You are on page 1of 44

TÉCNICO EM EDIFICAÇÕES

ESTUDO DOS SOLOS

O CONCEITO DE SOLO E SUA


IMPORTÂNCIA PARA VIDA DOS
HOMENS
Aula 01
Prof.° Thiago Calheiros Dantas
edificacoes@residenciasaude.com.br
IMPORTÂNCIA DE ESTUDAR O SOLO
Faz parte do ambiente e é essencial à existência
da vida sobre os continentes
• Principal substrato utilizado pelas plantas para
o seu crescimento (H2O, O2 e nutrientes) e
disseminação.
• Regula a distribuição, armazenamento,
escoamento e infiltração da água da chuva e de
rega;
• Ação filtrante e protectora da qualidade da
água subterrânea
• Substrato para obras civis (casas, indústrias,
estradas)
COMO RECURSO NATURAL DINÂMICO, O SOLO
É PASSÍVEL DE SER DEGRADADO EM FUNÇÃO
DO USO INADEQUADO PELO SER HUMANO

• Redução da sua fertilidade natural;


• Perda de solo por erosão hídrica e eólica
(desertificação);
• Contaminação do solo por resíduos urbanos e
industriais (inclusive lixo);
• Alteração do solo para obras civis (cortes e aterros);
• Extração do solo para fins de exploração mineral.
O SOLO

Dokuchaev
(1846-1903)
“Pai da Ciência
do solo”
Formação natural superficial e inconsolidada, sujeito à
evolução, que resulta da meteorização física, química e
biológica das rochas, durante um certo período de
tempo.
Variedade de tipos de solo;
Diferentes densidades e conteúdo de água
(umidade);
Complexa disposição ao longo das camadas.

DESAFIO PARA OS ENGENHEIROS


GEOTÉCNICOS
CONCEITO DE SOLO
Diferentes visões:
Língua portuguesa: Chão (do latim “solum”);
Agricultura: sustentação das raízes;
Geologia: sobrejacente a rocha;
Engenharia civil: aglomerados usado como
material na construção civil e como suporte.
CONCEITO DE SOLO

Material da crosta terrestre, não consolidada, que


geralmente se distingue das rochas, de cuja
decomposição em geral provêm, por serem suas
partículas desagregáveis pela simples agitação
dentro da água.
CONCEITO DE SOLO

Material resultante da decomposição das rochas


pela ação de agentes de intemperismo.
ORIGEM E FORMAÇÃO DOS SOLOS

Rochas Atmosfera
Físicos;
Processos: Químicos;

Físico-químicos; Solo

Biológicos
Intemperismo
INTEMPERISMO

Rochas Solo

Intemperismo Físico;
Químico;
INTEMPERISMO FÍSICO OU
MECÂNICO
Desintegração da
Rocha

Resulta:
 Sedimentos de variados
tamanhos;
 Mantém-se a mesma
composição mineralógica.
FORMAÇÃO DOS SOLOS: FATORES
MAIS IMPORTANTES
Rocha de origem;
Clima;
Relevo;
Vegetação;
Tempo de atuação.
FORMAÇÃO DOS SOLOS
Relevo

Percolação;
Infiltração;
Velocidade superficial da água;
Erosão.

Solos em rampas mais íngremes diferentes


daqueles de locais mais planos.
FORMAÇÃO DOS SOLOS

Vegetação

Ácidos orgânicos atacam a rocha dependem da


vegetação do local.
SOLOS TRANSPORTADOS

 Agentes de transporte:
 Aluviais;
 Marinhos;
 Eólicos;
 Glaciais;
 Coluviais.
FACTORES DE FORMAÇÃO
DO SOLO (PEDOGENÉTICOS)
Distribuição Mundial da precipitação
anual

- Clima
- Rocha -mãe
- Actividade biológica
- Relevo .
- Tempo
REFERÊNCIAS
CAPUTO, Homero Pinto. Mecânica dos Solos e suas Aplicações.
Rio de Janeiro. Livros Técnicos e Científicos Editora S.A., 1998, Vol.
I, II, III.

Centro de previsão de tempo e estudos climáticos – INPE.


Disponível em: http://videoseducacionais.cptec. inpe.br/. Acesso
em: 15 de dezembro de 2014.

ORTIGÃO, J. A. R. Introdução à Mecânica dos Solos dos Estados


Críticos. Rio de Janeiro. Editora Livros Técnicos e Científicos, 1995.

PINTO, Carlos de Sousa. Curso Básico de Mecânica dos Solos.


Editora Oficina de Textos. 3ª Edição. 2006.
POPP, José Henrique. Geologia Geral. LTC Editora. 1994.
REBOLÇAS, Aldo da C. Águas doces no Brasil: capital ecológico, uso
e conservação. 3º ed. Escrituras editora, 2006.

SANTOS, Milton. Metamorfoses do espaço habitado. São Paulo:


HUCITEC, 1991.

TEIXEIRA, Wilson et all. Decifrando a Terra. São Paulo: Companhia


Editora Nacional, 2008.

VARGAS, Milton. Introdução à Mecânica dos Solos. São Paulo,


McGraw-Hill, 1979.

VARGAS, Milton. Mecânica dos Solos. Livros Técnicos e Científicos.


Editora S.A. 1980.