Вы находитесь на странице: 1из 21

...

para todas que desejam e buscam o o


caminho para recuperar a sua libido, Virar
a Chave do Desejo e Voltar se Sentir uma
Mulher Completa,

lembre-se que todas a praticas e processo


mostrado aqui, é baseados em fatos reais
de experiencia da própria autora e de suas
panciêntes
Direitos reservados © Sabedoria Mulher & Mulher Com Libido.

Todos os direitos reservados, incluindo o direito de reprodução de todo


ou parte deste material em qualquer forma ou mídia. Nenhuma parte
deste livro pode ser reproduzido sob qualquer formato sem a permissão
escrita do dono dos direitos.

O autor e editor utilizaram os seus máximos esforços na preparação deste


livro e das intruções contidas aqui.

No entanto, o autor e o editor não fazem garantias de qualquer tipo,


expressa ou implícita, no que diz respeito as informações contidas neste
livro, a especialmente assumem, sem limitação, quaisquer garantias de
comercialização ou adequação para qualquer propósito específico.

NOTA SOBRE RESPONSABILIDADE


Em nenhum caso o autor ou o editor responsável são responsáveis
por qualquer danos comerciais ou pessoais, incluindo mas não limita-
do à eventos incidentais, consequenciais, ou quaisquer outros danos,
em conexão com ou resultantes do fornecimento, desempenho ou a
utilização deste livro.
SOBRE A AUTORA

Dra. Vânia Machado


CRP 09/7641

Psicóloga terapeuta sexual, mestre em psicopatologia clinica e psi-


cologia da saúde. Há mais de 20 anos venho ajudando as mulheres
a recuperar seu desejo sexual e já perdi a conta de quantos casa-
mentos foram salvos de ir por água abaixo por causa de brigas e
traições que começaram com um simples problema conjugal.

O que me motiva a continuar esse trabalhos todos os dias, é saber


que já pude contribuir de alguma forma mudar a vida de milhares
de mulheres através da minha metodologia terapêutica e isso já me
deixa muito orgulhosa.

„Eu acredito que o conhecimento e atitude certa é o melhor re-


médio para qualquer problema que rodeia uma mulher; seja no
namoro/casamento, no trabalho, na saúde física, íntima ou mental.”

Atualmente meu foco é ajudar e compartilhar meu conhecimento com o maior de


número pessoas possíveis através de cursos e conteúdos gratuitos no meu site e
em minhas redes. Sem contar que atendo mulheres de todas as idades através do
meu Programa Online Mulher Com Libido e através de Consultas Online.

„A mulher sábia edifica a sua casa; mas a tola a


derruba com as próprias mãos”
(Provérbios 14:1)

Meu papel aqui é ajudá-la a construir esse novo


começo na sua vida conjugal!

Vamos começar?
PASSO #1
SAIBA O QUE ESTÁ REALMENTE ACONTECENDO...
A falta de desejo é um problema comum em muitos casamentos e pode acabar gerando uma crise

É grande o número de casais que vivem sob o mesmo teto e, no entanto, passam grandes perío-
dos de tempo sem manter relações sexuais. Muitos destes casais dizem que o amor não acabou,
por isso permanecem juntos - no entanto, os problemas na libido podem afetar completamente
uma relação.

ACONTECE COM QUALQUER UMA

=
Estima-se que para CADA HOMEM que
não tem vontade de fazer sexo existem
ao menos QUATRO MULHERES na me-
sma situação.

A s mulheres são as mais afetadas pela perda do desejo. Muitas delas continuam mantendo
relações com seus parceiros mesmo que sem vontade, como em uma obrigação para manter o
casamento. Mas é claro que esta não é a melhor maneira para resolver o problema, certo?

MAS... PORQUE O DESEJO ACABA ?


As causas para que uma mulher não tenha mais desejo sexual po-
dem ser físicas ou psicológicas.

Para ambos os casos existem explicações e também algumas mudanças que você pode fazer no
seu dia a dia, contribuindo para reestabelecer a quantidade de libido normal.

O desgaste diário promovido pela rotina atribulada, com muitos compromissos, responsabilida-
des e situações de estresse também são apontados como causa. O sexo, que no início do relaciona-
mento era uma prioridade, passa a ser um figurante na relação, perdendo espaço para as ativida-
des do dia a dia.

O excesso de intimidade do casal acaba com o clima de mistério e sedução que havia anteriormen-
te, o que também acaba por diminuir a libido.
CAUSAS MAIS COMUNS:

Baixa autoestima
A autoestima baixa é uma das principais causas da falta de libido das mulheres, principalmente as que já tem
muitos anos de relacionamento e estão perto ou já estão na menopausa. Nestas situações, muitas vezes as mul-
heres não se sentem mais tão atraentes e seguras por sentirem falta da juventude. Isso, no entanto, não deve
ser um motivo para a tristeza e o desleixo. Toda mulher merece se sentir segura, bonita e feliz.

Filhos atrapalham?
A chegada do bebê é um momento único para qualquer casal, e não é ela a responsável por diminuir o desejo
sexual. O que acontece é a transferência do tempo que antes era só para o casal e que agora deve ser dividido
com um novo integrante. Com menos tempo para que o par possa cuidar de seu relacionamento, principal-
mente nos primeiros meses, a relação a dois fica prejudicada. O desconforto com o corpo após a gravidez
também é um grande fator que diminui a libido feminina.

Remédios VS. Alimentos


Mulheres que tomam medicamento para depressão costumam apresentar falta de desejo sexual. A relação
entre os fatores é explicada pelos médicos: devido às alterações que os remédios provocam em áreas vitais do
corpo, muitos deles acabam alterando até o humor e o apetite, pois possuem efeitos em glândulas e áreas do
cérebro responsáveis pelos sentimentos e sensações.

Agora uma alimentação indutrializada e rica em açúcares pode trazer consequências ruins para qualquer mul-
her. O açúcar afeta o funcionamento das glândulas, hormônios e órgãos, deixando o raciocínio mais lento. Além
disso, esta dieta influencia no aparecimento de diversas doenças como a candidíase, que é um fungo que se
alimenta de açúcar, causando coceira, dor para urinar e corrimento.
As bebidas alcoólicas também possuem um efeito negativo que pode influenciar a vontade de fazer sexo.

Rotina sem exercícios físicos

Se você não tem uma rotina que inclui exercícios físicos, há menos liberação de serotonina (é um neurotran-
smissor responsável pela sensação de felicidade) no seu organismo, o que a faz se sentir mais desanimada. Não
é preciso ter uma academia super equipada - 30 minutos de caminhada por dia já vão fazer grande diferença
em sua respiração, na circulação do sangue e também em seu desejo sexual.

Bagunça no lar

O quarto é o principal local para as intimidades de um casal: se ele estiver cheio de papéis relacionados ao
trabalho, sujeira, bagunça e também a TV ligada o tempo todo, será um lugar não propício para o amor. Asso-
ciar questões que trazem estresse (como o trabalho, por exemplo) e as distrações de aparelhos eletrônicos ao
cômodo próprio do casal pode acabar tirando os momentos em que você e seu par terão mais apetite sexual.
CRISE NO RELACIONAMENTO

ILevando em consideração fa-


tores físicos e psicológicos.

Quando o sexo não acon-


tece por diversas vezes, e o
silêncio impera quando estão
sozinhos no quarto, a tensão e
a raiva aumentam entre o ca-
sal.

Aos poucos o aniversário


de casamento deixa de ser
lembrado, as atividades que
os dois gostavam de reali-
zar juntos perdem o prazer e
a relação acaba se tornando
conturbada.

Em muitos casos, há inclusi-


ve a abertura de brechas para
e vai virando uma bola de neve... relações extraconjugais, que
acabam por atrapalhar ainda
mais o casamento.

A boa notícia é que existem


algumas medidas a ser toma-
das para solucionar o proble-
ma.

Confira o próximo tópico!


PASSO #2
LIVRE-SE DOS VILÕES CAUSADOS...
Toda aquela bola de neve, que podemos chamar de disfunções sexuais, trazem vilões para a nossa
vida que só fazem pioarar as coisas e deixar você presa numa garrafa, cada vez mais fraca para
lutar contra o problema.

Abaixo eu ilustrei o ciclo dos 3 vilões que a mulher pode enfrentar por estar com o desejo baixo, e
na sequencia da próxima página entreremos a fundo combatendo cada um deles:

Ansiedade

Cabeça agitada, sensação de


que algo está para acontecer,
respiração acelerada, coração
batendo forte e certa aflição.
O problema começa quando
isso se torna diário, sem mo-
tivos aparentes ou diante de
situações comuns.

Baixa autoestima Estresse

Motivo para a insegurança, Taquicardia, respiração super-


tristeza e o desleixo - Sem a ficial e acelerada, músculos
“autoestima”, você não consegu- tensionados e falta de equilíbrio
irá demonstrar os seus desejos, emocional são só alguns exem-
aproveitar os momentos de plos dos sintomas de estresse.
intimidade e se sentirá constan- O estresse contribui para uma
temente infeliz com seu corpo e imagem pessoal negativa e
seu relacionamento. afeta a autoestima
Ansiedade

E m alguns casos a ansiedade, pode ser considerada um sentimento positivo. De fato, quando
aparece na dose certa, a ansiedade é capaz de nos impulsionar a encontrar soluções para os
contratempos. Ela pode ser uma sensação boa que precede algo que você espera, como uma via-
gem ou data especial, por exemplo.

O problema começa quando a ansiedade se torna diária, sem motivos aparentes ou diante de
situações comuns. Neste caso, ela diminui a capacidade de concentração, atrapalhando o trabalho,
o estudo e - acredite - o sexo.

Diante deste quadro, o problema da ansiedade está relacionado a dois distúrbios sexuais

ANSIEDADE SEXUAL

A ansiedade sexual pode ocorrer frequentemente ou em casos isolados, e normalmente está rela-
cionada à preocupação da pessoa em relação ao seu desempenho na cama.

• Nas mulheres, a ansiedade pode gerar frigidez e falta de lubrificação.


• Nos homens, causa a ejaculação precoce e dificuldades de ereção.

As principais características da ansiedade sexual são os pensamentos negativos: é como quando a


pessoa pensa que não irá conseguir ter uma ereção ou sentir prazer, por exemplo, além da fuga das
relações sexuais (evitando o parceiro ou apressando o momento para que chegue logo ao final) e
algumas reações corporais, como tensão muscular, tremores e taquicardia.

Para acabar com a ansiedade sexual e ter relações saudáveis com seu parceiro, adote a seguinte
medida:
Diminua as expectativas: você não precisa ser uma máquina sexual e o sexo não
precisa seguir uma lista de regras para ser bom. Deixe que as coisas aconteçam na-
turalmente. Aproveite o sexo como um momento de relaxamento e prazer.

SEXO COMO FUGA DA ANSIEDADE

Mais comum nos homens - A ansiedade gera no parceiro, um estado de tensão e retesamento
muscular, o que em algumas pessoas se manifesta como excitação sexual. Esta excitação gera uma
necessidade de liberação no organismo através do orgasmo, o que leva a pessoa recorrerer ao sexo
ou à masturbação sempre que se sentirem ansiosos. Em alguns casos, há alterações do comporta-
mento no sexo, como agressividade e ejaculação precoce no caso dos homens.
Estresse

O fato é que a equação estresse demais sempre resulta em sexo de menos, o que pode atrapal-
har a harmonia de um casal e até mesmo desencadear uma crise entre parceiros que outrora
vivenciavam um bom relacionamento na cama. A vida corrida da modernidade, falta de dinheiro,
problemas no trabalho, trânsito e a violência das cidades são fatores que podem culminar em um
clima de estresse e fazer o desejo sexual ir embora.

Taquicardia, respiração superficial e acelerada, músculos tensionados e falta de equilíbrio emo-


cional para enfrentar situações são só alguns exemplos dos sintomas de estresse. Com o organi-
smo desregulado, é comum que as pessoas apresentem disfunções sexuais como falta de orgasmo,
ejaculação precoce, disfunção erétil e ausência de desejo. A vontade de transar acaba ficando em
último plano.

Pouca gente sabe, mas o estresse pode vir em diferentes graus, como

• o agudo (situações limites como assalto, doença na família),


• contínuo (sofrimento constante)
• “distress”, que é o estresse com complicações negativas como angústia e depressão (e
que muitas vezes procura alívio na bebida, nas drogas ou mesmo na violência).

O sexo, neste contexto, é um santo remédio! No entanto, é preciso criar um espaço na sua vida
para que a relação se concretize o sexo volte a fluir. É neste ponto que algumas dicas valem ouro
para dar adeus ao estresse e reestabelecer a vida sexual. Vamos conferir?

1. Não deixe a tensão acumular: O estresse funciona exatamente como uma vasilha com água pin-
gando constantemente: um dia vai transbordar. Deixar a situação chegar a um limite é deixar a
tensão se acumular até um ponto insustentável. O mais indicado é ter válvulas de escape para as
tensões do dia a dia. Pode ser uma atividade prazerosa, um alongamento, bate-papo com o vi-
zinho de mesa, um café da tarde ou pequenas pausas no trabalho para recuperar a energia.

2. Repense seus objetivos: Será que você está dando excessivo valor ao que realmente vale? Re-
pensar os objetivos e porque luta-se tanto para conseguir tal meta é o primeiro passo. Muitas ve-
zes o ser humano se cobra demais e acaba se frustrando por não alcançar metas quase impos-
síveis e, no meio do caminho, encontra estresse e nervosismo. Alcançar o ponto de equilíbrio
entre a vida profissional e o lado pessoal é a chave para uma vida tranquila e feliz.

3. Programe momentos de relaxameto: Quando a rotina sufoca, pense no fim de semana. Progra-
me algo bem relaxante com o parceiro, pense no que vestir, nas surpresas que irá fazer. Nada de
preocupações: o foco, neste momento, deve ser só em aproveitar a dois.
O estresse contribui para uma imagem pessoal negativa e afeta a autoestima. No caso das mul-
heres, pode até mesmo impedir que elas tenham vontade de tirar a roupa, desencadeando
brigas e rejeição do parceiro. A fertilidade também fica em risco, já que o ciclo menstrual fica afeta-
do (mais estressante ainda para as mulheres que querem engravidar e não conseguem). Um fator
acaba puxando o outro.

Baixa autoestima
Aprenda a se amar primeiro - o resto será consequência e certamente impactará de maneira positi-
va em sua vida sexual.

Perfeição não existe: Viver em um tempo em que toda e qualquer informação sobre sexo está di-
sponível a apenas um clique do mouse pode levar algumas mulheres a alimentarem um desejo de
perfeição que é quase impossível de se atingir. Devido à baixa autoestima, para este grupo sexo só
é bom se for perfeito (ou seja, igual às relações sexuais intensas dos filmes para adultos). Isto acaba
gerando uma insatisfação por achar que nunca se está fazendo o suficiente ou porque o corpo não
está tão “em cima” como o de estrelas do cinema e da TV. Desencanar é a palavra-chave neste caso.
Perfeição simplesmente não existe.

Perigo da baixa autoestima - usar o sexo para ter aprovação: Pessoas que têm baixa autoestima
estão constantemente em busca da aprovação dos outros, até mesmo sem perceber. Para estes ho-
mens e mulheres, o fato de saber que são desejados sexualmente é fundamental e dá uma injeção
de autoconfiança. Sim, ser desejado é bom e todo mundo gosta. O problema é quando você pre-
cisa disso para se sentir bem. Neste caso, há algo errado. Quem condiciona a autoestima a fato-
res externos não está realmente no comando da vida, tornando-se vulnerável e com uma certa
tendência a se fazer de vítima.

Confiança é sexy: Dado universal: homens e mulheres que agem de modo confiante são conside-
rados mais sensuais. Existem pessoas que não são nem tão boas de cama, mas acreditam tanto na
própria performance que acabam convencendo o parceiro da excelência entre quatro paredes.
Quem tem baixa autoestima, por outro lado, costuma ter também um baixo nível de confiança em
seu desempenho sexual, assumindo até mesmo uma postura arrogante e defensiva pelo simples
medo de ser julgado.

se cuide

Assim, aprimore seu intelecto, leia livros que te deixem feliz e separe um tempo para fazer algo que te dê prazer
(sozinha ou com as amigas). Cuidar da aparência também faz uma baita diferença e não há desculpas como
tempo ou falta de dinheiro. Delegue tarefas para outras pessoas da casa e dedique seu tempo a tomar um ban-
ho demorado, fazer uma esfoliação no corpo, hidratar o cabelo, faça as unhas e usar um creme bem cheiroso
para o corpo. Mudar as roupas íntimas também dá uma força para seus sentimentos relativos ao sexo.
PASSO #3
OBTENHA O SEU AUTOCONHECIMENTO...

A o contrário dos homens, desde pequenas as mulheres são estimuladas a resguardarem seus
corpos. São tantos os cuidados e pudores para não tornarem-se mal faladas ou indesejáveis
para compromissos sérios, que mesmo as mulheres mais “cabeça aberta” guardam resquícios desta
ladainha civilizatória.

O resultado? Não é difícil encontrarmos relatos sobre a dificuldade de atingir o orgasmo ou sobre a
insegurança em relação aos seus próprios corpos.

Por vezes a grande dificuldade das mulheres em atingirem o estado de êxtase no sexo é a falta de
conhecimento daquilo que as satisfaz. A partir do momento em que seus corpos, assim como seu
órgão sexual, deixam de ser um “objeto alienígena”, um mistério, tudo fica mais fácil: é mais simples
direcionar o parceiro a ter uma melhor performance quando se sabe as coordenadas.

Saber onde são seus pontos mais sensíveis e guiar o toque do parceiro por eles não é pecado al-
gum. Aliás, é sinal de que você sabe o que está fazendo e tem consciência de que o caminho das
mãos pode levar ao auge. E essa premissa vale tanto para você quanto para ele. Conhecendo seu
corpo, você é capaz de se abrir para os mistérios do corpo dele e valorizar todos aqueles movimen-
tos que despertam um desejo ainda maior.
Conheça seu corpo: saiba onde deseja ser tocada, identifique quais regiões te
dão mais prazer e aceite as imperfeições e limitações (o que não significa que
você não possa se cuidar);

É um processo que exige dedicação. A recompensa é que sua confiança será ele-
vada, assim como seu autoconhecimento.
ESPELHO COMO FERRAMENTA:

IUma pergunta rápida: você já se olhou


no espelho?
É claro que já. Mas e completamente
nua, demoradamente e cada pedacin-
ho seu?
Pode parecer bobeira, mas perder a
vergonha de olhar-se nua no espelho é
o primeiro passo para a descoberta da
sua sexualidade.
Nós passamos a vida inteira tendo
imagens de corpos ideais - e por vezes
inatingíveis - sendo martelados nas nos-
sas cabeças. Aprendemos que para ser-
mos bonitas precisamos ter seios, cintu-
ra e quadris com um formato e tamanho
específico.
E a verdade é: a beleza pode vir em
várias formas e tamanhos. Da mesma
forma com que somos educadas a apre-
ciar apenas um tipo físico, nós podemos
reaprender a olhar o mundo.
E que lugar melhor para este exer-
cício do que o nosso próprio corpo? Re-
serve um tempo na sua semana para se
presentear com um banho demorado:
quando já estiver cheirosa e relaxada,
perca um tempo se olhando no espelho.
Observe seus contornos, nuances e te-
xturas.
Faça as pazes com o espelho. Ele é
um grande aliado na descoberta da sua
sexualidade.
Com ele, você ganhará confiança, im-
portantíssima para que você se sinta li-
vre e confortável para se entregar ao
sexo com seu parceiro.
PASSO #4

INVISTA PESADO NAS PRELIMINARES


E nquanto muitos homens parecem sempre estarem em ponto de bala para encararem uma
transa, as mulheres, normalmente, precisam de um pouco mais de estímulo para estarem tão
excitadas quanto seus parceiros. Há exceções, é claro, mas, de maneira geral, as mulheres demo-
ram mais para conseguirem afastar seus pensamentos dos problemas e correrias diários e curtirem
o momento de sedução.
Aliás, talvez esteja aí a raiz de um problema na relação: não são todos os homens
que entendem que as mulheres precisam ser seduzidas para entrarem no clima.

Uma palavra safada no pé do ouvido, um beijo de língua, um abraço mais forte… todas estas
sugestões fazem parte daquilo que chamamos de preliminares: uma série de ações que possuem
conotação sexual, porém não são o ato da penetração em si.

Elas podem envolver todos os sentidos - tato, olfato, paladar, visão, audição - e não precisam ter-
minar no ato sexual propriamente dito, apesar de serem uma excelente forma de chegar a ele. Para
saber mais sobre os benefícios desta prática muito prazerosa, continue a leitura!

Benefícios para a saúde feminina


G rande parte das mulheres tem dificuldade de desvincular o ato sexual de suas emoções, o
envolvimento que elas tem com a transa é diferente daquele apresentado pelos homens.

Enquanto eles transam para sentirem-se bem,


elas precisam estar bem para transar.

As preliminares entram como parte do processo de criar um clima para que a mulher possa sentir-
-se não somente com tesão, mas também envolvida e desejada pelo seu companheiro.

Em média as mulheres levam de 15 a 20 minutos para estarem aptas a transar - isso é, para estarem
completamente lubrificadas. É importante respeitar este tempo para que a transa seja realmente
prazerosa para as duas partes: quando não suficientemente lubrificada, a mulher pode sentir dor
ao ser penetrada. Há ainda o fato de que, se esta prática é repetida com frequência, com o tempo
a mulher pode desenvolver bloqueios psicológicos em relação a prática sexual, o que com certeza
trará frustração e desentendimentos para sua vida pessoal e amorosa.

Antes de continuar, tenha em mente que, as preliminares podem existir muito antes
de duas pessoas se tocarem, já que a excitação começa pelo cérebro
Apimentando a relação
C omo se o argumento da saúde já não fosse suficiente, ainda há mais um para incentivar você e seu
par a apostarem nas preliminares: elas podem (e devem) ser muito divertidas e excitantes. Não há
receita pronta, cada casal deve aprender e criar as suas próprias práticas, conforme seus gostos pesso-
ais e a ocasião. O que deve ser regra sempre é o respeito e entrega mútuos para esse momento de rela-
xamento.

As preliminares podem começar a qualquer hora: uma mensagem de texto no meio da tarde, um jantar
especial, um abraço apertado por trás, uma massagem caprichada ou um banho juntos são apenas al-
gumas formas. Descobrir quais zonas erógenas são as prediletas de seu companheiro e deixá-lo desco-
brir as suas também é uma ótima ideia.

DICA QUENTE: Sexting


O sexting nada mais é do que a junção das palavras sexo e envio de men-
sagens (sex e texting, do Inglês), na versão mais sensual possível, entenda:

A construção do desejo passa pela estimulação, e o sexting é um ótimo caminho para deixar qualquer
um com mais vontade para o momento de intimidade.

Além de incluir palavras de cunho erótico, a prática pode conter também imagens picantes dos parce-
iros enviadas com um clique. Isso serve para apimentar a relação, que pode pegar fogo mesmo a qu-
ilômetros de distância! Quem recebe as mensagens quentes se estimula na hora.

Instigar é o verbo certo!


Nem sempre mostrar é o caminho.
O melhor do sexting é estimular a imaginação do parceiro. Imagens nem sempre nítidas, decotes,
transparências... comece o truque de sedução escrevendo mais do que mostrando efetivamente.

O ponto que quero passar para você é: Perca a vergonha e mande aquilo que realmente gostaria que
ele fizesse com você - ou que você gostaria de fazer com ele. Acha estranho mandar uma mensagem
assim do nada? Ok, então invente uma mentirinha branca: diga que sonhou com aquilo e agora não
consegue mais parar de pensar em vocês dois realizando esse desejo.

As preliminares são um momento de entrega e prazer. Essenciais para uma vida sexual de qualidade,
esta é uma prática indispensável para manter a conexão do casal e a satisfação de ambos dentro - e fora
- de quatro paredes.
PASSO #5
ESTEJA EM DIAS COM AS
FASES DA RESPOSTA SEXUAL
Chegamos ao passo mais importante e mais poderoso… Eu chamo isso de AS 4 FASES DA RESPOSTA SEXUAL:

E sta é minha DICA MAIS PODEROSA, que você deve aplicar, pois de outra forma, as outras dicas
que acabei de compartilhar com você serão inúteis… Sim! Sem usar este passo, você pode pode
esquecer as outras dicas que acabei de compartilhar com você acima... Este passo é O crucial…

É a tática por trás de TODO o sucesso em meus mais de 20 anos ajudando as mulheres a recuperar
seu desejo sexual e conquistar seus parceiros. Usando esse mesmo processo, eu já perdi a conta de
quantos casamentos eu salvei de ir por água abaixo por causa de brigas e traições que começaram
com um simples problema na cama do casal.

Aqui está como isso funciona:

G eralmente as mulheres ou os casais quando buscam ajuda é porque a relação já está na be-
ira do abismo, e nada do que foi tentado antes deu certo. E em 90% das vezes isso se deve a al-
gum tipo de disfunção sexual da mulher.

RECAPITULANDO: Disfunção Sexual é algum problema que impede a pessoa de ter uma relação
prazerosa e completa com seu parceiro ou parceira. No caso das mulheres, essa disfunção pode ser
bem mais variada...
Pode ser a falta de desejo, falta de lubrificação vaginal, falta do orgasmo, ou até mesmo as dores na
relação sexual.

Essas disfunções elas se manifestam na ausência ou falha de qualquer uma das fases.
FASE DO DESEJO

1
O 1º passo, o Desejo, quer dizer a von-
tade de fazer sexo.A mulher que sofre
de falta de desejo não tem vontade
de fazer sexo, e em muitos casos, ela
nem mesmo lembra de fazer sexo!
Isso ocorre com a mulher que sofre
de depressão, estresse, excesso de
obrigações, etc, então se você tá com
baixo desejo, em 90% das vezes isso
não é culpa sua.
FASE DA RESOLUÇÃO FASE DA EXCITAÇÃO

4 2
E o último passo do Prazer Feminino é A excitação é a resposta que o corpo da
a Resolução, que nada mais é do que mulher dá pra esse Desejo Sexual. É a
aquela sensação de leveza e bem estar lubrificação da vagina, o aumento dos
que a pessoa sente após o orgasmo. seios, o endurecimento dos mamilos, a
respiração ofegante. Quando a mul-
Essa fase não tem nenhuma disfunção her sente o desejo sexual, recebe os
nela, mas é importante que você saiba estímulos do parceiro e mesmo assim
o que ela significa. não consegue que o corpo responda a
esse desejo, então é sinal que ela tem
alguma disfunção nesse passo.
FASE DO ORGASMO

3
O orgasmo da mulher é aquele mo-
mento em que o corpo libera toda aqu-
ela tensão sexual que foi acumulada
nas fases do Desejo e da Excitação.
É como se fosse uma explosão, uma
série de contrações involuntárias na
vagina, que dura mais ou menos entre
20 e 60 segundos.

Veja que uma fase depende da outra. Ou seja, pra fase 2 acontecer, que no caso é a Excitação, você
precisa ter completado a fase 1, O desejo. Pra chegar a fase 3, o Orgasmo, você precisa ter passado
pelo Desejo e pela Exitação, que são as fases 1 e 2.
Agora você precisa entender
em qual fase você está com dificuldade. Ok?

DESEJO
C omo disse, o 1º passo, o Desejo, quer dizer a vontade de fazer sexo. A mulher que sofre de falta
de desejo não tem vontade de fazer sexo, e em muitos casos, ela nem mesmo lembra de fazer
sexo! Isso ocorre com a mulher que sofre de depressão, estresse, excesso de obrigações, etc, então
se você tá com baixo desejo, em 90% das vezes isso não é culpa sua.

O que acontece é que a mulher hoje em dia tem que fazer jornada dupla ou até tripla: tem que tra-
balhar, ser mãe, dona de casa, e ainda tem que satisfazer o marido à noite…
E ele ainda acha ruim que você tá sem vontade, né?
Mas antes de você virar pro seu marido e falar pra ele: “tá vendo só o que é que eu passo?” deixa
eu te falar uma coisa: isso acontece porque homens e mulheres ficam excitados de uma forma bem
diferente.

A gente vive em uma cultura onde o


homem é totalmente visual...

O que excita o homem é o que ele vê! Então para o homem o desejo sexual é despertado pelos ol-
hos! E as empresas de propaganda sabem muito bem disso, por isso que o comercial de um produ-
to masculino vem sempre acompanhado de uma mulher semi nua, por exemplo anúncio de cerve-
jas, pneus etc...porque a mídia sabe que se botar a foto da mulher junto com o produto, o homem
vai comprar.

J á pra mulher não é tão fácil assim...


A mulher está inserida num contexto mais emocional, relacional... Tem que ter uma história,
um clima de romance, de conquista, de sedução, pra aos poucos ir se sentindo estimulada se-
xualmente. Um filme pornô, por exemplo, estimula muito mais os homens do que as mulheres, po-
rque o filmes são visuais.

Agora quer ver uma coisa que estimula as mulheres?

Os romances sensuais.
N ão sei se você já leu os livros da série 50 Tons de Cinza, mas eles já venderam muito mais do
que qualquer filme pornô que já foi feito na história. Aliás, até virou filme de Hollywood!

E quer saber porque que ele exerce esse fascínio tão grande sobre as mulheres?

Porque ele cria uma fantasia na mente delas: “A história de menina inocente que foi seduzida por
um homem poderoso, até o ponto que ela não conseguiu mais resistir e se entregou loucamente
pra ele.”

Dificilmente uma mulher lê uma história dessas sem sentir alguma reação no seu corpo! No meu
curso eu explico como você vai poder usar os romances pra acender essa chama do desejo sexual
que anda meio apagada, tudo bem?

EXCITAÇÃO

A excitação é a resposta que o corpo da mulher dá pra esse Desejo Sexual. É a lubrificação da va-
gina, o aumento dos seios, o endurecimento dos mamilos, a respiração ofegante.

Quando a mulher sente o desejo sexual, recebe os estímulos do parceiro e mesmo assim não con-
segue que o corpo responda a esse desejo, então é sinal que ela tem alguma disfunção nesse pas-
so.

E o que é que pode causar isso? Pode ser uma questão orgânica que causa essa falta de
lubrificação, ou até mesmo alguma questão emocional.

ORGASMO
Tem mulheres que passam uma vida inteira sem ter sentido um, ou sem saber se sentiu um. O or-
gasmo da mulher é aquele momento em que o corpo libera toda aquela tensão sexual que foi acu-
mulada nas fases do Desejo e da Excitação. É como se fosse uma explosão, uma série de contrações
involuntárias na vagina, que dura mais ou menos entre 20 e 60 segundos..

Tem mulher que diz que vê estrelas, outra escuta anjos cantando, outras sentem que tão flutuando,
ou seja, não tem um padrão, cada mulher reage de um jeito, então você precisa ficar atenta ao seu
corpo e se conhecer bem, tá bom?

Quando mulher não consegue chegar ao orgasmo, pode estar acontecendo algum problema físi-
co, como por exemplo sentir dor durante a penetração, ou um problema emocional, como uma
decepção amorosa.
Daí você me pergunta: qual a causa da dor na penetração, Drª Vania?

E la pode ser causada pelo Vaginismo, que é quando acontecem contrações involuntárias na vagi-
na, que chegam a fechar totalmente o canal vaginal. É como se a mulher estivesse tentando im-
pedir que o pênis do homem introduzisse nela.

Só pra você ter uma ideia de como isso é grave, eu já tive o caso de uma paciente que foi abusada
sexualmente quando era mais nova, e ela levou esse trauma pro casamento dela. Ela contraía tanto
a vagina que era a penetração era quase que impossível, e aí o marido, com medo de machucar ela,
acabou com uma disfunção erétil, ou seja, ele perdia a ereção toda vez que tentava ter uma relação
com ela.

Foi um tratamento bem difícil, mas que no fim deu certo, como dá certo em 99% dos casos.

No meu curso Método Mulher Com Libido eu ensino vários exercícios e técnicas que ajudam as
mulheres a se livrarem do vaginismo.

Essa dor também pode ser uma dispareunia, que é uma sensação de dor aguda, ardor ou queima-
dura que a mulher sente durante a penetração.

Esses casos podem ter origem física, por isso importante você buscar ajuda primeiro do seu gine-
cologista de confiança, tudo bem? Descartado essa possibilidade, aí se torna psicológico, ok?

Mas, se você não sente dor na relação sexual, mas também não consegue chegar ao orgasmo,
então necessita de usar estratégias que eu chamo de técnicas e exercícios que vão te ajudar muito,
e que eu aplico em minhas pacientes com resultados incríveis, como por exemplo o pompoarismo,
que mais lá na frente nós vamos falar mais sobre ele.

E o último passo do Prazer Feminino é


a Resolução, que nada mais é do que
aquela sensação de leveza e bem estar que
a pessoa sente após o orgasmo.

RESOLUÇÃO Essa fase não tem nenhuma disfunção


nela, mas é importante que você saiba o
que ela significa.
Bom, agora que você já tem conhecimento de alguns fatores que podem estar te
travando de ter o prazer que você merece na sua relação sexual… vamos adiante
entender como se produz um forte desejo na relação do casal.

O medo do fim da relação, ou até mesmo de ser traída ou abandonada, certamen-


te já passou pela sua cabeça, né?

Se você é o tipo de mulher que sente uma tremenda frustração, porque não sabe
como agir quando o seu relacionamento entra naquela fase de frieza e começa ir
por agua abaixo por causa de simples problemas na cama… Preciso te contar algo

…eu vou te falar sobre algumas das técnicas e estratégias que eu uso com minhas
pacientes e alunas dos meus cursos pra recuperar o desejo sexual, e como você me-
sma vai poder começar a aplicar essas técnicas no seu relacionamento!

Mas como eu sei que esse assunto vai render muito, gravei um vídeo exclusivo
onde explico tudo, apresento todos os passos e habilidades desse método.

Clique AQUI e assista ao vídeo completo.


Então, se você quer dominar os Segredos pra virar a chave do desejo e resgatar o
prazer na sua relação, para você se entregar apaixonadamente ao seu parceiro, sem
medo de ser traída ou abandonada… Clique aqui e Assista o vídeo!

LEMBRE-SE: Não posso dizer por quanto tempo vou manter esta apresentação on-
line ou por quanto tempo ela estará disponível para assistir de graça… Então assista
agora mesmo, enquanto você ainda pode.