Вы находитесь на странице: 1из 90

CICUITOS ELÉTRICOS II

Professor Dr. Joel David Melo Trujillo


1. Redes Polifásicas

Motivações da Aula ..
Porque estudar esta aula? Objetivos da Aula

𝑖 𝑡
𝑣 𝑡 = 𝑉𝑃 cos⁡(𝜔𝑡)
𝑖 𝑡 = 𝐼𝑝 cos⁡(𝜔𝑡 − 𝜑)
𝑣 𝑡
𝑣 𝑡 = 2𝑉cos⁡(𝜔𝑡)
𝑖 𝑡 = 2𝐼cos⁡(𝜔𝑡 − 𝜑)
• A potência instantânea:
• 𝑝 𝑡 =𝑣 𝑡 𝑖 𝑡 cos 𝐴 cos 𝐵 − sin 𝐴 sin⁡(𝐵) = cos 𝐴 + 𝐵
1 2
1 1
sin 𝐴 cos 𝐴 = sin 2𝐴 ; 𝑐𝑜𝑠 (𝐴) = cos 2𝐴 +
2 2 2
2
1. Redes Polifásicas

Motivações da Aula ..
Porque estudar esta aula? Objetivos da Aula

𝑖 𝑡
𝑣 𝑡 = 𝑉𝑃 cos⁡(𝜔𝑡)
𝑖 𝑡 = 𝐼𝑝 cos⁡(𝜔𝑡 − 𝜑)
𝑣 𝑡
𝑣 𝑡 = 2𝑉cos⁡(𝜔𝑡)
𝑖 𝑡 = 2𝐼cos⁡(𝜔𝑡 − 𝜑)
• A potência instantânea:
𝑝 𝑡 = 𝐼𝑉 cos 𝜑 + 𝐼𝑉 cos 2𝜔𝑡 − 𝜑

A potência flutuante 3
1. Redes Polifásicas

Potência em Sistemas Trifásicos ..


Potência Complexa Transformadores Trifásicos Distribuição Secundária

p  VI cos   VI cos(2t   )
Oscilante
p ou
Pulsante

i(t) V

0o t
v(t)
4
1. Redes Polifásicas

Motivações da Aula ..
Porque estudar esta aula? Objetivos da Aula
• A potência instantânea:
𝑝 𝑡 = 𝐼𝑉 cos 𝜑 + 𝐼𝑉 cos 2𝜔𝑡 − 𝜑

A potência flutuante

• A potência associada a tensões e correntes senoidais


tem um parcela não constante que pode causar
diversos problemas dependendo de sua aplicação;
• Nas máquinas elétricas a parcela não constante pode
causar fortes vibrações; 5
1. Redes Polifásicas

Motivações da Aula ..
Porque estudar esta aula? Objetivos da Aula
• A potência instantânea:
𝑝 𝑡 = 𝐼𝑉 cos 𝜑 + 𝐼𝑉 cos 2𝜔𝑡 − 𝜑

A potência flutuante

• Como evitar os problemas da potência flutuante em


aplicações industriais?
• Utilizar redes polifásicas de modo que a potência
total fique constante.
6
1. Redes Polifásicas

Motivações da Aula ..
Porque estudar esta aula? Objetivos da Aula

• Conhecer a importância das redes polifásicas;

• Analisar um circuito trifásico equilibrado;

• Calcular a potência em circuitos trifásicos.

7
1. Redes Polifásicas

• Sistemas Polifásicos

• Sistemas Trifásicos

• Potência em Sistemas
trifásicos

• Considerações Finais

8
1. Redes Polifásicas

• Sistemas Polifásicos

• Sistemas Trifásicos

• Potência em Sistemas Trifásicos

• Considerações Finais

9
1. Redes Polifásicas

• Sistemas Polifásicos

• Sistemas Trifásicos

• Potência em Sistemas Trifásicos

• Considerações Finais

10
1. Redes Polifásicas

Sistemas Polifásicos ..
Definição de Sistemas Polifásicos Vantagens de Sistemas Polifásicos

𝑣 𝑡 = 2𝑉cos⁡(𝜔𝑡)
𝑖 𝑡
𝑣 𝑡
𝑖 𝑡 = 2𝐼cos⁡(𝜔𝑡 − 𝜑)
𝑝 𝑡 = 𝐼𝑉 cos 𝜑 + 𝐼𝑉 cos 2𝜔𝑡 − 𝜑

A potência flutuante

𝑣1 𝑡 𝑖1 𝑡

𝑖1 𝑡 + 𝑖2 𝑡
𝑣2 𝑡 𝑖2 𝑡
11
1. Redes Polifásicas

Sistemas Polifásicos ..
Definição de Sistemas Polifásicos Vantagens de Sistemas Polifásicos

𝑣1 𝑡 = 2𝑉cos⁡(𝜔𝑡)
𝑖1 𝑡
𝑣1 𝑡
𝑖1 𝑡 = 2𝐼cos⁡(𝜔𝑡 − 𝜑)
𝑖1 𝑡 + 𝑖2 𝑡
𝑣2 𝑡 𝑣2 𝑡 = 2𝑉cos⁡(𝜔𝑡 − 𝜃)

𝑖2 𝑡
𝑖2 𝑡 = 2𝐼cos⁡(𝜔𝑡 − 𝜃 − 𝜑)
𝑝 𝑡 = 𝐼𝑉 cos 𝜑 + 𝐼𝑉 cos 2𝜔𝑡 − 𝜑
𝑝1 𝑡 = 𝐼𝑉 cos 𝜑 + 𝐼𝑉 cos 2𝜔𝑡 − 𝜑
𝑝2 𝑡 = 𝐼𝑉 cos 𝜑 + 𝐼𝑉 cos 2𝜔𝑡 − 2𝜃 − 𝜑
12
1. Redes Polifásicas

Sistemas Polifásicos ..
Definição de Sistemas Polifásicos Vantagens de Sistemas Polifásicos

𝑣1 𝑡 = 2𝑉cos⁡(𝜔𝑡)
𝑖1 𝑡
𝑣1 𝑡
𝑖1 𝑡 = 2𝐼cos⁡(𝜔𝑡 − 𝜑)
𝑖1 𝑡 + 𝑖2 𝑡
𝑣2 𝑡 𝑣2 𝑡 = 2𝑉cos⁡(𝜔𝑡 − 𝜃)

𝑖2 𝑡
𝑖2 𝑡 = 2𝐼cos⁡(𝜔𝑡 − 𝜃 − 𝜑)
𝑝1 𝑡 = 𝐼𝑉 cos 𝜑 + 𝐼𝑉 cos 2𝜔𝑡 − 𝜑
𝑝2 𝑡 = 𝐼𝑉 cos 𝜑 + 𝐼𝑉 cos 2𝜔𝑡 − 2𝜃 − 𝜑
• A potência total flutuante é igual a zero se 𝜃 = ± 𝜋 2,
resultando em um potência instantânea constante.
13
1. Redes Polifásicas

Sistemas Polifásicos ..
Definição de Sistemas Polifásicos Vantagens de Sistemas Polifásicos

• Um sistema com n > 2 grandezas alternativas (V ou I)


constitui um sistema polifásico simétrico com n fases
se estas grandezas tem a mesma amplitude e estão
defasadas, sucessivamente, de 2./n rad.

• Genericamente:
f1 (t )  2 A cos( wt ) Fˆ1  A0

f 2 (t )  2 A cos( wt   / n) Fˆ2  A(180º / n)


n 1 ˆ n 1
f n (t )  2 A cos( wt   ) Fn  A(180º )
n n
14
1. Redes Polifásicas

Sistemas Polifásicos ..
Definição de Sistemas Polifásicos Vantagens de Sistemas Polifásicos

f1 (t )  2 A cos(wt ) Fˆ1  A0

f 2 (t )  2 A cos(wt   / n) Fˆ2  A(180º / n)


n 1 ˆ n 1
f n (t )  2 A cos(wt   ) Fn  A(180º )
n n

• Sistema trifásico, hexafásico, dodecafásicos: n = 3, 6 e 12.


n

 Fˆ
j 1
j 0

15
1. Redes Polifásicas

Sistemas Polifásicos ..
Definição de Sistemas Polifásicos Vantagens de Sistemas Polifásicos
• A pesar da possibilidade de utilização de vários
sistemas polifásicos, o sistema trifásico é o que
maior importância;

• Um gerador trifásico aproveita melhor o espaço


físico, resultando em um gerador de tamanho
reduzido e mais barato, comparado com os
geradores monofásicos de igual potência;

16
1. Redes Polifásicas

Sistemas Polifásicos ..
Definição de Sistemas Polifásicos Vantagens de Sistemas Polifásicos

TRANSMISSÃO
GERAÇÃO
SUB-
TRANSMISSÃO

REDE PRIMARIA

SUBESTAÇÃO DE
DISTRIBUIÇÃO

17
1. Redes Polifásicas

Sistemas Polifásicos ..
Definição de Sistemas Polifásicos Vantagens de Sistemas Polifásicos

18
1. Redes Polifásicas

Sistemas Polifásicos ..
Definição de Sistemas Polifásicos Vantagens de Sistemas Polifásicos

19
1. Redes Polifásicas

Sistemas Polifásicos ..
Definição de Sistemas Polifásicos Vantagens de Sistemas Polifásicos
• Um sistema monofásico precisa de dois condutores;
e um sistema trifásico (perfeitamente balanceado)
precisa de três condutores, porém conduz três vezes
mais potência. Teoricamente, uma economia de 50%
em condutores, isoladores, etc.
• Na prática, devido a pequenos desequilíbrios
inevitáveis, os sistemas trifásicos contam com um
quarto condutor, o neutro.

20
1. Redes Polifásicas

• Sistemas Polifásicos

• Sistemas Trifásicos

• Potência em Sistemas Trifásicos

• Considerações Finais

21
1. Redes Polifásicas

• Sistemas Polifásicos

• Sistemas Trifásicos

• Potência em Sistemas Trifásicos

• Considerações Finais

22
1. Redes Polifásicas

Sistemas Trifásicos ..
Gerador Trifásico Ligação de Cargas Sistemas desequilibrados

• O gerador trifásico é composto por três fontes senoidais


defasadas entre si 2𝜋/3
23
1. Redes Polifásicas

Sistemas Trifásicos ..
Gerador Trifásico Ligação de Cargas Sistemas desequilibrados

• Sistemas de tensões trifásicas


Representação Representação
temporal fasorial
ea (t )  2E cos(t )
E a  E0
2
eb (t )  2E cos(t  ) E b  E  120o
3
2 E c  E120o
ec (t )  2E cos(t  )
3

24
1. Redes Polifásicas

Sistemas Trifásicos ..
Gerador Trifásico Ligação de Cargas Sistemas desequilibrados

Sequência Positiva (Direta) Sequência Negativa (Indireta)


e ea eb ec e ea ec eb

0 t 0 t

abc-bca-cab cba-acb-bac
E c E b

E a E a

E b E c
25
1. Redes Polifásicas

Sistemas Trifásicos ..
Gerador Trifásico Ligação de Cargas Sistemas desequilibrados

26
1. Redes Polifásicas

Sistemas Trifásicos ..
Gerador Trifásico Ligação de Cargas Sistemas desequilibrados

• O gerador trifásico é composto por três fontes senoidais


defasadas entre si 2𝜋/3

27
1. Redes Polifásicas

Sistemas Trifásicos ..
Gerador Trifásico Ligação de Cargas Sistemas desequilibrados
a a

ea ec
ea
n
eb
b b
ec eb
c c

• Denominação: os condutores a, b e c são as fases o


condutor conectado no ponto n é o neutro.
28
1. Redes Polifásicas

Sistemas Trifásicos ..
Gerador Trifásico Ligação de Cargas Sistemas desequilibrados
Ligação em Estrela Ligação em Triângulo
a a

Ia Vab Ia Vab


Van Ica
Iab
n Vbn
Ibc
Ib Ib
b b
Vcn Ic Vbc Vca Ic Vbc Vca
c c

• n é o neutro (centro-estrela) do gerador.


• Para um sistema trifásico simétrico: Va  Vb  Vc
Va  Vb  Vc  0
29
1. Redes Polifásicas

Sistemas Trifásicos ..
Gerador Trifásico Ligação de Cargas Sistemas desequilibrados

30
1. Redes Polifásicas

Sistemas Trifásicos ..
Gerador Trifásico Ligação de Cargas Sistemas desequilibrados

31
1. Redes Polifásicas

Sistemas Trifásicos ..
Gerador Trifásico Ligação de Cargas Sistemas desequilibrados

32
1. Redes Polifásicas

Sistemas Trifásicos ..
Gerador Trifásico Ligação de Cargas Sistemas desequilibrados

33
1. Redes Polifásicas

Sistemas Trifásicos ..
Gerador Trifásico Ligação de Cargas Sistemas desequilibrados

34
1. Redes Polifásicas

Sistemas Trifásicos ..
Gerador Trifásico Ligação de Cargas Sistemas desequilibrados

35
1. Redes Polifásicas

Sistemas Trifásicos ..
Gerador Trifásico Ligação de Cargas Sistemas desequilibrados

36
1. Redes Polifásicas

Sistemas Trifásicos ..
Gerador Trifásico Ligação de Cargas Sistemas desequilibrados

37
1. Redes Polifásicas

Sistemas Trifásicos ..
Gerador Trifásico Ligação de Cargas Sistemas desequilibrados

38
1. Redes Polifásicas

Sistemas Trifásicos ..
Gerador Trifásico Ligação de Cargas Sistemas desequilibrados

39
1. Redes Polifásicas

Sistemas Trifásicos ..
Gerador Trifásico Ligação de Cargas Sistemas desequilibrados
• Nos sistemas trifásicos podem ocorrer dois tipos de
ligações:
• Ligação em estrela (Υ)
• Ligação em triângulo (Δ) Desequilibrada
Equilibrada
Rede Trifásica
Gerador Trifásico a A Carga Trifásica

- Estrela b B - Estrela

- Triangulo c C - Triângulo
n
40
1. Redes Polifásicas

Sistemas Trifásicos ..
Gerador Trifásico Ligação de Cargas Sistemas desequilibrados
Ligação em Estrela Ligação em Triângulo
A A
VAB IA VAB IA
VAN Z A IAB ICA
Z AB Z CA
Z B N VCN
IB IB IBC
B VBN Z C B
VCA VBC IC 
VCA VBC IC Z BC
C C

• n é o neutro (centro-estrela) da carga.


• Para uma carga trifásica equilibrada: Z A  Z B  Z C
Z AB  Z BC  Z CA
41
1. Redes Polifásicas

Sistemas Trifásicos ..
Gerador Trifásico Ligação de Cargas Sistemas desequilibrados

• Na carga trifásica é medida:


• A potência trifásica.
• As tensões de linha (entre duas fases) ou tensões de
fases (entre uma fase e o neutro).
• As correntes linha (percorrendo a linha) ou corrente de
fases (percorrendo a carga).

42
1. Redes Polifásicas

Sistemas Trifásicos ..
Gerador Trifásico Ligação de Cargas Sistemas desequilibrados
A A

Z A
Z AB Z CA
Z B N

B B Z C
Z BC Z AB Z CA
C Z A  C
Z AB  Z BC  Z CA
Caso geral

Z AB Z BC
Z B 
Z AB  Z BC  Z CA
 BC Z CA
Z
Z C 
Z AB  Z BC  Z CA 43
1. Redes Polifásicas

Sistemas Trifásicos ..
Gerador Trifásico Ligação de Cargas Sistemas desequilibrados
A A

Z A
Z AB Z CA
Z B N

B B Z C
Z BC
C C

Para cargas equilibradas


Z AB  Z BC  Z CA  Z
Z
Z A  Z B  Z C 
3
44
1. Redes Polifásicas

Sistemas Trifásicos ..
Gerador Trifásico Ligação de Cargas Sistemas desequilibrados

• Com carga equilibrada circuito monofásico equivalente


a A

Ia Z L Ia
Van VAN Z
In
n N VCN
Ib Z L Ib Z
b B
VBN Z
Vcn Vbn Ic Ic
c C
Z L
• Os centros-estrelas n – N estão ao mesmo potencial.
45
1. Redes Polifásicas

Sistemas Trifásicos ..
circuito monofásico equivalente
a A

Ia Z L Ia
Van VAN Z
In
n N VCN
Ib Z L Ib Z
b B
VBN Z
Vcn Vbn Ic Ic
c C
Z L
• A corrente pelo condutor neutro
In  Ia  Ib  Ic  0
• Um circuito monofásico equivalente. 46
1. Redes Polifásicas

Sistemas Trifásicos ..
Gerador Trifásico Ligação de Cargas Sistemas desequilibrados

47
1. Redes Polifásicas

Sistemas Trifásicos ..
Gerador Trifásico Ligação de Cargas Sistemas desequilibrados

48
1. Redes Polifásicas

Sistemas Trifásicos ..
Gerador Trifásico Ligação de Cargas Sistemas desequilibrados

49
1. Redes Polifásicas

Sistemas Trifásicos ..
Gerador Trifásico Ligação de Cargas Sistemas desequilibrados

50
1. Redes Polifásicas

Sistemas Trifásicos ..
Gerador Trifásico Ligação de Cargas Sistemas desequilibrados
a a

Vab Vab
Van
n Vbn

b b
Vbc Vca Vcn Vbc Vca
c c

Van  Vab 
V   1 V 
 bn  330o  
bc

Vcn  Vca 
51
1. Redes Polifásicas

Sistemas Trifásicos ..
Gerador Trifásico Ligação de Cargas Sistemas desequilibrados

52
1. Redes Polifásicas

Sistemas Trifásicos ..
Gerador Trifásico Ligação de Cargas Sistemas desequilibrados

53
1. Redes Polifásicas

Sistemas Trifásicos ..
Gerador Trifásico Ligação de Cargas Sistemas desequilibrados

54
1. Redes Polifásicas

Sistemas Trifásicos ..
Gerador Trifásico Ligação de Cargas Sistemas desequilibrados

55
1. Redes Polifásicas

Sistemas Trifásicos ..
Gerador Trifásico Ligação de Cargas Sistemas desequilibrados

• Com carga desequilibrada

a A

Ia Z L Ia
Van VAN Z AN I
n

Z CN
N
Z BN
n

Ib Z L Ib Z n
Vcn Vbn
b B
VBN VCN
Ic Ic
c C
Z L
56
1. Redes Polifásicas

Sistemas Trifásicos ..
Gerador Trifásico Ligação de Cargas Sistemas desequilibrados
a A

Ia Z L Ia
Van VAN Z AN I
n

Z CN
N
Z BN
n

Ib Z L Ib Z n
Vcn Vbn
b B
VBN VCN
Ic Ic
c C
Z L
Van  Ia ( Z L  Z AN )  In Z N
Um sistema
Vbn  Ib ( Z L  Z BN )  In Z N
de equações
Vcn  Ic ( Z L  Z CN )  In Z N
lineares. In  Ia  Ib  Ic
57
1. Redes Polifásicas

Sistemas Trifásicos ..
Gerador Trifásico Ligação de Cargas Sistemas desequilibrados
a A

Ia Z L Ia
Van VAN Z AN

Z CN
N
Z BN
n

Ib Z L Ib
Vcn Vbn
b B
VBN VCN
Ic Ic VnN
c C
Z L
Van  VnN  Ia ( Z L  Z AN )
Um sistema de
Vbn  VnN  Ib ( Z L  Z BN ) equações
Vcn  VnN  Ic ( Z L  Z CN ) lineares.
0  Ia  Ib  Ic
58
1. Redes Polifásicas

• Sistemas Polifásicos

• Sistemas Trifásicos

• Potência em Sistemas Trifásicos

• Considerações Finais

59
1. Redes Polifásicas

• Sistemas Polifásicos

• Sistemas Trifásicos

• Potência em Sistemas Trifásicos

• Considerações Finais

60
1. Redes Polifásicas

Potência em Sistemas Trifásicos ..


Potência Complexa Transformadores Trifásicos Distribuição Secundária
Em uma carga trifásica equilibrada ligada em Estrela ou Triângulo, a potência
instantânea recebida pela carga é:

(1) p(t )  v1 (t )  i1 (t )  v2 (t )  i2 (t )  v3 (t )  i3 (t )
Supondo o sistema equilibrado, seqüência positiva e  o ângulo entre V e I:

(2) v1 (t )  Vmax cos( wt ) i1 (t )  I max cos( wt   )


2 2
(3) v2 (t )  Vmax cos( wt  ) i2 (t )  I max cos( wt  )
3 3
2 2
(4) v3 (t )  Vmax cos( wt  ) i3 (t )  I max cos( wt  )
3 3

61
1. Redes Polifásicas

Potência em Sistemas Trifásicos ..


Potência Complexa Transformadores Trifásicos Distribuição Secundária

Substituindo (2), (3) e (4) em (1) e usando algumas identidades trigonométricas

  4   8 
 3 cos   cos2wt     cos 2wt 
Vmax .I max
p(t )      cos 2wt    
2   3   3 
Os 3 últimos termos se anulam

62
1. Redes Polifásicas

Potência em Sistemas Trifásicos ..


Potência Complexa Transformadores Trifásicos Distribuição Secundária

V 2I 2
p(t )  max max  3 cos    3 cos  
V .I
p (t ) 
2 2

p (t )  3V I cos 

Relembrando a expressão da potência monofásica

p(t )  Vmax  I max  cos   Vmax  I max  cos2wt   


1 1
2 2

63
1. Redes Polifásicas

Potência em Sistemas Trifásicos ..


Potência Complexa Transformadores Trifásicos Distribuição Secundária

• O torque desenvolvido no eixo de um motor trifásico é


constante, o que
• significa menos vibração nas máquinas acionadas por
motores trifásicos.

64
1. Redes Polifásicas

Potência em Sistemas Trifásicos ..


Potência Complexa Transformadores Trifásicos Distribuição Secundária

65
1. Redes Polifásicas

Potência em Sistemas Trifásicos ..


Potência Complexa Transformadores Trifásicos Distribuição Secundária

66
1. Redes Polifásicas

Potência em Sistemas Trifásicos ..


Potência Complexa Transformadores Trifásicos Distribuição Secundária

67
1. Redes Polifásicas

Potência em Sistemas Trifásicos ..


Potência Complexa Transformadores Trifásicos Distribuição Secundária

Ligação em Estrela Ligação em Triângulo


V I
I AN  I A ; VAN  AB I AN  A ; VAN  VAB
3 3
S  3VAB I A S  3VAB I A
P  3VAB I A cos  P  3VAB I A cos 
Q  3VAB I A sin  Q  3VAB I A sin 

• Na prática, não se dispõe dos valores de tensão e


corrente de fase, usando os valores de tensão e
corrente de linha.
68
1. Redes Polifásicas

Potência em Sistemas Trifásicos ..


Potência Complexa Transformadores Trifásicos Distribuição Secundária
Ligação em Estrela Ligação em Triângulo
S  3VAB I A S  3VAB I A
P  3VAB I A cos  P  3VAB I A cos 
Q  3VAB I A sin  Q  3VAB I A sin 

• Em um sistema simétrico e equilibrado com carga


equilibrada (qualquer que seja o tipo de ligação) as
fórmulas de potência ativa, reativa e aparente são as
mesmas.
69
1. Redes Polifásicas

Potência em Sistemas Trifásicos ..


Potência Complexa Transformadores Trifásicos Distribuição Secundária
Ligação em Estrela Ligação em Triângulo
S  3VAB I A S  3VAB I A
P  3VAB I A cos  P  3VAB I A cos 
Q  3VAB I A sin  Q  3VAB I A sin 
• O fator de potência de uma carga trifásica equilibrada é
o cosseno do ângulo de defasagem entre a tensão e a
corrente em uma fase.

70
1. Redes Polifásicas

Potência em Sistemas Trifásicos ..


Potência Complexa Transformadores Trifásicos Distribuição Secundária

71
1. Redes Polifásicas

Potência em Sistemas Trifásicos ..


Potência Complexa Transformadores Trifásicos Distribuição Secundária

72
1. Redes Polifásicas

Potência em Sistemas Trifásicos ..


Potência Complexa Transformadores Trifásicos Distribuição Secundária

73
1. Redes Polifásicas

Potência em Sistemas Trifásicos ..


Potência Complexa Transformadores Trifásicos Distribuição Secundária

74
1. Redes Polifásicas

Potência em Sistemas Trifásicos ..


Potência Complexa Transformadores Trifásicos Distribuição Secundária

75
1. Redes Polifásicas

Potência em Sistemas Trifásicos ..


Potência Complexa Transformadores Trifásicos Distribuição Secundária

76
1. Redes Polifásicas

Potência em Sistemas Trifásicos ..


Potência Complexa Transformadores Trifásicos Distribuição Secundária

Línea B
Línea A VAB VBC
Línea C VCA

Neutro
Ib IC IB IA IC IB IA
Ib
Iab IAB
Ia Vbn Ia Ic Z B
Ic VBN VAN Z
Z BC I BC AB
n Ibc N
Vcn Z C Z A Z CA
Van
VCN
Ica ICA

77
1. Redes Polifásicas

Potência em Sistemas Trifásicos ..


Potência Complexa Transformadores Trifásicos Distribuição Secundária
• Nas áreas de concessão das empresas do estado de São
Paulo, tem-se três tipos de atendimento:

78
1. Redes Polifásicas

Potência em Sistemas Trifásicos ..


Potência Complexa Transformadores Trifásicos Distribuição Secundária
• Nas áreas de concessão das empresas do estado de São
Paulo, tem-se três tipos de atendimento:

79
1. Redes Polifásicas

Potência em Sistemas Trifásicos ..


Potência Complexa Transformadores Trifásicos Distribuição Secundária
• Nas áreas de concessão das empresas do estado de São Paulo,
tem-se três tipos de atendimento:

80
1. Redes Polifásicas

• Sistemas Polifásicos

• Sistemas Trifásicos

• Potência em Sistemas Trifásicos

• Considerações Finais

81
1. Redes Polifásicas

• Sistemas Polifásicos

• Sistemas Trifásicos

• Potência em Sistemas Trifásicos

• Considerações Finais
82
1. Redes Polifásicas

Considerações Finais ..

• A geração e transmissão de energia elétrica são mais


eficientes em sistemas trifásicos, que utilizam três
tensões de mesma amplitude e frequência defasadas
de 1200 ;
• Uma fonte trifásica é formada por três fontes de
tensão senoidais ligadas em Y ou por três fontes de
tensão senoidais ligadas em Δ;
• A carga de um circuito trifásico é formada por
impedâncias ligadas em Y ou Δ;
83
1. Redes Polifásicas

Considerações Finais ..

• A rede elétrica eléctrica para ligar a fonte à carga pode


ter três ou quatro fios;
• Os circuitos trifásicos podem ser analisados, usando
fasores e impedâncias, para determinar a resposta
estacionária do circuito;
• A corrente no fio neutro de uma ligação Y-Y
equilibrada é zero. A análise do circuito Y-Y se baseia
no cálculo das correntes de linha.

84
1. Redes Polifásicas

Considerações Finais ..

• Sequência de fases é a ordem na qual ocorrem as


tensões de fase de um gerador trifásico em relação ao
tempo. Em uma sequência⁡𝐴𝐵𝐶⁡de tensões de fontes
equilibradas, 𝑉𝑎𝑛 está adiantada em relação 𝑉𝑏𝑛 que
por sua vez, está adiantada em relação a 𝑉𝑐𝑛 por
1200 ;

• A forma mais fácil de analisar um circuito trifásico


equilibrado é transformar tanto a fonte quanto a carga
em um sistema estrela-estrela para logo analisar o
circuito monofásico equivalente. 85
1. Redes Polifásicas

Considerações Finais ..

• Quando o circuito não é equilibrado, o primeiro passo


na análise do circuito é calcular 𝑉𝑁𝑛, a tensão do nó
neutro da carga em relação à tensão do nó neutro da
fonte. Uma vez conhecido o valor de 𝑉𝑁𝑛, as
correntes de linha podem ser calculadas. A corrente
de linha em uma ligação Y-Y equilibrada é 𝑉𝑎/𝑍 para
a fase a; as outras correntes estão defasadas de
– 1200 ⁡e⁡1200 em relação a 𝐼𝐴.

86
1. Redes Polifásicas

Considerações Finais ..

• Uma carga em Δ pode ser substituída por uma carga


em Y equivalente usando uma transformação Δ-Y. Em
seguida, o circuito pode ser analisado como se fosse
um circuito Y-Y.
• A corrente de linha em uma carga em Δ equilibrada é
igual a vezes a corrente de fase e está defasada de
− 300 em relação à corrente de fase. A tensão de
linha de uma carga em Δ é igual à tensão de fase.

87
1. Redes Polifásicas

Questões de Revisão ..

• Em uma carga conectada em estrela, as correntes de


linha e de fase são iguais?
• Em uma carga conectada em triângulo, as correntes
de linha e fase são iguais?
• Quando uma carga conectada em estrela for
alimentada por tensões na sequência de fases abc, as
tensões de linha estão atrasadas em relação às
tensões de fase correspondentes a 30 graus?
• Em um circuito trifásico equilibrado, a potência
instantânea total é igual à potência média
88
1. Redes Polifásicas

Bibliografia ..

• ORSINI, L.Q.; CONSONNI, D. “Curso de Circuitos


Elétricos”, Vol. 2 ( 2ª Ed. – 2002 ), Ed. Blücher, São
Paulo.

• CONSONNI, D. “Transparências de Circuitos Elétricos


I”, 1º semestre de 2007, EPUSP.

• Obs: As figuras desse material foram obtidas com a


autorização do autor.

89
1. Redes Polifásicas

Bibliografia ..

• NILSSON, J.W.; RIEDEL, S. A.; “Circuitos Elétricos”, 8th


Ed., Pearson, 2008.

• ALEXANDER, C. K.; SADIKU, M. N. O. “Fundamentos de


Circuitos Elétricos”, 3ª edição, Ed. Mc Graw Hill, 2008

• BURIAN, Y.; CAVALCANTI, A. Circuitos Elétricos. 9. ed.


São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2006.

90