Вы находитесь на странице: 1из 20

PUB

Quinta-feira • 14 de junho de 2018 • •1

PUB

964
14 junho 2018
Ano 18
quinta-feira
€ 0.70 iva incluído
Diretor: Luís Baptista-Martins
semanário

GUARDA
Pedro Fonseca
não gosta da
O que se faz na região
para fixar pessoas
requalificação do
Largo da Misericórdia
Vereador socialista na Câmara
da Guarda considera ter «mais
prioridade» intervir na Quinta Há cada vez mais pessoas a fugir da Beira Interior para os grandes centros urbanos
da Maúnça, «que está desapro-
veitada e ao abandono» ___ 9 e para o estrangeiro. Mais do que atrair famílias para a região, é necessário manter
aquelas que lutam por permanecer. O INTERIOR foi conhecer as medidas de algumas
VILA NOVA DE FOZ CÔA autarquias para fixar população Pág.5
Foz Côa Story House

Guarda aposta no “cluster”


a concurso por 1,8
milhões de euros
A Câmara de Vila Nova de Foz
Côa lançou na semana passada

do automóvel
o concurso público para a cons-
trução do centro interpretativo
da história do concelho. O prazo
de execução é de 540 dias _ 10

IPG
Atrair alunos
internacionais
continua a ser aposta
Com cerca de 40 anos de história,
o Instituto Politécnico da Guarda
(IPG) alcançou no último ano le-
tivo um dos melhores resultados
de sempre: mais 1.000 novos
alunos e cerca de 700 candidatos
internacionais ______________ 4

CULTURA
Guarda ao ritmo
do SIAC
Até segunda-feira respira-se
arte na cidade mais alta com o
Simpósio Internacional de Arte
Contemporânea. Da pintura à A criação de um curso técnico superior profissional no IPG pode ser o primeiro passo para a criação de um
escultura, passando pela gravu-
Centro Tecnológico do Setor Automóvel na Guarda. O objetivo junta as empresas de cabos e componentes
ra, o SIAC tem agora um atrativo
para automóveis que laboram no concelho, o Instituto Politécnico e autarquia. A formação vai arrancar no
ímpar: a exposição retrospetiva
próximo ano letivo no IPG e servirá para colmatar a falta de mão-de-obra qualificada na região para esta
“As infâncias perduráveis”, de
Paula Rego, patente no museu indústria que emprega atualmente mais de 1.200 pessoas Pág.6
até 31 de julho __________ 13

Revisão 10W40 CEPSA


19€
PUB

OFICINA
Até 5L sem filtros • Consulte as condições na nossa loja

TODOS OS DIAS DAS 9H AS 20H • DOMINGOS E FERIADOS DAS 9H30 AS 13H E DAS 14H30 AS 19H
MULTIMARCA (Junto às Piscinas Municipais) • B.º Sr.ª dos Remédios | Estr. Barracão 6300-309 GUARDA • Tlm. 961 720 980 • Tel. 271 232 480 • Fax. 271 232 489 • roadyguarda@hotmail.com
2• • Quinta-feira • 14 de junho de 2018

CARA
ENTREVISTA
navalha

A P E R F I L
CARA

«A criação de um
Nelson Silva
IPG Presidente da Direção da Mutualista Covi-
lhanense

Hostel Social é
Com cerca de 40 anos de história, o Idade: 45 anos
da

Instituto Politécnico da Guarda não baixa os Naturalidade: Covilhã


braços e reinventa-se para conseguir atrair
Profissão: Bancário
alunos. No último ano lectivo ultrapassou a

um dos grandes
fio

barreira dos mil novos alunos, um resultado Currículo: Licenciado em Economia pela
Universidade da Beira Interior (1998) e com
que muito se deve ao trabalho de divulgação
Pós-Graduação em Ciências Económicas
que tem sido feito nos países de língua portu-
no

(2003). Tem trabalhado sempre na banca e é

projetos deste
guesa. Conquistar alunos internacionais é um atualmente diretor do Centro de Empresas da
dos objetivos bem definidos pelo politécnico Beira Interior do BPI. Foi vice-presidente da
guardense, mas não só, o IPG aposta agora União das Mutualidades Portuguesas (UMP)
na formação de quadros intermédios para a entre 2014 e 2016. É presidente da direção

mandato»
indústria automóvel, procurando dar resposta da Mutualista Covilhanense desde 2014.
à falta de mão-de-obra qualificada na região. Entre 2013 e 2016 foi vereador na Câmara
da Covilhã e foi também membro da Assem-
Está dado o primeiro passo para a criação de
bleia Municipal da Covilhã nos mandatos de
um centro tecnológico do “cluster” automóvel. 2001- 2003 e 2009-2011. Integrou a direção
P- A Mutualista Covilhanense come- da Associação Académica da Universidade da
morou recentemente o 88º aniversário Beira Interior (1996-1997) e presidiu ao seu
João Mendes Rosa da sua fundação e o 123º aniversário do
início da sua história associativa, qual seria
Conselho Fiscal (1997-1998). Foi ainda vice-
presidente da Assembleia Geral do Sporting da
A Guarda tem o privilégio de ver obras a melhor prenda que poderiam receber? Covilhã (2004). Entre 1888 e 1998 fez rádio na
de Paula Rego até 31 de julho. Muita gente R- Tendo em conta os vários desafios e Rádio Clube da Covilhã. Foi atleta federado de
pode não ter a noção dessa oportunidade projetos sobre os quais a direção a que presido andebol de 1987 a 1995.
está focada, poderíamos apontar várias “pren-
ímpar de contactar com a pintura de uma das Livro preferido: “O Idiota”, de Fiódor Dos-
das”. Gostaríamos, ainda este ano, de arrancar
artistas contemporâneas portuguesas mais com duas grandes obras para as quais estamos toiéwski
aclamada e requisitada da atualidade, mas a tratar de encontrar financiamento, nome- Filme preferido: “Lawrence of Arabia” (David
a grande exposição retrospetiva patente no adamente através de candidaturas a fundos Lean)
museu é o acontecimento cultural do ano na comunitários. Uma delas é a remodelação e Hobbies: BTT
Guarda e também na Beira Interior. E muito se adaptação do edifício-sede da associação, na Rua
deve a João Mendes Rosa, diretor do museu e Capitão João de Almeida, recém-candidatada
curador do SIAC. ao Programa Operacional Regional do Centro, em parceria com os bombeiros da
e que prevê melhorias ao nível das condições Covilhã no que toca à gestão de situ-
de habitualidade, segurança e da eficiência ações de emergência; e integramos
energética, num investimento total de 800 o Programa Operacional de Apoio
mil euros. A outra é a requalificação de às Pessoas Mais Carenciadas (POA-
um edifício que a associação possui na PMC) para os concelhos da Covilhã
Avenida de Santarém, na zona antiga da e Belmonte – que veio substituir as
Ministro da Cultura Covilhã, para criação de um Hostel Social,
um dos grandes projetos deste mandato
Cantinas Sociais. Desde 2014 que
executamos, em parceria com o
O ministro da Cultura esteve na Guarda e preponderante para a continuidade município da Covilhã, o Programa
para inaugurar a exposição de Paula Rego de crescimento da Mutualista Covi- de Emergência Social, combatendo a
e presidir à assinatura do protocolo de lhanense. fome, a exclusão social e o isolamento
cedência de cinco obras do Novo Banco ao dos seniores. Em 2018 decidimos
Museu da Guarda, no âmbito do terceiro P- Como está atualmente rever este programa, em sintonia com
esse projeto do Hostel Social? a autarquia, adaptando-o à conjuntura
SIAC. Questionado pelos jornalistas sobre os
No que consiste exatamente? e para a sustentabilidade. A par de um apro- económica e social atual com novas
apoios à programação do Teatro Municipal R- Trata-se de um empreendimento na fundamento das parcerias público-sociais, linhas de atuação. Remetemos uma proposta
da Guarda (TMG), Luís Filipe Castro Mendes área do turismo social, diferenciador e com é também fundamental que estas entidades nesse sentido à Câmara e aguardamos resposta.
mostrou-se confuso e, aparentemente, terá visão de futuro, sustentado e sustentável, que continuem a apostar na introdução de meca- É, portanto, um programa que está parado, ou
existido algum mal-entendido. O governante assenta na criação de um hotel direcionado nismos e medidas que lhes permitam chegar melhor, que estamos a executar mas com limi-
respondeu com uma pergunta, questionando para as famílias, crianças, jovens e seniores, a mais pessoas e serem ainda mais eficientes tações, de acordo com as nossas possibilidades.
se o TMG concorreu ao concurso de apoio às mas também para todo um público ligado e eficazes na sua atuação. Defendo a coope-
artes. Mas, os concursos de apoio às artes às associações da União das Mutualidades ração entre as entidades da Economia Social, P- Quais são as principais carências da
destinam-se a companhias independentes, Portuguesas (UMP). A UMP congrega 70 através de projetos comuns, de um trabalho Mutualista?
mutualidades nacionais, que têm um total em rede e de medidas que permitam ganhar R- Atualmente, uma das maiores carên-
que não é o caso do TMG.
de 700 mil associadas e representam cerca escala com impacto na redução de custos e cias é exatamente o facto de estarmos limita-
de 2,5 milhões de beneficiários. O projeto do otimização de meios. É isso que temos feito dos na resposta às necessidades das pessoas e
hostel visa a requalificação de um edifício com o serviço da Unidade Móvel de Saúde e famílias que nos procuram e que temos vindo
Caixa Geral de atualmente devoluto, construído em 1939, de Apoio Psicológico e Social, por exemplo. Um a auxiliar, visto o Programa Emergência Social
e que terá uma capacidade de 38 camas. O projeto que junta 25 parceiros, entre os quais 2018 não estar no terreno na sua plenitude.
Depósitos edifício está inserido num terreno com perto o município da Covilhã, diversas Juntas de Mas estamos convictos que esta é uma questão
de 3.500 metros quadrados que poderá vir Freguesia e instituições sociais e a UBI, entre que estará em breve ultrapassada.
O banco público, depois de anos de ges- a ser complementado com uma piscina, um outros. No passado dia 7, nas comemorações
tão ruinosa e empréstimos aos “amigos”, foi jardim sensorial, hortas educativas, hortas do aniversário, celebrámos mais cinco proto- P - Qual a situação financeira da Mu-
“salvo” com financiamento do Estado, com geriátricas, entre outros equipamentos. Neste colos de cooperação na área social e da saúde tualista Covilhanense?
dinheiro dos impostos dos portugueses, e momento estamos à procura das fontes de com a Associação de Diabéticos da Serra da R- A Mutualista Covilhanense fechou o ano
agora, para melhorar as suas contas, para financiamento para executar o projeto, orçado Estrela, o Grupo Humanitário de Dadores de de 2017 com um resultado líquido positivo de
além de melhorar a gestão, vai fechando em cerca de meio milhão de euros. Sangue da Covilhã, a Casa do Menino Jesus, a mais de seis mil euros e está a fazer o seu per-
Casa do Pessoal da UBI e o DespUBI – Núcleo curso rumo ao equilíbrio económico-financeiro.
serviços de proximidade pelo país. Depois
P- A Mutualista Covilhanense é uma de Estudantes de Ciências de Desporto da UBI. Esse resultado reflete uma inversão do ciclo,
da decisão de fecho em Almeida, entre das entidades da Economia Social, o que sustentado numa uma gestão rigorosa, empe-
outras muitas localidades, a Caixa vai con- falta ainda fazer nesta área na região? P- Quais os programas sociais que têm nhada e cuidada. Implementámos importantes
tinuar o seu plano de abandonar as pessoas R- As entidades da Economia Social atualmente a decorrer? medidas de contenção financeira ao nível da
encerrando mais balcões. Desta vez irá desempenham na região, tal como um pouco R- Temos vários. Um deles é a Unidade Mó- gestão corrente e, por outro lado, houve uma
fechar mais 70 agências, nomeadamente por todo o país, um papel importantíssimo, vel de Saúde e de Apoio Psicológico e Social, que aposta na procura de mais fontes de rendimento.
em S. Vicente da Beira (Castelo Branco) e, chegando onde o Estado não consegue está a atuar sobretudo nas freguesias rurais do Pela primeira vez, a associação conseguiu gerar
provavelmente, também um dos balcões da chegar e respondendo às necessidades não concelho da Covilhã, onde os serviços públicos em 2017 proveitos num montante superior a 1,5
satisfeitas pelos mecanismos do mercado. de saúde são escassos ou inexistentes e que ago- milhões de euros. Todos os nossos serviços cres-
Guarda (Rua do Comércio).
Sem elas, o Estado não conseguiria cumprir ra até já leva médico às aldeias. Dispomos ainda ceram, das valências de apoio à Terceira Idade ao
com as suas obrigações. Juntas disponibili- do projeto “Hortas Sociais”, num terreno que Centro Clínico, passando pela Farmácia. Conti-
zam respostas no campo social, no apoio à cedemos a famílias carenciadas para cultivo de nuaremos a trabalhar na senda do crescimento,
Terceira Idade, na Educação, na Saúde, entre hortaliças e frescos; do “Teleassistência ao Do- o que nos deixa confiantes em relação ao futuro
outros, contribuindo para o desenvolvimento micílio”, para combater o isolamento dos idosos, e aos projetos e desafios que estamos a abraçar.
Quinta-feira • 14 de junho de 2018 • •3

editorial Luís Baptista-Martins


baptista-martins@ointerior.pt

“Aquarius”
Enquanto todos andamos abstraídos entre as tri-
vialidades da vida, o encontro de Trump com Kim Jong
un, a insensatez de Bruno de Carvalho, o Mundial,
os aumentos inaceitáveis do preço do combustível,
as promoções automáticas dos professores ou as
noivas de Santo António, 629 pessoas, resgatadas
no Mediterrâneo, foram votadas à morte pelos go-
vernos de Malta e Itália. “Refugiados”, “migrantes”,
“fugitivos”, o que lhes quiserem chamar, mas antes
de qualquer designação, seres humanos. Pessoas que
deixaram para trás uma vida miserável, de tristeza,
angústia, guerra ou fome; pessoas que se atiraram ao
Mediterrânio acreditando num futuro na Europa, e à
procura desse futuro arriscam a própria vida todos os
dias, sem medo, sem olharem para trás, porque tudo
o que encontrarem será melhor do que aquilo que têm.
Sem temerem pela própria vida, seres humanos que
sonham sobreviver ao naufrágio em “pateiras”, que
confiam na solidariedade internacional, que acreditam
que na Europa há lugar para todos.
O novo Governo italiano, nacionalista e xenófobo
(depois de Itália ter recebido centenas de milhares
de refugiados nos últimos anos), fechou os portos e
encerrou a rota humanitária.
Entretanto, e enquanto nas capitais europeias
se trocavam acusações de hipocrisia ou cinismo, a
opinião
Fidélia Pissarra
A bancada bordo do “MS Aquarius” (um navio de uma ONG que
vai salvando vidas no Mediterrânio) 629 pessoas
receberam do novo Governo espanhol autorização
Ao atravessar a segunda porta da Torre dos Ferreiros, Ora, por o passado estar assim, tão arrumadinho, é para desembarcar em Valência (a maioria serão
já livre da sombra das casas da rua da Torre, o manto bran- com o futuro que me inquieto. Quando eu morrer, se bem acolhidos como refugiados, por fugirem de regiões
co daquela manhã de Natal ganhou outro brilho. Incapaz que os homens que preferem esperar pelo cortejo fúnebre em conflito, alguns poderão ser deportados para os
de resistir ao apelo da imensidão, soltei a mão da minha sob as tílias em frente à porta da igreja o possam fazer co- países de origem).
irmã e mergulhei naquela fofice húmida. Deitada no chão, modamente sentados na bancada que ali vão construir, caso Enquanto em Itália ou na Hungria se celebrava
impulsionei o corpo, conseguindo ir até à relva do cruzeiro isso aconteça no inverno, espero que não haja gelo. Não vá o populismo, a xenofobia e a “vitória” contra a soli-
em frente à Misericórdia a rebolar na neve. Atrás de mim, a o carro funerário derrapar em direção à boa da bancada e dariedade, Pedro Sanchez, o novo primeiro-ministro
minha irmã, entre tombos e escorregadelas, gritava-me para matar mais alguém que por ali se quede sentado. De igual espanhol, contrariando a propensão europeia de
parar, mas mesmo que lhe quisesse dar ouvidos (não era modo me inquietam outras procissões que, não se inscre- nacionalismo, dava uma lição de humanismo. Ainda
o caso) a força da gravidade não deixava. Quando por fim vendo no inverno do calendário, podem sempre coincidir a afirmação do ministro do Interior italiano soava no
conseguiu alcançar-me já eu me tinha levantado e sulcado com uma geada a destempo. ar - «primeiro os italianos» - e já Sanchez dava uma
a neve até ao muro onde ficámos a apreciar o silêncio único Evidentemente que, se a construção da tal bancada é prova de defesa da vida.
dos nevões guardenses. para privilegiar os peões, estou completamente de acordo. Enquanto o discurso populista, de intolerância,
De há uns anos para cá, talvez por já ser raro atravessar Estou sempre de acordo com essas coisas de privilegiar de intransigência, de egoísmo, onde primeiro estamos
as portas desertas da Torre, de cada vez que o faço, evoco peões e assim. Aliás, penso mesmo que quando se sentirem nós e os nossos, vai ganhando adeptos por toda a
esses natais em que, depois de abrir todas as prendas assim, tão privilegiados, os bons dos peões hão de voltar a Europa, é reconfortante ver emergir lideranças que,
deixadas pelo menino Jesus no sapatinho lá de casa, corria circular por ali sem ser apenas nas procissões e funerais. perante mais uma crise humanitária, têm a sensibili-
para casa da avó buscar o que lá não coubera. Para além Se não for para circular, ao menos que seja para se sentar dade, o bom senso e a capacidade para salvar vidas,
de, nessa corrida, contar sempre com o “apoio” extra das na bancada a apreciar as linhas macias da fachada da Igreja. para ajudar quem precisa. Efetivamente, o problema
bolachinhas de manteiga das “meninas pasteleiras”, um Claro que terão de se cortar aquelas tílias! Sim, sim parece- tem de ser resolvido a montante, nos países de ori-
bocado mais velhas do que a minha avó, parecia-me, dos me bem construir uma bancada no largo da Misericórdia. Há gem, onde os negócios das armas ou do petróleo,
rebuçados de caramelo da D. Maria do Carmo do coronel, quem diga que é para a cidade evoluir, ficar mais moderna e as guerras ou a fome, o fanatismo religioso e as
major, ou coisa que o valha, Vitória, dos beijinhos da Sra. atrair turistas e empreendedores, isso tudo. ditaduras, destroem as possibilidades de futuro. Mas,
Zandira, da madrinha Graça, da madrinha Berta que, por Para mim significa só o cortar do cordão umbilical que enquanto não se conseguem melhorar as condições
serem madrinhas dos tios e pai, eram nossas também. me prende à cidade onde nasci. Com a mesma perícia com de vida dos menos afortunados, enquanto não se
Claro que não são só recordações boas de infância as que o coveiro vai arrumando a minha estirpe na pequena investe no desenvolvimento dos países mais pobres
que me acometem ao passar por ali, há também o descer sepultura, vão-se arrumando também os locais da minha e enquanto não se consegue promover a tolerância e a
penoso das escadas da Misericórdia e o percorrer a cal- geração e anteriores. Obviamente que ainda não me deu para paz no terceiro-mundo, o ocidente, os países mais de-
çada de paralelos até ao cemitério para, não sei como, o viver de recordações, sentada numa bancada à sombra. Por senvolvidos, têm de olhar de forma solidária e ajudar
coveiro arrumar mais um caixão na campa dos bisavós isso só me falta decidir em qual dos litorais vou morar, daqui os mais pobres e perseguidos que procuram ajuda.
e respetiva estirpe. a um ano, ou dois, no máximo. Talvez no do Sul…

PUB
4• • Quinta-feira • 14 de junho de 2018

Atrair alunos internacionais


continua a ser aposta do IPG
Sara Guterres Ministério da Ciência e do Ensino
AR

Superior (MCTES), as instituições Alunos internacionais


de ensino superior (IES) do interior asseguram continuidade
Com cerca de 40 anos – como é o caso do IPG – passaram a
de história, o Instituto ter a possibilidade de aumentarem de cursos
Politécnico da Guarda em cinco por cento as vagas de
(IPG) alcançou no acesso. Na Guarda, o Politécnico A aposta do IPG é evidente:
último ano letivo optou por fazer «um ligeiro au- captar mais estudantes interna-
um dos melhores mento», de cerca de dois por cento, cionais. Esse trabalho foi visível
resultados de sempre: nalguns cursos como Informática, no ano letivo anterior quando
mais 1.000 novos Comunicação e Relações Públicas, cerca de 700 alunos estrangeiros
alunos e teve cerca Gestão e Marketing, adianta o seu se candidataram ao Politécnico
de 700 candidatos presidente. «Entendemos que guardense.
internacionais. não vale a pena estarmos a au- «Se não fosse essa aposta
mentar vagas, por exemplo em teríamos cursos que, nesta altura,
Que a região se tem esvazia- cursos como Engenharia Civil ou já estariam encerrados», refere
do dia após dia ninguém duvida, Engenharia do Ambiente, quando o presidente do IPG. Desses 700
mas o que muitos não sabem é sabemos à priori que não iremos candidatos apenas 427 foram
que o Instituto Politécnico da ter candidatos», justifica Constan- admitidos, tendo-se matriculado
Guarda (IPG) tem sido uma ala- tino Rei, para quem «aumentar 158 jovens, distribuídos por
vanca na economia local com a por aumentar não tem nenhum licenciaturas, TeSP e mestrados.
captação de estudantes nacionais interesse para a instituição». Mas nem todos os países estão ao
e internacionais. E para evitar um decréscimo alcance do Politécnico, que limita
No último ano letivo o IPG na capacidade das instalações e No ano letivo transato o Politécnico guardense recebeu mais 1.000 novos alunos a sua ação a países de língua ofi-
registou a maior enchente de dos recursos humanos, o IPG fez sobre as IES do litoral e vai ga- outras universidades. Só depois cial portuguesa pois «não temos
sempre com mais 1.000 novos outra escolha: manter as vagas nhar mais 62 vagas no concurso é que poderão sobrar alguns que condições para oferecer cursos
alunos nas fases de acesso e teve em Enfermagem. «Já estamos nacional de acesso, passando venham para o IPG», acredita em inglês», lamenta Constantino
cerca de 700 candidatos interna- no limite da nossa capacidade. das 1.245 do ano transato para Constantino Rei, considerando Rei. É por isso que a “luta” do IPG
cionais – sendo que desses apenas Estaríamos a prejudicar a quali- as 1.307. Algo que poderá afetar que a medida do Governo «não vai se dirige para Cabo Verde, Brasil
427 foram admitidos e 158 se ma- dade de ensino em detrimento da o ingresso de estudantes no Po- produzir efeitos» nos politécnicos e São Tomé e Príncipe: «Estamos
tricularam em licenciaturas, TeSP quantidade», afirma o presidente. litécnico guardense: «É evidente do interior. «Não estou à espera a tentar aumentar o esforço para
e mestrados. Os esforços para con- Mas, tal como foi avançado por O que os candidatos que não forem que o efeito para a Guarda seja o Brasil porque sentimos que,
trariar o “inverno demográfico” da INTERIOR, a UBI aproveitou na colocados em Lisboa ou no Porto muito negativo, talvez seja neutro, apesar de tudo, têm condições
região são visíveis e, por decisão do totalidade a vantagem que tem ocuparão as vagas da UBI e de mas não será positivo», sublinha. mais favoráveis para se manter
cá», reconhece o responsável,
sublinhando que a divulgação
Futuro do ensino superior no interior olhado com algum pessimismo neste país é feita através da pre-
sença em feiras internacionais.
«Se não houver medidas capacidade de intervenção nesta altura com cerca de 3.000 e o presidente não duvida que Já em Cabo Verde e São Tomé e
mais efetivas, não estou muito com as empresas e institui- significa que em duas décadas são precisas «mudanças estru- Príncipe, «temos feito visitas lo-
otimista quanto ao futuro do ções da região». perdemos cerca de 30 por turais significativas» que rever- cais e protocolos com as Câmaras
ensino superior no interior», E a principal dificuldade cento do número de estudan- tam essa tendência. «Dentro de Municipais», referiu.
confessa Constantino Rei, do IPG tem precisamente a tes», constata Constantino Rei, dois ou três anos, todas as ins- E o que é feito para “caçar”
pois se não há crescimento ver com as consequências dos afirmando que «nenhuma ins- tituições de ensino superior do os estudantes nacionais? «De
«as instituições terão menos problemas demográficos: «A tituição sobrevive sem alunos». interior vão ter um decréscimo janeiro a junho fazemos cente-
alunos, menos funcionários, Guarda já teve cerca de 4.000 Mas há muito que o “inverno significativo de alunos», alerta nas de visitas e participação em
menos professores e menos a 4.200 alunos. Portanto, estar demográfico” ameaça chegar Constantino Rei. feiras, nomeadamente em escolas
profissionais, privadas e públicas,

Politécnicos do litoral decidem Atração dos jovens é assegurada pelo onde divulgamos a nossa oferta
formativa, fazemos demonstra-

não aumentar vagas IPG, mas fixação não ções e atividades para fomentar
nos jovens o interesse de estudar
no IPG», responde Constantino
O trabalho de captação que tem sido feito pelo IPG não chega
Após a decisão do ministério, o Conselho Coordenador dos Rei, destacando que a região
para fixar os jovens na cidade “mais alta” após terminarem o curso.
Institutos Superiores Politécnicos (CCISP) propôs uma diferen- Centro/ Norte é onde concentram
«Cumprimos a nossa responsabilidade e a nossa obrigação, que é
ciação das IES a três níveis: as que estão localizadas no interior, todos os esforços. «Não vale a
trazer jovens para a região», declara Constantino Rei, acrescentando
numa zona intermédia ou nas regiões de Lisboa e Porto. pena desperdiçarmos recursos a
que se os alunos não tiverem condições para ficar por cá «ou vão para o
«Deste modo, defendeu-se que as IES localizadas no interior captar estudantes de Lisboa ou do
seu país ou para outras zonas». «Criar condições para que eles se fixem
deveriam poder aumentar o número de vagas até um máximo Sul porque eles, historicamente,
já não depende apenas de nós. Aliás, eu diria que já depende muito
de cinco por cento, com referência ao número mais elevado nos não vieram», considera. Sobre o
pouco de nós, depende muito mais da resposta da própria economia
anos letivos 2015-2016, 2016-2017 e 2017-2018, nas áreas que leva os jovens dessas regiões
não só a nível regional, mas também em termos nacionais», defende o
42 (Ciências da Vida), 44 (Ciências Físicas), 46 (Matemática e a evitar o interior, Constantino
presidente do IPG. No entanto, a Guarda também não terá capacidade
Estatística), 48 (Informática) e 52 (Engenharia e técnicas afins). Rei acha que a escolha das IES é
para “absorver” todos os estudantes que se formam no IPG: «Toda a
Já as restantes, que não se encontravam localizadas nas regiões «muito pouco racional» e que a
gente sabe que só é possível fixar pessoas se houver emprego e, por-
de Lisboa e Porto, não deveriam aumentar o número de vagas», inexistência de certos cursos na
tanto, aquilo que é necessário é criar emprego», alerta Constantino Rei.
é referido pelo CCISP. Esta proposta foi declinada pelo MCTES, Guarda é outra das razões: «Como
Do que não duvida o presidente do Politécnico é que a instituição
mas os politécnicos e escolas não integradas localizadas no litoral em Lisboa ou no Porto existe toda
mexe com a vida económica da cidade. «Dos estudos feitos, posso
decidiram, por unanimidade, não aumentar as vagas no concurso a tipologia de oferta, não há, tiran-
dizer que, só do ponto de vista económico, cada euro investido numa
nacional de acesso, salvaguardando-se as áreas das Tecnologias do uma ou outra exceção, grandes
instituição de ensino superior retorna para a sociedade, através dos
de Informação, Comunicação e Eletrónica. Uma atitude «de lou- motivos para vir. Eu diria que é
consumos dos funcionários, alunos e professores, uma média de
var», segundo Constantino Rei, para quem a medida do Governo residual o número de estudantes
cerca de cinco euros», aponta o professor de Economia. De resto,
«acaba por ter efeitos para as outras instituições do litoral e não que olha para a qualidade das
«os centros mais dinâmicos em termos populacionais são aqueles
propriamente para as do interior». instituições», afirma.
que estão ligados a IES», sublinha Constantino Rei.
Quinta-feira • 14 de junho de 2018 • •5

Autarquias desdobram-se em medidas


para travar queda demográfica
Ana Eugénia Inácio ser gratuitas), refeições escolares à natalidade está também o pro- Covilhã, acesso ao Tarifário Social cadeiras de rodas ou camas articu-
para todas as crianças do 1º Ciclo, grama “Primeiro Enxoval”, que aplicado à fatura da água para fins ladas, e desenvolve de atividades
das aldeias e bairros periféricos atribuiu um subsídio entre os 250 domésticos, entrada gratuita em lúdicas e culturais, tendo em vista
Há cada vez mais pessoas a da cidade a preços ajustados aos e os 750 euros, e o “Apoio à Infân- espaços e atividades promovidas o envelhecimento ativo.
fugir da Beira Interior para rendimentos do agregado familiar cia” para crianças entre os três e pela Câmara Municipal da Covilhã Já com o objetivo de criar
os grandes centros urbanos (podendo ser gratuitas), refeições os seis anos. Há ainda uma apoio isenção ou desconto no pagamen- emprego a “cidade falcão” tem
e para o estrangeiro. Mais escolares gratuitas para crianças de Ação Social Escolar, para alunos to das taxas em vigor relativas implementado um Contrato Lo-
do que atrair famílias para a de famílias carenciadas que fre- inseridos em agregados familiares à entrada em infraestruturas cal de Desenvolvimento Social
região, é necessário manter quentam escolas do centro da cuja condição socioeconómica não desportivas Municipais, isenção que tem como principal objetivo
aquelas que lutam por cidade, e comparticipação de 50 lhes permita suportar integral- ou desconto no pagamento das o desenvolvimento de ações na
por cento do passe escolar. mente os encargos decorrentes entradas em espetáculos culturais área do emprego, formação e
permanecer. O INTERIOR foi
Para as famílias, a Câmara da da frequência escolar, nomeada- e desportivos, possibilidade de qualificação. Para as empresas,
saber quais as medidas que as
Guarda tem em vigor o IMI fami- mente com as refeições escolares, descontos em estabelecimentos presta apoio na instalação das
Câmaras da Guarda, Belmonte,
liar com uma redução da taxa em os manuais e o material escolar. comerciais em bens e/ou serviços mesmas, através disponibiliza-
Pinhel, Covilhã e Figueira 20€ no caso das famílias com um Destinado às famílias existe prestados por empresas locais, ção de lotes de terreno, a preços
de Castelo Rodrigo têm em filho, 40€ para famílias com dois também um programa de Apoio acesso a programas de turismo, reduzidos e da redução de taxas,
vigor para travar a fuga de filhos e de 70 euros para famílias Social para agregados em situação desporto e saúde promovidos até ao máximo de 75 por cento do
população. com três ou mais dependentes. de desemprego prolongado, através pela autarquia e acesso a todas as valor, no âmbito de processos de
A autarquia guardense tem de auxílios económicos e financei- iniciativas a realizar no Centro de licenciamento de obras realizadas
também o Regulamento de Proje- ros. Em vigor está também o IMI Atividades. Quanto às famílias, há por empresas.
Guarda tos de Investimento de Interesse familiar, com um desconto de 20 semelhança de outras autarquias,
Municipal, que prevê que o inves- euros para famílias com um filho, 40 na Covilhã está também vigo o Figueira de Castelo Rodrigo
No que toca à intervenção so- tidor tenha um acompanhamento, euros para famílias com dois filhos IMI familiar com um desconto de
cial, a Câmara da Guarda tem em apoio na procura de terrenos e 70 euros para famílias com três 20 euros para famílias com um Figueira de Castelo Rodrigo
vigor o Cartão Municipal de Apoio ou instalações municipais ou ou mais filhos. Foi também criado o dependente a cargo, 40 euros no também tem procurado formas de
Social que prevê um desconto de privados, apoio na divulgação e Cartão Social + que garante 50 por caso de dois e de 70 euros para fixar população, sobretudo jovens
60 por cento no valor do passe comercialização dos produtos, cento de desconto no pagamento de três ou mais dependentes a cargo. tendo já em vigor um regulamento
mensal nos transportes públicos, atribuição de benefícios fiscais, consumo de água para fins domés- Relativamente ao apoio a específico de apoio à fixação de jo-
bem como no bilhete de entrada concessão de benefícios em taxas ticos, isenção da taxa de aluguer de novos investidores, a autarquia vens. É com esse objetivo que são
de eventos culturais, recreati- municipais e benefícios na aquisi- contador de água, isenção de taxas e acompanha os empresários no atribuídos subsídios de apoio à
vos, educativos e desportivos ção de terrenos municipais. licenças devidas pela reconstrução terreno, apoia na aquisição de natalidade – 100 euros no caso do
organizados exclusivamente pela de habitação, pagamento de 10 lotes e na implementação do primeiro filho e aumenta gradual-
autarquia. Podem usufruir deste Belemonte por cento dos medicamentos até investimento. mente para os restantes. Em vigor
apoio munícipes com mais de 65 ao valor máximo anual, de 175 € está também um apoio adicional
anos, famílias numerosas e, ou, Também com o objetivo de e pagamento até 75 euros anuais, Pinhel para famílias cujos filhos tenham
carenciadas, desempregados de fixar pessoas, a Câmara de Bel- que equivalem a quatro viagens de ser seguidos por um médico.
longa duração e cidadãos porta- monte tem apostado no apoio mensais, 48 viagens anuais dentro Em Pinhel também são vários Os idosos também não são esque-
dores de deficiência. Existe ainda ao jovens. É neste contexto que do concelho. os apoio atualmente em vigor. cidos neste concelho que apostou
um serviço gratuito de pequenas foi criado o Apoio ao Estudante Outras das preocupações da Para as famílias, a taxa de IMI no projeto “Estou no radar”, que
reparações domésticas (Bricoso- destinado a jovens estudantes autarquia centra-se nos idosos, foi reduzida à taxa mínima. Há dá apoio para pequenas interven-
lidário) e a gestão e distribuição do ensino superior, residentes através da “Oficina Domiciliária” ainda tarifas especiais de água e ções no domicílio dos idosos, e tem
ds excedentes dos refeitórios por no concelho de Belmonte, que que se destina a executar, de forma saneamento e uma rede Solidária também os “Roteiros Seniores”, que
famílias carenciadas, bem como tenham uma situação económica gratuita, pequenas reparações no do Medicamento, que permite o tem viagens gratuita, em regime
o Cartão Solidariedade de Saúde, difícil. Foi também criado o cartão domicílio de pessoas idosas ou de acesso gratuito e ilimitado a me- de passeio, a várias localidades
que comparticipa em 75 por cento “Beljovem”, cujo objetivo é a pro- pessoas com dificuldades de loco- dicamentos. A autarquia de Pinhel do país. Há ainda o programa de
a aquisição de medicamentos. No moção de medidas que estimulem moção ou portadoras de deficiência. conta com 40 fogos de habitação “Cuidadores nas aldeias”, com
que toca ao apoio habitacional, os jovens munícipes à partici- Para este nicho existe também a social e presta apoio na realização equipas de intervenção nas diversas
existem 52 habitações sociais e pação mais ativa na vida social, “Teleassistência”, um serviço de as- de obras de reconstrução ou adap- localidades do concelho. No apoio
13 casas intervencionadas com cultural, desportiva e recreativa sistência telefónica de apoio com os tação de habitação propriedade às famílias, em Figueira de Castelo
vista a melhorar as condições de do concelho. O cartão destina-se Bombeiros Voluntários de Belmon- de famílias carenciadas. Atual- Rodrigo vigora a taxa mínima de
segurança, salubridade e conforto ao jovens entre os 15 e os 30 anos te que visa melhorar a qualidade de mente está também no terreno IMI, 0,3 por cento e para agregados
dos agregados familiares. e prevê ainda a redução de 10 por vida e segurança da população mais uma Rede Local de Intervenção em situações mais carenciadas a
Para a população mais idosa cento na faturação do consumo de velha do concelho. Social que implementa ações de autarquia presta também apoio
foi criado um serviço de Teleassis- água, redução de 25 por cento na Para as empresas, existe atu- prevenção e combate à pobreza em obras nas habitações e tem em
tência, entre a autarquia e a GNR aquisição de lote para construção almente um regulamento de apoio e exclusão. vigor um seguro de saúde, agora
e que procura assegurar o acesso de habitação própria, desconto a novos investimentos que possam No que toca aos jovens, todos complementado com um seguro
das populações mais idosas a ser- de 50 por cento no pagamento de surgir e que prevê a cedência de os alunos do concelho gozam de dentário, que permite a todos os
viços que lhe permitam continuar licenças camarárias para obras, terrenos em áreas adaptadas ao isenção de pagamento do passe residentes com domicílio fiscal em
integrados no seu meio de vida subsídio escolar para alunos investimento em causa, bonificação escolar, são atribuídos subsídios Figueira de Castelo Rodrigo  terem
habitual. carenciados do ensino superior, do preço de cedência de terrenos, escolares aos alunos carenciados, acesso a consultas de clínica a geral
Há ainda a isenção do pa- comparticipação até 20 por cen- realização de obras de infraestrutu- redução ou isenção de pagamento ou especialidade. Para as empresas,
gamento de taxas para os con- to do valor da componente de ras, cedência de edifícios e equipa- da refeição escolar e dos manuais o município de Figueira de Castelo
tribuintes cujo rendimento per autofinanciamento das candida- mentos, isenções totais ou parciais, escolares e para os alunos 1º ciclo Rodrigo apoia possíveis investido-
capita não exceda 80 por cento turas aprovadas em organismos relativamente aos impostos, apoio são oferecidos os livros de fichas. res de comércio local ou serviços
do valor anual do indexante dos oficiais destinadas à criação de e acompanhamento dos projetos Além do ensino pré-escolar gra- que se queiram instalar no concelho
apoios sociais. Relativamente à auto-emprego, acesso gratuito a de investimento, nomeadamente tuito, o município aposta também e também para os que já existem. A
ação escolar, a autarquia tem a iniciativas culturais e recreativas na agilização dos processos de em atividades de enriquecimento autarquia promete ainda a redução
distribuição gratuita de livros promovidas pela autarquia, redu- licenciamento. curricular gratuitas para todos os da derrama ao mínimo e isenção de
(fichas) aos alunos do 1ºciclo, ção de 10 por cento no acesso às alunos do pré-escolar e 1º ciclo do taxas, incentivos à fixação e instala-
apoio para material escolar aos piscinas municipais e descontos Covilhã ensino básico, bem como disponi- ção de novas empresas, bem como
alunos do 1º ciclo dos escalões A e nas empresas do concelho que biliza aulas de natação gratuitas descontos na aquisição de lotes ou
B, transportes escolares gratuitos aderirem ao projeto. No que toca Sendo os idosos uma fatia para todos os alunos do concelho pavilhões na zona industrial. Há
para as crianças do Pré-Escolar e às famílias, a Câmara de Belmonte importante da população, a au- (desde o pré-escolar ao ensino ainda o ninho de empresas com
1º ciclo que têm de se deslocar aposta na natalidade com o pro- tarquia covilhanense tem apos- secundário). Relativamente ao espaço disponíveis para albergar
para fora da localidade de resi- grama “Nascer no Concelho de tado no Cartão Social Municipal apoio à terceira idade, o município empresas da área das tecnologias
dência, refeições escolares para Belmonte” através da atribuição “Covilhã Mais Social”, que inclui presta apoio técnico e financeiro da informação e os jovens agricul-
todas as crianças do Pré-Escolar a de um subsídio no valor de 100 comparticipação por parte da para construção de equipamentos tores também podem obter apoios
preços ajustados aos rendimentos euros aos bebés registadas como autarquia nos gastos com trans- sociais, disponibiliza equipamen- da autarquia através do programa
do agregado familiar (podendo naturais do concelho. Associado portes dentro do Concelho da to a pessoas carenciadas, como “Figueira + verde”.
6• • Quinta-feira • 14 de junho de 2018

IPG e empresas abrem


S curso para formar
Sociedade
quadros intermédios
GUARDA
para a indústria
Caminhada
solidária este
domingo
automóvel
Luis Martins
LM

O cruzamento do Alven-
dre, na Guarda, será o ponto
de partida para dar início As empresas de
à caminhada solidária que cabos e componentes
terá lugar este domingo, às 9 para automóveis da
horas. Organizada pela Delta Guarda juntaram-
Cafés da Guarda e Tempo se ao Instituto
para Dar, a caminhada está Politécnico, com o
sujeita a inscrição, no valor apoio da autarquia,
de três “passos solidários”, para criar um curso
sendo que o valor angariado técnico superior
será convertido em águas e profissional (TeSP) de
reverte a favor dos Bombei- Indústria Automóvel.
ros Voluntários da Guarda. A formação vai
A caminhada, de dificuldade arrancar no próximo
técnica e física fácil, tem a du- ano letivo no IPG e
ração de aproximadamente servirá para colmatar
quatro horas e uma distância a falta de mão-de-
de dez/11 quilómetros. obra qualificada
na região para esta
Curso técnico superior profissional (TeSP) de Indústria Automóvel terá emprego garantido, dizem os promotores
indústria que emprega
GUARDA atualmente mais de no Rei. O presidente do Instituto que tem projetada uma nova seguirão». O responsável aludia à
1.200 pessoas.
Reclusos guardense disse esperar que
este TeSP abra em setembro e
unidade para plataforma logís-
tica destinada exclusivamente
possibilidade de criação na Guar-
da de um Centro Tecnológico do
estreiam Este pode ser o primeiro
passo para a criação de um
«com todas as vagas ocupadas».
É que os estudantes deste
à nova geração de automóveis,
assumiu que «este curso vai
Setor Automóvel. O projeto está
previsto no protocolo assinado
peça teatral centro tecnológico do “cluster”
automóvel, que continua a cres-
curso terão emprego garantido
no final da formação. Isso mes-
permitir formar pessoas para
as nossas empresas e contribuir
na segunda-feira, pois os parcei-
ros assumem o compromisso de
Os reclusos do Estabele- cer graças às mudanças geradas mo sublinharam os represen- para fixar jovens na região, o «criação de sinergias necessárias
cimento Prisional da Guarda pela conetividade e pela condu- tantes das empresas. «A falta que é estruturante para a Guar- para a construção de uma parce-
estreiam quarta-feira, no ção autónoma. A autorização de capital humano é a principal da». Gabriel Alves, diretor da ria estratégica, nos domínios da
TMG (21h30), a peça “Voltas, de abertura do curso na Escola carência da Guarda, que tem Sodecia, que labora no parque experimentação, investigação,
reviravoltas e contravoltas”. Superior de Tecnologia e Gestão uma das melhores localizações industrial, acrescentou que inovação, formação e transferên-
Trata-se de uma criação (ESTG) foi publicada no passado do país para atrair investimen- «temos necessidade de pessoas cia de conhecimento e tecnologia
coletiva que envolveu nove dia 4 em “Diário da República”. to», afirmou Fernando Grilo. com esta formação para crescer nas áreas da indústria automóvel
detidos, uma psicóloga, uma O despacho da Direção-Geral O diretor da unidade da Dura na Guarda», pelo que este curso do concelho», lê-se no documen-
professora, uma jurista e um do Ensino Superior refere que o Automotive admitiu mesmo que, é «uma garantia de emprego». to. A Câmara da Guarda contribui
guarda prisional, todos par- mesmo se destina a formar pro- com este projeto, vai conseguir Já Fernando Amaral, dire- com o apoio financeiro, logístico
ticipantes na “oficina de tea- fissionais que possam «identifi- «“vender” melhor» a fábrica de tor da ACI, também sediada no e institucional às atividades que
tro” promovida pelo pelouro car e caracterizar os principais Vila Cortês do Mondego dentro parque industrial da cidade, os restantes parceiros acordem
da Educação, Intervenção materiais utilizados na conceção do grupo. Também João Car- considerou que este acordo é o desenvolver, nomeadamente a
Social e Saúde da Câmara da de componentes para a indús- doso, diretor-geral da Coficab, primeiro passo «de outros que se abertura de um Centro Tecnoló-
Guarda, no âmbito de uma tria automóvel, com conheci- gico cujo principal objetivo será
colaboração formalizada com
o Estabelecimento Prisional
mentos alargados sobre as prin-
cipais tecnologias e processos
IPG com nova residência de estudantes apoiar as empresas do setor «na
sua modernização e adaptação
da Guarda, em dezembro de de fabrico e respetivos sistemas de novas tecnologias nos seus
2015. As oficinas de escrita, Nesta sessão foi também assinado o protocolo de transfe-
de automação e controlo». Uma produtos e processos de fabrico».
leitura e teatro são algumas rência para o IPG de uma residência de estudantes tutelada pelo
semana depois os responsáveis Trata-se de um empreendimento
das ações já desenvolvidas e Ministério da Educação. A unidade, situada junto à Secundária
da Coficab, Dura Automotive, mais arrojado que Álvaro Amaro
que proporcionam um con- Afonso de Albuquerque, acolhe atualmente alunos do ensino
ACI e Sodecia rubricaram com disse começar com o curso a lecio-
tacto direto dos reclusos com secundário e vai receber estudantes do Politécnico no próximo
o IPG e a autarquia a respetiva nar no IPG. «É uma primeira etapa
a comunidade, aquando da ano letivo. «Esta transferência é um alívio porque as nossas re-
declaração de compromisso. para fixar pessoas e potenciar a
apresentação pública do seu sidências têm estado lotadas nos últimos anos e o mercado de
«O curso nasceu nas empresas hipótese dos mais jovens terem
trabalho. alojamento local não tem respondido às necessidades», afirmou
para o Politécnico. O que vamos emprego, formação e dedicarem-
Constantino Rei. Entretanto, o executivo guardense deliberou,
ensinar é aquilo que os alunos se à investigação», afirmou o pre-
por unanimidade, renovar o acordo de parceria e atribuir 30
precisam saber para responder sidente do município, para quem
mil euros ao IPG, mais cinco mil que no protocolo anterior, para
aos objetivos elencados pelos esta cerimónia é «um momento
apoiar a captação de estudantes estrangeiros.
profissionais», disse Constanti- histórico» para a Guarda.
Quinta-feira • 14 de junho de 2018 • •7

Carlos Peixoto PS
Concelhias de Gouveia e Sabugal foram
a votos

renova liderança As Comissões Políticas


Concelhias do Partido Socia-
lista de Gouveia e do Sabugal
foram a votos na passada sex-
Salvador, vereadora do PS na
Câmara local, e no Sabugal foi
eleito Luís Gonçalves, vereador
do PS na autarquia sabuga-

da distrital do PSD
ta-feira. Em Gouveia, foi eleita lense. Em ambos os concelhos
presidente Maria da Conceição concorreram listas únicas.

POLÍTICA
Deputado na Assembleia da República venceu em 11 dos 14 PSD realiza jornadas parlamentares
concelhos do distrito nas eleições internas do partido na Guarda
DR As jornadas parlamentares e à Proteção Civil. O primeiro
Ana Eugénia Inácio do PSD decorrem na Guarda na painel acontece depois sobre
segunda e terça-feira sob o tema o tema “Empresas e Coesão
da “Afirmação e valorização do Territorial”, com as intervenções
Com 1.025 votos Carlos Interior”. dos economistas Miguel Cadilhe,
Peixoto foi reeleito presidente A sessão de abertura con- antigo ministro das Finanças
da Distrital do PSD da Guarda, no tará com intervenções de Ál- de Cavaco Silva, e Daniel Bessa,
que considerou ser uma «vitória varo Amaro (presidente da que foi ministro da Economia
expressiva» sobre a adversária Câmara da Guarda), Carlos do Governo do PS liderado por
Ângela Guerra, que não foi além Peixoto (presidente da distrital António Guterres.
dos 588 votos. do PSD e deputado) e Fernando No segundo dia o painel será
Eleito para o cargo pela ter- Negrão (líder parlamentar). O dedicado à Demografia e terá
ceira vez consecutiva, o tam- presidente social-democrata, como oradores os professores
bém deputado na Assembleia da Rui Rio, fará o encerramento universitários e especialistas no
República considerou que esta das jornadas, que vão também tema Eduardo Anselmo Castro,
foi uma vitória «inequívoca», que incluir intervenções de Miguel Maria Luís Rocha Pinto e Teresa
«não deixou margem para dúvi- Cadilhe e Daniel Bessa. Na tarde Ferreira Rodrigues, que integra
das». Na sua opinião, o resultado do primeiro dia, os deputados a Plataforma de Crescimento
das eleições realizadas no pas- sociais-democratas vão dividir- Sustentável. A sessão de encerra-
sado sábado é o «reconhecimento se por três visitas simultâneas: mento das jornadas está marcada
Carlos Peixoto preside a Distrital do PSD da Guarda desde 2014
do trabalho dos últimos quatro à Coficab, à maternidade da para as 12h30, com intervenções
anos» e uma «prova» de que os Carlos Peixoto venceu em 11 menos na possibilidade de me Unidade Local de Saúde (ULS) de Fernando Negrão e Rui Rio.
militantes «confiam» em si. Aos das 14 concelhias do distrito da convidar a participar, enquanto
jornalistas, Carlos Peixoto admi- Guarda, enquanto Ângela Guerra deputada eleita, nas reuniões que
tiu que «esperava um resultado foi a mais votada em Pinhel, Al- a comissão política distrital possa PS
ganhador», mas a diferença de meida e Manteigas. Pela primeira realizar». Nova sede fica na Rua Mestre de Aviz DR
votos relativamente à adversária vez candidata a um órgão distrital, Uma hipótese que não parece
«foi uma surpresa». Já a pensar a deputada da AR e presidente estar nos planos do líder distrital:
nas legislativas do próximo ano, da Assembleia Municipal de «Estou disposto a trabalhar com
um dos objetivos do líder social- Pinhel reconheceu a «grande todos os militantes. A minha
democrata é «desgastar o Partido e expressiva vitória» de Carlos adversária é uma militante ex-
Socialista e fazer oposição para Peixoto, que considera ter «to- actamente igual aos outros e
que o PSD assuma um papel das as condições para fazer um trabalharei com ela e com todos
preponderante» na governação grande mandato e trabalhar». A aqueles que se queiram juntar a
do país. Para tal, conta com os candidata acredita, no entanto, nós por forma a fazer um partido
contributos do conselho estra- que «muitas das nossas ideias são mais atrativo e mais forte», afir-
tégico distrital, que irá atuar em muito importantes para o distrito, mou o dirigente. Nestas eleições
várias áreas e vai apresentar «um que merece ter alguém a lutar participaram 1.648 dos 2.450 A nova sede do PS Guar- socialistas na Rua Francisco dos
trabalho muito relevante que por elas, para o bem da nossa militantes em condições votar no da ficará num edifício da Rua Prazeres, onde o partido esteve
poderá depois ser aproveitado terra e das nossas gentes». Ângela distrito da Guarda. Registaram-se Mestre de Aviz, no Bonfim. A durante 44 anos, deveu-se ao
pelo partido a nível nacional, no Guerra reiterou que são as pes- oito votos em branco e dois nulos. instalação dos órgãos federati- aumento exponencial da renda
sentido de orientar aquilo que será soas e o território que a «movem» Ao lado de Carlos Peixoto vão vos e concelhios, bem como da apresentado pela proprietária
o programa eleitoral do PSD para as e que merecem «todo» o seu estar Carlos Condesso e Fernando JS, deverá acontecer em julho. do edifício. «O PS pagava 100
legislativas de 2019», adiantou o so- empenho. É também pela região Andrade como vice-presidentes O imóvel acolheu, através euros e teria que passar a pagar
cial-democrata, que quer mostrar que afirma estar «disponível para da comissão política distrital. Já de arrendamento, a Secção de 600 euros, o que é incompor-
ao distrito da Guarda que o PSD trabalhar e participar sempre que a Mesa da Assembleia será pre- Processo Executivo do Instituto tável para a Federação, cujo
que é «uma verdadeira alternativa for convidada» e espera que, «ao sidida por Júlio Sarmento, que de Gestão Financeira da Segu- orçamento mensal é inferior a
e o partido que mais relevância tem contrário do que aconteceu até obteve 1.018 votos contra 606 de rança Social, entre 2012 e 2014. esse montante», disse na altura
no distrito». aqui», Carlos Peixoto «pense pelo José Gomes. A saída da sede histórica dos Pedro Fonseca a O INTERIOR.

GUARDA CONCUROS
Fernando Madeira eleito para a mesa da assembleia 72 Vinhos da Beira Interior vão a concurso
O Solar do Vinho da Beira hotelaria e restauração, críticos de
de secção do PSD Interior, na Guarda, recebe na vinhos, membros das câmaras de
próxima terça e quarta-feira o provadores de outras comissões
Fernando Madeira foi eleito, gerido o processo eleitoral» para a concorrente a outro órgão no pri-
11º Concurso de Vinhos da Beira vitivinícolas. O júri será presidido
no sábado, presidente da Mesa da eleição deste órgão concelhio. Em meiro ato eleitoral. Na reclamação
Interior. pelo prestigiado crítico de vinhos
Assembleia da concelhia do PSD causa esteve o empate resultante apresentada ao Partido, António
Este ano estão a concurso Aníbal Coutinho, a quem caberá
com 147 votos, contra os 133 de do escrutínio referente à eleição Júlio Aguiar pede a «eliminação»
72 vinhos, entre brancos, tin- coordenar a prova. Este ano e
António Júlio Aguiar. da mesa de Assembleia de Secção, da lista C do ato eleitoral. «Espero
tos e rosados das categorias pela primeira vez o concurso
Antes do ato eleitoral, a lista que decorreu no passado dia 14 que as coisas fiquem resolvidas»,
DO Beira Interior e IG Terras será realizado numa aplicação
D encabeçada por António Júlio de abril, e o facto de no sábado diz Fernando Madeira, que vai
da Beira de 25 produtores. A informática criada para o efeito.
Aguiar enviou ao Conselho de ter concorrido uma nova lista (C), «aguardar decisões superiores»
avaliação será feita em prova Os resultados serão conhecidos
Jurisdição Nacional e Distrital que não foi a votos no primeiro, e está «completamente tranqui-
cega por um júri composto por a 7 de julho, durante um jantar
do partido um protesto contra e que apresentou como cabeça- lo» quanto ao resultado de um
enólogos, escanções, membros da de gala no Seminário do Fundão.
a forma «como tem vindo a ser de-lista um membro de uma lista eventual pedido de impugnação.
8• • Quinta-feira • 14 de junho de 2018

FOTOLEGENDA
VMER da Guarda despista-se
DR
Figueira de Castelo Rodrigo.
Guarda em festa
até ao São João
O despiste ocorreu na
Estrada Nacional 221, entre
Escalhão e Barca d’Alva, ten-
do o veículo caído para uma
ribanceira, onde só parou am-
parado por uma oliveira. Além Dez bairros da cidade participam este ano nos Santos do Bairro
do susto, os dois ocupantes,
uma médica e um enfermeiro,
com bailes populares, marchas e bonecas de cristal
sofreram apenas escoriações, LM

segundo apurou O INTERIOR.


No local estiveram elementos
Os tripulantes da Viatura da GNR e os bombeiros de
Médica de Emergência e Reani- Figueira de Castelo Rodrigo
mação (VMER) da Guarda não com sete operacionais e duas
ganharam para o susto na pas- viaturas. Em consequência
sada sexta-feira ao sofrerem dos danos sofridos a VMER
um aparatoso acidente na zona ficou inoperacional, tendo sido
de Barca d’Alva, no concelho de prontamente substituída.

DROGA
PJ deteve mais três suspeitos de
pertencerem a grupo de traficantes
liderado por estudante
A Polícia Judiciária (PJ) individuais de MDMA, 20 doses
deteve na semana passada três de canábis (folhas e sumidades
homens por tráfico de droga floridas ou frutificadas), 1.440
na sequência da investigação euros em dinheiro e vários ou-
que permitiu, no início deste tros objetos relacionados com Marchas de seis bairros vão desfilar no dia 23 na Praça do Município
mês, o desmantelamento de a atividade ilícita». Segundo o
Os Santos do Bairro, ini- quinta edição dos Santos do Bair- rija na Praça do Município, onde
um grupo de oito traficantes Departamento de Investigação
ciativa de animação promovida ro vai envolver 1.400 pessoas de haverá gastronomia, animação,
liderado por um estudante do Criminal da Guarda, sobre os de-
pela Câmara da Guarda com as todos os bairros da Guarda, onde uma feira de artes e ofícios, baile e
ensino superior na Guarda. tidos recaem «fortes suspeitas
coletividades locais por ocasião haverá festa diariamente até dia o desfile das seis marchas popula-
Com a colaboração de de fazerem parte de uma rede
dos santos populares, começou 21. Hoje será a vez do Bairro do res da Guarda, além da convidada
elementos da Diretoria do de abastecimento e distribuição
ontem em São Vicente, na zona Pinheiro se engalanar, seguindo- marcha de Alcântara (Lisboa).
Norte e do Departamento de de diversos tipos de produtos
histórica da cidade. se o Bairro da Luz (amanhã), Já o dia de São João começa
Investigação Criminal de Avei- estupefacientes em várias loca-
Foi a primeira de dez festas Alfarazes (sábado), Bairro de São com a tradicional feira anual, no
ro, os inspetores da Guarda lidades do distrito da Guarda».
agendadas até dia 24, data da feira Domingos (domingo), Póvoa do centro da cidade, na envolvente
realizaram mais seis buscas Os dois empregados de balcão
anual de São João, num evento Mileu (segunda-feira), Sequeira do Jardim José de Lemos e nas
das quais resultaram a apre- e o operário fabril, com idades
que contempla gastronomia, (terça-feira), Lameirinhas (dia ruas Vasco Borges, Batalha Reis
ensão de produto estupefa- compreendidas entre os 20 e 21
bailaricos, marchas populares, 20) e Bonfim (dia 21) – são mais e Soeiro Viegas, e termina no-
ciente equivalente «a cerca anos, foram presentes a tribunal
o concurso da boneca de cristal, três do que no ano passado. Na vamente na Praça do Município
de 1.300 doses médias diárias na passada quarta-feira.
uma feira de artes e ofícios. A véspera de São João haverá festa com a festa de encerramento
durante a qual serão divulgados
PUB PUB os vencedores dos concursos da
marcha e da boneca de cristal.
Neste último desafio participam
nove bairros, entre os quais o
Santa Casa da Misericórdia da Guarda estreante Guarda-Gare, que vão
disputar um prémio de 1.200
CONVOCATÓRIA euros. Este ano a melhor bone-
ca de cristal será eleita por um
João Inácio Monteiro, na qualidade de Presidente da Mesa da Assembleia Geral, da Santa júri (50 por cento) e por uma
Casa da Misericórdia da Guarda, convoco todos os irmãos, nos termos do art. 24º, n.º 3,
votação online na página do
e art. 25º do Compromisso que rege esta instituição, a reunirem em Assembleia Geral
Extraordinária, a efetuar no Auditório do Hospital da Misericórdia, nesta cidade, sito na Rua município (50 por cento). Já as
Dr. Francisco dos Prazeres, n.º 7, no próximo dia 30 de Junho de 2018, pelas 14.30 horas. marchas serão avaliadas pelos
elementos da marcha convida-
Ponto Único da Ordem de trabalhos: da. As três melhores recebem
Apreciação e votação de uma proposta da Mesa Administrativa, no sentido de a Assembleia 1.000, 500 e 300 euros, respeti-
Geral autorizar as negociações com entidades terceiras, tendo em vista a apresentação de
candidatura/s para a requalificação e reabilitação do Lar na Guarda, no âmbito do PQCAPI
vamente, sendo que a vencedora
(Projeto de Qualificação das Comunidades Amigas das Pessoas Idosas) e IFRRU 2020 vai ainda apresentar-se em
(Instrumento Financeiro para a Reabilitação e Revitalização Urbanas) e, no âmbito desses Alcântara. Além destes prémios,
projetos, contrair empréstimo ou empréstimos junto do BEl (Banco Europeu de Investimento) a autarquia atribui um apoio de
e da banca privada, até ao valor a definir pela Assembleia. 500 euros para cada festa de
bairro, de 100 euros pela parti-
NB: Não estando presentes, à hora acima designada, a maioria legal dos irmãos com direito
de voto, para que a Assembleia Geral funcione, convoco desde já a mesma Assembleia
cipação no concurso da boneca
Geral, para reunir no mesmo dia e mesmo local, meia hora mais tarde (15.00 horas), a qual e de 1.500 euros pela conceção
decorrerá desde que estejam presentes, pelo menos, 26 irmãos, nos termos do art. 26°, da marcha.
n.o 1, do atual Compromisso. Segundo Álvaro Amaro, os
Santos do Bairro são já «uma das
***
marcas» da cidade. «A marca já
Guarda, 11 de Junho de 2018
O Presidente da Mesa da Assembleia Geral está a ficar mais forte», sendo que
o objetivo é, «em primeiro lugar,
envolver o mais possível os guar-
denses e, em segundo, chamar
(João Inácio Monteiro) mais gente para ver», afirmou o
O Interior, nº 964 de 14/06/2018 presidente da Câmara.
Quinta-feira • 14 de junho de 2018 • •9

Requalificação do Largo da LÍTIO


Populações da Argemela continuam

Misericórdia desagrada a à espera de respostas


A possibilidade de explo-
ração de lítio na Serra da Arge-
da exploração mineira na Arge-
mela dizem ter feito já várias

Pedro Fonseca mela (Covilhã) continua a gerar


descontentamento por parte da
população.
diligências para ter acesso ao
processo, mas foram sempre
negadas «por uma questão de
Vereador socialista na Câmara da Guarda considera ter «mais prioridade» Numa nota enviada às reda- “segredo de negócio». «Estamos
ções, o grupo “Pela Preservação num interior esquecido e consi-
intervir na Quinta da Maúnça, «que está desaproveitada e ao abandono» da Serra da Argemela” lamenta a derado “terceiro mundista” até
DR
Pedro Fonseca não gosta ausência de respostas por parte que nos acontecem desgraças ou
do projeto de requalificação do Governo e questionam «qual quando os nossos recursos são
do Largo da Misericórdia e o papel regulador das entidades sinónimo de negócio e no resto é
manifestou-o na última reunião públicas no âmbito das con- deixado à sua sorte», lamentam
da Câmara da Guarda, realizada cessões mineiras». Perguntam os promotores do movimento,
na segunda-feira. ainda «porquê o denso silêncio que sublinham que «a pressão
Para o vereador do PS, «há em torno destas concessões, que económica/especulativa nunca
espaços na cidade que já me- nunca trazem sustentabilidade a se deverá sobrepor à vontade
reciam uma intervenção, que longo prazo». Os contestatários soberana das pessoas».
mereciam um investimento
desta magnitude, não é o caso TRANCOSO
do Largo da Misericórdia, uma
das zonas da Guarda de que Divulgado cartaz da Feira de São
mais gosto». Na sua opinião, o Bartolomeu
município deveria requalificar que é estranho», considerou o o centro histórico», declarou o
Richie Campbell, Rui Ve- de agosto em Trancoso, numa
a Quinta da Maúnça, «que está vereador, alertando que a inter- edil, adiantando que o muni-
loso, João Pedro Pais, Matias organização da Associação
desaproveitada e ao abando- venção vai «ter consequências cípio está a trabalhar «numa
Damásio, Agir e Augusto Ca- Empresarial do Nordeste da
no», e a zona do antigo quartel no estacionamento». ideia» para a Quinta da Maúnça
nário são os cabeças de cartaz Beira (AENEBEIRA) e do mu-
dos bombeiros, junto ao centro O presidente da Câmara e pondera colocar no mercado a
da próxima edição da Feira de nicípio. O recinto do certame
comercial La Vie. «Não se deve respondeu à crítica afirmando construção e exploração de um
São Bartolomeu. A mais antiga terá 32 mil metros quadrados,
requalificar só por requalificar, que «pode haver pessoas que restaurante panorâmico no final
feira franca do país e uma das realizando-se no Pavilhão Mul-
pois o que se pretende fazer gostem mais, outras menos, da Avenida dos Bombeiros. Nes-
mais antigas da Península tiusos a Exporaia – Feira das
é uma intervenção de fundo mas vamos fazer essa requali- ta sessão, Pedro Fonseca elogiou
Ibérica vai decorrer de 10 a 19 Atividades Económicas.
que elimina o que está para ficação porque é um objetivo o compromisso da autarquia na
criar de novo», criticou o eleito estratégico para a Guarda». criação do Centro Tecnológico
da oposição, o único presente Álvaro Amaro acrescentou que do Setor Automóvel na Guarda. DANÇA
na sessão dada a ausência no «todo aquele eixo central da «É um passo histórico para a
estrangeiro de Eduardo Brito. cidade vai ficar mais atrativo» captação de investimento e para “Ecos do Côa” adiado em Figueira
Pedro Fonseca lamentou tam- com as intervenções previstas afixação de pessoas. São este
bém que no site do município no Plano Estratégico de Desen- tipo de infraestruturas que dão
de Castelo Rodrigo
não haja «qualquer referência» volvimento Urbano (PEDU), o à Guarda um aspeto diferencia- O espetáculo de dança tas amadores dos concelhos de
ao período de discussão pública documento que garante apoios dor», disse o socialista, que ad- “Ecos do Côa” vai estrear ama- Figueira de Castrelo Rodrigo,
sobre esta requalificação nem para este tipo de obras. «Esta- mite ter «expetativas enormes» nhã (22 horas) no Largo Serpa Pinhel, Almeida, Trancoso e
esteja disponível o projeto, «o mos a estimular mais vida para neste projeto. Pinto, em Figueira de Castelo Mêda. É o primeiro espetáculo
Rodrigo. A produção devia ter do projeto “Cultura em Rede
sido apresentada no passa- das Beiras e Serra da Estrela”,
PORTAGENS do sábado, mas teve que ser promovido pela Comunidade

Transportadoras associam-se à Plataforma adiada devido às condições


meteorológicas.
Intermunicipal das Beiras e
Serra da Estrela (CIMBSE), em

pela Reposição das SCUT na A23 e A25


Trata-se de uma criação parceria com a Associação de
dos DEMO, em coprodução Municípios da Cova da Beira e
com a CARB, que se inspira no das respetivas autarquias. O
A contestação às portagens empresas transportadoras. A PME´s, não suporta este imposto
sabor a terra, nos brasões e objetivo desta iniciativa é criar
nas ex-SCUT tem um novo aliado. Plataforma esteve representada indireto [portagens] sobre o que
nas lendas dos municípios da uma rede cultural pela qual vão
Trata-se da ANTP - Associação por Luis Veiga e José Gameiro. é importação de matéria-prima
região, bem como na natureza. itinerar produções de dança,
Nacional das Transportadoras Em consequência, a ANTP já e de exportação de produto
O elenco inclui 38 protagonis- teatro e música.
Portuguesas, que decidiu apoiar vai participar nas três marchas acabado, bem como os custos
as ações da Plataforma pela Re- lentas agendadas para hoje e de distribuição regional dos
posição das SCUT na A23 e A25. para os dias 22 e 25 deste mês, bens de primeira necessidade, TRANCOSO
A decisão foi tomada no na Covilhã, Castelo Branco e para além dos custos que esta
sábado, na Batalha, na reunião Fundão, respetivamente. «O situação representa, para quem Convívio nacional e internacional
plenária daquela organização tecido empresarial das regiões diariamente tem que usar as ex- de dadores de sangue no sábado
que contou com a participação do interior, composto maiorita- Scut´s, para trabalhar», sublinha
Trancoso acolhe, no sába- são solene de homenagem
de perto de três centenas de riamente, por microempresas e a Plataforma.
do, o XXXII Convívio Nacional aos dadores de sangue. Pelas
e o XXVI Convívio Internacio- 11 horas decorrerá um desfile
ENSINO SUPERIOR nal de Dadores de Sangue. As pelas ruas da cidade e uma
iniciativas são organizadas visita ao castelo, seguida (12
UBI entre as melhores universidades jovens do mundo pela Associação de Dadores horas) de um almoço de par-
A Universidade da Beira quarta-feira, a UBI classifica-se dados deste ranking demonstram de Sangue de Vila Franca tilha de farnéis e início dos
Interior (UBI) mantém em 2018 no intervalo situado entre os lu- «a solidez científica da UBI entre das Naves e pela Federação espetáculos musicais. Durante
o estatuto de uma das melhores gares 101 e 150. Esta avaliação as 250 jovens universidades com das Associações de Dadores a tarde, às 15 horas, haverá
instituições de ensino superior resulta da análise das condições menos de 50 anos, de 55 países di- de Sangue, com o apoio da a entrega de lembranças às
do mundo fundadas há menos e do trabalho desenvolvidos na ferentes», considera o vice-reitor Câmara Municipal de Tran- associações e até ao encer-
de 50 anos. qualidade de ensino, qualidade da área de Investigação e Projetos. coso. Segundo a organiza- ramento do convívio, previsto
De acordo com a mais re- de investigação, número de «O facto de termos mantido a ção, são esperadas «cerca para as 18 horas, continuarão
cente edição do ranking desen- citações dos artigos científicos posição de 2017 é fruto do es- de 2.500 pessoas, de todo o os espetáculos musicais. As
volvido pelo Times Higher Edu- elaborados pelos seus investiga- forço extraordinário dos nossos país e também de Espanha». atividades dividem-se entre o
cation (THE) Young University dores, internacionalização e rela- professores e investigadores», O programa começa às 10 Pavilhão Multiusos e o Parque
Rankings, divulgado na passada ção com o tecido empresarial. Os acrescenta José Páscoa. horas, seguindo-se uma ses- Municipal de Trancoso.
10 • • Quinta-feira • 14 de junho de 2018

PUB VILA NOVA DE FOZ CÔA


Construção da Foz Côa Story House a concurso
por 1,8 milhões de euros
AR
A Câmara de Vila Nova de
Foz Côa lançou na semana pas-
sada o concurso público para a
construção do centro interpre-
tativo da história do concelho.
O procedimento tem um preço-
base de mais de 1,8 milhões de
euros e um prazo de execução
de 540 dias.
A futura Foz Côa Story Houve
vai nascer da reabilitação da Casa
dos Almeidas, no centro histórico
da cidade, e, além de um espaço
expositivo, terá um hotel rural de
quatro estrelas com dez quartos,
restaurante e “wine bar”. O equi-
pamento vai contar a história do tem uma «história riquíssima que concurso de ideias promovido
concelho e dos seus produtos tem que ser contada e que muitos para o efeito pelo município. O
mais característicos, como o vi- fozcoenses desconhecem», consi- investimento previsto é da or-
nho, o azeite, o xisto e a amêndoa, derando que esta intervenção vai dem dos dois milhões de euros,
através de conteúdos interativos. também contribuir para «dinami- sendo cofinanciado em 972 mil
«O visitante vai ter uma visão zar a zona histórica, que está um euros pelo FEDER. A Câmara de
completa da riqueza do concelho pouco abandonada». Foz Côa obteve ainda um apoio
de Foz Côa», disse Gustavo Duarte O projeto foi elaborado de 400 mil euros do Turismo de
a O INTERIOR. Em declarações pelo gabinete de arquitetura de Portugal, no âmbito do progra-
recentes, o presidente da autar- José David Silva, de Moimen- ma de Valorização Turística do
quia acrescentou que o município ta da Beira, e resultou de um Interior.
PUB

PUB

DUAS FORÇAS,
UM FUTURO.
NOVOS HÍBRIDOS PLUG-IN
BMW iPERFORMANCE.

O futuro está aí e vem cheio de vantagens para a sua Empresa, consulte-nos.

Matos & Prata, S.A.


Rua Vila de Manteigas, 1
6300-617 Guarda
Tel.: 271 208 608

70 ET
P , A
C art 85 PA
C ast ida KM 15
C heg elo 14 S
a h
D
st ad BE 2 E
el a L 5 JU
o N
BE 16h MO H
LM 15 NT O
O E
4ª N
TE
18 ET
P 4 A
Pr art ,4 K PA
A ça i d a M 16
C LM a 2 11 S
h h D
A e EID 5 d 5 E
M v. d gad A e A 5 JU
O os a br N
RT B 16 il H
ÁG om h3 O
UA be 0
iro
s
Vo
lu
nt
á rio
s


5, ET
C 5 K AP
5 17 ont M A
17 ª E C h0 ra S 13
15 D TA am 0 - rer D
P 6, E PA po 1 ló
9
E
Pr art 3 K JU G h3 gio JU
C aç ida M NH ra 0 p N
O nd or H
Av heg a d 12 S e Eq O
en ad o M h2 -L
id a 5 IS uip
a 16 uni BO as
25 h cí
de 15 pio A
A
Ab N
A
ril D
ÁG IA
13 A 17 JUNHO 18'
U
ED
A 2
P ªE
Pr art TA
C aç ida PA
C OR a d 12 1
P he UC e T h5 4 D
PR arq gad HE ou 5
ro
E
O ue a 1 s
JU
EN U 6
r h d e N
Ç ba 30 H
A n Co O
A o ru
N Co c
15
O m h e
7,
2
VA e KM
nd
ad S
or
Jo
ão
M
ar
tin
s
Quinta-feira • 14 de junho de 2018 •

www.abimota.org
PUB
• 11
12 • • Quinta-feira • 14 de junho de 2018

PUB DESENVOLVIMENTO

Tribunal Judicial da Comarca da Guarda


Juízo de Competência Genérica de Pinhel
Fundação La Caixa apoia
projetos inovadores em
Palácio da Justiça • Av. Frederico Ulrich
6400-378 Pinhel
Telef: 271410180 Fax: 271090239 Mail : pinhel.judicial@tribunais.org.pt

ANÚNCIO

regiões fronteiriças
Processo: 112/18.4T8PNH Interdição/Inabilitação Referência: 26168194
Data: 06-06-2018
Requerente: Ministério Público
Requerido: António Delgado Gama
DR
Faz-se saber que foi distribuída neste Tribunal, a ação de Interdição/Inabilitação em que é requerido A fundação espanhola La Cai-
António Delgado Gama, filho de José Gama e de Cristina Maria Delgado, nascido em 07-07-1973, xa, dona do CaixaBank e do BPI,
NIF - 205443001, Cartão Cidadão - 112136494XY1, com residência em Rua do Padre, S/n, Manigoto,
6400-251 Manigoto - Pnh, para efeito de ser decretada a sua interdição por anomalia psíquica. lançou em Portugal o programa
A Juiz de Direito,
“Promove - Dinamização de Re-
giões Fronteiriças” para apoiar
Dr(a). Nádia Meneses Tavares Afonso três projetos-piloto em diferentes
A Oficial de Justiça,
domínios, com um montante má-
ximo total de 300 mil euros.
Maria Manuela B. T. Sampaio «A iniciativa tem como obje-
O Interior, nº 964 de 14/06/2018 tivo apoiar projetos inovadores,
estratégicos para o desenvolvi-
PUB
mento das áreas onde se loca-
lizam e replicáveis para outras
regiões com características se-
Tribunal Judicial da Comarca da Guarda melhantes», anunciou a fundação
Juízo de Competência Genérica de Pinhel
Palácio da Justiça • Av. Frederico Ulrich na quinta-feira. O “Promove”
6400-378 Pinhel abrange os municípios das NUT vencedores, um por cada domínio de novos residentes para áreas do
Telef: 271410180 Fax: 271090239 Mail : pinhel.judicial@tribunais.org.pt
III (nomenclaturas de unidades temático, em que se encontram território com capital simbólico
ANÚNCIO
territoriais para fins estatísticos) como temas «ações de preven- e capacidade de reconhecimento
Processo: 110/18.8T8PNH Interdição/Inabilitação Referência: 26165368
Beiras e Serra da Estrela, Terras de ção de riscos naturais e reforço internacional».
Data: 06-06-2018
Requerente: Ministério Público Trás-os-Montes, Douro, Beira Bai- das capacidades de adaptação às Segundo os promotores, os
Requerido: Fernando Manuel Mendonça da Silva Amorim xa, Alto Alentejo, Baixo Alentejo e alterações climáticas», «criação apoios são concedidos sob a for-
Faz-se saber que foi distribuída neste Tribunal, a ação de Interdição/Inabilitação em que é requerido Alentejo Central. As candidaturas ou consolidação de novos polos ma de subsídio ao investimento, e
Fernando Manuel Mendonça da Silva Amorim, filho de Manuel Amorim Ribeiro e de Maria da Conceição podem ser apresentadas até 6 de de especialização que contribuam a taxa de apoio varia entre os 50
Mendonça, nascido em 13-12-1982, natural de: Matosinhos, com residência em Obra Nossa Senhora
das Candeias, Lar Residencial de São José, Quinta do Pézinho, 6400-000 Pinhel, para efeito de ser
julho por empresas e instituições para atrair recursos humanos e os 75 por cento, sendo o apoio
decretada a sua interdição por anomalia psíquica. que se dedicam à investigação. A qualificados e investimentos máximo de 100 mil euros por
A Juiz de Direito, iniciativa da fundação La Caixa empresariais orientados para projeto, que poderá ter a duração
vai financiar três projetos-piloto mercados externos» e «atração máxima de três anos.
Dr(a). Nádia Meneses Tavares Afonso
A Oficial de Justiça, MANTEIGAS
Maria Manuela B. T. Sampaio
O Interior, nº 964 de 14/06/2018 Congresso de Medicina de Hipóxia
PUB
reúne especialistas e atletas
Manteigas acolhe, entre ama- contributos de professores e in- painéis que vão da fisiologia da
Tribunal Judicial da Comarca da Guarda nhã e domingo, o IIº Congresso In- vestigadores da área, bem como hipóxia e de experiências de
Juízo de Competência Genérica de Pinhel
Palácio da Justiça • Av. Frederico Ulrich ternacional de Medicina de Hipóxia, de atletas e treinadores de alta Centros de Altitude a outras temá-
6400-378 Pinhel organizado pela Clínica Médica do competição, caso de Armando ticas como doenças de altitude,
Telef: 271410180 Fax: 271090239 Mail : pinhel.judicial@tribunais.org.pt
Exercício do Porto e pela Universi- Teixeira (trail), Rui Sousa (ciclis- vivências de atletas, alpinistas
ANÚNCIO
dade da Beira Interior (UBI). mo), Emanuel Silva (canoagem), e treinadores, terminando com
Processo: 114/18.0T8PNH Interdição/Inabilitação Referência: 26165606
Data: 06-06-2018
Trata-se do maior evento Miguel Nascimento (natação), hipóxia, rendimento e bem-estar.
Requerente: Ministério Público nacional sobre esta temática e vai Rudi Bernardo (triatlo), Pedro O último dia do congresso inclui
Requerido: Miguel da Fonseca Irédia debater os benefícios clínicos da Guedes (alpinismo) e Vítor Baía diversas atividades de montanha
Faz-se saber que foi distribuída neste Tribunal, a ação de Interdição/Inabilitação em que é requerido Miguel medicina de hipóxia e do treino (parapente). O congresso decor- como “trail running”, caminhada,
da Fonseca Irédia, filho de Augusto Joaquim Fernandes Irédia e de Aida da Fonseca Fernandes, nascido de atletas em altitude com os re no Centro Cívico com vários escalada e voo de parapente.
em 24-02-1979, natural de Pereiro - Pinhel, Cartão Cidadão - 120055031ZY1, com residência em Largo
da Igreja, Pereiro, 6400-273 Pereiro, para efeito de ser decretada a sua interdição por anomalia psíquica.
PUB
A Juiz de Direito, l
Av. S.Migue
Pinhel
A23 A25
Dr(a). Nádia Meneses Tavares Afonso
a
rej
. Ig

A Oficial de Justiça, PSP


Av

Estação
Maria Manuela B. T. Sampaio
JA Caminhos
O Interior, nº 964 de 14/06/2018 IGRE
ção de Ferro
sta
Av. E
A25
A23
Diretor e Editor: Luís Baptista-Martins
Rua da Corredoura, 80 - R/C Dto - C • 6300-825 Guarda
Redação: Luis Martins (Chefe de Redacção) e Ana Eugénia Inácio. Av. Igreja Ed. S. Miguel nº14 | 6300-399 Guarda-Gare
Conselho Editorial: António Ferreira, Nuno Amaral Jerónimo, Cláudia Quelhas, João Canavilhas, José Carlos Alexandre,
Diogo Cabrita e Maurício Vieira.
Colunistas e Colaboradores: Albino Bárbara, Américo Brito, António Ferreira, António Costa, António Godinho,
Cláudia Quelhas, Cláudia Teixeira, David Santiago, Diogo Cabrita, Fernando Pereira, Frederico Lucas, Hélder Sequeira,
Honorato Robalo, Joaquim Igreja, João Canavilhas, Joaquim Nércio, Jorge Noutel, José Carlos Lopes, José Pires
Manso, Júlio Salvador, Marcos Farias Ferreira, Miguel Sousa Tavares e Norberto Gonçalves. Desporto: António
Pacheco, António Silva, Arlindo Marques, Daniel Soares, José Ambrósio, José Luís Costa e Miguel Machado. Cartoon:
Maurício Vieira. Paginação: Jorge Coragem Projeto Gráfico: Maurício Vieira. Departamento Comercial: Joana
Santos Impressão: FIG-Indústrias Gráficas, S.A. • Rua Adriano Lucas – 3020-265 Coimbra • Telefone 239 499 922
• Fax 239 499 981 • e-mail: fig@fig.pt Sede, Redação e Publicidade: Rua da Corredoura, 80 - R/C Dto - C • 6300-
825 Guarda N.I.P.C. – P-504847422. Nº de registo na ERC: 123436 Depósito Legal:146398/00 Tiragem desta
edição: 7.200 exemplares Periodicidade: Semanário Edição Internet: O Interior Propriedade: JORINTERIOR
- Jornal • O Interior, Ldª. Detentores de mais de 10% do capital da empresa: José Luís Carrilho Agostinho de
Almeida e Luís Baptista-Martins.
Estatuto Editorial: http://www.ointerior.pt/jornal/fichatecnica.asp
Guarda - Redacção/Publicidade: 271212153 www.ointerior.pt
publicidade@ointerior.pt AGORA ABERTOS TAMBÉM À HORA DE ALMOÇO E SÁBADOS À TARDE
Quinta-feira • 14 de junho de 2018 • • 13

SIAC anda à solta na Guarda


e em Vila Nova de Foz Côa
Sara Guterres
SG

Obras cedidas
À semelhança do pelo Novo Banco
que aconteceu no Museu durante
em Pinhel no ano
passado, o Simpósio cinco anos
Internacional de João Hogan, Nikias Ska-
Arte Contemporânea pinakis, José de Guimarães,
expandiu-se e Júlio Resende e Luís Pinto Co-
levou exposições de elho, cinco nomes sonantes
serigrafia digital e da pintura portuguesa da se-
poesia visual a Foz gunda metade do século XX,
Côa. têm desde sexta-feira obras
em exposição permanente no
Até 18 de junho, respira-se
Museu da Guarda.
arte na Guarda com a terceira
Esta é a primeira cedên-
edição do Simpósio Interna-
cia coletiva de quadros por
cional de Arte Contemporânea
parte do Novo Banco (NB),
(SIAC). Da pintura à escultura,
bem como a primeira cedên-
passando pela gravura, o SIAC
cia de obras de artistas portu-
reúne 140 artistas de 21 países
gueses e também a primeira
e, na passada sexta-feira, foi a
cedência de arte contemporâ-
vez da exposição de Paula Rego
nea. Para Álvaro Amaro, este
– “As infâncias perduráveis” –
empréstimo constitui «mais
ser inaugurada pelo ministro
uma boa perspetiva» para a
da Cultura.
Sob o tema “As vanguardas da memória”, o SIAC reúne 140 artistas de 21 países Câmara continuar a «fazer a
A mostra, que está patente
afirmação da Guarda no pla-
até 31 de julho, reúne obras o governante destacou que firmou que «pelo caminho da portuguesa para a Europa».
no cultural». Já o presidente
provenientes da Casa das His- a Guarda é «uma cidade de descentralização» se chegará Mas nem só de arte ao
executivo do NB, António
tórias Paula Rego, do Centro cultura, uma cidade que faz» «à valorização do interior, à vivo e de exposições se faz o
Ramalho, destacou que a
de Arte Manuel de Brito e da e que está aberta a uma «di- dinamização da cultura e ao simpósio, que acolhe também
distribuição de várias obras
Fundação de Serralves, cons- mensão muito importante» na maior investimento da cultu- colóquios, palestras, recitais,
de arte pelo país criou «um
tituindo-se como uma grande internacionalização do país, ra» em Portugal. Para Álvaro apresentações de livros, arte
conceito e uma homogenei-
retrospetiva sobre a pintora que se reflete na cooperação Amaro é tudo uma questão urbana, ateliers e ciclos docu-
dade» que a coleção não tinha
radicada em Londres. Luís transfronteiriça com a região de ambição, mas sempre com mentais. Desde o Campus In-
e «com isto estamos a dar um
Filipe Castro Mendes presidiu de Salamanca. os pés bem assentes na ter- ternacional de Arte Contempo-
contributo sério para juntar
também à assinatura do proto- «Já temos uma Eurocidade ra: «Até termos esta grande rânea à Praça Luís de Camões,
à Guarda dos cinco efes mais
colo de cedência ao Museu da – Badajoz, Campo Maior, Elvas marca cultural pelo país, a passando pelo museu, TMG,
um: um efe de futuro», disse.
Guarda de cinco obras de arte – e, entre a Guarda e Salaman- nossa ambição como cidade Alameda de Santo André, Solar
Além disso, esta cedência
contemporânea portuguesa ca, está a criar-se também do interior tem que existir. dos Póvoas, Rua 31 de Janeiro e
é «uma garantia de que as
da coleção do Novo Banco e às uma relação que é importante E ela existe. Existe nas gen- Arquivo Distrital, são várias as
obras ficarão no país» para
inaugurações das mostras de para a internacionalização da tes da Guarda, nos agentes obras artísticas que podem ser
fruição pública, ressalvou o
Fernanda Fragateiro (“Recliner cultura, para a visibilidade da culturais, no município, na vislumbradas. Organizado pelo
ministro da Cultura, segundo
[after MvdR] and other sculp- cidade e da sua criação e dos sociedade civil», sublinhou município da Guarda e o museu
o qual «isso é um passo na
tures”) e de Sebastião Resende seus momentos», declarou o o edil, defendendo que com local, o SIAC conta também
construção de uma política
(“Sobre a Terra Fendida Uma ministro, que saudou o traba- o SIAC a Guarda «está a abrir com o apoio da Universidade
nacional para as coleções
Chama”). No seu discurso, lho que está a ser feito e rea- mais um corredor da cultura de Salamanca (Espanha), da
artísticas e patrimoniais re-
Casa das Histórias Paula Rego,
sidentes no país, potenciando
SIAC chega a Vila Nova de Foz Côa SG
da Fundação Dom Luís, do Cen-
tro de Arte Manuel de Brito e
da Fundação Serralves.
a cultura como um fator de
atratividade».
O simpósio chegou na terça-
feira a Vila Nova de Foz Côa com
as exposições de serigrafia digital Quarteirão das Artes é um projeto
e poesia visual no Centro Cultural.
Vários artistas, que parti- com «grandeza»
ram da Guarda rumo a Foz Côa,
ficaram também a conhecer O Quarteirão das Artes – Museu e Centro de Arte Contem-
o projeto do Museu do Saca porânea «é um projeto que tem grandeza» e, segundo o ministro
Rolhas, cuja apresentação foi da Cultura, contará com o apoio «que daremos à candidatura,
feita pelo seu mentor, Lopo de a fundos comunitários, do projeto na sua globalidade e na sua
Castilho, que, entre o inglês e finalidade essencial».
o português, explicou em que Ainda assim, Luís Filipe Castro Mendes considera que este
consiste este projeto. Durante a projeto já existe: «Está a ser feito pela presença de todos estes
tarde foi inaugurada a exposição artistas, pelas exposições diversas que aqui estão, desde Fernanda
de fotografia do repórter parla- Fragateiro à retrospetiva de Paula Rego, bem como pelo depósito
mentar Joshua Benoliel, na Bi- do Novo Banco», constatou o governante, que se revê nesta «con-
blioteca Municipal, que contou ceção» da cultura. «Pretendemos que a criação tenha condições
com a explicação de Francisco de trabalho, tenha recursos, tenha uma casa que vai ser, afinal,
Távora, do Museu da Assembleia do Pranto e ao Museu do Côa, Rendimento do Pocinho e uma um quarteirão. E esse quarteirão está à medida da ambição que o
da República. Seguiu-se uma tendo terminado o dia com a visita às gravuras rupestres do presidente da Câmara expôs e também de uma conceção política
visita à Igreja de Nossa Senhora passagem pelo Centro de Alto Vale do Côa. com a qual eu não estaria mais de acordo», admitiu o ministro.
14 • • Quinta-feira • 14 de junho de 2018 Publicidade

PUB

Prof. Doutor
PUB
MÉDICO
Diogo Cabrita
Cirurgião geral L. Taborda Barata
tratamento de varizes
e suas complicações, Imunoalergologista
pequenas cirurgias,
hérnias, hidrocelos,
vesícula Litiásica.
Asma e Doenças Alérgicas
Marcações : (Clínica
Cembi) Rua Comendador Campos Melo, nº 29 – 1º Esq, Covilhã;
Tel: 275334876
Telef.: 271213445
Cliniform, Rua Mouzinho da Silveira nº 15 R/C, Guarda;
Protocolo com a Médis Tel: 271211905

Consultas de Otorrinolaringologia,
Pneumologia/Doenças Alérgicas
Exames de Audiologia e Terapia da Fala
Contacte-nos! UNIDADE DE OTORRINOLARINGOLOGIA DA BEIRA INTERIOR
Tel: 271212153 Alameda Pêro da Covilhã, 29, r/c Esq – COVILHÃ
Tlm: 964246413 Telf: 275 324 236 www.uobi.pt 2ª a 6ª feira 10-13h e 14-19h

Dr. José João Dr. Luís Teixeira J. Alexandre Marques


Garcia Pires Médico especialista em ortopedia ORTOPEDISTA
Especialista pelos Hospitais da Universidade de Coimbra e traumatologia pelos hospitais da Médico Especialista pelo H.U.Coimbra
Universidade de Coimbra.
ORTOPEDIA Patologia da coluna vertebral.
Assistente da Faculdade de Medicina.
271 211 368
968 731 860
Consultas: CLIFIG – Clínica Fisiátrica da Guarda
Rua Pedro Álvares Cabral, Edíficio Gulbenkian Consultas na Egiclínica Guarda GUARDA - Rua Batalha Reis, 2B, 1º

Telef.: 271 231 397 Telefone: 271211416 ( Edifício da Farmácia da Sé )

PROF. CELSO PEREIRA Dra Assunção Vaz Patto


Imuno-Alergologia
(Doenças Alérgicas) NEUROLOGISTA
Ass Graduado HU Coimbra /
Fac Medicina UC Consultas de Neurologia
Exames: Electromiografia
Covilhã: Clínica Médica Serra da Estrela e Potenciais Evocados
Galerias de S. Silvestre - Piso 3 Telf: 960023455
Guarda: Clínica de Fisioterapia da Guarda CLIFIG - Rua Pedro Álvares Cabral -
Av. Rainha D. Amélia, nº 6 - 271238581/96 Edifício Gulbenkian, s/n
Coimbra: 239802700; 968574777 e 918731560 6300-745 Guarda

VENDE-SE
ADVOGADOS António Gil Advogado
António Ferreira, Paula Camilo Tel. / Fax 271 238 344
& Associados R. Dr. Lopo de Carvalho, 30-2º • 6300-700 Guarda
T3 duplex, usado, Sociedade de Advogados, RL
antonio.gil-5388C@adv.oa.pt
sito nos Castelos Velhos, Telefone: 271 213 346 • Fax: 271 082 765
e_mails:
Guarda. antonio.ferreira.adv@gmail.com • paula.m.camilo@gmail.com
Rua Alves Roçadas, nº 27 A, 1º CM2
Contacto: 935601979 (ao lado da loja MANGO)
6300-663 Guarda

ARRENDA-SE ARRENDA-SE
Empresa de transportes recruta:
COMERCIAL
Procuramos profissional com o seguinte perfil:
T3, no centro da cidade da Guarda, próxi- • Fluente na língua francesa (imprescindível); T2, no centro da cidade da Guarda, próxi-
• Conhecimentos de língua inglesa;
mo de Farmácia e do Mercado Municipal. • Informática na ótica do utilizador;
mo de Farmácia e do Mercado Municipal.
Novo de pintura, casas de banho, cozinha, • Valorizam-se conhecimentos e relações comerciais Novo de pintura, casas de banho, cozinha,
esquentador ventilado, em prédio pintado de no setor de transportes; esquentador ventilado, em prédio pintado de
novo, janelas duplas e percianas modernas Oferecemos: novo, janelas duplas e percianas modernas
• Formação;
contra o frio. Com Lareira, Sótão e garagem. • Disponibilização de computador portátil;
contra o frio. Com Lareira, Sótão e garagem.
• Trabalho a partir de casa;
Contactar José Pina: 271215721 Enviar Curriculum Vitae para Apartado 196, 6300-909 GUARDA
Contactar José Pina: 271215721
Quinta-feira • 14 de junho de 2018 • • 15

MÚSICA MÚSICA
Cartaz definido para o festival Mêda+
Já é conhecido o cartaz da
nona edição do festival de verão
Úria, Sean Riley, Fugly, Filipe Sam-
bado e Primeira Dama. O festival
Viviane traz Edith Piaf à Guarda DR
Viviane vai cantar Edith Piaf França, resolveu homenagear
Mêda+, a realizar naquela cidade termina com B Fachada, You Can’t no grande auditório do TMG no a mítica intérprete de temas
do distrito da Guarda de 26 a 28 Win Charlie Brown, Cave Story, sábado (21h30), no âmbito da universais como “La Vie en
de julho, com entrada livre. Valter Lobo e Monday. Segundo digressão do último projeto da Rose”, “Non, je ne regrette
O evento totalmente dedi- os promotores, o cartaz deste ex-cantora dos Entre Aspas. rien”, “L´Accordeoniste”, “Pa-
cado às bandas portuguesas tem ano é «um dos mais ambiciosos Doze anos após ter iniciado dam Padam” ou “La Foule”,
programados quinze concertos de toda a história do festival». a sua carreira a solo e com cinco tendo gravado dez dos seus
repartidos por dois palcos, no Organizado pela Associação Ju- álbuns editados, a artista lançou maiores êxitos, que agora apre-
parque municipal e no recinto venil homónima, o Mêda+ tem no ano passado “Viviane Canta senta em concerto. Em palco, a
da Santa Cruz. No primeiro dia um orçamento de cerca de 50 Piaf”, um trabalho que surgiu cantora algarvia será acompa-
atuam Moullinex, Stone Dead, mil euros, suportado por receitas na sequência de um concerto nhada de Filipe Valentim (pia-
Galgo, Mathilda e Príncipe. No próprias e apoios da autarquia e inteiramente dedicado à cantora no), João Gentil (acordeão),
seguinte sobem ao palco Samuel de patrocinadores locais. francesa (1915-1963) no Teatro Tó Viegas (guitarra acústica
Municipal de Faro em 2016. e portuguesa), João Vitorino
TEATRO Perante o sucesso daquele es- (guitarra elétrica) e Bruno Vítor
“A Voz dos Pássaros” n’A Moagem DR
petáculo, Viviane, nascida em (contrabaixo).

DANÇA
Alunos da Guarda participam em espetáculo
inclusivo no TMG
O TMG acolhe esta semana pretendem promover a refle- que «cada pessoa, com as suas
o projeto “Geração Soma”, uma xão e práticas para a inclusão vulnerabilidades, tem dentro
atividade artística inclusiva na pela arte nas crianças em de si os superpoderes de um
área da dança que envolve os contexto escolar, fomentando super-herói», adianta a produ-
alunos do ensino básico dos a sua autoestima. O projeto ção. Em palco estarão também
dois Agrupamentos Escolares termina amanhã com a apre- quatro bailarinos profissionais
da Guarda, entre os quais sentação do espetáculo “Eu da CiM. O “Geração Soma”
jovens com necessidades edu- Maior”, às 15 horas e 21h30, é dinamizado pela Vo’Arte/
cativas especiais, professores no grande auditório. A criação CiM, no âmbito do programa
e pais. final conta com a participação PARTIS – Práticas Artísticas
O Teatro Estúdio Fontenova tar, autor persa que viveu nos
Esta residência artística e de cerca de 25 crianças (com para a Inclusão Social com o
apresenta amanhã (21h30) n’A séculos XII e XIII, e propõe uma
ensaios são dinamizados pela e sem deficiência) das escolas apoio da Fundação Calouste
Moagem, no Fundão, a peça “A viagem poética e de descoberta
CiM – Companhia de Dança e guardenses e explora a ideia de Gulbenkian.
Voz dos Pássaros”. O espetáculo que metaforicamente, através
é apresentado no âmbito do dos pássaros, reflete sobre a
PUB
ciclo “Há Teatro na Moagem” condição humana. A encenação
promovido, em parceria, pela é de José Maria Dias e a interpre-
ESTE - Estação Teatral e pela tação está a cargo de Eduardo
autarquia. Dias, Rafaela Bidarra e Rui Ro-
“A Voz dos Pássaros” baseia- sado (músico). Trata-se de uma
se no texto “Conferência dos coprodução do Festival Interna-
Pássaros”, de Farid Ud-Din At- cional de Teatro de Setúbal.

TEATRO
Três municípios da região na rede cultural
Artéria
Belmonte, Fundão e Guarda com a produção “Sofia, meu
integram a rede cultural Artéria amor!”, pela companhia Trin-
que vai envolver centenas de cheira Teatro, dedicado à rua da
atores e cidadãos anónimos da Sofia (que integra o Património
região Centro durante dois anos. Mundial da Humanidade da
O projeto é promovido pela cidade do Mondego) a que se
companhia O Teatrão, sediada seguem apresentações na Guar-
em Coimbra, e consiste na pro- da (7 de julho), Ourém (15 de
dução de espetáculos em cada julho) e Belmonte (22 de julho).
localidade. Participam ainda os Esta rede cultural representa
municípios de Coimbra, Viseu, um investimento global superior
Ourém, Figueira da Foz e Tábua. a 630 mil euros, apoiado pelo
A Artéria arranca no final deste Fundo Europeu de Desenvolvi-
mês, na cidade dos estudantes, mento Regional (FEDER).

OBITUÁRIO
Faleceu poeta Albano Martins
O poeta, escritor e tradutor versidade Fernando Pessoa, no
Albano Martins, de 87 anos, Porto. Fundou a revista literária
morreu no passado dia 6. “Árvore”. No Fundão a autarquia
Natural da freguesia do Te- criou um concurso de poesia com
lhado (Fundão), o autor estudou o nome de Albano Martins para
Filologia Clássica pela Faculdade estimular a produção de originais
de Letras da Universidade de de poesia e homenagear o poeta,
Lisboa e foi professor do ensi- tendo ainda criado um espaço
no secundário de 1956 a 1976, dedicado à sua vida e obra deno-
tendo sido ainda docente da Uni- minado “Torre das Palavras”.
16 • • Quinta-feira • 14 de junho de 2018 Publicidade

VIDENTE
Restaurante
Moreira
Ruado
Rua doCampo,
Campo,55––1º1ºDto
Dto--6300-672
6300-672Guarda
Guarda Lic.Nº
Lic. Nº2890
2890––AMI
AMI Com longos anos de experiência
Telefone: 271211730 -- 964126775
Telefone:271211730 967543140 www.predialdaguarda.pt
www.predialdaguarda.pt
VENDE
Trata inveja, mau olhado, espiritual, estudos, negócios,
ID:0225 Lote Para construção de uma moradia isolada com 753m2....…48.000€ empresas, amor, problemas familiares, saúde, etc.
ID:1231 T3 Guarda Lareira e despensa na cozinha,2 wc´s,sótão.….....54.000€ Aberto todos os dias
ID:0861 Casa Rustica Moradia p/restaurar, a cinco minutos, quintal..…55.000€ Sempre pronto a dar resposta aos seus problemas.
ID:1119 T3 Centro Cozinha mobilada,3 quartos,2wc´s.Oportunidade.. ..60.000€
Saiba tudo sobre o seu futuro e o porquê que tudo Prato do dia (semana): 7€ (Diária completa)
ID:1197 T3 Guarda C/ lugar de garagem, sótão, lareira na cozinha…. ..69.000€
ID:1181 V3 Guarda Fracção de moradia, garagem p/2carros, quintal.…69.900€
corre mal em sua vida? Renovação TOTAL; Estética e Ementa. Preço único
ID:1227 Prédio Possibilidade de fazer 3 fracções independentes…...…75.000€
ID:0577 V3Guarda C/3,em fase de acabamentos,quintal.Oportunidade 75.000€ Não hesite, fale com quem sabe. Tenha FÉ: e ementa muito variada. A Gerência Agradece.
ID:0829 T3 Duplex Cozinha c/lareira,3quartos,2wc´s,lugar de garagem 84.900€
ID:0122 T3 Centro Coz.mobilada, aquec.central, 2 wc´s, garagem….…99.000€ 271238451 ou 969012923 Sítio do Carrilhão - Arrifana 6300 Guarda Telef. 271 237 683
ID:1105 Casas Rústicas Em pedra, c/ 710m de terreno envolvente. ..100.000€
2

ID:0779 T3 Centro Aquec.central,lareira,roupeiro,sótão,garagem…. ...135.000€


ID:0956B V4 Guarda C/4 quartos, sótão habitável, garagem, quintal.. .179.900€
ID:1229 V4 Guarda Cozinha c/lareira, 3wc´s, garagem, sótão quintal..190.000€
ID:1226 V3 Isolada Vivenda c/3 quartos, aquec. central, garagem... ...195.000€
ID:1230 V4 Guarda Paineis solares,3wc´s, garagem,sótão,logradouro240.000€
Tribunal Judicial da Comarca da Guarda
ARRENDA Juízo de Competência Genérica de Pinhel
ID:0972C Escritório Guarda Centro Com 30m² e óptimas vistas………….150€ Palácio da Justiça • Av. Frederico Ulrich
ID:1039 Escritório Com grande área e boa exposição solar………….........200€ 6400-378 Pinhel
ID:1081B T3 Guarda Cozinha c/lareira,3 quartos,1wc´s,arrecadação……. ..200€ Telef: 271410180 Fax: 271090239 Mail : pinhel.judicial@tribunais.org.pt
ID:0221 T2 GuardaCoz.mobilada,salamandra,quartos,mobilados,sala,wc. .250€
ID:1043C T3 Guarda Coz. c /lareira,despensa,2wc´s,3 quartos, garagem. ..250€
ANÚNCIO
ID:1108 T2 Centro Bem localizado,cozinha,despensa,2 quartos,sala,1wc..250€ Processo: 111/18.6T8PNH Interdição/Inabilitação Referência: 26168121
ID:0883 T3 Centro Coz.mobilada,sala e quartos mobilados,roupeiros2 wc.260€
Data: 06-06-2018
ID:0326 T2 Guarda Cozinha, 2 quartos,1 c/ roupeiro, sala, 1wc, sótão…. ..260€
Requerente: Ministério Público
ID:1095 T3 Guarda Cozinha c/ lareira, roupeiros embutidos,2 wc´s,sótão. .275€
ID:0025 T2 Centro Remodelado,coz.mobilada, 2 quartos, sala, 1wc..… ….300€
Requerido: Nuno Miguel Santos Martins
ID:1042 T3 Guarda Próximo do Forninho,3 quartos, roupeiros,2wc´s…......330€ Faz-se saber que foi distribuída neste Tribunal, a ação de Interdição/Inabilitação em
ID:0229 T3 Guarda Aquec.central, 3 quartos, sala, 2wc,garagem,sótão. ….350€
que é requerido Nuno Miguel Santos Martins, filho de António Martins e de Lídia
ID:0000 T3 Guarda Coz.mobilada,aquec.central,2wc´s,garagem, sótão.….350€
Nascimento Santos, Cartão Cidadão - 114126097ZY0, com residência em domicílio:
Predial da Guarda, VENDE, ARRENDA E ADMINISTRA IMÓVEIS Estrada Nacional, 221, Malta, 6400-301 Pinhel, para efeito de ser decretada a sua
desde 1998 – IMOBILIÁRIA DE CONFIANÇA - interdição por anomalia psíquica.
Passei o presente e outro de igual teor para serem afixados.
A Juiz de Direito,
Tribunal Judicial da Comarca da Guarda
Juízo de Competência Genérica de Pinhel
Palácio da Justiça • Av. Frederico Ulrich Dr(a). Nádia Meneses Tavares Afonso
6400-378 Pinhel (assinatura eletrónica aposta no canto superior esquerdo)
Tribunal Judicial da Comarca da Guarda Telef: 271410180 Fax: 271090239 Mail : pinhel.judicial@tribunais.org.pt
Juízo de Competência Genérica de Pinhel A Oficial de Justiça,
Palácio da Justiça • Av. Frederico Ulrich ANÚNCIO
6400-378 Pinhel Processo: 109/18.4T8PNH Interdição/Inabilitação Referência: 26167979
Telef: 271410180 Fax: 271090239 Mail : pinhel.judicial@tribunais.org.pt Elisabete Saraiva Ventura Castelo
Data: 06-06-2018 O Interior, nº 964 de 14/06/2018
ANÚNCIO Requerente: Ministério Público
Requerido: Joaquim Traça dos Santos
Processo: 113/18.2T8PNH Interdição/Inabilitação Referência: 26161755
Data: 05-06-2018 Faz-se saber que foi distribuída neste Tribunal, a ação de Interdição/Inabilitação em
Requerente: Ministério Público que é requerido Joaquim Traça dos Santos, filho de Manuel dos Santos e de Cândida
Requerido: Joaquim Isidoro Almeida dos Anjos Traça, nascido em 14-12-1971, Cartão Cidadão - 117661945ZY4, com
Faz-se saber que foi distribuída neste Tribunal, a ação de Interdição/Inabilitação
residência em domicílio: Rua Principal, Reigadinha, 6400-262 Pinhel, para efeito Tribunal Judicial da Comarca da Guarda
de ser decretada a sua interdição por anomalia psíquica. Juízo de Competência Genérica de Pinhel
em que é requerido Joaquim Isidoro Almeida, estado civil: solteiro, filho de José
Passei o presente e outro de igual teor para serem afixados. Palácio da Justiça • Av. Frederico Ulrich
Manuel e de Ascensão de Jesus Almeida, Cartão Cidadão - 134448570ZY5, nascido 6400-378 Pinhel
a 27.10.1954, natural de Vale de Madeira, Pinhel, com residência em domicílio: Lar A Juiz de Direito, Telef: 271410180 Fax: 271090239 Mail : pinhel.judicial@tribunais.org.pt
de Santo António, Pinhel, 6400-000 Pinhel, para efeito de ser decretada a sua
interdição por anomalia psíquica. ANÚNCIO
Dr(a). Nádia Meneses Tavares Afonso
A Juiz de Direito, (assinatura eletrónica aposta no canto superior esquerdo) Processo: 108/18.6T8PNH Interdição/Inabilitação Referência: 26164745
Data: 05-06-2018
A Oficial de Justiça,
Requerente: Ministério Público
Dr(a). Nádia Meneses Tavares Afonso Requerido: Paulo Alexandre Carvalho Belo
(assinatura eletrónica aposta no canto superior esquerdo) Elisabete Saraiva Ventura Castelo
Faz-se saber que foi distribuída neste Tribunal, a ação de Interdição/Inabilitação em que
A Oficial de Justiça, O Interior, nº 964 de 14/06/2018
é requerido Paulo Alexandre Carvalho Belo, estado civil: Solteiro, filho de Albertino
Augusto Belo e de Maria Amélia de Carvalho Belo, nascido em 24-08-1998, natural
Elisabete Saraiva Ventura Castelo de: Azevedo [Pinhel]; nacional de Portugal, CBI - 30057232, com residência em Rua
O Interior, nº 964 de 14/06/2018 Principal, Madalena - Azêvo, 6400-141 AZêvo - Pinhel,, para efeito de ser decretada
a sua interdição por anomalia psíquica.
Tribunal Judicial da Comarca da Guarda A Juiz de Direito,
Juízo de Competência Genérica de Pinhel
Palácio da Justiça • Av. Frederico Ulrich
6400-378 Pinhel
Dr(a). Nádia Meneses Tavares Afonso
Telef: 271410180 Fax: 271090239 Mail : pinhel.judicial@tribunais.org.pt A Oficial de Justiça,
ANÚNCIO
Processo: 115/18.9T8PNH Interdição/Inabilitação Referência: 26168165 Maria Manuela B. T. Sampaio
Data: 06-06-2018 O Interior, nº 964 de 14/06/2018
Requerente: Ministério Público
EDITAL Requerido: Manuel Pascoal Fernandes
Faz-se saber que foi distribuída neste Tribunal, a ação de Interdição/Inabilitação em
Santa Casa da Misericórdia de Trancoso
Amilcar José Nunes Salvador, Presidente da Câmara Municipal de Trancoso, torna que é requerido Manuel Pascoal Fernandes, filho de Francisco Fernandes e de Maria Telfs.271 811754-271 811235-271 811848-271 811466 Fax 271811974
público que, ao abrigo da competência constante na alínea t), do n.º 1 do artigo 33.º, Umbelina Pascoal, Cartão Cidadão - 090083512ZY1, com residência em domicílio: Contribuinte N.o 501 377 344 - Apartado 2
da Lei n.º 75/2013, de 12 de setembro, no artigo 27.º e no n.º 2 do artigo 94.º, da Lei Rua do Outeiro Nº 23, Sorval, 6400-641 Sorval, para efeito de ser decretada a sua 6420 TRANCOSO
n.º 107/2001 , de 8 de Setembro, no artigo 57.º do Decreto-Lei n.º 309/2009, de 23 interdição por anomalia psíquica.
de outubro e no artigo 56.º da Lei n.º 75/2013, de 12 de setembro, por deliberação Passei o presente e outro de igual teor para serem afixados. ANÚNCIO PELA SANTA CASA DA MISERICÓRDIA DE TRANCOSO
da Câmara Municipal de Trancoso, em reunião ordinária de 23 de maio de 2018, A Juiz de Direito, SOBRE ATRIBUIÇÃO DE LEGADO
foi determinada a classificação como Monumento de Interesse Municipal do imóvel
designado por “Solar da Cogula”, sito em Cogula, descrito na Conservatória do Registo Tendo falecido a 17 de Maio de 2016 a Exma. Senhora D. Carmen Augusta Rios
Predial de Trancoso sob o n.º 237 e inscrito na Matriz Predial da Freguesia de Cogula Dr(a). Nádia Meneses Tavares Afonso Domingues, natural de Vila Franca das Naves, concelho de Trancoso, e residente em
sob o artigo 218º. (assinatura eletrónica aposta no canto superior esquerdo) Lisboa, e tendo deixado no testamento com que faleceu um legado em dinheiro e em
Trata-se de um imóvel que no domínio histórico e arquitetónico representa um bem de A Oficial de Justiça, conjunto aos seus afilhados e afilhadas de baptismo que fossem vivos à data da sua
valor cultural de significado predominante para o Municipio de Trancoso e que deve morte, convida a Santa Casa da Misericórdia de Trancoso todos aqueles que tenham
ser protegido e valorizado. A localização do bem imóvel consta da planta publicada direito a participar naquele legado e os descendentes herdeiros de todos aqueles que,
em anexo. Para constar e produzir os efeitos jurídicos legais, se fez este edital, que Elisabete Saraiva Ventura Castelo sendo vivos na data daquele óbito e que tenham entretanto falecido, tivessem idêntico
vai ser afixado nos lugares públicos de estilo, no Diário da República e no site do O Interior, nº 964 de 14/06/2018 direito, a comprovar documentalmente esse direito junto da mesma Santa Casa, cujos
Município: www.cm-trancoso.pt. escritórios se situam em Trancoso na Avenida Comendador Costa Lima, 6420-046

VENDE-SE
Trancoso, Setor de Licenciamento de Obras Particulares e Loteamentos, 07 de junho Trancoso, no prazo de trinta dias contados da publicação do presente anúncio, findo
de 2018 o qual a mesma Santa Casa irá satisfazer o legado.

O Presidente da Câmara Municipal, Quinta com Casa, cerca de 12 ha Trancoso, 08 de Junho de 2018

à beira do rio Mondego, perto das rotundas O PROVEDOR


(Amílcar José Nunes Salvador) da A25 e IP2 • Lageosa do Mondego
Pe. Joaquim António Marques Duarte
O Interior, nº 964 de 14/06/2018 Contactos: 966473371 • 271926638 O Interior, nº 964 de 14/06/2018
Quinta-feira • 14 de junho de 2018 • • 17

CICLISMO SP. COVILHÃ


Grande Prémio ABIMOTA amanhã Seis reforços garantidos
Adriano Castanheira (ex- 22 anos que alinhou no Vizela nas

em Belmonte DR
União de Leiria) e João Cunha
(ex-Vizela) são os mais recentes
reforços do Sp. Covilhã, que milita
últimas três temporadas, tendo-se
formado no FC Porto e jogado no
Rio Ave. Com estas duas aquisições
O ciclismo profissional está na IIª Liga. os “leões da serra” já garantiram
de volta às estradas da região Com 25 anos, o primeiro seis reforços, a saber os defesas
com o 39º Grande Prémio ABI- é um centrocampista que se Rafael Vieira e Henrique Gomes
MOTA/ Altice, em que parti- formou no clube serrano tendo (ambos ex-Vilaverdense) e os mé-
cipam as principais equipas representado na época transata dios Paulico (ex-Vitória do Pico)
portuguesas de elite e sub-23 o União de Leiria, do Campeonato e Rúben Nogueira (ex-Águias do
e duas formações espanholas. de Portugal, vindo do Benfica Moradal). Entretanto, o clube deci-
A prova, uma das mais anti- e Castelo Branco. Já o segundo diu adiar para 2 de julho o início dos
gas do calendário velocipédico atleta é um defesa central com trabalhos sob o comando de Dito.
nacional, começou ontem, com
um contrarrelógio por equipas
ATLETISMO
em Lisboa, e termina no do-
mingo em Águeda após cerca Rafaela Aleixo segunda no dardo no torneio
de 600 quilómetros. O pelotão “Olímpico Jovem DR

chega amanhã à região para um A jovem Rafaela Aleixo (Cen-


circuito de 70,8 quilómetros no tro de Atletismo de Seia) foi se-
concelho de Belmonte, com par- gunda no lançamento de dardo,
tida e chegada junto ao castelo. no escalão de juvenis, no 36°
No sábado os ciclistas vão sair Torneio “Olímpico Jovem”, que
de Almeida rumo a Mortágua decorreu no domingo em Braga.
para a etapa rainha deste grande Natural da Guarda, a atleta com-
prémio, com 184,4 quilómetros. petiu em representação da seleção
À partida apresentam-se 119 pular-Boavista, Sporting-Tavira, Indústrias de Duas Rodas, distrital, tendo alcançado a marca
corredores de treze equipas Vito-Feirense-Blackjack e Sica- Ferragens, Mobiliário e Afins, o de 37,01 metros, menos 45 centí-
portuguesas (Aviludo-Loule- sal-Constantinos-Delta Cafés) e grande prémio está inscrito no metros que o seu recorde pessoal.
tano-Uli, Efapel, LA-Alumínios, duas espanholas (Kuota-Cons- calendário nacional na classe
Liberty Seguros-Carglass, W52- trucciones Paulino-Oviedo.Es e 2.12. O espanhol Vicente Gar-
FC Porto, FGP-Cube-Bombarral, Supermercados Froiz). cía de Mateos (Louletano) foi
TRIATLO
Fortunna-Maia, ACDC Trofa, Organizado pela ABIMO- o vencedor da edição do ano Prova no Fundão homenageia David Vaz
Miranda-Mortágua, Rádio Po- TA – Associação Nacional das passado. O Triatlo David Vaz decorre está marcado para as 12h30
no domingo no Fundão com na Barragem da Capinha. Para-
ATLETISMO 750 metros de natação, 20,9 lelamente realiza-se também
quilómetros de ciclismo e cinco o Duatlo do Fundão - Circuito
Emília Pisoeiro e António Rocha vencem em São Romão quilómetros de corrida. Regional Jovem. O Triatlo David
Emília Pisoeiro (Recreio de com 96 participantes nos dife- também ganhou a corrida dos A prova, que conta para a Vaz pretende homenagear «uma
Águeda) e António Pedro Rocha rentes escalões. Maria Neves juvenis com Tatiana Costa e Taça de Portugal – Distância das pessoas que mais contribuiu
(ARC Águias de Alvelos) vence- (individual) e Henrique Teles Ricardo Sampaio, enquanto Sprint, é organizada pelo municí- para a construção do triatlo e da
ram no sábado, em São Romão (UD Várzea) ganharam a prova Rafaela Andrade (SST S. João pio, Clube de Triatlo do Fundão, Federação na última década»,
(Seia), a Milha Urbana da Serra dos benjamins, Lara Costa e João Madeira) e Rúben Faria (UD Grupo Convívio e Amizade nas decorrendo «na paisagem, nos
da Estrela. Bessa (ambos do UD Várzea) Várzea) venceram nos juniores. Donas e Associação David Vaz, percursos e na cultura da região
A corrida de 1.609 metros venceram em infantis, tal como Em veteranos os primeiros fo- com apoio técnico da Federação que o viu crescer», adianta a
organizada pela Associação os colegas de equipa Sofia Aires ram Bruno Freitas (ACR Vale de de Triatlo de Portugal. O início autarquia.
Cultural e Recreativa da Senhora e Rúben Pires em iniciados. A Cambra) e Joaquim Figueiredo
do Desterro (ACRSD) contou formação da região do Porto (CD São Salvador Campo). FUTEBOL
Torneio Diamantino Costa no fim de semana
FUTEBOL Vinte e duas equipas dis- Olivais, Académica de Coimbra,
putam no fim-de-semana o AC Santarém, SC Carrazeda
Sílvia Rebelo no Benfica DR 16º torneio “Diamantino Costa e Arronches FC) e sub-12
A gouveense Sílvia Rebelo, Laura Santos durante sete tem- - Cidade da Covilhã”, que terá (Sporting, Benfica, FC Porto,
formada na Fundação D. Laura poradas. Pela seleção nacional, lugar no complexo desportivo ADE, duas equipas da Dragon
dos Santos, de Moimenta da Sílvia Rebelo fez 79 jogos e em da AD Estação (ADE). Force Madeira, Académica de
Serra (Gouveia), foi contratada 2016 foi indicada pela Federa- A competição vai envolver Coimbra e Guarda Unida). O
pelo Benfica. O clube da Luz ção Portuguesa de Futebol para formações dos escalões sub-10 torneio tem um orçamento de
estreia-se na próxima época no o Prémio de Atleta feminino do (Benfica e Castelo Branco, GDC cerca de 15 mil euros e conta
futebol feminino e vai disputar o ano da Confederação do Des- Silvares, Desportivo de Castelo com o apoio do município da
campeonato nacional de promo- porto de Portugal. A jogadora é Branco, AD Carregado, Serta- Covilhã, União de Freguesias
ção, o equivalente à IIª Divisão. a 13ª contratação do Benfica: «É nense e ADE “A” e “B”), sub-11 de Covilhã/Canhoso e de al-
A defesa, de 29 anos, jogava um sentimento de orgulho. Sou (ADE “A” e “B”, AD Encarnação e guns patrocinadores locais.
há duas épocas no Sp. Braga, benfiquista, é um sonho tornado
segundo classificado da Iª Liga realidade. O projeto do Sport
feminina e finalista derrotado Lisboa e Benfica é bastante EUROPEUS
da Taça de Portugal, depois de grande», confessou a atleta, em Três atletas do Penta Clube da Covilhã convocados
ter representado a Fundação D. declarações à BTV. Nicolas Matias (na foto), deste mês, em Belgrado (Sérvia).
Juliana Guerreiro e João Bernar- Por sua vez, a penta-atleta tam-
do, todos atletas do Penta Clube bém garantiu o passaporte para
PATINAGEM ARTÍSTICA
da Covilhã, foram convocados o Europeu que está a decorrer
Covilhanenses conquistam 27 medalhas em casa para representar as seleções esta semana na cidade polaca
Os clubes da Covilhã vence- da Covilhã/UBI contou com a terminar na segunda posição, nacionais de esgrima, pentatlo de Drzonkow. Finalmente, o
ram onze provas do II° Torneio participação de cerca de 200 enquanto o clube do Tortosendo moderno e atletismo, respeti- promissor marchador vai parti-
de Patinagem Artística “Cidade patinadores. O Unidos do Torto- foi terceiro. Coletivamente ga- vamente. cipar nos 10 km do Europeu de
da Covilhã”, realizado no fim- sendo ganhou em seis categorias nhou o CD de Torres Novas. Em O jovem esgrimista, radica- juvenis, agendado para julho em
de-semana no pavilhão da UBI. e a APCUBI em cinco, mas na termos individuais, os atletas do em França, vai competir no Gyor (Hungria), graças à marca
A competição organizada classificação por equipas a Aca- locais conseguiram 27 meda- sabre no Campeonato da Europa de 46m44s na distância – os
pela Academia de Patinagem demia ultrapassou o Unidos ao lhadas. de Seniores, a realizar de 16 e 22 mínimos eram de 47 minutos.
18 • • Quinta-feira • 14 de junho de 2018

crónica O foguetório, a hipocrisia


Júlio Sarmento *
POLÍTICA
Jorge Noutel
crónicaPOLÍTICA e a banha da cobra
Anónimos
Os problemas do interior voltaram a estar na ordem do dia. sociedade que reclama o direito divino a viver aqui, mas sustentada
Numa terra em que, como disse Miguel Unamuno, toda a gente tem por terceiros.
frio, até as pedras, o assunto é recorrente, sobretudo quando os E é aqui que está o busílis da questão: do que o interior precisa

e heróis políticos locais sentem que precisam de um tema para aquecerem


as almas e reganharem visibilidade e novas legitimações.
é de pessoas que se especializem em contar consigo próprias, que
inventem soluções sustentáveis para a sua vida. A melhor forma
A receita é, basicamente, a mesma de sempre: atirar dinheiro de se ajudar uma região desfavorecida começa por estratégias que
O mundo que se evidencia
para cima do problema, a ver se ele desaparece. Normalmente, o não ajudem a fazer partir as suas gentes. Mais do que dinheiro, é
na televisão ou na capa da re-
que desaparece é o dinheiro, mas os resultados não mudam. Basta necessária ação política que impeça o encerramento do mais diverso
vista, que se mostra nas placas
olhar para a novela do Hotel Turismo para percebermos aonde tipo de serviços públicos e de empresas.
comemorativas, que escreve a
quero chegar. O interior precisa de menos paternalismo de quem é de fora e
história e deixa memórias, que
Numa cidade em que se encerrou a pousada do Instituto da de menos choraminguice de quem ficou. De menos bombeiros que
vence as batalhas eleitorais e se
Juventude e em que a residência dos estudantes a cargo da DGEst ateiem fogos que depois dizem querer apagar. Precisa de pessoas que
condecora, que providencia e
(Direcção-Geral dos Estabelecimentos Escolares da Região Centro) saibam e, sobretudo, que queiram fazer empresas competitivas que
governa, esconde outros mun-
foi funcionando com um reduzido número de alunos, o presidente não tenham medo de vender em qualquer parte do mundo. Não de
dos obrigados pela exigência
do Politécnico da Guarda queixou-se um dia da falta de alojamento apoios a modos de produção e de gestão que, objetivamente, tenham
anónima.
para os alunos, sobretudo os de ERASMUS. Este é o melhor exemplo sido condenados por contextos internacionais que não controlamos
Entre esses outros, avulta
daquilo em que se transformou o interior. e que apenas prolongam uma agonia económica que se justifica com
o mundo daqueles que se
Os mesmos que hoje anunciam soluções para os problemas são mitos sobre o passado e sobre as injustiças a que o interior foi sujeito.
limitam a cortar a pedra em
exatamente os mesmos que um dia estiveram ao lado de governos Para que isso seja viável, precisa de políticos que conheçam a
que se inscrevem as placas,
e de medidas que ajudaram a tramar o interior. Lembram-se das realidade social e económica e que nos momentos difíceis, quando
que constrói e produz, que
portagens? Aonde estava nesse dia, só para falarmos num nome com tiverem de fazer opções, privilegiem com desapego a coerência e
concebe e inspira, que ensina
responsabilidades daqui até ao outro lado do mundo, Álvaro Amaro? desprezem o partidarismo e a propaganda dos imediatismos de
pelo exemplo, trabalha e erra,
O que fizeram essas pessoas, de concreto, para travarem o nosso conveniência. Não precisa, certamente, de estrangeirados como
tenta e duvida, paga a dívida e
deslizamento para o abismo? A verdade é que se especializaram em Álvaro Amaro ou de séquitos de adoradores que dependam de todos
entrega o imposto.
fundos europeus, projetos de financiamento e ajustes diretos, e é aqueles esquemas que mencionei.
São todos aqueles que sem
por essa razão que propõem modelos de combate à interioridade A história do interior está cheia de sebastianismos voluntaristas,
nome, sem graduação, sem
centrados nesse tipo de metodologias. com as consequências que todos conhecemos. Mas nem o interior
título, esperaram de pé todos os
O objetivo não é salvarem o interior, é salvarem-se a si mesmos, é uma espécie de Alcácer-Quibir, nem Álvaro Amaro o iniciador de
desafios, responderam à cha-
pois não sabem viver de outra forma. É a subsídio-dependência uma nova dinastia Filipina. E mesmo que fosse, já todos vimos
mada, estiveram nas batalhas,
de que precisam como pão para a boca, a captação de recursos aonde isso conduz. Nem nós somos a plebe, nem os mordomos
correram riscos, afadigaram-se
de terceiros para manter em funcionamento uma economia e uma da festa dão para reis…
a acudir à urgência de outros,
viveram inquietações repetidas,
angústias de quem pediu e não
recebeu, de quem viveu e amou
sem esperança. Persistentes,
anónimos e heroicos.
Ora é profilático ter memó-
ria das coisas que não merecem
ser esquecidas.
A ética recomenda também
opinião
Fernando Pereira
Nem prós nem contras
que todo o triunfo deve ser Há cerca de quinze dias aceitei “violentar-me” e eis-me a ver há vinte anos demorava ao tempo vinte minutos menos que hoje,
acompanhado de modéstia. o “Prós e Contras”. no mesmo percurso entra a Guarda e Lisboa!
Quando as batalhas são Em relação ao programa deixei há muito de ter reservas, ultra- Portugal é um interior profundo, salvo o Porto (estendido a
ganhas, os tempos cumpri- passei a fase pueril e deixei pura e simplesmente de ver. A jornalista Aveiro e Braga) e a macrocéfala Lisboa, capital do “Impériosinho”
dos e os sonhos realizados que conduz o programa tenta dar uma imagem de moderadora, até (inclui Setúbal, uma parte do distrito de Santarém e um pouco
é necessário lembrar todos ao momento em que os intervenientes estão em desacordo com o acima das emblemáticas Linhas de Torres das Invasões Francesas).
aqueles que participaram da que ela julga que pensa, e vai daí entra num estado de “mordedora”, O interior precisa de gente pois, mas só uma indesejada des-
ação, responderam à chamada, não conseguindo disfarçar a sua opção de classe, no caso falta dela! graça com a comunidade portuguesa na Venezuela ou África do
estiveram nos debates, partilha- Como estava de sobreaviso, a falta de qualidade do programa Sul pode dar uma ténue esperança ao repovoamento deste vasto
ram os desafios, assumiram as acabou por nem me surpreender e, sinceramente, se o “movimento território, fora de Lisboa onde até as decisões mais comezinhas
bandeiras e bateram as palmas. pelo interior” estivesse à espera que este espaço sensibilizasse uma acontecem, excetuando o título de campeão nacional de futebol
Sempre que alguém vê ou outra pessoa para algum problema do interior desengane-se. A que o meu Futebol Clube do Porto resgata para dar algum valor ao
mais longe, se ergue mais alto, pobreza da quase generalidade dos argumentos colocados num resto do país.
isso só foi possível porque espaço de “prós e prós” deixaram grande maioria dos poucos que Um movimento de africanos ou do Médio Oriente seria uma
estava aos ombros de todos o viram defraudados, por mais baixas que fossem as expectativas solução, mas os locais olham-nos com relutância, esquecendo as
aqueles que foram gigantes na sobre o programa. suas convicções cristãs e a herança de povos ancestrais que deixa-
ação. São todos esses homens Desvou repetir a ladainha que ocasionalmente vou debitando ram saber nas terras que hoje habitamos, e que ainda vai fazendo
e mulheres que na sua vida nas intervenções publicadas, acho que nem assumem foros de parte do nosso quotidiano de ruralidade.
modesta de trabalho, feita de pública, mas o interior está enterrado há décadas e por isso assu- Era bom que se deixasse o folclore politiqueiro e deixemo-nos
rotina, de luta, de alegria e dor, mido no quadro mental do português embora ninguém goste de o de pedir centros de decisão no interior. São importantes boas deci-
inquietação e angústia, estão partilhar publicamente. sões sobre o interior, mas isso é algo que nos fomos desabituando
no mundo para compartilhar, Pode haver muito boa vontade, sucessivas reuniões, discursos há muito e mesmo os eleitos, melhor elegidos, por cá fazem o jogo
acrescentar, somar e contribuir e cerimónias de circunstância, porventura uma ou outra medida dos que são sufragados pelos de lá e no fim demagogisa-se tudo!
e dar sem pedir recompensa. avulsa, o essencial é o que cá vivemos e a única visibilidade que Quando na emblemática Serra da Estrela, concessionada sem
É o Povo que sabe sempre temos são fruto de tragédias como o fogo ou, no Inverno, quando critério a privados, em fins de semana de enchente julgando estar-
do caminho certo mesmo nas aparecem uns jornalistas a perguntarem às pessoas se está frio, ou mos em plena 2ª circular em Lisboa, vemos à venda pantufas de
horas incertas. como é a sua vida com neve! Acresce a isto os estafados discursos Alcanena, queijo de Sever do Vouga, pólen da China, varas de Lou-
Que faz o seu caminho sem de governantes, autarcas e “comentadeiros” de serviço sobre uma res, entre outras bizarrias, tudo com o pomposo nome de “produto
perder a memória dos tempos. causa que rapidamente desabraçam! regional”, estaremos mesmo à espera que mude alguma coisa?
Para se ter uma ideia da contínua degradação a que isto está a Voltando ao programa, não queria deixar de perguntar que
* Ex-presidente da Distrital chegar dou este exemplo vivido a cores e em direto: estou a escrever estava lá a fazer aquela plateia de eleitos (o Bispo é nomeado) tipo
do PSD da Guarda e antigo este artigo num Intercidades que invariavelmente sai atrasado da “feira de vaidades”, com nula ou irrelevante intervenção no debate!
presidente da Câmara de Guarda, sem água nas casas de banho imundas, e outros pormeno- Até ver, tudo de pouco que tem mudado é para ficar tudo rigo-
Trancoso res com que a CP brinda quem paga! Este serviço quando começou rosamente na mesma!
Quinta-feira • 14 de junho de 2018 • • 19

opinião
agoradigoEU
opinião
Está oficialmente aberta a
Albino Bárbara
época alta dos casamentos
Símbolos Joana Dente *

O símbolo é por definição um elemento que faz três cores diferentes a conjugação do pensamento E foi no fim de semana passado que eu me
parte de uma determinada marca e possui caracte- social-democrata: a negra recorda os movimentos iniciei nesta correria que, anualmente, leva milhões
rísticas próprias que permitem fazer a associação intelectuais do século XIX, a vermelha a luta dos de portugueses a permanecerem sentados por horas
entre um e outro. trabalhadores e finalmente a branca aponta para a e horas a comer o que, juram a pés juntos, vão «des-
É difícil perceber que o símbolo não identifique defesa dos grandes valores. gastar já a partir de segunda-feira» – atenção que esta
nomes, culturas, produtos fazendo necessário reco- Ora em Portugal, com a eleição do novo líder portuguesa pode perfeitamente ser eu!
nhecimento estabelecendo o grande público visível dos social-democratas, percebe-se que este ainda Mas bem, não é para falar das ementas que eu
e notória relação. não soube ou não foi capaz de arrumar a casa, estou aqui, até porque, para mim, o que interessa
Dizer que o símbolo do cavalinho num carro parecendo ter apenas e tão só como objetivo piscar são mesmo só as sobremesas – aquelas que me complicam a vida no que diz
vermelho identifica a marca Ferrari, a estrela de três o olho a Costa sem perder de vista as Galriças e respeito ao verdadeiro tema deste artigo: a roupa!
pontas a Mercedes Benz, o leão a Peugeot, o jaguar a as Cristas, contestando neste preciso momento o Pois bem, vou ser mais prática do que nunca e ir direta ao assunto: se não
Jaguar, o ómega o relógio Omega, a asa estilizada da próprio símbolo do partido que lidera. C’os diabos… querem mais ninguém com o
deusa grega da vitória militar a marca Nike, a bandeira Então o símbolo de sempre já não identifica mesmo look ou e-xa-ta-men-
nacional, símbolo da soberania, da independência e o produto? As setas já não são fator determinante te com o mesmo vestido que
integridade nacional, instaurada pela revolução de para o eleitorado confiar no PSD? Onde está o res- vocês – desculpem a sinceri-
5 de Outubro de 1910, o nosso país, é identificar peito que a história de décadas merece? Ou iremos dade – não se ponham a jeito!
estabelecendo relação entre o símbolo e a marca. centrar-nos apenas no divórcio existente entre o É um facto que os ho-
Claro está que também no mundo político e grupo parlamentar e o líder? Será que Rio tem em mens vão sempre todos de
dos partidos a identificação é feita pelo símbolo. O preparação uma nova técnica, um novo visual, um igual, mas nunca ouvi ne-
PS pelo punho, o PC pela foice e o martelo, o CDS novo símbolo, uma nova marca para identificar o seu nhum queixar-se. Agora nós?
pelas duas setas que determinam o centro e o PSD Partido Social Democrata? Nós, não! Nós temos vontade
pelas três setas de cores diferentes que, segundo Se é certo e sabido que esta sociedade em que de esbulhar e expulsar dali
os estatutos, representam a liberdade, a igualdade vivemos está em constante mudança e a convicção (subentenda-se, do planeta
e a solidariedade. e consistência ideológica já não são o que eram e se, terra) a pessoa que ousa ter
O partido fundado por Magalhães Mota, Fran- curiosamente, por uma questão de calculismo ou jeito o mesmo gosto que nós, tal
cisco Sá Carneiro e Pinto Balsemão adotou ainda a o PS umas vezes utiliza o punho, outra tantas a rosa o grau de insolência que isso
cor laranja tendo por princípio a representação das descorada e, ao que parece, agora no PSD as setas representa naquele contexto
três setas como sendo farpas contra o nazismo, o históricas se tornaram um autêntico incómodo, salve- concreto!
DR
comunismo e a monarquia, pois na visão histórica se, pelo menos o símbolo comunista que identifica a Ora bem: recusem o
os resistentes alemães utilizavam-nas para danifi- revolução, o proletariado, os camponeses, os ope- vestido que está na montra da loja mais concorrida, fujam do macacão de uma
car o efeito da cruz gamada pintando-as por cima rários e a solidariedade internacional, a menos que, das cores do ano, evitem a tendência das tendências da estação! Um pedacinho
do símbolo do nacional-socialismo, o que dava a com as últimas trocas e baldrocas, os galhardetes de originalidade e um toque pessoal, que não se cinja somente a um vestido azul
garantia de equidistância necessária ao conser- engalanados, os argumentos de colarinho branco e as esmeralda (seja ele curto, médio ou comprido); a um blazer branco (seja qual
vadorismo reacionário e à inspiração marxista, posições mais ou menos consertadas, os comunistas for a forma e o feitio); a umas calças ou a um vestido vermelho-sangue (que
numa aliança entre trabalhadores e a organização portugueses, numa de revisionismo gritante, troquem nem dão nada nas vistas!!) ou ao jumpsuit preto que é partilhado em todos os
da luta anti nazi criada pelo Partido Social Demo- um destes dias a estrela vermelha de cinco pontas, a «instas» de moda, são o segredo!
crata alemão. foice e o martelo pelas chaves celestiais de S. Pedro E, como veem, é simples! Basta não optarem por uma das peças mais
As setas simbolizam os três fatores desse movi- e a mitra papal de Francisco. evidentes do momento, em vez de acreditarem demasiado na sorte e acharem
mento: o poder político e intelectual, a força social e Com o rumo que isto está a tomar vamos esperar que mais ninguém terá a mesma ideia que vocês!
económica e por último a força física, exprimindo as para ver…
* Jurista/ makeup artist / fashion stylist

opinião
José Valbom *
2027 – Cidade Europeia da Cultura (Parte I)
Apontamentos sobre a Candidatura da Guarda. Esta reflexão, sobre Cultura e Arte, porque publicada, é também uma proposta de reflexão
Cultura, que nas palavras de Eduardo b) Fator agregador de uma comunidade e Getz (1997) refere que eventos desta urbana e a Plataforma das artes e da criativi-
Lourenço (1999), converte «uma humanidade promotor de coesão social natureza «podem gerar criação de emprego, dade mudaram a face da cidade.
capaz de se dirigir sozinha, não para o paraíso c) Agente de regeneração urbana – o desenvolvimento económico, aumento das Glasgow, Cidade Europeia em 1995, mais
de onde se supusera expulsa, mas para um nosso Centro histórico, bem precisa… -. estadias e do tempo de estadia, marketing do que mostrar trunfos que não tinha, utilizou
futuro cada vez mais liberto dos medos, das d) Fixa polos de artes e ofícios, ecomuseus territorial. Estimula a construção/ reabilitação a cultura como forma de reconciliar a cidade
opressões, dos males que desde a chamada e outras dinâmicas sociais nas aldeias do património». (em profunda crise na altura) com os seus
noite dos tempos se infligiu a si mesma». A União Europeia identifica a cultura como habitantes, melhorando o dia a dia da cidade e
A arte é uma «expressão do Belo e o artista Esta reconversão do tecido social e um dos quatro grandes instrumentos à disposi- valorizando o ambiente urbano. É considerado
um seu criador» (Álvaro Cunhal, 1996) económico assente na criatividade e na ino- ção das cidades para potenciar a sua atratividade. um dos maiores sucessos das mais de 50
A Constituição da República Portuguesa, vação, reforça a competitividade e a criação Desde 1985, múltiplas cidades tiveram a cidades distinguidas.
no artigo 73º consagra «o direito à educação e de emprego qualificado através das indústrias honra de ser designadas Capital Europeia da Está instalada a corrida (nas palavras de Car-
cultura», sendo garantido pelo Estado «o acesso culturais e recreativas, de que tanto precisamos Cultura, na denominação atual, Cidade Europeia los Fiolhais) para a próxima organização – 2027.
de todos os cidadãos à fruição e criação cultural». na nossa cidade e nosso territórios Porta da e da Cultura. O processo de seleção é longo e complexo. Os
A dimensão cultural é essencial ao homem, dizem para a Europa. Esta distinção contempla cidades muito critérios são conhecidos – Estratégia de Longo
os filósofos. O património natural e cultural é O turismo e a cultura estão interligados – o díspares quer em meios culturais, quer em Prazo, Dimensão Europeia, Conteúdo Cultural e
pertença de todos e cada um de nós tem o direito sucesso de um é o sucesso da outra! recursos. Todas melhoraram, essencialmente, Artístico, Capacidade de Realização, o Impacto e
e a responsabilidade de compreender, apreciar e A realização cultural – Cidade Europeia com o processo de candidatura. a Gestão. Na grelha de partida, a par da Guarda,
conservar os seus valores universais. O turismo da Cultura – pelos apoios e meios que a União É animador para nós constatar que nas estão: Viana do Castelo, Braga, Aveiro, Coimbra,
cultural é um enorme fator de desenvolvimento Europeia disponibiliza é uma Marca na arte e múltiplas realizações o impacto foi maior nas Viseu, Leiria, Caldas da Rainha, Oeiras, Cascais,
social e económico, constituindo cerca de 40% na cultura. cidades de menor dimensão e com piores Évora e Faro. A qualidade dos nossos concorren-
do mercado turístico Europeu. Por definição é uma ocorrência temporária. condições à partida. A título de exemplo em tes só nos pode estimular!
Este vetor constitui-se como: Segundo Siderei (1995), permite enaltecer o or- Portugal – Lisboa, Porto e Guimarães, efetu-
gulho da comunidade local, aumentar a interação aram esta realização. Os impactos em Lisboa (Sobre a especificidade da nossa candida-
a) Salvaguarda do património, preserva- social, o desenvolvimento da cidade (território), (1994) estão diluídos. No Porto (2001), ficou tura falaremos na Parte II deste artigo)
ção da identidade, cultura, tradição e herança trocar experiências e melhoria de imagem – vari- a regeneração do espaço público e a Casa da
de uma região. áveis determinantes da Qualidade de Vida. Música. Em Guimarães (2012) a reabilitação * Médico
publicida

opinião
20 • • Quinta-feira • 14 de junho de 2018

bilhete postal

rua da corredoura, 80 - R/C Dto - C 6300-825 Guarda


Redacção/Publicidade: 271212153 • www.ointerior.pt
publicidade@ointerior.pt - - ointerior@ointerior.pt
Codificar e normalizar dcabrita@iol.pt
Diogo Cabrita

O tempo é dos criadores de padrões numéricos e do mundo ao perfeccionista McDonald’s que tem os mesmos modelos
GUARDA das conclusões a partir dos dados registados. Eu alinho nisto e sistemas em todos os restaurantes. A ideia do tratamento
Festival de música coral e dei comigo a codificar. Na saúde, que domino melhor, há oncológico é já a mesma com grupos de decisão terapêutica e
uns números que representam ações. A ADSE tem uma ter- de orientação e protocolos fixos para as patologias estadiadas
no sábado minologia típica e, portanto, constrói números que significam e definidas de modo exato por todo o lado e todo o mundo.
O Centro Cultural da Guarda promove procedimentos: 39.11.00.13 Incisão de trombose hemorroidá- Houve melhoria? Claro. Tratamos hoje melhor e mais pessoas
no sábado, com organização do seu Orfeão, ria. 35.03.03.10 Laqueação da crossa da veia safena interna por dia. Para lá de tudo isto introduziram-se regras de biometria
o IIº Festival de Música Coral. ou externa. Estes números são importantes porque geram os para controlo dos funcionários e depois marcaram-se consultas
Participam os coros do LNEC (Asso- pagamentos através de uma contabilística não rígida. O mesmo com horas definidas. Padronizamos comportamentos e gestos.
ciação de Trabalhadores do Laboratório já não é para o Estado que utiliza outros valores e maior rigor Ser chefe ou diretor deixou de ter a importância do exemplo e
Nacional de Engenharia Civil), da Escuela através das portarias que os definem. Em SIGIC (vulgo listas o ministério de influência, pois as biometrias e a utilização de
Municipal de Música e Danza de Santa de espera operadas com apoio de horas extra ou privados) os registos e assinaturas digitais, bem como a padronização do
Marta de Tormes (Salamanca) e da Casa da ganhos são semelhantes para todos consoante as patologias. horário, balizam os funcionários. Eles cumprem esta efici-
Gaia (Argoncilhe), além do grupo anfitrião. Herdámos isto dos Estados Unidos com a importação do ência sem olhar nunca para as variações ou as surpresas.
As atuações têm início pelas 16 horas nos ICD 9 e agora do ICD 10. São novamente códigos onde números O 1608 opera hoje cinco 53.04 e verifica 10 doentes em
claustros do Paço da Cultura e o repertório cristalizam gestos e outros números referem diagnósticos. Um consulta introduzindo em lista de espera mais dois 38.09
inclui peças de diversos estilos: tradicional doente tem vários códigos pois tem uma hérnia 550.90, mas e um 233.1 e um 246.2. Para confirmar que não sai para ir
português e estrangeiro, sacro-religioso, es- tem também diabetes 249 e depois se é obeso 278 ou fumador ao café, o melhor será mesmo filmar os corredores e zonas
piritual negro e contemporâneo. O festival V15.82. O procedimento é a correção da hérnia com prótese adjacentes. O doente cumpre o protocolo de check list para
está integrado no IIIº Simpósio Interna- 53.04. Este médico é codificado com número mecanográfico, estadiar e classificar e depois segue a pathway com vista
cional de Arte Contemporânea da Guarda. por exemplo, o 1608 do CHC e está numerado na Ordem com à alta, também cumprido as recomendações codificadas.
o 31610/C. Podemos saber se o 1608 fez o procedimento O 1608 compete agora com o desemprego de milhares
Jovens até aos 18 anos 53.04 trinta vezes. Estes números estendem-se a múltiplos de jovens médicos que o substituirão por um preço muito
com acesso gratuito aos atos médicos e técnicos. Administrar soro é o Z99100, colocar inferior. Os custos da normalização em embalagens e datas
oxigénio em máscara é Z99030. Ou seja, estamos no território de validade, e funcionários para verificar os números, é
espetáculos do TMG da análise numérica da coisa mais emocional do mundo que cada vez maior. Infelizmente o mundo caminha em continuas
O TMG aderiu ao projeto nacional de é a doença. O percurso dos profissionais e dos doentes está demandas de exagero e depois ruturas. Corremos de modo
promoção do acesso à cultura aos jovens. completamente dependente destas numerações que vão gerar acelerado e cego contra a parede que nós próprios erguemos
No “És Cultura 18” todos os que têm – ou dinheiro, pois a tradução deles é feita na plataforma onde de modo fanatizado. Há uma quebra na boa fé, na confiança
vão fazer – 18 anos até final de 2018 pas- somamos os consumíveis, os funcionários necessários, os e depois as regressões são abruptas, umas vezes porque não
sam a ter acesso gratuito aos espetáculos do tempos gastos e os atos realizados. Esta construção permite há capacidade financeira, outras porque esgotamos as pessoas
Teatro Municipal da Guarda. A iniciativa ven- hoje ter registos informatizados de tudo. Somos iguaizinhos com exigências. Eu já não codifico mais.
ceu o Orçamento Participativo Portugal 2017.

PUB

ENCHENTE NA ABERTURA DE NOVA LOJA BIGMAT SANTIAGOS EM TRANCOSO


A afluência foi tal, que á primeira vista parecia a abertura de um Hiper ou
de uma Grande Superfície numa grande cidade como Lisboa ou Porto.
No passado dia 8 Junho abriu mais uma Loja BigMat em Trancoso. A Big-
Mat Santiagos abriu uma nova Loja de 1000m2 em Trancoso, dentro de
um espaço de comércio de Materiais de Construção com + de 10.000m2
de área pertencente a Santiago & Ca., Lda.
Segundo o gerente António Santiago, contava-se que a Abertura desta
nova Insígnia em parceria com Santiagos iria criar um certo impacto na
região, pois iria alear uma já grande e diversificada gama de Produtos para
a Construção, Tintas, Máquinas e Ferramentas de que dispomos, á restante
gama alargada da BigMat de BRICOLAGE, DECORAÇÃO, AQUECIMEN-
TO E JARDIM, e assim criar um conceito único região. Porem, ninguém
contava que a afluência fosse de tal ordem, e de corrida ás promoções e
campanhas de abertura, como foi. É sinal de que no Interior as pessoas
também aderem, como em todo o lado, nestes novos conceitos de loja e
que é preciso apostar em diversificar e criar novas áreas de negócio na
nossa Região, para cimentar e chamar mais as pessoas ás nossa Terras.