjo de guarda; anjo guardião; anjo de luz;
guia; mentor; ser de luz.
Neologia. As 3 expressões compostas amparador extrafísico, amparador extrafísico te-
nepessista e amparador extrafísico ofiexista são neologismos técnicos da Interassistenciologia.
Antonimologia: 01. Amparador intrafísico. 02. Assistente intrafísico. 03. Técnico in-
trafísico da tares. 04. Guia amaurótico extrafísico. 05. Inspirador extrafísico sectário. 06. Cons-
ciex anticosmoética. 07. Adversário extrafísico. 08. Inimigo extrafísico. 09. Assediador extrafí-
sico. 10. Satélite de assediador extrafísico.
Estrangeirismologia: o extraphysical ghostwriter.
Atributologia: predomínio das percepções extrassensoriais, notadamente do autodiscer-
nimento parapsíquico.
Megapensenologia. Eis 2 megapensenes trivocabulares relativos ao tema: – Inexiste am-
paro assediador. Amparadores promovem soerguimentos.

II. Fatuística

Pensenologia: o holopensene pessoal, cosmoético, assistencial; os ortopensenes; a orto-


pensenidade.

Fatologia: a vida humana programada com a assistencialidade interconsciencial.

Parafatologia: a autovivência do estado vibracional (EV) profilático; a interassistencia-


lidade; a tenepes; a ofiex; as Centrais Extrafísicas.
2 Enciclopédia da Conscienciologia

III. Detalhismo

Colegiologia: o Colégio Invisível da Assistenciologia; o Colégio Invisível da Paraper-


cepciologia; o Colégio Invisível da Proexologia.
Binomiologia: o binômio duplista conscin amparadora–consciex amparadora.
Holotecologia: a assistencioteca.
Interdisciplinologia: a Interassistenciologia; a Extrafisicologia; a Amparologia; a Tene-
pessologia; a Ofiexologia; a Autevoluciologia; a Autoparapercepciologia; a Autocosmoeticologia;
a Autoproexologia; a Autodesassediologia.

IV. Perfilologia

Elencologia: a conscin lúcida; a isca humana lúcida; o ser desperto; o ser interassisten-
cial; a semiconsciex.

Masculinologia: o amparador extrafísico; o amparador intrafísico; o acoplamentista;


o agente retrocognitor; o atacadista consciencial; o autodecisor; o intermissivista; o cognopolita;
o completista; o comunicólogo; o conscienciólogo; o conscienciômetra; o consciencioterapeuta;
o macrossômata; o conviviólogo; o duplista; o duplólogo; o proexista; o proexólogo; o reedu-
cador; o epicon lúcido; o escritor; o exemplarista; o intelectual; o reciclante existencial; o inversor
existencial; o maxidissidente ideológico; o tenepessista; o ofiexista; o parapercepciologista; o pes-
quisador; o projetor consciente; o sistemata; o tertuliano; o verbetólogo; o voluntário consciencio-
lógico; o tocador de obra; o homem de ação.

Femininologia: a amparadora extrafísica; a amparadora intrafísica; a acoplamentista;


a agente retrocognitora; a atacadista consciencial; a autodecisora; a intermissivista; a cognopoli-
ta; a completista; a comunicóloga; a consciencióloga; a conscienciômetra; a consciencioterapeuta;
a macrossômata; a convivióloga; a duplista; a duplóloga; a proexista; a proexóloga; a reeducado-
ra; a epicon lúcida; a escritora; a exemplarista; a intelectual; a reciclante existencial; a inversora
existencial; a maxidissidente ideológica; a tenepessista; a ofiexista; a parapercepciologista; a pes-
quisadora; a projetora consciente; a sistemata; a tertuliana; a verbetóloga; a voluntária conscien-
ciológica; a tocadora de obra; a mulher de ação.

Hominologia: o Homo sapiens tenepessista; o Homo sapiens offiexologus; o Homo sa-


piens intermissivista; o Homo sapiens epicentricus; o Homo sapiens cosmoethicus; o Homo sa-
piens parapsychicus; o Homo sapiens teleguiatus.

V. Argumentologia

Exemplologia: amparador extrafísico tenepessista = a consciex técnica assistindo o te-


nepessista, homem ou mulher, e os assistidos; amparador extrafísico ofiexista = a consciex técnica
assistindo o ofiexista, homem ou mulher, e os assistidos.

Autevolução. Os amparadores extrafísicos podem ser mais ou menos evoluídos segundo


o nível de evolução das conscins assistidas. Os amparadores dos quais merecíamos atenção e des-
velo na China Antiga e na Grécia Antiga, eram menos evoluídos em relação aos operadores de
hoje, dependendo dos esforços e desempenhos evolutivos das conscins com as proéxis.
Pítias. As pítias ou pitonisas do Oráculo de Delfos, durante séculos, atuaram no transe
parapsíquico sob o predomínio da influência de guias extrafísicos amauróticos. Eis evidências ra-
cionais desse fato: as sensitivas absorviam as emanações do gás etileno das rochas vulcânicas, en-
volviam-se a favor ou incentivando guerras e desconheciam a existência dos Serenões, afirmando,
inclusive, ter sido Sócrates a pessoa mais sábia na face da Terra.
Enciclopédia da Conscienciologia 3

Santos. Os assim-chamados santos da Igreja Católica Apostólica Romana (ICAR), du-


rante séculos, vêem atuando no transe parapsíquico sob o predomínio da influência de guias ex-
trafísicos amauróticos. Eis evidências racionais desse fato: no estado de êxtase, ou contemplação,
não discorriam contra a lavagem subcerebral da dogmática católica, ao contrário, perpetuaram
sempre a doutrinação facciosa a favor do obscurantismo romano ou do Vaticano.
Médiuns. Os médiuns do Espiritismo durante 1 século e meio vêem atuando no transe
parapsíquico sob o predomínio da influência de guias extrafísicos amauróticos. Eis a evidência ra-
cional desse fato: os sensitivos não conseguem publicar trabalhos de cunho universalista além das
doutrinações facciosas de Allan Kardec (Hippolyte Léon Denizard Rivail, 1804–1869) e Jesus
Cristo (4 a.e.c.–29 e.c.), governados com mão-de-ferro pelas Federações Espíritas (Vaticaninhos,
nihil obstat), sem poderem desenvolver a tarefa do esclarecimento e pesquisas científicas sem
cunhos sectários.
Técnico. O amparador ou desassediador atua ao modo de benfeitor extrafísico, técnico
em energias conscienciais e assistências interconscienciais.
Visual. O visual da consciex amparadora pode ser de homem ou de mulher, em geral re-
fletindo a fisionomia do mais recente soma corporificado pela consciência na intrafisicalidade,
por isso, quando há a referência geral e didática, aqui, a amparador, deve-se entender o ampara-
dor ou a amparadora.

Caracterologia. No trabalho da Interassistenciologia, ou na cooperação com a conscin,


o amparador extrafísico é polivalente, conforme é possível se constatar, por exemplo, através de
3 condições ou categorias:
1. Co-epicon. No desenvolvimento dos trabalhos assistenciais da tenepes e da ofiex,
o amparador extrafísico atua na função de co-epicon.
2. Co-projetor. No desenvolvimento das projeções conscienciais lúcidas, assistidas,
o amparador extrafísico atua na função de co-projetor.
3. Co-terapeuta. No desenvolvimento dos trabalhos assistenciais da Conscienciotera-
pia, o amparador extrafísico atua na função de co-terapeuta.

VI. Acabativa

Remissiologia. Pelos critérios da Mentalsomatologia, eis, por exemplo, na ordem alfabé-


tica, 7 verbetes da Enciclopédia da Conscienciologia, e respectivas especialidades e temas cen-
trais, evidenciando relação estreita com o amparador extrafísico, indicados para a expansão das
abordagens detalhistas, mais exaustivas, dos pesquisadores, mulheres e homens interessados:
1. Amparo extrafísico: Assistenciologia; Homeostático.
2. Atitude parapsíquica passiva: Parapercepciologia; Neutro.
3. Atitude pró-amparador extrafísico: Interassistenciologia; Homeostático.
4. Interassistencialidade: Assistenciologia; Homeostático.
5. Monitoramento consciencial: Parapercepciologia; Neutro.
6. Ofiexologia: Assistenciologia; Homeostático.
7. Sinalética parapsíquica: Parapercepciologia; Homeostático.

OS AMPARADORES EXTRAFÍSICOS AMAM OS AMPA-


RANDOS QUAIS MÃES E PAIS, SEM SUPERPROTEÇÃO,
VIOLENTAÇÕES, ESTUPROS EVOLUTIVOS OU PROJE-
ÇÕES CONSCIENTES VEXAMINOSAS INDISCRIMINADAS.
Questionologia. Você, leitor ou leitora, admite receber a assistência de algum amparador
extrafísico? Baseado em quais fatos e parafatos?
4 Enciclopédia da Conscienciologia

Bibliografia Específica:

01. Brittain, Annie; Twixt Earth and Heaven; 190 p.; ilus.; 18,5 x 12 cm; enc.; Rider; Londres; 1935; página 56.
02. Crookall, Robert; During Sleep: The Possibility of “Co-operation” Between the Living and the Dead;
int. Leslie Shepard; XVI + 102 p.; 5 caps.; bib. 99-102; 2 apênds.; 20 x 13,5 cm; enc.; sob.; University Books; Secaucus,
NJ; EUA; 1974; página 1.
03. Engel, Herbert H. G.; Der Sphärenwanderer; 236 p.; 44 caps.; ilus.; 23 x 15,5 cm; enc.; sob.; Ansata-
-Verlag; Interlaken; Schweiz; 1981; página 14.
04. Frost, Gavin; & Frost, Yvonne; Astral Travel; 240 p.; 12 caps.; ilus.; 26 refs.; 2 apênds.; 18 x 11 cm; br.;
pocket; Granada Publishing; Londres; 1982; página 56.
05. Gaynor, Frank; Dictionary of Mysticism; 210 p.; glos. 2.221 termos; 23 x 15 cm; enc.; sob.; Philosophical
Library; New York, NY; 1953; página 39.
06. Gonçalves, Júlio César; Eles prometem Ensinar Você a Sair do Próprio Corpo; Shopping News–City
News; Jornal; Ano 18; N. 891; ilus.; São Paulo, SP; 10.10.82; página 5.
07. Greenhouse, Herbert B.; The Astral Journey; 360 p.; 32 caps.; 151 refs.; alf.; 21 x 14 x 3 cm; enc.; sob.;
Doubleday; New York, NY; 1975; página 274.
08. Hives, Frank; Glimpses Into Infinity; int. G. Lumley; pref. Mrs. Philip Champion de Crespigny; XXXIV
+ 278 p.; 16 caps.; 17,5 x 10,5 x 3,5 cm; enc.; John Lane the Bodley Head; Londres; 1931; página 69.
09. Leadbeater, Charles Webster; Les Aides Invisibles; 160 p.; 17,5 x 12 cm; enc.; 4a Ed.; Les Éditions
Adyar; Paris; 1930; página 27.
10. Meek, George W.; O que nos espera Depois da Morte? (“After We Die, What Then?”); trad. Gilberto
Campista Guarino; 190 p.; 17 caps.; ilus.; 21 x 13,5 cm; br.; Record; Rio de Janeiro, RJ; 1983; página 147.
11. Mittl, John; Astral Projection: Modus Operandi; Folheto; 10 p.; 28 x 21,5 cm; br.; Health Research;
Mokelumne Hill; Califórnia; EUA; 1960; página 5.
12. Monroe, Robert Allan; Journeys Out of the Body; New Foreword; epíl. Stuart W. Twemlow; 280 p.; 21
caps.; 20,5 x 13 cm; br.; Ed. atualizada; Anchor Press / Doubleday; New York, NY; 1977; página 132.
13. Powell, Arthur Edgard; The Astral Body; XIV + 266 p.; 29 caps.; 40 refs.; alf.; 21 x 13,5 cm; br.; The
Theosophical Publishing House; Wheaton; Illinois; EUA; 1978; página 236.
14. Rogo, Douglas Scott; Leaving the Body: A Practical Guide to Astral Projection; int. Charles Theodore
Tart; XIV + 190 p.; 10 caps.; 1 ilus.; 9 refs.; alf.; 20,5 x 14 cm; br.; Prentice-Hall; Englewood Cliffs; New Jersey; EUA;
1983; página 59.
15. Schiff, Jean-Marie; L’Espace Interieur; 256 p.; ilus.; 26 refs.; 22 x 17 x 3 cm; enc.; sob.; Celt; Paris;
1977; página 114.
16. Shay, Joseph M.; Out of Body Consciousness; int. Paul Twitchell; 108 p.; 13,5 x 21 cm; br.; Lumen
Press; St. Louis; Missouri; EUA; 1972; página 77.
17. Steiger, Brad; Pseudônimo de Eugene E. Olson; Astral Projection; 234 p.; 20 caps.; alf.; 23,5 x 16,5 cm;
br.; Para Research; Rockport; Massachusetts; EUA; 1982; página 73.
18. Swedenborg, Emanuel; O Céu e o Inferno; trad. e int. Levindo Castro de la Fayette; 472 p.; alf.; 23 x 16
cm; br.; Oficinas Gráficas da Casa Cruz; Rio de Janeiro, RJ; 1920; página 121.
19. Vieira, Waldo; Projeciologia: Panorama das Experiências da Consciência Fora do Corpo Humano; 1.248
p.; 525 caps.; 150 abrevs.; 43 ilus.; 5 índices; 1 sinopse; glos. 300 termos; 2.041 refs.; alf.; geo.; ono.; 27 x 21 x 7 cm; enc.;
5a Ed.; Instituto Internacional de Projeciologia e Conscienciologia (IIPC); Rio de Janeiro, RJ; 2002; página 686.
20. Idem; Projeções da Consciência: Diário de Experiências Fora do Corpo Físico; 224 p.; glos. 25 termos;
alf.; 21 x 14 cm; br.; 6a Ed. revisada; Instituto Internacional de Projeciologia e Conscienciologia (IIPC); Rio de Janeiro,
RJ; 2002; página 168.
21. Idem; 700 Experimentos da Conscienciologia; 1.058 p.; 700 caps.; 147 abrevs.; 600 enus.; 8 índices; 2 tabs.;
300 testes; glos. 280 termos; 5.116 refs.; alf.; geo.; ono.; 28,5 x 21,5 x 7 cm; enc.; Instituto Internacional de Projeciolo-
gia; Rio de Janeiro, RJ; 1994; páginas 404, 677, 725 e 735.
22. Yram; Pseudônimo de Marcel Louis Fohan; Practical Astral Projection; 254 p.; 33 caps.; 18 x 10,5 cm;
br.; pocket; 4a Ed.; Samuel Weiser; New York, NY; 1979; página 54.
23. Zaniah; Pseudônimo de José Dali Moral; Diccionario Esoterico; 580 p.; 71 refs.; 23 x 15,5 cm; br.; glos.
4.163 termos; 3a Ed.; Editorial Kier; Buenos Aires; Argentina; 1979; página 60.