Вы находитесь на странице: 1из 13

UNIVERSIDADE​ ​ESTADUAL​ ​DE​ ​CAMPINAS

INSTITUTO​ ​DE​ ​ARTES

Campinas​ ​-​ ​SP


2018
UNIVERSIDADE​ ​ESTADUAL​ ​DE​ ​CAMPINAS
INSTITUTO​ ​DE​ ​ARTES

PROJETO​ ​DE​ ​CURTA-METRAGEM:​ ​“” ​

Caroline Sandanieli de Aguiar


Mariane Aparecida de Almeida Kerekes
Luiza Wyatt Varga
Tauane Benedicto
Thales Augusto Silva

Projeto audiovisual entregue à graduação de


Comunicação Social - Midialogia, Universidade
Estadual de Campinas, como parte dos
requisitos para concluir a disciplina de Oficina
de Direção de Fotografia.

Orientador:​ ​Prof.​ ​Dr.​ Filipe Mattos de Salles

Campinas​ ​-​ ​SP


2018
Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP

CS203 - Oficina de Direção de Fotografia


Docente: Prof.​ ​Dr.​ Filipe Mattos de Salles

Caroline Sandanieli de Aguiar RA: 165926


Mariane A. de Almeida Kerekes RA: 203075
Luiza Wyatt Varga RA:
Tauane Benedicto RA:
Thales Augusto Silva RA:

NOME

Como um monstro se torna um monstro.

PROPOSTA

Realizar um curta-metragem de ficção do gênero terror e drama que busca abordar as


questões sobre a depressão.

JUSTIFICATIVA

Este projeto tem como objetivo realizar um curta metragem de ficção abordando as
questões sobre a depressão, personificando-a na figura de um “monstro”. A narrativa traçará a
relação entre a protagonista e o “monstro” desde o primeiro contato, o medo e não
reconhecimento do que está acontecendo, até a convivência entre ambos e a aceitação desta
relação. Dessa forma, este projeto tem condições de se aproximar do espectador, podendo
gerar identificação com a protagonista ou com situações da narrativa, uma vez que essa
questão é muito recorrente, pois a doença pode atingir qualquer pessoa independente de sua
classe social, raça, gênero, estrutura. Temos a intenção de alertar para os perigos da depressão
e o que ela pode se tornar, pois é um assunto que costuma ser ignorado no geral e pouco
representado na mídia.

BÍBLIA​ ​DE​ ​CONTEÚDO


TÍTULO

GÊNERO

Terror; Ficção; Drama

FORMATO

Curta-metragem;

DURAÇÃO

Estimado entre 5 a 10 minutos;

STORYLINE

A protagonista começa a ser assombrada por uma figura indistinta. O que no começo
eram só pequenas aparições acaba se tornando algo perturbador e perigoso. Sem saber
diferenciar o real do não real, passa a conviver com essa criatura que consome sua
personalidade e a transforma. Assim, ela perde sua essência e vitalidade, não tendo outra
saída, opta por tirar sua própria vida.

ARGUMENTO

A PROTAGONISTA está em seu banheiro, escovando os dentes na frente do espelho


por onde vê um vulto passar rápido por trás dela. A PROTAGONISTA se assusta mas não dá
atenção, achando que foi só algo da sua cabeça. A PROTAGONISTA continua suas tarefas,
se arruma, arruma sua cama e sai de casa para se encontrar com alguns AMIGOS. A
PROTAGONISTA está se divertindo com seus AMIGOS quando vê um MONSTRO parado
atrás deles, fica aterrorizada e vai embora sem dar mais explicações. ​De volta a sua casa, a
PROTAGONISTA entra em seu quarto e, com surpresa, vê sua cama toda desarrumada, cheia
de roupas jogadas, sendo que tinha a deixado arrumada quando saiu. A PROTAGONISTA
fica confusa e, com raiva pega todas as roupas e as joga no chão. A PROTAGONISTA deita,
cansada e desorientada devido a todas as coisas estranhas que aconteceram em seu dia e
adormece.

A PROTAGONISTA está no meio do seu sono quando uma mão saí devagar debaixo
da cama e agarra o seu pé. Ela acorda assustada e aliviada que era só um sonho, vira para o
lado e o MONSTRO está lá. Ela acorda de novo e ouve alguém bater na porta, levanta de sua
cama, vai até a porta e a abre. São seus PAIS. Seus PAIS entram, a abraçam e sentam na
mesa da cozinha para conversar. De repente a mão do MONSTRO aparece agarrando o
ombro de seu PAI. A PROTAGONISTA sai correndo e se esconde no seu quarto, onde senta
em um canto e começa a chorar. Até que após um tempo e seu chora já cessar, a
PROTAGONISTA ouve um barulho, ergue a cabeça e vê o MONSTRO do outro lado do
quarto. A PROTAGONISTA se levanta e, com receio, caminha até o MONSTRO. A
PROTAGONISTA está com muito medo, mas quer saber se aquilo é mesmo real e, com a
mão tremendo, tenta tocar o MONSTRO. O MONSTRO leva a mão também em sua direção
e as mãos se tocam.

A PROTAGONISTA sai de casa ao encontro de seus AMIGOS. Ao avistá-los ela vai


em direção a eles, mas antes de chegar muito perto o MONSTRO a agarra, cobrindo sua
boca. A PROTAGONISTA estende os braços para que os amigos a vejam, mas o
MONSTRO a puxa para a escuridão. A PROTAGONISTA então se vê enrolada e sufocada
entre lençóis em um ambiente vazio e sombrio e não consegue escapar desse emaranhado.

A PROTAGONISTA está na cama e ao tentar se levantar é impedida pelo


MONSTRO, o qual vai subindo com sua mãos pela PROTAGONISTA desde seus pés. A
PROTAGONISTA tenta lutar com o MONSTRO, tentando retirá-lo de cima dela, mas desiste
e aceita o “abraço” do MONSTRO. A PROTAGONISTA se acalma e dorme com o
MONSTRO ao lado. Ao acordar, extremamente cansada, a PROTAGONISTA vai ao
banheiro olhar-se no espelho, e após segundos vendo seu reflexo, percebe um líquido preto
saindo de sua boca. A PROTAGONISTA assustada lava o rosto, o que acaba espalhando o
líquido pelo seu rosto. Ao olhar de novo para o espelho o reflexo não mostra mais seu rosto
mas sim o MONSTRO e a mão do deste sai pelo espelho e agarra a PROTAGONISTA
puxando-a em direção a ele.
A PROTAGONISTA está sentada em uma mesa com um prato de comida e o
MONSTRO em sua frente. A PROTAGONISTA exausta vai comer a comida, mas o
MONSTRO retira o prato de sua frente.

A PROTAGONISTA e uma IDOSA estão andando uma em direção a outra, sendo


que a PROTAGONISTA está com o MONSTRO em suas costas e a IDOSA com seu
MONSTRO 2 em pé ao seu lado com a mão em seu ombro. Ao se cruzarem, IDOSA E
PROTAGONISTA trocam olhares.

A PROTAGONISTA está em seu quarto extremamente bagunçado sentada em seu


banco na frente de sua tela de desenhos. A PROTAGONISTA está pintando o MONSTRO.

A PROTAGONISTA está chorando em posição fetal em um ambiente vazio, até que


vê uma luz distante, se levanta com todas as forças que lhe restam e tenta alcançá-la, mas a
poucos metros de distância o MONSTRO aparece em sua frente. O MONSTRO some, mas a
PROTAGONISTA é repentinamente puxada pro chão e arrastada pelo MONSTRO de volta
para o lugar onde ela estava através de uma corda. Sem mais esperanças, a
PROTAGONISTA vai em direção a uma escada e começa a subir os degraus. No topo da
escada a PROTAGONISTA, ela se vira e ao jogar seu corpo mais para a frente pensa em
desistir e se vira novamente agarrando a escada. Porém o MONSTRO aparece subindo as
escadas atrás da PROTAGONISTA e ao chegar em seu lado, coloca a mão sobre ela e fecha
seus olhos. Confortada a PROTAGONISTA se convence a continuar e abraçada com o
MONSTRO se jogam das escadas.

ESCALETA

CENAS DESCRIÇÃO DA CENA DESCRIÇÃO DO ÁUDIO

1 A PROTAGONISTA está em seu


banheiro, escovando os dentes na frente do
espelho e olhando para seu reflexo. Ela
está com o cabelo bagunçado e com cara
de quem acabou de acordar. A
PROTAGONISTA então vê, através do
espelho, um vulto passar rápido por trás
dela. Ela se assusta, mas balança sua
cabeça em negação e se acalma. Ela
termina de escovar seus dentes e sai do
banheiro.

2 A PROTAGONISTA está no seu quarto.


Ela troca de roupa, arruma sua cama, pega
sua bolsa e suas chaves e sai de casa.

3 A PROTAGONISTA se encontra com seus


AMIGOS. Ela está conversando e se
divertindo quando vê o MONSTRO parado
atrás de seus amigos. A PROTAGONISTA
fica aterrorizada e vai embora sem dar
explicações para seus amigos, que ficam
olhando para ela sem entender sua atitude.

4 De volta a sua casa, a PROTAGONISTA


entra em seu quarto e, com surpresa, vê sua
cama toda desarrumada, cheia de roupas
jogadas. A PROTAGONISTA fica confusa
e, com raiva, pega todas as roupas e as joga
no chão. A PROTAGONISTA então deita,
cansada e desorientada, e adormece.

5 A PROTAGONISTA está dormindo na sua


cama quando uma mão, vagarosamente, sai
debaixo da cama e agarra o seu pé.
6 A PROTAGONISTA acorda assustada e
ofegante e, ao perceber que era só um
sonho fica aliviada. Ela vira para o lado
para voltar a dormir e o MONSTRO está
na sua frente.

7 A PROTAGONISTA acorda de novo,


assustada, ofegante e com suor na testa.
Então ela ouve alguém batendo na porta,
levanta de sua cama e sai do seu quarto.

8 A PROTAGONISTA chega até a porta e,


um pouco receosa, a abre. Seus PAIS
entram, a abraçam e sentam em uma mesa
para conversar. A PROTAGONISTA está
confusa e pensativa e não presta atenção no
que seus pais estão falando. Ela está
olhando para o chão. Seus PAIS
conversam animados sem perceber o
desconforto da filha. A PROTAGONISTA
então levanta seu olhar e vê a mão do
MONSTRO saindo por detrás do ombro de
seu PAI. A mão do monstro segura o
ombro do seu PAI. Seu PAI conversa com
ela como se nada estivesse acontecendo. A
PROTAGONISTA arregala os olhos, se
desespera e sai correndo.

9 A PROTAGONISTA entra em seu quarto


e tranca a porta. Ela se senta encolhida em
um canto e começa a chorar. A
PROTAGONISTA ouve um barulho, ergue
a cabeça e vê o MONSTRO do outro lado
do quarto. A PROTAGONISTA se levanta
e, com receio, caminha até o MONSTRO.
A PROTAGONISTA, devagar, com a mão
tremendo, tenta tocar o MONSTRO. O
MONSTRO leva a mão também em sua
direção e as mãos se tocam.

CONSTRUÇÃO DE PERSONAGENS

PROTAGONISTA: (pessoas estatura média, cabelo comprido e escuro) classe média,


estudante de artes visuais e trabalha de freelancer de design. Carismática e sociável, com um
bom relacionamento familiar , organizada e entusiasta, gosta muito de ver amigos e fazer sua
arte. Após o primeiro contato com o “monstro” ela passa a se isolar, perder energias e
vontades e, passa a ficar fisicamente debilitada.

MONSTRO: Criatura alta, esguia e coberta por panos pretos rasgados. Ele persegue a
protagonista em toda trama em busca de consumir sua vitalidade, representando de forma
personificada a depressão.

STYLE-GUIDE

O vestuário será composto por roupas básicas, com tecidos lisos e cores sóbrias, visando
intensificar a atmosfera caseira e pesada do curta metragem. As cores frias passarão por uma
transição de cor até alcançar uma escala de cinza e preto, coincidindo com a transformação da
protagonista.
O Monstro teria como vestuário panos e trapos de cores escuras e longos, cobrindo a face e
todo o corpo intensificando seu ar sobrenatural e indistinguível.
EQUIPE TÉCNICA

Direção Geral: Mariane Aparecida de Almeida Kerekes

Direção de Fotografia: Thales Augusto Silva

Direção de Arte: Tauane Benedicto

Direção de Montagem: Luiza Wyatt Varga

Direção de Atores: Caroline Sandanieli de Aguiar

Direção de Áudio: Thales Augusto Silva

Direção de Produção: Caroline Sandanieli de Aguiar

TRATAMENTO DE DIREÇÃO

DIREÇÃO DE MONTAGEM

A montagem do filme será feita com as referências dos filmes ​The Babadook​, ​O
último capítulo e ​A mulher de preto​. Com planos próximos para mostrar as transformações
físicas da protagonista e também close-ups dando enfoque em ações mais específicas. A
edição seguirá a linearidade dos acontecimentos, para mostrar como a depressão atinge a
protagonista e como a transforma. A partir do momento em que o monstro vira parte do
cotidiano da protagonista, será feito cortes rápidos para mostrar como se tornou conviver com
ele. Também será usado planos conjuntos nas cenas que estão a protagonista e sua família e
quando encontra com seus amigos.

DIREÇÃO​ ​DE​ ​ATORES

A direção de atores será baseada em personagens que estão passando pela depressão,
que geralmente são encontrados em filmes dramáticos, mas também em alguns filmes de
terror. A principal inspiração é a personagem Amelia de ​O Babadook (2014), de Jennifer
Kent. Essie Davis, atriz que interpreta Amelia no filme, consegue mostrar muito bem a
tristeza e melancolia da personagem. Outra inspiração é a personagem Susanna, interpretada
por Winona Ryder, em ​Garota Interrompida (1999). Susanna é uma garota com problemas e
não sabe o porquê deles nem quando eles aparecem, ou ao menos o que está sentindo. É uma
confusão de pensamentos, emoções, ações e sentimentos que deixa ela e todos a sua volta
preocupados ou simplesmente incomodados. Winona Ryder faz um excepcional trabalho em
representar o conflito interno da protagonista.

Para o personagem do monstro a inspiração será a personagem da mulher de preto no


filme ​Mulher de Preto ​(2012), interpretada pela atriz Liz White. Uma figura aterrorizante,
coberta por roupas e um véu preto.

DIREÇÃO DE FOTOGRAFIA

A direção de fotografia terá como base cenas de filmes como ​O Babadook ​e curtas
como Lights Out, Onde a iluminação é um fator chave na construção da trama, havendo
grandes contrastes e luzes duras. O enquadramento também é mais fechado, dando a ideia de
confinamento e ausência de saída. Também serão utilizadas lentes com maior deformação do
objeto à fim de distorcer aquilo que é apresentado e gerando estranheza.

DIREÇÃO DE ÁUDIO

Como a obra não apresentará falas, a experiência auditiva estará constituída envolta
de um poema que será narrado, na trilha sonora e nos efeitos de ambientação, para gerar
maior grau de imersão e expandir a experiência sensorial do espectador. Temos como
inspiração para a forma de narrar o poema o início do filme ​O Último Capítulo (2016).
Trilhas lentas de música, sons estridentes, passos, grunhidos, rangeres e outros sons serão
utilizados na criação da atmosfera.

Direção de Arte

O curta se passará na era moderna e, para tal, os cenários e personagens deverão representar o
contexto previamente mencionado. Como a estória retratada utiliza da figura do monstro para
fazer menção à depressão de forma metafórica, o cenário será minimalista e fará uso de luz
voltada diretamente à personagem principal, como a exibida no longa-metragem O
Babadook, com o propósito de focar no processo gradual do desenvolvimento da doença na
vida da protagonista, seu isolamento e a sensação de estar vivendo uma outra realidade.

Com o intuito de configurar os ambientes para representar a idade da personagem e a


progressão da depressão, poucos objetos estarão presentes nas cenas e - conforme a trama
segue - os mesmos estarão cobertos por bagunça (roupas usadas e embalagens vazias),
remetendo ao estado mental cada vez mais atormentado da protagonista.

Por fim, a experiência visual deverá ser composta por cores sóbrias expressas através das
vestimentas e cenários. As roupas da protagonista deverão ser joviais e possuírem cores frias
em tons de marrom, azul e roxo, além de branco, cinza e preto, mudando para tons cada vez
mais escuros conforme a depressão se apodera da vida da personagem. Quanto ao monstro,
este será envolto por tecidos escuros e assimétricos, inspirado pelos Dementadores da saga de
filmes Harry Potter.

Оценить