Вы находитесь на странице: 1из 172

MANUAL DE CONFIGURAÇÕES E FALHAS

ASSUNTO: NÚMERO: REVISÃO:


EXCEL A3BA003AA S01
DATA EMISSÃO: EMITENTE: CLASSE:
13/02/01 DATA REVISÃO: APROVAÇÃO:
ELABORAÇÃO: CONTROLE:

CA 2V - EXCEL 2V VELOCIDADES
PARÂMETROS DE CONFIGURAÇÃO------------------------------------------------------------- 3
FALHAS-------------------------------------------------------------------------------------------------- 6

CA FF - EXCEL FF
PARÂMETROS DE CONFIGURAÇÃO------------------------------------------------------------- 12
FALHAS-------------------------------------------------------------------------------------------------- 15

EX FD - EXCEL ALPHA
PARÂMETROS DE CONFIGURAÇÃO------------------------------------------------------------- 22
FALHAS-------------------------------------------------------------------------------------------------- 25

EX VC - EXCEL VECTOR
PARÂMETROS DE CONFIGURAÇÃO------------------------------------------------------------- 33
FALHAS-------------------------------------------------------------------------------------------------- 37

EX MG - EXCEL MG
PARÂMETROS DE CONFIGURAÇÃO------------------------------------------------------------- 45
FALHAS-------------------------------------------------------------------------------------------------- 48

EXCEL FV ( FASE II e FASE III )


PARÂMETROS DE CONFIGURAÇÃO------------------------------------------------------------- 58
FALHAS-------------------------------------------------------------------------------------------------- 63

EX DCSCR - EXCEL DCSCR


PARÂMETROS DE CONFIGURAÇÃO------------------------------------------------------------- 72
FALHAS-------------------------------------------------------------------------------------------------- 76

EX SEFV - EXCEL SE FV
PARÂMETROS DE CONFIGURAÇÃO------------------------------------------------------------- 85
FALHAS-------------------------------------------------------------------------------------------------- 89

EX 800 2V - EXCEL 800 2 VELOCIDADES


PARÂMETROS DE CONFIGURAÇÃO------------------------------------------------------------- 97
FALHAS-------------------------------------------------------------------------------------------------- 100

EX 800 FV- EXCEL 800 FV


PARÂMETROS DE CONFIGURAÇÃO------------------------------------------------------------- 105
FALHAS-------------------------------------------------------------------------------------------------- 108

EX 800 FV (SOFTWARES 192/3) - EXCEL 800 FV


PARÂMETROS DE CONFIGURAÇÃO------------------------------------------------------------- 115
FALHAS-------------------------------------------------------------------------------------------------- 118

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


1/172
EX 800 M1 - EXCEL 800 M1
PARÂMETROS DE CONFIGURAÇÃO------------------------------------------------------------- 124
FALHAS-------------------------------------------------------------------------------------------------- 127

EX HD - EXCEL HIDRÁULICO
PARÂMETROS DE CONFIGURAÇÃO------------------------------------------------------------- 135
FALHAS-------------------------------------------------------------------------------------------------- 139

DESPACHO ADS
PARÂMETROS DE CONFIGURAÇÃO------------------------------------------------------------- 144

PIC
( Painel de Interface de Comunicação ) para IGPD ( Plasma Duplo )
PARÂMETROS DE CONFIGURAÇÃO------------------------------------------------------------- 148

INVERSORES - VG3
PARÂMETROS DE CONFIGURAÇÃO------------------------------------------------------------- 149
FALHAS-------------------------------------------------------------------------------------------------- 152

INVERSORES - G3 / G3+
PARÂMETROS DE CONFIGURAÇÃO------------------------------------------------------------- 153
FALHAS-------------------------------------------------------------------------------------------------- 157

INVERSOR - G5
PARÂMETROS DE CONFIGURAÇÃO------------------------------------------------------------- 159
FALHAS-------------------------------------------------------------------------------------------------- 169

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


2/172
CA 2V - EXCEL 2 VELOCIDADES
PARÂMETRO SIGNIFICADO VARIAÇÃO
A00 Mostra a posição do elevador. (indicação do IPD)
A01 Mostra a posição do elevador. (indicação do pavimento)
A02 Velocidade atual do elevador. (no limitador)
A03 Corrente consumida pelo motor.
A04 Voltímetro. (medida da tensão)
A05 Frequencímetro. (freqüência da rede)
A06 Erro de parada em centímetros. (com offset =100)
A09 Temperatura do enrolamento.
A10 Velocidade atual do elevador. (no taco)
A11 Hodômetro. (X1000)
A12 Número do software. (Axx)
A13 Versão do software. (xxx)
A14 Sub. do software.
B00 Simula chamadas de cabina. 0 a número de
paradas-1
B01 Ao definir B1=1 e passar a chave manual/aut. de manual para 0 ou 1
automático o carro irá realizar uma viagem de rebitagem.
B03 Ao definir B3=1 o comando passará a realizar chamadas 0 ou 1
aleatórias.
B04 Alinha o IPD pelo térreo. 1
B06 Inserção da temperatura do motor. 0 a 119
B07 Altera o hodômetro. (X1000)
B08 Simula chamadas de pavimento de descida. 0 a número de
paradas-1
B09 Simula chamadas de pavimento de subida. 0 a número de
paradas-1
C00 Distância de chaveamento de alta para baixa. (corte de alta - de 100 a 220
em cm)
C01 Distância de parada quando o elevador está descendo. de 2 a 30
C02 Distância de parada quando o elevador está subindo. de 2 a 30
C03 Regulagem da distância máxima para derrubar a manobra. de 0 a 20
C04 Tempo de espera para fechamento do contator RB1 (0,1 5 a 30
segundo).

O fechamento de RB1 ocorrerá tanto pelo tempo


(parâmetro C04) quanto pela distância (parâmetro C05),
quem ocorrer primeiro.
C05 Distância para fechamento do contator RB1 (cm). de 0 a parâmetro
C00
O fechamento de RB1 ocorrerá tanto pelo tempo
(parâmetro C04) quanto pela distância (parâmetro C05),
quem ocorrer primeiro.
C06 Tempo para fechamento do contator RA1 (0,1 segundo). de 0 a 30

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


3/172
CA 2V - EXCEL 2 VELOCIDADES
PARÂMETRO SIGNIFICADO VARIAÇÃO
C07 Presença ou não de fotocélula
0 - sem. 0
1 - com. 1
C08 Presença ou não da Rampa magnética
0 - sem RMT (rampa magnética). 0
1 - com RMT (rampa magnética). 1
2 - desabilita a entrada L-RMT para a função PF e rampa 2
magnética.
C09 Configuração de abertura das portas
0 - estaciona sempre de porta fechada. 0
1 - estaciona de porta aberta somente no andar de 1
estacionamento.
2 - estaciona sempre de porta aberta. 2
3 - não abre porta de cabina. 3
C10 Configuração do andar inferior. de 0 a 64
C11 Configuração do andar superior. de 0 a 64
C12 Configuração do andar térreo ou principal. de 0 a 64
C13 Configuração do andar de estacionamento. de 0 a 64
C14 Configuração do chicote para o poço
0 - para prédios de 21 a 28 paradas. 0
1 - para prédios até 20. 1
2 - para prédios de 29 a 40 paradas. 2
C15 Tempo de porta aberta para chamadas de cabina (tempo em de 0 a 300
0,1 seg.).
C16 Tempo de porta aberta para chamadas de pavimento (tempo de 0 a 300
em 0,1 seg.).
C17 Tempo de porta aberta para chamadas do andar térreo (tempo de 0 a 200
em 0,1 seg.).
C18 Atlas code presente
0 - presente. 0
1 - sem. 1
Opção somente para softwares: A00005, A00008, A00068,
A00091 e A00251.
C32 Efeito da polia. de 1 a 9
C33 Diâmetro da polia (mm). de 1 a 999
C34 Rotação da polia de tração. de 1 a 199
C35 Corrente nominal do motor.
C36 Número do painel (número do nó da rede) para identificação de 0 a 100
do sistema, quando operando em grupo.
C37 Habilitação de estacionamento ( 0-não estaciona 1-estaciona ). de 0 a 1
C39 Rotação síncrona do motor. 150 ou 180
C40 Grupo de atenuação
0 - 220V. 0
1 - 380V. 1
2 - 440V. 2
C41 Tensão nominal da rede. de 101 a 799

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


4/172
CA 2V - EXCEL 2 VELOCIDADES
PARÂMETRO SIGNIFICADO VARIAÇÃO
C42 Pesador de carga de 110%
0 - ausente. 0
1 - presente. 1
C43 Seleção das chamadas de pavimento
0 - atende todos os pavimentos. 0
1- andares pares e andar de estacionamento. 1
2- andares ímpares e de estacionamento. 2
3- somente chamadas de cabina. 3
C44 Cancelamento de chamada falsa
0 - cancela chamada. 0
1 - não cancela. 1
C45 Tipo de sinalização. de 0 a 13
C48 Teste de PP em ascensorista e durante a viagem
0 - não testa PP. 0
1 - testa PP. 1
C49 Tempo de detecção de LPA. de 5 a 30
C50 senha para autorizar a modificação de parâmetros. 31
H00 ANO 0-99
H01 MÊS 1 a 12
H02 DIA 1 a 31
H03 DIA DA SEMANA 1a7
H04 HORA 0-23
H05 MINUTO 0-59
H06 Envia os parâmetros para a memória do plasma da cabina.
(*) Softwares que possuem os parâmetros H: A00007, A00009, A00010, A00067, A00068, A00069,
A00070 e A00251.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


5/172
CA 2V - EXCEL 2 VELOCIDADES
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F01-000 NAST - Ocorreu nast durante a viagem. Durante a viagem, se o contador de NAST não
zerou e o carro não se movimentou pelo
menos 30 pulsos, é sinalizada falha F01-000
e as chamadas são canceladas. Caso o
elevador esteja na região de nivelamento, irá
abrir a porta. O elevador é travado.
F02-000 NAST - Ocorreu nast no final da viagem. No final da viagem, se o contador de NAST não
zerou e o carro não se movimentou pelo
menos 10 pulsos, é sinalizada falha F02-000
e as chamadas são canceladas. Caso o
elevador esteja na região de nivelamento, irá
abrir a porta. O elevador é travado.
F03-posição Houve 3 tentativas seguidas de Durante o comando de fechar a porta, após o não
fechamento de porta e ocorreu erro na comando verificar que não existe fuga
sequência de porta, PC ou CT atua junto massa, não atuou segurança geral e a porta
com LPA. está aberta (LPA ativo) e não está no modo
de inicialização. É verificado se existe CT ou
PC. Caso seja a terceira tentativa de fechar a
porta sem sucesso, é sinalizado a falha F03,
cujo complemento é o pavimento onde
ocorreu a falha. As chamadas são
canceladas, o RMT é desligado e o PF
também.
F04-posição Houve 3 tentativas seguidas de Se existir CT ou PC sem que haja PP e for a não
fechamento de porta e ocorreu PC ou terceira tentativa de fechar a porta sem
CT antes de fechar a porta (atuar PP). sucesso, é sinalizado a falha F04 cujo o
complemento é o pavimento a onde ocorreu
a falha. As chamadas são canceladas o RMT
e desligado e o PF também.
F05-posição Houve 3 tentativas seguidas de Após o comando mandar fechar a porta, se não
fechamento de porta e CT atuou antes não detectar PC e detectar CT na terceira
do PC. vez que ocorrer, isto é, sinalizado a falha F05
cujo o complemento é o pavimento onde
ocorreu a falha.
F06-000 Houve 3 tentativas seguidas de fechar a Após o comando mandar fechar a porta, se não
porta e não foi detectado PC. não detectar PC após 3 tentativas, o
comando envia a falha F06-000.
F07-posição Houve 3 tentativas de fechamento de Após o comando mandar fechar a porta, se não
porta e não se verificou a detecção de não detectar CT após 3 segundos, o
CT. comando envia a falha F07 e a posição onde
o elevador se encontra. ou após 6 segundos
no final do comando de fechar porta, se
houve 3 tentativas de detecção de CT, o
comando envia esta falha.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


6/172
CA 2V - EXCEL 2 VELOCIDADES
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F08-000 Houve 3 tentativas de abertura de porta Após o comando mandar abrir a porta (ligar não
e não foi detectado LPA. O tempo PA), passar o tempo definido em C05 e
máximo de detecção de LPA depende ocorreram 3 tentativas de detecção de LPA, o
do parâmetro C5. comando envia esta falha.
F09-000 Após entrada da manobra (iniciar Após entrada da manobra (iniciar viagem), sim
viagem), passou 2 segundos e o freio passou 2 segundos e o freio não foi liberado.
não foi liberado. O comando trava o carro após enviar esta
falha, tanto para viagem manual como em
automático.
F09-001 Ocorreram três falhas F18. Se ocorrer 3 falhas F18 seguidas, o comando não
sinaliza com F09-001.
F09-003 Ocorreu falha nos sensores IS/ID. No final da viagem, é verificado se ocorreu sim
(é necessário realizar nova alguma falha nos sensores IS e ID. Se
rebitagem). ocorrer, é sinalizado esta falha e o elevador é
travado.
F10-000 Fuga massa durante a viagem. No fim de viagem verifica se houve fuga sim
massa. Se houve, irá abrir a porta, limpar as
chamadas e travar o carro.
F10-001 Excesso de carga (110%). Aguarda a Durante a viagem em automático, é enquanto
lotação normalizar. verificado pesador de 110%. Se o pesador a falha
estiver atuado, sinaliza a falha F10-001 e o persistir
carro fica travado até que o pesador deixe de
atuar.
F10-002 Fuga massa durante o fechamento da Se houver fuga massa quando o comando sim
porta. mandou fechar a porta.
F10-003 Fuga massa durante a viagem manual. Se houver fuga massa quando o comando não
está em viagem manual.
F11-000 Atuou o termistor do motor. Em viagem, No fim de viagem verifica se houve atuação enquanto
termina a viagem e em manual, aguarda do térmico. Se houve, abre a porta e fica a falha
o motor esfriar . aguardando o motor esfriar. persistir
F12-posição Passou-se 1 minuto e PP não foi Durante o comando de fechamento de porta, aguarda
detectado durante o fechamento da passaram-se 1 minuto e não foi detectado PP
porta. PP. O comando fica travado aguardando
ocorrência de PP.
F13-posição Ocorreram mais de 10 reaberturas de Durante o comando de abrir porta, se for não
portas por causa do PP estar falhando detectado que houve 10 ou mais reaberturas
ou ocorrência de SEGG. de porta por falha de PP ou ocorrência de
SEGG, é sinalizado a falha F13-000.
F14-000 Botão PO acionado por mais de 60 Durante o comando de fechar a porta, após o não
segundos. comando, verificar que houve PP. Se o botão
PO ficar acionado por mais de 60 segundos,
é sinalizado a falha F14-000.
F14-001 Falha na fotocélula. Durante o comando de fechar a porta, após o não
comando, verificar que houve PP. Se após 2
segundos não for detectado a fotocélula, é
sinalizado a falha F14-001.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


7/172
CA 2V - EXCEL 2 VELOCIDADES
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F15-000 Passaram-se 6 segundos e RMT não foi Durante o comando de abrir porta, após o não
detectado durante a abertura de porta. comando, desligar PF e desligar RMT e
aguardar até 6 segundos para que a entrada
E.L_RMT vá para 1. Se não for sinaliza falha
F15-000. Depende da configuração do
parâmetro C08 (Ocorre se C08=1).
F16-posição Passaram-se 6 segundos e CT não foi Durante o comando de abrir porta, após o não
detectado durante a abertura de porta. comando detectar E.L_RMT e aguardar até 6
segundos e não detectar CT, sinaliza falha
F16-000 e reseta o comando. Depende da
configuração do parâmetro C08 (Ocorre se
C08=1).
F17-001 Atuou segurança geral em movimento. Durante a viagem, é verificado se ocorreu não
segurança geral. Se ocorreu, é sinalizado
F17-001.
F17-002 Falhou PP. Durante a viagem, após verificar se ocorreu enquanto a
segurança geral. Se não ocorreu, é verificado falha persistir
se está sem PP. Se estiver sem, é sinalizado
F17-002.
F17-003 Falhou PC. Durante a viagem, após verificar se tem PP. enquanto a
Se tiver, é verificado se está sem PC. Se falha persistir
estiver sem, é sinalizado F17-003.
F17-004 Falhou CT. Durante a viagem, após verificar se tem PC. enquanto a
Se tiver, é verificado se está sem CT, se falha persistir
estiver sem, é sinalizado F17-004.
F17-005 Falhou SEGP. Durante a viagem, após verificar se tem CT. enquanto a
Se tiver, é verificado se está sem SEGP. Se falha persistir
estiver sem, é sinalizado F17-005.
F17-006 Atuou segurança geral ou segurança de Após fechar a porta, foi detectado falta de não
porta após fechamento da porta , antes segurança geral (segg) ou falta de segurança
do elevador partir. de porta (segp) antes do carro partir.
F17-007 Atuou segurança, gera durante a Foi detectado falta de segurança geral (segg) sim
rebitagem. durante a rebitagem, após a rebitagem o
elevador é travado.
F18-posição Parada fora de posição. Se no fim de viagem não detectar IS ou ID, não
sinaliza com esta falha, limpa todas as
chamadas e reinicializa o elevador.
F19-000 Falha de memória (processamento Esta falha ocorre quando há problemas na não
interno - MRB). alocação de buffers pelo SO (MRB e SRB). É
(reseta a CPU do carro). sinalizado a falha e a CPU é resetada.
F19-001 Falha de memória (processamento Esta falha ocorre quando há problemas na não
interno - SRB). alocação de buffers pelo SO (MRB e SRB). É
(reseta a CPU do carro). sinalizado a falha e a CPU é resetada.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


8/172
CA 2V - EXCEL 2 VELOCIDADES
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F19-003 Falha na inicialização da rede de Esta falha ocorre quando o comando vai não
comunicação entre os carros. inicializar a comunicação em rede.

( Somente os softwares em rede


possuem esta opção: A00007,
A00008, A00009, A00010, A00067,
A00068, A00069, A00070 e A00091 ).

F21-000 Falha de sobre-aquecimento do A cada 100ms é verificado, quando o carro enquanto a


enrolamento do motor. estiver em movimento, se houve sobre- falha
aquecimento do enrolamento do motor. Se persistir
isto ocorrer, é sinalizado esta falha. Esta
falha trava o carro enquanto a falha persistir.
F23-000 Houve reversão de mais de 20 pulsos. A cada 100ms, é verificado se houve não
reversão de mais de 20 pulsos. Se isto
ocorrer, é sinalizada esta falha.
F26-000 Se estiver funcionado com safe e a A cada 100ms, se o carro estiver em sim
velocidade for maior ou igual a 40% da movimento com o safe ligado e for verificado
velocidade nominal. que a velocidade calculada com os pulsos
do sensor da roda dentada do limitador
( Somente estes software possuem estiver maior ou igual a 40% da velocidade
estas falhas: A00067, A00068, A00069 nominal, é enviado esta falha..
e A00070 ).
F30-000 Falha por sobre-corrente. Sobrecorrente. enquanto a
falha
persistir
F31-000 Erro na sequência de fase. Erro na sequência de rede. enquanto a
falha
persistir
F32-000 Falta de fase U (tensão). Falta de fase U. enquanto a
falha
persistir
F32-001 Falta de fase U (TC1 e TC2). Falta de fase U da corrente (TC1 e TC2). sim
Trava o elevador quando esta falha ocorrer.
F33-000 Falta de fase V (tensão). Falta de fase V. enquanto a
falha
persistir
F33-001 Falta de fase V (TC1 e TC2). sim
F34-000 Falta de fase W. Falta de fase W. enquanto a
falha
persistir
F35-000 Falha de sobre-tensão. Falha de sobre-tensão. enquanto a
falha
persistir

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


9/172
CA 2V - EXCEL 2 VELOCIDADES
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F36-000 Falha de sub-tensão. Falha de sub-tensão. enquanto a
falha
persistir
F37-000 Falha de sincronismo da rede. A cada 100 m, o software verifica se houve enquanto a
falha de sincronismo com a rede. Se ocorrer falha
mais de 10 falhas, será sinalizado F37-000. persistir
Caso a frequência fique maior que 70 Hz ou
menor que 40 Hz, também será sinalizado a
mesma falha.
F41-xxx Falha no contator A A cada 100 m, caso o comando esteja em sim
automático, a rede esteja OK e a segurança
Complemento: geral não esteja atuada, é verificado o estado
000 - contator não ligou. do contator A, através da entrada E.L_A. Se
001 - contator ligou e ficou grudado. o estado da saída não estiver de acordo com
o último comando enviado para este contator
(durante 20 ciclos seguidos), é enviado esta
falha (F41) cujo complemento é o estado lido
pela entrada E.L_A (0 - contator não ligou, 1-
contator ficou com o contato ligado). O
elevador é travado enquanto esta falha
persistir.
F42-xxx Falha no contator B A cada 100 m, caso o comando esteja em sim
automático, a rede esteja OK e a segurança
Complemento: geral não esteja atuada, é verificado o estado
000 - contator não ligou. dos relês AUT1 e AUT2, através das
001 - contator ligou e ficou grudado. entradas E.L_AUT1 e E.L_AUT2. Se o
estado dos dois relês não estiverem iguais
(durante 10 ciclos seguidos) é enviado esta
falha (F42-000). O elevador é travado quando
ocorre esta falha.
F43-xxx Falha no contator C A cada 100 m, caso o comando esteja em sim
automático, a rede esteja OK e a segurança
Complemento: geral não esteja atuada é verificado o estado
000 - contator não ligou. dos relês SEG1 e SEG2, através das
001 - contator ligou e ficou grudado. entradas E.L_SEG1 e E.L_SEG2. Se o
estado dos dois relês não estiverem iguais
(durante 10 ciclos seguidos) é enviado esta
falha (F43-000). O elevador é travado quando
ocorre esta falha.
F44-xxx Falha no contator RA1 A cada 100 m, caso o comando esteja em sim
automático, a rede esteja OK e a segurança
Complemento: geral não esteja atuada, é verificado o estado
000 - contator não ligou. dos relês NIV1 e NIV2, através das entradas
001 - contator ligou e ficou grudado. E.L_NIV1 e E.L_NIV2. Se o estado dos dois
relês não estiverem iguais (durante 10 ciclos
seguidos), é enviado esta falha (F44-000). O
elevador é travado quando ocorre esta falha
(a falha ocorre se tiver renivelamento).

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


10/172
CA 2V - EXCEL 2 VELOCIDADES
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F45-xxx Falha no contator S A cada 100 m, caso o comando esteja em sim
automático, a rede esteja OK e a segurança
Complemento: geral não esteja atuada, é verificado o estado
000 - contator não ligou. do contator S, através da entrada E.L_S. Se
001 - contator ligou e ficou grudado. o estado da saída não estiver de acordo com
o último comando enviado para este contator
(durante 20 ciclos seguidos), é enviado esta
falha (F45), cujo complemento é o estado lido
pela entrada E.L_S (0 - contator não ligou, 1-
contator ficou com o contato ligado). O
elevador é travado quando ocorre esta falha.
F46-xxx Falha no contator D A cada 100 m, caso o comando esteja em sim
automático, a rede esteja OK e a segurança
Complemento: geral não esteja atuada, é verificado o estado
000 - contator não ligou. do contator D, através da entrada E.L_D. Se
001 - contator ligou e ficou grudado. o estado da saída não estiver de acordo com
o último comando enviado para este contator
(durante 20 ciclos seguidos), é enviado esta
falha (F46), cujo complemento é o estado lido
pela entrada E.L_D (0 - contator não ligou, 1-
contator ficou com o contato ligado). O
elevador é travado quando ocorre esta falha.
F47-xxx A saída CB não confere com o contato A cada 100 m, caso o comando esteja em sim
TRFO. O complemento é o estado lido safe, é verificado o estado da saída CB
pelo comando do contato TRFO. (S.A_CB), através da entrada TRFO
(E.SPR6). Se o estado da saída não estiver
Complemento: de acordo com o último comando enviado
000 - contator não ligou. para este contator (durante 26 ciclos
001 - contator ligou e ficou grudado. seguidos), é enviado esta falha (F47), cujo
complemento é o estado lido pela entrada
(Quando sair de safe, o comando E.SPR6 (0 - não ligou, 1- ficou ligado). O
deixa de travar. Ver nota 2). elevador é travado quando ocorre esta falha.
Quando o elevador sai de safe, é
“destravado” desta falha.
F48-xxx Falha na entrada AE A cada 100 m, caso o comando esteja em sim
Complemento: safe, é verificado se a entrada TRFO
000 - contator não ligou. (E.SPR6 - L-PI0) está ativa. Se estiver, é
001 - contator ligou e ficou grudado. verificado o estado dos contatores S ou D em
relação ao contator AE, através da entrada
(Quando sair de safe, o comando E.SPR5. Se não estiver de acordo (durante
deixa de travar. Ver nota 2) 26 ciclos seguidos), é enviado esta falha
(F48), cujo complemento é o estado lido pela
entrada E.SPR5 (0 - não ligou, 1- ficou
ligado).
Todas as falhas derrubam a manobra se o carro estiver em movimento.
NOTA 1: Somente estes softwares possuem esta opção A00007, A00008, A00009, A00010, A00067, A00068,
A00069, A00070, A00091.
NOTA 2: Somente estes softwares possuem estas falhas A00067, A00068, A00069, A00070.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


11/172
EX CA FF - EXCEL FF
PARÂMETRO SIGNIFICADO VARIAÇÃO
A00 Mostra a posição do elevador. (indicação do IPD)
A01 Mostra a posição do elevador. (indicação do pavimento)
A02 Velocidade atual do elevador. (no limitador)
A03 Corrente consumida pelo motor.
A04 Voltímetro. (medida da tensão)
A05 Frequencímetro. (freqüência da rede)
A06 Erro de parada em centímetros. (com offset =100)
A07 Ângulo de disparo dos tiristores.
A09 Temperatura do enrolamento.
A10 Velocidade atual do elevador. (no taco)
A11 Hodômetro. (X1000)
A12 Número do software. (Axx)
A13 Versão do software. (xxx)
A14 Sub. do software.
B00 Simula chamadas de cabina. 0 a número de
paradas-1
B01 Ao definir B1=1 e passar a chave manual/aut. de manual para 0 ou 1
automático o carro irá realizar uma viagem de rebitagem.
B03 Ao definir B3=1 o comando passará a realizar chamadas 0 ou 1
aleatórias.
B04 Alinha o IPD pelo térreo. 1
B06 Inserção da temperatura do motor. 0 a 119
B07 Altera o hodômetro. (X1000)
B08 Simula chamadas de pavimento de descida. 0 a número de
paradas-1
B09 Simula chamadas de pavimento de subida. 0 a número de
paradas-1
C01 Distância de parada quando o elevador está descendo. de 2 a 30
C02 Distância de parada quando o elevador está subindo. de 2 a 30
C06 Tempo para fechamento do contator RA1 (0,1 segundo). de 0 a 30
C07 Presença ou de fotocélula
0 - sem. 0
1 - com. 1
C08 Presença ou da Rampa magnética

0 - sem RMT. (rampa magnética) 0


1 - com RMT. (rampa magnética) 1
2 - desabilita a entrada L-RMT para a função PF e 2
rampa magnética.
C09 Configuração de abertura das portas
0 - estaciona sempre de porta fechada. 0
1 - estaciona de porta aberta somente no andar de 1
estacionamento.
2 - estaciona sempre de porta aberta. 2
3 - não abre porta de cabina. 3
C10 Configuração do andar inferior. de 0 a 64
C11 Configuração do andar superior. de 0 a 64

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


12/172
EX CA FF - EXCEL FF
PARÂMETRO SIGNIFICADO VARIAÇÃO
C12 Configuração do andar térreo ou principal. de 0 a 64
C13 Configuração do andar de estacionamento. de 0 a 64
C14 Configuração do chicote para o poço
0 - para prédios de 21 a 28 paradas. 0
1 - para prédios até 20. 1
2 - para prédios de 29 a 40 paradas. 2
C15 Tempo de porta aberta para chamadas de cabina (tempo em de 0 a 300
0,1 seg.).
C16 Tempo de porta aberta para chamadas de pavimento (tempo de 0 a 300
em 0,1 seg.).
C17 Tempo de porta aberta para chamadas do andar térreo (tempo de 0 a 200
em 0,1 seg.).
C18 Atlas code presente
0 - presente. 0
1 - sem. 1
Opção somente para os softwares: A00012, A00015,
A00075, A00092 e A00252.

C19 Desaceleração máxima para viagens de 1 andar (x0,1 m/s²). de 3 a 15


Alteração somente com o carro parado.
C20 Desaceleração máxima para viagens de mais de 1 andar (x0,1 de 3 a 15
m/s²).
Alteração somente com o carro parado.
C21 Jerk máximo (0,1 m/s³). de 5 a 40
Alteração somente com o carro parado.
C22 Corrente injetada na partida. de 0 a 25
C23 Corrente injetada na parada. de 0 a 25
C24 Ganho integral para viagem de 1 andar. diferente de 0
C25 Ganho proporcional para viagem de 1 andar.
C26 Ganho divisor para viagem de 1 andar.
C27 Ganho integral para viagem de mais de 1 andar. diferente de 0
C28 Ganho proporcional para viagem de mais de 1 andar.
C29 Ganho divisor para viagem de mais de 1 andar.
C30 Torque de inércia. 0 a 499
C31 Torque de carga máximo. 0 a 499
C32 Efeito da polia. de 1 a 9
C33 Diâmetro da polia (mm). de 1 a 999
C34 Rotação da polia de tração. de 1 a 199
C35 Corrente nominal do motor.
C36 Número do painel (número do nó da rede) para identificação do de 0 a 100
sistema, quando operando em grupo.
C37 Habilitação de estacionamento
0 - não estaciona. 0
1 - estaciona. 1
C38 Número de dentes da roda dentada. de 11 a 99
C39 Rotação síncrona do motor 150 ou 180

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


13/172
EX CA FF - EXCEL FF
PARÂMETRO SIGNIFICADO VARIAÇÃO
C40 Grupo de atenuação
220V. 0
380V. 1
440V. 2
C41 Tensão nominal da rede. de 101 a 799
C42 Pesador de carga de 110%
0 - ausente. 0
1 - presente. 1
C43 Seleção das chamadas de pavimento
0 - atende todos os pavimentos. 0
1- andares pares e andar de estacionamento. 1
2- andares ímpares e de estacionamento. 2
3- somente chamadas de cabina. 3
C44 Cancelamento de chamada falsa
0 - cancela chamada. 0
1 - não cancela. 1
C45 Tipo de sinalização. de 0 a 13
C48 Teste de PP em ascensorista e durante a viagem
0 - não testa PP. 0
1 - testa PP. 1
C49 Tempo de detecção de LPA. de 5 a 30
C50 Senha para autorizar a modificação de parâmetros. 31
H00 ANO 0-99
H01 MÊS 1 a 12
H02 DIA 1 a 31
H03 DIA DA SEMANA 1a7
H04 HORA 0-23
H05 MINUTO 0-59
H06 Envia os parâmetros para a memória do plasma da cabina.
(*) Softwares que possuem os parâmetros H: A00014, A00015, A0007, A00075, A00252, A00264 e
A00267.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


14/172
EX CA FF - EXCEL FF
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA OBS
F01-000 NAST - Ocorreu NAST durante a Durante a viagem, se o contador de não
viagem. NAST zerou e o carro não se
movimentou pelo menos 30 pulsos, é
sinalizada falha F01-000 e as chamadas
são canceladas. Caso o elevador esteja
na região de nivelamento, este abre a
porta. O elevador é travado.
F02-000 NAST - Ocorreu nast no final da No final da viagem, se o contador de não
viagem. NAST zerou e o carro não se
movimentou pelo menos 10 pulsos, é
sinalizada falha F02-000 e as chamadas
são canceladas. Caso o elevador esteja
na região de nivelamento, este abre a
porta. O elevador é travado.
F03-posição Houve 3 tentativas seguidas de Durante o comando de fechar a porta, não
fechamento de porta e ocorreu após o comando verificar que não existe
erro na sequência de porta, PC fuga massa, não atuou segurança geral
ou CT atua junto com LPA. e a porta está aberta (LPA ativo) e não
está no modo de inicialização, é
verificado se existe CT ou PC. Caso seja
a terceira tentativa de fechar a porta
sem sucesso, é sinalizado a falha F03,
cujo o complemento é o pavimento onde
ocorreu a falha. As chamadas são
canceladas e o RMT é desligado e o PF
também.
F04-posição Houve 3 tentativas seguidas de Se existir CT ou PC sem que haja PP e não
fechamento de porta e ocorreu for a terceira tentativa de fechar a porta
PC ou CT antes de fechar a sem sucesso, é sinalizado a falha F04,
porta (atuar PP). cujo o complemento é o pavimento onde
ocorreu a falha. As chamadas são
canceladas e o RMT é desligado e o PF
também.
F05-posição Houve 3 tentativas seguidas de Após o comando mandar fechar a porta, não
fechamento de porta e CT atuou se não detectar PC e detectar CT na
antes do PC. terceira vez que ocorrer, é sinalizado a
falha F05, cujo o complemento é o
pavimento onde ocorreu a falha.
F06-000 Houve 3 tentativas seguidas de Após o comando mandar fechar a porta, não
fechar a porta e não foi se não detectar PC após 3 tentativas, o
detectado PC. comando envia a falha F06-000.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


15/172
EX CA FF - EXCEL FF
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA OBS
F07-posição Houve 3 tentativas de Após o comando mandar fechar a porta, não
fechamento de porta e não se se não detectar CT após 3 segundos, o
verificou a detecção de CT. comando envia a falha F07 e a posição
onde o elevador se encontra ou após 6
segundos no final do comando de fechar
porta, se houve 3 tentativas de detecção
de CT, o comando envia esta falha.
F08-000 Houve 3 tentativas de abertura Após o comando mandar abrir a porta não
de porta e não foi detectado (ligar PA), passar o tempo definido em
LPA. O tempo máximo de C05 e ocorreram 3 tentativas de
detecção de LPA depende do detecção de LPA, o comando envia esta
parâmetro C5. falha.
F09-000 Após entrada da manobra Após entrada da manobra (iniciar sim
(iniciar viagem) passaram-se 2 viagem) passou 2 segundos e o freio
segundos e o freio não foi não foi liberado. O comando trava o
liberado. carro após enviar esta falha, tanto para
viagem manual como em automático.
F09-001 Ocorreram três falhas F18. Se ocorrer 3 falhas F18 seguidas, o não
comando sinaliza com F09-001.
F09-003 Ocorreu falha nos sensores No final da viagem é verificado se sim é necessário
IS/ID. ocorreu alguma falha nos sensores IS e realizar nova
ID, se ocorrer, é sinalizado esta falha e o rebitagem
elevador é travado.
F10-000 Fuga massa durante a viagem. No fim de viagem verifica se houve fuga sim
massa. Se houve, abre a porta, limpa as
chamadas e trava o carro.
F10-001 Excesso de carga (110%). Durante a viagem em automático é não trava
Aguarda a lotação normalizar. verificado pesador de 110%. Se o enquanto
pesador estiver atuado, sinaliza a falha estiver
F10-001 e o carro fica travado até o ocorrendo o
pesador deixe de atuar. excesso de
carga
F10-002 Fuga massa durante o Se houver fuga massa quando o sim
fechamento da porta. comando mandou fechar a porta.
F10-003 Fuga massa durante a viagem Se houver fuga massa quando o não
manual. comando está em viagem manual.
F11-000 Atuou o termistor do motor. Em No fim de viagem verifica se houve enquanto a falha persistir
viagem, termina a viagem e em atuação do térmico. Se houve, abre a
manual, aguarda o motor esfriar. porta e fica aguardando o motor esfriar.
F12-posição Passou-se 1 minuto e PP não foi Durante o comando de fechamento de aguarda PP
detectado durante o fechamento porta passaram-se 1 minuto e não foi
da porta. detectado PP. O comando fica travado
aguardando ocorrência de PP.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


16/172
EX CA FF - EXCEL FF
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA OBS
F13-posição Ocorreram mais de 10 Durante o comando de abrir porta, se for não
reaberturas de porta por causa detectado que houve 10 ou mais
do PP estar falhando ou reaberturas de porta por falha de PP ou
ocorrência de SEGG. ocorrência de SEGG, é sinalizado a
falha F13-000.
F14-000 Botão PO acionado por mais de Durante o comando de fechar a porta, não
60 segundos. após o comando verificar que houve PP,
se o botão PO ficar acionado por mais
de 60 segundos é sinalizado a falha
F14-000.
F14-001 Falha na fotocélula. Durante o comando de fechar a porta, não
após o comando verificar que houve PP,
se após 2 segundos não for detectado a
fotocélula é sinalizado a falha F14-001.
F15-000 Passaram-se 6 segundos e Durante o comando de abrir porta, após não
RMT não foi detectado durante a o comando desligar PF e desligar RMT,
abertura de porta. aguarda até 6 segundos para que a
entrada E.L_RMT vá para 1. Se não for,
sinaliza falha F15-000. Depende da
configuração do parâmetro C08 (Ocorre
se C08=1).
F16-posição Passaram-se 6 segundos e CT Durante o comando de abrir porta, após não
não foi detectado durante a o comando, detectar E.L_RMT e
abertura de porta. aguardar até 6 segundos. Se não
detectar CT, sinaliza falha F16-000 e
reseta o comando. Depende da
configuração do parâmetro C08 (Ocorre
se C08=1).
F17-001 Atuou segurança geral em Durante a viagem, é verificado se não
movimento. ocorreu segurança geral. se ocorreu, é
sinalizado F17-001.
F17-002 Falhou PP. Durante a viagem após verificar se enquanto a falha persistir
ocorreu segurança geral. Se não
ocorreu, é verificado se está sem PP. Se
estiver sem, é sinalizado F17-002.
F17-003 Falhou PC. Durante a viagem após verificar se tem enquanto a falha persistir
PP. Se tiver, é verificado se está sem
PC, se estiver sem, é sinalizado F17-
003.
F17-004 Falhou CT. Durante a viagem após verificar se tem enquanto a falha persistir
PC. Se tiver, é verificado se está sem
CT, se estiver sem, é sinalizado F17-
004.
F17-005 Falhou SEGP. Durante a viagem após verificar se tem enquanto a falha persistir
CT. Se tiver, é verificado se está sem
SEGP, se estiver sem, é sinalizado F17-
005.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


17/172
EX CA FF - EXCEL FF
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA OBS
F17-006 Atuou segurança geral ou Após fechar a porta, foi detectado falta não
segurança de porta após de segurança geral (segg) ou falta de
fechamento da porta , antes do segurança de porta (segp) antes do
elevador partir. carro partir.
F17-007 Atuou segurança geral durante a Foi detectado falta de segurança geral sim
rebitagem. (segg) durante a rebitagem. Após a
rebitagem o elevador é travado.
F18-posição Parada fora de posição. Se no fim de viagem não detectar IS ou não
ID, sinaliza com esta falha, limpa todas
as chamadas e reinicializa o elevador.
F19-000 Falha de memória Esta falha ocorre quando há problemas não reseta a CPU
(processamento interno - MRB). na alocação de buffers pelo SO (MRB e do carro
SRB). É sinalizado a falha e a CPU é
resetada.
F19-001 Falha de memória Esta falha ocorre quando há problemas não reseta a CPU
(processamento interno - SRB). na alocação de buffers pelo SO (MRB e do carro
SRB). É sinalizado a falha e a CPU é
resetada.
F19-003 Falha na inicialização da rede de Esta falha ocorre quando o comando vai não
somente nos
comunicação entre os carros. inicializar a comunicação em rede. software em
rede
ver nota 1
F21-000 Falha de sobre aquecimento do A cada 100ms, é verificado, quando o enquanto a falha persistir
enrolamento do motor. carro estiver em movimento, se houve
sobre-aquecimento do enrolamento do
motor. Se isto ocorrer, é sinalizado esta
falha. Esta falha trava o carro enquanto
a falha persistir.
F23-000 Houve reversão de mais de 20 A cada 100ms, é verificado se houve não
pulsos. reversão de mais de 20 pulsos. Se isto
ocorrer, é sinalizado esta falha.
F24-000 Vieram mais pulsos na roda dentada do limitador do que da roda dentada sim
do motor.
F24-001 Vieram mais pulsos na roda dentada do motor do que da roda dentada do sim
limitador.
F26-000 Se estiver funcionando com safe A cada 100ms, se o carro estiver em sim ver nota 2
e a velocidade for maior ou igual movimento com o safe ligado e for
a 40% da velocidade nominal. verificado que a velocidade calculada
com os pulsos do sensor da roda
dentada do limitador estiver maior ou
igual a 40% da velocidade nominal, é
enviado esta falha..
F28-posição Houve falha de segurança de porta durante o fechamento de porta. não

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


18/172
EX CA FF - EXCEL FF
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA OBS
F30-000 Falha por sobre-corrente. Sobrecorrente. enquanto a falha persistir

F31-000 Erro na sequência de fase. Erro na sequência de rede. enquanto a falha persistir

F32-000 Falta de fase U (tensão). Falta de fase U. enquanto a falha persistir

F32-001 Falta de fase U (TC1 e TC2). Falta de fase U da corrente (TC1 e sim
TC2).
F33-000 Falta de fase V (tensão). Falta de fase V da corrente (TC1 e enquanto a falha persistir
TC2).
F33-001 Falta de fase V (TC1 e TC2). sim
F34-000 Falta de fase W. Falta de fase W. enquanto a falha persistir

F35-000 Falha de sobre-tensão. Falha de sobre-tensão. enquanto a falha persistir

F36-000 Falha de sub-tensão. Falha de sub-tensão. enquanto a falha persistir

F37-000 Falha de sincronismo da rede. A cada 100 m o software verifica se enquanto a falha persistir
houve falha de sincronismo com a rede,
se ocorrer mais de 10 falhas, será
sinalizado F37-000. Caso a frequência
fique maior que 70 Hz ou menor que 40
Hz, também será sinalizado a mesma
falha.
F40-000 Falha de subcorrente durante a frenagem final. enquanto a falha persistir

F41-xxx Falha no contador A A cada 100 m, caso o comando esteja sim


Complemento: em automático, a rede esteja OK e a
000 - contator não ligou. segurança geral não esteja atuada, é
001 - contator ligou e ficou verificado o estado do contator A,
grudado. através da entrada E.L_A. Se o estado
da saída não estiver de acordo com o
comando enviado para este contator
(durante 20 ciclos seguidos), é enviado
esta falha (F41), cujo complemento é o
estado lido pela entrada E.L_A (0 -
contator não ligou, 1- contator ficou com
o contato ligado). O elevador é travado
enquanto esta falha persistir.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


19/172
EX CA FF - EXCEL FF
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA OBS
F42-xxx Falha no contator B A cada 100 m, caso o comando esteja sim
Complemento: em automático, a rede esteja OK e a
000 - contator não ligou. segurança geral não esteja, é verificado
001 - contator ligou e ficou o estado dos relês AUT1 e AUT2,
grudado. através das entradas E.L_AUT1 e
E.L_AUT2. Se o estado dos dois relês
não estiverem iguais (durante 10 ciclos
seguidos), é enviado esta falha (F42-
000). O elevador é travado quando
ocorre esta falha.
F43-xxx Falha no contator C A cada 100 m, caso o comando esteja sim
Complemento: em automático, a rede esteja OK e a
000 - contator não ligou. segurança geral não esteja, é verificado
001 - contator ligou e ficou o estado dos relês SEG1 e SEG2,
grudado. através das entradas E.L_SEG1 e
E.L_SEG2. Se o estado dos dois relês
não estiverem iguais (durante 10 ciclos
seguidos), é enviado esta falha (F43-
000). O elevador é travado quando
ocorre esta falha.
F44-xxx Falha no contator RA1 A cada 100 m, caso o comando esteja sim
Complemento: em automático, a rede esteja OK e a
000 - contator não ligou. segurança geral não esteja, é verificado
001 - contator ligou e ficou o estado dos relês NIV1 e NIV2, através
grudado. das entradas E.L_NIV1 e E.L_NIV2. Se
o estado dos dois relês não estiverem
iguais (durante 10 ciclos seguidos), é
enviado esta falha (F44-000). O
elevador é travado quando ocorre esta
falha (a falha ocorre se tiver
renivelamento).
F45-xxx Falha no contator S A cada 100 m, caso o comando esteja sim
Complemento: em automático, a rede esteja OK e a
000 - contator não ligou. segurança geral não esteja atuada, é
001 - contator ligou e ficou verificado o estado do contator S,
grudado. através da entrada E.L_S. Se o estado
da saída não estiver de acordo com o
comando enviado para este contator
(durante 20 ciclos seguidos), é enviado
esta falha (F45), cujo complemento é o
estado lido pela entrada E.L_S (0 -
contator não ligou, 1- contator ficou com
o contato ligado). O elevador é travado
quando ocorre esta falha.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


20/172
EX CA FF - EXCEL FF
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA OBS
F46-xxx Falha no contator D A cada 100 m, caso o comando esteja sim
Complemento: em automático, a rede esteja OK e a
000 - contator não ligou. segurança geral não esteja atuada, é
001 - contator ligou e ficouverificado o estado do contator D,
grudado. através da entrada E.L_D. Se o estado
da saída não estiver de acordo com o
último comando enviado para este
contator (durante 20 ciclos seguidos), é
enviado esta falha (F46), cujo
complemento é o estado lido pela
entrada E.L_D (0 - contator não ligou, 1-
contator ficou com o contato ligado). O
elevador é travado quando ocorre esta
falha.
F47-xxx A saída CB não confere com o A cada 100 m, caso o comando esteja sim Quando sair de
contato TRFO. O complemento em safe, é verificado o estado da saída safe o
é o estado lido pelo comando do CB (S.A_CB), através da entrada TRFO comando deixa
contato TRFO. (E.SPR6). Se o estado da saída não de travar. ver
estiver de acordo com o último comando nota 2
enviado para este contator (durante 26
ciclos seguidos), é enviado esta falha
(F47), cujo complemento é o estado lido
pela entrada E.SPR6 (0 - não ligou, 1-
ficou ligado). O elevador é travado
quando ocorre esta falha. Quando o
elevador sai de safe, é “destravado”
desta falha.
F48-xxx Falha na entrada AE. A cada 100 m, caso o comando esteja sim Quando sair de
em safe é verificado se entrada TRFO safe o
(E.SPR6 - L-PI0) está ativa. Se estiver, é comando deixa
verificado o estado dos contatores S ou de travar. ver
D em relação ao contator AE, através da nota 2
entrada E.SPR5. Se não estiver de
acordo (durante 26 ciclos seguidos), é
enviado esta falha (F48), cujo
complemento é o estado lido pela
entrada E.SPR5 (0 - não ligou, 1- ficou
ligado). O elevador é travado quando
ocorre esta falha. Quando o elevador sai
de safe, é “destravado” desta falha.
Todas as falhas derrubam a manobra se o carro estiver em movimento.
NOTA 1 Somente estes softwares possuem esta opção A00014, A00015, A00016, A00017, A00074, A00075,
A00076, A00077, A00092, A00264, A00267, A00252.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


21/172
EX FD - EXCEL ALPHA
PARÂMETRO SIGNIFICADO VARIAÇÃO
A00 Mostra a posição do elevador. (indicação do IPD)
A01 Mostra a posição do elevador. (indicação do pavimento)
A02 Velocidade atual do elevador. (no limitador)
A03 Corrente consumida pelo motor.
A04 Voltímetro. (medida da tensão)
A05 Frequencímetro. (freqüência da rede)
A06 Erro de parada em centímetros. (com offset =100)
A07 Ângulo de disparo dos tiristores.
A09 Temperatura do enrolamento.
A10 Velocidade atual do elevador. (no taco)
A11 Hodômetro. (X1000)
A12 Número do software. (Axx)
A13 Versão do software. (xxx)
A14 Sub. do software.
B00 Simula chamadas de cabina. 0 a número de
paradas-1
B01 Ao definir B1=1 e passar a chave manual/auto de manual para 0 ou 1
automático o carro irá realizar uma viagem de rebitagem.
B03 Ao definir B3=1 o comando passará a realizar chamadas 0 ou 1
aleatórias.
B04 Alinha o IPD pelo térreo. 1
B06 Inserção da temperatura do motor. 0 a 119
B07 Altera o hodômetro. (X1000)
B08 Simula chamadas de pavimento de descida. 0 a número de
paradas-1
B09 Simula chamadas de pavimento de subida. 0 a número de
paradas-1
C00 Distância do LD3 e LS3 (cm). de 30 a 550
C01 Distância do LD4 e LS4 (cm). de 30 a 550
C02 Velocidade de renivelamento (m/min). de 3 a 8
C03 Velocidade manual (m/min). de 0 a 45
C04 Tipo de sinalização. de 0 a 13
C06 Controle de renivelamento
0- sem renivelamento. 0
1- com renivelamento. 1
C07 Presença ou de fotocélula
0 - sem. 0
1 - com. 1
C08 Presença ou da Rampa magnética
0 - sem RMT (rampa magnética). 0
1 - com RMT (rampa magnética). 1
2 - desabilita a entrada L-RMT para função PF e rampa 2
magnética.
C09 Configuração de abertura das portas
0 - estaciona sempre de porta fechada. 0
1 - estaciona de porta aberta somente no andar de 1
estacionamento.
2 - estaciona sempre de porta aberta. 2
3 - não abre porta de cabina. 3

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


22/172
EX FD - EXCEL ALPHA
PARÂMETRO SIGNIFICADO VARIAÇÃO
C10 Configuração do andar inferior. de 0 a 64
C11 Configuração do andar superior. de 0 a 64
C12 Configuração do andar térreo ou principal. de 0 a 64
C13 Configuração do andar de estacionamento. de 0 a 64
C14 Configuração do chicote para o poço
0 - para prédios de 21 a 28 paradas. 0
1 - para prédios até 20. 1
2 - para prédios de 29 a 40 paradas. 2
C15 Tempo de porta aberta para chamadas de cabina (tempo em de 0 a 300
0,1 seg.).
C16 Tempo de porta aberta para chamadas de pavimento (tempo de 0 a 300
em 0,1 seg.).
C17 Tempo de porta aberta para chamadas do andar térreo (tempo de 0 a 200
em 0,1 seg.).
C18 Atlas code presente
0 - com. 0
1 - sem. 1
Opção somente para softwares: A00033, A00036, A00114,
A00256 e A00253.

C18 Estratégia de chamada de cabina e parada obrigatória na


estação 0
0 - aceita todas as chamadas de cabina e não tem
parada obrigatória. 1
1 - aceita somente chamada no sentido da viagem e não
tem parada obrigatória.
Opção somente para software: A00300.
C19 Porcentagem de corrente injetada na partida ou parada. de 5 a 49
C20 Desaceleração máxima para viagens de mais de 1 andar (x0,1 de 1 a 15
m/s2).
Alteração somente com o carro parado.
C21 Jerk máximo (0,1 m/s3). de 5 a 40
Alteração somente com o carro parado.
C22 Após o comando de liberação do freio tempo que o comando de 0 a 50
vai aguardar para liberar o padrão (x20ms).
C23 Torque inicial na partida.
C24 Degrau máximo na geração da rampa de torque. maior que 1
C25 Filtro no controle no cálculo diferencial. de 0 a 16
C26 Ganho diferencial de velocidade.
C27 Ganho integral de velocidade. diferente de 0
C28 Ganho proporcional de velocidade.
C29 Ganho proporcional de velocidade.
C30 Ganho divisor para DC. diferente de 0
C31 Escorregamento do motor. de 3 a 44
C32 Efeito da polia. de 1 a 9
C33 Diâmetro da polia (mm). de 1 a 999
C34 Rotação da polia de tração. de 1 a 199
C35 Corrente nominal do motor.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


23/172
EX FD - EXCEL ALPHA
PARÂMETRO SIGNIFICADO VARIAÇÃO
C36 Número do painel (número do nó da rede) para identificação do de 0 a 100
sistema, quando operando em grupo.
C37 Habilitação de estacionamento ( 0-não estaciona 1-estaciona ). de 0 a 1
C38 Número de dentes da roda dentada. de 11 a 99
C39 Rotação síncrona do motor. 150 ou 180
C40 Grupo de atenuação
0 - 220V. 0
1 - 380V. 1
2 - 440V. 2
C41 Tensão nominal da rede. de 101 a 799
C42 Pesador de carga de 110%
0 - ausente. 0
1 - presente. 1
C43 Seleção das chamadas de pavimento
0 - atende todos os pavimentos. 0
1 - andares pares e andar de estacionamento. 1
2 - andares ímpares e de estacionamento. 2
3 - somente chamadas de cabina. 3
C44 Cancelamento de chamada falsa
0 - cancela chamada. 0
1 - não cancela. 1
C45 Ângulo de disparo do freio durante o renivelamento. de 5 a 100
C46 Ângulo de disparo do freio na partida (forcing). de 5 a 99
Somente software sem SAFE.
C46 Distância para corte de alta (em pulsos * 10). de 1 a 499
Somente software com SAFE: A00113, A00114, A00115,
A00116, A00256 e A00274.
C47 Despacho de emergência
0 - desabilita. 0
1 - habilita. 1
Opção somente para softwares: A00038, A00116, A00093,
A00253, A00258 e A00300.
C48 Teste de PP em ascensorista e durante a viagem
0 - não testa PP. 0
1 - testa PP. 1
C49 Tempo de detecção de LPA. de 5 a 30
C50 Senha para autorizar a modificação de parâmetros. 31
H00 ANO 0-99
H01 MÊS 1 a 12
H02 DIA 1 a 31
H03 DIA DA SEMANA 1a7
H04 HORA 0-23
H05 MINUTO 0-59
H06 Envia os parâmetros para a memória do plasma da cabina.
(*) Softwares que possuem os parâmetros H : A00035, A00036, A00257, A00253, A00258 e A00300.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


24/172
EX FD - EXCEL ALPHA
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F01-000 NAST - Ocorreu nast durante a viagem. Durante a viagem, se o contador de NAST não
zerou e o carro não se movimentou pelo
menos 30 pulsos, é sinalizada falha F01-
000 e as chamadas são canceladas. Caso
o elevador esteja na região de
nivelamento, este abrirá a porta. O
elevador é travado.
F02-000 NAST - Ocorreu nast no final da viagem. No final da viagem se o contador de não
NAST zerou e o carro não se movimentou
pelo menos 10 pulsos, é sinalizada falha
F02-000 e as chamadas são canceladas.
Caso o elevador esteja na região de
nivelamento, este abrirá a porta. O
elevador é travado.
F03-posição Houve 3 tentativas seguidas de Durante o comando de fechar a porta, não
fechamento de porta e ocorreu erro na após o comando, verificar que não existe
sequência de porta, PC ou CT atua junto fuga massa, não atuou segurança geral e
com LPA. a porta está aberta (LPA ativo). Se não
está no modo de inicialização, é verificado
se existe CT ou PC. Caso seja a terceira
tentativa de fechar a porta sem sucesso, é
sinalizado a falha F03, cujo o
complemento é o pavimento onde ocorreu
a falha. As chamadas são canceladas e o
RMT é desligado e o PF também.
F04-posição Houve 3 tentativas seguidas de Se existir CT ou PC sem que haja PP e não
fechamento de porta e ocorreu PC ou for a terceira tentativa de fechar a porta
CT antes de fechar a porta (atuar PP). sem sucesso, é sinalizado a falha F04,
cujo o complemento é o pavimento onde
ocorreu a falha. As chamadas são
canceladas e o RMT é desligado e o PF
também.
F05-posição Houve 3 tentativas seguidas de Após o comando mandar fechar a porta, não
fechamento de porta e CT atuou antes se não detectar PC e detectar CT na
do PC. terceira vez que ocorrer isto, é sinalizado
a falha F05, cujo o complemento é o
pavimento onde ocorreu a falha.
F06-000 Houve 3 tentativas seguidas de fechar a Após o comando mandar fechar a porta, não
porta e não foi detectado PC. se não detectar PC após 3 tentativas, o
comando envia a falha F06-000.
F07-posição Houve 3 tentativas de fechamento de Após o comando mandar fechar a porta, não
porta e não se verificou a detecção de se não detectar CT após 3 segundos, o
CT. comando envia a falha F07 e a posição
onde o elevador se encontra ou após 6
segundos no final do comando de fechar
porta, se houve 3 tentativas de detecção
de CT, o comando envia esta falha.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


25/172
EX FD - EXCEL ALPHA
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F08-000 Houve 3 tentativas de abertura de porta Após o comando mandar abrir a porta não
e não foi detectado LPA. O tempo (ligar PA), passar o tempo definido em
máximo de detecção de LPA depende C05 e ocorreram 3 tentativas de detecção
do parâmetro C5. de LPA, o comando envia esta falha.
F09-000 Após entrada da manobra (iniciar Após entrada da manobra (iniciar viagem) sim
viagem) passaram-se 2 segundos e o passou 2 segundos e o freio não foi
freio não foi liberado. liberado. O comando trava o carro após
enviar esta falha, tanto para viagem
manual como em automático.
F09-001 Ocorreram três falhas F18. Se ocorrer 3 falhas F18 seguidas, o não
comando sinaliza com F09-001.
F09-003 Ocorreu falha nos sensores IS/ID. No final da viagem é verificado se ocorreu sim
(é necessário realizar nova alguma falha nos sensores IS e ID, se
rebitagem). ocorrer, é sinalizado esta falha e o
elevador é travado.
F10-000 Fuga massa durante a viagem. No fim da viagem, verifica se houve fuga sim
massa. Se houve, abre a porta, limpa as
chamadas e trava o carro.
F10-001 Excesso de carga (110%). Aguarda a Durante a viagem em automático é enquanto a falha
lotação normalizar. verificado pesador de 110%. Se o pesador persistir
estiver atuado, sinaliza a falha F10-001 e
o carro fica travado até que o pesador
deixe de atuar.
F10-002 Fuga massa durante o fechamento da Se houver fuga massa quando o comando sim
porta. mandou fechar a porta.
F10-003 Fuga massa durante a viagem manual. Se houver fuga massa quando o comando não
está em viagem manual.
F11-000 Atuou o termistor do motor. Em viagem, Se houver fuga massa quando o comando enquanto a falha
termina a viagem e em manual, aguarda está em viagem manual. persistir
o motor esfriar.
F12-posição Passou-se 1 minuto e PP não foi Durante o comando de fechamento de aguarda PP
detectado durante o fechamento da porta passaram-se 1 minuto e não foi
porta. detectado PP. O comando fica travado
aguardando ocorrência de PP.
F13-posição Ocorreram mais de 10 reaberturas de Durante o comando de abrir porta, se for não
portas por causa do PP estar falhando detectado que houve 10 ou mais
ou ocorrência de SEGG. reaberturas de porta por falha de PP ou
ocorrência de SEGG, é sinalizado a falha
F13-000.
F14-000 Botão PO acionado por mais de 60 Durante o comando de fechar a porta, não
segundos. após o comando, verificar que houve PP.
Se o botão PO ficar acionado por mais de
60 segundos, é sinalizado a falha F14-
000.
F14-001 Falha na fotocélula. Durante o comando de fechar a porta, não
após o comando, verificar que houve PP.
Se após 2 segundos não for detectado a
fotocélula, é sinalizado a falha F14-001.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


26/172
EX FD - EXCEL ALPHA
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F15-000 Passaram-se 6 segundos e RMT não foi Durante o comando de abrir porta, após o não
detectado durante a abertura de porta. comando, desligar PF e desligar RMT
aguardando até 6 segundos para que a
entrada E.L_RMT vá para 1. Se não for,
sinaliza falha F15-000. Depende da
configuração do parâmetro C08 (Ocorre
se C08=1).
F16-posição Passaram-se 6 segundos e CT não foi Durante o comando de abrir porta, após o não
detectado durante a abertura de porta. comando, detectar E.L_RMT e aguardar
até 6 segundos. Se não detectar CT,
sinaliza falha F16-000 e reseta o
comando. Depende da configuração do
parâmetro C08 (Ocorre se C08=1).
F17-001 Atuou segurança geral em movimento. Durante a viagem é verificado se ocorreu não
segurança geral. Se ocorreu, é sinalizado
F17-001.
F17-002 Falhou PP. Durante a viagem, após verificar se enquanto a falha
ocorreu segurança geral. Se não ocorreu, persistir
é verificado se está sem PP, se estiver
sem, é sinalizado F17-002.
F17-003 Falhou PC. Durante a viagem, após verificar se tem enquanto a falha
PP. Se tiver, é verificado se está sem PC, persistir
se estiver sem, é sinalizado F17-003.
F17-004 Falhou CT. Durante a viagem, após verificar se tem enquanto a falha
PC. Se tiver, é verificado se está sem CT, persistir
se estiver sem, é sinalizado F17-004.
F17-005 Falhou SEGP. Durante a viagem, após verificar se tem enquanto a falha
CT. Se tiver, é verificado se está sem persistir
SEGP, se estiver sem, é sinalizado F17-
005.
F17-006 Atuou segurança geral ou segurança de Após fechar a porta, foi detectado falta de não
porta após fechamento da porta , antes segurança geral (segg) ou falta de
do elevador partir. segurança de porta (segp) antes do carro
partir.
F17-007 Atuou segurança geral durante a Foi detectado falta de segurança geral sim
rebitagem. (segg) durante a rebitagem, após a
rebitagem o elevador é travado.
F17-008 Falha no sensor de nivelamento durante Durante a viagem de rebitagem é não
a viagem de renivelamento. verificado o estado do sensor de
nivelamento (E.L_SN=0). Se ele estiver
falhando, é sinalizado esta falha.
F18-posição Parada fora de posição. Se no fim de viagem não detectar IS ou não
ID, sinaliza com esta falha, limpa todas as
chamadas e reinicializa o elevador.
F19-000 Falha de memória (processamento Esta falha ocorre quando há problemas na não
interno - MRB). alocação de buffers pelo SO (MRB e
(reseta a CPU do Carro). SRB) é sinalizado a falha e a CPU é
resetada.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


27/172
EX FD - EXCEL ALPHA
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F19-001 Falha de memória (processamento Esta falha ocorre quando há problemas na não
interno - SRB). alocação de buffers pelo SO (MRB e
(reseta a CPU do Carro). SRB) é sinalizado a falha e a CPU é
resetada.
F19-003 Falha na inicialização da rede de Esta falha ocorre quando o comando vai não
comunicação entre os carros. inicializar a comunicação em rede.
(somente nos software em rede, ver
nota 1).
F21-000 Falha de sobre aquecimento do A cada 100ms, é verificado quando o enquanto a falha
enrolamento do motor. carro estiver em movimento, se houve persistir
sobre-aquecimento do enrolamento do
motor, se isto ocorrer, é sinalizado esta
falha. Esta falha trava o carro enquanto a
falha persistir.
F23-000 Houve reversão de mais de 20 pulsos. A cada 100ms, é verificado se houve não
reversão de mais de 20 pulsos. Se isto
ocorrer, é sinalizada esta falha.
F24-000 Vieram mais pulsos na roda dentada do A diferença entre a velocidade calculada sim
limitador do que da roda dentada do com os pulsos vindos do sensor da roda
motor. dentada do limitador de velocidade e da
velocidade calculada com os pulsos
vindos do sensor da roda dentada do
motor foi maior que ¼ da velocidade
nominal.
F24-001 Vieram mais pulsos na roda dentada do A diferença entre a velocidade calculada sim
motor do que da roda dentada do com os pulsos vindos do sensor da roda
limitador. dentada do motor de velocidade e da
velocidade calculada com os pulsos
vindos do sensor da roda dentada do
limitador foi maior que ¼ da velocidade
nominal.
Para máquinas sem encoder, a cada 60 pulsos corretos, o
comando verifica se houve 40 pulsos reversos. Se ocorrer
isto, o comando envia esta falha
F25-000 Falha no controle de velocidade (erro de A cada 100ms, se o carro estiver em sim
velocidade) em automático. movimento, é verificado o erro de
velocidade do carro (erro = velocidade de
referencia - velocidade calculada com os
pulsos vindos do sensor da roda dentada
do motor). Se o erro for maior que ¼ da
velocidade nominal, é sinalizado esta
falha. Esta falha trava o comando.
F25-001 Velocidade esta 110% da velocidade A cada 100ms, se o carro estiver em sim
máxima síncrona. movimento, é que a velocidade calculada
com os pulsos vindos do sensor da roda
dentada do motor e do limitador de
velocidade estão 110% da velocidade
máxima síncrona.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


28/172
EX FD - EXCEL ALPHA
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F25-002 Falha de taco e a velocidade está maiorA cada 100ms, se o carro estiver em sim
ou igual a velocidade manual (parâmetromovimento e foi verificado falta de taco
C 3). (pulsos do sensor da roda dentada do
(taco - pulsos da roda dentada do motor) e que a referência de velocidade e
motor). a velocidade calculada com os pulsos
vindos do sensor da roda dentada do
motor estão maior ou igual a velocidade
manual (setada no parâmetro C3).
F26-000 Se estiver funcionado com safe e a A cada 100ms, se o carro estiver em sim
velocidade for maior ou igual a 40% da movimento com o safe ligado e for
velocidade nominal verificado que a velocidade calculada
(ver nota 2). com os pulsos do sensor da roda dentada
do limitador estiver maior ou igual a 40%
da velocidade nominal, é enviado esta
falha.
F28-posição Houve falha de segurança de porta Após o comando mandar fechar a porta, não
durante o fechamento de porta. se detectar CT e detectar falha na
segurança de porta após 3 segundos, o
comando envia a falha F28 e a posição
onde o elevador se encontra.
F30-000 Falha por sobre-corrente. Sobrecorrente. enquanto a falha
persistir
F31-000 Erro na sequência de fase. Erro na sequência de rede. enquanto a falha
persistir
F32-000 Falta de fase U (tensão). Falta de fase U. enquanto a falha
persistir
F32-001 Falta de fase U (TC1 e TC2). Falta de fase U da corrente (TC1 e TC2). sim
Trava o elevador quando esta falha
ocorrer.
F33-000 Falta de fase V (tensão). Falta de fase V da corrente (TC1 e TC2). enquanto a falha
Trava o elevador quando esta falha persistir
ocorrer.
F33-001 Falta de fase V (TC1 e TC2). sim
F34-000 Falta de fase W. Falta de fase W. enquanto a falha
persistir
F35-000 Falha de sobre-tensão. Falha de sobre-tensão. enquanto a falha
persistir
F36-000 Falha de sub-tensão. Falha de sub-tensão. enquanto a falha
persistir
F37-000 Falha de sincronismo da rede. A cada 100 m, o software verifica se enquanto a falha
houve falha de sincronismo com a rede, persistir
se ocorrer mais de 10 falhas, aí será
sinalizado F37-000. Caso a frequência
fique maior que 70 Hz ou menor que 40
Hz, também será sinalizado a mesma
falha.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


29/172
EX FD - EXCEL ALPHA
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F41-xxx Falha no contator A A cada 100 m, caso o comando esteja em enquanto a falha
Complemento: automático, a rede esteja OK e que a persistir
000 - contator não ligou. segurança geral não esteja atuada, é
001 - contator ligou e ficou grudado. verificado o estado do contator A, através
da entrada E.L_A. Se o estado da saída
não estiver de acordo com o último
comando enviado para este contator
(durante 20 ciclos seguidos,) é enviado
esta falha (F41), cujo complemento é o
estado lido pela entrada E.L_A (0 -
contator não ligou, 1- contator ficou com o
contato ligado). O elevador é travado
enquanto esta falha persistir.
F42-000 O estado do relê AUT1 não coincide A cada 100 m, caso o comando esteja em sim
com do AUT2 . automático, a rede esteja OK e que a
segurança geral não esteja atuada, é
verificado o estado dos relês AUT1 e
AUT2, através das entradas E.L_AUT1 e
E.L_AUT2. Se o estado dos dois relês não
estiverem iguais (durante 10 ciclos
seguidos), é enviado esta falha (F42-000).
O elevador é travado quando ocorre esta
falha.
F43-000 O estado do relê SEG1 não coincide A cada 100 m, caso o comando esteja em sim
com do SEG2 . automático, a rede esteja OK e que a
segurança geral não esteja atuado, é
verificado o estado dos relês SEG1 e
SEG2, através das entradas E.L_SEG1 e
E.L_SEG2. Se o estado dos dois relês
não estiverem iguais (durante 10 ciclos
seguidos), é enviado esta falha (F43-000).
O elevador é travado quando ocorre esta
falha.
F44-000 O estado do relê NIV1 não coincide com A cada 100 m, caso o comando esteja em sim
do NIV2 . automático, a rede esteja OK e que a
segurança geral não esteja atuada, é
verificado o estado dos relês NIV1 e NIV2,
através das entradas E.L_NIV1 e
E.L_NIV2. Se o estado dos dois relês não
estiverem iguais (durante 10 ciclos
seguidos), é enviado esta falha (F44-000).
O elevador é travado quando ocorre esta
falha (a falha ocorre se tiver
renivelamento).

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


30/172
EX FD - EXCEL ALPHA
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F45-xxx Falha no contator S A cada 100 m, caso o comando esteja em sim
Complemento: automático, a rede esteja OK e que a
000 - contator não ligou. segurança geral não esteja atuada, é
001 - contator ligou e ficou grudado. verificado o estado do contator S, através
da entrada E.L_S. Se o estado da saída
não estiver de acordo com o último
comando enviado para este contator
(durante 20 ciclos seguidos), é enviado
esta falha (F45), cujo complemento é o
estado lido pela entrada E.L_S (0 -
contator não ligou, 1- contator ficou com o
contato ligado). O elevador é travado
quando ocorre esta falha.
F46-xxx Falha no contator D A cada 100 m, caso o comando esteja em sim
Complemento: automático, a rede esteja OK e que a
000 - contator não ligou. segurança geral não esteja atuada, é
001 - contator ligou e ficou grudado. verificado o estado do contator D, através
da entrada E.L_D. Se o estado da saída
não estiver de acordo com o último
comando enviado para este contator
(durante 20 ciclos seguidos), é enviado
esta falha (F46) cujo complemento é o
estado lido pela entrada E.L_D (0 -
contator não ligou, 1- contator ficou com o
contato ligado). O elevador é travado
quando ocorre esta falha.
F47-xxx A saída CB não confere com o contato A cada 100 m, caso o comando esteja em enquanto a falha
TRFO. safe, é verificado o estado da saída CB persistir
O complemento é o estado lido pelo (S.A_CB), através da entrada TRFO
comando do contato TRFO. (E.SPR6). Se o estado da saída não
(Quando sair de safe o comando estiver de acordo com o último comando
deixa de travar. ver nota 2). enviado para este contator (durante 26
ciclos seguidos), é enviado esta falha
(F47), cujo complemento é o estado lido
pela entrada E.L_TRFO (0 - não ligou, 1-
ficou ligado). O elevador é travado quando
ocorre esta falha. Quando o elevador sai
de safe, é “destravado” desta falha.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


31/172
EX FD - EXCEL ALPHA
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F48-xxx Falha na entrada AE. A cada 100 m, caso o comando esteja em enquanto a falha
(Quando sair de safe o comando safe, é verificado se a entrada TRF está persistir
deixa de travar. ver nota 2). ativa. Se estiver, é verificado o estado dos
contatores S ou D em relação ao contator
AE, se não estiver de acordo (durante 26
ciclos seguidos), é enviado esta falha
(F48), cujo complemento é o estado lido
pela entrada E.L_AE (0 - não ligou, 1-
ficou ligado). O elevador é travado quando
ocorre esta falha. Quando o elevador sai
de safe, é “destravado” desta falha.
Todas as falhas derrubam a manobra se o carro estiver em movimento.
NOTA 2: Somente estes softwares possuem estas falhas A00114, A00115, A00116, A00256,
A00274.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


32/172
EX VECTOR - EXCEL VECTOR
PARÂMETRO SIGNIFICADO VARIAÇÃO DEFALT
A00 Mostra a posição do elevador. (indicação do
IPD)
A01 Mostra a posição do elevador. (indicação do
pavimento)
A02 Velocidade atual do elevador.
A03 Velocidade de referência.
A04 Voltímetro. (medida da tensão)
A05 Frequencímetro. (freqüência da rede)
A07 Ângulo de disparo do freio.
A08 Posição em números de pulsos dividido por 10.
A09 Distância absoluta (em pulsos) que faltam para
completar a viagem.
A11 Hodômetro. (X1000)
A12 Número do software. (Axx)
A13 Versão do software. (xxx)
A14 Sub. do software.
B00 Simula chamadas de cabina. 0 a número de paradas-1

B01 Ao definir B1=1 e passar a chave manual/aut. de 0 ou 1


manual para automático o carro irá realizar uma
viagem de rebitagem.
B03 Ao definir B3=1 o comando passará a realizar 0 ou 1
chamadas aleatórias.
B04 Alinha o IPD pelo térreo. 1
B07 Altera o hodômetro. (X1000)
B08 Simula chamadas de pavimento de descida. 0 a número de paradas-1

B09 Simula chamadas de pavimento de subida. 0 a número de paradas-1

C00 Distância do LD3 e LS3 (cm). de 0 a 300 80


C01 Distância do LD4 e LS4 (cm). de 0 a 450 100
C02 Velocidade de renivelamento (dm/min). de 1 a 100 14
C03 Velocidade manual (m/min). de 5 a 45 15
C04 Tipo de sinalização. de 0 a 13 0
C05 Define se possui ou não renivelamento automático 1
0 - sem renivelamento. 0
1 - com renivelamento. 1
C06 Define se ocorrerá pré-abertura da porta 1
0 - sem pré-abertura. 0
1 - com pré-abertura. 1
C08 Presença ou da Rampa magnética 0
0 - sem RMT (rampa magnética). 0
1 - com RMT (rampa magnética). 1
C09 Configuração de abertura das portas 2
0 - estaciona sempre de porta fechada. 0
1 - estaciona de porta aberta somente no 1
andar de estacionamento.
2 - estaciona sempre de porta aberta. 2
3 - não abre porta de cabina. 3

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


33/172
EX VECTOR - EXCEL VECTOR
PARÂMETRO SIGNIFICADO VARIAÇÃO DEFALT
C10 Configuração do andar inferior. de 0 a 39 0
C11 Configuração do andar superior. de 0 a 39 20
C12 Configuração do andar térreo ou principal. de 0 a 39 0
C13 Configuração do andar de estacionamento. de 0 a 39 0
C14 Configuração do chicote para o poço 0
0 - para prédios de 21 a 28 paradas. 0
1 - para prédios até 20. 1
2 - para prédios de 29 a 40 paradas. 2
C15 Tempo de porta aberta para chamadas de cabina de 0 a 300 25
(tempo em 0,1 seg.).
C16 Tempo de porta aberta para chamadas de de 0 a 300 40
pavimento (tempo em 0,1 seg.).
C17 Tempo de porta aberta para chamadas do andar de 0 a 200 60
térreo (tempo em 0,1 seg.).
C18 Atlas code presente 1
0 - com. 0
1 - sem. 1
C18 Estratégia de chamada de cabina e parada 1
obrigatória na estação
0 - aceita todas as chamadas de cabina e 0
não tem parada obrigatória.
1 - aceita somente chamada no sentido da 1
viagem e não tem parada obrigatória.

SOMENTE SE APLICA AO SOFTWARE A00288.


C20 Desaceleração máxima (x0,1 m/s2). de 3 a 15 5
C21 Jerk máximo (0,1 m/s3). de 5 a 40 6
C22 Após o comando de liberação do freio tempo que o de 0 a 50 4
comando vai aguardar para liberar o padrão (x0,1s).
C23 Atraso no padrão para viagem curta (adiantamento de 0 a 30 12
de desaceleração para viagem curta).
C24 Tempo que o comando aguarda para derrubar toda de 0 a 30 4
manobra após desligar o freio (0,1 seg.).
C25 Pulsos descontados da distancia total da viagem. de 0 a 20 0
C26 Velocidade final de viagem. de 0 a 50 0
C27 Velocidade nominal do elevador (m/min). de 60 a 150 90
C28 Ângulo de disparo do freio durante o renivelamento , de 5 a 100 70
quando o elevador inicia o nivelamento (com pré-
abertura habilitada) e quando a manobra é
derrubada.
C29 Deslocamento em pulsos da posição, onde o de 0 a 50 0
comando inicia a desaceleração e parada do carro
(quanto maior o parâmetro maior a antecipação do
inicio da parada) (pulsos *100).

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


34/172
EX VECTOR - EXCEL VECTOR
PARÂMETRO SIGNIFICADO VARIAÇÃO DEFALT
C30 Atraso no padrão para viagem longa (adiantamento de 0 a 30 10
de desaceleração para viagem longa).
C36 Número do painel (número do nó da rede) para de 0 a 69 0
identificação do sistema, quando operando em
grupo.
C37 Habilitação de estacionamento 0
0 - não estaciona. 0
1 - estaciona. 1
C40 Grupo de atenuação 0
220V. 0
380V. 1
440V 2
C41 Tensão nominal da rede. de 101 a 799 220
C42 Pesador de carga de 110% 0
0 - ausente. 0
1 - presente. 1
C43 Seleção das chamadas de pavimento 0
0 - atende todos os pavimentos. 0
1 - andares pares e andar de 1
estacionamento. 2
2 - andares ímpares e de estacionamento. 3
3 - somente chamadas de cabina.
C44 Cancelamento de chamada falsa 0
0 - cancela chamada. 0
1 - não cancela. 1
C45 Atuação do forçador 0
0 - toca apenas o alarme. 0
1 - toca o alarme e fecha a porta com 1
velocidade reduzida.
C47 Despacho de emergência 0
0 - desabilita. 0
1 - habilita. 1
Teste de PP/BRE em ascensorista e durante a 0
viagem
0 - Não testa em ascensorista e está ativa 0
durante a viagem.
1 - Testa em ascensorista e está ativa 1
C48
durante a viagem.
2 - Testa em ascensorista e não está ativa 2
durante a viagem.
3 - Não testa em ascensorista e não está 3
ativa durante a viagem.
C49 Tempo de detecção de LPA. de 5 a 30 12
C50 Senha para autorizar a modificação de parâmetros. 31 30
H00 ANO 0-99
H01 MÊS 1-12
H02 DIA 1-31

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


35/172
EX VECTOR - EXCEL VECTOR
PARÂMETRO SIGNIFICADO VARIAÇÃO DEFALT
H03 DIA DA SEMANA 1-7
H04 HORA 0-23
H05 MINUTO 0-59
H06 Envia os parâmetros para a memória do plasma da
cabina.
SOMENTE SE APLICA AO SOFTWARE A00288.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


36/172
EX VECTOR - EXCEL VECTOR
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA OBS
F01-000 NAST - Ocorreu nast durante a Durante a viagem, se o contador de nast não
viagem. zerou e o carro não se movimentou pelo
menos 30 pulsos, é sinalizada falha F01-
000 e as chamadas são canceladas.
Caso o elevador esteja na região de
nivelamento, abrirá a porta. O elevador é
travado.
F02-000 NAST - Ocorreu nast no final da No final da viagem, se o contador de não
viagem. nast zerou e o carro não se movimentou
pelo menos 10 pulsos, é sinalizada falha
F02-000 e as chamadas são
canceladas. Caso o elevador esteja na
região de nivelamento, abrirá a porta. O
elevador é travado.
F03-posição Houve 3 tentativas seguidas de Durante o comando de fechar a porta, não
fechamento de porta e ocorreu após o comando, verificar que não
erro na sequência de porta, PC existe fuga massa, não atuou segurança
ou CT atua junto com LPA. geral e a porta está aberta (LPA ativo) e
não está no modo de inicialização. É
verificado se existe CT ou PC. Caso seja
a terceira tentativa de fechar a porta
sem sucesso, é sinalizado a falha F03,
cujo o complemento é o pavimento onde
ocorreu a falha. As chamadas são
canceladas e o RMT é desligado e o PF
também.
F04-posição Houve 3 tentativas seguidas de Se existir CT ou PC sem houver PP e não
fechamento de porta e ocorreu seja a terceira tentativa de fechar a porta
PC ou CT antes de fechar a sem sucesso, é sinalizado a falha F04,
porta (atuar PP). cujo complemento é o pavimento onde
ocorreu a falha. As chamadas são
canceladas e o RMT é desligado e o PF
também.
F05-posição Houve 3 tentativas seguidas de Após o comando mandar fechar a porta, não
fechamento de porta e CT atuou se não detectar PC e detectar CT na
antes do PC durante o terceira vez que ocorrer isto, é sinalizado
fechamento da porta. a falha F05, cujo o complemento é o
pavimento onde ocorreu a falha.
F06-000 Houve 3 tentativas seguidas de Após o comando mandar fechar a porta, não
fechar a porta e não foi se não detectar PC após 3 tentativas, o
detectado PC durante o comando envia a falha F06-000.
fechamento da porta.
F06-001 Houve 10 tentativas seguidas de Após o comando mandar fechar a porta, sim
fechar a porta e não foi se não detectar PC após 10 tentativas
detectado PC. ou mais, o comando envia a falha F06-
001. Desliga RMT , desliga PF, limpa as
chamadas e trava o elevador.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


37/172
EX VECTOR - EXCEL VECTOR
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA OBS
F07-posição Houve 3 tentativas de Após o comando mandar fechar a porta, não
fechamento de porta e não se se não detectar CT após 3 segundos, o
verificou a detecção de CT. comando envia a falha F07 e a posição
onde o elevador se encontra ou após 6
segundos no final do comando de fechar
porta, se houve 3 tentativas de detecção
de CT, o comando envia esta falha.
F08-000 Houve 3 tentativas de abertura Após o comando mandar abrir a porta não
de porta e não foi detectado (ligar PA), passar o tempo definido em
LPA. O tempo máximo de C05 e ocorreram 3 tentativas de
detecção de LPA depende do detecção de LPA, o comando envia esta
parâmetro C5. falha.
F09-000 Após entrada da manobra Após entrada da manobra (iniciar sim
(iniciar viagem) passou 2 viagem) passou 2 segundos e o freio
segundos e o freio não foi não foi liberado. O comando trava o
liberado. carro após enviar esta falha, tanto para
viagem manual como em automático.
F09-001 Ocorreram três falhas F18. Se ocorrer 3 falhas F18 seguidas, o não
comando sinaliza com F09-001.
F09-003 Ocorreu falha nos sensores No final da viagem é verificado se sim
IS/ID. ocorreu alguma falha nos sensores IS e
ID. Se ocorrer é sinalizado esta falha e o
elevador é travado.
F10-000 Fuga massa durante a viagem. No fim de viagem verifica se houve fuga sim
massa. Se houve, abre a porta, limpa as
chamadas e trava o carro.
F10-001 Excesso de carga (110%). Durante a viagem em automático é enquanto trava
Aguarda a lotação normalizar. verificado pesador de 110%. Se o a falha enquanto
persistir
pesador estiver atuado, sinaliza a falha estiver
F10-001 e o carro fica travado até que o ocorrendo o
pesador deixe de atuar. excesso de
carga
F10-002 Fuga massa durante o Se houver fuga massa quando o sim
fechamento da porta. comando mandou fechar a porta.
F10-003 Fuga massa durante a viagem Se houver fuga massa quando o não
manual. comando está em viagem manual.
F11-000 Atuou o termistor do motor. Em No fim de viagem verifica se houve não
viagem, termina a viagem e em atuação do térmico. Se houve, abre a
manual, aguarda o motor esfriar. porta e fica aguardando o motor esfriar.
F12-posição Passou-se 1 minuto e PP não foi Durante o comando de fechamento de aguarda PP
detectado durante o fechamento porta passaram-se 1 minuto e não foi
da porta. detectado PP. O comando fica travado
aguardando ocorrência de PP.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


38/172
EX VECTOR - EXCEL VECTOR
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA OBS
F13-posição Ocorreram mais de 10 Durante o comando de abrir porta, se for não
reaberturas de porta por causa detectado que houve 10 ou mais
do PP estar falhando ou reaberturas de porta por falha de PP ou
ocorrência de SEGG. ocorrência de SEGG, é sinalizado a
falha F13-000.
F14-000 Botão PO acionado por mais de Durante o comando de fechar a porta, não
60 segundos. após o comando, verificar que houve
PP. Se o botão PO ficar acionado por
mais de 60 segundos, é sinalizado a
falha F14-000.
F15-000 Passaram-se 6 segundos e Durante o comando de abrir porta, após não
RMT não foi detectado durante a o comando desligar PF e desligar RMT,
abertura de porta. aguarda até 6 segundos para que a
entrada E.L_RMT vá para 1. Se não for,
sinaliza falha F15-000. Depende da
configuração do parâmetro C08 (Ocorre
se C08=1).
F16-000 Passaram-se 6 segundos e CT Durante o comando de abrir porta, após não
não foi detectado durante a o comando detectar E.L_RMT e
abertura de porta. aguardar até 6 segundos e não detectar
CT, sinaliza falha F16-000 e reseta o
comando. Depende da configuração do
parâmetro C08 (Ocorre se C08=1).
F17-001 Atuou segurança geral em Durante a viagem, é verificado se não
movimento. ocorreu segurança geral. Se ocorreu, é
sinalizado F17-001.
F17-002 Falhou PP. Durante a viagem, após verificar se enquanto a falha persistir
ocorreu segurança geral. Se não
ocorreu, é verificado se está sem PP, se
estiver sem, é sinalizado F17-002.
F17-003 Falhou PC. Durante a viagem, após verificar se tem enquanto a falha persistir
PP. Se tiver, é verificado se está sem
PC, se estiver sem, é sinalizado F17-
003.
F17-004 Falhou CT. Durante a viagem, após verificar se tem enquanto a falha persistir
PC. Se tiver, é verificado se está sem
CT, se estiver sem, é sinalizado F17-
004.
F17-005 Falhou SEGP. Durante a viagem, após verificar se tem enquanto a falha persistir
CT. Se tiver, é verificado se está sem
SEGP, se estiver sem, é sinalizado F17-
005.
F17-006 Atuou segurança geral ou Após fechar a porta, foi detectado falta não
segurança de porta, após de segurança geral (segg) ou falta de
fechamento da porta , antes do segurança de porta (segp) antes do
elevador partir. carro partir.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


39/172
EX VECTOR - EXCEL VECTOR
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA OBS
F17-007 Atuou segurança, gera durante a Foi detectado falta de segurança geral sim
rebitagem. (segg) durante a rebitagem. Após a
rebitagem, o elevador é travado.
F18-posição Parada fora de posição. Se no fim de viagem não detectar IS ou não
ID, sinaliza com esta falha, limpa todas
as chamadas e reinicializa o elevador.
F19-000 Falha de memória Esta falha ocorre quando há problemas não reseta a CPU
(processamento interno - MRB). na alocação de buffers pelo SO (MRB e do carro
(reseta a CPU do carro). SRB). É sinalizado a falha e a CPU é
resetada.
F19-001 Falha de memória Esta falha ocorre quando há problemas não reseta a CPU
(processamento interno - SRB). na alocação de buffers pelo SO (MRB e do carro
(reseta a CPU do carro). SRB). É sinalizado a falha e a CPU é
resetada.
F19-003 Falha na inicialização da rede de Esta falha ocorre quando o comando vai não somente nos
comunicação entre os carros. inicializar a comunicação em rede. software em
rede
(somente nos softwares em ver nota 1
rede, ver nota 1).
F22-posição Carro saiu da zona de Se o carro sair da zona de nivelamento não
nivelamento quando estava quando estiver nivelando.
nivelando.
F23-000 Houve reversão de mais de 20 A cada 100ms, é verificado se houve não
pulsos. reversão de mais de 20 pulsos. Se isto
ocorrer, é sinalizado esta falha.
F24-001 Falha nos sinais INA e INB Se houverem 20 ou mais pulsos INA e não
(houve mais de 20 pulsos A e nenhum pulso INB, o comando envia
nenhum pulso B). esta falha.
F24-002 Falha nos sinais INA e INB Se houverem 20 ou mais pulsos INB e não
(houve mais de 20 pulsos A e nenhum pulso INA, o comando envia
nenhum pulso B). esta falha.
F25-002 Se a velocidade em manual for A cada 100ms, se o carro estiver em não
maior de 45m/min. manual, é verificado se a velocidade do
carro está acima de 45 m/min. Se
estiver, é sinalizado esta falha.
F28-posição Houve falha de segurança de Após o comando mandar fechar a porta, não
porta durante o fechamento de se detectar CT e detectar falha na
porta. segurança de porta após 3 segundos, o
comando envia a falha F28 e a posição
onde o elevador se encontra.
F31-000 Erro na sequência de fase. Erro na sequência de rede. enquanto a falha persistir

F32-000 Falta de fase U. Falta de fase U. enquanto a falha persistir

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


40/172
EX VECTOR - EXCEL VECTOR
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA OBS
F33-000 Falta de fase V. Falta de fase V. enquanto a falha persistir

F34-000 Falta de fase W. Falta de fase W. enquanto a falha persistir

F35-00 Falha de sobre-tensão. Falha de sobre-tensão. enquanto a falha persistir

F36-000 Falha de sub-tensão. Falha de sub-tensão. enquanto a falha persistir

F37-000 Falha de sincronismo da rede. A cada 100 m, o software verifica se enquanto a falha persistir
houve falha de sincronismo com a rede.
Se ocorrer mais de 10 falhas, aí será
sinalizado F37-000. Caso a frequência
fique maior que 70 Hz ou menor que 40
Hz, também será sinalizado a mesma
falha.
F38-000 Falha no sensor de nivelamento A cada 100 m, caso o comando esteja não
(reed 1 não fechou). em automático, a rede esteja OK e que
a segurança geral não esteja atuado. É
verificado quando o carro estiver na
região de nivelamento, se o reed 1 não
fechou através da entrada E.L_SP2. Se
o estado do reed não estiver de acordo
(durante 5 ciclos seguidos) é enviado
esta falha (F38-000) (a falha ocorre se
tiver renivelamento).
F39-000 Falha no sensor de nivelamento A cada 100 m, caso o comando esteja não
(reed 1 fechou e reed 2 não). em automático, a rede esteja OK e que
a segurança geral não esteja atuado. É
verificado quando o carro estiver na
região de nivelamento, se o reed 1
fechou através da entrada E.L_SP2 e o
reed 2 não fechou através da entrada
E.L_SN. Se o estado dos reeds não
estiverem de acordo (durante 5 ciclos
seguidos) é enviado esta falha (F39-
000) (ocorre se tiver renivelamento).

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


41/172
EX VECTOR - EXCEL VECTOR
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA OBS
F41-xxx Falha no contator A A cada 100 m, caso o comando esteja enquanto a falha persistir
Complemento: em automático, a rede esteja OK e que
0 - contator não ligou. a segurança geral não esteja atuada, é
1 - contator ligou e ficou verificado o estado do contator A,
grudado. através da entrada E.L_A. Se o estado
da saída não estiver de acordo com o
último comando enviado para este
contator (durante 20 ciclos seguidos), é
enviado esta falha (F41), cujo
complemento é o estado lido pela
entrada E.L_A (0 - contator não ligou, 1-
contator ficou com o contato ligado). O
elevador é travado enquanto esta falha
persistir.
F42-000 O estado do relê AUT1 não A cada 100 m, caso o comando esteja sim
coincide com do AUT2. em automático, a rede esteja OK e que
a segurança geral não esteja atuada, é
verificado o estado dos relês AUT1 e
AUT2, através das entradas E.L_AUT1 e
E.L_AUT2. Se o estado dos dois relês
não estiverem iguais (durante 10 ciclos
seguidos), é enviado esta falha (F42-
000). O elevador é travado quando
ocorre esta falha.
F43-000 O estado do relê SEG1 não A cada 100 m, caso o comando esteja sim
coincide com do SEG2. em automático, a rede esteja OK e que
a segurança geral não esteja atuada, é
verificado o estado dos relês SEG1 e
SEG2, através das entradas E.L_SEG1
e E.L_SEG2. Se o estado dos dois relês
não estiverem iguais (durante 10 ciclos
seguidos), é enviado esta falha (F43-
000). O elevador é travado quando
ocorre esta falha.
F44-000 O estado do relê NIV1 não A cada 100 m, caso o comando esteja sim somente com
coincide com do NIV2. em automático, a rede esteja OK e que renivelamento
a segurança geral não esteja atuada, é ativo
(somente com renivelamento verificado o estado dos relês NIV1 e
ativo). NIV2, através das entradas E.L_NIV1 e
E.L_NIV2. Se o estado dos dois relês
não estiverem iguais (durante 10 ciclos
seguidos), é enviado esta falha (F44-
000). O elevador é travado quando
ocorre esta falha (a falha ocorre se tiver
renivelamento).

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


42/172
EX VECTOR - EXCEL VECTOR
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA OBS
F45-xxx Falha no contator S A cada 100 m, caso o comando esteja sim
Complemento: em automático, a rede esteja OK e que
a segurança geral não esteja atuada, é
0 - contator não ligou. verificado o estado do contator S,
1 - contator ligou e ficou através da entrada E.L_S. Se o estado
grudado. da saída não estiver de acordo com o
último comando enviado para este
contator (durante 20 ciclos seguidos), é
enviado esta falha (F45), cujo
complemento é o estado lido pela
entrada E.L_S (0 - contator não ligou, 1-
contator ficou com o contato ligado). O
elevador é travado quando ocorre esta
falha.
F46-xxx Falha no contator D A cada 100 m, caso o comando esteja sim
Complemento: em automático, a rede esteja OK e que
a segurança geral não esteja atuada, é
0 - contator não ligou. verificado o estado do contator D,
1 - contator ligou e ficou através da entrada E.L_D. Se o estado
grudado. da saída não estiver de acordo com o
último comando enviado para este
contator (durante 20 ciclos seguidos), é
enviado esta falha (F46), cujo
complemento é o estado lido pela
entrada E.L_D (0 - contator não ligou, 1-
contator ficou com o contato ligado). O
elevador é travado quando ocorre esta
falha.
F47-xxx Falha no contator RUN A cada 100 m, caso o comando esteja sim
Complemento: em automático, a rede esteja OK , a
segurança geral não esteja atuada e
0 - contator não ligou. caso o contador D ou S esteja atuado, é
1 - contator ligou e ficou verificado o estado do contator RUN
grudado. (S.A_SP2), através da entrada E.L_AE.
Se o estado da saída não estiver de
acordo com o último comando enviado
para este contator (durante 20 ciclos
seguidos), é enviado esta falha (F47),
cujo complemento é o estado lido pela
entrada E.L_AE (0 - contator não ligou,
1- contator ficou com o contato ligado).
O elevador é travado quando ocorre
esta falha.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


43/172
EX VECTOR - EXCEL VECTOR
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA OBS
F48-000 Falha no sensor de nivelamento A cada 100 m, caso o comando esteja sim somente com
(um dos reed´s devem ter em automático, a rede esteja OK , a renivelamento
grudado) segurança geral não esteja atuada e ativo
caso não esteja na região de
(somente com renivelamento nivelamento, é verificado o estado das
ativo). entrada E.L_SN e da entrada E.L_SP2.
Se as duas estiverem iguais (durante 5
ciclos seguidos), é enviado esta falha
(F48-000). O elevador é travado quando
ocorre esta falha (a falha ocorre se tiver
renivelamento).
Todas as falhas derrubam a manobra se o carro estiver em movimento.
NOTA 1: Somente os softwares possuem esta opção A00163, A00164,
A00165, A00166, A00265, A00266, A00288.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


44/172
EX MG - EXCEL MG
PARÂMETRO SIGNIFICADO VARIAÇÃO DEFALT
A00 Mostra a posição do elevador. (indicação do IPD)
A01 Mostra a posição do elevador. (indicação do
pavimento)
A02 Velocidade atual do elevador.
A03 Corrente AC do motor de indução.
A04 Voltímetro. (medida da tensão)
A05 Frequencímetro. (freqüência da rede)
A06 Posição em números de pulsos dividido por 10.
A07 Ângulo de disparo do freio .
A08 Distância absoluta (em pulsos) que faltam para
completar a viagem.
A09 Temperatura do motor AC.
A11 Hodômetro (X1000).
A12 Número do software. (Axx)
A13 Versão do software. (xxx)
A14 Sub. do software.
A15 Varia dependendo do valor definido no parâmetro
B02 .
tempo de viagem (usado para atualizar o parâmetro 5
C19).
Softwares que não possuem esta opção A00181,
A00420.
B00 Simula chamadas de cabina. 0 a número de paradas-1

B01 Ao definir B1=1 e passar a chave manual/aut. de 0 ou 1


manual para automático, o carro irá realizar uma
viagem de rebitagem.
B02 Define qual será a informação mostrada no 0 a 39
parâmetro A15.
Softwares que não possuem esta opção A00181,
A00420.
B03 Ao definir B3=1 o comando passará a realizar 0 ou 1
chamadas aleatórias.
B04 Alinha o IPD pelo térreo. 1
B07 Altera o hodômetro (X1000).
B08 Simula chamadas de pavimento de descida. 0 a número de paradas-1
B09 Simula chamadas de pavimento de subida. 0 a número de paradas-1
C02 Velocidade de renivelamento (dm/min). de 1 a 100 14
C03 Velocidade manual (m/min). de 5 a 45 15
C04 Tipo de sinalização. de 0 a 13 0
C05 Define se possui ou não renivelamento automático 0
0 - sem renivelamento. 0
1- com renivelamento. 1
C06 Define se ocorrerá pré-abertura da porta 1
0 - sem pré-abertura. 0
1 - com pré-abertura. 1

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


45/172
EX MG - EXCEL MG
PARÂMETRO SIGNIFICADO VARIAÇÃO DEFALT
C07 Define se há presença de fotocélula ou não 0
(2) 0 - sem fotocélula. 0
1 - com fotocélula. 1

Opção somente para softwares: A00181,


A00289, A00421, A00422.
C08 Presença ou da Rampa magnética 0
0 - sem RMT (rampa magnética). 0
1 - com RMT (rampa magnética). 1
2 - desabilita a entrada L-RMT para a função 2
PF e rampa magnética.
C09 Configuração de abertura das portas 2
0 - estaciona sempre de porta fechada. 0
1 - estaciona de porta aberta somente 1
no andar de estacionamento.
2 - estaciona sempre de porta aberta. 2
3 - não abre porta de cabina. 3
C10 Configuração do andar inferior. de 0 a 39 0
C11 Configuração do andar superior. de 0 a 39 20
C12 Configuração do andar térreo ou principal. de 0 a 39 0
C13 Configuração do andar de estacionamento. de 0 a 39 20
C14 Configuração do chicote para o poço 0
0 - para prédios de 21 a 28 paradas. 0
1 - para prédios até 20. 1
C15 Tempo de porta aberta para chamadas de cabina de 0 a 300 25
(tempo em 0,1 seg.).
C16 Tempo de porta aberta para chamadas de de 0 a 300 40
pavimento (tempo em 0,1 seg.).
C17 Tempo de porta aberta para chamadas do andar de 0 a 200 60
térreo (tempo em 0,1 seg.).
C18 Estratégia de chamada de cabina e parada 1
obrigatória na estação

0 - aceita todas as chamadas de cabina e 0


não tem parada obrigatória.
1 - aceita somente chamada no sentido da 1
viagem e não tem parada obrigatória.

Opção somente para softwares: A00289, A00422.


C19 Tempo de detecção de NAST (em segundos). no mínimo 3 10
C20 Desaceleração máxima (x0,1 m/s2). de 3 a 15 5
C21 Jerk máximo (0,1 m/s3). de 5 a 40 6
C22 Após o comando de liberação do freio tempo que o de 0 a 50 4
comando vai aguardar para liberar o padrão
(x20ms).
C23 Atraso no padrão para viagem curta (adiantamento de 0 a 30 12
de desaceleração para viagem curta).

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


46/172
EX MG - EXCEL MG
PARÂMETRO SIGNIFICADO VARIAÇÃO DEFALT
C24 Tempo que o comando aguarda para derrubar toda de 0 a 30 4
manobra após desligar o freio (0,1 seg.).
C25 Pulsos descontados da distância total da viagem. de 0 a 20 0
C26 Velocidade final de viagem. de 1 a 50 0
C27 Velocidade Nominal. de 45 a 300 150
C28 Ângulo de disparo do freio durante o renivelamento . de 5 a 98 40
C29 Deslocamento em pulsos da posição onde o de 0 a 50 0
comando inicia a desaceleração e parada do carro
(quanto maior o parâmetro maior a antecipação do
início da parada) (pulsos *100).
C30 Atraso no padrão para viagem longa (adiantamento de 0 a 30 6
de desaceleração para viagem longa).
C32 Ângulo de disparo do freio na partida (forcing). de 5 a 99 15
C33 Ângulo de disparo do freio para descanso (holding). de 5 a 98 50
C34 Durante a aceleração o tempo mínimo que o de 0 a 100 2
comando aguarda para enfraquecer o campo (HSR).
C35 Corrente nominal do motor. 15
C36 Número do painel (número do nó da rede) para de 0 a 69 0
identificação do sistema, quando operando em
grupo.
C37 Habilitação de estacionamento de 0 a 1 0
0 - não estaciona.
1 - estaciona.
C38 Tempo de atraso para ligar o MG na inicialização. 0
C39 Relação do trafo de corrente 1
0 ou 1 - 100:0,1 0 ou 1
2 - 200:0,1 2
3 - 300:0,1 3
C40 Grupo de atenuação 0
0 - 220V. 0
1 - 380V. 1
2 - 440V. 2
C41 Tensão nominal da rede. de 101 a 799 220
C42 Pesador de carga de 110% 0
0 - ausente. 0
1 - presente. 1
C43 Seleção das chamadas de pavimento 0
0 - atende todos os pavimentos. 0
1 - andares pares e andar de estacionamento. 1
2 - andares ímpares e de estacionamento.
3 - somente chamadas de cabina. 2
3

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


47/172
EX MG - EXCEL MG
PARÂMETRO SIGNIFICADO VARIAÇÃO DEFALT
C44 Cancelamento de chamada falsa 0
0 - cancela chamada. 0
1 - não cancela. 1
C45 Atuação do forçador 0
0 - toca apenas o alarme. 0
1 - toca o alarme e fecha a porta com 1
velocidade reduzida.
C47 Despacho de emergência 0
0 - desabilita. 0
1 - habilita. 1

Opção somente para softwares: A00289,


A00421, A00422.
C48 Teste de PP/BRE em ascensorista e durante a 0
viagem
0 - não testa em ascensorista e está ativa 0
durante a viagem.
1 - testa em ascensorista e está ativa durante 1
a viagem.
2 - testa em ascensorista e não está ativa 2
durante a viagem.
3 - não testa em ascensorista e não está ativa 3
durante a viagem.
C49 Tempo de detecção de LPA. de 5 a 30 12
C50 Senha para autorizar a modificação de parâmetros. 31 0
H00 ANO 0-99
H01 MÊS 1-12
H02 DIA 1-31
H03 DIA DA SEMANA 1-7
H04 HORA 0-23
H05 MINUTO 0-59
H06 Envia os parâmetros para a memória do plasma da
cabina.
Somente estes software possuem os parâmetros H: A00181, A00289, A00421,
A00422.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


48/172
EX MG - EXCEL MG
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F01-001 NAST - Ocorreu nast durante a Durante a viagem, a cada 3 segundos, é sim (na terceira
aceleração. verificado se o carro se movimentou. Caso isto falha)
(o software não diferencia a não ocorra, as saídas PF e RMT são desligadas,
terceira falha). então é sinalizada falha F01-001 (se o carro
estiver acelerando) ou F01-002 (se o carro
estiver desacelerando) e as chamadas são
canceladas. Caso o elevador esteja na região de
nivelamento, abrirá a porta. Caso contrário, o
elevador é reinicializado. Caso já tenha ocorrido
anteriormente 2 falhas de NAST/AST na mesma
viagem, quando ocorrer esta falha, o elevador é
travado.
F01-002 NAST - Ocorreu nast durante a Durante a viagem, a cada 3 segundos é sim (na terceira
desaceleração. verificado se o carro se movimentou. Caso isto falha)
(o software não diferencia a não ocorra, as saídas PF e RMT são desligadas,
terceira falha). então é sinalizada falha F01-001 (se o carro
estiver acelerando) ou F01-002 (se o carro
estiver desacelerando) e as chamadas são
canceladas. Caso o elevador esteja na região de
nivelamento, abrirá a porta. Caso contrário, o
elevador é reinicializado. Caso já tenha ocorrido
anteriormente 2 falhas de NAST/AST na mesma
viagem, quando ocorrer esta falha, o elevador é
travado.
F02-000 NAST - tempo máximo de viagem Durante a viagem (de reinicialização ou normal), não
entre andares adjacentes foi existe um contador de tempo de NAST que é
ultrapassado. decrementado de segundo em segundo. A cada
100ms, é verificado se este contador chegou a
zero, ocorrendo isto, é sinalizado falha F02-000.
Caso já tenha ocorrido anteriormente 2 falhas de
NAST/AST na mesma viagem, é sinalizado falha
F02-001 também e o elevador é travado. Sendo
que para a viagem de reinicialização, o contador
é iniciado com o valor do parâmetro C19 vezes
quatro e em viagem normal com o valor do
parâmetro C19. Quando o comando não tiver
realimentação (roda dentada no limitador), toda
as vezes que o comando receber um pulso do
sensor IS, o contador é reiniciado ou o sinal de
MARKER. Caso contrário, quando o número de
pulsos que vem da roda dentada instalada no
limitador indicar que o carro passou para o
próximo pavimento.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


49/172
EX MG - EXCEL MG
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F02-001 NAST - Ocorreram três falhas Durante a viagem (de reinicialização ou normal), sim
seguidas de NAST ou AST, sendo existe um contador de tempo de NAST que é
que a última foi de NAST (na decrementado de segundo em segundo. A cada
mesma viagem). 100ms, é verificado se este contador chegou a
zero. Ocorrendo isto, é sinalizado falha F02-000,
caso já tenha ocorrido anteriormente 2 falhas de
NAST/AST na mesma viagem, é sinalizado falha
F02-001 também, e o elevador é travado. Sendo
que para a viagem de reinicialização o contador
é iniciado com o valor do parâmetro C19 vezes
quatro e em viagem normal com o valor do
parâmetro C19. Quando o comando não tiver
realimentação (roda dentada no limitador), toda
as vezes que o comando receber um pulso do
sensor IS, o contador é reiniciado ou o sinal de
MARKER, em caso contrário, quando o número
de pulsos que vem da roda dentada instalada no
limitador indicar que o carro passou para o
próximo pavimento.
F02-002 Durante a viagem (de reinicialização ou normal),
existe um contador de tempo de AST que é
decrementado de segundo em segundo. A cada
100ms, é verificado se este contador chegou a
zero. Ocorrendo isto, é sinalizado falha F02-002,
caso já tenha ocorrido anteriormente 2 falhas de
NAST/AST na mesma viagem, é sinalizado falha
F02-003 também, e o elevador é travado. O
tempo de AST é igual ao tempo de NAST
multiplicado pelo número de pavimentos.
F02-003 Durante a viagem (de reinicialização ou normal),
existe um contador de tempo de AST que é
decrementado de segundo em segundo. A cada
100ms, é verificado se este contador chegou a
zero. Ocorrendo isto, é sinalizado falha F02-002,
caso já tenha ocorrido anteriormente 2 falhas de
NAST/AST na mesma viagem, é sinalizado falha
F02-003 também, e o elevador é travado. O
tempo de AST é igual ao tempo de NAST
multiplicado pelo número de pavimentos.
F03-posição Houve 3 tentativas seguidas de Durante o comando de fechar a porta, após o não
fechamento de porta e ocorreu comando verificar que não existe fuga massa,
erro na sequência de porta, PC ou não atuou segurança geral e a porta está aberta
CT atua junto com LPA. (LPA ativo) e não está no modo de inicialização.
É verificado se existe CT ou PC. Caso seja a
terceira tentativa de fechar a porta sem sucesso,
é sinalizado a falha F03, cujo complemento é o
pavimento onde ocorreu a falha. As chamadas
são canceladas e o RMT e PF são desligados

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


50/172
EX MG - EXCEL MG
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F04-posição Houve 3 tentativas seguidas de Se existir CT ou PC, sem houver PP e seja a não
fechamento de porta e ocorreu terceira tentativa de fechar a porta sem sucesso,
PC ou CT antes de fechar a porta é sinalizado a falha F04, cujo complemento é o
(atuar PP). pavimento onde ocorreu a falha. As chamadas
são canceladas, o RMT é desligado e o PF
também.
F05-posição Houve 3 tentativas seguidas de Após o comando mandar fechar a porta, se não não
fechamento de porta e CT atuou detectar PC e detectar CT na terceira vez que
antes do PC. ocorrer isto, é sinalizado a falha F05, cujo
complemento é o pavimento onde ocorreu a
falha.
F06-000 Houve 3 tentativas seguidas de Após o comando mandar fechar a porta, se não não
fechar a porta e não foi detectado detectar PC após 3 tentativas, o comando envia
PC. a falha F06-000.
F06-001 Houve 10 tentativas seguidas de Após o comando mandar fechar a porta, se não sim
fechar a porta e não foi detectado detectar PC após 10 tentativas ou mais, o
PC. comando envia a falha F06-001 desliga RMT ,
desliga PF, limpa as chamadas e trava o
elevador.
F07-posição Houve 3 tentativas de fechamento Após o comando mandar fechar a porta, se não não
de porta e não se verificou a detectar CT após 3 segundos, o comando envia
detecção de CT. a falha F07 e a posição onde o elevador se
encontra ou após 6 segundos, no final do
comando de fechar porta, se houve 3 tentativas
de detecção de CT, o comando envia esta falha.
F08-000 Houve 3 tentativas de abertura de Após o comando mandar abrir a porta (ligar PA), não
porta e não foi detectado LPA. O passar o tempo definido em C05 e ocorreram 3
tempo máximo de detecção de tentativas de detecção de LPA, o comando envia
LPA depende do parâmetro C49. esta falha.
F09-000 Após entrada da manobra (iniciar Após entrada da manobra (iniciar viagem), sim
viagem), passaram-se 2 passou 2 segundos e o freio não foi liberado. O
segundos e o freio não foi comando trava o carro após enviar esta falha,
liberado. tanto para viagem manual como em automático.
F09-001 Ocorreram três falhas F18. Se ocorrer 3 falhas F18 seguidas, o comando não
sinaliza com F09-001.
F09-002 O MG não conseguiu partir. Ocorreu timer-out para ligar o MG (1 segundo não
para quando a chave MG está desligado e 30
segundos para quando esta está ligada).
F09-003 Ocorreu falha nos sensores IS/ID. No final da viagem, é verificado se ocorreu sim
alguma falha nos sensores IS e ID. Se ocorrer, é
sinalizado esta falha e o elevador é travado.
F09-004 Ocorreu alguma falha durante a Quando o carro para na viagem de não
reinicialização. reinicialização e este não atinge o limite de
parada, é sinalizado esta falha. Numa mesma
viagem, pode ocorrer 3 falhas sem travar o
carro. Esta falha sempre é acompanhada de
outro código de falha.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


51/172
EX MG - EXCEL MG
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F09-005 Ocorreram três falhas durante a Quando o carro para na viagem de sim
mesma viagem de reinicialização. reinicialização e este não atinge o limite de
parada, sendo a quarta falha seguida, é
sinalizado esta falha e o elevador é travado.
Esta falha sempre é acompanhada de outro
código de falha.
F10-000 Fuga massa durante a viagem. No fim de viagem, verifica se houve fuga massa. sim
Se houve, abre a porta, limpa as chamadas e
trava o carro.
F10-001 Excesso de carga (110%). Durante a viagem em automático, é verificado enquanto a falha
Aguarda a lotação normalizar. pesador de 110%. Se o pesador estiver atuado, persistir
sinaliza a falha F10-001 e o carro fica travado
até que o pesador deixe de atuar.
F10-002 Fuga massa durante o Se houver fuga massa quando o comando sim
fechamento da porta. mandou fechar a porta.
F10-003 Fuga massa durante a viagem Se houver fuga massa quando o comando está não
manual. em viagem manual.
F11-000 Atuou o termistor do motor. Em No fim de viagem verifica se houve atuação do não
viagem, termina a viagem e em térmico. Se houve, abre a porta e fica
manual, aguarda o motor esfriar. aguardando o motor esfriar.
F13-posição Ocorreram mais de 10 Durante o comando de abrir porta, se for não
reaberturas de portas, por causa detectado que houve 10 ou mais reaberturas de
do PP estar falhando ou porta por falha de PP ou ocorrência de SEGG, é
ocorrência de SEGG sinalizado a falha F13-000.
F14-000 Botão PO acionado por mais de Durante o comando de fechar a porta, após o não
60 segundos. comando, verificar que houve PP se o botão PO
ficar acionado por mais de 60 segundos. Então
é sinalizado a falha F14-000.
F15-000 Passaram-se 6 segundos e RMT Durante o comando de abrir porta, após o não
não foi detectado durante a comando, desligar PF e desligar RMT. Aguardar
abertura de porta. até 6 segundos para que a entrada E.L_RMT vá
para 1. Se não for, sinaliza falha F15-000.
Depende da configuração do parâmetro C08
(Ocorre se C08=1).
F16-000 Passaram-se 6 segundos e CT Durante o comando de abrir porta, após o não
não foi detectado durante a comando detectar E.L_RMT e aguardar até 6
abertura de porta. segundos e não detectar CT, sinaliza falha F16-
000 e reseta o comando. Depende da
configuração do parâmetro C08 (Ocorre se
C08=1).
F17-001 Atuou segurança geral em Durante a viagem, é verificado se ocorreu não
movimento. segurança geral. Se ocorreu, é sinalizado F17-
001.
F17-002 Falhou PP. Durante a viagem, após verificar se ocorreu enquanto a falha
segurança geral. Se não ocorreu, é verificado se persistir
está sem PP, se estiver sem, é sinalizado F17-
002.
F17-003 Falhou PC. Durante a viagem, após verificar se tem PP. Se enquanto a falha
tiver, é verificado se está sem PC, se estiver persistir
sem, é sinalizado F17-003.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


52/172
EX MG - EXCEL MG
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F17-004 Falhou CT. Durante a viagem, após verificar se tem PC. Se enquanto a falha
tiver, é verificado se está sem CT, se estiver persistir
sem, é sinalizado F17-004.
F17-005 Falhou SEGP. Durante a viagem, após verificar se tem CT. Se enquanto a falha
tiver, é verificado se está sem SEGP, se estiver persistir
sem, é sinalizado F17-005.
F17-006 Atuou segurança geral ou Após fechar a porta, foi detectado falta de não
segurança de porta, após segurança geral (segg) ou falta de segurança de
fechamento da porta , antes do porta (segp) antes do carro partir.
elevador partir.
F17-007 Atuou segurança geral durante a Foi detectado falta de segurança geral (segg) sim
rebitagem. durante a rebitagem, após a rebitagem, o
elevador é travado.
F18-posição Parada fora de posição. Se no fim de viagem não detectar IS ou ID, não
sinaliza com esta falha, limpa todas as
chamadas e reinicializa o elevador.
F19-000 Falha de memória Esta falha ocorre quando há problemas na não
(processamento interno - MRB). alocação de buffers pelo SO (MRB e SRB),
(reseta a CPU do carro). então é sinalizado a falha e a CPU é resetada.
F19-001 Falha de memória Esta falha ocorre quando há problemas na não
(processamento interno - SRB). alocação de buffers pelo SO (MRB e SRB), é
(reseta a CPU do carro). sinalizado a falha e a CPU é resetada.
F19-003 Falha na inicialização da rede. Esta falha ocorre quando o comando vai não
inicializar a comunicação em rede.
(somente nos softwares em
rede, ver nota 1).
F19-004 Falha de comunicação entre Esta falha ocorre quando há problemas de não
tarefas. comunicação entre as tarefas. Foi detectado
que, principalmente quando há um problema de
comunicação serial intermitente, ocorre esta
falha (por exemplo ocasionado por ruído).
Quando houver 3 tentativas de reprogramação do chip de
comunicação (rede arcnet) sem sucesso, é sinalizado a falha F19-
005. O carro é enviado para o pavimento inferior e o comando é
resetado (asm rst).
F21-000 Falha de sobre aquecimento do A cada 100ms, é verificado quando o carro enquanto a falha
enrolamento do motor. estiver em movimento, se houve sobre- persistir
aquecimento do enrolamento do motor. Se isto
ocorrer, é sinalizado esta falha. Esta falha trava
o carro enquanto a falha persistir.
F22-posição Carro saiu da zona de Se o carro sair da zona de nivelamento quando não
nivelamento quando estava estiver nivelando.
nivelando.
F23-000 Houve reversão de mais de 20 A cada 100ms é verificado se houve reversão não
pulsos. de mais de 20 pulsos. Se isto ocorrer, é
sinalizado esta falha.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


53/172
EX MG - EXCEL MG
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F25-000 Falha no controle de velocidade A cada 100ms, se o carro estiver em não
(erro de velocidade) em automático, é verificado o erro de velocidade do
automático. carro (erro = (velocidade de referencia -
Somente nos softwares A00521 velocidade nominal) * constante). Se o erro
e A00522. estiver fora faixa (-velocidade nominal < erro <
velocidade nominal), é sinalizado esta falha.
Obs. A constante é igual a 4 para máquinas até
110 m/min. e 2 para máquinas acima desta
velocidade.
F25-002 Se a velocidade em manual for A cada 100ms, se o carro estiver em manual, é não
maior de 45m/min. verificado se a velocidade do carro está acima
de 45 m/min. Se estiver, é sinalizado esta falha.
F25-003 Ocorreram 3 ou mais falhas F25- No fim da viagem (normal) é verificado se sim
000. ocorreram 3 ou mais falhas F25-000, então é
Somente nos softwares A00521 sinalizado falha F25-003 e trava o carro.
e A00522.
F26-xxx Falha no contator T A cada 100 m, caso o comando esteja em sim
Complemento: automático, a rede esteja OK e que a segurança
000 - contator não ligou. geral não esteja atuada, é verificado o estado do
001 - contator ligou e ficou contator T, através da entrada E.L_TRFO. Se o
grudado. estado da saída não estiver de acordo com o
último comando enviado para este contator
(durante 10 ciclos seguidos), é enviado esta
falha (F26), cujo complemento é o estado lido
pela entrada E.L_TRFO (0 - contator não ligou,
1- contator ficou com o contato ligado). O
elevador é travado quando ocorre esta falha.
F27-xxx Falha no contator E A cada 100 m, caso o comando esteja em sim
Complemento: automático, a rede esteja OK e que a segurança
000 - contator não ligou. geral não esteja atuada, é verificado o estado do
001 - contator ligou e ficou contator E, através da entrada E.L_SP1. Se o
grudado. estado da saída não estiver de acordo com o
último comando enviado para este contator
(durante 10 ciclos seguidos), é enviado esta
falha (F27), cujo complemento é o estado lido
pela entrada E.L_SP1 (0 - contator não ligou, 1-
contator ficou com o contato ligado). O elevador
é travado quando ocorre esta falha.
F28-posição Houve falha de segurança de Após o comando mandar fechar a porta, se não
porta durante o fechamento de detectar CT e detectar falha na segurança de
porta. porta após 3 segundos, o comando envia a falha
F28 e a posição onde o elevador se encontra.
F30-000 Falha por sobre-corrente. Sobrecorrente. enquanto a falha
persistir
F31-000 Erro na sequência de fase. Erro na sequência de rede. enquanto a falha
persistir

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


54/172
EX MG - EXCEL MG
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F32-000 Falta de fase U (tensão). Falta de fase U. enquanto a falha
persistir
F32-001 Falta de fase U (TC1 e TC2). Falta de fase U da corrente (TC1 e TC2). Trava sim
o elevador quando esta falha ocorrer.
F33-000 Falta de fase V (tensão). Falta de fase V. enquanto a falha
persistir
F33-001 Falta de fase V (TC1 e TC2). Falta de fase V da corrente (TC1 e TC2). Trava sim
o elevador quando esta falha ocorrer.
F34-000 Falta de fase W. Falta de fase W. enquanto a falha
persistir
F35-00 Falha de sobre-tensão. Falha de sobre-tensão. enquanto a falha
persistir
F36-000 Falha de sub-tensão. Falha de sub-tensão. enquanto a falha
persistir
F37-000 Falha de sincronismo da rede. A cada 100 m, o software verifica se houve falha enquanto a falha
de sincronismo com a rede, se ocorrer mais de persistir
10 falhas, aí será sinalizado F37-000. Caso a
frequência fique maior que 70 Hz ou menor que
40 Hz, também será sinalizado a mesma falha.
F37-002 Falha de sincronismo da rede No final de cada viagem, 140ms após derrubar a não
durante a viagem. manobra, o software verifica se houve falha de
sincronismo com a rede, então será sinalizado
F37-002. Caso a frequência fique maior que 70
Hz ou menor que 40 Hz, também será sinalizado
a mesma falha.
F38-posição Falha no sensor de nivelamento A cada 100 m, caso o comando esteja em não
(reed 1 não fechou). automático, a rede esteja OK e que a segurança
geral não esteja atuada, é verificado quando o
carro estiver na região de nivelamento, se o reed
1 não fechou através da entrada E.L_SP2. Se o
estado do reed não estiver de acordo (durante 5
ciclos seguidos), é enviado esta falha (F38-000)
(a falha ocorre se tiver renivelamento).
F39-posição Falha no sensor de nivelamento A cada 100 m, caso o comando esteja em não
(reed 1 fechou e reed 2 não). automático, a rede esteja OK e que a segurança
geral não esteja atuada, é verificado quando o
carro estiver na região de nivelamento se o reed
1 fechou através da entrada E.L_SP2 e o reed 2
não fechou através da entrada E.L_SN. Se o
estado dos reeds não estiverem de acordo
(durante 5 ciclos seguidos), é enviado esta falha
(F39-000) (ocorre se tiver renivelamento).

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


55/172
EX MG - EXCEL MG
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F42-000 O estado do relê AUT1 não A cada 100 m, caso o comando esteja em sim
coincide com do AUT2. automático, a rede esteja OK e que a segurança
geral não esteja atuada, é verificado o estado
dos relês AUT1 e AUT2, através das entradas
E.L_AUT1 e E.L_AUT2. Se o estado dos dois
relês não estiverem iguais (durante 10 ciclos
seguidos), é enviado esta falha (F42-000). O
elevador é travado quando ocorre esta falha.
F43-000 O estado do relê SEG1 não A cada 100 m, caso o comando esteja em sim
coincide com do SEG2. automático, a rede esteja OK e que a segurança
geral não esteja atuada, é verificado o estado
dos relês SEG1 e SEG2, através das entradas
E.L_SEG1 e E.L_SEG2. Se o estado dos dois
relês não estiverem iguais (durante 10 ciclos
seguidos), é enviado esta falha (F43-000). O
elevador é travado quando ocorre esta falha.
F44-000 O estado do relê NIV1 não A cada 100 m, caso o comando esteja em sim
coincide com do NIV2. automático, a rede esteja OK e que a segurança
geral não esteja atuada, é verificado o estado
dos relês NIV1 e NIV2, através das entradas
(somente com renivelamento E.L_NIV1 e E.L_NIV2. Se o estado dos dois
ativo). relês não estiverem iguais (durante 10 ciclos
seguidos), é enviado esta falha (F44-000). O
elevador é travado quando ocorre esta falha (a
falha ocorre se tiver renivelamento).
F45-xxx Falha no contator S A cada 100 m, caso o comando esteja em sim
Complemento: automático, a rede esteja OK e que a segurança
geral não esteja atuada, é verificado o estado do
000 - contator não ligou. contator S, através da entrada E.L_S. Se o
001 - contator ligou e ficou estado da saída não estiver de acordo com o
grudado. último comando enviado para este contator
(durante 10 ciclos seguidos), é enviado esta
falha (F45), cujo complemento é o estado lido
pela entrada E.L_S (0 - contator não ligou, 1-
contator ficou com o contato ligado). O elevador
é travado quando ocorre esta falha.
F46-xxx Falha no contator D A cada 100 m, caso o comando esteja em sim
Complemento: automático, a rede esteja OK e que a segurança
geral não esteja atuada, é verificado o estado do
000 - contator não ligou. contator D, através da entrada E.L_D. Se o
001 - contator ligou e ficou estado da saída não estiver de acordo com o
grudado. último comando enviado para este contator
(durante 10 ciclos seguidos), é enviado esta
falha (F46), cujo complemento é o estado lido
pela entrada E.L_D (0 - contator não ligou, 1-
contator ficou com o contato ligado). O elevador
é travado quando ocorre esta falha.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


56/172
EX MG - EXCEL MG
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F48-000 Falha no sensor de nivelamento A cada 100 m, caso o comando esteja em sim
(um dos reed deve ter grudado). automático, a rede esteja OK , a segurança
geral não esteja atuada e caso não esteja na
região de nivelamento, é verificado o estado das
(somente com renivelamento entrada E.L_SN e da entrada E.L_SP2. Se as
ativo). duas estiverem iguais (durante 5 ciclos
seguidos), é enviado esta falha (F48-000). O
elevador é travado quando ocorre esta falha (a
falha ocorre se tiver renivelamento).
F49-xxx Falha no contator AC A cada 100 m, caso o comando esteja em sim
Complemento: automático, a rede esteja OK e que a segurança
geral não esteja atuada, é verificado o estado do
000 - contator não ligou. contator AC, através da entrada E.L_SP1S. Se o
001 - contator ligou e ficou estado da saída não estiver de acordo com o
grudado. último comando enviado para este contator
(durante 20 ciclos seguidos), é enviado esta
falha (F49), cujo complemento é o estado lido
pela entrada E.L_SP1S (0 - contator não ligou,
1- contator ficou com o contato ligado). O
elevador é travado enquanto esta falha persistir.
O contator AC é ativado quando estão ativos o
contator D ou S, o contator T e a saída S.A_A
(SEG7).
F54-posição Botão preso (Botão de pavimento A cada 1 seg., caso o comando esteja em não
ou cabina está "oscilando"). automático e enquanto não está viajando, é
verificado se o mesmo botão não está sendo
acionado por mais de 30 segundos seguidos. O
comando envia a falha F54 e o complemento é o
pavimento de ocorrência.
Todas as falhas derrubam a manobra se o carro estiver em movimento.
NOTA 1: A00181, A00289, A00421, A00422.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


57/172
EX FV - EXCEL FV
PARÂMETRO SIGNIFICADO VARIAÇÃO
A00 Mostra a posição do elevador. (indicação do IPD)
A01 Mostra a posição do elevador. (indicação do pavimento)
A02 Velocidade atual do elevador.
A03 Velocidade de referência.
Estes parâmetros não se aplicam nos softwares
A00305,A00452,A00453,A00311,A00462,A00463,A00458,A00
460, A00461.
A04 Voltímetro. (medida da tensão)
A05 Frequencímetro. (frequência da rede)
Estes parâmetros não se aplicam nos softwares
A00305,A00452,A00453,A00311,A00462,A00463,A00458,A00
460, A00461.
A06 Erro de parada em milímetros (com offset =100).
A08 Posição em números de pulsos dividido por 10.
Estes parâmetros não se aplicam nos softwares
A00305,A00452,A00453,A00311,A00462,A00463, A00458,A00
460, A00461.
A09 Distância absoluta (em pulsos) que faltam para completar a
viagem.
Estes parâmetros não se aplicam nos softwares
A00305,A00452,A00453,A00311,A00462,A00463, A00458,A00
460, A00461.
A10 Velocidade nominal do elevador (m/min).
Estes parâmetros não se aplicam nos softwares
A00305,A00452,A00453,A00311,A00462,A00463, A00458,A00
460, A00461.
A11 Hodômetro (X1000).
A12 Número do software (Axx).
A13 Versão do software (xxx).
A14 Sub. do software.
A15 Varia dependendo do valor definido no parâmetro B02.
Estes parâmetros não se aplicam nos softwares
A00305,A00452,A00453,A00311,A00462,A00463, A00458,A00 460,
A00461.
0 - distância do limite LD3 (em cm). 0
1 - distância do limite LS3 (em cm). 1
4 - contador de marker. 4
5 - tempo de viagem (usado para atualizar o parâmetro C19). 5
Este parâmetro somente se aplica nos softwares A00301, A00217,
A00400, A00401, A00402, A00403, A00404, A00405, A00406, A00407,
A00408, A00409, A00410, A00411, A00412, A00413, A00414, A00 415, A00
416, A00501, A00502, A00503, A00504, A00505, A00506, A00507, A00508,
A00509, A00510, A00511, A00512, A00513, A00514, A00515, A00516.

Alem dos parâmetros citados acima o software A00501 possui os


seguintes parâmetros:
2 – distância do limite LD4 (em cm)
3 - distância do limite LS4 (em cm)

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


58/172
EX FV - EXCEL FV
PARÂMETRO SIGNIFICADO VARIAÇÃO
B00 Simula chamadas de cabina. 0 a número de
paradas-1
B01 Ao definir B1=1 e passar a chave manual/aut. De manual para 0 ou 1
automático o carro irá realizar uma viagem de rebitagem.
B02 Define qual será a informação mostrada no parâmetro A15. 0 a 39

Estes parâmetros não se aplicam nos softwares


A00305,A00452,A00453,A00311,A00462,A00463, A00458,A00
460, A00461.
B03 Ao definir B3=1 o comando passará a realizar chamadas 0 ou 1
aleatórias.
B04 Alinha o IPD pelo térreo. 1

Estes parâmetros não se aplicam nos softwares


A00305,A00452,A00453,A00311,A00462,A00463, A00458,A00
460, A00461.
B07 Altera o hodômetro (X1000)
B08 Simula chamadas de pavimento de descida. 0 a número de
paradas-1
B09 Simula chamadas de pavimento de subida. 0 a número de
paradas-1
C00 Distância do LD3 e LS3 (cm). de 35 a 300
C01 Distância do LD4 e LS4 (cm). de 0 a 450
C02 Velocidade de renivelamento (dm/min). de 1 a 100
C03 Velocidade manual (m/min). de 5 a 45
C04 Tipo de sinalização. de 0 a 13
C05 Tempo de detecção de LPA. de 5 a 30
C06 Configuração de controle e pré-abertura de porta
0 - sem renivelamento - sem encoder - sem pré-abertura. 0

Estes softwares somente possuem a opção A00450,


A00452, A00217,A00 218,A00 219, A00220, A00454,
A00455, A00456, A00291,A00 457, A00458, A00459,
A00460, A00461.
1 - com renivelamento - com encoder - com pré-abertura. 1

Estes softwares não possuem a opção 0 A00451, A00453,


A00328 , A00400.
2 - sem renivelamento - com encoder - sem pré-abertura. 2
3 - com renivelamento - com encoder - sem pré-abertura. 3
C08 Presença ou da Rampa magnética
0 - sem RMT (rampa magnética). 0
1 - com RMT (rampa magnética). 1
2 - desabilita a entrada L-RMT para a função PF e rampa 2
magnética.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


59/172
EX FV - EXCEL FV
PARÂMETRO SIGNIFICADO VARIAÇÃO
C09 Configuração de abertura das portas
0 - estaciona sempre de porta fechada. 0
1 - estaciona de porta aberta somente no andar de 1
estacionamento.
2 - estaciona sempre de porta aberta. 2
3 - não abre porta de cabina. 3
C10 Configuração do andar inferior. de 0 a 39

Qualquer pavimento pode ser selecionado como pavimento


inferior e superior, uma vez definido o comando somente
atenderá chamadas entre o pavimento definido como
inferior e o superior.
C11 Configuração do andar superior. de 0 a 39
C12 Configuração do andar térreo ou principal. de 0 a 39
C13 Configuração do andar de estacionamento. de 0 a 39
C14 Configuração do chicote para o poço
0 - para prédios de 21 a 28 paradas. 0
1 - para prédios até 20. 1
2 - para prédios de 29 a 40 paradas. 2
C15 Tempo de porta aberta para chamadas de cabina (tempo em de 0 a 300
0,1 seg.).
C16 Tempo de porta aberta para chamadas de pavimento (tempo de 0 a 300
em 0,1 seg.).
C17 Tempo de porta aberta para chamadas do andar térreo (tempo de 0 a 200
em 0,1 seg.).
C18 Atlas code presente 0 ou 1
0 - com.
1 - sem.

Somente estes softwares possuem esta opção A00302,


A00305, A00309, A00328, A00311, A00218, A00454,
A00458, A00459, A00400, A00402, A00405, A00409,
A00411, A00415, A00502, A00505, A00509.
C18 Estratégia de chamada de cabina e parada obrigatória na
estação

Somente estes software possuem esta opção A00308,


A00457, A00408, A00508, A00511, A00515.

0 - aceita todas as chamadas de cabina 0


e não tem parada obrigatória.
1 - aceita somente chamada no sentido da 1
viagem e não tem parada obrigatória.
2 - aceita todas as chamadas de cabina 2
e tem parada obrigatória.
3 - aceita somente chamada no sentido da 3
viagem e tem parada obrigatória.
C19 Tempo de detecção de NAST (em segundos). no mínimo 3
C20 Desaceleração máxima (x0,1 m/s2). de 1 a 15

Comando aceito somente com o carro parado.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


60/172
EX FV - EXCEL FV
PARÂMETRO SIGNIFICADO VARIAÇÃO
C21 Jerk máximo (0,1 m/s3). de 1 a 40

Comando aceito somente com o carro parado.


C22 Após o comando de liberação do freio tempo que o comando de 0 a 50
vai aguardar para liberar o padrão (x20ms).
C23 Teste de PP/BRE em ascensorista e durante a viagem
0 - Não testa em ascensorista e está ativa durante a 0
viagem.
1 - Testa em ascensorista e está ativa durante a viagem. 1
2 - Testa em ascensorista e não está ativa durante a 2
viagem.
3 - Não testa em ascensorista e não está ativa durante a 3
viagem.
C24 Velocidade de rebitagem / velocidade de reinicialização. de 10 a 45 com
encoder
de 15 a 45 sem
encoder
C25 Máquina com encoder - Tempo de fechamento do freio na de 0 a 50
parada (x20ms).
Máquina sem encoder - Tempo que o inversor fica injetando
corrente DC após o comando de fechar o freio (x20ms).
C26 Velocidade inicial na partida (somente para máquina sem de 0 a 200
encoder).
C27 Distância (em pulsos x10) para que o comando feche o freio de 0 a 500
(máquina sem encoder).

O comando leva em conta qual ocorrer primeiro C27 ou


C28.
C28 Em que referência de velocidade o comando vai fechar o freio de 0 a 500
(máquina sem encoder).
Velocidade final de viagem.
C29 Ângulo de disparo do freio durante o renivelamento e quando as de 5 a 100
condições do parâmetro C27 ou C28 forem satisfeitas.
C30 Atraso no padrão para viagem longa (adiantamento de de 0 a 30
desaceleração para viagem longa).
Estes software não possuem estas opções A00450,
A00452, A00217, A00218, A00219, A00454, A00 455,
A00456 , A00291, A00457 , A00458, A00459, A00460,
A00461.
C31 Atraso no padrão para viagem curta (adiantamento de de 0 a 30
desaceleração para viagem curta).
Estes softwares não possuem estas opções A00450,
A00452, A00217, A00218, A00219, A00454, A00 455,
A00456 , A00291, A00457 , A00458, A00459, A00460,
A00461.
C32 Efeito da polia. de 1 a 4

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


61/172
EX FV - EXCEL FV
PARÂMETRO SIGNIFICADO VARIAÇÃO
C33 Diâmetro da polia (mm). de 1 a 999
C34 Rotação da polia de tração. de 1 a 299
C35 Escorregamento do motor. de 1 a 15
C36 Número do painel (número do nó da rede) para identificação do de 0 a 69
sistema, quando operando em grupo.
C37 Habilitação de estacionamento
0 - não estaciona. 0
1 - estaciona. 1
C38 Número de dentes da roda dentada. de 0 a 99
C39 Rotação síncrona do motor. de 80 a 230
C40 Grupo de atenuação
220V. 0
380V. 1
440V. 2
C41 Tensão nominal da rede. de 101 a 799
C42 Pesador de carga de 110% ( 0 ausente - 1 presente ). de 0 a 1
C43 Seleção das chamadas de pavimento

0 - atende todos os pavimentos. 0


1- andares pares e andar de estacionamento. 1
2- andares ímpares e de estacionamento. 2
3- somente chamadas de cabina. 3
C44 Cancelamento de chamada falsa
0 - cancela chamada. 0
1 - não cancela. 1
C45 Ganho integral de velocidade na aceleração. de 1 a 20
C46 Ganho proporcional de velocidade na aceleração. de 1 a 20
C47 Ganho integral de velocidade na desaceleração. de 1 a 20
C48 Ganho proporcional de velocidade na desaceleração de 1 a 20
C49 Despacho de emergência de 0 a 1

0 - desabilita.
1 - habilita.

Somente estes softwares possuem esta opção: A00308,


A00457, A00407, A00408, A00413, A00507, A00508, A00513.
C50 Senha para autorizar a modificação de parâmetros. 31
H00 ANO 0-99
H01 MÊS 1-12
H02 DIA 1-31
H03 DIA DA SEMANA 1-7
H04 HORA 0-23
H05 MINUTO 0-59
H06 Envia os parâmetros para a memória do plasma da cabina
(H06=2).
Somente estes softwares possuem o parâmetro H A00304, A00305, A00450, A00451, A00452,
A00453, A00308, A00328, A00310, A00311, A00463, A00455, A00454, A00456, A00291, A00400,
A00404,A00405, A00406, A00407, A00408, A00409, A00410, A00411, A00412, A00413, A00414,
A00504, A00505, A00506, A00508, A00509, A00510, A00511, A00512, A00513, A00514, .

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


62/172
EX FV - EXCEL FV
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F01-001 NAST - Ocorreu nast durante a Durante a viagem, a cada 3 segundos, é sim (na terceira
aceleração. verificado se o carro se movimentou. Caso isto falha)
não ocorra, as saídas PF e RMT são desligadas,
(o software não diferencia a então é sinalizada falha F01-001 (se o carro
terceira falha). estiver acelerando) ou F01-002 (se o carro
estiver desacelerando) e as chamadas são
canceladas. Caso o elevador esteja na região de
nivelamento, abre-se a porta. Caso contrário, o
elevador é reinicializado. Se ocorrer a falha e na
mesma viagem já tiver ocorrido 2 falhas de
NAST/AST, o elevador é travado.
F01-002 NAST - Ocorreu nast durante a Durante a viagem, a cada 3 segundos, é sim (na terceira
desaceleração. verificado se o carro se movimentou. Caso isto falha)
não ocorra, as saídas PF e RMT são desligadas,
(o software não diferencia a então é sinalizada falha F01-001 (se o carro
terceira falha). estiver acelerando) ou F01-002 (se o carro
estiver desacelerando) e as chamadas são
canceladas. Caso o elevador esteja na região de
nivelamento, abre-se a porta, caso contrário o
elevador é reinicializado. Se ocorrer a falha e na
mesma viagem já tiver ocorrido 2 falhas de
NAST/AST, o elevador é travado.
F02-000 NAST - tempo máximo de viagem Durante a viagem (de reinicialização ou normal), não
entre andares adjacentes foi existe um contador de tempo de NAST que é
ultrapassado. decrementado de segundo em segundo. A cada
100ms é verificado se este contador chegou a
zero, ocorrendo isto, é sinalizado falha F02-000.
Caso já tenha ocorrido anteriormente 2 falhas de
NAST/AST na mesma viagem, é sinalizado falha
F02-001 também, e o elevador é travado. Sendo
que, para a viagem de reinicialização, o contador
é iniciado com o valor do parâmetro C19 vezes
quatro e em viagem normal com o valor do
parâmetro C19. Se o comando não tiver
realimentação (roda dentada no limitador), todas
as vezes que este receber um pulso do sensor
IS ou o sinal de MARKER, o contador é
reiniciado. Caso contrário, o contador é
reiniciado quando o número de pulsos que vem
da roda dentada instalada no limitador indicando
que o carro passou para o próximo pavimento.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


63/172
EX FV - EXCEL FV
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F02-001 NAST - Ocorreram três falhas Durante a viagem (de reinicialização ou normal), sim
seguidas de NAST ou AST, sendo existe um contador de tempo de NAST que é
que a última foi de NAST (na decrementado de segundo em segundo. A cada
mesma viagem). 100ms é verificado se este contador chegou a
zero. Ocorrendo isto, é sinalizado falha F02-000,
caso já tenha ocorrido anteriormente 2 falhas de
NAST/AST na mesma viagem, é sinalizado falha
F02-001 também, e o elevador é travado. Sendo
que para a viagem de reinicialização, o contador
é iniciado com o valor do parâmetro C19 vezes
quatro e em viagem normal, com o valor do
parâmetro C19. Se o comando não tiver
realimentação (roda dentada no limitador), todas
as vezes que este receber um pulso do sensor
IS ou o sinal de MARKER, o contador é
reiniciado, caso contrário, o contador é reiniciado
quando o número de pulsos que vem da roda
dentada instalada no limitador indicar que o
carro passou para o próximo pavimento.
F02-002 AST - tempo máximo de viagem Durante a viagem (de reinicialização ou normal) não
de extremo a extremo foi existe um contador de tempo de AST que é
ultrapassado. decrementado de segundo em segundo. A cada
100ms, é verificado se este contador chegou a
zero. Ocorrendo isto, é sinalizado falha F02-002.
Caso já tenham ocorrido anteriormente 2 falhas
de NAST/AST na mesma viagem, é sinalizado
falha F02-003 também, e o elevador é travado.
O tempo de AST é igual ao tempo de NAST
multiplicado pelo número de pavimentos.
F02-003 AST - Ocorreram três falhas Durante a viagem (de reinicialização ou normal), sim
seguidas de NAST ou AST, sendo existe um contador de tempo de AST que é
que a última foi de AST (na decrementado de segundo em segundo. A cada
mesma viagem). 100ms, é verificado se este contador chegou a
zero. ocorrendo isto, é sinalizado falha F02-002.
Caso já tenham ocorrido anteriormente 2 falhas
de NAST/AST na mesma viagem, é sinalizado
falha F02-003 também, e o elevador é travado.
O tempo de AST é igual ao tempo de NAST
multiplicado pelo número de pavimentos.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


64/172
EX FV - EXCEL FV
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F03-posição Houve 3 tentativas seguidas de Durante o comando de fechar a porta, após o não
fechamento de porta e ocorreu comando verificar que não existe fuga massa,
erro na sequência de porta, PC ou não atuou segurança geral, a porta está aberta
CT atua junto com LPA. (LPA ativo) e não está no modo de inicialização,
é verificado se existe CT ou PC. Caso seja a
terceira tentativa de fechar a porta sem sucesso,
é sinalizado a falha F03 cujo o complemento é o
pavimento onde ocorreu a falha. As chamadas
são canceladas e o RMT é desligado e o PF
também.
F04-posição Houve 3 tentativas seguidas de Se existir CT ou PC sem que haja PP e for a não
fechamento de porta e ocorreu terceira tentativa de fechar a porta sem sucesso,
PC ou CT antes de fechar a porta é sinalizado a falha F04, cujo o complemento é o
(atuar PP). pavimento onde ocorreu a falha. As chamadas
são canceladas e o RMT é desligado e o PF
também.
F05-posição Houve 3 tentativas seguidas de Ocorre após o comando mandar fechar a porta e não
fechamento de porta e CT atuou não se detectar PC e detectar CT. Na terceira
antes do PC. vez que isto ocorrer, é sinalizada a falha F05,
cujo o complemento é o pavimento onde ocorreu
a falha.
F06-000 Houve 3 tentativas seguidas de Após 3 tentativas do comando mandar fechar a não
fechar a porta e não foi detectado porta e não detectar PC o comando envia a
PC. falha F06-000.
F06-001 Houve 10 tentativas seguidas de Após 10 ou mais tentativas do comando mandar sim
fechar a porta e não foi detectado fechar a porta e não detectar PC, é sinalizada a
PC. falha F06-001 que desliga RMT , desliga PF,
limpa as chamadas e trava o elevador.
F07-posição Houve 3 tentativas de fechamento Após o comando mandar fechar a porta e não não
de porta e não se verificou a detectar CT após 3 segundos, o comando envia
detecção de CT. a falha F07 e a posição onde o elevador se
encontra ou após 6 segundos no final do
comando de fechar porta, se houveram 3
tentativas de detecção de CT, o comando envia
esta falha.
F08-000 Houve 3 tentativas de abertura de Após o comando mandar abrir a porta (ligar PA), não
porta e não foi detectado LPA. O passar o tempo definido em C05 e ocorrer 3
tempo máximo de detecção de tentativas de detecção de LPA, o comando envia
LPA depende do parâmetro C5. esta falha.
F09-000 Após entrada da manobra (iniciar Se após entrada da manobra (iniciar viagem) se sim
viagem), passaram-se 2 passarem 2 segundos e o freio não foi liberado,
segundos e o freio não foi o comando envia esta falha e trava o carro, tanto
liberado. para viagem em manual como em automático.
F09-001 Ocorreram três falhas F18. Se ocorrerem 3 falhas F18 seguidas, o comando não
sinaliza com F09-001.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


65/172
EX FV - EXCEL FV
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F09-003 Ocorreu falha nos sensores IS/ID. No final da viagem é verificado se ocorreu sim
alguma falha nos sensores IS e ID, se ocorrer, é
sinalizado esta falha e o elevador é travado.
F09-004 Ocorreu alguma falha durante a Quando o carro pára na viagem de não
reinicialização. reinicialização e não atinge o limite de parada, é
sinalizado esta falha. Numa mesma viagem
(é necessário realizar nova pode ocorrer 3 falhas sem travar o carro. Esta
rebitagem). falha sempre é acompanhado de outro código
de falha.
F09-005 Ocorreram três falhas durante a Quando o carro pára na viagem de sim
mesma viagem de reinicialização. reinicialização e não atinge o limite de parada e
é a quarta falha seguida, é sinalizado esta falha
e o elevador é travado. Esta falha sempre é
acompanhado de outro código de falha.
F10-000 Fuga massa durante a viagem. No fim de viagem, o comando verifica se houve sim
fuga massa. Se houve, abre a porta, limpa as
chamadas e trava o carro.
F10-001 Excesso de carga (110%). Durante a viagem em automático, é verificado o enquanto a falha
Aguarda a lotação normalizar. pesador de 110%. Se o pesador estiver atuado, persistir
sinaliza-se a falha F10-001 e o carro fica travado
até que o pesador deixe de atuar.
F10-002 Fuga massa durante o Ocorre se houver fuga massa quando o sim
fechamento da porta. comando mandou fechar a porta.
F10-003 Fuga massa durante a viagem Ocorre se houver fuga massa quando o não
manual. comando está em viagem manual.
F11-000 Atuou o termistor do motor. Em No fim de viagem, o comando verifica se houve não
viagem, termina a viagem e em atuação do térmico. Se houve, abre a porta e
manual, aguarda o motor esfriar. fica aguardando o motor esfriar.
F13-posição Ocorreram mais de 10 Durante o comando de abrir porta, se for não
reaberturas de portas por causa detectado que houve 10 ou mais reaberturas por
do PP estar falhando ou falha de PP ou ocorrência de SEGG, é
ocorrência de SEGG. sinalizado a falha F13-000.
F14-000 Botão PO acionado por mais de Durante o comando de fechar a porta, após o não
60 segundos. comando verificar que houve PP, se o botão PO
ficar acionado por mais de 60 segundos, é
sinalizado a falha F14-000.
F15-000 Passaram-se 6 segundos e RMT Durante o comando de abrir porta, após o não
não foi detectado durante a comando, desligar PF e desligar RMT. Aguarda-
abertura de porta. se até 6 segundos para que a entrada E.L_RMT
vá para 1. Se não for, sinaliza a falha F15-000.
Depende da configuração do parâmetro C08
(Ocorre se C08=1).
F16-000 Passaram-se 6 segundos e CT Durante o comando de abrir porta, após o não
não foi detectado durante a comando detectar E.L_RMT, aguardar 6
abertura de porta. segundos e não detectar CT, é sinalizada a falha
F16-000 e reseta o comando. Depende da
configuração do parâmetro C08 (Ocorre se
C08=1).

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


66/172
EX FV - EXCEL FV
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F17-001 Atuou segurança geral em Durante a viagem, é verificado se ocorreu não
movimento. segurança geral. Se ocorreu, é sinalizado F17-
001.
F17-002 Falhou PP. Durante a viagem após verificar se ocorreu enquanto a falha
segurança geral. Se não ocorreu, é verificado se persistir
está sem PP, se estiver sem, é sinalizado F17-
002.
F17-003 Falhou PC. Durante a viagem, após verificar se tem PP. Se enquanto a falha
tiver, é verificado se está sem PC, se estiver persistir
sem, é sinalizado F17-003.
F17-004 Falhou CT. Durante a viagem, após verificar se tem PC. Se enquanto a falha
tiver, é verificado se está sem CT, se estiver persistir
sem, é sinalizado F17-004.
F17-005 Falhou SEGP. Durante a viagem, após verificar se tem CT. Se enquanto a falha
tiver, é verificado se está sem SEGP, se estiver persistir
sem, é sinalizado F17-005.
F17-006 Atuou segurança geral ou Ocorre se após fechar a porta, for detectado não
segurança de porta após falta de segurança geral (segg) ou falta de
fechamento da porta , antes do segurança de porta (segp) antes do carro partir.
elevador partir.
F17-007 Atuou segurança geral durante a Foi detectado falta de segurança geral (segg) sim
rebitagem. durante a rebitagem. Após a rebitagem, o
elevador é travado.
F18-posição Parada fora de posição. Se no fim de viagem não detectar IS ou ID, não
sinaliza com esta falha, limpa todas as
chamadas e reinicializa o elevador.
F19-000 Falha de memória Esta falha ocorre quando há problemas na não
(processamento interno - MRB). alocação de buffers pelo SO (MRB e SRB),
(reseta a CPU do carro). então é sinalizado a falha e a CPU é resetada.
F19-001 Falha de memória Esta falha ocorre quando há problemas na não
(processamento interno - SRB). alocação de buffers pelo SO (MRB e SRB). É
(reseta a CPU do carro). sinalizado a falha e a CPU é resetada.
F19-003 Falha na inicialização da rede de Esta falha ocorre quando o comando vai não
comunicação entre os carros. inicializar a comunicação em rede.

(somente nos softwares em


rede, ver nota 1).
F19-004 Falha de comunicação entre Esta falha ocorre quando há problemas de não
tarefas. comunicação entre as tarefas. Foi detectado que
esta falha ocorre principalmente quando há um
problema de comunicação serial intermitente
(por exemplo ocasionado por ruído).

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


67/172
EX FV - EXCEL FV
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F20-000 Falha nos dados da EEPROM É testado a consistência (cálculo de check-sum) não
(parâmetro C). dos dados da EEPROM e se for constatado erro é
sinalizado com a falha F20 e o complemento que
depende da área. Sendo F20-000 para os
parâmetros C, F20-001 para os parâmetros E, F20-
002 para os dados de rebitagem (é necessário
realizar nova rebitagem). (Somente para as CPU
JV0271).
F20-001 Falha nos dados da EEPROM É testado a consistência (cálculo de check-sum) não
(parâmetro E). dos dados da EEPROM e se for constatado erro, é
sinalizado com a falha F20 e o complemento que
depende da área. Sendo F20-000 para os
parâmetros C, F20-001 para os parâmetros E, F20-
002 para os dados de rebitagem (é necessário
realizar nova rebitagem). (Somente para as CPU
JV0271).
F20-002 Falha nos dados da EEPROM. É testado a consistência (cálculo de check-sum) não
dos dados da EEPROM e se for constatado erro, é
(é necessário realizar nova sinalizado com a falha F20 e o complemento que
rebitagem). depende da área. Sendo F20-000 para os
parâmetros C, F20-001 para os parâmetros E, F20-
002 para os dados de rebitagem (é necessário
realizar nova rebitagem). (Somente para as CPU
JV0271).
F22-posição Carro saiu da zona de Ocorre se o carro sair da zona de nivelamento não
nivelamento quando estava quando estiver nivelando.
nivelando.
F23-000 Houve reversão de mais de 20 A cada 100ms, é verificado se houve reversão de não
pulsos. mais de 20 pulsos, se isto ocorrer, é sinalizado
esta falha.
F24-002 Falha nos sinais INA e INB. Para máquinas sem encoder, a cada 60 pulsos não
(somente para máquinas corretos, o comando verifica se houve 40 pulsos
definidas sem encoder). reversos. Se ocorrer isto, o comando envia esta
falha.
F25-000 A cada 100ms, se o carro estiver em automático, é não
verificado o erro de velocidade do carro (erro =
(velocidade de referência - velocidade nominal) *
constante). Se o erro estiver fora faixa (-velocidade
nominal < erro < velocidade nominal), é sinalizado
esta falha. Obs. A constante é igual a 4 para
máquinas até 110 m/min e 2 para máquinas acima
desta velocidade.
F25-002 Se a velocidade em manual for Com o carro em manual é verificado a cada 100ms não
maior de 45m/min. se a velocidade está acima de 45 m/min. Se
estiver, é sinalizada esta falha.
F25-003 Ocorreram 3 ou mais falhas F25- No fim da viagem (normal), se ocorreram 3 ou mais sim
000. falhas F25-000, é sinalizada a falha F25-003 e
(Não se aplica aos softwares da trava o carro.
série 400)

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


68/172
EX FV - EXCEL FV
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F28-posição Houve falha de segurança de Após o comando mandar fechar a porta, se não
porta durante o fechamento de detectar CT e detectar falha na segurança de
porta. porta após 3 segundos, o comando envia a falha
F28 e a posição onde o elevador se encontra.
F31-000 Erro na sequência de fase. Erro na sequência de rede. enquanto a falha
persistir
F32-000 Falta de fase U. Falta de fase U. enquanto a falha
persistir
F33-000 Falta de fase V. Falta de fase V. enquanto a falha
persistir
F34-000 Falta de fase W. Falta de fase W. enquanto a falha
persistir
F35-00 Falha de sobre-tensão. Falha de sobre-tensão. enquanto a falha
persistir
F36-000 Falha de sub-tensão. Falha de sub-tensão. enquanto a falha
persistir
F37-000 Falha de sincronismo da rede. A cada 100 m, o software verifica se houve falha enquanto a falha
de sincronismo com a rede, se ocorrer mais de persistir
10 falhas, será sinalizado F37-000. Caso a
frequência fique maior que 70 Hz ou menor que
40 Hz, também será sinalizado a mesma falha.
F38-000 Falha no sensor de nivelamento A cada 100 m, caso o comando esteja em não
(reed 1 não fechou). automático, a rede esteja OK , a segurança
geral não esteja atuada e o carro estiver na
região de nivelamento, é verificado se o reed 1
não fechou através da entrada E.L_SP2. Se o
estado do reed não estiver de acordo (durante 5
ciclos seguidos), é enviado esta falha (F38-000)
(a falha ocorre se tiver renivelamento).
F39-000 Falha no sensor de nivelamento Se o comando estiver em automático, a rede não
(reed 1 fechou e reed 2 não). estiver OK e a segurança geral não estiver
atuada, é verificado quando o carro estiver na
região de nivelamento se o reed 1 fechou
através da entrada E.L_SP2 e o reed 2 não
fechou através da entrada E.L_SN. Se o estado
dos reeds não estiverem de acordo (durante 5
ciclos seguidos), é enviado esta falha (F39-000).
Só ocorre se tiver renivelamento.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


69/172
EX FV - EXCEL FV
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F41-xxx Falha no contator A A cada 100 m, caso o comando esteja em Enquanto a falha
Complemento: automático, a rede esteja OK e a segurança persistir
000 - contator não ligou. geral não esteja atuada, é verificado o estado do
001 - contator ligou e ficou contator A, através da entrada E.L_A. Se o
grudado. estado da saída não estiver de acordo com o
último comando enviado para este contator
(durante 20 ciclos seguidos), é enviado esta
falha (F41), cujo complemento é o estado lido
pela entrada E.L_A (0 - contator não ligou, 1-
contator ficou com o contato ligado). O elevador
é travado enquanto esta falha persistir.
F42-000 O estado do relê AUT1 não A cada 100 m, caso o comando esteja em Sim
coincide com do AUT2. automático, a rede esteja OK e a segurança
geral não esteja atuada, é verificado o estado
dos relês AUT1 e AUT2, através das entradas
E.L_AUT1 e E.L_AUT2. Se os estados dos dois
relês não estiverem iguais (durante 10 ciclos
seguidos), é sinalizada esta falha (F42-000). O
elevador é travado quando ocorre esta falha.
F43-000 O estado do relê SEG1 não A cada 100 m, caso o comando esteja em Sim
coincide com do SEG2. automático, a rede esteja OK e a segurança
geral não esteja atuada, é verificado o estado
dos relês SEG1 e SEG2, através das entradas
E.L_SEG1 e E.L_SEG2. Se os estados dos dois
relês não estiverem iguais (durante 10 ciclos
seguidos), é enviado esta falha (F43-000). O
elevador é travado quando ocorre esta falha.
F44-000 O estado do relê NIV1 não A cada 100 m, caso o comando esteja em Sim
coincide com do NIV2. automático, a rede esteja OK e a segurança
geral não esteja atuada, é verificado o estado
(somente com renivelamento dos relês NIV1 e NIV2, através das entradas
ativo e com encoder). E.L_NIV1 e E.L_NIV2. Se os estados dos dois
relês não estiverem iguais (durante 10 ciclos
seguidos), é enviado esta falha (F44-000). O
elevador é travado quando ocorre esta falha (a
falha ocorre se tiver renivelamento).
F45-xxx Falha no contator S A cada 100 m, caso o comando esteja em Sim
Complemento: automático, a rede esteja OK e a segurança
000 - contator não ligou. geral não esteja atuada, é verificado o estado do
001 - contator ligou e ficou contator S, através da entrada E.L_S. Se o
grudado. estado da saída não estiver de acordo com o
último comando enviado para este contator
(durante 20 ciclos seguidos), é enviado esta
falha (F45), cujo complemento é o estado lido
pela entrada E.L_S (0 - contator não ligou, 1-
contator ficou com o contato ligado). O elevador
é travado quando ocorre esta falha.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


70/172
EX FV - EXCEL FV
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F46-xxx Falha no contator D A cada 100 m, caso o comando esteja em Sim
Complemento: automático, a rede esteja OK e a segurança
000 - contator não ligou. geral não esteja atuada, é verificado o estado do
001 - contator ligou e ficou contator D, através da entrada E.L_D. Se o
grudado. estado da saída não estiver de acordo com o
último comando enviado para este contator
(durante 20 ciclos seguidos), é enviado esta
falha (F46), cujo complemento é o estado lido
pela entrada E.L_D (0 - contator não ligou, 1-
contator ficou com o contato ligado). O elevador
é travado quando ocorre esta falha.
F46-002 Falha no sensor LD3. No final da Falha no sensor LS3. Na viagem de Sim
viagem de reinicialização o sensor reinicialização se o comando detectar que o
LD1 atuou sem que o sensor LD3 sensor LD1 atuou e o sensor LD3 não atuou,
atuasse. envia esta falha. O elevador é travado quando
ocorre esta falha.
F47-xxx Falha no contador RUN A cada 100 m, caso o comando esteja em Sim
Complemento: automático, a rede esteja OK , a segurança
000 - contator não ligou. geral não esteja atuada e o contador D ou S
001 - contator ligou e ficou estiver atuado, é verificado o estado do contator
grudado. RUN (S.A_SP2), através da entrada E.L_AE. Se
o estado da saída não estiver de acordo com o
último comando enviado para este contator
(durante 20 ciclos seguidos), é enviado esta
falha (F47) cujo complemento é o estado lido
pela entrada E.L_AE (0 - contator não ligou, 1-
contator ficou com o contato ligado). O elevador
é travado quando ocorre esta falha.
F48-000 Ocorreram 3 falhas consecutivas Se for a terceira falha seguida no sensor de Sim
no sensor de nivelamento nivelamento (F48-000) é enviado a falha F48-
000 e o elevador é travado.
F48-001 Falha no sensor de nivelamento A cada 100 m, caso o comando esteja em Não
(um dos reed deve ter grudado). automático, a rede esteja OK , a segurança
geral não esteja atuada e o elevador não esteja
(somente com renivelamento na região de nivelamento, é verificado o estado
ativo e com encoder). das entrada E.L_SN e da entrada E.L_SP2. Se
as duas estiverem iguais (durante 5 ciclos
seguidos), é enviado esta falha (F48-001). O
elevador é travado quando ocorre esta falha (a
falha ocorre se tiver renivelamento).
F54-posição Botão preso (Botão de pavimento A cada 1 seg., caso o comando esteja em Não
ou cabina está "oscilando"). automático e enquanto não está viajando, é
verificado se o mesmo botão não está sendo
acionado por mais de 30 segundos seguidos. O
comando envia a falha F54 e o complemento é o
pavimento de ocorrência.

NOTA 1 : A00220, A00287, A00291, A00304, A00305, A00308, A00309, A00310, A00311, A00328, A00450, A00451,
A00452, A00453, A00454, A00455, A00456, A00458, A00459, A00460 , A00461, A00462, A00463.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


71/172
EX DCSCR - EXCEL DCSCR
PARÂMETRO SIGNIFICADO VARIAÇÃO DEFALT
A00 Mostra a posição do elevador. (indicação do IPD)
A01 Mostra a posição do elevador. (indicação do
pavimento)
A02 Velocidade atual do elevador.
A04 Voltímetro. (medida da tensão)
A05 Frequencímetro. (frequência da rede)
A06 Erro de parada em milímetros. (com offset =100)
A07 Ângulo de disparo do freio .
A08 Distância absoluta (em pulsos) que faltam para
completar a viagem.
A11 Hodômetro (X1000).
A12 Número do software. (Axx)
A13 Versão do software. (xxx)
A14 Sub. do software.
A15 Varia dependendo do valor definido no parâmetro
B02
O software A00465 não possui esta opção.
0 - Distância do limite LD3. 0
1 - Distância do limite LS3. 1
2 - Distância do limite LD4. 2
3 - Distância do limite LS4. 3
5 - Tempo de viagem 5
(usado para atualizar o parâmetro C19).
6 - Distância do limite LD5. 6
7 - Distância do limite LS5. 7
8 - Distância do limite LD6 8
9 - Distância do limite LS6. 9
B00 Simula chamadas de cabina. 0 a número
de paradas-1
B01 Ao definir B1=1 e passar a chave manual/aut. de 0 ou 1
manual para automático o carro irá realizar uma
viagem de rebitagem.
B02 Define qual será a informação mostrada no 0 a 39
parâmetro A15.
O software A00465 não possui esta opção.
B03 Ao definir B3=1 o comando passará a realizar 0 ou 1
chamadas aleatórias.
B04 Alinha o IPD pelo térreo. 1
B07 Altera o hodômetro (X1000).
B08 Simula chamadas de pavimento de descida. 0 a número
de paradas-1
B09 Simula chamadas de pavimento de subida. 0 a número
de paradas-1
C02 Velocidade de renivelamento (dm/min). de 1 a 100 17
C03 Velocidade manual (m/min). de 5 a 45 25
C04 Tipo de sinalização. de 0 a 13 0

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


72/172
EX DCSCR - EXCEL DCSCR
PARÂMETRO SIGNIFICADO VARIAÇÃO DEFALT
C05 Define se possui ou não renivelamento automático 1
0 - sem renivelamento. 0
1 - com renivelamento. 1
C06 Define se ocorrerá pré-abertura da porta 1
0 - sem pré-abertura. 0
1 - com pré-abertura. 1
C07 Define se há presença de fotocélula ou não 0
0 - sem fotocélula. 0
1 - com fotocélula. 1
C08 Presença ou da Rampa magnética 0
0 - sem RMT (rampa magnética). 0
1 - com RMT (rampa magnética). 1
2 - desabilita a entrada L-RMT para a função 2
PF e rampa magnética.
C09 Configuração de abertura das portas 2
0 - estaciona sempre de porta fechada. 0
1 - estaciona de porta aberta somente 1
no andar de estacionamento.
2 - estaciona sempre de porta aberta. 2
3 - não abre porta de cabina. 3
C10 Configuração do andar inferior. de 0 a 39 0
C11 Configuração do andar superior. de 0 a 39 9
C12 Configuração do andar térreo ou principal. de 0 a 39 0
C13 Configuração do andar de estacionamento. de 0 a 39 0
C14 Configuração do chicote para o poço 2
0 - para prédios de 21 a 28 paradas. 0
1 - para prédios até 20. 1
2 - para prédios de 29 a 40 paradas. 2
C15 Tempo de porta aberta para chamadas de cabina de 0 a 300 25
(tempo em 0,1 seg.).
C16 Tempo de porta aberta para chamadas de de 0 a 300 40
pavimento (tempo em 0,1 seg.).
C17 Tempo de porta aberta para chamadas do andar de 0 a 200 60
térreo (tempo em 0,1 seg.).
C18 Estratégia de chamada de cabina e parada 1
obrigatória na estação
0 - aceita todas as chamadas de cabina e 0
não tem parada obrigatória.
1 - aceita somente chamada no sentido da 1
viagem e não tem parada obrigatória.

Opção somente para softwares: A00466,


A00419.
C19 Tempo de detecção de NAST (em segundos). no mínimo 3 10
C20 Desaceleração máxima (x0,1 m/s²). de 3 a 15 4
C21 Jerk máximo (0,1 m/s³). de 3 a 40 6
C22 Após o comando de liberação do freio tempo que o de 0 a 50 5
comando vai aguardar para liberar o padrão
(x20ms).

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


73/172
EX DCSCR - EXCEL DCSCR
PARÂMETRO SIGNIFICADO VARIAÇÃO DEFALT
C23 Atraso no padrão para viagem curta (adiantamento de 0 a 30 0
de desaceleração para viagem curta).
C24 Tempo que o comando aguarda para derrubar toda de 0 a 30 10
manobra após desligar o freio (0,1 seg.).
C25 Tempo de em que o comando fica com referência 0 de 0 a 30 4
antes de desligar o freio (0,1 seg.).
C26 Velocidade final de viagem. de 1 a 100 12
C27 Velocidade Nominal. de 45 a 400 60
C28 Ângulo de disparo do freio durante o renivelamento . de 5 a 98 50
C30 Atraso no padrão para viagem longa (adiantamento de 0 a 30 0
de desaceleração para viagem longa).
C32 Ângulo de disparo do freio na partida (forcing). de 5 a 99 99
C33 Ângulo de disparo do freio para descanso de 5 a 98 60
(holding).
C34 Durante a aceleração o tempo mínimo que o de 0 a 100 30
comando aguarda para enfraquecer o campo (HSR).
C36 Número do painel (número do nó da rede) para de 0 a 69 0
identificação do sistema, quando operando em
grupo.
C37 Habilitação de estacionamento 0
0 - não estaciona. 0
1 - estaciona. 1
C38 Número de dentes da roda dentada. de 0 a 99 0
C39 Rotação síncrona do motor. de 80 a 230 0
C40 Grupo de atenuação 0
220V. 0
380V. 1
440V. 2
C41 Tensão nominal da rede. de 101 a 799 220
C42 Pesador de carga de 110% ( 0 ausente - 1 presente de 0 a 1 0
).
C43 Seleção das chamadas de pavimento 0
0 - atende todos os pavimentos. 0
1 - andares pares e andar de 1
estacionamento.
2 - andares ímpares e de 2
estacionamento.
3 - somente chamadas de cabina. 3
C44 Cancelamento de chamada falsa 0
0-cancela chamada. 0
1- não cancela. 1

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


74/172
EX DCSCR - EXCEL DCSCR
PARÂMETRO SIGNIFICADO VARIAÇÃO DEFALT
C47 Despacho de emergência 1
0 - desabilita. 0
1 - habilita. 1

Opção somente para softwares: A00096, A00466,


A00418, A00419, A00517, A00518, A00519.
C48 Teste de PP/BRE em ascensorista e durante a 0
viagem
0 - não testa em ascensorista e está ativa 0
durante
a viagem.
1 - testa em ascensorista e está ativa 1
durante a viagem.
2 - testa em ascensorista e não está ativa 2
durante
a viagem.
3 - não testa em ascensorista e não está 3
ativa durante
a viagem.
C49 Tempo de detecção de LPA. de 5 a 30 12
C50 Senha para autorizar a modificação de parâmetros. 31 30
H00 ANO 0-99
H01 MÊS 1-12
H02 DIA 1-31
H03 DIA DA SEMANA 1-7
H04 HORA 0-23
H05 MINUTO 0-59
H06 Envia os parâmetros para a memória do plasma da
cabina (H06=2).
O SOFTWARE A00518 não possui estes
parâmetros.

(*) Software que possuem os parâmetros H: A00466 e A00419.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


75/172
EX DCSCR - EXCEL DCSCR
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F01-001 NAST - Ocorreu nast durante a Durante a viagem, a cada 3 segundos, é sim (na terceira
aceleração. verificado se o carro se movimentou. Caso isto falha)
não ocorra, as saídas PF e RMT são desligadas.
(o software não diferencia a É sinalizada falha F01-001 (se o carro estiver
terceira falha). acelerando) ou F01-002 (se o carro estiver
desacelerando) e as chamadas são canceladas.
Caso o elevador esteja na região de
nivelamento, abre-se a porta, caso contrário o
elevador é reinicializado. Se ocorrer a falha e na
mesma viagem já tiver ocorrido 2 falhas de
NAST/AST, o elevador será travado.
F01-002 NAST - Ocorreu nast durante a Durante a viagem, a cada 3 segundos, é sim (na terceira
desaceleração. verificado se o carro se movimentou. Caso isto falha)
não ocorra, as saídas PF e RMT são desligadas.
(o software não diferencia a É sinalizada falha F01-001 (se o carro estiver
terceira falha). acelerando) ou F01-002 (se o carro estiver
desacelerando) e as chamadas são canceladas.
Caso o elevador esteja na região de
nivelamento, abre-se a porta, caso contrário o
elevador é reinicializado. Se ocorrer a falha e na
mesma viagem já tiver ocorrido 2 falhas de
NAST/AST, o elevador será travado.
F02-000 NAST - tempo máximo de viagem Durante a viagem (de reinicialização ou normal), não
entre andares adjacentes foi existe um contador de tempo de NAST que é
ultrapassado. decrementado de segundo em segundo. A cada
100ms, é verificado se este contador chegou a
zero. Ocorrendo isto, é sinalizado falha F02-000.
Caso já tenha ocorrido anteriormente 2 falhas de
NAST/AST na mesma viagem, é sinalizado falha
F02-001 também, e o elevador é travado. Sendo
que, para a viagem de reinicialização, o contador
é iniciado com o valor do parâmetro C19 vezes
quatro e em viagem normal com o valor do
parâmetro C19. Se o comando não tiver
realimentação (roda dentada no limitador), todas
as vezes que este receber um pulso do sensor
IS ou o sinal de MARKER, o contador é
reiniciado, caso contrário, o contador é reiniciado
quando o número de pulsos que vem da roda
dentada instalada no limitador indicar que o
carro passou para o próximo pavimento.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


76/172
EX DCSCR - EXCEL DCSCR
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F02-001 NAST - Ocorreram três falhas Durante a viagem (de reinicialização ou normal), sim
seguidas de NAST ou AST sendo existe um contador de tempo de NAST que é
que a última foi de NAST (na decrementado de segundo em segundo. A cada
mesma viagem). 100ms, é verificado se este contador chegou a
zero. Ocorrendo isto, é sinalizado falha F02-000.
Caso já tenha ocorrido anteriormente 2 falhas de
NAST/AST na mesma viagem, é sinalizado falha
F02-001 também, e o elevador será travado.
Sendo que, para a viagem de reinicialização, o
contador é iniciado com o valor do parâmetro
C19 vezes quatro e em viagem normal com o
valor do parâmetro C19. Se o comando não tiver
realimentação (roda dentada no limitador), todas
as vezes que este receber um pulso do sensor
IS ou o sinal de MARKER, o contador é
reiniciado, caso contrário, o contador é reiniciado
quando o número de pulsos que vem da roda
dentada instalada no limitador indicar que o
carro passou para o próximo pavimento.
F02-002 Durante a viagem (de reinicialização ou normal),
existe um contador de tempo de AST que é
decrementado de segundo em segundo. A cada
100ms, é verificado se este contador chegou a
zero. Ocorrendo isto, é sinalizado falha F02-002.
Caso já tenham ocorrido anteriormente 2 falhas
de NAST/AST na mesma viagem, é sinalizado
falha F02-003 também, e o elevador será
travado. O tempo de AST é igual ao tempo de
NAST multiplicado pelo número de pavimentos.
F02-003 Durante a viagem (de reinicialização ou normal),
existe um contador de tempo de AST que é
decrementado de segundo em segundo. A cada
100ms, é verificado se este contador chegou a
zero. Ocorrendo isto, é sinalizado falha F02-002,
Caso já tenham ocorrido anteriormente 2 falhas
de NAST/AST na mesma viagem, é sinalizado
falha F02-003 também, e o elevador será
travado. O tempo de AST é igual ao tempo de
NAST multiplicado pelo número de pavimentos.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


77/172
EX DCSCR - EXCEL DCSCR
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F03-posição Houve 3 tentativas seguidas de Durante o comando de fechar a porta, após o não
fechamento de porta e ocorreu comando, verificar que não existe fuga massa,
erro na sequência de porta, PC ou não atuou segurança geral, a porta está aberta
CT atua junto com LPA. (LPA ativo) e não está no modo de inicialização,
é verificado se existe CT ou PC. Caso seja a
terceira tentativa de fechar a porta sem sucesso,
é sinalizado a falha F03, cujo o complemento é o
pavimento onde ocorreu a falha. As chamadas
são canceladas e o RMT é desligado e o PF
também.
F04-posição Houve 3 tentativas seguidas de Se existir CT ou PC sem que haja PP e for a não
fechamento de porta e ocorreu terceira tentativa de fechar a porta sem sucesso,
PC ou CT antes de fechar a porta é sinalizado a falha F04, cujo o complemento é o
(atuar PP). pavimento onde ocorreu a falha. As chamadas
são canceladas e o RMT é desligado e o PF
também.
F05-posição Houve 3 tentativas seguidas de Ocorre após o comando mandar fechar a porta e não
fechamento de porta e CT atuou não se detectar PC e detectar CT. Na terceira
antes do PC. vez que isto ocorrer, é sinalizada a falha F05,
cujo o complemento é o pavimento onde ocorreu
a falha.
F06-000 Houve 3 tentativas seguidas de Após 3 tentativas do comando mandar fechar a não
fechar a porta e não foi detectado porta e não detectar PC, o comando envia a
PC. falha F06-000.
F06-001 Houve 10 tentativas seguidas de Após 10 ou mais tentativas do comando mandar sim
fechar a porta e não foi detectado fechar a porta e não detectar PC, é sinalizada a
PC. falha F06-001. Desliga RMT , desliga PF, limpa
as chamadas e trava o elevador.
F07-posição Houve 3 tentativas de fechamento Após o comando mandar fechar a porta e não não
de porta e não se verificou a detectar CT, após 3 segundos o comando envia
detecção de CT. a falha F07 e a posição onde o elevador se
encontra ou após 6 segundos no final do
comando de fechar porta, se houveram 3
tentativas de detecção de CT, o comando envia
esta falha.
F08-000 Houve 3 tentativas de abertura de Após o comando mandar abrir a porta (ligar PA), não
porta e não foi detectado LPA. O passar o tempo definido em C05 e ocorrer 3
tempo máximo de detecção de tentativas de detecção de LPA, o comando envia
LPA depende do parâmetro C49. esta falha.
F09-000 Após entrada da manobra (iniciar Se após entrada da manobra (iniciar viagem), se sim
viagem),. passou 2 segundos e o passarem 2 segundos e o freio não foi liberado,
freio não foi liberado. o comando envia esta falha e trava o carro, tanto
para viagem em manual como em automático.
F09-001 Ocorreram três falhas F18. Se ocorrerem 3 falhas F18 seguidas, o comando não
sinaliza com F09-001.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


78/172
EX DCSCR - EXCEL DCSCR
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F09-003 Ocorreu falha nos sensores IS/ID. No final da viagem, é verificado se ocorreu sim
alguma falha nos sensores IS e ID. Se ocorrer, é
sinalizado esta falha e o elevador é travado.
F09-004 Ocorreu alguma falha durante a Quando o carro pára na viagem de não
reinicialização. reinicialização e não atinge o limite de parada, é
sinalizado esta falha. Numa mesma viagem,
pode ocorrer 3 falhas sem travar o carro. Esta
falha sempre é acompanhada de outro código
de falha.
F09-005 Ocorreram três falhas durante a Quando o carro pára na viagem de sim
mesma viagem de reinicialização. reinicialização e não atinge o limite de parada e
é a quarta falha seguida, é sinalizado esta falha
e o elevador é travado. Esta falha sempre é
acompanhada de outro código de falha.
F10-000 Fuga massa durante a viagem. No fim de viagem, o comando verifica se houve sim
fuga massa. Se houve, abre a porta, limpa as
chamadas e trava o carro.
F10-001 Excesso de carga (110%). Durante a viagem em automático, é verificado o enquanto a falha
Aguarda a lotação normalizar. pesador de 110%. Se o pesador estiver atuado, persistir
sinaliza-se a falha F10-001 e o carro fica travado
até que o pesador deixe de atuar.
F10-002 Fuga massa durante o Ocorre se houver fuga massa quando o sim
fechamento da porta. comando mandou fechar a porta.
F10-003 Fuga massa durante a viagem Ocorre se houver fuga massa quando o não
manual. comando está em viagem manual.
F11-000 Atuou o termistor do motor. Em No fim de viagem, o comando verifica se houve não
viagem, termina a viagem e em atuação do térmico. Se houve, abre a porta e
manual, aguarda o motor esfriar. fica aguardando o motor esfriar.
F13-posição Ocorreram mais de 10 Durante o comando de abrir porta, se for não
reaberturas de portas por causa detectado que houve 10 ou mais reaberturas por
do PP estar falhando, ou falha de PP ou ocorrência de SEGG, é
ocorrência de SEGG. sinalizado a falha F13-000.
F14-000 Botão PO acionado por mais de Durante o comando de fechar a porta, após o não
60 segundos. comando verificar que houve PP, se o botão PO
ficar acionado por mais de 60 segundos é
sinalizado a falha F14-000.
F15-000 Passaram-se 6 segundos e RMT Durante o comando de abrir porta, após o não
não foi detectado durante a comando desligar PF e desligar RMT, aguarda-
abertura de porta. se até 6 segundos para que a entrada E.L_RMT
vá para 1. Se não for, sinaliza a falha F15-000.
Depende da configuração do parâmetro C08
(Ocorre se C08=1).
F16-000 Passaram-se 6 segundos e CT Durante o comando de abrir porta, após o não
não foi detectado durante a comando detectar E.L_RMT, aguardar 6
abertura de porta. segundos e não detectar CT, é sinalizada a falha
F16-000 e reseta o comando. Depende da
configuração do parâmetro C08 (Ocorre se
C08=1).

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


79/172
EX DCSCR - EXCEL DCSCR
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F17-001 Atuou segurança geral em Durante a viagem, é verificado se ocorreu não
movimento. segurança geral, se ocorreu é sinalizado F17-
001.
F17-002 Falhou PP. Durante a viagem, após verificar se ocorreu enquanto a falha
segurança geral. Se não ocorreu, é verificado se persistir
está sem PP, se estiver sem, é sinalizado F17-
002.
F17-003 Falhou PC. Durante a viagem, após verificar se tem PP. Se enquanto a falha
tiver, é verificado se está sem PC, se estiver persistir
sem, é sinalizado F17-003.
F17-004 Falhou CT. Durante a viagem, após verificar se tem PC. Se enquanto a falha
tiver, é verificado se está sem CT, se estiver persistir
sem, é sinalizado F17-004.
F17-005 Falhou SEGP. Durante a viagem, após verificar se tem CT. Se enquanto a falha
tiver, é verificado se está sem SEGP, se estiver persistir
sem, é sinalizado F17-005.
F17-006 Atuou segurança geral ou Ocorre se após fechar a porta, for detectado não
segurança de porta após falta de segurança geral (segg) ou falta de
fechamento da porta , antes do segurança de porta (segp), antes do carro partir.
elevador partir.
F17-007 Atuou segurança geral durante a Foi detectado falta de segurança geral (segg) sim
rebitagem. durante a rebitagem. Após a rebitagem o
elevador é travado.
F18-posição Parada fora de posição. Se no fim de viagem não detectar IS ou ID, não
sinaliza com esta falha, limpa todas as
chamadas e reinicializa o elevador.
F19-000 Falha de memória Esta falha ocorre quando há problemas na não
(processamento interno - MRB). alocação de buffers pelo SO (MRB e SRB). É
(reseta a CPU do carro). sinalizado a falha e a CPU é resetada.
F19-001 Falha de memória Esta falha ocorre quando há problemas na não
(processamento interno - SRB). alocação de buffers pelo SO (MRB e SRB). É
(reseta a CPU do carro). sinalizado a falha e a CPU é resetada.
F19-003 Falha na inicialização da rede. Esta falha ocorre quando o comando vai não
(somente nos softwares em inicializar a comunicação em rede.
rede, ver nota 1).
F19-004 Falha de comunicação entre Esta falha ocorre quando há problemas de não
tarefas. comunicação entre as tarefas. Foi detectado que
esta falha ocorre principalmente quando há um
problema de comunicação serial intermitente
(por exemplo ocasionado por ruído).
F19-005 Houve 3 tentativas de Quando houver 3 tentativas de reprogramação não
reprogramação do chip de do chip de comunicação (rede arcnet) sem
comunicação (rede arcnet). sucesso, é sinalizado a falha F19-005. O carro é
enviado para o pavimento inferior e o comando é
(posiciona o carro no andar resetado (asm rst).
inferior e reseta o comando, ver
nota 1).

F22-posição Carro saiu da zona de Ocorre se o carro sair da zona de nivelamento não
nivelamento quando estava quando estiver nivelando.
nivelando.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


80/172
EX DCSCR - EXCEL DCSCR
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F23-000 Houve reversão de mais de 20 A cada 100ms, é verificado se houve reversão não
pulsos. de mais de 20 pulsos. Se isto ocorrer, é
sinalizado esta falha.
F28-posição Houve falha de segurança de Após o comando mandar fechar a porta, se não
porta durante o fechamento de detectar CT e detectar falha na segurança de
porta. porta após 3 segundos, o comando envia a falha
F28 e a posição onde o elevador se encontra.
F31-000 Erro na sequência de fase. Erro na sequência de rede. enquanto a falha
persistir
F32-000 Falta de fase U. Falta de fase U. enquanto a falha
persistir
F33-000 Falta de fase V. Falta de fase V. enquanto a falha
persistir
F34-000 Falta de fase W. Falta de fase W. enquanto a falha
persistir
F35-00 Falha de sobre-tensão. Falha de sobre-tensão. enquanto a falha
persistir
F36-000 Falha de sub-tensão. Falha de sub-tensão. enquanto a falha
persistir
F37-000 Falha de sincronismo da rede. A cada 100 m, o software verifica se houve falha enquanto a falha
de sincronismo com a rede, se ocorrer mais 10 persistir
falhas, será sinalizado F37-000. Caso a
frequência fique maior que 70 Hz ou menor que
40 Hz, também será sinalizado a mesma falha.
F37-002 Falha de sincronismo da rede No final de cada viagem, 140ms após derrubar a não
durante a viagem. manobra, o software verifica se houve falha de
sincronismo com a rede, sendo sinalizado a
falha F37-002. Caso a frequência fique maior
que 70 Hz ou menor que 40 Hz, também será
sinalizado a mesma falha.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


81/172
EX DCSCR - EXCEL DCSCR
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F38-000 Falha no sensor de nivelamento A cada 100 m, caso o comando esteja em não
(reed 1 não fechou). automático, a rede esteja OK , a segurança
geral não esteja atuada e o carro estiver na
região de nivelamento, é verificado se o reed 1
não fechou através da entrada E.L_SP2. Se o
estado do reed não estiver de acordo (durante 5
ciclos seguidos), é enviado esta falha (F38-000)
(a falha ocorre se tiver renivelamento).
F39-000 Falha no sensor de nivelamento Se o comando estiver em automático, a rede não
(reed 1 fechou e reed 2 não). estiver OK e a segurança geral não estiver
atuada, é verificado quando o carro estiver na
região de nivelamento se o reed 1 fechou
através da entrada E.L_SP2 e o reed 2 não
fechou através da entrada E.L_SN. Se o estado
dos reeds não estiverem de acordo (durante 5
ciclos seguidos), é enviado esta falha (F39-000).
Só ocorre se tiver renivelamento.
F41-xxx Falha no contator A A cada 100 m, caso o comando esteja em enquanto a falha
Complemento: automático, a rede esteja OK e a segurança persistir
0 - contator não ligou. geral não esteja atuada, é verificado o estado do
1 - contator ligou e ficou grudado. contator A, através da entrada E.L_A. Se o
estado da saída não estiver de acordo com o
último comando enviado para este contator
(durante 20 ciclos seguidos), é enviado esta
falha (F41), cujo complemento é o estado lido
pela entrada E.L_A (0 - contator não ligou, 1-
contator ficou com o contato ligado). O elevador
é travado enquanto esta falha persistir.
F42-000 O estado do relê AUT1 não A cada 100 m, caso o comando esteja em sim
coincide com do AUT2. automático, a rede esteja OK e a segurança
geral não esteja atuada, é verificado o estado
dos relês AUT1 e AUT2, através das entradas
E.L_AUT1 e E.L_AUT2. Se os estados dos dois
relês não estiverem iguais (durante 10 ciclos
seguidos), é sinalizada esta falha (F42-000). O
elevador é travado quando ocorre esta falha.
F43-000 O estado do relê SEG1 não A cada 100 m, caso o comando esteja em sim
coincide com do SEG2. automático, a rede esteja OK e a segurança
geral não esteja atuada, é verificado o estado
dos relês SEG1 e SEG2, através das entradas
E.L_SEG1 e E.L_SEG2. Se os estados dos dois
relês não estiverem iguais (durante 10 ciclos
seguidos), é enviado esta falha (F43-000). O
elevador é travado quando ocorre esta falha.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


82/172
EX DCSCR - EXCEL DCSCR
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F44-000 O estado do relê NIV1 não A cada 100 m, caso o comando esteja em sim
coincide com do NIV2. automático, a rede esteja OK e a segurança
geral não esteja atuada, é verificado o estado
(somente com renivelamento dos relês NIV1 e NIV2, através das entradas
ativo). E.L_NIV1 e E.L_NIV2. Se os estados dos dois
relês não estiverem iguais (durante 10 ciclos
seguidos), é enviado esta falha (F44-000). O
elevador é travado quando ocorre esta falha (a
falha ocorre se tiver renivelamento).
F45-xxx Falha no contator S A cada 100 m, caso o comando esteja em sim
Complemento: automático, a rede esteja OK e a segurança
0 - contator não ligou. geral não esteja atuada, é verificado o estado do
1 - contator ligou e ficou grudado. contator S, através da entrada E.L_S. Se o
estado da saída não estiver de acordo com o
último comando enviado para este contator
(durante 20 ciclos seguidos), é enviado esta
falha (F45), cujo complemento é o estado lido
pela entrada E.L_S (0 - contator não ligou, 1-
contator ficou com o contato ligado). O elevador
é travado quando ocorre esta falha.
F46-xxx Falha no contator D A cada 100 m, caso o comando esteja em sim
Complemento: automático, a rede esteja OK e a segurança
0 - contator não ligou. geral não esteja atuada, é verificado o estado do
1 - contator ligou e ficou grudado. contator D, através da entrada E.L_D. Se o
estado da saída não estiver de acordo com o
último comando enviado para este contator
(durante 20 ciclos seguidos), é enviado esta
falha (F46), cujo complemento é o estado lido
pela entrada E.L_D (0 - contator não ligou, 1-
contator ficou com o contato ligado). O elevador
é travado quando ocorre esta falha.
F46-002 Falha no sensor LD3. No final da Falha no sensor LS3. Na viagem de sim
viagem de reinicialização, o reinicialização se o comando detectar que o
sensor LD1 atuou sem que o sensor LD1 atuou e o sensor LD3 não atuou,
sensor LD3 atuasse. envia esta falha. O elevador é travado quando
ocorre esta falha.
F47-xxx A cada 100 m, caso o comando esteja em
automático, a rede esteja OK , a segurança
geral não esteja atuada e o contador D ou S
estiver atuado, é verificado o estado do contator
RUN (S.A_SP2), através da entrada E.L_AE. Se
o estado da saída não estiver de acordo com o
último comando enviado para este contator
(durante 20 ciclos seguidos), é enviado esta
falha (F47), cujo complemento é o estado lido
pela entrada E.L_AE (0 - contator não ligou, 1-
contator ficou com o contato ligado). O elevador
é travado quando ocorre esta falha.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


83/172
EX DCSCR - EXCEL DCSCR
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F48-000 Falha no sensor de nivelamento A cada 100 m, caso o comando esteja em sim
(um dos reed deve ter grudado). automático, a rede esteja OK , a segurança
geral não esteja atuada e o elevador não esteja
(somente com renivelamento na região de nivelamento, é verificado o estado
ativo). das entrada E.L_SN e da entrada E.L_SP2. Se
as duas estiverem iguais (durante 5 ciclos
seguidos), é enviado esta falha (F48-000). O
elevador é travado quando ocorre esta falha (a
falha ocorre se tiver renivelamento).
F54-posição Botão preso (Botão de pavimento A cada 1 seg., caso o comando esteja em não
ou cabina está "oscilando"). automático e enquanto não está viajando, é
verificado se o mesmo botão não está sendo
acionado por mais de 30 segundos seguidos. O
comando envia a falha F54 e o complemento é o
pavimento de ocorrência.
Todas as falhas derrubam a manobra se o carro estiver em movimento.
NOTA 1: Somente estes softwares possuem esta opção A00465, A00466, A00417, A00419.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


84/172
EX SE FV - EXCEL SE FV
PARÂMETRO SIGNIFICADO VARIAÇÃO DEFALT
A00 Mostra a posição do elevador. (indicação do IPD)
A01 Mostra a posição do elevador. (indicação do
pavimento)
A02 Velocidade atual do elevador.
A04 Voltímetro. (medida da tensão)
A05 Frequencímetro. (frequência da rede)
A06 Erro de parada em milímetros. (com offset =100)
A07 Ângulo de disparo do freio.
A08 Distância absoluta (em pulsos) que faltam para
completar a viagem.
A11 Hodômetro. (X1000)
A12 Número do software. (Axx)
A13 Versão do software. (xxx)
A14 Sub. do software.
B00 Simula chamadas de cabina. 0 a número de
paradas - 1
B01 Ao definir B1=1 e passar a chave manual/aut. de 0 ou 1
manual para automático o carro irá realizar uma
viagem de rebitagem.
B03 Ao definir B3=1 o comando passará a realizar 0 ou 1
chamadas aleatórias.
B04 Alinha o IPD pelo térreo. 1
B07 Altera o hodômetro (X1000).
B08 Simula chamadas de pavimento de descida. 0 a número de
paradas - 1
B09 Simula chamadas de pavimento de subida. 0 a número de
paradas - 1
C02 Velocidade de renivelamento (dm/min). de 1 a 100 9
C03 Velocidade manual (m/min). de 5 a 45 25
C04 Tipo de sinalização. de 0 a 13 13
C05 Define se possui ou não renivelamento automático 0
0 - sem renivelamento. 0
1 - com renivelamento. 1
C06 Define se ocorrerá pré-abertura da porta 1
0 - sem pré-abertura. 0
1 - com pré-abertura. 1
C07 Define se há presença de fotocélula ou não 0
0 - sem fotocélula. 0
1 - com fotocélula. 1
C08 Presença ou da Rampa magnética 0
0 - sem RMT (rampa magnética). 0
1 - com RMT (rampa magnética). 1
2 - desabilita a entrada L-RMT para a 2
função PF e rampa magnética.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


85/172
EX SE FV - EXCEL SE FV
PARÂMETRO SIGNIFICADO VARIAÇÃO DEFALT
C09 Configuração de abertura das portas 1
0 - estaciona sempre de porta fechada. 0

1 - estaciona de porta aberta somente 1


no andar de estacionamento.
2 - estaciona sempre de porta aberta. 2
3 - não abre porta de cabina. 3
C10 Configuração do andar inferior. de 0 a 39 0
C11 Configuração do andar superior. de 0 a 39 21
C12 Configuração do andar térreo ou principal. de 0 a 39 4
C13 Configuração do andar de estacionamento. de 0 a 39 4
C14 Configuração do chicote para o poço 0
0 - para prédios de 21 a 28 paradas. 0
1 - para prédios até 20. 1
C15 Tempo de porta aberta para chamadas de cabina de 0 a 300 25
(tempo em 0,1 seg.).
C16 Tempo de porta aberta para chamadas de de 0 a 300 40
pavimento (tempo em 0,1 seg.).
C17 Tempo de porta aberta para chamadas do andar de 0 a 200 60
térreo (tempo em 0,1 seg.).
C18 Estratégia de chamada de cabina e parada 0
obrigatória na estação
0 - aceita todas as chamadas de cabina e 0
não tem parada obrigatória.
1 - aceita somente chamada no sentido 1
da viagem e não tem parada obrigatória.
C19 Capacidade máxima da cabina em número de de 5 a 100 5
pessoas
C20 Desaceleração máxima (x0,1 m/s2). de 3 a 15 6
C21 Jerk máximo (0,1 m/s3). de 5 a 40 8
C22 Após o comando de liberação do freio tempo que o de 0 a 50 5
comando vai aguardar para liberar o padrão
(x20ms).
C23 Atraso no padrão para viagem curta (adiantamento de 0 a 30 0
de desaceleração para viagem curta).
C24 Tempo que o comando aguarda para derrubar toda de 0 a 30 4
manobra após desligar o freio (0,1 seg.).
C25 Tempo de em que o comando fica com referência 0 de 0 a 30 5
antes de desligar o freio (0,1 seg.).
C26 Velocidade final de viagem. de 1 a 100 35
C27 Velocidade Nominal. de 45 a 400 240
C28 Ângulo de disparo do freio durante o renivelamento. de 5 a 98 80
C30 Atraso no padrão para viagem longa (adiantamento de 0 a 30 45
de desaceleração para viagem longa).
C32 Ângulo de disparo do freio na partida (fornica). de 5 a 99 80

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


86/172
EX SE FV - EXCEL SE FV
PARÂMETRO SIGNIFICADO VARIAÇÃO DEFALT
C33 Ângulo de disparo do freio para descanso (holding). de 5 a 98 45
C34 Tempo de fornica de freio com tensão máxima (0,1 de 10 a 40 25
seg.).
C36 Número do painel (número do nó da rede) para de 0 a 69 9
identificação do sistema, quando operando em
grupo.
C37 Habilitação de estacionamento de 0 a 1 1
0 - não estaciona.
1 - estaciona.
C38 Número de dentes da roda dentada. de 0 a 99 32
C39 Rotação síncrona do motor. de 80 a 230 180
C40 Grupo de atenuação 0
0 - 220V. 0
1 - 380V. 1
2 - 440V. 2
C41 Tensão nominal da rede. de 101 a 799 208
C42 Pesador de carga de 110% de 0 a 1 1
0 - ausente.
1 - presente.
C43 Seleção das chamadas de pavimento 0

0 - atende todos os pavimentos. 0


1 - andares pares e andar de 1
estacionamento.
2 - andares impares e de 2
estacionamento.
3 - somente chamadas de cabina. 3
C44 Cancelamento de chamada falsa 0
0 - cancela chamada. 0
1 - não cancela. 1
C47 Despacho de emergência 1
0 - desabilita. 0
1 - habilita. 1
C48 Teste de PP/BRE em ascensorista e durante a 1
viagem
0 - não testa em ascensorista e está 0
ativa durante a viagem.
1 - testa em ascensorista e está ativa 1
durante a viagem.
2 - testa em ascensorista e não está 2
ativa durante a viagem.
3 - não testa em ascensorista e não 3
está ativa durante a viagem.
C49 Tempo de detecção de LPA. de 5 a 30 12
C50 Senha para autorizar a modificação de parâmetros. 31 30
H00 ANO 0-99
H01 MÊS 1-12
H02 DIA 1-31

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


87/172
EX SE FV - EXCEL SE FV
PARÂMETRO SIGNIFICADO VARIAÇÃO DEFALT
H03 DIA DA SEMANA 1-7
H04 HORA 0-23
H05 MINUTO 0-59
H06 Envia os parâmetros para a memória do plasma da
cabina.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


88/172
EX SE FV - EXCEL SE FV
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA OBS
F01-000 NAST - Ocorreu nast durante a Durante a viagem, se o contador de nast não
viagem. zerou e o carro não se movimentou pelo
menos 30 pulsos, é sinalizada falha F01-
000 e as chamadas são canceladas.
Caso o elevador esteja na região de
nivelamento, abrirá a porta. O elevador é
travado.
F02-000 NAST - Ocorreu nast no final da No final da viagem, se o contador de não
viagem. nast zerou e o carro não se movimentou
pelo menos 10 pulsos, é sinalizada falha
F02-000 e as chamadas são
canceladas. Caso o elevador esteja na
região de nivelamento, abrirá a porta. O
elevador é travado.
F03-posição Houve 3 tentativas seguidas de Durante o comando de fechar a porta, não
fechamento de porta e ocorreu após o comando verificar que não existe
erro na sequência de porta, PC fuga massa, não atuou segurança geral
ou CT atua junto com LPA. e a porta está aberta (LPA ativo) e não
está no modo de inicialização, é
verificado se existe CT ou PC. Caso seja
a terceira tentativa de fechar a porta
sem sucesso, é sinalizado a falha F03,
cujo o complemento é o pavimento
onde ocorreu a falha. As chamadas são
canceladas e o RMT é desligado e o PF
também.
F04-posição Houve 3 tentativas seguidas de Se existir CT ou PC sem houver PP e não
fechamento de porta e ocorreu seja a terceira tentativa de fechar a porta
PC ou CT antes de fechar a sem sucesso, é sinalizado a falha F04,
porta (atuar PP). cujo o complemento é o pavimento
onde ocorreu a falha. As chamadas são
canceladas e o RMT é desligado e o PF
também.
F05-posição Houve 3 tentativas seguidas de Após o comando mandar fechar a porta não
fechamento de porta e CT atuou se não detectar PC e detectar CT na
antes do PC. terceira vez que ocorrer isto, é sinalizado
a falha F05, cujo o complemento é o
pavimento onde ocorreu a falha.
F06-000 Houve 3 tentativas seguidas de Após o comando mandar fechar a porta, não
fechar a porta e não foi se não detectar PC após 3 tentativas, o
detectado PC. comando envia a falha F06-000.
F06-001 Houve 10 tentativas seguidas de Após o comando mandar fechar a porta, sim
fechar a porta e não foi se não detectar PC após 10 tentativas
detectado PC. ou mais, o comando envia a falha F06-
001. Desliga RMT , desliga PF, limpa as
chamadas e trava o elevador.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


89/172
EX SE FV - EXCEL SE FV
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA OBS
F07-posição Houve 3 tentativas de Após o comando mandar fechar a porta, não
fechamento de porta e não se se não detectar CT após 3 segundos, o
verificou a detecção de CT. comando envia a falha F07 e a posição
onde o elevador se encontra ou após 6
segundos no final do comando de fechar
porta, se houve 3 tentativas de detecção
de CT, o comando envia esta falha.

F08-000 Houve 3 tentativas de abertura Após o comando mandar abrir a porta não
de porta e não foi detectado (ligar PA), passar o tempo definido em
LPA. O tempo máximo de C05 e ocorreram 3 tentativas de
detecção de LPA depende do detecção de LPA, o comando envia esta
parâmetro C49. falha.
F09-000 Após entrada da manobra Após entrada da manobra (iniciar sim
(iniciar viagem), passaram-se 2 viagem), passou 2 segundos e o freio
segundos e o freio não foi não foi liberado. O comando trava o
liberado. carro após enviar esta falha, tanto para
viagem manual como em automático.
F09-001 Ocorreram três falhas F18. Se ocorrer 3 falhas F18 seguidas o não
comando sinaliza com F09-001.

Quando o carro para na viagem de


reinicialização e este não atinge o limite
de parada e é a quarta falha seguida, é
sinalizado esta falha e o elevador é
travado. Esta falha sempre é
acompanhado de outro código de falha.
F09-003 Ocorreu falha nos sensores No final da viagem é verificado se sim
IS/ID. ocorreu alguma falha nos sensores IS e
ID, se ocorrer, é sinalizado esta falha e o
elevador é travado.
F09-004 Ocorreu alguma falha durante a Quando o carro para na viagem de não
reinicialização. reinicialização e este não atinge o limite
de parada, é sinalizado esta falha. Numa
mesma viagem pode ocorrer 3 falhas
sem travar o carro. Esta falha sempre é
acompanhada de outro código de falha.
F09-005 Ocorreram três falhas durante a sim
mesma viagem de
reinicialização.
F10-000 Fuga massa durante a viagem. No fim de viagem, verifica se houve fuga sim
massa. Se houve, abre a porta, limpa as
chamadas e trava o carro.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


90/172
EX SE FV - EXCEL SE FV
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA OBS
F10-001 Excesso de carga (110%). Durante a viagem em automático é não trava enquanto
Aguarda a lotação normalizar. verificado pesador de 110%. Se o estiver
pesador estiver atuado, sinaliza a falha ocorrendo o
F10-001 e o carro fica travado até o excesso de
pesador deixe de atuar. carga
F10-002 Fuga massa durante o Se houver fuga massa quando o sim
fechamento da porta. comando mandou fechar a porta.
F10-003 Fuga massa durante a viagem Se houver fuga massa quando o não
manual. comando está em viagem manual.
F11-000 Atuou o termistor do motor. Em No fim de viagem, verifica se houve não
viagem, termina a viagem e em atuação do térmico. Se houve, abre a
manual, aguarda o motor esfriar. porta e fica aguardando o motor esfriar.
F12-posição Passou-se 1 minuto e PP não foi Durante o comando de fechamento de aguarda PP
detectado durante o fechamento porta passaram-se 1 minuto e não foi
da porta. detectado PP. O comando fica travado
aguardando ocorrência de PP.
F13-posição Ocorreram mais de 10 Durante o comando de abrir porta, se for não
reaberturas de portas por causa detectado que houve 10 ou mais
do PP estar falhando ou reaberturas de porta por falha de PP ou
ocorrência de SEGG. ocorrência de SEGG, é sinalizado a
falha F13-000.
F14-000 Botão PO acionado por mais de Durante o comando de fechar a porta, não
60 segundos. após o comando verificar que houve PP,
se o botão PO ficar acionado por mais
de 60 segundos, é sinalizado a falha
F14-000.
F15-000 Passaram-se 6 segundos e Durante o comando de abrir porta, após não
RMT não foi detectado durante a o comando desligar PF e desligar RMT,
abertura de porta. aguarda até 6 segundos para que a
entrada E.L_RMT vá para 1. Se não for,
sinaliza falha F15-000. Depende da
configuração do parâmetro C08 (Ocorre
se C08=1).
F16-000 Passaram-se 6 segundos e CT Durante o comando de abrir porta, após não
não foi detectado durante a o comando detectar E.L_RMT e
abertura de porta. aguardar até 6 segundos e não detectar
CT, sinaliza falha F16-000 e reseta o
comando. Depende da configuração do
parâmetro C08 (Ocorre se C08=1).
F17-001 Atuou segurança geral em Durante a viagem é verificado se não
movimento. ocorreu segurança geral. Se ocorreu, é
sinalizado F17-001.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


91/172
EX SE FV - EXCEL SE FV
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA OBS
F17-002 Falhou PP. Durante a viagem, após verificar se enquanto a falha persistir
ocorreu segurança geral. Se não
ocorreu, é verificado se está sem PP, se
estiver sem, é sinalizado F17-002.
F17-003 Falhou PC. Durante a viagem, após verificar se tem enquanto a falha persistir
PP. Se tiver, é verificado se está sem
PC, se estiver sem, é sinalizado F17-
003.
F17-004 Falhou CT. Durante a viagem, após verificar se tem enquanto a falha persistir
PC. Se tiver, é verificado se está sem
CT, se estiver sem, é sinalizado F17-
004.
F17-005 Falhou SEGP. Durante a viagem, após verificar se tem enquanto a falha persistir
CT. Se tiver, é verificado se está sem
SEGP, se estiver sem, é sinalizado F17-
005.
F17-006 Atuou segurança geral ou Após fechar a porta, foi detectado falta não
segurança de porta, após de segurança geral (segg) ou falta de
fechamento da porta , antes do segurança de porta (segp) antes do
elevador partir. carro partir.
F17-007 Atuou segurança geral durante a Foi detectado falta de segurança geral sim
rebitagem. (segg) durante a rebitagem. Após a
rebitagem, o elevador é travado.
F18-posição Parada fora de posição. Se no fim de viagem não detectar IS ou não
ID, sinaliza com esta falha, limpa todas
as chamadas e reinicializa o elevador.
F19-000 Falha de memória Esta falha ocorre quando há problemas não reseta a CPU
(processamento interno - MRB). na alocação de buffers pelo SO (MRB e do carro
SRB), é sinalizado a falha e a CPU é
resetada.
F19-001 Falha de memória Esta falha ocorre quando há problemas não reseta a CPU
(processamento interno - SRB). na alocação de buffers pelo SO (MRB e do carro
SRB), é sinalizado a falha e a CPU é
resetada.
F19-003 Falha na inicialização da rede. Esta falha ocorre quando o comando vai não
inicializar a comunicação em rede.
F20-000 Falha nos dados da EEPROM É testado a consistência (calculo de não
(parâmetro C). check-sum) dos dados da EEPROM e
se for constatado erro, é sinalizado com
a falha F20. O complemento que
depende da área. Sendo F20-000 para
os parâmetros C, F20-001 para os
parâmetros E, F20-002 para os dados
de rebitagem (é necessário realizar nova
rebitagem).

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


92/172
EX SE FV - EXCEL SE FV
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA OBS
F20-001 Falha nos dados da EEPROM É testado a consistência (calculo de não
(parâmetro E). check-sum) dos dados da EEPROM e
se for constatado erro, é sinalizado com
a falha F20. O complemento que
depende da área. Sendo F20-000 para
os parâmetros C, F20-001 para os
parâmetros E, F20-002 para os dados
de rebitagem (é necessário realizar nova
rebitagem).
F20-002 Falha nos dados da EEPROM É testado a consistência (calculo de não é necessário
(rebitagem). check-sum) dos dados da EEPROM e realizar nova
se for constatado erro, é sinalizado com rebitagem
a falha F20. O complemento que
depende da área. Sendo F20-000 para
os parâmetros C, F20-001 para os
parâmetros E, F20-002 para os dados
de rebitagem (é necessário realizar nova
rebitagem).
É testado a consistência (calculo de
check-sum) dos dados da EEPROM e
se for constatado erro, é sinalizado com
a falha F20. O complemento que
depende da área. Sendo F20-000 para
os parâmetros C, F20-001 para os
parâmetros E, F20-002 para os dados
de rebitagem (é necessário realizar nova
rebitagem).
F22-posição Carro saiu da zona de Se o carro sair da zona de nivelamento não
nivelamento quando estava quando estiver nivelando.
nivelando.
F23-000 Houve reversão de mais de 20 A cada 100ms verificado se houve não
pulsos. reversão de mais de 20 pulsos, se isto
ocorrer, é sinalizado esta falha.
F28-posição Houve falha de segurança de Após o comando mandar fechar a porta, não
porta durante o fechamento de se detectar CT e detectar falha na
porta. segurança de porta após 3 segundos, o
comando envia a falha F28 e a posição
a onde o elevador se encontra.
F30-000 Falha por sobre-corrente. Sobrecorrente. enquanto a falha persistir

F31-000 Erro na sequência de fase. Erro na sequência de rede. enquanto a falha persistir

F32-000 Falta de fase U. Falta de fase U. enquanto a falha persistir

F32-001 Falta de fase U (TC1 e TC2). Falta de fase U da corrente (TC1 e sim
TC2). Trava o elevador quando esta
falha ocorrer.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


93/172
EX SE FV - EXCEL SE FV
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA OBS
F33-000 Falta de fase V (tensão). Falta de fase V. enquanto a falha persistir

F33-001 Falta de fase V (TC1 e TC2). Falta de fase V da corrente (TC1 e sim
TC2). Trava o elevador quando esta
falha ocorrer.
F34-000 Falta de fase W. Falta de fase W. enquanto a falha persistir

F35-00 Falha de sobre-tensão. Falha de sobre-tensão. enquanto a falha persistir

F36-000 Falha de sub-tensão. Falha de sub-tensão. enquanto a falha persistir

F37-000 Falha de sincronismo da rede. A cada 100 m, o software verifica se enquanto a falha persistir
houve falha de sincronismo com a rede.
Se ocorrer mais 10 falhas, aí será
sinalizado F37-000. Caso a frequência
fique maior que 70 Hz ou menor que 40
Hz, também será sinalizado a mesma
falha.
F37-002 Falha de sincronismo da rede No final de cada viagem, 140ms após não
durante a viagem. derrubar a manobra, o software verifica
se houve falha de sincronismo com a
rede, sendo sinalizado a falha F37-002.
Caso a frequência fique maior que 70 Hz
ou menor que 40 Hz, também será
sinalizado a mesma falha.
F38-000 Falha no sensor de nivelamento A cada 100 m, caso o comando esteja não
(reed 1 não fechou). em automático, a rede esteja OK e que
a segurança geral não esteja atuado. É
verificado quando o carro estiver na
região de nivelamento, se o reed 1 não
fechou através da entrada E.L_SP2. Se
o estado do reed não estiver de acordo
(durante 5 ciclos seguidos), é enviado
esta falha (F38-000) (a falha ocorre se
tiver renivelamento).
F39-000 Falha no sensor de nivelamento A cada 100 m, caso o comando esteja não
(reed 1 fechou e reed 2 não). em automático, a rede esteja OK e que
a segurança geral não esteja atuado. É
verificado quando o carro estiver na
região de nivelamento se o reed 1
fechou através da entrada E.L_SP2 e o
reed 2 não fechou através da entrada
E.L_SN. Se o estado dos reed´s não
estiverem de acordo (durante 5 ciclos
seguidos), é enviado esta falha (F39-
000) (ocorre se tiver renivelamento).

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


94/172
EX SE FV - EXCEL SE FV
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA OBS
F41-xxx Falha no contator A (RUN) A cada 100 m, caso o comando esteja em enquanto a falha
Complemento: automático, a rede esteja OK e que a persistir
000 - contator não ligou. segurança geral não esteja atuado, é
verificado o estado do contator A, através
001 - contator ligou e ficou
grudado. da entrada E.L_A. Se o estado da saída
não estiver de acordo com o último
comando enviado para este contator
(durante 20 ciclos seguidos) é enviado
esta falha (F41), cujo complemento é o
estado lido pela entrada E.L_A (0 -
contator não ligou, 1- contator ficou com o
contato ligado). O elevador é travado
enquanto esta falha persistir. (o estado de
E.L_A tem que estar igual a S.A_A
(SEG7)& E.L_AE).
F42-000 O estado do relê AUT1 não A cada 100 m, caso o comando esteja em sim
coincide com do AUT2. automático, a rede esteja OK e que a
segurança geral não esteja atuado, é
verificado o estado dos relês AUT1 e
AUT2, através das entradas E.L_AUT1 e
E.L_AUT2. Se o estado dos dois relês não
estiverem iguais (durante 10 ciclos
seguidos), é enviado esta falha (F42-000).
O elevador é travado quando ocorre esta
falha.
F43-000 O estado do relê SEG1 não A cada 100 m, caso o comando esteja em sim
coincide com do SEG2. automático, a rede esteja OK e que a
segurança geral não esteja atuado, é
verificado o estado dos relês SEG1 e
SEG2, através das entradas E.L_SEG1 e
E.L_SEG2. Se o estado dos dois relês não
estiverem iguais (durante 10 ciclos
seguidos) é enviado esta falha (F43-000).
O elevador é travado quando ocorre esta
falha.
F44-000 O estado do relê NIV1 não A cada 100 m, caso o comando esteja em sim somente com
coincide com do NIV2. automático, a rede esteja OK e que a renivelamento
segurança geral não esteja atuado, é ativo
verificado o estado dos relês NIV1 e NIV2,
através das entradas E.L_NIV1 e
E.L_NIV2. Se o estado dos dois relês não
estiverem iguais (durante 10 ciclos
seguidos), é enviado esta falha (F44-000).
O elevador é travado quando ocorre esta
falha (a falha ocorre se tiver
renivelamento).

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


95/172
EX SE FV - EXCEL SE FV
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA OBS
F45-xxx Falha no contator S A cada 100 m, caso o comando esteja sim
Complemento: em automático, a rede esteja OK e que
000 - contator não ligou. a segurança geral não esteja atuada, é
001 - contator ligou e ficou verificado o estado do contator S,
grudado. através da entrada E.L_S. Se o estado
da saída não estiver de acordo com o
último comando enviado para este
contator (durante 20 ciclos seguidos), é
enviado esta falha (F45), cujo
complemento é o estado lido pela
entrada E.L_S (0 - contator não ligou, 1-
contator ficou com o contato ligado). O
elevador é travado quando ocorre esta
falha.
F46-xxx Falha no contator D A cada 100 m, caso o comando esteja sim
Complemento: em automático, a rede esteja OK e que
000 - contator não ligou. a segurança geral não esteja atuado, é
001 - contator ligou e ficou verificado o estado do contator D,
grudado. através da entrada E.L_D. Se o estado
da saída não estiver de acordo com o
último comando enviado para este
contator (durante 20 ciclos seguidos), é
enviado esta falha (F46), cujo
complemento é o estado lido pela
entrada E.L_D (0 - contator não ligou, 1-
contator ficou com o contato ligado). O
elevador é travado quando ocorre esta
falha.
F48-000 Falha no sensor de nivelamento A cada 100 m, caso o comando esteja sim somente com
(um dos reed deve ter grudado). em automático, a rede esteja OK , a renivelamento
segurança geral não esteja atuado e ativo
caso não esteja na região de
nivelamento, é verificado o estado das
entrada E.L_SN e da entrada E.L_SP2.
Se as duas estiverem iguais (durante 5
ciclos seguidos), é enviado esta falha
(F48-000). O elevador é travado quando
ocorre esta falha (a falha ocorre se tiver
renivelamento).
F54-posição Botão preso (Botão de A cada 1 seg. caso o comando esteja não
pavimento ou cabina está em automático e enquanto não está
"oscilando"). viajando, é verificado se o mesmo botão
não está sendo acionado por mais de 30
segundos seguidos, o comando envia a
falha F54 e o complemento é o
pavimento de ocorrência.
Todas as falhas derrubam a manobra se o carro estiver em movimento.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


96/172
EX 800 2V - EXCEL 800 2 VELOCIDADES
PARÂMETRO SIGNIFICADO VARIAÇÃO DEFALT
A00 Mostra a posição do elevador. (indicação do
IPD)
A01 Mostra a posição do elevador. (indicação do
pavimento)
A02 Velocidade atual do elevador.
A03 Corrente consumida pelo motor.
A04 Voltímetro. (medida da tensão)
A05 Frequencímetro. (freqüência da rede)
A06 Erro de parada em centímetros. (com offset
=100)
A09 Temperatura do enrolamento do motor °C.
A10 Velocidade atual do elevador.
A11 Hodômetro. (X1000)
A12 Número do software. (Axx)
A13 Versão do software. (xxx)
A14 Sub. do software.
B00 Simula chamadas de cabina. 0 a número de
paradas-1
B01 Ao definir B1=1 e passar a chave 0 ou 1
manual/automático de manual para automático o
carro irá realizar uma viagem de rebitagem.
B03 Ao definir B3=1 o comando passará a realizar 0 ou 1
chamadas aleatórias.
B04 Alinha o IPD pelo térreo. 1
B06 Inserção da temperatura do motor. 0 a 119
B07 Altera o hodômetro (X1000).
B08 Simula chamadas de pavimento de descida. 0 a número de
paradas-1
B09 Simula chamadas de pavimento de subida. 0 a número de
paradas-1
C00 Distância de chaveamento de alta para baixa (corte de 100 a 200 150
de alta em cm).
C01 Distância de parada quando o elevador está de 2 a 30 5
descendo.
C02 Distância de parada quando o elevador está de 2 a 30 7
subindo.
C04 Tempo de espera para fechamento do contator RB1 5 a 30 16
(0,1 segundo).

O fechamento de RB1 ocorrerá tanto pelo tempo


(parâmetro C04) quanto pela distância
(parâmetro C05) quem ocorrer primeiro.
C05 Distância para fechamento do contator RB1 (cm). de 0 a parâmetro 40
O fechamento de RB1 ocorrerá tanto pelo tempo C00
(parâmetro C04) quanto pela distância
(parâmetro C05) quem ocorrer primeiro.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


97/172
EX 800 2V - EXCEL 800 2 VELOCIDADES
PARÂMETRO SIGNIFICADO VARIAÇÃO DEFALT
C06 Velocidade para fechamento do contator RA1. de 10 a 60 50
C07 Presença ou de fotocélula 0
0 - sem. 0
1 - com. 1
C08 Presença ou da Rampa magnética 0
0 - sem RMT (rampa magnética). 0
1 - com RMT (rampa magnética). 1
C09 Configuração de abertura das portas 2
0 - estaciona sempre de porta fechada. 0
1 - estaciona de porta aberta somente 1
no andar de estacionamento.
2 - estaciona sempre de porta aberta. 2
3 - não abre porta de cabina. 3
C10 Configuração do andar inferior. de 0 a 64 0
C11 Configuração do andar superior. de 0 a 64 20
C12 Configuração do andar térreo ou principal. de 0 a 64 0
C13 Configuração do andar de estacionamento. de 0 a 64 20
C15 Tempo de porta aberta para chamadas de cabina de 0 a 300 0
(tempo em 0,1 s).
C16 Tempo de porta aberta para chamadas de de 0 a 300 25
pavimento (tempo em 0,1 s).
C17 Tempo de porta aberta para chamadas do andar de 0 a 200 40
térreo (tempo em 0,1 s).
C32 Efeito da polia. de 1 a 4 2
C33 Diâmetro da polia (mm). de 1 a 999 450
C34 Relação de rotação motor/polia. de 31 a 99 90
C35 Corrente nominal do motor. 10
C36 Número do painel (número do nó da rede) para de 0 a 99 0
identificação do sistema, quando operando em
grupo.
C37 Habilitação de estacionamento 0
0 - não estaciona. 0
1 - estaciona. 1
C40 Grupo de atenuação 220
220V. 0
380V. 1
440V. 2
C41 Tensão nominal da rede. de 101 a 799 220
C43 Seleção das chamadas de pavimento 0
0 - atende todos os pavimentos. 0
1- andares pares e andar de 1
estacionamento.
2- andares ímpares e de 2
estacionamento.
3- somente chamadas de cabina. 3
C44 Cancelamento de chamada falsa 0
0 - cancela chamada. 0
1 - não cancela. 1

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


98/172
EX 800 2V - EXCEL 800 2 VELOCIDADES
PARÂMETRO SIGNIFICADO VARIAÇÃO DEFALT
C49 Tempo de detecção de LPA. de 5 a 30 12
C50 Senha para autorizar a modificação de parâmetros. 31 30

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


99/172
EX 800 2V - EXCEL 800 2 VELOCIDADES
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA OBS
F01-000 NAST - Ocorreu nast durante a Durante a viagem, se o contador de nast não
viagem. zerou e o carro não se movimentou pelo
menos 30 pulsos, é sinalizada falha F01-
000 e as chamadas são canceladas.
Caso o elevador esteja na região de
nivelamento, abrirá a porta. O elevador é
travado.
F02-000 NAST - Ocorreu nast no final da No final da viagem se o contador de nast não
viagem. zerou e o carro não se movimentou pelo
menos 10 pulsos, é sinalizada falha F02-
000 e as chamadas são canceladas.
Caso o elevador esteja na região de
nivelamento, abrirá a porta. O elevador é
travado.
F03-posição Houve 3 tentativas seguidas de Durante o comando de fechar a porta, não
fechamento de porta e ocorreu após o comando verificar que não existe
erro na sequência de porta, PC fuga massa, não atuou segurança geral
ou CT atua junto com LPA. e a porta está aberta (LPA ativo) e não
está no modo de inicialização, é
verificado se existe CT ou PC. Caso seja
a terceira tentativa de fechar a porta
sem sucesso, é sinalizado a falha F03
cujo o complemento é o pavimento onde
ocorreu a falha. As chamadas são
canceladas e o RMT é desligado e o PF
também.
F04-posição Houve 3 tentativas seguidas de Se existir CT ou PC sem houver PP e não
fechamento de porta e ocorreu seja a terceira tentativa de fechar a porta
PC ou CT antes de fechar a sem sucesso, é sinalizado a falha F04,
porta (atuar PP). cujo o complemento é o pavimento onde
ocorreu a falha. As chamadas são
canceladas e o RMT é desligado e o PF
também.
F05-posição Houve 3 tentativas seguidas de Após o comando mandar fechar a porta, não
fechamento de porta e CT atuou se não detectar PC e detectar CT na
antes do PC. terceira vez que ocorrer isto, é sinalizado
a falha F05, cujo o complemento é o
pavimento onde ocorreu a falha.
F06-000 Houve 3 tentativas seguidas de Após o comando mandar fechar a porta, não
fechar a porta e não foi se não detectar PC após 3 tentativas, o
detectado PC. comando envia a falha F06-000.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


100/172
EX 800 2V - EXCEL 800 2 VELOCIDADES
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA OBS
F07-posição Houve 3 tentativas de Após o comando mandar fechar a porta, não
fechamento de porta e não se se não detectar CT após 3 segundos, o
verificou a detecção de CT. comando envia a falha F07 e a posição
onde o elevador se encontra ou após 6
segundos no final do comando de fechar
porta, se houve 3 tentativas de detecção
de CT, o comando envia esta falha.
F08-000 Houve 3 tentativas de abertura Após o comando mandar abrir a porta não
de porta e não foi detectado (ligar PA), passar o tempo definido na
LPA. variável tmout_porta e ocorreram 3
tentativas de detecção de LPA, o
comando envia esta falha. (obs.
Tmout_porta não é inicializado em
nenhum local do software).
F09-000 Após entrada da manobra Após entrada da manobra (iniciar sim
(iniciar viagem), passaram-se 2 viagem), passou 2 segundos e o freio
segundos e o freio não foi não foi liberado. O comando trava o
liberado. carro após enviar esta falha, tanto para
viagem manual como em automático.
F09-001 Ocorreram três falhas F18. Se ocorrer 3 falhas F18 seguidas, o não
comando sinaliza com F09-001.
F09-003 Ocorreu falha nos sensores No final da viagem, é verificado se sim é necessário
IS/ID. ocorreu alguma falha nos sensores IS e realizar nova
ID. Se ocorrer, é sinalizado esta falha e rebitagem
o elevador é travado.
F10-000 Fuga massa durante a viagem. No fim de viagem verifica se houve fuga sim
massa. Se houve, abre a porta, limpa as
chamadas e trava o carro.
F10-002 Fuga massa durante o Se houver fuga massa quando o sim
fechamento da porta. comando mandou fechar a porta.
F10-003 Fuga massa durante a viagem Se houver fuga massa quando o não
manual. comando está em viagem manual.
F11-000 Atuou o termistor do motor. Em No fim de viagem verifica se houve enquanto a falha persistir
viagem, termina a viagem e em atuação do térmico. Se houve, abre a
manual, aguarda o motor esfriar. porta e fica aguardando o motor esfriar.
F12-posição Passou-se 1 minuto e PP não foi Durante o comando de fechamento de aguarda PP
detectado durante o fechamento porta passaram-se 1 minuto e não foi
da porta. detectado PP. O comando fica travado
aguardando ocorrência de PP.
F13-posição Ocorreram mais de 10 Durante o comando de abrir porta, se for não
reaberturas de porta por causa detectado que houve 10 ou mais
do PP estar falhando ou reaberturas de porta por falha de PP ou
ocorrência de SEGG. ocorrência de SEGG, é sinalizado a
falha F13-000.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


101/172
EX 800 2V - EXCEL 800 2 VELOCIDADES
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA OBS
F14-000 Botão PO acionado por mais de Durante o comando de fechar a porta, não
60 segundos. após o comando verificar que houve PP,
se o botão PO ficar acionado por mais
de 60 segundos, é sinalizado a falha
F14-000.
F16-posição Passaram-se 6 segundos e CT Durante o comando de abrir porta, após não
não foi detectado durante a o comando detectar E.L_RMT e
abertura de porta. aguardar até 6 segundos e não detectar
CT, sinaliza falha F16-posição e reseta o
comando. Depende da configuração do
parâmetro C08 (Ocorre se C08=1).
F17-001 Atuou segurança geral em Durante a viagem é verificado se não
movimento. ocorreu segurança geral. Se ocorreu, é
sinalizado F17-001.
F17-002 Falhou PP. Durante a viagem, após verificar se enquanto a falha persistir
ocorreu segurança geral. Se não
ocorreu, é verificado se está sem PP, se
estiver sem, é sinalizado F17-002.
F17-003 Falhou PC. Durante a viagem, após verificar se tem enquanto a falha persistir
PP. Se tiver, é verificado se está sem
PC, se estiver sem, é sinalizado F17-
003.
F17-004 Falhou CT. Durante a viagem, após verificar se tem enquanto a falha persistir
PC. Se tiver, é verificado se está sem
CT, se estiver sem, é sinalizado F17-
004.
F17-005 Falhou SEGP. Durante a viagem, após verificar se tem enquanto a falha persistir
CT. Se tiver, é verificado se está sem
SEGP, se estiver sem, é sinalizado F17-
005.
F17-006 Atuou segurança geral ou Após fechar a porta, foi detectado falta não
segurança de porta após de segurança geral (segg) ou falta de
fechamento da porta , antes do segurança de porta (segp) antes do
elevador partir. carro partir.
F17-007 Atuou segurança geral durante a Foi detectado falta de segurança geral sim
rebitagem. (segg) durante a rebitagem. Após a
rebitagem, o elevador é travado.
F18-posição Parada fora de posição. Se no fim de viagem não detectar IS ou não
ID, sinaliza com esta falha, limpa todas
as chamadas e reinicializa o elevador.
F19-000 Falha de memória Esta falha ocorre quando há problemas não reseta a CPU
(processamento interno - MRB). na alocação de buffers pelo SO (MRB e do carro
SRB). É sinalizado a falha e a CPU é
resetada.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


102/172
EX 800 2V - EXCEL 800 2 VELOCIDADES
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA OBS
F19-001 Falha de memória Esta falha ocorre quando há problemas não reseta a CPU
(processamento interno - SRB). na alocação de buffers pelo SO (MRB e do carro
SRB). É sinalizado a falha e a CPU é
resetada.
F20-000 Falha nos dados da NVRAM É testado a consistência (calculo de não
(parâmetro E). check-sum) dos dados da EEPROM e
se for constatado erro, é sinalizado com
a falha F20 e o complemento que
depende da área. Sendo F20-000 para
os parâmetros E, F20-001para os dados
de rebitagem (é necessário realizar nova
rebitagem) e F20-002para os
parâmetros C.
F20-001 Falha nos dados da NVRAM É testado a consistência (calculo de não é necessário
(rebitagem). check-sum) dos dados da EEPROM e realizar nova
se for constatado erro, é sinalizado com rebitagem
a falha F20 e o complemento que
depende da área. Sendo F20-000 para
os parâmetros E, F20-001para os dados
de rebitagem (é necessário realizar nova
rebitagem) e F20-002para os
parâmetros C.
F20-002 Falha nos dados da NVRAM É testado a consistência (calculo de não
(parâmetro C). check-sum) dos dados da EEPROM e
se for constatado erro, é sinalizado com
a falha F20 e o complemento que
depende da área. Sendo F20-000 para
os parâmetros E, F20-001para os dados
de rebitagem (é necessário realizar nova
rebitagem) e F20-002para os
parâmetros C.
F21-000 Falha de sobre aquecimento do A cada 100ms verificado, quando o enquanto a falha persistir
enrolamento do motor. carro estiver em movimento, se houve
sobre-aquecimento do enrolamento do
motor. Se isto ocorrer, é sinalizado esta
falha. Esta falha trava o carro enquanto
a falha persistir.
F23-000 Houve reversão de mais de 20 A cada 100ms verificado, se houve não
pulsos. reversão de mais de 20 pulsos. Se isto
ocorrer, é sinalizado esta falha.
F30-000 Falha por sobre-corrente. Sobrecorrente. enquanto a falha persistir

F31-000 Erro na sequência de fase. Erro na sequência de rede. enquanto a falha persistir

F32-000 Falta de fase U. Falta de fase U. enquanto a falha persistir

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


103/172
EX 800 2V - EXCEL 800 2 VELOCIDADES
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA OBS
F32-001 Falta de fase U (TC1 e TC2). Falta de fase U da corrente (TC1 e sim
TC2).
F33-000 Falta de fase V. Falta de fase V. enquanto a falha persistir

F33-001 Falta de fase V (TC1 e TC2). Falta de fase V da corrente (TC1 e sim
TC2).
F34-000 Falta de fase W. Falta de fase W. enquanto a falha persistir

F35-000 Falha de sobre-tensão. Falha de sobre-tensão. enquanto a falha persistir

F36-000 Falha de sub-tensão. Falha de sub-tensão. enquanto a falha persistir

F37-000 Falha de sincronismo da rede. A cada 100 m, o software verifica se enquanto a falha persistir
houve falha de sincronismo com a rede.
Se ocorrer mais 10 falhas, aí será
sinalizado F37-000. Caso a frequência
fique maior que 70 Hz ou menor que 40
Hz, também será sinalizado a mesma
falha.
F41-xxx Falha no contator A enquanto a falha persistir
Complemento:
000 - contator não ligou.
001 - contator ligou e ficou grudado.
F42-xxx Falha no contator B sim
Complemento:
000 - contator não ligou.
001 - contator ligou e ficou grudado.
F43-xxx Falha no contator C sim
Complemento:
000 - contator não ligou.
001 - contator ligou e ficou grudado.
F44-xxx Falha no contator RA1 sim
Complemento:
000 - contator não ligou.
001 - contator ligou e ficou grudado.
F45-xxx Falha no contator S sim
Complemento:
000 - contator não ligou.
001 - contator ligou e ficou grudado.
F46-xxx Falha no contator D sim
Complemento:
000 - contator não ligou.
001 - contator ligou e ficou grudado.
F47-000 O estado do relê SEG1 não coincide com do SEG2. sim
F48-000 O estado do relê SEG3 não coincide com do SEG4. sim
F49-000 O estado do relê AUT1 não coincide com do AUT2. sim
Todas as falhas derrubam a manobra se o carro estiver em movimento.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


104/172
EX 800 FV - EXCEL 800 FV
PARÂMETRO SIGNIFICADO VARIAÇÃO
A00 Mostra a posição do elevador. (indicação do IPD)
A01 Mostra a posição do elevador. (indicação do pavimento)
A02 Velocidade atual do elevador.
A03 Velocidade de referência.
A04 Voltímetro. (medida da tensão)
A05 Frequencímetro. (frequência da rede)
A06 Erro de parada em milímetros. (com offset =100)
A08 Distância absoluta (em pulsos) que faltam para completar a
viagem.
A11 Hodômetro. (X1000)
A12 Número do software. (Axx)
A13 Versão do software. (xxx)
A14 Sub. do software.
A15 Varia dependendo do valor definido no parâmetro B02
0 - distância do limite LD3 (em cm). 0
1 - distância do limite LS3 (em cm). 1
4 - contador de marker. 4
5 - tempo de viagem (usado para atualizar o 5
parâmetro C19).
B00 Simula chamadas de cabina. 0 a número de
paradas-1
B01 Ao definir B1=1 e passar a chave manual/aut. de manual para 0 ou 1
automático o carro irá realizar uma viagem de rebitagem.
B02 Define qual será a informação mostrada no parâmetro A15.
B03 Ao definir B3=1 o comando passará a realizar chamadas 0 ou 1
aleatórias
B04 Alinha o IPD pelo térreo. 1
B07 Altera o hodômetro. (X1000)
B08 Simula chamadas de pavimento de descida. 0 a número de
paradas-1
B09 Simula chamadas de pavimento de subida. 0 a número de
paradas-1
C00 Distância do LD3 e LS3 (cm). de 35 a 300
C05 Tempo de detecção de LPA. de 5 a 30
C07 Presença ou de fotocélula
0 - sem. 0
1 - com. 1
C08 Presença ou da Rampa magnética
0 - sem RMT (rampa magnética). 0
1 - com RMT (rampa magnética). 1
C09 Configuração de abertura das portas
0 - estaciona sempre de porta fechada. 0
1 - estaciona de porta aberta somente 1
no andar de estacionamento.
2 - estaciona sempre de porta aberta. 2
3 - não abre porta de cabina. 3

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


105/172
EX 800 FV - EXCEL 800 FV
PARÂMETRO SIGNIFICADO VARIAÇÃO
C10 Configuração do andar inferior. de 0 a 64
C11 Configuração do andar superior. de 0 a 64
C12 Configuração do andar térreo ou principal. de 0 a 64
C13 Configuração do andar de estacionamento. de 0 a 64
C15 Tempo de porta aberta para chamadas de cabina (tempo em de 0 a 300
0,1 seg.).
C16 Tempo de porta aberta para chamadas de pavimento (tempo de 0 a 300
em 0,1 seg.).
C17 Tempo de porta aberta para chamadas do andar térreo (tempo de 0 a 200
em 0,1 seg.)
C19 Tempo de detecção de NAST (em segundos). no mínimo 3
C20 Desaceleração máxima (x0,1 m/s²). de 1 a 15
(1)
C21 Jerk máximo (0,1 m/s³). de 1 a 40
Alteração somente com o carro parado.

C22 Após o comando de liberação do freio tempo que o comando de 0 a 100


vai aguardar para liberar o padrão (x20ms).
C24 Velocidade manual. de 10 a 45
C26 Velocidade inicial na partida . de 0 a 200
C27 Distância (em pulsos x10) para que o comando feche o freio. de 0 a 500
C29 Ângulo de disparo do freio quando as condições do parâmetro de 5 a 100
C27 forem satisfeitas.
C32 Efeito da polia. de 1 a 4
C33 Diâmetro da polia (mm). de 1 a 999
C34 Rotação da polia de tração. de 1 a 299
C36 Número do painel (número do nó da rede) para identificação do de 0 a 69
sistema, quando operando em grupo.
C37 Habilitação de estacionamento
0 - não estaciona. 0
1 - estaciona. 1
C38 Número de dentes da roda dentada. de 0 a 99
C39 Rotação síncrona do motor. de 80 a 230
C40 Grupo de atenuação
220V. 0
380V. 1
440V. 2
C41 Tensão nominal da rede. de 101 a 799
C43 Seleção das chamadas de pavimento
0 - atende todos os pavimentos. 0
1 - andares pares e andar de estacionamento. 1
2 - andares ímpares e de estacionamento. 2
3 - somente chamadas de cabina. 3
C44 Cancelamento de chamada falsa
0 - cancela chamada. 0
1 - não cancela. 1
C45 Ganho integral de velocidade na aceleração. de 1 a 20
C46 Ganho proporcional de velocidade na aceleração. de 1 a 20
C47 Ganho integral de velocidade na desaceleração. de 1 a 20

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


106/172
EX 800 FV - EXCEL 800 FV
PARÂMETRO SIGNIFICADO VARIAÇÃO
C48 Ganho proporcional de velocidade na desaceleração. de 1 a 20
C35 Escorregamento do motor. de 1 a 15
C50 Senha para autorizar a modificação de parâmetros. 31

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


107/172
EX 800 FV - EXCEL 800 FV
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F01-001 NAST - Ocorreu NAST durante a Durante a viagem, a cada 3 segundos, é sim (na terceira
aceleração. verificado se o carro se movimentou. Caso isto falha)
não ocorra, as saídas PF e RMT são desligadas.
É sinalizada falha F01-001 (se o carro estiver
( o software não diferencia acelerando) ou F01-002 (se o carro estiver
a terceira falha ). desacelerando) e as chamadas são canceladas.
Caso o elevador esteja na região de
nivelamento, abrirá a porta, caso contrário o
elevador é reinicializado. Caso já tenha ocorrido
anteriormente 2 falhas de NAST/AST na mesma
viagem, quando ocorrer esta falha o elevador é
travado.
F01-002 NAST - Ocorreu NAST durante a Durante a viagem, a cada 3 segundos, é sim (na terceira
desaceleração. verificado se o carro se movimentou. Caso isto falha)
não ocorra, as saídas PF e RMT são desligadas.
É sinalizada falha F01-001 (se o carro estiver
(software não diferencia a acelerando) ou F01-002 (se o carro estiver
terceira falha ). desacelerando) e as chamadas são canceladas.
Caso o elevador esteja na região de
nivelamento, abrirá a porta, caso contrário o
elevador é reinicializado. Caso já tenha ocorrido
anteriormente 2 falhas de NAST/AST na mesma
viagem, quando ocorrer esta falha o elevador é
travado.
F02-000 NAST - tempo máximo de viagem Durante a viagem (de reinicialização ou normal), não
entre andares adjacentes foi existe um contador de tempo de NAST que é
ultrapassado. decrementado de segundo em segundo. A cada
100ms, é verificado se este contador chegou a
zero, ocorrendo isto, é sinalizado falha F02-000.
Caso já tenha ocorrido anteriormente 2 falhas de
NAST/AST na mesma viagem, é sinalizado falha
F02-001 também, e o elevador é travado. Sendo
que para a viagem de reinicialização o contador
é iniciado com o valor do parâmetro C19 vezes
quatro e em viagem normal com o valor do
parâmetro C19. Quando o comando não tiver
realimentação (roda dentada no limitador), toda
as vezes que o comando receber um pulso do
sensor IS, o contador é reiniciado ou o sinal de
MARKER, em caso contrário, quando o número
de pulsos que vem da roda dentada instalada no
limitador indicar que o carro passou para o
próximo pavimento.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


108/172
EX 800 FV - EXCEL 800 FV
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F02-001 NAST - Ocorreram três falhas Durante a viagem (de reinicialização ou normal), sim
seguidas de NAST ou AST sendo existe um contador de tempo de NAST que é
que a última foi de NAST (na decrementado de segundo em segundo. A cada
mesma viagem). 100ms, é verificado se este contador chegou a
zero, ocorrendo isto, é sinalizado falha F02-000.
Caso já tenha ocorrido anteriormente 2 falhas de
NAST/AST na mesma viagem, é sinalizado falha
F02-001 também, e o elevador é travado. Sendo
que para a viagem de reinicialização o contador
é iniciado com o valor do parâmetro C19 vezes
quatro e em viagem normal com o valor do
parâmetro C19. Quando o comando não tiver
realimentação (roda dentada no limitador), toda
as vezes que o comando receber um pulso do
sensor IS, o contador é reiniciado ou o sinal de
MARKER, em caso contrário, quando o número
de pulsos que vem da roda dentada instalada no
limitador indicar que o carro passou para o
próximo pavimento.
F03-posição Houve 3 tentativas seguidas de Durante o comando de fechar a porta, após o não
fechamento de porta e ocorreu comando verificar que não existe fuga massa,
erro na sequência de porta, PC ou não atuou segurança geral e a porta está aberta
CT atua junto com LPA. (LPA ativo) e não está no modo de inicialização,
é verificado se existe CT ou PC. Caso seja a
terceira tentativa de fechar a porta sem sucesso,
é sinalizado a falha F03, cujo o complemento é o
pavimento onde ocorreu a falha. As chamadas
são canceladas e o RMT é desligado e o PF
também.
F04-posição Houve 3 tentativas seguidas de Se existir CT ou PC sem houver PP e seja a não
fechamento de porta e ocorreu terceira tentativa de fechar a porta sem sucesso,
PC ou CT antes de fechar a porta é sinalizado a falha F04, cujo o complemento é o
(atuar PP). pavimento onde ocorreu a falha. As chamadas
são canceladas e o RMT é desligado e o PF
também.
F05-posição Houve 3 tentativas seguidas de Após o comando mandar fechar a porta, se não não
fechamento de porta e CT atuou detectar PC e detectar CT na terceira vez que
antes do PC. ocorrer isto, é sinalizado a falha F05, cujo o
complemento é o pavimento onde ocorreu a
falha.
F06-000 Houve 3 tentativas seguidas de Após o comando mandar fechar a porta, se não não
fechar a porta e não foi detectado detectar PC após 3 tentativas, o comando envia
PC. a falha F06-000.
F06-001 Houve 10 tentativas seguidas de Após o comando mandar fechar a porta, se não sim
fechar a porta e não foi detectado detectar PC após 10 tentativas ou mais, o
PC. comando envia a falha F06-001. Desliga RMT ,
desliga PF, limpa as chamadas e trava o
elevador.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


109/172
EX 800 FV - EXCEL 800 FV
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F07-posição Houve 3 tentativas de fechamento Após o comando mandar fechar a porta, se não não
de porta e não se verificou a detectar CT após 3 segundos, o comando envia
detecção de CT. a falha F07 e a posição onde o elevador se
encontra ou após 6 segundos no final do
comando de fechar porta se houve 3 tentativas
de detecção de CT, o comando envia esta falha.
F08-000 Houve 3 tentativas de abertura de Após o comando mandar abrir a porta (ligar PA), não
porta e não foi detectado LPA. O passar o tempo definido em C05 e ocorreram 3
tempo máximo de detecção de tentativas de detecção de LPA, o comando envia
LPA depende do parâmetro C5. esta falha.
F09-000 Após entrada da manobra (iniciar Após entrada da manobra (iniciar viagem), sim
viagem) passaram-se 2 segundos passou 2 segundos e o freio não foi liberado. O
e o freio não foi liberado. comando trava o carro após enviar esta falha,
tanto para viagem manual como em automático.
F09-001 Ocorreram três falhas F18. Se ocorrer 3 falhas F18 seguidas, o comando não
sinaliza com F09-001.
F09-003 Ocorreu falha nos sensores IS/ID. No final da viagem, é verificado se ocorreu sim
( é necessário realizar nova alguma falha nos sensores IS e ID. Se ocorrer, é
rebitagem ). sinalizado esta falha e o elevador é travado.
F09-004 Ocorreu alguma falha durante a Quando o carro para na viagem de não
reinicializarão. reinicialização e este não atinge o limite de
parada, é sinalizado esta falha. Numa mesma
viagem pode ocorrer 3 falhas sem travar o carro.
Esta falha sempre é acompanhado de outro
código de falha.
F09-005 Ocorreram três falhas durante a Quando o carro para na viagem de sim
mesma viagem de reinicialização. reinicialização e este não atinge o limite de
parada e é a quarta falha seguida, é sinalizado
esta falha e o elevador é travado. Esta falha
sempre é acompanhado de outro código de
falha.
F10-000 Fuga massa durante a viagem. No fim de viagem verifica se houve fuga massa. sim
Se houve, abre a porta, limpa as chamadas e
trava o carro.
F10-002 Fuga massa durante o Se houver fuga massa quando o comando sim
fechamento da porta. mandou fechar a porta.
F10-003 Fuga massa durante a viagem Se houver fuga massa quando o comando está não
manual. em viagem manual.
F11-000 Atuou o termistor do motor. Em No fim de viagem verifica se houve atuação do enquanto a falha
viagem, termina a viagem e em térmico, se houve abre a porta e fica persistir
manual, aguarda o motor esfriar. aguardando o motor esfriar.
F13-posição Ocorreram mais de 10 Durante o comando de abrir porta, se for não
reaberturas de portas por causa detectado que houve 10 ou mais reaberturas de
do PP estar falhando, ou porta por falha de PP ou ocorrência de SEGG, é
ocorrência de SEGG. sinalizado a falha F13-000.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


110/172
EX 800 FV - EXCEL 800 FV
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F14-000 Botão PO acionado por mais de Durante o comando de fechar a porta, após o não
60 segundos. comando verificar que houve PP, se o botão PO
ficar acionado por mais de 60 segundos é
sinalizado a falha F14-000.
F16-posição Passaram-se 6 segundos e CT Durante o comando de abrir porta, após o não
não foi detectado durante a comando detectar E.L_RMT e aguardar até 6
abertura de porta. segundos e não detectar CT, sinaliza falha F16-
posição e reseta o comando. Depende da
configuração do parâmetro C08 (Ocorre se
C08=1).
F17-001 Atuou segurança geral em Durante a viagem, é verificado se ocorreu não
movimento. segurança geral. Se ocorreu, é sinalizado F17-
001.
F17-002 Falhou PP. Durante a viagem, após verificar se ocorreu enquanto a falha
segurança geral. Se não ocorreu, é verificado se persistir
está sem PP, se estiver sem, é sinalizado F17-
002.
F17-003 Falhou PC. Durante a viagem, após verificar se tem PP. Se enquanto a falha
tiver, é verificado se está sem PC, se estiver persistir
sem, é sinalizado F17-003.
F17-004 Falhou CT. Durante a viagem, após verificar se tem PC. Se enquanto a falha
tiver, é verificado se está sem CT, se estiver persistir
sem, é sinalizado F17-004.
F17-005 Falhou SEGP. Durante a viagem, após verificar se tem CT. Se enquanto a falha
tiver, é verificado se está sem SEGP, se estiver persistir
sem, é sinalizado F17-005.
F17-006 Atuou segurança geral ou Após fechar a porta, foi detectado falta de não
segurança de porta, após segurança geral (segg) ou falta de segurança de
fechamento da porta , antes do porta (segp) antes do carro partir.
elevador partir.
F17-007 Atuou segurança geral durante a Foi detectado falta de segurança geral (segg) sim
rebitagem. durante a rebitagem. Após a rebitagem o
elevador é travado.
F18-posição Parada fora de posição. Se no fim de viagem não detectar IS ou ID, não
sinaliza com esta falha, limpa todas as
chamadas e reinicializa o elevador.
F19-000 Falha de memória Esta falha ocorre quando há problemas na não
(processamento interno - MRB). alocação de buffers pelo SO (MRB e SRB). É
( reseta a CPU do carro ). sinalizado a falha e a CPU é resetada.
F19-001 Falha de memória Esta falha ocorre quando há problemas na não
(processamento interno - SRB). alocação de buffers pelo SO (MRB e SRB), é
( reseta a CPU do carro ). sinalizado a falha e a CPU resetada.
F19-004 Falha de comunicação entre Esta falha ocorre quando há problemas de não
tarefas. comunicação entre as tarefas. Foi detectado que
principalmente quando há um problema de
comunicação serial intermitente ocorre esta
falha (por exemplo ocasionado por ruído).

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


111/172
EX 800 FV - EXCEL 800 FV
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F20-000 Falha nos dados da EEPROM É testado a consistência (calculo de check-sum) não
(parâmetro C). dos dados da EEPROM e se for constatado erro,
é sinalizado com a falha F20 e o complemento
que depende da área. Sendo F20-000 para os
parâmetros C, F20-001 para os parâmetros E e
F20-002 para os dados de rebitagem, é
necessário realizar nova rebitagem).
F20-001 Falha nos dados da EEPROM É testado a consistência (calculo de check-sum) não
(parâmetro E). dos dados da EEPROM e se for constatado erro,
é sinalizado com a falha F20 e o complemento
que depende da área. Sendo F20-000 para os
parâmetros C, F20-001 para os parâmetros E e
F20-002 para os dados de rebitagem é
necessário realizar nova rebitagem).
F20-002 Falha nos dados da EEPROM. É testado a consistência (calculo de check-sum) não
dos dados da EEPROM e se for constatado erro,
(é necessário realizar nova é sinalizado com a falha F20 e o complemento
rebitagem). que depende da área. Sendo F20-000 para os
parâmetros C, F20-001 para os parâmetros E e
F20-002 para os dados de rebitagem é
necessário realizar nova rebitagem).
F25-000 Falha no controle de velocidade A cada 100ms, se o carro estiver em não
(erro de velocidade) em automático, é verificado o erro de velocidade do
automático. carro (erro = (velocidade de referencia -
velocidade nominal) * 4). Se o erro estiver fora
da faixa (-velocidade nominal < erro <
velocidade nominal), é sinalizado esta falha.
F25-003 Ocorreram 3 ou mais falhas F25- No fim da viagem (normal), é verificado se sim
000. ocorreram 3 ou mais falhas F25-000. É
sinalizado falha F25-003 e trava o carro.
F28-posição Houve falha de segurança de Após o comando mandar fechar a porta, se não
porta durante o fechamento de detectar CT e detectar falha na segurança de
porta. porta após 3 segundos, o comando envia a falha
F28 e a posição onde o elevador se encontra.
F31-000 Erro na sequência de fase. Erro na sequência de rede. enquanto a falha
persistir
F32-000 Falta de fase U. Falta de fase U. enquanto a falha
persistir
F33-000 Falta de fase V. Falta de fase V. enquanto a falha
persistir
F34-000 Falta de fase W. Falta de fase W. enquanto a falha
persistir

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


112/172
EX 800 FV - EXCEL 800 FV
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F35-000 Falha de sobre-tensão. Falha de sobre-tensão. enquanto a falha
persistir
F36-000 Falha de sub-tensão. Falha de sub-tensão. enquanto a falha
persistir
F37-000 Falha de sincronismo da rede. A cada 100 m, o software verifica se houve falha enquanto a falha
de sincronismo com a rede. Se ocorrer mais 10 persistir
falhas, aí será sinalizado F37-000. Caso a
frequência fique maior que 70 Hz ou menor que
40 Hz, também será sinalizado a mesma falha.
F41-xxx Falha no contator A A cada 100 m, caso o comando esteja em enquanto a falha
Complemento: automático, a rede esteja OK e que a segurança persistir
000 - contator não ligou. geral não esteja atuado, é verificado o estado do
001 - contator ligou e ficou contator A, através da entrada E.L_A. Se o
grudado. estado da saída não estiver de acordo com o
último comando enviado para este contator
(durante 25 ciclos seguidos), é enviado esta
falha (F41), cujo complemento é o estado lido
pela entrada E.L_A (0 - contator não ligou, 1-
contator ficou com o contato ligado). O elevador
é travado enquanto esta falha persistir falha.
F45-xxx Falha no contator S A cada 100 m, caso o comando esteja em sim
Complemento: automático, a rede esteja OK e que a segurança
000 - contator não ligou. geral não esteja atuado, é verificado o estado do
001 - contator ligou e ficou contator S, através da entrada E.L_S. Se o
grudado. estado da saída não estiver de acordo com o
último comando enviado para este contator
(durante 25 ciclos seguidos), é enviado esta
falha (F45), cujo complemento é o estado lido
pela entrada E.L_S (0 - contator não ligou, 1-
contator ficou com o contato ligado). O elevador
é travado quando ocorre esta falha.
F46-xxx Falha no contator D A cada 100 m, caso o comando esteja em sim
Complemento: automático, a rede esteja OK e que a segurança
000 - contator não ligou. geral não esteja atuado, é verificado o estado do
001 - contator ligou e ficou contator D, através da entrada E.L_D. Se o
grudado. estado da saída não estiver de acordo com o
último comando enviado para este contator
(durante 20 ciclos seguidos), é enviado esta
falha (F46), cujo complemento é o estado lido
pela entrada E.L_D (0 - contator não ligou, 1-
contator ficou com o contato ligado). O elevador
é travado quando ocorre esta falha.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


113/172
EX 800 FV - EXCEL 800 FV
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F47-000 O estado do relê SEG1 não A cada 100 m, caso o comando esteja em sim
coincide com do SEG2. automático, a rede esteja OK e que a segurança
geral não esteja atuada, é verificado o estado
dos relês SEG1 e SEG2, através das entradas
E.L_SEG1 e E.L_SEG2. Se o estado dos dois
relês não estiverem iguais (durante 25 ciclos
seguidos), é enviado esta falha (F47-000). O
elevador é travado quando ocorre esta falha.
F48-000 O estado do relê SEG3 não A cada 100 m, caso o comando esteja em sim
coincide com do SEG4. automático, a rede esteja OK e que a segurança
geral não esteja atuada, é verificado o estado
dos relês SEG3 e SEG4, através das entradas
E.L_SEG3 e E.L_SEG4. Se o estado dos dois
relês não estiverem iguais (durante 25 ciclos
seguidos), é enviado esta falha (F47-000). O
elevador é travado quando ocorre esta falha.
F49-000 O estado do relê AUT1 não A cada 100 m, caso o comando esteja em sim
coincide com do AUT2. automático, a rede esteja OK e que a segurança
geral não esteja atuada, é verificado o estado
dos relês AUT1 e AUT2, através das entradas
E.L_AUT1 e E.L_AUT2. Se o estado dos dois
relês não estiverem iguais (durante 25 ciclos
seguidos), é enviado esta falha (F49-000). O
elevador é travado quando ocorre esta falha.
F50-000 Falha na indicação de inversor No inicio da viagem (após o comando acionar a enquanto a falha
pronto no inicio de viagem saída RA1 - pino 8 do inversor), é testado se o persistir
(contato MF do inversor fechado). inversor está pronto (contado MF do inversor
fechado). Se após 0,8 seg. isto não ocorrer, é
enviado esta falha e a manobra é derrubada.
(Trava a manobra enquanto persistir a falha).
F50-001 Falha na indicação de inversor No final de viagem, é testado se o inversor sim (na terceira
pronto no final de viagem (contato desativou o contado MF. Se após 5 seg. isto não falha)
MF do inversor aberto). ocorrer, é enviado esta falha. Na terceira vez
que isto ocorrer o elevador é travado.
F53-000 Houve reversão de mais de 20 A cada 100ms, é verificado se houve reversão não
pulsos. de mais de 20 pulsos. Se isto ocorrer, é
sinalizado esta falha.
F54-posição Botão preso (Botão de pavimento A cada 1seg., caso o comando esteja em não
ou cabina está "oscilando"). automático e enquanto não está viajando, é
verificado se o mesmo botão não está sendo
acionado por mais de 30 segundos seguidos. O
comando envia a falha F54 e o complemento é o
pavimento de ocorrência.
Todas as falhas derrubam a manobra se o carro estiver em movimento.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


114/172
EX 800 FV (SOFTWARES 192/3) - EX800 FV
PARÂMETRO SIGNIFICADO VARIAÇÃO DEFALT
A00 Mostra a posição do elevador. (indicação do IPD)
A01 Mostra a posição do elevador. (indicação do
pavimento)
A02 Velocidade atual do elevador.
A04 Voltímetro. (medida da tensão)
A05 Frequencímetro. (frequência da rede)
A06 Erro de parada em milímetros. (com offset =100)
A10 Velocidade atual do elevador.
A11 Hodômetro. (X1000)
A12 Número do software. (Axx)
A13 Versão do software. (xxx)
A14 Sub. do software.
B00 Simula chamadas de cabina. 0 a número de
paradas-1
B01 Ao definir B1=1 e passar a chave manual/aut. de 0 ou 1
manual para automático o carro irá realizar uma
viagem de rebitagem.
B02 Reservado
B03 Ao definir B3=1 o comando passará a realizar 0 ou 1
chamadas aleatórias.
B04 Alinha o IPD pelo térreo. 1
B07 Altera o hodômetro. (X1000)
B08 Simula chamadas de pavimento de descida. 0 a número de
paradas-1
B09 Simula chamadas de pavimento de subida. 0 a número de
paradas-1
C00 Distância do LD3 e LS3 (cm). de 35 a 110 85
C02 0 a 30 5
C07 Presença ou de fotocélula 0
0 - sem. 0
1 - com. 1
C08 Presença ou da Rampa magnética 0
0 - sem RMT (rampa magnética). 0
1 - com RMT (rampa magnética). 1
C09 Configuração de abertura das portas 2
0 - estaciona sempre de porta fechada. 0
1 - estaciona de porta aberta somente 1
no andar de estacionamento.
2 - estaciona sempre de porta aberta. 2
3 - não abre porta de cabina. 3
C10 Configuração do andar inferior. de 0 a 64 0
C11 Configuração do andar superior. de 0 a 64 20
C12 Configuração do andar térreo ou principal. de 0 a 64 0
C13 Configuração do andar de estacionamento de 0 a 64 0
C15 Tempo de porta aberta para chamadas de cabina de 0 a 300 25
(tempo em 0,1 seg.).
C16 Tempo de porta aberta para chamadas de de 0 a 300 40
pavimento (tempo em 0,1 seg.).

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


115/172
EX 800 FV (SOFTWARES 192/3) - EX800 FV
PARÂMETRO SIGNIFICADO VARIAÇÃO DEFALT
C17 Tempo de porta aberta para chamadas do andar de 0 a 200 60
térreo (tempo em 0,1 seg.).
C20 Desaceleração máxima (x0,1 m/s²). de 3 a 15 5

Alteração somente com o carro parado.


C21 Jerk máximo (0,1 m/s³). de 1 a 40 5

Alteração somente com o carro parado.


C22 Após o comando de liberação do freio tempo que o de 0 a 100 3
comando vai aguardar para liberar o padrão
(x20ms).
C24 Velocidade manual. de 10 a 45 30
C25 Tempo de atraso do padrão (x20 m). 0 a 300 17
C26 Tempo para desligar o freio (x20ms). 0 a 30 1
C28 Pulsos descontados da distância total da viagem. 1
C29 Temporização de injeção DC na partida. de 0 a 100 8
C30 Velocidade final mínima. de 15 a 30 25
C32 Efeito da polia. de 1 a 4 1
C33 Diâmetro da polia (mm). de 1 a 999 790
C34 Relação de rotação motor/polia. de 31 a 99 67
C35 Escorregamento do motor. de 1 a 15 0
C36 Número do painel (numero do nó da rede) para de 0 a 99 0
identificação do sistema, quando operando em
grupo.
C37 Habilitação de estacionamento ( 0-não estaciona 1- de 0 a 1 0
estaciona ).
C38 Número de dentes da roda dentada. de 0 a 99 32
C39 Rotação síncrona do motor (x10 rpm) 180
120, 150 e 180.
C40 Grupo de atenuação 0
220V. 0
380V. 1
440V. 2
C41 Tensão nominal da rede. de 101 a 799 220
C42 Habilita detecção da falha do controle de velocidade de 0 a 1
0 - desabilita.
1 - habilita.
C43 Seleção das chamadas de pavimento 0
0 - atende todos os pavimentos. 0
1 - andares pares e andar de 1
estacionamento. 2
2 - andares ímpares e de 3
estacionamento.
3 - somente chamadas de cabina.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


116/172
EX 800 FV (SOFTWARES 192/3) - EX800 FV
PARÂMETRO SIGNIFICADO VARIAÇÃO DEFALT
C44 Cancelamento de chamada falsa 0
0 - cancela chamada. 0
1 - não cancela. 1
C45 Tensão no freio na partida. de 50 a 100 90
C46 Adiantamento (em pulsos) da posição para pré- de 3 a 15 9
fechamento do freio.
C47 Diferença a ser aplicada na tensão do freio próximo de 0 a 100 60
do ponto de parada (pré-fechamento do freio).

C47 tem que ser menor que C45.


C48 Velocidade mínima de viagem. de 10 a 25 15
C49 Temporização de injeção DC na parada. de 0 a 100 8
C50 senha para autorizar a modificação de parâmetros. 31 30

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


117/172
EX 800 FV (SOFTWARES 192/3) - EX800 FV
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F01-000 NAST - Ocorreu nast durante a Durante a viagem, se o contador de nast zerou e não
viagem. o carro não se movimentou pelo menos 30
pulsos, é sinalizada falha F01-000 e as
chamadas são canceladas. Caso o elevador
esteja na região de nivelamento, abrirá a porta, e
depois o elevador é reinicializado, senão ele é
reinicializado sem abrir a porta.
F02-000 NAST - Ocorreu nast no final da No final da viagem, se o contador de nast zerou não
viagem. e o carro não se movimentou pelo menos 10
pulsos, é sinalizada falha F02-000 e as
chamadas são canceladas. Caso o elevador
esteja na região de nivelamento, abrirá a porta, e
depois o elevador é reinicializado, senão ele é
reinicializado sem abrir a porta.
F03-posição Houve 3 tentativas seguidas de Durante o comando de fechar a porta, após o não
fechamento de porta e ocorreu comando verificar que não existe fuga massa,
erro na sequência de porta, PC ou não atuou segurança geral e a porta está aberta
CT atua junto com LPA. (LPA ativo) e não está no modo de inicialização,
é verificado se existe CT ou PC. Caso seja a
terceira tentativa de fechar a porta sem sucesso,
é sinalizado a falha F03, cujo o complemento é o
pavimento onde ocorreu a falha. As chamadas
são canceladas e o RMT é desligado e o PF
também.
F04-posição Houve 3 tentativas seguidas de Se existir CT ou PC sem houver PP e seja a não
fechamento de porta e ocorreu terceira tentativa de fechar a porta sem sucesso,
PC ou CT antes de fechar a porta é sinalizado a falha F04, cujo o complemento é o
(atuar PP). pavimento onde ocorreu a falha. As chamadas
são canceladas e o RMT é desligado e o PF
também.
F05-posição Houve 3 tentativas seguidas de Após o comando mandar fechar a porta, se não não
fechamento de porta e CT atuou detectar PC e detectar CT na terceira vez que
antes do PC. ocorrer isto, é sinalizado a falha F05 cujo o
complemento é o pavimento onde ocorreu a
falha.
F06-000 Houve 3 tentativas seguidas de Após o comando mandar fechar a porta, se não não
fechar a porta e não foi detectado detectar PC após 3 tentativas, o comando envia
PC. a falha F06-000.
F06-001 Houve 10 tentativas seguidas de Após o comando mandar fechar a porta, se não sim
fechar a porta e não foi detectado detectar PC após 10 tentativas ou mais, o
PC. comando envia a falha F06-001, desliga RMT ,
desliga PF, limpa as chamadas e trava o
elevador.
F07-posição Houve 3 tentativas de fechamento Após o comando mandar fechar a porta, se não não
de porta e não se verificou a detectar CT após 3 segundos, o comando envia
detecção de CT. a falha F07 e a posição onde o elevador se
encontra ou após 6 segundos no final do
comando de fechar porta, se houve 3 tentativas
de detecção de CT, o comando envia esta falha.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


118/172
EX 800 FV (SOFTWARES 192/3) - EX800 FV
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F08-000 Houve 3 tentativas de abertura de Após o comando mandar abrir a porta (ligar PA) não
porta e não foi detectado LPA. passar o tempo definido na variável tmout_porta
e ocorreram 3 tentativas de detecção de LPA, o
comando envia esta falha. (obs. Tmout_porta
não é inicializado em nenhum local do software).
F09-000 Após entrada da manobra (iniciar Após entrada da manobra (iniciar viagem) sim
viagem) passaram-se 2 segundos passou 2 segundos e o freio não foi liberado. O
e o freio não foi liberado. comando trava o carro após enviar esta falha,
tanto para viagem manual como em automático.
F09-001 Ocorreram três falhas F18. Se ocorrer 3 falhas F18 seguidas o comando não
sinaliza com F09-001.
F09-003 Ocorreu falha nos sensores IS/ID. No final da viagem é verificado se ocorreu sim
(é necessário realizar nova alguma falha nos sensores IS e ID, se ocorrer, é
rebitagem). sinalizado esta falha e o elevador é travado.
F10-000 Fuga massa durante a viagem. No fim de viagem verifica se houve fuga massa. sim
Se houve, abre a porta, limpa as chamadas e
trava o carro.
F10-002 Fuga massa durante o Se houver fuga massa quando o comando sim
fechamento da porta. mandou fechar a porta.
F10-003 Fuga massa durante a viagem Se houver fuga massa quando o comando está não
manual. em viagem manual.
F11-000 Atuou o termistor do motor. Em No fim de viagem verifica se houve atuação do enquanto a falha
viagem, termina a viagem e em térmico. Se houve, abre a porta e fica persistir
manual, aguarda o motor esfriar. aguardando o motor esfriar.
F12-posição Passou-se 1 minuto e PP não foi Durante o comando de fechamento de porta aguarda PP
detectado durante o fechamento passaram-se 1 minuto e não foi detectado PP. O
da porta. comando fica travado aguardando ocorrência de
PP.
F13-posição Ocorreram mais de 10 Durante o comando de abrir porta, se for não
reaberturas de portas por causa detectado que houve 10 ou mais reaberturas de
do PP estar falhando, ou porta por falha de PP ou ocorrência de SEGG, é
ocorrência de SEGG . sinalizado a falha F13-000.
F14-000 Botão PO acionado por mais de Durante o comando de fechar a porta, após o não
60 segundos. comando verificar que houve PP, se o botão PO
ficar acionado por mais de 60 segundos, é
sinalizado a falha F14-000.
F16-posição Passaram-se 6 segundos e CT Durante o comando de abrir porta após o não
não foi detectado durante a comando detectar E.L_RMT e aguardar até 6
abertura de porta. segundos e não detectar CT, sinaliza falha F16-
posição e reseta o comando. Depende da
configuração do parâmetro C08 (Ocorre se
C08=1).
F17-001 Atuou segurança geral em Durante a viagem é verificado se ocorreu não
movimento. segurança geral. Se ocorreu, é sinalizado F17-
001.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


119/172
EX 800 FV (SOFTWARES 192/3) - EX800 FV
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F17-002 Falhou PP. Durante a viagem, após verificar se ocorreu enquanto a falha
segurança geral. Se não ocorreu, é verificado se persistir
está sem PP, se estiver sem, é sinalizado F17-
002.
F17-003 Falhou PC. Durante a viagem, após verificar se tem PP. Se enquanto a falha
tiver, é verificado se está sem PC, se estiver persistir
sem, é sinalizado F17-003.
F17-004 Falhou CT. Durante a viagem, após verificar se tem PC. Se enquanto a falha
tiver, é verificado se está sem CT, se estiver persistir
sem, é sinalizado F17-004.
F17-005 Falhou SEGP. Durante a viagem, após verificar se tem CT. Se enquanto a falha
tiver, é verificado se está sem SEGP, se estiver persistir
sem, é sinalizado F17-005.
F17-006 Atuou segurança geral ou Após fechar a porta, foi detectado falta de não
segurança de porta após segurança geral (segg) ou falta de segurança de
fechamento da porta , antes do porta (segp) antes do carro partir.
elevador partir.
F17-007 Atuou segurança geral durante a Foi detectado falta de segurança geral (segg) sim
rebitagem. durante a rebitagem, após a rebitagem o
elevador é travado.
F18-posição Parada fora de posição. Se no fim de viagem não detectar IS ou ID, não
sinaliza com esta falha, limpa todas as
chamadas e reinicializa o elevador.
F19-000 Falha de memória Esta falha ocorre quando há problemas na não
(processamento interno - MRB). alocação de buffers pelo SO (MRB e SRB). É
sinalizado a falha e a CPU é resetada.
(reseta a CPU do carro).
F19-001 Falha de memória Esta falha ocorre quando há problemas na não
(processamento interno - SRB). alocação de buffers pelo SO (MRB e SRB). É
sinalizado a falha e a CPU é resetada.
(reseta a CPU do carro).
F20-000 Falha nos dados da NVRAM É testado a consistência (calculo de check-sum) não
(parâmetro E). dos dados da EEPROM e se for constatado erro,
é sinalizado com a falha F20 e o complemento
que depende da área. Sendo F20-000 para os
parâmetros E e F20-001para os dados de
rebitagem (é necessário realizar nova
rebitagem).
F20-001 Falha nos dados da NVRAM. É testado a consistência (calculo de check-sum) não
dos dados da EEPROM e se for constatado erro,
(é necessário realizar nova é sinalizado com a falha F20 e o complemento
rebitagem). que depende da área. Sendo F20-000 para os
parâmetros E e F20-001para os dados de
rebitagem (é necessário realizar nova
rebitagem).
F20-002 Falha nos dados da NVRAM não
(parâmetro C).
F31-000 Erro na sequência de fase. Erro na sequência de rede. enquanto a falha
persistir

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


120/172
EX 800 FV (SOFTWARES 192/3) - EX800 FV
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F32-000 Falta de fase U. Falta de fase U. enquanto a falha
persistir
F33-000 Falta de fase V. Falta de fase V. enquanto a falha
persistir
F34-000 Falta de fase W. Falta de fase W. enquanto a falha
persistir
F35-000 Falha de sobre-tensão. Falha de sobre-tensão. enquanto a falha
persistir
F36-000 Falha de sub-tensão. Falha de sub-tensão. enquanto a falha
persistir
F37-000 Falha de sincronismo da rede. A cada 100 m, o software verifica se houve falha enquanto a falha
de sincronismo com a rede. Se ocorrer mais 10 persistir
falhas, aí será sinalizado F37-000. Caso a
frequência fique maior que 70 Hz ou menor que
40 Hz, também será sinalizado a mesma falha.
F41-xxx Falha no contator A A cada 100 m, caso o comando esteja em enquanto a falha
Complemento: automático, a rede esteja OK e que a segurança persistir
000 - contator não ligou. geral não esteja atuado, é verificado o estado do
001 - contator ligou e ficou contator A, através da entrada E.L_A. Se o
grudado. estado da saída não estiver de acordo com o
último comando enviado para este contator
(durante 25 ciclos seguidos), é enviado esta
falha (F41), cujo complemento é o estado lido
pela entrada E.L_A (0 - contator não ligou, 1-
contator ficou com o contato ligado). O elevador
é travado enquanto esta falha persistir falha.
F45-xxx Falha no contator S A cada 100 m, caso o comando esteja em sim
Complemento: automático, a rede esteja OK e que a segurança
000 - contator não ligou. geral não esteja atuado, é verificado o estado do
001 - contator ligou e ficou contator S, através da entrada E.L_S. Se o
grudado. estado da saída não estiver de acordo com o
último comando enviado para este contator
(durante 25 ciclos seguidos), é enviado esta
falha (F45), cujo complemento é o estado lido
pela entrada E.L_S (0 - contator não ligou, 1-
contator ficou com o contato ligado). O elevador
é travado quando ocorre esta falha.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


121/172
EX 800 FV (SOFTWARES 192/3) - EX800 FV
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F46-xxx Falha no contator D A cada 100 m, caso o comando esteja em sim
Complemento: automático, a rede esteja OK e que a segurança
000 - contator não ligou. geral não esteja atuado, é verificado o estado do
001 - contator ligou e ficou contator D, através da entrada E.L_D. Se o
grudado. estado da saída não estiver de acordo com o
último comando enviado para este contator
(durante 20 ciclos seguidos), é enviado esta
falha (F46), cujo complemento é o estado lido
pela entrada E.L_D (0 - contator não ligou, 1-
contator ficou com o contato ligado). O elevador
é travado quando ocorre esta falha.
F47-000 O estado do relê SEG1 não A cada 100 m, caso o comando esteja em sim
coincide com do SEG2. automático, a rede esteja OK e que a segurança
geral não esteja atuada, é verificado o estado
dos relês SEG1 e SEG2, através das entradas
E.L_SEG1 e E.L_SEG2. Se o estado dos dois
relês não estiverem iguais (durante 25 ciclos
seguidos), é enviado esta falha (F47-000). O
elevador é travado quando ocorre esta falha.
F48-000 O estado do relê SEG3 não A cada 100 m, caso o comando esteja em sim
coincide com do SEG4. automático, a rede esteja OK e que a segurança
geral não esteja atuada, é verificado o estado
dos relês SEG3 e SEG4, através das entradas
E.L_SEG3 e E.L_SEG4. Se o estado dos dois
relês não estiverem iguais (durante 25 ciclos
seguidos), é enviado esta falha (F47-000). O
elevador é travado quando ocorre esta falha.
F49-000 O estado do relê AUT1 não A cada 100 m, caso o comando esteja em sim
coincide com do AUT2. automático, a rede esteja OK e que a segurança
geral não esteja atuada, é verificado o estado
dos relês AUT1 e AUT2, através das entradas
E.L_AUT1 e E.L_AUT2. Se o estado dos dois
relês não estiverem iguais (durante 25 ciclos
seguidos), é enviado esta falha (F49-000). O
elevador é travado quando ocorre esta falha.
F50-000 Falha na indicação de inversor No inicio da viagem (após o comando acionar a não
pronto no início de viagem saída RA1 - pino 8 do inversor), é testado se o
(contato MF do inversor fechado). inversor está pronto (contado MF do inversor
fechado. Se após 0,8 seg. isto não ocorrer, é
enviado esta falha e a manobra é derrubada
(Trava a manobra enquanto persistir a falha).
F50-001 Falha na indicação de inversor No final de viagem, é testado se o inversor não
pronto no final de viagem (contato desativou o contado MF. Se após 5 seg. isto não
MF do inversor aberto). ocorrer, é enviado esta falha. Na terceira vez
que isto ocorrer o elevador é travado.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


122/172
EX 800 FV (SOFTWARES 192/3) - EX800 FV
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F51-000 Comando de viagem inválido. Chamada da função inic_vg com tip (tp_vg) sim
errado (maior que 4). O comando trava o
elevador.
F52-000 Erro no controle de velocidade. No final de viagem, é verificado se está não
ocorrendo erro no controle da malha de
velocidade (velocidade de referencia -
velocidade atual maior que 1/6 da velocidade
nominal). Se ocorrer a falha, é tratada a falha
F52-000.
F53-000 Se houve parada por reversão de No final de viagem, é verificado se houve não
mais de 5 pulsos. reversão de mais de 5 pulsos. Se isto ocorrer, é
sinalizado esta falha.
Todas as falhas derrubam a manobra, se o carro estiver em movimento.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


123/172
EX 800 M1 - EXCEL 800 M1
PARÂMETRO SIGNIFICADO VARIAÇÃO DEFALT
A00 Mostra a posição do elevador. (indicação do IPD)
A01 Mostra a posição do elevador. (indicação do
pavimento)
A02 Velocidade atual do elevador.
A03 Corrente consumida pelo motor.
A04 Voltímetro. (medida da tensão)
A05 Frequencímetro. (frequência da rede)
A06 Erro de parada em milímetros. (com offset =100)
A07 Ângulo de disparo dos tiristores.
A09 Temperatura do enrolamento.
A10 Velocidade atual do elevador.
A11 Hodômetro. (X1000)
A12 Número do software. (Axx)
A13 Versão do software. (xxx)
A14 Sub. do software.
A15 Varia dependendo do valor definido no parâmetro
B02
0 - distância do limite LD3 (em cm). 0
1 - distância do limite LS3 (em cm). 1
4 - contador de marker. 4
B00 Simula chamadas de cabina. 0 a número de
paradas-1
B01 Ao definir B1=1 e passar a chave manual/aut. de 0 ou 1
manual para automático o carro irá realizar uma
viagem de rebitagem.
B02 Define qual será a informação mostrada no
parâmetro A15.
B03 Ao definir B3=1 o comando passará a realizar 0 ou 1
chamadas aleatórias.
B04 Alinha o IPD pelo térreo. 1
B06 Inserção da temperatura do motor. 0 a 119
B07 Altera o hodômetro (X1000).
B08 Simula chamadas de pavimento de descida. 0 a número de
paradas-1
B09 Simula chamadas de pavimento de subida. 0 a número de
paradas-1
C00 Distância do LD3 e LS3 (cm). de 35 a 150 85
C01 Distância de parada quando o elevador está de 2 a 50 5
descendo.
C02 Distância de parada quando o elevador está de 2 a 50 5
subindo.
C03 Distância de parada quando o elevador está nos de 2 a 150 15
extremos.

Se a distância de C01 ou C02 for maior que a do


C03, o comando não leva em conta o parâmetro
C03.
C05 Tempo de detecção de LPA. de 5 a 30 12

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


124/172
EX 800 M1 - EXCEL 800 M1
PARÂMETRO SIGNIFICADO VARIAÇÃO DEFALT
C06 Tempo de espera para fechamento do contator RA1 0 a 30 13
(0,1 segundo).
C07 Presença ou de fotocélula 0
0 - sem. 0
1 - com. 1
C08 Presença ou da Rampa magnética 0
0 - sem RMT (rampa magnética). 0
1 - com RMT (rampa magnética). 1
C09 Configuração de abertura das portas 2
0 - estaciona sempre de porta fechada. 0
1 - estaciona de porta aberta somente 1
no andar de estacionamento.
2 - estaciona sempre de porta aberta. 2
3 - não abre porta de cabina. 3
C10 Configuração do andar inferior. de 0 a 64 0
C11 Configuração do andar superior. de 0 a 64 9
C12 Configuração do andar térreo ou principal. de 0 a 64 0
C13 Configuração do andar de estacionamento. de 0 a 64 0
C14 Configuração do chicote para o poço 0
0 - EXDB até 21 paradas. 0
1 - EXBB até 13 paradas. 1
C15 Tempo de porta aberta para chamadas de cabina de 0 a 300 25
(tempo em 0,1 s).
C16 Tempo de porta aberta para chamadas de de 0 a 300 40
pavimento (tempo em 0,1 s).
C17 Tempo de porta aberta para chamadas do andar de 0 a 200 60
térreo (tempo em 0,1 s)
C19 Desaceleração máxima para viagens de 1 andar de 1 a 15 6
(x0,1 m/s²).

Alteração somente com o carro parado.


C20 Desaceleração máxima para viagens de mais de 1 de 1 a 15 6
andar (x0,1 m/s²).

Alteração somente com o carro parado.


C21 Jerk máximo (0,1 m/s³). de 1 a 40 15

Alteração somente com o carro parado.


C22 Corrente injetada na partida. de 0 a 25 20
C23 Corrente injetada na parada. de 0 a 25 20
C24 Ganho integral para viagem de 1 andar . diferente de 0 30
C25 Ganho proporcional para viagem de 1 andar. 200
C26 Ganho divisor para viagem de 1 andar. 80
C27 Ganho integral para viagem de mais de 1 andar. diferente de 0 80
C28 Ganho proporcional para viagem de mais de 1 200
andar.
C29 Ganho divisor para viagem de mais de 1 andar. 100

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


125/172
EX 800 M1 - EXCEL 800 M1
PARÂMETRO SIGNIFICADO VARIAÇÃO DEFALT
C30 Torque de inércia. 0 a 499 200
C31 Torque de carga máximo. 0 a 499 200
C32 Efeito da polia. de 1 a 4 2
C33 Diâmetro da polia (mm). de 1 a 999 450
C34 Rotação da polia de tração. de 1 a 199 131
C35 Corrente nominal do motor. 26
C36 Número do painel (número do nó da rede) para de 0 a 100 0
identificação do sistema, quando operando em
grupo.
C37 Habilitação de estacionamento ( 0-não estaciona 1- de 0 a 1 0
estaciona ).
C38 Número de dentes da roda dentada. de 0 a 99 32
C39 Rotação síncrona do motor. 120, 150 ou 180 180

C40 Grupo de atenuação 0


220V. 0
380V. 1
440V. 2
C41 Tensão nominal da rede. de 101 a 799 220
C43 Seleção das chamadas de pavimento 0
0 - atende todos os pavimentos. 0
1 - andares pares e andar de 1
estacionamento. 2
2 - andares ímpares e de 3
estacionamento.
3 - somente chamadas de cabina.
C44 Cancelamento de chamada falsa 0
0 - cancela chamada. 0
1 - não cancela. 1
C45 Tipo do motor 0
0 - motor de 2 enrolamentos (1V). 0
1 - motor de 1 enrolamento (2V). 1
C46 Número de placas JV229 (interface a relê). 0a3 0
C47 IPD serial 0
0 - ausente. 0
1 - presente. 1
C49 Seleção do conjunto sensor de velocidade 0
0 - roda dentada. 0
1 - sensor magnético. 1
C50 Senha para autorizar a modificação de parâmetros. 31 30

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


126/172
EX 800 M1 - EXCEL 800 M1
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA OBS
F01-000 NAST - Ocorreu nast durante a Durante a viagem, se o contador de nast não
viagem. zerou e o carro não se movimentou pelo
menos 30 pulsos, é sinalizada falha F01-
000 e as chamadas são canceladas.
Caso o elevador esteja na região de
nivelamento, abrirá a porta. E o elevador
é travado.
F02-000 NAST - Ocorreu nast no final da No final da viagem, se o contador de não
viagem. nast zerou e o carro não se movimentou
pelo menos 10 pulsos, é sinalizada falha
F02-000 e as chamadas são
canceladas. Caso o elevador esteja na
região de nivelamento, abrirá a porta. E
o elevador é travado.
F03-posição Houve 3 tentativas seguidas de Durante o comando de fechar a porta, não
fechamento de porta e ocorreu após o comando verificar que não existe
erro na sequência de porta, PC fuga massa, não atuou segurança geral
ou CT atua junto com LPA. e a porta está aberta (LPA ativo) e não
está no modo de inicialização, é
verificado se existe CT ou PC. Caso seja
a terceira tentativa de fechar a porta
sem sucesso, é sinalizado a falha F03,
cujo o complemento é o pavimento onde
ocorreu a falha. As chamadas são
canceladas e o RMT é desligado e o PF
também.
F04-posição Houve 3 tentativas seguidas de Se existir CT ou PC sem houver PP e não
fechamento de porta e ocorreu seja a terceira tentativa de fechar a porta
PC ou CT antes de fechar a sem sucesso, é sinalizado a falha F04,
porta (atuar PP). cujo o complemento é o pavimento onde
ocorreu a falha. As chamadas são
canceladas e o RMT é desligado e o PF
também.
F05-posição Houve 3 tentativas seguidas de Após o comando mandar fechar a porta, não
fechamento de porta e CT atuou se não detectar PC e detectar CT na
antes do PC. terceira vez que ocorrer isto, é sinalizado
a falha F05, cujo o complemento é o
pavimento onde ocorreu a falha.
F06-000 Houve 3 tentativas seguidas de Após o comando mandar fechar a porta, não
fechar a porta e não foi se não detectar PC após 3 tentativas o
detectado PC. comando envia a falha F06-000.
F06-001 Houve 10 tentativas seguidas de Após o comando mandar fechar a porta, sim
fechar a porta e não foi se não detectar PC após 10 tentativas
detectado PC. ou mais, o comando envia a falha F06-
001. Desliga RMT , desliga PF, limpa as
chamadas e trava o elevador.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


127/172
EX 800 M1 - EXCEL 800 M1
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA OBS
F07-posição Houve 3 tentativas de Após o comando mandar fechar a porta, não
fechamento de porta e não se se não detectar CT após 3 segundos o
verificou a detecção de CT. comando envia a falha F07 e a posição
onde o elevador se encontra ou após 6
segundos no final do comando de fechar
porta, se houve 3 tentativas de detecção
de CT, o comando envia esta falha.
F08-000 Houve 3 tentativas de abertura Após o comando mandar abrir a porta não
de porta e não foi detectado (ligar PA), passar o tempo definido em
LPA. O tempo máximo de C05 e ocorreram 3 tentativas de
detecção de LPA depende do detecção de LPA, o comando envia esta
parâmetro C5. falha.
F09-000 Após entrada da manobra Após entrada da manobra (iniciar sim
(iniciar viagem) passaram-se 2 viagem), passou 2 segundos e o freio
segundos e o freio não foi não foi liberado. O comando trava o
liberado. carro após enviar esta falha, tanto para
viagem manual como em automático.
F09-001 Ocorreram três falhas F18. Se ocorrer 3 falhas F18 seguidas, o não
comando sinaliza com F09-001.
F09-003 Ocorreu falha nos sensores No final da viagem, é verificado se sim é necessário
IS/ID. ocorreu alguma falha nos sensores IS e realizar nova
ID. Se ocorrer, é sinalizado esta falha e rebitagem
o elevador é travado.
F09-004 Ocorreu alguma falha durante a Quando o carro para na viagem de não
reinicialização. reinicialização e este não atinge o limite
de parada, é sinalizado esta falha. Numa
mesma viagem, pode ocorrer 3 falhas
sem travar o carro. Esta falha sempre é
acompanhada de outro código de falha.
F09-005 Ocorreram três falhas durante a Quando o carro para na viagem de sim
mesma viagem de reinicialização e este não atinge o limite
reinicialização. de parada e é a quarta falha seguida, é
sinalizado esta falha e o elevador é
travado. Esta falha sempre é
acompanhado de outro código de falha.
F10-000 Fuga massa durante a viagem. No fim de viagem, verifica se houve fuga sim
massa. Se houve, abre a porta, limpa as
chamadas e trava o carro.
F10-002 Fuga massa durante o Se houver fuga massa quando o sim
fechamento da porta. comando mandou fechar a porta.
F10-003 Fuga massa durante a viagem Se houver fuga massa quando o não
manual. comando está em viagem manual.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


128/172
EX 800 M1 - EXCEL 800 M1
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA OBS
F11-000 Atuou o termistor do motor. Em No fim de viagem, verifica se houve enquanto a falha persistir
viagem, termina a viagem e em atuação do térmico. Se houve, abre a
manual, aguarda o motor esfriar. porta e fica aguardando o motor esfriar.
F13-posição Ocorreram mais de 10 Durante o comando de abrir porta, se for não
reaberturas de porta por causa detectado que houve 10 ou mais
do PP estar falhando, ou reaberturas de porta por falha de PP ou
ocorrência de SEGG. ocorrência de SEGG, é sinalizado a
falha F13-000.
F14-000 Botão PO acionado por mais de Durante o comando de fechar a porta, não
60 segundos. após o comando verificar que houve PP,
se o botão PO ficar acionado por mais
de 60 segundos, é sinalizado a falha
F14-000.
F16-posição Passaram-se 6 segundos e CT Durante o comando de abrir porta, após não
não foi detectado durante a o comando detectar E.L_RMT e
abertura de porta. aguardar até 6 segundos e não detectar
CT, sinaliza falha F16-posição e reseta o
comando. Depende da configuração do
parâmetro C08 (Ocorre se C08=1).
F17-001 Atuou segurança geral em Durante a viagem, é verificado se não
movimento. ocorreu segurança geral. Se ocorreu, é
sinalizado F17-001.
F17-002 Falhou PP. Durante a viagem, após verificar se enquanto a falha persistir
ocorreu segurança geral. Se não
ocorreu, é verificado se está sem PP, se
estiver sem, é sinalizado F17-002.
F17-003 Falhou PC. Durante a viagem, após verificar se tem enquanto a falha persistir
PP. Se tiver, é verificado se está sem
PC, se estiver sem, é sinalizado F17-
003.
F17-004 Falhou CT. Durante a viagem, após verificar se tem enquanto a falha persistir
PC. Se tiver, é verificado se está sem
CT, se estiver sem, é sinalizado F17-
004.
F17-005 Falhou SEGP. Durante a viagem, após verificar se tem enquanto a falha persistir
CT. Se tiver, é verificado se está sem
SEGP, se estiver sem, é sinalizado F17-
005.
F17-006 Atuou segurança geral ou Após fechar a porta, foi detectado falta não
segurança de porta após de segurança geral (segg) ou falta de
fechamento da porta , antes do segurança de porta (segp) antes do
elevador partir. carro partir.
F17-007 Atuou segurança geral durante a Foi detectado falta de segurança geral sim
rebitagem. (segg) durante a rebitagem, após a
rebitagem, o elevador é travado.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


129/172
EX 800 M1 - EXCEL 800 M1
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA OBS
F18-posição Parada fora de posição. Se no fim de viagem não detectar IS ou não
ID, sinaliza com esta falha, limpa todas
as chamadas e reinicializa o elevador.
F19-000 Falha de memória Esta falha ocorre quando há problemas não reseta a CPU
(processamento interno - MRB). na alocação de buffers pelo SO (MRB e do carro
SRB). É sinalizado a falha e a CPU é
resetada.
F19-001 Falha de memória Esta falha ocorre quando há problemas não reseta a CPU
(processamento interno - SRB). na alocação de buffers pelo SO (MRB e do carro
SRB). É sinalizado a falha e a CPU é
resetada.
F20-000 Falha nos dados da NVRAM É testado a consistência (calculo de não
(parâmetro C). check-sum) dos dados da EEPROM e
se for constatado erro, é sinalizado com
a falha F20 e o complemento que
depende da área. Sendo F20-000 para
os parâmetros C, F20-001 para os
parâmetros E, F20-002 para os dados
de rebitagem (é necessário realizar nova
rebitagem), F20-003 para os parâmetros
H (placa de reles - JV0229).
F20-001 Falha nos dados da NVRAM É testado a consistência (calculo de não
(parâmetro E). check-sum) dos dados da EEPROM e
se for constatado erro, é sinalizado com
a falha F20 e o complemento que
depende da área. Sendo F20-000 para
os parâmetros C, F20-001 para os
parâmetros E, F20-002 para os dados
de rebitagem (é necessário realizar nova
rebitagem), F20-003 para os parâmetros
H (placa de reles - JV0229).
F20-002 Falha nos dados da NVRAM É testado a consistência (calculo de não
(rebitagem). check-sum) dos dados da EEPROM e
se for constatado erro, é sinalizado com
a falha F20 e o complemento que
depende da área. Sendo F20-000 para
os parâmetros C, F20-001 para os
parâmetros E, F20-002 para os dados
de rebitagem (é necessário realizar nova
rebitagem), F20-003 para os parâmetros
H (placa de reles - JV0229).

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


130/172
EX 800 M1 - EXCEL 800 M1
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA OBS
F20-003 Falha nos dados da NVRAM É testado a consistência (calculo de não é necessário
(parâmetro H - placa JV229). check-sum) dos dados da EEPROM e realizar nova
se for constatado erro, é sinalizado com rebitagem
a falha F20 e o complemento que
depende da área. Sendo F20-000 para
os parâmetros C, F20-001 para os
parâmetros E, F20-002 para os dados
de rebitagem (é necessário realizar nova
rebitagem), F20-003 para os parâmetros
H (placa de reles - JV0229).
F21-000 Falha de sobre aquecimento do A cada 100ms verificado, quando o enquanto a falha persistir
enrolamento do motor. carro estiver em movimento se houve
sobre-aquecimento do enrolamento do
motor. Se isto ocorrer, é sinalizado esta
falha. Esta falha trava o carro enquanto
a falha persistir.
F21-001 Falha no motor do ventilador do A cada 100ms é verificado se o não
motor. ventilador do motor está ligado. Com o
carro parado, (entrada E.L_OEI2) se não
tiver corrente no ventilador (o fio de
alimentação do ventilador do motor deve
passar junto aos TCs), é sinalizado esta
falha.
F23-000 Houve reversão de mais de 20 A cada 100ms verificado, se houve não
pulsos. reversão de mais de 20 pulsos, é
sinalizado esta falha.
F24-002 Falha nos sinais INA e INB. Para máquinas sem encoder, a cada 60 não
pulsos corretos, o comando verifica se
houve 40 pulsos reversos.
F28-posição Houve falha de segurança de Após o comando mandar fechar a porta, não
porta durante o fechamento de se detectar CT e detectar falha na
porta. segurança de porta após 3 segundos, o
comando envia a falha F28 e a posição
onde o elevador se encontra.
F30-000 Falha por sobre-corrente. Sobrecorrente. enquanto a falha persistir

F31-000 Erro na sequência de fase. Erro na sequência de rede. enquanto a falha persistir

F32-000 Falta de fase U (tensão). Falta de fase U. enquanto a falha persistir

F32-001 Falta de fase U (TC1 e TC2). Falta de fase U da corrente (TC1 e sim
TC2).
F33-000 Falta de fase V (tensão). Falta de fase V. enquanto a falha persistir

F33-001 Falta de fase V (TC1 e TC2). Falta de fase V da corrente (TC1 e sim
TC2).

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


131/172
EX 800 M1 - EXCEL 800 M1
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA OBS
F34-000 Falta de fase W. Falta de fase W. enquanto a falha persistir

F35-000 Falha de sobre-tensão. Falha de sobre-tensão. enquanto a falha persistir

F36-000 Falha de sub-tensão. Falha de sub-tensão. enquanto a falha persistir

F37-000 Falha de sincronismo da rede. A cada 100 m, o software verifica se enquanto a falha persistir
houve falha de sincronismo com a rede.
Se ocorrer mais 10 falhas, aí será
sinalizado F37-000. Caso a frequência
fique maior que 70 Hz ou menor que 40
Hz, também será sinalizado a mesma
falha.
F38-000 Falha por sub-corrente. Sub-corrente. enquanto a falha persistir

F41-xxx Falha no contator A A cada 100 m, caso o comando esteja enquanto a falha persistir
Complemento: em automático, a rede esteja OK e que
000 - contator não ligou. a segurança geral não esteja atuada, é
001 - contator ligou e ficou verificado o estado do contator A,
grudado. através da entrada E.L_A. Se o estado
da saída não estiver de acordo com o
último comando enviado para este
contator (durante 25 ciclos seguidos), é
enviado esta falha (F41), cujo
complemento é o estado lido pela
entrada E.L_A (0 - contator não ligou, 1-
contator ficou com o contato ). O
elevador é travado enquanto esta falha
persistir falha.
F42-xxx Falha no contator B A cada 100 m, caso o comando esteja sim
Complemento: em automático, a rede esteja OK e que
000 - contator não ligou. a segurança geral não esteja atuada, é
001 - contator ligou e ficou verificado o estado do contator C,
grudado. através da entrada E.L_C. Se o estado
da saída não estiver de acordo com o
último comando enviado para este
contator (durante 25 ciclos seguidos), é
enviado esta falha (F42), cujo
complemento é o estado lido pela
entrada E.L_C (0 - contator não ligou, 1-
contator ficou com o contato ligado). O
elevador é travado quando ocorre esta
falha.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


132/172
EX 800 M1 - EXCEL 800 M1
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA OBS
F43-xxx Falha no contator C A cada 100 m, caso o comando esteja sim
Complemento: em automático, a rede esteja OK e que
000 - contator não ligou. a segurança geral não esteja atuada, é
001 - contator ligou e ficou verificado o estado do contator B,
grudado. através da entrada E.L_B. Se o estado
da saída não estiver de acordo com o
último comando enviado para este
contator (durante 20 ciclos seguidos), é
enviado esta falha (F43), cujo
complemento é o estado lido pela
entrada E.L_B (0 - contator não ligou, 1-
contator ficou com o contato ligado). O
elevador é travado quando ocorre esta
falha.
F44-xxx Falha no contator RA1 A cada 100 m, caso o comando esteja enquanto a falha persistir
Complemento: em automático, a rede esteja OK e que
000 - contator não ligou. a segurança geral não esteja atuada é
001 - contator ligou e ficou verificado o estado do contator RA1,
grudado. através da entrada E.L_RA1. Se o
estado da saída não estiver de acordo
com o último comando enviado para
este contator (durante 25 ciclos
seguidos), é enviado esta falha (F44),
cujo complemento é o estado lido pela
entrada E.L_RA1 (0 - contator não ligou,
1- contator ficou com o contato ligado).
O elevador é travado enquanto esta
falha persistir falha.
F45-xxx Falha no contator S A cada 100 m, caso o comando esteja sim
Complemento: em automático, a rede esteja OK e que
000 - contator não ligou. a segurança geral não esteja atuada é
001 - contator ligou e ficou verificado o estado do contator S,
grudado. através da entrada E.L_S. Se o estado
da saída não estiver de acordo com o
último comando enviado para este
contator (durante 25 ciclos seguidos), é
enviado esta falha (F45), cujo
complemento é o estado lido pela
entrada E.L_S (0 - contator não ligou, 1-
contator ficou com o contato ligado). O
elevador é travado quando ocorre esta
falha.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


133/172
EX 800 M1 - EXCEL 800 M1
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA OBS
F46-xxx Falha no contator D A cada 100 m, caso o comando esteja sim
Complemento: em automático, a rede esteja OK e que
000 - contator não ligou. a segurança geral não esteja atuada é
001 - contator ligou e ficou verificado o estado do contator D,
grudado. através da entrada E.L_D. Se o estado
da saída não estiver de acordo com o
último comando enviado para este
contator (durante 20 ciclos seguidos), é
enviado esta falha (F46), cujo
complemento é o estado lido pela
entrada E.L_D (0 - contator não ligou, 1-
contator ficou com o contato ligado). O
elevador é travado quando ocorre esta
falha.
F47-000 O estado do relê SEG1 não A cada 100 m, caso o comando esteja sim
coincide com do SEG2. em automático, a rede esteja OK e que
a segurança geral não esteja atuada é
verificado o estado dos relês SEG1 e
SEG2, através das entradas E.L_SEG1
e E.L_SEG2. Se o estado dos dois relês
não estiverem iguais (durante 25 ciclos
seguidos), é enviado esta falha (F47-
000). O elevador é travado quando
ocorre esta falha.
F48-000 O estado do relê SEG3 não A cada 100 m, caso o comando esteja sim
coincide com do SEG4. em automático, a rede esteja OK e que
a segurança geral não esteja atuada, é
verificado o estado dos relês SEG3 e
SEG4, através das entradas E.L_SEG3
e E.L_SEG4. Se o estado dos dois relês
não estiverem iguais (durante 25 ciclos
seguidos), é enviado esta falha (F47-
000). O elevador é travado quando
ocorre esta falha.
F49-000 O estado do relê AUT1 não A cada 100 m, caso o comando esteja sim
coincide com do AUT2. em automático, a rede esteja OK e que
a segurança geral não esteja atuada, é
verificado o estado dos relês AUT1 e
AUT2, através das entradas E.L_AUT1 e
E.L_AUT2. Se o estado dos dois relês
não estiverem iguais (durante 25 ciclos
seguidos), é enviado esta falha (F49-
000). O elevador é travado quando
ocorre esta falha.
Todas as falhas derrubam a manobra se o carro estiver em movimento.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


134/172
EX HD - EXCEL HIDRÁULICO
PARÂMETRO SIGNIFICADO VARIAÇÃO DEFALT
A00 Mostra a posição do elevador. (indicação do IPD)
A01 Mostra a posição do elevador. (indicação do
pavimento)
A02 Indica se está na região de nivelamento
0 - não está região de nivelamento.
1 - está na região de nivelamento.
A03 Corrente consumida pelo motor.
A04 Voltímetro. (medida da tensão)
A05 Frequencímetro. (frequência da rede)
A06 Indica se está na região de nivelamento
0 - não está região de nivelamento.
1 - está na região de nivelamento.
A07 Estado do sensor IS.
A08 Estado do sensor ID.
A09 Estados de IS e ID (not IS and not ID)
0 - IS ou ID ou ambos acesos.
1 - IS e ID apagados.
A11 Hodômetro. (X1000)
A12 Número do software. (Axx)
A13 Versão do software. (xxx)
A14 Sub. do software.
B00 Simula chamadas de cabina. 0 a número de
paradas-1
B01 Ao definir B1=1 e passar a chave manual/aut. de 0 ou 1
manual para automático o carro irá realizar uma
viagem de rebitagem.
B03 Ao definir B3=1 o comando passará a realizar 0 ou 1
chamadas aleatórias.
B04 Alinha o IPD pelo térreo. 1
B08 Simula chamadas de pavimento de descida. 0 a número de
paradas-1
B09 Simula chamadas de pavimento de subida 0 a número de
paradas-1
C00 Número de chapas entre andares 0
0 - duas chapas na mesma linha. 0
1- uma chapa na mesma linha. 1
2 - duas chapas uma na linha IS 2
e outra na linha ID.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


135/172
EX HD - EXCEL HIDRÁULICO
PARÂMETRO SIGNIFICADO VARIAÇÃO DEFALT
C01 Potência do motor 0
00 - 06,0 CV 00
01 - 10,0 CV 01
02 - 16,0 CV 02
03 - 20,0 CV 03
04 - 25,0 CV 04
05 - 30,0 CV 05
06 - 33,0 CV 06
07 - 38,0 CV 07
08 - 40,0 CV 08
09 - 50,0 CV 09
10 - 60,0 CV 10
11 - 03,0 CV 11
12 - 04,0 CV 12
13 - 05,0 CV 13
14 - 15,0 CV 14
15 - 17,0 CV 15
C02 Frequência da máquina 0
0 - 60 Hz 0
1 - 50 Hz 1
C03 Tipo de acionamento de 0 a 2 0
0 -Triângulo estrela IGV.
1 -Triângulo estrela GMV.
2 -Triângulo estrela com soft-stop
GMV.
C04 Tempo máximo de viagem entre andares. de 0 a 300 10
(NAST)
C05 Tempo máximo de viagem de extremo a extremo. de 0 a 300 40
(AST)
C06 Viagens periódicas. de 0 a 1 0
C07 Presença ou de fotocélula 0
0 - sem. 0
1 - com. 1
C08 Presença ou da Rampa magnética 0
0 - sem RMT (rampa magnética). 0
1 - com RMT (rampa magnética). 1
C09 Configuração de abertura das portas 0
0 - estaciona sempre de porta fechada. 0
1 - estaciona de porta aberta somente 1
no andar de estacionamento.
2 - estaciona sempre de porta aberta. 2
3 - não abre porta de cabina. 3
C10 Configuração do andar inferior. de 0 a 64 0
C11 Configuração do andar superior. de 0 a 64 10
C12 Configuração do andar térreo ou principal. de 0 a 64 0
C13 Configuração do andar de estacionamento de 0 a 64 10
C14 Configuração do chicote para o poço (usar somente 0
1).
C15 Tempo de porta aberta para chamadas de cabina de 0 a 300 25
(tempo em 0,1 seg.).

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


136/172
EX HD - EXCEL HIDRÁULICO
PARÂMETRO SIGNIFICADO VARIAÇÃO DEFALT
C16 Tempo de porta aberta para chamadas de de 0 a 300 40
pavimento (tempo em 0,1 seg.).
C17 Tempo de porta aberta para chamadas do andar de 0 a 200 60
térreo (tempo em 0,1 seg.).
C18 Atlas code presente 1

0 - com. 0
1 - sem. 1

Opção somente para os softwares: A00105,


A00172.
C19 Tempo para desligar as válvulas na subida após de 0 a 300 10
estar nivelado (x20ms).
C20 Tempo para desligar as válvulas na descida após de 0 a 300 10
estar nivelado (x20ms).
C21 Número de vezes que o comando tentará o de 0 a 10 0
renivelamento.
C22 Tempo qual o comando aguarda para iniciar o de 0 a 500 0
retardamento nas viagens de um andar subindo
(0x20ms).
C23 Tempo qual o comando aguarda para iniciar o de 0 a 500 0
retardamento nas viagens de um andar descendo
(0x20ms).
C24 Tempo aguardado para realizar uma viagem de 0 a 20 0
periódica, desde que o parâmetro C06 esteja igual a
1) (minutos).
C36 Número do painel (numero do nó da rede) para de 0 a 99 0
identificação do sistema, quando operando em
grupo.
C37 Habilitação de estacionamento 0
0 - não estaciona. 0
1 - estaciona. 1
C40 Grupo de atenuação. 0
0 - 220V 0
1 - 380V 1
2 - 440V 2
C41 Tensão nominal da rede. de 101 a 799 220
C42 Pesador de carga de 110% 0
0 - ausente. 0
1 - presente. 1
C43 Seleção das chamadas de pavimento 0
0 - atende todos os pavimentos. 0
1 - andares pares e andar de 1
estacionamento. 2
2 - andares impares e de estacionamento. 3
3 - somente chamadas de cabina.
C44 Cancelamento de chamada falsa 0
0 - cancela chamada. 0
1 - não cancela. 1

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


137/172
EX HD - EXCEL HIDRÁULICO
PARÂMETRO SIGNIFICADO VARIAÇÃO DEFALT
C45 Tipo de sinalização. de 0 a 13 0
C46 Adiantamento (em pulsos) da posição para pré- de 3 a 15 0
fechamento do freio.
C48 Teste de PP em ascensorista e durante a viagem 0
0 - não testa PP. 0
1 - testa PP. 1
C49 Tempo de detecção de LPA. de 5 a 30 12
C50 Senha para autorizar a modificação de parâmetros. 31 30
H00 ANO 0 a 99
H01 MÊS 01 a 12
H02 DIA 01 a 31
H03 DIA DA SEMANA 01 a 07
H04 HORA 0 a 23
H05 MINUTO 0 a 59
H06 Envia os parâmetros para a memória do plasma da
cabina.
Opção somente para softwares que possuem os parâmetros H: A00171, A00172, A00173, A00174.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


138/172
EX HD - EXCEL HIDRÁULICO
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F01-000 NAST - Ocorreu nast durante a Durante o inicio da viagem, se o contador de não
viagem. nast zerou, é sinalizada falha F01-000 e as
chamadas são canceladas. Caso o elevador
esteja na região de nivelamento, abrirá a porta e
depois o elevador é reinicializado, senão ele é
reinicializado imediatamente. Tempo definido no
parâmetro C04.
F01-001 AST - Ocorreu ast durante a Durante a viagem, se o contador de ast zerou, é não
viagem. sinalizada falha F01-001 e as chamadas são
canceladas. Caso o elevador esteja na região de
nivelamento, abrira a porta e depois o elevador é
reinicializado, senão ele é reinicializado
imediatamente. Tempo definido no parâmetro
C05.
F02-000 NAST - Ocorreu nast no final da Durante o final da viagem, se o contador de nast não
viagem. zerou, é sinalizada falha F02-000 e as
chamadas são canceladas. Caso o elevador
esteja na região de nivelamento, abrirá a porta, e
depois o elevador é reinicializado, senão ele é
reinicializado imediatamente. Tempo definido no
parâmetro C04.
F03-posição Houve 3 tentativas seguidas de Durante o comando de fechar a porta, após o não
fechamento de porta e ocorreu comando verificar que não existe fuga massa,
erro na sequência de porta, PC ou não atuou segurança geral e a porta está aberta
CT atua junto com LPA. (LPA ativo) e não está no modo de inicialização.
É verificado se existe CT ou PC. Caso seja a
terceira tentativa de fechar a porta sem sucesso,
é sinalizado a falha F03 cujo o complemento é o
pavimento onde ocorreu a falha. As chamadas
são canceladas e o RMT é desligado e o PF
também.
F04-posição Houve 3 tentativas seguidas de Se existir CT ou PC sem houver PP e seja a não
fechamento de porta e ocorreu terceira tentativa de fechar a porta sem sucesso,
PC ou CT antes de fechar a porta é sinalizado a falha F04, cujo o complemento é o
(atuar PP). pavimento onde ocorreu a falha. As chamadas
são canceladas e o RMT é desligado e o PF
também.
F05-posição Houve 3 tentativas seguidas de Após o comando mandar fechar a porta, se não não
fechamento de porta e CT atuou detectar PC e detectar CT na terceira vez que
antes do PC. ocorrer isto, é sinalizado a falha F05, cujo o
complemento é o pavimento onde ocorreu a
falha.
F06-000 Houve 3 tentativas seguidas de Após o comando mandar fechar a porta, se não não
fechar a porta e não foi detectado detectar PC após 3 tentativas, o comando envia
PC. a falha F06-000.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


139/172
EX HD - EXCEL HIDRÁULICO
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F07-posição Houve 3 tentativas de fechamento Após o comando mandar fechar a porta, se não não
de porta e não se verificou a detectar CT após 3 segundos, o comando envia
detecção de CT. a falha F07 e a posição onde o elevador se
encontra ou após 6 segundos no final do
comando de fechar porta, se houve 3 tentativas
de detecção de CT, o comando envia esta falha.
F08-000 Houve 3 tentativas de abertura de Após o comando mandar abrir a porta (ligar PA), não
porta e não foi detectado LPA. passar o tempo definido na variável tmout_porta
e ocorreram 3 tentativas de detecção de LPA, o
comando envia esta falha. (obs. Tmout_porta
não é inicializado em nenhum local do software).
F09-001 Ocorreram três falhas F18. Se ocorrer 3 falhas F18 seguidas, o comando não
sinaliza com F09-001.
F10-000 Fuga massa durante a viagem. No fim de viagem, verifica se houve fuga massa. sim
Se houve, abrirá a porta, limpa as chamadas e
trava o carro.
F10-001 Excesso de carga (110%). Durante a viagem em automático, é verificado enquanto a falha
Aguarda a lotação normalizar. pesador de 110%. Se o pesador estiver atuado, persistir
sinaliza a falha F10-001 e o carro fica travado
até que o pesador deixe de atuar.
F12-posição Passou-se 1 minuto e PP não foi Durante o comando de fechamento de porta, aguarda PP
detectado durante o fechamento passaram-se 1 minuto e não foi detectado PP. O
da porta. comando fica travado aguardando ocorrência de
PP.
F13-posição Ocorreram mais de 10 Durante o comando de abrir porta, se for não
reaberturas de portas por causa detectado que houve 10 ou mais reaberturas de
do PP estar falhando ou porta por falha de PP ou ocorrência de SEGG, é
ocorrência de SEGG. sinalizado a falha F13-000.
F14-000 Botão PO acionado por mais de Durante o comando de fechar a porta, após o não
60 segundos. comando verificar que houve PP se o botão PO
ficar acionado por mais de 60 segundos, é
sinalizado a falha F14-000.
F14-001 Falha na fotocélula. Durante o comando de fechar a porta, após o não
comando verificar que houve PP, se após 2
segundos não for detectado a fotocélula, é
sinalizado a falha F14-001.
F15-000 Passaram-se 6 segundos e RMT Durante o comando de abrir porta, após o não
não foi detectado durante a comando desligar PF e desligar RMT, aguarda
abertura de porta. até 6 segundos para que a entrada E.L_RMT vá
para 1. Se não for, sinaliza falha F15-000.
Depende da configuração do parâmetro C08
(Ocorre se C08=1).
F16-000 Passaram-se 6 segundos e CT Durante o comando de abrir porta, após o não
não foi detectado durante a comando detectar E.L_RMT e aguardar até 6
abertura de porta. segundos e não detectar CT, sinaliza falha F16-
000 reseta o comando. Depende da
configuração do parâmetro C08 (Ocorre se
C08=1).

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


140/172
EX HD - EXCEL HIDRÁULICO
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F17-001 Atuou segurança geral em Durante a viagem, é verificado se ocorreu não
movimento. segurança geral. Se ocorreu, é sinalizado F17-
001.
F17-002 Falhou PP Durante a viagem após verificar se ocorreu enquanto a falha
segurança geral. Se não ocorreu, é verificado se persistir
está sem PP, se estiver sem, é sinalizado F17-
002.
F17-003 Falhou PC. Durante a viagem, após verificar se tem PP. Se enquanto a falha
tiver, é verificado se está sem PC, se estiver persistir
sem, é sinalizado F17-003.
F17-004 Falhou CT. Durante a viagem, após verificar se tem PC. Se enquanto a falha
tiver, é verificado se está sem CT, se estiver persistir
sem, é sinalizado F17-004.
F17-005 Falhou SEGP. Durante a viagem, após verificar se tem CT. Se enquanto a falha
tiver, é verificado se está sem SEGP, se estiver persistir
sem, é sinalizado F17-005.
F17-006 Atuou segurança geral ou não
segurança de porta após
fechamento da porta , antes do
elevador partir.
F17-007 Foi detectado falta de segurança geral (segg)
durante a rebitagem, após a rebitagem o
elevador é travado.
F18-posição Parada fora de posição. Se no fim de viagem não detectar IS ou ID, não
sinaliza com esta falha, limpa todas as
chamadas e reinicializa o elevador.
F19-000 Falha de memória Esta falha ocorre quando há problemas na não
(processamento interno - MRB). alocação de buffers pelo SO (MRB e SRB). É
(reseta a CPU do carro). sinalizado a falha e a CPU resetada.
F19-001 Falha de memória Esta falha ocorre quando há problemas na não
(processamento interno - SRB). alocação de buffers pelo SO (MRB e SRB). É
(reseta a CPU do carro). sinalizado a falha e a CPU é resetada.
F19-003 Falha na inicialização da rede de não
comunicação entre os carros.
(somente nos softwares em
rede, ver nota 1).
F26-000 Atuou o termistor do motor. Em Durante a viagem, verifica se houve atuação do enquanto a falha
viagem termina a viagem e em térmico. Se houve, abre a porta e fica persistir
manual aguarda o motor esfriar. aguardando o motor esfriar.
F26-001 Pressão do óleo acima de 130%. Durante a viagem, a pressão estiver acima de não
130% (E.L_NMD). Se houver atuação do
pressostato e estiver na região de nivelamento,
abrirá a porta e reinicializa o carro, senão
reinicializa imediatamente o carro.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


141/172
EX HD - EXCEL HIDRÁULICO
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F27-000 Falha por atuação do térmico Durante a viagem, é verificado se o térmico enquanto a falha
(temperatura do óleo acima de 70 atuou (E.L_NMS). Se atuou é desligado a seta persistir
graus C). bargraph. É enviado a falha F27, se for possível,
abrirá a porta e ficará aguardando a temperatura
abaixar. Quando isto ocorrer, o elevador é
liberado.
F30-000 Falha por sobre-corrente. Sobrecorrente. sim
F30-001 Falha por sobre-corrente A cada 100ms, é verificado se está ocorrendo sim
instantânea. sobrecorrente instantânea.
F31-000 Erro na sequência de fase. Erro na sequência de rede. enquanto a falha
persistir
F32-000 Falta de fase U (tensão). Erro na sequência de rede. enquanto a falha
persistir
F32-001 Falta de fase U (TC1 e TC2). sim
F33-000 Falta de fase V (tensão). Falta de fase V. enquanto a falha
persistir
F33-001 Falta de fase V (TC1 e TC2). sim
F34-000 Falta de fase W. Falta de fase W. enquanto a falha
persistir
F35-000 Falha de sobre-tensão. Falha de sobre-tensão. enquanto a falha
persistir
F36-000 Falha de sub-tensão. Falha de sub-tensão. enquanto a falha
persistir
F37-000 Falha de sincronismo da rede. A cada 100 m, o software verifica se houve falha enquanto a falha
de sincronismo com a rede. Se ocorrer mais 10 persistir
falhas, aí será sinalizado F37-000. Caso a
frequência fique maior que 70 Hz ou menor que
40 Hz, também será sinalizado a mesma falha.
F41-xxx Falha no contator A A cada 20 m, caso o comando esteja em sim
Complemento: automático, é verificado o estado do contator A,
000 - contator não ligou. através das entradas E.L_A, E.L_AS e E.L_LAD
001 - contator ligou e ficou (Se S.A_A != E.L_A & E.L_AS & E.L_LAD) . Se
grudado. o estado da saída não estiver de acordo com o
último comando enviado para este contator
(durante 25 ciclos seguidos), é enviado esta
falha (F41), cujo complemento é o estado lido
pela entrada E.L_A (0 - contator não ligou, 1-
contator ficou com o contato ligado). O elevador
é travado enquanto esta falha persistir falha.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


142/172
EX HD - EXCEL HIDRÁULICO
FALHA SIGNIFICADO DA FALHA DETALHAMENTO DA FALHA TRAVA
F42-xxx Falha no contator E sim
Complemento:
000 - contator não ligou.
001 - contator ligou e ficou
grudado.
F43-xxx Falha no contator C A cada 20 m, é verificado o estado do contator C sim
Complemento: (S.A_RA1 - S5.1), através da entrada E.L_C. Se
000 - contator não ligou. o estado da saída não estiver de acordo com o
001 - contator ligou e ficou último comando enviado para este contator
grudado. (durante 25 ciclos seguidos), é enviado esta
falha (F43), cujo complemento é o estado lido
pela entrada E.L_C (0 - contator não ligou, 1-
contator ficou com o contato ligado). O elevador
é travado quando ocorre esta falha.
F45-000 Falha no contator T. Estando o A cada 100 m, caso o comando esteja em sim
contator C ligado (o carro automático, a rede esteja OK e que a segurança
viajando) o contator T não ligou. geral não esteja atuada, é verificado o estado do
contator S, através da entrada E.L_S. Se o
estado da saída não estiver de acordo com o
último comando enviado para este contator
(durante 25 ciclos seguidos), é enviado esta
falha (F45), cujo complemento é o estado lido
pela entrada E.L_S (0 - contator não ligou, 1-
contator ficou com o contato ligado). O elevador
é travado quando ocorre esta falha.
F45-001 Falha no contator T. Estando o sim
contator C desligado o contator T
ficou ligou.
F45-003 Falha no contador T. Após ligar o A cada 20 m é verificado, após ligar o contator sim
E, no tempo máximo de 6 E, no tempo máximo de 6 segundos. Se não foi
segundos, não foi detectado detectado contator T ligado, o comando envia
contator T ligado. esta falha.
F46-xxx Falha no contator D, desde que o A cada 100 m, caso o comando esteja em sim
carro esteja fora do limite LD1. automático, a rede esteja OK e que a segurança
Complemento: geral não esteja atuada, é verificado o estado do
000 - contator não ligou. contator D, através da entrada E.L_D, desde que
001 - contator ligou e ficou o carro esteja fora do limite LD1. Se o estado da
grudado. saída não estiver de acordo com o último
comando enviado para este contator (durante 20
ciclos seguidos), é enviado esta falha (F46), cujo
complemento é o estado lido pela entrada E.L_D
(0 - contator não ligou, 1- contator ficou com o
contato ligado). O elevador é travado quando
ocorre esta falha.
Todas as falhas derrubam a manobra se o carro estiver em movimento. NOTA 1: Somente os softwares
possuem esta opção A00171, A00172, A00173, A00174.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


143/172
DESPACHO ADS

C10 - Pavimento Inferior


C11 - Pavimento Superior
C12 - Pavimento Principal ou Térreo
C13 - Pavimento de Estacionamento
C14 - Tipo de Chicote de Poço.

PROGRAMA LINHAS DE BOTOEIRAS TIPO DE COMANDO QUANTIDADE DE PARADAS


000 1 BB ou BD até 32
001 2 BD de 17 a 28
002 2 BB até 16
003 1 BD de 33 a 44
004 2 ATLAS CODE

C36 - Conforme configuração

Interligação de diferentes grupos

DESPACHO DESPACHO
GRUPO 1 GRUPO 2

DESPACHO 000 010

CARRO CARRO CARRO CARRO CARRO CARRO CARRO CARRO CARRO


1 2 3 1 2 3 A B 1

COMANDOS 001 002 003 11 12 13 20 21 31

GRUPOS 1 2 3 4

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


144/172
Configuração para ATLAS CODE tipo I

Aplicação: um carro, de 21 a 32 paradas BD com uma botoeira diferenciada por andar

C14 C36 SOFTWARE SMCT


000 000 A00087 0 PAINEL DE
DESPACHO DESPACHO COMANDO
A00275 X EXCEL
COMANDO 002 001
A00091 0
CA2V
A00251 X
A00092 0
CAFF
A00252 X
A00093 0 Chamadas de
VVFD Cabina
A00253 X
VVFV A00268 X
Botoeiras Chamadas de
Diferenciadas Pavimento

Configuração para ATLAS CODE tipo II

Aplicação: 2 carros, 2 a 32 paradas BD com uma botoeira diferenciada por andar

C14 C36
DESPACHO 000 000 PAINEL DE COMANDO COMANDO
CARRO A 002 001 DESPACHO CARRO A CARRO B
EXCEL
CARRO B 002 002

SOFTWARE SMCT
A00087 0
DESPACHO
A00275 X
COMANDO AeB
A00091 0
CA2V
A00251 X
A00092 0
CAFF Chamadas de
A00252 X Botoeiras Chamadas Chamada de
Diferenciadas de Cabina Cabina
A00093 0 CARRO A
VVFD Pavimento CARRO B
A00253 X
VVFV A00268 X

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


145/172
Configuração para ATLAS CODE tipo III

Aplicação: 2 carros, 2 a 28 paradas BD com duas botoeiras diferenciadas por andar.

C14 C36
DESPACHO 004 000
PAINEL DE COMANDO COMANDO
CARRO A 000 001 DESPACHO CARRO A CARRO B
CARRO B 000 002 EXCEL

SOFTWARE SMCT
A00087 0
DESPACHO
A00275 *
COMANDO AeB
A00091 0
CA2V
A00251 *
A00092 0 Chamada Chamada
CAFF de de
A00252 * Botoeira Botoeiras Chamada Cabina Cabina
A00093 0 Diferenciada Diferenciadas de CARRO CARRO
VVFD linha 1 linha 2 Pavimento A B
A00253 *
VVFV A00268 *

Programação dos nós (Parâmetro C36) para Grupos de Elevadores com SMCT

Parâmetros no Painel de Despacho:

C00 - Número que inicia o primeiro carro do grupo 0 (Parâmetro C36 do primeiro carro do grupo 0 ).
Os outros carros, se existirem, devem ser numerados na ordem subsequente.
C01 - Número que inicia o primeiro carro do grupo 1.
C02 - Número que inicia o primeiro carro do grupo 2
C03 - Número que inicia o primeiro carro do grupo 3
C04 - Número que inicia o primeiro carro do grupo 4
C05 - Número que inicia o primeiro carro do grupo 5

Os parâmetros de C00 à C05 necessitam ser programados somente quando o grupo existir e
utilizar o SMCT.

Exemplo 1;

Um grupo com apenas um Despacho.

PAINEL Despacho Carro1 Carro2 Carro3


Grupo 0
C00 1
C36 0 1 2 3

C01 à C05 não necessitam ser programados

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


146/172
Exemplo 2;

Um grupo com dois Despachos.

PAINEL Despacho 1 Despacho 2 Carro1 Carro2 Carro3


Grupo 0 0 0 0 0
C00 2 2
C36 0 1 2 3 4

SMCT pode ser ligado no despacho 1 ou 2.

Exemplo 3;

Dois Grupos.

PAINEL Despacho 1 Carro1 Carro2 Despacho 2 Carro1 Carro2


Grupo 0 0 0 1 1 1
C00 1 0
C01 0 1
C36 0 1 2 10 11 12

C00 e C01 do Despacho do Grupo 1 somente será usado se o SMCT for ligado neste Despacho.

Exemplo 4:

Dois Despachos no grupo 0 e um Carro isolado do Grupo 1.

PAINEL Despacho 1 Despacho 2 Carro1 Carro2 Carro Isolado


Grupo 0 0 0 0 1
C00 2 2
C01 0 0
C36 0 1 2 3 10

Exemplo 5:

Carro isolado no Grupo 0

PAINEL Despacho 1 Carro 1 Carro 2 Carro 3 Carro Isolado


Grupo 0 0 0 0 0
C00 1
C01
C36 0 1 2 3 4

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


147/172
PIC ( Painel de Interface de Comunicação ) para IGPD ( Plasma Duplo )

CONFIGURAÇÃO

C36 - PIC do primeiro grupo – 009


- PIC do segundo grupo – 019
- PIC do terceiro grupo – 029

MONITORAÇÃO

A00 = xxx – A cada vez que é enviada uma mensagem pelo SMCT, se a comunicação estiver OK, é
incrementado o valor.

A02 = xxx – Quando é enviada uma mensagem do tipo “pavimento”, é mostrado no parâmetro o pavimento
Selecionedo.

A03 = Indica qual o tipo de mensagem foi enviado:

000 – Limpa mensagem prioritária.


001 – Mensagem do tipo prioritária.
002 – Mensagem do tipo informe “ mensagem que é mostrada durante viagem”.
003 – Mensagem do tipo pavimento.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


148/172
Programação do Inversor VG3 Vector Control

Para se alterar qualquer parâmetro do Inversor deve-se usar a seguinte sequência :

1- Aciona-se a tecla PGM/DRIVE para passar para o modo programação (apaga o led drive);
2- Aciona-se a tecla DSPL o numero de vezes necessário para visualizar o grupo de parâmetros desejados (An,
Cn, Sn, Bn, On);
3- Aciona-se as teclas Incrementa/Decrementa para acessar o parâmetro desejado (Xn-XX)
4- Aciona-se a tecla DATA/ENTER para visualizar o valor atual do parâmetro e alterá-lo;
5- Aciona-se as teclas Incrementa/Decrementa ou Seleção de Digito para alterar o valor desejado;
6- Aciona-se a tecla DATA/ENTER para registrar o valor alterado;
7- Aciona-se a tecla DSPL para cancelar a alteração;
8- Aciona-se a tecla PGM/DRIVE para voltar ao modo operação (drive)

Parâmetros de Configuração do Inversor (G3 / G3+)

Parâmetro Função Valor de Fábrica Valores admitidos


08 - 2015
0A - 2022
0C - 2037
Sn-01 Código de Potencia do Inversor 28 - 4015
2A - 4022
2B - 4030
2D - 4045
Sn-02 Tipo de Motor FFF
Sn-03 Forma de acesso aos parâmetros 0101
Sn-04 Modo de Operação 1 0100
Sn-05 Modo de Operação 2 0001
Sn-06 Modo de Operação 3 0000
Sn-07 Modo de Operação 4 0000
Sn-08 Modo de Operação 5 0001
0000 - 220V, 440V
Sn-09 Modo de Operação 6
0001 - 208V, 380V
Sn-10 Característica de Proteção 1 0111
Sn-11 Característica de Proteção 2 0000
Sn-12 entrada de falha externa 0100
Sn-13 Característica de Proteção 4 0101
Sn-14 Proteção termica do motor 1101
Sn-15 Configuração dos terminais de entrada 5 09
Sn-16 Configuração dos terminais de entrada 6 0F
Sn-17 Configuração dos terminais de entrada 7 0F
Sn-18 Configuração dos terminais de entrada 8 0F
Sn-19 Função da entrada analogica auxiliar 00
Sn-20 Função da saída 1 00
Sn-21 Função da saída 2 01
Sn-22 Função da saída 3 02
Cn-01 Nivel zero de refêrencia 0.00
Cn-02 Nivel de detecção de erro de referência 100
Cn-03 Banda de detecção de erro de referência 2.00
Cn-04 Máximo erro de velocidade ( % ) 30.0
Cn-05 Maxima referência de rotação ( % ) 109.00
Cn-06 Valor minimo de referência 0.00
Cn-07 Atraso de controle (ms) 0 não usado
Cn-08 Timer de excitação inicial 0.0 não usado
Cn-09 Num. de pulsos do Gerador de Pulso 1000
Cn-10 Não usado
Cn-11 Não usado
Cn-12 Modo de operação do Display 0

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


149/172
Parâmetro Função Valor de Fábrica Valores admitidos
Cn-13 Não usado 0
Cn-14 Nivel de detecção de sobrecorrente ( % ) 110
Cn-15 Tempo de operação em sobrecorrente (s) 60
Cn-16 Nivel de detecção de sobrevelocidade (%) 120
150 (até 220 V)
Cn-17 Nivel de detecção de subtensão (V)
300 (até 440 V)
Cn-18 Tempo de detecção de Pgo (s) 2.00
Cn-19 Tempo de queda de Tensão (s) 2
Cn-20 Numero de tentativas de retorno de falhas 0
Cn-21 Timer de parada o.o
Cn-22 Ganho Proporcional em baixa rotação 60 20 a 100
Cn-23 Rotação de mudança de Ganho (%) 3.00 0.00 a 10.00
Cn-24 Nào usado
An-01 Freqüência de referência 1 0.00 Hz não usado
An-02 Freqüência de referência 2 0.00 Hz não usado
An-03 Freqüência de referência 3 0.00 Hz não usado
An-04 Freqüência de referência 4 0.00 Hz não usado
An-05 Freqüência de referência 5 0.00 Hz não usado
An-06 Freqüência de referência 6 0.00 Hz não usado
An-07 Freqüência de referência 7 0.00 Hz não usado
An-08 Freqüência de referência 8 0.00 Hz não usado
An-09 Freqüência de referência Jog 6.00 Hz não usado
Bn-01 Tempo de aceleração 1 0 seg. não usado
Bn-02 Tempo de descabelarão 1 0 seg. não usado
Bn-03 Tempo de aceleração 2 0 seg. não usado
Bn-04 Tempo de descabelarão 2 0 seg. não usado
Bn-05 Ganho Proporcional (Kp) 20 10 a 100
Bn-06 Tempo Integral (Ts) 1950 1000 a 3000
Bn-07 Limite de troque em avanço 300.00
Bn-08 Limite de troque reverso 300.00
Bn-09 Limite de troque regenerativo 300.00
Bn-10 Ajuste de rotação 1.0000
Bn-11 Não usado
Bn-12 Tempo de parada em falha 10.0 não usado
Bn-13 Numero do monitor 1
Bn-14 Não usado
Bn-15 Ajuste de zero de velocidade 0.00
Bn-16 Ajuste de Tensão 1.000
Bn-17 Código de Monitoração de saida 23
Bn-18 Ganho de Monitoração 1.0000
Bn-19 Curva -S,Time 0.0
1000 - desconsidera a
On-01 Control Status 1 0000
falha PGo
On-02 Control Status 2 0010 não alterar
On-03 Control Status 3 1010 não alterar
On-04 Control Status 4 0000 não alterar
On-05 Ganho em baixa frequencia depende da potencia não alterar
Limite de troque regenerativo em baixa
On-06 300
frequencia (%)

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


150/172
Parâmetro Função Valor de Fábrica Valores admitidos
dn-01 Rotação nominal (rpm) **
dn-02 Rotação maxima (rpm) igual a dn-01
dn-03 Numero de polos do motor 04
dn-04 Tensão No-Load (V) ** (**)
dn-05 Corrente nominal do secundario (A) **
dn-06 Escorregamento nominal (Hz) ** Parâmetros que
dn-07 Ref. de corrente de Excitação (A) ** Dependem das
dn-08 Resistencia do primário (%) ** Características
dn-09 Coeficientes de Perdas (%) ** do motor e da
dn-10 Perdas no Nucleo (%) ** máquina de
dn-11 Perdas Mecânicas (%) ** cada obra.
dn-12 Const. de tempo do secundário (ms) **
dn-13 Coeficiente de perdas de Saturação 1 Seus valores.
dn-14 Ganho de aquecimento do rotor ** são inseridos
dn-15 Const. de tempo de aquecimento (min) ** na fábrica
dn-16 Compensação de saturação 1 -
dn-17 Compensação de saturação 2 -
dn-18 Temperatura de sobreaquecimento (C) 155

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


151/172
INDICAÇÕES DE FALHA DO INVERSOR G3

Indicação do
Função da Proteção Causas
Display
1) "Queda" de Tensão na linha adutora.
Subtensão Uul / Uu2 / Uu3
2) Seleção de tensão de alimentação incorreta
Sobrecorrente oC Aceleração/Descabelarão excessiva
Sobretensão ou Tempo de descabelarão insuficiente
Fusível aberto devido a possíveis falhas repetidas de sobre-
Fusível FU
corrente ou sobrecarga
Ventilador defeituoso ou Temperatura ambiente muito alta
Sobreaquecimento oH
Temp Ambiente recomendada menor que 50°C
Sobreaquecimento do motor, uso extensivo de baixas
Sobrecarga no motor oL1
velocidades
Sobrecarga no inversor oL2 Sobreaquecimento do inversor
Sobrecarga no inversor oL3 Ultrapassado valor de troque máximo do inversor
Resistência do queimador com valor insuficiente ou curto
Queimador rr
com terra do resistor do queimador
Falha no circuito de controle ou em um de seus
Falha no Circ. de Controle CPFxx
componentes.
SubTensão / barramento
Uu Subtensão na tensão de entrada
DC
SobreTensão / barramento
ou Sobretensao na tensão de entrada
DC
Ventilador oH2 Falha no ventilador do inversor
Troque Máximo oL3 Excedido valor definido de troque máximo
Comando simultâneo de
EF
sobe e desce
Parâmetro Inválido oPE0x Parâmetro configurado no inversor de forma incorreta.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


152/172
Programação do Inversor G3

Para se alterar qualquer parâmetro do Inversor deve-se usar a seguinte sequência :

1- Aciona-se a tecla PGM/DRIVE para passar para o modo programação (apaga o led drive);
2- Aciona-se a tecla DSPL o numero de vezes necessário para visualizar o grupo de parâmetros
desejados (An, Cn, Sn, Bn, On);
3- Aciona-se as teclas Incrementa/Decrementa para acessar o parâmetro desejado (Xn-XX)
4- Aciona-se a tecla DATA/ENTER para visualizar o valor atual do parâmetro e alterá-lo;
5- Aciona-se as teclas Incrementa/Decrementa ou Seleção de Digito para alterar o valor desejado;
6- Aciona-se a tecla DATA/ENTER para registrar o valor alterado;
7- Aciona-se a tecla DSPL para cancelar a alteração;
8- Aciona-se a tecla PGM/DRIVE para voltar ao modo operação (drive)

Parâmetros de Configuração do Inversor (G3 / G3+)

Parâmetro Função Valor de Fábrica Valores admitidos


04 23P7 (16A / 220V)
05 25P5 (24A / 220V)
06 27P5 (32A / 220V)
Sn-01 Tipo de Inversor
24 43P7 (08A / 380V)
25 45P5 (12A / 380V)
26 47P5 (16A / 380V)
Sn-02 Seleção de curva V/F 0F
Sn-03 Forma de acesso aos parâmetros 1010
Sn-04 Metodo de Operação 1 0000
Sn-05 Metodo de Operação 2 0001
Sn-06 Metodo de Operação 3 0001
Sn-07 Detecção de "overtorque" 0000
Sn-08 Referência do inversor 0100
Sn-09 Sem uso 0000
Sn-10 Prevenção de "stall" 1110
Sn-11 Forma de atuação com falhas 0010
Sn-12 entrada de falha externa 0100
0000 p/ G3
Sn-13 Sem uso
0100 p/ G3+
Sn-14 Proteção termica do motor 0000
Sn-15 Configuração dos terminais de entrada 5 03
Sn-16 Configuração dos terminais de entrada 6 04
Sn-17 Configuração dos terminais de entrada 7 06
Configuração dos terminais de entrada 8 -
Sn-18 60
Injeção de corrente DC no motor
Sn-19 Função da entrada analogica auxiliar 00
Sn-20 Função da saída 1 00
Sn-21 Função da saída 2 01
Sn-22 Função da saída 3 02
Sn-25 Cartão opcional - sem uso 0000
Sn-26 Cartão opcional - sem uso 0000
Sn-27 Cartão opcional - sem uso 0010
Parâmetro Função Valor de Fábrica Valores admitidos
Sn-28 Cartão opcional - sem uso 0100

220V
200 à 255V
Cn-01 Tensão de Entrada do Inversor 400V
380 à 460V
440V
Cn-02 Freqüência máxima de saída 60.0Hz 50 à 70 Hz

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


153/172
Parâmetro Função Valor de Fábrica Valores admitidos
220V
Cn-03 Tensão máxima de saída 380V
440V
Cn-04 Freqüência com tensão máxima 60.0Hz 50 à 70 Hz
Cn-05 Freqüência intermediária de saída 3.0Hz
24V ( 220V ) 15 à 35 V ( 220V )
Tensão intermediária
Cn-06 42V ( 380V ) 26 à 60 V ( 380V )
(G3)
48V ( 440V ) 30 à 70 V ( 440V )
16V ( 220V ) 15 à 35 V ( 220V )
28V ( 380V ) 26 à 60 V ( 380V )
(G3+)
32V ( 440V ) 30 à 70 V ( 440V )
0,5 Hz (G3)
Cn-07 Freqüência mínima de saída 0,1 à 1,5 Hz
0,1 Hz (G3+)
15V ( 220V ) 5 à 25V ( 220V )
Tensão mínima
Cn-08 26V ( 380V ) 8 à 43V ( 380V )
(G3)
30V ( 440V ) 10 à 50V ( 440V )
5V ( 220V ) 5 à 15V ( 220V )
8V ( 380V ) 8 à 26V ( 380V )
(G3+)
10 V ( 440V ) 10 à 30V ( 440V )
20A 7.5CV 220V 4P
28A 10CV 220V 4P
20A 7.5CV 220V 6P
28A 10CV 220V 6P
12A 7.5CV 380V 4P
Motor categoria D
Corrente nominal do motor 16A 10CV 380V 4P
Cn-09 (77050AB)
12A 7.5CV 380V 6P
(G3+)
16A 10CV 380V 6P
10A 7.5CV 440V 4P
14A 10CV 440V 4P
10A 7.5CV 440V 6P
14A 10CV 440V 6P
20A 7.5CV 220V 4P
27A 10CV 220V 4P
23A 7.5CV 220V 6P
30A 10CV 220V 6P
12A 7.5CV 380V 4P
Motor categoria N
16A 10CV 380V 4P
(77050AA)
13A 7.5CV 380V 6P
(G3)
17A 10CV 380V 6P
10A 7.5CV 440V 4P
14A 10CV 440V 4P
12A 7.5CV 440V 6P
15A 10CV 440V 6P
Cn-10 Freqüência de injeção DC 4,0 Hz 0 a 10 Hz
Cn-11 Corrente de injeção DC 20% 20 a 50%
Cn-12 Tempo de injeção DC na parada 0
Cn-13 Tempo de injeção DC na partida 0
Cn-14 Limite máximo de referencia de 100%
frequência
Cn-15 Limite mínimo de referencia de freq. 0%
Cn-16 Freqüência proibida 1 0 0 à 72 Hz
Cn-17 Freqüência proibida 2 0 0 à 72 Hz
Cn-18 Freqüência proibida 3 0 0 à 72 Hz
Cn-19 Largura da faixa de frequência proibida 1.0 Hz 0 à 2 Hz
Cn-20 Modo de operação do display 0 : Hz 0
1:%
Cn-21 Detecção de frequência desejada 0 Hz não usado

Parâmetro Função Valor de Fábrica Valores admitidos

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


154/172
Detecção de frequência desejada -
Cn-22 2.0 Hz não usado
largura
5.0Khz (G3)
Cn-23 Freqüência de Chaveamento - Lim.Max. 5,0Khz à 15 Khz
15.0Khz (G3+)
0,4Khz (G3)
Cn-24 Freqüência de Chaveamento - Lim.Min. 0,4Khz à 15 Khz
15.0Khz (G3+)
Ganho proporcional p/ a frequência de 83 (G3)
Cn-25 0 a 99
chaveamento (mínimo a máximo) 00 (G3+)
Cn-26 Nivel de detecção de "overtorque" 200% 130 à 200%
Cn-27 Tempo de detecção de "overtorque" 1,5 seg. 0 a 25,5 seg
Cn-28 Prevenção de "stall" durante aceleração 170% 120 à 200%
Cn-29 Prevenção de "stall" constant HP area 200% 120 à 200%
Cn-30 Prevenção de "stall" durante viagem 170% 120 à 200%
Resistência do motor fase a fase 0.533 Ω 220V 7,5 CV 1130 rpm
0.318 Ω 220V 7,5 CV 1670 rpm
Cn-31 (motor categoria “D”) 0.424 Ω 220V 10 CV 1125 rpm
0.281 Ω 220V 10 CV 1630 rpm
0.825 Ω 380V 10 CV 1630 rpm
1.193 380V 10 CV 1125 rpm
1.570 380V 7,5 CV 1130 rpm
Resistência do motor fase a fase 1.072 380V 7,5 CV 1630 rpm
Cn-31 Ω 1.056 440V 10 CV 1630 rpm
(motor categoria “D”) 1.659 440V 10 CV 1125 rpm
2.046 440V 7,5 CV 1130 rpm
1.300 440V 7,5 CV 1630 rpm
Perdas no ferro do motor (G3) 615 (G3) conforme característica
Cn-32
Indutancia do motor (G3+) 150 (G3+) do motor
50V (G3) 220V
86V (G3) 380V
Cn-33 Limite de torque
100V (G3) 440V
200% (G3+)
conforme característica
Cn-34 Corrente sem carga do motor 30%
do motor
Tempo de compensação de escorrega-
Cn-35 3,0 segundos 0 à 25.5 segundos
mento do motor
Numero de tentativas de partida em caso
Cn-36 10,0 0 à 10
de falha
Tempo de rearme em caso de falta de
Cn-37 2,0 segundos 0 à 2,0 segundos
energia momentanea
Nivel de desativação de procura de
Cn-38 150% não usado
velocidade
Tempo de desaceleração na procura de
Cn-39 2,0 segundos não usado
velocidade
Cn-40 Tempo mínimo "baseblock" 1,0 segundo
Cn-41 V/F usado durante procura de velocidade 100% não usado
Tempo de retorno da tensão normal na
Cn-42 1,0 segundo não usado
procura de velocidade
An-01 Freqüência de referência 1 0.00 Hz não usado
An-02 Freqüência de referência 2 0.00 Hz não usado
An-03 Freqüência de referência 3 0.00 Hz não usado
An-04 Freqüência de referência 4 0.00 Hz não usado
An-05 Freqüência de referência 5 0.00 Hz não usado
An-06 Freqüência de referência 6 0.00 Hz não usado
An-07 Freqüência de referência 7 0.00 Hz não usado
An-08 Freqüência de referência 8 0.00 Hz não usado
An-09 Freqüência de referência Jog 6.00 Hz não usado

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


155/172
Parâmetro Função Valor de Fábrica Valores admitidos
Bn-01 Tempo de aceleração 1 0 seg. não usado
Bn-02 Tempo de desaceleração 1 0 seg. não usado
Bn-03 Tempo de aceleração 2 0 seg. não usado
Bn-04 Tempo de desaceleração 2 0 seg. não usado
Bn-05 Ganho na referencia de frequência 100%
Bn-06 frequência de referencia (bias) 0%
Bn-07 Ganho na compensação de torque 0 0 a 10
5% p/ G3
Bn-08 Escorregamento do motor
0 HZ P/ G3+
Bn-09 Nivel de ganho p/ economia de energia 100% não usado
Bn-10 Opção de monitoração após power-on 2
Bn-11 Ganho da saída analogica 1.00
Bn-12 não usado 0.5
On-01 Control Status 1 0000 não alterar
On-02 Control Status 2 0000 não alterar
On-03 Control Status 3 0000 não alterar
On-04 Control Status 4 0000 não alterar
On-05 DB controle de corrente 0,05 não alterar
DB tempo de controle de corrente 0,10 (G3)
On-06 não alterar
Compensação de fluxo magnetico 0.05 (G3+)
0,01 segundos (G3)
On-07 Hunting prevention gain 0.01 à 2.55 segundos
0.2 sec (G3+)
Hunting prevention limit (G3) 30% (G3)
On-08 não alterar
Auto-tuning time for R1 (G3+) 0.1 (G3+)
65 (equiv. à 260 mseg)
On-09 Power factor angle detection filter time (G3) 1 à 100 (4 a 400 mseg)
5 (G3+)
Power factor angle detected value 0% (G3)
On-10 compensation bias (G3) não alterar
Compensação de tensão IGBT (G3+) 1 (G3+)
On-11 On-delay time 11 (2.75 mseg) não alterar
6 (G3)
On-12 On-delay compensation time 0 à 160 (0 à 40mseg)
12 (G3+)
Power factor angle detection filter time 100 (G3)
On-13 0 à 100 (0 à 400 mseg)
during speed agreed 40 (G3+)

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


156/172
Parâmetros de Monitoração do Inversor G3 / G3+

Parâmetros acessados através do modo de operação normal (modo "Drive") :

Parâmetro Função de Monitoração Indicação


Un-01 Referencia de frequência F60.00
Un-02 Freqüência de saída 60.00 ou -60.00
Un-03 Corrente de saída do inversor 27.5A
Un-04 Referencia de Tensão 220u
Un-05 Tensão do barramento DC Pn310
Un-06 Potência de saída (+/-) 12.5
Un-07 Estado dos terminais de entrada CII I I
Un-08 Estado dos terminais de saída o II
Un-09 Teste dos LED's 88888
Un-10 Prom n° (exemplo) 614482

INDICAÇÕES DE FALHA DO INVERSOR G3/G3+

Indicação do
Função da Proteção Causas
Display
Uul
1) "Queda" de Tensão na linha adutora.
Subtensão Uu2
2) Seleção de tensão de alimentação incorreta
Uu3
Sobrecorrente oC Aceleração/Desaceleração excessiva
Sobretensão ou Tempo de desaceleração insuficiente
Fusível aberto devido a possíveis falhas repetidas de sobre-
Fusível FU
corrente ou sobrecarga
Indicação do
Função da Proteção Causas
Display
Ventilador defeituoso ou Temperatura ambiente muito alta
Sobreaquecimento oH
Temp Ambiente recomendada menor que 50°C
Indicação do
Função da Proteção Causas
Display
Sobreaquecimento do motor, uso extensivo de baixas
Sobrecarga no motor oL1
velocidades
Sobrecarga no inversor oL2 Sobreaquecimento do inversor
Sobrecarga no inversor oL3 Ultrapassado valor de torque máximo do inversor
Resistência do queimador com valor insuficiente ou curto
Queimador rr
com terra do resistor do queimador
Falha no Circuito de Falha no circuito de controle ou em um de seus
CPFxx
Controle componentes.
SubTensão no barramento
Uu Subtensão na tensão de entrada
DC
SobreTensão no
ou Sobretensao na tensão de entrada
barramento DC
Ventilador oH2 Falha no ventilador do inversor
Torque Máximo oL3 Excedido valor definido de torque máximo
Comando simultâneo de
EF
sobe e desce
Parâmetro Inválido oPE0x Parâmetro configurado no inversor de forma incorreta.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


157/172
NOTA : Quando ocorrer a troca de software do INVERSOR, o inversor ao ser ligado indicará a falha
CPF04; para eliminar esta falha deve-se efetuar o seguinte procedimento :
pressione a seguinte sequência de teclas :

DATA
RUN
ENTER

Após este sequência programar Sn-03 com valor de reset (1110).

Em seguida programar todos os parâmetros do inversor conforme os dados acima.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


158/172
PROGRAMAÇÃO DO INVERSOR G5

Para se alterar qualquer parâmetro do Inversor deve-se proceder da seguinte forma:

1- Aciona-se a tecla MENU para passar para o modo programação (apaga o led drive);
2- Aciona-se a tecla Λ ou V o número de vezes necessário para visualizar o sub-menu desejado (Operation,
Initialize, Programming, Auto-tuning, Modified Constants). A tecla ENTER seleciona o sub-menu desejado.
3- Aciona-se as teclas Incrementa/Decrementa (Λ ou V ) para acessar o grupo desejado (B, C, D, E, F, H, L, O)
4- Aciona-se a tecla DATA/ENTER para selecionar o grupo.
5- Aciona-se as teclas Incrementa/Decrementa (Λ ou V ) para acessar o sub-grupo desejado (por exemplo: B1, B2,
B3, B4, B5, B6).
6- Aciona-se a tecla DATA/ENTER para selecionar o sub-grupo.
7- Aciona-se a tecla DATA/ENTER para visualizar o valor atual do parâmetro e alterá-lo;
8- Aciona-se as teclas Incrementa/Decrementa (Λ ou V ) ou Seleção de Digito (>) para alterar o valor desejado;
6- Aciona-se a tecla DATA/ENTER para registrar o valor alterado;
7- Aciona-se a tecla ESC para cancelar a alteração;
8- Aciona-se a tecla MENU e a tecla Incrementa (Λ) até selecionar o sub-menu OPERATION para voltar ao modo
operação (drive)

NOTA: NÃO SELECIONAR A FUNÇÃO AUTO-TUNING

Parâmetros de Configuração do Inversor (G5)

Menu Valor de
Sub-Menu Parâmetro Display Função Opção
Initialize Fábrica

Seleção de 0 Inglês
Initialize Initialize A1-00 Select Language
Lingua 1 Japones
Nivel de
Acesso
Initialize Initialize A1-01 Access level
obra 1 User Program
fábrica 4 Advanced
Método de 2 Open loop vector
Initialize Initialize A1-02 Control Method Flux Vector c/
Controle 3 encoder
Initialize Initialize A1-03 Init Parameter Inicialização 0
Initialize Initialize A1-04 Enter Password Senha 0031
Initialize Initialize A1-05 Select Password Senha 0031 “>“ e MENU
User
Initialize A2-01 E1-01
Constants
User
Initialize A2-02 E1-04
Constants Constantes
User sempre
Initialize A2-03 E1-06
Constants disponíveis
User independente
Initialize A2-04 E1-08 de
Constants
User Senha
Initialize A2-05 E1-10
Constants
User
Initialize A2-06 E2-01
Constants

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


159/172
Menu Valor de
Sub-Menu Parâmetro Display Função Opção
Initialize Fábrica

User
Initialize A2-07 E2-02
Constants
User
Initialize A2-08 E2-03
Constants
User Constantes
Initialize A2-09 C5-01 Somente
Constants
User sempre
Initialize A2-10 C5-02
Constants com
User disponíveis
Initialize A2-11 C5-03
Constants máquinas
User independente
Initialize A2-12 C5-04
Constants com
de
User
Initialize A2-13 C5-06
Constants Encoder
Senha
User
Initialize A2-14 C5-07
Constants
User
Initialize A2-15 F1-05
Constants
Menu Valor de
Programming
Sub-Menu Parâmetro Display Função Opção
Fábrica

Application Sequence B1-01 Reference Source Referencia 1 Terminal


Application Sequence B1-02 Run Source Comando 1 Terminal
0 Ramp to stop
Metodo de máq s/ encoder
Application Sequence B1-03 Stopping method
Parada Coast to Stop
1
máq. C/ encoder
operação
Application Sequence B1-04 Reverse oper 0 enabled
reversa
Tempo de
Application Sequence B1-06 Cntl Input Scan varredura 1 5ms - 2 scans
das entradas
Injeção DC
Application DC Braking B2-01 Dcinj Start Freq Freqüência 3.5 Hz Injeção DC
Inicial
Corrente de
Application DC Braking B2-02 DCInj Current Injeção DC
50 50%
DCInj Time Tempo de
Application DC Braking B2-03 Injeção DC
0 0.00 segundos
@Start
DCInj Time Tempo de
Application DC Braking B2-04 Injeção DC
0 0.00 segundos
@Stop
Tempo de
Tuning Accel/Decel C1-01 Accel Time 1 Acel
0 0 segundos
Tuning Accel/Decel C1-02 Decel Time 1 Tempo Decel 0 0 segundos
Tempo de
Tuning Accel/Decel C1-03 Accel Time 2 Acel
0 0 segundos
Tuning Accel/Decel C1-04 Decel Time 2 Tempo Decel 0 0 segundos
Tempo de
Tuning Accel/Decel C1-05 Accel Time 3 Acel
0 0 segundos
Tuning Accel/Decel C1-06 Decel Time 3 Tempo Decel 0 0 segundos
Tempo de
Tuning Accel/Decel C1-07 Accel Time 4 Acel
0 0 segundos
Tuning Accel/Decel C1-08 Decel Time 4 Tempo Decel 0 0 segundos
Tuning Accel/Decel C1-09 Fast Stop Time Tempo Decel 0 0 segundos
Tuning Accel/Decel C1-10 Acc/Dec Units Unidade 1 0.1 segundos
Freq. troca de
Tuning Accel/Decel C1-11 Acc/Dec SW Freq acel/decel
0.00

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


160/172
Menu Valor de
Programming
Sub-Menu Parâmetro Display Função Opção
Fábrica

Tuning S-Curve C2-01 Scrv Acc @Start Curva S acel 0 0 segundos


Tuning S-Curve C2-02 Scrv Acc @End Curva S acel 0 0 segundos
Curva S
Tuning S-Curve C2-03 Scrv Dec @Start 0 0 segundos
decel
Curva S
Tuning S-Curve C2-04 Scrv Dec @End 0 0 segundos
decel
Ganho de
compensação
Tuning Motor-Slip C3-01 Slip Comp Gain de 1
escorregamento
Tempo de
compensação
Tuning Motor-Slip C3-02 Slip Comp Time de 240 ms (Open Loop)
escorregamento
Limite de
compensação
Tuning Motor-Slip C3-03 Slip Comp Limite de 200 % (Open Loop)
escorregamento
Inibe
compensação
Disabled
Tuning Motor-Slip C3-04 Slip Comp Regen de 0
escorregamento (Open Loop)
na desacel

Ganho de
Troque
Tuning Comp
C4-01 Torq Comp Gain compensação 1 (Open Loop)
de Troque
Tempo de
Troque
Tuning Comp
C4-02 Torq Comp Time compensação 80 ms (Open Loop)
de Troque

ASR proportional ganho


Tuning ASR C5-01 proporcional 1
20.00 máq. com Encoder
gain 1
ASR integral time ganho integral seg máq. c/
Tuning ASR C5-02 1
0.5 Encoder
1
ASR proportional ganho
Tuning ASR C5-03 proporcional 2
20.00 máq. com Encoder
gain 2
ASR integral time ganho integral seg máq. c/
Tuning ASR C5-04 2
0.5 Encoder
2
Atraso
seg. máq. c/
Tuning ASR C5-06 ASR delay time primário de 0.005 Encoder
saida
Freqüência para
ASR Gain SW (Hz) máq. c/
Tuning ASR C5-07 mudança de 3.0 Encoder
Freq. ganho

220 (p/220V) 155 à 255 V


Tensão de
Motor V/f Pattern E1-01 Input voltage 400 (p/380V) 310 à 510 V
Entrada 440 (p/440V) 310 à 510 V
Seleção de
Motor V/f Pattern E1-02 Motor Selection 0 Std Fan Cooled
tipo de motor
Freqüência Valor conforme
Motor V/f Pattern E1-04 Max Frequency máxima de 60.0 tabela no
saída manual
220
Tensão máxima
Motor V/f Pattern E1-05 Max Voltage de saída
380
440
Freqüência
Motor V/f Pattern E1-06 Base Frequency Base 60.0 Hz (=E1-04 se < 60 )
Freqüência
Motor V/f Pattern E1-07 Mid Frequency A intermediaria 3.0 Hz
12.1 p/ 220V ( máx 35 V)
Tensão
Motor V/f Pattern E1-08 Mid Voltage 20.9 p/ 380V ( máx 60 V )
intermediaria p/ 440V (máx 70 V )
24.2
Freqüência
Motor V/f Pattern E1-09 Min Frequency minima 0.1 Hz (Máq. s/ encoder)

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


161/172
2.2 p/ 220V ( máx 15 V)
Tensão
Motor V/f Pattern E1-10 Min Voltage 3.8 p/ 380V ( máx 26 V )
minima p/ 440V (máx 30 V )
4.4
Menu Valor de
Programming
Sub-Menu Parâmetro Display Função Opção
Fábrica
Corrente
Motor
Motor E2-01 Motor rated FLA Nominal do
Setup Motor
Motor Escorregamen
Motor E2-02 Motor rated slip to do Motor
Setup
Corrente do CONFORME
Motor motor em TABELAS DE
Motor E2-03 No-Load Current
Setup vazio (sem PARÂMETROS DOS
carga) MOTORES
E2-04 Numero de Polos
Resistência
fase a fase
Motor
Motor E2-05 Term Resistance do
Setup
motor

Motor Indutância do
Motor E2-06 Leak Inductance motor
Setup
compensação
Motor
Motor E2-07 Saturation comp 1 de saturação
Setup 1
compensação
Motor
Motor E2-08 Saturation comp 2 de saturação
Setup 2

PG Numero de
Option OptionSetup
F1-01 PG Pulse/Rev pulsos/volta
1000
máq. c/ encoder
Detecção de
PG falha na linha Coast to stop
Option OptionSetup
F1-02 PG Fdbl Loss Sel do Ger.
1
( máq. c/ encoder )
Pulsos
PG PG Overspeed Detecção de Coast to stop
Option OptionSetup
F1-03 sobrevelocidade
1
( máq. c/ encoder )
Sel
PG Desvio de Coast to stop
Option OptionSetup
F1-04 PG Deviation Sel velocidade
1
( máq. c/ encoder )
0 - horário
PG Sentido de
Option OptionSetup
F1-05 PG Rotation Sel rotação
0 1 - anti horario
( máq. c/ encoder )
Nivel de
PG 0 a 50 %
Option OptionSetup
F1-10 PG Deviate Level desvio de 30
( máq. c/ encoder )
velocidade

Digital Configuração
Terminal H1-01 Terminal 3 Sel do Terminal 3
24 Falha externa
Inputs
Digital Configuração
Terminal H1-06 Terminal 8 Sel do Terminal 8
60 DC Inj Activate
Inputs
Digital Configuração
Terminal H2-01 Terminal 9 Sel do Terminal 9
0 During Run
Outputs
Configuração
Analog
Terminal H3-01 Term 13 Signal do Terminal 0 0 to 10 Vdc
Inputs 13
Ganho da
Analog
Terminal H3-02 Term 13 Gain Entrada 100.0
Inputs Analógica
Offset da
Analog
Terminal H3-03 Term 13 Bias Entrada 0.0
Inputs Analógica

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


162/172
Máq. s/ encoder
Filtro Digital
Analog 0.05 (s)
Terminal H3-12 Filter Avg Time da Entrada
Inputs Analógica 0.00 Máq. c/ encoder
(s)
Menu Valor de
Programming
Sub-Menu Parâmetro Display Função Opção
Fábrica

150V 220V c/ SAFE II


Nivel de
PwrLoss 300V 380V c/ SAFE II
Protection L2-05 PUV Det Level detecção de
Ridethru 190V 220V s/ SAFE II
subtensão
380V 380V s/ SAFE II
Habilita
Stall General-purpose
Protection L3-01 StallP Accel Sel detecção de 1
Prevention stall na acel Máq. s/ encoder
Nivel de
Stall %
Protection L3-02 StallP Accel Lvl detecção de 200
Prevention stall Máq. s/ encoder
Nivel de
Stall %
Protection L3-03 StallP CHP Lvl detecção de 100
Prevention stall Máq. s/ encoder
Inibe detecção
Stall
Protection L3-04 StallP Decel Sel de stall na 0 Disabled
Prevention desaceleração
Numero de
tentativas de
Protection Fault retry L5-01 Num of Restarts rearme em
10
caso de falha
Rele de falha
Protection Fault retry L5-02 Restart Sel 1 Fault relay active
ativo no reset
Limite de
Protection Troque Limit L7-01 Torq Limit Fwd troque 300 Máq. c/ encoder
subindo
Limite de
Protection Troque Limit L7-02 Torq Limit Rev troque 300 Máq. c/ encoder
descendo
Limite de
troque
Protection Troque Limit L7-03 Torq Limit Fwd Rgn
subindo na
300 Máq. c/ encoder
desaceleração
Limite de
troque
Protection Troque Limit L7-04 Torq Limit Fwd Rgn
descendo na
300 Máq. c/ encoder
desaceleração
Tecla
Operator Key Select O2-01 Local/Remote Key Local/Remoto 0 Disabled
inibida
Tecla Stop
Operator Key Select O2-02 Oper Stop Key inibida
0 Disabled
Operator Key Select O2-03 User Default 1 P/ reset = 1
Relogio
Elapsed Time interno
Operator Key Select O2-08 registra hora
0 Power-on time
Run
corrida

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


163/172
TABELAS DE PARÂMETROS DOS MOTORES
Nota: O parâmetro E2-04 somente é definido para configuração de máquina com encoder ( Flux Vector )

MOTORES CATEGORIA “D”


Motor Potencia E2-02 E2-03 E2-04 E2-05 E2-06
Tensão Rotação E2-01
Fabricante E2-07 E2-08
77050AB (CV) (V) (rpm) (A)(Hz) (A) Polos Ω)
(Ω) (%)
607 7.5 220 1130 19.7 3.50 6.6 6 0.533 15.5 0.5 0.75
607 7.5 380 1130 11.6 3.50 4.0 6 1.570 15.5 0.5 0.75
607 7.5 440 1130 9.8 3.50 3.4 6 2.046 15.5 0.5 0.75
407 7.5 220 1670 20.4 4.33 11.9 4 0.318 15.5 0.5 0.75
407 7.5 380 1670 11.8 4.33 5.1 4 1.072 15.5 0.5 0.75
407 7.5 440 1670 10.0 4.33 3.5 4 1.300 15.5 0.5 0.75
610 10.0 220 1125 27.0 4.00 8.1 6 0.424 15.5 0.5 0.75
610 10.0 380 1125 15.6 4.00 4.6 6 1.193 15.5 0.5 0.75
610 Weg 10.0 440 1125 13.5 4.00 4.6 6 1.659 15.5 0.5 0.75
410 10.0 220 1630 28.0 5.66 10.8 4 0.281 15.5 0.5 0.75
410 10.0 380 1630 16.2 5.66 5.9 4 0.825 15.5 0.5 0.75
410 10.0 440 1630 14.0 5.66 5.2 4 1.056 15.5 0.5 0.75
412 12.5 220 1670 32.4 6.43 10.96 4 0.211 15.5 0.5 0.75
412 12.5 380 1670 18.8 6.43 6.28 4 0.592 15.5 0.5 0.75
412 12.5 440 1670 16.2 6.43 5.5 4 0.747 15.5 0.5 0.75
415 15.0 220 1640 38.0 5.32 11.52 4 0.235 15.5 0.5 0.75
415 15.0 380 1640 22.0 5.32 6.59 4 0.668 15.5 0.5 0.75
415 15.0 440 1640 19.0 5.32 5.69 4 0.780 15.5 0.5 0.75
607 7.5 220 1130 22.0 2.33 11.1 6 0.390 19.5 0.46 0.69
607 7.5 380 1130 13.0 2.33 6.1 6 1.079 19.6 0.48 0.72
607 7.5 440 1130 11.5 2.33 5.4 6 1.436 19.6 0.46 0.70
407 7.5 220 1710 20.0 1.92 6.86 4 0.548 18.2 0.48 0.70
407 7.5 380 1710 11.5 1.92 3.8 4 1.491 19.6 0.50 0.74
407 7.5 440 1710 10.0 1.92 3.50 4 2.143 18.2 0.47 0.70
610 10.0 220
610 Eberle 10.0 380
610 motor 10.0 440
410 10.0 220 1720 26.0 1.86 8.4 4 0.425 19.5 0.48 0.70
410
fechado 10.0 380 1720 15.0 1.86 4.6 4 1.370 19.6 0.50 0.74
410 10.0 440 1720 13.0 1.86 4.1 4 1.504 19.6 0.49 0.71
412 12.5 220 1695 32.0 2.30 10.6 4 0.274 15.5 0.50 0.73
412 12.5 380 1695 18.5 2.30 5.93 4 0.855 18.2 0.50 0.73
412 12.5 440 1695 16.0 2.30 5.16 4 0.969 18.2 0.50 0.73
415 15.0 220 1690 39.0 2.40 11.3 4 0.206 19.5 0.50 0.75
415 15.0 380 1690 22.5 2.40 6.5 4 0.600 19.6 0.50 0.75
415 15.0 440 1690 19.5 2.40 5.7 4 0.837 19.6 0.50 0.74
407 7.5 220 1710 20.0 2.18 7.00 4 0.591 18.2 0.50 0.72
407 7.5 380 1710 11.5 2.24 4.03 4 1.671 18.2 0.50 0.72
407 7.5 440 1710 10.0 2.06 3.50 4 2.212 18.2 0.49 0.70
610 Eberle 10.0 220 1710 26.00 1.81 8.90 4 0.400 13.2 0.48 0.70
610 motor 10.0 380 1710 15.00 1.88 4.99 4 1.076 18.2 0.50 0.72
610 10.0 440 1710 13.00 2.17 4.38 4 1.481 18.2 0.50 0.72
412 aberto 12.5 220 1690 32.8 2.10 10.49 4 0.351 18.2 0.47 0.70
412 12.5 380 1690 19.0 1.94 5.84 4 0.951 18.2 0.48 0.70
412 12.5 440 1690 16.4 1.96 5.13 4 1.189 18.2 0.47 0.71
415 15.0 220 1680 38.0 1.85 11.56 4 0.274 18.2 0.44 0.68
415 15.0 380 1680 22.0 1.98 6.53 4 0.719 18.2 0.46 0.69
415 15.0 440 1680 19.0 2.01 5.67 4 0.931 18.2 0.47 0.70
MOTORES CATEGORIA “D”

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


164/172
Motor Potencia Tensão Rotação E2-01 E2-02 E2-03 E2-04 E2-05 E2-06
Fabricante E2-07 E2-08
77050AB (CV) (V) (rpm) (A) (Hz) (A) Polos Ω)
(Ω) (%)
607 7.5 220
607 7.5 380
607 7.5 440
407 7.5 220 1710 22.5 2.00 7.92 4 0.534 15.5 0.50 0.73
407 7.5 380 1710 13.0 2.00 4.55 4 1.591 18.2 0.49 0.72
407 7.5 440 1710 11.3 2.00 3.96 4 2.183 18.2 0.48 0.71
610 10.0 220
610 10.0 380
610 Kohlbach 10.0 440
410 10.0 220 1700 28.0 2.00 9.8 4 0.336 17.2 0.48 0.71
410 10.0 380 1700 16.0 2.00 5.6 4 1.166 17.2 0.48 0.71
410 10.0 440 1700 14.0 2.00 5.0 4 1.417 17.2 0.46 0.70
412 12.5 220
412 12.5 380
412 12.5 440
415 15.0 220
415 15.0 380
415 15.0 440
MOTORES CATEGORIA “N”
Motor Potencia Tensão Rotação E2-01 E2-02 E2-03 E2-04 E2-05 E2-06
Fabricante E2-07 E2-08
77050AA (CV) (V) (rpm) (A) (Hz) (A) Polos Ω)
(Ω) (%)
605 5.0 220
605 5.0 380
605 5.0 440
607 7.5 220
607 7.5 380
607 7.5 440
407 7.5 220
407 7.5 380
407 7.5 440
610 10.0 220 1160 30.0 0.90 17.2 6 0.289 17.2 0.42 0.64
610 10.0 380 1160 17.4 0.90 9.7 6 0.856 17.2 0.43 0.67
610 10.0 440 1160 15.0 0.90 8.8 6 1.183 17.2 0.41 0.64
410 10.0 220 1760 27.0 0.621 12.1 4 0.384 15.5 0.38 0.58
410 10.0 380 1760 15.6 0.62 6.5 4 1.132 18.2 0.40 0.61
410 10.0 440 1760 13.5 0.62 5.68 4 1.490 18.2 0.39 0.60
412 12.5 220 1755 32.0 0.80 12.7 4 0.312 15.5 0.44 0.73
412 12.5 380 1755 18.5 0.84 6.93 4 0.771 15.5 0.47 0.66
412 12.5 440
415 Weg 15.0 220 1755 38.0 0.69 16.4 4 0.282 19.5 0.41 0.63
415 15.0 380 1755 22.0 0.80 9.1 4 0.708 23.5 0.42 0.63
415 15.0 440 1755 19.0 0.75 8.0 4 0.851 15.5 0.43 0.65
615 15.0 220 1160 43.0 1.30 15.7 6 0.258 17.2 0.48 0.75
615 15.0 380 1160 24.9 1.30 8.9 6 0.771 18.2 0.50 0.75
615 15.0 440 1160 21.5 1.30 8.0 6 1.023 18.2 0.49 0.74
420 20.0 220 1760 50.0 0.86 16.2 4 0.194 17.2 0.44 0.65
420 20.0 380 1760 28.9 0.86 9.3 4 0.542 17.2 0.45 0.67
420 20.0 440 1760 25.0 0.86 8.1 4 0.626 17.2 0.44 0.67
425 25.0 220 1760 63.0 0.70 26.3 4 0.149 20.8 0.42 0.63
425 25.0 380 1760 36.5 0.80 14.2 4 0.350 23.5 0.44 0.66
425 25.0 440 1760 31.5 0.72 12.7 4 0.469 23.5 0.42 0.63
430 30.0 220 1765 74.0 0.63 25.0 4 0.109 19.5 0.50 0.71
430 30.0 380 1765 42.8 0.63 14.6 4 0.265 20.7 0.50 0.72

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


165/172
MOTORES CATEGORIA “N”
Motor Potencia Tensão Rotação E2-01 E2-02 E2-03 E2-04 E2-05 E2-06
Fabricante E2-07 E2-08
77050AA (CV) (V) (rpm) (A) (Hz) (A) Polos Ω)
(Ω) (%)
430 30.0 440 1765 33.6 0.63 12.1 4 0.357 18.8 0.50 0.75
440 40.0 220 1775 100.0 0.48 35.3 4 0.069 20.8 0.47 0.69
440
Weg 40.0 380 1775 57.9 0.48 20.6 4 0.147 19.9 0.45 0.67
440 40.0 440 1775 50.0 0.48 18.1 4 0.206 19.9 0.44 0.66

MOTOR P/ MAQ. CE 250 ( GEVISA )


ZF1650G001 10 220 1768 31.0 1.21 20.0 4 0.246 19.5 0.50 0.75
ZF1659G001 10 380
ZF1650G001 10 440
GEVISA
ZF1647G001 15 220 1760 44.3 1.20 28.6 4 0.146 17.2 0.50 0.75
ZF1656G001 15 380 1760 25.3 1.20 15.4 4 0.466 23.5 0.50 0.75
ZF1647G001 15 440

Máquina Velocidade RNA Categoria CódigoVillares Fabricante dos motores


CE 190 até 75 m/min sem “D” 77050AB--- Weg/Eberle/Kohlbach
CE 190 até 105 m/min com “N” 77050AA--- Weg
CE 250 até 120 m/min com ZF16--G001 Gevisa
CE 357 até 150 m/min com Gevisa
CE 357A até 150 m/min com “N” 77050AA--- Weg

Menu Parâmetro
Função
Operation Display
U1 U01-01 à U01-28 Parâmetros de Monitoração
U2 U02-01 à U02-14 Dados da última falha
U3 U03-01 à U03-08 4 ultimas falhas.
U1-01 Frequency Ref Freqüência de refêrencia Hz
U1-02 Output Freq Freqüência de Saída Hz
U1-03 Output Current Corrente do Motor A
2 : Open loop Vector
U1-04 Control Method Metodo de control
3 : Flux vector
U1-05 Motor Speed Velocidade estimada do motor Hz
U1-06 Output Voltage Tensão aplicada ao motor V
U1-07 DC bus voltage Tensão do barramento DC V
U1-08 Output Kwatts Potência de saída do inversor KW
U1-09 Troque Reference Referencia de Troque interno %
Estado dos terminais de entrada 87654321

Digito 1 -> Terminal 1


Digito 2 -> Terminal 2
Digito 3 -> Terminal 3 0 : aberto
U1-10 Input Term Sts
Digito 4 -> Terminal 4 1 : fechado
Digito 5 -> Terminal 5
Digito 6 -> Terminal 6
Digito 7 -> Terminal 7
Digito 8 -> Terminal 8

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


166/172
Menu Parâmetro
Função
Operation Display
Estado dos terminais de saída 87654321
Digito 1 -> Contato dos Terminal 9-10
Digito 2 -> Terminal 25
Digito 3 -> Terminal 26
0 : aberto
U1-11 Output Term Sts Digito 4 -> não usado....
1 : fechado
Digito 5 -> não usado....
Digito 6 -> não usado....
Digito 7 -> não usado....
Digito 8 -> Contato dos Terminais 19-20
Estado interno do inversor 87654321
Digito 1 -> run (“rodando”).
Digito 2 -> zero-speed (“velocidade zero”)
Digito 3 -> reverse run (“descendo”)
Digito 4 -> reset input 0 : inativo
U1-12 Int Ctl Sts 1
Digito 5 -> speed agree (velocidade = 1 : ativo
referencia)
Digito 6 -> Inversor pronto (“ready”)
Digito 7 -> falta menor
Digito 8 -> falta grave
Relogio interno com numero de horas que o
U1-13 Elapsed time 0 à 65535 horas
inversor está ligado
U1-14 Flash ID Número do Software do Inversor 1026 ou maior
Nivel porcentual da referencia analógica
U1-15 Term 13 Level 0 à 100%
(terminal 13)
Nivel porcentual da referencia analógica
U1-16 Term 14 Level 0 à 100%
(terminal 14)
Nivel porcentual da referencia analógica
U1-17 Term 16 Level 0 à 100%
(terminal 16)
U1-18 Mot SEC Current não utilizado
U1-19 Mot EXC Current Corrente de excitação %
U1-20 SFS Output Freqüência de saída após “soft-start” Hz
U1-21 ASR Input %
U1-22 ASR Output %
U1-23 Speed Deviation Diferença de velocidade %
Falha corrente
U2-01 Current Fault
(vide codigos de falhas do inversor G5)
Ultima falha
U2-02 Last fault
(vide codigos de falhas do inversor G5)
U2-03 Frequency Ref Referencia de frequência da ultima falha Hz
U2-04 Output Freq Freqüência de saída da ultima falha Hz
U2-05 Output Current Corrente do Motor da ultima falha A
Velocidade estimada do motor da ultima
U2-06 Motor Speed Hz
falha
U2-07 Output Voltage Tensão de saída da ultima falha V
U2-08 DC bus voltage Tensão do barramento DC da ultima falha V
U2-09 Output Kwatts Potência de saída da ultima falha KW
U2-10 Troque Reference Troque de referencia da ultima falha %
Estado dos terminais de entrada da ultima
U2-11 Input Term Sts vide U1-10
falha
Estado dos terminais de saída da ultima
U2-12 Output Term Sts vide U1-11
falha
U2-13 Inverter Status Estado do inversor da ultima falha vide U1-12
Hora da ultima falha (do relogio interno do
U2-14 Elapsed Time horas
inversor)
Menu Parâmetro
Função
Operation Display

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


167/172
U3-01 Last Fault Ultima falha
U3-02 Fault Message 2 Penultima falha
U3-03 Fault Message 3 Ante penultima falha
U3-04 Fault Message 4 Anterior a ante-penultima falha
U3-05 Elapsed Time 1 Hora de ocorrência da ultima falha horas
U3-06 Elapsed Time 2 Hora de ocorrência da penultima falha horas
U3-07 Elapsed Time 3 Hora de ocorrência da ante penultima falha horas
Hora de ocorrência da falha anterior a
U3-08 Elapsed Time 4 horas
penultima

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


168/172
INDICAÇÕES DE FALHA DO INVERSOR G5

Obs.: Caso ocorra falha do inversor e o operador não conseguiu ler o codigo de falha, consultar o parâmetro
U3-01 (ultima falha), U3-02 (penultima falha), U3-03 (ante-penultima falha).

INDICAÇÃO DO
DESCRIÇÃO CAUSAS AÇÃO CORRETIVA
DISPLAY

Subtensão Subtensão no barramento DC


no durante operação Verifique se não houve:
UV1 barramento Níveis de detecção (PUV):
DC Bus Undervolt DC classe 200 V mínimo 190 V "Queda" de Tensão na linha
(PUV) classe 400 V mínimo 380 V adutora.
Subtensão
no circuito de Subtensão no circuito de Seleção de tensão de alimentação
UV2 incorreta
controle controle durante operação
CTL PS Undervolt
(CUV) (CUV)
UV3 Contator de pré-carga abriu
Falha de MC
MC Answerback durante operação
Detectado nível de tensão no
Queda
UV barramento DC abaixo do
momentânea
Under Voltage mínimo -
de tensão
Contator de pré-carga aberto
Bobina do motor com resistência
Sobrecorrent
OC Corrente de saída excedeu o baixa
e
Overcurrent nível (OC) máximo Aceleração / Descabelarão
(OC)
excessiva
Verificar a isolação do motor
GF Corrente pelo terra excedeu
Verificar as conexão entre motor e
Ground Fault Terra 50% da corrente nominal
inversor
Sobretensão no barramento DC
durante operação Tempo de descabelarão
OV
Níveis de detecção (PUV): insuficiente
Overvoltage Sobretensão
classe 200 V máximo 400 V Circuito do queimador ou unidade
classe 400 V máximo 800 V de frenagem incorretos.
Verificar resistência nos
SC Saída do inversor (motor) está
Curto circuito enrolamentos do motor
Short Circuit curto-circuitada.
Verificar a isolação do motor
Fusível do circuito DC aberto Verifique os transistores de saída,
PUF Fusível DC
Possivelmente os transistores curto circuito no lado da carga,
DC Bus Fuse Open aberto
de saída foram danificados terra, etc.
Verifique a ventilação forçada do
Ventilador defeituoso ou
OH Sobreaqueci inversor e/ou a temp. ambiente
Temperatura ambiente muito
Heatsink Over tmp mento Temp Ambiente recomendada
alta.
menor que 50°C
A corrente de saída do inversor
Diminua a carga , o tempo de
OL1 Sobrecarga excedeu o nível de sobrecarga
utilização em baixas velocidades ou
Motor Overloaded no motor do motor, uso extensivo de
o tempo de descabelarão
baixas velocidades
A corrente de saída do inversor
OL2 Sobrecarga Diminua a carga ,
excedeu a o nível de sobrecarga
Inv Overloaded no inversor Aumente o tempo de aceleração
do inversor,
Falta de fase na entrada do
Fase de Verifique as fases de entrada.
PF inversor
entrada Verifique as conexões no terminal
Input Pha Loss Desbalanço nas tensões de
aberta de entrada.
entrada
Verifique as ligações de saída.
LF Fase de Uma das saídas do inversor Verifique a impedância do motor.
Output Pha Loss saída aberta está em aberto Verifique as conexões no terminal
de saída

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


169/172
INDICAÇÃO DO
DESCRIÇÃO CAUSAS AÇÃO CORRETIVA
DISPLAY

Falha no
RR transistor da
Transistor do queimador
Dyn Brk Transistr unidade de Substitua o inversor
danificado
frenagem
Falha no
RH resistor da A temperatura do resistor do
Dyn Brk Resistor unidade de queimador excedeu o valor Reduza a carga de regeneração
frenagem nominal
OS Sobrevelocid Motor excedeu limite de
-
Over speed ade sobrevelocidade
Verifique as ligações entre
PGO Circuito de Linha do circuito de operador e placa no inversor
PG open PG aberto programação aberto Verifique as condições de ligação
de carga
O desvio entre a velocidade de
DEV Desvio de
referência e de resposta está Verifique a carga
Speed Deviation velocidade
elevada.
Falha na
referência Ambos FWD e REV do
EF
externa de operador estão fechados por Substitua o operador ou inversor
External Fault
operação mais de 500 ms.
EF3 Falha no
External Fault 3 terminal 3
EF4 Falha no
External Fault 4 terminal 4
Verifique as condições do terminal
EF5 Falha no
de entrada
External Fault 5 terminal 5 A falha ocorreu no circuito de
Se os terminais não estiverem
EF6 Falha no controle externo
conectados e o LED estiver aceso
External Fault 6 terminal 6 substitua o inversor
EF7 Falha no
External Fault 7 terminal 7
EF8 Falha no
External Fault 8 terminal 8
OPE01 Configuração
Configuração incorreta
kVA selection incorreta
OPE02 Parâmetros
Valor de parâmetros incorretos
Limit incorretos
Parâmetros
OPE03 Configuração dos parâmetros
H1-01 à H1-
Terminal H1-01 à H1-06 incorretos
06
Quando a configuração dos
parâmetros de E1-04 a E1-10
não satisfazem as seguintes
Parâmetros condições: Verifique programação
OPE10
E1-04 à E1- E1-05 = > E1-08 e E1-08 = >
V/f
10 E1-10
E1-04 = > E1-06 > E1-07 = >
E1-09
Quando uma das condições que
se seguem ocorrerem:
Parâmetros C6-01 > 5kHz limite superior
OPE11
C6-01 à C6- C6-02 < 5kHz limite inferior
FC/On-Dly
03 Ganho proporcional
C6-03 > 6 e C6-01< C6-02

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


170/172
INDICAÇÃO DO
DESCRIÇÃO CAUSAS AÇÃO CORRETIVA
DISPLAY

ERR EEPROM Erro na inicialização da


EEPROM R/W Err interna EEPROM interna
CALL Falha de Substitua o inversor
Serial Com Call transmissão
Os dados do controle não estão
CE Erro de sendo recebidos / transmitidos
Memobus Com Err transmissão
Falha inicial no circuito de
controle ou em um de seus
Falha no Retire e recoloque o operador
CPF00 componentes.
circuito de novamente
COM- Comunicação entre o inversor e
controle Verifique a conexão entre operador
ERR(OP&INV) o operador não é estabelecida 5
e inversor.
segs. após ligar o inversor .
Falha on line no circuito de
controle ou em um de seus
Falha no componentes
CPF01
circuito de Comunicação entre o inversor e Substitua o inversor
COM-
controle o operador é estabelecida uma
ERR(OP&INV)
vez após ligar a rede mas falha
a comunicação após 2 segs.
Falha no
CPF02
circuito de
BB Circuit Err
Baseblock
CPF03 Falha na
EEPROM ERRO EEPROM
(CPU) Falha
CPF04 interna no Substitua o inversor
Internal A/D Err conversor
A/D
(CPU) Falha
CPF05 externa no
External A/D Err conversor
A/D
Falha no Se houver :
CPF06
cartão O cartão opcional não está Reinstale o cartão
Option Error
opcional instalado corretamente
Falha no Falha do conversor A/D no
CPF020
cartão cartão de referencia analógica Substitua o cartão
Option A/D Error
opcional de velocidade opcional (A1-14B)

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


171/172
Procedimento de Programação para Inversores Novos ou Substituídos

a) Verificar o parâmetro A1-02 = 2


b) Definir o parâmetro A1-03 = 2220 (“reset”) inicializa todos os parâmetros do inversor. Após o
reset o parâmetro A1-03 retorna a “0”.
c) Programar demais parâmetros

NOTA IMPORTANTE:

Na Obra deve-se evitar alterar qualquer parâmetro do inversor. Em caso de necessidade somente
os parâmetros E1-01, E1-04, E1-06, E1-08, E1-10, E2-01, E2-02, E2-03 podem ser manuseados sem
necessidade de definição da senha.

EL 03.468 REV. E (CAPA) PÁG:


172/172