Вы находитесь на странице: 1из 1

Texto: Atos 5.

33-42
Tema: Dia 12/08/2018
Introdução

TRANSIÇÃO:

1º O CONSELHO DO POVO JUDEU (V.33-40)


- “Eles” que se refere no início do nosso texto aponta para o v. 17 (o sumo sacerdote e a seita dos saduceus),
e para o v. 34 “Sinédrio”. O conselho do povo judeu estava reunido mais uma vez para tomar uma
decisão, assim é que eles faziam, os anciãos, os cabeças de famílias eram os juízes do povo. (Ex. os setenta
anciãos eleitos por Moisés no deserto; Moisés conversa com os anciãos quando chega ao Egito para libertar o
povo...);
- O conselho dos judeus estavam inclinados a tomar mais uma decisão errada: Matar os apóstolos (v.
33). Tinham matado Jesus e agora queriam matar os apóstolos. Suas decisões estavam trazendo grande mal
para o seu povo e culminaria num juízo terrível de Deus sobre os judeus daquele tempo (Lc. 23.28-30; Lc.
13.34-33; Lc. 21. 5-6; Lc. 19. 41-44)
- Graças a Deus que no meio de um concílio contaminado por satanás havia um homem sábio.
Gamaliel: o professor do Apóstolo Paulo, acatado por todo o povo, um observador da ação de Deus na
história (v. 36-37), um homem temente a Deus (v. 38-39), que por sua sabedoria revogou grande ira de Deus
sobre tal sinédrio.
- É triste quando um concílio toma decisões erradas uma após outra por estarem com os olhos voltados
para a terra em detrimento do céu. Gamaliel estava preocupado em fazer a vontade de Deus “para que não
sejais, porventura, achados lutando contra Deus” (v. 39)

2º O CONSELHO DA IGREJA, O CONSELHO DE DEUS (V. 41-42)


- Os apóstolos no conselho de Deus – Salmo 1, diz: “bem aventurado os não andam no conselho dos
ímpios...” o conselho dos homens é diferente do conselho de Deus. Para Pedro Jesus não deveria morrer pelos
nossos pecados. Era um conselho humano que visava um bem humano para Jesus. Mas o conselho de Deus
era que Jesus morresse por nós. Era um conselho divino, que Jesus estava disposto a cumprir, que traria um
mal estar humano de forma temporário para Jesus, mas um bem estar eterno tanto para Cristo Jesus como
para a humanidade. Os apóstolos saem “do sinédrio regozijando-se”, pois, os líderes estavam no conselho de
Deus, conforme Jesus tinha dito em MT. 5. 11-12.
- O conselho da Igreja deve ser o conselho de Deus - O Salmo 1, continua dizendo: “antes tem o seu prazer
na lei do Senhor e na sua lei medita de dia e de noite”. A igreja cristã, diferente do grupo dos judeus sem
cristo, estava no conselho de Deus (Jr. 23. 21-22). O verso 42, diz que “todos os dias, no templo e de casa em
casa, não cessavam de ensinar e de pregar Jesus, o Cristo”. Não tem como estar no conselho de Deus sem a
Palavra de Deus. A Igreja deve estar fundamentada na Palavra de Deus. Jesus é a Palavra de Deus (João 1).
Se rejeitarmos a Palavra de Deus (Jesus) como poderemos ser sábios? (Jr. 8.9).