Вы находитесь на странице: 1из 11

Plano de Defesa Alimentar

Medidas de Segurança para


Defesa Alimentar

Nome do Estabelecimento:
__________________________________________________________

Localização do estabelecimento (cidade, estado):


______________________________________________

Número de estabelecimento do FSIS:


___________________________________________________

Ao assinar aqui, reconheço que este estabelecimento tem medidas em vigor de


acordo com este documento.

Nome : ______________________________________

Cargo: ___________________________

Data : ________________________
Este plano foi desenvolvido através de um esforço conjunto entre a RTI International, o HACCP Consulting Group, um grupo de foco da indústria
representantes e o Serviço de Inspeção e Segurança Alimentar do Departamento de Agricultura dos EUA.
Plano de Defesa Alimentar Food Defense está implementando
medidas para reduzir as chances de
Medidas de Segurança para Defesa alguém intencionalmente contaminar o
Alimentar fornecimento de alimentos, a fim de
matar ou ferir pessoas, perturbar a nossa
economia ou arruinar o seu negócio.
OBJETIVO:

Este plano voluntário documenta suas medidas para proteger os processos de produção de
alimentos e alimentos dano intencional. A revisão deste plano e a assinatura da folha de
rosto resultarão em um Plano de Defesa Alimentar para o seu estabelecimento
regulamentado pelo FSIS.

BENEFÍCIOS
Ao ter um Plano de Defesa Alimentar, você contribuirá para uma alimentação mais segura e
segura. Você também protegerá a saúde pública, seus funcionários e seu sustento.
O plano de defesa também pode:
 Reduzir o risco de perda insegura de produto e econômica,
 Reduzir o roubo,
 Reduzir a necessidade de regulamentação adicional sobre a defesa de alimentos,
 Reduzir a responsabilidade da empresa.
INSTRUÇÕES:

1. Revise o plano em anexo.

2. Assine a folha de rosto.

3. Anualmente, revise este plano e documente-o no formulário do Anexo B.

Este plano de defesa alimentar está organizado em quatro seções:

(1) Medidas externas de segurança, (2) Medidas de segurança interna, (3) Medidas de
Segurança de Pessoal, e (4) Medidas de Segurança de Resposta a Incidentes.
Anexo A fornece uma lista de ferramentas ou medidas de segurança adicionais que
um estabelecimento pode considerar ou já pode ter no lugar. Você também pode ter
outros planos que contribuem para um plano de defesa alimentar, como um plano
emergência, plano de recall, plano de segurança, etc. Anexo B é um formulário que
pode ser usado para documentar revisão do seu plano de defesa alimentar.

* Os quatro elementos que compõem um plano funcional de defesa alimentar:


1. Desenvolver: Rever e assinar este documento cumpre este elemento.
2. Implementar: Ter as medidas descritas neste documento cumpre este elemento.
3. Teste: O monitoramento periódico cumpre este elemento. Isso pode ser feito usando
medidas simples, como verificar portas trancadas ou fazer verificações de perímetro sem aviso
prévio. O monitoramento pode ser documentado usando um formulário, como o Anexo B.
Nem todas as medidas de segurança precisam ser testadas na mesma frequência.
4. Revisar e manter: Revendo o plano pelo menos uma vez por ano, revisando o plano
conforme necessário e ações apropriadas satisfazem este elemento.

Este plano foi desenvolvido através de um esforço conjunto entre a RTI International, o HACCP Consulting Group, um grupo de foco da indústria
representantes e o Serviço de Inspeção e Segurança Alimentar do Departamento de Agricultura dos EUA.
Medidas externas de segurança
(Exemplos: fechaduras, iluminação, monitoramento carregando/ descarregando)

OBJETIVO: impedir o acesso não autorizado de pessoas ou a entrada de materiais não


aprovados na instalação.

Este estabelecimento tem em vigor pelo menos uma das seguintes medidas para segurança
externa.

1.1 Segurança Física


a. Os limites da planta são claros e seguros para impedir a entrada não autorizada (por
exemplo, cercas instalado, nenhum sinal de invasão postado)
b. As entradas são protegidas (por exemplo, bloqueios e / ou alarmes instalados e
operacionais)
c. O perímetro da planta é monitorado periodicamente quanto as atividades suspeitas
d. Iluminação externa está presente para impedir atividades não autorizadas
e. Outros pontos de acesso, como janelas e aberturas, são protegidos
f. O armazenamento externo nas instalações é protegido contra acesso não autorizado

1.2 Envio / Recebimento de Segurança


a. As remessas de entrada são examinadas para possível adulteração
b. Veículos de entrada e saída são examinados por atividade suspeita
c. As atividades de carregamento e descarregamento são agendadas e / ou monitoradas
d. O acesso à doca de carregamento é controlado (por exemplo, monitorado ou bloqueado)
e. As remessas de entrada são protegidas com fechaduras ou selos
f. As remessas de saída são bloqueadas ou seladas

1.3 Segurança no Gerenciamento de Mensagens

a. O correio é manuseado longe de alimentos, incluindo ingredientes e produtos alimentícios


embalados
b. Os funcionários que lidam com correspondências estão cientes do tratamento adequado de
correspondências suspeitas e da correspondência postal e diretrizes de serviços

Este plano foi desenvolvido através de um esforço conjunto entre a RTI International, o HACCP Consulting Group, um grupo de foco da indústria
representantes e o Serviço de Inspeção e Segurança Alimentar do Departamento de Agricultura dos EUA.
Medidas Internas de Segurança
(Exemplos: sinais, observações, acesso restrito)

OBJETIVO: Proteger o produto contra contaminação intencional durante toda a produção


processo.
Este estabelecimento tem em vigor pelo menos uma das seguintes medidas para segurança
interna.

2.1 Segurança Geral Interna

a. Pacotes suspeitos são relatados ao pessoal apropriado


b. As áreas restritas do estabelecimento estão claramente identificadas
c. Materiais previamente desassistidos são verificados antes de serem usados
d. Mudanças inesperadas no estoque (produto ou equipamento) são relatadas ao pessoal
apropriado
e. Iluminação de emergência está em vigor
f. Um sistema de alerta de emergência é identificável, testado e revisado com contatos de
emergência (por exemplo, policiais ou pessoal de bombeiros)

2.2 Segurança da Área de Processamento

a. O acesso a animais vivos, ingredientes e produtos embalados é restrito


b. O acesso a áreas de manuseio é controlado
c. O acesso ao equipamento de controle de processo, é restrito
d. Os ingredientes são examinados para possível adulteração
e. Os registros garantem a rastreabilidade de um passo para trás, um passo à frente ou ambos

2.3 Segurança de Armazenamento

a. O acesso a áreas de armazenamento é restrito


b. A rotação de estoque (primeiro a entrar, primeiro a sair) é praticada
c. Etiquetas e materiais de embalagem são controlados para evitar roubo e uso indevido
d. Exames periódicos para adulteração de materiais em armazenamento são realizados

2.4 Ingredientes / Segurança de Água


a. Restringir o acesso a tanques de armazenamento de água potável e a sistemas de
reutilização de água.
b. O acesso a linhas que transferem água ou ingredientes são examinados e restringidos
c. O acesso ao equipamento de produção é controlado
d. Ingredientes restritos (por exemplo, nitritos) são controlados
e. As informações de segurança / segurança alimentar do fornecedor são solicitadas

Este plano foi desenvolvido através de um esforço conjunto entre a RTI International, o HACCP Consulting Group, um grupo de foco da indústria
representantes e o Serviço de Inspeção e Segurança Alimentar do Departamento de Agricultura dos EUA.
2.5 Segurança do Controle de Produtos Químicos / Perigosos

a. Substâncias químicas / materiais perigosos, incluindo pesticidas, materiais de limpeza ou de


laboratório e sanitizantes, estão em uma área restrita ou protegidos
b. Manter um inventário atualizado de materiais e produtos químicos perigosos e investigar
discrepâncias.
c. Resíduos potencialmente perigosos (biológicos ou químicos) são controlados e descartados
adequadamente

2.6 Segurança da Informação


a. O acesso a informações confidenciais, como planos de sites e detalhes de processamento, é
controlado
b. O acesso aos sistemas de computadores é protegido por firewalls e / ou senhas

Este plano foi desenvolvido através de um esforço conjunto entre a RTI International, o HACCP Consulting Group, um grupo de foco da indústria
representantes e o Serviço de Inspeção e Segurança Alimentar do Departamento de Agricultura dos EUA.
Medidas de segurança de pessoal
(Exemplos: verificar referências ao entrar IDs, usar crachá de visitantes)

OBJETIVO:Garantir que somente pessoal autorizado esteja na instalação a qualquer


momento
Este estabelecimento tem pelo menos uma das seguintes medidas para a segurança do pessoal

3.1 Segurança dos Funcionários

a. Um método para reconhecer ou identificar funcionários nas instalações está em


vigor
b. Verificações de referência ou de referência são realizadas para novas contratações 1
c. Os funcionários têm restrições sobre o que podem trazer ou tirar das instalações
(por exemplo, câmeras)

3.2 Segurança não-empregado


(exemplo: visitantes, contratados, convidados, clientes, caminhoneiros)

a. Um registro de não funcionários entrando no estabelecimento é mantido


b. Um método para reconhecer ou identificar não-funcionários no estabelecimento
está em vigor
c. Não-funcionários são acompanhados no local
d. Não-funcionários estão restritos a áreas apropriadas
e. Não-funcionários têm restrições sobre o que podem trazer ou tirar das instalações

3.3 Treinamento de Segurança

a. Treinamento de conscientização sobre medidas de segurança é fornecido para


novos funcionários2
b. Treinamento periódico de conscientização sobre medidas de segurança é oferecido
aos empregados periodicamente
c. Os funcionários são treinados para relatar atividades suspeitas ou observações
incomuns

1-Você pode verificar eletronicamente a elegibilidade de emprego de seus novos contratados


em http://www.dhs.gov/files/programs/gc_1185221678150.shtm. E-verify é um sistema
baseado na Internet operado pelo governo federal. Que está disponível para os empregadores
usarem gratuitamente. ( N0 BRASIL e-social )
2- Você pode acessar treinamento gratuito de conscientização de defesa de alimentos para
seus funcionários em http://www.fda.gov/Food/FoodDefense/Training/default.htm

Este plano foi desenvolvido através de um esforço conjunto entre a RTI International, o HACCP Consulting Group, um grupo de foco da indústria
representantes e o Serviço de Inspeção e Segurança Alimentar do Departamento de Agricultura dos EUA.
Medidas de segurança de resposta a incidentes
(Exemplos: faça referência ao seu plano de emergência, plano de
segurança ou de outros)

OBJETIVO: responder rapidamente a uma ameaça ou evento de contaminação do produto


usando medidas
Este estabelecimento implementou pelo menos uma das seguintes medidas para segurança de
resposta a incidentes

4.1 Investigando preocupações de segurança

a. Tenha procedimentos para garantir que produtos adulterados ou potencialmente


prejudiciais sejam mantidos.
b. Comentários do cliente são investigados
c. Relatar atividades incomuns é incentivado
d. Informações estão disponíveis para os funcionários sobre como responder ao telefone ou
outras ameaças
e. Os funcionários têm a capacidade de interromper atividades para minimizar um possível
incidente de defesa de alimentos
f. Violações de segurança relatadas (por exemplo, alarmes, suspeita de adulteração) são
investigadas

4.2 Segurança de Contato de Emergência

a. As informações de contato da equipe da fábrica são mantidas atualizadas


b. Listas de contatos de emergência são mantidas atualizadas

4.3 Outros Planos de Segurança

a. Um plano de recall de produtos é atualizado e revisado periodicamente


b. O pessoal chave é treinado em procedimentos de retirada / retirada de produto

Este plano foi desenvolvido através de um esforço conjunto entre a RTI International, o HACCP Consulting Group, um grupo de foco da indústria
representantes e o Serviço de Inspeção e Segurança Alimentar do Departamento de Agricultura dos EUA.
ANEXO A
Lista de ferramentas ou possíveis medidas de segurança para defesa de
alimentos

Este anexo fornece uma lista de ferramentas ou medidas de segurança adicionais a considerar
ou já pode ter no lugar. Fornecidos para ajudar os estabelecimentos na adaptação do plano
para atender às suas necessidades específicas.

1. Ferramentas de segurança externas

Segurança física
 Garantir iluminação adequada para monitorar o estabelecimento ao ar livre à noite e
no início da manhã.
 Instale portas de travamento automático e / ou alarmes em saídas de emergência.
 Certifique-se de que as seguintes peças estejam seguras com travas, selos ou sensores
quando não horas / fins de semana) para impedir a entrada não autorizada:
 Portas e portões exteriores
 Janelas
 Aberturas do telhado
 Aberturas de ventilação
 Carrocerias de reboque (caminhão)
 Escotilhas de caminhão-tanque
 Ferrovias
 Tanques de armazenamento a granel / silos
 Carregar portas
 Estações de mangueira / bomba
 Regularmente conduzir e documentar inspeções de segurança de instalações de
armazenamento, incluindo veículos de armazenamento.
 Restringir o acesso externo a poços / fontes de água.

Envio / recebimento de segurança

 Monitorar de perto o carregamento e o descarregamento de veículos que transportam


matérias-primas, produtos acabados ou outros materiais utilizados no processamento
de alimentos.
 Inspecionar caminhões-tanque e / ou vagões para detectar a presença de qualquer
material, sólido ou líquido, em tanques antes de carregar produtos líquidos. Carregue
apenas quando apropriado. Reportar / registrar resultados.
 Controle o acesso a docas de carregamento para evitar entregas não verificadas ou
não autorizadas.
 Exigir notificação antecipada de fornecedores para todas as entregas.
 Imediatamente investigar alterações suspeitas em documentos de embarque.
 Verifique todas as entregas em relação a uma lista de entregas programadas.
 Manter entregas não programadas fora das instalações do estabelecimento,
aguardando verificação.
 Se a entrega fora do horário de atendimento for aceita, solicite um aviso prévio da
entrega e uma pessoa autorizada presente para verificar e receber a entrega.

Este plano foi desenvolvido através de um esforço conjunto entre a RTI International, o HACCP Consulting Group, um grupo de foco da indústria
representantes e o Serviço de Inspeção e Segurança Alimentar do Departamento de Agricultura dos EUA.
 Verifique as remessas de carga menor que a carga (L) ou parcial para conteúdo e
condição.
 Exigir que as remessas de entrada de produtos, ingredientes e produtos acabados
sejam selados com selos invioláveis ou numerados, documentados e verifique os selos
antes da entrada. Rejeitar se os selos estiverem quebrado ou ausente.
 Selecionar empresas de transporte e fornecedores levando em consideração as
medidas de segurança que eles usam.
 Examine as mercadorias devolvidas em um local separado para obter evidências de
adulteração antes do salvamento ou uso em retrabalho.
 Manter registros de disposição de mercadorias devolvidas.
 Exigir que os motoristas ou pessoal de entrega forneçam identificação, de preferência
com um documento com foto. Registro nomes.
 Minimize o tempo que um caminhão é desbloqueado durante o carregamento ou
entrega

2. Ferramentas de Segurança Internas

Segurança Interna Geral


 Instalar e monitorar câmeras de segurança.
 Aumentar a visibilidade dentro do estabelecimento (por exemplo, melhorar a
iluminação, a abertura, aumentar supervisão, adicionar câmeras).
 Faça regularmente o inventário de chaves para áreas seguras / sensíveis do
estabelecimento.
 Restringir o acesso aos controles (por porta / portão trancado ou limitar o acesso a
funcionários designados) para o seguintes sistemas:
 Aquecimento, ventilação e ar condicionado (HVAC)
 Propano, gás natural, água, eletricidade
 Sistemas de desinfecção
 Sistemas de limpeza (CIP) ou outros sistemas químicos centralizados

Segurança da Área de Processamento

 Manter registros para permitir um rastreamento eficiente para trás ou para frente dos
materiais e do produto acabado.
 Reduza o tempo que uma área é deixada sem monitoramento.
 Reduzir o acesso a recipientes de produtos ou equipamentos de processamento.
 Não permita itens pessoais desnecessários dentro da área de produção.

Segurança de armazenamento

 Manter um registro de acesso para áreas de armazenamento de produtos e


ingredientes.
 Verifique regularmente o estoque de produtos acabados para acréscimos e retiradas
inexplicáveis de estoque existente.
 Restringir o acesso a instalações de armazenamento externo apenas a funcionários
designados.

Ingredientes / Segurança de Água / Gelo

 Examine os pacotes de ingredientes antes de usar para evidências de adulteração.


Este plano foi desenvolvido através de um esforço conjunto entre a RTI International, o HACCP Consulting Group, um grupo de foco da indústria
representantes e o Serviço de Inspeção e Segurança Alimentar do Departamento de Agricultura dos EUA.
 Restringir o acesso a áreas de armazenamento de produtos, ingredientes e
embalagens apenas a funcionários designados (por exemplo, por porta / portão
trancado).
 A água é de uma fonte controlada pelo município
 Inspecione as linhas de água para possível adulteração (realize inspeção visual para
integridade da infra-estrutura, conexões adequadas)
 Fazer acordos com os oficiais de saúde locais para garantir a notificação imediata ao
estabelecimento. se a potabilidade do abastecimento público de água estiver
comprometida.

Segurança e Controle de Material Químico / Perigoso

 Restringir o acesso ao laboratório na fábrica.


 Ter procedimentos em vigor para controlar o recebimento de amostras.
 Tenha um procedimento para receber, armazenar com segurança e descartar os
reagentes.

Segurança da Informação

 Acompanhe reclamações / comentários de clientes sobre tendências.


 Mantenha os detalhes dos procedimentos de defesa de alimentos confidenciais,
conforme necessário.
 Ter layout de planta / projetos atualizados para aplicação da lei local, incluindo o fogo
departamento, se necessário.

3. Ferramentas de Segurança Pessoal

 Autorizar funcionários apropriados a interromper um processo por preocupações


significativas.
 Controlar o acesso de empregados e não-empregados que entram no
estabelecimento durante o trabalho e horas de folga (use portas codificadas,
recepcionista de plantão, cartões magnéticos).
 Restringir funcionários temporários e não funcionários a áreas relevantes ao seu
trabalho.
 Implementar sistema para identificar pessoal com suas funções, atribuições ou
departamentos específicos (por exemplo, uniformes coloridos ou capas de cabelo
correspondentes).
 Proibir que os funcionários removam uniformes ou equipamentos de proteção
fornecidos pela empresa instalações.
 Manter um plantel de turno atualizado para cada turno.

4. Ferramentas de Resposta a Incidentes

 Estabelecer procedimentos de evacuação e incluir no plano de defesa alimentar.


 Estabelecer procedimentos para responder a ameaças, bem como eventos reais de
contaminação do produto.
 Estabelecer comunicação com pessoal de resposta a incidentes local, estadual e
federal para uma resposta eficiente.

Este plano foi desenvolvido através de um esforço conjunto entre a RTI International, o HACCP Consulting Group, um grupo de foco da indústria
representantes e o Serviço de Inspeção e Segurança Alimentar do Departamento de Agricultura dos EUA.
ANEXO B
Formulário de Revisão do Plano de Defesa Alimentar

Preencha este formulário para documentar sua revisão anual deste Plano de Defesa alimentar.
Nem todas as medidas são necessárias ou precisam ser revisadas sempre que este
formulário for concluído.

Data da Revisão Anual Pessoa que conduziu O Plano de Defesa Alimentar


Revisão Anual foi testado? *
(Nome e título) (sim / não)

* O teste pode ser feito usando medidas simples, como verificar portas trancadas ou fazer
perímetro verificações sem aviso prévio.

NOTA: Faça quantas cópias deste anexo forem necessárias.

Este plano foi desenvolvido através de um esforço conjunto entre a RTI International, o HACCP Consulting Group, um grupo de foco da indústria
representantes e o Serviço de Inspeção e Segurança Alimentar do Departamento de Agricultura dos EUA.