Вы находитесь на странице: 1из 2

EBJADTO – ESCOLA BÍBLICA JUVENIS DA ASSEMBLEIA DE DEUS TEÓFILO OTONI

Profº DHEYSSON SAMPAIO SILVA


3º TRIMESTRE DE 2018
REVISTA JUVENIS: “QUEDA E REDENÇÃO”
LIÇÃO 01 – “A QUEDA”

INTRODUÇÃO

O homem foi criado e colocado no jardim junto com sua mulher para cuidar e
representar o próprio Deus ali, mas a sua rebelião provocada por darem ouvidos a satanás os
fizeram ser expulsos daquele lugar de segurança, paz, inocência e comunhão com Deus.

TÓPICO 01: A QUEDA

A história da queda está registrada no livro do Gênesis capítulo 3, e não se trata de uma
alegoria ou mito, mas uma história genuína. O estado original do homem é resumido na
expressão “imagem de Deus” (Gn 1.26,27), esta imagem consiste na semelhança natural a Deus
(faculdades = intelecto, sentimento, vontade) e na semelhança moral com Deus (inclinações
corretas = tendência, propensão, disposição). O primeiro lhe da capacidade natural e o segundo
uma capacidade moral.
Além de ser criado a imagem de Deus, o homem foi colocado no jardim do Éden e lhe
foi dado autoridade sobre toda a criação do Senhor, o home possuía tudo o que precisava, mas
mesmo assim escolheu se rebelar contra Deus, dando ouvidos a satanás. Como consequência o
homem rompe a sua comunhão com Deus, e consequentemente recebe a recompensa pela sua
transgressão, a morte espiritual.
Você pode se perguntar: “Se o homem foi criado em perfeição, por que pecou?”
A tentação veio do exterior para o homem e não teve sua iniciativa dentro do seu
próprio ser. Segundo Keyser, o fato de satanás ter assumido a forma da serpente atenua a
transgressão do homem, pois o home foi engodado para o ato de desobediência.

TÓPICO 02: A CRIATURA CONTRA O CRIADOR

É nítido no relato bíblico a dúvida, a incredulidade e a soberba foram os princípios


condutores para a desobediência. Eva duvidou da bondade de Deus, não creu em sua ameaça e
aspirou ser igual a Deus. Adão e Eva foram levados a acreditar que precisavam de mais alguma
coisa para serem satisfeitos, mesmo possuindo tudo o que precisavam. Duvidaram do juízo que
acompanharia a desobediência. E também foram levados a desejarem o mesmo que satanás
desejou, e por isso foi expulso do céu, ser igual a Deus.
Imediatamente Adão e Eva começam a colher os frutos de sua desobediência, (1) a
perda da aparência pessoal apropriada, trazendo vergonha (Gn 3.7); (2) medo de Deus (Gn 3.8-
10); (3) expulsão do jardim (Gn 3.23,24); (4) a terra foi amaldiçoada para não produzir só o que
é bom, exigindo trabalho laborioso do homem (Gn 3.17-19); (5) dor e sofrimento para a mulher
no parto e sua sujeição ao marido (Gn 3.16); (6) morte física (Gn 2.17; Gn 3.19).

TÓPICO 03: CONDENADOS PELO PECADO COMETIDO POR OUTRA


PESSOA?

Como sabemos, o pecado é a falta de conformidade com a lei moral de Deus quer em
ato, disposição ou estado, e este é universal.
Esta é, com certeza, a doutrina das Escrituras. Todos os homens são pecadores. São
diversas asseverações nas Escrituras acerca desta doutrina (1Re 8.46; Ec 7.20; Is 53.6; Is 64.6; Sl
103.3; Sl 143.2; Rm 3.9,22,23; Gl 3.22; Tg 3.2; 1Jo 1.8,10; 1Jo 5.19).
A pergunta feita no título do tópico é comum a muitas pessoas. Mas não somos
condenados pelo pecado de outra pessoa, mas sim pelo nosso. Por causa da transgressão de
Adão, herdamos uma natureza depravada, culpada e condenável (Rm 5.19) e isso porque Adão
e sua posteridade (toda a humanidade) são um e, em virtude de sua unidade orgânica, o pecado
de Adão é o pecado da raça humana. Como o fermento que leveda toda a massa, assim também
acontece com respeito à introdução do pecado na raça humana.

TÓPICO 04: UM PESO E UMA MEDIDA

Em Provérbios 20.9,10, encontramos uma referência como a do título deste tópico. Para
que você não se confunda, é necessário entender que o texto bíblico está utilizando a expressão
“dois pesos diferentes e dois tipos de medidas” e isso para indicar que as pessoas tendem a agir
de acordo com a conveniência.
Mas a boa notícia é que Deus utilizou a mesma regra para salvar a humanidade. Se o
pecado foi introduzido no mundo por causa de um só homem, o mesmo acontece com a graça
para justificação de vida. “Nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus” (Rm 8.1).
(Jo 6.57; Jo 14.19,20; Jo 17.19)

Deus abençoe!
INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL: www.youtube.com/c/ebjadto

Caso for utilizar este material favor citar a referência.

REFERÊNCIAS

STRONG, Augustus Hopkins. Teologia Sistemática: Prefácio de Russel Shedd. São


Paulo: Hagnos, 2003. 2 v. [tradução Augusto Victorino].

HODGE, Charles. Teologia Sistemática. São Paulo: Hagnos, 2001. 1667 p. Tradução
de: Valter Martins.

BANCROFT, Emery H.; D.D.. Teologia Elementar: Doutrinária e Conservadora. São


Paulo: Imprensa Batista Regular, [2001]. 371 p.

Похожие интересы