Вы находитесь на странице: 1из 3

Divisão de Expansão

Secretaria de Experiência de Fé

Região: Noroeste Dir. Regional:


Área: Oeste Resp. Área: Rafael Marques Machado
Johrei Center: Dourados Resp. J. Center: Ministra Branca Maria O. Koswoski

DADOS PESSOAIS

Nome: Ary Albuquerque Cavalcanti Junior

Data Nasc.: 23/12/1988 Idade: 29 anos

Estado Civil: Casado

Escolaridade: Superior Formação: Doutorando em História

Profissão: Assistente acadêmico

CONTATOS

End.: Rua Ciro Melo 2874

Bairro: Jardim Central CEP: 79805-030

Cidade: Dourados UF: MS

Email: ajunior.ufrb@hotmail.com

Fone Res.: Fone Cel : 67 998534102

DADOS RELIGIOSOS

Membro: (x) Sim ( ) Não Data de Outorga: 20/12/2007

Missão Atual: Responsável de Johvens Tempo de membro: 10 anos


Data do Relato:
Já foi relatado: ( ) Sim (x ) Não
Sou membro há 10 anos e ainda que tenha passado por outras unidades em diferentes
estados do Brasil, nunca consegui desenvolver a horta caseira, ainda que soubesse da
importância dessa coluna de salvação.

No ano de 2017 fui convidado pela responsável da unidade a assumir a missão como
responsável de johvens. A partir dai passei a me inteirar ainda mais das colunas de
salvação da igreja, onde desenvolvi uma grande afinidade com a responsável da
agricultura natural. Aos poucos ela foi me informando da importância da horta e de uma
alimentação onde a força vital seria capaz de mudar sentimentos e daria força nutritiva.

Apesar de todas as explicações e das inúmeras atividades realizadas juntamente com o


grupo e johvens, tinha sérias dificuldades em cuidar de hortas, fazendo com que muitas
mudas morressem algo que me frustrava ainda mais. Mas, em conversas com a
responsável da agricultura, a mesma sempre me animava e não perdia a oportunidade de
me convidar para vivências e me presentar com novas mudas.

Certo dia, conversando com a mesma sobre algumas dificuldades que estava
vivenciando em minhas relações cotidianas, a mesma pediu para que fizesse uma nova
tentativa de ter uma horta colocando todo meu sentimento no ato e ministrasse Johrei,
cuidando com muito amor, como se estivesse cuidando das pessoas.

Então me propus a realizar o desafio. Confesso que a principio não foi fácil, uma vez
que, como sou uma pessoa ansiosa, queria ver logo os resultados. Mas como um assíduo
leitor de Meishu Sama lembrei do quanto o mesmo afirma a importância de esperar o
tempo certo das coisas. Então, passei a aguar todos os dias, além de ministrar Johrei e
literalmente conversar com minha hortinha.

Certo dia percebi que meu morango estava dando frutos e fiquei numa grande
felicidade, pois quando passei a cuidar do mesmo mentalizei um dificuldade que estava
sentindo, e enquanto os frutos iam florescendo a situação no mundo material se
amenizava.

Hoje tenho morango, alface, coentro, manjericão e salsa, os quais quando estão em fase
de consumo divido e entrego para meus vizinhos que ficam bem felizes. Um deles
inclusive, percebi, também passou a cultivar a hora caseira em sua casa e disse que
ficasse á vontade quando precisasse, algo que acabou gerando maior harmonia na
vizinhança.

Reconheço o quão importante é a prática da horta caseira em nossas vidas e o quanto


realiza-la nos deixa leve. Além disso, permite reconhecer o maravilhoso poder de Deus
nas pequenas ações e que as coisas possuem seu próprio tempo, assim como nossa vida.

Agradeço a Deus e Meishu Sama pela permissão, a meus antepassados agricultores por
tudo que já fizeram, a responsável pelo setor de agricultura da unidade pela insistência e
carinho, algo que foi de suma importância para minha mudança de consciência.

Muito obrigado.

Похожие интересы