You are on page 1of 1

Encontros vocálicos

Encontro vocálico é o encontro de duas ou mais letras que possuem sons vocálicos em uma única palavra. É
um agrupamento de vogais e semivogais, sem que haja uma consoante intermediária, ou seja, sem uma
consoante para separá-las.
Classificamos os encontros vocálicos em três grandes grupos: o hiato, o ditongo e o tritongo.
Dentre estes dois últimos ainda temos outras classificações, o ditongo ainda pode ser classificado como:
crescente, decrescente, oral e nasal. E o tritongo pode ser classificado como: oral ou nasal.
Hiato
O hiato é o encontro de duas letras que possuem sons vocálicos, em uma mesma palavra, mas que na
separação das sílabas ficam separadas. Observe agora alguns exemplos:
 Cadeado – ca-de-a-do
 Poesia – po-e-si-a
 Memória – me-mó-ri-a
 Viela – vi-e-la
 Piada – pi-a-da
 Democracia – de-mo-cra-ci-a
 Saída – sa-í-da
Ditongo
O ditongo é o encontro de duas letras com sons vocálicos que se apresentam juntas em uma mesma palavra e
também na mesma sílaba. Neste caso, uma das letras é conhecida como a vogal (a mais forte, tônica) e a
outra é conhecida como semivogal (a mais fraca, átona). Veja os exemplos: madeira – ma-dei-ra; água – á-
gua.

Como já foi dito anteriormente, os ditongos podem ser classificados como: crescente ou decrescente, e oral
ou nasal.
O ditongo crescente é quando temos o encontro de uma semivogal com uma vogal na mesma sílaba.
Exemplos: série, quadro, próprio, água, mágoa, área.
O ditongo decrescente é quando temos o encontro de uma vogal com uma semivogal na mesma sílaba.
Exemplos: madeira, pouco, intuito, mais, pai, mingau.
O ditongo oral é quando o som do encontro vocálico passa pela cavidade oral, fazendo com que não tenha a
passagem do ar pelas vias nasais. Exemplos: sequestro, faliu, ouvir, tranquilo.
O ditongo nasal é quando o som do encontro vocálico passa pela cavidade nasal, produzindo um som
nasalizado. Exemplos: mãe, quanto, pão, frequência.
Tritongo
O tritongo é o encontro de três letras com sons vocálicos que se apresentam juntas em uma mesma palavra e
também na mesma sílaba. A sequência dessa construção é formada por uma semivogal, uma vogal e outra
semivogal. Os tritongos podem ainda ser classificados como oral ou nasal.
O tritongo oral é quando o som do encontro vocálico passa pela cavidade oral, fazendo com que não tenha a
passagem de ar pelas vias nasais. Exemplos: Paraguai, iguais, averigueis.
O tritongo nasal é quando o som do encontro vocálico passa pela cavidade nasal, produzindo assim um som
nasalizado. Exemplos: quão, saguão.