Вы находитесь на странице: 1из 55

Plano de Estágio Curricular

Manual geral
Sumário
1. ............ .............. ..........................................................................3
2. A ...................................................................................................19
3. CIÊNCIAS CONTÁBEIS...........................................................................................31
4. PEDAGOGIA.............................................................................................................36
5. SERVIÇO SOCIAL.....................................................................................................50
SOCIAL.....................................................................................................


LICENCIATURAS

1. ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO: CONCEPÇÃO E BASE LEGAL

O Estágio Curricular Supervisionado constitui a fase que permite complementar a


formação acadêmica do estudante nos aspectos técnico, cultural, científico e humano,
por meio da vivência prática das atividades docentes. É o período de consolidação dos
fundamentos da educação e dos conteúdos teóricos das disciplinas pedagógicas.
Por meio do estágio supervisionado é possível ampliar a visão pedagógica, adquirir uma
melhor compreensão da interação entre professores e estudantes e também uma melhor
qualificação como futuro docente. Isso implica a necessidade de oportunizar a maior gama
possível de situações similares às que poderão ser vivenciadas na docência e, além disso,
promover uma reflexão constante sobre tais experiências.
O estágio supervisionado é considerado uma atividade tanto de ensino, quanto de
aprendizagem e não deve ser confundido com uma atividade burocrática de simples
preparação para o mercado de trabalho. Essa atividade busca construir a tão necessária
articulação entre a teoria e a prática na formação do docente.
A Lei nº 11.788, de 25 de setembro de 2008, no seu art. 1º, define o estágio como o
ato educativo escolar supervisionado, desenvolvido no ambiente de trabalho, que visa à
preparação para o trabalho produtivo do estudante. A mesma lei determina que o estágio
faz parte do projeto pedagógico do curso, além de integrar a trajetória formativa do
educando. Em seu art. 2º, § 1º, estabelece que o estágio obrigatório é aquele definido
como tal no projeto do curso, cuja carga horária é requisito para aprovação e obtenção
de diploma. De acordo com o art. 3º, o estágio não cria vínculo empregatício de qualquer
natureza e, no art. 10, é definida a carga horária máxima diária e semanal: 6 (seis) horas de
estágio por dia e 30 (trinta) horas por semana.
Ainda com relação à Lei nº 11.788, algumas das obrigações das Instituições de Ensino
Superior (IES), definidas no art. 7º, são:

3
LICENCIATURAS
Manual de Estágio

ƒƒ Celebrar Termo de Compromisso com o educando e com a parte concedente,


indicando as condições de adequação do estágio à proposta pedagógica do curso, à
etapa e à modalidade da formação escolar do estudante e ao horário e ao calendário
escolar;
ƒƒ Indicar professor orientador da área a ser desenvolvida no estágio, como responsável
pelo acompanhamento e pela avaliação das atividades do estagiário;
ƒƒ Exigir do educando a apresentação periódica, em prazo não superior a 6 (seis) meses,
de relatório das atividades;
ƒƒ Elaborar normas complementares e instrumentos de avaliação dos estágios de seus
educandos.

O contato com a instituição concedente de estágio é de responsabilidade do estudante;


além disso, para a instituição onde o estágio será realizado, a aceitação ou não do estudante
é facultativa. A UNIP, como contratante, providencia a apólice de seguro para todos os seus
estagiários de licenciatura.
A Resolução CNE/CP 1, de 15 de maio de 2006, que institui as Diretrizes Curriculares
Nacionais para o Curso de Graduação em Pedagogia – Licenciatura, estabelece em seu
art. 8º, item IV, que o Estágio Curricular Supervisionado deve ser desenvolvido ao longo
do curso em ambientes escolares e não escolares. A carga horária a ser realizada é de, no
mínimo, 300 (trezentas) horas.

2. OBJETIVOS

2.1 Objetivo geral


Interagir com a realidade docente no cotidiano escolar e desenvolver a reflexão crítica
sobre o processo de educação e sobre as relações interpessoais dentro da escola, a fim de
permitir uma boa qualificação para o exercício profissional.

4
LICENCIATURAS
Serviço Social

2.2 Objetivos específicos


ƒƒ Entender o fazer pedagógico como exercício de pesquisa;
ƒƒ Apropriar-se dos conteúdos (conceitos, metodologias e valores) a serem trabalhados
com educandos, na área do conhecimento;
ƒƒ Observar as competências docentes exigidas na prática profissional, relativas ao
contexto da educação básica;
ƒƒ Realizar a análise crítico-reflexiva das vivências de ensino e aprendizagem, tendo em
vista articular teoria e prática, bem como apreender detalhes que permitam a construção
de sua própria identidade profissional;
ƒƒ Registrar e documentar as experiências vivenciadas, para exercitar a prática da
reflexão crítica sobre a docência;
ƒƒ Fazer intervenções pedagógicas que promovam o aprendizado dos educandos e a
sua capacitação como docente;
ƒƒ Exercitar o planejamento, a execução, o registro e a avaliação de suas próprias ações
pedagógicas.

3. MODALIDADES DE ESTÁGIO

O estágio pode ser realizado em três formas (modalidades), explicadas a seguir, e sempre
deverá ser realizado sob a supervisão de um profissional formado.
ƒƒ Observação: apresenta um conteúdo variado; observação da organização da
escola, das salas de aula e dos professores, da entrada, da saída e do intervalo dos
estudantes (recreio); das atividades da secretaria, da biblioteca, da sala de informática,
do diretor e do trabalho da Coordenação Pedagógica etc. O momento mais importante
do estágio é a observação em sala de aula, no contexto da escola, em que você apreende
a realidade do processo de ensino-aprendizagem em seus vários aspectos: o conteúdo, a
metodologia, o planejamento, as relações professor-aluno, aluno-aluno e as dificuldades

5
LICENCIATURAS
Manual de Estágio

de aprendizagem. É o momento em que você deve exercitar sua visão crítica da prática
docente enquanto observa a atuação de professores durante a aula.
ƒƒ Participação: pressupõe a sua ação como estagiário em determinadas atividades,
como no auxílio à organização de eventos da escola, em reuniões com pais, festas,
eventos de ciências, correção de trabalhos, acompanhamento de estudantes com
dificuldades específicas, entre outras, em que atue como auxiliar de um docente.
ƒƒ Regência: concretiza-se nas aulas e nos projetos planejados e ministrados por você,
quando houver a possibilidade de praticar a condução da classe e de ter a visão e o
controle do processo todo – planejamento, execução e avaliação.

4. DISTRIBUIÇÃO DA CARGA HORÁRIA DE ESTÁGIO

4.1 Licenciatura em Artes Visuais


A carga horária do estágio deve ser distribuída entre o Ensino Fundamental e o Ensino
Médio e deve ser realizada na disciplina relacionada ao curso que você está matriculado na
UNIP (Artes/ Educação Artística/ Artes Visuais).

Quadro 1: distribuição da carga horária de estágio supervisionado

Carga horária Objetivos Atividades


Vivenciar atividades de uma
Observação/ participação/ regência.
escola de Educação Básica - Ensino
Fundamental e Ensino Médio.
Aplicação do projeto de “Prática
350 horas de Ensino: Integração Escola x
Aplicar o projeto elaborado no
Comunidade” (opcional) - vale 100h de
âmbito da disciplina “Prática
estágio (regência).
de Ensino: Integração Escola x
Comunidade” (opcional).
50 horas Elaboração e organização da documentação de estágio
Total: 400 horas - carga horária mínima exigida

6
LICENCIATURAS
Serviço Social

Realizar o estágio da seguinte forma: 50 horas nos anos iniciais do Ensino Fundamental
(EF I – 1º ao 5º ano), 150 horas nos anos finais do Ensino Fundamental (EF II – 6º ao 9º ano)
e 200 horas no Ensino Médio (EM – 1ª, 2ª a 3ª séries).

4.2 Licenciatura em Ciências Biológicas


A carga horária do estágio deve ser distribuída entre os anos finais do Ensino Fundamental
e o Ensino Médio e deve ser realizada na disciplina relacionada ao curso que você está
matriculado na UNIP (Ciências/ Ciências Biológicas/ Biologia).

Quadro 2: distribuição da carga horária de estágio supervisionado

Carga horária Objetivos Atividades


Vivenciar atividades de uma
Observação/ participação/ regência.
escola de Educação Básica -
Ensino Médio.
Aplicação do projeto de “Prática
350 horas de Ensino: Integração Escola x
Aplicar o projeto elaborado no
Comunidade” (opcional) - vale 100h de
âmbito da disciplina “Prática
estágio (regência).
de Ensino: Integração Escola x
Comunidade” (opcional).
50 horas Elaboração e organização da documentação de estágio
Total: 400 horas - carga horária mínima exigida

4.3 Licenciatura em Física


A carga horária do estágio deve ser distribuída entre as séries do Ensino Médio (1ª, 2ª
e 3ª série do EM) e deve ser realizada na disciplina relacionada ao curso que você está
matriculado na UNIP (Física).

7
LICENCIATURAS
Manual de Estágio

Quadro 3: distribuição da carga horária de estágio supervisionado

Carga horária Objetivos Atividades


Vivenciar atividades de uma
Observação/ participação/ regência.
escola de Educação Básica -
Ensino Médio.
Aplicação do projeto de “Prática
350 horas de Ensino: Integração Escola x
Aplicar o projeto elaborado no
Comunidade” (opcional) - vale 100h de
âmbito da disciplina “Prática
estágio (regência).
de Ensino: Integração Escola x
Comunidade” (opcional).
50 horas Elaboração e organização da documentação de estágio
Total: 400 horas - carga horária mínima exigida

4.4 Licenciatura em Geografia


A carga horária do estágio deve ser distribuída entre os anos finais do Ensino Fundamental
e o Ensino Médio e deve ser realizada na disciplina relacionada ao curso que você está
matriculado na UNIP (Geografia).

Quadro 4: distribuição da carga horária de estágio supervisionado

Carga horária Objetivos Atividades


Vivenciar atividades de uma
escola de Educação Básica - anos Observação/ participação/ regência.
finais do Ensino Fundamental e
Ensino Médio. Aplicação do projeto de “Prática
350 horas de Ensino: Integração Escola x
Aplicar o projeto elaborado no Comunidade” (opcional) - vale 100h de
âmbito da disciplina “Prática estágio (regência).
de Ensino: Integração Escola x
Comunidade” (opcional).
50 horas Elaboração e organização da documentação de estágio
Total: 400 horas - carga horária mínima exigida

8
LICENCIATURAS
Serviço Social

4.5 Licenciatura em História


A carga horária do estágio deve ser distribuída entre os anos finais do Ensino Fundamental
e o Ensino Médio e deve ser realizada na disciplina relacionada ao curso que você está
matriculado na UNIP (História).

Quadro 5: distribuição da carga horária de estágio supervisionado

Carga horária Objetivos Atividades


Vivenciar atividades de uma
escola de Educação Básica - anos Observação/ participação/ regência.
finais do Ensino Fundamental e
Ensino Médio. Aplicação do projeto de “Prática
350 horas de Ensino: Integração Escola x
Aplicar o projeto elaborado no Comunidade” (opcional) - vale 100h de
âmbito da disciplina “Prática estágio (regência).
de Ensino: Integração Escola x
Comunidade” (opcional).
50 horas Elaboração e organização da documentação de estágio
Total: 400 horas - carga horária mínima exigida

4.6 Licenciatura em Letras – Língua Portuguesa


A carga horária do estágio deve ser distribuída entre os anos finais do Ensino Fundamental
e o Ensino Médio e deve ser realizada na disciplina relacionada ao curso que você está
matriculado na UNIP (Língua Portuguesa).

9
LICENCIATURAS
Manual de Estágio

Quadro 6: distribuição da carga horária de estágio supervisionado

Carga horária Objetivos Atividades


Vivenciar atividades de uma
escola de Educação Básica - anos Observação/ participação/ regência.
finais do Ensino Fundamental e
Ensino Médio. Aplicação do projeto de “Prática
350 horas de Ensino: Integração Escola x
Aplicar o projeto elaborado no Comunidade” (opcional) - vale 100h de
âmbito da disciplina “Prática estágio (regência).
de Ensino: Integração Escola x
Comunidade” (opcional).
50 horas Elaboração e organização da documentação de estágio
Total: 400 horas - carga horária mínima exigida

4.6.1 Licenciatura em Letras – Habilitação em Língua Estrangeira


O estudante que estiver cursando a habilitação em Língua Estrangeira deve realizar o
estágio nos anos finais do Ensino Fundamental e no Ensino Médio, na disciplina de Língua
Estrangeira (Inglês ou Espanhol). Esse estágio deverá ser realizado somente no 7º e 8º
semestres; a postagem final deve ocorrer no 8º semestre.

Quadro 7: distribuição da carga horária de estágio supervisionado

Carga horária Objetivos Atividades


Vivenciar atividades de uma
Observação/ participação/ regência.
escola de Educação Básica - anos
finais do Ensino Fundamental (6º ao
Aplicação do projeto de elaborado no
9º) e Ensino Médio (1º a 3º série).
âmbito da disciplina “Prática de Ensino:
350 horas
Integração Escola x Comunidade”
Aplicar o projeto elaborado no âmbito
(opcional) - vale 100h de estágio
da disciplina “Prática de Ensino:
(regência).
Integração Escola x Comunidade”
(opcional).
50 horas Elaboração e organização da documentação de estágio
Total: 300 horas - carga horária mínima exigida

10
LICENCIATURAS
Serviço Social

4.7 Licenciatura em Matemática


A carga horária do estágio deve ser distribuída entre os anos finais do Ensino Fundamental
e o Ensino Médio e deve ser realizada na disciplina relacionada ao curso que você está
matriculado na UNIP (Matemática).

Quadro 8: distribuição da carga horária de estágio supervisionado

Carga horária Objetivos Atividades


Vivenciar atividades de uma
escola de Educação Básica - anos Observação/ participação/ regência.
finais do Ensino Fundamental e
Ensino Médio. Aplicação do projeto de “Prática
350 horas de Ensino: Integração Escola x
Aplicar o projeto elaborado no Comunidade” (opcional) - vale 100h de
âmbito da disciplina “Prática estágio (regência).
de Ensino: Integração Escola x
Comunidade” (opcional).
50 horas Elaboração e organização da documentação de estágio
Total: 400 horas - carga horária mínima exigida

4.8 Licenciatura em Química


A carga horária do estágio deve ser distribuída entre as séries do Ensino Médio (1ª, 2ª
e 3ª série do EM) e deve ser realizada na disciplina relacionada ao curso que você está
matriculado na UNIP (Química).

11
LICENCIATURAS
Manual de Estágio

Quadro 9: distribuição da carga horária de estágio supervisionado

Carga horária Objetivos Atividades


Vivenciar atividades de uma
Observação/ participação/ regência.
escola de Educação Básica - Ensino
Médio.
Aplicação do projeto de “Prática
350 horas de Ensino: Integração Escola x
Aplicar o projeto elaborado no
Comunidade” (opcional) - vale 100h de
âmbito da disciplina “Prática
estágio (regência).
de Ensino: Integração Escola x
Comunidade” (opcional).
50 horas Elaboração e organização da documentação de estágio
Total: 400 horas - carga horária mínima exigida

4.9 Licenciatura em Sociologia


A carga horária do estágio deve ser distribuída entre as séries do Ensino Médio (1ª, 2ª
e 3ª série do EM) e deve ser realizada na disciplina relacionada ao curso que você está
matriculado na UNIP (Sociologia).

Quadro 10: distribuição da carga horária de estágio supervisionado

Carga horária Objetivos Atividades


Vivenciar atividades de uma
Observação/ participação/ regência.
escola de Educação Básica - Ensino
Médio.
Aplicação do projeto de “Prática
350 horas de Ensino: Integração Escola x
Aplicar o projeto elaborado no
Comunidade” (opcional) - vale 100h de
âmbito da disciplina “Prática
estágio (regência).
de Ensino: Integração Escola x
Comunidade” (opcional).
50 horas Elaboração e organização da documentação de estágio
Total: 400 horas - carga horária mínima exigida

12
LICENCIATURAS
Serviço Social

5. DOCUMENTOS E PROCEDIMENTOS

Para realizar e comprovar seu estágio supervisionado, você deverá providenciar um


conjunto de documentos legais, os quais estão disponíveis no AVA Blackboard.
Não se esqueça de conferir todas as assinaturas e os carimbos exigidos em cada
documento.

a) O primeiro passo para iniciar o estágio é se dirigir à unidade escolar na qual pretende
estagiar e se apresentar ao responsável como estudante da UNIP.
b) Solicitar a autorização para realizar o estágio supervisionado na instituição,
apresentando a Carta de Credenciamento devidamente preenchida. Esse documento
apresenta o estudante ao responsável pela Instituição Concedente (deverá ser entregue
devidamente preenchida ao gestor da escola).
c) Caso o responsável pela instituição aceite que você realize estágio na unidade escolar,
providencie os seguintes documentos:
ƒƒ Termo de Convênio (Acordo de Cooperação): esse documento não é obrigatório, desde
que a Instituição Concedente do Estágio aceite o modelo de Termo de Compromisso da
UNIP.
ƒƒ Termo de Compromisso: registra o compromisso firmado entre o educando, a parte
concedente do estágio e a instituição de ensino.
ƒƒ Plano de Atividade: apresenta as principais informações referentes ao estágio que
você pretende realizar e as atividades que pretende desenvolver.

d) Além disso, durante a vigência do estágio, deverá providenciar:


• Relatórios semestrais da instituição e do aluno estagiário: apresenta seu relato sobre
a vivência do estágio e do gestor da instituição na qual você estagiou, informando como
foi sua participação.

13
LICENCIATURAS
Manual de Estágio

ƒƒ Fichas de Coordenadoria de Estágios em Educação (CEE): expõem as informações


diárias referentes à realização do estágio.

Conforme a Resolução CNE/CP nº 02/2002, “os alunos que exerçam atividade docente
regular na Educação Básica poderão ter redução da carga horária do Estágio Curricular
supervisionado”.
Assim, a redução de carga horária de estágio por tempo de docência em escolas de
educação básica, obrigatoriamente, dependerá de comprovação mediante documento
oficial (“Declaração de Docência” redigida em papel timbrado), expedido pela(s) escola(s)
ou pelo órgão competente, com firma reconhecida da assinatura do responsável pela
instituição de ensino.
Na declaração, deve estar textual e devidamente explícito que você trabalha e/ou
trabalhou na instituição de ensino como professor (docente/regente de sala) e também
as datas de início e término da atuação. Sem essas informações, o documento não será
validado ou aceito pela Coordenadoria de Estágios de Educação (CEE).
Ao iniciar o estágio, comunique seu professor orientador que você ministra e/ou
ministrou aula em escola de educação básica. Ele irá orientá-lo adequadamente com
relação à redução de estágio por tempo de experiência docente.
Caso você tenha a oportunidade de realizar estágio remunerado em escola de Educação
Básica, poderá aproveitar a carga horária para o estágio curricular supervisionado, desde
que você esteja no período de realizar estágio (a partir do 4º semestre), que as atividades
realizadas sejam compatíveis com o Estágio Curricular Supervisionado Obrigatório e desde
que você providencie a documentação solicitada.
Nesse caso, você deverá providenciar o Contrato de Estágio Remunerado (entrando em
contato com a UNIP Interativa para tal solicitação) e apresentar uma Declaração de Estágio
Remunerado (documento em papel timbrado da instituição concedente, atestando que

14
LICENCIATURAS
Serviço Social

você se encontra em sala de aula na condição de auxiliar, contendo o nome e a titulação do


professor regente). Além disso, será necessário providenciar também os demais documentos
de estágio (Relatórios Semestrais e Fichas de Coordenadoria de Estágios em Educação).

6. ENTREGA DOS DOCUMENTOS DE ESTÁGIO

a) Postagem semestral: postar os documentos relacionados a seguir no final de cada


semestre, desde que esteja realizando estágio (postar todos os documentos em um único
arquivo).
ƒƒ Termo de Compromisso/Plano de Atividade: deve estar assinado pela UNIP para ter
validade.
ƒƒ Contrato de estágio remunerado: caso tenha realizado estágio remunerado em es-
cola de educação básica.
ƒƒ Relatórios semestrais da instituição concedente e do aluno.

b) Postagem final: postar os documentos relacionados a seguir no 6º semestre, desde


que tenha realizado a carga horária total de estágio (300h) e providenciado a respectiva
documentação (postar todos os documentos em um único arquivo):
ƒƒ Fichas de Coordenadoria de Estágios em Educação (CEE).
ƒƒ Declaração de docência: caso tenha atuado como docente na educação básica.
ƒƒ Declaração de estágio remunerado: caso tenha realizado estágio remunerado em
escola de educação básica.
As postagens devem ser realizadas no sistema da UNIP Interativa. Os períodos e os
procedimentos de postagem serão divulgados por meio de aviso no AVA Blackboard.
Caso você não consiga providenciar toda a documentação de estágio até o 6º período
letivo do curso, proceda da seguinte forma:

15
LICENCIATURAS
Manual de Estágio

ƒƒ Guarde a documentação de estágio consigo;


ƒƒ Fique atento ao período de matrícula em regime de Dependência (DP) e providencie
sua matrícula junto à Secretaria Virtual (AVA Blackboard) no semestre em que desejar
entregar o estágio;
ƒƒ Acesse o AVA Blackboard para verificar as orientações atualizadas referentes aos
procedimentos e aos períodos de postagem dos documentos de estágio;
ƒƒ Termine o estágio e poste os documentos na forma e no período estipulados.

7. ATRIBUIÇÕES DO ESTAGIÁRIO, DO PROFESSOR ORIENTADOR E


PROCESSO AVALIATIVO

7.1 Atribuições do estagiário


I – Consultar o material pedagógico de orientação (manuais e videoaulas), bem como os
avisos com as definições de prazos e os procedimentos relacionados ao estágio;
II – Providenciar toda a documentação exigida para a realização do estágio e realizar as
atividades programadas;
III – Entrar em contato com professor orientador de estágio frequentemente e seguir
suas indicações;
IV – Cumprir a carga horária estabelecida para o estágio, respeitando o período definido
para a sua realização;
V – Executar com zelo todas as atividades que lhe forem atribuídas e guardar sigilo
profissional de todos os assuntos pertinentes ao campo de estágio;
VI – Manter um comportamento ético na realização das tarefas previstas para o estágio;
VII – Apresentar os documentos de estágio de acordo com os prazos e os procedimentos
exigidos pela UNIP Interativa.

16
LICENCIATURAS
Serviço Social

7.2 Atribuições do professor orientador de estágio


I – Orientar e acompanhar o desenvolvimento das atividades do estudante durante a
realização do Estágio Curricular Supervisionado, sanando as dúvidas sobre o andamento
do seu estágio;
II – Manter contato com a instituição concedente de estágio sempre que se fizer
necessário;
III – Indicar fontes de consulta para orientar os estagiários a encontrar soluções e
explicações para os problemas encontrados no transcorrer de suas atividades;
IV – Avaliar o desempenho dos estagiários, em conformidade com os critérios estabelecidos
(descritos a seguir, no item 7.3);
V – Desempenhar as demais atividades decorrentes da atuação profissional.

7.3 Processo avaliativo


O professor orientador levará em consideração, principalmente:
I – Coerência e aplicabilidade do Plano de Atividades;
II – Pontualidade e assiduidade do estudante em seus compromissos, tanto com a
instituição concedente como com a UNIP Interativa;
III – Coerência e consistência dos relatórios semestrais;
IV – Cumprimento das atividades em conformidade com as orientações recebidas pelo
estudante, de modo a resguardar com ênfase o que concerne ao cumprimento da legislação
vigente;
V – Postagem adequada da documentação de estágio.

17
LICENCIATURAS
Manual de Estágio

Não é atribuída nota para o estágio, entretanto, após a avaliação, você terá o material
aceito (APROVADO) ou recusado (REPROVADO). É considerado aprovado o estagiário que
tenha cumprido a carga horária estabelecida, postado a documentação adequada conforme
cronograma definido pela UNIP Interativa e que tenha obtido desempenho satisfatório
nas atividades orientadas e avaliadas pelo professor orientador, com base nos critérios
estabelecidos.
No caso de reprovação, por qualquer motivo, o estudante deve renovar sua matrícula
na disciplina de estágio, atender às recomendações disponibilizadas pelo professor que
efetuou a correção do estágio e as orientações contidas nos avisos postados no AVA.

18
ADMINISTRAÇÃO

1. APRESENTAÇÃO

O estágio se refere às atividades de aprendizagem profissional relacionadas à área de


formação dos estudantes, em que termo eles participam de situações reais de trabalho,
em consonância com a Lei nº 11.788/08. No curso de Administração da UNIP, a disciplina
Estágio Curricular (EC) constitui-se uma atividade prevista no Projeto Pedagógico do Curso
(PPC). A disciplina é obrigatória para todos os alunos.
A disciplina Estágio Curricular é composta pela realização de, no mínimo, 300 horas de
atividades práticas relacionadas à administração, ou seja, participação em situações reais
de trabalho, seguidas de análise sobre os processos administrativos, de modo a evidenciar
a capacidade do aluno de identificar com clareza o objetivo do trabalho nas organizações
em que estiver envolvido.
Este regulamento se aplica aos alunos matriculados na disciplina Estágio Curricular
e também aos matriculados em regime de dependência (DP) da mesma disciplina.

2. COMO CURSAR A DISCIPLINA ESTÁGIO CURRICULAR

O Estágio Curricular é uma disciplina constante na matriz curricular do curso de


Administração, prevista no oitavo semestre, e deve ser realizado por meio de uma destas opções:

a. Atividades Práticas Equivalentes.

b. Atividades Práticas Realizadas como Estágio Remunerado e/ou Estágio


Não Remunerado.

c. Atividades Práticas Alternativas.

19
ADMINISTRAÇÃO
Manual de Estágio

Opção a: Atividades Práticas Equivalentes


O aluno pode ter validação de atividades realizadas como empregado, sócio-proprietário,
voluntário, autônomo ou concursado, desde o primeiro semestre do curso. Para tal, deve
apresentar um relatório acompanhado do termo de convalidação e de documentos
comprobatórios das atividades. Qualificam-se para essa opção:
ƒƒ Empregado com vínculo empregatício: funcionários contratados como
profissionais em organizações formais, privadas ou públicas, amparados pela CLT
(Consolidação das Leis de Trabalho).
ƒƒ Sócio-proprietário de empreendimentos: microempresário ou empresário de
organizações formalmente estabelecidas e ativas no período do estágio.
ƒƒ Trabalhador voluntário: em organizações não governamentais (ONGs) ou
outras organizações sem fins lucrativos, sem vínculo empregatício e sem recebimento
de vencimentos.
ƒƒ Trabalhador autônomo: pessoa física que presta serviço, sem vínculo empregatício,
sendo contribuinte individual da Seguridade Social.
ƒƒ Concursado: funcionário concursado para prestação de serviços remunerados em
órgãos públicos.

Para validação do Estágio Curricular por meio de atividades práticas equivalentes,


o aluno deve postar, em um só arquivo, três itens obrigatórios:

1. Relatório de Estágio (vide roteiro de Relatório de Estágio Curricular).

2. Formulário (Termo de Validação de Estágio Curricular – Atividades Práticas


Equivalentes – vide modelo no Ambiente Virtual de Aprendizagem – AVA).

20
ADMINISTRAÇÃO
Serviço Social

3. Documento comprobatório específico, sendo:


Cópia da Carteira de Trabalho (página dos
Empregado com vínculo empregatício
dados pessoais, do registro e da foto).
Cópia de contrato social com o nome
Sócio- proprietário de empreendimento
do aluno entre os sócios.
Carta/Documento da ONG com descrição
e validação de horas e documento que
Trabalhador voluntário
comprove ser uma organização sem fins
lucrativos.
Cópia de recolhimento do INSS
Trabalhador autônomo fornecido pela prefeitura ou registro
de autônomo fornecido pela prefeitura.
Concursado Cópia do Termo de Posse.

Opção b: Atividades Práticas Realizadas como Estágio Remunerado e/ou Estágio

Não Remunerado
O aluno pode ter convalidação de atividades realizadas como estagiário remunerado
desde o primeiro semestre do curso ou como estagiário não remunerado desde o quinto
semestre do curso. Para tal, deve apresentar um relatório acompanhado do termo de
convalidação e do Termo de Compromisso de Estágio (TCE) legalmente válido.
De acordo com a Lei nº 11.788/08, para a realização de Estágio Remunerado ou Não
Remunerado, a organização contratante deverá emitir um contrato formal ou Termo
de Compromisso de Estágio (TCE) assinado obrigatoriamente por três partes: estagiário,
contratante e instituição de ensino (UNIP). Os trâmites do TCE são controlados pelo Setor
de Estágio da UNIP Interativa.

21
ADMINISTRAÇÃO
Manual de Estágio

Para convalidação do Estágio Curricular por meio de atividades práticas realizadas


como Estágio Remunerado e/ou Não Remunerado, o aluno deve postar, em um só
arquivo, três itens obrigatórios:

1. Relatório de Estágio (vide roteiro de Relatório de Estágio Curricular);

2. Formulário (Termo de Convalidação de Atividades de Estágio Contratado – vide modelo


no Ambiente Virtual de Aprendizagem – AVA);

3. Documento Comprobatório: Termo de Compromisso de Estágio (TCE) com validade


legal e assinado pela organização contratante, pelo aluno e pelo coordenador do curso
de Administração.

O estágio pode ser realizado em qualquer tipo de organização legalmente constituída.

Opção c: Atividades Práticas Alternativas

Os alunos em situação não contemplada nas opções A e B poderão realizar atividades


alternativas compostas de um Relatório de Gestão Organizacional, seguindo a metodologia
Fundação Nacional de Qualidade (FNQ).
Para validação do Estágio Curricular por meio de atividades práticas alternativas,
o aluno deve postar:
ƒƒ Relatório de Gestão Organizacional de, no mínimo, 200 páginas, padrão ABNT, com
orientação da Coordenação do Curso.

22
ADMINISTRAÇÃO
Serviço Social

O aluno também poderá realizar outras atividades práticas, desde que ratificadas pela
Coordenação do Curso.

3. RELATÓRIO DO ESTÁGIO

O Relatório de Estágio consiste no mapeamento, na descrição e na análise de processos


da organização em que o aluno realizou as atividades práticas, além da descrição dessas
atividades práticas. O aluno deve obrigatoriamente seguir o Roteiro de Relatório de Estágio
Curricular constante no item 6, que aparece nas páginas seguintes.

4. POSTAGEM DO ESTÁGIO CURRICULAR (EC)

O aluno deverá enviar no link http://trabalhosacademicos.unip.br/tc/ o arquivo com os


itens citados neste manual referentes às atividades práticas realizadas.
O link de postagem possibilita o envio de um único arquivo com extensão .doc ou .pdf
com todos os itens. O cronograma de postagem do Estágio Curricular possibilita envios
parciais antes da postagem final.

5. ORIENTAÇÃO DO ESTÁGIO CURRICULAR (EC)

A partir da primeira postagem será designado um professor orientador que fará as


devidas orientações por meio de devolutivas (parecer escrito). Para acessar as devolutivas
do professor orientador, basta acessar o link de postagem. O aluno deverá fazer as
alterações solicitadas pelo professor orientador e postar todos os documentos novamente
até a postagem final. Alunos que fizerem uma só postagem no período correrão o risco de
ser reprovados, uma vez que não aproveitaram o processo de orientação.
O cronograma de postagem do Estágio Curricular será divulgado nos avisos da
Comunidade Geral do Curso de Administração, disponibilizado no Ambiente Virtual de
Aprendizagem (AVA).

23
ADMINISTRAÇÃO
Manual de Estágio

O Estágio será validado na postagem final por meio de atribuição de notas –


de 0 (zero) a 10 (dez). No entanto, a nota será disponibilizada no Histórico Acadêmico do
aluno na Secretaria Virtual somente após o aluno cursar todas as disciplinas. Para verificar
a aprovação, basta acompanhar as devolutivas do professor orientador.

6. ROTEIRO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO CURRICULAR

O Relatório a ser postado deve conter elementos pré-textuais (folha de rosto e sumário),
elementos textuais (conteúdo do trabalho descrevendo a organização e as atividades
do aluno) e elementos pós-textuais (referências quando houver bibliografia). Anexo ao
Relatório devem ser postados os escaners tanto do Termo de Convalidação preenchido e
assinado, quanto dos documentos comprobatórios legalmente válidos.

O roteiro que deve obrigatoriamente ser seguido é este:

ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS

FOLHA DE ROSTO (SUBSTITUI A CAPA)

SUMÁRIO

ELEMENTOS TEXTUAIS

24
ADMINISTRAÇÃO
Serviço Social

INTRODUÇÃO
A introdução é a apresentação do trabalho. É a parte inicial no qual o professor orientador
tem o primeiro contato com o assunto, que deve ser abordado de forma breve e objetiva.

OBJETIVOS DO ESTÁGIO CURRICULAR


Descrever o objetivo das atividades práticas desenvolvidas para o Estágio Curricular.
Que resultados espera alcançar com a elaboração deste relatório?

APRESENTAÇÃO DOS CAPÍTULOS


Apresentação breve e objetiva dos capítulos que compõem o Relatório
do Estágio Curricular.

CAPÍTULO I – PERFIL DA EMPRESA-ALVO

1.1 Instituição

1.1.1 Denominação

1.1.2 Forma de atuação

1.1.3 Breve histórico

1.1.4 Descrição do negócio

1.1.5 Informações sobre o porte

1.1.6 Organograma

1.1.7 Mapa/fluxograma do processo da empresa

25
ADMINISTRAÇÃO
Manual de Estágio

1.2 Produtos e processos

1.2.1 Principais produtos/serviços da organização

1.2.2 Descrição sucinta dos processos principais centrais de apoio

1.2.3 Principais equipamentos, instalações e tecnologias de produção

1.3 Sócios, mantenedores ou instituidores

1.3.1 Composição da sociedade

1.3.2 Identificação dos membros instituidores da organização

1.3.3 Expectativas dos sócios

1.4 Forças de trabalho

1.4.1 Composição da força de trabalho (quantidade percentual por nível de


escolaridade – chefia ou gerência, regime jurídico de vínculo, principais necessidades
e expectativas)

1.5 Clientes e mercados

1.5.1 Principais mercados nos ramos de atuação

1.5.2 Principais clientes e clientes-alvo, por produto

1.5.3 Organizações intermediárias entre a organização e seus clientes


(distribuidores, revendedores etc.)

1.5.4 Principais necessidades e expectativas de cada tipo de cliente

26
ADMINISTRAÇÃO
Serviço Social

1.6 Fornecedores e insumos

1.6.1 Os principais tipos de fornecedores

1.6.2 Fornecedores diretos e indiretos

1.6.3 Composição da cadeia de suprimentos da organização

1.6.4 Abastecimento

1.6.5 Principais produtos, matérias-primas e serviços fornecidos

1.6.6 Pontos fortes e fracos

1.7 Relacionamentos com a sociedade

1.7.1 Principais comunidades com que tem relacionamento

1.7.2 Impactos negativos potenciais (produtos, processos e instalações)

1.7.3 Passivos ambientais da organização

1.7.4 Serviços prestados e benefícios oferecidos

1.8 Concorrência

1.8.1 Ambiente competitivo

1.8.2 Concorrentes diretos

1.8.3 Concorrentes potenciais

1.8.4 Parcela de mercado (market share)

27
ADMINISTRAÇÃO
Manual de Estágio

1.9 Principais diferenciais do negócio

1.9.1 Principais mudanças no ambiente competitivo (ambiente externo: variáveis


econômicas, políticas, culturais, sociais, legais)

1.9.2 Desafios estratégicos, parcerias, alianças estratégicas, ampliações,


novos mercados

1.10 Aspectos relevantes

1.10.1 Requisitos legais e regulamentares no ambiente

1.10.2 Eventuais sanções ou conflitos de qualquer natureza

1.10.3 Histórico da busca da excelência, programas de qualidade, prêmios, grandes


avanços, desempenho, competitividade

CAPÍTULO II – MACROPROCESSO DO NEGÓCIO

2.1 O negócio
2.2 O processo

2.2.1 Descrição do processo

2.2.2 Mapa/fluxograma do processo

28
ADMINISTRAÇÃO
Serviço Social

CAPÍTULO III – PROCESSO DO SETOR DE TRABALHO

3.1 Objetivos

3.1.1 Atividades do setor de trabalho

3.1.2 Principais entradas/insumos

3.1.3 Atividades principais

3.1.4 Principais saídas

3.1.5 Medidas de eficiência e eficácia

3.1.6 O processo do setor de trabalho

3.1.7 Descrição do processo do setor de trabalho

3.1.8 Mapa/fluxograma do processo de suas atividades

Conclusão
Trata-se da parte final do texto, com a apresentação das considerações finais, de como
os objetivos foram alcançados e do aprendizado do aluno na realização do trabalho.

29
ADMINISTRAÇÃO
Manual de Estágio

Elementos pós-textuais

Referências (bibliografia, quando utilizada)

Referências bibliográficas, quando utilizadas, seguir normas da ABNT, disponíveis em:


Ambiente Virtual de Aprendizagem > Conteúdos Acadêmicos > Comunidades:
Comunicação e Interação > UNIP Interativa.

UNIP Interativa

30
CIÊNCIAS CONTÁBEIS

1. ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO E ESTÁGIO OBRIGATÓRIO


Entende-se por estágio as atividades de aprendizagem profissional relacionadas à área
de formação dos estudantes em que eles participam de situações reais de trabalho.

Existem duas modalidades de estágio: não obrigatório e obrigatório.


Entende-se por Estágio Não Obrigatório o estágio contratado, nos moldes da Lei
11.788, de 25 de setembro de 2008 e em consonância às normas da Universidade Paulista
– UNIP.

O Estágio Não Obrigatório pode ser realizado desde o primeiro semestre do curso,
obedecidas as exigências da Lei 11.788/08 e as diretrizes da Universidade. As atividades
exercidas pelos alunos no Estágio Não Obrigatório devem contribuir com a respectiva
formação profissional.

Sendo assim, apresenta-se um quadro contemplando as disciplinas de cada semestre e


algumas das possíveis atividades desempenhadas – SUGESTÕES PARA AS ATIVIDADES
DO ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO (item 3).

Entende-se por Estágio Obrigatório o Estágio Curricular (EC) determinado pelas


Diretrizes legais que fundamentam um curso de superior, o que ocorre com o curso de
Ciências Contábeis conforme determinação da Resolução nº 10 de 16 de dezembro de 2004.

1.1 Disciplina “Estágio Curricular”


Ainda por determinação da Resolução nº 10 de 16 de dezembro de 2004, o aluno
pertencente ao 8º semestre cumprirá a disciplina “Estágio Curricular” mediante instruções
recebidas da Universidade: teleaula, manual para elaboração do trabalho de estágio, bem
como orientações de um professor que acompanhará cada fase de seu trabalho, incluindo-
se chats de orientações de acordo com cronogramas disponibilizados na época.

31
CIÊNCIAS CONTÁBEIS
Manual de Estágio

A responsabilidade sobre a disciplina “Estágio Curricular” pertence à Coordenação


do Curso de Ciências Contábeis.

2. RESPONSABILIDADES DO COORDENADOR DE CURSO SOBRE O ESTÁGIO


NÃO OBRIGATÓRIO
Após análise dos documentos e requisitos exigidos tanto pela Lei nº 11.788/08 quanto
pelas diretrizes da Universidade Paulista – UNIP, o Departamento de Estágio elabora e/
ou preenche os documentos/formulários necessários para concretizar o procedimento –
Estágio Não Obrigatório – encaminhando-os ao Coordenador do Curso para análise e
assinaturas. O Coordenador do Curso, após análise confirmará (ou não) se as atividades
a serem executadas pelo aluno de Ciências Contábeis informadas pela empresa estão
compatíveis com o respectivo período matriculado no Curso, devolvendo os documentos
(com ressalvas ou não) e assinados (quando aprovados) ao Departamento de Estágio para
trâmites necessários.

3. SUGESTÕES DE ATIVIDADES, CLASSIFICADAS POR SEMESTRE, PARA O


ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO
3.1 Grade curricular de 2016 / conclusão em 2019
3.1 Grade curricular de 2015 / conclusão em 2018
3.1 Grade curricular de 2014 / conclusão em 2017
3.1 Grade curricular de 2013 / conclusão em 2016
3.1 Grade curricular de 2012 / conclusão em 2015
3.1 Grade curricular de 2011 / conclusão em 2014

32
CIÊNCIAS CONTÁBEIS
Serviço Social

Semestre Disciplina-chave Atividades


Administração do Relacionamento com o Cliente Auxiliar o atendimento ao público
1º Comportamento Humano nas Organizações Auxiliar atividades da área de Recursos Humanos

Contabilidade Acompanhar a contabilização das operações realizadas


2º Evolução do Pensamento Administrativo Auxiliar as rotinas administrativas

Contabilidade Comercial Auxiliar o controle e contagem de estoques


Contabilidade Tributária Auxiliar a análise sobre os impostos incidentes sobre compras e vendas

Estrutura das Demonstrações Contábeis Efetuar lançamentos contábeis utilizando o Plano de Contas

Contabilidade de Custos Acompanhar a formação do custo de produção


Contabilidade Intermediária Acompanhar as operações contábeis realizadas e os respectivos relatórios
4º Mercado Financeiro e de Capitais Auxiliar as pesquisas sobre taxas de mercado e economia em geral
Planejamento Contábil Tributário Efetuar registros em livros fiscais e auxiliar a análise sobre a carga tributária

Administração Financeira Auxiliar a elaboração de relatórios financeiros


Contabilidade Empresarial Analisar fontes de financiamentos e investimentos e conferir registros contábeis
5º Contabilidade Societária Desenvolver planilhas sobre controles de ativos imobilizados
Estatística Acompanhar o fluxo de compras, vendas, estoques e outros

Análise de Balanço Acompanhar o desempenho da empresa e auxiliar a elaboração de relatórios


Análise de Custos Calcular custos e/ou projeções financeiras
6º Contabilidade Financeira Conferir o preenchimento de impressos fiscais ou previdenciários
Contabilidade Pública e Governamental Pesquisar legislação voltada para finanças públicas

Auditoria Auxiliar a elaboração de relatórios da área auditada


Contabilidade Gerencial Auxiliar a elaboração e análise de relatórios gerenciais
Controladoria e Orçamento Comparar resultados estimados e reais e auxiliar a elaboração de relatórios

Gestão das Informações Empresariais Auxiliar a elaboração e análise de relatórios para os diversos gestores
Perícia, Avaliação e Arbitragem Auxiliar a elaboração de relatórios da área periciada

Análise das Demonstrações Contábeis Analisar as demonstrações contábeis e auxiliar a elaboração de relatórios
Avaliação de Empresa Auxiliar a melhor alternativa para reestruturação societária
Contabilidade Avançada Verificar taxas de câmbio e juros e auxiliar a projeção das demonstrações contábeis

Contabilidade Internacional Acompanhar as normas internacionais de contabilidade e sua aplicação
Governança Corporativa Auxiliar a elaboração e análise de relatórios para os diversos gestores

33
CIÊNCIAS CONTÁBEIS
Manual de Estágio

3.2 Grade curricular de 2010 / conclusão em 2013

Semestre Disciplina-chave Atividades


Economia Acompanhar as mudanças da economia nacional e internacional
1º Mercado Financeiro e de Capitais Auxiliar a pesquisa sobre taxas de mercado

Contabilidade Acompanhar a contabilização das operações realizadas


2º Evolução do Pensamento Administrativo Auxiliar as rotinas administrativas

Contabilidade Comercial Auxiliar o controle e contagem de estoques


3º Contabilidade Empresarial Verificar fontes de financiamentos e investimentos

Contabilidade de Custos Acompanhar a formação do custo de produção


Contabilidade Intermediária Acompanhar as operações contábeis realizadas e os respectivos relatórios
4º Contabilidade Tributária Auxiliar a análise sobre os impostos incidentes sobre compras e vendas
Estatística Acompanhar o fluxo de compras, vendas, estoques e outros

Análise de Custos Calcular custos e/ ou projeções financeiras


Contabilidade Societária Desenvolver planilhas sobre controles de ativos imobilizados
5º Estrutura das Demonstrações Contábeis Efetuar lançamentos contábeis utilizando o Plano de Contas
Planejamento Contábil Tributário Efetuar registros em livros fiscais e auxiliar a análise sobre a carga tributária

Análise de Balanço Acompanhar o desempenho da empresa e auxiliar a elaboração de relatórios


Contabilidade Financeira Conferir o preenchimento de impressos fiscais ou previdenciários

Financeiras Empresariais Auxiliar a elaboração de relatórios financeiros

Análise das Demonstrações Contábeis Analisar as demonstrações contábeis e auxiliar a elaboração de relatórios
Auditoria Auxiliar a elaboração de relatórios da área auditada
Contabilidade Gerencial Auxiliar a elaboração e análise de relatórios gerenciais

Contabilidade Pública e Governamental Pesquisar legislação voltada para finanças públicas
Perícia, Avaliação e Arbitragem Auxiliar a elaboração de relatórios da área periciada

Avaliação de Empresa Auxiliar a melhor alternativa para reestruturação societária


Contabilidade Avançada Verificar taxas de câmbio e juros e auxiliar a projeção das demonstrações contábeis

Contabilidade Internacional Acompanhar as normas internacionais de contabilidade e sua aplicação

34
CIÊNCIAS CONTÁBEIS
Serviço Social

3.3 Grade curricular de 2009 / conclusão em 2012

Semestre Disciplina-chave Atividades


Economia Auxiliar a pesquisa sobre taxas de mercado e economia em geral
1º Mercado Financeiro e de Capitais

2º Contabilidade Acompanhar a contabilização das operações realizadas


Análise de Balanço Acompanhar o desempenho da empresa
Contabilidade Comercial Auxiliar o controle e contagem de estoques
3º Contabilidade de Custos Acompanhar a formação do custo de produção
Contabilidade Tributária Auxiliar a análise sobre os impostos incidentes sobre compras e vendas

Análise de Custos Calcular custos e/ ou projeções financeiras


Contabilidade Empresarial Verificar fontes de financiamentos e investimentos
Contabilidade Intermediária Acompanhar as operações contábeis realizadas e os respectivos relatórios

Financeiras Empresariais Auxiliar a elaboração de relatórios financeiros
Planejamento Contábil Tributário Efetuar registros em livros fiscais e auxiliar a análise sobre a carga tributária

Contabilidade Internacional Acompanhar as normas internacionais de contabilidade e sua aplicação


Contabilidade Societária Desenvolver planilhas sobre controles de ativos imobilizados
5º Estatística Básica Acompanhar fluxo de compras, vendas, estoques e outros
Estrutura das Demonstrações Contábeis Efetuar lançamentos contábeis utilizando o Plano de Contas

Contabilidade Financeira Conferir o preenchimento de impressos fiscais e/ ou previdenciários


Contabilidade Pública e Governamental Pesquisar legislação voltada para finanças públicas

Controladoria e Orçamento Comparar resultados estimados e reais e auxiliar a elaboração de relatórios

Auditoria Auxiliar a elaboração de relatórios da área auditada


Avaliação das Demonstrações Contábeis Analisar as demonstrações contábeis e auxiliar a elaboração de relatórios
Contabilidade Avançada Verificar taxas de câmbio e juros e auxiliar a projeção das demonstrações contábeis

Contabilidade Gerencial Auxiliar a elaboração e análise de relatórios gerenciais
Perícia Contábil Auxiliar a elaboração de relatórios da área periciada

Avaliação do Desempenho Gerencial Comparar resultados estimados e reais e auxiliar a elaboração de relatórios
Contabilidade Decisorial Auxiliar a elaboração de demonstrações contábeis em moeda estrangeira

Interpretação de Demonstrações Contábeis Analisar as demonstrações contábeis e auxiliar a elaboração de relatórios

35
PEDAGOGIA

1. ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO: CONCEPÇÃO E BASE LEGAL

O Estágio Curricular Supervisionado constitui a fase que permite complementar a


formação acadêmica do estudante nos aspectos técnico, cultural, científico e humano,
por meio da vivência prática das atividades docentes. É o período de consolidação dos
fundamentos da educação e dos conteúdos teóricos das disciplinas pedagógicas.
Por meio do estágio supervisionado é possível ampliar a visão pedagógica, adquirir uma
melhor compreensão da interação entre professores e estudantes e também uma melhor
qualificação como futuro docente. Isso implica a necessidade de oportunizar a maior gama
possível de situações similares às que poderão ser vivenciadas na docência e, além disso,
promover uma reflexão constante sobre tais experiências.
O estágio supervisionado é considerado uma atividade tanto de ensino, quanto de
aprendizagem e não deve ser confundido com uma atividade burocrática de simples
preparação para o mercado de trabalho. Essa atividade busca construir a tão necessária
articulação entre a teoria e a prática na formação do docente.
A Lei nº 11.788, de 25 de setembro de 2008, no seu art. 1º, define o estágio como o
ato educativo escolar supervisionado, desenvolvido no ambiente de trabalho, que visa à
preparação para o trabalho produtivo do estudante. A mesma lei determina que o estágio
faz parte do projeto pedagógico do curso, além de integrar a trajetória formativa do
educando. Em seu art. 2º, § 1º, estabelece que o estágio obrigatório é aquele definido
como tal no projeto do curso, cuja carga horária é requisito para aprovação e obtenção
de diploma. De acordo com o art. 3º, o estágio não cria vínculo empregatício de qualquer
natureza e, no art. 10, é definida a carga horária máxima diária e semanal: 6 (seis) horas de
estágio por dia e 30 (trinta) horas por semana.

36
PEDAGOGIA
Manual de Estágio

Ainda com relação à Lei nº 11.788, algumas das obrigações das Instituições de Ensino
Superior (IES), definidas no art. 7º, são:
ƒƒ Celebrar Termo de Compromisso com o educando e com a parte concedente, indicando
as condições de adequação do estágio à proposta pedagógica do curso, à etapa e à
modalidade da formação escolar do estudante e ao horário e ao calendário escolar;
ƒƒ Indicar professor orientador da área a ser desenvolvida no estágio, como responsável
pelo acompanhamento e pela avaliação das atividades do estagiário;
ƒƒ Exigir do educando a apresentação periódica, em prazo não superior a 6 (seis) meses,
de relatório das atividades;
ƒƒ Elaborar normas complementares e instrumentos de avaliação dos estágios de seus
educandos.

O contato com a instituição concedente de estágio é de responsabilidade do estudante;


além disso, para a instituição onde o estágio será realizado, a aceitação ou não do estudante
é facultativa. A UNIP, como contratante, providencia a apólice de seguro para todos os seus
estagiários de licenciatura.
A Resolução CNE/CP 1, de 15 de maio de 2006, que institui as Diretrizes Curriculares
Nacionais para o Curso de Graduação em Pedagogia – Licenciatura, estabelece em seu
art. 8º, item IV, que o Estágio Curricular Supervisionado deve ser desenvolvido ao longo
do curso em ambientes escolares e não escolares. A carga horária a ser realizada é de, no
mínimo, 300 (trezentas) horas.

37
PEDAGOGIA
Serviço Social

2. OBJETIVOS

2.1 Objetivo geral

Interagir com a realidade docente no cotidiano escolar e desenvolver a reflexão crítica


sobre o processo de educação e sobre as relações interpessoais dentro da escola, a fim de
permitir uma boa qualificação para o exercício profissional.

2.2 Objetivos específicos


ƒƒ Entender o fazer pedagógico como exercício de pesquisa;
ƒƒ Apropriar-se dos conteúdos (conceitos, metodologias e valores) a serem trabalhados
com educandos, na área do conhecimento;
ƒƒ Observar as competências docentes exigidas na prática profissional, relativas ao
contexto da educação básica;
ƒƒ Realizar a análise crítico-reflexiva das vivências de ensino e aprendizagem,
tendo em vista articular teoria e prática, bem como apreender detalhes que permitam a
construção de sua própria identidade profissional;
ƒƒ Registrar e documentar as experiências vivenciadas, para exercitar a prática da
reflexão crítica sobre a docência;
ƒƒ Fazer intervenções pedagógicas que promovam o aprendizado dos educandos e a
sua capacitação como docente;
ƒƒ Exercitar o planejamento, a execução, o registro e a avaliação de suas próprias ações
pedagógicas.

38
PEDAGOGIA
Manual de Estágio

3. MODALIDADES DE ESTÁGIO

O estágio pode ser realizado em três formas (modalidades), explicadas a seguir, e sempre
deverá ser realizado sob a supervisão de um profissional formado.
ƒƒ Observação: apresenta um conteúdo variado; observação da organização da
escola, das salas de aula e dos professores, da entrada, da saída e do intervalo dos
estudantes (recreio); das atividades da secretaria, da biblioteca, da sala de informática, do
diretor e do trabalho da Coordenação Pedagógica etc. O momento mais importante do
estágio é a observação em sala de aula, no contexto da escola, em que você apreende a
realidade do processo de ensino-aprendizagem em seus vários aspectos: o conteúdo, a
metodologia, o planejamento, as relações professor-aluno, aluno-aluno e as dificuldades
de aprendizagem. É o momento em que você deve exercitar sua visão crítica da prática
docente enquanto observa a atuação de professores durante a aula.
ƒƒ Participação: pressupõe a sua ação como estagiário em determinadas atividades,
como no auxílio à organização de eventos da escola, em reuniões com pais, festas,
eventos de ciências, correção de trabalhos, acompanhamento de estudantes com
dificuldades específicas, entre outras, em que atue como auxiliar de um docente.
ƒƒ Regência: concretiza-se nas aulas e nos projetos planejados e ministrados por você,
quando houver a possibilidade de praticar a condução da classe e de ter a visão e o
controle do processo todo – planejamento, execução e avaliação.

39
PEDAGOGIA
Serviço Social

4. DISTRIBUIÇÃO DA CARGA HORÁRIA DE ESTÁGIO

O quadro 1, a seguir, apresenta a distribuição ideal da carga horária de estágio


supervisionado, a qual deverá ser realizada de acordo com as modalidades de estágio
mencionadas (observação, participação e regência).

Quadro 1: distribuição da carga horária de estágio supervisionado


Disciplinas vinculadas ao estágio Carga horária exigida
Orientação e Práticas
100h
em Projetos na Infância
Orientação e Práticas de Projetos
100h
de Ensino Fundamental
Orientação em Supervisão Escolar
40h
e Orientação Educacional
Orientação e Prática de Gestão
da Educação em Ambientes 60h
Escolares e Não Escolares
TOTAL 300 horas

4.1 Informações específicas sobre cada estágio


A seguir são apresentadas as orientações específicas referentes ao local em que você
deve estagiar e o que você deve realizar nas instituições, de acordo com as modalidades de
estágio apresentadas anteriormente (observação, participação e regência), ou seja, onde e
como realizar a carga horária de estágio solicitada em cada disciplina.

40
PEDAGOGIA
Manual de Estágio

Orientação e Práticas em Projetos na Infância = 100h


As 100 horas de estágio devem ser realizadas em instituições de Educação Infantil. A
observação da prática pedagógica é o momento em que você observa in loco (sala de
aula e/ou outros espaços da instituição educativa) aspectos relevantes da organização do
trabalho didático.
Portanto, você deverá assistir às aulas e/ou atividades ministradas em instituições de
Educação Infantil, buscando vivenciar a aplicação prática de conceitos teóricos adquiridos
no curso de Pedagogia.
O ideal é que, se possível, você cumpra metade da carga horária com alunos de 0
a 3 anos e a outra metade com alunos de 4 a 5 anos, a fim de vivenciar as diferentes
realidades encontradas na Educação Infantil.
ƒƒ O estágio deve ser realizado com: professor com formação em Magistério, Normal
Superior ou Pedagogia que atua nas turmas de 0 a 5 anos, equivalente à creche e à
pré-escola.

Orientação e Práticas de Projetos de Ensino Fundamental = 100h


As 100 horas de estágio devem ser realizadas em instituições de Ensino Fundamental
– anos iniciais (1º ao 5º ano).
É importante observar a postura educacional dos professores, os objetivos da atividade,
o conteúdo das aulas, a metodologia utilizada, as formas de avaliação, as dificuldades
de ensino e aprendizagem, as relações entre professor-aluno, as relações entre
professor-equipe administrativa e a relação entre os estudantes.
Assim como na Educação Infantil, o ideal é distribuir a carga horária entre todos os
anos referentes ao Ensino Fundamental para ampliar sua experiência.
ƒƒ O estágio deve ser realizado com: professor com formação em Magistério, Normal
Superior ou Pedagogia que atua nas turmas do 1º ao 5º ano.

41
PEDAGOGIA
Serviço Social

Orientação em Supervisão Escolar e Orientação Educacional = 40h


ƒƒ Supervisão escolar – 10 horas: você deverá observar as atividades desenvolvidas
pelo supervisor escolar em Diretorias de Ensino e/ou Secretarias de Educação e/ou no
ambiente escolar.
O estágio deve ser realizado com: supervisor escolar (em alguns estados e municípios
é denominado supervisor de ensino, como na rede estadual de ensino do estado de São
Paulo).
A ação supervisora, desenvolvida nas escolas, deve ser essencialmente a de acompanhar
a atualização pedagógica e normativa, com especial atenção, em ambos os casos, aos
fundamentos determinados na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional.
Atenção! Caso você encontre dificuldades para cumprir o estágio de supervisão
escolar, é possível realizar esse estágio na escola, acompanhando o trabalho do
coordenador pedagógico.
ƒƒ Orientação educacional – 30 horas: você deverá observar as atividades
desenvolvidas pelo orientador educacional no ambiente escolar (ou coordenador
pedagógico, quando não houver orientador educacional).
O estágio deve ser realizado com: orientador educacional – pedagogo que atua na
orientação vocacional, no acompanhamento do rendimento escolar, da frequência, das
relações do aluno (com os colegas, os professores, a família) e de todas as questões que
dizem respeito ao seu bem-estar e ao desenvolvimento intelectual e emocional.

42
PEDAGOGIA
Manual de Estágio

Orientação e Prática de Gestão da Educação em Ambientes Escolares e Não


Escolares = 60h
ƒƒ Ambientes escolares – 40 horas: você deverá observar as práticas relacionadas à
gestão e/ou as rotinas administrativas das escolas (públicas preferencialmente).
O estágio deve ser realizado com: diretor de escola, vice-diretor ou assistente de
direção (ou, em último caso, o coordenador pedagógico ou professor-coordenador).
ƒƒ Ambientes não escolares – 20 horas: será solicitada uma atividade que valerá
20 horas de estágio.

Caso você pretenda realizar estágio supervisionado em escola de educação


especial (por exemplo, Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais – APAE), só
poderá validar 20% da carga horária total do seu estágio. A carga horária acima de
20% será desconsiderada.

Brinquedoteca
A Brinquedoteca é uma atividade que pode ser desenvolvida no polo, valendo 20 horas
de estágio (desde que você esteja em período de estagiar, ou seja, já tenha cursado a
disciplina Orientação e Práticas em Projetos na Infância ou esteja cursando atualmente).
Para que a atividade tenha validade para o estágio, será necessário providenciar:
ƒƒ Relatório da Brinquedoteca;
ƒƒ Ficha de CEE da Brinquedoteca;
ƒƒ Certificado da Brinquedoteca (que será oferecido pelo polo a todos os participantes).

43
PEDAGOGIA
Serviço Social

Atividade de Estágio de Gestão da Educação em Ambientes Não Escolares


Para que a atividade tenha validade para o estágio, será necessário providenciar e postar:
ƒƒ A atividade (Projeto de Intervenção Educativa em um ambiente não escolar).
ƒƒ Ficha de CEE da Atividade.

5. DOCUMENTOS E PROCEDIMENTOS

Para realizar e comprovar seu estágio supervisionado, você deverá providenciar um


conjunto de documentos legais, os quais estão disponíveis no AVA Blackboard.
Não se esqueça de conferir todas as assinaturas e os carimbos exigidos em cada
documento.

a) O primeiro passo para iniciar o estágio é se dirigir à unidade escolar na qual pretende
estagiar e se apresentar ao responsável como estudante da UNIP.
b) Solicitar a autorização para realizar o estágio supervisionado na instituição,
apresentando a Carta de Credenciamento devidamente preenchida. Esse documento
apresenta o estudante ao responsável pela Instituição Concedente (deverá ser entregue
devidamente preenchida ao gestor da escola).
c) Caso o responsável pela instituição aceite que você realize estágio na unidade escolar,
providencie os seguintes documentos:
ƒƒ Termo de Convênio (Acordo de Cooperação): esse documento não é obrigatório,
desde que a Instituição Concedente do Estágio aceite o modelo de Termo de
Compromisso da UNIP.
ƒƒ Termo de Compromisso: registra o compromisso firmado entre o educando, a parte
concedente do estágio e a instituição de ensino.
ƒƒ Plano de Atividade: apresenta as principais informações referentes ao estágio que
você pretende realizar e as atividades que pretende desenvolver.

44
PEDAGOGIA
Manual de Estágio

d) Além disso, durante a vigência do estágio, deverá providenciar:


ƒƒ Relatórios semestrais da instituição e do aluno estagiário: apresenta seu relato sobre
a vivência do estágio e do gestor da instituição na qual você estagiou, informando como
foi sua participação.
ƒƒ Fichas de Coordenadoria de Estágios em Educação (CEE): expõem as informações
diárias referentes à realização do estágio.

Conforme a Resolução CNE/CP nº 02/2002, “os alunos que exerçam atividade docente
regular na Educação Básica poderão ter redução da carga horária do Estágio Curricular
supervisionado”.
Assim, a redução de carga horária de estágio por tempo de docência em escolas de
educação básica, obrigatoriamente, dependerá de comprovação mediante documento
oficial (“Declaração de Docência” redigida em papel timbrado), expedido pela(s) escola(s)
ou pelo órgão competente, com firma reconhecida da assinatura do responsável pela
instituição de ensino.
Na declaração, deve estar textual e devidamente explícito que você trabalha e/ou
trabalhou na instituição de ensino como professor (docente/regente de sala) e também
as datas de início e término da atuação. Sem essas informações, o documento não será
validado ou aceito pela Coordenadoria de Estágios de Educação (CEE).
Ao iniciar o estágio, comunique seu professor orientador que você ministra e/ou
ministrou aula em escola de educação básica. Ele irá orientá-lo adequadamente com
relação à redução de estágio por tempo de experiência docente.
Caso você tenha a oportunidade de realizar estágio remunerado em escola de Educação
Básica, poderá aproveitar a carga horária para o estágio curricular supervisionado, desde
que você esteja no período de realizar estágio (a partir do 4º semestre), que as atividades
realizadas sejam compatíveis com o Estágio Curricular Supervisionado Obrigatório e desde

45
PEDAGOGIA
Serviço Social

que você providencie a documentação solicitada.


Nesse caso, você deverá providenciar o Contrato de Estágio Remunerado (entrando em
contato com a UNIP Interativa para tal solicitação) e apresentar uma Declaração de Estágio
Remunerado (documento em papel timbrado da instituição concedente, atestando que
você se encontra em sala de aula na condição de auxiliar, contendo o nome e a titulação do
professor regente). Além disso, será necessário providenciar também os demais documentos
de estágio (Relatórios Semestrais e Fichas de Coordenadoria de Estágios em Educação).

6. ENTREGA DOS DOCUMENTOS DE ESTÁGIO

a) Postagem semestral: postar os documentos relacionados a seguir no final de cada


semestre, desde que esteja realizando estágio (postar todos os documentos em um único
arquivo).
ƒƒ Termo de Compromisso/Plano de Atividade: deve estar assinado pela UNIP para ter
validade.
ƒƒ Contrato de estágio remunerado: caso tenha realizado estágio remunerado em
escola de educação básica.
ƒƒ Relatórios semestrais da instituição concedente e do aluno.

b) Postagem final: postar os documentos relacionados a seguir no 6º semestre, desde


que tenha realizado a carga horária total de estágio (300h) e providenciado a respectiva
documentação (postar todos os documentos em um único arquivo):
ƒƒ Fichas de Coordenadoria de Estágios em Educação (CEE).
ƒƒ Declaração de docência: caso tenha atuado como docente na educação básica.
ƒƒ Declaração de estágio remunerado: caso tenha realizado estágio remunerado em
escola de educação básica.

46
PEDAGOGIA
Manual de Estágio

As postagens devem ser realizadas no sistema da UNIP Interativa. Os períodos e os


procedimentos de postagem serão divulgados por meio de aviso no AVA Blackboard.
Caso você não consiga providenciar toda a documentação de estágio até o 6º período
letivo do curso, proceda da seguinte forma:
ƒƒ Guarde a documentação de estágio consigo;
ƒƒ Fique atento ao período de matrícula em regime de Dependência (DP) e providencie
sua matrícula junto à Secretaria Virtual (AVA Blackboard) no semestre em que desejar
entregar o estágio;
ƒƒ Acesse o AVA Blackboard para verificar as orientações atualizadas referentes aos
procedimentos e aos períodos de postagem dos documentos de estágio;
ƒƒ Termine o estágio e poste os documentos na forma e no período estipulados.

7. ATRIBUIÇÕES DO ESTAGIÁRIO, DO PROFESSOR ORIENTADOR E


PROCESSO AVALIATIVO
7.1 Atribuições do estagiário
I – Consultar o material pedagógico de orientação (manuais e videoaulas), bem como os
avisos com as definições de prazos e os procedimentos relacionados ao estágio;
II – Providenciar toda a documentação exigida para a realização do estágio e realizar as
atividades programadas;
III – Entrar em contato com professor orientador de estágio frequentemente e seguir
suas indicações;
IV – Cumprir a carga horária estabelecida para o estágio, respeitando o período definido
para a sua realização;
V – Executar com zelo todas as atividades que lhe forem atribuídas e guardar sigilo
profissional de todos os assuntos pertinentes ao campo de estágio;
VI – Manter um comportamento ético na realização das tarefas previstas para o estágio;
VII – Apresentar os documentos de estágio de acordo com os prazos e os procedimentos
exigidos pela UNIP Interativa.

47
PEDAGOGIA
Serviço Social

7.2 Atribuições do professor orientador de estágio


I – Orientar e acompanhar o desenvolvimento das atividades do estudante durante a
realização do Estágio Curricular Supervisionado, sanando as dúvidas sobre o andamento
do seu estágio;
II – Manter contato com a instituição concedente de estágio sempre que se fizer
necessário;
III – Indicar fontes de consulta para orientar os estagiários a encontrar soluções e
explicações para os problemas encontrados no transcorrer de suas atividades;
IV – Avaliar o desempenho dos estagiários, em conformidade com os critérios estabelecidos
(descritos a seguir, no item 7.3);
V – Desempenhar as demais atividades decorrentes da atuação profissional.

7.3 Processo avaliativo


O professor orientador levará em consideração, principalmente:
I – Coerência e aplicabilidade do Plano de Atividades;
II – Pontualidade e assiduidade do estudante em seus compromissos, tanto com a
instituição concedente como com a UNIP Interativa;
III – Coerência e consistência dos relatórios semestrais;
IV – Cumprimento das atividades em conformidade com as orientações recebidas pelo
estudante, de modo a resguardar com ênfase o que concerne ao cumprimento da legislação
vigente;
V – Postagem adequada da documentação de estágio.

48
PEDAGOGIA
Manual de Estágio

Não é atribuída nota para o estágio, entretanto, após a avaliação, você terá o material
aceito (APROVADO) ou recusado (REPROVADO). É considerado aprovado o estagiário que
tenha cumprido a carga horária estabelecida, postado a documentação adequada conforme
cronograma definido pela UNIP Interativa e que tenha obtido desempenho satisfatório
nas atividades orientadas e avaliadas pelo professor orientador, com base nos critérios
estabelecidos.
No caso de reprovação, por qualquer motivo, o estudante deve renovar sua matrícula
na disciplina de estágio, atender às recomendações disponibilizadas pelo professor que
efetuou a correção do estágio e as orientações contidas nos avisos postados no AVA.

49
SERVIÇO SOCIAL

1. JUSTIFICATIVA

Ao respaldarmo-nos na Lei nº 11.788 (25/09/2008), que trata sobre a legitimidade do


estágio em âmbito nacional e engloba a todos os cursos legalmente instituídos, estágio é:
Art. 1º Estágio é ato educativo escolar supervisionado, desenvolvido no ambiente
de trabalho, que visa à preparação para o trabalho produtivo de educandos que
estejam frequentando o ensino regular em instituições de educação superior, de
educação profissional, de ensino médio, da educação especial e dos anos finais do
ensino fundamental, na modalidade profissional da educação de jovens e adultos.

§ 1º O estágio faz parte do projeto pedagógico do curso, além de integrar o itinerário


formativo do educando.

§ 2º O estágio visa ao aprendizado de competências próprias da atividade profissional


e à contextualização curricular, objetivando o desenvolvimento do educando para
a vida cidadã e para o trabalho.

Logo, observa-se que estágio é o momento que o educando, portanto, não podendo
ser considerado como profissional, tem a possibilidade de entender e vivenciar a prática
da profissão, preparando-o. Nesse período, o discente transporta a teoria em vivência,
potencializando sua formação, ao qual é posto a apresentação para este atribuições e/ou
competências inerentes à profissão.
Para identificarmos as peculiaridades existentes na execução do estágio em Serviço
Social, respaldamo-nos na Resolução CFESS nº 533 (29/09/2008) que “Regulamenta a
SUPERVISÃO DIRETA DE ESTÁGIO no Serviço Social”.
Art. 5º A supervisão direta de estágio de Serviço Social deve ser realizada por
assistente social funcionário do quadro de pessoal da instituição em que se ocorre o
estágio, em conformidade com o disposto no inciso III do artigo 9º da Lei 11.788, de
25 de setembro de 2008, na mesma instituição e no mesmo local onde o estagiário
executa suas atividades de aprendizado, assegurando seu acompanhamento
sistemático, contínuo e permanente, de forma a orientá-lo adequadamente.

Como se observa, o local de seu estágio deve contar com um técnico formado em
Serviço Social legalmente contratado e apto para exercer a profissão, como também
acompanhá-lo de maneira direta, ou seja, estando no mesmo espaço, pois, não havendo tal
situação, o estágio pode ser considerado irregular.

50
SERVIÇO SOCIAL
Manual de Estágio

Toda organização privada ou pública, que tenha em seu quadro de colaboradores


assistente social pode abrir vagas para estagiários em Serviço Social, desde que siga as
seguintes orientações da resolução CFESS nº 533 (29/09/2008):
Art. 2º Parágrafo único. Para sua realização, a instituição campo de estágio
deve assegurar os seguintes requisitos básicos: espaço físico adequado, sigilo
profissional, equipamentos necessários, disponibilidade do supervisor de campo
para acompanhamento presencial da atividade de aprendizagem, dentre outros
requisitos, nos termos da Resolução CFESS nº 493/2006, que dispõe sobre as
“condições éticas e técnicas do exercício profissional do assistente social”.

O supervisor de campo tem grande participação na formação do educando, pois de


acordo com a Resolução CFESS nº 533 (29/09/2008) “Art. 6º Ao supervisor de campo cabe
a inserção, acompanhamento, orientação e avaliação do(a) estudante no campo de estágio
em conformidade com o plano de estágio”, logo, é de fundamental importância o técnico
preparar o estágio para o discente, por tal razão há a necessidade da elaboração do plano de
estágio e de acordo com a mesma resolução mencionada anteriormente temos a indicação
para sua construção:
Art. 4º II aos supervisores acadêmico(a) e de campo e pelo(a) estagiário(a) construir
plano de estágio onde constem os papéis, funções, atribuições e dinâmica processual
da supervisão, no início de cada semestre/ano letivo.
2. OBJETIVOS

2.1 Geral
Tem por finalidade promover o pleno desenvolvimento do educando, de seu preparo
para o exercício da cidadania, sua qualificação e habilitação para a realidade do trabalho.
de do trabalho.

2.2 Específicos
ƒƒ Capacitar o educando para atuar de maneira crítica às expressões da questão social;
ƒƒ Proporcionar ao educando vivência da profissão para saber planejar, executar,
monitorar e avaliar ações para o enfrentamento das expressões da questão social, por

51
SERVIÇO SOCIAL
Serviço Social

meio de políticas sociais, ações privadas, de organização da sociedade civil, movimentos


sociais, entre outros;
ƒƒ Dotar o educando de formação intelectual, visão crítica e multicultural, competente
em sua área de atuação, com capacidade de inserção criativa e propositiva no conjunto
das relações sociais e no mercado de trabalho, já que a realidade é dinâmica;
ƒƒ Conciliar os valores e os princípios norteadores do Código de Ética do assistente
social ao fazer profissional;
ƒƒ Habilitar o educando a intervir na relação direta com a população usuária de
serviços sociais, priorizando minimizar as relações de desigualdades existentes na
sociedade capitalista;
ƒƒ Formar um profissional generalista, com competências teórica, metodológica e
política; referenciado no conhecimento das Ciências Sociais, com capacidade de análise
crítica e propositiva nos diversos espaços socioinstitucionais.

3. METODOLOGIA DE AVALIAÇÃO E MONITORAMENTO

O educando será avaliado pela IES (Instituição de Ensino Superior) por meio da apresentação
dos instrumentais citados nos anexos do Manual – Orientações de Estágio Curricular
Supervisionado. Dessa maneira, antes do início das atividades de estágio propriamente
dito, é necessário que o estudante providencie o preenchimento e a assinatura de alguns
documentos e formulários que comprovarão o vínculo com a instituição concedente do
estágio, que são:
1. Carta de Credenciamento;
2. Acordo de Cooperação + Termo de Compromisso + Plano de Atividades;
3. Informar o local: endereço e contato do campo de estágio, e do nome do Supervisor
de Campo com seu contato e número de registro no CRESS ao Supervisor Acadêmico para
encaminhamento ao CRESS de referência do campo de estágio.

52
SERVIÇO SOCIAL
Manual de Estágio

Após firmada a parceria com o campo de estágio, o educando em conjunto com o


supervisor de campo e supervisor acadêmico elaboram o Plano de Estágio.
Todo o material deverá ser elaborado em três vias, sendo uma via digitalizada e postada
no sistema de postagem de estágio (no período de entrega dos portfólios), somente após
aprovação via sistema, o educando deverá entregar uma via no polo; uma ficará com o
educando e a última com a instituição de campo de estágio. Essa documentação deverá
ser encadernada por semestre, mesmo que o estágio seja totalmente realizado em um
semestre, devido ao fato de o acadêmico ter deixado para realizar o estágio somente no
último semestre do curso.
Sugestão de Plano de Estágio:
Disciplinas Carga horária Objetivo (exemplo) Atividade (exemplo)

4º Período Conhecer a Levantamento do organograma,


organização na qual fluxograma, papéis funcionais
Observação
50h está estagiando e a do assistente social e da relação
Orientada
atuação do profissional dele com a equipe, visando ao
de Serviço Social diagnóstico socioinstitucional

Acompanhamento em
atendimentos individuais e
5º Período coletivos, preenchimento de
Supervisão documentos, participação
do Estágio 120 Vivenciar a atuação em reuniões com equipe,
Acadêmico profissional encaminhamento para redes
de assistência social, com
ênfase na execução de projetos
e processos profissionais já
existentes

53
SERVIÇO SOCIAL
Serviço Social

Elaborar relatórios dos


atendimentos aos usuários
Desenvolver
6º Período da instituição concedente,
habilidades técnicas
Supervisão de participar da elaboração e da
operativas do
Intervenção 140 execução de projetos sociais
profissional de
Profissional a partir da vivência prática de
Serviço Social
conteúdos e conhecimentos
abordados durante as
disciplinas
Compreender a
complexidade da
questão social, dos
instrumentos técnicos-
Mediação nas relações de
operativos dos
7º Período gênero, nas características
conhecimentos e das
Supervisão étnico-raciais e nas formações
habilidades históricas
da Formação 140 regionais, colocando em causa
e socialmente
Profissional as relações entre os segmentos
construídas, e
da sociedade civil e o poder
reconhecidos como
estatal
parte da força
de trabalho do
profissional assistente
social

54
SERVIÇO SOCIAL
Manual de Estágio

4. CONCLUSÃO

Os cursos de graduação oferecidos pela UNIP se caracterizam pelo compromisso de


integrar o ensino com a pesquisa e promover a extensão, visando à formação de sujeitos
autônomos, responsáveis e profissionalmente competentes para responder aos desafios da
realidade atual, bem como exercitar sua criticidade.
O momento do estágio deve permitir ao aluno identificar a profissão que realizará de
maneira prática, trazendo o embasamento teórico para o cotidiano profissional neste
período de formação em sua prática, como relata Maria Lucia Rodrigues.
A prática profissional é complexa. Essa complexidade é política, organizativa,
subjetiva, interventiva. Abarca dificuldades, limites e o fato de que certas situações,
contextos, circunstâncias, realidades não são confortáveis, conformáveis, domáveis,
como geralmente gostaríamos que fossem.

Complexidade e Prática do Serviço Social – sentido e validade. Texto disponível em:


http://www.pucsp.br/nemess/links/artigos/marialucia1.htm.

55