Вы находитесь на странице: 1из 6

Investigação.

2012;12:24-29

Investigação
ISSN 2177-4080 (on-line)

http://publicacoes.unifran.br Artigo Original

Vigilância em Saúde Ambiental: interferência do ambiente na saúde humana em um


município de Minas Gerais
Environmental Health Surveillance: interference of the environment on human he-
alth in a city of Minas Gerais
Juliana Ribeiro Gouveia Reis*, Sara Regina Ferreira, José Henrique Nunes Borges de Andrade, Ana Caroline
Fernandes Marafon, Mônica Andrade Morraye.
Universidade de Franca, Franca, São Paulo, Brasil.

■ Recebido em: 14/12/11 | Revisado em: 26/3/12 | Aceito em: 15/11/12 | Disponível online em: 19/06/13 ■

resumo
A urbanização traz problemas ambientais através das modificações feitas pelo homem, como a alteração da qualidade do ar e da
água, além de doenças oriundas do meio rural que se adaptam em cidades. Este trabalho objetivou identificar e relacionar os prin-
cipais agravos epidemiológicos com as ações desenvolvidas pela Vigilância em Saúde Ambiental de Patos de Minas para prevenção e
promoção da saúde da população. Os dados foram coletados junto à Secretaria Municipal de Saúde de Patos de Minas nos setores de
Vigilância Ambiental e Epidemiológica. Verificou-se que este município possui programas específicos: Plano de Gerenciamento de
Resíduos de Serviços de Saúde, Vigiágua, Vigisolo, Vigiar, Vigienchentes, Centro de controle de zoonoses e mobilizações socioeduca-
tivas, além de outros projetos em andamento: Controle Biológico do Peixe Guppy, Citronela, Arte em pneus, Ecoponto, Diagnóstico
hidroambiental das microbacias do Rio Paranaíba e o Projeto de recolhimento de pilhas, baterias, sacolas plásticas nas escolas e
medicamentos nas Unidades Básicas de Saúde em parceria com a Copasa. Foram notificados e/ou confirmados os seguintes casos
em 2009: 197 acidentes por animais peçonhentos, 237 casos de dengue, 5 de hantavirose e 4 de leptospirose. Para as doenças febre
maculosa, doença de Chagas aguda e leishmaniose tegumentar, foi registrado um caso para cada agravo. Um dos maiores desafios da
Vigilância em Saúde Ambiental é trabalhar as questões pertinentes da relação entre saúde e ambiente, exigindo ações de promoção de
saúde, possibilitando a criação de ambientes favoráveis em detrimento das condições desfavoráveis ocasionadas pelo desenvolvimento.

Palavras-chave: vigilância sanitária; vigilância em saúde ambiental; vigilância epidemiológica.

abst r ac t

Urbanization brings environmental problems caused by the changes man performs like changes in the air and water quality as well
as diseases from rural areas adapting themselves to the urban ones. This study aims to identify and list the many problems on hu-
man health by reporting the main epidemiological diseases and describing the main actions developed by the Environmental Health
Surveillance for the prevention and promotion of the population health. Data was collected from the Patos de Minas Local Health
Department in the Environmental and Epidemiological Surveillance Program. It was found that this city has specific programs:
Management of Hospital Waste, Vigiágua, Vigisolo, Vigiar, Vigienchentes, Animal Disease Control Center and socio-educational
mobilization. There are other projects in progress include Biological Control of Guppy Fish, Citronella, Tires Art, Ecoponto, Environ-
mental Diagnosis of the Paranaiba River Watershed Project and the collection of batteries, plastic bags in schools and medicines in
Basic Health Units in partnership with Copasa. The following cases were reported and/or confirmed in 2009: 197 accidents caused
by venomous animals, 237 cases of dengue, 5 cases of hantavirus infection and 4 of leptospirosis. Regarding the following disea-
ses were recorded one case for each disease: fever spotted, acute Chagas' disease and cutaneous leishmaniasis. One of the biggest
challenges in Environmental Health Surveillance is certainly to conciliate relevant issues of the relationship between health and
environment, requiring actions to promote health, allowing the creation of favorable environments opposite to the unfavorable
conditions resulting from development.

Keywords: health surveillance; environmental health surveillance; epidemiologic surveillance.

* Autor correspondente
Endereço: Rua João Batista Olivieri, 162, Jardim Califórnia, 38.703-632, Patos de Minas, MG, Brasil. Telefone: (34) 8845-4626. Email:
julianargr@hotmail.com
Reis JRG et al. • Investigação. 2012;12:24-29 25

Introdução Os problemas ambientais não estão restritos somente ao


processo de industrialização e urbanização, mas também aos
Patos de Minas está situada na região intermediária às regiões aspectos de saneamento e controle de vetores e outros fatores,
do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba e possui população de como poluição química, radioativa, indo além dos ambientes
138.836 habitantes, com IDH 0,83. Considerada polo econômico locais ocasionando alterações no futuro sobre a saúde e a vida
regional, lidera a microrregião do Alto Paranaíba, que é composta no planeta (3).
por dez municípios (1).
Este trabalho teve como objetivo identificar e relacionar os
Em Patos de Minas, desenvolvimento e qualidade de vida principais agravos epidemiológicos com as ações desenvolvidas
andam juntos. A cidade é moderna, limpa, bem organizada, de pela Vigilância em Saúde Ambiental de Patos de Minas para
topografia plana e clima agradável. A infraestrutura é adequada prevenção e promoção da saúde da população.
para receber pessoas e investimentos. Cerca de 99% das ruas da
cidade são asfaltadas e possuem iluminação pública. Quase a Material e métodos
totalidade dos habitantes (97%) é beneficiada com água tratada
de excelente qualidade. O sistema de abastecimento de água da Tratou-se de um estudo descritivo-transversal-retrospectivo, com
Copasa em Patos de Minas foi premiado por duas vezes pela As- abordagem quantitativa. Após aprovação do Comitê de Ética e
sociação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (Abes) Pesquisa da UNIFRAN (protocolo nº 88/10), foi iniciado o pro-
e o sistema de esgotamento sanitário atinge cerca de 98% da cedimento de coleta de dados. Os dados foram coletados junto à
população (2). Secretaria Municipal de Saúde de Patos de Minas nos setores de
No setor industrial e comercial, conta com 442 indústrias e Vigilância Ambiental e Epidemiológica por meio de entrevistas
2.108 estabelecimentos comerciais, participando, o município, com os responsáveis por cada setor, após assinatura do Termo
com 0,38% da arrecadação do ICMS de Minas Gerais (2). de Consentimento Livre e Esclarecido por cada um deles. Foram
incluídos somente os dados referentes ao período de janeiro a de-
Já na área da saúde, é destaque no Estado de Minas Gerais e no
zembro de 2009, excluindo qualquer dado fora dessa delimitação.
Brasil, devido, entre outros fatores, aos programas desenvolvidos,
Os resultados foram analisados de forma descritiva, expressos em
aos postos de assistência localizados em áreas estratégicas e aos
tabela com valores absolutos.
baixos níveis de mortalidade infantil registrados. Os hospitais
particulares e públicos têm capacidade de 300 leitos (2).
Resultados
Entretanto, o desenvolvimento, a industrialização e a ur-
banização trazem consigo problemas ambientais em razão das Foram registrados, no período de janeiro a dezembro de 2009,
modificações pela ação humana, como é comum nos grandes segundo o Sistema de Informação de Agravos de Notificação
centros. Há a alteração da qualidade do ar e da água, além da (SINAN) da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Patos de Mi-
predisposição às doenças características do meio rural que se nas, considerando a população de 138.836 habitantes, 197 casos
adaptam a certas condições de transmissão em focos urbanos, de acidente por animais peçonhentos, 237 casos de dengue, 5 de
gerando problemas ambientais que são simultaneamente consi- hantavirose e 4 de leptospirose. Para as doenças febre maculosa,
derados problemas de saúde (3). doença de Chagas aguda e leishmaniose tegumentar foi registra-
A preocupação com os efeitos na saúde provocados pelas con- do um caso para cada agravo, conforme demonstra a Tabela 1.
dições ambientais é evidente desde a antiguidade, principalmente A administração pública local vem desenvolvendo estratégias
quando associados aos efeitos do rápido e intenso processo de para controle ambiental por meio dos programas: Plano de Ge-
industrialização e urbanização que passaram a incidir nas con- renciamento de Resíduos de Serviços de Saúde (PGRSS), Vigiágua,
dições de vida e trabalho, podendo acarretar a disseminação das Vigisolo, Vigiar e Vigienchentes. Há também a adoção de medidas
doenças (3). de controle ambiental pela parceria com o Centro de Controle

Tabela 1 - Número de casos confirmados e incidência por agravo em Patos de Minas em 2009.

Agravos Número de casos Incidência 1:10.000


Acidentes por animais peçonhentos 197 14,80
Dengue 237 17,07
Doença de Chagas aguda 01 0,07
Febre maculosa 01 0,07
Hanta virose 05 0,36
Leishmaniose tegumentar 01 0,07
Leptospirose 04 0,28
26 Reis JRG et al. • Investigação. 2012;12:24-29

de Zoonoses. Foram realizadas mobilizações socioeducativas no pela população, tanto aquela distribuída por sistemas
combate à dengue, além da implantação de projetos, como Con- de abastecimento de água quanto aquela proveniente de
trole Biológico do Peixe Guppy, Citronela e Arte em Pneus, além soluções alternativas, para avaliação das características
de outros a serem desenvolvidos, como o Ecoponto, o Projeto para de potabilidade, a fim de evitar que as pessoas adoeçam
diagnóstico hidroambiental das microbacias do Rio Paranaíba e pela presença de patógenos na água;
o Projeto de recolhimento de pilhas, baterias, sacolas plásticas • Programa Vigisolo – Vigilância em Saúde Ambiental Re-
nas escolas e medicamentos nas Unidades Básicas de Saúde em lacionada às Populações Expostas a Solos Contaminados:
parceria com a Copasa. tem por objetivo identificar os fatores ambientais de risco
à saúde da população no que se relaciona à exposição às si-
Discussão tuações de risco decorrentes da contaminação química do
solo baseada na Portaria GM/MS nº 1172 de 15/6/2004,
Problemas ambientais são simultaneamente problemas de saúde, que estabelece como prioridade a identificação de áreas
pois afetam os seres humanos e as sociedades. A preocupação com populações expostas a solos contaminados (4). Em
com os efeitos na saúde provocados pelas condições ambientais Patos de Minas esse programa prevê o mapeamento e o
é evidente desde a antiguidade, mas acentuou-se em meados dos cadastramento das áreas de contaminação ambiental da
séculos XVIII e XIX quando os problemas ambientais sobre a saú- superfície e do subsolo terrestre que tenham potencial
de estiveram associados aos efeitos do rápido e intenso processo risco à saúde humana, especialmente as áreas de resíduos
de industrialização e urbanização (3). (passivos) perigosos e tóxicos. Além disto, pretende-se
Nessa época, as estratégias sanitárias tinham como funda- identificar sistemas de monitoramento destas áreas, vi-
mento eliminar sujeiras externas e odores detectáveis com a sando à identificar, caracterizar, quantificar, cadastrar
finalidade de impedir a disseminação de doenças. Atualmente, e monitorar substâncias, especialmente àquelas de in-
os problemas ambientais não estão restritos apenas a aspectos teresse à saúde humana. Esse mapeamento é realizado
de saneamento básico e controle de vetores; existem perigos em todos os postos de combustível, lava-jatos, e outras
ambientais que ameaçam a saúde pública (3). indústrias que contaminam o solo, garantindo à popu-
lação uma redução dos possíveis riscos provenientes da
O município de Patos de Minas, assim como os grandes cen-
exposição a produtos químicos. Outras ações específicas
tros, vem enfrentando problemas ambientais decorrentes do cres-
foram relatadas, como a Regulamentação dos Resídu-
cimento econômico e industrial, como alterações na qualidade
os Biológicos de Abatedouros de Aves, por meio da qual
da água, do solo e alimentos e as ocorrências de determinadas
as empresas abatedoras de frango do município foram
doenças associadas às modificações ambientais (4). Várias ações
orientadas a usarem o método de compostagem em suas
têm sido propostas a fim de contornar as consequências desse
próprias propriedades; e a capacitação de vinte servidores
processo, como a implantação de programas previstos pela Vigi-
do Aterro Sanitário sobre segurança ocupacional e desti-
lância em Saúde Ambiental.
nação final dos resíduos sólidos urbanos e de saúde. Não
A Vigilância em Saúde Ambiental constitui-se no conjunto de foi encontrado nenhum registro de agravo notificado
ações e serviços que proporcionam o conhecimento e a detecção decorrente de contaminação química;
de fatores de risco do meio ambiente que interferem na saúde
• Programa Vigiar – Vigilância em Saúde Ambiental Rela-
humana. O sistema integra informações e ações de diferentes
cionada à Qualidade do Ar: baseado na Portaria Normati-
setores com o objetivo de prevenir e controlar os fatores de risco
va nº 348 de 14/3/90 (Resolução CONAMA nº 03/90) em
de doenças e de outros agravos à saúde, decorrentes do ambiente
que o IBAMA estabelece os padrões nacionais de qualida-
e das atividades produtivas. Tais ações e serviços são prestados por
de do ar. Este projeto tem por objetivo promover a saúde
órgãos e entidades públicas e privadas. A Vigilância em Saúde Am-
da população exposta aos fatores ambientais relacionados
biental tem como universo de atuação todos os fatores ambientais
aos poluentes atmosféricos, que é um meio propício para
de riscos que interferem na saúde humana; as inter-relações entre
a disseminação de agentes capazes de causar impactos
o homem e o ambiente e vice-versa (5).
sobre a saúde humana. O processo de desenvolvimento
Em Patos de Minas, o setor de Vigilância em Saúde Ambiental humano, com a concentração populacional em centros
vem propondo diversos programas com o intuito de reduzir o urbanos, a industrialização crescente e a expansão agrí-
número de agravos relacionados com causas ambientais, como cola representam um fator importante para o aumento
os descritos abaixo: das emissões de poluentes atmosféricos e, como conse-
• Programa Vigiágua – Vigilância em Saúde Ambiental Re- quência, a contaminação do ar que respiramos (4). Em
lacionada à Qualidade da Água para Consumo Humano: Patos de Minas esse programa encontra-se em processo
tem por objetivo garantir à população o acesso à água de implantação;
com qualidade compatível com o padrão de potabilidade • Programa Vigidesastres – Vigilância em Saúde Ambiental
estabelecido na legislação vigente (Portaria nº 518, de dos Riscos Decorrentes dos Desastres Naturais: baseado
25/3/2004) para a promoção da saúde (4). Em Patos de na Portaria nº 372 de 10/3/2005 que institui atendimen-
Minas, esse programa faz o mapeamento de áreas de risco to emergencial aos Estados e municípios acometidos por
utilizando a vigilância da qualidade da água consumida desastres naturais, este programa tem por objetivo desen-
Reis JRG et al. • Investigação. 2012;12:24-29 27

volver ações para reduzir a exposição da população aos ris- um diagnóstico precoce desenvolvendo ações específicas para
cos de desastres, além da redução de doenças decorrentes os casos detectados (7). Em Patos de Minas, visando prevenir
destes (4). Neste município, o campo de atuação deste o aparecimento de novos casos de leishmaniose tegumentar, a
programa encontra-se dentro dos desastres naturais re- Vigilância em Saúde Ambiental executou nos bairros do entorno
lacionados ao aumento das precipitações hídricas e inun- do Rio Paranaíba, região onde foi diagnosticado o caso da doença,
dações, contando com a ação do programa Vigienchentes, visitas por agentes sanitários para borrifar inseticida dentro e
o qual distribui material informativo e hipoclorito às fora das casas para evitar a proliferação do mosquito transmissor
vítimas de enchentes, além do acompanhamento dessas da doença.
vítimas em conjunto com a Defesa Civil. Essa mobilização Em Patos de Minas também foi notificado somente um caso
foi devido à notificação dos quatro casos de leptospirose de febre maculosa, porém, não foram adotadas medidas preventi-
no município; vas, como eliminação dos vetores e reservatórios e dos elementos
• O Plano de Gerenciamento de Resíduos dos Serviços de suscetíveis da população passível ao risco.
Saúde – PGRSS – promove ações relativas ao manejo de re- A Portaria do MS/ 1007 de 4/5/2010 considera que as ações
síduos sólidos, implementado a partir de bases científicas de Vigilância em Saúde, entre elas, a promoção da saúde, devem
e técnicas, normativas e legais, com o objetivo de mini- estar inseridas no cotidiano das equipes de Atenção Primária/
mizar a produção de resíduos e proporcionar, aos resíduos Saúde da Família, com atribuições e responsabilidades definidas
gerados, um encaminhamento seguro, de forma eficiente, em território único de atuação, integrando os processos de traba-
visando à proteção dos trabalhadores, à preservação da lho, nos quais as atividades dos Agentes Comunitários de Saúde
saúde, dos recursos naturais e do meio ambiente (6). Im- (ACS) e dos Agentes de Combate as Endemias (ACE) devem ser
plantado em Patos de Minas em 2009, o PGRSS realizou desempenhadas de forma integrada e complementar.
o treinamento em 14 Unidades de Atenção Primária à
Saúde (UAPS) e capacitou 213 profissionais da saúde. De acordo com essa portaria, mobilizações socioeducativas
foram desenvolvidas pela vigilância ambiental, no combate à
Dentro do campo de ação da Vigilância em Saúde Ambiental dengue, com a participação de um público estimado de 20.000
está o controle dos fatores de riscos biológicos que se concentram pessoas. Foram realizadas 34 blitz educativas, setenta apresenta-
em vetores, animais peçonhentos e hospedeiros e reservatórios. ções em escolas e empresas e nove mutirões de limpeza. Foi criado
A vigilância de fatores de riscos biológicos relacionada a ani- o projeto “Tá Limpo, Ganha” que tinha por objetivo incentivar as
mais peçonhentos (serpentes, escorpiões, aranhas, himenópteras pessoas a manterem seu quintal limpo, oferecendo brindes aos
e lepidópteros), que podem resultar em acidentes de interesse para que assim fizessem. Cerca de oito mil pessoas participaram desse
a saúde pública, tem como finalidade o mapeamento de áreas de projeto. Toda essa mobilização fundamentou-se na notificação
risco em determinados territórios, suas relações com a vigilância de 237 (17,07:10.000) casos de dengue em Patos de Minas em
epidemiológica para avaliação dos acidentes e das medidas de 2009. Em contrapartida, o Brasil registrou valores superiores
controle utilizadas, além da interação com a rede de laborató- no mesmo período, cerca de 400.000 (21,40:10.000) casos (8).
rios de saúde pública (5). Em Patos de Minas, foram notificados Tais resultados destacam os efeitos positivos das ações propostas
e confirmados 197 acidentes por animais peçonhentos, o que pelo município.
motiva o Centro de Controle de Zoonoses a promover ações de Patos de Minas ainda conta com outros projetos no combate à
controle da população de escorpiões, morcegos e caramujos, além dengue, como o Controle Biológico do Peixe Guppy, peixe larvó-
de capturar animais de grande porte. fago usado na redução natural da população de Aedes aegypti em
A vigilância de fatores de riscos biológicos relacionados aos depósitos com impossibilidade de controle mecânico (remoção ou
vetores (Anopheles, Aedes aegypti, Culex, Flebótomos e Triatomíne- destruição); Projeto Citronela, que distribui mudas dessa planta
os) transmissores de doenças (malária, febre amarela, dengue, repelente para regiões endêmicas e o Projeto Arte em Pneus,
leishmanioses, entre outras) tem como finalidade o mapea- no qual artesãos utilizam os pneus inservíveis na confecção de
mento de áreas de risco em determinados territórios, utilizando móveis e brinquedos.
a vigilância entomológica (características, presença, índices de A vigilância de fatores de riscos biológicos relacionados aos
infestação, avaliação da eficácia dos métodos de controle), suas hospedeiros e reservatórios (caramujos, cães, gatos, morcegos,
relações com a vigilância epidemiológica quanto a incidência e roedores, saguis, raposas, suínos, bovinos e aves) de doenças (rai-
prevalência destas doenças e do impacto das ações de controle, va, leishmanioses, equinococose, leptospirose, peste, doença de
além da interação com a rede de laboratórios de saúde pública e Chagas, sarna, toxicoplasmose, hantavírus) tem como finalidade
a inter-relação com as ações de saneamento, visando ao controle o mapeamento de áreas de risco em determinados territórios uti-
ou à eliminação dos riscos (5). lizando a vigilância ambiental e as suas relações com a vigilância
Em relação à leishmaniose tegumentar, foi registrado apenas epidemiológica quanto à incidência e prevalência destas doenças
um caso (0,07:10.000) refletindo uma incidência menor que a e do impacto das ações de controle, além da interação com a rede
média nacional (1,16:10.000). Propõe-se o monitoramento das de laboratórios de saúde pública e a inter-relação com as ações de
unidades territoriais definidas como áreas de maior risco de saneamento, visando ao controle ou à eliminação dos riscos (5).
produção da doença, busca conhecer a região e definir suas ca- Preocupada com os cinco casos registrados de hantavirose,
racterísticas ambientais, sociais e econômicas além de estabelecer a Vigilância Ambiental em Saúde desenvolveu ações no sentido
28 Reis JRG et al. • Investigação. 2012;12:24-29

de reduzir a ocorrência de tal agravo, ao adotar medidas que de mediação entre as pessoas e o meio ambiente, combinando
impeçam o contato do ser humano com os roedores silvestres e escolhas pessoais e responsabilidade social, com o objetivo de
suas excretas. Os profissionais que desenvolvem atividades que criar um futuro mais saudável. Para que os indivíduos tenham
favorecem a exposição nesses ambientes foram orientados a fazer saúde, é necessário que sejam capazes de identificar e realizar
uso de equipamentos de proteção (luvas e botas).  aspirações, satisfazer necessidades e transformar, ou adaptar-se,
Em relação à doença de Chagas, em 2009, somente um caso de acordo com o meio (9).
foi notificado, porém, o município faz o controle desse agravo Um dos maiores desafios da Vigilância em Saúde Ambien-
com o monitoramento de 860 residências rurais, orientando os tal é certamente trabalhar as questões pertinentes da relação
moradores quanto à melhoria dos tipos de habitações e hábitos entre saúde e ambiente, exigindo ações de promoção de saúde,
de higiene. possibilitando a criação de ambientes favoráveis em detrimento
Apesar de todos os esforços da Vigilância em Saúde Ambien- das condições desfavoráveis ocasionadas pelo desenvolvimento.
tal em prol de controlar ou minimizar o número de agravos, a Apesar dos inúmeros programas atuantes e projetos em anda-
incidência em Patos de Minas das doenças hantavirose, leptos- mento, recomenda-se uma maior utilização das ferramentas de
pirose, doença de Chagas aguda, febre maculosa e acidentes por avaliação e controle, como o mapeamento e avaliação de risco,
animais peçonhentos, manteve-se superior à incidência média além de trabalhar a interdisciplinaridade e intersetorialidade,
nacional. Diante desse fato, recomenda-se a adoção de medidas ampliando as ações ambientais.
de prevenção e promoção de saúde a fim de controlar os fatores
Considerações finais
de risco relacionados a tais doenças.
A Vigilância em Saúde Ambiental, ainda preocupada com a Por meio deste estudo foi possível identificar e relacionar os prin-
resolução dos problemas ambientais, prevê o desenvolvimento cipais agravos epidemiológicos com as ações desenvolvidas pela
de outros projetos, entre eles: Vigilância em Saúde Ambiental de Patos de Minas para prevenção
- construção de um Ecoponto baseado na Resolução nº 416, de e promoção da saúde da população.
30/9/2009, que dispõe sobre a prevenção à degradação ambiental O crescimento urbano desordenado, o uso indiscriminado
causada por pneus inservíveis e sua destinação ambientalmente de recursos naturais, a ocupação inadequada de locais para mo-
adequada. O Ecoponto será um local para onde serão levados os radia, a falta de saneamento básico, a expansão desordenada da
pneus inservíveis recolhidos pelo próprio serviço, ou aqueles leva- industrialização, a manipulação de produtos nocivos à população
dos diretamente por borracheiros e recapadores. A prefeitura fica e muitas outras situações que colocam em risco a saúde humana,
responsável pela retirada dos pneus do Ecoponto e pela destinação pressupõem o aparecimento de doenças, sobretudo as transmiti-
ambientalmente adequada destes para empresas destinadoras li- das por água, ar, solo, alimentos, vetores, reservatórios e animais
cenciadas pelos órgãos ambientais competentes. Uma das formas peçonhentos. Este fato gera a necessidade de intensificação das
mais comuns de reaproveitamento dos pneus inservíveis é como ações de Vigilância em Saúde Ambiental de forma oportuna,
combustível alternativo para as indústrias de cimento, além do coordenada e articulada com outros setores e com base em dados
uso na fabricação de solados de sapatos, borrachas de vedação, du- para a tomada de decisões. As ações intersetoriais vêm ganhando
tos pluviais, pisos para quadras poliesportivas, pisos industriais, importância crescente à medida que novas estratégias são desen-
além de tapetes para automóveis. Há projetos para utilização dos volvidas, quando são destinadas à prevenção e promoção da saúde
pneus inservíveis como componentes para a fabricação de manta das populações que estão de alguma forma sob interferência
asfáltica e asfalto-borracha; dessas adversidades.
- diagnóstico hidroambiental das microbacias do Rio Paranaí- Os programas de promoção da saúde relacionados com os
ba nos municípios de Rio Paranaíba, Carmo do Paranaíba, Lagoa problemas ambientais devem ser movimentos politicamente
Formosa, Patos de Minas e Presidente Olegário, na expectativa agressivos e emancipadores, socialmente justos, economicamente
de reversão dos processos de degradação dos recursos hídricos, viáveis e ecologicamente prudentes, abordando a perspectiva de
bem como a promoção e práticas de uso racional dos mesmos por uma equidade social, política e econômica.
meio de atividades de Educação Ambiental;
Recomenda-se a superação dos agravos relatados pela partici-
- projeto para o recolhimento de pilhas e baterias para serem pação efetiva da população, propondo ações que tenham como
destinadas a uma empresa de reciclagem; os restos de medica- objetivo garantir oportunidades e recursos para possibilitar que
mentos da população serão recolhidos e descartados nas Unida- as pessoas alcancem o máximo de saúde e que tenham compe-
des Básicas de Saúde, recebendo o mesmo destino dos resíduos tência para fazer as escolhas saudáveis, além da efetivação de uma
dos serviços de saúde; com o intuito de evitar a contaminação consciência cidadã que garanta uma melhor qualidade de vida.
química do solo.
A abordagem socioambiental define promoção à saúde como o Referências
processo de capacitação de indivíduos para que tenham controle
sobre os determinantes de saúde com o objetivo de terem uma (1) Brasil. Ministério do planejamento, orçamento e gestão. In-
melhor qualidade de vida, havendo necessidade de mudanças stituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo demográfico
no modo e nas condições de vida. Representa uma estratégia 2000-2010. Rio de Janeiro: IBGE; 2010.
Reis JRG et al. • Investigação. 2012;12:24-29 29

(2) Brasil. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística [homep-


age na internet]. Cidades [acesso em 9 out 2010]. Disponível em:
http://www.ibge.gov.br/cidadesat.

(3) Freitas CM. Problemas ambientais, saúde coletiva e ciências


sociais. Cien saúde coletiva. 2003;8:137-50.

(4) Radicchi ALA, Lemos AF. Saúde ambiental. Belo Horizonte:


Nescon/UFMG, Coopmed; 2009.

(5) Brasil. Fundação Nacional de Saúde. Vigilância Ambiental em


Saúde. Brasília: Funasa; 2002.

(6) Brasil. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. RDC AN-


VISA Nº 306/4. ANVISA; 2006.

(7) Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde.


Manual de vigilância da leishmaniose tegumentar americana. 2.
ed. Brasília: Ministério da Saúde; 2007.

(8) Brasil. Ministério da Saúde. Informações de Saúde. Casos


confirmados notificados no Sistema de Informação de Agravos
de Notificação. Brasília: DATASUS/Sinan Net; 2010.

(9) Jacobi P. Educação ambiental, cidadania e sustentabilidade.


Cad. pesqui. 2003;118:189-205.

Conflitos de interesse

Não houve conflitos de interesse de qualquer natureza (econô-


micos, pessoais, científicos, assistenciais, educacionais, religiosos
e sociais) que possam ter interferido nos resultados da pesquisa.