Вы находитесь на странице: 1из 8
--‘TEXTOS BASICOS DE CIENCIAS SOCIAIS ———_ Diretores: * AnrONro RopeRTo BERTELL ‘MoAcir GRACINDO S. PALMEIRA Ordvio Guituenme C. A. VELHO SOCIOLOGIA DA BUROCRACIA Organizagio, introdugao e traducio de Epmunvo Campos Segunda edicao 80 SocIOLOGIA DA BUROCRACIA DOIS IPOS DE PROFOSIGAO — Evidentemente, nem todas as organizagSes formais concretas apresentam estruturas que se conformam a éste modeélo, Para sistemas que a éle se con- formem, as concepgdes de Weber Barnard contém um inimero de proposices que, porque colocam questées de fato, podem em principio ser testadas. As primeiras descrevem as ‘caracteristicas manifestadas pela posicio administrativa ou por seus ocupantes em sistemas efetivos de autoridade burocré- tica, As segundas referem-se as relagdes autorititias de papel ¢ descrevern as caracteristicas das ordens passiveis de aceita- ‘gio e das linhas de comunicagio efetivas entre superiores © subordinados. CoNcLUSKO — Os estudos de organizacées formais ten- dem a se enquadrar em dois grupos: aquéle em que o siste- ma de autoridade € visto como uma estrutura de poder & aquéle no qual éle € visto como um processo de comunica- Gio. O presente estudo tentou mostrar que essa distingio & indtil € desnecessétia. Os principais teoristas de cada uma ddessas perspectivas, Weber e Barnard, concordam em suas idéias sObre a natureza de sistemas burocratizados de autori- dade, © suas explicagSes da efetividade désses sistemas se apéiam mituamente ao invés de se exclufrem. Ambos desen- ‘volvem uma concepgio de autoridade burocratica construida ‘em t®rno da importante tautologia de que téda comunicacio imperativa & imperativa e € uma comunicagao. } BUROCRACIA, BUROCRATIZACAO E DESBUROCRATIZAGAO* S. N. Eisenstapt CONDIGOES DE DESENVOLVIMENTO DAS ORGANIZAGOES BUROCRATICAS Consgaremos com uma anilise das condigées de desenvolvimento das organizagSes burocraticas e veremos até que ponto essas condigdes podem explicar a existéncia de diferentes tendéncias prdprias 20 seu desenvolvimento © pa- dies de atividades, .. © material disponivel sugere que as organizagdes buro- créticas tendem a se desenvolver na sociedade quando: 1) Desenvolvese uma ampla diferenciagio entre os tipos principais de papéis ¢ esferas institucionais (econdmi- «a, politica, religiosa etc.). 2) Os papéis sociais mais importantes estio distribui- dos nao segundo critérios de pertencimento a grupos patti- cularistas bisicos (parentesco, territério), mas segundo cri- térios universalistas e de aquisigio ou de critérios de perten- cimento a grupos constituidos de maneira mais flexivel como grupos profissionais, religiosos, vocacionais ou cionais” . * Tradusido de “Bureaucracy, Bur ‘ratization”, Amitai Etzioni, Complex O: (Nova York, Rinehart and Winston, I ization and Debureau- ins: a Sociological Reader pags. 268-277. 82 SocioLociA DA BUROCRACIA 3) Desenvolvem-se diversos grupos funcionalmente es- pecificos (econdmico, cultural, $0, assoiativo) que nfo estio implantados em grupo: plos so as organizagSes econt 4) A definigio da soci € mais ampla do que, q por exemplo, na definicio io ou na definigio da ordem cultural confuciana. 5) Os principais grupos ¢ ca vem-se, manté cespecificos — ciais — que nao podem ser realizados dentro da estrutura limitada dos grupos particularistas bdsicos. 6) A diferenciacio cada ver maior na estrutura social promove complexibilidade em muitas esferas de vida, tal como uma cresGente interdependéncia entre grupos a distancia e uma fculdade na garantia de suprimentos de recursos ¢ das sociais desenvol- \erosos objetivos ae 7) Esses processos resultam, até certo ponto, em libe- ragdo de recursos potenciais — como, por exemplo, forca de trabalho © recursos econémicos — ¢ em compromissos poli- ticos de apoio que nio esti nem implantados nem assegu- rados para quaisquer grupos primarios adscritivo-patticularis- tas. Exemplos sio os recursos monetérios, uma fOrca de traba- Iho relativamente livre e 0 voto sem injungdes. Con- seqiientemente, as varias unidades institucionais tém de com- ppetir por recursos, mio-de-obra, apoio para a consecucio de seus fins ¢ provisio de servigos. E as principais unidades sociais se defrontam com muitos problemas administrativos € de controle. O material de que se disp5e sugere que as organizagSes burocriticas se desenvolvem em conexio com essas diferen- ciagdes no sistema social, As organizacées podem auxiliar na a » so de recursos a diferentes grupos e no controle dos confli- BUROCRACIA, BUROCRATIZAGKO E DESBUROCRATIZAGIO 83, Iuta contra alguns dos problemas que surgem de tal diferen- ciagio ¢ desempenham fungdes importantes na organizagio de servicos apropriados, na coordenagio de atividades em grande escala, na consecucio de diversos objetivos, na provi- tos e das varias relagGes intergrupais. Essas organizacdes bu- roctaticas sio normalmente criadas por certas elites (gover- nantes, empresirios etc.) para tratar com os problemas jé sumariados e para assegurar-lhes tanto a provisio de servicos como as posig6es estratégicas de poder na sociedade. ‘Assim & que em muitas sociedades hist6ricas administra- ges burocriticas foram criadas por seis que desejavam esta- belecer seu govérno sobre forcas feudais aristocraticas e, por meio de sua administragio, controlar os recursos econémicos € sociais, assim como prover ésses grupos com servicos poli- ticos, econdmicos e administrativos que os tornassem depen- dentes dos governantes. Em muitas sociedades modernas as organizacSesgburocra- ticas sio criadas quando os detentores do poder politico ou econdmico se defrontam com problemas resultantes de proces- sos externos — guerra etc. — ou internos — desenvolvimen- to econémico, exigéncias politicas etc. Para a solucio désses problemas t#m de mobilizar recursos apropriados provenien- tes de diferentes grupos ¢ esferas de vida. E dbvio que estas conclustes devem ser testadas € am- pliadas BUROCRATIZAGAO E DESBUROCRATIZACGAO B através da interagio continua com seu meio ambiente que uma organizagio burocritica consegue manter aquelas ganizacbes burocraticas ¢ freqiientemente enfatizadas na lite- ratura, sio a especializacio de papéis e tarefas, a predomi-