Вы находитесь на странице: 1из 17

Organizando eventos

que engajam:
Táticas e estratégias para para criar
experiências memoráveis e duradouras
Organizando eventos que engajam Compartilhe essas dicas :-)

SUMÁRIO

Sumário����������������������������������������������������������������������������������������������������������� 2 Realizando ações pré-evento�������������������������������������������������������������� 9


Introdução����������������������������������������������������������������������������������������������������� 3 Envolvendo todos stakeholders�������������������������������������������������������� 10
O que você irá aprender neste e-book���������������������������������������������� 3 Escolhendo um facilitador����������������������������������������������������������������� 10
O que é o tal do engajamento?���������������������������������������������������������������� 4 E, afinal, como se mede engajamento?����������������������������������������������� 11
Construindo uma estratégia para engajar������������������������������������������� 6 Alinhando métricas e objetivos��������������������������������������������������������� 12
O engajamento e táticas aplicáveis ao evento����������������������������������� 8 Aproveitando os dados de eventos passados�������������������������������� 12
Construindo uma comunidade������������������������������������������������������������ 8 Construindo suas métricas de engajamento������������������������������������� 14
Estruturando a programação�������������������������������������������������������������� 8 Avaliando o comportamento dos participantes����������������������������� 14
Infraestrutura e local de realização���������������������������������������������������� 9 Conclusão����������������������������������������������������������������������������������������������������� 16
Empregando tecnologia����������������������������������������������������������������������� 9 Sobre a moblee������������������������������������������������������������������������������������������ 17

2
Promovendo e medindo o engajamento nos seus eventos Compartilhe essas dicas :-)

INTRODUÇÃO

E O que você irá aprender neste e-book


ngajamento talvez seja um termo tão popular quanto difícil de
explicar. Realize o exercício mental de tentar defini-lo para si
mesmo e é provável que você acabe chegando à mesma conclu-
são. A despeito disso, seu valor já está imbuído na mente e no dia a dia O que é engajamento, quais componentes cognitivos que o
de indivíduos de diversos segmentos. Nos últimos tempos, “engajar a compõem, e como estimulá-lo;
audiência” se tornou o Santo Graal dos objetivos de profissionais de
marketing e eventos, por mais vago e impreciso que soe. Táticas e estratégias que te ajudarão a fomentar o engajamento
no seu evento, a partir de mais interação e cocriação;
Se a ideia é despender tempo e dinheiro o fomentando, é fundamen-
tal que saibamos responder duas questões bastante triviais: o que o Descubra como medir o engajamento, criando métricas para
caracteriza o engajamento e qual a sua utilidade prática. Apesar de sua cada uma das ações.
objetividade, não existe uma resposta definitiva capaz de contem-
plar cada uma dessas dúvidas. Pelo contrário, existem centenas, talvez Compreenda se os resultados das suas ações de fomento ao
milhares de respostas perfeitamente válidas. engajamento estão alinhadas aos objetivos do evento;

Neste e-book buscaremos desmistificar tais questões, para que você


seja capaz de chegar às conclusões mais adequadas e cabíveis à realida-
de individual do seu evento e das suas necessidades. De antemão, va-
mos deixar aqui uma pista do que está por vir: engajamento é realmente
um tema muito importante e pode fazer maravilhas para o seu evento!

Bom proveito :-)

3
Organizando eventos que engajam Compartilhe essas dicas :-)

O QUE É O TAL DO
ENGAJAMENTO?

E
ngajamento é uma das palavras da vez entre diversos organi- Cognição: também referida como imersão, diz respeito a quanto um
zadores de eventos. O termo, cuja definição costuma aglutinar participante está focado e envolvido com o que é apresentado a ele.
outros conceitos, como o envolvimento, a interação e a in-
fluência de algo perante alguém, já é praxe na indústria e, ao mesmo Emoção: corresponde à paixão e entusiasmo do participante em
tempo, tem sido posicionado como um dos objetivos centrais em relação aquilo que ele está vivenciando.
eventos de todos os formatos e escopos. Apesar de tudo isso, poucos
sabem realmente precisar o que é o tal do engajamento. Comportamento: tratam-se das ações executadas pelo participan-
te em decorrência do seu próprio engajamento com algo.
A literatura disponível sobre o tema costuma afirmar que o engaja-
mento é um estado psicológico que ocorre a partir de um senso de Em resumo, quando você estiver organizando um evento, poderá cor-
cocriação. Em outras palavras, no contexto de um evento, sua origem relacionar o nível de engajamento dos seus participantes avaliando os
é estabelecida quando o participante se percebe, de alguma forma, estímulos disponíveis nessas três diferentes áreas. Além disso, é im-
auxiliando na construção do evento em que participa. Para que isso portante estar ciente que, normalmente, o engajamento parte de dois
ocorra, a literatura também propõe que o engajamento ocorre a partir elementos fundamentais:
da intersecção de três áreas distintas:

4
Organizando eventos que engajam Compartilhe essas dicas :-)

O sujeito: em eventos, diz respeito ao participante;

O objeto: o conteúdo, a marca ou a própria organização.

A interação entre esses dois elementos tem como resultado o enga-


jamento. Ainda que essa seja uma explicação bastante direta, não é
capaz de contemplar outras nuances que são características e particu-
lares de eventos, como o engajamento decorrente da interação entre
diferentes sujeitos. É comum, inclusive, que o relacionamento constru-
ído entre participantes, na forma de networking, seja justamente um
dos principais catalisadores de engajamento em um evento.

Do ponto de vista do organizador, a ênfase costuma ser na cocriação


como agente promotora de engajamento. A noção de estar participan-
do da construção de algo maior, somada a interação com participantes
ou palestrantes, amplia o nosso envolvimento com certo evento,
fazendo-nos sentir engajados. Ainda que, em teoria, tudo isso pare-
ça incrível, sua execução demanda bastante planejamento, atrelado
ao uso das ferramentas corretas e de uma compreensão acurada dos
interesses do seu público.

Se você quiser se aprofundar mais sobre como o networking


pode aumentar o engajamento no seu evento, confira o nos-
so e-book “Potencializando o networking no seu evento”.

5
Organizando eventos que engajam Compartilhe essas dicas :-)

CONSTRUINDO UMA
A
maneira como eventos são organizados mudou de maneira
considerável nos últimos anos, e o foco cada vez maior em

ESTRATÉGIA PARA
engajamento tem feito com que a fase de planejamento se
torne decisiva para seu sucesso. Em suma, eventos são experiências
que ocorrem fora do dia-a-dia habitual dos seus participantes, ofere-
ENGAJAR cendo oportunidades de interação únicas. É provável que hoje o princi-
pal benefício e diferencial oferecido pelos eventos enquanto experiên-
cia é a possibilidade de cocriação.

Nesse contexto, envolver os participantes em todas as etapas, do pré


ao pós-evento, tornou-se um dos principais elementos de fomento ao
engajamento. Além disso, ao invés de uma abordagem convencional,
que incentiva uma relação de cima para baixo, encorajar um contato
bidirecional, onde as duas partes conversem de igual para igual, for-
talece o senso de comunidade e pertencimento, não apenas nos
participantes, mas também nos painelistas e na própria organização.

Se você realmente tem a intenção de potencializar o engajamento no


evento, não deve tentar fazê-lo como um mero adendo, e sim pensan-
do nele como um componente fundamental da sua estratégia, refle-
tindo desde cedo sobre as ações viáveis. Para que tudo isso se torne
possível, é importante conceber a sua estratégia partindo das pergun-
tas certas. A seguir, confira alguns questionamentos possíveis:

A seguir, confira exemplos de respostas possíveis para cada uma das


perguntas propostas. Lembre-se que esses são apenas exemplos, e
você deverá ajustar as perguntas e suas respectivas respostas à realida-
de do seu evento.

6
Organizando eventos que engajam Compartilhe essas dicas :-)

P. Quais são os objetivos do evento? Durante o evento: evitando que os participantes passem mais de
20 minutos sem poder interagir ativamente com outros participan-
R. Reunir representantes dos times de marketing de empresa de tes ou painelistas.
tecnologia, em torno de palestras e de uma feira de negócios.
Depois do evento: incentivar que as conversas iniciadas durante o
P. Quais são os seus stakeholders (todos aqueles que influen- evento prossigam a partir do aplicativo oficial do evento ou grupos
ciam ou são inflenciados pelo seu evento, sejam indivíduos ou em mídias sociais.
instituições)?
P. Quais podem ser as barreiras para o engajamento?
R. Empresas de tecnologia, agências de marketing e profissionais
de marketing. R. Não ser capaz de reunir pessoas realmente alinhadas com o perfil
do evento. Construir a programação a partir de palestras que não
P. Como você garantirá que as pessoas tenham interesse em incentivem devidamente a interação entre participantes.
participar do seu evento?
P. A tecnologia pode ajudá-lo a superar essas barreiras? Como?
R. A partir do investimento em mídia paga e canais de divulgação or-
gânicos, como blog, mídias sociais e afins. Empresas parceiras e expo- R. A tecnologia pode servir como uma facilitadora, permitindo que os
sitores também poderão ser utilizados como canal de divulgação. participante interajam desde antes do evento, enviem perguntas aos
painelistas mesmo quando não se sentirem confortáveis em falar ao
P. Como mais engajamento poderá ajudar você a alcançar os microfone e dêem prosseguimento às discussões de maneira remota.
objetivos do evento?

R. Auxiliando a reunir influenciadores da indústria, dispostos a cons-


truir conhecimento a partir do fomento de novos relacionamentos e
partindo de pontos de vista diversos.

P. Em quais momentos do evento e como será possível fomen-


tar o engajamento?

R. Antes do evento: solicitando sugestões de palestrantes e for-


matos de programação diferenciados.

7
Organizando eventos que engajam Compartilhe essas dicas :-)

O ENGAJAMENTO E TÁTICAS
APLICÁVEIS AO EVENTO

A Estruturando a
partir da construção de estar em contato com indivíduos com o seu evento, ajustando-os
uma estratégia de re- desempenhando funções seme- de maneira a promover mais in-
ferência, existem uma lhantes é sempre uma experiên-
programação teração, cocriação e networking.
série de táticas que podem ser cia potencialmente inspiradora. Criando o seu evento a partir
associadas a ela e que tendem a dessa lógica permitirá que todas
A partir de uma mentalidade
potencializar os níveis de enga- Um dos possíveis benefícios do as partes envolvidas obtenham
cada vez mais popular entre or-
jamento no seu evento. Confira estímulo dessas trocas é a possi- mais dele, contanto que desejem
a seguir alguma dicas, avaliando ganizadores, eventos devem ser
bilidade de criação de uma co- se envolver de maneira mais ativa.
quais deles podem ser aplicadas encarados como experiências
munidade composta pelos parti-
ao seu evento. que estimulem um senso de reci-
cipantes do evento, interessados Em termos de networking e enga-
procidade entre todas as partes
pelos mesmos temas e dispostos jamento, um dos principais equívo-
envolvidas. Nesse sentido, mais
Construindo uma a construir e compartilhar conhe- do que organizar um evento para cos cometidos por organizadores
comunidade cimento uns com os outros. os seus participantes, deve-se é criar uma programação muito
tentar construí-lo com eles. Ao apertada, onde uma série de pe-
Nesse cenário, ferramentas e organizar um evento, na medida quenos atrasos podem acabar
Para muitos, participar de um ações capazes de incentivar e do possível, tente abstrair um comprometendo a agenda. Nes-
evento configura uma opor- facilitar a formação dessas co- pouco suas ambições de escala ses casos, é comum que coffee
tunidade única para interagir munidades são mais do que bem- (quantidade de participantes ou breaks, espaços de networking,
presencialmente com seus pa- -vindas. Espaços de networking extensão da programação), focan- perguntas e respostas ou de inte-
res de determinada indústria. durante evento, painelistas do na qualidade do oferecido. ração em geral sejam os primeiros
Mesmo que uma pessoa atenda abertos à troca entre eles e sua a serem eliminados. Busque cons-
a um evento apenas como re- audiência, comunidades online Pense em todos os pontos de truir uma agenda menos acelera-
presentante de sua empresa, e aplicativos para eventos com interação que participantes, pa- da, com uma maior quantidade de
sem maiores pretensões de recursos de interação são exem- trocinadores, expositores, apoia- “respiros” e menos sujeita a danos
preencher demandas pessoais, plos de táticas de fomento. dores e painelistas possam ter por conta de atrasos.

8
Organizando eventos que engajam Compartilhe essas dicas :-)

Infraestrutura e local sua visão. Ao mesmo tempo, se a to. A solução deve ser escolhida possam auxiliar os participantes
ideia é incentivar conversas entre a partir de razões válidas e como em casos de dúvida, e quando ne-
de realização a audiência, dispor as cadeiras em parte de uma estratégia sólida. cessário, dispor de membros do
fileiras, como em teatros, pode É, da mesma forma, fundamental staff para auxiliar em tarefas de
não ser a solução mais adequada. que tenha apelo junto à audiência moderação e administração das
Você provavelmente já deve ter e seja fácil de usar, do contrário, tecnologias utilizadas enquanto o
participado de um evento onde as poderá acabar sendo ignorada.
Se a ideia for incentivar o uso de evento acontece.
salas usadas nos painéis estavam
um aplicativo oficial para a intera-
abarrotadas de gente, a ponto da Caso você opte por tecnologias
experiência se tornar incômo-
ção entre participantes ou para o Realizando ações
envio de perguntas aos palestran- que dependam de compatibilida-
da. Em outros momentos, você
tes, certifique-se de oferecer uma de com os dispositivos dos seus pré-evento
já deve ter presenciado situações participantes, certifique-se que
conexão de internet confiável
onde o microfone não funciona a solução seja capaz de servir a
aos participantes. Ainda que hoje
propriamente, o layout empre- maioria. No mercado de smar- Quanto mais sucesso você con-
muitos já disponham de planos
gado propicia um mau aproveita- tphones existe uma fragmenta- quista ao criar um certo buzz em
de internet robustos o suficiente,
mento do espaço, ou as cadeiras ção entre plataformas, dentre torno do seu evento, mantendo
nem sempre isso será regra, e tal-
são simplesmente desconfortá- as quais destaca-se o duopólio sua audiência interessada e curio-
vez certas operadoras ainda não
veis. Em todos esses casos, esses formado pelo Android, oferecido sa pelo que está por vir, maior ten-
cubram bem o local.
problemas talvez tenham te distra- pelo Google e utilizado por diver- de a ser o potencial de engajamen-
ído do que realmente importa ou, sos fabricantes, e o iOS, disponí- to durante o próprio evento. Essa
na pior das hipóteses, te fizeram Empregando vel apenas em dispositivos Apple. também é uma ótima maneira de
até mesmo abandonar o painel. tecnologia Oferecer suporte a ambos é o ditar o humor e o tom que será
mínimo esperado. empregue no evento em si, ali-
O arranjo do espaço, por si só, já nhando as expectativas com a sua
pode causar um grande impacto Em tempos onde todos temos E, no mais, não se esqueça de audiência para que todos saibam
nos níveis de atenção da audi- acesso imediato à internet a partir testar a fundo as soluções esco- o que esperar, evitando eventuais
ência. Imagine estar assistindo a de smartphones que estão sem- lhidas, certificando-se que elas frustrações decorrentes de uma
uma palestra interessante, mas pre à nossa disposição, o uso da funcionem propriamente e apre- comunicação desalinhada.
estando distante demais e sem o tecnologia adequada como forma sentem boa usabilidade. É impor-
apoio visual de um telão, ou com de fomento ao engajamento pode tante também garantir treina- Explique à sua audiência o que
uma grande coluna obstruindo ser um passo vital para o seu even- mento ao seu time, para que eles ela pode esperar, porque deve se

9
Organizando eventos que engajam Compartilhe essas dicas :-)

empolgar e o que ela deve fazer muitos deles acabem não aprovei- jando e acordos claros e bem Em suma, a ideia é que eles re-
para, mais do que apenas partici- tando plenamente o investimento amarrados tendem a evitar que forcem o tom pretendido, os
par do evento, ajudar a construí-lo. realizado, vislumbrando um baixo problemas como esse aconte- propósitos desejados e como os
Crie um espaço virtual para que os retorno, e minando o interesse çam. No mais, sempre incentive participantes poderão tirar o má-
interessados possam compartilhar em patrocinar futuras edições. que seus patrocinadores e expo- ximo de proveito de toda a experi-
suas expectativas e, desde já, criar sitores, na medida do possível, ência. Uma das competências mais
conexões que poderão ser con- Além disso, marcas que inves- adotem abordagens mais criati- importantes de um facilitador é
solidadas durante o evento. tem no patrocínio de eventos vas e interativas, sem destoar do quão capaz ele é de fazer uma
costumam ter como um de seus tom e escopo do evento. leitura acurada da sua audiên-
Além disso, é interessante que, principais desafios se destacar na cia. Isso é fundamental pois uma
memória dos participantes. Para postura muito efusiva pode in-
mais do que apenas fornecer um Escolhendo um
espaço pra que essas conversas tanto, construir experiências dife- comodar plateias mais retraídas,
se desenrolem, representantes renciadas, que fujam do contato a facilitador enquanto uma abordagem contida
da organização também possam partir de estandes convencionais, pode não surtir o efeito desejado
participar de maneira ativa, facili- costuma ser uma aposta certeira. em públicos mais ativos.
tando as interações e responden- Nos últimos tempos, o posto que
do eventuais dúvidas. Viabilizar essas experiências, pode costumava ser ocupado por um
gerar bons frutos para os partici- mestre de cerimônias em muitos
pantes, que contarão com novos casos passou a ser destinado a um
Envolvendo todos pontos de interação no evento. profissional que é frequentemen-
stakeholders Contudo, para que isso possa te chamado de facilitador. Talvez
acontecer, a colaboração e incenti- se trate apenas de uma simples
vo da organização são necessários. mudança de nomenclatura, mas
Muitos organizadores acabam a mudança de postura e aborda-
focando apenas na interação Naturalmente, é importante gem decorrentes é, certamente,
entre participantes e entre es- tomar cuidado para que as ações bastante marcante e representa-
ses e palestrantes e painelistas, de empresas que tenham adqui- tiva. Eles servirão como um fio
ignorando completamente uma rido cotas de patrocínio menores condutor do evento, permeando
das pontas: seus patrocinadores e não acabem eclipsando outras parte da programação e fazendo
expositores. Isso é particularmen- que tenham realizado um inves- a linha de frente da organização
te grave pois pode fazer com que timento maior. Um bom plane- perante a audiência.

10
Organizando eventos que engajam Compartilhe essas dicas :-)

E, AFINAL, COMO SE MEDE


ENGAJAMENTO?

C
ompreender de maneira concreta o que é engajamento e quais Analisando seus eventos de maneira mais objetiva e orientada a mé-
os mecanismos que podem auxiliar a fomentá-lo no seu evento tricas, será possível extrair informações que permitirão que você ava-
é, sem dúvidas, fundamental. Tão importante quanto, contudo, lie quais ações têm se provado efetivas e quais não. Determinar com
é ser capaz de medir de maneira concreta a efetividade das suas maior certeza o que é realmente efetivo e onde despender mais tem-
ações, monitorando se o evento, de fato, tem sido capaz de engajar os po e dinheiro, com o tempo, o transformarão em um profissional de
seus participantes. Mas como medir algo que, aparentemente, é tão eventos mais experiente e assertivo.
subjetivo e atrelado a percepção individual de cada indivíduo?
No mundo competitivo da organização de eventos, clientes deman-
Ao mesmo tempo, ainda que consigamos determinar que certo evento dam cada vez mais de organizadores e agências, nesse cenário, ser
apresentou um elevado nível de engajamento, é também necessário capaz de analisar os resultados, mostrando evidências concretas dos
avaliar se esses ganhos se refletem em benefícios práticos para os resultados entregues é de suma importância. Para que isso seja pos-
diferentes agentes responsáveis pela sua construção, como a própria sível, é importante compreender que a medição de engajamento não
organização ou mesmo por seus patrocinadores e apoiadores. Em pode ser feita repentinamente após o fim do evento. Ao invés disso,
suma, como provar que os investimentos em ações promotoras de tudo deve ser planejado com a devida antecedência, do contrário,
engajamento são capazes de gerar um retorno concreto? é improvável que métricas precisas possam ser extraídas.

11
Organizando eventos que engajam Compartilhe essas dicas :-)

Confira a seguir o checklist que preparamos, reunindo uma série de Garantir que a mídia especializada faça uma cobertura positiva
ações e dicas que podem ser tomadas com o intuito de medir o enga- sobre o evento
jamento e os seus resultados decorrentes no evento.
Assegurar-se que os expositores consigam gerar bons leads
Alinhando métricas e objetivos
Aproveitando os dados de eventos passados
Após o término de um evento, você já deve ter se deparado com ex-
tensos questionários de feedback, repletos de perguntas triviais. Di- Se você já tiver registrado dados relevantes de edições anteriores do
versos organizadores caem na tentação de tentar medir absolutamen- seu evento, essa pode ser uma oportunidade para tornar os seus
te todos os aspectos possíveis do seus eventos. Ainda que consigam indicadores de performance ainda mais precisos e específicos.
reunir uma quantidade considerável de dados, é comum que o façam Dessa forma, você poderá pensar nos desfechos que deseja conquis-
sem saber exatamente porquê. Ou, pior, reunindo dados que sequer tar, partindo de resultados já consolidados. “Obter um baixo índice
tenham alguma validade enquanto métrica. de participantes desistentes” pode soar genérico demais. Em contra-
partida, “fazer com que o número de participantes desistentes seja
Para que isso não ocorra, na hora de determinar o que medir, leve 30% menor em comparação à última edição”, torna o objetivo mais
primeiramente em consideração os objetivos e a visão que o seu palpável e as ações necessárias para atingi-lo mais concretas. Alguns
evento deseja contemplar. Busque transformar objetivos amplos, exemplos de indicadores de performance que aproveitam dados do
como “melhorar o engajamento”, em indicadores de performance que passado são os seguintes:
possam sugerir de maneira mais concreta a representação de sucesso
para a sua organização. A seguir você pode conferir alguns exemplos Assegurar-se que todos os ingressos sejam vendidos com duas
de indicadores de performance: semanas de antecedência em relação à edição anterior

Vender todos os ingressos com até um mês de antecedência ao Reduzir em 30% o número de participantes desistentes
início do evento
Obter um aumento 20% no número de perguntas enviadas aos
Obter um baixo índice de participantes desistentes palestrantes a partir do app do evento

Receber um grande número de perguntas direcionada aos pales- Fazer com que, pelo menos, 3 representantes da mídia especiali-
trantes a partir do app do evento zada façam uma cobertura do evento

12
Organizando eventos que engajam Compartilhe essas dicas :-)

Garantir que os expositores tenham um retorno sobre investi-


mento de, no mínimo, 10%

Se essa for a primeira edição do seu evento, ou caso você não tenha
nenhum registro útil de dados de edições anteriores, nada impede que
você busque construir seus objetivos tendo como referência even-
tos semelhantes. O termo “benchmarking”, que se refere a busca por
boas práticas empregadas em certa indústria, se faz bastante útil nesse
cenário. De qualquer forma, sob tais condições, a construção de indica-
dores de performance certamente será um desafio maior. Você precisa-
rá se concentrar ao concebê-los, buscando um equilíbrio entre objetivos
que são realmente alcançáveis e, ao mesmo tempo, motivadores.

13
Organizando eventos que engajam Compartilhe essas dicas :-)

CONSTRUINDO SUAS
MÉTRICAS DE ENGAJAMENTO

I
nfelizmente, não existe uma rão de diversas formas e com dife-
métrica definitiva capaz de rentes níveis de significância, seja a
provar por A mais B que o seu partir da venda rápida dos ingres-
evento foi capaz de engajar seus sos, um grande número de intera-
participantes. Em contrapartida, ções nas mídias sociais do evento
existem diversos dados e uma ou uma boa taxa de abertura dos
série de pistas que, quando ana- e-mails enviados pela organização.
lisadas de maneira sistêmica, são
capazes de construir um panora- Confira a seguir algumas das mé-
ma mais claro e confiável acerca tricas importantes para eventos e
dos pontos de interação no even- que podem servir como indicativo
to e seus efeitos práticos no atin- do seu potencial de engajamento:
gimento dos resultados.
Venda de ingressos

Avaliando o Se você estiver realizando um


trabalho de divulgação do seu
comportamento dos evento, acionando os canais
participantes corretos, as chances de que você
seja capaz de vender um núme-
ro considerável de ingressos em
Quanto mais os seus participantes uma quantidade reduzida de
estiverem envolvidos com o seu tempo torna-se naturalmente
evento, mais eles responderão de maior. Esse é, certamente, um
maneira satisfatória aos estímulos dos indicadores mais óbvios de
disponíveis. Essas respostas surgi- sucesso em um evento.

14
Promovendo e medindo o engajamento nos seus eventos Compartilhe essas dicas :-)

Taxa de conversão trás os melhores resultados e qual por isso, não existe um manual
tem maior potencial de engaja- definitivo do que medir. No final
Você já parou pra verificar quan-
mento junto à sua audiência. das contas, o importante é sem-
tas pessoas acessam a página de
pre se certificar que os dados
inscrição do seu site? E dessas, Percentual de desistentes coletados tenham uma utilida-
quantas efetivamente se inscre- de prática, ajudando a identificar
mesmo que você tenha sido ca-
vem nele? A diferença entre esses quanto uma escolha se provou
paz de vender todos os ingressos
dois números poderá lhe fornecer útil para que certo objetivo pu-
o que chamamos de taxa de disponíveis para o seu evento em
desse ser contemplado.
conversão. Enquanto uma taxa tempo recorde, ainda é possível
de conversão elevada tende a que um número considerável de
indicar que a mensagem transmi- participantes acabe desistindo,
tida pelo seu site é clara e con- sobretudo no caso de ingressos
vincente, uma taxa de conversão de valor diminuto. Para evitar
baixa pode ser o sintoma de uma que isso aconteça, é importante
comunicação falha. engajar seus participantes desde
o período pré-evento. Um baixo
Análise de canais percentual de desistentes pode-
Quais canais você têm utilizado rá ser indicativo de que as suas
para divulgar o seu evento? E quais ações surtiram efeito.
deles têm gerado um número
maior de inscrições? Nem sempre Existem ainda uma série de ou-
essa medição será precisa, sobre- tras métricas que se relacionam
tudo no caso de canais offline, de maneira mais íntima à constru-
como a divulgação em rádio, tele- ção do engajamento em um even-
visão ou mídia impressa. Felizmen- to e que podem ser facilmente
te, no caso de canais online, como avaliadas, a medida que você dis-
Facebook ou Google Adwords, puser dos recursos necessários.
que vêm se tornando padrão na Nesse cenário, tudo é bastante
indústria, essa análise já é possível, relativo e dependente das suas
permitindo verificar qual deles escolhas estratégicas e táticas,

15
Organizando eventos que engajam Compartilhe essas dicas :-)

CONCLUSÃO

O
número de soluções orientadas ao mercado de eventos e
que prometem promover mais engajamento cresceu consi-
deravelmente nos últimos anos. De maneira geral, tratam-se
de ferramentas tecnológicas que buscam servir como facilitadoras
da interação entre participantes e entre estes e a organização e pa-
trocinadores. A medida que surgem ainda mais opções, organizadores
de eventos de todos os escopos, formatos ou tamanhos de orçamento
passam a ter a possibilidade de oferecer experiências mais memorá-
veis aos seus participantes.

Em meio a tantas opções, é importante que o organizador saiba avaliar


a pertinência de um investimento do tipo para o seu evento. Ao mes-
mo tempo, é importante também não deixar de lado as ações diversas
que podem ser realizadas sem maiores custos e que, mesmo assim,
podem promover um sentimento de interação e cocriação ao evento:
desde uma simples alteração no layout de um espaço até ajustes na
comunicação na fase anterior ao início do evento. Avalie as possibilida-
des, seja justo com o seu orçamento e, em seguida, basta colocar a
mão na massa!

16
SOBRE A MOBLEE

A mobLee é a plataforma mobile para eventos líder na América Latina.

Oferecemos uma solução integrada para que organizadores e expositores


obtenham o poder do mobile em seus eventos. Crie, publique e gerencie
tudo em um único lugar, sem a necessidade de conhecimentos técnicos e
contando sempre com o melhor atendimento ao cliente.

Conheça melhor os benefícios que um aplicativo pode oferecer ao seu


evento e não deixe de acessar os nossos conteúdos educativos gratuitos!

CONHEÇA MELHOR A MOBLEE