Вы находитесь на странице: 1из 2

Nome: Aline Kreitlow

RA: 01540003670
Resenha de artigo para disciplina de Controle Motor e Neurociências

O papel da atenção na fisioterapia neurofuncional

O comportamento motor, que analisa os aspectos cognitivos, motores,


psicológicos e pedagógicos que compõe os processos de aprendizagem e
aprimoramento de habilidades motoras, está diretamente relacionado ao
desenvolvimento motor. Ele se refere às mudanças no controle do aprendizado e
processos de maturação associados com a performance nos movimentos. Os
elementos de estudo que compõe essa grande área de conhecimento do
comportamento motor são a aprendizagem motora, o controle motor e
desenvolvimento motor.
Dentro da grande área de conhecimento do comportamento motor, nos
deparamos com diversas categorias que o compõe, dentre elas, o aprendizado
motor e o controle motor. A mudança contínua que ocorre ao longo do
comportamento motor é chamado de desenvolvimento motor, e este é formado pelas
habilidades e performances motoras.
Para que o desenvolvimento ocorra de maneira prática e eficiente, é
preciso se ater no papel da atenção. A atenção direciona, seleciona e alerta os
movimentos, ela exerce uma função muito importante na capacidade de retenção de
informações relevantes, pois é através dela, associada aos processos de controle,
que guardamos informações na memória de longa duração; ela está presente em
processos que variam desde a concentração, até a vigilância.
Vários estudos mostram a importância da atenção no processo do
desenvolvimento, pois ela dirige o foco a um ponto em particular no meio ambiente,
sendo que há diversos outros fatores para os quais a atenção poderia estar voltada.
Entra em prática então o papel da atenção seletiva, de como é determinado o que é
percebido ou não, ou de como um certo fator é codificado na memória. Demonstrou-
se também que a atenção é um fator de diminuição do erro e promotor de
estabilidade do comportamento motor estudado.
Portanto, é evidente a relação da Fisioterapia Neurofuncional com atenção,
pois quem trabalha na área deve se ater ao máximo para que o paciente se
direcione para um determinado movimento, mesmo com todas as outras variáveis
possíveis, tanto internas (motoras, psicológicas), quanto externas (relacionadas ao
meio ambiente. Um grande avanço no desenvolvimento pode ser dado ao focalizar o
objetivo.