Вы находитесь на странице: 1из 2

3

CONTEÚDO

PROFº: HUBERTT LIMA


05 REINO MONERA
A Certeza de Vencer JACKY12/03/08

Reino Monera: As Bactérias (Morfologia Bacteriana): açúcares simples ou monossacarídeos). A substância que
Reúne os organismos unicelulares e procariontes, resulta da união dos peptídios com os polissacarídeos é
Fale conosco www.portalimpacto.com.br

representados pelas bactérias e algas azuis ou cianofíceas. chamada de peptidoglicano. Em algumas bactérias a parede
Consideradas como um grupo de bactérias, as cianofíceas celular possui ainda uma camada de lipídios unidos a
são denominadas atualmente de cianobactérias. polissacarídeos, formando lipopolissacarídeo.
Certas espécies de bactérias possuem ao redor da
parede celular uma cápsula, de consistência viscosa, formada
por proteínas e polissacarídeos. Além de conferir uma
proteção extra à bactéria contra a penetração de vírus e
contra o ataque de glóbulos brancos, a cápsula facilita a
adesão da bactéria em vários tipos de superfície — inclusive
Cianobactérias. Imagem retirada da página:
nos dentes, no caso das bactérias que provocam a cárie.
http://www.enq.ufsc.br/labs/probio/disc_eng_bioq/trabalhos_pos2004/microorganismos Abaixo da parede bacteriana, encontramos a
/CIANOBACTERIAS.jpg membrana plasmática, que pode formar invaginações ou
As bactérias representam os menores e mais dobras chamadas mesossomos. São estruturas ricas em
simples seres do planeta, englobando cerca de 4.800 enzimas respiratórias e importantes no período de divisão
espécies. celular da bactéria, guiando o material genético para os pólos
da célula.
No citoplasma das bactérias, encontramos apenas o
DNA (ácido desoxirribonucléico), ribossomos e grãos de
glicogênio (reserva de alimento), faltando os outros
organóides que são típicos das células eucariotas. O DNA tem
forma circular, não estando ligado a proteínas, como ocorre
nos eucariontes. A região onde se localiza o DNA é chamada
nucleóide.
Não há membrana nuclear separando o material
Imagem retirada da página: genético do citoplasma, ou seja, não há um núcleo
http://www.insarj.pt/site/insa_unidade_02.asp?local_id=1&unidade_id=105&unidadeare
a_id=221
individualizado. Além do DNA principal, pode haver uma ou
mais moléculas menores de DNA, os plasmídios. Alguns
1. Morfologia e fisiologia das bactérias: plasmídios podem conter genes que dão à bactéria resistência
Várias espécies de bactérias são parasitas, a antibióticos; outros podem ser injetados em bactérias
provocando doenças em outros seres vivos — inclusive o competidoras, fazendo com que sintetizem uma substância
homem. Mas há também bactérias úteis, como as que vivem tóxica que determina sua morte.
no intestino humano e fabricam vitamina K e vitaminas do Muitas bactérias possuem filamentos longos usados
complexo B, as que digerem a celulose no tubo digestivo dos para locomoção — os flagelos. Estes são formados por
ruminantes e as que são utilizadas na produção de iogurtes e apenas uma fibrila que serve de eixo — e não por nove grupos
queijos. Não podemos esquecer também que as bactérias são de fibrilas periféricas e duas centrais, como nas células dos
fundamentais para a reciclagem da matéria na natureza, pois, eucariontes. Além dos flagelos, pode haver também filamentos
juntamente com os fungos, respondem pela decomposição de citoplasma, os pêlos ou fímbrias, que funcionam na
dos resíduos orgânicos e dos cadáveres. conjugação (troca de material genético entre duas bactérias),
Essa capacidade de servindo também para ajudar na adesão da bactéria às células
decomposição é aproveitada pelo homem, do hospedeiro, facilitando assim a infecção.
que usa bactérias do gênero
Pseudomonas para decompor o petróleo
que vaza no mar.
Pseudomonas fluorescens. Imagem retirada da página:
http://www.scienceclarified.com/As-Bi/Bacteria.html
A célula procariota
As bactérias constituem os menores organismos do
planeta (se não considerarmos os vírus): a maioria mede entre
0,5 e 1 um, cerca de dez vezes menores que as células
eucariotas. Estrutura da Bactéria. Imagem retirada da página:
http://www.enq.ufsc.br/labs/probio/disc_eng_bioq/trabalhos_pos2004/constituintes_mic
roorg/estruturasdosmicroorganismos_arquivos/image004.jpg

Bactérias Gram – positivas e Gram – negativas:


Imagem retirada da página e modificada: Em 1884, o bioquímico dinamarquês Hans Christian Gram
http://www.phschool.com/science/biolog descobriu que bactérias destituídas de uma camada de lipídios
y_place/biocoach/images/cells/allcell.jpg
associada a polissacarídeos na parede celular absorvem o
corante violeta de genciana. Este corante não é, porém, absorvido
VESTIBULAR – 2009

Praticamente todas as bactérias possuem um pelas bactérias que possuem tal camada. Esse processo,
envoltório rígido, a parede celular, envolvendo a membrana chamado coloração de Gram, é usado para classificar as bactérias
plasmática (uma exceção é a bactéria conhecida como em Gram-positivas ou Gram-negativas, conforme absorvam ou
micoplasma, causadora de uma forma de pneumonia no não o corante.
homem). A parede celular constitui-se de uma rede de A classificação tem também uma importância prática, pois as
peptídios (pequenas cadeias de quatro aminoácidos) ligados a bactérias Gram-positivas são mais sensíveis à penicilina e à sulfa.
polissacarídeos (glicídios formados da união de muitos

FAÇO IMPACTO - A CERTEZA DE VENCER!!!


Fale conosco www.portalimpacto.com.br

De acordo com a sua forma, as bactérias podem ser respiração aeróbia; caso contrário, sobrevivem à custa de
esféricas (cocos), em bastonete reto (bacilos), em bastonete processos anaeróbios. A quantidade de energia obtida pela
curvo (vibriões) ou em hélice (espirilos — com célula rígida — bactéria nesse caso é inferior à da respiração aeróbia. Um
e espiroquetas — com célula flexível). Conforme a figura exemplo são as bactérias conhecidas como lactobacilos, que,
abaixo. Em algumas bactérias, várias células se unem umas na ausência de oxigênio, realizam a fermentação láctica, de
às outras, formando colônias (uma associação formada pela acordo com o seguinte esquema:
união anatômica de seres da mesma espécie) típicas de cada C6H1206 → 2C3H6O3 + ENERGIA
espécie. glicose ácido láctico

A fermentação é usada na produção de iogurtes, coalhadas,


queijos e outros produtos.
¾ As bactérias anaeróbias obrigatórias ou estritas não
possuem enzimas necessárias ao aproveitamento do oxigênio
e, por isso, morrem a partir de determinada concentração de
oxigênio no ambiente. Isto acontece porque, se o oxigênio não
for utilizado, ficando livre na célula, ele poderá danificar
moléculas importantes, como o DNA e as enzimas.

Reprodução
A principal forma de
Formas e tipos de colônias de bactérias. Imagem retirada da página: reprodução das bactérias é a
http://www.efliz.blogger.com.br/img_monera5.gif assexuada, por divisão binária ou
Nutrição bipartição: a célula aumenta de
A maioria das bactérias é heterotrófica por absorção, tamanho e o DNA se duplica. Em
retirando moléculas orgânicas já digeridas do ambiente ou de seguida, a célula se divide,
seres vivos que parasitam. As outras são autotróficas por ficando uma cópia do DNA para
fotossíntese (usam a energia da luz para sintetizar compostos cada célula-filha.
orgânicos) ou por quimiossíntese (usam energia química para
produzir compostos orgânicos).
As cianobactérias (cianofíceas) possuem uma Imagem retirada da página:
http://www.reinaldoribela.pro.br/imgs/biologia_
clorofila idêntica à encontrada nas plantas, mas as outras vol_II/bacterias.jpg
bactérias fotossintéticas possuem outro tipo de clorofila, a O processo de reprodução assexuada origina uma
bacterioclorofila. É o caso das bactérias verdes e das população de indivíduos geneticamente iguais, que chamamos
bactérias púrpuras, cuja fotossíntese não libera oxigênio, já de clone. Mas as bactérias podem realizar também um
que em vez de água elas usam gás sulfídrico (H2S). Este tem processo chamado conjugação: duas bactérias se ligam por
a função da água na fotossíntese tradicional: ceder átomos de filamentos especiais (pêlos sexuais), por onde ocorre então a
hidrogênio que se combinam ao gás carbônico para formar transferência do DNA de uma bactéria para outra.
glicose e outros compostos orgânicos. O processo pode ser Após a troca,
resumido na seguinte reação: as bactérias se
6CO2 + 12H2S -+ C6H12O6 + 6H2O + 12S separam. Observe que
As bactérias que fazem quimiossíntese utilizam a uma das bactérias
energia química em vez de energia luminosa para a síntese recebeu novos genes.
das suas cadeias de carbono. A energia química utilizada é Assim, quando esta
proveniente de reações químicas de oxidação de compostos bactéria se dividir, serão
minerais. produzidas bactérias
Certas bactérias do solo, por exemplo, oxidam a diferentes da bactéria original (antes da conjugação). Por isso,
amônia, formando nitritos (bactérias nitrosas); outras oxidam o a conjugação pode ser considerada uma forma de reprodução
nitrito, formando nitratos (bactérias nítricas). Essas bactérias sexuada, uma vez que em ambos os casos há uma
são importantes no ciclo do nitrogênio, fornecendo o nitrato recombinação de genes entre indivíduos da mesma espécie.
absorvido pelos vegetais, como mostra o esquema: Esta recombinação aumenta a variedade genética de uma
população.
NH3 O2 NO2- O2 NO-3 Além disso, a conjugação ajuda a espalhar a
resistência a antibióticos entre as bactérias. Isto acontece
Amônia nitrito nitrato
quando um plasmídio, contendo um gene que confere
do solo
resistência a determinado antibiótico, é transferido para uma
Respiração bactéria sensível àquele antibiótico. Desse modo, pode surgir
A respiração celular é o processo pelo qual os seres uma bactéria resistente a vários tipos de antibióticos. É
vivos conseguem energia para realizar suas atividades, importante esclarecer, no entanto, que o gene que confere
oxidando compostos orgânicos — principalmente a glicose. resistência à bactéria surge por mutação e não devido à ação
A maioria dos seres vivos utiliza o gás oxigênio para extrair do antibiótico. Tudo o que o antibiótico faz é eliminar as
energia da glicose. O processo é chamado respiração aeróbia bactérias sensíveis, enquanto as resistentes ficam livres para
e pode ser resumido pela equação: se reproduzir, aumentando de número.
C6H1206+602→6CO2+6H2O+ENERGIA Outro processo de transferência de DNA de uma
Glicose bactéria para outra é a transdução, realizada através de vírus
Outros seres vivos, porém, podem conseguir energia que, ao se reproduzirem dentro de bactérias, podem sair
sem utilizar o oxigênio, através, por exemplo, do processo contaminados por pedaços de DNA bacteriano, transportando-
VESTIBULAR – 2009

conhecido como fermentação. A partir daí, as bactérias podem os para outra bactéria.
ser divididas, quanto à respiração, em três grupos: aeróbias, Uma terceira forma de recombinação de material genético
anaeróbias facultativas e anaeróbias obrigatórias ou estritas. entre bactérias é a transformação. Nesse caso, uma bactéria
¾ As bactérias aeróbias dependem de oxigênio para pode absorver DNA livre no meio ambiente (proveniente de
conseguir energia e não sobrevivem sem esse gás. outra bactéria morta) e incorporá-lo ao seu material genético.
¾ As anaeróbias facultativas podem viver com ou sem
oxigênio. Se houver oxigênio no ambiente, podem realizar
FAÇO IMPACTO – A CERTEZA DE VENCER!!!