Вы находитесь на странице: 1из 31

MAGNUS HISTÓRIA: simulado

MAGNUS HISTÓRIA: simulado


25. (FATEC-SP) Dentre os motivos da independência americana, destacam-se:
(A) a Guerra dos Sete Anos, a política monopolista da Grã-Bretanha e a
influência das idéias liberais iluministas.
(B) a Guerra dos Setes Anos, a política liberal da Grã-Bretanha e a influência
das idéias liberais iluministas.
(C) a Guerra dos Setes Anos, a política monopolista da Grã-Bretanha, a
independência do Brasil e a influência do fisiocratismo americano.
(D) a Guerra dos Sete Anos, a política monopolista da Grã-Bretanha, a aliança
com os indígenas da costa oeste americana e a influência das idéias
monopolistas francesas.
(E) a Guerra das Duas Rosas, a política monopolista da Grã-Bretanha, a
independência do Brasil e a influência da Revolução Francesa.
MAGNUS HISTÓRIA: simulado
60. (UNICISAL) O jornal “El País”, de 14 de agosto de 2017, ao retratar um conflito racial
ocorrido na cidade de Charlottesville, localizada no Estado americano de Virgínia, fez a
seguinte afirmação “Ato racista em Charlottesville aprofunda feridas históricas nos
EUA”.
Adaptado de: <https://brasil.elpais. com/brasil/2017/08/14/internacional/1502674941_223591.html>. Acesso em: 23 nov. 2017.

Sobre a história dos conflitos étnicoraciais nos EUA, assinale a alternativa correta.
(A) A abolição da escravatura nos EUA, em 1863, ocorreu de forma consensual e harmoniosa.
(B) Duas figuras eminentes pela luta dos direitos civis da população negra americana na segunda metade
do século XX foram Malcom X e Martin Luther King. O primeiro tinha um discurso mais pacifista e
conciliador sobre a questão e o segundo
tinha um discurso mais radical, propondo o enfretamento entre a população negra e a população branca.
(C) A população negra norte-americana obteve direito pleno à cidadania logo após a abolição em 1863,
podendo votar livremente em seus representantes a partir de então.
(D) A Ku Klux Klan (KKK) foi uma organização racista secreta que nasceu no final do século XIX nos EUA,
atuou na perseguição da população negra na primeira metade do século XX e ainda sustenta
ideologicamente vários movimentos de supremacia branca existentes nos EUA na atualidade.
(E) Nelson Mandela foi um notório ativista dos direitos civis da população negra norteamericana, ganhando
o Nobel da Paz em 1964.
MAGNUS HISTÓRIA: simulado

P. 627 e 628: Diversos grupos se formaram, em várias partes do país, tanto


nas áreas rurais quanto nas urbanas. A partir de 1955, quando ocorreram
protestos no Alabama por conta da segregação no transporte urbano, a
situação tornou-se mais tensa. E lideranças significativas despontaram. Tanto
aqueles que defendiam uma desobediência civil semelhante à de Mahatma
Gandhi, na Índia, quanto as que incentivavam o confronto aberto. O pastor
Martin Luther King se tornou conhecido como defensor da desobediência civil
e em pouco tempo era respeitado e seguido. (...)
O movimento Nação do Islã, de caráter político e religioso muçulmano também
se destacou. Eles pregavam o “nacionalismo negro” em favor da autodefesa
contra a violência racial, a valorização das tradições afro-americanas, o apoio
aos movimentos revolucionários do Terceiro Mundo, e até mesmo a criação de
um estado autônomo para os negros. Um de seus ex-líderes, Malcolm X,
tornou-se bastante influente e popular nas comunidades negras.
(...) Ao retornar (de Meca), ele (Malcolm X) havia mudado radicalmente de
posição, passando a defender uma política de conciliação entre as raças. (...)
MAGNUS HISTÓRIA: simulado

59. (UFRGS) Após o fim da Guerra Civil norte-americana (1861-1865), antigos


soldados confederados e proprietários rurais sulistas organizaram a Ku Klux
Klan, grupo que teria influência duradoura na historia política norte-americana.
Assinale a alternativa que indica características ideológicas e práticas dessa
organização.
(A) Defesa da supremacia branca e da segregação racial nos Estados Unidos.
(B) Tentativa de construção de um governo socialista no Sul norte-americano.
(C) Adoção de uma plataforma de integração racial em todo o país.
(D) Rejeição ao Cristianismo como a principal religião dos Estados Unidos.
(E) Implementação de um governo independente nos estados Norte
estadunidense.
MAGNUS HISTÓRIA: simulado
57. (EsPCEx) Leia as afirmações abaixo.
I - Permitiu o acesso à cidadania a todos os norte-americanos.
II - Abalou o prestígio do rei na Inglaterra e provou que era possível fazer valer a
soberania popular.
III - Trouxe prejuízos aos povos indígenas, pois suas terras, localizadas em sua
maior parte a oeste do Mississipi, passaram a ser atacadas pelos proprietários de
terra e comerciantes de peles de origem europeia.
IV - Propiciou a abolição da escravidão nos Estados Unidos.
São repercussões imediatas da independência norte-americana
(A) as afirmações I, II, III e IV. (B) apenas as afirmações I e II.

(C) apenas as afirmações II e III. (D) apenas as afirmações II e IV.


(E) apenas as afirmações III e IV.
MAGNUS HISTÓRIA: simulado

55. (FAME/FUNJOBE) A independência dos Estados Unidos, marco do início da


derrocada do Antigo Regime, foi influenciada pela difusão das ideias iluministas. Ao
pregarem o direito à liberdade e à resistência a um governo autoritário, essas
ideias forneceram a base teórica não só para a independência, mas para a
edificação do Novo Estado.
VICENTINO, Cláudio; DORIGO, Gianpaolo, História para o Ensino Médio: história geral e do Brasil. São Paulo:
Scipione, 2010. p. 265 (adaptado).

Contrariando as ideias iluministas de liberdade e autodeterminação, a Inglaterra


buscou submeter as suas colônias americanas a uma série de impostos para
aumentar e controlar a arrecadação. Entre elas, pode-se citar, EXCETO:
(A) Sugar Act (Lei do Açúcar). (B) Stamp (Lei do Selo).
(C) Tea Act (Lei do Chá).
(D) Agricultural Adjustment Act (Lei do Ajustamento da Agricultura).
MAGNUS HISTÓRIA: simulado
53. (UPF) Na Declaração de Independência dos Estados Unidos da América, em 1776, os colonos,
na escrita de Thomas Jefferson, registraram:
Estas colônias unidas são, e têm o direito a ser, Estados livres e independentes e
toda ligação política entre elas e a Grã-Bretanha já está e deve estar totalmente
dissolvida.
É correto dizer que a afirmação de liberdade e independência presente no documento está
relacionada:
(A) ao interesse das colônias do Norte de se separarem das colônias do Sul, em função dos entraves
que a organização social escravista sulina criava ao desenvolvimento capitalista.
(B) à vontade dos colonos norte-americanos de se aliarem com a França revolucionária, que lhes
oferecia oportunidades mais promissoras para as trocas comerciais.
(C) ao propósito dos colonos de alcançar a autonomia política, embora preservando o monopólio
comercial, que favorecia a economia das colônias do Norte.
(D) à formalização de uma separação política que, na prática, já existia, como comprova a liberdade
comercial da qual gozavam tanto as colônias do Norte quanto as do Sul.
(E) à reação dos colonos norte-americanos, baseada nas ideias dos filósofos iluministas, contra a
tentativa de reforçar as medidas de exploração colonial impostas pela Inglaterra.
MAGNUS HISTÓRIA: simulado
50. (FGV) A conquista colonial inglesa resultou no estabelecimento de três áreas
com características diversas na América do Norte.
Com relação às chamadas "colônias do sul" é correto afirmar:
(A) Baseava-se, sobretudo, na economia familiar e desenvolveu uma ampla rede
de relações comerciais com as colônias do Norte e com o Caribe.
(B) Baseava-se numa forma de servidão temporária que submetia os colonos
pobres a um conjunto de obrigações em relação aos grandes proprietários de
terras.
(C) Baseava-se numa economia escravista voltada principalmente para o mercado
externo de produtos, como o tabaco e o algodão.
(D) Consolidou-se como o primeiro grande pólo industrial da América com a
transferência de diversos produtores de tecidos vindos da região de Manchester.
(E) Caracterizou-se pelo emprego de mão-de-obra assalariada e pela presença da
grande propriedade agrícola monocultora.
MAGNUS HISTÓRIA: simulado
48. (FATEC) A Lei do Açúcar (1764), a Lei do Selo (1765) e a Lei Townshend (1767)
representaram, quando implementadas, para
(A) os EUA, um estopim à declaração de guerra à França, aliada, incondicionalmente,
aos interesses ingleses.
(B) a França e a Inglaterra, formas de arrecadação e controle sobre o Quebec e sobre
as Treze Colônias.
(C) os EUA, uma excepcional oportunidade, pela cobrança destes impostos, à ampliação
de seus mercados interno e externo.
(D) as Treze Colônias, uma medida tributária que possibilitou a expansão dos negócios
da burguesia de Boston na Europa, marcando, assim, o início da importância dos EUA
no cenário mundial.
(E) a Inglaterra, uma alternativa para um maior controle sobre as Treze Colônias, e,
também, uma medida tributária que permitisse saldar as dívidas contraídas na guerra
com a França.
MAGNUS HISTÓRIA: simulado
45. (PUCCAMP) "Todos foram criados iguais e são dotados de certos direitos
inalienáveis, entre os quais estão a Vida, a Liberdade e a Busca da Felicidade."
(Thomas Jefferson, DECLARAÇÃO DA INDEPENDÊNCIA DOS ESTADOS UNIDOS, em 04/07/1776).

Sobre a Declaração da Independência do Estados Unidos sabe-se que


(A) contrapôs-se às idéias de John Locke, contrárias à propriedade privada dos meios de
produção.
(B) juntamente com a Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão, de 1789, foi
fundamental na queda do regime monárquico inglês.
(C) representou a vitória das idéias abolicionistas predominantes nas colônias inglesas do
norte.
(D) reconhecia o direito do povo alterar ou abolir governos tiranos que desrespeitassem
os direitos inalienáveis do homem.
(E) foi a primeira Declaração a garantir a igualdade de direitos civis e políticos entre
homens e mulheres.
MAGNUS HISTÓRIA: simulado
44. (UFRN) A origem do processo de independência dos Estados Unidos, em fins do
séc. XVIII, relaciona-se com a
(A) crise do Antigo Regime, ocasionada, em grande parte, pela difusão de idéias
políticas e sociais de cunho liberal, contrárias às determinações monopolísticas
contidas no pacto colonial.
(B) intenção das colônias do Norte de se separarem do Sul escravista, em razão das
dificuldades que a estrutura socioeconômica sulina criava ao desenvolvimento
capitalista na região.
(C) tentativa de expansão francesa na América do Norte, em virtude da Guerra dos
Sete Anos, que fortaleceu a hegemonia política da França no continente europeu e
ameaçou o domínio britânico.
(D) influência da Revolução Francesa, que pôs fim à monarquia absolutista, criando,
em seu lugar, instituições controladas pela burguesia, as quais impulsionaram o
capitalismo.
MAGNUS HISTÓRIA: simulado
42. (FATEC) A razão inicial da luta que conduziria à Guerra de Independência dos
EUA foi o aumento de impostos decretados pelo parlamento inglês sobre as
colônias americanas, tendo como objetivo
(A) arrecadar fundos para que a Inglaterra pudesse prosseguir na colonização do
oeste americano.
(B) arrecadar capital para a exploração das usinas de carvão, tão necessárias ao
desenvolvimento de sua revolução industrial.
(C) angariar fundos para que a Inglaterra pudesse financiar uma nova coligação
contra Napoleão Bonaparte.
(D) diminuir o déficit do tesouro inglês, seriamente abalado com as despesas
ocasionadas pela Guerra dos Sete Anos.
(E) impor às colônias americanas a autoridade da metrópole, seriamente abalada
com as guerras civis inglesas.
MAGNUS HISTÓRIA: simulado
40. (PUC-PR) Sobre a Independência das Treze Colônias ou Estados Unidos, é correto afirmar:
(A) Os colonos, através de suas elites reunidas no Segundo Congresso Continental de Filadélfia,
antes de proclamarem a independência, propuseram ao rei Jorge III e ao parlamento inglês a
formação de um Reino Unido, pelo qual as Treze Colônias teriam o mesmo "status" político que a
metrópole.
(B) Tendo o exército colonial de Jorge Washington pequenos efetivos, os colonos contrataram
numerosas tropas mercenárias na Áustria e Estados Alemães, graças ao que obtiveram a
decisiva vitória de Yorktown (1781).
(C) Uma das causas da independência foi a "fome de terras" dos colonos, que desejavam ocupar
as áreas situadas entre os Montes Apalaches (Alleganis) e o rio Mississipi, pretensão proibida
pelo governo inglês.
(D) Tão logo proclamaram a independência, em 1776, os colonos organizaram o novo Estado
como uma Federação, até hoje existente.
(E) Os colonos tiveram substancial ajuda dos índios, particularmente dos iroqueses e cherokees
em função da amizade que vinha desde os primeiros dias dos ingleses em solo americano.
MAGNUS HISTÓRIA: simulado
43. (UFPB) Sobre o processo de Independência dos Estados Unidos, é
correto afirmar que
(A) as leis do Parlamento inglês, reforçando o controle comercial-tributário da
metrópole, contribuíram para convencer os colonos da necessidade de
separação.
(B) a situação das colônias americanas tornou-se muito difícil quando a
monarquia francesa resolveu dar apoio militar ao reino inglês.
(C) os colonos perceberam a inevitabilidade da independência logo que
realizaram o Primeiro Congresso Continental de Filadélfia.
(D) as idéias liberais de John Locke inspiraram o pensamento de Jefferson e
outros líderes, mas pouco influenciaram a Declaração da Independência.
(E) os colonos encontraram no Iluminismo o suporte ideológico para
defenderem a igualdade social e recusarem qualquer influência religiosa.
MAGNUS HISTÓRIA: simulado
1. (UFRGS) Vários países latino-americanos foram formados durante os movimentos de
independência da região. No bloco superior, abaixo, são indicados os nomes de quatro
países da região; no inferior, fatos relacionados aos processos de emancipação de três
deles.
Associe adequadamente o bloco inferior ao superior.
1 – Venezuela 2 – México 3 – Argentina 4 – Chile
(___) Uma rebelião destituiu o vice-rei do Prata, desencadeando o movimento de
libertação.
(___) Os revoltosos dominaram grande parte do país, embora tivessem sido reprimidos
pelo vice-rei do Peru.
(___) O padre Miguel Hidalgo, liderando a massa indígena, tomou de assalto a capital.
A sequência correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é
(A) 4 - 2 - 1. (B) 2 - 1 - 3. (C) 4 - 3 - 2. (D) 1 - 3 - 4. (E) 3 - 4 - 2.
MAGNUS HISTÓRIA: simulado

EXTRA (EsPCEx) Após o processo de emancipação dos


países latino-americanos, quase todas as nações
adotaram o regime republicano como forma de governo.
Contudo, outro país, além do Brasil, adotou a forma
monárquica de governo. Esse país foi o

(A) Panamá. (B) México. (C) Equador.

(D) Chile. (E) Uruguai.


MAGNUS HISTÓRIA: simulado
63. (UEM) Sobre o processo de independência das antigas colônias europeias nas Américas,
assinale a(s) alternativa(s) correta(s).
01) A independência das colônias inglesas da América do Norte foi influenciada pelas práticas
comerciais mercantilistas, que visavam ao acúmulo de metais preciosos nos Estados Unidos da
América em vez da Inglaterra.
02) A ocupação da Espanha pelas tropas de Napoleão Bonaparte enfraqueceu o controle da
metrópole sobre as colônias americanas e favoreceu o desenvolvimento de movimentos separatistas.
04) Na década de 1820, os Estados Unidos, já independentes da Inglaterra, formularam a Doutrina
Monroe, que declarava a “América para os americanos” e reconhecia a independência das antigas
colônias ibéricas.
08) O lema American first (América em primeiro lugar) foi o suporte teórico que legitimou a luta dos
moradores das treze colônias inglesas da América pela independência.
16) O primeiro movimento de independência vitorioso na América Latina ocorreu na ilha de São
Domingos, colônia francesa nas Antilhas, atual Haiti. Distintamente do que ocorreria em outras
regiões das Américas, nessa ilha a revolta assumiu a forma de rebelião de escravos.
Podemos afirmar que a soma dos itens corretos é:
(A) 17. (B) 31. (C) 22. (D) 12. (E) 35.
MAGNUS HISTÓRIA: simulado
61. (ACAFE) No rastro dos movimentos influenciados pela ideologia Iluminista e até
pela independência dos Estados Unidos da América, no século XVIII, acentuaram-
se os movimentos pela ruptura da América espanhola com a Metrópole, na primeira
metade do século XIX. Nesse contexto é correto afirmar, exceto:
(A) Organizando-se a partir dos cabildos e formando as juntas governativas, os
revoltosos depuseram autoridades metropolitanas e assumiram a administração das
colônias.
(B) Os chapetones, com o ideal nacionalista de quem já havia nascido na América,
foram os principais organizadores das lutas contra o domínio metropolitano.
(C) Simom Bolívar, conhecido como um dos “libertadores da América”, foi um
exemplo típico da ideologia da elite criolla.
(D) A Doutrina Monroe, instituída pelos Estados Unidos apoiou as independências
da América Latina na guerra contra a Metrópole espanhola.
MAGNUS HISTÓRIA: simulado
58. (UNCISAL) Na sociedade colonial hispano-americana, a posição social era
determinada principalmente pela etnia, o que significava que a mobilidade social era quase
nula. A etnia também determinava a possibilidade ou não de acesso a determinados postos
e funções. Nesse contexto, destacavam-se os Chapetones,
(A) grande maioria da mão de obra na agricultura e nas minas; eram também empregados
em serviços domésticos ou na construção de obras públicas.
(B) filhos de espanhóis com nativas que não tinham acesso aos postos administrativos;
eram livres e exerciam funções como capatazes, artesãos ou comerciantes.
(C) parte importante da mão de obra, cerca de um décimo dos trabalhadores;
concentravam-se nas atividades agrícolas das Antilhas e no Vice-Reino de Nova Granada.
(D) descendentes de europeus nascidos na América que podiam possuir terras e minas,
mas não podiam atuar no comércio internacional nem ocupar postos administrativos
centrais.
(E) colonos brancos nascidos na Espanha, os únicos que podiam participar do comércio
externo, possuir terras e minas e ocupar os principais cargos na administração pública.
MAGNUS HISTÓRIA: simulado
54. (UEM) A partir do final do século XVIII, as antigas colônias americanas iniciaram um processo de lutas
políticas que culminou com a independência da América. A respeito do processo de independência das
colônias da América, assinale a(s) alternativa(s) correta(s).
01) Na passagem do século XVIII para o século XIX o liberalismo político e econômico forneceu as bases
ideológicas para os movimentos de independência americanos.
02) Na primeira metade do século XIX, tropas lideradas por Simon Bolívar e José de San Martin percorreram
grande parte da América Espanhola e, com o apoio dos Estados Unidos e da Inglaterra, obtiveram a
independência de países de língua espanhola da América do Sul.
04) Após a independência, consolidou nos Estados Unidos um desenvolvimento comercial, financeiro e
industrial atraindo um grande número de imigrantes para aquele país, que viveu, no século XIX, um grande
crescimento populacional.
08) Após a independência, no início do século XIX, as disputas comerciais e a expansão dos EUA em direção
ao norte do continente americano levaram à eclosão da Segunda Guerra de Independência com a Inglaterra.
16) A união entre Simon Bolívar e José de San Martin nas lutas contra a Espanha possibilitou que a parte da
América do Sul colonizada pela Espanha mantivesse,durante as primeiras décadas pós-independência, uma
unidade política.
Podemos afirmar que a soma dos itens corretos é:
(A) 15. (B) 16. (C) 17. (D) 18. (E) 19.
MAGNUS HISTÓRIA: simulado
28. (UFG-GO) No processo de independência política das colônias
hispanoamericanas, no início do século XIX, verificou-se o agravamento
de uma tensão entre a Coroa Espanhola e a elite criolla, que não está
circunscrita ao processo revolucionário. Essa tensão consiste
(A) na fragilidade da Coroa Espanhola diante das reivindicações dos
nativos do novo continente.
(B) na desigualdade da distribuição do poder e da riqueza coloniais.
(C) na tendência da elite criolla em negar suas raízes culturais européias.
(D) no impedimento régio às atividades comerciais dos criollos.
(E) na disputa de ambos com a Igreja pela hegemonia das ações
coloniais.
MAGNUS HISTÓRIA: simulado
EXTRA (EsPCEx) A primeira colônia da América Latina e a
segunda do mundo a conseguir a sua independência foi o Haiti.
A emancipação ocorreu em 1804 com a população local
reagindo violentamente contra a estrutura colonial então
vigente. Naquela época, a Metrópole que controlava o Haiti e a
etnia predominante neste país eram, respectivamente:

(A) Espanha e indígenas. (B) França e indígenas.

(C) Inglaterra e negros. (D) Espanha e mestiços.

(E) França e negros.


MAGNUS HISTÓRIA: simulado

57. (UNCISAL) O vice-reinado do Rio do Prata correspondia a


quais países nos dias atuais?

(A) Colômbia, Suriname, Porto Rico e Panamá.

(B) Equador, Chile, Uruguai, Bolívia e Argentina.

(C) Argentina, Uruguai, Chile, Paraguai e Bolívia.

(D) Guiana, Panamá, Peru, Colômbia e Equador.

(E) Bolívia, Argentina, Uruguai, Panamá e Paraguai.


MAGNUS HISTÓRIA: simulado
MAGNUS HISTÓRIA: simulado
EXTRA (EsPCEx) Durante o processo de independência dos países
da América Latina, a Inglaterra colocou-se ao lado dos países latino-
americanos contra suas metrópoles, buscando transformá-los em
mercados fornecedores de matérias-primas e consumidores de
produtos industrializados. Os Estados Unidos, por sua vez,
objetivando estender sua influência política e econômica e reduzir a
das potências européias sobre toda a América, lançaram, em 1823,
uma doutrina cujo lema era “a América para os americanos”. Essa
reação dos Estados Unidos ficou conhecida como
(A) Doutrina Washington. (B) Plano Marshall.
(C) Doutrina Monroe. (D) Plano Jefferson.
(E) Doutrina Grant.
MAGNUS HISTÓRIA: simulado
19. (UCS) Associe os líderes das revoltas emancipacionistas ocorridas nos séculos XVIII e XIX, em diversas
áreas da América espanhola, listadas na Coluna A, às características que os identificam, apresentadas na
Coluna B.
Coluna A: 1. San Martín 2. Simón Bolívar 3. Tupac Amaru 4. Francisco Miranda
Coluna B
(___) Criollo venezuelano, foi o primeiro a liderar um movimento temporariamente vitorioso de libertação: a
Venezuela proclamou sua independência em 1811. Derrotado em 1812, foi preso e morreu logo depois, em
Cádiz, na Espanha.
(___) Acalentava o ambicioso projeto político de formar, na América, uma só grande nação, independente e
unificada. Ajudou a proclamar a independência no Equador (1822) e na Bolívia (1825).
(___) Comandou um exército contra as forças espanholas, obtendo importantes vitórias nas regiões sul e central
da América do Sul. É considerado o libertador da Argentina (1816), do Chile (1818) e do Peru (1824). Defendia
um governo monárquico constitucional.
(___) Dizia-se descendente dos antigos chefes incas e liderou uma revolta no Peru; assumiu, em 1776, o
comando de uma luta contra as injustiças metropolitanas, a qual se transformou, em 1780, em levante armado,
irradiando-se rapidamente por outras regiões, o que, por sua vez, atraiu pronta e dura repressão da Espanha.
Assinale a alternativa que preenche corretamente os parênteses da Coluna B, de cima para baixo.
(A) 4 – 2 – 1 – 3 (B) 3 – 1 – 2 – 4 (C) 3 – 4 – 2 – 1 (D) 4 – 1 – 3 – 2 (E) 1 – 2 – 4 – 3
MAGNUS HISTÓRIA: simulado

EXTRA (EsPCEx) Cultuado em toda a América Latina, Simon


Bolívar levou a alcunha de “Libertador das Américas”, embora sua
atuação tenha se restringido a alguns países. Alguns dos países
que lhe devem sua emancipação política são

(A) Peru e Chile. (B) Chile e Equador. (C) Venezuela e Equador.

(D) Colômbia e Chile. (E) Bolívia e Paraguai.


MAGNUS HISTÓRIA: simulado
6. (UFRGS) A partir da segunda metade do século XVIII, o chamado antigo sistema colonial,
baseado nas práticas e nos princípios mercantilistas, enfrentou uma profunda crise. Desta
crise resultou um conjunto de movimentos de independência nas áreas coloniais da América
Latina. Considere os seguintes elementos.
I - A Revolução Industrial na Inglaterra.
II - A luta pela liberdade de comércio e pela autonomia.
III - O desenvolvimento socioeconômico das colônias.
IV - A influência das idéias iluministas.
V - A política napoleônica.
VI - A rivalidade entre a elite local e os representantes da elite metropolitana.
Quais dentre eles contribuíram para a emancipação das colônias e rompimento do pacto
colonial?
(A) Apenas I e II. (B) Apenas I e IV. (C) Apenas I, III e V.
(D) Apenas II, IV e VI. (E) I, II, III, IV, V e VI.
MAGNUS HISTÓRIA: simulado

7. (UFRGS) Que elementos caracterizam a formação histórica dos Estados


latino-americanos?
(A) Todos incluíam politicamente a população indígena, com a consequente
criação de Estados controlados pela elite local.
(B) Todos tiveram presente a ideia de uma “nação latino-americana”, que
embasava a libertação colonial.
(C) Todos surgiram da crise do sistema colonial e do amadurecimento dos
interesses anti-metropolitanos de grupos locais.
(D) Todo o conjunto do território colonial se dividia em áreas autônomas com
o surgimento de várias monarquias absolutistas.
(E) Todo a caráter de dependência econômica desapareceu com a tomada do
poder pelos produtores coloniais.
MAGNUS HISTÓRIA: simulado

FIM