Вы находитесь на странице: 1из 5

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA

Departamento de Ciências Humanas e Filosofia

Disciplina: CHF 246 – Sujeito e Sociedade

Docente: Acácia Batista Dias

Discentes: Ana Adelaide, Emily Oliveira, Sandymille Rabelo.

2017.1

Filme: Bicho de Sete Cabeças, 2000. Dirigido por Lais Bodanzky

Inspirado na obra Canto dos Malditos, um relato autobiográfico de Austregésilo


Carrano Bueno, na qual revela situações vivenciadas em meados da década
de 1970 no Brasil.

 Como é a sociedade retratada no filme?


A sociedade apresentada no filme se assemelha com a ideia de
sociedade proposta por Durkheim, onde esta tenta controlar as ações do
indivíduo a partir das instituições, ensinando-o a seguir normas que lhe
são exteriores. Apesar disso lhe dá a “liberdade” de escolha, porém sob
a condição de punição caso os limites impostos sejam ultrapassados.
Sendo assim, há uma sobreposição do coletivo sobre o individual,
tornando-o condicionado pelas regras sociais.

 Quais as principais instituições presentes e respectivas funções


sociais a estas associadas? Justifique a correlação.
Uma das principais instituições presentes no filme é a família que, assim
como a escola, aparece cumprindo a função de colaboração para a
constituição da consciência coletiva, agindo contra as mudanças pela
manutenção da ordem social. Ambas tem o papel de reproduzir e
ensinar o indivíduo a viver em sociedade. A polícia aparece como uma
das instituições que propaga as ordens sociais e morais que regem o
convívio, protegendo a sociedade a partir de um conjunto de regras e
penalizações. O hospital psiquiátrico é visto com grande valor social por
acreditar-se no seu poder de reinstitucionalização, trazendo o sujeito de
volta às ordens sociais.
As instituições são conservadoras por essência, Durkheim é um grande
defensor delas por acreditar que promovem a proteção da sociedade e
mantem a organização do grupo, satisfazendo as necessidades dos
indivíduos.

 Quais representações coletivas se destacam no filme?


As representações coletivas demonstram os pensamentos do grupo em
relação aos objetos que o afetam. Elas são produzidas pelas ações e
reações trocadas entre as consciências elementares que compõem a
sociedade, já que as ideias só tem significado a partir do ponto de vista
coletivo. Isso é ilustrado no filme nos momentos em que o pai de Neto
reclama por ele estar usando brinco, alegando ser coisa de “viado”, e
também no julgamento que ele faz a partir do momento em que encontra
o cigarro de maconha no bolso do casaco do filho. Demonstrando uma
representação coletiva de julgar a partir da consciência coletiva de que
usar drogas e ser homossexual não é certo. Inclusive, há na fala do pai
uma marca da influência midiática sobre o pensamento, percebida
quando ele diz que na televisão sempre mostra que as pessoas que
fumam maconha são vistas como viciadas e sem perspectiva de futuro.
Outra representação coletiva é o preconceito sofrido por Neto após a
saída do hospital psiquiátrico, ele é tido como louco e isso faz dele uma
pessoa que não está apta para viver socialmente. Passa-se a pensar no
rapaz como uma pessoa revoltada e descontrolada.

 Em quais situações houve predomínio da consciência coletiva e da


consciência individual?
A consciência coletiva no conceito Durkheimiano aparece como
responsável pela formação de valores morais, exercendo pressão sobre
as escolhas do indivíduo. Ela é baseada num conjunto de crenças,
hábitos e sentimentos comuns aos membros de uma sociedade. A mãe
do amigo de Neto apresenta uma consciência coletiva quando o proíbe
de frequentar sua casa por ele já ter sido preso e internado num
manicômio, acreditando que ele será uma má influência para o filho.
Outro grande exemplo disso é a pressão que os pais do personagem
principal exercem sobre ele depois da primeira saída do hospital
psiquiátrico dizendo que ele precisa trabalhar ou estudar, isso mostra
como a sociedade condiciona o pensamento de que o indivíduo tem que
se manter sempre produtivo, caso contrário será mal visto socialmente.
Segundo Durkheim a consciência individual está ligada a nossa
personalidade e tem características peculiares, apesar de sofrer
influência da consciência coletiva. Por meio dela tomamos decisões e
fazemos escolhas no nosso dia a dia. Um exemplo disso no filme é a
cena que Neto recusa o “pico” que os amigos oferecem e se revolta com
a proposta do parceiro de oferecer “favores” a outros homens em troca
das despesas da viagem, demonstrando uma consciência individual. Em
outro momento um senhor que também está internado no hospital
entrega a Neto uma touca com a intenção de lhe dizer que ele proteja
seus pensamentos daquele lugar. A fala do velho é marcada pela noção
de como o ambiente pode desestabilizar o sujeito e por uma sabedoria
pessoal.

 Como se expressam os fatos sociais?


Para Durkheim o fato social é a coerção da sociedade no indivíduo.
Desde seu nascimento lhe são apresentadas normas sociais as quais
ele não tem o poder de modificar. Os fatos sociais possuem três
características básicas: coercitividade, exterioridade e generalidade.
No filme é possível perceber algumas dessas características, a
coercitividade aparece tanto nas relações de Neto com a família quanto
na sua relação com os amigos. O pai exerce uma postura que impõem
que ele siga um padrão de comportamento, a figura da irmã também
aparece com um certo poder de coerção sobre a família por ser mais
velha e responsável, dando a impressão de ser detentora de um certo
saber. Os amigos também exercem uma grande influência sobre o Neto,
ele segue um padrão de comportamento esperado entre aquele grupo
de amigos. O fato social se expressa também pela exterioridade, quando
as regras que o personagem deve seguir são exteriores a ele. Neto deve
seguir os padrões impostos socialmente independente da sua
consciência individual. A generalidade aparece quando os fatos sociais
existem não para um indivíduo especifico, mas para a coletividade.
Assim como Neto, outras pessoas estavam sofrendo punições por não
serem socialmente aceitas.

 Eleja três personagens do filme e analise a relação sujeito-


sociedade.
Neto: Por vezes o personagem é oprimido e julgado por motivos
pequenos, é visto socialmente como uma pessoa em descontrole e
doente. Todas essas questões, associadas com os abusos sofridos,
fazem com que em alguns momentos ele se revolte, causando
perturbações e sofrimento. A sociedade marginaliza o sujeito e gera uma
bagunça na sua vida, fazendo de um pequeno problema um bicho de 7
cabeças como o próprio título do filme sugere. Nessa perspectiva fica
claro a ação de uma consciência coletiva superior ao indivíduo, a
sociedade impõem regras sobre sua vida e pune caso elas não sejam
seguidas.

Pai de Neto: O personagem aparece no filme como alguém apreensivo


com a opinião que a sociedade poderia ter de sua família, há presente o
que Durkheim chamara de Solidariedade, marcada pelo sentimento
moral que destaca a necessidade de manter-se pertencendo a essa
sociedade. O pai então, através de seu poder, busca controlar o seu filho
ao interna-lo na clínica psiquiátrica, acreditando que assim o trará de
volta à ordem.

Psiquiatra, Dr. Cintra: Nas poucas cenas em que esse personagem


aparece, pode-se perceber que ele cumpre a função de domesticar
aqueles que não estavam a seguir as normas e regras existentes
naquela sociedade. E isso era reforçado pelo interesse no lucro que lhe
traria, através da verba do governo. Ele cooperava então, juntamente ao
governo, para a manutenção de uma sociedade organizada.