Вы находитесь на странице: 1из 7

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Departamento de Engenharia Mecânica


ENG 03352 Mecânicas dos Fluidos A

Horácio A. Vielmo

vielmoh@mecanica.ufrgs.br

http://lattes.cnpq.br/6151887525010968
_______________________________________________________Horácio A Vielmo / Mecânica dos Fluidos 2

Capítulos 1 e 2 Introdução e Conceitos Fundamentais


Definição de Fluido

É uma substância que se deforma continuamente ao ser aplicada sobre ela uma tensão de
cisalhamento, por menor que esta tensão possa ser.

Sistema e Volume de Controle

Sistema é uma quantidade de matéria com massa e identidade fixas. Já um volume de


controle é um volume arbitrário no espaço através do qual o fluido escoa.

Campos de Velocidade e Pressão

Num dado instante o campo de velocidade, V , é uma função das coordenadas espaciais x,
y e z. Da mesma forma o campo de pressão, p. O conhecimento destes campos permite ilustrar o
comportamento de um certo escoamento. A velocidade e a pressão são propriedades do
escoamento.
Diz-se que o escoamento ocorre em regime permanente quando estes campos não
dependem do tempo, ou seja, a velocidade e a pressão são constantes em cada ponto.
Contrariamente, quando estes campos apresentam variação com o tempo tem-se regime
transiente, ou seja, no sistema cartesiano de coordenadas:

V = V (x,y,z,t) (2.5)

p = p(x,y,z,t)

Escoamentos Uni, Bi e Tridimensionais

Um escoamento é classificado como unidimensional quando apresenta variação de uma


certa propriedade, por exemplo a velocidade, em apenas uma dimensão. De forma semelhante
ele é dito bidimensional quando apresenta variação em 2 dimensões e tridimensional em 3
dimensões. Abaixo são dados exemplos destas situações.

Fig. (1) Escoamento unidimensional (varia somente em r, e não em x e θ)


_______________________________________________________Horácio A Vielmo / Mecânica dos Fluidos 3

Fig. (2) Escoamento bidimensional (varia em r e x)

Escoamento no qual o vetor velocidade é constante numa certa seção é dito uniforme

Fig. (3) Escoamento uniforme

Viscosidade

Seja a figura abaixo

Fig. (4) Deformação de um elemento de fluido

Observa-se que a tensão de cisalhamento  yx é proporcional ao gradiente de velocidade,


ou seja,
du
 xy  (2.14)
dy

A fim de particularizar para um certo fluido, e obter uma igualdade, recorre-se à


propriedade física  , que é o coeficiente de difusão de quantidade de movimento, também
chamado de viscosidade absoluta, ou dinâmica, assim,
_______________________________________________________Horácio A Vielmo / Mecânica dos Fluidos 4

du
 xy   Lei da Viscosidade de Newton (2.15)
dy

Diagrama reológico; relação tensão x deformação

Isaac Newton
Woolsthorpe, In, 1642(43) – Londres, In, 1727 (84 anos)
Física, matemática, teologia
Cambridge University
_______________________________________________________Horácio A Vielmo / Mecânica dos Fluidos 5

Camada Limite

Quando um escoamento interage com um corpo, a tensão de cisalhamento causa a


formação de uma camada de fluido que tem a sua velocidade reduzida, junto a este corpo,
denominada camada limite. Esta situação é mostrada na figura abaixo.

Fig. (5) Desenvolvimento de camada limite sobre placa plana


MFM2/Boundary Layers/605 No-slip Condition

Ludwig Prandtl
Freising, Al, 1875 – Göttingen, Al, 1953 (78 anos)
Engenharia, física
Universidade de Göttingen
Universidade Técnica de Munique

Escoamentos Viscosos e Não-Viscosos

Se os efeitos da viscosidade do fluido são levados em conta diz-se que o escoamento é


viscoso. Em certas situações é possível analisar escoamentos considerando nula a viscosidade do
fluido. Estes escoamentos são ditos não-viscosos.

Escoamentos Laminares e Turbulentos

Diz-se que um escoamento é laminar quando possui uma estrutura organizada, fluindo em
laminas. Quando os vetores velocidade mudam continuamente de intensidade e direção, criando
um escoamento de estrutura complexa, com oscilações e vórtices (redemoinhos), diz-se que ele é
turbulento. Isto é ilustrado nas figuras abaixo.

Fig. (6) Escoamento laminar Escoamento turbulento


_______________________________________________________Horácio A Vielmo / Mecânica dos Fluidos 6

Leonardo da Vinci
Vinci, It, 1452 – Amboise, Fr, 1519 (67 anos)
Engenharia, artes, arquitetura, biologia, anatomia...

Linha de Corrente (streamline)

Linha ao longo da qual os vetores velocidade do fluido são tangentes. Quando o fluido
escoa em regime permanente, as linhas de corrente representam também a trajetória (pathline)
das partículas de fluido. Em regime transiente elas não coincidem. Linhas de corrente obtidas
experimentalmente, com emissores de fumaça, são mostradas abaixo

Fig. (7) Linhas de corrente ao redor de um aerofólio


MFM2/Kinematics/Flowlines and Flow Visualization/60, 61, 76
_______________________________________________________Horácio A Vielmo / Mecânica dos Fluidos 7

Escoamentos Compressíveis e Incompressíveis

Seja  a massa específica de um fluido (massa/volume [kg/m3]). Um escoamento é dito


compressível se  variar ao longo do espaço, a partir da variação de p. Se  for constante, ou
𝜌 = 𝜌(𝑇), o escoamento é dito incompressível.

BIBLIOGRAFIA
Robert W. Fox; Philip J. Pritchard; Alan T. McDonald, Introdução à Mecânica dos Fluidos,
gen-LTC Editora, www.grupogen.com.br
Frank M. White, Mecânica dos Fluidos, Editora Mc Graw Hill
Horácio A.Vielmo, Mecânica dos Fluidos, DEMEC/UFRGS, notas de aula