Вы находитесь на странице: 1из 2

PRINCIPAIS ORIENTAÇÕES PARA A LEITURA E ENTENDIMENTO DE UM TEXTO

O estudante deve fazer uma leitura acadêmica, atividade metódica que engloba
percepção/decodificação e compreensão intelectual, para que haja a devida apropriação do
conhecimento. A leitura deve seguir 4 fases:

• pré-leitura, buscando visão global do texto e sua assimilação;


• leitura dinâmica, para obter informações gerais;
• leitura analítica, buscando compreensão precisa e clara;
• leitura crítica e profunda, para descobrir a lógica e a contribuição específica daquele
texto.

Algumas estratégias ajudam a compreender e a reter o que estudamos, como por exemplo:

• Identificar e anotar as ideias principais, organizá-las e relacioná-las com as anteriores -


saber identificar a ideia principal na unidade de leitura é fundamental para a compreensão
do texto, é condição básica de todo trabalho intelectual.

• Colocar notas na margem do texto - para evidenciar a estrutura de um texto, pode-se


tomar notas na sua margem: escrever conclusões, exemplos, vantagens, definições, datas,
nomes, etc. Pode-se também usar sinais gráficos, para relacionar ideias que se encontram
dispersas nos textos, ou para colocar comentários relacionados com o que se está lendo.
Na margem ou sobre as frases ou palavras que você não compreendeu pode colocar um
ponto de interrogação, para não esquecer de esclarecer sua dúvida, que pode ser discutida
com o tutor presencial ou com seu tutor a distância.

• Sublinhar - São várias as vantagens do sublinhar: ajuda a estar mais atento, facilita a
elaboração de resumos e esquemas, permite fazer revisões em menos tempo, ajuda a
desenvolver a capacidade de análise, facilitando o processo de aprendizagem. Serve
também para chamar a atenção e reforçar os aspectos principais dos textos, salientando
visualmente os aspectos importantes do texto do acessório, facilitando a sua
compreensão.

• Parafrasear - consiste em repetir por palavras próprias o texto que acaba de ler, tendo
como principais vantagens: ajudar a reter melhor a informação lida; ajudar a compreender
melhor os textos; facilitar a elaboração dos resumos e promover a focalização da atenção
e concentração no conteúdo programático a estudar.

• Resumir - O resumo consiste em escrever com as próprias palavras, de uma forma


sintética e com sentido, as partes essenciais de uma determinada matéria. São várias as
vantagens de fazer eficazmente um resumo: facilita a aprendizagem; melhora a
capacidade de expressão oral e escrita; ajuda na organização da matéria; permite uma
melhor memorização e assimilação da matéria; é uma forma de selecionar informação
importante; aumenta a capacidade de concentração; facilita a reorganização dos
conhecimentos e permite revisão mais fácil da matéria. Para fazer um resumo pode-se
integrar o conjunto das técnicas de estudo acima citadas.

1
• Esquematizar – um esquema é uma representação sintética do texto através de gráficos,
códigos e palavras, organizados em sequência lógica, contendo as ideias principais,
aquelas a elas subordinadas e o inter-relacionamento entre fatos e ideias. O uso de setas
relacionando os assuntos pode auxiliar bastante.

• Resolver exercícios e fazer atividades propostas - Quase todas as aulas apresentam


atividades/exercícios para serem executados/resolvidos. Estes exercícios e atividades
foram pensados para que o aluno possa fazer uma pausa no estudo e, ao mesmo tempo,
reforçar os conteúdos referentes à aula e avaliar seus conhecimentos sobre o assunto que
acabou de estudar. Assim, procure, ao máximo possível, resolver sozinho os exercícios
propostos e fazer as atividades no momento indicado e só depois buscar a resposta e/ou
gabarito. É importante saber que muitos dos exercícios serão discutidos durante a sessão
de tutoria presencial referente àquela aula. Assim, participe das sessões de tutoria no pólo
para esclarecer suas dúvidas, discutir com os colegas e tutores e, desta maneira, aprender
mais.

Extraído e adaptado do Caderno de Orientação da Tutoria/ CEDERJ