Вы находитесь на странице: 1из 5

CRONOLOGIA DA PRODUÇÃO DE VIGOTSKI EM DEFECTOLOGIA*

(para as obras do Tomo V**)


***
1924 1924-25 1925 1928 1929 1930 1931 1932 1935 s/data
I - PROBLEMAS
1924 - Defeito e compensação (18 p.)****
GERAIS DE
1924 - Acerca da psicologia e da pedagogia da defectividade infantil (23 p.)
DEFECTOLOGIA 1924-25 - Princípios da educação de crianças fisicamente deficientes (14 p.)
1929 - Problemas fundamentais de defectologia contemporânea (30 p.)
II - QUESTÕES 1925 - Princípios de educação social de crianças surdas (15 p.)*****
ESPECIAIS DE 1928 - A infância difícil (12 p.)
1928 - Acerca da dinâmica do caráter infantil (12 p.)
DEFECTOLOGIA
1931 - Acerca dos processos compensatórios no desenvolvimento da criança mentalmente retardada (22 p.)
s/data - Moral insanity (3p.)
s/data - A criança cega (15 p.)
s/data - A defectologia e a teoria do desenvolvimento e da
educação da criança anormal (8 p.)
III - PROBLEMAS 1928 - O desenvolvimento da criança difícil e seu estudo (6 p.)
COLATERAIS DE 1928 - Fundamentos do trabalho com crianças mentalmente retardadas e fisicamente deficientes (6 p.)
1929 - Teses fundamentais do plano para o trabalho pedológico de investigação no campo da infância difícil (9 p.)
DEFECTOLOGIA
1931 - A coletividade como fator de desenvolvimento da criança deficiente (22 p.)
1931 - Prólogo ao livro de Ia. K. Tsveifel (3 p.)
1931 - Diagnóstico do desenvolvimento e clínica pedológica da infância difícil (64 p.)
1932 - Prólogo ao livro de E. K. Grachova (9 p.)
1935 - O problema do retardo mental (25 p.)
IV - MATERIAIS 1925 - Comprovação experimental dos novos métodos de ensino da linguagem para crianças surdas (4 p.)
TOMADOS DE 1928 - Métodos de estudo da criança com retardo mental (1 p.)
1928 - Do artigo “Resultados do Congresso” (2 p.)
INTERVENÇÕES,
1928 - Debates pelo motivo do informe de P. D. Mernenko (1 p.)
INFORMES, ETC. 1928 - Debates pelo motivo do informe de P. O. Efrussi (1 p.)
1928 - Debates pelo motivo do informe de A. M. Scherbina (1 p.)
1928 - Sobre o problema da duração da infância da criança mentalmente retardada (1 p.)
1929 - Anomalias do desenvolvimento cultural da criança (1 p.)
1930 - Sobre o problema da educação e do desenvolvimento lingüísticos da criança surda (2 p.)
1930 - O desenvolvimento cultural da criança anormal e dificilmente educável (1 p.)

Número de obras
2 1 2 9 3 2 4 1 1 3
no período
(41 pp.) (14 pp.) (19 pp.) (43 pp.) (40 pp.) (3 pp.) (111 pp.) (9 pp.) (25 pp.) (26 pp.)

*
Material para fins didáticos e de apoio à pesquisa. Organização: Achilles Delari Junior. Umuarama-PR, 30 de dezembro de 2009. Reformatado em 24 de fevereiro de 2014. Críticas e correções envie para: achilles@delari.net
**
Esta cronologia sobre a produção de Vigotski em defectologia cobre apenas o que foi publicado no Tomo V de suas obras escolhidas. Outros materiais porventura ainda inéditos ou publicados alhures não foram cobertos. A fonte de
todos os títulos é: VIGOTSKI, L. S. Obras Escogidas. Tomo V – Fundamentos de defectologia. Madrid: Visor, 1997. 391 p. Primeira publicação em russo: 1983. A tradução é minha, em caráter instrumental, sujeita a conferências
posteriores.
***
1935 é apenas uma data de publicação póstuma, mas mantive como distinto de “sem data”, pois estes em geral só foram publicados pela primeira nas obras, isto é, em 1983.
****
Esse número de páginas é contado pela impressão da edição espanhola e estão computadas também as páginas em que há notas da edição.
*****
Os títulos em negrito são para as obras que só foram publicadas pela primeira vez nas Obras Escolhidas, em russo, no ano de 1983.

1 de 5
NOTAS DA EDIÇÃO RUSSA
(para apresentação dos textos*)

1924
►1924 - Defeito e compensação

“Escrito em 1924. Sobre este tema Vigotski apresentou um informe no II Congresso de proteção jurídico-social aos
menores de idade. Publicou-se pela primeira vez como o artigo “Defeito e supercompensação” na recompilação “O
retardo mental, a cegueira e a surdez” (1927). Analisava em detalhe com espírito crítico o estado do diagnóstico dessa
época e assinalava o caminho para o desenvolvimento. A modificação do título, ao transformar o artigo em capítulo de
livro, refletia a atitude crítica do autor com relação à teoria de A. Adler. No capítulo estão presentes, no fundamental, a
exposição e a análise crítica das fontes bibliográficas estrangeiras sobre o problema da defectividade. Os dados próprios,
acumulados pelo autor durante o estudo clínico-psicológico das crianças anormais no Instituto de Defectologia
Experimental (IDE), estão expostos em trabalhos posteriores (vejam-se outros escritos do presente tomo)” (In: VIGOTSKI,
1997, p. 56).

►1924 - Acerca da psicologia e da pedagogia da defectividade infantil

“Foi publicado em 1924 na recompilação “Problemas da educação de crianças cegas, surdas e mentalmente retardadas”,
sob a direação de L. S. Vigotski. O capítulo – uma crítica científica – está dedicado aos nexos da defectologia com os ramos
próximos do saber, e a sua delimitação com relação aos mesmos. Vigotski também examinou neste capítulo o tema da
concepção metodologicamente correta da correlação entre “o biológico” e “o social” no desenvolvimento da criança
anormal e sua significação para a prática defectológica. Para um exame mais detido da influência das idéias de Vigotski
sobre o curso do desenvolvimento da defectologia na URSS, vejam-se: T. A. Vlásova, “Problemas psicológicos da
diferenciação do ensino e a educação das crianças anormais”. Moscou, 1972; L. V. Zankov, “Vigotski como defectólogo”. A
Escola especial, 1972, fasc. 4.” (In: VIGOTSKI, 1997, p. 94).

1924-25
►1924-25 - Princípios da educação de crianças fisicamente deficientes

“Este trabalho se baseia no informe “Princípios da educação de crianças fisicamente deficientes”, preparado por Vigotski
para o II Congresso de proteção jurídico-social dos menores de idade (1924). O autor incluiu no capítulo uma resenha do
livro de A. N. Grabórov “A escola auxiliar” (1925). O capítulo está orientado, no fundamental, a estabelecer os critérios
para a estruturação do trabalho educativo e docente nas instituições para crianças com diversas anomalias de
desenvolvimento, no qual estão expostos os princípios da organização e o conteúdo do trabalho pedagógico com as
crianças anormais.
Nesse Congresso se refletiram os critérios, essencialmente novos, sobre as possibilidades cognoscitivas das crianças
anormais. O Congresso refletiu a linha otimista no desenvolvimento da defectologia. Participaram nos trabalhos do
Congresso defectólogos, psicólogos e médicos. Havia sido proposta ao Congresso a tarefa de analisar a fundo o estado das
escolas especiais no aspecto organizativo e de princípios, assim como no aspecto educativo e de ensino. Nas resoluções se
assinalou o objetivo de vincular a pedagogia especial da criança fisicamente deficiente e mentalmente retardada com os
princípios e métodos gerais da educação social de crianças na escola soviética. Desta forma, nessas resoluções se
destacava a necessidade de incorporar essa categoria de crianças a uma atividade laboral útil, a uma vida de trabalho
independente. O Congresso reconheceu que era inadmissível dividir as crianças em os normais e os chamados moralmente
deficientes, eticamente atrasados, etc. Ficou ressaltado que as experiências com o traslado das chamadas crianças difíceis
a outro ambiente haviam demonstrado a possibilidade de uma mudança radical de seu comportamento. As crianças se
livravam das reações defensivas às influências sociais desfavoráveis para eles. Se superavam as insuficiências de seu
comportamento” (In: VIGOTSKI, 1997, p. 71)

1925
►1925 - Princípios de educação social de crianças surdas

“Trabalho escrito em 1925. Publica-se pela primeira vez” (In: VIGOTSKI, 1997, p. 128).

*
Transcreverei aqui todas as notas iniciais para os textos do Tomo V, mas apenas as iniciais. A edição russa já traz tais notas, apresentando um breve
histórico da produção e/ou edição de cada obra. A tradução aqui é minha, feita a partir do espanhol: VIGOTSKI, L. S. Obras Escogidas. Tomo V –
Fundamentos de defectologia. Madrid: Visor, 1997. 391 p. Primeira publicação em russo: 1983.
2 de 5
►1925 - Comprovação experimental dos novos métodos de ensino da linguagem para crianças surdas

“Teses redigidas por Vigotski para o informe no Conselho Pedagógico do Conselho Científico Estatal acerca dos problemas
da educação das crianças cegas, surdas e mentalmente retardadas, em 25 de maio de 1925. Publica-se pela primeira vez”
(In: VIGOTSKI, 1997, p. 344).

1928
►1928 - A infância difícil

“Estenograma de conferência de 4 de março de 1928. Pertence ao arquivo pessoal de L. S. Vigotski. Publica-se pela
primeira vez” (In: VIGOTSKI, 1997, p. 164)

►1928 - Acerca da dinâmica do caráter infantil

“Trabalho publicado na recompilação “Pedologia e educação” (Moscou, 1928)” (In: VIGOTSKI, 1997, p. 180)

►1928 - O desenvolvimento da criança difícil e seu estudo

“Teses. Publicadas no livro “Problemas fundamentais da pedologia na URSS” (Moscou, 1928)” (In: VIGOTSKI, 1997, p. 196).

►1928 - Fundamentos do trabalho com crianças mentalmente retardadas e fisicamente deficientes

“Material escrito para a “Enciclopédia Pedagógica”; t. II, 1928” (In: VIGOTSKI, 1997, p. 202)

►1928 - Métodos de estudo da criança com retardo mental

“Teses de informe na I Conferência pan-russa das escolas auxiliares, realizada em 1928. Publica-se pela primeira vez” (In:
VIGOTSKI, 1997, p. 345).

►1928 - Do artigo “Resultados do Congresso”

“Artigo escrito sobre os resultados do I Congresso Pedológico, que se realizou em Moscou (desde 27 de dezembro de 1927
até 4 de janeiro de 1928). Publicado na revista “Instrução pública”, 1928, n. 2” (In: VIGOTSKI, 1997, p. 350).

►1928 - Debates pelo motivo do informe de P. D. Mernenko

“As três intervenções de Vigotski nos debates sobre os informes de P. D. Mernenko, P. O. Efrussi e A. M. Scherbina foram
publicadas na revista “Problemas de Defectologia”, 1929, n. 2 (8). Informes acerca das distintas questões das escolas
auxiliares se realizavam sistematicamente na seção de defectologia do Instituto de Psicologia Científica, adjunto à Segunda
Universidade Estatal de Moscou nos anos 1928-1929.” (In: VIGOTSKI, 1997, p. 357).

►1928 - Debates pelo motivo do informe de P. O. Efrussi

“Intervenção de Vigotski pelo motivo do informe de P. O. Efrussi “Composição do alunado e do programa da escola
auxiliar”, de 15 de maio de 1928. A intervenção de Vigotski sobre o informe de P. D. Mernenko “Educação do tato e sua
significação para o desenvolvimento da criança” data de junho de 1928” (In: VIGOTSKI, 1997, p. 359).

►1928 - Debates pelo motivo do informe de A. M. Scherbina

“Intervenção de Vigotski sobre o informe de A. M. Scherbina “Acerca do problema da criação de um sistema adequado
para que os cegos realizem operações matemáticas”, em 27 de novembro de 1928” (In: VIGOTSKI, 1997, p. 361).

►1928 - Sobre o problema da duração da infância da criança mentalmente retardada

“Conteúdo resumido do informe na sessão da seção de defectologia do Instituto de Pedagogia Científica, adjunto à
Segunda Universidade Estatal de Moscou, em 18 de dezembro de 1928. Publicou-se na revista “Problemas de
Defectologia”, 1929, n. 2 (8)” (In: VIGOTSKI, 1997, p. 351).

3 de 5
1929
►1929 - Problemas fundamentais de defectologia contemporânea

“Este artigo foi escrito com base no informe apresentado por Vigotski não seção de defectologia do Instituto de Pedagogia
Científica, adjunto à Segunda Universidade Estatal de Moscou (MGU). Se publicou no livro “Trabalhos da Segunda MGU”
(Moscou, 1929, t. 1). Apoiando-se na teoria materialista dialética sobre o desenvolvimento, Vigotski define a defectologia
como o ramo do saber acerca da variedade qualitativa do desenvolvimento das crianças anormais, da diversidade de tipos
deste desenvolvimento e, sobre essa base, esboça os principais objetivos teóricos e práticos que enfrentam a defectologia
e a escola especial soviética.” (In: VIGOTSKI, 1997, p. 37)

►1929 - Teses fundamentais do plano para o trabalho pedológico de investigação no campo da infância difícil

“Publicado na revista “Pedologia”, 1929, n. 3” (In: VIGOTSKI, 1997, p. 210)

►1929 - Anomalias do desenvolvimento cultural da criança

“Resumo do conteúdo do informe em uma sessão da seção de defectologia do Instituto de Pedagogia Científica, adjunto à
Segunda Universidade Estatal de Moscou, em 28 de abril de 1928. Publicado na revista “Problemas de Defectologia”, 1929,
n. 2 (8)” (In: VIGOTSKI, 1997, p. 349).

1930
►1930 - Sobre o problema da educação e do desenvolvimento lingüísticos da criança surda

“Teses do informe na II Conferência pan-russa do pessoal das escolas para crianças surdas (adolescentes), efetuada em
1930. Publica-se pela primeira vez” (In: VIGOTSKI, 1997, p. 354)

►1930 - O desenvolvimento cultural da criança anormal e dificilmente educável

“Teses do informe no I Congresso para o estudo da conduta do homem, que se realizou em Moscou em fevereiro de 1930.
Foram publicadas no livro “As ciências psiconeurológicas na URSS”, Moscou, Leningrado, 1930” (In: VIGOTSKI, 1997, p.
355).

1931
►1931 - Acerca dos processos compensatórios no desenvolvimento da criança mentalmente retardada

“Estenograma do informe na conferência do pessoal das escolas auxiliares, realizada em 23 de maio de 1931. Publica-se
pela primeira vez. Neste trabalho está refletida a elaboração por Vigotski, ano após ano mais ampla, dos problemas
teóricos da psicologia geral e infantil, as intensas investigações no campo da patopsicologia e o estudo concreto do
desenvolvimento das crianças anormais; efetuou estas investigações, junto com seus colaboradores, no consultório
médico-pedagógico e nas clínicas do Instituto de Defectologia Experimental (IDE), assim como na clínica neurológica da
primeira Universidade Estatal de Moscou, onde se estudavam os fenômenos de desorganização das funções psicológicas
nos casos de lesões orgânicas das estruturas cerebrais” (In: VIGOTSKI, 1997, p. 151).

►1931 - A coletividade como fator de desenvolvimento da criança deficiente

“Este trabalho foi publicado na revista “Problemas de defectologia” (1931, n. 1-2)” (In: VIGOTSKI, 1997, p. 234).

►1931 - Prólogo ao livro de Ia. K. Tsveifel

“O livro de Tsveifel foi publicado em 1931 (Moscou, Leningrado)” (In: VIGOTSKI, 1997, p. 237).

►1931 - Diagnóstico do desenvolvimento e clínica pedológica da infância difícil

“Este trabalho foi escrito em 1931. Originariamente esteve destinado, como artigo, para uma suposta recompilação sobre
os problemas da infância difícil. Depois da morte de Vigotski, por iniciativa do diretor do IDE, I. I. Daniushevski, foi editado
como folheto, praparado para a impressão em 1935 por R. E. Levina e publicado em 1936. A criação de “Diagnóstico do
desenvolvimento...” foi precedida por uma larga elaboração metodológica, feita por Vigotski, do rico material clínico e
experimental de que dispunha. Já no começo da década de trinta, Vigotski demonstrou a inconsistência da pedologia de
seu tempo, que exercia uma influência sumamente negativa no enfoque e na determinação e compreensão das anomalias
4 de 5
do desenvolvimento da criança” (In: VIGOTSKI, 1997, p. 337).

1932
►1932 - Prólogo ao livro de E. K. Grachova

“O livro foi publicado em 1932” (In: VIGOTSKI, 1997, 247).

1935
►1935 - O problema do retardo mental

“Este artigo foi incluído na recompilação “A criança com retardo mental”. Sob a direção de L. S. Vigotski e I. I. Daniushevski
(Moscou, 1935)” (In: VIGOTSKI, 1997, p. 273).

s/data
►s/data - Moral insanity

“Manuscrito do arquivo pessoal de Vigotski. Publica-se pela primeira vez” (In: VIGOTSKI, 1997, p. 167)

►s/data - A criança cega

“Se desconhece o ano em que foi escrito este trabalho. Publica-se pela primeira vez” (In: VIGOTSKI, 1997, p. 113).

►s/data - A defectologia e a teoria do desenvolvimento e da educação da criança anormal

Não possui notas na edição espanhola.

Pode-se citar como:

DELARI JR., A. Cronologia da produção de Vigotski em defectologia. [material para fins didáticos e de apoio à pesquisa].
Umuarama. Mimeo. 2009. 5 p. Disponível em: www.delari.net/crono_defekt_vigotski.pdf Acesso em: 00 mês 201_.

5 de 5

Оценить