Вы находитесь на странице: 1из 1

Atividade: Leitura, análise de um texto, e Por Vanessa Franquilino, Ana Rita Cunha e Sérgio

análise de estatística Spagnuolo


Objetivos: Leitura, análise e concepção de um 20 de novembro de 2017, 02h00
Pretos e pardos são as maiores vítimas de homicídios
texto, cujo o tema é uma crítica social sobre os
no Brasil — sempre superando o número de brancos.
últimos acontecimentos. O aluno deve A diferença é apontada por dados extraídos pelo
responder as questões e ter um primeiro Instituto Igarapé do Sistema de Informações sobre
contato com uma análise sobre os aspectos da Mortalidade do Datasus e publicados nesta segunda-
sociedade brasileira. feira (20) com exclusividade por Aos Fatos.
Tempo: Duas aulas. Conforme os números, a taxa de mortalidade desses
Material: Caderno dois grupos da população brasileira aumenta
SobreElas: Mulheres negras, como Marielle progressivamente com o passar dos anos sem
Franco, são as que mais morrem no Brasil apresentar queda em nenhum período entre 2000 e
por Chico Marés, Clara Becker, Leandro Resende 2015. Em 2000, o número de homicídios de pretos e
15.03.2018 | 14H03 | SobreElas pardos era superior em 12,53% ao de brancos. Já em
Quinta vereadora mais votada do Rio de Janeiro em 2015 essa diferença chegou 46,67% onde 13.835
2016, Marielle Franco (PSOL) foi assassinada na noite brancos e 40.925 pretos ou pardos foram assassinados.
desta quarta-feira (14). Negra e oriunda do complexo Isso significa que, diariamente, 112 pessoas pretas ou
de favelas da Maré, na Zona Norte da cidade – é como pardas foram assassinadas no Brasil. Ou seja, a cada
o dela o perfil típico das mulheres vítimas de violência 13 minutos (mais precisamente, a cada 12,84 minutos),
letal em todo Brasil. uma pessoa preta ou parda foi assassinada no país.
Marielle usava seu mandato para lutar por causas Executaram Marielle. Quantos adjetivos cabiam
relacionadas aos direitos humanos e denunciar a naquela mulher?
violência policial na cidade do Rio. Ela tinha 38 anos
e foi morta com pelo menos quatro tiros. Anderson Quis a selvageria desta cidade que o meu primeiro
Pedro Gomes, de 39 anos, motorista do carro onde texto para este site falasse sobre dor, e não da alegria
estava a vereadora, também morreu. Em nota, a Polícia de inaugurar mais um espaço de reflexão.
Civil informou que trabalha para dar resposta imediata Executaram a Marielle Vereadora.
ao crime. A nossa companheira.
A Lupa reuniu alguns dados sobre homicídios de Socióloga. Favelada. Negra. Mãe. Militante.
mulheres negras e sobre a atuação da parlamentar, Parlamentar.
assassinada pouco mais de um ano depois de ser Quantos adjetivos cabiam naquela mulher? Marielle
empossada. Veja o resultado: parecia tão ilimitada quanto surpreendente. Tanto que,
2 horas desde que a última urna foi apurada no primeiro turno
A cada 120 minutos, uma mulher foi assassinada no das eleições de 2016, revelando seus mais de 46 mil
Brasil em 2016, de acordo com dados do Anuário votos, levá-la em nosso podcast passou a ser uma
Brasileiro de Segurança Pública. Foram 4.606 mortes missão. E foram inúmeras as conversas. Muitas as
naquele ano. tentativas. Infelizmente não deu.
65,3% As muitas atribuições dessa grande companheira,
Este é o percentual de negras entre as mulheres mortas arrancada de nós de maneira covarde, acabaram
no Brasil em 2015, segundo o Atlas da Violência, do impedindo o encontro que tanto queríamos. Faz parte:
Ipea – um total de cerca de 3 mil mulheres negras. Dez viver é correria. E a vida dela era prova disso.
anos antes, em 2005, elas eram 54,8% das vítimas do O importante é que sempre nos sentimos representados
sexo feminino no país. pela sua atuação. Marielle Franco deixou em nós o
22% legado de passos que vieram de longe. Se sua morte
É o aumento da taxa de mortalidade de mulheres dói pela tentativa de silenciamento, de calar aqueles
negras entre 2005 e 2015, de acordo com o Atlas da que ainda não chegaram onde ela chegou, amanhã a
Violência. Em contrapartida, a taxa de homicídios de certeza será que ela não estava sozinha. Marielle se foi,
mulheres brancas caiu 7,4% no mesmo período. mas a semente está plantada. Como dizia seu slogan:
2 “nós somos”.
Duas vezes mais. Mulheres negras jovens (15 a 29 Tínhamos um símbolo, agora temos uma mártir.
anos) têm o dobro de chance de serem mortas, no A História não morre a tiros de fuzil. Ela é uma
comparativo com mulheres brancas em todo Brasil, de senhora velha e sábia que só se entrega aos corajosos.
acordo com o Índice de Vulnerabilidade Juvenil à Voa Marielle, presente hoje e sempre! Não será em
Violência 2017. O estudo foi elaborado pela Unesco vão.
(Organização das Nações Unidas para a Educação, a Fagner Torres
Ciência e a Cultura) com números de 2015. Questões
396 1-) Você já sofreu algum tipo de preconceito?
É o número de homicídios dolosos cometidos contra Quais? (2 pontos)
mulheres no estado do Rio em 2016, segundo o 2-) Você é preconceituoso? (2 pontos)
Instituto de Segurança Pública do Rio. 3-) Diante de tanta desigualdade o que você
63,7% modificaria na sociedade? (2 pontos)
É o percentual de mulheres pardas e negras dentre as 4-) Escreva um texto de opinião sobre o preconceito
quase 400 que foram mortas em 2016 no estado do Rio racial e como melhorar as relações sociais no país.
de Janeiro. No mínimo 10 linhas. (4 pontos)
Uma pessoa preta ou parda é assassinada no Brasil
a cada 13 minutos