Вы находитесь на странице: 1из 1

Vistos, etc.

K DE OLIVEIRA DOS SANTOS PRODUÇÕES E EVENTOS ME,


pessoa jurídica de direito privado, qualificada no expediente de fl. 01, por seu representante
legal, pleiteou autorização e liberação para entrada e permanência de adolescentes com idade
superior a 14 (catorze) anos, acompanhados dos pais ou responsável legal, no evento
denominado ZÉ REMALHO, que contará com show musical de Zé Ramalho e "Canider", a ser
realizado no dia 30 de Setembro do ano em curso, às 22 horas, na Área de Eventos do Parque
de Exposições Teopompo de Almeida, nesta Cidade.
Ao pleito juntou os documentos instrutórios de páginas 2/17. Após,
indo os autos com vista ao Ministério Público Estadual, resultou expendido pelo ilustre
Promotor Público o opinativo de fl. 18 dos Autos pelo DEFERIMENTO conforme requerido,
condicionado ao atendimento do que resultar expendido pela Fiscalização Preventiva Integrada
e demais exigências que indica.

O vigente Estatuto da Criança e do Adolescente, em seu artigo 149,


caput, e inc. II, letra 'a', estabelece a competência da autoridade judiciária para disciplinar,
através de portaria, ou autorizar, mediante alvará, a participação de criança e adolescente em
espetáculos públicos do gênero daquele pretendido ser levando pelo Requerente. Assim, tendo
em vista que o evento será realizado à noite, tenho por acertada a opinião do Parquet, quanto à
permissão para de ingresso e permanência de adolescentes maiores de 14 (catorze) anos,
acompanhados dos pais ou responsável legal.

POSTO ISTO, despiciendos mais enfoques neste ensejo, à vista do


analisado requerimento e dos documentos que compõem o presente caderno processual, defiro
o pleiteado ALVARÁ, a ser formalizado com explícita condicionante de validade,
estampando seu texto com os parâmetros legais acima descritos, para que tenha valia
somente após prévio cumprimento das exigências que resultarem feitas pela Fiscalização
Integrada Preventiva – FIP, condicionado ainda ao atendimento dos seguintes requisitos: 1-
limite de público de acordo com a classificação pela faixa etária atinente aos participantes
infanto-juvenis, permitindo-se tão-somente a entrada de maiores de 14 anos,
acompanhados dos pais ou responsável legal; 2- instalação de placa indicativa da “idade
permitida”, esta se impondo constar do pórtico de entrada do local do evento; 3 - fixação
de placas informativas quanto à proibição de fornecimento de bebidas alcoólicas aos
jovens com idade inferior a 18 anos.

P. R. Intime-se em moldes regulares. Após o trânsito em julgado,


arquivem-se os autos, com a devida baixa.