Вы находитесь на странице: 1из 4

Universidade Federal do Amazonas

Literatura Japonesa V
Ernesto Atsushi Sambuichi

Elementos de Análise
(palavras-chave)

Sobre o autor(biografia/biografismo):
- Influências nacionais e internacionais;
- Participação em círculos literários e sua contribuição;
- Traduções de suas obras, e o autor como tradutor;
- Ambiente onde costuma escrever;
- Nacionalidade e línguas que domina;
- Ideologias;
- Entrevistas concedidas sobre as obras;
- Biografia e sua influência para a obra;
- Vícios de linguagem em textos não-literários;
- Outros.

Sobre a obra:
- Análise de personagens: psicologismo, significado dos nomes, existencialismo; núcleo, personagens centrais e
acessórios, funções dentro da trama, heteronímia.
- Análise de enredo: enredo como leitura primeira, trama, desenvolvimento do gênero, divisão dos capítulos, fundo
histórico, análise comparativa de enredo.
- Análise de discurso: tempo narrativo (interno e externo), foco narrativo, espaço interno e externo, diálogos e solilóquios,
concatenação do discurso narrativo, percurso gerativo de sentido, metalinguagem, polissemia, função do pano de fundo,
estilística, aspectos estruturais gerais e específicos, dicotomia.
- Análise semântica: léxico, ambiguidade, abertura e estreitamento dos significantes/significados, combinação de
símbolos, coerência semântica e textual.
- Análise do tema: verossimilhança, gênero, similaridades com outras obras, intertextualidade, função do título, conceitos
literários e não-literários.
- Análise interpretativa: hermenêutica literária, feixes interpretativos, experiência estética, leitor implícito, mitologia,
psicologismo, intenção do autor versus intenção do texto, formação de tese, simbologias, semântica versus discurso,
possibilidades de interpretação, plausibilidade, ideologias, conceitos expressos e/ou indiretos, intenção do
crítico/interpretante.

Obs.: os elementos específicos não são exclusividade de cada análise. Está expressa, somente, a tendência que cada
análise específica tende a trabalhar.

Áreas conexas para a interpretação: Mitologia, História, Psicanálise, Psicodrama, Lingüística, Semiótica, Literatura
Comparada, Teoria Literária, Filosofia Ocidental e Oriental, Idioma, Teoria da Recepção, Cultura e Sociedade etc.

Método/caminho:
1º passo: compreensão do enredo (leitura 1ª) e fruição;
2º passo: análise profunda (2ª e 3ª leituras); identificação da problemática e formação de hipóteses (s);
3º passo: delimitação, foco e construção do argumento: análise direcionada;
4º passo: comprovação textual, identificação de intertextualidade;
5º passo: leitura de crítica especializada; desconstrução do argumento contrário/mudança de argumento; reafirmação do
argumento com fundamentação;
6º passo: desenvolvimento do texto, esclarecimentos gerais e conclusão;
7º passo: redação da Introdução e da análise em um corpo textual coerente.

Divisão do trabalho monográfico:


O trabalho monográfico é normalmente dividido em: Introdução (palavras iniciais, contextualização, objetivos gerais
e específicos, justificativa, apresentação do método e do esqueleto do trabalho), Desenvolvimento (proposição, análise,
comprovação, resultados. Pode conter dados gerais no início como: apresentação do autor, sinopse da obra e demais
dados gerais) e Conclusão (reiteração do objetivo, apresentação dos resultados e comprovação ou não do objetivo,
dizendo-se a razão; palavras finais). Demais elementos obrigatórios: folha de face, sumário (ou índice), paginação (a
partir da Introdução) e bibliografia geral (fontes consultadas e/ou utilizadas, notas bibliográficas etc). Optativos(para o
nosso caso): resumo do trabalho/abstract, dedicatória, agradecimentos, etc.
*Modelo de informações adicionais para o dia da apresentação (pode ser outro de acordo com a sua análise) enviar ao professor previamente

Universidade Federal do Amazonas


Literatura Japonesa V
Professor: Ernesto Atsushi Sambuichi
Nome: Julian Chateaubriand Mello Tribuzy
Matrícula:21101836

(Sono)
(Murakami Haruki)

1. História

Foco Narrativo: narrador autodiegético (X) heterodiegético ( ) homodiegético ( ) outro ( )_____________

Quem? Narrador-personagem

Personagens: Uma mulher de 30 anos, um dentista que é esposo dessa mulher e um filho desse casal

Tempo interno:

Observa-se nas seguintes páginas:

Todas as manhãs, às oito e um quarto, meu marido tira o seu Sentra e abandona a garagem. Pag. 13

Chegava a hora de ir para a cama... Pag. 5

Às oito e trinta está na hora de se deitar. Pag. 20

Tempo externo:

Seria o tempo que ela utilizava para ir a lugares para fazer atividades externas

..ia até a casa de banho e ficava a ver me ao espelho --- ao olhar fixamente para mim, durando 15 minutos
seguidos. Pag. 23

Nado durante uma boa meia hora. Pag. 17

Espaço interno:

Supermercado, casa, consultório, escola e biblioteca

Espaço externo:

Ruas, clube desportivo, sítio, porto.

Sinopse do enredo:

Trata se da estória de uma mulher casada e com um filho, que até aos 30 anos vivia uma rotina diária normal
empregando seu tempo nos afazeres domésticos e pessoais. Quando em uma certa noite após um pesadelo, parte de
seu cotidiano mudou, as noites se tornaram dias. Enquanto seu marido e filho dormiam, ela tomava o tempo em
leituras que a levava a outros mundos.

2. Estruturação

Natureza da narrativa:

Discurso: direto ( ) indireto (X) indireto livre ( ) outro ( )________________

Padrão frasal: longo ( ) médio (X) curto ( ) em relação a: de 50 a 150 palavras por paragrafos

Tempo do discurso: linear ( ) analepse (X) prolepse ( ) outro ( )_____________

Estilo utilizado: literário ( ) coloquial (X) misto ( ) outros ( )________________

Adjetivação: incidência alta (X) média/comum ( ) baixa/muito baixa ( )

Vocabulário:

Torpor, Escusado, Tuta- e meia, Soba

3. Elementos estilísticos / figuras de linguagem:

Metáfora, Metonímia, Sinestesia, Eufemismo

4. Questionamentos:

Quem são os personagens?

Uma mulher de 30 anos, um dentista que é esposo dessa mulher e um filho desse casal, policial

Qual o grau de verossimilhança do texto?

Apesar do distúrbio do sono, as suas obrigações diárias se mantiveram, não alterou a rotina dela, o que alterou
apenas a noite.

O que significam os elementos utilizados? (Metáforas)

Metáfora = A metáfora consiste em utilizar uma palavra ou uma expressão em lugar de outra, sem que haja uma
relação real, mas em virtude da circunstância de que o nosso espírito as associa e depreende entre elas certas
semelhanças.

Metonímia = A metonímia consiste em empregar um termo no lugar de outro, havendo entre ambos estreita
afinidade ou relação de sentido.
Sinestesia = Consiste em mesclar, numa mesma expressão, as sensações percebidas por diferentes órgãos do
sentido.

Eufemismo = Consiste em empregar uma expressão mais suave, mais nobre ou menos agressiva, para comunicar
alguma coisa áspera, desagradável ou chocante.

Ser e parecer: o que é e o que parece ser?

Etc.

5. Características e interpretação:

Ela era jovem, mãe de um filho, casada com um dentista, sofria de um distúrbio de sono, gostava de nadar para
manter uma boa forma, fazia todos os trabalhos necessários para que a tarde tivesse o tempo para gozar dos seus
cuidados pessoais.

6. Proposta do trabalho e respectivas análises:

7. Resultados e Conclusão:

8. Fontes consultadas no trabalho: