Вы находитесь на странице: 1из 22

TURMA : ADMINISTRAÇÃO MODALIDADE : INTEGRAL

CADERNO DE EXERCÍCIOS – NÍVEL 02 MATEMÁTICA II ( 2º ANO )

MATEMÁTICA FINANCEIRA a extensão 10m, e a altura da pilastra de


sustentação, que mantém o edifício na horizontal, é
6m.

TRIGONOMETRIA NO TRIÂNGULO RETÂNGULO E


NUM TRIÂNGULO QUALQUER

01.Uma formiga sai do ponto A e segue por uma


trilha, representada pela linha contínua, até chegar
ao ponto B, como mostra a figura.

Usando os dados da tabela, a melhor aproximação


inteira para 𝛼 é

a)4°
A distância, em metros, percorrida pela formiga é: b)5°
c)6°
a)1 + 2√3 d)7°
b)3 + 3√3 e)8°
c)5 + 2√3
d)7 + 3√3 04.As cidades A, B e C situam-se às margens de um
e)9 + √3 rio e são abastecidas por uma bomba situada em P
conforme figura abaixo.
02.Uma pessoa cujos olhos estão a 1,80 m de altura
em relação ao chão avista o topo de um edifício
segundo um ângulo de 30° com a horizontal.
Percorrendo 80 m no sentido de aproximação do
edifício, esse ângulo passa a medir 60°. Usando o
valor 1,73 para a raiz quadrada de 3, podemos
concluir que a altura desse edifício é de
aproximadamente:
Sabe-se que o triângulo ABC é retângulo em B e a
a)59 m
bissetriz do ângulo reto corta AC no ponto P. Se BC =
b)62 m
c)65 m 6√3 km, então CP é, em km, igual a
√6+√2
d)69 m (𝑐𝑜𝑛𝑠𝑖𝑑𝑒𝑟𝑒 𝑠𝑒𝑛 105° = )
4
e)71 m
a)6 + √3
03.Um edifício comercial tem salas, distribuídas em
b)6(3 − √3)
andares, conforme indica a figura. O edifício foi feito
em um terreno cuja inclinação em relação à c)9√3 − √2
horizontal mede 𝛼 graus. A altura de cada sala é 3m, d)9(√2 − 1)

1
TURMA : ADMINISTRAÇÃO MODALIDADE : INTEGRAL

CADERNO DE EXERCÍCIOS – NÍVEL 02 MATEMÁTICA II ( 2º ANO )

e)9 + √3

05.Em certa cidade, a igreja está localiza no ponto A,


a prefeitura no ponto B, e a livraria no ponto C como
mostra os pontos a seguir. Sabendo-se que a
distância da igreja à prefeitura é de 10 metros, a a)337
distância da prefeitura à livraria corresponde a 15 b)341
metros, e que o ângulo formado por essas duas c)353
direções é 60°, a distância da livraria à igreja é d)370
e)383

08. A roda de um carro tem 30 cm de raio. Depois de


a roda completar uma volta, o carro terá se
deslocado aproximadamente: (use 𝜋 = 3,14)
a)17√5 m a)60 cm
b)5√7 m b)120 cm
c)25√7 m c)180 cm
d)7√5 m d)188 cm
e)12√5 m e)198 cm

06.Dois navios deixam um porto ao mesmo tempo. 09. Do topo de uma montanha se avistam os pontos
O primeiro viaja a uma velocidade de 16 km/h em A e B de uma planície. As linhas de visão do topo aos
um curso de 45° em relação ao norte, no sentido pontos A e B formam entre si um ângulo de 30°. A
horário. O segundo viaja a uma velocidade 6 km/h linha de visão do topo com o ponto A tem inclinação
em um curso de 105° em relação ao norte, também
no sentido horário. Após uma hora de viagem, a que de 30°, em relação à horizontal. Se AB = 2√3km ,
distância se encontrarão separados os navios, qual a altura da montanha?
supondo que eles tenham mantido o mesmo curso e
velocidade desde que deixaram o porto? a) 2,8km
b) 2,9km
a)10 km. c) 3,0km
b)14 km. d) 3,1km
c)15 km.
e) 3,2km
d)17 km.
e)22 km.
10. Um balão atmosférico lançado pela NASA caiu no
07.Para medir a distância entre dois pontos, A e B,
Brasil. Antes de cair, foi visto por dois observadores
em margens distintas de um precipício, um
P e Q que se encontravam em linha reta a uma
engenheiro, que estava na mesma margem que o
ponto A, adotou um segmento AC = 300 m. Através distância de 600 metros um do outro, como ilustra a
de um teodolito, obteve os ângulos BAC = 58º e BCA figura a seguir.
= 67º. Com uma calculadora científica obteve os
valores de sen 67º = 0,9205 e sen 55º = 0,8192. Com
base nesses valores, determine a distância AB, em
metros, calculada pelo engenheiro.

2
TURMA : ADMINISTRAÇÃO MODALIDADE : INTEGRAL

CADERNO DE EXERCÍCIOS – NÍVEL 02 MATEMÁTICA II ( 2º ANO )

Então podemos afirmar que tal balão foi visto a uma A razão entre as áreas do círculo maior e menor é :
altura aproximada de :
a) 9
a) 420m b) 3
b) 450m c) 1/3
c) 300m d) 1/9
d) 390m e) 6
e) 500m
13. Dado o trapézio conforme a figura a seguir, o
11. Para medir a largura AC de um rio, um homem valor do seno do ângulo  é :
usou o seguinte procedimento : localizou um ponto
B de onde podia ver na margem oposta um coqueiro
em C, de forma que o ângulo ABC fosse 60°;
determinou o ponto D no prolongamento de CA de
forma que o ângulo CBD fosse de 90°. Medindo AD =
40 metros, achou a largura do rio. Acompanhando o
raciocínio do homem, podemos afirmar que a
largura do rio é
a) 0,8
b) 0,7
c) 0,6
d) 0,5
e) 0,4333...

14. Em um determinado edifício, os primeiros


andares são destinados às garagens e ao salão de
festas e os demais andares, aos apartamentos.
a) 120m Interessado nas dimensões desse prédio, um
b) 130m topógrafo coloca um teodolito( instrumento óptico
c) 100m para medir ângulos horizontais e ângulos verticais ) a
d) 190m uma distância d do prédio. Com um ângulo vertical
e) 140m de 30°, esse topógrafo observou que o primeiro piso
de apartamentos está a um altura de 11,80m do
12. Considere dois círculos de raios r e R centrados solo; com um ângulo vertical de 60°, visualizou o
em A e B, respectivamente, que são tangentes topo do edifício, conforme a figura a seguir.
externamente e cujas retas tangentes comuns
formam um ângulo de 60°.

3
TURMA : ADMINISTRAÇÃO MODALIDADE : INTEGRAL

CADERNO DE EXERCÍCIOS – NÍVEL 02 MATEMÁTICA II ( 2º ANO )

De acordo com esses dados e sabendo-se que a a) 20 - 10√3


luneta do teodolito está a 1,70m do solo, a altura do b) 30 - 60√3
edifício é : c) 60 - 20√3
a) 31m d) 60 - 30√3
b) 23,60m
c) 30,30m 18. Na figura, a medida do segmento CD é o triplo da
d) 21,90m medida de BD, e o ângulo CAD mede o dobro do
e) 32m ângulo BAD. Qual a medida, em radianos, do ângulo
não nulo BAD, compreendida ao intervalo [ 0,/2 ].
15. Uma pessoa, quando situada a 300m de uma
torre, avista o topo da torre sob um ângulo  em
relação à horizontal. Quando está a 100m da torre,
ela avista o topo da torre sob um ângulo 2( veja a
figura ). O nível dos olhos dessa pessoa está a 1,6
metros da horizontal em que está situada a base da
torre.

a) /3
b) /4
c) /5
d) /6
e) /9

A altura dessa torre é igual a 19. Nas principais concentrações urbanas do pais,
trabalhadores de baixa renda percorrem grandes
a) 156,8m distâncias a pé, outros pedalam muitos quilômetros
b) 162,8m para usar uma condução a menos. Para melhorar a
c) 168,8m qualidade da bicicleta, um desses trabalhadores
d) 174,8m resolveu modificar o seu quadro, para torná-la mais
e) 180,8m leve e facilitar seu deslocamento. Para isso, ele vai
usar uma liga de cromo-molibdênio, cujo metro
16. Os lados de um triângulo são AB = 3cm, BC = 4cm linear custa R$340,00( trezentos e quarenta ).
e AB = 5cm. A medida, em centímetros, da bissetriz Considere que, na figura a seguir, tem-se a
do ângulo interno A é : planificação do quadro de tal bicicleta e as medidas
indicadas estão em centímetros.
a) 3√5/2
b) 5√3/2
c) 2√3/5
d) 2√5/3
e) 5√2/3

17. Uma corda dista 15m do centro da


circunferência. Qual é o seu comprimento, se o arco
correspondente à corda mede 30°?

4
TURMA : ADMINISTRAÇÃO MODALIDADE : INTEGRAL

CADERNO DE EXERCÍCIOS – NÍVEL 02 MATEMÁTICA II ( 2º ANO )

A quantia que o trabalhador gastou para modificar a c) 24m


parte do quadro correspondente ao triângulo BCD, d) 26m
em centímetros, é igual a (Dados : cos53° = 0,6 ) : e) 20m

a) 520 reais 22. Em um galpão de uma fábrica existem uma mesa


b) 525 reais M e as máquinas A,B e C, nas posições mostradas na
c) 527 reais figura a seguir.
d) 530 reais
e) 532 reais

20. A água utilizada em uma casa é captada e


bombeada do rio para uma caixa d’água a 50m de
distância. A casa está a 80m de distância da caixa
d’água, e o ângulo formado pelas direções caixa-
d’água-bomba e caixa-d’água-casa é de 60°. Quantos
metros de encanamento serão necessários para se Sistematicamente, um funcionário sai de M para
bombear água do mesmo ponto de captação até a fiscalizar a operação das 3 máquinas, dirigindo-se,
casa? sempre em linha reta, primeiramente até A, daí até
B, de B até C, para, em seguida, voltar à sua mesa.
a) 62m Nesse trajeto, podemos afirmar que o funcionário
b) 66m percorreu, em metros, uma distância,
c) 70m aproximadamente, igual a :
d) 72m
e) 74m a) 42
b) 44
21. Para calcular a distância entre duas árvores c) 46
situadas nas margens opostas de um rio, nos pontos d) 48
A e B, um observador que se encontra junto a A e) 50
afasta-se 20m da margem, na direção da reta AB, até
o ponto C e depois caminha em linha reta até o 23. Observadores nos pontos A e B localizam um
ponto D, a 40m de C, do qual ainda pode ver as foco de incêndio florestal em F. conhecendo os
árvores. Tendo verificado que os ângulos DCB e BDC ângulos FAB = 45°, FBA = 105°, e a distância AB =
medem, respectivamente, cerca de 15° e 120°, que 15km, determinando o valor aproximado da
valor ele encontrou para a distância entre as distância BF, teremos
árvores, considerando a aproximação √6 = 2,4

a) 21km
b) 23km
a) 28m c) 25km
b) 22m d) 27km

5
TURMA : ADMINISTRAÇÃO MODALIDADE : INTEGRAL

CADERNO DE EXERCÍCIOS – NÍVEL 02 MATEMÁTICA II ( 2º ANO )

e) 15km

24. Se os lados de um triângulo medem a,b e


√𝑎² + 𝑎𝑏 + 𝑏², quanto mede o maior ângulo do
triângulo?

a) 30°
b) 45°
c) 60°
d) 90° Sendo a a medida da hipotenusa, b e c as medidas
e) 120° dos catetos, a distância entre p e q é igual a :

25. Um navio, ao navegar em linha reta, passa a) √𝑎² + 𝑏²


sucessivamente pelos pontos A,B,C. o comandante,
quando o navio está em A, observa o farol L e calcula b) √2𝑎² + 𝑏²
o ângulo LAC = 30°. Após navegar 4 milhas até B,
verifica o ângulo LBC = 75°. De acordo com a c) √𝑎² + 2𝑏²
representação a seguir, a distância do farol ao ponto
Bé: d) √3𝑎² + 𝑏²

e) √𝑎² + 3𝑏²

27. Leia com atenção o problema proposto a Calvin


na tira seguinte

a) 8√11 milhas
b) 2√2 milhas
c) 3√3 milhas
d) 6√5 milhas
e) 7√3 milhas

26. Sobre os lados de um triângulo retângulo


constroem-se quadrados, conforme mostra a figura
a seguir :

6
TURMA : ADMINISTRAÇÃO MODALIDADE : INTEGRAL

CADERNO DE EXERCÍCIOS – NÍVEL 02 MATEMÁTICA II ( 2º ANO )

Supondo que os pontos A,B e C sejam vértices de a) 200√2


um triângulo cujo ângulo do vértice A mede 60°, b) 180√2
então, a resposta correta que Calvin deveria c) 150√2
encontrar para o problema é, em centímetros
d) 100√2
e) 50√2
5√3
a)
3
8√3 TRIGONOMETRIA
b) 3
10√3 01. ( PUC ) Determine todos os valores de 𝑥 de modo
c)
3 2𝑥−1
que a expressão 𝑠𝑒𝑛 = 3 exista.
d) 5√3
e) 10√3
a) [-1,1[
b) ]-1,0]
28. A prefeitura de certa cidade vai construir, sobre c) [-1,2]
um rio que corta essa cidade, uma ponte que deve d) [-1,1/2]
ser reta e ligar dois pontos, A e B, localizados nas e) [-1,1/3[
margens opostas do rio. Para medir a distancia entre
esses dois pontos, um topógrafo localizou um 02. ( PUC ) O conjunto imagem da função
terceiro ponto C, distante 200m do ponto A e na 𝑓: 𝐼𝑅 𝐼𝑅 , definida por 𝑓(𝑥) = 2. 𝑠𝑒𝑛𝑥 − 3, é o
intervalo :
mesma margem do rio onde se encontra o ponto A.
usando um teodolito ( instrumento de precisão para a) [-1,1]
medir ângulos horizontais e ângulos verticais, muito b) [-5,5]
empregado em trabalhos topográficos ), o topógrafo c) [-5,1]
observou que os ângulos ACB e BAC mediam, d) [-1,5]
respectivamente, 30° e 105° conforme ilustrado na e) [-5,-1]
seguinte figura 1
03. ( FUVEST ) O menor valor de 3−𝑐𝑜𝑠𝑥, com x real, é
:

a) 1/6
b) 1/4
c) 1/2
d) 1
e) 3

04. ( UEBA ) Se a medida  de um arco é 8 radianos,


então :

a) 𝑠𝑒𝑛 > 0 𝑒 𝑐𝑜𝑠 >0


b) 𝑠𝑒𝑛 > 0 𝑒 𝑐𝑜𝑠 <0
c) 𝑠𝑒𝑛 < 0 𝑒 𝑐𝑜𝑠 <0
d) 𝑠𝑒𝑛 < 0 𝑒 𝑐𝑜𝑠 >0
e) 𝑠𝑒𝑛 = 0 𝑒 𝑐𝑜𝑠 =0

Com base nessas informações, é correto afirmar que 05. Na figura seguinte, calcule o valor do segmento
a distância, em metros, do ponto A ao ponto B é de : MN.

7
TURMA : ADMINISTRAÇÃO MODALIDADE : INTEGRAL

CADERNO DE EXERCÍCIOS – NÍVEL 02 MATEMÁTICA II ( 2º ANO )

a) 𝑠𝑒𝑛𝑥
𝑥
b) 2. 𝑠𝑒𝑛 2
c) 2. 𝑠𝑒𝑛𝑥
d) 2. 𝑠𝑒𝑛2𝑥
1 e) 𝑠𝑒𝑛2𝑥
a) √2 −
2

1 08. O gráfico seguinte representa a função


b) √2 +
√2

c) −√2 + 1

√2
d) 1 −
2

e) √2 − 1

06. Sabe-se que ℎ é o menor número positivo para o


qual o gráfico de 𝑦 = 𝑠𝑒𝑛(𝑥 − ℎ) é :
a) 𝑦 = 𝑠𝑒𝑛2𝑥
b) 𝑦 = 2𝑠𝑒𝑛𝑥
c) 𝑦 = |𝑠𝑒𝑛2𝑥|
d) 𝑦 = |2. 𝑠𝑒𝑛𝑥|
e) 𝑦 = 2. 𝑠𝑒𝑛|𝑥|

09. ( PUC ) O número de pontos de interseção dos


gráficos das funções 𝑓 e 𝑔 dadas por 𝑓(𝑥) =
2ℎ 
Então 𝑐𝑜𝑠 3
é igual a : −|𝑐𝑜𝑠𝑥| e 𝑔(𝑥) = cos(𝑥 + 2 ) com − < 𝑥 < , é
:
−√3
a) 2
a) 0
−√2 b) 1
b) 2 c) 2
d) 3
−1
c) e) maior que 3
2

1 10. ( Mackenzie ) O período da função das por 𝑦 =


d) 2 
𝑠𝑒𝑛(2𝑥 − 4) é :
√3
e) a) 
2

07. ( FUVEST ) A figura a seguir mostra parte do b) 2


gráfico da função :

c) 4

8
TURMA : ADMINISTRAÇÃO MODALIDADE : INTEGRAL

CADERNO DE EXERCÍCIOS – NÍVEL 02 MATEMÁTICA II ( 2º ANO )



d) b) 2
2
c) 4
 d) 0
e)
8 e) 2𝑡𝑔𝑥
11. ( PUC ) Se 𝑎 > 0, a expressão 2√5
√𝑎². 𝑐𝑜𝑠. 𝑐𝑜𝑠² + 𝑎². 𝑐𝑜𝑠. 𝑠𝑒𝑛² é igual a : 16. ( AFA ) Se 𝑐𝑜𝑠𝑎 = 5
e 𝑐𝑜𝑠𝑠𝑒𝑐𝑎 < 0 , então
𝑡𝑔𝑎 + 𝑐𝑜𝑡𝑔𝑎 vale :
a) 𝑎². 𝑐𝑜𝑠
−5
b) 𝑎. 𝑐𝑜𝑠 a) 2
c) 𝑎. √𝑐𝑜𝑠
d) 𝑎. √𝑠𝑒𝑛 b)
−3

e) 𝑎. 𝑠𝑒𝑛² 2

3
12. ( Mackenzie ) As raízes da equação 2𝑥² − 𝑝𝑥 − c) 2
1 = 0 são 𝑠𝑒𝑛 e 𝑐𝑜𝑠 , sendo  real. O valor de 𝑝 é
5
: d) 2

a) 0 e) -1
b) 2
c) 4 1 
17. ( AFA ) Se 𝑡𝑔𝑥 = 3
e 0<𝑥< 2
, então
d) 5
𝑠𝑒𝑛𝑥. 𝑐𝑜𝑠𝑥 é :
e) n.d.a.
√10
13. ( Mackenzie ) Para qualquer valor real de 𝑥, a) 10
(𝑠𝑒𝑛𝑥 + 𝑐𝑜𝑠𝑥)2 + (𝑠𝑒𝑛𝑥 − 𝑐𝑜𝑠𝑥)2 é igual a :
3
b) 10
a) -1
b) 0
2√10
c) 1 c) 5
d) 2
e) 2. 𝑠𝑒𝑛2𝑥 √10
d) 5
𝑡𝑔𝑥−𝑠𝑒𝑛𝑥
14. ( PUC ) 𝑠𝑒𝑛³𝑥
é igual a :
e) √10
𝑠𝑒𝑐𝑥
a) 1+𝑐𝑜𝑠𝑥 − 
18. Para todo 𝑥  ] , [, o valor de (𝑡𝑔²𝑥 +
3 2
𝑠𝑒𝑐𝑥 1).(𝑠𝑒𝑛2 𝑥 − 1) é :
b) 1−𝑐𝑜𝑠𝑥
a) -1
𝑠𝑒𝑛𝑥
c) b) 0
1+𝑐𝑜𝑠𝑥
c) 1
d) 1−𝑐𝑜𝑠𝑥
𝑠𝑒𝑛𝑥 d) 𝑐𝑜𝑠²𝑥
e) – 𝑠𝑒𝑐²𝑥
𝑐𝑜𝑠𝑥
e) 1+𝑐𝑜𝑠𝑥 19. O valor de log(𝑡𝑔1°) + log(𝑡𝑔2°) + log(𝑡𝑔3°) +
… log(𝑡𝑔89°) é :
15. Calcule o valor da expressão (𝑡𝑔𝑥 + 𝑐𝑜𝑡𝑔𝑥)2 −
(𝑡𝑔𝑥 − 𝑐𝑜𝑡𝑔𝑥)2 a) 0
b) 1
a) 𝑠𝑒𝑛𝑥. 𝑐𝑜𝑠𝑥

9
TURMA : ADMINISTRAÇÃO MODALIDADE : INTEGRAL

CADERNO DE EXERCÍCIOS – NÍVEL 02 MATEMÁTICA II ( 2º ANO )



c)
2
𝑠𝑒𝑛𝑥.𝑐𝑜𝑠³𝑥+𝑠𝑒𝑛𝑥
d) 89 24. ( AFA ) Simplificando a expressão 𝑐𝑜𝑠²𝑥
e) 90 – 𝑠𝑒𝑛𝑥. 𝑐𝑜𝑠²𝑥. 𝑠𝑒𝑐𝑥 − 𝑡𝑔𝑥. 𝑠𝑒𝑐𝑥 encontra-se :
a) 0
20. ( FATEC ) Se 𝑥 e 𝑦 são números reais, tais que : b) 1
c) 𝑠𝑒𝑛𝑥
𝑒 𝑥 − 𝑒 𝑥 . 𝑡𝑔4 𝑥 d) 𝑐𝑜𝑠𝑥
𝑦=
𝑠𝑒𝑐𝑥 − 𝑡𝑔2 𝑥. 𝑠𝑒𝑐𝑥 e) -1

Então : 25. ( FAAP ) Sendo 𝑐𝑜𝑠𝑠𝑒𝑐𝑥 = √2 e 𝑥 um arco do 1º


quadrante, calcular 𝑡𝑔𝑥.
a) 𝑦 = 𝑒 𝑥
26. ( UFRJ ) Achar os valores de 𝑥 que verificam
b) 𝑦 = 𝑒 𝑥 . (1 + 𝑡𝑔𝑥) 6𝑥+2
simultaneamente as igualdades : 𝑐𝑜𝑠𝑎 = e
5
5
𝑒𝑥 𝑠𝑒𝑛𝑎 = .
c) 𝑦 = 𝑐𝑜𝑠𝑥
3𝑥+2


𝑒𝑥 27. Para 0 < 𝑥 < 2
, a expressão :
d) 𝑦 = 𝑠𝑒𝑐𝑥
log(𝑐𝑜𝑡𝑔2 𝑥) + log(𝑠𝑒𝑐 2 𝑥 − 1)
e) 𝑦 = 𝑒 𝑥 . 𝑡𝑔𝑥
Equivale a :
21. A função trigonométrica equivalente a

𝑠𝑒𝑐𝑥−𝑠𝑒𝑛𝑥
a) 1
𝑐𝑜𝑠𝑠𝑒𝑐𝑥−𝑐𝑜𝑠𝑥
é:
b) 0
a) 𝑠𝑒𝑛𝑥
b) 𝑐𝑜𝑠𝑥 1
c)
10
c) 𝑡𝑔𝑥
d) 𝑠𝑒𝑐𝑥 d) -1
e) 𝑐𝑜𝑡𝑔𝑥
e) 10
22. ( UFPA ) Qual das expressões a seguir é idêntica a
1−𝑠𝑒𝑛²𝑥 
𝑐𝑜𝑡𝑔𝑥.𝑠𝑒𝑛𝑥
? 28. O dobro do seno de um ângulo  , 0 <  < , é
2
igual ao triplo do quadrado de sua tangente. Logo, o
a) 𝑠𝑒𝑛𝑥 valor de seu cosseno é :
b) 𝑐𝑜𝑠𝑥
c) 𝑡𝑔𝑥 2
a) 3
d) 𝑐𝑜𝑠𝑠𝑒𝑐𝑥
e) 𝑐𝑜𝑡𝑔𝑥 √3
b) 2
23. ( UFRN ) A expressão 𝑠𝑒𝑐²𝑥 − 𝑡𝑔²𝑥 é equivalente
a: c)
√2
2

a) -2 1
b) -1 d) 2
c) 0
d) 1 √3
e)
e) 2 3

10
TURMA : ADMINISTRAÇÃO MODALIDADE : INTEGRAL

CADERNO DE EXERCÍCIOS – NÍVEL 02 MATEMÁTICA II ( 2º ANO )

29. ( ITA ) A equação da reta 𝑡, tangente à 34. (Cesgranrio) O número de soluções da equação
circunferência de raio 𝑟 no ponto P, conforme figura 𝑠𝑒𝑛²𝑥 = 2𝑠𝑒𝑛𝑥, no intervalo [0,2), é :
a seguir, é dada por :
a) 0
b) 1
c) 2
d) 3
e) 4

35. ( UFRJ ) O número de soluções da equação


2. 𝑐𝑜𝑠²𝑥 − 3. 𝑐𝑜𝑠𝑥 − 2 = 0 no intervalo [0,] é :

a) 1
a) 𝑥𝑠𝑒𝑛 + 𝑦𝑐𝑜𝑠 =𝑟 b) 0
b) 𝑥𝑠𝑒𝑛 − 𝑦𝑐𝑜𝑠 = −𝑟 c) 2
c) 𝑥𝑐𝑜𝑠 − 𝑦𝑠𝑒𝑛 = −𝑟 d) 4
d) 𝑥𝑐𝑜𝑠 + 𝑦𝑠𝑒𝑛 =𝑟 e) 3
e) 𝑥𝑐𝑜𝑠 + 𝑦𝑠𝑒𝑛 = −𝑟
36. ( UFRGS ) A identidade 𝑠𝑒𝑛2𝑥 = 2. 𝑠𝑒𝑛𝑥 é
30. ( FATEC ) Se 𝑥 − 𝑦 = 60°, então o valor verificada se, e somente se :
(𝑠𝑒𝑛𝑥 + 𝑠𝑒𝑛𝑦)2 + (𝑐𝑜𝑠𝑥 + 𝑐𝑜𝑠𝑦)2 é igual a :
a) 𝑥 é um número real.
a) 0 b) 𝑥 = 0
b) 1 c) 𝑥 = 𝑛. , sendo 𝑛 qualquer inteiro.

c) 2 d) 𝑥 = 𝑛. , sendo 𝑛 qualquer inteiro.
2
d) 3 e) 𝑥 = 2. 𝑛. , sendo 𝑛 qualquer inteiro.
e) 4
37. ( FATEC ) O conjunto solução da equação
31. ( UNITAL ) Se 𝑠𝑒𝑛(𝑎 − 30°) = 𝑚, então 2. 𝑐𝑜𝑠²𝑥 + 𝑐𝑜𝑠𝑥 − 1 = 0, no universo 𝑈 = [0,2], é
cos(60° + 𝑎) é igual a : :

a) 2𝑚  5
a) {3 ,  , 3 }
b) 𝑚
c) – 𝑚  5
d) −2𝑚 b) {6 ,  , 6 }
e) 3𝑚
 
c) {3 , 6 , }

32. Se  +  = 4
, então (1 + 𝑡𝑔). (1 + 𝑡𝑔) é
igual a :   2 5
d) { , ,  , , }
6 3 3 3

a) 1  2 4 5
b) 2 e) { , ,, , , 2}
3 3 3 3
c) 2. 𝑡𝑔
d) 3. 𝑡𝑔 38. ( Mackenzie ) Em [0,2], O número de soluções
e) 0 reais da equação √3. 𝑠𝑒𝑛𝑥 + 𝑐𝑜𝑠𝑥 = 2 é :

33. Ache todas as soluções da equação 𝑠𝑒𝑛³𝑥𝑐𝑜𝑠𝑥 − a) 1


3𝑠𝑒𝑛𝑥𝑐𝑜𝑠³𝑥 = 0 no intervalo [0,2). b) 2
c) 3
d) 4

11
TURMA : ADMINISTRAÇÃO MODALIDADE : INTEGRAL

CADERNO DE EXERCÍCIOS – NÍVEL 02 MATEMÁTICA II ( 2º ANO )

e) 5
NÚMEROS COMPLEXOS 07. ( UFRS ) O número 𝑧 = (𝑚 − 3) + (𝑚2 − 9)𝑖
será um número real não nulo para :
01. O número complexo 𝑧 tal que 5𝑧 + 𝑧̅ = 12 +
16𝑖, é igual a : a) 𝑚 = −3
b) 𝑚 < −3 𝑜𝑢 𝑚 > 3
a) – 2 + 2𝑖 c) −3 < 𝑚 < 3
b) 2 − 3𝑖 d) 𝑚 = 3
c) 1 + 2𝑖 e) 𝑚 > 0
d) 2 + 4𝑖
08. ( MACK ) Para 𝑖² = −1, os valores reais de 𝑎 e 𝑏
02. O valor da soma 1 + 𝑖 + 𝑖 2 + 𝑖 3 + … + 𝑖 2018, tais que
𝑎−𝑖 𝑖
| 3 | = 3 + 𝑏𝑖 são,
onde 𝑖 é a unidade imaginária, é igual a: 𝑖 𝑖 26
respectivamente,
a) 0
b) 𝑖 a) 0 e 3/2
c) -1 b) -4 e 1
d) – 𝑖 c) 3/2 e 0
d) 3/2 e 2
1+𝑖 e) -6 e 2
03. A potência (1−𝑖)12 é igual a :
09. ( UFS – SP ) Dados os números complexos 𝑧1 =
a) -1 𝑎 + 𝑏𝑖 e 𝑧2 = 1 − 2𝑖. Como 𝑧1 . 𝑧2 = 15, então 𝑧1 +
b) 1 𝑧2 é igual a :
c) 𝑖
d) – 𝑖 a) 8
b) 4
2+3𝑖
04. Determinar 𝑚  𝐼𝑅 para que 2+𝑚𝑖
seja c) 4 + 4𝑖
imaginário puro : d) 6 + 𝑖
e) 8 − 2𝑖
a) 𝑚 = 2/5
b) 𝑚 = −4/3 10. ( Vunesp ) Se 𝑧 = (2 + 𝑖)(1 + 𝑖). 𝑖, então 𝑧̅, o
c) 𝑚 = 1 conjugado de 𝑧 é :
d) 𝑚 = 3/4
a) −3 − 𝑖
05. O número 1 − 𝑖 é raiz da equação 𝑥² + 𝑘𝑥 + 𝑡 = b) 1 − 3𝑖
0 ( 𝑘, 𝑡  𝐼𝑅 ) se, e somente se : c) 3 − 𝑖
d) −3 + 𝑖
a) 𝑘 = 𝑡 = −2 e) 3 + 𝑖
b) 𝑘 = 𝑡 = 2
c) 𝑘 = −2 e 𝑡 = 2 1−𝑖 25
11. ( UFRN ) O número complexo (1+𝑖) é igual a :
d) 𝑘 = 2 e 𝑡 = −2
a) i
06. ( UECE ) Se 𝑖 é a unidade imaginária, a expressão
7+3𝑖 3−5𝑖
b) 1
complexa 1−𝑖
+ 1+𝑖
é igual a : c) -1
d) –i
a) 1 + 6𝑖
b) 1 + 𝑖 12. ( EFEI-MG ) Determine a solução da equação
c) 4 + 𝑖 𝑧. 𝑧̅ + (𝑧 − 𝑧̅) = 13 + 4𝑖, sendo 𝑧 = 𝑎 + 𝑏𝑖 e 𝑧̅ =
d) 1 + 4𝑖 𝑎 − 𝑏𝑖, com 𝑎 𝐼𝑅, 𝑏 𝐼𝑅 e 𝑖² = −1.

12
TURMA : ADMINISTRAÇÃO MODALIDADE : INTEGRAL

CADERNO DE EXERCÍCIOS – NÍVEL 02 MATEMÁTICA II ( 2º ANO )

d) reta
13. ( UFPA ) Numa PG de quatro termos, a soma dos
termos de ordem ímpar é 1 − 𝑖 e a soma dos termos e) parábola
de ordem par é 2𝑖. Em que 𝑖 é a unidade imaginária.
Determine o número complexo 𝑎 + 𝑏𝑖 que 18. ( FUVEST ) Dentre os números complexos 𝑧 =

representa a razão desta progressão. 𝑎 + 𝑏𝑖, não nulos, que têm argumento igual a 4,
aquele cuja representação geométrica está sobre a
14. ( UFJF ) Se 𝑖 é a unidade imaginária, então
parábola 𝑦 = 𝑥² é :
∑50 𝑛
𝑛=1 𝑖 vale :

a) 1 + 𝑖
a) 1 − 𝑖
b) 1 + 𝑖 b) 1 − 𝑖
c) 0
d) −1 + 𝑖 c) −1 + 𝑖
e) −1 − 𝑖
d) √2 + 2𝑖
15. ( Cesgranrio ) Um complexo 𝑧 possui módulo

igual a 2 e argumento 3 . Sendo 𝑧̅ o conjugado e) −√2 + 2𝑖
de 𝑧, a forma algébrica do complexo 𝑧̅ é :
19. ( ACAFE ) O determinante da matriz 𝐴 =
a) 1 − 𝑖√3 𝑧 𝑧 3 3
( ), onde 𝑧 = 2. (𝑐𝑜𝑠 + 𝑖. 𝑠𝑒𝑛 ), é :
2𝑧 3𝑧 4 4
b) √3 − 𝑖
a) 4𝑖
c) √3 + 𝑖
b) −4𝑖
d) 1 + 𝑖√3
c) 4
e) 2√3 − 2𝑖
d) −4 − 4𝑖
16. O lugar geométrico descrito pelo número
e) 4 + 4𝑖
complexo 𝑧 = 𝑥 + 𝑦𝑖, tal que |𝑧 − 2 − 𝑖| = 5, é :
√3
a) Uma circunferência de centro (1,5) e raio 2. 20. O menor inteiro 𝑛 > 0, de modo que ( 2 +
1 𝑛
b) uma parábola 2
𝑖) seja real positivo, é :

c) uma circunferência de centro (2,1) e raio 5. a) 2

d) uma elipse b) 3

e) uma circunferência de centro (-2,-1) e raio 5. c) 4

17. A representação no plano complexo dos d) 8


números 𝑧 tais que a parte real de 𝑧² é igual a 2 é
e) 12
uma :
21. ( FMTM ) No plano complexo, o número 𝑧 tem o
a) hipérbole 
argumento dado por  = 8. O número complexo w,
b) elipse 1
dado por 𝑧 = 𝑧3
, tem argumento igual a:
c) circunferência

13
TURMA : ADMINISTRAÇÃO MODALIDADE : INTEGRAL

CADERNO DE EXERCÍCIOS – NÍVEL 02 MATEMÁTICA II ( 2º ANO )


8 A soma dos elementos da diagonal principal de 𝐴−1
a) 3
é igual a
13
b) 8 a) 5
b)6
c) 3
c) 7
19 d) 8
d) 3 e) 9
25
e) 02. (UFG) Seja as matrizes 𝐴 = [1/16 𝑎2 ] e 𝐵 =
8
−27 −4
𝑏
22. ( UEL ) A potência (𝑐𝑜𝑠60° + 𝑖. 𝑠𝑒𝑛60°) 601
é [2 3 9]. Para que elas sejam iguais, deve-se ter:
𝑎 𝑐
igual a :
a) 𝑎 = −3 e 𝑏 = −𝑐 = 4
1
a) 2 (1 − 𝑖√3) b) 𝑎 = 3 e 𝑏 = 𝑐 = −4
c) 𝑎 = 3 e 𝑏 = −𝑐 = −4
1
b) 2 (−1 + 𝑖√3) d) 𝑎 = −3 e 𝑏 = 𝑐 = −4
e) 𝑎 = −3 e 𝑏 = 𝑐 2 = 4
1
c) 2 (1 + 𝑖√3)
4 1 3 −2
03. (UFBA) Se 𝑃 = ( ) e 𝑄=( ), a
1 −2 3 5 4
d) (√3 + 𝑖)
2 matriz transposta de 𝑃 − 2𝑄 é:
1
e) 2 (√3 − 𝑖) 10 8
a) ( )
−3 11
23. ( FUVEST ) Dentre todos os complexos 𝑧 = −2 −12
|𝑧|. (𝑐𝑜𝑠 + 𝑖. 𝑠𝑒𝑛), 0 ≤  ≤ 2 que satisfazem b) ( )
5 −5
a inequação |𝑧 − 25𝑖| ≤ 15 , determinar aquele que
1 −7
tem o menor argumento . c) (
−1 −1
)

24. ( UNICAMP ) −2 8
d) ( )
−5 5
12
a) Calcular (√3 + 𝑖)
10 11
e) ( )
−3 8
√2 √2
b) Sendo 𝑧 = 2
+𝑖 2
, calcular o valor de 1 + z + 𝑧 2
04. (SANTA CASA – SP) Se a matriz
+ 𝑧 3 + ...𝑧15 .
2 1 −1
2
MATRIZES [𝑥 0 1 − 𝑦] é simétrica, então o valor de
𝑥 𝑦−3 1
01. Considere a matriz 𝑥 + 𝑦 é:

𝑎 2𝑎 + 1 a) 3
( )
𝑎−1 𝑎+1
b) 1
Em que 𝑎 é um número real. Sabendo que 𝐴 admite
inversa 𝐴−1 cuja primeira coluna é igual a c) 0

2𝑎 − 1 d) – 2
[ ]
−1 e) – 3

14
TURMA : ADMINISTRAÇÃO MODALIDADE : INTEGRAL

CADERNO DE EXERCÍCIOS – NÍVEL 02 MATEMÁTICA II ( 2º ANO )

05. (SANTA CASA - SP) Se uma matriz quadrada A é


tal que 𝐴𝑡 = −𝐴 ela é chamada antissimétrica. Sabe- O elemento 𝑐63 :
se que M é antissimétrica e, 𝑀=
4+𝑎 … … a) é– 112
[ 𝑎 𝑏+2 … ] . Os termos 𝑎12 , 𝑎13 e 𝑎23
𝑏 𝑐 2𝑐 − 8 3 𝑥 3 b) é – 18
da matriz M valem, respectivamente:
c)é – 9
a) – 4, – 2 e 4.
b) 4, 2 e – 4. d) é 112
c) 4, -2 e – 4. e) não existe
d) 2, – 4 e 2.
e) n.d.a. 09. (UPE-2005) Considere m e n números inteiros
positivos e distintos. Seja M = {matrizes do tipo m X
06. (FATEC) Sabes que as ordens das matrizes n}. Analise as afirmações.
𝐴, 𝐵 𝑒 𝐶 são, respectivamente, 3 × 𝑟, 3 × 𝑠 e 2 × 𝑡. I. Se A é uma matriz de M, sempre estará definido o
Se a matriz (𝐴 − 𝐵)𝐶 é de ordem 3 × 4, então 𝑟 + produto A.A;
𝑠 + 𝑡 é igual a: II. Se A é uma matriz de M, então a transposta de A
a) 6 não será uma matriz de M;
III. A soma de duas matrizes de M pode não
b) 8 pertencer a M.
Conclui-se que:
c) 10
0-0) somente II é verdadeira.
d) 12
1-1) somente I é falsa.
e) 14 2-2) somente I e II são verdadeiras.
3-3) somente III é falsa.
07. (UFG-GO) Seja 𝐴 = (𝑎𝑖𝑗 )𝑛 𝑥 𝑛 uma matriz 4-4) todas são verdadeiras.
quadrada de ordem 𝑛, em que 𝑎𝑖𝑗 = 𝑖 + 𝑗. Nessas
condições, a soma dos elementos da diagonal 10. (UFPE) Considere as matrizes 𝐴 = [0 −1], 𝐵 =
1 0
principal dessa matriz é: [
0 −1
]e𝐼=[
1 0
]. Analise as afirmações:
1 1 0 1
a) 𝑛2
0-0)𝐴𝐵 = 𝐵𝐴
b) 2𝑛 + 2𝑛 2 1-1)𝐴4 = 𝐼
2-2)𝐵6 = 𝐼
c) 2𝑛 + 𝑛2 3-3)(𝐴𝐵)12 = 𝐼
d) 𝑛2 + 𝑛 4-4)(𝐴 + 𝐵)2 = 𝐴2 + 2𝐴𝐵 + 𝐵2

e) 𝑛 + 2𝑛2 11. Um grupo de alunos dos cursos 1, 2 e 3 solicita


transferência para outro curso, escolhido entre os
08. (FUVEST) Considere as matrizes: mesmos 1, 2 e 3. A matriz abaixo representa o
resultado obtido após as transferências:
𝐴 = (𝑎𝑖𝑗 ), 4 × 7,definida por 𝑎𝑖𝑗 = 𝑖 − 𝑗;  para i ≠ j, na interseção da linha i com a coluna j,
𝐵 = (𝑏𝑖𝑗 ), 7 × 9,definida por 𝑏𝑖𝑗 = 𝑖; encontra-se o número de estudantes do curso i
𝐶 = (𝑐𝑖𝑗 ), 𝐶 = 𝐴𝐵. que se transferiram para o curso j;

15
TURMA : ADMINISTRAÇÃO MODALIDADE : INTEGRAL

CADERNO DE EXERCÍCIOS – NÍVEL 02 MATEMÁTICA II ( 2º ANO )

 para i = j, na interseção da linha i com a coluna j, 03. (UNIFOR-CE) Seja A uma matriz 2 × 2 tal que 3A
encontra-se o número de estudantes do curso i = A2. Se A é inversível, então o determinante de A é
que permaneceram no curso i. igual a:

132 7 8 a) 12
( 12 115 13 ) b) 9
14 15 119 c) 6
d) 3
Admitindo que cada aluno pode se matricular em e) 1/3
apenas um curso, analise as afirmações seguintes, de
acordo com as informações acima. 1 1 1
04.Calculando | 𝑙𝑜𝑔 7 𝑙𝑜𝑔 70 𝑙𝑜𝑔 700 |
0-0) Antes das transferências, existiam 147 alunos no (𝑙𝑜𝑔 7)2 (𝑙𝑜𝑔 70)2 (𝑙𝑜𝑔 700)2

curso 1. , obtemos:
1-1) Após as transferências, existem 137 alunos no
curso 2. a) 0
b) 1
2-2) Foram transferidos 26 alunos para o curso 3.
c) 2
3-3) O total de alunos transferidos é 69. d) 𝑙𝑜𝑔 7
4-4) O total de alunos nos cursos 1, 2 e 3 é de 363 e) n.d.a.
alunos.
05. As matrizes 𝐴 = (𝑎𝑖𝑗 )4×4 e 𝐵 = (𝑏𝑖𝑗 )4×4 são tais
12. (ITA) Sejam 𝐴, 𝐵 e 𝐶 matrizes reais quadradas de 3
que 2𝑎𝑖𝑗 = 3𝑏𝑖𝑗 . Se o determinante da matriz 𝐴 é ,
ordem 𝑛 e 𝑂𝑛 a matriz nula também de ordem 𝑛. 4

Considere as afirmações: então o determinante da matriz 𝐵 é igual a:


I. 𝐴𝐵 = 𝐵𝐴
II. 𝐴𝐵 = 𝐴𝐶 → 𝐵 = 𝐶 a) 0
4
III. 𝐴2 = 𝑂𝑛 → 𝐴 = 𝑂𝑛 b) 27
IV. (𝐴𝐵)𝐶 = 𝐴(𝐵𝐶) 9
c) 8
V. (𝐴 − 𝐵)2 = 𝐴2 − 2𝐴𝐵 + 𝐵2
d) 2
Então podemos afirmar que: 243
e) 64
a) apenas a I é falsa;
b) apenas a IV é verdadeira; 06. (UFRGS) Se 𝐴 e 𝐵 são duas matrizes quadradas
c) V é verdadeira; de ordem 𝑛 e det (𝐴) = 𝑎, det (𝐵) = 𝑏 e 𝑏 ≠ 0,
d) II e III são verdadeiras; então det (4. 𝐴. 𝐵−1 ) é igual a:
e) III e IV são verdadeiras.
4𝑛 .𝑎
a) 𝑏
DETERMINANTES
4.𝑛.𝑎
b) 𝑏
01.Obtenha o número real k, dado que A é uma 4.𝑛2 .𝑎
c) 𝑏
matriz quadrada de ordem 4 tal que det A = 5 e det
(kA) = 245. d) 4. 𝑎. 𝑏
4.𝑎
e) 𝑏
02. Sendo A uma matriz quadrada de ordem n, com
det A ≠ 0 e det (2A) = 32det A, obtenha o valor de n. 07. (UFRGS) A matriz 𝐴 abaixo é tal que det (𝐴4 ) =
2
.
𝑥

16
TURMA : ADMINISTRAÇÃO MODALIDADE : INTEGRAL

CADERNO DE EXERCÍCIOS – NÍVEL 02 MATEMÁTICA II ( 2º ANO )

𝑥 0 0 𝑠𝑒𝑛 𝑥 𝑠𝑒𝑛 𝑥 𝑐𝑜𝑡𝑔 𝑥


𝐴 = (0 2 0) [𝑐𝑜𝑠 𝑥 𝑐𝑜𝑠 𝑥 −1 ]
0 0 √2 0 𝑠𝑒𝑛 𝑥 𝑡𝑔 𝑥
O valor de 𝑥 é a) 0
b) 1
1 c) 𝑠𝑒𝑛 𝑥 + 𝑐𝑜𝑠 𝑥
a) 32
1 d) 𝑠𝑒𝑛2 𝑥
b) 2
e) (𝑠𝑒𝑛 𝑥 + 𝑐𝑜𝑠 𝑥)2
1
c) 5
d) 5 12. (PUC) Uma matriz é chamada singular quando o
e) 32 seu determinante é nulo. O produto dos valores de 𝑎
1 𝑎 3
08. (UFRGS) O determinante abaixo é zero: que tornam singular a matriz 𝑀 = [1 1 1] é:
1 2 3 1 9 𝑎
|m m + 1 −m| a) −19
2 4 6 b) −15
a) se 𝑚=0 c) 15
b) se 𝑚=1 d) 19
c) se 𝑚=-1 𝑎 𝑏 𝑐
d) se 𝑚>0 13. Dadas as matrizes: 𝐴 = [5 3 2] e 𝐵 =
2 4 6
e) para qualquer valor de 𝑚 𝑎 5 1
[𝑏 3 2] de determinantes não nulos. Então, para
09. (UFRGS) Sabendo-se que o determinante da 𝑐 2 3
1 1 1 quaisquer valores de 𝑎, 𝑏 e 𝑐, temos:
matriz inversa de 𝐴 = [ ] é igual a 2, o valor de 𝑐
𝑐 1
é
a) det𝐴 = 2 det 𝐵
b) det 𝐴 = det 𝐵t
a) -1
c) det𝐴t = det𝐵
b) 0
1 d) det𝐵 = 2 det 𝐴
c) 2
e) det𝐴 = det 𝐵
d) 1
e) 2 1 𝑥 1
14. O valor do determinante |1 + 𝑥 1+𝑥 1 + 𝑥|
10. (UFRGS) O conjunto dos números reais x, que 𝑥 1 𝑥
é:
tornam a matriz abaixo inversível, é

𝑠𝑒𝑛 𝑥 −𝑐𝑜𝑠 𝑥 a) 0
( )
𝑐𝑜𝑠 𝑥 𝑠𝑒𝑛 𝑥 b) 1
c) x
a) ∅ d) 1 + x
b) {0} e) x2 + x
c) {1}
d) [0,2𝜋]
e) ℝ

11. (PUC-RS) O determinante da matriz abaixo é

17
TURMA : ADMINISTRAÇÃO MODALIDADE : INTEGRAL

CADERNO DE EXERCÍCIOS – NÍVEL 02 MATEMÁTICA II ( 2º ANO )

15.(UFPE) Sabendo que o determinante da matriz b) 28


𝑎 𝑏 𝑐 c) 35
[1 3 2] é igual a 7, calcule o determinante da d) 49
1 2 1
2 6 4 e) 70
matriz [3 6 3].
𝑎 𝑏 𝑐 19. ( EsPCEx ) Seja x um número real, I a matriz
identidade de ordem 2 e A a matriz quadrada de
a) 42 ordem 2, cujos elementos são definidos por 𝑎𝑖𝑗 =
b) 40 𝑖 − 𝑗.
c) 15
d) 6 Sobre a equação em x definida por det(𝐴 − 𝑥. 𝐼) =
e) 0 𝑥 + det(𝐴) é correto afirmar que

a) as raízes são 0 e 1/2.


16.Se a1, a2, a3, ..., a9 formam, nesta ordem, uma
progressão geométrica de razão q, o determinante b) todo x real satisfaz a equação.
𝑎1 𝑎2 𝑎3
da matriz [ 4 𝑎5 𝑎6 ] é:
𝑎 c) apresenta apenas raízes inteiras.
𝑎7 𝑎8 𝑎9
d) uma raiz é nula e a outra é negativa.
a) 1
e) apresenta apenas raízes negativas.
b) 0
c) a13.q13 20. (ITA) Seja M uma matriz quadrada de ordem 3,
d) a1.q9 inversível, que satisfaz a igualdade
e) (a1.q)9
3 2
det(2𝑀2 ) − det(√2. 𝑀3 ) = 9det(3M)
17. ( ESPCEX ) Sendo “d” o determinante da matriz
10𝑥.𝑙𝑜𝑔2 0 0 Então, um valor possível para o determinante da
[ 0 𝑙𝑜𝑔100 0 ] então log 2 (𝑑) vale : inversa de M é
0 0 23𝑥
a) 1/3
a) 4x + 1 b) 1/2
c) 2/3
b) 4x² + 1
d) 4/5
c) 4x² - 1 e) 5/4

d) 4x – 1 SISTEMAS LINEARES

e) 4x² 01. Considere o sistema linear nas incógnitas x e y:

18. ( ESPCEX ) Considere a matriz M =


𝑎 𝑎³ − 𝑏³ 𝑏
[𝑎 𝑎³ 0]. Se a e b são números reais não
2 5 3 a)Determine o valor de k para que esse sistema
nulos e det(𝑀) = 0, então o valor de 14a² - 21b² é seja homogêneo.
igual a :
b) Para o valor encontrado no item a, qual é a
a) 15
classificação desse sistema?

18
TURMA : ADMINISTRAÇÃO MODALIDADE : INTEGRAL

CADERNO DE EXERCÍCIOS – NÍVEL 02 MATEMÁTICA II ( 2º ANO )

02. (Uespi) O sistema nas incógnitas x e y: sabonetes e 4 pastas”. E fez a troca. Voltando ao
2𝑥 + 𝑚𝑦 = 5 caixa, recebeu R$ 0,30 de troco. Qual era o preço de
{ , é possível e determinado se, e
𝑚𝑥 + 8𝑦 = 3 cada sabonete comprado?
somente se:
a) R$ 2,40
a)m ≠ 3 b) R$ 1,80
b) m = 4 c) R$ 2,60
c)m ≠ 4 d) R$ 3,60
d) m = 4 ou m =– 4 e) R$ 1,20
e)m ≠ 4 e m ≠– 4
06. Uma copeira lavou os 800 copos usados em uma
03. (FGV) Sendo k uma constante real, o sistema festa. Ela recebeu R$ 0,05 por copo que lavou e teve
𝑘𝑥 + 𝑦 = 1 de pagar R$ 0,25 por copo que quebrou. Terminado
linear{ 𝑘𝑦 + 𝑧 = 4 , nas incógnitas x e y, não admite
o serviço, a copeira recebeu R$ 35,80. O número de
𝑥 − 𝑧 = −3
solução se, e somente se: copos que ela quebrou é igual a:

a)k = 1 a) 12
b) k = 0 b) 18
c)k =– 1 c) 14
d) k =– 2 d) 20
e)k = 2 e) 16

04. (UEL-PR) Um sistema de equações lineares, com 07. Um joalheiro tem em seu estoque de joias:
incógnitas x, y e z, foi representado na forma anéis,pingentes e pulseiras. Cada pingente pesa 3 g e
matricial da seguinte maneira: custa10 reais; cada anel pesa 5 g e custa 20 reais; cada
pulseira custa 50 reais e pesa 9 g. No total, o estoque
conta com 100 peças, em um total de 600 g e está
avaliado em 2.800 reais. A quantidade de anéis que o
joalheiro tem em estoque é:
É verdade que:
a) 10
a)x = 1
b) 55
b) y = 1 e z = 1
c) 30
c)y = 2
d) 60
d) z = 0
e) 45
e)x = 3 e y = 4
08. (UFPE) Os poluentes A, B e C foram detectados
05. Dona Elza deu R$ 13,50 para sua filha comprar
numa amostra de ar de uma grande cidade. Observou-
tantos sabonetes e tantas pastas dentais. Só
se que o total dos três poluentes na amostra
recomendou que ela não se esquecesse de pegar o
correspondia a 15 mm3por litro. Na amostra, a
troco. No supermercado, a menina pegou 4
quantidade de A era o dobro da de B, e a de C era 75%
sabonetes e 6 pastas. Quando o rapaz do caixa
da de B. Quantos milímetros cúbicos de C continha
avisou que faltavam R$ 0,30,ela pensou: “Se o
cada litro da amostra?
dinheiro não deu para comprar 4 sabonetes e 6
pastas, então minha mãe deve ter pedido6

19
TURMA : ADMINISTRAÇÃO MODALIDADE : INTEGRAL

CADERNO DE EXERCÍCIOS – NÍVEL 02 MATEMÁTICA II ( 2º ANO )

09. Em três mesas de uma lanchonete o consumo c) 11


ocorreu da seguinte forma: d) 14
e) 12

12. Quando certo número de dois dígitos é dividido


pelo número obtido pela inversão dos dígitos, o
quociente é 2 e o resto é 7. Se o número for dividido
A conta da 1ª mesa foi R$ 18,00 e da 2ª mesa R$ pela soma de seus dígitos, o quociente é 7 e o resto
30,00. Com esses dados: é 6. Determine o número.
a)é possível calcular a conta da 3ª mesa e apenas o
preço unitário do refrigerante. 13. Um nutricionista pretende misturar três tipos de
b) é possível calcular a conta da 3ª mesa, mas alimentos (A, B e C) de forma que a mistura
nenhum dos preços unitários dos três componentes resultante contenha 3600 unidades de vitaminas,
do lanche. 2500 unidades de minerais e 2700 unidades de
c) é possível calcular a conta da 3ª mesa e, além gorduras. As unidades, por gramas, de vitaminas,
disso, saber exatamente os preços unitários de todos minerais e gorduras dos alimentos constam da
os componentes do lanche. tabela abaixo:
d) não é possível calcular a conta da 3ª mesa, pois
deveriam ser fornecidos os preços unitários dos
componentes do lanche.
e) é impossível calcular a conta da 3ª mesa e os
preços unitários dos componentes do lanche, pois
deve ter havido um erro na conta da 1ª ou da 2ª
Quantos gramas do alimento C devem compor a
mesa.
mistura?

10. Se o numerador e o denominador de uma certa


a) 20
fração forem acrescidos de 3, a fração resultante
b) 80
será igual a 2/3. Entretanto, se o numerador e o
c) 40
denominador forem diminuídos em 2, a fração
d) 90
resultante será 1/2.Sendo x/y a tal fração, qual o
e) 60
valor de x+y?

14. (UFPE) Júnior gastou R$ 100,00 para comprar


a) 17
lápis, cadernos e canetas que custam R$ 0,50, R$
b) 10
10,00 e R$ 3,00 a unidade, respectivamente.Se foi
c) 18
comprado pelo menos um objeto de cada tipo e um
d) 11
total de 100 objetos, quantos foram os lápis
e) 19
comprados?

11. Há seis anos, Beto era quatro vezes mais velho 15. (UFPB) Fernando foi a um caixa eletrônico e fez
que Márcia. Em quatro anos, ele terá o dobro da um saque em cédulas de três tipos diferentes: R$
idade dela. Qual é a idade atual de Márcia? 20,00, R$ 10,00 e R$ 5,00. Sabe-se que ele retirou 14
cédulas e que a quantia retirada foi a mesma para
a) 10 cada tipo de cédula. A quantia sacada por Fernando
b) 13 foi:

20
TURMA : ADMINISTRAÇÃO MODALIDADE : INTEGRAL

CADERNO DE EXERCÍCIOS – NÍVEL 02 MATEMÁTICA II ( 2º ANO )

a) R$ 120,00 c) 5
b) R$ 210,00 d) 7
c) R$ 150,00 e) 9
d) R$ 240,00
e) R$ 180,00 20. ( EsPCEx ) Considere o sistema linear homogêneo

𝑥 − 3𝑦 + 𝑘𝑧 = 0
16. Na figura abaixo, cada um dos sete quadros
{3𝑥 + 𝑘𝑦 + 𝑧 = 0, onde k é um número real. O
contém a medida de um ângulo expressa em graus. 𝑘𝑥 + 𝑦 = 0
Em quaisquer três quadros consecutivos temos os único valor que torna o sistema, acima, possível e
três ângulos internos de um triângulo. Determine o indeterminado, pertence ao intervalo
valor do ângulo.
a) (-4,-2]
100° x 65° b) (-2,1]
c) (1,2]
17. Se (𝑥, 𝑦) é solução do sistema d) (2,4]
e) (4,6]
1
𝑥+ =1
𝑦
1
𝑥² + = 4
{ 𝑦²
𝑥
Então 𝑦 é igual a :

a) 1
b) -1
c) 1/3
d) -3/2
e) -2/3

𝑥 + (𝑐 + 1)𝑦 = 0
18. O sistema { , onde 𝑐  0,
𝑐𝑥 + 𝑦 = −1
admite uma solução (𝑥, 𝑦) com 𝑥 = 1. Então, o valor
de 𝑐 é :

a) -3
b) -2
c) -1
d) 1
e) 2

19. ( ESPCEX ) O valor de “m” para que o sistema


– 𝑥 − 2𝑦 + 3𝑧 = 0
{ 2𝑥 + 𝑦 − 4𝑧 = 0 admita soluções além da trivial
4𝑥 + 𝑚𝑦 − 10𝑧 = 0

a) 1
b) 3

21
TURMA : ADMINISTRAÇÃO MODALIDADE : INTEGRAL

CADERNO DE EXERCÍCIOS – NÍVEL 02 MATEMÁTICA II ( 2º ANO )

22