Вы находитесь на странице: 1из 25

FACULDADE DECISION DE NEGÓCIOS

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS

PORTO ALEGRE, FEVEREIRO DE 2015


Elaboração
Profa. Dra. Sandra Y. Spiendler Rodriguez

Promoção e Revisão
Prof. Me. Celso Filikoski
Coordenador de Curso

Para referir este manual

RODRIGUEZ, Sandra Yvonne Spiendler. Manual para elaboração de trabalhos


científicos. Porto Alegre: FACULDADE DECISION DE NEGÓCIOS, 2015. Obra não
publicada.
Apresentação

Apresentamos, a seguir, um Manual de Normas Técnicas para elaboração de


trabalhos científicos que foi organizado com o intuito de auxiliar os alunos na
formatação técnica de qualquer tipo de trabalho realizado ao longo da graduação e
que atenda as normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).
Cabe registrar que o presente Manual foi elaborado a partir das diretrizes das
NBR-10520 (ABNT, 2002), para fins de citações, NBR-6023 (ABNT, 2002), no que
se refere às referências e NBR-14724 (ABNT, 2011), para a estrutura dos trabalhos
acadêmicos.
Para fins didáticos, ele está organizado em três seções. A seção I, organizada a
partir das orientações da NBR-14724 (ABNT, 2011), apresenta o formato e estrutura
dos trabalhos acadêmicos especificando os princípios gerais para a elaboração e
formatação dos trabalhos acadêmicos e sua divisão em partes interna e externa. A
segunda, orientada a partir das diretrizes da NBR-10520 (ABNT, 2002), que
regulamenta o sistema de citações. A terceira que trata da indicação das referências
utilizadas no trabalho acadêmico e que seguiu as prerrogativas indicadas na NBR-
6023 (ABNT, 2002).
Desejamos boa leitura e esperamos que este material seja útil para os
acadêmicos do curso de Administração de Empresas da Faculdade Decision de
Negócios.

Prof. Me Celso Filikoski e Profa. Dra. Sandra Y. Spiendler Rodriguez


Sumário
1 SEÇÃO I

1.1 FORMATAÇÃO GERAL

Formato de folha: A4. 297mm x 210mm, podendo ser utilizado papel branco ou
reciclado.
Margens da folha: Superior e esquerda: 3cm; Inferior e direita: 2cm.
Fonte: Recomenda-se Arial ou Times New Roman, embora a ABNT não direcione o
tipo de letra, estas são as recomendadas por se tratarem de estilos apropriados para
um trabalho acadêmico. O tamanho é 12, inclusive para capa, a exceção das
citações com mais de três linhas, notas de rodapé, legendas e fontes de ilustrações
e tabelas que terão tamanho menor e uniforme. Sugere-se tamanho 10, para esse
casos.
Cor: preta (com exceção das ilustrações que podem ser coloridas).
Recuo: (= um TAB) 1,50cm na primeira linha de cada parágrafo exceto em citações
diretas com mais de 3 linhas, que devem ter recuo de 4cm no parágrafo todo.
Espaçamento: Todo o texto deve ser digitado com espaçamento 1,5 entre as linhas,
exceto em citações de mais de três linhas, notas de rodapé, referências e legendas
de ilustrações e tabelas, que devem ser digitadas em espaço simples. Os títulos das
seções terão espaço 1,5 entre o título e o conteúdo que precede ou sucede. As
referências, descritas ao final do trabalho, terão espaçamento simples entre uma e
outra.
Indicativos de seção: Devem ser alinhados à esquerda, com o indicativo numérico
precedido ao título, e separados do texto por um espaço em branco com
espaçamento.
Atenção: Títulos em que não há indicativo numérico (errata, resumo, sumário,
referências, glossário, anexo(s) e índice(s) devem ser centralizados na folha e não
alinhados à esquerda.
Paginação: As folhas dos elementos pré-textuais devem ser contadas, mas não
numeradas. As folhas devem ser contadas a partir da folha seguinte à capa.
As páginas só aparecem na parte textual, em algarismos arábicos, no canto superior
direito da folha.
Numerações realizadas ao longo do texto: Até dez: colocar no texto o número por
extenso. Ex: Foram três as características destacadas (errado)- Foram três as
características destacadas (correto). A partir de 11: colocar no texto em algarismos
arábicos Ex: A amostra constituiu-se de 30 participantes (errado)- A amostra
constituiu-se de 30 participantes (correto).
Atenção: Quando a numeração for referente a medições ou dados estatísticos
utilizam-se algarismos arábicos, mesmo que o número seja menor que dez. Ex: 5cm;
2km; 5,5%.
Seções: Serão precedidas de números e serão alinhadas à esquerda. Não se utiliza
hífen, travessão ou ponto entre o número e o título. Também não se utiliza ponto
final nos título ou subtítulo. Errata, agradecimentos, dedicatórias, lista de ilustrações,
lista de abreviaturas e siglas, lista de símbolos, resumos, sumário, referências,
glossário, apêndice(s) anexo(s) e índice não possuem numeração e devem ser
centralizados.
De acordo com a NBR 14724 (2011, p. 5) a estrutura de um trabalho
acadêmico compõe-se de duas partes: a parte externa (capa e lombada) e a parte
interna (elementos pré-textuais, elementos textuais e elementos pós-textuais) e
devem ser estruturados conforme segue:

1.2 PARTE EXTERNA

1.2.1 Capa

É um elemento obrigatório e deve apresentar as seguintes informações:


 Nome da instituição - corpo de texto, tamanho 12 (Maiúscula).
 Nome do autor - corpo de texto, tamanho 12 (Maiúscula).
 Título- corpo de texto, tamanho 12 (Maiúscula); subtítulo (se houver) em
letras minúsculas, com exceção da primeira letra de nomes próprios e outros
segundo as
regras da gramática - corpo de texto, tamanho 12.
 Local (cidade) e ano - corpo de texto, 12; no caso de cidades homônimas
recomenda-se o acréscimo da sigla da unidade da federação.
↕ 3 cm
INSTITUIÇÃO
NOME DO AUTOR

↕ 3 cm ↕ 2 cm
TÍTULO
Subtítulo

Local
Ano
↕ 2 cm

Fonte: elaborado pela autora

1.2.2 Lombada

É um elemento opcional e deve apresentar as seguintes informações:


 Nome do autor- escrito longitudinalmente e legível do alto para o pé da
lombada, de modo a possibilitar a leitura quando o trabalho está no sentido
horizontal, com a face voltada para cima.
 Título do trabalho- escrito da mesma forma que o nome do autor.
Alguns trabalhos não possuem espessura suficiente para ter LOMBADA, por
isso trata-se de um elemento opcional.
Fonte: Manual da FESPSP

1.3 PARTE INTERNA

1.3.1 Elementos pré-textuais

1.3.1.1 Folha Rosto

Elemento obrigatório e composto de:


• Nome completo do autor - centralizado – tamanho 12 (em maiúscula).
• Título- corpo de texto, tamanho 12 (Maiúscula); subtítulo (se houver) em letras
minúsculas, com exceção da primeira letra de nomes próprios e outros segundo as
regras da gramática - corpo de texto, tamanho 12.
• Natureza do trabalho- (tese, dissertação, trabalho de conclusão de curso e outros)
e objetivo (aprovação em disciplina, grau pretendido e outros); nome da instituição a
que é submetido; área de concentração - corpo de texto, tamanho 12.
• Nome do orientador- e, se houver o do co-orientador, corpo de texto, tamanho 12.
• Local- (cidade) da instituição onde o trabalho foi elaborado, corpo de texto,
tamanho12.
• Ano- de elaboração do trabalho - corpo de texto, tamanho 12.
A ABNT estabelece a ordem dos elementos que compõem a folha de rosto, mas não
determina espaços, recuos e tamanhos de letra, sendo a harmonia o critério a ser
seguido.
↕ 3 cm
AUTOR
TÍTULO
Subtítulo

↕ 3 cm ↕ 2 cm
Trabalho de Conclusão de
Curso apresentado à Faculdade
Decision de Negócios como
requisito parcial para obtenção
do título de Bacharel em
Administração de Empresas.

*Orientador:
* Possibilidades:
Local
Prof. Me. XXXXX / Profa. Me. XXXXX
Ano
Prof. Dr. XXXXX / Profa. Dra. XXXXX
↕ 2 cm

Fonte: elaborado pela autora

1.3.1.2 Errata

Elemento opcional e composto de relatório de erros encontrados após a impressão,


no qual descreve a página, linha da ocorrência e devidas correções. Deve ser
inserida como logo após a folha de rosto.

ERRATA
Página Linha Onde se lê: Leia-se:
15 8 2050 2005
38 12 ISSO ISO
Fonte: Elaborado pela autora
1.3.1.3 Folha de Aprovação

Elemento obrigatório e composto de nome completo do autor, título e


subtítulo do trabalho (se houver), separados por dois pontos, natureza do trabalho
(projeto de pesquisa, trabalho de conclusão de curso etc...) e objetivo (aprovação
em disciplina, grau pretendido e outros), nome da instituição a que é submetido,
curso, data de aprovação, nome completo, titulação, afiliação e assinatura dos
componentes da banca examinadora. A ABNT não define com detalhes a forma que
esta página deve ter. Assim, desde que constem os elementos acima, o autor te
liberdade de determinar os recuos e espaços utilizados.

↕ 3 cm
AUTOR
TÍTULO
Subtítulo

↕ 3 cm ↕ 2 cm
Trabalho de Conclusão de Curso apresentado à
Faculdade Decision de Negócios como requisito
parcial para obtenção do título de Bacharel em
Administração de Empresas.

Banca Examinadora:
_____________________
Prof. Dr. XXXX
_______________
Profa. Me. XXX

Porto Alegre, ....de .........de.....


↕ 2 cm

Fonte: elaborado pela autora

1.3.1.4 Dedicatória

É um elemento opcional, utilizado pelo autor para dedicar e homenagear o


seu trabalho a pessoa (s) ou instituição. Deve ser colocado logo após a folha de
aprovação. A ABNT não define um formato rígido para sua distribuição na folha,
porém sugere-se:
↕ 3 cm

↕ 3 cm ↕ 2 cm

Dedicatória
Aos meus pais pelo apoio
recebido durante toda a minha
formação.

↕ 2 cm

Fonte: elaborado pela autora

1.3.1.5 Agradecimentos

Os agradecimentos são um elemento opcional, colocado após a dedicatória.


Constituído de um espaço no qual o autor agradece àqueles que contribuíram de
maneira relevante à elaboração do trabalho. Apresenta um formato semelhante ao
da dedicatória, usando-se inicialmente o espaço inferir da folha e, na medida em que
o número de agradecimentos vai aumentando, utiliza-se o espaço superior da folha.

↕ 3 cm

↕ 3 cm ↕ 2 cm
Agradecimentos

Agradeço a Faculdade
Decision de negócios pela
bolsa de estudos que me foi
concedida.
Ao Prof. XXX pela
orientação na realização
deste trabalho.

Fonte: elaborado pela autora


↕ 2 cm
Se o número de agradecimentos for muito grande, sugere-se um formato na
forma de texto:
↕ 3 cm

↕ 3 cm ↕ 2 cm

AGRADECIMENTOS

Agradeço a Faculdade Decision de


negócios pela bolsa de estudos que me foi
concedida.
Ao Prof. XXX pela orientação na
realização deste trabalho.
À equipe da empresa XXX pelo estímulo
na realização deste trabalho.
A todas as pessoas e instituições que se
dispuseram a acessar suas redes de contato para
compartilhar o convite para este estudo.
↕ 2 cm

Fonte: elaborado pela autora

1.3.1.6 Epígrafe

É um elemento opcional composto de uma sentença, frase de efeito, um


pensamento, trechos de textos, poema, etc... que se relacione com o conteúdo do
trabalho. Para um trabalho de empreendedorismo, por exemplo, pode-se usar a
epígrafe abaixo. Observe que o pensamento de Peter Drucker é compatível com o
trabalho que se está desenvolvendo.

↕ 3 cm

↕ 3 cm ↕ 2 cm

Para ter um negócio de sucesso,


alguém, algum dia, teve que tomar uma
atitude de coragem.
Peter Drucker

↕ 2 cmpela autora
Fonte: elaborado
1.3.1.7 Resumo em português e em língua estrangeira

Trata-se de elementos obrigatórios constituídos de objetivos, método(s)


empregado(s), resultados e as principais conclusões do estudo realizado. Descrito
de forma corrida em um só parágrafo, com espaçamento simples com, no máximo,
500 palavras. Deve ser seguido das palavras chaves. O resumo na língua
estrangeira deve ser alocado à página seguinte a do resumo em língua portuguesa.

↕ 3 cm ↕ 3 cm

↕ 3 cm ↕ 2 cm ↕ 3 cm ↕ 2 cm

RESUMO ABSTRACT

Este trabalho que avaliou o processo Tradução do resumo elaborado.


de expatriação de executivos. O estudo foi
realizado por meio de entrevistas com 8
executivos que trabalham no exterior.
Resultados apontam que o maior motivador
para aceitar o desafio da expatriação são os
ganhos financeiros e que as maiores
dificuldades vividas referem-se a adaptação
à cultura organizacional e social.

Palavras-chave: Expatriação, Cultura Keywords:


Organizacional, Executivos

↕ 2 cm
↕ 2 cm

Fonte: elaborado pela autora

1.3.1.8 Listas

Compostas de lista de ilustrações, lista de tabelas, lista de abreviatura/Siglas


e lista de Símbolos. São elementos opcionais e devem ser apresentados em folhas
separadas.
Consideram-se ilustrações os desenhos, esquemas, fluxogramas,
fotografias, gráficos, mapas, organogramas, plantas, quadros, retratos e outras. As
ilustrações devem ser apresentadas na ordem em que aparecem com sua
denominação e paginação. As tabelas também são apresentadas na ordem em que
aparecem ao longo do trabalho e acompanhadas da respectiva página. A lista de
abreviatura/siglas utilizadas no decorrer do trabalho e seu significado são descritas
em ordem alfabética (Ex: ABNT Associação Brasileira de Normas Técnicas). A lista
de símbolos será apresentada na ordem em que aparece no texto, com sua sigla e
seguida do seu significado (Ex: dp Desvio Padrão)

1.3.1.9 Sumário

É um elemento obrigatório e consiste em uma listagem das principais


divisões, seções e outras partes do trabalho, na mesma ordem e grafia em que
aparece no texto, acompanhadas dos respectivos números das páginas e deverá
seguir a seguinte formatação:
 A palavra SUMÁRIO deve ser centralizada, escrita em letras maiúsculas,
negrito e com a mesma tipologia da fonte utilizada para as seções principais;
 A parte externa (capa, lombada) e os elementos pré-textuais não constarão
no Sumário. Assim, se iniciará na Introdução;.
 Todos os títulos das seções devem possuir indicação numérica, alinhamento
à esquerda;
 A INTRODUÇÃO não será numerada. Também não serão numeradas os
apêndices/anexos e referências;
 O espaçamento entre as linhas do Sumário é simples. Porém, entre uma
Seção e outra, deixa-se uma linha em branco
 Atenção ao formato das seções (= parte do texto de um documento que
contém uma exposição ordenada de um determinado assunto):
Seção primária (determinado capítulo. Este poderá ser subdividido em partes).
Seção secundária (subdivisão da seção primária)
Seção terciária (subdivisão da seção secundária) e assim por diante....
Seção 1 MAIÚSCULO E NEGRITO
primária 1 SISTEMA DE INFORMAÇÕES
GERENCIAIS
Seção 1.1 SÓ MAIÚSCULO 1.1 NÍVEIS DE ABRANGÊNCIA
secundária 1.2 ESTRUTURA DO SIG....
Seção 1.1.1 Minúsculo e negrito 1.1.1 Nível estratégico
terciária 1.1.2 Nível tático
1.1.3 Nível operacional...
Seção 1.1.1.1 Minúsculo e sem destaque 1.1.1.1 Metodologia
quaternária 1.1.1.2 Ciclo....
Seção 1.1.1.1.1 Minúsculo e Itálico 1.1.1.1.1 Passo a passo para a prática....
quinaria
Fonte: elaborado pela autora

1.3.2 Elementos textuais

É a parte central, o núcleo do trabalho em que é exposta a matéria


resultante do processo de investigação. Os elementos textuais são constituídos de
três partes fundamentais: introdução, desenvolvimento e conclusão.

1.3.2.1 Introdução

Parte inicial do texto, na qual devem constar a delimitação do assunto


tratado, a problematização, objetivos da pesquisa e outros elementos necessários
para situar o tema do trabalho.

1.3.2.2 Desenvolvimento

Parte principal do texto que contém a exposição ordenada e pormenorizada


do assunto. Divide-se em seções e subseções que variam em função da abordagem
do tema e do método.

1.3.2.3 Conclusão

Parte final do texto, na qual se apresentam as conclusões correspondentes


aos objetivos ou hipóteses. Apresentar os desdobramentos relativos à importância,
síntese, projeção, repercussão, encaminhamento, limitações do estudo realizado e
possibilidades de novas pesquisas.

1.3.3 Elementos pós-textuais

1.3.3.1 Referências

Por se tratar de um tema extensão, será descrito na seção III deste Manual.

1.3.3.2 Glossário

Elemento opcional que consiste na relação de palavras ou de expressões


técnicas de uso restrito ou que são pouco conhecidas, utilizadas no texto,
acompanhadas das respectivas definições. Deve ser apresentado em ordem
alfabética.

1.3.3.3 Apêndice(s)/anexo (s)

Elementos opcionais. Ambos são constituídos de texto ou documento que


serve de para fundamentar, comprovar ou ilustrar informações sobre o trabalho
realizado. A diferença entre eles é que o apêndice é um texto ou documento
elaborado pelo autor para o trabalho que está realizando, enquanto que os anexos
não são fontes elaboradas pelo autor do estudo. São identificados por letras
maiúsculas consecutivas, travessão e pelos respectivos títulos.

Exemplos:

APÊNDICE A- Roteiro de Entrevista


APÊNDICE B- Questionário de Avaliação

ANEXO A- Organograma
ANEXO B- Representação gráfica da rentabilidade dos aparelhos telefônicos

1.3.3.4 Índice

Trata-se de um elemento opcional constituído de uma lista de palavras ou


frases, ordenadas alfabeticamente (autor, título ou assunto) ou sistematicamente
(por classes ou data), que localiza e remete para as informações contidas no texto.
2 SEÇÃO II

2.1 CITAÇÕES

Esta segunda seção do Manual será descrita conforme orientações da


NBR-10520 (ABNT, 2002), que regulamenta o sistema de citações.
Segundo Furasté (2013), citar é escrever no texto “palavras ou ideias que
pertencem a algum autor” (p. 55). A ABNT prevê que as citações podem ser
dispostas ao longo do texto ou em notas de rodapé. Porém, com o fim de facilitar a
entendimento e visualização da informação, sugere-se que sejam descritas ao longo
do texto.
As citações são diretas ou textuais e as indiretas ou livres, podendo ainda
ocorrer, em casos especiais, a citação da citação.

2.1.1 Citação Direta

É a transcrição exata das palavras de um autor (=copia e cola). Podem ser


breves ou longas.
2.1.1.1 Citações breves/curta: São textos compostos de até três linhas. São
inseridos diretamente no texto que se está escrevendo entre aspas.
2.1.1.2. Citações longas: São as que possuem mais de três linhas. Deve
aparecer em parágrafo distinto, com recuo de 4 cm da margem esquerda, sem
aspas, em espaço simples e com fonte menor que a do texto (segure-se tamanho
10).
2.1.2 Citação Indireta

É a descrição do pensamento de uma pessoa com nossas próprias palavras.

2.1.3 Citação da Citação


A citação de citação deve ser usada apenas na total impossibilidade de
acesso ao documento original. Refere-se à citação de alguma informação que já foi
citada em outra obra.
2.1.4 Sistema de chamamento das citações

A ABNT prevê dois sistemas de chamamento das citações: numérico e


alfabético.
O sistema de chamamento adotado por este manual é o alfabético, e será
realizado indicando-se o(s) sobrenome(s) do(s) autor(es), nome da instituição
responsável ou pelo título (se a autoria não é expressa), seguido do ano de
publicação do documento e, no caso de citação direta da página. Se, o chamamento
for feito ao longo do texto, o sobrenome do autor é escrito em letra minúscula. Se, o
chamamento foi feito ao final do texto, o sobrenome será escrito em caixa alta. Na
ocorrência de várias autorias, os sobrenomes são separados por ponto e vírgula e
são descritos em ordem alfabética. Ex: (CARDOSO, 1999; FERREIRA, 2008;
GOMES, 1997) OU Cardoso; Ferreira; Gomes, (1999; 2008; 1997).
Quando ocorrer o uso de autores com o mesmo sobrenome, incluí-se na
citação a letra do primeiro nome de cada um deles: (CARDOSO, S. 2008) e
(CARDOSO, B. 2001) ou Cardoso, S. (2008) e Cardoso, R. (2001).
Quando ocorrer o uso de várias fontes e informações de um mesmo autor de
um mesmo ano, a diferenciação será feita pelo acréscimo da letra em ordem
alfabética, após a data e sem espaço. Ex: (FIGUEIREDO, 20003a), (FIGUEIREDO,
20003b)....
Quando ocorrer o uso de várias fontes e informações de um mesmo autor
cuja publicação se deu em épocas diferentes, separam-se as datas por vírgulas Ex:
(FIGUEIREDO, 20003, 2009, 2012)....
O chamamento do apud será o sobrenome do autor da ideia original,
seguido da palavra apud e do sobrenome do autor que citou a ideia original.
Segundo Fontana (apud Santos, 2003, p. 30), a retenção do cliente é o
passo mais importante.
OU O maior desafio é a retenção do cliente (FONTANA apud SANTOS,
2003, p. 30).
No caso exemplificado, as palavras escritas por Fontana foram citadas por
Santos na página 30 da sua obra de 2003.
Exemplos
Citação direta curta: Conforme Almeida (2005, p. 32), “o projeto de
avaliação envolve planejamento, pesquisa e mudança”.
Citação direta longa:

A pesquisa científica é um processo complexo, e durante sua


execução o pesquisador assume diversas funções: a de líder de equipe, a
Recuo de 4,0 cms de captador de recursos, a de comunicador, dentre outras. A função de
Espaçamento simples comunicador é de fundamental importância nesse processo, pois o
pesquisador precisa estar constantemente atualizado em relação aos
Letra tamanho 10 avanços de sua área, inteirando-se do que outros cientistas estão fazendo
e, por outro lado, mostrando o que ele próprio está realizando, como forma
de ter seu trabalho avaliado pelos seus pares e de garantir a prioridade de
suas descobertas (CAMPELLO, 2000, p. 55).

Citação indireta:
Ao longo do texto: No Brasil, de acordo com Reis, Araújo, Carvalho,
Barbalho e Silva (2006), há relativa escassez de estudos sobre o cenário econômico
do país.
Ao final do texto: O marketing de relacionamento tem como meta construir
relacionamentos de longo prazo e que sejam mutuamente satisfatórios para clientes,
fornecedores, e distribuidores. Além disso, envolve cultivar o tipo certo de
relacionamento com o grupo certo. (KOTLER; KELLER, 2009).

3 SEÇÃO III

A terceira seção deste manual trata da indicação das referências utilizadas


no trabalho acadêmico e seguiu as prerrogativas indicadas na NBR-6023 (ABNT,
2002).
Referência é a descrição padronizada de elementos retirados de um
documento, que permite a identificação individual de cada obra utilizada ao longo de
um trabalho.
Regras gerais:
 Apresentadas em ordem alfabética;
 Realce do título da obra pode ser negrito, sublinhado ou itálico.
Escolhe-se uma forma e aplicam-se a todos as referências a mesma;
 São digitadas em espaço simples e entre uma e outra, uma linha em
branco;
 Todas as referências são alinhadas à margem esquerda;
 As indicações de parentesco (filho, Junior, neto, sobrinho, fazem parte
do nome e devem ser mencionados por extenso acompanhando o
sobrenome. Ex: PEREIRA NETO, Vilmar Dias- SILVA FILHO, Carlos
Alves da;
 O sobrenome do autor será apresentado em letra maiúscula, seguido
do nome abreviado ou em letra minúscula (preferindo-se esta forma).
Separa-se o sobre do nome por meio da utilização de vírgula e
separam-se autores por ponto e vírgula.
A ABNT (6023) prevê os elementos das referências em dois grandes grupos:
essenciais e complementares. Este manual orienta para a descrição dos elementos
essenciais, ou seja, aqueles obrigatórios e que não podem faltar nas referências.
Assim, todas as referências DEVEM conter: autor(es), título e subtítulo, se for o
caso, edição (a partir da segunda) e imprenta, o que inclui (local, editora e ano de
publicação). Se houver organizador, coordenador, compilador, editor ou semelhante,
deve-se iniciar a referência pelo seu nome seguido da designação corresponde:
(Org.). (Coord.), (Ed.).
Seguem exemplos de alguns casos mais frequentes de referências:

Atenção: Em qualquer tipo de obra, consultada em meio online devem ser indicados
os mesmos elementos exigidos nas obras convencionais, acrescido do URL
completo, entre os sinais < >, antecedidos da expressão: Disponível em: e seguido
da informação: Acesso em: e a data da consulta, sendo que o mês da consulta não
deve ser redigido por extenso.

Livro, escrito por um autor:

SCHÜTZ, E (Org.). Reengenharia mental: reeducação de hábitos e programação


de metas. Florianópolis: Insular, 1997.

OU

SCHÜTZ, Edgar (Org.). Reengenharia mental: reeducação de hábitos e


programação de metas. Florianópolis: Insular, 1997.
SOBRENOME DO AUTOR (em maiúsculas, seguido de vírgula), Prenomes
(abreviados ou não, sendo importante respeitar o padrão assumido). Título da obra
(pode ser em negrito, itálico ou sublinhado, sendo importante respeitar o padrão
assumido): subtítulo (se houver, precedido por dois pontos e sem realce negrito,
itálico ou sublinhado). Local: (após o nome da cidade coloca-se dois pontos) nome
da editora (deve ser indicada tal como aparece no documento, abreviando-se os
prenomes e suprimindo a natureza jurídica ou comercial), ano.

Livro escrito por dois ou três autores

SÓDERSTEN, B; GEOFREY, R. International economics. 3. ed. London:


MacMillan, 1994.

NORTON, P.; AITKEN, P; WILTON, R. Norton: a bíblia do programador. Rio de


Janeiro: Campos, 1994.

Livro escrito por mais de três autores- Somente o nome do primeiro seguido da
expressão et al.

URANI, A. et al. Constituição de uma matriz de contabilidade social para o


Brasil. Brasília, DF: IPEA, 1994.

VIERIA, T. et al. O trabalho e as organizações. Porto Alegre: Artmed, 2013.

Teses, dissertações, trabalhos de conclusão de curso

SANTANA, Maria Eugênia. Escolas, espaços de fabricação de imagens:


patologias do olhar na relação professor-aluno. 2003. 235 f. Dissertação (Mestrado
em Educação), Faculdade de Educação, Universidade Federal do Rio Grande do
Sul, Porto Alegre, 2004.

Autor, ponto. Título e subtítulo (se houver). O subtítulo não será realçado.
Ano da defesa, ponto. Número de páginas, ponto. Indicação de Monografia (TCC),
Dissertação ou Tese, Nome da Faculdade, Nome da Universidade (por extenso),
vírgula. Local do Curso, vírgula, Ano da publicação, ponto.
SE a tese, dissertação ou TCC foi consultada na internet

SANTANA, Maria Eugênia. Escolas, espaços de fabricação de imagens:


patologias do olhar na relação professor-aluno. 2003. 235 f. Dissertação (Mestrado
em Educação), Faculdade de Educação, Universidade Federal do Rio Grande do
Sul, Porto Alegre, 2003. Disponível em:
<http://dissertacoes.ufrgs.br/defesa/pdf/8569.pdf>. Acesso em: 9 maio 2010.

Parte ou capítulo de um livro escrito por um ou vários autores


ALVARENGA, L. Organização da informação nas bibliotecas digitais. In: NAVES,
Madalena Martins Lopes; KURAMOTO, Hélio (Org.). Organização da
informação: princípios e tendências. Brasília: Briquet de Lemos, 2006.

Autor da parte ou do capítulo, ponto. Título da parte ou do capítulo, ponto.


Referência do livro antecedido da palavra In: (Realce no título da obra).

Quando o autor do capítulo ou parte é o mesmo autor do livro (obra completa)

NETO, Antonio Gil. Gramática: apoio ou opressão. In: _______. A produção de


textos na escola. São Paulo: Loyola, 1998.

Quando se usa uma obra de autoria desconhecida

DIGNÓSTICO do setor editorial brasileiro. São Paulo: Câmara Brasileira do Livro,


1993.

Exclui-se o nome do autor, já que esta informação é desconhecida. Assim, a entrada


será o titulo da obra e sua primeira palavra, escrita em maiúscula. Não haverá
realce.

Quando o autor é uma instituição

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS E TÉCNICAS. NBR-6023: informação e


documentação – referências – elaboração. Rio de Janeiro, 2002.

______. NBR-10520: informação e documentação – citações em documentos –


apresentação. Rio de Janeiro, 2002.
______. NBR-14724: informação e documentação – trabalhos acadêmicos –
apresentação. Rio de Janeiro, 2011.

Quando se usa documento jurídico (leis, resoluções, portarias, decretos, etc...)

BRASIL. Lei 8.078, de 11 de setembro de 1990. Dispõe sobre a proteção do


consumidor e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, v. 138, n.
87, p. 8065, 12 set. 1990.

Órgão responsável pelo documento jurídico, ponto. Título, ponto. Local da


publicação realçado, vírgula. Cidade da publicação, vírgula, volume, numeração e
página consultada (s) e data, ponto.

Quando se usa uma obra de artigo em revista ou periódico.

Cuidado!!! No caso de revistas, o realce não é no nome da publicação e sim no


nome da revista.

MOREIRA, Maciel. Juros e inflação diminuíram a intenção de consumo. Exame. São


Paulo, v. 3 n. 4, p. 17-36, jul./dez. 2014.

SOBRENOME DO AUTOR (em maiúsculas, seguido de vírgula), Prenomes


(abreviados ou não, sendo apenas as iniciais maiúsculas; é importante respeitar o
padrão assumido). Título do artigo. Título da revista (em negrito), local de
publicação, volume, número, página inicial e final do artigo, mês (abreviado) e ano
de publicação.

SE a consulta foi realizada em revista online:

MOREIRA, Maciel. Juros e inflação diminuíram a intenção de consumo. Exame. São


Paulo, v. 3 n. 4, p. 17-36, jul./dez. 2014. Disponível em: <
http://exame.abril.com.br/economia/noticias/juros-e-inflacao-diminuiram-a-intencao-
de-consumo>. Acesso em: 2 de set. 2014

SE o artigo em revista ou periódico possui autoria desconhecida


Exclui-se o nome do autor, já que esta informação é desconhecida. Assim, a
entrada será o titulo da obra, sendo que a primeira palavra será escrita toda em letra
maiúscula e o nome da revista em realce.

ECONOMIA por um fio. Você S.A, São Paulo, v. IX, p.59-60, jul.2013.

Título do artigo/matéria, ponto. Nome da revista ou periódico, vírgula, Título


do fascículo (se houver), vírgula, Local/Cidade, vírgula, Página inicial e final do
artigo/matéria, vírgula, Mês (abreviado) e ano, ponto.

Quando se usa um artigo/matéria de jornal

OLIVEIRA, Alberto. Voluntários da sorte. Zero Hora, Porto Alegre, 9 fev. 2009.

SE o artigo/matéria de jornal não divulga o autor


Exclui-se o nome do autor, já que esta informação é desconhecida. Assim, a entrada
será o titulo do artigo/matéria, sendo que a primeira palavra será escrita toda em
letra maiúscula e o nome do jornal em realce.

ONDE investir em 2015. Zero Hora, Porto Alegre, 27 mar. 1993.

Atenção! Artigos definidos e indefinidos não contam como palavra. Assim, caso a
matéria/artigo comece por artigo, serão escritas em maiúscula as duas primeiras
expressões.

UM NOVO modo de enxergar a economia. Folha de São Paulo. São Paulo, 25 jan.
2015.

SE o artigo/matéria de jornal foi consultado na internet

OLIVEIRA, Alberto. Voluntários da sorte. Zero Hora, Porto Alegre, 9 fev. 2009.
Disponível em: http://www.zerohora.net/jornal/geral.htm Acesso em: 12 de jan. 2010.

Quando se consulta uma palavra em dicionário

LIQUIDEZ. In: DUARTE, Geraldo. Dicionário de Administração e Negócios. Rio


de Janeiro: Delta, 2012. p. 122.

Verbete (=palavra consultada), ponto. In: Autor(es), ponto. Título do dicionário,


ponto, Edição (somente a partir da segunda), ponto, Local/cidade, dois pontos,
Editora, vírgula, Ano, ponto, Página, ponto.
Quando a palavra foi consultada em dicionário online
POLÍTICA. In: DICIONÁRIO da língua portuguesa. Lisboa: Priberam
Informática, 1988. Disponível em: <http://www.priberam.pt/dIDLPO>.
Acesso em: 8 mar. 1999.

Referências

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS E TÉCNICAS. NBR-6023: informação e


documentação – referências – elaboração. Rio de Janeiro, 2002.

______. NBR-10520: informação e documentação – citações em documentos –


apresentação. Rio de Janeiro, 2002.

______. NBR-14724: informação e documentação – trabalhos acadêmicos –


apresentação. Rio de Janeiro, 2011.