Вы находитесь на странице: 1из 40

­

E s p a n h o l • F r a n c ê s • I n g l ê s • P o r t u g u ê s

Conhecendo a vontade
de Deus para minha vida
O que é essa coisa
chamada amor?
A saúde em suas mãos
Não há desculpas para
a violência doméstica
A longevidade e o estilo
de vida adventista

1
Vo l u m e 1 8
REPRESENTANTES REGIONAIS
DIVISÃO ÁSIA-PACÍFICO NORTE
P.O. Box 43, Koyang Ilsan 411-600,
República da Coréia
CONTEÚDO
Chek Yat Phoon, cyphoon@nsdadventist.org
Joshua Shin, joshuashin@nsdadventist.org artigos
DIVISÃO ÁSIA-PACÍFICO SUL
P.O. Box 040, 4118 Silang, Cavite, Filipinas
5 Conhecendo a vontade de Deus para minha vida
Stephen Guptill, sguptill@ssd.org Deus dá as diretrizes e então nos permite fazer escolhas.
Jobbie Yabut, jyabut@ssd.org Humberto M. Rasi
DIVISÃO CENTRO-L’ESTE AFRICANA
P.O. Box 14756, 00800-Westlands, 9 O que é essa coisa chamada amor?
Entender a dinâmica da atração e os riscos de escolhas
Nairobi, Qênia
Hudson E. Kibuuka, kibuukah@ecd.adventist.org imprudentes pode ajudá-lo(a) a evitar sofrimento emocional
Mulumba Tschimanga, bresilien54@yahoo.com
e a construir um casamento duradouro.
DIVISÃO CENTRO-OCIDENTAL Nancy Van Pelt
AFRICANA
22 Boîte Postale1764, Abidjan 22,
Costa do Marfil 12 Sua saúder esta em suas mãos
Ser bem informado e tomar decisões sábias sobre estilo
Chiemela Ikonne, 110525.1700@compuserve.com
Emmanuel Nlo Nlo, 104474.235@compuserve.com de vida pode reduzir grandemente os riscos à saúde e
DIVISÃO DO SUL DO PACÍFICO aumentar o bem-estar.
Locked Bag 2014, Wahroonga, N.S.W. 2076, Esteban S. Poni e Carlos Poni
Austrália
Barry Hill, Bhill@adventist.org.au
Gilbert Cangy, grcangy@adventist.org.au 15 Não há desculpas para a violência doméstica
A civilidade, a ética e os princípios cristãos básicos exigem
DIVISÃO EURO-AFRICANA
Schosshaldenstrasse 17, 3006 Berne, Suiça que tomemos uma posição contra a violência doméstica.
Roberto Badenas, roberto.badenas@euroafrica.org Miguel Angel Núñez
Corrado Cozzi, corrado.cozzi@euroafrica.org
DIVISÃO EURO-ASIÁTICA
Krasnoyarskaya Street 3, 107589 Moscou,
Federação Russa DEPARTAMENTOS
Guillermo Biaggi, gebiaggi@esd-sda.ru
Peter Sirotkin, psirotkin@ead-sad.ru EDITORIAL PARA SUA INFORMAÇÃO
DIVISÃO INTER-AMERICANA 3 Onde está a sua paixão?
Baraka Muganda
28 A longevidade e o estilo de vida
adventista
P.O. Box 830518, Miami, FL 33283-0518, EUA
Moisés Velázquez, Velazquezmo@interamerica.org Richard Weismeyer
Bernardo Rodríguez, bernardo@interamerica.org 4 Cartas
A ciência e o universo LivroS
DIVISÃO NORTE-AMERICANA
12501 Old Columbia Pike, Silver Spring, MD Ponto de vista 30 El poder terapéutico del perdón
(Mario Pereyra)
20904-6600, EAU
Gerald Kovalski, Gerald.Kovalski@nad.adventist.org
18 Calamidades naturais: atos de
Nancy J. Carbonell
Deus ou de Satanás?
James Black, james.black@nad.adventist.org
Martin Feldbush, martin.feldbush@nad.adventist.org
Herbert E. Douglass 30 In Passion for the World
(Floyd Greenleaf)
PerFIS
DIVISÃO SUL-AFRICANA John Wesley Taylor V
E OCEANO ÍNDICO 20 Lidija Odorčić
Zvonko Virtič Uncorked!
P.O. Box H.G., 100 Highlands, Harare, Zimbábue
Gilberto Araujo, araujog@sid.adventist.org
31 The Hidden Hazards of Alcohol
22 Duane Maynard Cady, M.D.
Eugene Fransch, fransche@sid.adventist.org
Nicole Batten (John F. Ashton & Ronald S.
DIVISÃO SUL-AMERICANA Laura)
Caixa Postal 02600, Brasília, 70279-970 DF, Brasil Logos Peter N. Landless
Carlos Mesa, carlos.mesa@dsa.org.br
24 No tempo certo de Deus Primeira pessoa
Erton Kohler, erton.kohler@dsa.org.br Mary H. T. Wong
DIVISÃO SUL-ASIÁTICA
33 Em busca da verdadeira luz
Ausberto Castro
P.O. Box 2, HCF Hosur, 635 110 Tamil Nadu, India
Em ação
Nageshwara Rao, gnageshwarrao@sud-adventist.org 26 Congresso do CAUPA na Itália
Roberto Badenas
Et Cetera
Lionel Lyngdoh, lyngdoh@sud-adventist.org
35 O retrato
Autor desconhecido
DIVISÃO TRANS-EUROPÉIA fórum aberto
119 St. Peter’s St., St. Albans, Herts, Qual o significado de espécies
Inserção
AL13EY, Inglaterra
Daniel Duda, dduda@ted-adventist.org 27 em Gênesis?
Intercâmbio
James Gibson
Paul Tompkins, ptompkins@ted-adventist.org

 DIÁLOGO 18•1 2006
­

EDITORIAL Esta revista internacional de fé, pensamento


Onde está a sua paixão? e ação é publicada três vezes por ano em
quatro edições paralelas (espanhol, francês,
Há alguns anos visitei um parque de diversões em minha terra, a Tanzânia. Certa inglês e português) sob o patrocínio da
Comissão de Apoio a Universitários e
manhã, após o desjejum, assentei-me no salão do hotel esperando que uma perua me
Profissionais Adventistas (CAUPA), organismo
apanhasse, juntamente com outros turistas, para observarmos animais raros no par- da Associação Geral dos Adventistas do
que. O salão estava cheio de visitantes e funcionários do parque. Sétimo Dia.
Foi impressionante observar quanto interesse e paixão por algo tão prosaico como Volume 18, Número 1
olhar animais raros. Todos estavam falando sobre um ou outro animal. Cada um Copyright © 2006 pela CAUPA.
descrevia o que era peculiar e atrativo em seu animal favorito. Eles falavam acerca de Todos os direitos reservados.
onde os animais passavam a maior parte do tempo, o que comiam, em que rio sacia- Diálogo afirma as crenças fundamentais da
vam sua sede. Para completar a descrição apaixonada dos turistas, os funcionários do Igreja Adventista do Sétimo Dia e apóia sua
parque acrescentavam seus próprios, fascinantes e exagerados detalhes. Essa conversa missão. Os pontos de vista publicados na
revista, entretanto, representam o pensamento
fiada durou cerca de 30 minutos. independente dos autores.
Esse entusiasmo por animais e a farta informação sobre eles me surpreendeu. Eu
Equipe Editorial
estava fascinado com tal arrebatamento pelo mundo animal. Ao entrar na perua, Editor-chefe Humberto M. Rasi
perguntei-me acerca do tipo de paixão que minha vida revelava – a paixão por Jesus Editor John M. Fowler
Cristo – e questionei a fundo se as pessoas que me vêem ou conversam comigo per- Editores-Associados Martin Feldbush
cebem que sinto esse amor. O pensamento atingiu-me como um relâmpago. Quão Gerente Editorial Julieta Rasi
Assistente Editorial Susana Schulz
desanimados parecemos sobre aquilo que deveria ser o interesse central e a preocupa- Secretária Editorial Esther Rodriguez
ção de nossas vidas – Jesus. Gastamos tempo falando sobre filmes, esportes, carros, Edições Internacionais Julieta Rasi
casas, amigos, modas, tarefas de casa, computadores, professores, celulares, chefes ou Secretárias editoriais internacionais
assuntos do momento. Mas e Jesus? Corinne Egasse (Francês)
César Luis Pagani (Português)
Parecemos esquecer do que Deus fez por nós. Assistimos às reuniões de reaviva- Julieta Rasi (Espanhol)
mento ou tomamos parte em alguma função da igreja, e educadamente nos dirigimos
Correspondência Editorial
ao nosso dormitório ou casa. Parece que não fez nenhuma diferença. Diálogo
Como estudantes e profissionais, estamos tão envolvidos em nossas atividades 12501 Old Columbia Pike
diárias que falhamos em lembrar o poder da mensagem de Cristo. Seguimos sempre Silver Spring, MD 20904-6600; EUA.
a mesma rotina. Raramente, se alguma vez o fazemos, falamos sobre Cristo para Telefone 301 680-5060
Fax 301 622-9627
alguém. Pior, ninguém nota que somos adventistas do sétimo dia, embaixadores do E-mail rodriqueze@gc.adventist.org ou
Seu reino. Deixamos o caminho estreito, difícil, a senda do cristão, e nos encontra- schulzs@gc.adventist.org
mos facilmente na confortável zona dos assuntos mundanos. Comissão (CAUPA)
Ser apaixonado por Jesus não significa que deveríamos sair pulando no campus, Presidente Ella Simmons
gritando para todos aqueles que encontramos que somos cristãos. Mas necessitamos Vice-Presidentes C. Garland Dulan, Martin W.
entusiasmar-nos com a paixão por Jesus – Sua amizade, salvação e poder transforma- Feldbush, Baraka G. Muganda
Secretário Humberto M. Rasi
dor! Outros deveriam vê-Lo em nós. Nossas faces, corações e palavras deveriam refle- Membros Rex Edwards, John M. Fowler,
tir Sua majestade e glória. É preciso haver algo diferente em nós. Se as pessoas ficam Jonathan Gallagher, Clifford Goldstein, Linda
entusiasmadas a respeito dos animais, pensam neles em todos os momentos, gastam Koh, Bettina Krause, Kathleen Kuntaraf,
seu dinheiro com eles, deveríamos ser menos apaixonados por Jesus? Kermit Netteburg, Vernon B. Parmenter,
Gerhard Pfandl, Roy Ryan, Gary B. Swanson
Correspondência sobre circulação Deve
ser dirigida ao Representante Regional da
CAUPA na região em que reside o leitor. Os
nomes e endereços destes representantes
Baraka Muganda, Diretor do Departamento Jovem da encontram-se na p. 2.
Associação Geral e Vice-presidente do Comitê da CAUPA. Assinaturas US$13.00 por ano (três
números, via aérea). Ver cupom na p. 10 para
detalhes.
Website http://dialogue.adventist.org
Diálogo tem recebido correspondência de
leitores de 117 países ao redor do mundo.

DIÁLOGO 18•1 2006 
CARTAS
Artigos atraentes
Como estudante adventista de admi-
nistração de empresas numa universidade
pública do Quênia, quero agradecer à
A ciência e o
CAUPA e aos editores da Diálogo pela
publicação, em cada exemplar, de artigos universo
atraentes e substanciais. Como posso conse-
guir mais exemplares para ler? Imagine uma família de comundongos que tenha
Tony Ndungu vivido toda sua vida em um grande piano. A eles, no
Quênia mundo do seu piano, vinha a música do instrumento,
latinohe2002@yahoo.com enchendo todos os lugares escuros com som e harmo-
nia. Primeiramente os comundongos ficaram impres-
Os editores respondem: sionados. Eles extraíam conforto e admiração do pen-
Obrigado por seus comentários posi- samento de que havia Alguém que produzia tal música
tivos, Tony. Você deve fazer contato com –embora invisível a eles- acima, contudo perto deles.
o Departamento Jovem ou o diretor do Eles gostavan de pensar no Grande Pianista que eles
Departamento de Educação de seu campo, e não podiam ver.
pedir-lhe para acrescentar seu nome à lista de Então, um dia, um destemido camundongo resolveu
contatos da Diálogo. Você também pode ler os subir na parte superior do piano e retornou cheio de
artigos já publicados no site http://dialogue. idéias. Ele tinha descoberto como a música era produ-
adventist.org. Aproveite ! zida. As cordas eram o segredo – cordas firmemente
esticadas com tamanhos graduados as quais tremiam e
Encorajamento para viver nossa fé vibravam. Eles deviam agora fazer uma revisão de suas
Estou terminando meu terceiro ano velhas crenças; ningém, a não ser os mais conservadores,
no programa de psicopedagogia da poderia crer mais no Pianista Invisível.
Universidade de Formosa, e encontro na Mais tarde, outro explorador conduziu a explica-
Diálogo encorajamento para viver e com- ção mais adiante. Martelos eram agora o segredo, um
partilhar minha fé. Como cristãos, é nosso número de martelos dançando e saltando sobre as
privilégio ajudar aqueles que sofrem ou cordas. Esta era uma teoria um pouco mas complica-
estão em necessidade. Suas histórias pesso- da, mas tudo isto demonstrava que eles viviam em um
ais, perfis e reportagens dão-nos exemplos mundo puramente mecânico e matemático. O Pianista
de como outros servem ao redor do mundo. Invisível passou a ser considerado um mito.
Muito obrigada. Mais o Pianista continuou a tocar.
Evelyn Olmedo Traduzido e transncrito com autorização do London
Formosa, Argentina Observer.
evyolme19@hotmail.com

Escreva-nos!
Recebemos seus comentários, reações e
perguntas, mas, por favor, limite suas car-
tas a 200 palavras. Escreva para:
DIALOGUE LETTERS
12501 Old Columbia Pike
Silver Spring MD 20904 EUA.
FAX 301 622 9627
E-mail 102555221@compuserve.com
As cartas selecionadas para publicação
podem ser editadas para maior clareza
ou necessidade de espaço.

 DIÁLOGO 18•1 2006
Conhecendo a vontade de Deus para minha vida
Humberto M. Rasi lher. Deus tem essa habilidade e sempre a hora em que Cristo vai voltar a este
a exercita. Num determinado momento, mundo em glória (Mateus 24:26, 27).
Deus dá as diretrizes e Ele decidiu criar o Universo e enchê- Ele designou um dia no qual haverá de
lo de criaturas inteligentes. Escolheu julgar todas as pessoas que já viveram
então nos permite fazer igualmente organizar este planeta e criar (Atos 17:31). Em alguns casos Deus
escolhas. Adão e Eva para viver nele. Mais tarde tem revelado partes de Seu grande plano
escolheu Abraão e seus descendentes através das profecias. Daniel capítulo
para serem Seu povo especial. Também 2, por exemplo, delineia os poderes do
A vida consiste numa série de escolhas. decidiu vir a este mundo como humano mundo que têm controlado a história
Enquanto algumas delas são relativamen- para nos resgatar do pecado, por meio da humana desde o império babilônico
te sem importância, outras são cruciais e morte e ressurreição de Jesus Cristo. até o fim dos tempos. Apocalipse 2 e 3
de conseqüências muito abrangentes. Em O Criador deu aos seres humanos apresentam vários estágios da história do
algum momento, cada um de nós tem a capacidade de fazer escolhas. Esse cristianismo.
de tomar decisões acerca de três impor- é um aspecto importante de sermos Seres humanos sempre têm propósitos
tantes assuntos. Primeiro, determinamos criados à imagem de Deus. Podemos ou planos. Ao contrário de Deus, porém,
o papel que Deus e a religião vão exercer obedecer ou desobedecer a Deus e nem sempre podemos levar esses planos
em nossa vida. Segundo, escolhemos enfrentar as conseqüências. (veja, por adiante, ou por que não temos os recur-
uma carreira ou profissão. Terceiro, deci- exemplo, Deuteronômio 30:15, 19 e 20; sos necessários ou por que as circunstân-
dimos casar-nos ou não, e quem será o(a) Apocalipse 3:20). Deus respeita e prote- cias mudam e fogem ao nosso controle.
nosso(a) parceiro(a) na vida. ge nossa liberdade individual de escolha. Um dos tópicos mais intrigantes
À medida que a vida avança, continu- Na verdade, Ele quer que a exerçamos, para os cristãos que acreditam na Bíblia
amos a fazer escolhas: que universidade fazendo boas escolhas e assim desenvol- é como Deus vai realizar Seu plano
vou freqüentar e que curso farei? Depois veremos o caráter. segundo Sua vontade soberana e, ao
da formatura, onde vou trabalhar: esta- Vontade: o desejo de fazer alguma coisa mesmo tempo, preservar e respeitar a
belecer-me-ei por minha própria conta ou alcançar um objetivo. Deus, cujo livre escolha de Suas criaturas. Isso levou
ou serei empregado numa companhia? caráter é uma perfeita combinação de Paulo a exclamar: “Ó profundidade da
Onde vou morar? Como vou gastar meu misericórdia e justiça, sempre quer o riqueza da sabedoria e do conhecimento
dinheiro? Se me casar, terei ou não filhos? melhor para Suas criaturas (Jeremias de Deus! Quão insondáveis são os Seus
Se tiver, quantos? 29:11); Ele nunca Se inclina para o mal juízos e inescrutáveis os Seus caminhos!”
Através dos séculos as pessoas têm (Tiago 1:13). Também quer que todas as (Romanos 11:33).
usado variados critérios para fazer esco- pessoas sejam salvas (I Timóteo 2:3, 4)
lhas. Muitos consultam amigos mais e cresçam espiritualmente (Colossenses Isso importa?
experientes ou conselheiros de confiança. 1:9, 10). Por que é importante conhecer a von-
Outros checam o horóscopo, consultam Nós, seres humanos, também temos o tade de Deus para nossa vida?
cartomantes, médiuns ou outras pessoas desejo de fazer coisas e realizar algo. Às Temos de admitir que em nossa con-
ligadas ao ocultismo. vezes o que queremos fazer é contrário dição natural, estamos completamente
Como cristãos desejamos obedecer a ao que sabemos ser direito. Porque o desinteressados de saber a vontade de
Deus ao nos depararmos com uma deci- pecado afetou nossa vontade, freqüente- Deus. Mesmo quando sabemos o que
são importante. Na verdade, muitos fiéis mente tomamos decisões egoístas e des- Deus deseja para nós, temos a tendência
ao redor do mundo elevam seus pen- trutivas. O apóstolo Paulo estava ciente de rejeitar ou agir de maneira contrária à
samentos a Deus, repetindo as palavras dessa tendência. Ele escreveu: “Não vontade dEle. Em outras palavras, rebela-
do Pai Nosso: “Seja feita a Tua vontade faço o que desejo, mas o que odeio” mo-nos contra Deus.
assim na terra como no céu” (Mateus (Romanos 7:15, 18-20). Porém, o Senhor anela mudar nossa
6:10)1. O que queremos dizer quando Vontade: propósito, determinação ou atitude com relação a Ele, para que possa
oramos assim? Vamos recapitular o que plano. Paulo fala do plano de Deus que ser nosso Salvador e Amigo. Ele quer que
a Bíblia nos ensina acerca do assunto da opera “todas as coisas segundo o pro- O conheçamos, amemos e obedeçamos.
vontade de Deus. pósito da Sua vontade” (Efésios 1:11). É por isso que o divino Espírito Santo
Seu plano de salvação, por exemplo, constantemente fala à nossa consciência,
O significado de vontade foi elaborado antes mesmo da criação rogando: “Meu filho, dê-me o seu cora-
A palavra vontade tem três sentidos do mundo (I Pedro 1:18-20). Cristo ção; mantenha os seus olhos em meus
básicos, que têm a ver tanto com Deus veio a este planeta no momento preciso caminhos” (Provérbios 23:26). Ele nos
quanto com o homem. estabelecido no grande plano da salva- quer mostrar o caminho de volta e guiar-
Vontade: a habilidade e o poder de esco- ção (Gálatas 4:4, 5). Deus sabe o dia e nos em nossas decisões (Salmo 32:8, 9).

DIÁLOGO 18•1 2006 
Paulo nos encoraja a nos tornarmos espe-
cialistas em conhecer a vontade de Deus Antes de tomar uma decisão importante
(Efésios 5:16-17). Se escolhermos obede-
cê-Lo, Ele nos assegurará uma eternidade Eis aqui um resumo dos passos para conhecer a vontade de Deus em cada
em Sua presença (Mateus 7:21, situação. Eles estão organizados como um inventário, para ajudá-lo a perceber os
I João 2:17). itens que você deve levar em consideração antes que Deus torne clara Sua vonta-
Por outro lado, Satanás deseja man- de.3 Seja honesto em sua auto-análise.
ter-nos separados de Deus e em rebelião O assunto em relação ao qual quero saber a vontade de Deus para minha vida:
contra Ele. Mesmo quando dizemos
“sim” para Deus, Satanás, nosso inimi- _____________________________________________________________
go, tenta nos afastar para longe dEle.
Essa provação constante é chamada de _____________________________________________________________
tentação. Cada dia, um drama se desen-
rola em nossa consciência. Por meio 1° Passo: Obediência à vontade revelada de Deus.
do Espírito Santo, Deus nos convida a Já aceitei a Jesus como meu Salvador pessoal? Sim___ Não___
alinharmos nossa vontade com a Sua, Existe algum pecado conhecido e acariciado em minha vida? Sim___ Não___
enquanto Satanás procura nos conven- Sou obediente à vontade de Deus, na proporção em que ela me
cer de que Deus não nos ama e está na tem sido revelada e na proporção em que a compreendo? Sim___ Não___
verdade nos privando de realmente viver-
mos “uma vida boa.” Quanto mais per- 2° Passo: Disposição de obedecer à vontade de Deus, à medida que
sistimos em obedecer a Deus, mais fraca Ele a revela.
se torna a tentação, porque Deus mesmo Estou disposto a seguir a vontade de Deus quando Ele a revela,
fortalece a nossa vontade. independentemente de qual seja o custo envolvido? Sim___ Não___
Quando compreendemos a batalha Estou aberto a quaisquer meios que Ele possa usar para me guiar,
feroz e decisiva na qual estamos engaja- quer sejam miraculosos ou convencionais? Sim___ Não___
dos, também entendemos porque Deus
está tão interessado em nossa saúde 3° Passo: Revelação de Deus: a pedra de toque da orientação.
física e mental. Ele não quer que nada Estudo regularmente a Palavra de Deus? Sim___ Não___
afete nossa capacidade de escolher livre Estou familiarizado com o que a Bíblia realmente diz acerca
e inteligentemente entre obediência e do assunto para o qual estou buscando orientação? Sim___ Não___
desobediência. É por isso que Ele nos
pede que mantenhamos o corpo livre 4° Passo: Oração: em diálogo com Deus.
de substâncias químicas que nos anu- Tenho um tempo diário para comunhão com Deus e permitir
viam o pensamento, e a mente livre de que Ele guie minha vontade? Sim___ Não___
influências negativas que nos alcançam Tenho perguntado a Deus de forma específica sobre o assunto
por meio daquilo que lemos, assistimos para o qual estou buscando Sua orientação? Sim___ Não___
ou ouvimos. Nada deveria impedir-nos Estou pronto a continuar orando e esperando em Deus? Sim___ Não___
de ouvir claramente Sua meiga voz em
nossa consciência. 5° Passo: O Espírito Santo: Companheiro divino.
Tenho reconhecido a presença e a guia do Espírito Santo em
Existem condições? minha vida? Sim___ Não___
Deus estabeleceu três condições básicas Estou pronto a permitir que o Espírito Santo assuma o
para conhecermos Sua vontade em nossa controle total de minha vida? Sim___ Não___
vida:
Confiança: Acredito que Deus é amor 6° Passo: Conselheiros mais experientes.
e justiça? Se não acreditarmos que Deus Relaciono-me regularmente com outros cristãos e participo com
existe e deseja o melhor para nós, é eles do estudo da Palavra de Deus? Sim___ Não___
impossível compreender Sua vontade Estou experimentando algum problema médico ou emocional
(Hebreus 11:6). que possa requerer ajuda profissional antes de tomar
Obediência: Decidi-me a obedecê-Lo minha decisão? Sim___ Não___
em tudo aquilo no qual Ele já revelou Devo buscar conselho de alguém mais experiente, como um
Sua vontade? Isso requer que tiremos de pastor, um líder da igreja, um conselheiro cristão ou
nossa vida todo pecado ou rebelião de um amigo? Sim___ Não___

 DIÁLOGO 18•1 2006
7° Passo: Circunstâncias providenciais. que tenhamos consciência. “Se eu aca-
Tenho considerado cuidadosamente as circunstâncias providenciais lentasse o pecado no coração, o Senhor
por meio das quais Deus pode estar manifestando Sua não me ouviria” (Salmo 66:18). Mas, “se
vontade sobre o assunto? Sim___ Não___ pedirmos alguma coisa de acordo com a
vontade de Deus, Ele nos ouvirá” (I João
8° Passo: Auto-avaliação. 5:14). Mark Twain escreveu ironicamen-
Estou suficientemente descansado e calmo para tomar uma te: “O que me preocupa não são as par-
decisão agora? Sim___ Não___ tes da Bíblia que não compreendo, mas
Tenho avaliado, de preferência no papel, as razões a favor e aquelas que compreendo muito bem!”
contra a decisão que estou pensando em tomar e os Submissão: Estou pronto para obedecer
motivos por trás dela? Sim___ Não___ ao que Deus revelar-me como Sua von-
Tenho considerado a maneira em que essa decisão pode afetar tade? Isso requer uma atitude especial,
minha família e outras pessoas que me são próximas? Sim___ Não___ porque nossa tendência natural é dizer
Tenho pensado sobre como meus talentos se relacionam com as a Ele: “Mostra-me a Tua vontade para
opções que essa decisão coloca diante de mim? Sim___ Não___ minha vida, Senhor, para que eu decida
Tenho avaliado o efeito que essa decisão poderá ter sobre se vou obedecê-Lo ou não!” É como a
minha saúde? Sim___ Não___ oração daquele jovem que disse: “Senhor,
Tenho pensado sobre os efeitos que essa decisão poderá ter quero servi-Lo como missionário. Estou
sobre meu crescimento espiritual, meu relacionamento com pronto para ir a qualquer lugar do
Deus e meu testemunho dEle? Sim___ Não___ mundo, desde que o salário seja bom e o
Tenho levado em consideração o impacto que essa decisão clima agradável!” Essa atitude é baseada
poderá ter sobre a vida espiritual de outros? Sim___ Não___ no conceito errôneo de que conhecemos
Tenho tido tempo necessário para avaliar o assunto a sós, melhor do que Deus aquilo que é mais
livre de pressões desnecessárias? Sim___ Não___ perfeito para nós, e que Ele não está inte-
ressado em nossa felicidade ou salvação
Reveja com oração todos os pontos acima, especialmente as respostas na colu- eterna.
na da direita. Elas podem indicar coisas que você precisa fazer antes de tomar
uma decisão. Como devemos proceder?
Relacione as decisões que deve tomar:_______________________________ Há cinco fatores que podem ajudar-
nos a conhecer a vontade de Deus, tanto
____________________________________________________________ Seu desejo quanto Seu plano para nossa
Há mais alguma coisa que, na sua opinião, Deus quer que você leve em con- vida. Vamos recapitulá-los.
sideração? ______________________________________________________ 1. A Bíblia: nas Escrituras, Deus reve-
lou Sua vontade geral (desejo e propósito)
____________________________________________________________ para todas as pessoas de todos os tempos. As
instruções acerca de Deus contidas na
9° Passo: A decisão: esperar ou agir. Bíblia são mais específicas do que muitos
Devo postergar a decisão até ter uma compreensão mais clara da vontade de de nós pensamos. Deveríamos estudá-la
Deus sobre esse assunto? regularmente, tanto individualmente
Devo tomar a decisão agora, mas aguardar um pouco antes de agir? quanto em grupo. Na Palavra de Deus,
Estou ciente da vontade de Deus sobre o assunto, mas não estou seguro de encontramos instruções e exemplos rela-
que este seja o tempo; portanto, devo esperar pacientemente pelo momento que cionados à nossa salvação, atitude com
Deus achar mais oportuno? relação a Deus e outros seres humanos,
Tomei o devido tempo para considerar esse assunto com oração e cuidado. família, trabalho, finanças, estilo de vida,
Qual é minha decisão?____________________________________________ hábitos e assim por diante.
Paulo diz que nas Escrituras achamos
____________________________________________________________ toda a instrução de que necessitamos
para termos uma vida boa e obter-
10° Passo: O selo da aprovação: a paz de Deus. mos a vida eterna (II Timóteo 3:15-
Agora que compreendi a vontade de Deus quanto ao assunto e tomei a deci- 17). Os cristãos atentam para os Dez
são, sinto uma paz interior com respeito à minha escolha? À medida que o Mandamentos (Êxodo 20:3-17) a fim de
tempo passa e continuo a refletir e orar acerca da decisão, tenho crescente certe- encontrar os grandes princípios morais
za, vinda de Deus, de que a decisão é correta? Se assim for, vá adiante! que definem nosso relacionamento com

DIÁLOGO 18•1 2006 
Deus e com nossos semelhantes (Lucas nos concede alegria ao obedecermos à Em cada caso, precisamos interpretar
10:27). Ao aceitarmos a Jesus como Sua vontade (veja o Salmo 37:3-6). os eventos circunstanciais assegurando-
nosso Salvador e Amigo, orientamos 3. As providências da vida: Deus nos nos de que eles se alinhem com as instru-
nossa vida por esses princípios como ajuda a discernir Sua vontade quando ções gerais da Bíblia e a guia interior do
uma expressão de nosso amor por Ele. interpretamos sabiamente as circunstâncias Espírito Santo, em vez de contradizê-los.
Jesus não somente nos oferece um mode- e os eventos de nossa vida. Quando toma- 4. Conselheiros cristãos: pessoas sábias
lo perfeito de como esses mandamentos mos a iniciativa e seguimos em determi- e experientes podem nos ajudar a apli-
podem ser obedecidos num mundo nada direção, Deus freqüentemente abre car os princípios gerais da Bíblia a casos
real, mas também salienta a importân- ou fecha as portas da oportunidade para particulares. Podemos ser grandemente
cia deles, destacando suas implicações nós. Mas, como alguém disse: “Deus não beneficiados numa conversa franca com
(Mateus capítulos 5 a 7). pode guiar um carro estacionado.” Aqui pessoas que nos conhecem (Provérbios
As Escrituras revelam igualmente a estão alguns exemplos de portas abertas e 11:14). Obviamente, pais cristãos podem
vontade de Deus por meio da vida de fechadas: você solicita admissão em três desempenhar essa função (Provérbios
homens e mulheres, e mostra os resulta- universidades e apenas uma o aceita e 23:22). Também podemos beneficiar-nos
dos de se viver segundo esses princípios lhe dá uma bolsa de estudos. Você pede da orientação de professores ou mentores
ou se rebelar contra eles. emprego em duas companhias e apenas cristãos, os quais conhecemos e em quem
2. O Espírito Santo: Deus nos revela uma permite que você honre o sábado. confiamos. Às vezes, experientes pastores,
Sua vontade por meio do Espírito Santo Você encontra alguém num aparente capelães e líderes da igreja podem desem-
falando à nossa consciência. O Espírito encontro eventual e a conversa o ajuda a penhar essa importante função2 (o após-
Santo é o próprio Deus falando à nossa tomar uma decisão. tolo Paulo ouviu os conselheiros de Éfeso
vontade por meio de nossa consciência Encontramos na Bíblia vários casos de durante o distúrbio e não foi ao teatro
(Isaías 30:21). É claro que nossa consci- eventos circunstanciais que Deus usou como planejara; isso provavelmente sal-
ência nem sempre ou necessariamente é para revelar Sua vontade. Quando os vou-lhe a vida. Veja Atos 19:30, 31).
a voz de Deus. Ela é o meio através do irmãos de José estavam para matá-lo por A interação com essas pessoas é útil
qual Deus pode falar à nossa vontade. causa da inveja, uma caravana de merca- porque elas podem olhar para nossa situ-
Embora o Espírito Santo tenha sempre dores apareceu e o levou como escravo ação com certo grau de objetividade. Elas
atuado nos assuntos humanos desde a (Gênesis 37:12-28). Anos mais tarde, podem fazer perguntas que nos ajudam
criação, foi depois que Jesus completou sendo José o primeiro-ministro do Egito, a clarificar nosso próprio pensamento, e
Seu ministério na Terra que Ele atribuiu disse a seus irmãos que foi Deus que, em sugerir opções que não havíamos consi-
um ministério especial ao Espírito Santo Sua providência, o enviara àquele país derado. É claro, se somos casados, deverí-
(Atos 1:8). para preservar sua vida e a vida de toda a amos discutir os planos em profundidade
Há momentos em que podemos ouvir sua família (Gênesis 45:7-8). com a(o) esposa(o) e mesmo os filhos,
a voz do Espírito falando-nos mais clara- Rebeca trouxe seu rebanho para beber avaliando os prós e contras, porque mui-
mente e nos quais estamos mais susceptí- num poço onde, no mesmo instante, tas vezes eles também serão afetados por
veis à Sua influência. Isso ocorre quando estava Eliezer, servo de Abraão, pedin- nossas decisões.
oramos e permanecemos em silêncio do a Deus em oração que o ajudasse a 5. Reflexão pessoal: avaliamos os quatro
aguardando a resposta de Deus. Isso encontrar uma boa esposa para Isaque fatores anteriores e tomamos a decisão final.
também pode acontecer quando estu- (Gênesis 24:12-46). Nesse ponto sintetizamos aquilo que
damos uma passagem bíblica, refletimos Dois eventos da vida de Paulo mos- aprendemos no processo, possivelmente
nela e pedimos que o Espírito Santo nos tram a providência em ação. Numa de preparando uma lista de opções com os
ensine. Além disso, podemos ouvir a voz suas viagens missionárias, era a inten- aspectos negativos e positivos. Levamos
de Deus quando nos unimos a outros ção de Paulo pregar o evangelho nos em consideração os princípios encontra-
crentes em adoração, cantando, orando, lugares que hoje pertencem à moderna dos nas Escrituras, os pensamentos que o
louvando, compartilhando experiências e Turquia, mas por duas vezes o Espírito Espírito Santo nos traz à mente, o senso
ouvindo a pregação da Palavra de Deus. Santo o impediu de ir naquela direção de direção que percebemos nos eventos,
O Espírito Santo nos ajuda a compre- e o fez levar as boas-novas da salvação à e o conselho recebido das pessoas em
ender verdades espirituais (João 16:13) Europa (Atos 16:6-10). Noutra ocasião, quem confiamos. O inventário (“Antes
e nos capacita a fazer a vontade de Deus o apóstolo sentiu a necessidade de viajar de tomar uma decisão importante”) pode
(veja Filipenses 2:13; Hebreus 13:20, a Roma e pregar na capital do império ajudá-lo no processo.
21). O Espírito também estimula nossa (Atos 19:21); mais tarde ele pôde, de Isso é essencial porque não devería-
imaginação e nos permite compreender fato, pregar em Roma, mas não como mos confiar demais em nossa própria
a plenitude que experimentamos quando um homem livre, senão como um prisio-
fazemos o que Deus deseja. Ele também neiro (Atos 23:11; Filipenses 1:12, 13). Continua na p. 25

 DIÁLOGO 18•1 2006
O que é essa coisa chamada amor?
Nancy Van Pelt está encarando a realidade. Se os casais que tanto desejava no lar. Ela queria
enfrentam um ou vários dos problemas um esposo que orasse com ela sobre
Entender a dinâmica da mencionados a seguir e insistem que são os problemas, que provesse orientação
irrelevantes, estão vivendo na perigosa espiritual e que fosse um modelo cristão
atração e os riscos de zona do “amor supera tudo”: para seus filhos.
escolhas imprudentes • grande diferença de idade Por mais apaixonado que você este-
pode ajudá-lo(a) a evitar • diferenças raciais ou culturais ja agora, por mais que prometa que
• diferenças religiosas nenhum dos problemas apontados irá
sofrimento emocional e a • falta de estudo separá-los, tratar dessas questões no
construir um casamento • falta de recursos financeiros futuro desgastará o amor e o afeto que
duradouro. • um casamento prévio sentem um pelo outro.
• reprovação dos pais
• desacordo sobre ter ou não filhos O amor é estranho
• hábitos de beber, jogar, drogar-se ou Nos estágios iniciais do amor, você
Apaixonar-se é uma das experiências outros usos compulsivos. provavelmente experimentará vários
mais emocionantes da vida. Todos Tina e André namoraram durante um tipos de sentimentos e reações, inclusive
querem encontrar o verdadeiro amor ano. Tina foi educada num lar religioso, uma emoção intensa e a idealização de
e, quando isso acontece, a vida adquire enquanto André cresceu sem religião. seu companheiro(a), ou seja, pensar que
novo significado. Um aumento repen- Antes de conhecer Tina, ele nunca havia ele ou ela é absolutamente “perfeito” ou
tino de energia flui no organismo do estado numa igreja. Enquanto namo- “perfeita.” Essa fase romântica chamada
apaixonado. Um entusiasmo renovado ravam, discutiam superficialmente suas paixão, envolve mudanças emocionais e
torna atrativo o mais tedioso trabalho. diferenças religiosas. André ia à igreja fisiológicas interessantes, que foram tes-
Uma química especial entra em funcio- com Tina para fazê-la feliz, mas nunca tadas em laboratórios e são 100% reais!
namento. assumiu um compromisso com Deus e Por exemplo, a sensação de estar apai-
No estágio inicial do amor, o tempo a fé cristã. Visto freqüentar ele a igreja xonada faz uma mulher parecer mais
desfrutado pelo casal está repleto de com certa assiduidade, Tina pensou que bonita. A pesquisa explica que “homens
experiências emocionantes e ternos André estava aceitando suas crenças, e mulheres apaixonados andam mais
momentos. Cada olhar e toque, cada ainda que ele nunca houvesse confirma- eretos e parecem mais altos, porque a
conversa e beijo adquirem um signifi- do isso. Eles se entendiam tão bem em coluna vertebral está estirada.” Todas
cado especial. Tudo parece tão certo, outros assuntos, que ambos evitaram as reações motoras são intensamente
tão bom e perfeito. De repente surge a abordar a questão religiosa na esperança ativadas, fazendo com que os apaixo-
questão: “Como saber se é amor verda- de tudo dar certo. Nenhum deles queria nados estejam extremamente atentos
deiro?” provocar distúrbios no relacionamento. e emocionalmente receptivos aos seus
O amor é tão emocionante que algu- No íntimo, Tina sabia que nunca aban- companheiros.1
mas pessoas deliberadamente cerram donaria suas crenças religiosas, e André Os olhos parecem mais brilhantes
seus olhos para qualquer coisa que possa acreditava que nunca seria religioso porque a produção de lágrimas aumen-
arruinar a ilusão. Falar sobre as diferen- como Tina. Ambos pensavam que o ta. Isso explica porque os olhos cintilam
ças entre o verdadeiro amor e a paixão amor que sentiam um pelo outro pode- mais, e também porque você sente que
passageira é complicado, mas não ria superar todos os obstáculos. o mundo está mais iluminado, brilhante
impossível. Aplicar o “teste do tempo” Tina e André se casaram, mas não e mais cheio de felicidade. O coração
– dois anos completos de namoro antes compartilhavam a mesma opinião sobre acelera e faz com que as pessoas sejam
do casamento – pode ajudar. fé, igreja e espiritualidade. Ao evitar a ainda mais susceptíveis de se apaixonar.
questão das diferenças religiosas antes O nível de energia também aumenta.
O amor verdadeiro supera tudo? do casamento, eles estavam, na realida- Estar apaixonado estimula a produção
Muitos relacionamentos fracassam de, dizendo: “Se nos amarmos o sufi- de epinefrina (adrenalina) e produz
antes mesmo de realmente começarem, ciente, podemos superar o problema. energia e força para a superação de
porque os casais adotam a teoria de O verdadeiro amor pode sobrepujar problemas; daí o sentimento de poder
que o amor supera tudo: “Não importa nossas diferenças religiosas.” Após o superar tudo.2 Outro estudo com pes-
qual seja o problema, podemos vencê- casamento, a situação não se mostrou soas que acreditavam estar apaixonadas
lo. Nós nos amamos tanto que tudo se tão favorável assim. André não tentava demonstrou que esse aumento de adre-
resolverá. Nenhum problema é maior mais ir à igreja para agradar Tina. Ela, nalina deixa o coração mais terno. Os
do que o nosso amor.” ainda assim, tentou continuar amando- participantes dessa pesquisa receberam
Aquele que adota essa teoria não o, mas não tinha nele o líder espiritual uma dose de adrenalina para asseme-

DIÁLOGO 18•1 2006 
lhar-se ao estado atingido pelos apaixo- sentirem rejeitados pelas pessoas do sexo habitual entre os apaixonados.5
nados. O resultado foi que aqueles que oposto. Na realidade, eles transmitem O amor afeta também os hábitos
receberam tal dose demonstraram mais uma atitude ou postura negativa que alimentares. Muitas pessoas sentem falta
afeição do que os participantes que não afasta os outros.4 de apetite nos estágios iniciais do amor.
a tinham recebido. Em outras palavras, A memória também melhora quando Outras pessoas sentem como se esti-
o estado de apaixonado aumenta a estamos apaixonados, pelo menos sele- vessem andando nas nuvens ou sendo
capacidade de amar.3 tivamente. A pessoa apaixonada possui transportadas para outro mundo, onde
Aqueles que estão apaixonados são a extraordinária habilidade de lembrar estão vagamente conscientes do que se
mais receptivos e aceitam o que a vida todos os pormenores que dizem respeito passa ao seu redor.
tem a lhes oferecer. Estão prontos a ao objeto de sua afeição. O jovem pode- Os apaixonados podem sentir mãos
desfrutá-la plenamente. Em contraste, rá se esquecer da tarefa de matemática suadas, pupilas dilatadas, nervosismo no
aqueles que não estão apaixonados apre- ou a moça de ativar o alarme do reló- estômago etc. Esses efeitos fisiológicos
sentam aos outros uma postura mais gio, mas nenhum deles se esquecerá dos tendem a desaparecer com o tempo.
negativa ou fechada quando ofendidos detalhes um do outro. No início do relacionamento é nor-
ou irados. Suas atitudes e reações impli- Os apaixonados desejam ficar fisica- mal pensar constantemente no amado
cam em manter a cabeça abaixada, cer- mente próximos das pessoas que amam. ou amada. Lana diz, com tom sonha-
rar e enrugar os lábios, dar passos curtos Se o seu parceiro ou parceira está cons- dor: “Vou dormir pensando nele, e
e manter os braços junto ao corpo. Eles tantemente procurando estar perto de é a primeira coisa que penso quando
se distanciam física e emocionalmente você, a probabilidade é de que ele (ou acordo pela manhã. E assim começa
das pessoas com mais facilidade. Como ela) esteja apaixonado(a). mais um dia em que ele nunca sai de
conseqüência, os outros também se O amor afeta a química cerebral. Um meus pensamentos.” O enfoque intenso
afastam deles. O resultado se traduz em estudo indicou que quando o estado na pessoa amada tende a adicionar um
pessoas infelizes que pensam que nin- emocional é definido como de “amor”, interesse e entusiasmo ainda maior ao
guém gosta delas, que nunca recebem o há um aumento de uma substância relacionamento. Quando longe um do
amor e a atenção que desejam e necessi- química chamada feniletilamina, que outro, é comum o casal, nesse início
tam para ser felizes. mantém o nível emocional elevado. É romântico, desejar intensamente um
Alguns jovens adultos indagam-se interessante destacar que a feniletila- telefonema ou esperar ansiosamente
sobre qual a razão de nunca encontra- mina é o mesmo componente químico pelo momento em que se verão.
rem uma namorada ou namorado, e se encontrado no chocolate um presente Nesse período, as pessoas conversam
amplamente sobre o objeto de sua
afeição com qualquer indivíduo que
as queira ouvir. É possível que alguém
Assine Diálogo apaixonado fique tão imerso nesse rela-
cionamento romântico, que as respon-
Você quer ser um pensador e não meramente um refletor do pensamento de outras pessoas? A
sabilidades são ignoradas ou esquecidas.
DIÁLOGO continuará a desafiá-lo a pensar criticamente, como um cristão. Fique em contato com o
melhor da ação e do pensamento adventista ao redor do mundo. Entre na DIÁLOGO.
Kurt afirma: “Estou tendo problemas
em me concentrar nas aulas, e não
Assinatura anual (3 exemplares – via aérea): US$13.00 consigo fazer meus trabalhos de casa.
Números atrasados: US$4.00 cada. Eles se acumulam e não consigo realizar
Gostaria de assinar DIÁLOGO em o Inglês o Francês o Português o Espanhol as tarefas cujos prazos estão vencendo.
Edições Iniciem minha assinatura com a próxima edição. Outro dia estava numa reunião da
Gostaria de receber estes números anteriores: Vol.______. No ______. associação estudantil e alguém fez uma
Pagamento Estou juntando um cheque internacional ou ordem de pagamento. pergunta. Não me dei conta de que a
Meu Mastercard ou VISA é _____________________________ questão me havia sido dirigida, até que
Data de validade: ________________________ todos começaram a rir.”
Por favor, preencha:
Nome ___________________________________________________________ Foco nas particularidades: os
Endereço ___________________________________________________________ homens
___________________________________________________________ Geralmente os homens se apaixonam
Remeta os dados para: DIALOGUE Subscriptions, Linda Torske mais rapidamente que as mulheres.
12501 Old Columbia Pike; Silver Spring, MD 20904-6600; EUA. Num estudo envolvendo 250 homens e
FAX 301 622 9627 429 mulheres, os pesquisadores medi-
E-mail TorskeL@gc.adventist.org ram a “cota romântica” de todos os que

10 DIÁLOGO 18•1 2006
estavam apaixonados no momento. Elas demoram mais para se apaixo- chance de ficar desapontado no amor,
Mais de 25% dos homens disseram que nar, porque estão mais conscientes de e com mais possibilidade de encontrar
se apaixonaram profundamente antes seus sentimentos. É-lhes fácil distinguir um amor que o satisfaça neste mundo.
do quarto encontro, enquanto que isso paixão e todas as suas emoções do amor
acontecia com apenas 15% das mulhe- genuíno, que tende a avançar mais len-
res. De fato, metade das mulheres rela- tamente. As mulheres certamente sen- Nancy Van Pelt é educadora especia-
tou que não sabia se era amor genuíno, tem e gostam das palpitações da paixão, lizada em vida familiar. Publicou 28
mesmo após 20 encontros! A conclusão mas estão mais predispostas a permitir livros que foram traduzidos em mais
foi que as mulheres demoram mais para que a mente controle o coração, pelo de 30 idiomas. Este artigo foi adap-
saber se estão ou não apaixonadas.6 menos inicialmente. tado de seu livro Smart Love: Straight
Concluiu-se que os homens se São mais vagarosas do que os homens Talk to Young Adults About Dating, Love
apaixonam mais rapidamente porque para rotular seus sentimentos de and Sex. Ver www.heartnhome.com.
são atraídos em primeiro lugar pelas “amor”, porém são mais persistentes
qualidades físicas de uma jovem. Um em sua busca do amor verdadeiro. Uma
estudo revelou que os homens precisam vez que decida que encontrou a pessoa REFERÊNCIAS
apenas de sete segundos para decidir se certa, ela tende a ficar mais intensamen- 1. Joyce Brothers, The Brothers System for Liberated
Love and Marriage (New York: Peter H. Wyden,
querem estabelecer um relacionamento te romântica e sentimental. O amor, 1972), p. 19.
com uma mulher. Se ela for atraente, o então, torna-se eufórico. A vida adquire 2. Ibidem.
homem raramente sente a necessidade um significado especial. As cores são 3. Ibidem.
4. Idem, p. 22.
de avaliá-la durante certo tempo. Se ele mais brilhantes; a mulher fica mais feliz, 5. John James e Ibis Schlesinger, Are You the One
gostar do que vê e ela “acender” seus mais bonita e radiante como nunca for Me? (Reading, Massachusetts: Addison-
Wesley, 1987), p. 198.
hormônios, então ele sabe que é amor. dantes. Ela pode ter dificuldades de se 6. Nancy L. Van Pelt, Smart Love: A Field Guide for
Considerações sobre as habilidades concentrar em qualquer coisa, exceto Single Adults (Grand Rapids, Michigan: Fleming
domésticas dela, ou como ela se relacio- na pessoa amada e nos sonhos de um H. Revell, 1997), p. 128.
nará com a família dele, ou ainda que futuro juntos.
tipo de mãe será, tornam-se secundárias
diante de sua beleza. Amor sem limites
Em geral, um homem também con- A sociedade nos programa, através da
cluirá que é amor quando a mulher mídia e outros meios, para acreditar-
o fae sentir-se bem a respeito de si mos que o amor solucionará todos os
mesmo. Isso satisfaz sua necessidade de problemas pessoais. Tal conceito conduz
admiração e apreciação. Para encontrar as pessoas a um caminho perigoso, por-
o amor verdadeiro, portanto, o homem que esperam que um romance ofereça o
deve ter calma e amar a mulher de que somente Jesus pode suprir.
modo paciente e afetuoso durante um
longo período de tempo. Aquele que se
Em vez de colocar todas suas esperan-
ças e sonhos no ser humano, por que
Assinatura
apressa seguindo somente seus instintos não se colocar primeiro a si mesmo nas gratuita para
poderá decepcionar-se no final. mãos dAquele que nunca muda? Jesus
é o mesmo ontem, hoje e sempre. Ele a biblioteca de
Foco nas particularidades: as cumprirá as promessas que fez. Você sua faculdade ou
mulheres pode confiar nEle. Seu amor é com-
As mulheres têm outra perspectiva pletamente incondicional. Ele sempre universidade!
do amor. Geralmente demoram mais o amará, independentemente de sua
Deseja ver a Diálogo disponível na
para se decidir, e não estão tão dispos- aparência, fracassos ou erros. Quando biblioteca de sua faculdade ou universida-
tas a declarar seu eterno amor antes de outros decepcionam você, Ele está ao de, de modo que seus amigos não-adven-
conhecer as qualidades interiores de seu lado para amá-lo e cuidá-lo. Ele é o tistas possam ter acesso à revista? Procure
um homem. Elas são mais inclinadas a único que o ama em toda a sua pleni- o bibliotecário e sugira que solicite uma
procurar as características que desejam tude. assinatura gratuita, usando papel timbrado
num homem, como o futuro pai de Jesus é o único que pode suprir todas da instituição. Cuidaremos do resto! As
seus filhos. As mulheres, mais que os as nossas necessidades, satisfazer todos cartas devem ser endereçadas a: Dialogue
homens, possuem a habilidade de visua- os nossos desejos e atender a todas as Editor-in-Chief; 12501 Old Columbia Pike;
lizar como será um relacionamento com nossas expectativas. Apóie-se nEle, em Silver Spring, MD 20904-6600; EUA.
um homem por toda a vida. primeiro lugar, e então terá menos

DIÁLOGO 18•1 2006 11
Sua saúde está em suas mãos
Esteban S. Poni e Carlos Poni de 1990. O índice de mortalidade entre na África. Além disso, durante o ano de
fumantes é de duas a três vezes maior 2001, mais de 99% das infecções por
Ser bem informado e que entre os não-fumantes. HIV na África foram atribuídas à mesma
No mundo, mais de um bilhão de causa. Em outras partes, a proporção
tomar decisões sábias sobre adultos está acima do peso e entre 300 de mortes por HIV/AIDS atribuídas
estilo de vida pode reduzir a 500 milhões são clinicamente obe- ao sexo arriscado vai de 13%, no Leste
grandemente os riscos à sos. Meio milhão morre anualmente asiático e no Pacífico, a 94% na América
de doenças relacionadas à obesidade Central. Menos de 30 anos após sua
saúde e aumentar o bem- na América do Norte e na Europa aparição, o HIV/AIDS é a quarta maior
estar. Ocidental. Em regiões industrializadas causa de mortes no mundo (ver Tabela
como a América do Norte, a Europa e 2). Atualmente, 28 milhões (70%)
o Leste asiático, pelo menos um terço dos 40 milhões de pessoas com HIV
A Organização Mundial da Saúde de todas as enfermidades é causado por residem na África, mas a infecção tam-
identificou 10 fatores de risco para a fumo, álcool, pressão alta, colesterol bém se espalha rapidamente por outros
saúde: (1) água contaminada, falta de e obesidade. Mais de três quartos das lugares. A expectativa de vida na África
higiene e saneamento básico; (2) fumaça doenças cardiovasculares – fator número Subsaariana é estimada em 47 anos; sem
de combustíveis sólidos em ambientes um de mortes no mundo – estão relacio- a AIDS, seria de 62.
fechados; (3) pressão alta; (4) colesterol nados ao uso do tabaco, à pressão alta, e
elevado; (5) fumo; (6) peso baixo (ema- à obesidade ou colesterol elevado. O que você pode fazer para reduzir
grecimento); (7) obesidade; (8) consumo Em todo o mundo o álcool causou 1,8 e eliminar os riscos
de álcool; (9) sexo arriscado e (10) defi- milhões de mortes em 2001, ou quatro Adote uma posição mais ativa em
ciência de ferro. Juntos esses fatores res- por cento do ônus global de enfermi- favor da vida. Aqueles que não tomam
pondem por mais de um terço de todas dades; o pico ocorre nas Américas e na medidas preventivas contra os principais
as mortes no mundo (ver Tabela 1). Europa. O álcool foi a causa de 20 a fatores de risco à saúde humana, com
30% de cânceres esofágicos, doenças do freqüência, se tornam vítimas precoces
Estatísticas Importantes fígado, epilepsia, acidentes automobilís- de doenças e mortes. “Coma, beba e se
Água contaminada e falta de sane- ticos, homicídios e outros danos inten- case, porque amanhã você vai morrer”
amento e higiene causam 1,7 milhões cionais. não é lema para aqueles que querem
de mortes ao ano em todo o mundo Pelo menos 27% de crianças com evitar enfermidades e desfrutar vida sau-
(basicamente por diarréia infecciosa). De menos de cinco anos no mundo estão dável.2 Adotar medidas significa dar um
cada 10 mortes, nove são de crianças, a abaixo do peso. Essa condição foi causa passo decisivo contra aquilo que produz
maioria pertencente a países em desen- de cerca 3,4 milhões de mortes em 2000, fatores de risco à saúde. Esses riscos não
volvimento. incluindo em torno de 1,8 milhões de devem ser ignorados.
Metade da população mundial (3,1 mortes na África e 1,2 milhões na Ásia. Assuma uma atitude responsável
bilhões) é afetada pelo ar poluído de Esse foi o fator contribuinte em 60% de em prol da vida. “Não tenho que fazer
ambientes fechados, devido ao cozimen- todas as mortes infantis nos países em isto”, “não vou conseguir”, “posso cuidar
to de alimentos e ao sistema de calefação desenvolvimento. de mim mesmo”, não são declarações
alimentado por combustível, gerando A deficiência de ferro é a carência dos mais fortes, mas dos irresponsáveis.
infecções respiratórias e doenças crônicas nutricional mais comum no mundo, Quando o assunto é hábitos ou estilo
de obstrução pulmonar. afetando cerca de dois bilhões de pessoas, de vida, como o uso de álcool, fumo ou
Pressão alta e colesterol elevado estão e causando quase um milhão de mortes drogas, ou quando a tentação é praticar
relacionados ao consumo excessivo de ao ano. A deficiência de vitamina A é a sexo de forma insensata, o indivíduo
alimentos gordurosos, salgados e doces. causa número um de cegueira infantil. realmente responsável vai dizer não.
Tais alimentos se tornam ainda mais A deficiência de iodo é, provavelmente Somente o irresponsável para consigo
nocivos quando combinados com fumo a maior causa de retardamento mental mesmo e com sua família diria coisas
e consumo excessivo de álcool. Em geral, e danos cerebrais. A severa carência de como: “Posso parar quando quiser” ou
a hipertensão arterial causa sete milhões zinco é motivo de baixa estatura e de “fui vítima de uma atração irresistível.”
de mortes anualmente; e o colesterol, um sistema imunológico debilitado; e Em vez disso, fique firme. Seja responsá-
mais de quatro milhões. também importante causa de infecções vel. Previna-se contra esses riscos, em vez
As mortes por uso de fumo mantive- respiratórias, malária e diarréias. de se tornar sua presa fácil.
ram-se nos cinco milhões de pessoas ao Em todo o mundo, cerca de 2,9 Faça algo positivo. Não assuma a
redor do mundo em 2000 – um aumen- milhões de mortes são atribuídas ao sexo atitude niilista de que nada pode ser feito
to de um milhão em relação aos dados arriscado. A maioria dessas mortes ocorre acerca da situação atual. Veja, por exem-

12 DIÁLOGO 18•1 2006
plo, o alto risco do saneamento defi- • Desenvolva-se espiritualmente. tanhas (incluindo amendoins, amêndoas
ciente ou da falta de água limpa. Uma Encontre crenças e valores que dêem e pistache).
comunidade inteira pode ser afetada por significado e propósito, bem como pers- • Consuma produtos que tenham
isso. Faça algo. Escreva para as autorida- pectivas transcendentes à vida. bastantes ácidos graxos ômega-3 (um
des locais. Organize campanhas de auto- • Se você pensa em suicídio ou tem óleo com diversos efeitos cardiovasculares
ajuda. Uma comunidade organizada um histórico de alucinações, perda de protetores). As fontes de ácidos graxos
pode limpar sua vizinhança, providenciar memória progressiva, desilusão, ou fala ômega-3 incluem tofu e vegetais de
saneamento básico e ser um exemplo de de modo incoerente, procure ajuda folhas verde-escuras.
ambiente saudável para as outras. profissional. Não se sinta envergonha- • Ingira alimentos ricos em minerais.
Não deixe para amanhã o que pode do. Doença mental é uma enfermidade O ferro (encontrado em produtos de
fazer hoje. A procrastinação é uma como outra qualquer e pode ser tratada. grãos enriquecidos, vegetais verde-escu-
poderosa ferramenta do diabo. Suponha Faça escolhas responsáveis sobre o ros e frutas secas) ajuda no tratamento
que o médico tenha-lhe dito para deixar uso de substâncias da anemia hipoférrica, a mais comum
de beber porque seu fígado já está com- • Interrompa ou reduza o consumo de no mundo. O cálcio (presente no leite,
prometido. Você deve tomar uma posi- cafeína. A cafeína produz dependência iogurte, tofu, suco de laranja enrique-
ção para o bem de sua saúde. Isso pode física por meio da tolerância – a necessi- cido, pães e vegetais de folhas verde
nunca acontecer. Se você for uma vítima dade de mais cafeína para o mesmo nível escuro) ajuda a garantir uma massa óssea
de um desses riscos para a saúde, comece de disposição. adequada, e reduz cãibras musculares
a agir imediatamente. • Abandone o uso da nicotina e do durante a gravidez. Sempre obtenha
Não seja apático. A apatia (um tipo álcool. Essas drogas são altamente peri- cálcio a partir dos alimentos. Tome
de exclusão por indiferença, mesmo gosas e viciam. suplementos apenas mediante prescrição
tendo evidências indubitáveis) faz com • Não use remédios ou drogas sem médica. O zinco é encontrado em grãos
que a pessoa se engane. Alguém assim prescrição médica. integrais, nozes, legumes, soja e seus
sabe que adotar uma dieta baixa em Tome decisões sábias a respeito de derivados. As fontes de iodo incluem o
gorduras, rica em vegetais, frutas e fibras, alimentos e bebidas sal iodado. As fontes de vitamina A com-
ajuda a diminuir o risco de doenças car- • Os adultos deveriam comer, pelo preendem leite integral, gema de ovo,
diovasculares, mas ela continua ingerindo menos, duas porções de frutas por dia margarinas enriquecidas, carotenóides de
alimentos gordurosos e poucos vegetais, e três de vegetais (a dieta de uma crian- plantas, vegetais verdes e frutas e vegetais
frutas e fibras. O resultado de tal apatia ça requer orientação profissional, mas amarelos.
é o auto-engano e, eventualmente, o tor- em geral crianças com mais de um ano • Considere as vantagens de uma dieta
nar-se vítima de problemas de saúde. podem comer os mesmos alimentos dos vegetariana. Uma dieta ovolactovegeta-
adultos, se esses forem saudáveis e balan-
Medidas para aumentar ceados). Reduza o consumo de frituras, Tabela 1
o bem-estar da sua vida bolachas, biscoitos, alimentos processa- Dez fatores principais de risco e provável
Essas medidas podem ser definidas de dos e doces. população atingida.
modo mais amplo como atitudes preven- • Reduza ou interrompa o consumo
tivas, curativas ou reabilitadoras, onde a regular de refrigerantes. Eles são os Principais fatores de risco População afetada
primeira intenção seja melhorar a saúde. principais responsáveis pelo excesso de (Estimativa)
Aqui estão algumas dicas para um estilo açúcar. Emagrecimento . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3.400.000
de vida mais saudável:3 • Reduza o consumo de farinha Sexo arriscado. . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2.900.000
Melhore sua saúde mental branca. Se não constar na embalagem Pressão alta. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7.000.000
• Seja realista. Pessoas irrealistas gas- “farinha integral”, o produto sofreu pro- Consumo de fumo. . . . . . . . . . . . . . . . 5.000.000
tam tempo e energia tentando criar no cessamento, o que significa a remoção Consumo de álcool. . . . . . . . . . . . . . . 1.800.000
mundo uma situação que consideram da fibra e do germe. Água não-tratada e falta de saneamento
ideal. Pessoas realistas modificam suas • Reduza o consumo de gorduras básico e higiene. . . . . . . . . . . . . . . . . . 1.700.000
crenças, se existir evidência suficiente que saturadas (geralmente presentes na carne, Deficiência de ferro. . . . . . . . . . . . . . . 1.000.000
contradiga seu ponto de vista. manteiga, queijo e produtos derivados Inalação de fumaça de combustíveis sólidos
• Comporte-se como adulto. Saiba do coco). Essa medida reduz o LDL, o em ambientes fechados (pessoas
quem você é, do que é capaz, que papéis mau colesterol, que aumenta o risco de expostas) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3.1 bilhões
pode desempenhar e qual o seu lugar no problemas cardíacos. Colesterol elevado. . . . . . . . . . . . . . . . 4.000.000
círculo de relacionamentos. Avalie seus • Use quantidades moderadas de Obesidade. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 500.000
potenciais e fragilidades sem depender da azeitonas, canola, abacate, creme de
Fonte: The World Health Report 2002 – A popula-
opinião de outros. amendoim (sem a adição de óleo), e cas- ção mundial em 2001 era de 6,2 bilhões.

DIÁLOGO 18•1 2006 13
riana bem planejada pode satisfazer todas gico, previnem fraturas e dores lombares, http://www,cdc.gov/nccdphp/dnpa.
as necessidades de um regime nutricional e aumentam a sensação de bem-estar e a Proteja-se contra as doenças sexual-
balanceado. Porém, é necessário ter em expectativa de vida. mente transmissíveis (DST)
mente dois pontos especiais. Primeiro, • Mantenha seu peso normal. O peso • Se você não é ou nunca foi sexual-
numa dieta de transição as pessoas preci- ideal pode ser calculado pelo Índice da mente ativo, ou tem um relacionamento
sam reduzir a ingestão de carne, frango e Massa Corporal (IMC). IMC = Peso em monogâmico com uma pessoa não-infec-
peixe, enquanto aumentam progressiva- quilos dividido pela altura em metros2 tada, encontra-se em nível de risco míni-
mente o consumo balanceado de vegetais (ou seja, IMC=P÷A2). Em geral, um mo de DSTs, incluindo a AIDS.
e frutas (a leitura de Levítico, capítulo valor situado entre 18,5 e 24,9 é normal • A melhor prevenção contra as DSTs
11, pode ajudá-lo a escolher as fontes de e deveria ser conseguido. é a abstinência sexual antes do casamento
alimento animal mais apropriadas nessa • Reduza o risco de câncer. Evite e fidelidade no casamento.
transição). Segundo, os vegetarianos que fumar, a causa número um de câncer do Seja ativo nas questões ambientais
desejarem excluir de sua dieta ovos e pulmão. Para prevenir o câncer intesti- • Use seus direitos de cidadão para exi-
leite, serão beneficiados se fizerem con- nal, exercite-se regularmente; adote uma gir das autoridades locais, ações relacio-
sultas médicas periódicas a fim de garan- dieta rica em fibras e mantenha seu peso nadas à saúde pública. A primeira e mais
tir que tal dieta continue balanceada.4 dentro da média. Homens acima de 50 básica ação de saúde pública é manter
• Obtenha suficiente vitamina D anos de idade deveriam fazer exames a comunidade limpa. Exija um serviço
expondo-se de 5 a 15 minutos à luz solar regulares do reto para detectar possíveis eficiente de tratamento de água, coleta
cada dia. Leite e margarinas enriquecidos problemas prostáticos. As mulheres de lixo, saneamento básico e inspeção
também ajudam a manter o equilíbrio devem fazer exames apropriados para alimentar.
no metabolismo da vitamina D e do evitar câncer de mama e câncer cervical. • Faça alguma coisa para prevenir a
cálcio. Evite a exposição excessiva à radiação poluição. Defenda o meio-ambiente.
Outras escolhas importantes relacio- solar e a lâmpadas especiais de bronzea- Mantendo-se informado a respeito
nadas ao estilo de vida mento, pois tendem a causar câncer de desses temas importantes e tomando
• Entre em forma exercitando-se. A pele. Para mais informações sobre a pre- decisões sábias sobre seu estilo de vida,
atividade física consiste numa adaptação venção e tratamento do câncer, visite o você será capaz de reduzir grandemente
às demandas do estresse. Você pode exer- site http://www.cancer.org e http://www. os riscos para a saúde e aumentar o bem-
citar-se, sem se cansar demais, mediante yourcancerrisk.harvard.edu. estar.
atividades que vão desde moderadas • Visite regularmente o médico.
até vigorosas. O exercício regular pode Converse francamente com ele sobre
melhorar a função cardiorrespiratória e qualquer preocupação quanto às condi- Esteban S. Poni-Ravagli (M.D. pela
aumentar o metabolismo. Os exercícios ções físicas. Os sites seguintes podem aju- Universidad Central de Venezuela;
aumentam o fluxo sanguíneo no cére- dar com programas de exercícios físicos: Loma Linda University) é médi-
bro e a produção de neurotransmisso- http://orthoinfo.aaos.org; http://www. co especializado em medicina
res, diminuem o risco de osteoporose, acefitness.org; http://www.justmove.org; interna e pediatria. Seu email:
melhoram a função do sistema imunoló- http://www.hc-sc.gc/ca/hppb/paguide; este3808@hotmail.com. Carlos A.
Poni-Escobar concluiu seus estudos
Tabela 2 médicos preliminares e atua como
Causas principais de mortalidade por enfermidades no mundo em 20021 professor-assistente na Escola de
Medicina da Loma Linda University,
Posição Causa Total de mortes (em milhares) % do total em Loma Linda, Califórnia, USA.
1 Males isquêmicos do coração......................................................... 7.208.................................. 12.6
2 Enfermidades cerebrovasculares.................................................... 5.509.....................................9.7
3 Infecções respiratórias..................................................................... 3.884.....................................6.8 REFERÊNCIAS
4 HIV/AIDS............................................................................................. 2.777.....................................4.9 1. The World Health Report 2002 e 2003. www.
5 Obstruções crônicas do pulmão................................................... 2.748.....................................4.8 who.int/whr/2002/overview.
2. E. Poni, “Taking charge of your health”,
6 Enfermidades do trato intestinal.................................................... 1.798.....................................3.2 Dialogue 16.1 (2004), 1:8-10.
7 Tuberculose......................................................................................... 1.566.....................................2.7 3. P. M. Insel e W.T. Roth, Core Concepts in
8 Malária.................................................................................................. 1.272.....................................2.2 Health, Stanford University, 2004.
4. Se você é vegetariano estrito, seu médico pode
Câncer do trato respiratório......................................................... 1.243.....................................2.2 recomendar suplementos vitamínicos para evi-
9 Acidentes de trânsito....................................................................... 1.192.....................................2.1 tar a deficiência da vitamina B12. Porém, cere-
10 Doenças infantis................................................................................. 1.124.....................................2.0 ais, bebidas à base de soja e lêvedo de cerveja
podem prover essa vitamina, de modo a evitar
Fonte: The World Health Report 2002. ou retardar intervenções médicas freqüentes.

14 DIÁLOGO 18•1 2006
Não há desculpas para a violência doméstica
Miguel Angel Núñez pessoa, agredindo seu corpo, integri- mas de algum tipo de abuso.5 A cada
dade, dignidade ou liberdade.”1 Assim quinze segundos há um incidente de
A civilidade, a ética e os também, uma mulher abusada é “aque- violência doméstica em alguma parte
la que recebe maus-tratos intencionais, da Terra.6 Isso é assustador quando nos
princípios cristãos básicos sejam emocionais, físicos ou sexuais, de damos conta de que apenas 10% das
exigem que tomemos uma um homem com quem tenha um rela- vítimas denunciam o problema.
posição contra a violência cionamento íntimo.”2 Calcula-se que seis dentre cada dez
Definir violência doméstica nestes casais experimentam algum tipo de
doméstica. termos é admitir que a maioria dos violência doméstica. Assim, a existência
incidentes físicos e psicológicos de e os padrões da violência não reconhe-
Mirjana Lucic tinha apenas 16 anos abuso aconteça dentro do âmbito de cem nenhuma cultura ou posição eco-
quando foi reconhecida internacio- relações que, supostamente, seriam de nômica em particular.
nalmente como tenista por seu país, a proteção e conforto.
Croácia. Ela se classificou em qüinqua- A violência tem diferentes manifesta- O padrão da violência
gésimo lugar no ranking tenístico femi- ções. Ainda que geralmente signifique Existe alguma justificativa para a vio-
nino mundial. Quando foi competir agressão física, ela se manifesta em for- lência? Essa pergunta não é feita quan-
na Liga Aberta dos EUA jogou bem e, mas mais complicadas. Estamos falando do a vítima é um homem. Em muitos
depois disso, pediu asilo político para de abuso quando há:3 países, a violência doméstica contra a
si, sua mãe e irmãos. A razão? Seu pai Violência física: a mais visível forma mulher é considerada um problema
violento. Mirjana declarou: “Ele me de violência; os efeitos são fáceis de particular da família. Mas a honestida-
bate mais do que você possa imaginar. notar. de sociológica deve forçar-nos a reco-
Às vezes, por um jogo ou um set perdi- Violência sexual: considerada menos nhecer que o problema, de uma forma
do, ou por um mau dia. Não consigo comum, porque a maioria das vítimas ou de outra, envolve-nos a todos.
nem falar o que aconteceria se eu per- não a denuncia. Muitos especialistas em violência
desse um torneio.” Violência psicológica: considerada doméstica acreditam que a tolerância
Catorze semanas depois de se casar menos destrutiva; mas as pesquisas feminina à violência perpetue esse
com Paul Gascoigne, astro do fute- revelam o contrário. A constante expo-
bol britânico e jogador do Glasgow sição aos abusos emocionais corrói a
Rangers, sua esposa foi fotografada
saindo do hospital. Ela apresentava um
personalidade, e muitas de suas vítimas
têm dificuldades de se recuperar.
Diálogo grátis
braço quebrado, hematomas no rosto, Destruição de propriedades pessoais ou para você!
um olho arroxeado e cortes no nariz. animais: muitos agressores preferem Se você é um estudante adventista do
Muitas organizações feministas pediram destruir com malícia objetos ou ani- sétimo dia que freqüenta faculdade ou uni-
a suspensão de Gascoigne. A resposta mais altamente valiosos para suas víti- versidade não-adventista, a Igreja tem um
do diretor do clube foi um caso típico mas, sabendo que isso lhes produzirá plano que lhe permitirá receber gratuita-
de indiferença: “Contratamos a joga- grande sofrimento. mente a revista Diálogo enquanto você esti-
dores de futebol e não temos o mínimo Quaisquer que sejam as dinâmicas ver estudando (aqueles que não são mais
interesse em sua vida familiar.” de violência numa relação interpesso- estudantes podem assinar Diálogo usando o
Joe Carollo, prefeito de Miami, pas- al, elas variam de tipo de agressor, do cupom da página 6). Entre em contato com
sou um dia na solitária por ter batido momento da agressão, da cultura onde o diretor do Departamento de Educação
ocorrem, das crenças e dos mitos que as ou do Departamento de Jovens de sua
na esposa. Foi solto no dia seguinte
União, e peça que seu nome seja colocado
com a condição de permanecer longe cercam, etc.
na lista de distribuição da revista. Forneça
da mulher e dos filhos. seu nome completo, endereço, faculdade ou
Esses casos teriam passado desperce- A realidade global universidade onde está estudando, o curso
bidos se não fosse pela celebridade dos Estima-se que 95% das vítimas de que está fazendo e o nome da igreja onde
envolvidos. A verdade é que há casos violência familiar sejam mulheres.4 você é membro. Você pode também escre-
similares de milhões de pessoas, mas De acordo com a pesquisa do United ver para os nossos representantes regionais
que não vêm a público. Nations Fund for Women (Fundação nos endereços indicados na página 2, ane-
das Nações Unidas Para Mulheres), xando uma cópia da carta que enviou aos
O que é violência doméstica? uma entre cada quatro mulheres no diretores da União já mencionados. Caso
mundo sofre maus-tratos domésticos, o os passos acima não produzirem nenhum
A violência doméstica é todo ato ou
que leva à espantosa cifra de aproxima- resultado, você poderá contatar-nos via
série de “ações que fazem uso de força e-mail: schulzs@gc.adventist.org
abusiva para obter domínio sobre outra damente 300 milhões de mulheres víti-

DIÁLOGO 18•1 2006 15
tipo de atitude, e existe a idéia de que Americano, nos Estados Unidos uma Uma reportagem mostrou que 70%
a mulher deve ser punida caso sua mulher é atacada a cada 15 segundos. das vítimas de violência são atacadas
conduta esteja fora dos padrões que a Os ataques no âmbito doméstico são em suas próprias casas, geralmente pelo
sociedade estabelece. Isso implica que uma das principais causas de ferimen- esposo ou amigo íntimo.14 Uma mulher
o problema de maus-tratos às mulheres tos em mulheres, revelando índices é mais susceptível a ser morta por um
não está restrito a uma área geográfica mais elevados do que os dos acidentes homem com quem tenha uma relação
ou cultura. Ele é tão aceito na socieda- em auto-estradas ou qualquer outro.7 afetiva, do que por um estranho.15 O
de, que muitas vítimas se resignam ante Estima-se que 50% dos lares sofrem ou lar, que deve ser um paraíso de segu-
o abuso. já tenham sofrido violência familiar.8 rança, chega a tornar-se um inferno na
Isso cria um efeito-dominó quando Maus-tratos são o resultado momen- terra para muitas mulheres e crianças
as novas gerações reproduzem o mau tâneo da ira. A verdade é que os agres- vítimas de violência.
exemplo, resultando em ausências no sores têm o hábito de atacar. Não se A violência doméstica é o resultado de
trabalho, desenvolvimento escolar pre- trata de um impulso breve, mas de uma alguma espécie de doença mental. Esse
cário, doenças e “acidentes” que, no atitude repetitiva. Muitas mulheres víti- mito permite muitas desculpas, e expli-
final, todos acabam por arcar. Existe mas de agressão relatam que têm sido ca e tolera violência física e psicológica
um estudo mostrando que filhos de maltratadas repetidamente por muitos contra mulheres. O fato é que apenas
lares onde as mães são sistematicamente anos. 10% dos agressores têm algum tipo de
abusadas tendem a ser usuários de dro- Os abusos ocorrem somente entre os desordem psíquica.16
gas, a apresentar deformidades psico- pobres e nas comunidades de baixo nível. Violência e amor não podem coexistir
lógicas, a repetir cenas de violência e à Esse é um conceito errôneo. As pessoas numa família. Muitos episódios ocor-
delinqüência social. que usam de violência contra suas espo- rem em ciclos. De acordo com Corsi,
Filhos e filhas de famílias onde a mãe sas ou namoradas pertencem a toda “o amor coexiste com a violência; pois
foi vítima de abuso tendem a reprodu- classe social e nível educacional.9 A lista de outra forma não existiria o ciclo.
zir o mesmo padrão de violência. É um de agressores, conforme um estudo Geralmente é um amor viciado, depen-
erro supor que o que acontece dentro feito em Boston, inclui médicos, psicó- dente e possessivo, baseado na insegu-
de casa não tem efeito sobre o ambien- logos, advogados, clérigos10 e executi- rança”17.
te doméstico. vos.11 Outro estudo revela que há maior A violência emocional não é tão séria
As evidências mostram que mulheres nível de agressão entre casais com grau como a violência física. Entretanto, a
vítimas de abusos físicos e psicológicos universitário, do que entre pessoas de verdade é que “a violência emocional
são inibidas em seu desenvolvimento menor nível educacional.12 contínua, mesmo sem agressão física,
na sociedade e no lar. Sua produtivida- Violência está limitada a empurrões, produz muitas e sérias conseqüências
de no trabalho, seu desempenho como tapas e socos. Muitas pessoas pensam para a estabilidade emocional das
mães, seu desenvolvimento pessoal, que essas ações não causem danos vítimas.18 O problema é que os efeitos
suas qualidades como cidadãs, são afe- graves. O fato é que muitas mulheres psicológicos e emocionais são menos
tados pelo resto de suas vidas, até que sofrem lesões incapacitantes e perma- visíveis em curto prazo, ao passo que os
se ergam para reivindicar sua dignidade nentes, e podem até morrer durante danos físicos são patentes no próprio
pessoal ou agir contra essa situação confrontos com maridos ou namorados ato. Em realidade, é possível aterrorizar
abusiva. agressores.13 uma mulher e agredi-la sem recorrer a
É fácil à mulher livrar-se das agressões. abusos físicos.19 A reabilitação de uma
Mitos sobre a violência doméstica Muitas mulheres são tão escravizadas pessoa vítima de abuso emocional é tão
Mitos relacionados à violência ou psicologicamente dependentes dos difícil e traumática como da pessoa que
doméstica estão tão arraigados em cer- agressores, que encontram dificuldades foi fisicamente atacada”.20
tas culturas e padrões de pensamentos, para se distanciar deles. De fato, uma A conduta violenta é uma característi-
que sua erradicação torna-se quase das seqüelas desse problema é, por ca herdada pelo ser humano. Isso é o que
impossível. Assim sendo, é importante vezes, um dano psicológico tão profun- os zoólogos, etólogos21 e muitos investi-
entender e desfazer esses mitos, a fim do que se torna quase impossível esca- gadores alicerçados na evolução dizem
de fazer face, tanto individual quanto par sem uma assistência externa. há anos. A realidade é que “a violência
corporativamente, à ameaça da violên- A maior parte dos agressores de mulhe- é um comportamento aprendido de
cia doméstica. Consideremos alguns res é composta de estranhos. Muitos modelos familiares e da sociedade que
desses mitos: gostariam de acreditar nesse mito, mas a define como um recurso válido para a
A violência doméstica não afeta muitas a realidade é que 95% dos agressores resolução de conflitos. O uso de violên-
pessoas. Ela afeta sim. De acordo com as pertencem ao círculo familiar: maridos, cia é aprendido na família, na escola,
estatísticas do Departamento de Justiça pais, irmãos, sogros e amigos próximos. nos esportes competitivos e através da

16 DIÁLOGO 18•1 2006
mídia”.22 Uma atitude aprendida pode próprio corpo. classe”, Maria Maria, 1(1999): pp. 7, 8.
10. Ver Fortune, “Is Nothing Sacred? The Betrayal
ser desaprendida. Ninguém deve permanecer indife- of the Ministerial or Teaching Relationship,”
A violência familiar não acontece em rente à violência contra a mulher. O em Adams and Fortune, pp. 351-360. Ver tam-
lares cristãos. Muitos homens agressivos Senhor adverte aqueles que ignoram bém Fortune, Is Nothing Sacred? The Story of a
Pastor, the Women He Sexually Abused, and the
e violentos freqüentam regularmente a a injustiça e os maus-tratos: “Procure Congregation He Nearly Destroyed (Cleveland:
igreja. Tragicamente, uma interpretação salvar quem está sendo arrastado para United Church Press, 1999); Stanley J. Grenz e
machista de certas passagens bíblicas a morte. Você pode dizer que o pro- Roy D. Bell, Betrayal of Trust: Confronting and
Preventing Clergy Sexual Misconduct (Grand
leva alguns homens a acreditar na pre- blema não é seu, mas Deus conhece o Rapids: Baker Books, 2001).
eminência do homem sobre a mulher, seu coração e sabe os seus motivos. Ele 11. Massachussets Coalition of Battered Women
e que essa atitude é base justa para a pagará de acordo com o que cada um Service Groups, Boston, MA, 1990, citado em
“Myths and facts about domestic violence,”
violência contra as esposas.23 fizer” (Provérbios 24:11, 12). www.famvi.com/dv_facts.htm.
Todos são agressivos, tanto homens 12. M. Schulman, A Survey of Spousal Violence
quanto mulheres. Alguns homens dizem Against Women in Kentucky (New York: Louis
Harris Associates, 1979), citado por Barbara
que é um exagero falar sobre homens Miguel Angel Núñez (ThD pela A. Carson and David Finkelhor, “The Scope
abusando de mulheres, porque elas Universidade Adventista del Plata) of Contemporary Social and Domestic
Violence,” em Carmen G. Warner e G. Richard
também são agressivas, mas não é tanto leciona teologia e psicologia pas- Braen, eds. Management of the Physically and
assim. A agressão masculina é mais toral na Universidade Peruana Emotionally Abused (Norwalk: Capistrano Press,
comum e notória.24 Unión, en Naña, Peru. É autor de 1982), p. 11.
13. David Adams, “Identifying the Assaultive
As mulheres incitam os homens à agres- muitos artigos e livros, incluindo Husband in Court: You Be the Judge,” Boston
são. A maioria dos agressores acredita Amores que matam, de onde este Bar Journal (1989), pp. 33, 34.
nesse mito.25 Mesmo algumas mulheres, artigo foi extraído. Seu e-mail é: 14. Carson e Finkelhor, p. 9.
15. R. Ressler, Whoever Fights Monsters (New York:
evidentemente as que não são vítimas, miguelanp@gmail.com. St. Martin’s Press, 1993), citado por Graciela B.
tendem a acredita-lo também. Todas Ferreira, “Clínica victimológica en casos de vio-
as pesquisas sobre violência mostram lencia conyugal: Prevención del suicidio/homi-
cidio,” Revista Argentina de Clínica Psicológica
que os homens violentos atacam inde- REFERÊNCIAS 8 (1999) 3:222.
pendentemente do que as mulheres 1. D. Weltzer-Lang, Les hommes violents (Paris: 16. Corsi, p. 36.
Cote — femmes, 1992), citado por Luis 17. Idem, p. 37.
façam ou digam. A agressão em qual- Bonino Méndez em “Las macroviolencias y 18. Idem, p. 38.
quer forma, especialmente a física, sus efectos: Claves para su detección,” Revista 19. Catherine Kirkwood, Cómo separarse de su pare-
não pode ser perdoada, e um desacato Argentina de Clínica Psicológica 8 (1999) 3:223. ja abusadora: Desde las heridas de la superviven-
2. Graciela Ferreira, La mujer maltratada (Buenos cia a la sabiduría para el cambio, traduzido por
verbal por parte da esposa não constitui Aires: Sudamericana, 1989), citado por Jorge Isabel Jezierski (Buenos Aires: Gránica, 1999),
absolutamente uma justificativa para a Corsi, “Una mirada abarcativa sobre el proble- p. 59.
ma de la violencia familiar” em Violencia fami-
agressão.26 liar: Una mirada interdisciplinaria sobre un grave
20. Idem, p. 69
21. Konrad Lorenz, fundador da cientologia moder-
problema social (comp. Jorge Corsi; Buenos na (a ciência que estuda o comportamento dos
Conclusão Aires: Paidós, 1999), p. 35. animais), diz que a violência está presente em
3. Ver Marie Fortune, “Calling to Accountability:
A violência doméstica, particular- The Church’s Response to Abusers,” em
todas as espécies, incluindo seres humanos, e
deve ser aceita como parte do comportamento
mente contra as mulheres, é endêmica Violence Against Women and Children: A adaptativo e do desenvolvimento evolucionário.
na sociedade e essa atitude desuma- Christian Theological Sourcebook, eds. Carol 22. Corsi, pp. 38, 39.
Adams e Marie M. Fortune (New York: The 23. Renita J. Weems, Battered Love: Marriage,
na não pode passar despercebida. O Continuum Publ. Co., 1998), p. 453. Sex and Violence in the Hebrew Prophets
comportamento civilizado, bem como 4. Essa é uma estimativa global. Marta Irene Stella (Minneapolis: Fortress Press, 1995). Weems
outros princípios éticos e cristãos, de Gasparini, em seu livro Violencia familiar mostra que é possível utilizar de forma incorreta
(Posadas: Editorial Universitaria, Universidad certas passagens bíblicas, escritas num contexto
requerem que demos todos os passos Nacional de Misiones, 2001), p. 119, usa dife- simbólico e metafórico para justificar a agressão
possíveis contra a violência. rentes porcentagens de violência familiar: 2% do companheiro.
O Criador nunca pretendeu que contra homens, 75% contra mulheres, e 23% 24. Neil Jacobson e John Gottman, Hombres que
entre os membros da família. agreden a sus mujeres: Cómo poner fin a las rela-
alguém fosse tratado de maneira humi- 5. Sara Lovera fornece essa estimativa em ciones abusivas, traduzido por Carme Castells e
lhante. A Bíblia diz que Deus “detesta, “Comunicación e información de la mujer,” Agueda Quiroga (Barcelona: Ediciones Paidós
com todo o coração, os que gostam obtido online: www.cimac.org.mx/noticias/ Ibérica, 2001), p. 39.
01may/01051711.html, consultado em 28 de 25. Jacobson and Gottman, p. 52.
de praticar violência” (Salmos 11:5 junho de 2003. 26. Idem, p. 54.
– A Bíblia na Linguagem de Hoje). O 6. El País, Bogotá, Colombia, 6 de março de
2004.
Senhor convida os homens casados a 7. De Uniform Crime Reports, FBI, 1991, citado
“amar suas mulheres assim como amam em “Myths and facts about domestic violence,”
o seu próprio corpo” (Efésios 5:28 – A www:famvi.com/dv_facts.htm, consultado em
February 2, 2001.
Bíblia na Linguagem de Hoje). A lógi- 8. Corsi, p. 36.
ca é que ninguém queira atacar a seu 9. UNIFEM, “Violência contra a mulher não tem

DIÁLOGO 18•1 2006 17
ponto de vista O papel de Satanás
A premeditada estratégia de Satanás

Calamidades naturais: atos sempre tem sido confundir, enganar e des-


truir a paz deste mundo. Ele é “homicida
desde o princípio” (João 8:44). Por quê?
de Deus ou de Satanás? Para abalar a fé e a esperança de bilhões
de pessoas na verdade de que um Ser mais
Herbert E. Douglass  poderoso, fiel e veraz dirige o Universo!
Mas onde está Deus? Deus, no âmbito
dos propósitos do Grande Conflito, permi-
Sob o ponto de vista do Olhando a profecia bíblica te essa multiplicação do engano e do sofri-
Lemos em Apocalipse que nos tempos mento abrangendo não apenas um homem
Conflito Cósmico, Deus finais da história, Deus estará, mediante chamado Jó, mas todo o planeta hoje.
ainda está no controle. Seus anjos, “retendo os quatro ventos da Tudo o que finalmente Jó soube que jazia
Terra para que nenhum vento soprasse por trás das catástrofes que ele e sua família
sobre a Terra, nem sobre o mar, nem sofreram – incluindo fogo do céu e ventos
Nos últimos anos, nosso planeta tem sobre árvore alguma” (Apocalipse 7:1). devastadores – foi-lhe contado depois pelo
sofrido um crescente número de calami- Isso soa mui ameaçador. Antes do fim próprio Deus. Mas antes as coisas não esta-
dades naturais – terremotos, furacões, dos tempos, nosso planeta será palco de vam claras. Só depois Jó soube que Deus
secas, inundações e uma devastadora todo o tipo de calamidade em terra, no estava sendo desafiado por Satanás, o qual
tsunami. Alguns desses acontecimen- mar e na vegetação. Mas ainda não vimos estava furioso por Jó ter sido tão abençoa-
tos, embora menos dramáticos como o nada semelhante ao que acontecerá quan- do com uma grande família e notável pros-
aquecimento global e o correspondente do os ventos da destruição forem libertos peridade. Ele acusou a Deus de discriminar
derretimento de geleiras e calotas pola- das forças retentivas dos quatro anjos, que as pessoas. A razão pela qual Jó era tão reto
res, também têm levantado em muitas recebem ordens do próprio Senhor!1 e obediente em sua adoração, era o fato de
mentes questões relacionadas às suas Por que os ventos ainda estão sendo Deus ter construído “uma cerca” em torno
causas. São esses eventos o resultado de retidos? O povo de Deus, como um dele, para suborná-lo à obediência (Jó 1:8-
leis naturais ainda pouco entendidas? É todo, ainda não recebeu o “selo” da apro- 12, 2:3-7).
sua causa real a exploração humana de vação de Deus “escrito em sua fronte” Surgem, então, teólogos amadores para
nosso habitat natural? Pessoas de muitas (Apocalipse 14:1). O selo aprobatório explicar a Jó porque ele tinha sido vítima
correntes religiosas têm-se perguntado se de Deus será posto naqueles que possam dessas horríveis calamidades (Jó 2:11-13).
essas catástrofes não seriam punições de representá-Lo corretamente perante o Lemos nos capítulos seguintes do livro as
uma divindade ofendida. Cristãos crentes mundo; naqueles que dizem a verdade várias razões que muitos hoje ainda usam
na Bíblia têm indagado sobre o papel a Seu respeito e testemunham de Seu para explicar as inesperadas calamidades.
desempenhado por Deus e Satanás como poder – exatamente em oposição ao secu- Ou Jó estava escondendo, no fundo, o
os atores finais de um drama cósmico. lar desafio de Satanás. Essas são as pessoas segredo de seus procedimentos e Deus o
Estariam essas calamidades apontando que estão prontas a permanecer firmes estava punindo, ou Deus responde apenas
para um evento culminante na história através das conturbações dos últimos dias, ao justo e ignora aqueles que sofrem cala-
humana? conforme descrito nos versos finais de midades, porque Ele é um Deus justo, ou
Ao tentarmos compreender o papel de Apocalipse 6. ainda, Deus é tão justo que somente pode
Deus nas calamidades naturais, devemos E o que dizer desses ventos? Eles derramar Sua ira sobre o pecado, e final-
nos precaver contra a armadilha forjada representam as obras de Satanás, prestes mente que Jó estava recebendo um castigo
por Satanás, no sentido de que os desas- a serem liberadas da mão restritiva de menor do que ele merecia.
tres dos últimos dias provêm de um Deus Deus. Tudo isso pode ser melhor enten- Quantos ecos das vozes desses três “ami-
insultado e irado. É exatamente assim dido à luz do Conflito Cósmico. É uma gos” de Jó ouvimos hoje na Internet, em
que Satanás tem pintado a Deus desde o repetição do exposto no livro de Jó, artigos de jornais e revistas, e em muitos
Éden, e antes mesmo. Milhões de pessoas porém em escala mais colossal: fogo do púlpitos.
hoje, em nosso planeta, assim o crêem. céu queimando o gado e os servos de Jó, O apóstolo Paulo afirmou claramente
Entretanto, de acordo com a Bíblia, assaltantes perambulando e matando a que Satanás é “o príncipe das potestades
estamos nas últimas horas do Conflito esmo, um forte vento destruindo a casa e do ar, do espírito que agora atua nos filhos
Cósmico, o Grande Conflito, que con- matando seus filhos (Ver Jó, capítulos 1 e da desobediência” (Efésios 2:2).2 Ele é mais
taminou o Universo desde que “houve 2). A maldade satânica é inacreditável! E do que um mito! Ele é o grande opositor
peleja no céu” (Apocalipse 12:7).* é ainda hoje a mesma que nos dias de Jó. de Deus, fazendo tudo o que pode para

18 DIÁLOGO 18•1 2006
aviltar, desmoralizar e destruir homens ciais, escalada do consumo de energia permeia a vida moderna, especialmente
e mulheres. E por razões que só Deus e outros eventos reais também estejam no “esclarecido” mundo ocidental. Todos
conhece, Ele gradualmente retirará o aumentando com impressionante veloci- os dispositivos de posicionamento global
poder restritivo que tem exercido sobre os dade?4 A maioria das pessoas convive com (GPS) e veículos modernos não conse-
planos assassinos de Satanás.3 o sentimento de que tudo está “fora dos guirão atingir e eliminar o crescente ódio
eixos”, em comparação com a vida que que grassa entre as comunidades e entre
A visão de Cristo sobre o futuro tínhamos há poucas décadas. Parece não as nações.
Sem dúvida, nosso planeta sempre teve haver como retrocedermos no tempo.
terremotos, tornados, enchentes, fura- É como uma escada rolante que parece Conclusão
cões, tufões e fomes. Alguns desses piores acelerar-se a cada dia. E todos sentem Está além da capacidade do homem
eventos registraram-se há muitos anos, que não têm como saltar fora dela. Esse compreender a interação exata dos fato-
com conseqüências muito mais danosas sentimento aumenta quando ouvimos a res humanos naturais e sobrenaturais,
do que as que experimentamos em anos notícia da última catástrofe sendo divul- causadores das crescentes calamidades
mais recentes, muito embora nessas mes- gada pelos meios de comunicação globais, experimentadas pelo nosso planeta. Para
mas áreas tenhamos hoje uma população e chegando até nós.5 o que crê na Bíblia, entretanto, algumas
bem maior. coisas são certas: Satanás procura destruir
Nos últimos dias do ministério de Uma perspectiva adventista tantas pessoas quantas puder, por qual-
Jesus, Seus discípulos Lhe indagaram a Durante mais de 150 anos, os adventis- quer meio que possa utilizar. No final, a
respeito dos sinais do fim e de Seu pro- tas do sétimo dia têm estado a proclamar verdade triunfará; Deus e Seus fiéis serão
metido retorno. Dentre outros sinais, ao mundo que a história da humanidade vindicados e Ele fará novas todas as coi-
Jesus lhes falou: “Ouvireis falar de guerras está inexoravelmente caminhando para sas. Vivemos nos últimos dias da história
e rumores de guerra; vede, não vos assus- o seu clímax, como predito pelo próprio da terra. Cada dia é precioso e não se
teis, porque é necessário assim acontecer, Deus nas Escrituras. Ficamos contentes repetirá.
mas ainda não é o fim. Porquanto se ao observar que milhões de cristãos tam- “Não retarda o Senhor a sua promessa,
levantará nação contra nação, reino con- bém começaram a fixar sua atenção e como alguns a julgam demorada; pelo
tra reino, e haverá fomes e terremotos em esperança na breve volta de Jesus. Além contrário, Ele é longânimo para convos-
vários lugares; porém tudo isso é o princí- disso, existem hoje dezenas de sites na co, não querendo que nenhum pereça,
pio das dores” (Mateus 24:6-8). Internet dedicados aos acontecimentos senão que todos cheguem ao arrependi-
Em outras palavras, o mundo sempre finais. A série de best-sellers “Deixados mento. Virá, entretanto, como ladrão, o
terá guerras, terremotos, pestes e calami- Para Trás” e os filmes correspondentes, Dia do Senhor, no qual os céus passarão
dades. Há, entretanto, sinais específicos ampliam em muito o senso de que algo com estrepitoso estrondo, e os elementos
que Cristo delineou nos capítulos 24 surpreendente está para acontecer. se desfarão abrasados; também a terra e
e 25 de Mateus, como a pregação do Entretanto, com base em nossa com- as obras que nela existem serão atingidas.
Evangelho a todo o mundo, e então Ele preensão da profecia bíblica, não cremos Visto que todas essas coisas hão de ser
voltará (Mateus 24:14). Cristo compa- que os cristãos serão arrebatados secreta- assim desfeitas, deveis ser tais como os
rou os últimos dias de nosso planeta aos mente, ou que Israel é uma peça-chave que vivem em santo procedimento e pie-
últimos dias antes de Noé entrar na arca nos acontecimentos dos últimos dias. dade, esperando e apressando a vinda do
(Mateus 24:37-39). E comparou a demo- Nem divisamos o Armagedon como dia de Deus, por causa do qual os céus,
ra em Sua vinda à demora do apareci- uma batalha a ser travada pelos exércitos incendiados, serão desfeitos, e os elemen-
mento da noiva nas bodas (Mateus 25:5). modernos na Planície de Esdraelon. tos abrasados se derreterão” (II Pedro
Os otimistas estão certos. O mundo 3:9-12).
Detectando a diferença não terminará em lamúrias ou numa Estamos nós prontos?
Ao refletimos sobre as calamidades dos estrepitosa explosão. As potências nucle-
últimos anos, notamos uma diferença ares mundiais não incendiarão a Terra.
com as do passado. Graficamente terí- Não seremos afogados ou asfixiados em Herbert G. Douglass (Ph.D. pela
amos uma curva exponencial crescente nosso próprio lixo, nem envolvidos numa Pacific School of Theology) foi
indicando um aumento da freqüência e mortandade em massa. professor, diretor de faculdade e
das intensidades, em destacado contraste E os pessimistas também estão certos. editor. Tem 16 livros de sua auto-
com a previsão que resultaria de um cres- Este mundo poderá conseguir logo todas ria, incluindo Mensageira do Senhor.
cimento linear. as vacinas necessárias para atender a todos (Pacific Press, 1998) e God at Risk
Poderia alguém negar que furacões, os desafios sanitários que enfrentamos (Amazing Facts, 2004). Seu e-mail é
enchentes, fomes, pestes, falências, degra- hoje, mas não haverá vacina contra a
dação moral, esgotamento dos manan- avassaladora tsunami do lixo moral que Continua na p. 23

DIÁLOGO 18•1 2006 19
Perfil
Lidija Odorčić
Diálogo com uma médica adventista da
Eslovênia

2002. A Eslovênia, com dois milhões de sentimento de que deveria ser médica.
habitantes, possui mais de 500 adven- Lembro-me claramente das circunstân-
tistas distribuídos em 13 igrejas. cias dessa decisão. Nossa família estava
visitando uma parenta que havia voltado
n Por favor, conte-nos mais detalhes recentemente do hospital. Ela lamentava
sobre a senhora, sua família e trabalho. a rudeza das enfermeiras e dos médicos.
Sou uma médica que cuida de cerca Senti pena dela e decidi: “Serei uma
de 1.800 pessoas, em sua maioria médica, mas bondosa e gentil.”
crianças e jovens. Juntamente com Após a escola primária, estudei numa
meu esposo, que é clínico geral, admi- instituição adventista que possuía o ensi-
nistramos uma clínica em Kočevje. no médio e um centro de treinamento
Temos dois filhos. O mais velho está teológico, em Maruševec, Croácia. A
Em março de 2005, quando a Dra. na faculdade de filosofia, e o caçula escola funcionava num velho castelo do
Lidija Odorčić foi escolhida como a está no ensino médio. século 17. Havia muitos jovens, todos
Pediatra do Ano na Eslovênia, prestou- Kočevje é uma pequena cidade cristãos, e também música. Assim tive
se pela segunda vez essa homenagem a 60km de Ljubljana, a capital da novamente a oportunidade de retomar
a um adventista, desde que esse reco- Eslovênia. Está localizada à beira de minhas aulas de música.
nhecimento nacional foi estabelecido uma densa floresta, onde ainda se
há 10 anos. Tal distinção é concedida podem encontrar ursos, linces, cervos n Como conseguiu entrar na faculdade de
por uma revista nacional de saúde, que e outros animais selvagens. Trabalhar medicina?
solicita à população telefonar ou enviar a 60km do hospital mais próximo é Enquanto fazia o ensino médio, dedi-
o nome de seu médico favorito para a muito desafiante. quei a maior parte do tempo à música
rádio ou jornal da região. A campanha e pouco às ciências. Devido a uma nota
ocorre no primeiro trimestre de cada n Vamos começar por sua infância. baixa em ciências, não fui selecionada
ano e no final o vencedor é anunciado. Nasci em Delnice, na Croácia, para a escola de medicina de Zagreb.
Em 2005, a Dra. Odorčić recebeu o quando ainda fazia parte do Estado Assim, comecei a Academia de Música.
maior número de votos dentre 1.535 Comunista da Iugoslávia. Meus avós Porém, um desentendimento com uma
médicos. já eram adventistas do sétimo dia. indelicada professora de piano deixou-
Diz a médica: “Esse prêmio não é Entretanto, durante meu crescimento, me muito amargurada; então orei para
uma recompensa profissional, mas um as autoridades políticas sempre viam que, de alguma maneira, as portas se
reconhecimento da boa comunicação negativamente a fé religiosa. Isso podia abrissem para o curso de medicina.
com os pacientes.” Um organizador da ser um obstáculo na educação ou na E Deus o fez. Fui aceita na facul-
campanha comentou: “Essa considera- carreira profissional. Por essa razão, dade de medicina por milagre. Ainda
ção é uma expressão de agradecimen- quando menina, eu queria ser uma estávamos no antigo regime político e
to e respeito pelo bom trabalho, sacri- costureira autônoma para, desse modo, tínhamos, às vezes, aulas e provas nos
fício próprio, bondade e filantropia.” poder guardar o sábado. Minha irmã sábados. Com oração e diplomacia con-
Há 20 anos, quando a Dra. Odorčić caçula e eu crescemos num lar aprazí- segui o privilégio de me ausentar nesse
e seu esposo, também médico, se vel, afetuoso e bem cuidado por nossos dia. Mas no terceiro ano enfrentei uma
mudaram para Kočevje, uma pequena dedicados e carinhosos pais. enorme dificuldade. A disciplina de
cidade com 12 mil habitantes, não Comecei minha educação numa anatomia patológica tinha aula prática
havia adventistas na região. Graças à escola de música. Quatro anos depois todos os dias da semana. Cada dia havia
influência positiva que exerceram na nossa igreja local perdeu a organista e um programa especial e, se perdesse
comunidade, foi estabelecida uma igre- fui indicada para substituí-la. Quando um deles, poderia recuperar no mesmo
ja adventista na cidade, em junho de estava na terceira série, tive um forte dia da semana seguinte. Isso significava

20 DIÁLOGO 18•1 2006
um problema sério para mim: nunca com crianças traz-me sempre alegria! O que faz a diferença entre nós,
poderia recuperar a sessão de laborató- como cristãos, e o resto do mundo, é a
rio do sábado sem transgredir esse dia. n Quando a senhora era jovem, o que prioridade. O caminho diante de nós
Conversei com a professora responsável teria pensado se alguém lhe dissesse que não é um mar de rosas; é repleto de
e solicitei-lhe que fizesse uma exceção seria a Pediatra do Ano na Eslovênia? pedras, subidas e dificuldades. Porém,
devido à minha fé religiosa. Ela, além Impossível! Essa seria minha reação. se nos apoiarmos em Deus e em Suas
de não fazer nenhuma concessão, foi Como médica autônoma estou sujeita promessas, alcançaremos a vitória. Meu
muito áspera, insultando minha fé, a constantes inspeções e supervisões. conselho é o mesmo de Salomão e
minha igreja e a mim. A professora Esse não é o caso de meus colegas que continua sendo meu lema: “Confia no
era muito influente e uma comunista trabalham nas instituições públicas. Senhor de todo o teu coração, e não te
zelosa. Ainda que desapontada, conti- Necessito ser bastante cuidadosa ao estribes no teu próprio entendimento.
nuei estudando muito e participando receitar medicamentos e, ao mesmo Reconhece-O em todos os teus cami-
tão bem de todas as outras aulas que, tempo, proteger os direitos dos meus nhos e Ele endireitará as tuas veredas”
quando fiz os exames finais, tive êxito. pacientes. Uma pessoa que segue a (Provérbios 3: 5 e 6).
lei não é popular. Dessa forma, fiquei
n E depois? muito surpresa por ter sido escolhida
Quando terminei medicina, meu para esse prêmio. Entrevista concedida a
esposo e eu aceitamos um trabalho na Zvonko Virtič
Eslovênia. A região para onde fomos n O que a senhora considera como
não tinha nenhum adventista. A igre- princípios relevantes em sua prática pro-
ja mais próxima ficava a 45km de fissional? Zvonko Virtič é editor do jor-
distância. Foi um adeus ao coral, aos Acredito que os evangelhos nos nal adventista da Eslovênia, o
conjuntos, à escola sabatina, aos jovens provêem alguns princípios básicos apli- Adventistcni pregled. Seu e-mail é:
e outras atividades da igreja. cáveis em toda profissão. Como cristã, advent.pregled@siol.net. O e-mail
Por muitos anos, meu esposo e eu não devo discriminar as pessoas. Devo da Dra. Lidija Odorčić é: lidija.
trabalhamos com a liderança adven- respeitar a integridade e a privacidade o@siol.net
tista, realizando seminários de saúde de todos com quem trabalho. Devo
e estilo de vida em muitas igrejas de procurar auxiliar e entender os neces-
nossa Associação. Finalmente decidi- sitados, realizando minhas tarefas com
mos organizar um seminário em nossa honestidade, verdade e amor. Com tais
cidade também. Em pouco tempo princípios podemos lograr êxito em
pudemos começar uma igreja com 10
membros e vários simpatizantes.
tudo quanto fizermos.
Atenção,
n Qual é a situação religiosa da profissionais
n A senhora e seu esposo trabalharam
em unidades médicas governamentais.
Eslovênia? E como está a Igreja
Adventista do Sétimo Dia? adventistas!
Ele foi diretor de uma dessas instituições. Durante os séculos 16 e 17, a Se você possui e-mail e um título
Como conseguiram abrir uma clínica Eslovênia era um país protestante, ou diploma pós-secundário em qual-
particular? mas posteriormente tornou-se princi- quer campo acadêmico ou profissional,
Com a divisão da Iugoslávia, emergi- palmente católico. Hoje está havendo nós o convidamos para fazer parte da
ram novas oportunidades e liberdades. um aumento de fortes influências Rede de Profissionais Adventistas (RPA).
Patrocinado pela Igreja Adventista, esse
Inicialmente meu esposo começou seculares e da Nova Era. Porém, há
registro global eletrônico assiste institui-
uma clínica particular e, posteriormen- pessoas que estão buscando a verdade. ções e agências participantes a fim de
te, segui seus passos. A igreja adventista, ainda que pequena localizar candidatos para posições no
Gosto muito do meu trabalho. em número, é muito ativa. Estou certa ensino, administração, área de saúde e
Quando vejo a alegria estampada na de que, com a ajuda de Deus e com o pesquisa, e consultores especializados
face dos meus pacientes, a vitória sobre envolvimento ativo dos jovens, nossa e voluntários para tarefas missionárias
suas enfermidades e sua confiança e igreja terá maior influência e cresci- breves. Coloque gratuitamente sua
cooperação nos tratamentos terapêu- mento. informação profissional diretamente no
ticos, sinto-me muito feliz. Em meu website da RPA: http://apn.adventist.org.
consultório conheço muitos bebês e n Qual o seu conselho aos jovens adven- Anime outros profissionais adventistas a
crianças que são trazidos regularmente tistas que vão iniciar sua carreira profis- registrar-se!
para vacinas, exames e testes. Trabalhar sional?

DIÁLOGO 18•1 2006 21
Perfil
Duane Maynard Cady, M.D.
Diálogo com um médico adventista,
presidente da Associação Médica
Americana
O Dr. Cady trabalhou como pre- n O senhor filiou-se à AMA em 1966,
sidente do corpo médico, diretor do logo após iniciar sua carreira cirúrgica.
departamento de cirurgia e membro O que o levou a tornar-se membro dessa
do conselho deliberativo do Hospital organização profissional? E como ela
Saint Joseph, em Siracusa, Nova Iorque. influenciou sua carreira?
Ele é membro do Colégio Americano Eu não diria que a AMA influenciou
de Cirurgiões (American College of minha carreira, mas ela acrescentou-
Surgeons), representante do Conselho lhe outra dimensão e a modelou. Tive
Nacional de Examinadores Médicos a oportunidade de conhecer todos os
(National Board of Medical Examiners) tipos de pessoas. A maioria dos médi-
O Dr. Duane Maynard Cady é e membro da Alpha Omega Alpha cos associa-se a organizações profissio-
esposo, pai, avô, membro da igreja e National Honor Society. Ele tam- nais para ampliar seus contatos e usu-
cirurgião. Desde julho de 2005 ele é bém trabalhou como presidente do fruir alguns benefícios delas oriundos
também presidente do conselho da Conselho Consultivo da Medicaid como, por exemplo, fazer apólice de
Associação Médica Americana (AMA), Managed Care do Estado de Nova seguro em grupo. Porém, sinto que ser
ocupando a posição mais elevada den- Iorque, e foi membro da Comissão membro de associações profissionais
tre os 250 mil membros dessa influen- de Força-Tarefa sobre Reforma do como a AMA faz parte de minha obri-
te organização profissional, que molda Reembolso Hospitalar. gação como médico. Embora me tenha
os serviços de saúde para 300 milhões Por muitos anos o Dr. Cady tem associado à AMA em 1966, eu já esta-
de americanos. A AMA é a mais antiga usado sua capacidade de liderança para va envolvido com associações médicas
e influente organização médica dos servir à Igreja Adventista. Ele tem auxi- de meu estado e cidade na maior parte
Estados Unidos. liado pastores em programas comu- do tempo até 1992. A partir de então
O Dr. Cady, que está envolvido nitários sobre como parar de fumar. comecei realmente a envolver-me com
com a AMA desde 1966, graduou- Participou também de comissões admi- a AMA.
se em química pelo Atlantic Union nistrativas e financeiras da Igreja e ser-
College e em medicina pela Escola de viu como presidente do conselho da n Qual foi a questão mais importante
Medicina da Universidade de Loma Parkview Junior Academy. Atualmente com que teve de lidar na área médica?
Linda. Completou sua residência médi- o Dr. Cady é membro do conselho A principal questão com que tra-
ca na Universidade Estadual de Nova deliberativo do Atlantic Union College, balhei e tenho trabalhado é como
Iorque, no Upstate Medical Center, em no qual está coordenando a campanha prover seguro de saúde para os que
Siracusa. O Dr. Cady é também capitão de arrecadação de U$25 milhões para não têm esse benefício. Há quase 45
do corpo médico do exército america- o desenvolvimento da instituição. milhões de pessoas nessa condição nos
no, e serviu como cirurgião militar no Como presidente da AMA, o Dr. Estados Unidos, e é uma situação que
Vietnã. Cady consome muito de seu tempo gera conseqüências sociais e econômi-
em concílios e comissões para o cas incontestáveis. O segundo maior
desenvolvimento de diretrizes de problema é a reforma nos delitos de
saúde com líderes de diversas institui- natureza civil, ou reforma de responsa-
ções. Quando seu mandato de presi- bilidade médica. O sistema de respon-
dente da AMA expirar, em 2007, o Dr. sabilidade médica de nosso país está
Cady planeja aposentar-se da carreira falido. Os preços exorbitantes dos prê-
médica, após uma carreira de mais de mios desse tipo de seguro, U$200 mil
40 anos. por ano ou acima disso em algumas
especialidades de alto risco, estão for-

22 DIÁLOGO 18•1 2006
çando os médicos a limitarem seus ser-
viços, aposentar-se antecipadamente ou
n Quando o senhor era estudante de
medicina, que desafios enfrentou?
Calamidades naturais
Continuação da p. 19
mudar-se para estados onde as apólices O enorme volume de dados com
desse seguro são mais estáveis. A crise que temos de lidar é o grande desa-
está ameaçando o acesso de pacientes a fio para a maioria dos estudantes de herbdouglass@sbcglobal.net
cuidados médicos, em estados que não medicina. Tornou-se ainda mais difícil
implantaram reformas de responsabili- hoje, pois houve um aumento signifi-
dade médica. cativo de informações. Quando eu era REFERÊNCIAS
estudante, dedicava cada noite longas (*) A não ser quando indicado o contrário, todas
as citações bíblicas feitas no original em inglês
n O senhor acredita que é importante horas aos estudos, exceto na sexta-feira. deste artigo são da Nova Versão Internacional, e
para os adventistas se envolverem na Isso pode ser difícil se você é casado e na tradução em Português são da 2º Edição da
defesa de direitos e estarem informados tem filhos. Muitos desses universitários Tradução Revista e Atualizada de João Ferreira de
Almeida.
sobre questões sociais e políticas? enfrentam desafios para ter sua vida 1. O comentário de Ellen G. White é significativo:
A Bíblia diz: “Dai a César o que é de familiar. A taxa de divórcio é muito “Anjos estão circundando o mundo, rebatendo as
alegações de Satanás quanto à sua supremacia, fei-
César.” Creio que temos responsabili- alta entre estudantes de medicina. tas por causa da imensa multidão de seus adeptos.
dade de participar, mesmo que somen- Não ouvimos as vozes, nem vemos com a visão
te em nível mais básico como o de n Que conselho o senhor daria a um humana a obra desses anjos, porém suas mãos
se entrelaçam ao redor do mundo, e em vigília
votar. O grau de participação depende jovem adventista que objetiva seguir a constante retêm os exércitos de Satanás até que se
de cada indivíduo. Isso faz parte da carreira médica? cumpra o selamento do povo de Deus”. (Seventh
boa cidadania. Primeiro, faça o seu melhor na facul- Day Adventist Bible Commentary [Washington,
D.C.: Review and Herald Publ. Assn., 1980], vol.
dade de medicina e aprenda o máxi- 7, p. 967).
n O senhor disse que sua missão nesta mo que puder nos anos de residência 2. “Satanás está trabalhamdo na atmosfera; enve-
vida é o cuidado da saúde. Poderia médica. Lembre-se sempre de que a nena-a, e aí dependemos de Deus quanto à vida
—nossa vida presente e eterna. E estando na posi-
comentar mais sobre isso? medicina é uma experiência de apren- ção em que nos encontramos, importa estarmos
Cuidar de pacientes não é somente dizagem por toda a vida. Segundo, inteiramente alerta, totalmente devotados, de todo
meu objetivo como médico, mas é escolha uma especialização ou área de convertidos e consagrados a Deus. Mas parece
que nos achamos como paralisados. Deus do
minha missão pessoal. Alguns médicos atuação que o interesse e traga prazer. Céu, desperta-nos!” (Ellen G. White, Mensagens
pensam diferentemente e com freqüên- Não faça escolhas somente por dinhei- Escolhidas [São Paulo, Brasil: Casa Publicadora
cia permitem que outras prioridades ro. Você estará trabalhando nisso nos Brasileira, 1967], Vol.2, p. 51).
3. “Satanás também opera por meio dos elementos
tenham a primazia sobre o cuidado próximos 40 anos, então é melhor a fim de enceleirar sua messe de almas despre-
de pacientes. Acredito que a medicina que goste da área. Terceiro, permane- venidas. Estudou os segredos dos laboratórios
da Natureza, e emprega todo o seu poder para
é um chamado, mesmo para os não- ça firme em sua decisão, apesar dos dirigir os elementos tanto quanto o permite
cristãos. desafios. A área médica é difícil, exige Deus...[Satanás]trará moléstias e desgraças até que
muito e pode ser muito estressante; cidades populosas se reduzam à ruína e desolação.
Mesmo agora está ele em atividade. Nos acidentes
n O senhor tem oportunidade de com- mas, para mim, é o que me dá maior e calamidades no mar e em terra, nos grandes
partilhar sua fé no trabalho? satisfação. incêndios, nos violentos furacões e terríveis sarai-
Sim, através das pessoas e grupos vadas, nas tempestades, inundações, ciclones,
ressacas e terremotos, em toda parte e sob milhares
com quem me relaciono. Meus colegas
do conselho da AMA sabem que sou Entrevista concedida a de formas, Satanás está exercendo o seu poder.
Destrói a seara que está a amadurar, e seguem-se
cristão. Além disso, lidero vários pro- Nicole Batten fome, angústia. Comunica ao ar infecção mortal, e
milhares perecem pela pestilência. Estas visitações
gramas da Igreja junto à comunidade. devem tornar-se mais e mais freqüentes e desastro-
sas. A destruição será tanto sobre o homem como
n Como o senhor mantém o equilíbrio sobre os animais.” (Ellen G. White, O Grande
Nicole Batten é diretora de publi- Conflito [São Paulo, Brasil: Casa Publicadora
entre sua vida espiritual e seus inúmeros cidade da Pacific Press, em Nampa, Brasileira, 1988], pp. 589, 590).
compromissos? Idaho. Você pode contatar o Dr. 4. “Foi-me mostrado que o Espírito do Senhor
A devoção pessoal diária é uma parte está-Se retirando da Terra. O poder mantenedor
Duane Cady escrevendo para de Deus logo será recusado a todos os que conti-
importante de minha vida espiritual. American Medical Association, 515 nuam desrespeitando os Seus mandamentos... A
Creio, também, que ser ativo na minha N. State Street, Chicago, Illinois iniqüidade está-se tornando uma coisa tão comum
que não ofende mais as suscetibilidades como em
igreja é parte integrante da vida espi- 60610, E.UA. Para conhecer mais tempos passados.” (Ellen G. White, Eventos Finais
ritual, ou seja, ter comunhão com os sobre a AMA, visite o website www. [São Paulo, Brasil: Casa Publicadora Brasileira,
irmãos, ser líder na escola sabatina, ser ama-assn.org 2001[, p.25).
5. “Quando a mão protetora de Deus for retirada,
ancião de igreja... o destruidor começará o seu trabalho.” (ibid., p.
111).

DIÁLOGO 18•1 2006 23
Logos dois relatos bíblicos com uma nova
compreensão. Primeiro, vejo o jovem

No tempo certo de Deus José amarrado e vendido à caravana,


sendo levado para longe da aprazí-
vel vida de um filho amado para a
Muitas vezes a esperança adiada dá a experiência de escravidão. Enquanto
seus olhos angustiados percorriam as
Deus a oportunidade de realizar um montanhas em busca de libertação,
seus apelos de ajuda pareciam inúteis
plano melhor para nós. perante os céus. Engolido pelo desespe-
ro ele encountrou-se no Egito como un
Mary H. T. Wong escravo de Potifar. O que ele podia fazer
era apenas trabalhar duro para aliviar
sua amargura. Seu senhor apreciou-lhe
Ira e frustração foram minhas reações tionava: “Por que, Senhor? Tu não te a diligência e lealdade, e elevou sua con-
quando atendi a chamada telefônica importas com as minhas necessidades?” dição. Então, quando tudo estava indo
do corretor de imóveis. Quase pela Desesperados, estávamos quase desis- bem, sua senhora preparou-lhe uma
vigésima vez, meu esposo e eu tivemos tindo quando aconteceu o inesperado. armadilha que colocou tudo a perder.
recusada a nossa proposta de compra Sabendo de uma casa à venda, fomos José foi parar na prisão.
de um imóvel que havíamos gostado; até o endereço fornecido. Entretanto, Na prisão, José continuou fiel a Deus,
e dois anos já se haviam passado desde outra casa com um cartaz “Vende-se”, a Fonte de sua força, e fez o seu melhor
que começamos a procurar por uma situada na próxima rua, atraiu nossa naquelas circunstâncias. Então a liber-
casa. Creio que chegamos a visitar uma atenção. Atrás dessa casa, a menos de tação chegou de forma inesperada. Sua
centena de casas desde o nosso retorno um quilômetro de distância, havia correta interpretação dos sonhos do
à cidade. uma cadeia de montanhas e no hori- padeiro e do copeiro concretizou-se na
Tendo morado em arranha-céus em zonte podíamos divisar outra linha de libertação do último. Seu único pedido
nosso campo missionário, estávamos montanhas. Tínhamos nossa paisagem foi que o copeiro intercedesse por ele
determinados a encontrar uma casa de montanhas em todos os ângulos. junto a Faraó. Entretanto, os dias se
com um grande quintal e vista para as Compramos a casa, embora nossa pro- passaram e nada aconteceu. Enquanto
montanhas ou um lago. Por essa razão, posta não fosse a mais elevada. permanecia na prisão, em plena flor da
cada vez que olhávamos uma casa para Agora, cada dia, quando nos deleita- idade, deve ter questionado muito os
comprar, nossa tendência era observar mos com o lindo panorama das mon- céus.
através das janelas para ver se havia tanhas e com o esplendor dos nasceres O que ocorreu depois? Fortes batidas
alguma montanha no horizonte. Se e pores-de-sol que se estampam nelas, na porta de sua cela. Os guardas vieram
pudéssemos vislumbrar uma montanha ficamos maravilhados, pois procurá- apressados. O temor o envolveu. Será
só, já seria suficiente. É verdade que vamos uma casa com vistas para uma que estaria sendo levado para a execu-
visitamos casas localizadas no sopé de montanha e Deus nos concedeu uma ção? José estava totalmente desprepa-
montanhas, mas o preço era muito ele- paisagem com uma cadeia de monta- rado para as honras que se sucederam
vado, ou nosso orçamento limitado, ou nhas bem próxima. Certamente Deus após ter ele interpretado os sonhos de
ainda as casas não correspondiam aos ouviu nossas orações e ultrapassou Faraó. Enquanto andava nos carros reais
nossos critérios, ainda que oferecessem nossas expectativas. Podemos olhar para como o segundo homem no comando
uma linda paisagem. trás e entender porque Ele permitiu que do país, após Faraó, ele compreendeu
Então ocorreu outra decepção que ficássemos desapontados ao fracassar porque Deus havia permitido que o
nos frustrou sobremaneira. Ainda que na compra das outras casas. Isso não copeiro tivesse uma amnésia temporá-
fosse uma boa época para a compra de aconteceu porque Ele não Se importava ria. Se ele houvesse falado a Faraó sobre
residências e houvesse prognósticos de conosco, mas porque tinha em mente José logo após sair da prisão, será que a
que os preços baixariam, a aquisição uma casa que ultrapassava nossas expec- interpretação do sonho de Faraó teria
continuava difícil. Muitas vezes pen- tativas e pedidos. Ele apenas necessitava causado o impacto que provocou? Em
sávamos ter encontrado a casa ideal, realizar seus planos no tempo certo! sua sabedoria, Deus permitiu que José
e fazíamos uma proposta de compra, esperasse até que o plano divino pudes-
mas sempre havia outro comprador que José: um novo caminho após uma se ser realizado, de tal maneira que
superava nossa oferta. Nessas horas, eu longa espera ultrapassasse as expectativas dos sonhos
clamava amargurada a Deus e O ques- Depois dessa experiência, leio agora mais arrojados.

24 DIÁLOGO 18•1 2006
Moisés: tragédia e triunfo terra prometida. Deveria ficar satisfeito cuidassem de seus negócios durante o
Em seguida vejo o jovem príncipe apenas com um vislumbre da terra que período em que estivesse longe. Ao retor-
Moisés com seu andar pomposo no manava leite e mel, do outro lado do nar, o homem pede um relatório sobre
palácio de Faraó, inspirado com a Jordão. Sem se lamentar, Moisés subme- o cumprimento das responsabilidades
visão de uma missão que lhe havia sido teu-se à vontade divina. Que surpresa por parte dos servos. De igual modo,
designada desde a infância: a libertação o aguardava quando acordou na Canaã Ele contou a história de um homem rico
de seu povo da escravidão do Egito. celestial! que confiou parte de sua fortuna a vários
Infelizmente, levado por um zelo mal- Salomão afirmou com muita pro- empregados, e depois de algum tempo
direcionado, tomou uma atitude impul- priedade: “A esperança que se adia faz requer uma relação das ocorrências.
siva que o levou ao deserto, bem longe o coração adoecer” (Provérbios 13:12). A mensagem básica é a mesma: Deus
do palácio. Em meio à frustração e Entretanto, à luz de minha própria nos deu vida, talentos, oportunidades e
desespero, construiu seu caminho entre experiência e das de José e Moisés, opções. Ele nos anima a agirmos com
as pedras do deserto, atrás de rebanhos gostaria de acrescentar que “a esperança fidelidade e prudência. Ele nos propor-
de ovelhas balindo, em vez de em meio que se adia” muitas vezes dá a Deus ciona as diretrizes e então nos permite
à multidão de israelitas que sonhou a oportunidade de realizar um plano fazer escolhas. Ele Se alegra quando
conduzir à liberdade. Olhando para muito melhor para nós. Tudo o que tomamos decisões sábias e está desejoso
as altas montanhas que o confinaram precisamos fazer é submeter-nos à Sua de nos ajudar a recomeçarmos após uma
longe do mundo que havia conhecido, vontade e permitir que Ele realize Seus escolha malfeita.
deve ter clamado: “Por que, ó Deus, Tu planos no tempo certo. Deus quer que tomemos boas deci-
me abandonaste?” sões. Sua promessa é certa: “Este Deus
Quarenta anos mais tarde, quando é o nosso Deus para todo o sempre;
já estava resignado a passar o resto de Mary H. T. Wong (Ph.D. pela Michigan Ele será o nosso guia até o fim” (Salmo
sua vida como um humilde pastor State University) é professora de 48:14). Diante de decisões importantes,
no deserto, Deus o chamou da sarça inglês e escritora free-lance; reside oremos como Davi: “Sonda-me, ó Deus,
ardente e expôs-lhe a missão: conduzir em San Jose, Califórnia, EUA. e conhece o meu coração; prova-me e
os israelitas para fora do Egito. Porém, conhece as minhas inquietações. Vê se
sua longa estada no deserto destruiu-lhe em minha conduta algo Te ofende, e
a confiança na capacidade de cumprir a
missão. Impelido por Deus e Sua pro-
Vontade de Deus dirige-me pelo caminho eterno” (Salmo
139:23, 24).
Continuação da p. 8
messa de ajuda, mais o apoio do irmão
mais velho, ele aceitou o chamado.
No Egito, apesar da decepcionante opinião, que com freqüência é parcial Humberto M. Rasi (Ph.D. pela
rejeição inicial dos israelitas e dos obs- e limitada. O conselho bíblico é claro: Stanford University) é o fundador e
táculos impostos pela inflexibilidade de “Não se apóie em seu próprio entendi- editor-chefe de Diálogo.
Faraó, ele finalmente conseguiu realizar mento” (Provérbios 3:5). “Há caminho
o grande e espetacular êxodo. Mas, que que parece reto ao homem, mas no final
desgaste sofreu ele na dura tarefa de conduz à morte” (Provérbios 16:25). REFERÊNCIAS
guiar essa multidão de pessoas rebeldes Ainda assim a decisão final deve ser 1. Todas as referências bíblicas neste artigo são da
Nova Versão Internacional.
e obstinadas! O consolo foi grande nossa. Devemos identificar nossa escolha, 2. Os adventistas do sétimo dia crêem que Ellen G.
quando finalmente chegaram às bordas sentir-nos confortáveis com ela e então White tem proporcionado diretrizes inspiradas
prosseguir. e adequadas com respeito a muitos aspectos
de Canaã. Logo ele seria aliviado desse da vida cristã, baseadas nos princípios das
trabalho ingrato, mas, vencido pelo Apesar de dar esses passos, é possível Escrituras. Através dos anos, os adventistas têm
medo, o povo se recusou a avançar e ainda cometermos erros, mas Deus é consultado seus escritos e encontrado conselhos
confiáveis para tomarem decisões sábias.
tomar posse da terra prometida, e foi paciente conosco (Salmo 103:13-14). 3. Adaptado de Dwight L. Carlson, Living God’s
punido com a vagueação pelo deserto Deveríamos pedir perdão, replanejar nos- Will, pp.153-156.
por 40 anos. Podemos ver Moisés cla- sas ações e começar de novo.
mando: “Por que, ó Deus?”
Quarenta anos se passaram e Moisés Conclusão
novamente se aproximou de Canaã. Durante Seu ministério, Jesus repetiu
Uma vez mais seu sonho foi frustrado. uma mesma história com algumas varia-
Por um pequeno erro no cumprimen- ções. É a parábola de um homem que
to das ordens divinas em Cades, ele tinha uma fazenda. Antes de se ausentar
foi impedido novamente de entrar na por um tempo, ele pediu aos servos que

DIÁLOGO 18•1 2006 25
EM Ação
Os participantes avaliaram a confe-
rência como “altamente satisfatória”. As
reações típicas podem ser resumidas nas
palavras de Corinna Schweitzer, assis-
tente administrativa da ADRA, Suíça:
“Gostei muito do contato com tantas
pessoas jovens e motivadas. O ponto
mais importante para mim é nunca
deixar de formular questões, a fim de
melhor compreender a grandeza de
Deus! O Senhor nos concedeu grande
potencial e devemos fazer o melhor uso

Congresso do CAUPA na Itália dele para Deus.”


Miguel Nunes, que estuda engenha-

para a Divisão ria aeroespacial em Portugal, declarou,


“As conferências foram extremamente
interessantes e me fizeram pensar nesses
Roberto Badenas tópicos de modo novo. A pergunta que
nos trouxe às reuniões foi muito bem
respondida. Ora, se foi.”
Cerca de 550 estudantes univer- Apoio a Universitários e Profissioniais Outra participante, Nicoleta Clarisa
sitários e professores de mais de 20 Adventistas). Turtoi, graduada em medicina na
países europeus reuniram-se em Lido O tema do Congresso – “Fé Incrível Romênia, foi quase extática em sua rea-
de Jesolo, cidade próxima a Veneza – É Possível Crer em Deus no Século ção: “Idéia inspirada, bela área, pessoas
(Itália), nos dias 28 a 31 de outubro 21?” – desafiou tanto a mente quanto maravilhosas, assuntos de grande inte-
de 2005, para o Terceiro Congresso o espírito dos participantes. Entre os resse, apresentações cativantes feitas por
Estudantil Internacional da Divisão palestrantes estavam o Dr. Humberto verdadeiros profissionais, questões intri-
Euro-africana. Rasi (editor-chefe da revista Diálogo), gantes e respostas específicas, e a opor-
O evento foi organizado e patro- que discorreu sobre o tema “Filtros tunidade para um companheirismo com
cinado pelos Departamentos de Mentais Para Cristãos Pensantes”; estudantes de culturas diferentes. Mas,
Educação e de Jovens, sob a liderança o Dr. Mart de Groot (astrônomo), antes de tudo, uma lembrança de nosso
de Roberto Badenas e Corrado Cozzi, que falou sobre “Da Criação Para a chamado para espalhar o perfume de
com o apoio do Caupa (Comissão de Evolução e Antes de Todas as Coisas”; Cristo entre nossos colegas não-cristãos.”
o Dr. Jacques Sauvagnat (paleontolo- Bem, foi isso que a conferência tentou
gista) que tratou do tema “É Legítimo fazer: Apanhar o “perfume de Cristo”,
Envie-nos o relató- Crer na Evolução?”, e o Dr. Fernando
Canele (filósofo e teólogo) que abor-
e então espalhá-lo em todos os lugares.
O próximo encontro internacional do
rio de seu grupo dou o assunto “É a fé na Bíblia possí- CAUPA para a Divisão Euro-africana
Os líderes das associações de estudantes vel para mentes pós-modernistas?” está agendado para 2008. Para mais
universitários adventistas são convidados a As Conferências do CAUPA são rea- informações, visite o site http://www.
enviarem um breve relatório das atividades lizadas periodicamente, buscando: (1) amicus.euroafrica.org.
de seu grupo e uma ou duas fotos digitais auxiliar os estudantes a expandir sua
para publicação na revista Diálogo. Inclua toda mente sobre assuntos atuais referentes
informação relevante a respeito do grupo de
à fé e à ciência, dentro da cosmovisão Roberto Badenas (Th.D. pela
estudantes, descrevendo suas atividades prin-
cipais, desafios, planos e também mencionan- cristã; (2) prover uma enriquecedo- Universidade de Andrews) é dire-
do o nome, cargo e e-mail do autor do rela- ra experiência espiritual, propondo tor do Departamento de Educação
tório. As informações deverão ser encami- questões intelectualmente desafiantes; e representante da Diálogo na
nhadas a: Humberto M. Rasi (h.rasi@adelphia. e (3) prover um contexto de compa- Divisão Euro-africana, com sede em
net) e a Esther Rodriguez (rodrigueze@gc. nheirismo e interação para o grupo Berna, Suíça. Seu e-mail: roberto.
adventist.org). Obrigado! internacional de estudantes e eruditos badenas@euroafrica.org
adventistas.

26 DIÁLOGO 18•1 2006
fÓrum aberto
Qual o significado de espécies em Gênesis?
Estive discutindo com meus colegas o tas, que produziriam espinhos e cardos. Gálapagos, os tentilhões do Havaí e o
significado das palavras “espécie” e ”espé- Como poderiam esses ser o resultado de porco babirussa da ilha Célebes. Em
cies”, mencionadas na história da Criação maldição se tivessem feito parte da cria- cada caso, a explicação mais razoável
em Gênesis 1:21, 24 e 25. Como devemos ção original? O fato de representarem para esse confinamento em suas respec-
compreender esses termos no contexto mudança constitui evidência de que as tivas ilhas, é que elas mudaram, em seu
atual? Como eles se relacionam com a ter- plantas mudaram desde a Criação. A isolamento geográfico, a partir de um
minologia atual da classificação biológica? maldição sobre a serpente mostra que os ancestral colonizador que seria classifica-
animais também podem mudar. Como do como uma espécie diferente.
Para melhor abordagem dessa questão, poderia ser maldição o rastejar sobre o Então, o texto bíblico quer dizer que
apresentamos nossos comentários como ventre, se a serpente tivesse sido criada as espécies podem mudar sem qualquer
respostas a quatro perguntas inter-rela- assim? Isaías 65:25 sugere que Deus não limite, como afirma a teoria da evolu-
cionadas. desejava que lobos devorassem cordeiros, ção? Não! O texto assegura claramente
1. O que significa “de acordo com nem que leões fossem predadores, mas que Deus criou a diversidade desde o
as suas espécies”? A palavra hebraica que tudo na criação vivesse em pacífica início. Ela faz parte da criação original,
traduzida como “espécie” é min, que harmonia. A existência de parasitas e com posterior diversificação adicio-
tem o sentido de um “tipo” ao divi- aves que não voam são evidências adi- nal. Existem muitas linhagens criadas
dirmos, por exemplo, uma coleção de cionais de que as espécies podem mudar. independentemente, algumas das quais
objetos em várias categorias. A frase “de 3. Podem as espécies mudar tanto, a podem abranger uma única ou algumas
acordo com sua espécie” e outras seme- ponto de produzirem novas espécies? poucas espécies, enquanto outras linha-
lhantes são usadas em três contextos: A Bíblia não aborda essa questão que, gens podem envolver muitas espécies
Gênesis 1; Gênesis 6 e 7; Levítico 11 e entretanto, pode ser explorada empi- (Uma “linhagem” consiste numa espécie
Deuteronômio 14. Os contextos podem ricamente. Primeiramente, devemos criada originalmente e todos os seus des-
ser ilustrados pelas seguintes passagens. definir o que é “espécie”. A definição cendentes).
Em Gênesis 1:21 é dito que Deus criou mais comum de “espécie” é “um grupo 4. Podemos usar alguma categoria
seres “de acordo com as suas espécies.”* de populações que podem se cruzar”. taxonômica para identificar as linha-
Em Gênesis 6:20 o texto declara que Há muitos exemplos de populações que gens criadas originalmente? Não! As
os animais entraram na arca “de acor- são virtualmente indistinguíveis e que, categorias taxonômicas foram organi-
do com as suas espécies.” Em Levítico no entanto, não conseguem realizar cru- zadas arbitrariamente por conveniência
11:14 as aves impuras incluem o falcão zamentos. Por exemplo, os musaranhos, dos taxonomistas. Não existe nenhuma
“de acordo com a sua espécie”. pequenos mamíferos europeus, aparen- relação direta entre qualquer categoria
Nenhum desses textos se refere à tam ser semelhantes em todas as regiões da taxonomia e as linhagens original-
reprodução ou se as “espécies” podem que vivem, porém, estudos detalhados mente criadas. A identificação dos mem-
ou não mudar. Pelo contrário, é claro revelaram a existência de numerosas bros de linhagens distintas é um dos
que frases como “de acordo com a sua populações entre as quais não é possível objetivos da pesquisa criacionista.
espécie” estão descrevendo uma diver- o cruzamento. Essas populações classifi-
sidade inclusa num termo único como cam-se, então, como espécies diferentes, * A não ser por indicação contrária, todos os textos
bíblicos citados neste artigo são da “Revised
criaturas marinhas, seres rastejantes, fal- independentemente da opinião dos não- Standard Bible” (traduzidas diretamente para o
cões, etc. Por exemplo, Gênesis 1:21 se especialistas. Esses exemplos indicam português).
refere às criaturas aquáticas “conforme as fortemente que têm sido produzidas
suas espécies.” O texto poderia ser tam- novas espécies.
bém traduzido como “todas as espécies Espécies confinadas numa região James Gibson (Ph.D. pela
de criaturas que vivem na água” (TEV). pequena e isolada provêem evidências Universidade de Loma Linda) é dire-
2. A referência a “espécies” indicaria adicionais de que podem ser produzidas tor do GRI (Instituto de Pesquisas
que as “espécies” criadas não pode- novas espécies. Isso é especialmente em Geociências). Seu endereço é
riam mudar, isto é, que seriam fixas? observado nas ilhas. Muitas ilhas têm 11060 Campus Street, Loma Linda,
Não. Na realidade, a Bíblia prediz que as espécies que não são encontradas em Califórnia, 92350, U.S.A. Site http://
espécies mudariam. Um dos resultados nenhum outro lugar. Os exemplos www.grisda.org
do pecado foi a maldição sobre as plan- incluem o iguana marinho das ilhas

DIÁLOGO 18•1 2006 27
PARA SUA INFORMAÇÃO
A longevidade e o estilo primeiro ano da Escola de Odontologia
da Loma Linda University. O Pr. Smith
é retratado batizando um estudante do
de vida adventista ensino médio na igreja da universidade.
Em seu artigo, Buettner escreveu que,
Richard Weismeyer de 1976 a 1988, o Instituto Nacional
de Saúde “patrocinou um estudo de 34
mil adventistas da Califórnia, para ver
Vale a pena ter um estilo de vida Buettner foi várias vezes a Loma Linda se o seu estilo de vida saudável afetava
adventista? Alguns pensam que não, mas e entrevistou um grande número de pes- a expectativa de vida que tinham e o
um artigo da revista National Greographic, soas com relação ao seu estilo de vida. risco de doenças do coração e câncer.” O
edição de novembro de 2005, chega a Já por muitos anos residente em estudo mostrou que o consumo de grãos,
uma conclusão diferente. Loma Linda e membro da igreja da leite de soja, frutas, tomates e outros
O artigo “Os segredos da longa vida”, Loma Linda University, Marge Jetton, vegetais, diminuiu o risco de desenvolvi-
de Dan Buettner, destacou várias pessoas de 101 anos de idade, recebeu grande mento de certos tipos de cânceres.
que se inscreveram no Segundo Estudo destaque no artigo, como também o Dr. Buettner acrescentou: “No fim, o
de Saúde Adventista, patrocinado pela Gary Fraser, um cardiologista do Centro estudo chegou a uma conclusão impres-
Loma Linda University, e enalteceu o Médico da Loma Linda University, e sionante, diz o Dr. Gary Fraser, da Loma
estilo de vida adventista do sétimo dia, no professor de epidemiologia e bioestatística Linda University. Em média, um adven-
qual o vegetarianismo desempenha um na Escola de Saúde Pública. Fraser é o tista vivia de quatro a dez anos mais que
papel proeminente. principal pesquisador do Segundo Estudo os californianos em geral. Isso faz da cul-
Buettner e o fotógrafo David McLain de Saúde Adventista. tura adventista de longevidade uma das
viajaram a Okinawa, Japão, Sardenha, O fotógrafo David McLain despen- mais convincentes do país.”
na Itália, e cidade de Loma Linda, deu vários dias em Loma Linda tirando O artigo também apresentou uma
Califórnia, para entrevistar inúmeras centenas de fotos. Em sua opinião, os breve história da mensagem de saúde
pessoas que, de acordo com o artigo, adventistas “têm uma religião que reforça adventista do sétimo dia, salientando que
“têm uma vida mais longa e saudável do comportamentos positivos e saudáveis”. a Igreja Adventista proíbe expressamente
que quase todos os demais habitantes da “Se você é um dedicado adventista do “o uso do fumo, a ingestão de álcool e de
Terra”. sétimo dia”, acrescentou, “você é vege- alimentos biblicamente impuros como a
Na seção “Do Editor”, o editor- tariano, abstêmio de fumo e álcool, carne de porco.” Ela também desestimu-
chefe da revista, Chris Johns, escreve: repousa cada sábado, onde por um dia la “o consumo de outras carnes, de açúcar
“Anelamos viver, senão para sempre, inteiro você simplesmente se desliga”. em excesso, de bebidas cafeinadas, tempe-
então pelo menos por um bom tempo... Suas fotografias incluem duas páginas ros e condimentos ‘estimulantes’.”
Personagens históricos como o explorador que mostram, entre outras coisas, Marge Buettner concluiu seu artigo com uma
espanhol Juan Ponce de Leon procuraram abastecendo seu automóvel num posto pergunta, destacando que, depois de
a fonte da juventude, convencidos de que self-service. Quando o artigo apareceu na entrevistar mais de cinqüenta indivíduos
ela detinha o segredo da eterna mocidade. National Geographic, a Sra. Marge Jetton centenários em três continentes, “todos
“Talvez ele soubesse de uma coisa: os já havia vendido o carro. Ela diz: “Onde foram muito agradáveis. Não houve nin-
adventistas do sétimo dia de Loma Linda, vivo agora, tenho tudo a poucos passos guém irritadiço ou queixoso. Qual é o
Califórnia, que estão entre os americanos de casa, de maneira que não preciso segredo dessa simpatia centenária?”
mais longevos, incentivam a ingestão de, dirigir. Além disso, com o custo atual do “Bem, eu gosto de conversar com
pelo menos, cinco copos de água por dia. combustível, estou economizando muito as pessoas”, diz Marge Jetton. “Vejo os
Podemos beber, comer ou fazer exercícios dinheiro.” estranhos como amigos que ainda não
visando a uma vida longa? As respostas Outras fotos que ilustram o artigo são conheço.” Ela se detém para repensar sua
complexas, mas fascinantes, podem ser de Ellsworth E. Wareham, professor emé- resposta. “Então, as pessoas olham para
encontradas em nosso artigo. Enquanto rito de cirurgia na Escola de Medicina mim e se perguntam: ‘Por que aquela
isso, comece sua própria busca da longe- da Loma Linda University que, aos 91 mulher não fica calada?’”
vidade, reduzindo o quociente de mau anos de idade, ainda presta assistência em Visto que o artigo de Buettner apare-
humor. Você e todos os demais à sua cirurgias do coração; e de Scott Smith, ceu em meados de outubro, o estilo de
volta, simplesmente podem ter vida mais ex-pastor associado da igreja da Loma vida adventista foi objeto de vários pro-
longa.” Linda University, agora um aluno do gramas televisivos na América do Norte.

28 DIÁLOGO 18•1 2006
No domingo, 30 de outubro de 2005, e musicista, Minnie Iversen Wood, que
o programa “World News Tonight”, da é professora de canto e piano. Uma das
rede ABC, apresentou algumas entrevistas pessoas mais jovens entrevistadas no
com o principal pesquisador do Estudo programa sobre longevidade, Minnie,
de Saúde Adventista, o Dr. Gary Fraser, que tem 97 anos, ainda ministra aulas de
e a personagem do artigo da National piano e canto.
Geographic, Marge Jetton. Poucos dias Dan Buettner, entrevistado no pro-
mais tarde, o programa “Good Morning grama de Anderson Cooper, disse que o
America”, também da ABC, abordou o propósito de vida dos adventistas deu a
Estudo de Saúde Adventista. E na quar- eles “um entusiasmo pela vida – algo que
ta-feira, 16 de novembro, a rede CNN os impulsiona a viverem bastante.”
destacou vários residentes de Loma Linda O diretor da Escola de Medicina, Dr.
no programa “Anderson Cooper 360.” H. Roger Hadley, também foi entrevis-
Entre os destaques, estava a longevidade tado pelo programa. Ele salientou que
de Marge Jetton. Ela disse que seu “segre- quando “você combina fé com uma dieta
do” de longevidade envolvia “fazer exer- boa e saudável e um programa de exercí-
cícios, alimentar-se corretamente e amar cios, isso vai contribuir para um estilo de
ao Senhor.” vida saudável e longevo.”
Em seu comentário, Anderson Cooper Como resultado da atenção nacional
notou que Loma Linda, na Califórnia, dada à longevidade e ao estilo de vida dos
era um dos locais onde havia as pessoas Indagada sobre sua agilidade mental adventistas, Buettner foi comissionado a
mais fortes e longevas da América do depois de 101 anos, Marge Jetton atribui escrever um livro sobre o assunto da lon-
Norte. Os cameramen da CNN e o a causa à sua fé em Cristo e na Bíblia. gevidade. O pesquisador Gary E. Fraser,
repórter Gary Tuchman seguiram Marge “Eu sou uma adventista do sétimo dia, e do Estudo de Saúde Adventista, escreveu
em suas atividades diárias, incluindo exer- a fé em Jesus e na Bíblia muito me aju- um livro intitulado Diet, Life Expectancy,
cícios, pedalar uma bicicleta ergométrica daram.” and Chronic Disease, publicado em 2003
e vigorosas caminhadas. O programa Anderson Cooper 360 pela Oxford University Press, que pode ser
Durante a entrevista, Jetton men- relatou também haver entrevistado o Dr. encontrado em muitas livrarias ou por
cionou que a coisa mais antiga de que Randy Roberts, pastor da igreja da Loma meio do Amazon.com.
se lembrava era o grande terremoto de Linda University, que declarou: “Nosso
São Francisco em 1906. “Eu tinha dois corpo pertence a Deus e enquanto esti-
anos de idade e me lembro que a água vermos aqui na terra, teremos apenas um Richard Weismeyer é o diretor de
estava vazando pelos cochos do cavalo, corpo.” informação do Loma Linda University
e perguntei a mim mesma se eles teriam Outra pessoa entrevistada para o pro- Adventist Health Sciences Center. Seu
alguma coisa para beber.” grama foi a moradora de Loma Linda email: rweismeyer@llu.edu

Cristão

Se eu soubesse que iria viver tanto, teria Se eu tivesse certeza de que iria viver
tomado mais cuidado com meu corpo! para sempre, teria tomado mais cuidado
com minha alma!

Bem-
vindo à
Eternidade!

Últimos lamentos

DIÁLOGO 18•1 2006 29
Livros Essa segunda característica está presente especialmente nas
muitas histórias verídicas contadas pelo autor para mostrar
El poder terapéutico del os benefícios físicos, mentais e espirituais que o perdão pode
perdón, trazer. Embora eu tenha apreciado as técnicas e passos práti-
de Mario Pereyra (Ñaña, Perú: cos do livro, devo dizer que as quatro fases e os 22 passos do
Ediciones de la Universidad Peruana modelo do Dr. Pereyra parecem, no início, exagerados. Mas
Unión, 2004; 225 pp.; brochura). somente no início.
Recomendo este livro a qualquer pessoa que tenha neces-
Resenha de Nancy J. Carbonell sidade de libertar a si mesma, ou a outros, da amargura que
um espírito irreconciliável pode trazer.

Nancy J. Carbonell (Ph.D. pela Andrews University) é


É possível perdoar alguém que o feriu profundamente? professora-associada do Departamento de Psicologia
Você acha difícil perdoar-se pelas escolhas que fez no passa- Escolar e Aconselhamento da Andrews University,
do? Se você já se deparou com perguntas como essas, então Berrien Springs, Michigan, EUA. Ela também tem traba-
o livro de Mario Pereyra, El poder terapéutico del perdón, lhado meio-período como psicóloga licenciada nos últi-
foi feito para você. O Dr. Pereyra, um psicólogo clínico mos catorze anos. Seu e-mail: carbonel@andrews.edu
experiente, apresenta em seu livro descobertas interessantes
decorrentes de anos de pesquisa e prática na área do perdão
e restauração. Sua experiência clínica é evidente por todo o
livro e culmina com diretrizes, passo a passo, sobre como In Passion for the World:
substituir a raiva, o ódio e a amargura pela cura do perdão. A History of Seventh-day
O autor divide o livro em três partes principais, e cativa Adventist Education,
o leitor com histórias fascinantes e estudos de casos práticos de Floyd Greenleaf (Boise, Idaho: Pacific
extraídos de sua experiência como psicólogo. Na primei- Press Publ. Assn., 2005; brochura).
ra parte, o Dr. Pereyra apresenta os desafios e limites do
perdão, revisa crenças conceituais e históricas de líderes Resenha de John Wesley Taylor V
proeminentes, e direciona os leitores a um ponto de partida
comum, levando-os a refletirem sobre o significado do per-
dão.
Na segunda parte, o autor apresenta as propriedades
curativas do perdão, descreve os principais modelos da tera-
pia usados no tratamento conducente ao perdão, e reparte “Agita-me, sim, agita-me, Senhor; não importa como, mas
conosco passos enfatizando seu próprio modelo de perdão agita o meu coração com uma paixão pelo mundo.” Essas
psicossocioespiritual. Seu modelo é diferenciado no que se linhas poéticas escritas pelo educador adventista Homer
refere aos variados tipos de perdão necessários para aqueles Salisbury servem como moldura para a ampla e cativante
que são vítimas (isto é, a necessidade de perdoar alguém que história da educação adventista, In Passion for the World, de
tenha ferido você), e por aqueles que são os transgressores autoria de Floyd Greenleaf.
(isto é, a necessidade de perdoar-se a si mesmo). O Dr. Greenleaf, eminente e conhecido historiador, escre-
Na terceira parte, o autor aplica seu modelo a vítimas e veu trabalhos como The Seventh-day Adventist Church in
transgressores (bíblicos e não-bíblicos), destacando as técni- Latin America and the Caribbean (Andrews University Press,
cas terapêuticas aplicáveis àqueles que procuram o perdão. 1992) e Light Bearers: A History of the Seventh-day Adventist
O livro termina com uma discussão analítica dos conflitos Church (como co-autor, Pacific Press, 2000). Nesse último
religiosos, políticos e psicológicos, e as verdades bíblicas trabalho, comissionado pelo Departamento de Educação da
reveladas por Cristo na história da mulher flagrada em adul- Associação Geral, Greenleaf apresenta uma combinação única
tério (João 8:2-11). de erudição e talento ao descrever o nascimento e desenvolvi-
Por sua vasta experiência em lidar com problemas relacio- mento da educação adventista.
nados ao perdão, o Dr. Pereyra discute esse complexo con- Por exemplo, você sabia que:
ceito de maneira simples, deixando claro o significado do • A prisão de Manuel Camacho, diretor da primeira escola
perdão. Seu estilo literário leva em consideração a natureza adventista no Peru, conduziu a profundas mudanças na cons-
acadêmica do assunto e, ao mesmo tempo, a necessidade de tituição nacional?
uma versão que seja facilmente compreendida pelo leitor. • W. W. Prescott serviu simultaneamente como presidente

30 DIÁLOGO 18•1 2006
do Battle Creek College, do Union College e do Walla Walla dores e pessoas envolvidas com evangelismo e crescimento da
College, nos Estados Unidos? igreja, In Passion for the World irá envolver qualquer um que
• A inauguração do Seminário Teológico de Zaoski foi procure aprofundar suas raízes e inspirar-se com a maravi-
notícia de destaque na televisão nacional da antiga União lhosa maneira com que Deus tem guiado o desenvolvimento
Soviética? da Igreja Adventista. Esse livro irá inflamar seu próprio cora-
• A educação adventista abriu caminho na Coréia oferecen- ção ao você seguir o fio que “permeia o bordado das escolas
do educação para moças? adventistas, a convicção de alcançar os corações bem como
• Solusi, a primeira escola adventista estabelecida entre não- as mentes das pessoas deste mundo” (pág. 11). Essa paixão
cristãos, foi construída num vasto terreno de 12.000 acres? ainda vive!
Esse é apenas um tira-gosto da excitante e pouco conhecida
história da educação adventista – um movimento que cresceu
a partir da escola paroquial de Martha Byington para cinco John Wesley Taylor V (Ph.D. pela Andrews University;
famílias de Nova Iorque, em 1853, transformando-se num Ed.D. pela University of Virginia) continua participando da
dos maiores sistemas educacionais privados do mundo, com envolvente história da educação adventista, hoje servindo
mais de 6.700 escolas e quase 1,5 milhões de alunos. É uma como professor de Filosofia Educacional e Pesquisa na
narrativa de convicção, compromisso e lutas; uma saga de fé Southern Adventist University. Seu endereço eletrônico é
e propósitos. jwtv@southern.edu
Greenleaf dividiu seu livro em três sessões principais, repre-
sentando três períodos distintos da educação adventista:
The Beginning Years (capítulos 1-9) cobre as origens da edu-
cação adventista de 1872 a 1920 – um período em que a pri- Uncorked!
meira geração de escolas surgiu e os líderes da igreja deram os The Hidden Hazards of Alcohol,
primeiros passos rumo à organização do sistema educacional. de John F. Ashton e Ronald S. Laura
The Interim Years (capítulos 10-14) lida com o turbulento (Warburton, Austrália: Signs Publishing
tempo geopolítico de 1920 a 1945, focalizando as escolas de Co., 2004; brochura).
treinamento; uma fase de notável expansão e solidificação em
meio a lutas com problemas-chave de identidade. Resenha de Peter N. Landless
The Years of Fulfillment and Challenge (capítulos 15-20), de
1945 até o fim do século 20, foi um período de crescimento
espetacular bem como de dificuldades. Uma era de institui-
ções concessoras de títulos e educação superior, uma mudança
de faculdades para universidades. Uncorked, de John Ashton e Ronald Laura, é uma excelente
Tendo lido esse livro de capa a capa, fiquei impressionado avaliação da toxicologia alcoólica e dos efeitos fisiológicos da
com sua verdadeira abordagem global, linguagem vívida e bebida. O livro apresenta importantes perspectivas sobre os
representação equilibrada de vários níveis educacionais, insti- perigos inerentes à bebida. Os efeitos aparentemente benéficos
tuições específicas e o sistema em geral. Ao passo que a visão do álcool são abordados de forma bastante precisa, levando os
geral é positiva, o livro inclui um olhar sincero às difíceis autores a concluir: “O equilíbrio entre danos e benefícios não
questões com que se tem deparado a educação adventista. se inclina para uma recomendação pública do álcool como
Capítulos inteiros, por exemplo, exploram o debate relaciona- preventivo de doenças coronárias. Em vez disso, faz outras
do com o credenciamento institucional, a educação superior, recomendações dietéticas muito mais seguras” (p. 13).
a liberdade acadêmica e a relação com a ajuda financeira do A obra é muito bem pesquisada e contém um índice de
governo. Um ponto forte é a maneira com que o livro discute referências individualizadas e atualizadas, indo desde artigos
a educação adventista, dentro de um contexto histórico e recentes e internet, a livros e literatura especializada.
sociopolítico em que se desenvolveu. Os autores mostram ao leitor a bebida em suas várias for-
Além da narrativa fascinante, In Passion for the World apre- mas. No início do livro é enfatizada a importância de reconhe-
senta uma riqueza de fotos históricas, relatos em primeira- cer nossa responsabilidade como sociedade total, e a adoção
mão e materiais inéditos de arquivo. Inclui, por exemplo, de uma atitude correta no combate aos malefícios do álcool.
um capítulo inteiro de crônicas sobre o desenvolvimento da Eles desafiam os governos a fazerem a parte que lhes toca no
educação adventista em países governados por regimes socia- controle do consumo, salientando que essas instituições têm
listas radicais – uma história nunca antes documentada nessa poder para isso, bem como para administrar o processo, “caso
extensão. Desenvolvimentos recentes, como o Institute for queiram” (p. 18).
Christian Teaching, APN, e é claro, a Diálogo também. Ao longo do livro os autores abordam com franqueza e
Conquanto de interesse especial para educadores, historia- sensibilidade questões sociais importantes e freqüentemente

DIÁLOGO 18•1 2006 31
negligenciadas. Os custos físicos e emo- sexo arriscado, e dedica um capítulo que deseje ver o verdadeiro retrato dos
cionais da síndrome fetal do álcool são inteiro ao problema da bebida e do estu- problemas relacionados com o consumo
discutidos em detalhes. A instigação pro no contexto do namoro. de álcool.
que as jovens sentem em beber mais é Os autores ainda mostram que o álco-
revelada. A mensagem concernente aos ol é um importante fator na violência
efeitos do álcool sobre o feto é resumida doméstica, e fazem um apelo convincen- Peter N. Landless é médico especia-
no título do capítulo: “Mulheres grávi- te para que as necessidades das mulheres lizado em prática familiar, medicina
das nunca bebem sozinhas” (p. 21). Isso sejam compreendidas e respeitadas. A interna e cardiologia. Atuou como
reforça tanto a responsabilidade quanto mesma abordagem franca é adotada no diretor-executivo da International
a prestação de contas. capítulo sobre álcool e família. Commission for the Prevention of
A discussão do problema sempre Os capítulos finais do livro descrevem Alcoholism and Drug Dependency
crescente do consumo de álcool por nossa responsabilidade ao lidarmos com (ICPA). A ICPA atua em setenta
adolescentes revela fatos alarmantes. problemas relacionados ao álcool, e com países e sua principal ênfase é a pre-
Estatísticas mostram que os programas as estratégias para aqueles que com eles venção mediante amparo, educação
atuais da educação relacionada aos peri- convivem. Tendo deixado bem claro que e relacionamentos positivos. Seu
gos do álcool têm falhado, e de acordo é melhor evitar a bebida, essa excelente email: landlessp@gc.adventist.org
com um relatório, “a média de consumo obra estimula a opção de proteger o pre-
semanal entre jovens de 14 a 24 anos cioso dom da vida.
duplicou nos últimos dez anos” (p. 37). O livro deve ser lido por pastores,
O livro trata da relação entre álcool e professores e estudantes, e quem quer
Diretrizes para
os Colaboradores
A revista Diálogo Universitário, publicada
três vezes por ano em quatro idiomas,
é dirigida a adventistas do sétimo dia
envolvidos em educação superior, sejam
professores ou estudantes e também pro-
Universidade de Loma Linda fissionais e capelães adventistas de todo
o mundo.
Os editores estão interessados em
FILOSOFIA DA CIÊNCIA E DAS artigos, entrevistas e reportagens bem
redigidos e consistentes com os objetivos
ORIGENS da Diálogo, quais sejam:
BIOLOGIA ou GEOLOGIA 475 – 4 unidades trimestrais. 1. Promover uma fé viva e inteligente.
2. Aprofundar o compromisso com
27 de março a 8 de junho de 2006. Cristo, a Bíblia e a Missão Global
Curso ministrado pelo Dr.Leonard Brand. Adventista.
3. Elaborar abordagens bíblicas para
Professor de Biologia e Paleontologia. assuntos contemporâneos.
4. Apresentar idéias e modelos de
Este curso, baseado na tecnologia da web, é uma introdução ao processo serviço cristão e evangelismo.
científico e uma aplicação desse conhecimento voltado à compreensão dos A Diálogo habitualmente pauta artigos,
conceitos da criação, evolução e história da Terra, dentro da estrutura bíbli- entrevistas e reportagens para autores
ca. O objetivo das aulas é preparar os estudantes para avaliarem as questões específicos com fins editoriais. Eles são
desse tópico e estimular sua fé nas Escrituras, enquanto compreendem e solicitados a (a) examinar as edições
apreciam as positivas contribuições feitas pela ciência. prévias de nossa revista; (b) considerar
O custo de instrução cobre quatro unidades de aulas, mais o livro de cuidadosamente estas diretrizes, e (c)
texto Fé, razão e história da terra, de Leonard Brand. Estão disponíveis bol- apresentar um resumo da matéria e sua
sas de estudos para a cobertura quase total do estipêndio da LLU. experiência pessoal antes de elaborar o
artigo proposto. Trabalhos não solicitados
Para informações complementares sobre o curso e as bolsas de estudo ofe- não serão devolvidos.
recidas, entre em contato com o Dr. Brand através do e-mail lbrand@llu. Veja nosso site:
edu http://dialogue.adventist.org

32 DIÁLOGO 18•1 2006
PRIMEIRA PESSOA endereço específico da cidade, a fim con-
tinuar meus estudos sobre as Escrituras.

Em busca da verdadeira luz Encontrando o caminho


Algumas semanas mais tarde, uma
Ausberto Castro colega de classe convidou-me a visitar sua
igreja no sábado seguinte. Uma vez que
Chame-o de acaso. Chame-o somen- estudos, trabalhei primeiramente como eu era a única pessoa na classe que não
te de acidente. Para mim, foi uma carpinteiro e depois numa farmácia. tinha visitado sua congregação, aceitei.
mudança milagrosa de direção. Trinta Fui considerado, no grupo de esquer- Sábado bem cedo procurei sua igreja na
e cinco anos atrás, quando vivia numa da, um estudante que levava a sério a cidade, mas não pude encontrá-la. Na
cidadezinha dos Andes peruanos, estava teoria política e um jovem com futuro manhã de segunda-feira, minha colega de
olhando alguns velhos papéis de meu brilhante. Entre minhas atribuições classe queixou-se de eu não ter cumprido
pai. Apenas porque queria, acho que principais estava a de servir como ligação o compromisso de aceitar seu convite.
não posso dizer com certeza. Talvez seja com a cooperativa dos empregados muni- Quando lhe expliquei o que tinha acon-
parte do milagre. Entre aqueles papéis cipais, a maior da cidade naquela época. tecido, disse-me que eu havia procurado
encontrei um cartão de inscrição para o Em 1977, eu tomava parte nas con- a igreja no quarteirão errado, e me deu
Curso por Correspondência de “A Voz da versações secretas patrocinadas por um instruções mais específicas.
Esperança”. Seria isso uma resposta a um grupo radical que estava começando a se Na manhã do sábado seguinte,
profundo desejo que andava consumin- desenvolver, em técnicas de guerra urbana enquanto me preparava para sair, recor-
do meu coração por meses? Preenchi o e rural. O plano era lançar, num futuro dei-me do cartão que tinha recebido
cartão e o coloquei no correio. Três meses próximo, “uma verdadeira revolução do da “Voz da Esperança”, e logo desco-
mais tarde recebi as duas primeiras lições. proletariado peruano para livrar o país do bri que o endereço era o mesmo que
Aquele era o salto inicial que eu neces- imperialismo”. minha amiga me tinha dado. Levei o
sitava para ligar meu motor espiritual. Meus ideais de justiça e ingenuidade cartão comigo e quando cheguei à Igreja
Estudei cada lição com todo o cuidado política conduziam-me a um futuro peri- Adventista Central, minha amiga estava
que podia. Os novos panoramas da ver- goso. Mais ou menos ao mesmo tempo, me esperando. Perguntei-lhe se conhecia
dade se abriram ante mim e prenderam eu estava terminado um curso por cor- um homem chamado Rodrigo Gutiérrez.
minha alma. respondência que tratava de profecias Ela ficou surpresa com a pergunta, então
Em 1975, terminei o curso secundário bíblicas. A precisão surpreendente das lhe mostrei o cartão e ela me disse que
como um dos melhores alunos de minha profecias de Daniel e Apocalipse trouxe era o seu pastor! Poucos minutos depois,
classe e viajei para a cidade costeira de coerência e claridade à minha mente, que fomos apresentados e marcamos um
Trujillo, a fim de iniciar estudos avan- se digladiava com problemas sociais e horário de encontro no meio da semana.
çados numa universidade pública. Fui políticos. O estudo da profecia levou-me Quando o pastor me visitou, ficou
para estudar engenharia, mas escolhi a questionar as teorias materialistas de surpreso com o número de diplomas da
matemática. Embora eu não trabalhasse Marx, Lenin, Mao e os conceitos evo- “Voz da Esperança” que consegui com os
com computadores, sonhava em aprender lucionistas de Darwin. Continuei a ler anos. Durante a segunda reunião, uma
tudo o que pudesse sobre seu funciona- vorazmente sobre a história do mundo, semana mais tarde, fez-me muitas per-
mento. Nessa época, meus colegas estu- as ciências, a economia e a religião. guntas sobre minhas convicções religiosas.
dantes da universidade estavam muito Finalmente comecei a questionar alguns Notando que eu tinha bastante conhe-
envolvidos com ações políticas dentro conceitos formulados por meus professo- cimento nos fundamentos da Bíblia,
e fora do campus. Lentamente me vi res da universidade. Decidi-me também quis saber se eu gostaria de participar da
tomando parte das discussões políticas a falar com meus “camaradas” sobre cerimônia batismal no sábado seguinte.
e fui eleito pelo grupo de esquerda para minhas crescentes convicções acerca do Imediatamente tomei minha decisão. Foi
representar minha classe ante o conselho que descobri na Bíblia. Naturalmente eles naquele 24 de junho de 1978, o segundo
da faculdade. ficaram preocupados com a influência sábado em que fui à uma igreja adventis-
Sobrevivi em circunstâncias financei- que minhas perguntas críticas e declara- ta, que caminhei no tanque batismal para
ras precárias, porque meus pais tinham ções estavam tendo sobre meus colegas de selar meu compromisso com Jesus Cristo,
recursos muito limitados, viviam bas- classe e professores. Apenas nessa ocasião e começar a andar no caminho da luz.
tante distantes e não podiam ajudar-me terminei o último curso disponível da Três meses mais tarde fui nomeado
mesmo com relação às necessidades bási- “Voz da Esperança” e recebi pelo correio secretário do grupo jovem adventista, e
cas. Devido às circunstâncias e a fim de um cartão atrativo convidando-me a logo após escolhido para seu líder. No
permanecer na escola e continuar meus encontrar-me com certa pessoa num ano seguinte, muitos de nós começamos

DIÁLOGO 18•1 2006 33
o Curso de Líder, e em 1980 o comple- das melhores universidades do Peru, loca- educação pública ao norte do Peru,
tei. Naquele tempo eu estava envolvido lizadas na capital do país. Por causa das contribuindo para o estabelecimento
na fundação de uma escola secundária melhores condições de trabalho e do salá- da Universidade Nacional de Trujillo e
adventista na cidade, e transformei-me rio, escolhi a Universidade Nacional de projetando conexões da Internet para essa
em professor da matemática. Deus estava Engenharia (UNI), em Lima. Logo me vasta região do país.
abrindo novas oportunidades de servi- juntei a uma das maiores congregações Em 1988, minha esposa e eu retor-
Lo. Em 1981, fui nomeado o primeiro adventistas e decidi que meu novo campo namos ao Brasil para lecionar numa
jovem ancião da Igreja Central Adventista missionário seria os estudantes da univer- universidade da comunidade. Éramos
de Trujillo. Juntamente com dois talen- sidade e os centros estabelecidos para eles. também ativos em nossa pequena congre-
tosos líderes jovens, organizamos diver- Juntamente com os estudantes adventis- gação adventista. Entretanto, estávamos
sos acampamentos, retiros espirituais, tas, organizamos diversos acampamentos ansiosos para proporcionar aos nossos
seminários da Bíblia e duas semanas de e reuniões públicas para o estudo das dois filhos uma educação adventista, que
campanhas evangelísticas de “A Voz da profecias bíblicas. Ao mesmo tempo, eu não estava disponível na cidade onde
Juventude” . Essas atividades aprofun- era ativo na federação dos professores da vivíamos. Assim Deus abriu uma nova
daram meu conhecimento da Palavra de universidade. oportunidade. O Centro Universitário
Deus e fortaleceram minhas convicções No final de 1985, casei-me com a Adventista de São Paulo convidou-nos a
espirituais. Foi então que os administra- amiga estudante que me havia convidado trabalhar lá. Era a terceira vez que uma
dores da Missão Norte do Peru oferece- para visitar sua igreja. No ano seguinte, instituição adventista de educação supe-
ram-me uma bolsa de estudos em nossa viajamos até Porto Alegre, no Brasil, rior nos convidava a lecionar. Dessa vez
faculdade perto de Lima. Entretanto, eu onde comecei o mestrado em matemática aceitamos o chamado e nos mudamos
lhes pedi um adiamento para poder ter- aplicada. Em 1987, iniciei uma gradua- para a enorme metrópole de São Paulo.
minar meus estudos. ção em ciências da computação, e final- Desde janeiro de 2001 tenho servido
mente dei início a um doutorado nesse como professor de tecnologia de progra-
Novos horizontes campo em 1995. Minha esposa concluiu mação, computação gráfica e telecomu-
Em agosto de 1982, duas semanas após também seu doutorado em engenharia nicações. Sou membro ativo, juntamente
ter obtido minha graduação na univer- mecânica. com meus filhos, do clube de desbra-
sidade, fui convidado a lecionar em três Neste ínterim, pudemos ajudar na vadores e ainda sirvo como diácono na
igreja do campus e como líder no Clube
de Líderes. Minha esposa também ensina
no campus e coordena a Escola Sabatina
em espanhol.
Quando olho para o passado, sou
imensamente grato por todas as bênçãos
divinas. Ele me escolheu quando eu
era ainda jovem e me protegeu durante
os anos turbulentos da universidade.
Concedeu-me o privilégio de testemu-
nhar dEle em muitas situações. Sei que
sempre teremos de fazer decisões, mas
oro para que o Senhor continue a nos
guiar em cada uma delas. Cada vez que
enfrento uma escolha importante, vêem-
me à mente as palavras do meu Senhor:
“Buscai, pois, em primeiro lugar, o Seu
reino e a Sua justiça, e todas estas coisas
vos serão acrescentadas” (Mateus 6:33).

O Dr. Ausberto Castro Vera


leciona no Centro Universitário
Adventista de São Paulo. Seu e-mail
é: ascv@computer.org

34 DIÁLOGO 18•1 2006
O retrato
— Esqueça esse retrato! Viemos pelas verdadeiras pintu-
ras!
O leiloeiro insistia:
Um homem rico e seu filho nutriam paixão pelas artes. — Quem quer comprar este retrato? $200? Ouvi
Juntos reuniram uma coleção de pinturas de artistas famo- $100?
sos – de Rafael a Picasso. Com freqüência, caminhavam — Viemos pelos Monets, Van Goghs e Picassos! Comece
lado a lado pela galeria admirando e discutindo sobre seus o leilão real!
tesouros. E o leiloeiro continuava:
A guerra atingiu seu país e o filho foi enviado à frente — Quem vai levar essa pintura? Quanto oferecem?
de batalha. Após alguns meses, o jovem morreu socorren- Finalmente, ouviu-se uma voz tímida:
do um soldado ferido. Para o pai viúvo, a perda do único — Ofereço $10 – disse o velho jardineiro da família.
filho era insuportável. —Temos $10! Alguém oferece $20? – continuou o lei-
Algum tempo depois, alguém bateu à porta de sua loeiro. Nesse ínterim, o grupo já estava impaciente.
residência. Era um jovem de semblante abatido, com um — Dou-lhe uma, dou-lhe duas...
pacote debaixo do braço. Com muito custo disse: O leiloeiro bateu o martelo.
— Sou o soldado que seu filho resgatou. Ele foi baleado — Vendido por $10!
quando tentava me salvar. Ele falava muito sobre o senhor, Fazendo um sinal para o velho jardineiro, declarou:
da coleção de pinturas e como vocês apreciavam as artes. — O retrato é seu!
O jovem soldado fez uma pausa e titubeando ao abrir o — Finalmente! – gritou um dos compradores potenciais
pacote, disse: – Agora vamos começar o leilão das verdadeiras pinturas!
— Gosto de pintar. Enquanto estava me recuperando, No entanto, o leiloeiro baixou o martelo e para surpresa
pintei o retrato de seu filho da melhor maneira que pude. de todos anunciou:
É claro que isso não tem valor algum comparado à cole- — Este leilão está encerrado. Quando me pediram para
ção que o senhor possui, mas, por favor, aceite-o como a oficiar esse leilão, o advogado mostrou-me no testamento
mostra de minha profunda gratidão pelo homem que me uma condição que só poderia ser revelado no momento
salvou a vida. apropriado. Nesse instante, devo informar-lhes que a pes-
Quando o pai contemplou a obra, viu o retrato de seu soa que comprou o retrato do filho, automaticamente tor-
filho cheio de vida. nou-se o dono desta casa e de todos os seus bens, incluin-
Alguns anos após, o próspero empresário faleceu. do a coleção de artes completa. Tenham um bom dia!
Fizeram-se planos para leiloar as valiosas pinturas. No dia
marcado, um grande grupo de vizinhos curiosos e amantes “Diante de tudo isso, o que mais podemos dizer? Se Deus
das artes compareceu ao leilão, com a esperança de com- está do nosso lado, quem poderá nos vencer? Ninguém! Porque
prar pelo menos uma das pinturas. O retrato do filho feito Ele nem mesmo deixou de entregar o próprio Filho, mas O
pelo soldado estava entre as pinturas expostas. O leiloeiro ofereceu por todos nós! Se Ele nos deu o Seu Filho, será que
explicou que o pai tinha determinado que o retrato do não nos dará também todas as coisas?”
amado filho abrisse o leilão. Um murmúrio de desconten- — Romanos 8:31, 32 (NTLH).
tamento se ergueu no ambiente.
Em pé, ao lado da pintura do rapaz, o leiloeiro come-
çou:
— Quanto oferecem por esta preciosidade familiar?
Ouvi uma oferta? Qual é o lance?
Depois de um longo período de silêncio, alguém bradou
do fundo do salão:

DIÁLOGO 18•1 2006 35
Intercâmbio empresas; interesses: ler, fazer novos
amigos e música; correspondência em
inglês. Endereço: Bangalore Adventist

Amplie sua rede College; Dooravaninagar Post;


Bangalore; 580016 ÍNDIA. E-mail:
sdaprinktr@yahoo.com.
de amizades Imuetinyanosa N. Ehondor:
20; solteiro; cursando computação;
interesses: ajudar os outros, trocar
Universitários e profissionais adventistas interessados em trocar correspon- idéias e música; correspondência em
dência com colegas em outras partes do mundo. inglês ou francês. Endereço: Babcock
University; PMB 21244; Ilishan
Remo; Ogun State, Ikeja; NIGÉRIA.
Silvio Alvarez Ramos: 43; soltei- Ruth Camus: 32; solteira; Stanley Nwaobilo Enemanna: 29;
ro; formado em música e educação interesses: ler, cantar, cozinhar e solteiro; formado em contabilidade
infantil, professor de música; interes- fazer escaladas; correspondência pela Abia State Polytechnic; interes-
ses: conhecer outras culturas e trocar em inglês. FILIPINAS. E-mail: ses: ler, fazer novos amigos e música
idéias; correspondência em espanhol. yadniel26@yahoo.com. cristã; correspondência em inglês.
Endereço: Calle F #2 entre Línea y Hansom Enoc Chileson: 27; Endereço: S.D.A. Church; Akpaa
Martín; Simón Reyes 15 1/2; Ciego solteiro; cursando administração de 1 District; E.N.C.; P.M.B. 7115;
de Avila; 69270 CUBA. empresas na Universidade de Enugu; Aba; NIGÉRIA. E-mail: stanbest_
Asare Amponsah: 30; solteiro; interesses: testemunhar, viajar, can- jose@yahoo.com.
estudando no Institute of Chartered tar e esportes; correspondência em Lisbeth Miranda Espinoza: 32;
Accountants; interesses: ler, espor- inglês. Endereço: P.O. Box 187; solteira; designer cursando artes
tes e música. Endereço: P.O. Box 9; Orieagu NSU; Ehime Mbano L.G.A.; visuais na Universidade do Panamá;
Abesim-Sunyani; GANA. E-mail: Imo State; NIGÉRIA. E-mail: interesses: pintar, fotografia, música e
ponskwa@yahoo.co.uk. hansom4life2004@yahoo.com. gatos; correspondência em espanhol.
Osaguna Ayodeji: 29; soltei- James Dim Dalvins: 23; soltei- Endereço: Entrega General; Correo
ro; cursando teologia na Babcock ro; cursando medicina; interesses: Universitario; PANAMÁ. E-mail:
University; interesses: pregar, viajar e assistir filmes, ouvir música cristã lismir71@hotmail.com.
esportes; correspondência em inglês e jogar tênis de mesa; correspon- Mariana Femenia: 32; solteira;
ou ioruba. Endereço: South-west dência em inglês, francês ou suaili. artista plástica formada em artes
Nigeria Conference; P.O. Box 4002; Endereço: University of Nairobi: pela Universidade Nacional do
Akure, Ondo State; NIGÉRIA. E- Box 30344-00100; Upper State Nordeste; interesses: artes, ciências
mail: lolayo2003@yahoo.com. House; Nairobi; QUÊNIA. E-mail: e o amor de Deus; correspondência
Nefel M. Balasta: 24; solteira; kingsmeetqueens@yahoo.com. em espanhol. ARGENTINA. E-
cursando administração de empre- Ragel M. Davidao: 22; solteiro; mail: marianitafe@hotmail.com ou
sas na Misamis University; interes- cursando enfermagem no St. Joseph marfemenia@hotmail.com.
ses: cozinhar, tocar violão e ouvir Instituto de Tecnologia; interesses: Jorge Alberto Fernández: 35;
música cristã; correspondência ler, comunicar-se pela Internet e solteiro; cursando enfermagem na
em inglês. Endereço: Población 4; música cristã. FILIPINAS. E-mail: Universidade Nacional de San Luis;
Clarin, Misamis Occidental; 7201 gel_davidao@yahoo.com. interesses: colecionar Bíblias em
FILIPINAS. E-mail: nefel4@yahoo. Garnado Delben: 28; solteira; cur- outros idiomas, aprender outros idio-
com. sando pedagogia; interesses: cantar, mas e profecias bíblicas; correspon-
Vincent Boadi: 24; solteiro; pro- trabalhar com crianças e fazer novos dência em espanhol ou português.
fessor; interesses: viajar, ouvir música amigos; correspondência em inglês. Endereço: Calle Miguel de Azcuénaga
clássica e esportes; correspondência Endereço: Bongbong, San Francisco; 120; CP 5584 Palmira, San Martín,
em inglês. Endereço: P.O. Box KN Southern Leyte; 6613 FILIPINAS. Mendoza; ARGENTINA. E-mail:
61; Agona, Kwanyarki, C/R; GANA. Benedita Neves Duarte: 36; sol- j_fer33@yahoo.com.ar.
Julivee N. Branzuela: 24; solteira; teira; cirurgiã-dentista; interesses: Miletza Flores: 34; casada; for-
comerciante; interesses: ler, can- ler, fazer novos amigos, música cristã mada em recursos humanos; inte-
tar, fazer novos amigos e conhecer e filmes; correspondência em por- resses: cantar, ler e música; corres-
outras culturas; correspondência tuguês ou espanhol. Endereço: Rua pondência em espanhol. Endereço:
em inglês ou filipino. Endereço: Mata, Passagem São Jorge No. 83; Calle 5, Casa No. 33, Urbanización
Blk 180 Lot 13 Prk. 11 Zone 3; Marambaja, Belém, Pará; 66615-550 Nuevo Milenio; Barbacoa, Edo.
Signal Village Taguig, Metro Manila; BRASIL. Anzoátegui; VENEZUELA. E-mail:
1604 FILIPINAS. E-mail: Miscy_ Jacob Philip Dunson: 21; sol- milflores1@hotmail.com ou rossi1_
Lalu@yahoo.com. teiro; cursando administração de 21@hotmail.com.

DIÁLOGO 18•1 2006 Inserção 


Panel Z. Galarpe: 23; solteira; # 518 Entre Maceo y Céspedes; mecânica na UNEXPO; interesses:
enfermeira fisioterapeuta formada Banes, Holguín; 82300 CUBA. acampar e natação; correspondência
pelo Sanatório e Hospital Mindanao; Danny Hilario: 25; solteiro; for- em espanhol. Endereço: Avenida
interesses: viajar, computação e mado em teologia e saúde pública Isaías Avila con Calle 17 A; Carora,
natureza; correspondência em inglês. pela Universidade Peruana Unión; Edo. Lara; VENEZUELA. E-mail:
Endereço: Northern Mindanao interesses: acampar, fazer novos ami- alijose17@hotmail.com.
Conference; 996 Julio Pacana Street; gos e música cristã; correspondência María Isabel López Rodríguez:
P.O. Box 127; Cagayan de Oro City; em espanhol ou inglês. PERU. E- 35; solteira; formada em recursos
9000 FILIPINAS. mail: dannyexe@hotmail.com. humanos e nutrição dietética; inte-
José Domingo Gálvez: 44; casa- Fatima F. Janda: 24; solteira; resses: ler, pesquisa bíblica, música e
do; formado em ciências jurídicas cursando ensino médio no Divine natureza; correspondência em espa-
pela Universidade Monseñor Oscar Word College de Calapan; interesses: nhol ou inglês. Endereço: Apartado
Arnulfo Romero; interesses; ler a acampar, música e esportes; corres- de Correos 631; 36200 Vigo,
Bíblia e publicações adventistas, pondência em inglês ou espanhol. Pontevedra: ESPANHA.
acampar e trocar idéias; corres- Endereço: P. Filler St., Camilmil; Norma Maranga: 27; solteira;
pondência em espanhol ou inglês. Calapan City; 5200 FILIPINAS. E- formada em inglês pela University
Endereço: 6ta. Calle Pte. Fte. mail: hartdylan2004@yahoo.com. of Eastern Africa, Baraton; inte-
ISSS, Bo. El Chile; Chalatenango; Fabet John: 19; solteira; cur- resses: ler, ouvir música e espor-
EL SALVADOR. E-mail: sando comunicação na Lagos State tes; correspondência em inglês.
chalate@navegante.com.sv. University; interesses: cantar, ler e Endereço: P.O. Box 735 Ruaraka;
Emlyn Generale: 23; solteira; cur- fazer amigos; correspondência em Nairobi 00618; QUÊNIA. E-mail:
sando ensino médio no SPAMAST inglês. Endereço: 1 Sugeru Banire normahmaranga@hotmail.com.
State College; interesses: ler histórias, Street, Musin; Lagos; NIGÉRIA. E- Sayer Mark: 28; solteiro; almoxa-
ouvir música e sair com amigos; mail: tifedayor@yahoo.com. rife; interesses: tocar violão, ajudar
correspondência em inglês ou taga- John Ngumbao Kahande: 25; os outros e esportes; correspondência
log. Endereço: Lapulabao Hagonoy; solteiro; cursando pedagogia; inte- em inglês. Endereço: P.O. Box 949;
Davao del Sur; 8006 FILIPINAS. E- resses: humor, música cristã, foto- Mt. Hagen; PAPUA-NOVA GUINÉ.
mail: quennykitthy2000@yahoo.com. grafia e vôlei de praia; correspon- E-mail: a3301795@std.unitech.ac.pg.
Ondieko Julius Gisore: 24; sol- dência em inglês. Endereço: Egoji Ana R. Martínez L.: 22; soltei-
teiro; cursando medicina no College Teachers College; Private Bag Egoji, ra; cursando idiomas modernos na
University of Nairobi; interesses: Meru; 60402 QUÊNIA. E-mail: Universidade de Tabasco; interesses:
cantar e assistir a jogos de futebol; jnkahande@yahoo.co.uk. ler, viajar, conhecer outras cultu-
correspondência em inglês. Endereço: Micah Kameso: 20; solteiro; ras e esportes; correspondência em
Box 67778; Nairobi; QUÊNIA. E- cursando pedagogia com ênfase em espanhol, francês, inglês ou italiano.
mail: juliusgisore@hotmail.com. matemática e física; interesses: acam- Endereço: Col. Lázaro Cárdenas del
Josemir Andrade Gomes: 22; par e ouvir música cristã; correspon- Río Mza. 12 Lote 9; Comalcalco,
solteiro; fisioterapeuta; interesses: dência em inglês. Endereço: WAECA Tabasco; MÉXICO. E-mail:
ler, profecias bíblicas, nutrição e Inc.; P.O. Box 1990; Boroko, NCD; anamrtin83@hotmail.com.
biologia; correspondência em por- PAPUA-NOVA GUINÉ. E-mail: Ferdinand Mbonaruza: 25; sol-
tuguês. Endereço: Rua Marechal mkameso@yahoo.com.au. teiro; cursando jornalismo na Escola
Deodoro da Fonseca, No. 07, Eli Kema-Temoana: 52; divorcia- de Jornalismo e Comunicação; inte-
Centro; São Gonzalo dos Campos, da; formada em pedagogia, trabalha resses: ler, esportes, música religiosa
Bahia; 44330-000 BRASIL. E-mail: como preceptora na Pacific Adventist e criatividade; correspondência em
saudenaempresa@bol.com.br. University; interesses: viajar, ler e francês, inglês ou suaili. Endereço:
Jeneline E. Hervas: 25; soltei- conhecer pessoas; correspondência Université Nationale du Rwanda;
ra; formada em saúde pública pela em inglês. Endereço: Private Mail B.P. 117; Butare; RUANDA. E-mail:
Universidade das Filipinas, agora Bag; Boroko, NSD; PAPUA-NOVA ferimbo@yahoo.fr.
trabalhando em pesquisa nutricional; GUINÉ. E-mail: ektemoana@pau. Narda Mendoza: 28; soltei-
interesses: cantar em coral, evange- ac.pg. ra; formada em pedagogia pela
lismo e exploração de cavernas; cor- Adjei Kwabena: 22; solteiro; Universidade Adventista Dominicana;
respondência em inglês; FILIPINAS. cursando contabilidade; interesses: interesses: compartilhar o amor de
E-mail: jiggy_geks@yahoo.com. fazer amigos, ler e futebol; correspon- Deus, cantar e ler; correspondência
Elbita Hidalgo Martínez: 38; dência em inglês. Endereço: HND em espanhol ou Inglês. REPÚBLICA
divorciada; enfermeira gineco-obsté- Accountancy; Sunyani Polytechnic; DOMINICANA. E-mail:
trica; interesses: viajar, trocar experi- Box 206; Sunyani; GANA. E-mail: palosqui77@hotmail.com.
ências com outros adventistas e músi- adjeikwabee@yahoo.com. Vienna B. Miran: 33; solteira; for-
ca cristã, correspondência em espa- Alixander José Ladino mada em secretariado pelo Aldersgate
nhol. Endereço: Calle 10 de Octubre Ballesteros: 21; solteiro; cursando College, comerciante; interesses:

Inserção  DIÁLOGO 18•1 2006


cozinhar, cantar e fazer novos ami- de Kisangani; interesses: viajar, sando contabilidade; interesses: fazer
gos; correspondência em inglês. jardinagem e atividades da igre- novos amigos e música; correspon-
Endereço: Leonard’s Store; Public ja; correspondência em francês, dência em inglês. Endereço: Box DC
Market; Solano, Nueva Vizcaya; 3709 suaili ou lingala. REPÚBLICA 582; Dansoman, Accra; GANA.
FILIPINAS. DEMOCRÁTICA DO CONGO. E- Peter A. Okonjo: 25; solteiro;
Adilson Miranda: solteiro; cur- mail: pamusmusenzi@hotmail.com. cursando microbiologia na KSRCAS;
sando linguagem e literatura na Elonga Changwi Mwendambio: interesses: música gospel, esportes e
UNICEUMA Campus 1; interesses: 28; solteiro; cursando computa- estudos bíblicos; correspondência em
ler, escrever, viajar e fazer novos ami- ção na Universidade Adventista de inglês, suaili ou doluo. ÍNDIA. E-
gos; correspondência em português Lukanga, Campus Wallace; interesses: mail: awilipeter@yahoo.com.
ou espanhol. Endereço: Rua das fotografia, atividades JA e compu- Joseph Olayemi: 26; solteiro; cur-
Flores, 07; Santa Clara; 65058-070 tação; correspondência em francês, sando teologia; interesses: ler publi-
São Luís, MA; BRASIL. E-mail: suaili ou Lingala. REPÚBLICA cações cristãs, trocar idéias e fazer
diasmiranda@hotmail.com. DEMOCRÁTICA DO CONGO. E- novos amigos; correspondência em
David Mmbaga: 24; soltei- mail: elongamwenda@yahoo.fr. inglês. Endereço: Babcock University;
ro; cursando teologia na Bugema Kingsely Bassey Nathaniel: 39; Dept. of Religious Studies; P.O. Box
University; interesses: pregar, cantar solteiro; formado em administração 21244; Ikeja, Lagos; NIGÉRIA. E-
e tocar teclado; correspondência em pela Universidade de Lagos; interes- mail: evanglanre2004@yahoo.com.
inglês ou suaili. Endereço: P.O. Box ses: ler, compartilhar experiências Denis O. Omwoyo: 25; solteiro;
6529; Kampala; UGANDA. E-mail: cristãs e esportes; correspondência cursando agricultura na Universidade
pastormmbaga@excite.com. em inglês. Endereço: P.O. Box 2992; de Nairobi; interesses: viajar, fazer
Calvin Mondol: 20; solteiro; cur- Akpan; Akwa Ibom State; NIGÉRIA. novos amigos e música; correspon-
sando administração de empresas; Sosthene Nsabimana: 23; sol- dência em inglês. Endereço: P.O. Box
interesses: testemunhar, ajudar aos teiro; cursando computação na 2134-00505; Nairobi; QUÊNIA. E-
pobres, corresponder pela internet e Universidade Adventista da África mail: dennisoo2003@yahoo.com.
fazer novos amigos; correspondên- Central; interesses: ler a Bíblia Gertrude Onsarigo: 24; solteira;
cia em inglês ou bangla. Endereço: e trocar idéias; correspondência concluindo farmácia pelo Mombasa
Bangladesh Adventist Seminary e em francês. RUANDA. E-mail: Polytechnic; interesses: ouvir música
College; Gowalbathan, Kaliakoir; smnabimana@jahoo.fr. gospel, acampar e jogos internos;
Gazipur; 1750 BANGLADESHE. Nworu Obioma: 21; solteira; correspondência em inglês. Endereço:
E-mail: iloveyoucalvin2000@yahoo. cursando economia educacional; 280 Keroka; QUÊNIA. E-mail:
com. interesses: ler, testemunhar e música; bonashyefeb@yahoo.com.
Jonathan Montenegro Valverde: correspondência em inglês ou igbo. John Odhiambo Otieno: 27;
21; solteiro; cursando investigação Endereço; PMB 1033l Alvan Ikoku solteiro; natural do Quênia; forma-
criminal e segurança organizacional College of Education; Onwerri, Imo do em física, matemática e química
no Colégio Universitário de Cartago; State; NIGÉRIA. E-mail: m2ob_ pela Karnatak University; interesses:
interesses: aconselhamento cristão, j@email2me.net. viajar, testemunhar, trocar idéias
ajudar os outros e esportes; corres- Dunkan Otieno Odongo: 26; e fazer novos amigos; correspon-
pondência em espanhol. Endereço: solteiro; professor de francês e com- dência em inglês. ÍNDIA. E-mail:
300 m Sur, 25 m Este y 75 m Sur putação, formado em pedagogia odhishom@yahoo.com.
del Restaurante Los Higuerones; San com ênfase em francês e geografia Koshore Pahan: 30; solteiro;
Rafael Abajo de Desamparados; Calle pela Maseno University; interes- cursando MBA; interesses: via-
El Triunfo; San José; COSTA RICA. ses: cantar, viajar e ler literatura jar, fazer novos amigos e futebol;
E-mail: jonathangemelo1@costarrice cristã; correspondência em francês, correspondência em bangli ou
nse.cr ou jonageme1@yahoo.com. inglês ou suaili. QUÊNIA. E-mail: inglês. Endereço: Spicer Memorial
Laura Morales: 20; solteira; otodongo@yahoo.com. College; Aundh Road, Ganeshkhind;
cursando engenharia comercial; Ana Ogando: 21; solteira; cur- Pune 4111007; ÍNDIA. E-mail:
interesses: fazer novos amigos, bas- sando psicologia industrial na khsorepahan@rediffmail.com.
quete e música; correspondência Universidade Autônoma de Santo Sandra Paredes Reyes: 22; solteira;
em espanhol ou inglês. Endereço: Domingo; interesses: aprender cursando medicina na Universidade
Universidad Adventista de Chile; outros idiomas, fazer novos amigos Central do Leste; interesses: acam-
Casilla 7-D; Chillán; CHILE. E- e música cristã; correspondência par, ouvir música, cozinhar e des-
mail: thebest@bolivia.com ou nofe- em espanhol ou inglês. Endereço: cobrir como outros conheceram a
ar_world@hotmail.com. Barrio Americano; Peatón 5 #334; Jesus; correspondência em espa-
Pamus Paluku Musenzi: 30; Los Alcarrizos, Santo Domingo; nhol. Endereço: La Romana Casa
solteiro; cursando biologia com REPÚBLICA DOMINICANA. E- de Campo; Punta Minitas # 18;
ênfase em fitossociologia e taxo- mail: anafranc83@hotmail.com. REPÚBLICA DOMINICANA. E-
nomia vegetal na Universidade Ebenezer Okai: 22; solteiro; cur- mail: agar06@hotmail.com.

DIÁLOGO 18•1 2006 Inserção 


Arcelia Esther Paz: 19; solteira; médico; interesses: viajar, música Bandung, West Java, INDONÉSIA.
cursando pedagogia na Universidade cristã e atividades da igreja; cor- E-mail: winsamsit@yahoo.com.
Autônoma de Baja Califórnia; inte- respondência em inglês. Endereço: Fredy Supo Jinéz: 24; solteiro;
resses: tocar piano, ler e viajar; cor- Kendu Medical School; Box 20; cursando teologia e saúde pública na
respondência em espanhol, inglês ou Kendu Bay; QUÊNIA. E-mail: Universidade Peruana Unión; inte-
francês; MÉXICO. E-mail: arcie_ thomasmogaka@yahoo.com. resses: fazer novos amigos e pesquisas
paz@hotmail.com. James Sanawa: 32; solteiro; for- em ciências sociais; correspondência
Leandro Bitencourt Pereira: 37; mado em administração de empresas em espanhol. Endereço: Casilla 3564;
solteiro; professor de psicologia na e cursando direito; interesses: viajar, Lima; PERU. E-mail: freddy@upeu.
Universidade Luterana do Brasil; música e jardinagem; correspondên- edu.pe.
interesses: conhecer outras culturas, cia em inglês ou suaili. Endereço: Hansel de León Tamárez: 25;
música, poesia e oração intercessó- University of Dar es Salaam – Faculty solteiro; cursando engenharia ele-
ria; correspondência em português, of Law; P.O. Box 35093; Dar es trônica na Universidade Autônoma
espanhol, inglês, italiano, alemão Salaam; TANZÂNIA. E-mail: de Santo Domingo; interesses:
ou francês. Endereço: Rua Clovis sanawa123@yahoo.com. estudar a Bíblia, conhecer pessoas
Pestana, 261, Centro; Cachoeirinha, Sandra Alves Serafim: 22; soltei- de outras culturas e desbravado-
RS; 94920-080 BRASIL. E-mail: ra; cursando física na Universidade res; correspondência em espanhol.
le_bit@hotmail.com. Estadual do Rio Grande do Norte; REPÚBLICA DOMINICANA.
Yurizander Pérez Leiva: 25; soltei- interesses: cantar, fazer novos amigos, E-mail: lesnah27@hotmail.com ou
ro; cursando fisioterapia e reabilitação aprender mais sobre o criacionismo e lesnah27@yahoo.com.
na Faculdade de Ciências Médicas de astronomia; correspondência em por- Only Taulo: 24; solteiro; cur-
Las Tunas; interesses: conhecer outras tuguês ou espanhol. BRASIL. E-mail: sando administração de empresas
culturas, trocar informação sobre Sandra_asd@hotmail.com. na Universidade de Malaui, O
técnicas fisioterápicas e música; cor- Kiptanui Laban Serem: 23; sol- Politécnico; interesses: viajar, cantar,
respondência em espanhol. Endereço: teiro; cursando biomecânica e enge- ouvir música cristã e fazer novos
Calle 63, Edificio 10, Apartamento nharia de processos na Universidade amigos; correspondência em inglês.
22-C; El Cocal; Jesús Menéndez, Las Jomo Kenyatta de Agricultura e Endereço: Private Bag 303; Chichiri,
Tunas; 77300 CUBA. Tecnologia; interesses: conhecer Blantyre 3; MALAUI. E-mail:
Moncy Babu Puthenburayil: 31; melhor a Jesus, viajar, fazer novos otaulo@yahoo.co.uk.
casado; cursando teologia; interesses: amigos e música gospel; correspon-
ajudar os outros, evangelismo, fazer dência em inglês ou suaili. Endereço:
novos amigos e estudos bíblicos; cor-
respondência em inglês ou malaialam.
P.O. Box 2102; Eldoret; QUÊNIA.
E-mail: lkserem@yahoo.co.uk. Convite
Endereço: P.O. Edavaka, Kallody (via Camilla Morena Leite da Silva: Se você é universitário ou profissional
Mananthavady, Wayanad) 670645 22; solteira; cursando administração adventista e quer ter seu nome listado
Kerala; ÍNDIA. de empresas na FIAMG; interesses:, aqui, envie-nos as seguintes informacões:
Julien Rabenandrasana: 26; ler, fazer novos amigos, futebol e (1) seu nome completo, com o sobreno-
solteiro; cursando manutenção de música; correspondência em portu- me em letras maísculas; (2) sua idade;
(3) sexo; (4) estado civil; (5) estudos
equipamentos no Instituto Superior guês. Endereço: Caixa Postal 144;
correntes ou diploma obtido e especiali-
de Tecnologia de Diego; interesses: Lavras, MG; 37200-00 BRASIL. E- dade; (6) faculdade ou universidade que
esportes, viajar e tudo o que está mail: moreninhaiaemg@hotmail.com. está freqüentando ou na qual graduou-
relacionado à refrigeração e aqueci- Marco Antônio da Silva: 27; sol- se; (7) três principais passa-tempos ou
mento; correspondência em malagasi teiro; cursando pedagogia no Centro interesses; (8) língua(s) nas quais quer se
ou francês. Endereço: 495 Amborovy Universitário Adventista de São Paulo corresponder; (9) o nome da congrega-
Mahajanga; 401 MADAGÁSCAR. E- – Campus IASP; interesses: acampar, ção adventista da qual é membro; (10)
mail: rabenajulien@yahoo.fr. linguagem de sinais e desbravado- seu endereço postal; (11) seu e-mail,
Micah Rachuonyo: 29; sol- res; correspondência em português, caso o tenha. Por favor, datilografe ou
teiro; formado em química pela espanhol ou inglês. Endereço: Rua use letra de imprensa clara. Envie esta
informação para Diálogo Interchange;
Universidade Jomo Kenyatta de Hjalmar Holdrick Gerard Lindquist,
12501 Old Columbia Pike; Silver Spring,
Agricultura e Tecnologia; inte- 637, Pq. Hortolândia; Hortolândia, MD 20904-6600, EUA. Você pode tam-
resses: ler, cantar e tocar piano; SP; 13184-090 BRASIL. E-mail: bém usar e-mail: diainterchange@yahoo.
correspondência em quisuaili ou ocramsilva@yahoo.com.br. com. Apenas poremos na lista aqueles
inglês. Endereço: P.O. Box 54974- Win Samuel Situmeang: 25; sol- que fornecerem os 10 items de informa-
00200; Nairobi; QUÊNIA. E- teiro; cursando relações-públicas na ção requerida acima. Diálogo não assu-
mail: rachuonyom@yahoo.com ou Universidade Padjadjaran; interesses: me responsabilidade pela exatidão da
rachuonyom@kebs.org. ler, ouvir música e viajar; corres- informação dada ou pelo conteúdo da
Naomi Ribasi: 22; solteira; cur- pondência em indonês ou inglês. correspondência que possa resultar.
sando o segundo ano em treinamento Endereço: Jl. Setiabudhi No. 2;

Inserção  DIÁLOGO 18•1 2006