You are on page 1of 1

i --,

'I' DIREITOADMINISTRATIVO
11 ,Avaliação Periódica I
1 - 2.°teste escrito - i
O
i

• Lcurso I Solicitadoria- 1.°ano ~-A-nO-Le-cti-'v-o ---I----;~1-01-2011-1


IPl I I 1
esccla supe:ic1
i Regime i
1
Pós-Iaboral i Semestre i

2.° --ii
:~;~':!.:·.,.,mo:Doce;e-- ! João Poças Santos
,.-.---.-----.r----------------.--
'Data! 05/07/2011
·----·----------l------------l
- I
i Duração

2h i . ---!

I
(5 X 2 valores)
Distinga sucintamente (dando exemplos, quando pertinente):

1. Regulamento de execução e regulamento autónomo; v


2. Regulamento administrativo e acta administrativo; v
3. Acta permissivo e acta integrativo; v
4. Usurpação de poder e desvio de poder; \"./'"
5. Empreitada de obras públicas e concessão de obras públicas.

11
(5 valores)
Comente a frase seguinte, abordando genericamente a problemática do conceito, da natureza e da
estrutura do acto administrativo: --

"O acta administrativo é um conceito central do direito administrativo material, do direito administrativo
procedimental e do direito processual administrativo" (SOUSA e MATOS, 2008: 90).
111
(5 valores)

AIda, herdeira de Berta, é com os demais herdeiros, Carlos e Duarte, titular do direito de propriedade
sobre o prédio urbano sito na Rua das Flores - Vivenda Malmequer -, em VUa Velha.
O prédio referido encontra-se arrendado a EIsa e Fernando, desde 01.01.1990.
Por requerimento dos arrendatários, os serviços competentes do Município de Vila Velha efectuaram ao
referido prédio uma vistoria de salubridade.
A Câmara Municipal de Vila Velha, em 01.05.2011, aprovou uma proposta dos seus serviços municipais
em que ordenou a execução "de obras previstas no auto de vistoria respeitante ao prédio urbano sito na Rua
das Flores - Vivenda Malmequer -, em Vila Velha. ao abrigo das normas urbanísticas aplicáveis (...). O prazo
de execução de obras deverá ser de 30 dias"
AIda, por mandado de notificação de 15.05.2011, foi notificada da deliberação anteriormente
identificada, isto é, ordenando-lhe a execução das obras elencadas no auto de vistoria.
A herança deixada por óbito de Berta, do qual o locado faz parte, não foi ainda partilhada.
Da deliberação em causa não existe ual uer men ão à identifica ão dos destinatários do acto, tendo o
mesmo s/ o notificado a enas a A/da. be EIsa e Fernando.
Município de Vifa Velha, ao abrigo das suas atribuições e competências. e mediante deliberação da
respectiva Câmara Municipal, entende que, tratando-se de obras de conservação ordinária e extraordinária no
imóvel arrendado, a sua execução é da responsabilidade dos proprietários e senhorios e foi nessa medida que
Alda foi notificada no âmbito do procedimento administrativo.
Entende ainda o Município em causa que, tendo notificado Alda (cabeça de casal daquela herança), não
tem de notificar todos os herdeiros.
Alda tem posição contrária e pretende impugnar a deliberação camarária.