Вы находитесь на странице: 1из 2

Professores : Taynara Mattos /Wallace Dos Santos Sales

Tempo de aula 1hora e 40 minutos

Turma : 9° ano do ensino fundamental

Tema: Inclusão dos deficientes auditivos em sala de aula .

Justificativa :

A inclusão dos portadores de necessidades especiais é um desafio no Brasil. Ao se tratar do


deficiente auditivo, esbarramos em diversos problemas como: a falta de comunicação oral, que
prejudica o aprendizado, a aplicação de metodologias não contextualizadas com a realidade do
aluno, e a falta de preparo dos profissionais que atuam nessa área,entretanto, para nós como
membros da sociedade, nos cabe lutar por melhorias significativas, nos inclua em uma sociedade
onde possamos todos viver com as nossas diferenças, as nossas deficiências. Como profissionais
de educação, nosso papel o de adaptar o sistema escolar às necessidades dos alunos. A inclusão
propõe um único sistema educacional de qualidade para todos os alunos, com ou sem
deficiência e com ou sem outros tipos de condições atípicas,a integração das pessoas com
necessidades especiais é um dos grandes desafios que a educação enfrenta hoje , este estudo
refletiu sobre o verdadeiro sentido da inclusão, a necessidade de formação profissional,em
termos de legislação o que assegura a educação especial nas intituições e quais as politicas
públicas voltadas para este fim .

Para fundamentação desse estudo ,com resultados contundentes, questionou-se a


educadorea,familia,sobre a importancia da inclusão de alunos com deficiencia auditiva no
convívio com outros alunos em salas regulares , e consequentemente ,quanto ao conhecimento
de sua real capacidade de aprender.

Objetivo:

Esperar que o aluno seja capaz de;

·0 Entender e compreender as diferenças basicas da lingua sinalizadora a oral .

·1 Desenvolver a habilidade de se colocar no lugar do proximo de maneira participativa.

·2 A escola tem a finalidade de trabalhar o desenvolvimento integral de todas as crianças,


inclusive da criança com necessidades especiais,promovendo o seu crescimento nos
aspectos linguisticos,físico,psicológico,social,intelectual e cultural.

·3 Reconhecer o papel desempenhado pelo professor como mediador no processo de


inclusão e socialização.

Conteúdo Programatico
·4 Contexto histórico

·5 As leis que amparam esse tipo de deficiência

·6 Ensino da gramatica básica em libras

·7 Ensino de palavras do contidiano em libras

Metodologia

·8 Uma breve análise do tratamento dado aos portadores com deficiencia auditiva ao longo
do tempo.

·9 A SURDEZ: um olhar sobre as diferenças é uma obra que propõe refletir de maneira
singular e oportuna sobre a surdez. Primeiro porque depois do advento da “Educação
para Todos (1990) e conseqüentemente da “Declaração de Salamanca” (1994), esses
alunos passaram a freqüentar as escolas regulares de ensino e as mesmas unidades
escolares precisaram agir no sentido de receber essa clientela em seu entorno e assumi-
la como alunos que necessitam de aprendizado.

·10 Nesse sentido, várias Leis surgiram para que essa clientela pudesse ter seus direitos
atendidos e ao mesmo tempo fazer com que professores alunos e a sociedade em geral
tivesse “um novo olhar para esses sujeitos”, ou seja, que fossem respeitados em seus
direitos de cidadãos que são e, que a surdez seja entendida não como uma doença, mas
como uma diferença, uma característica do sujeito surdo (Identidade), por meio da qual
apresentam uma cultura e uma língua própria do ser surdo.

·11 Assim como as diversas línguas naturais e humanas existentes, ela é composta por níveis
linguísticos como: fonologia, morfologia, sintaxe e semântica. Da mesma forma que nas
línguas orais-auditivas existem palavras, nas línguas de sinais também existem itens
lexicais, que recebem o nome de sinais. A diferença é sua modalidade de articulação, a
saber visual-espacial, ou cinésico-visual, para outros. Assim sendo, para se comunicar
em Libras, não basta apenas conhecer sinais. É necessário conhecer a sua gramática para
combinar as frases, estabelecendo a comunicação de forma correta, evitando o uso do
"Português sinalizado".

Оценить