Вы находитесь на странице: 1из 4

ALIMENTAÇÃO

DO LACTENTE

Até aos 4 meses de idade a alimentação da criança deverá ser constituída unicamente por: -
Leite materno ou aleitamento misto (leite materno + leite adaptado) ou leite adaptado. Se a
alimentação da criança é exclusiva materna, é correcto dar unicamente leite materno até aos 6 meses
de idade.
É consensualmente reconhecido que do ponto de vista da evolução maturativa, o lactente
normal de termo esteja preparado para o início da diversificação alimentar a partir dos 4 meses de vida.
Aos 4 meses o lactente ganha uma maior estabilidade maxilar e do pescoço e o padrão
primitivo de sucção começa a modificar-se.
Entre os 5 e os 8 meses ocorre uma transição progressiva das funções oromotoras com a
passagem da sucção para a mastigação. A partir deste período o lactente desenvolve assim a capacidade
de mastigação devendo esse processo ser estimulado de modo a facilitar a integração na alimentação
familiar.
Há um período crítico para a introdução de sólidos na alimentação do lactente. Se a sua
introdução não ocorrer até aos 10 meses, aumentará o risco de dificuldades na alimentação com
impacto negativo nos hábitos dietéticos em idades posteriores.
A água é atualmente considerada um alimento. Na realidade na nova pirâmide dos alimentos, a
água ocupa um grupo à parte, de destaque. Principal regulador térmico, imprescindível à adequada
realização de todas as funções vitais, é o principal constituinte do corpo humano. Deverá ser oferecida
água ao lactente, várias vezes dia. Está formalmente contraindicado o uso de outras bebidas (chás ou
sumos).



4 MESES
• Até 6 refeições por dia
• 4 a 5 refeições de leite materno ou adaptado
• 1 refeição de papa ou sopa
o PAPA
§ não láctea (preparada com o leite da criança)
§ ou láctea (preparada com água)
§ Sempre sem glúten
o SOPA (Puré de legumes - 200 cc)
§ Batata (pequena) § Azeite 5 ml no final (após a cozedura)
§ Cenoura (½ média) § Sem adição de sal
§ Cebola (½ pequena)

RECOMENDAÇÕES
• Dar a papa/sopa com a colher
• Inicialmente a consistência é fluida e vai aumentando progressivamente
• A papa/sopa é a “apresentação” dos alimentos sólidos
• Não desistir se o bebé tiver dificuldade
• Manter suplementos vitamínicos


5 MESES

• 5 refeições por dia
• 3 refeições de leite materno ou adaptado
• 1 refeição de papa:
não láctea ou láctea sem glúten
• 1 puré de legumes + fruta
o Fruta: maçã; pêra; banana

A intervalos de 3-4 dias, introduzir outros componentes – abóbora, curgete,
brócolos, batata doce, agrião, alho francês, feijão verde, alface, couve flor, tomate, etc.
As leguminosas (grão, feijão, ervilhas, lentilhas, fava) introduzir só depois dos 9
meses.
Por serem ricos em fitatos e nitratos, NÃO introduzir a beterraba, a cabeça de
nabo, nabiça, aipo e o espinafre ANTES DOS dos 12 meses

RECOMENDAÇÕES
• Primeiro puré com 3 legumes e mantê-los durante uma semana.
• Introduzir 1 legume ou fruta de cada vez (intervalo de 3 a 4 dias).
• Depois de todos os legumes e fruta introduzidos, variar o sabor, numa tentativa
de educar o paladar.
• O puré pode ser guardado no frigorífico por 2 a 3 dias no máximo.
• Não forçar. Apresentar o puré repetidamente, pois acabam por gostar.
• Manter suplementos vitamínicos.


6 MESES

• 5 refeições por dia
• 3 refeições de leite materno ou adaptado
• 1 refeição de papa:
láctea ou não láctea
COM ou sem glúten a partir dos 6 meses
• 1 puré de legumes com carne + fruta

Introduzir carne: frango; peru; borrego; coelho (± 20 gr/ refeição)

Azeite em “cru”. Não adicionar sal.

RECOMENDAÇÕES
• Introduzir um tipo de carne de cada vez com intervalo de 3 a 6 dias.
• Carne de porco só após os 2 anos. Não dar fígado e mioleira.
• Pode ser introduzido o agrião no puré. A couve-flor, o nabo e couves brancas.
dão mais gases e por isso devem ser evitados.
• Respeitar os hábitos da família.
7 MESES

• 5 refeições por dia
• 2 refeições de leite materno ou adaptado
• 1 refeição de papa:
o não láctea ou láctea
o com ou sem glúten
• 2 purés de legumes com carne + fruta

RECOMENDAÇÕES
• Aproximação ao esquema alimentar da família
• Introduzir novas frutas (com intervalo de 3 a 6 dias): papaia, melão/meloa,
mango, abacate, uva (atenção aos grãos).
• Manter a exclusão de morangos, amora, kiwi, pêssego, maracujá e citrinos.


8 MESES

• 5 refeições por dia
• 2 refeições de leite materno ou adaptado
• 2 purés de legumes com carne + fruta (almoço e jantar)
• 1 refeição de papa (láctea ou não láctea; com ou sem glúten)
ou
• 1 refeição de papa com iogurte natural + fruta + bolacha

RECOMENDAÇÕES
• Aproximação ao esquema alimentar da família
• O iogurte pode ser fornecido em substituição de uma refeição láctea.


9 MESES

• 5 refeições por dia
• 2 refeições de leite materno ou adaptado
• 1 refeição de papa ou iogurte
• 2 purés de legumes com carne ou peixe + fruta

Introduzir peixe (15 gr/refeição): espada, pescada, linguado, solha, faneca. Salmão
só após 10M.
Poderá também oferecer pão, biscoitos e bolachas para a mão da criança (sobre o
olhar dos pais).

RECOMENDAÇÕES
• Triturar menos os purés e as sopas, apresentando os alimentos mais sólidos.
• As duas refeições de sopa deve ser uma de carne e uma de peixe. A criança
deve ingerir carne 4x semana e peixe 3x semana.
10 MESES

• 5 refeições por dia
• 2 refeições de leite materno ou adaptado
• 1 refeição de papa ou iogurte +fruta
• 2 purés de legumes com carne ou peixe + fruta

RECOMENDAÇÕES
• Aproximação ao esquema alimentar da família
• Podem ser introduzidas as leguminosas secas no puré (feijão, lentilha, ervilha,
grão, fava) em pequenas quantidades e sem a casca.
• Se bem aceite, pode iniciar refeição com 1º e 2º prato (arroz, massa, batata
cozida + carne ou peixe + legumes cozidos e bem cortados ou esmagados)
retirando a carne e o peixe do puré.

• Não dar guloseimas, bolos, chocolate.


11-12 MESES

• 5 refeições por dia
• 2 refeições de leite materno ou adaptado
• 1 refeição de papa ou iogurte + fruta
• 2 purés de legumes com:
o puré/sopa de legumes
o 2º prato com carne, peixe ou ovo
o Fruta: Introduzir citrinos

Ovo: 1ª semana: ½ gema (sempre cozida)
2ª semana: 1 gema
3ª semana: 1 gema + ½ clara
4ª semana: ovo inteiro (1 a 2 vezes /semana)

A gema pode ser introduzida tao cedo quanto os 9 meses:
• 1/2 gema por refeição por semana durante 2 semanas
• 1 gema por refeição por semana durante mais 2 semanas.
• Clara após os 11m.

RECOMENDAÇÕES
• Manter leite adaptado (tipo 2 a partir dos 12 meses).
• Leite de vaca em natureza a partir dos 18 meses-2 anos.
• Aproximação quase total ao esquema alimentar da família.
• Respeitar o paladar da criança e os intervalos entre os novos alimentos.
• Dieta pobre em sal, açúcar e gorduras.
• PREFERIR COZIDOS E GRELHADOS.
• Não dar chá ou leite às refeições.