Вы находитесь на странице: 1из 18

Pacote – Cartilha INSS + Questões

110 Questões – Concursos Anteriores – Gabaritadas

01. (CESPE - 2009 - BACEN - Procurador) A aposentadoria por invalidez é benefício de


pagamento continuado, de risco imprevisível, razão pela qual, conforme a legislação, não se
exige período
período de carência para concedê-la. ( )

02. (CESPE - 2008 - INSS - Técnico do Seguro Social) Rui sofreu grave acidente que o deixou
incapaz para o trabalho, não havendo qualquer condição de reabilitação, conforme exame
médico pericial realizado pela previdência social. Nessa situação, Rui não poderá receber
imediatamente o benefício de aposentadoria por invalidez, pois esta somente lhe será
concedida após o período de doze meses relativo ao auxílio-doença que Rui já esteja
recebendo. ( )

03. (ESAF - 2005 - Receita Federal - Auditor Fiscal da Receita Federal) A aposentadoria por
invalidez, uma vez cumprida, quando for o caso, a carência exigida, será devida ao segurado
que, estando ou
ou não em gozo de auxílio
auxílio doença, for
for considerado incapaz. ( )

04. (CESPE - 2008 - INSS - Técnico


Técnico do Seguro
Seguro Social) Moacir, aposentado
aposentado por invalidez
invalidez pelo
regime geral de previdência social, recusa-se a submeter-se a tratamento cirúrgico por meio
do qual poderá recuperar sua capacidade laborativa. Nessa situação, devido à recusa, Moacir
terá seu benefício cancelado imediatamente. ( )

05. (ESAF - 2005 - Receita Federal - Auditor Fiscal da Receita Federal) A aposentadoria por
invalidez não será concedida ao trabalhador avulso. ( )

06. (ESAF - 2005 - Receita Federal - Auditor Fiscal da Receita Federal) A aposentadoria por
invalidez, inclusive a decorrente de acidente do trabalho, consistirá numa renda mensal
correspondente a 100% (cem por cento) do salário-de-benefício.
salário-de-benefício. ( )

07. (TRF 2ª Região/Juiz Federal/2009) Nos casos de aposentadoria por invalidez em que o
segurad
segurado o necess
necessite
ite de assist
assistênc
ência
ia perman
permanent
ente
e de outra
outra pessoa
pessoa,, o valor
valor do benefí
benefício
cio
previdenciário não pode ser superior ao limite máximo do salário de contribuição na data
inicial do benefício. ( )

08. (Natal/
(Natal/Pro
Procur
curado
ador/20
r/2008)
08) O valor
valor da apo
aposen
sentad
tadori
oriaa por inval
invalide
idezz do segura
segurado
do que
necessitar da assistência permanente de outra pessoa deve ser acrescido de 25%, desde que
não ultrapasse
ultrapasse o limite máximo legal.
legal. ( )

09. (Araca
(Aracajú/
jú/Pro
Procur
curado
ador/2
r/2007)
007) Consid
Considere
ere que Carlos
Carlos,, segur
segurado
ado do RGPS,
RGPS, apó
apóss sofrer
sofrer
acidente de trabalho, tenha sido, naquele momento, considerado incapaz e insuscetível de
reabilitação para o exercício de atividade profissional que lhe garanta a subsistência. Nessa
situação, Carlos não terá seu benefício revertido ou suspenso, dada a natureza permanente
de sua incapacidade. ( )

10. (Técnico INSS 2008) Daniel, aposentado por invalidez, retornou à sua atividade laboral
voluntariamente. Nessa situação, o benefício da aposentadoria por invalidez será cessado a
partir da data
data desse retorno. ( )

Prof. Italo Romano Eduardo


11. (PGE
(PGE CE/Pro
CE/Procur
curado
adorr do Estado
Estado/200
/2007)
7) Conside
Considere
re que José,
José, segura
segurado
do empreg
empregado
ado,,
aposent
apo sentado
ado por invali
invalide
dezz há quatro
quatro ano
anos,
s, apó
apóss reabil
reabilita
itação,
ção, obteve
obteve êxito
êxito e recup
recupero
erou
u
integralmente sua capacidade para o exercício de atividade laboral, recebendo alta da
perícia médica do INSS. Nessa situação, considerando a existência do direito de retornar ao
trabalho na empresa em que desempenhava sua função antes da aposentadoria, cessará, de
imediato, o benefício de José por invalidez. ( )

Abaixo seguem algumas questões sobre o CUSTEIO da seguridade social. Não acho que
serão cobradas questões sobre esse assunto no próximo concurso do INSS!!

Herman
Hermano,
o, advoga
advogadodo autôno
autônomo,
mo, possui
possui escritó
escritório
rio no qual
qual mantém
mantém relaçã
relaçãoo de víncul
vínculoo
empregatício com Lia (advogada e assistente de Hermano) e Léa (secretária). A construtora
ABC Empreendimentos, pessoa jurídica cadastrada na Junta Comercial, possui na sua folha
de pagame
pagamento
ntoss 10 empreg
empregado
adoss e 20 autôn
autônomo
omoss que presta
prestam
m serviç
serviços
os para
para distin
distintas
tas
construtoras na área de assentamento de mármore e granito.

12. (ESAF - 2009 - Receita Federal - Auditor Fiscal da Receita Federal) Hermano deve
contribuir só como contribuinte individual. ( )

13. (ESAF - 2009 - Receita Federal - Auditor Fiscal da Receita Federal) A construtora ABC
pode contribuir como contribuinte individual autônomo. ( )

14. (ESA
(ESAFF - 2009
2009 - Rece
Receit
itaa Fede
Federa
rall - Audi
Audito
torr Fisca
Fiscall da Rece
Receit
itaa Fede
Federa
ral)
l) Herm
Herman
ano
o e a
construtora ABC devem contribuir
contribuir sobre a folha de pagamento de seus empregados. ( )

15. (ESAF - 2009 - Receita Federal - Auditor Fiscal da Receita Federal) Hermano não pode
contribuir como empresa, pois é pessoa natural.
natural. ( )

16. (ESAF - 2009 - Receita Federal - Auditor Fiscal da Receita Federal) A construtora ABC não
deve contribuir sobre a folha de pagamento de seus empregados, pois eles prestam serviços
a terceiros. ( )

17. (TRT - 2ª REGIÃO/2010) A contribuição do empregador doméstico é de 11% (onze por


cento) do salário-de-contribuição
salário-de-contribuição do empregado doméstico a seu serviço. ( )

18. (TRT - 2ª REGIÃO/2010) A contribuição a cargo da empresa, destinadas à Seguridade


Social, é de 20% (vinte por cento) sobre o total das remunerações pagas, devidas ou
creditadas a qualquer título, durante o mês, aos segurados empregados e trabalhadores
avulsos que lhe prestem serviços, destinadas a retribuir o trabalho, qualquer que seja a sua
forma,
forma, quer
quer pelos
pelos serviç
serviços
os efetiv
efetivamen
amente
te presta
prestados
dos,, quer
quer pelo
pelo tempo
tempo à dispo
disposiç
sição
ão do
empregador ou tomador de serviços, excluídas as gorjetas, os ganhos habituais sob a forma
de utilidades
utilidades e os adiantamentos decorrentes
decorrentes de reajuste salarial. ( )

19. (TRT - 2ª REGIÃO/2010) Equipara-se ao empregador rural pessoa natural o consórcio


simplificado de produtores rurais, formado pela união de produtores rurais pessoas naturais,
que outorgar a um deles poderes para contratar, gerir e dispensar trabalhadores para
pres
prestaç
tação
ão de servi
serviço
ços,
s, excl
exclus
usiv
ivam
amen
ente
te,, aos
aos seus
seus inte
integr
grant
antes
es,, medi
median
ante
te docu
docume
ment
ntoo
registrado em cartório de títulos e documentos ( )

20. (Técnico INSS 2008) Marcela, empregada doméstica, após ter sofrido grave acidente
enquanto
enquanto limpava a vidraça
vidraça da casa de sua patroa, recebeu auxílio-doe
auxílio-doença
nça por três meses.

Prof. Italo Romano Eduardo


Depois
Depois desse
desse períod
período,o, foi compro
comprovad
vadame
amente
nte consta
constatad
tadaa a reduçã
reduçãoo de sua capaci
capacidad
dade
e
laborativa. Nessa situação, Marcela terá direito ao auxílio-acidente correspondente a 50% do
valor que recebia a título de auxílio-doença. ( )

21. (Analista INSS 2009) No que diz respeito ao Salário Maternidade, é correto afirmar que o
salário-maternidade é devido à segurada da previdência social, durante 90 dias, com início
28 dias antes e término 61 dias depois
d epois do parto. ( )

22. (BRB/Advogado/2009) Maria, contribuinte individual do RGPS, em virtude de problemas


em sua gestação, teve que antecipar seu parto em dois meses. Nessa situação, considerando
a legislação previdenciária de regência, Maria deve ter pago no mínimo dez contribuições
mensais para ter direito ao benefício previdenciário denominado salário-maternidade.
salário-maternidade. ( )

23. (CEF/Advogado/2010) Antônia obteve guarda judicial para fins de adoção de Ana, menor
impúbere de dois anos de idade. Nessa situação, Antônia fará jus
j us ao benefício previdenciário
denominado licença-maternidade por um período de trinta dias. ( )

24. (PGE Amapá/Procurador do Estado/2006) Considere que Cláudia seja casada com Célio e
que por diversas razões eles não possam conceber filhos naturalmente. Nessa situação, caso
Cláudia e Célio resolvam adotar uma criança com idade entre um e quatro anos, Cláudia, se
for segurada da previdência social, terá direito a receber o benefício do salário maternidade
pelo período de 60 dias. ( )

25. (PGE ES/Procurador do Estado/2008) A segurada que adota criança ou obtém guarda
 judicial para fins de adoção faz jus ao salário-maternidade por período variável de acordo
com a idade da criança. ( )

26. (Técnico INSS 2008) Helena, grávida de nove meses de seu primeiro filho, trabalha em
duas empresas de telemarketing. Nessa situação, Helena terá direito ao salário-maternidade
em relação a cada uma das empresas, mesmo que a soma desses valores seja superior ao
teto dos benefícios da previdência social. ( )

27. (Técnico INSS 2008) Rute, professora em uma escola particular, impossibilitada de ter
filhos, adotou gêmeas recém-nascidas cuja mãe falecera logo após o parto e que não tinham
parentes que pudessem cuidar delas. Nessa situação, Rute terá direito a dois salários-
maternidade. ( )

28. (Analista INSS 2009) No que diz respeito


respeito ao Salário Maternidade,
Maternidade, é correto
correto afirmar que
quando houver adoção ou guarda judicial para adoção de mais de uma criança, será devido
um salário-maternidade relativo a cada criança até nove anos. ( )

29. (Técnico INSS 2008) José tem 20 anos de idade e recebe a pensão decorrente do
falecimento de seu pai, Silas, de quem é filho único. Nessa situação, quando José completar
a idade de 21 anos, o benefício será extinto, haja vista a inexistência de outros dependentes
da mesma classe. ( )

30. (TRF 5ª Região/Juiz Federal/2007) Joana trabalha em uma indústria têxtil e, portanto, é
segurada
segurada da previdênci
previdênciaa social na qualidade
qualidade de empregada
empregada;; além disso, ela recebe
recebe pensão
por
por mort
mortee deco
decorr
rren
ente
te do fale
faleci
cime
ment
ntoo de seu
seu espo
esposo
so.. Ness
Nessaa situ
situaç
ação
ão,, caso
caso fiqu
fique
e
desempregada, Joana não terá direito a seguro-desemprego, pois já recebe pensão por
morte. ( )

Prof. Italo Romano Eduardo


31. (TRF
(TRF 5ª Região
Região/Ju
/Juiz
iz do Trabal
Trabalho/
ho/2006
2006)) Maria
Maria divor
divorcio
ciou-s
u-se
e de Arnald
Arnaldo,
o, passan
passando
do a
recebe
receberr alimen
alimentos
tos.. Poster
Posterio
iorme
rmente
nte,, Arnald
Arnaldo,
o, que se encon
encontra
trava
va em uni
união
ão estáve
estávell com
Miriam,
Miriam, sem ter filhos de ambos os relacioname
relacionamentos,
ntos, faleceu.
faleceu. Nessa situação,
situação, tanto Maria
quanto Miriam têm direito à pensão por morte. ( )

32. (PGE AL/Procurador do Estado/2008) Para a concessão do benefício aos dependentes do


segurado, não se admite a alegação de morte presumida, mas apenas de morte real. ( )

33. (TRF 5ª Região/Juiz Federal/2009) A pensão por morte será devida ao conjunto dos
depe
depend
nden
ente
tess do segu
segura
rado
do que
que fale
falece
cer,
r, apos
aposen
enta
tado
do ou não,
não, a cont
contar
ar da data
data do
requerimento do benefício, no caso de morte presumida. ( )

34. (CEF/Advogado/2010) Renato desapareceu após sofrer trágico acidente automobilístico


e, em virtude desse fato, seus dependentes requereram, observados os preceitos legais
pertinentes, pensão provisória por morte presumida. Após dois anos, Renato reapareceu,
depois de ter-se recuperado de perda de memória decorrente do referido acidente. Nessa
situação, verific
verificado
ado o reapar
reapareci
ecimen
mento
to do segura
segurado,
do, o pagame
pagamento
nto da pensão
pensão cessar
cessaráá
imedia
imediatam
tament
ente,e, sendo
sendo obriga
obrigados
dos os depend
dependent
entes
es a repor
repor os valore
valoress recebi
recebidos
dos a título
título
provisório. ( )

35. (Natal/Procurador/2008) Em regra, o valor mensal da pensão por morte equivale a 91%
do valor da aposentadoria que o segurado recebia ou daquela a que teria direito se estivesse
aposentado por invalidez na data de seu falecimento. ( )

36. (MS CONCURSOS - 2009 - TRT - 9ª REGIÃO (PR) - Juiz) A pensão por morte, havendo mais
de um pensionista, será rateada da seguinte forma: 50% para o cônjuge, companheiro ou
companheira e 50% em partes iguais aos demais dependentes. ( )

37. (DPU/D
(DPU/Defe
efenso
nsorr Públic
Públicoo da União/
União/2007
2007)) Consid
Considere
ere que Silva
Silvano
no seja segur
segurado
ado não
não--
aposent
aposentado
ado da previd
previdênc
ência
ia social
social e tenha
tenha sido condenad
condenado
o pela
pela prátic
práticaa de crime
crime que
determinou
determinou o início
início do cumprimen
cumprimento to da pena em regime fechado. Nessa situação, a renda
mensal inicial do auxílio-reclusão devida aos dependentes é calculada de acordo com o
modelo de cálculo a ser utilizado em caso de aposentadoria por invalidez. ( )

38. (DPU/Defensor Público da União/2007) O auxílio-reclusão será devido, nas mesmas


condições da pensão por morte, aos dependentes do segurado recolhido à prisão, exceto se
esta se deu em decorrência do cometimento de crime hediondo. ( )

39. (CESPE - 2009 - BACEN - Procurador) A doença ou lesão de que o segurado já era portador
ao filiar-se ao RGPS não lhe conferirá direito à aposentadoria por invalidez, ainda quando a
incapacidade sobrevier por motivo de progressão ou agravamento dessa doença ou lesão. ( )

40. (TRT - 2010 - TRT - 6ª Região (PE) – Juiz) O Regime Geral de Previdência Social concede as
seguint
seguintes
es presta
prestaçõe
çõess aos segura
segurados
dos:: apo
aposen
sentad
tadori
oriaa (por
(por invali
invalidez
dez,, ida
idade,
de, tempo
tempo de
contribui
contribuição
ção e especial),
especial), auxílio-d
auxílio-doença,
oença, salário-fam
salário-família
ília,, salário-mat
salário-materni
ernidade,
dade, auxílio-
auxílio-
acidente e reabilitação profissional. ( )

41. (FGV - 2008 - TCM-RJ - Procurador) O princípio da eqüidade na participação do custeio da


seguridade social se expressa, entre outros, pelas alíquotas de contribuição diferentes para
as empresas e para os trabalhadores. ( )

Prof. Italo Romano Eduardo


42. (CESPE - 2008 - INSS - Analista do Seguro Social) A importância da proteção social justifica
a ampla diversidade da base de financiamento da seguridade social. Com o objetivo de
expa
expand
ndir
ir ou de gara
garant
ntir
ir a segu
seguri
rida
dade
de soci
social
al,, pode
poderá
rá ser
ser inst
instit
ituí
uída
da outra
outrass font
fontes
es de
financiamento, de acordo com o texto constitucional. ( )

43. (TRT - 2010 - TRT - 6ª Região (PE) – Juiz) Uma pessoa aposentada pelo Regime Geral da
Previdência Social, ao voltar a exercer atividade abrangida por este regime, é segurado
obrigatório em relação a essa atividade. ( )

44. (Juiz TRT Região


Região 23 – Mato Grosso – Fevereiro
Fevereiro 2008) Por lei complementar
complementar poderão
poderão ser
instituídas outras fontes destinadas a garantir a manutenção ou expansão da seguridade
social. ( )

45. (TRT - 2010 - TRT - 6ª Região (PE) – Juiz) Os militares vinculam-se obrigatoriamente ao
Regime Geral de Previdência Social, independentemente de estarem vinculados a regime
próprio de previdência. ( )

46. (TRF 1ª Região/Juiz Federal/2009) Com base no princípio constitucional da solidariedade,


o legislador poderá garantir prioridade a determinadas prestações a serem garantidas ao
beneficiário do sistema de seguridade social. ( )

47. (TRF 1ª Região/Juiz Federal/2009) O regime da solidariedade social é garantido pela


cobrança compulsória de contribuições sociais, exigidas apenas de indivíduos segurados,
bem como de pessoas jurídicas. ( )

48. (TRF 1ª Região/Juiz Federal/2009) Ressalvadas as situações excepcionais de força maior


devidamente comprovadas, nenhum benefício ou serviço pode ser instituído, majorado ou
estendido a categorias de segurados sem correspondente fonte de custeio. ( )

49. (TRT 5ª Região/Juiz


Região/Juiz do Trabalho/2006
Trabalho/2006)) Não ofende os princípio
princípioss da seguridade social
social a
possibilidade de se criar um sistema de inclusão previdenciária com alíquotas e carências
inferiores às vigentes. ( )

50. (PGE Amapá/Procurador do Estado/2006) A solidariedade constitui importante princípio


da previdência social, na medida em que representa um dos aspectos mais característicos do
sistema de proteção coletiva. Como exemplo de sua aplicação, observa-se a possibilidade de
uma pessoa, em seu primeiro
primeiro dia de trabalho,
trabalho, aposentar-se
aposentar-se por invalidez
invalidez caso venha a ser
vítima de um acidente de trabalho. ( )

51. (Município de Natal/Procurador/2008) A seguridade social compreende um conjunto


integrado de ações de iniciativa dos poderes públicos e da sociedade destinadas a assegurar
os direitos relativos à saúde, à previdência, à assistência social, sendo certo que o acesso a
tais direitos ocorre mediante contribuição do beneficiário. ( )

52. (TRT - 2010 - TRT - 6ª Região (PE) – Juiz) A concessão do salário-família e a do auxílio
reclusão para os dependentes dos segurados que recebam remuneração até o teto de
contribuição do Instituto Nacional do Seguro Social estão entre algumas das situações
cobertas pela previdência social. ( )

Prof. Italo Romano Eduardo


53. (PGE
(PGE ES/Pro
ES/Procur
curado
ador/20
r/2008)
08) A admini
administra
stração
ção da seguri
seguridad
dade
e social
social possui
possui caráte
caráterr
democrático
democrático mediante gestão quadripart
quadripartite,
ite, com a participa
participação
ção dos trabalhado
trabalhadores,
res, dos
empregadores, dos aposentados e do governo nos órgãos colegiados. ( )

54. (AFRFB
(AFRFB/20
/2009)
09) À luz
luz da Organ
Organiza
ização
ção da Segur
Segurida
idade
de Social
Social defini
definida
da na Consti
Constitui
tuição
ção
Federal, a Saúde possui abrangência universal, sendo qualquer pessoa por ela amparada. ( )

55. (JUIZ FEDERAL


FEDERAL SUBSTITUTO
SUBSTITUTO DA 4ª REGIÃO)
REGIÃO) Assinala
Assinalarr a alternativa
alternativa corret
correta:
a:
A incapacidade laboral proveniente de doença de que o segurado já era portador quando se
filiou à Previdência:
a) Não enseja
enseja direito
direito a auxíli
auxílio-d
o-doen
oença
ça ou a aposen
aposentad
tadori
oriaa por invalide
invalidezz em nenhuma
nenhuma
hipótese.
b) Some
Soment
ntee ense
enseja
ja dire
direito
ito a auxí
auxílio
lio-d
-doe
oenç
nçaa ou a apos
aposen
enta
tado
doria
ria por
por inva
invalilide
dez,
z, se o
segurado comunicou à Previdência a existência da enfermidade quando da filiação.
c) Enseja
Enseja direito
direito a auxílio-doença,
auxílio-doença, mas não
não a aposentadoria
aposentadoria por invalide
invalidez.
z.
d) Enseja direito
direito a auxilio-doença
auxilio-doença ou a aposentadoria
aposentadoria por invalidez,
invalidez, se a incapacidade
incapacidade for
posterior à filiação, resultando do agravamento ou progressão da doença.

56. (JUIZ FEDERAL


FEDERAL SUBSTITUTO
SUBSTITUTO DA 4ª REGIÃO)
REGIÃO) Assinala
Assinalarr a alternativa
alternativa corret
correta:
a:
Quanto ao benefício de pensão por morte no atual regime (Lei 8.213/91):
a) Indepe
Independe
nde de carên
carência.
cia.
b) No caso
caso de dest
destin
inaçã
ação
o aos
aos depe
depend
nden
ente
tes,
s, para
para o reco
reconh
nhec
ecim
imen
ento
to do dire
direit
ito,
o, é
irrelevante o fato do de cujus não deter a qualidade de segurado à época do óbito.
c) O fato de o dependente
dependente já perceber
perceber benefício
benefício de aposentadoria
aposentadoria por tempo
tempo de serviço
serviço
ou invalidez obsta o direito à pensão.
d) Havendo
Havendo mais de um pensionista,
pensionista, a parte daquele
daquele cujo direito à pensão cessar
cessar não
reverte em favor dos demais pensionistas.

57.
57. (JUI
(JUIZZ DO TRF
TRF 5 ª REGI
REGIÃO
ÃO)) É exig
exigív
ível
el comp
compro
rova
vaçã
ção
o do perí
períod
odo
o de carê
carênc
ncia
ia para
para
concessão de:
a) Pensão
Pensão por morte ou auxílio-re
auxílio-reclusã
clusão
o aos dependentes.
dependentes.
b) Auxílio-acid
Auxílio-acidente
ente decorrente
decorrente de incapacidade
incapacidade extralaborativa
extralaborativa..
c) Aposentadori
Aposentadoriaa por tempo de
de contribuição
contribuição a segurad
segurado
o especial.
especial.
d) Aposentadori
Aposentadoriaa por invalidez a contribuint
contribuinte
e individual
individual acometido
acometido de AIDS.
e) Salário-mate
Salário-maternida
rnidade
de a empregada,
empregada, exceto
exceto a doméstica.
doméstica.

Prof. Italo Romano Eduardo


58. (JUIZ DO
DO TRABALHO
TRABALHO SUBSTITU
SUBSTITUTO)
TO) Assinale
Assinale a alterna
alternativa
tiva correta
correta::
a) Incumbe
Incumbe ao segurado a inscrição
inscrição de seus dependentes
dependentes junto
junto à Previdência
Previdência Social.
b) A doença degenerat
degenerativa
iva é considerada
considerada doença
doença do trabalho.
trabalho.
c) É permitido
permitido o recebiment
recebimento
o conjunto de auxílio-d
auxílio-doença
oença e aposentadori
aposentadoriaa por tempo de
contribuição.
d) A perd
perdaa da quali
qualida
dade
de de segu
segura
rado
do não
não será
será cons
consid
ider
erad
adaa para
para a conc
conces
essã
são
o das
das
aposentadorias por tempo de contribuição e especial.
e) O filh
filho
o não
não eman
emanci
cipa
pado
do,, de qual
qualqu
quer
er cond
condiçã
ição,
o, ao comp
comple
leta
tarr 18 anos
anos perd
perdee a
qualidade de dependente, salvo se for inválido.

59. (MAGISTRATUR
(MAGISTRATURA
A DO TRABALHO
TRABALHO DA 9ª REGIÃO)
REGIÃO) Considere
Considere as
as seguintes
seguintes proposiçõe
proposições:
s:
I. São princíp
princípios
ios que regem
regem a Previd
Previdênc
ência
ia Social,
Social, dentre
dentre outros,
outros, a univer
universal
salida
idade
de de
partici
participaç
pação
ão nos planos
planos previd
previdenc
enciár
iários
ios e a seletiv
seletivida
idade
de e distri
distribut
butivi
ividad
dadee na
prestação dos benefícios.
II. Independem de carência as seguintes prestações, dentre outras: pensão por morte,
auxílio-reclusão, salário-família e auxílio-acidente.
III. Mantém a qualidade de segurado, independentemente de contribuições, sem limite
de prazo, quem está em gozo de benefício.

Quais estão corretas?


(a) Todas estão corretas.
(b) Apenas duas proposições estão corretas.
c orretas.
(c) Apenas uma proposição está correta.
(d) Todas as proposições estão erradas.

60. (MAGISTRATUR
(MAGISTRATURA
A DO TRABALHO
TRABALHO DA 9ª REGIÃO)
REGIÃO) Considere
Considere as
as seguintes
seguintes proposiçõe
proposições:
s:
I. Se o pai e mãe forem segur
segurados
ados empre
empregad
gados
os ou avulsos,
avulsos, cada
cada qual terá direit
direito
o ao
salário-família.
II. A lei consider
consideraa aciden
acidente
te do trabal
trabalho
ho também
também as doenças
doenças profissi
profissiona
onais,
is, que são as
causadas por agentes físicos, químicos ou biológicos inerentes a certas funções ou
atividades, e a doença do trabalho, que é a adquirida ou desencadeada em função de

Prof. Italo Romano Eduardo


condições especiais em que o trabalho é realizado e com ele se relaciona diretamente,
desde que constante da relação mencionada no Anexo II do Decreto 3.048/99.
III. Nos termos da legislação vigente, cabe à empresa pagar o salário-maternidade devido
à resp
respect
ectiv
ivaa empr
empreg
egad
adaa gest
gestan
ante
te,, efet
efetiv
ivan
ando-
do-se
se a comp
compen
ensa
saçã
ção
o quan
quando
do do
recolh
recolhime
imento
nto das contri
contribui
buições
ções incide
incidente
ntess sobre
sobre a folha
folha de salári
salários
os e demais
demais
rendimentos pagos ou creditados, a qualquer título, à pessoa física que lhe preste
serviço.

Assinale a alternativa correta:


(a) Todas as proposições estão corretas.
(b) Apenas I e II estão corretas.
(c) Apenas II e III estão corretas.
(d) Apenas I está correta.
(e) Apenas I e III estão corretas.

61. (JUIZ DO TRABALHO SUBSTITUTO – 2004) Analisando as proposições abaixo:


I. para a concessão
concessão da aposent
aposentadoria
adoria especia
especial,l, o segurado
segurado dependerá
dependerá de comprova
comprovação,
ção,
perante o INSS, do tempo de trabalho permanente ou intermitente, exercido em
condições especiais que prejudiquem a saúde ou a integridade física;
II. a aposen
aposentad
tadori
oriaa especi
especial,
al, por motivo
motivo de condiç
condições
ões de trabalh
trabalho
o que prejudi
prejudique
quem
m a
saúde ou a integridade física, é concedida ao contribuinte individual somente quando
cooperado, filiado a cooperativa de trabalho ou de produção, que tenha laborado pelo
prazo mínimo definido em lei;
III. o salário-família não é devido ao segurado empregado doméstico e ao trabalhador
avulso;
IV. o salário-fam
salário-família
ília será pago mensalmente
mensalmente ao trabalhador
trabalhador rural aposentad
aposentado
o por idade
aos 60 (sessenta) anos, se do sexo masculino, ou 55 (cinqüenta e cinco) anos, se do
sexo feminino, pelo INSS, juntamente com a aposentadoria.
Assinale:
a) Apenas
Apenas II e IV
IV estão
estão corret
corretas.
as.
b) Apenas I, II e III estão
estão corretas.
corretas.
c) Apenas
Apenas II, III e IV estão
estão corret
corretas.
as.
d) Apenas I e IV estão
estão corret
corretas.
as.

Prof. Italo Romano Eduardo


e) Apenas
Apenas I e III estão corretas.
corretas.

62. (JUIZ DO
DO TRABALHO
TRABALHO SUBSTITU
SUBSTITUTO
TO – 2004) Assina
Assinale
le a alternati
alternativa
va INCORRETA:
INCORRETA:
a) É de 10 (dez) anos o prazo
prazo de decadência
decadência para a Seguridade
Seguridade Social
Social apurar e constituir
constituir
seus créditos.
b) Mesmo após
após o advento da Emenda
Emenda Constituciona
Constitucionall nº 41/03, é vedada a incidência de
contribuição social sobre aposentadoria e pensão concedidas pelo Regime Geral de
Previdência Social.
c) Nos termos
termos da Lei nº 8.213/91, classifica
classificam-se
m-se como segurado
seguradoss obrigatórios
obrigatórios do Regime
Regime
Geral de Previdência Social: o empregado, o empregado doméstico, o contribuinte
individual, o trabalhador avulso e o segurado especial.
d) São isenta
isentass de contri
contribui
buição
ção para
para a seguri
seguridad
dadee social
social as entida
entidades
des benefice
beneficente
ntess de
assistência social que atendam às exigências estabelecidas em lei.
e) O salário-matern
salário-maternidad
idade
e para a segurada
segurada empregada
empregada ou trabalhadora
trabalhadora avulsa consistirá
consistirá
numa renda mensal igual a sua remuneração integral, sendo que tal benefício não
poderá exceder o valor do subsídio mensal, em espécie, dos Ministros do Supremo
Tribunal Federal.

63. (Juiz do Trabalho Substituto - TRT 23ª REGIÃO Abril 2008) Analise as assertivas abaixo e
marque a alternativa CORRETA:

I - É de dez anos o prazo de decadência para o lançamento das contribuições sociais devidas à
Previdência Social.

II - Nenhu
Nenhum
m benefí
benefício
cio ou serviç
serviço
o da seguri
seguridad
dadee social
social poderá
poderá ser
ser criado
criado,, majora
majorado
do ou
estendido sem a correspondente fonte de custeio total.

III - Deve ser instituída por meio de lei complementar a contribuição social que tenha por base
de cálculo os valores pagos a trabalhadores autônomos.

a) Apenas o item I é verdadeiro.

b) Apenas o item II é verdadeiro.

c) Apenas o item III é verdadeiro.

Prof. Italo Romano Eduardo


d) Todos os itens são falsos.

e) Todos os itens são verdadeiros.

64. (JUIZ DO TRF 5 ª REGIÃO) Constitui


Constitui princípio
princípio aplicável especificam
especificamente
ente à previdênc
previdência
ia
social:

a) Aces
Acesso
so univ
univer
ersa
sall iguali
igualitá
tári
rio.
o.
b) Amparo
Amparo às crian
crianças
ças e adole
adolesce
scente
ntess carente
carentes.
s.
c) Auto
Autono
nomi
miaa da vont
vontad
ade.
e.
d) Participação
Participação da iniciati
iniciativa
va privada
privada em caráter
caráter concorrente.
concorrente.
e) Cálc
Cálcul
ulo
o dos
dos bene
benefí
fíci
cios
os cons
consid
ider
eran
ando
do-s
-see os salá
salári
rios
os-d
-de-
e-co
cont
ntri
ribu
buiç
ição
ão corr
corrig
igid
idos
os
monetariamente.

65. (PROCURADOR
(PROCURADOR/INSS
/INSS)) Se Tício, aposen
aposentado
tado pela previd
previdência
ência social
social a partir
partir de 5 de julho
de 1999, passou a perceber proventos de R$ 400,00, terá direito à gratificação natalina
paga
paga pelo
pelo INSS
INSS,, a qual
qual,, mant
manten
endo
do-se
-se inal
inalte
tera
rado
doss os prov
proven
entos
tos,, equi
equiva
vale
lerá
rá,, em
dezembro do mesmo ano, a R$ 200,00. ( )

66. (JUI
(JUIZZ FEDER
FEDERAL
AL SUBS
SUBSTIT
TITUTO DA 1a REGIÃO) É correto afirmar, à luz das disposições
UTO
constitucionais que cuidam da previdência social, que:
a) Todos
Todos os salários-d
salários-de-con
e-contribui
tribuição
ção considerados
considerados para o calculo
calculo dos benefícios
benefícios serão
devidamente atualizados, na forma da lei.
b) A gratificação
gratificação natalina dos aposentado
aposentadoss e pensionistas
pensionistas terá por base o valor da média
dos proventos percebidos durante o ano, atualizados na forma da lei.
c) O participante
participante de regime próprio
próprio de previdência
previdência social poderá filiar-se
filiar-se,, na qualidade
de segurado facultativo, ao Regime Geral de Previdência Social.
d) O reajustame
reajustamento
nto dos benefícios,
benefícios, para preservar-lhes,
preservar-lhes, em caráter permanent
permanente,
e, o valor
real, não poderá determinar diminuição quanto ao número de salários mínimos a que
correspondiam as respectivas rendas mensais iniciais.

67. (FISCAL
(FISCAL/INS
/INSSS Podem
Podem assumir
assumir a condi
condição
ção de segura
segurado
doss faculta
facultativ
tivos:
os: a don
dona-d
a-de-c
e-casa
asa,, o
estudante
estudante menor de quatorze
quatorze anos, o síndico
síndico de condomíni
condomínio,o, o bolsista
bolsista e o estagiário
estagiário
assim definidos em lei,
lei, além do presidiário
presidiário que não exerce
exerce atividade remunerada.
remunerada. ( )

68. (FISCAL/INSS
(FISCAL/INSS)) Na condição de segurado
segurado facultativ
facultativo,
o, poderão
poderão inscrever-s
inscrever-se
e o brasileiro
brasileiro
que acompa
acompanha
nha cônjug
cônjuge
e que presta
presta serviç
serviços
os no exteri
exterior
or e aquele
aquele que perdeu
perdeu a
condição de segurado obrigatório
obrigatório em face do desemprego. ( )

Prof. Italo Romano Eduardo


69. (JUIZ FEDERAL SUBSTITUTO DA 1a REGIÃO) A perda da qualidade de segurado não
prejudica o direito à aposentadoria para cuja concessão tenham sido preenchidos todos
os requisitos, segundo a legislação em vigor à época em que tais requisitos foram
atendidos. ( )

70. (JUIZ FEDERAL SUBSTITUTO DA 1a REGIÃO) A empregada doméstica poderá filiar-se,


como segurada facultativa, ao Regime Geral de Previdência Social. ( )

71. (JUIZ FEDERAL SUBSTITUTO DA 1a REGIÃO) Todo aquele que exercer,


concomitantemente, mais de uma atividade remunerada sujeita ao Regime Geral de
Previdência Social é obrigatoriamente filiado em relação a cada uma delas. ( )

72. (JUIZ SUBSTITUTO DA 5a REGIÃO) O garimpeiro é considerado segurado especial para o


recebimento de benefícios previdenciários. ( )

73. (FISCAL/INSS) O segurado que deixar de exercer atividade abrangida pela previdência
social conserva essa qualidade, independentemente de contribuição, com todos os
direitos previdenciários, até doze meses após a cessação das contribuições que vinha
realizando como segurado obrigatório. Mas, se ele já havia pago mais de cento e vinte
contribuições para a previdência social, este prazo de doze meses fica aumentado para
vinte e quatro meses. ( )

74. (PROCURADOR/INSS) Considere a seguinte situação hipotética: Silvio divorciou-se de


Celina. No acordo de separação, cujas condições foram ratificadas por ocasião da
conversão da separação judicial em divórcio, houve a dispensa recíproca do pagamento
de alimentos, já que ambos dispunham de rendimentos próprios. Silvio constituiu,
então, união estável com Cida, vindo a falecer após vários anos de vida em comum com
esta companheira. Cida e Celina, cada qual individualmente, requereram, então, pensão
por morte junto ao INSS.
Nessa situação, considerando que, em nenhum dos seus relacionamentos, Silvio teve
filhos, o órgão previdenciário deve conceder a totalidade do benefício a Cida. ( )

75. Equiparam-se aos filhos de qualquer condição, mediante declaração escrita do


segurado e prova de que sobrevivem às custas deste, na qualidade de dependentes:
a) A mãe e o pai inválido.
b) Os irmãos não-emancipados, inválidos, de qualquer condição.
c) A pessoa que com ele mantenha união estável e seus filhos menores.
d) Os menores sob tutela.
e) As pessoas menores de vinte e um anos ou maiores de sessenta anos, ou inválidas.

76. (JUIZ SUBSTITUTO DA 5a REGIÃO) O divórcio não acarreta a perda da qualidade de


dependente para o cônjuge, se fixada a prestação de alimentos. ( )

Prof. Italo Romano Eduardo


77. (JUIZ SUBSTITUTO DA 5a REGIÃO) O benefício é pago à filha solteira menor de vinte e
um anos, que continuará a recebê-lo após a maioridade, cessando com o casamento ou
união estável. ( )

SUBSTITUTO DA 5a REGIÃO) O aposentado do regime que se torna viúvo não


78. (JUIZ SUBSTITUTO
recebe pensão
pensão pela morte da mulher. ( )

79. (TÉCNICO PREVIDENCIÁRIO) Entre as várias situações cobertas pela previdência social,
está a concessão do salário-família e do auxílio-reclusão para os dependentes dos segurados
que recebam remuneração
remuneração até o teto de contribuição
contribuição do INSS. ( )

80. (FISC
(FISCAL
AL/I
/INS
NSS)
S) Cons
Consid
ider
eran
ando
do queque um indi
indiví
vídu
duoo se vinc
vincul
ulas
asse
se ao Regi
Regime
me Gera
Gerall de
Previdência Social no momento de sua contratação como empregado por uma empresa,
então
então não haveri
haveriaa nova
nova filiaçã
filiação
o desse
desse ind
indiv
ivídu
íduo
o ao mesmo
mesmo regime
regime,, caso
caso viesse
viesse a
exercer,
exercer, concomitant
concomitantemente
emente,, outra atividade
atividade econômica,
econômica, na condição
condição de trabalhar
trabalhar
autônomo. ( )

81. (FISCAL/INSS
(FISCAL/INSS)) Para os efeitos
efeitos previdenciá
previdenciários,
rios, inscriç
inscrição
ão de segurado
segurado é o ato pelo qual o
segurado é cadastrado no Regime Geral de Previdência Social. No caso de segurado
empregado, sua inscrição é efetuada diretamente
diretamente na empresa. ( )

82. (TÉCNICO
(TÉCNICO PREVID
PREVIDENC
ENCIÁR
IÁRIO/
IO/2003
2003)) É vedada
vedada a inscri
inscrição
ção de segurado
segurado após sua morte,
morte,
exceto em caso de segurado especial. ( )
83. (ANALISTA
(ANALISTA PREVIDENCI
PREVIDENCIÁRIO/
ÁRIO/2003)
2003) A inscrição
inscrição de dependen
dependente
te na previdência
previdência social
social não
pode ser feita antes do requerimento do benefício a que tiver direito. ( )

84.
84. (FIS
(FISCA
CALL/INS
/INSSS) O auxí
uxílio-
lio-rreclu
eclusã
são
o e a apo
aposen
sentado
tadorria por idad
idade
e de segu
segura
rad
do
empregado doméstico são benefícios previdenciários que dependem, respectivamente, de
período de carência de doze contribuições mensais e de cento e oitenta contribuições
mensais. ( )

85. (FISCA
(FISCAL/I
L/INSS
NSS)) Para
Para que
que o segur
segurado
ado tenha
tenha dire
direito
ito a certo
certoss benef
benefíci
ícios
os pre
previd
videnc
enciár
iários
ios,,
é necessário que tenha pago um determinado número de contribuições mensais, o que se
denomina de período de carência.
carência. ( )

86. É exigível comprovação do período de carência para concessão de:

a) Aposentadoria por tempo de contribuição a segurado especial.

Prof. Italo Romano Eduardo


b) Aposentadoria por invalidez a contribuinte individual acometido de AIDS.

c) Salário-maternidade à empregada, exceto a doméstica.

d) Pensão por morte ou auxílio-reclusão aos dependentes.

e) Auxílio-acidente decorrente de incapacidade extralaborativa.

87. (JUIZ SUBSTITUTO DA 5a REGIÃO) Todos os benefícios previstos dependem de número


mínimo de contribuições mensais. ( )

88. (JUIZ SUBSTITUTO


SUBSTITUTO DA 5a REGIÃO)
REGIÃO) O segurado
segurado homem com sessenta
sessenta e cinco
cinco anos e
mulher com sessenta anos têm direito à aposentadoria por idade, independentemente de
número mínimo de contribuições. ( )

89. (DEFENSOR
(DEFENSOR PÚBLICO
PÚBLICO DA UNIÃO)
UNIÃO) Tirso foi inscrito
inscrito no Regime
Regime Geral
Geral de Previdênci
Previdênciaa
Social em 30/7/2001, por ocasião da celebração do seu primeiro contrato de trabalho, tendo
sido providenciada, igualmente, a inscrição de sua esposa na qualidade de dependente. No
dia 9 do mês subseqüente, contudo, Tirso veio a óbito, vítima de homicídio praticado por um
desafeto.
desafeto. Nessa situação, a dependente
dependente do segurado
segurado falecido não terá direito ao benefício
benefício
de pensão por morte, em virtude de não haver transcorrido o prazo de carência definido em
lei. A dependente faria jus ao benefício, contudo, se o óbito do segurado decorresse de
acidente de trabalho. ( )

90.
90. (ANA
(ANALI
LISSTA PREV
PREVID
IDEN
ENCI
CIÁR
ÁRIO
IO/2
/200
003)
3) O con
contrib
tribui
uint
nte
e ind
individ
ividua
uall pode
pode,, desd
desde
e que
que
provado o exercício da atividade, recolher contribuições relativas a competências anteriores
à sua primeira contribuição,
contribuição, que serão computadas inclusive para efeito de carência. ( )

91. (JUIZ
(JUIZ DO TRABAL
TRABALHO
HO SUBST
SUBSTITU
ITUTO)
TO) Assina
Assinale
le a alte
alterna
rnativ
tivaa corr
correta
eta em relaçã
relação

carência dos seguintes benefícios previdenciários:

a) A apos
aposen
entad
tadori
oriaa por
por inv
inval
alid
idez
ez e o aux
auxíli
ílio-
o-aci
acide
dent
ntee inde
indepe
pend
ndem
em de car
carên
ência
cia..

b) O auxíl
auxílio-
io-aci
aciden
dente
te e o auxí
auxílilio-
o-doe
doenç
nçaa inde
indepe
pend
ndem
em de carê
carênc
ncia
ia..

c) O sal
salár
ário-
io-ma
mate
tern
rnid
idad
adee par
paraa as
as segu
segura
rada
dass emp
empre
rega
gada
da,, emp
empre
rega
gada
da domé
domést
stic
icaa e
trabalhadora avulsa independe de carência.

Prof. Italo Romano Eduardo


d) O aux
auxíl
ílio
io-r
-rec
eclu
lusã
são
o pos
possu
suii a carê
carênc
ncia
ia de 12
12 (d
(doze)
oze) mese
meses.
s.

e) A apos
aposen
enta
tado
dori
riaa por
por inva
invalid
lidez
ez e auxí
auxílio
lio-a
-aci
cide
dent
ntee poss
possue
uem
m a carê
carênc
ncia
ia de
de 12 (do
(doze
ze))
meses.

92. (CESPE - 2008 - PGE-ES - Procurador de Estado) O servidor público ocupante de cargo em
comissão, sem vínculo efetivo com a União, com as autarquias, inclusive em regime especial, e
com as fundações públicas federais,
federais, é segurado obrigatório do RGPS. ( )

93. (CESPE - 2008 - PGE-ES - Procurador de Estado) O servidor público municipal detentor de
cargo efetivo, ainda que não amparado por regime próprio de previdência social, está excluído
do RGPS. ( )

94. (CESPE - 2009 - TCE-ES - Procurador Especial de Contas) Segundo previsão constitucional,
exceto na hipótese de profissionais da saúde, é vedada a filiação ao RGPS, na qualidade de
segurado facultativo, de pessoa participante de regime próprio de previdência. ( )

95. (FCC - 2006 - PGE-RR - Procurador de Estado) De acordo com a legislação previdenciária e
respectiva regulamentação são segurados obrigatórios do Regime Geral de Previdência Social:
o empr
empreg
egad
ado,
o, incl
inclus
usiv
ivee o domé
domést
stico
ico,, o trab
trabalh
alhado
adorr avul
avulso
so,, o segu
segurad
rado
o espe
especi
cial
al e o
contribuinte individual. ( )

96. (TRT - 2010 - TRT - 6ª Região (PE) – Juiz) O associado eleito para cargo de direção, na
sociedade
sociedade cooperativa,
cooperativa, é segurado
segurado obrigatório
obrigatório do regime
regime geral de previdência
previdência social, na
condição de contribuinte individual. ( )

97. (Inédita) José é pescador artesanal e desenvolve a sua atividade sozinho, sendo vinculado
à Previdência Social na categoria de segurado especial. Nesta situação, se for eleito para a
direção do sindicato dos pescadores artesanais da sua cidade, José passará à categoria de
contribuinte individual. ( )

98. (TRT - 2010 - TRT - 6ª Região (PE) – Juiz) O sócio de indústria, na sociedade de capital e
indúst
indústria
ria,, é segura
segurado
do obrigat
obrigatório
ório do regime
regime geral
geral de previd
previdên
ência
cia social
social,, na condiç
condição
ão de
contribuinte individual. ( )

99. (TRT - 2010 - TRT - 6ª Região (PE) – Juiz) Considera-se trabalhador avulso aquele que
presta
presta serviços
serviços sem vínculo empregatício,
empregatício, de natureza
natureza urbana ou rural, a diversas
diversas empresas,
empresas,
com ou sem a intermediação de sindicato ou órgão gestor de mão-de-obra. ( )

Prof. Italo Romano Eduardo


100. (TRT - 2010 - TRT - 6ª Região (PE) – Juiz) João comprou um terreno na praia e resolveu
resolveu
construir a sua casa de veraneio. Para tanto, contratou direta e pessoalmente os trabalhadores
para a execução da obra de construção. Nessa situação, em relação aos segurados que lhe
pres
presta
tam
m serv
serviço
iços,
s, João
João é equip
equipar
arad
ado
o a uma
uma empr
empres
esaa no que
que conc
concer
erne
ne às obri
obriga
gaçõe
çõess
previdenciárias previstas na legislação. ( )

101. (PGE CE/ Procurador


Procurador do Estado/2007)
Estado/2007) Célio concluiu o curso de medicina e agora está
fazendo residência médica em hospital particular. Nessa situação, caso tenha sido contratado
de acordo com a legislação regente, para a previdência social, Célio é segurado empregado.
( )

102. (PGE CE/ Procurador do Estado/2007) Rodrigo é servidor


servidor público estadual, ocupando
ocupando o
cargo efetivo de professor de ensino médio nos períodos matutino e vespertino. Tendo em
vista a permissão do órgão em que trabalha, Rodrigo também leciona, no período noturno, em
uma escola particular. Nessa situação, Rodrigo é segurado obrigatório tanto do regime próprio
quanto do RGPS. ( )

103. (PGE CE/ Procurador do Estado/2007) Getúlio é pastor evangélico e a igreja em que
exerce sua atividade lhe dá, todos os meses, uma quantia em dinheiro, a título de ajuda de
custo. Nessa situação, apesar de a igreja considerar tais valores apenas como uma ajuda de
custo, na verdade eles constituem uma remuneração, condição que torna Getúlio segurado da
previdência social
social na qualidade de
de empregado.
empregado. ( )

104. (PF/Delegado de Polícia Federal/2004) Contratada para exercer o cargo em comissão de


assessora executiva na Presidência da República, Márcia não mantém qualquer vínculo efetivo
com a administração pública. Nessa situação, em razão da natureza precária da investidura no
referido cargo, Márcia não se enquadra na condição de segurado obrigatória da previdência
social. ( )

105. (TRT - 2010 - TRT - 6ª Região (PE) – Juiz) Pode filiar-se facultativamente ao Regime Geral
de Previdência Social o presidiário que não exerça atividade remunerada nem esteja vinculado
a qualquer regime de previdência social. ( )

106. (Analista INSS/FUNRIO/2009) O exerce


exercente
nte de mandat
mandato
o eletiv
eletivo
o federa
federal,
l, estadu
estadual
al ou
municipal, desde que não vinculado a regime próprio de previdência social é enquadrado com
contribuinte individual. ( )

Prof. Italo Romano Eduardo


107. (Analista INSS/FUNRIO/2009) Aquele que presta serviço de natureza contínua à pessoa
ou família, no âmbito residencial desta, em atividade sem fins lucrativos é enquadrado com
contribuinte individual. ( )

108. (Analista INSS/FUNRIO/2009) O pescador artesanal ou a este assemelhado que faça da


pesca profissão habitual ou principal meio de vida é enquadrado com contribuinte individual. (
)

109. (Analista INSS/FUNRIO/2009) O ministro de confissão religiosa e o membro de instituto


de vida consagrada, de congregação ou de ordem religiosa é enquadrado com contribuinte
individual. ( )

1 1 0. (TRF – 1ª REGIÃO / 2003


JUIZ
JUIZ FEDERA
FEDERALL SUBST
SUBSTITU
ITUTO)
TO) O memb
membro
ro de inst
instit
itut
uto
o de vida
vida consa
consagra
grada
da é segu
segurad
rado
o
obrigatório, porque empregado da
da entidade
entidade a que se
se vincula. ( )

01.E 41.C 81.C

02.E 42.C 82.C

03.C 43.C 83.C

04.E 44.C 84.E

05.E 45.E 85.C

06.C 46.E 86.A

07.E 47.E 87.E

08.E 48.E 88.E

09.E 49.C 89.E

10.C 50.C 90.E

11.C 51.E 91.C

12.E 52.E 92.C

13.E 53.C 93.E

Prof. Italo Romano Eduardo


14.C 54.C 94.E

15.E 55.D 95.C

16.E 56.A 96.C

17.E 57.C 97.E

18.E 58.D 98.C

19.C 59.A 99.E

20.E 60.A 100.C

21.E 61.A 101.E

22.E 62.A 102.C

23.E 63.B 103.E

24.C 64.E 104.E

25.C 65.C 105.C

26.C 66.A 106.E

27.E 67.E 107.E

28.E 68.C 108.E

29.C 69.C 109.C

30.E 70.E 110.E

31.C 71.C

32.E 72.E

33.E 73.C

34.E 74.C

35.E 75.D

36.E 76.C

37.C 77.E

38.E 78.E

Prof. Italo Romano Eduardo


39.E 79.E

40.C 80.E

Prof. Italo Romano Eduardo