Вы находитесь на странице: 1из 127

Sistema Fecomércio-RS – Federação do Comércio e de Equipe de Materiais Didáticos

Serviços do Estado do Rio Grande do Sul


Coordenação
Presidente:
Vanessa Silva da Silva
Zildo De Marchi
_________________________________________
_________________________________________
Análise didática
Senac-RS – Serviço Nacional de Aprendizagem
Comercial do Rio Grande do Sul Ezequiel Cardoso Alves

Diretor Regional

José Paulo da Rosa Revisão Gramatical

Adriana Grumann

Gerente do Núcleo de Educação Profissional _________________________________________

Roberto Sarquis Berte Projeto Gráfico e Diagramação

Gabriel Magalhães Gil

Gerente da Gestão Estratégica e de Operações – _________________________________________


Tecnologias Educacionais
APOSTILA
Sidinei Rossi
Excel 2010 - Fundamental

_________________________________________

Profissional responsável pela elaboração de conteúdo

Candice Jaroski Barbosa de Morais

SENAC-RS – Departamento Regional no Rio Grande do Sul.

Av. Alberto Bins, 665, Centro Histórico, Porto Alegre/RS

Excel 2010 - Fundamental

1ª edição

Porto Alegre, SENAC-RS, Abril/2013

129 páginas

É vedada a reprodução total ou parcial desta obra sem autorização expressa do Senac-RS.
Sumário

Introdução................................................................................................8
Iniciando o Excel 2010.............................................................................9
Ambiente de trabalho................................................................................9
Menu Arquivo ............................................................................................................. 10

Faixa de Opções..........................................................................................................11

Mais opções, se necessário........................................................................................ 14

Diferentes resoluções de tela podem alterar o que se vê........................................... 15

Barra de Ferramentas de Acesso Rápido................................................................... 16

Barra de fórmulas....................................................................................................... 17

Caixa de nome............................................................................................................ 17

Células........................................................................................................................ 18

Guias de planilha........................................................................................................ 18

Barra de Status........................................................................................................... 19

Janela Ajuda............................................................................................................... 19

Menu rápido................................................................................................................ 19

Pasta de trabalho....................................................................................22
Navegando por uma pasta de trabalho....................................................................... 22

Inserindo uma nova planilha....................................................................................... 23

Renomeando uma planilha......................................................................................... 23

Selecionando planilhas............................................................................................... 24

Excluindo uma ou mais planilhas................................................................................ 24

Movendo guias de planilha......................................................................................... 25

Para mover várias guias em sequência...................................................................... 25

Para mover várias guias intercaladas......................................................................... 25

Copiando guias de planilha......................................................................................... 25

Para copiar várias planilhas........................................................................................ 25

3
Planilhas..................................................................................................25
Operações com arquivos........................................................................26
Criar pasta de trabalho............................................................................................... 26

Modelos de pasta de trabalho..................................................................................... 27

Abrir uma pasta de trabalho........................................................................................ 28

Salvar pastas de trabalho........................................................................................... 28

Salvar pastas de trabalho em outro formato............................................................... 28

Novos formatos de arquivos....................................................................................... 29

Imprimir pastas de trabalho........................................................................................ 30

Fechar uma pasta de trabalho.................................................................................... 31

Seleção de células e de intervalos..........................................................31


Selecionar uma célula................................................................................................. 31

Selecionar um intervalo de células............................................................................. 31

Selecionar intervalos não adjacentes......................................................................... 32

Selecionar todas as células em uma planilha............................................................. 32

Selecionar linhas ou colunas...................................................................................... 33

Selecionar linhas e colunas juntas.............................................................................. 33

Movimentação na planilha com o teclado................................................................... 34

Formatos dos cursores............................................................................................... 34

Copiando células........................................................................................................ 35

Movendo células......................................................................................................... 35

Limpando o conteúdo das células.............................................................................. 36

Desfazer erros.........................................................................................36
Comandos Desfazer e Refazer................................................................................... 36

Comando Refazer....................................................................................................... 37

Operações com linhas, colunas e células...............................................37


Modificando a largura da coluna................................................................................. 37

Modificando a altura da linha...................................................................................... 38

4
Inserindo linhas........................................................................................................... 39

Inserindo colunas........................................................................................................ 40

Excluindo linhas e colunas.......................................................................................... 40

Excluindo células........................................................................................................ 40

Inserção de dados..................................................................................41
Valor constante........................................................................................................... 41

Fórmulas..................................................................................................................... 43

Edição de células....................................................................................46
Criando sequências.................................................................................47
Criando listas...........................................................................................48
Botões que você poderá ver na planilha.................................................50
Opções de AutoCorreção............................................................................................ 50

Opções de Colagem................................................................................................... 50

Opções de Autopreenchimento................................................................................... 50

Rastrear Erro.............................................................................................................. 51

Opções de Inserção.................................................................................................... 51

Aplicar regra de formatação a..................................................................................... 51

Triângulos coloridos que você poderá ver na planilha............................51


Triângulo verde........................................................................................................... 51

Triângulo vermelho..................................................................................................... 52

Funções...................................................................................................52
Funções básicas.....................................................................................55
Função SOMA............................................................................................................. 55

Função MÉDIA............................................................................................................ 55

Função Máximo.......................................................................................................... 55

Função Mín................................................................................................................. 55

Função MAIOR........................................................................................................... 56

Função MENOR.......................................................................................................... 56

5
Função CONT.NÚM.................................................................................................... 56

Função CONT.VALORES............................................................................................ 57

Função INT................................................................................................................. 57

Função TRUNCAR...................................................................................................... 57

Função ARRED........................................................................................................... 58

Formatação da planilha...........................................................................59
Formatação de números............................................................................................. 59

Formatação de texto................................................................................................... 62

Referências.............................................................................................67
Tipos de referências.................................................................................................... 67

Planilhas tridimensionais............................................................................................ 68

Definir e criar nomes...............................................................................69


Regras para os nomes................................................................................................ 69

Definir nome................................................................................................................ 70

Criar nome.................................................................................................................. 73

Teste condicional.....................................................................................75
Função SE...............................................................................................76
Grafos de decisão....................................................................................................... 76

Funções lógicas adicionais.....................................................................78


Função E..................................................................................................................... 78

Função OU.................................................................................................................. 79

Função SOMASE........................................................................................................ 79

Função CONT.SE....................................................................................................... 80

Valores de erro........................................................................................80
Tipos de valores de erro............................................................................................. 81

Classificação de listas.............................................................................83
Congelar Painéis.....................................................................................85
Exibir duas ou mais planilhas..................................................................87

6
Proteção de planilhas e de pastas de trabalho.......................................88
Proteger elementos de uma planilha.......................................................................... 88

Proteger Pasta de Trabalho........................................................................................ 91

Função PROCV.......................................................................................92
Configurar Página...................................................................................94
Margens ................................................................................................................... 100

Orientação ............................................................................................................... 101

Tamanho .................................................................................................................. 102

Área de Impressão ................................................................................................... 102

Quebra de página .................................................................................................... 103

Plano de Fundo ........................................................................................................ 104

Imprimir Títulos ........................................................................................................ 104

Cabeçalho e Rodapé................................................................................................ 105

Visualizar impressão.............................................................................106
Impressão de planilhas.........................................................................107
Gráficos.................................................................................................108
Partes do gráfico....................................................................................................... 108

Tipos de gráficos....................................................................................................... 109

Criar gráficos..............................................................................................................111

Formatar gráficos.......................................................................................................112

Funções adicionais para consulta......................................................... 114


Funções aritméticas...................................................................................................114

Funções de data e hora.............................................................................................117

Funções financeiras.................................................................................................. 120

Funções estatísticas................................................................................................. 122

7
Introdução

Planilha eletrônica é, basicamente, um programa que se assemelha a uma folha de cálcu-


lo, no qual podemos colocar dados em forma de tabela. Podemos aproveitar sua grande
capacidade de realizar operações matemáticas e lógicas e ainda a de armazenamento do
computador para conseguir efetuar trabalhos que, normalmente, seriam resolvidos com
uma calculadora, lápis e papel.

A tela do computador se transforma em uma janela, em que podemos observar uma série
de linhas e colunas. A cada cruzamento de uma linha com uma coluna, temos uma célula,
e nesta podemos armazenar valores e expressões.

O Excel é uma ferramenta poderosa, que pode ser utilizada para fazer cálculos,
armazená-los, trabalhar com lista de dados e criar relatórios e gráficos.

Além disso, é um programa que permite executar uma variedade de tarefas para as áreas
comercial, científica, de engenharia, entre outras. É recomendado para cálculo de plane-
jamento, previsão, análise estatística e financeira, simulação e manipulação numérica em
geral.

Eis alguns exemplos de áreas em que o software pode ser usado para facilitar seu traba-
lho:

• Área de produção → Controle de produção.

• Área administrativa → Folha de pagamento, contabilidade, controle de compras,


tabelas de preços, saldos etc.

• Área comercial → Plano de vendas, análise de mercado, controle de notas fiscais,


emissão de listagem de preços, etc.

• Área financeira → Análise de investimentos, de custos, projeção de lucros, fluxo de


caixa, controle de contas a pagar e a receber, simulação de custos, etc.

8
Iniciando o Excel 2010

Para utilizarmos qualquer programa, o primeiro passo é saber como iniciá-lo e conhecer
seu ambiente de trabalho, ou seja, o significado e a função dos diferentes elementos que
aparecem na tela.

Para iniciar o Excel 2010, proceda da seguinte maneira:

1. Abra o menu Iniciar e clique em Todos os Programas.

Na lista exibida, clique na pasta Microsoft Office e, em seguida, clique em Microsoft


Office Excel 2010.

Ambiente de trabalho

A janela do Excel 2010 contém ferramentas necessárias para criar, alterar e remover
objetos. Um arquivo do Excel pode conter uma ou mais planilhas. No caso de possuir um
conjunto de planilhas editadas no mesmo arquivo, recebe o nome de “pasta de trabalho”.

9
A interface do Microsoft Office Excel 2010 possibilita que comandos e recursos sejam
encontrados facilmente em guias orientadas a tarefas.

Menu Arquivo
A guia Arquivo substituiu o Botão do Microsoft Office ( ) e o menu Arquivo, utiliza-
dos em versões anteriores do Microsoft Office.

Trata-se de uma inovação da interface de usuário do Microsoft Office. Acessível com um


clique, é o local em que se abrem, salvam, imprimem, compartilham e gerenciam arqui-
vos, bem como em que se definem as opções do programa.

10
Faixa de Opções
Há três componentes básicos para a Faixa de Opções:

Os comandos mais utilizados do Excel estão dispostos nas guias principais, que sempre
ficam visíveis para o usuário. Os demais somente ficam visíveis em guias quando ne-
cessário, como é o caso, por exemplo, da guia Ferramentas de Imagem, que é exibida
somente quando uma imagem é selecionada.

Veja a seguir cada uma das guias:

• Guia Página Inicial: nela, é possível selecionar as mais importantes ferramentas


de edição de células, de formatação e de navegação para modificar rapidamente a
aparência de uma célula ou filtrar seus dados.

• Guia Inserir: nela, encontram-se os comandos para inserir vários tipos de objetos,
como tabelas, ilustrações, gráficos, links e textos.

11
• Guia Layout da Página: nesta guia, é possível encontrar os comandos para confi-
gurar as propriedades das páginas, como temas, margens, dimensões e organização
de objetos.

• Guia Fórmulas: nesta guia, estão dispostos todos os comandos envolvidos na


construção de fórmulas.

• Guia Dados: armazena os comandos que manipulam os dados das planilhas.

• Guia Revisão: nela, há controles para revisar textos, incluir comentários e proteger
e compartilhar planilhas.

• Guia Exibição: possui os controles que definem o modo de exibição da pasta de


trabalho; mostra ou oculta determinados objetos, aplica zoom e configura macros.

Além das guias de comandos, na Faixa de Opções também existem as guias de co-
mandos contextuais. Estas guias são exibidas de acordo com o contexto, ou seja, de
acordo com a tarefa que se executa.

Os comandos da Faixa de Opções são aqueles utilizados com mais frequência. Em vez
de mostrar todos os comandos o tempo todo, o Excel 2010 mostra aqueles que podem
ser necessários em resposta a uma ação efetuada.

Por exemplo, se você não tem um gráfico em sua planilha, os comandos para trabalhar
com gráficos não são necessários. Mas, depois que um for criado, as Ferramentas de
Gráfico aparecem, e com três guias:

12
• Design;

• Layout; e

• Formato.

Nessas guias, você encontrará os comandos necessários para trabalhar com o gráfico.
A Faixa de Opções responde à sua ação.

Portanto, não se preocupe se não vir todos os comandos necessários em todos os


momentos. Execute as primeiras etapas, e, em seguida, os comandos necessários
estarão visíveis.

Outra maneira de os comandos serem apresentados é por um controle chamado Gale-


ria. Esse controle não exibe simplesmente os comandos, ele mostra o resultado do uso
desses comandos para oferecer uma ideia visual do que eles podem fazer, com foco no
resultado e não apenas nos comandos em si.

13
Mais opções, se necessário

Cli-
que na seta na parte inferior de um grupo para obter mais opções se precisar delas.

Clique na seta do grupo Fonte.

A caixa de diálogo Formatar Células aparecerá.

Ou apenas pressione Ctrl+1.

Quando vir a seta (denominada iniciador de caixa de diálogo) no canto inferior


direito de um grupo, isso indica que há mais opções disponíveis para ele. Clique em
para ver uma caixa de diálogo ou um painel de tarefas.

Na guia Página Inicial, no grupo Fonte, por exemplo, estão todos os comandos usados
com mais frequência para fazer alterações de fonte, tais como:

• comandos para alterar a fonte;

• comandos para alterar o tamanho da fonte;

• comandos para aplicar negrito, itálico ou sublinhado.

Se desejar mais opções, como a de poder aplicar sobrescrito, clique na seta à direita
de Fonte e você verá a caixa de diálogo Formatar Células, que tem essa e outras possi-
bilidades relacionadas à formatação.

14
Diferentes resoluções de tela podem alterar o que se vê

Tudo sobre o que falamos até o momento aplicar-se-á se a sua tela


estiver configurada como de alta resolução e a janela do Excel estiver
maximizada. Caso contrário, a aparência será diferente.

Baixa resolução - Se a sua tela estiver configurada para uma resolução baixa, como,
por exemplo, para 800 por 600 pixels, alguns grupos da faixa de opções exibirão apenas
o seu nome, e não os seus comandos. Você precisaria clicar na seta do botão de grupo
para visualizar os comandos.

Por exemplo, na guia Exibição, o grupo Mostrar/Ocultar tem vários comandos. Com
uma resolução maior, você verá todos eles. Já com uma resolução de 800 por 600 pixels,
você verá apenas o botão Mostrar/Ocultar, não os comandos.

Nesse caso, você deve clicar na seta do botão do grupo Mostrar/Ocultar para exibir os
comandos.

Os grupos que exibem apenas o seu nome em uma resolução menor são aqueles cujos
comandos são usados com menos frequência.

Minimizado - Em qualquer resolução, se você diminuir a janela do Excel, há um tamanho


no qual alguns grupos exibirão apenas os seus nomes, e será necessário clicar na seta
do botão do grupo para exibir os comandos.

15
Barra de Ferramentas de Acesso Rápido
A Barra de Ferramentas de Acesso Rápido é personalizável e contém um conjunto de
comandos independente da guia exibida no momento. O padrão de ferramentas é forma-
do por comandos utilizados com frequência, quais sejam:

• Salvar;

• Desfazer; e

• Refazer.

A Barra de Ferramentas de Acesso Rápido pode estar localizada em um destes dois


locais:

• no canto superior esquerdo, ao lado do símbolo do Excel ( ) – local-padrão; ou

• abaixo da Faixa de Opções.

Se não desejar exibir a Barra de Ferramentas de Acesso Rápido em seu local tradicio-
nal, você poderá movê-la para outro.

1. Clique em Personalizar Barra de Ferramentas de Acesso Rápido ( ).

2. Na lista, clique em Mostrar Abaixo da Faixa de Opções.

16
Barra de fórmulas
A Barra de fórmulas está localizada abaixo da Faixa de Opções e é nela que são inse-
ridas as fórmulas utilizadas nas planilhas.

Formatar imagem abaixo de acordo com a identidade visual do material.

Para facilitar a visualização e a edição de uma grande quantidade de texto em uma cé-
lula, você pode ajustar o tamanho da caixa da Barra de fórmulas. A planilha e a Barra
de fórmulas funcionam de forma alinhada, e isso evita que os conteúdos de ambas se
sobreponham.

Para redimensionar a caixa de fórmulas, siga um ou mais dos seguintes procedimentos:

Para alternar entre expandir a caixa de fórmulas para três ou mais linhas, ou recolhê-la
até uma linha, clique no botão de divisas ( ) no fim da Barra de fórmulas. Você também
pode pressionar Ctrl+Shift+U.

Para ajustar precisamente a altura da caixa de fórmulas, passe o mouse sobre a sua parte
inferior até que o ponteiro se transforme em uma seta dupla vertical ( ). Depois, arraste
essa seta para cima ou para baixo até o local desejado e clique nela ou pressione Enter.

Para ajustar automaticamente a caixa de fórmulas para o número de linhas de texto da


célula ativa até a altura máxima, passe o mouse sobre a caixa de fórmulas até que o pon-
teiro se transforme em uma seta dupla vertical ( ) e, em seguida, clique duas vezes nela.

Caixa de nome
A Caixa de nome exibe o nome da célula que está selecionada no momento (exemplo:
endereço B2).

17
Para acomodar nomes longos, é possível redimensionar a Caixa de nome.

1. Ajuste a largura para a esquerda ou para a direita.

(A largura máxima corresponde à metade da largura da planilha.)

Células
Inserir caixa de destaque no texto grifado abaixo.

As células são unidades básicas dispostas em linhas e colunas. Cada célula pos-
sui um endereço, que nada mais é do que o cruzamento de uma linha com uma
coluna.

O Microsoft Office Excel 2010 dispõe de 1.048.576 linhas e de 16.384 colunas (de A a
XFD).

Guias de planilha
Na parte inferior da janela, temos as Guias de planilha, as quais dão acesso rápido a
outras planilhas do Excel.

Normalmente, há três disponíveis para o uso, contudo podemos inserir outras, conforme
a necessidade. Para ativar qualquer uma delas, basta clicar sobre a que se quer utilizar.
As guias podem ser renomeadas.

18
Barra de Status
A Barra de Status está localizada na parte inferior da janela. Exibe as informações de
status e inclui botões que permitem a alternância entre as janelas.

No Excel 2010, essa barra passou a ter mais funcionalidades: alternar os modos de
exibição e ajustar o nível de ampliação e de redução da planilha por meio de um controle
deslizante (Zoom).

Janela Ajuda
É possível fazer pesquisas em relação a conteúdos específicos. Independentemente das
configurações definidas na janela Ajuda, todo o conteúdo estará disponível no Office
Online. Para abrir a janela Ajuda, pressione F1 ou clique no ponto de interrogação à
direta da Faixa de Opções.

Menu rápido
Como o Windows, o Excel também utiliza muito o botão direito do mouse (menu rápido). Por
meio dele, é possível abrir diferentes tipos de menus com diversos comandos. Esses coman-
dos servem para facilitar o acesso às ações mais utilizadas.

Os diferentes tipos de menus rápidos apresentados têm relação com a posição do clique.

Se você quiser formatar uma célula, posicione o ponteiro do mouse sobre a célula, clique com
o botão direito do mouse, e vários comandos vão aparecer, entre eles Formatar Células.

19
Caso você queira inserir uma planilha, deve clicar com o botão direito do mouse sobre qual-
quer uma e depois clicar no comando Inserir.

Vários outros comandos importantes, como Copiar, Recortar e Colar, também estão presen-
tes no menu rápido.

Como é possível perceber, o menu rápido é uma maneira fácil e ágil de trabalhar dentro
do Excel e de vários outros softwares. Abaixo, temos alguns exemplos de comandos do
menu rápido (botão direito do mouse).

Menu rápido aplicado sobre um conjunto de células selecionadas:

Clicando com o botão direito (menu rápido) do mouse sobre os botões de navegação de
planilhas, temos:

20
Clicando com o botão direito do mouse sobre uma das planilhas, temos:

Clicando com o botão direito do mouse sobre uma das guias da Faixa de Opções,
temos:

Clicando com o botão direito do mouse sobre a Barra de título, temos:

Clicando com o botão direito do mouse sobre a Barra de Status, temos:

21
Pasta de trabalho

No Excel, uma pasta de trabalho é o arquivo em que se trabalham e armazenam dados.


Ela contém um grupo de planilhas que terão conteúdos afins. Portanto, trata-se de nada
mais do que um conjunto de planilhas que contêm informações relacionadas.

A pasta de trabalho é o principal documento usado no Excel para armazenar e


manipular dados.

Um bom exemplo de uma pasta de trabalho seria uma folha de pagamento dos 12 meses
do ano. Grava-se o arquivo como “Folha de Pagamento”, e cada planilha vai representar
um mês, ou seja, usam-se 12 planilhas. Nesse caso, temos um arquivo chamado “Folha
de Pagamento” com 12 planilhas que podem ser renomeadas uma a uma com os nomes
dos meses do ano.

Cada pasta de trabalho contém, inicialmente, três planilhas, nomeadas de Plan1, Plan2 e
Plan3. É possível aumentar o número delas em cada pasta de trabalho.

Navegando por uma pasta de trabalho


Você deve usar os quatro botões de navegação das Guias de planilhas,
no canto inferior esquerdo da janela, para rolá-las. Ativar uma planilha significa deixá-la
corrente, ou seja, pronta para a digitação de dados ou para a aplicação de comandos.
Através dos botões, faça a rolagem até visualizar a planilha desejada e clique sobre ela.

22
Inserindo uma nova planilha
Para inserir uma nova planilha, siga um destes procedimentos:

Para inserir rapidamente uma nova planilha ao final da guia, clique em Inserir Planilha,
na parte inferior da tela.

Para inserir uma nova planilha em frente a uma já existente, selecione esta e, na guia
Página Inicial, no grupo Células, clique em Inserir e em Inserir Planilha. Ou ainda
pressione Shift+F11.

Você pode também clicar com o botão direito do mouse na guia de uma planilha
existente e, em seguida, clicar em Inserir. Na guia Geral, clique em Planilha e
depois em OK.

Você pode também clicar com o botão direito do mouse na guia de uma planilha existente
e, em seguida, clicar em Inserir. Na guia Geral, clique em Planilha e depois em OK.

Renomeando uma planilha


As planilhas já vêm nomeadas de Plan1, Plan2 etc., mas é possível renomeá-las. Para
isso, siga os seguintes passos:

1. Na barra das Guias de planilha, clique com o botão direito do mouse naquela que
deseja renomear e depois em Renomear.

2. Digite o novo nome e pressione Enter.

23
Uma maneira mais simples de renomear uma planilha é dando um
duplo clique sobre ela. Basta então digitar o novo nome e pressionar
Enter.

Selecionando planilhas
Em uma pasta de trabalho, sempre haverá uma planilha selecionada. Mas você poderá
selecionar tantas quantas quiser. Há dois tipos de seleção:

Seleção contínua Seleção intercalada


Para selecionar várias planilhas ao Para selecionar planilhas intercaladas,
mesmo tempo, basta clicar na primeira, clique na primeira a ser selecionada,
pressionar a tecla Shift e clicar na última pressione a tecla Ctrl e clique nas
planilha a ser selecionada. próximas planilhas a serem selecionadas.

Quando várias planilhas estão selecionadas, pode-se ver


[Grupo] na Barra de título, na parte superior da planilha.
Para cancelar a seleção de várias planilhas em uma pasta de
trabalho, clique em qualquer uma que não tenha sido selecio-
nada. Se não houver uma visível, clique com o botão direito
do mouse na guia de uma planilha selecionada e clique em
Desagrupar Planilhas, no menu de atalho.

Excluindo uma ou mais planilhas


1. Selecione a(s) planilha(s) que deseja excluir.

2. Na guia Página Inicial, no grupo Células, clique na seta ao lado de Excluir e, em se-
guida, em Excluir Planilha.

Você também pode clicar com o botão direito na guia de uma


planilha que deseja excluir, ou em mais de uma, e, em seguida,
clicar em Excluir.

24
Movendo guias de planilha
Clique sobre a guia da planilha que quer mover e arraste-a para sua nova localização. A
seta preta indica essa nova localização.

Para mover várias guias em sequência


Para mover várias guias em sequência, é necessário selecioná-las antes. Utilize a sele-
ção contínua. Depois disso, arraste uma delas para a nova localização.

Para mover várias guias intercaladas


Para mover várias guias intercaladas, é necessário selecioná-las antes. Utilize a seleção
intercalada. Depois disso, arraste uma delas para a nova localização. As outras a segui-
rão.

Copiando guias de planilha


Selecione a planilha desejada, pressione a tecla Ctrl e arraste-a para a nova localização.

Para copiar várias planilhas


Para copiar várias planilhas, é preciso selecioná-las antes. Utilize a seleção intercalada ou a
contínua. Depois disso, pressione a tecla Ctrl e arraste uma delas para a nova localização.

Planilhas

A planilha do Excel é uma grade retangular composta de colunas e linhas. As colunas são
representadas por letras do nosso alfabeto, em um total de 16.384, com cabeçalhos que
vão de A até XFD. As linhas são representadas por números, que vão de 1 até 1.048.576.

O ponto que une uma linha a uma coluna é chamado de célula. As células são elementos
fundamentais das planilhas e ocupam nelas um lugar com endereço único. Nas células
armazenamos nossos dados, e a cada uma delas é atribuído um par único de coordena-
das, que é chamado de “referência de célula”, ou “endereço de célula”.

Cada célula tem um endereço único na planilha. Esse endereço é representado pela letra
da coluna (A, B, C etc.) e o número da linha (1, 2, 3 etc.) em que está localizada.

O comprimento do seu conteúdo (texto) é de 32.767 caracteres, e nela podem aparecer


apenas 1.024; todos os 32.767, no entanto, aparecem na Barra de fórmulas.

25
A5 → Esta célula está localizada na coluna A e na linha 5.

AC15.000 → Esta célula está localizada na coluna AC e na linha 15.000.

XFD1048576 → Esta célula está localizada na última coluna e na última linha da planilha,
ou seja, coluna XFD, linha 1.048.576.

Operações com arquivos

Os dados que você insere em uma planilha do Excel 2010 não são definitivos até que
você os salve em disco.

Você pode querer imprimir alguma de suas planilhas, para melhor visualizá-las.

Após ter trabalhado com sua pasta de trabalho, pode não ser mais necessário tê-la na
tela, então você poderá fechá-la.

Todas essas operações caracterizam o gerenciamento de arquivos e, para isso, o Excel


2010 oferece um grupo de comandos para a sua realização.

Criar pasta de trabalho


Para criar uma nova pasta de trabalho, siga as seguintes instruções:

1. Clique na guia Arquivo.

2. Clique em Novo.

3. Em Modelos Disponíveis, clique duas vezes em Pasta de trabalho em branco.

4. Atalho do teclado  para criar rapidamente uma nova pasta de trabalho em branco:


Ctrl+N.

26
Modelos de pasta de trabalho
O Excel 2010 possui vários modelos de pasta de trabalho que são instalados junto com
o software. Observe:

1. Clique na guia Arquivo ( ).

2. Clique em Novo.

3. Em Modelos Disponíveis, clique em Modelos de exemplo ou em Meus modelos.

4. Siga um destes procedimentos:

○ para usar um dos modelos de exemplo instalados com o Excel por padrão, em
Modelos Disponíveis, clique duas vezes no desejado;

○ para usar um modelo próprio, na guia Modelos pessoais, clique duas vezes no
desejado.

A guia Modelos pessoais lista os modelos que você criou. Se você


não visualizar aquele que deseja usar, verifique se está localizado na
pasta correta. Modelos personalizados são normalmente armazenados
na pasta Modelos.

Para obter mais modelos de pastas de trabalho, você pode baixá-los


no Office.com. Em Modelos Disponíveis, em Modelos do Office.
com, clique em uma categoria de modelo específica e depois duas
vezes no modelo que deseja baixar.

27
Abrir uma pasta de trabalho
Para abrir um arquivo do Excel, siga os seguintes passos:

1. Clique na guia Arquivo ( ) e, em seguida, em Abrir, ou digite Ctrl+A.

2. Localize o arquivo que você deseja abrir.

3. Clique no arquivo e, em seguida, em Abrir.

Salvar pastas de trabalho


As pastas de trabalho do Excel 2010 são salvas seguindo-se os mesmos padrões dos
outros aplicativos do pacote Microsoft Office 2010.

Proceda da seguinte forma para salvar uma pasta de trabalho pela primeira vez:

1. Com a pasta de trabalho aberta, clique na guia Arquivo ( ) e, em seguida, em


Salvar, ou digite Ctrl+B. Também é possível usar o comando Salvar na Barra de Ferra-
mentas de Acesso Rápido.

2. A caixa Salvar como será exibida.

3. Selecione a unidade de disco ou pasta na qual será salva a pasta de trabalho.

4. Na caixa Nome do arquivo, digite um nome para o arquivo.

5. Clique no botão Salvar para concluir o processo.

Salvar pastas de trabalho em outro formato


Os arquivos-padrão criados pelo Excel 2010 recebem a extensão .xlsx, mas é possível
salvar o arquivo em outros formatos, inclusive nos das versões anteriores do Excel. Neste
caso, no entanto, alguns formatos e recursos que são exclusivos do Microsoft Office
Excel não serão mantidos.

28
Execute o seguinte procedimento para salvar um arquivo em outro formato:

1. Clique na guia Arquivo ( ) e, em seguida, em Salvar como, ou pressione a


tecla F12.

2. Na caixa Nome do arquivo, insira um novo nome para ele.

3. Na lista Tipo, clique no formato de arquivo a ser usado para salvar.

4. Clique em Salvar.

Novos formatos de arquivos

Existem diversos tipos de arquivo para se escolher ao se salvar uma pasta de trabalho
no Excel 2010.

Pasta de Trabalho do Formato-padrão do Excel 2010. Salve uma pasta de


Excel (*.xlsx) trabalho com este formato se ela não contiver macros ou o
código Microsoft Visual Basic for Applications (VBA).

Pasta de Trabalho Salve sua pasta de trabalho com este formato quando a
Habilitada para Macro pasta de trabalho contiver macros ou o código VBA.
do Excel (*.xlsm)

29
Modelo do Excel Salve sua pasta de trabalho com este formato quando
(*.xltx) precisar de um modelo.

Modelo Habilitado Salve sua pasta de trabalho com este formato quando
para Macro do Excel precisar de um modelo e a pasta de trabalho contiver
(*.xltm) macros ou o VBA.

Pasta de Trabalho do Salve sua pasta de trabalho com este tipo de formato
Microsoft Excel 5.0/95 quando precisar compartilhá-la com alguém que utilize o
(*.xls) Microsoft Excel 5.0. A maioria dos recursos do Excel 2007
será desativada neste caso.

Imprimir pastas de trabalho


O Excel possui recursos para imprimir uma pasta de trabalho inteira ou parcialmente.
Acompanhe a seguir como fazer isso:

1. Com a pasta de trabalho aberta, clique em qualquer uma das suas planilhas.

2. Clique em uma célula dentro da tabela para ativá-la.

3. Clique em na guia Arquivo ( ) e depois clique em Imprimir.

4. Atalho do teclado - você também pode pressionar Ctrl+P.

5. Em Configurações, clique em Tabela Selecionada.

6. Clique no botão Imprimir.

30
Fechar uma pasta de trabalho
Para se fechar um arquivo, ele deve estar corrente.

1. Clique em na guia Arquivo ( ) e depois clique em Fechar.

2. Ou dê um clique no segundo botão Fechar ( ) da área de trabalho do Excel.

Seleção de células e de intervalos

Antes de fazer qualquer inserção de dados ou de aplicar qualquer tipo de formatação na


planilha, é necessário indicar a célula, ou o intervalo de células, com que se quer traba-
lhar. Para isso, são utilizados métodos de seleção.

Selecionar uma célula


Posicione o cursor na célula desejada e dê um clique.

Selecionar um intervalo de células


Aponte para a célula, pressione o botão do mouse e arraste por quantas células desejar;
assim que concluída a seleção, solte o botão. A primeira célula da seleção manter-se-á
em branco, mas você poderá ver que está selecionada pela existência de uma borda em
volta dela, que se torna mais espessa que as demais.

Você também pode fazer uma seleção contínua utilizando a tecla


Shift. Para isso, clique na primeira célula do intervalo, pressione a
tecla Shift e clique na última.

31
É possível também selecionar várias colunas ou linhas adjacentes.
Basta para isso clicar no cabeçalho de linha ou no de coluna e ar-
rastar.

Selecionar intervalos não adjacentes


Clique na primeira célula, pressione a tecla Ctrl e vá clicando nas demais. Assim, você
terá um intervalo intercalado.

Selecionar todas as células em uma planilha


Para selecionar todas as células em uma planilha, clique no botão Selecionar Tudo ou
pressione Ctrl+T.

32
Se a planilha contiver dados e a célula ativa estiver acima ou à direita
deles, ao se pressionar Ctrl+T, seleciona-se a região atual. Pressionar
Ctrl+T novamente seleciona a planilha inteira.

Selecionar linhas ou colunas


Para selecionar uma linha ou uma coluna inteira, basta clicar com o mouse sobre o cabe-
çalho da linha ou da coluna.

Selecionar linhas e colunas juntas


Para selecionar linhas e colunas ao mesmo tempo, usa-se o mesmo processo de seleção
de intervalos não adjacentes, ou seja, pressiona-se a tecla Ctrl e clica-se sobre o cabe-
çalho das linhas e das colunas desejadas.

33
Movimentação na planilha com o teclado
Formatar tabela abaixo de acordo com a identidade visual do material.

CTRL+HOME Seleciona a primeira célula da planilha.

CTRL+END Seleciona a última célula ocupada da planilha.

PAGE UP Seleciona a célula na mesma posição na página anterior.

PAGE DOWN Seleciona a célula na mesma posição na página seguinte.

Faz a movimentação entre as planilhas. Seleciona a


CTRL+PAGE UP
anterior.

CTRL+PAGE DOWN Seleciona a planilha seguinte.

Formatos dos cursores


Estes são os cursores exibidos dentro do Excel. A sua visualização depende da posição
na célula.

Quando o cursor está com o formato , significa que


moverá o conteúdo da(s) célula(s) para outro lugar.

Este formato de cursor serve para copiar e também para


apagar o conteúdo da(s) célula(s).

34
Quando o cursor está com este formato, significa que
está pronto para selecionar a(s) célula(s).

Copiando células
O Excel permite que se copie o conteúdo de células para tornar o trabalho prático e rápi-
do. Para fazer cópias, realize os seguintes passos:

1. Selecione as células que deseja copiar.

2. Na guia Página Inicial, no grupo Área de Transferência ( ) clique em


Copiar ( ), ou pressione Ctrl+C.

Existem várias maneiras de se fazerem cópias. A mais usada é a em que se arrasta a


seleção pela alça, a qual se encontra no canto inferior direito da célula. Outra maneira é
utilizar o menu rápido (botão direito) e ativar os comandos Copiar e Colar.

Para encontrar a alça, basta posicionar o cursor do mouse sobre o canto inferior direito
da célula. Logo em seguida, o cursor muda para a forma de sinal de adição

( ).

Movendo células
Para mover o conteúdo de uma célula para outra na planilha, siga os seguintes passos:

1. Selecione a célula que deseja mover.

2. Na guia Página Inicial, no grupo Área de Transferência clique em


Recortar ( ), ou pressione Ctrl+X.

3. Selecione a célula de destino e pressione a tecla Enter. Ou, na guia Página Inicial, no
grupo Área de Transferência, clique em Colar ( ).

Outra maneira de se mover conteúdo de células é através do cursor em forma de seta


( ), ou ainda utilizando o menu rápido (botão direito) com o comando Recortar seguido
do comando Colar.

Selecione a(s) célula(s) que quer mover. Aponte para qualquer parte da sua borda e
arraste-a(s) para o lugar de destino.

35
Limpando o conteúdo das células
Para limpar o conteúdo de uma ou de mais células, selecione a(as) que deseja apagar e
pressione a tecla Delete.

Outra maneira de se apagar o conteúdo de uma célula, ou de um bloco de células, é


selecionando-a(as) e arrastando-a(as) pela alça para cima. À medida que vão sendo apa-
gadas, as células vão ficando esbranquiçadas.

Para mais uma opção para apagar o conteúdo da(s) células(s), clique na guia Página
Inicial, e, no grupo Edição, clique na seta em Limpar ( ) e em Limpar Conteúdo
( ), não se esquecendo de selecionar as células antes.

Mas não esqueça que esses três recursos servem apenas para apagar o conteúdo das
células; eles não apagam a sua formatação. Ou seja, se a célula tivesse como dados
a palavra SENAC e esta estivesse em negrito, esses comandos apagariam somente a
palavra SENAC e deixariam a célula com formatação de negrito (o próximo conteúdo co-
locado na célula sairia, portanto, em negrito).

Para remover a formatação, clique na célula e, em seguida, na guia Página Inicial. No


grupo Edição, clique na seta em Limpar ( ). Em seguida, clique em Limpar Forma-
tos, o que remove o formato da célula. Você pode clicar em Limpar Tudo para remover
os dados e a formatação ao mesmo tempo.

Desfazer erros

Comandos Desfazer e Refazer


É possível desfazer ações utilizando-se o comando Desfazer ( ), na Barra de Fer-
ramentas de Acesso Rápido ( ). É possível desfazer qualquer ação que
você tenha executado no Excel, como recuperar os dados que foram apagados de uma
célula, por exemplo. Você pode desfazer e refazer até 100 ações em programas do Mi-
crosoft Office Excel.

36
Para desfazer várias ações de uma vez, clique na seta ao lado de Desfazer ( ), sele-
cione na lista as ações que deseja desfazer e clique nessa lista. Todas as ações selecio-
nadas serão revertidas.

Atalho do teclado: também é possível pressionar Ctrl+Z.

Comando Refazer
O comando Refazer refaz a última ação desfeita. Para refazer uma ação desfeita, clique
em Refazer ( ) na Barra de Ferramentas de Acesso Rápido ( ).

Atalho do teclado: também é possível pressionar Ctrl+Y.

Operações com linhas, colunas e células

Modificando a largura da coluna


Em uma planilha, você pode especificar a largura de uma coluna de zero a 255. Esse va-
lor representa o número de caracteres que podem ser exibidos em uma célula formatada
com a fonte-padrão. A largura-padrão da coluna é de 8,43 caracteres. Se tiver largura
igual a zero, ficará oculta.

Para modificar a largura da coluna:

1. Selecione a(s) coluna(s) que deseja alterar.

2. Na guia Página Inicial, no grupo Células, clique em Formatar.

3. Em Tamanho da Célula, clique em Largura da coluna.

4. Na caixa Largura da coluna, digite o valor desejado.

37
Outra maneira de se modificar a largura da coluna é posicionando a seta do mouse na li-
nha de separação do cabeçalho de coluna. O cursor então se transforma em uma seta de
dupla direção que pode ser arrastada para a direita, para aumentar a largura da coluna, e
para a esquerda, para diminuí-la.

Modificando a altura da linha


É possível especificar a altura da linha de zero a 409. Esse valor representa a medida da
altura em pontos (1 ponto é igual a 0,035 cm). A altura-padrão da linha é de 15 pontos (0,5
cm). Se uma linha tiver altura igual a zero, ela ficará oculta.

Para modificar a largura da coluna:

1. Selecione a(s) coluna(s) que deseja alterar.

2. Na guia Página Inicial, no grupo Células, clique em Formatar.

3. Em Tamanho da Célula, clique em Altura da linha.

4. Na caixa Altura da linha, digite o valor desejado.

38
A outra maneira de modificar a altura da linha é similar à da modificação da largura da
coluna, porém, em vez de se posicionar na linha de separação dos cabeçalhos de coluna,
posicione-se na linha de separação dos cabeçalhos de linha e arraste o cursor para cima
para diminuir a altura da linha, e para baixo para aumentá-la.

Inserindo linhas
Para inserir linhas, selecione uma ou mais e faça o que se pede:

1. Na guia Página Inicial, no grupo Células, clique em Inserir e em Inserir Linhas na


Planilha.

O Excel deslocará todas as linhas para baixo, deixando a do cursor em branco. Caso
você tenha selecionado cinco linhas, ao acessar o comando Inserir, o Excel acrescenta-
rá cinco linhas em branco, ou seja, conforme a quantidade de linhas selecionadas, essa
será a quantidade de linhas inseridas.

Você também pode facilitar o trabalho inserindo linhas por meio do


menu rápido (botão direito do mouse). Para isso, posicione o cursor
sobre o cabeçalho da linha, clique nele com o botão direito e depois
no item Inserir.

39
Inserindo colunas
Para inserir colunas, selecione a(s) coluna(s) desejada(s) e faça o que se pede:

1. Na guia Página Inicial, no grupo Células, clique em Inserir e em Inserir Colunas na


Planilha

O Excel deslocará todas as colunas para a direita deixando a que for selecionada em
branco. Você também pode utilizar o botão direito do mouse para ativar o comando Inse-
rir Colunas.

Excluindo linhas e colunas


Para eliminar linhas ou colunas, basta selecionar a(s) linha(s) ou coluna(s) que se quer(em)
eliminar e, na guia Página Inicial, no grupo Células, clicar em Excluir.

É possível ainda clicar com o botão direito do mouse sobre as linhas ou colunas selecio-
nadas e em Excluir.

Excluindo células
Para excluir uma célula, ou várias células, o processo é o mesmo: selecione-a(s) na guia
Página Inicial. No grupo Células, clique em Excluir ou em Inserir, e a caixa abaixo sur-
girá. Selecione então a opção desejada e clique em OK.

Também é possível utilizar o menu rápido. Clique sobre uma das células selecionadas
com o botão direito do mouse e, depois, no comando Excluir. A mesma caixa será apre-
sentada.

40
Inserção de dados

A inserção de dados em uma planilha se faz através do teclado e, em alguns casos,


através do mouse. Para inserir informações na sua planilha, clique na célula que quer
preencher, digite os dados e confirme a operação pressionando a tecla Enter, ou clicando
no botão Inserir ( ).

Se você teclar Enter, automaticamente a célula que está abaixo ficará selecionada e,
se você pressionar o botão Caixa de Entrada, a célula em que você inseriu os dados
manter-se-á selecionada. Essa alternativa é interessante quando, após a digitação, for
preciso fazer alguma outra operação com a mesma célula, como, por exemplo, formatá-
-la, copiá-la etc.

Se você quiser cancelar a execução de nova digitação em uma célula, basta pressionar a
tecla Esc, ou clicar no botão Cancelar ( ). O conteúdo anterior daquela célula (ou de
um conjunto de células) é então restaurado.

O Excel aceita dois tipos básicos de entrada de dados:

• constantes; e

• fórmulas.

Valor constante
Refere-se a qualquer dado digitado diretamente em uma célula. Pode ser um valor nu-
mérico, inclusive de data ou hora, ou texto. É possível inserir três tipos básicos de valor
constante:

• valor de texto;

• valor numérico; e

• valor de data e hora.

41
Texto - É qualquer conjunto de caracteres inseridos em uma célula que o Excel não inter-
prete como número, fórmula, data, hora, valor lógico ou valor de erro.

O texto pode conter:

• letras;

• dígitos; e

• caracteres especiais.

INSERÇÃO DE TEXTO EM CÉLULAS

Selecione a célula na qual será inserido o texto. Digite-o e clique no botão , ou pres-
sione a tecla Enter.

O Excel alinha automaticamente à esquerda o texto digitado na célula.

INSERINDO VALOR NUMÉRICO

Um número pode incluir caracteres numéricos (0-9) e qualquer um dos seguintes carac-
teres especiais: + - ( ) , / $ % . E (notação científica).

O programa ignora sinais de adição (+) que precedam números de constante. Para inserir
um número negativo, preceda-o de um sinal de subtração (-).

Para inserção de números, clique na célula em que você deseja inserir o número, digite-o
e clique no botão Inserir ( ), ou pressione a tecla Enter.

INSERINDO DATA E HORA

O Excel armazena datas como números sequenciais, conhecidos como “valores de série”;
e armazena horas como frações decimais, pois são consideradas como partes de um dia.

As datas e as horas são valores numéricos, podendo ser adicionadas, subtraídas e inclu-
ídas em outros cálculos.

Os cálculos feitos com datas têm seus resultados em dias; e os feitos com horas têm seus
resultados divididos por 24, pelo fato de um dia ter 24 horas.

O Excel aceita dois sistemas de datas: os sistemas de datas 1900 e 1904. O sistema-
-padrão de datas do Excel para Windows é o 1900, em que a primeira data é dia 1º de ja-
neiro de 1900 (valor serial 1) e, a última, 31 de dezembro de 9999 (valor serial 2.958.525).

Quando você digita uma data no Excel com dois dígitos para o ano, o Excel considera-a
da seguinte forma:

42
Caso você digite 28/05/19, o Excel presume que a data é 28 de maio de 2019. Ou seja, se
você digitar anos de 00 a 29, estes serão considerados anos de 2000 a 2029.

Se você digitar 28/05/91, o Excel presumirá que a data é 28 de maio de 1991. Ou seja, se
você digitar anos de 30 a 99, estes serão considerados anos de 1930 a 1999.

Para inserir uma data, clique na célula, digite a data (em um dos formatos a seguir: dd/
mm/aa, dd/mmm, dd/mmm/aa, mmm/aa), clique no botão Inserir ( ) ou pressione a
tecla Enter.

Mesmo que você apague o conteúdo da célula em que inseriu uma


data, ao digitar outro valor numérico, este sai com a formatação de
data. Para que isso não aconteça, não basta apagar o conteúdo da
célula, é preciso também limpar a formatação da célula.

Fórmulas
Uma fórmula sempre é iniciada com um sinal de igualdade (=). Esse sinal informa ao Ex-
cel que vem uma fórmula a seguir. Uma fórmula pode incluir qualquer um dos seguintes
elementos:

• operadores;

• referências de células;

• nomes definidos;

• valores;

• funções.

OPERADORES

Os operadores são usados para especificar uma operação (adição, subtração, compa-
ração etc.) a ser executada pelos operandos (valores antes ou depois do operador) da
fórmula. O Excel usa alguns tipos de operadores, e são eles:

43
OPERADORES ARITMÉTICOS

Executam operações mate-


máticas bá- sicas, combinam
valores numé- ricos e produzem
resultados numéricos.

^ Exponenciação

/ Divisão

* Multiplicação

+ Soma

- Subtração

% Porcentagem

=5^2 =5+3 =55%*85 =12*5


Resultados:
25 8 46,75 60

OPERADORES DE COMPARAÇÃO

Comparam dois va-


lores que produzem resultados lógicos, ou seja, os valores verdadeiro ou falso.

= Igualdade

< Menor que

> Maior que

<= Menor ou igual a

>= Maior ou igual a

<> Diferente de

=5=5 =5<>5 =3>2,25 =9<=7


Resultados:
VERDADEIRO FALSO VERDADEIRO FALSO

44
OPERADORES DE TEXTO

O “e” comercial (&) concatena (junta) dois valores para produzir um valor de texto contí-
nuo.

& “e” comercial

=3&5 =”Senac”&”RS”
Resultados:
35 SenacRS

Por exemplo, se você digitar na célula A1 o texto “Micro” e, na célula B1, o texto “soft”, ao
concatenar A1 e B1, o resultado será o texto “Microsoft”. Para isso, digite =A1&B1.


“Senac”&”Informática” → SenacInformática

“Senac”&” “&”Informática” → Senac Informática

OPERADOR DE REFERÊNCIA

Operador de intervalo que produz uma referência a


todas as células do intervalo. Lê-se “de A1 até A5” e se
: (dois pontos)
representa “A1:A5”.

Operador de união; combina diversas referências. Lê-se


; (ponto e vírgula)
“A1 e C5 e B12” e se representa “A1;C5;B12”.

=SOMA (A1:A5) =MÉDIA(B2;B4) =SOMA(A1:A4;C2:C5)

OPERADORES BOOLEANOS

Embora o Excel utilize funções para realizar as operações booleanas, optamos por assen-
tar esse conteúdo juntamente com os operadores.

45
Assim como temos valores booleanos (verdadeiro ou falso), temos também os operado-
res booleanos. São eles E (and), OU (or) e NÃO (not).

Se os dois operandos são verdadeiros, o resultado é verdadeiro. Se um dos


E
operandos é falso, o resultado é falso.

Se os dois operandos são falsos, o resultado é falso. Se um dos operandos é


OU
verdadeiro, o resultado é verdadeiro.

Inverte o valor de um operando booleano, ou seja, se o operando é verda-


NÃO
deiro, o resultado é falso. Se o operando é falso, o resultado é verdadeiro.


=E (C2>=7; E2>=0,9) =OU (A1=3; A1=5) =NÃO (A1= “Excel”)

Edição de células

Existem várias maneiras de se editar o conteúdo de uma célula para possível alteração.
Quando uma célula contém uma entrada de texto ou uma fórmula muito extensa, o conve-
niente é alterar somente a parte necessária para não se perder todo o conteúdo digitado.
Para se editar uma célula, é sempre necessário selecioná-la.

Após a seleção da célula, escolha um dos procedimentos abaixo:

1. Pressione a tecla F2. O cursor para no final da última palavra ou número.

2. Dê um duplo clique sobre a célula.

3. Dê um clique com o cursor do mouse sobre o conteúdo desejado na Barra de fórmu-


las.

Ao se editar uma fórmula, as referências de célula e as bordas ao redor das células cor-
respondentes são codificadas por cor.

46
A primeira referência de célula é B3, a cor é azul, e o intervalo de células tem uma borda
azul com cantos quadrados.

A segunda referência de célula é C3, a cor é verde, e o intervalo de células tem uma borda
verde com cantos quadrados.

Criando sequências

No Excel, você pode inserir números sequenciais, datas e horários automaticamente.

Quando você clica em uma célula na planilha para selecioná-la, um pequeno quadrado
preto aparece no canto inferior direito dela. Esse quadrado chama-se “alça de preenchi-
mento”.

Usando a alça de preenchimento, você pode inserir uma série de dados e copiá-los rapi-
damente. Quando o cursor fica alinhado com a alça de preenchimento, ele se transforma
em uma cruz preta ( ).

Para fazer uma sequência de números, siga as instruções abaixo:

1. Selecione uma célula e digite o número inicial. Na célula abaixo, digite o segundo nú-
mero do intervalo.

2. Selecione as duas células.

3. Posicione o cursor do mouse na alça de preenchimento ( ) – trata-se de um


pequeno quadrado preto no canto inferior direito da seleção. Quando você aponta para
a alça de preenchimento, o ponteiro se transforma em uma cruz preta, em forma de sinal
de adição.

4. Dê um clique e arraste o cursor pelas células que vão compor a sequência.

47
Criando listas

O Excel possui listas personalizadas para os meses do ano e para os dias da semana. Ao
digitar o nome de qualquer um dos meses ou dos dias e arrastar o cursor pela alça por
algumas células, você tem o autopreenchimento dessas células com os nomes restante
dos meses ou dias da semana.

Para facilitar a inserção de uma determinada sequência de dados (como uma lista de
nomes ou regiões de vendas), você pode criar uma série de preenchimento personaliza-
da. Ela pode ter como base uma lista existente de itens em uma planilha, ou você pode
digitá-los do zero.

Para criar uma lista de preenchimento personalizada, siga as intruções:

1. Clique na guia Arquivo ( ).

2. Clique em Opções.

3. Clique em Avançado e, em Geral, clique em Editar Listas Personalizadas.

4. Na caixa de listas personalizadas, clique em NOVA LISTA e digite as entradas na caixa


Entradas da lista, começando com a primeira delas.

5. Pressione Enter após cada entrada.

6. Quando a lista estiver completa, clique em Adicionar, e, então, duas vezes em OK.

48
7. Na planilha, clique na célula e, em seguida, digite o item na série de preenchimento
personalizada que você deseja utilizar para iniciar a lista.

8. Arraste a alça de preenchimento ( ) sobre as células que você deseja preencher.

Para editar ou excluir uma lista de preenchimento personalizada, faça o seguinte:

1. Clique na guia Arquivo ( ).

2. Clique em Opções.

3. Clique em Avançado e, em Geral, clique em Editar Listas Personalizadas.

4. Na caixa Listas Personalizadas, selecione a lista que deseja editar ou excluir e então
faça o seguinte:

• Para editar a série de preenchimento, faça as alterações necessárias na caixa Entra-


das da lista e, em seguida, clique em Adicionar.

• Para excluir a série de preenchimento, clique em Excluir.

49
Botões que você poderá ver na planilha

No Microsoft Office Excel, há opções de botões que podem aparecer ao lado de uma cé-
lula. Estes botões fornecem comandos e informações úteis sobre o conteúdo da célula e
aparecem no momento em que você precisa deles:

• Opções de AutoCorreção;

• Opções de Colagem;

• Opções de Autopreenchimento;

• Rastrear Erro;

• Opções de Inserção; e

• Aplicar regra de formatação a.

Opções de AutoCorreção
O botão Opções de AutoCorreção ( ) poderá aparecer quando você colocar o pon-
teiro do mouse sobre a pequena caixa azul abaixo de um texto que tenha sido corrigido
automaticamente.

Por exemplo, se você inserir um hiperlink ou um endereço de e-mail em uma célula, o


botão Opções de AutoCorreção aparecerá. Se você encontrar um texto que não deseja
corrigir, poderá desfazer uma correção ou ativar ou desativar as opções de autocorreção.
Para ativá-las ou desativá-las, clique no botão Opções de AutoCorreção e faça uma
seleção da lista.

Opções de Colagem
O botão Opções de Colagem ( ) é mostrado logo abaixo da seleção colada, depois
que você cola textos ou dados. Quando você clicar no botão, será exibida uma lista que
permite determinar o modo como as informações serão coladas na planilha.

As opções disponíveis dependem do tipo de conteúdo que você está colando, do aplicati-
vo de onde você está fazendo a colagem e do formato do texto no qual você está colando.

Opções de Autopreenchimento
O botão Opções de Autopreenchimento ( ) poderá aparecer logo abaixo da seleção
depois que uma planilha for preenchida com texto ou dados.

50
Por exemplo, se você digitar uma data em uma célula e depois arrastar essa célula para
preencher as outras abaixo dela, o botão Opções de Autopreenchimento será exibido.
Quando você clicar nele, uma lista de opções de como preencher o texto ou os dados
será exibida.

As opções disponíveis na lista dependerão do conteúdo que está sendo preenchido, do


programa que você está preenchendo e do formato do texto ou dos dados preenchido.

Rastrear Erro
Quando ocorre um erro de fórmula em uma célula, ao seu lado aparece o botão Rastrear
Erro ( ). Também aparece um triângulo verde no canto superior esquerdo dessa célula.

Quando você clica na seta ao lado do botão, uma lista de opções para verificação de erros
é exibida.

Opções de Inserção
O botão Opções de Inserção poderá aparecer ao lado de células, de linhas ou de
colunas inseridas.

Quando você clica na seta ao lado do botão, uma lista de opções de formatação é exibida.

Aplicar regra de formatação a


O botão Aplicar regra de formatação a ( ) é usado para alterar o método de escopo
para dados de formatação condicional em um relatório de Tabela Dinâmica.

Quando você clica na seta ao lado do botão, uma lista de opções de escopo é exibida.

Triângulos coloridos que você poderá ver na planilha

Os triângulos coloridos que poderão aparecer em uma célula são o verde (erro) e o ver-
melho (comentário).

Triângulo verde
Um triângulo verde no canto superior esquerdo de uma
célula indica um possível erro de fórmula. Se você
selecionar a célula, o botão Rastrear Erro ( ) será
exibido. Clique na seta ao lado do botão para ver uma lista
de opções.

51
Triângulo vermelho
Um triângulo vermelho no canto superior
direito de uma célula indica que ela
contém um comentário. Se você colocar
o ponteiro do mouse sobre o triângulo,
verá o texto do comentário.

Funções

As funções de planilha são ferramentas especiais que permitem efetuar cálculos comple-
xos ou longos com rapidez e facilidade.

Existem dois tipos de funções: função com argumento e função sem argumento.

Uma função que não tem argumento é aquela que já tem valor próprio. Um exemplo disso
é a função PI, que já vale 3,141592654, ou seja, seu resultado, quando aplicada à célula,
vai ser de 3,141592654. Já a função SOMA tem que somar alguma coisa, portanto tem
argumento. Uma função é representada pelo sinal de igual, seu nome, abertura de parên-
teses, colocação ou não de argumentos e fechamento de parênteses.

Os argumentos das funções nada mais são do que os valores utilizados para devolver um
resultado. Os argumentos podem ser uma célula, um intervalo de células ou outra função.
Os argumentos são colocados dentro dos parênteses de cada função.

Sintaxe é como a função se apresenta – quantos argumentos tem, como são separados,
etc. A sintaxe de uma função deve ser seguida fielmente. Quando você for utilizar uma
função, use-a sem mudar nenhuma vírgula da sintaxe.

Para inserir uma função no Excel, você pode digitá-la diretamente na célula ou utilizar o
Assistente de Função.

Se for digitar a função diretamente na célula, faça o seguinte:

• Selecione a célula.

• Digite o sinal de igual (=).

• Digite o nome da função e abra parênteses.

• Selecione o intervalo (argumentos).

• Feche parênteses e clique no botão Inserir ( ), ou pressione a tecla Enter.

52
UTILIZANDO O ASSISTENTE DE FUNÇÃO

Para utilizar o Assistente de Função, clique em na Barra de fórmulas. O Excel


abre uma janela em que é possível procurar e selecionar a função.

Ao clicar na função e no botão OK, o assistente irá pedir os argumentos da função. Clique
no botão para diminuir a janela e selecionar os argumentos; clique novamente na
caixa para voltar à janela original.

53
Clique em OK. Logo você terá o resultado do cálculo.

Quando você digita algo ou clica no sinal de igual, o Excel transforma a Caixa de nome
em um caixa de função. Nesta caixa, por meio do menu drop-down, você pode clicar na
função que quiser e ela será inserida na Barra de fórmulas.

Se a função que você deseja não estiver na listagem, clique em Mais fun-
ções, e a caixa abaixo aparecerá. Clique na categoria da função, na função e
em OK. Se você não sabe a que categoria pertence a função, selecione Tudo
( ), e todas as funções aparecerão em ordem
alfabética.

54
Funções básicas

Função SOMA
A função SOMA totaliza uma sequência de números.

Sintaxe: =SOMA(intervalo)

=SOMA(G7:G15) =SOMA(salário)

Função MÉDIA
A função MÉDIA calcula a média aritmética dos números de um intervalo.
Sintaxe: =MÉDIA (intervalo)

=MÉDIA(B2:B8) =MÉDIA(salário)

Função Máximo
A função MÁXIMO retorna o maior valor de um intervalo.
Sintaxe: =MÁXIMO(intervalo)

=MÁXIMO(B5:B15) =MÁXIMO(salário)

Função Mín
A função MÍN retorna o menor valor de um intervalo.
Sintaxe: =MÍN(intervalo)

=MÍN(B5:B10) =MÍN(salário)

55
Função MAIOR
Você pode usar esta função para selecionar um valor de acordo com a sua
posição relativa. Por exemplo, você pode usar MAIOR para obter o primeiro, o
segundo e o terceiro resultados.
Sintaxe: =MAIOR(intervalo;nº)

=MAIOR({2;3;4;5};2) → Resulta no número 4, pois é o segundo maior número do intervalo.

=MAIOR({2;3;4;4;5;4};3) → Resulta no número 4, pois, como está repetido, ocu-


pa o segundo, o terceiro e o quarto lugares de maior número.

Função MENOR
Use esta função para retornar valores com uma posição específica relativa em
um conjunto de dados.
Sintaxe: =MENOR(intervalo;nº)


=MENOR({2;3;4;5};2) → Resulta no número 3, pois este é o segundo menor
número do intervalo.

=MENOR({2;3;4;4;5;4};3) → Resulta no número 4, pois, como se repete, ocupa


o terceiro, o quarto e o quinto lugares de menor número.

Função CONT.NÚM
A função CONT.NÚM informa quantas células em um determinado intervalo con-
têm números, inclusive datas e fórmulas, que são avaliadas como números.

Sintaxe: =CONT.NÚM(intervalo)

=CONT.NÚM(D5:D9)
=CONT.NÚM(salário)

56
Função CONT.VALORES
Esta função conta todas as células preenchidas do intervalo selecionado.
Sintaxe: =CONT.VALORES(intervalo)

=CONT.VALORES(G5:G18) =CONT.VALORES(salário)

Função INT
A função INT arredonda os números para baixo, na direção do número inteiro
mais próximo, ou seja, retira dele a parte fracionária.

Sintaxe: =INT(número)


=INT(100,01) → retorna o número 100

=INT(-100,999) → retorna o número negativo -101

Função TRUNCAR
Trunca um número para um inteiro removendo a sua parte fracionária, indepen-
dentemente de seu sinal.

Sintaxe: =TRUNCAR(núm; núm_digitos)

Núm - é o número que se deseja truncar.

Núm_digitos - é um número que especifica a precisão da operação. O valor-


-padrão para núm_digitos é zero.


=TRUNCAR(8,9) → retorna o número 8

=TRUNCAR(-8,9) → retorna o número negativo -8

=TRUNCAR(PI()) → retorna o número 3

57
Função ARRED
A função ARRED elimina as casas decimais de um número.

Sintaxe: =ARRED(núm; núm_dígitos)

• Núm – é o número que você deseja arredondar.

• Núm_dígitos – especifica o número de dígitos para o qual você deseja arredondar.

• Se núm_dígitos for maior do que zero, então núm. será arredondado para o número
especificado de casas decimais.

• Se núm_dígitos for zero, então núm. será arredondado para o inteiro mais próximo.

• Se núm_dígitos for menor do que zero, então núm. será arredondado para a esquer-
da da vírgula decimal.

=ARRED(2,15; 1) → retorna 2,2

=ARRED(2,149; 1) → retorna 2,1

=ARRED(-1,475; 2) → retorna -1,48

=ARRED(21,5; -1) → retorna 20

Apesar de ARRED, INT e TRUNCAR poderem ser utilizadas para eliminar deci-
mais indesejadas, as três funções operam de maneiras diferentes.

TRUNCAR e INT são semelhantes, pois retornam inteiros. TRUNCAR remove


a parte fracionária do número; INT arredonda para menos até o número inteiro
mais próximo, de acordo com o valor da parte fracionária. As funções INT e
TRUNCAR são diferentes apenas quando usam números negativos.

=TRUNCAR(-4,3) retorna -4, mas =INT(-4,3) retorna -5, porque este é o menor-
número. A função ARRED arredonda para cima ou para baixo até o número de
casas decimais que se especificar.

58
Formatação da planilha

Formatar uma planilha significa destacar um texto, girar o conteúdo de uma célula, adi-
cionar bordas, sombreamento, cores e padrões, além de alterar a aparência de números,
datas e horas, sem alterar o valor numérico digitado.

A formatação pertence à célula e não aos dados. Portanto, para retirar


uma formatação, não basta excluir o conteúdo da célula, é preciso
também limpar seu formato.

Formatação de números
A formatação de números serve para mudar a sua aparência, alterando tipos de moeda,
quantidade de casas decimais, colocação ou não de números negativos em vermelho,
etc.

Os formatos de números que o Excel 2010 possui estão disponíveis no grupo Número
da guia Página Inicial.

Formato de Número – Selecione a opção desejada para


especificar um formato de número. O Excel mostra como a célula
atual seria exibida se você escolhesse esse formato. Exemplo: o
número seria exibido como um percentual, uma moeda, uma data
ou hora, etc.

59
Formato de Número de Contabilização – Aplica características
monetárias à célula, como, por exemplo, o símbolo que representa
a moeda de um país.

Estilo de Porcentagem – Exibe o valor da célula como percentual.


Os números são multiplicados por 100 para serem convertidos.

Separador de Milhares – Exibe o valor da célula com um


separador de milhar. Altera o formato da célula para Contábil sem
um símbolo de moeda.

Aumentar Casas Decimais – Mostra valores mais precisos, com


mais casas decimais. Se o número não possuir nenhuma casa
decimal, será adicionada uma vírgula e um zero logo depois dele. A
cada clique na ferramenta, uma nova casa será adicionada.

Diminuir Casas Decimais – Mostra valores menos precisos, com


menos casas decimais. A cada clique na ferramenta, será retirada
a última casa decimal do número.

Para visualizar todos os formatos de números, clique no iniciador da caixa de diálogo ( )


ao lado de Número; na caixa de diálogo Formatar Células, clique na guia Números. Ou
clique na guia Página Inicial e, no grupo Células, clique no comando Formatar; na lista
exibida clique em Formatar Células. Ou ainda pressione Ctrl+1.

60
Nessa guia, você tem várias categorias para escolher, como moeda, número, porcenta-
gem etc. Para selecionar qualquer categoria, basta clicar sobre ela.

Veja a seguir a descrição de cada formato de número:

Formato Descrição

É o formato-padrão do Excel. Na maioria


das vezes, os números formatados são
exibidos exatamente como são digitados.
Geral Entretanto, se a célula não for larga
o suficiente para mostrar os números
inteiros, este formato arredondará os que
possuem decimais.
Neste formato, é possível determinar
o número de casas decimais, o uso de
Número
um separador de milhar e a exibição de
números negativos.
Formata as células para a moeda-padrão
Moeda
no painel de controle (R$).
Este formato também é usado para
valores monetários, mas alinha os
Contábil
símbolos de moeda e a vírgula decimal
dos números em uma coluna.
Exibe números de série da data e hora
como valores de data, de acordo com o
Data tipo e a localidade especificados.

Exibe números de série da data e hora


Hora como valores de hora, de acordo com o
tipo e a localidade especificada.

61
Multiplica o valor da célula por 100 e
Porcentagem exibe o resultado com um símbolo de
porcentagem.
Este formato exibe um número como uma
Fração fração, de acordo com o tipo de fração
especificado.
Exibe um número com notação
Científico
exponencial.
Trata o conteúdo de uma célula como
Texto
texto.
Este formato exibe um número como um
Especial código postal (CEP), número de telefone
ou CPF.
Permite modificar ou criar um novo
Personalizado
formato de número.

Formatação de texto

FORMATAR FONTE

O Excel 2007 possui opções para alterar a fonte ou o tamanho da fonte das células ou dos
intervalos selecionados em uma planilha.

A formatação da fonte pode ser feita utilizando-se os comandos do grupo Fonte da guia
Página Inicial, pelo qual é possível selecionar o tipo, o tamanho, o estilo, a cor etc.

Fonte Altera a fonte.

Ta m a n h o d a F o n t e Altera o tamanho do texto.

A u m e n t a r Ta m a n h o d a
To r n a o t e x t o m a i o r.
Fonte
D i m i n u i r Ta m a n h o d a
To r n a o t e x t o m e n o r.
Fonte

Negrito Aplica negrito ao texto selecionado.

Formata o texto selecionado em


Itálico
itálico.

62
Sublinhado Sublinha o texto selecionado.

Aplica uma borda à célula


Borda Inferior
selecionada.
Colore o plano de fundo das células
Cor de Preenchimento
selecionadas.

Cor da Fonte Altera a cor do texto selecionado.

Além dos comandos visíveis no grupo Fonte, há mais opções de formatação na caixa de
diálogo Formatar Células.

Para abrir a caixa de diálogo Formatar Célula, clique no iniciador da caixa de diálogo
( ) do grupo Fonte.

FORMATAR BORDAS

Os comandos utilizados para formatar bordas estão disponíveis no comando Bordas, no


grupo Fonte, da guia Página Inicial.

63
Além dos comandos visíveis no grupo Fonte, há também os controles que ficam dentro da
caixa de diálogo Formatar Células. Para abri-la, clique no iniciador da caixa de diálogo (
) do grupo Fonte e, em seguida, na guia Borda.

Na caixa Formatar Células, temos três opções de bordas predefinidas:

Nenhuma: esta opção remove todas as bordas internas e externas que


existirem nas células selecionadas na planilha.

Contorno: adiciona uma borda apenas ao redor da borda externa do


intervalo de células selecionadas, usando o estilo de linha selecionado em
Estilo.

Interna: adiciona uma borda apenas ao redor da grade interna do intervalo


de células selecionadas, usando o estilo de linha selecionado em Estilo.

Veja, a seguir, a função de cada uma das opções de bordas na guia Bordas na janela
Formatar Células:

Aplica uma borda na parte superior da célula.

Cria um traçado, separando as linhas das células selecionadas.

Aplica uma borda na parte inferior da célula.

Cria uma linha diagonal de uma extremidade à outra da célula.

Aplica uma borda na lateral esquerda das células selecionadas.

Traça uma linha entre as colunas das células que estão selecionadas.

Aplica uma borda à direita das células selecionadas.

Traça uma linha diagonal invertida nas células selecionadas.

64
FORMATAR ALINHAMENTOS

Os dados em uma coluna são geralmente muito estreitos, enquanto o rótulo da coluna
é muito mais largo. Em vez de criar colunas largas ou rótulos abreviados desnecessa-
riamente, você pode girar o texto dentro da célula, pode mesclar duas ou mais células,
além de alinhar seus dados à esquerda e à direita ou centralizá-los. Os comandos estão
disponíveis no grupo Alinhamento, da guia Página Inicial.

Além dos comandos visíveis no grupo Alinhamento, há também os controles dentro da


caixa de diálogo Formatar Células. Para abri-la, clique no iniciador da caixa de diálogo (
) do grupo Alinhamento.

Veja, a seguir, como alinhar as informações contidas nas células:

Alinhar em Cima Alinha o texto à parte superior da célula.


Alinha o texto de modo que fique centralizado entre
Alinhar no Meio
a parte superior e a inferior da célula.
Alinhar Embaixo Alinha o texto à parte inferior da célula.

65
Alinhar Texto à
Alinha o texto à esquerda.
Esquerda
Centralizar Centraliza o texto.

Alinhar Texto à Direita Alinha o texto à direita.

Além dos recursos básicos de alinhamento, o grupo Alinhamento também oferece um


comando para mesclar as células, o que consiste na união de várias células vizinhas e
distintas para formar apenas uma.

As células serão mescladas em uma linha ou em uma coluna, e o conteúdo delas será
centralizado na célula mesclada. Para mesclar células sem centralizar o conteúdo, clique
na seta ao lado de Mesclar e Centralizar e, em seguida, clique em Mesclar através, ou
em Mesclar Células.

Ainda no grupo Alinhamento, estão disponíveis comandos para alterar a orientação do


conteúdo das células. O alinhamento diagonal permite criar planilhas mais personaliza-
das, com melhores aparência e qualidade.

O recuo do conteúdo das células também pode ser configurado no grupo Alinhamento
da guia Página Inicial por meio dos comandos Diminuir Recuo ( ) e Aumentar Re-
cuo ( ). A cada clique nesses comandos, o recuo aumenta ou diminui gradualmente
na célula.

O comando retorna todo o conteúdo visível em uma cé-


lula, exibindo-o em várias linhas de texto em uma célula.

66
Para fazer a quebra automática de texto via teclado, pressione as
teclas Alt+Enter.

Referências

Uma referência identifica uma célula ou um intervalo de células em uma planilha. Com
as referências, você pode usar os dados contidos em outras partes de uma planilha em
uma fórmula ou usar o valor de uma célula em diversas fórmulas. Pode-se dizer que as
referências são as características dos endereços das células. O endereço da célula é
representado pela coluna e pela linha em que se encontra.

A1, F5, D3, H7 etc.

Tipos de referências
REFERÊNCIA RELATIVA

Quando se copia o conteúdo das células, há alteração de linha


e de coluna nas fórmulas seguintes.

C4, F5, B8 etc.

REFERÊNCIA ABSOLUTA

Refere-se às células por sua posição fixa, ou seja, quando


seu conteúdo é copiado, suas linhas e colunas mantêm-se
inalteradas. Você especifica referências absolutas digitando um
cifrão ($) antes das coordenadas de linha e coluna.

$C$4, $F$5, $B$8 etc.

67
REFERÊNCIA MISTA

Contém uma referência relativa e uma


referência absoluta. Quando se copia o
conteúdo da célula, altera-se ou linha ou
coluna, pois somente uma das coordenadas
foi fixada.

$C4, C$4

A tecla F4 serve para definir rapidamente referências absolutas,


relativas e mistas.

Para usar a tecla F4, posicione o cursor ao lado da referência de célula que deseja alterar.
A partir disso, basta ir pressionando a tecla até encontrar a referência de célula desejada.

Planilhas tridimensionais
São planilhas que têm fórmulas que fazem referência a células de outras planilhas ou pas-
tas. Os endereços de células que são dados através de um endereço de linha e de coluna
fazem referência à planilha na qual se está trabalhando. Para se fazer referência a uma
outra planilha, adiciona-se o seu nome antes do endereço de coluna e linha, separados
por um ponto de exclamação.

Se a referência for para uma célula de outra pasta de trabalho, o seu nome deve preceder
o endereço e estar entre colchetes.

=SOMA([PASTA1]Plan1!A1:A5)

Soma os valores das células de A1 até A5 na planilha Plan1, que está na pasta de traba-
lho Pasta1.

=SOMA(Plan1!A1;Plan2!B1;Plan3!C1)

Soma os valores numéricos inseridos nas células de três planilhas: a célula A1 da planilha
Plan1, a B1 da Plan2 e a célula A1 da planilha Plan3.

68
A melhor maneira de se estabelecer uma fórmula com referências
tridimensionais é utilizando a técnica de apontar com o mouse os
endereços ou intervalos e clicar sobre eles.

Definir e criar nomes

É possível atribuir nomes a uma célula, ou a intervalo de células, e usar esses nomes nas
fórmulas no lugar do intervalo.

Os nomes de intervalos apresentam algumas vantagens:

• É mais fácil lembrar-se de um nome do que de coordenadas de intervalo. Exemplo:


para entender o que a fórmula =SOMA(E5:E10) adiciona, é preciso examinar o pró-
prio intervalo.

• Nomes não mudam quando se move um intervalo para outra parte da planilha.

• Intervalos nomeados se ajustam automaticamente sempre que se adicionam ou ex-


cluem linhas ou colunas dentro do intervalo.

• O uso de nomes facilita a navegação por uma planilha.

Regras para os nomes


Nomes de intervalos podem ser flexíveis, mas é preciso seguir algumas diretrizes:

• Comprimento do nome: um nome pode ter, no máximo, 255 caracteres.

• Caracteres válidos: um nome precisa começar com uma letra, uma barra invertida
(\) ou um sublinhado (_). Para o restante dele, pode-se usar qualquer combinação de
caracteres, números ou símbolos.

• Espaços não são válidos: não são permitidos espaços. Use caracteres de sublinha-
do (_) e ponto (.) como separadores de palavras. Exemplo: Lucro_Total. Para tornar
a digitação mais fácil, tente manter seus nomes os mais curtos possíveis, bem como
seus significados.

• Referências de células não permitidas: não use endereços de células (como B4


ou A$20) ou quaisquer símbolos de operadores (como +,-,*,/,<,> e &), porque podem
causar confusões.

• Diferenciação de maiúsculas e minúsculas: o Excel não faz distinção entre letras


maiúsculas e minúsculas nos nomes de intervalo.

69
Cada nome utilizado no Excel deve ser único dentro do seu escopo, seja dentro da plani-
lha específica, seja dentro da pasta de trabalho inteira.

Definir nome
Existem duas maneiras de se definir nome: por meio da Caixa de nome ou da caixa de
diálogo Novo Nome:

• Caixa de nome na Barra de fórmulas: é a maneira mais fácil e rápida de se definir


o nome de um intervalo.

Caixa de diálogo Novo Nome: este recurso é mais adequado quando se deseja mais
flexibilidade na criação de nomes. É mais fácil, por exemplo, corrigir as coordenadas de
intervalo se você cometeu um erro, e ainda é possível criar um comentário para o nome.

A primeira regra para se criar um nome é selecionar os dados da linha ou coluna, mas
somente os dados, sem os títulos.

Se você fizer isso via caixa de diálogo, o Excel sugerirá o nome do cabeçalho para os
dados; se fizer via Caixa de nome, você terá que digitar um nome qualquer para a célula
ou intervalo de células.

70
Caso o cabeçalho comece com número ou tenha espaço entre as palavras, o Excel aplica
um sublinhado “_” para que o primeiro caractere não seja um número e para não haver
espaços no nome.

_1º_Trim Nome_Cliente _2º_Semestre

O nome pode ser aplicado a uma ou a várias células. Depois que recebe(m) o nome, este
pode ser utilizado para representar as células em equações.

DEFINIR NOME VIA CAIXA DE NOME

Veja a seguir como criar um nome para um intervalo de células via Caixa de nome:

1. Selecione o intervalo de células que você deseja nomear.

2. Clique dentro da Caixa de nome ( ) e digite o nome para o intervalo


de células.

3 .

Pressione a tecla Enter.

Todos os nomes ficam armazenados na Caixa de nome. Você pode visualizar o nome
criado ou definido de qualquer planilha em que esteja trabalhando, basta abrir a Caixa de
nome. Se você clicar em qualquer um dos nomes, o Excel seleciona o intervalo de dados
que pertence a ele.

71
Olhe o exemplo abaixo. A Caixa de nome é aberta com todos os nomes das pastas de
trabalho em ordem alfabética. Caso você tenha muitos nomes definidos ou criados, o Ex-
cel coloca uma barra de rolagem na caixa.

DEFINIR NOME VIA CAIXA DE DIÁLOGO NOVO NOME

Para abrir a caixa de diálogo Novo Nome, siga os seguintes passos:

1. Clique na guia Fórmulas.

2. No grupo Nomes Definidos, clique na opção Definir Nome.

3. A caixa de diálogo Novo Nome será exibida.

4. Aceite o nome sugerido pelo Excel ou digite outro qualquer.

5. Use a lista Escopo para selecionar onde você quer que o nome esteja disponível. Na
maioria dos casos, queremos fazer isso em Pasta de Trabalho.

6. Use a caixa de texto Comentário para digitar uma descrição ou outras notas sobre o
nome de intervalo. Esse texto aparece quando você usa o nome em uma fórmula.

7. Clique em OK para retornar à planilha.

72
Um nome deve ser único em toda a pasta de trabalho. Uma vez
definido, o nome é válido para todas as planilhas da pasta de tra-
balho. Você pode definir nomes parecidos, mas jamais um que seja
igual a outro.

Criar nome
O comando Criar a partir da Seleção é usado quando precisamos nomear vários inter-
valos de células ao mesmo tempo. Isso é particularmente útil quando você quiser nomear
todas as colunas e linhas de uma área selecionada na planilha.

PARA CRIAR NOMES

Selecione todos os dados da planilha aos quais quer dar nomes, inclusive os títulos e as
células em branco. Na guia Fórmulas, no grupo Nomes Definidos, clique no comando
Criar a partir da Seleção.

Abaixo temos o exemplo de todos os dados selecionados. Nesse caso, o Excel dará
nome a todas as colunas e linhas da planilha. Os dados R$ 4.610,00, R$ 2.100,00, R$
1.350,00 e R$ 16.000,00, por exemplo, serão chamados de “Janeiro”.

Logo que você acessa o comando Criar a partir da Seleção, surge a caixa de diálogo
abaixo, em que os itens Linha superior e Coluna esquerda já vêm selecionados, porque
o Excel detecta a existência de cabeçalhos à esquerda e na linha superior dos dados. Os
cabeçalhos ou rótulos de linha são “Publicidade”, “Locação”, “Suprimentos” e “Salários”,
e os cabeçalhos de coluna são “Janeiro”, “Fevereiro” e “Março”.

73
Caso você queira dar nome apenas para as colunas, desmarque o item Linha superior;
para nomear somente as linhas, desmarque o item Coluna esquerda.

Todos os nomes que foram definidos ou criados em qualquer planilha estão depositados
na caixa de diálogo Gerenciador de Nomes.

Para exibir o Gerenciador de Nomes, clique, na guia Fórmulas, em Gerenciador de


Nomes.

PARA APLICAR NOMES

Utilizar um nome de intervalo em uma fórmula ou como um argumento de função é sim-


ples. Apenas substitua as coordenadas de um intervalo pelo nome definido do intervalo.

=SOMA(C3:C6)

Se o intervalo C3:C6 for nomeado de Janeiro, a fórmula a seguir será a seguinte:

=SOMA(Janeiro)

74
Se você não estiver seguro quanto a um determinado nome, você poderá fazer o Excel
colá-lo na planilha. Eis os passos necessários:

1. Dê início à sua fórmula ou função e pare quando precisar inserir o nome do intervalo.

2. Clique na guia Fórmulas. No grupo Nomes Definidos, clique na opção Usar em Fór-
mula. O Excel exibe uma lista dos nomes.

3. Clique no nome que você quer utilizar. O Excel colará o nome.

Teste condicional

É uma equação que compara valores, funções e fórmulas. Após a comparação, retorna
na célula a condição de texto verdadeiro ou falso.

75
Lembre-se de que, quando você estiver comparando texto, este deve vir entre aspas.
Para fazer um teste condicional (comparação), você deve utilizar os operadores de com-
paração (>, <, >=, <=, =, <>).

=A5>A10 =D5=”Senac” =SOMA(A1:A5)>MÉDIA(B1:B5)

=B3>0 =MÍN(A1:A3)<>6 =MÁXIMO(B6:B9)>=20

Função SE

É uma equação de comparação, como um teste condicional, mas, em vez de devolver as


condições verdadeiro ou falso, cria valores para elas e devolve esses valores na célula
em que foi aplicada a função.

Sintaxe: =SE(TesteCondicional;ValorVerdadeiro;ValorFalso)

=SE(A1>=7;”APROVADO”;”REPROVADO”) =SE(B3>9;10%;20%)

=SE(B5<=500;5%;14%) =SE(T5=T2;100;0)

=SE(SOMA(A1:A6)<0;”NEGATIVO”;”POSITIVO”) =SE(R4<>5;3;6)

Grafos de decisão
Os grafos de decisão são uma representação gráfica da elaboração da solução de fun-
ções do tipo SE. O grafo consiste em uma linha plana em que são colocados o teste lógico
e duas linhas inclinadas, que são caminhos a serem tomados ao se analisar o teste lógico.

Em =SE(C2<1000;C2*1,5%;C2*2,5%), temos:

76
Ao transpor o grafo para a função SE, o teste da linha horizontal é o primeiro parâmetro
da função; o valor do caminho de cima é o segundo parâmetro; e o valor do caminho de
baixo, o terceiro.

Nesse caso, ao realizar o teste lógico, tomamos o caminho para cima se o teste for ver-
dadeiro, e para baixo se o teste for falso.

Esta representação gráfica é muito interessante à medida que vamos aninhando funções
SE.

Para a solução de um problema utilizando uma função SE que apresenta os conceitos C,


B e A conforme as médias obtidas por alunos, os colchetes indicam que o valor limite está
no intervalo, e os parênteses, que o valor limite não está no intervalo. A tabela seguinte
mostra a relação entre conceito e nota:

Média Conceito

[ 0;7 ) C

[ 7;9 ) B

[ 9;10 ] A

O grafo que representa este problema é:

Esse grafo é interpretado da seguinte forma:

Caso o primeiro teste seja verdadeiro, a resposta é C; caso seja falso, a resposta só será
dada depois do teste seguinte. No segundo teste, caso seja verdadeiro, a resposta é B;

77
caso seja falso, a resposta é A.

Decompondo o grafo para montar a função SE:

A parte do grafo abaixo irá resultar em uma função SE da seguinte forma:

=SE(A1<9;”B”;”A”)

Considerando agora apenas a outra parte do grafo, temos:

A parte do grafo ao lado irá resultar em uma função SE da seguinte forma:

=SE(A1<7;”C”; o valor da parte anterior)

Utilizando o grafo, também é mais fácil de entender por que não é adequado resolver este
problema da seguinte forma:

= SE(A1<7;”C”;SE(E(A1>=7;A1<9);”B”;”A”))

Funções lógicas adicionais

Função E
Todos os argumentos testados devem ser verdadeiros para que o resultado retorne ver-
dadeiro na célula onde foi posta a função. A função E pode testar até 255 argumentos,
sempre separados por ponto e vírgula.

Você pode utilizar a função E sozinha para retornar verdadeiro ou falso ou utilizá-la den-
tro da função SE criando, assim, um valor para verdadeiro e um valor para falso.

Sintaxe: =E(Lógico1;Lógico2;...;Lógico255)

78

=E(A2>=255;A2<=625)

=E(A2>=7;B2>=90%)

=SE(E(A2>=7;B2>=90%);”APROVADO”;”REPROVADO”)

=SE(E(A2>=255;A2<=625);5%;0)*A2

Função OU
Pelo menos um dos argumentos testados deve ser verdadeiro para que o resultado re-
torne verdadeiro na célula onde foi colocada a função. A função OU pode testar até 255
argumentos, sempre separados por ponto e vírgula.

Você pode utilizar a função OU sozinha para retornar verdadeiro ou falso ou utilizá-la
dentro da função SE criando, assim, um valor para verdadeiro e um valor para falso.

Sintaxe: =OU(Lógico1;Lógico2;...;Lógico255)

OU(B3=1;B3=2;B3=3;B3=4;B3=5)

OU(D2>=7;E2>=90%)

=SE(OU(D2>=7;E2>=90%);”APROVADO”;”REPROVADO”)

=SE(OU(B3=1;B3=2;B3=3;B3=4;B3=5);”DÉBITO”;”CRÉDITO”)

Função SOMASE
A função SOMASE é semelhante à função SOMA, mas testa cada célula de um intervalo
antes de adicioná-lo ao total.

Sintaxe: =SOMASE(intervalo;”critério”;intervalo_soma)

Intervalo Especifica o intervalo que se quer testar.


Critério Especifica o teste a ser feito em cada célula do intervalo.
Intervalo_soma Especifica o intervalo que vai ser somado.

79
=SOMASE(B5:B9;”junho”;C5:C9)

=SOMASE(idade;”>30”;salário)

Função CONT.SE
A função CONT.SE conta a quantidade de células preenchidas de acordo com determi-
nado critério.

Sintaxe: =CONT.SE(intervalo;”critério”)

=CONT.SE(B5:B9;“junho”)

=CONT.SE(idade;“>30”)

Os critérios das funções SOMASE e CONT.SE podem ser números, texto ou uma refe-
rência de célula. Quando se tratar de texto, deve vir entre aspas. Nos exemplos abaixo, o
que está em negrito são os critérios.

Por exemplo:

• =SOMASE(A2:A5;D7;B2:A5)

• =SOMASE(C3:C5;”>35”;D3:C5)

• =SOMASE(G3:G8;25;H3:H8)

• =SOMASE(A7:A12;”arroz”;B7:B12)

Valores de erro

Se uma fórmula não puder avaliar devidamente um resultado, o Excel exibirá um valor de
erro. Os valores de erro podem ser o resultado do uso de texto quando uma fórmula es-
pera o uso de um valor numérico, da exclusão de uma célula que é referenciada por uma
fórmula ou do uso de uma célula que não é grande o suficiente para exibir o resultado.

O valor de erro pode não ser causado pela fórmula em si, ou seja, se uma fórmula mos-
trar o valor de erro #N/D, por exemplo, uma das células referenciadas pela fórmula é que
poderá conter esse erro.

80
Tipos de valores de erro
Estes são os tipos de valores de erro que você pode encontrar nas suas planilhas do
Excel:

Ocorre quando você especifica uma relação entre duas áreas


#NULO! que não têm nada em comum.

#DIV/0! Ocorre quando uma fórmula é dividida por 0 (zero).

#VALOR! Ocorre quando não se usa um tipo de argumento adequado.

#REF! Ocorre quando uma referência da célula não é válida.

Ocorre quando o Excel considera o texto escrito em uma


#NOME?
fórmula como uma região inexistente.

Ocorre quando o resultado ultrapassa as especificações


#NÚM!
numéricas da planilha.

Ocorre quando um valor não se encontra disponível para uma


#N/D
função ou fórmula.

##### → As cerquilhas aparecem quando a célula tiver um número,


uma data ou uma hora mais longa do que o comprimento da célula,
ou quando a célula tiver uma fórmula de data e/ou hora que produza
um resultado negativo.

81
Referência circular → Ocorre quando uma fórmula volta a fazer refe-
rência à sua própria célula, ou seja, você está posicionado em A1 e faz
referência a A1 na sua fórmula.

Especificações e limites de cálculo no Excel

Recurso Limite máximo

Precisão de número 15 dígitos

Menor número negativo permitido -2,2251E-308

Menor número positivo permitido 2,2251E-308

Maior número positivo permitido 9,99999999999999E+307

Maior número negativo permitido -9,99999999999999E+307

Maior número positivo via fórmula permitido 1,7976931348623158e+308

Maior número negativo via fórmula permitido -1,7976931348623158e+308

Comprimento do conteúdo da fórmula 8.192 caracteres

Argumentos em uma função 255

Níveis aninhados de funções 64

Categorias de função definidas pelo usuário 255

Número de funções de planilha disponíveis 347

Data mais antiga permitida para cálculo 1º de janeiro de 1900 (ou 1º de janeiro de 1904,
se for usado o sistema de datas 1904)

Data mais avançada permitida para cálculo 31 de dezembro de 9999

Máximo de tempo que pode ser inserido 9999:59:59

82
Classificação de listas

Classificar dados consiste em reorganizar as linhas de acordo com o conteúdo de uma


coluna.

A classificação de dados é muito importante para se poder analisá-los. Ela ajuda a visuali-
zar, a organizar e a localizar dados desejados, e, por fim, a tomar decisões mais efetivas.

Os dados podem ser classificados por texto, números, horas e datas em uma ou mais
colunas, em ordem crescente ou decrescente.

Os comandos utilizados para essa classificação estão no grupo Classificar e Filtrar da


guia Dados.

Para classificar uma lista no Excel, siga os seguintes procedimentos:

1. Clique em uma célula da coluna que será classificada.

2. Clique na guia Dados e no grupo Classificar e Filtrar.

3. Clique no botão que classifica em ordem crescente ou decrescente.

4. Os dados da coluna serão classificados.

Além desses comandos, a classificação dos dados também pode ser realizada por meio
do comando Classificar. Esse comando abre uma janela chamada Classificar, que pos-
sui várias opções para montar os critérios de classificação.

Para classificar os dados utilizando a janela Classificar, siga os seguintes procedi-


mentos:

1. Selecione uma célula dentro da tabela. Ao selecionar uma única célula antes de esco-
lher o comando Classificar, o Excel vasculha a área que circunda a célula selecionada e
seleciona todo o intervalo da lista automaticamente. O Excel presume que se quer classi-
ficar todo o intervalo da lista.

83
2. Escolha Dados, Classificar. O Excel exibe a caixa de diálogo Classificar.

3. Use a lista Classificar por para clicar no campo que você quer usar para a ordem geral
da classificação.

4. Use a lista Ordem para selecionar uma classificação ascendente ou descendente.

5. Se você quiser classificar os dados em mais de um campo, clique em Adicionar Nível


e então utilize a lista E depois por para selecionar uma ordem de classificação. Repita
isso para todos os outros campos que você quer incluir na classificação.

No Excel 2010, você pode especificar até 64 níveis de classificação.

84
6. (Opcional) Clique em Opções para especificar um dos controles de classificação a
seguir:

• Diferenciar maiúsculas de minúsculas – Ative esta seleção para fazer o Excel dife-
renciar as letras maiúsculas das minúsculas durante a classificação. As letras minús-
culas são apresentadas antes das letras maiúsculas.

• Orientação – O Excel normalmente classifica as linhas da tabela (opção De cima


para baixo). Para classificar as colunas da tabela, ative a opção Da esquerda para a
direita. Assim, a ordem das colunas é que será alterada, e não a das linhas.

7. Clique em OK. O Excel classifica o intervalo.

Deve-se ter cuidado ao classificar listas e intervalos que contenham


fórmulas, pois os seus resultados são movimentados de acordo com a
classificação, alterando, assim, intervalos de origem e resultados finais.
Para se ter segurança ao classificar uma lista que contenha fórmulas,
podem-se fixar todos os intervalos.

Congelar Painéis

Às vezes, navegar por uma planilha grande e complexa, com milhares de células, pode
ser um desafio. O problema é que, conforme você faz uma rolagem para baixo, os rótulos
de colunas e linhas não permanecem visíveis. Assim, fica difícil saber a que se referem
os dados que você está olhando.

Ao usar o comando Congelar Painéis do Excel, é possível fazer com que linhas e colu-
nas específicas permaneçam visíveis enquanto se faz uma rolagem pela planilha.

O comando Congelar Painéis possuiu três opções:

85
• Congelar Painéis: congela linhas e colunas de acordo com a seleção.

• Congelar Linha Superior: congela a primeira linha da planilha.

• Congelar Primeira Coluna: congela a primeira coluna da planilha.

Para congelar painéis, siga os procedimentos:

1. Com a planilha aberta:

1.1 Para bloquear linhas, selecione a linha abaixo da qual deseja que a divisão
apareça.

1.2 Para bloquear colunas, selecione a coluna à direita da qual deseja que a divi-
são apareça.

1.3 Para bloquear linha e colunas, clique na célula abaixo e à direita de onde de-
seja que a divisão apareça.

2. Clique na guia Exibição, no grupo Janela e em Congelar Painéis.

3. Na lista exibida, clique na opção desejada.

86
Ao congelar os painéis, a opção Congelar Painéis é alterada para Descongelar Painéis,
sendo então possível desbloquear linhas e colunas congeladas.

Exibir duas ou mais planilhas

O Excel possui recursos para comparar rapidamente duas ou mais planilhas da mesma
pasta de trabalho, ou em pastas de trabalho diferentes, exibindo-as ao mesmo tempo.

1. Com a pasta de trabalho aberta, clique na guia Exibição, no grupo Janela e em Nova
Janela.

2. Na guia Exibir, no grupo Janela, clique em Exibir Lado a Lado ( ).

3. Na janela da pasta de trabalho, clique nas planilhas que você deseja comparar.

4. Para percorrer as duas planilhas ao mesmo tempo, clique em Rolagem Sincronizada


( ), no grupo Janela da guia Exibição.

Essa opção somente está disponível quando Exibir Lado a Lado


está ativada.

Essa opção somente está disponível quando Exibir Lado a Lado está ativada.

87
Proteção de planilhas e de pastas de trabalho

Para impedir que, por acidente, um usuário altere, mova ou exclua dados importantes,
você pode proteger determinados elementos de uma planilha ou pasta de trabalho, com
ou sem uma senha.

Proteger Planilha serve para proteger células contra alteração, formatação, exclusão,
substituição e para ocultar fórmulas.

Proteger Pasta de Trabalho serve para proteger a pasta de trabalho contra exclusão ou
inserção de planilhas, renomeação etc.

Proteger elementos de uma planilha


Por padrão, todas as células de planilhas do Excel são bloqueadas. Mas esse bloqueio
não tem nenhum efeito se a planilha não estiver protegida. Da mesma forma, o recurso
de ocultar células só será visualizado se a proteção estiver ativada.

As opções disponíveis no Excel para proteger células estão na guia Página Inicial, na
caixa de diálogo Formatar Células.

Veja a função de cada uma das opções:

• Bloqueadas: evita que as células selecionadas sejam alteradas, movidas, redimen-


sionadas ou excluídas.

• Ocultas: oculta uma fórmula em uma célula de maneira que ela não apareça na barra
de fórmulas quando a célula for selecionada.

Para proteger elementos de uma planilha, siga as instruções:

1. Selecione a planilha que deseja proteger.

2. Para desbloquear células ou intervalos que deseja liberar para outros usuários altera-
rem, faça o seguinte:

88
2.1 Selecione cada célula ou intervalo que deseja desbloquear.

2.2 Na guia Página Inicial, no grupo Células, clique em Formatar e, em segui


da, em Formatar Células.

3. Na guia Proteção, desmarque a caixa de seleção Bloqueada e clique em OK.

Para ocultar fórmulas que você não deseja que fiquem visíveis, faça o seguinte:

4. Na planilha, selecione as células que contêm as fórmulas que deseja ocultar.

4.1 Na guia Página Inicial, no grupo Células, clique em Formatar e, em segui


da, em Formatar Células.

4.2 Na guia Proteção, marque a caixa de seleção Oculta e clique em OK.

5. Na guia Revisão, no grupo Alterações, clique em Proteger Planilha.

89
6. Na lista Permitir que todos os usuários desta planilha possam, selecione os ele-
mentos que você deseja que os usuários possam alterar.

7. Na caixa Senha para desproteger a planilha, digite uma senha para a planilha, clique
em OK e digite novamente a senha para confirmá-la.

E assim a planilha estará protegida contra alterações.  Para testar, experimente alterar
algo na planilha e você verá uma mensagem de alerta, como a da imagem abaixo:

Isso significa que a planilha está devidamente protegida.

90
A senha é opcional. Se você não fornecer uma, qualquer usuário
poderá desproteger a planilha e alterar os elementos protegidos.
Certifique-se de escolher uma senha da qual consiga se lembrar,
já que, caso a perca, não será mais possível acessar os elementos
protegidos.

8. Para retirar o bloqueio de uma planilha, selecione-a, clique no botão Desproteger Pla-
nilha, digite a senha (caso exista) e clique em OK.

E automaticamente todas as alterações configuradas estarão liberadas. Lembre-se de


que, ao utilizar este recurso, você deverá guardar a senha em um local seguro. Se o ar-
quivo for aberto sem a digitação da senha, automaticamente assumirá o status Somente
Leitura, bloqueando totalmente os itens configurados.

Proteger Pasta de Trabalho


Você pode bloquear a estrutura de uma pasta de trabalho, o que impede que os usuários
adicionem ou excluam planilhas ou exibam planilhas ocultas. Também pode evitar que
usuários alterem os tamanhos ou as posições das janelas de planilha. A estrutura da pas-
ta de trabalho e a proteção de janela aplicam-se à pasta de trabalho inteira.

Para proteger uma pasta de trabalho, clique na guia Revisão, e no grupo Alterações, em
Proteger Pasta de Trabalho.

Você pode escolher os elementos que deseja proteger (estrutura da pasta de trabalho,
janelas ou ambas) marcando ou desmarcando as caixas de seleção a seguir.

91
• Para proteger a estrutura de uma pasta de trabalho a fim de que seja impossível mo-
ver, excluir, ocultar, reexibir ou renomear planilhas, bem como inserir novas planilhas,
marque a caixa de seleção Estrutura.

• Para proteger janelas para que tenham o mesmo tamanho e a mesma posição a cada
vez que a pasta de trabalho for aberta, marque a caixa de seleção Janelas.

• Para impedir que outros usuários removam a proteção da pasta de trabalho, digite
uma senha, clique em OK e depois digite novamente a senha para confirmá-la.

Função PROCV

PROCV é uma função de procura vertical. Podemos procurar dados em tabelas dentro da
mesma planilha, em planilhas diferentes ou em pastas de trabalho diferentes.

Esta função localiza um valor específico na primeira coluna à esquerda de uma matriz e
retorna o valor na célula indicada. Use PROCV quando os valores da comparação esti-
verem posicionados em uma coluna à esquerda dos dados que você deseja localizar. A
sintaxe desta função é:

=PROCV(valor_procurado;matriz_tabela;núm_índice_coluna;procurar_intervalo)

• Valor_procurado: é o valor contido na primeira tabela, também chamado de Índice,


que é usado para fazer a procura na primeira coluna do Intervalo_de_Procura. Este
valor pode ser uma referência ou uma cadeia de caracteres de texto ou número.

• Matriz_tabela: é a tabela de informações em que os dados são procurados. Use


uma referência para um intervalo ou defina nome para ele, tal como “Tab”, “Banco de
dados” ou “Lista”.

• Núm_índice_coluna: é o número da coluna, na tabela procurada, em que está o va-


lor que deve ser fornecido. Esse argumento deve ser numérico (1, 2, 3 etc.).

• Procurar_intervalo: um valor lógico que especifica se você quer que PROCV localize
uma correspondência exata ou aproximada.

○ Verdadeiro (1), ou omitido - uma correspondência aproximada ou exata é retor-


nada. Se uma correspondência exata não for localizada, o valor maior mais próximo que
seja menor do que o valor_procurado é retornado.

92
○ Falso (0) - encontrará somente uma correspondência exata. Nesse caso, os
valores na primeira coluna da matriz_tabela não precisam ser classificados. Se houver
dois ou mais valores na primeira coluna de matriz_tabela que não coincidam com o va-
lor_procurado, o primeiro valor encontrado será utilizado. Se nenhuma correspondência
exata for localizada, o valor de erro #N/D será retornado.

Resumindo, a função PROCV pesquisa informações armazenadas em tabelas, sejam


essas informações condições de texto ou números.

Agora vamos aplicar a função PROCV no exemplo a seguir. Depois de digitadas todas as
tabelas, a primeira coisa a ser feita é definir nome (sem os títulos) para os dados da lista
de dados. Para isso, em Plan2, selecione de A3 até C7, abra a Caixa de nome e digite
um nome (aqui no nosso exemplo o nome escolhido foi TAB). Logo após, descubra qual
é o índice, lembrando que só pode ser o que está na primeira coluna do banco de dados
(no nosso exemplo, a referência).

Sabendo que a referência é o índice, digite-a na tabela de procura no local indicado (no
caso, na célula B2). Nas células B3 e B4, aplique a função PROCV, lembrando a sua
sintaxe.

Digite o sinal de igual, o nome da função, abra parênteses, clique no índice (célula B2), di-
gite o nome do intervalo (TAB) e o número da coluna em que está a informação desejada
e escreva “falso”. Por fim, pressione a tecla Enter, ou clique na caixa de entrada.

Observe o exemplo abaixo. Cada vez que você mudar a referência, o preço e o material
serão alterados automaticamente. Isso acontece porque a função PROCV faz com que
se busque no banco de dados novamente a referência, que no nosso exemplo é o valor_
procurado.

93
Configurar Página

A configuração de página serve para controlar a aparência de suas planilhas. Ela é neces-
sária para que, na impressão, as informações apareçam de forma organizada no papel.

Existem algumas maneiras de se abrir a caixa de diálogo Configurar Página. Uma delas
é clicando no iniciador da caixa de diálogo ( ) do grupo Configurar Página. A outra é
usando os comandos do grupo Configu- rar Página da guia Layout da Página.

1) UTILIZANDO A CAIXA DE DIÁLOGO

A caixa de diálogo é exibida com quatro guias:

94
GUIA PÁGINA

Orientação

• Retrato – Imprime a planilha em pé na página (horizontalmente, da esquerda para a


direita).

• Paisagem – Imprime a planilha deitada na página (verticalmente, do alto da página


para baixo).

Dimensionar

• Permite reduzir ou ampliar a planilha no percentual especificado.

• Permite ajustar a planilha na largura e altura especificadas.

Tamanho do papel

• Permite selecionar uma das opções disponíveis para o seu controlador de impressora.

Qualidade de impressão

• Os parâmetros de DPI mais altos proporcionam uma aparência melhor, mas conso-
mem mais tempo.

Número da primeira página

Será significativo somente se incluirmos numeração de página nos cabeçalhos ou nos


rodapés das páginas.

GUIA MARGENS

Permite alterar a largura das margens esquerda, direita, superior, inferior, de cabeçalho e
de rodapé do papel.

95
Centralizar na página

• Horizontal: permite centralizar a planilha horizontalmente no papel.

• Vertical: permite centralizar a planilha verticalmente no papel.

Guia cabeçalho/rodapé

96
• Cabeçalho: é uma linha ou bloco de texto impressa(o) no alto de cada página.

• Rodapé: é uma linha ou bloco de texto impressa(o) no final de cada página.

• Diferente em páginas pares e ímpares: marque a caixa de seleção Diferente em


páginas pares e ímpares para especificar que os cabeçalhos e os rodapés em pági-
nas ímpares devem ser diferentes daqueles em páginas pares.

• Primeira página diferente: marque a caixa de seleção Primeira página diferente


para remover os cabeçalhos e os rodapés da primeira página impressa.

• Dimensionar com documento: marque a caixa de seleção Dimensionar com docu-


mento para especificar se os cabeçalhos e rodapés devem usar os mesmos tamanho
de fonte e dimensionamento da planilha.

• Alinhar às margens da página: marque a caixa de seleção Alinhar às margens da


página para ter certeza de que a margem do cabeçalho ou do rodapé esteja alinhada
com as margens esquerda e direita da planilha.

O Excel oferece uma série de cabeçalhos e rodapés predefinidos, porém você pode criar
outros para satisfazer as suas necessidades, assim como é possível removê-los.

Para personalizar o cabeçalho ou rodapé, clique com o mouse em ou em


.

Clicando-se em Personalizar Cabeçalho ou Rodapé, aparece a seguinte janela, na qual


você decide o tipo de cabeçalho ou rodapé que quer utilizar.

97
Tudo o que for digitado nessas caixas (seção esquerda, seção central e seção direita)
aparecerá em todas as folhas da planilha.

Mas também é possível inserir campos que são atualizados automaticamente cada vez
que se abre a pasta de trabalho, tais como data, hora, número de página, etc.

Selecione os dados e clique neste ícone para alterar o tipo de fonte.


Coloca o número da página automaticamente.

Coloca o número de páginas que a planilha possui.

Insere a data do sistema no cabeçalho ou no rodapé.

Insere a hora do sistema no cabeçalho ou no rodapé.

Insere o caminho do arquivo no cabeçalho ou no rodapé.

Insere no cabeçalho ou no rodapé o nome do arquivo (pasta de trabalho).

Insere no cabeçalho ou no rodapé o nome da planilha.

Insere uma imagem no cabeçalho ou no rodapé.

Guia Planilha

98
A guia Planilha serve para que você coloque ou retire os cabeçalhos de linha e coluna
da planilha, para que você opte por aparecerem ou não as linhas de grade na impressão,
visualizar ou não os comentários de célula, além de poder imprimir as linhas de título ou
as colunas em todas as páginas da planilha.

• Área de impressão – Clique na caixa Área de impressão para selecionar um inter-


valo da planilha a ser impresso.

• Imprimir Títulos  - Selecione uma opção em Imprimir títulos para imprimir as mes-
mas colunas ou linhas como títulos em cada página de uma planilha impressa.

• Imprimir – Especifica o que é impresso da planilha, se a impressão é colorida ou em


preto e branco e qual é a qualidade de impressão.

○ Linhas de grade – Marque a caixa de seleção Linhas de grade para incluir


linhas de grade da planilha na impressão. Linhas de grade não são impressas por padrão,
independentemente de aparecerem ou não na planilha.

○ Preto e branco – Marque a caixa de seleção Preto e branco quando usar uma
impressora colorida mas quiser usar apenas preto e branco ao imprimir.

○ Qualidade rascunho – Marque a caixa de seleção Qualidade rascunho para


imprimir mais rapidamente e com qualidade de impressão inferior.

○ Títulos de linha e coluna – Marque a caixa de seleção Títulos de linha e co-


luna para incluir esses títulos na impressão.

○ Comentários – Nesta caixa, selecione o local da impressão em que deseja


exibir as anotações adicionadas às células da planilha.

○ Erros de célula como – Nesta caixa, selecione como deseja que os erros de
células que aparecem na planilha sejam exibidos na impressão.

• Ordem da página – Ao se imprimir uma planilha, o seu conteúdo é disposto em


páginas. A ordem de impressão diz respeito à sequência em que as páginas serão
impressas. Clique em Abaixo e acima ou em Acima e abaixo para controlar a ordem
na qual os dados são numerados e impressos quando não cabem em uma página.
Considere, por exemplo, uma planilha que ocupa quatro páginas. Após imprimir a pri-
meira delas, é preciso definir se a próxima a ser impressa será a da direita ou a que
está embaixo.

99
2) UTILIZANDO OS COMANDOS DISPONÍVEIS NA GUIA LAYOUT DA PÁGINA, NO
GRUPO CONFIGURAR PÁGINA

Margens
O recurso Margens nos possibilita um melhor aproveitamento da folha impressa, já que
permite a alteração da largura das margens esquerda, direita, superior, inferior, de cabe-
çalho e de rodapé.

Para utilizar o recurso, siga as orientações:

1. Clique no comando Margens.

2. Escolha uma das opções disponíveis.

Ou, se desejar, clique na opção Margens Personalizadas.

100
1. Na caixa de diálogo Configurar Página, defina manualmente cada margem.

Orientação
Você pode definir a orientação de impressão de uma planilha como paisagem ou retrato
enquanto trabalha nela ou ao visualizá-la antes de imprimi-la.

• Retrato – Imprime a planilha em pé na página (horizontalmente, da esquerda para a


direita).

• Paisagem – Imprime a planilha deitada na página (verticalmente, do alto da página


para baixo).

Para alterar a orientação da página na planilha:

1. Selecione a planilha, ou planilhas, cuja orientação você deseja alterar.

2. Na guia Layout da Página, no grupo Configurar Página, clique em Orientação e, em


seguida, em Retrato ou em Paisagem.

101
Tamanho
O tamanho da página deve corresponder ao tamanho do papel em que a planilha será
impressa.

Para escolher o tamanho adequado, siga os passos a seguir:

1. Clique na guia Layout da Página e, no grupo Configurar Página, clique no comando


Tamanho.

2. Na lista exibida, escolha o tamanho desejado.

Área de Impressão
Quando você deseja imprimir um ou mais intervalos de células e não a planilha inteira, en-
tão deve definir a área de impressão. Quando a planilha for impressa, somente essa área
será impressa. Você pode adicionar células para expandir a área de impressão quando
necessário e limpá-la para imprimir toda a planilha novamente.

102
Definir uma área de impressão

1. Na planilha, selecione as células que deseja definir como área de impressão.

2. Na guia Layout da Página, no grupo Configurar Página, clique em Área de Impres-


são e, em seguida, clique em Definir área de impressão.

A área de impressão definida é salva quando a pasta de trabalho


é salva.

Limpar uma área de impressão

1. Clique em qualquer lugar da planilha cuja área de impressão você deseja limpar.

2. Na guia Layout da Página, no grupo Configurar Página, clique em Limpar área de


impressão.

Quebra de página
O comando Quebra, localizado no grupo Configurar Página, da guia Layout da Página,
possui as opções de inserir, de remover e de redefinir quebras de página em uma planilha.

O modo de exibição Visualização de Quebra de Página ( ) permite ajustar rapi-


damente as quebras de página. Neste modo de exibição, as quebras de página inseridas
manualmente são exibidas como linhas sólidas, e as linhas tracejadas indicam onde o
Excel inseriu quebras de página automaticamente.

103
Plano de Fundo
No Microsoft Office Excel, é possível usar uma imagem como plano de fundo de uma
planilha para fins de exibição. O plano de fundo da planilha não será impresso nem man-
tido em uma planilha individual ou em um item salvo como página da web.

Para adicionar um plano de fundo de planilha, siga as orientações:

1. Clique na planilha a ser exibida com um plano de fundo. Verifique se apenas uma pla-
nilha está selecionada.

2. Na guia Layout da Página, no grupo Configurar Página, clique em Plano de Fundo.

3. Selecione a imagem a ser usada para plano de fundo da planilha e clique em Inserir. A
imagem selecionada preencherá a planilha.

Imprimir Títulos
Se uma planilha produzir mais de uma página impressa, talvez seja necessário repetir
linhas ou colunas específicas como títulos ou rótulos de cada página impressa.

1. Selecione a planilha que você deseja imprimir.

2. Na guia Layout da Página, no grupo Configurar Página, clique em Imprimir Títulos.

3.Na caixa Linhas a repetir na parte superior, digite a referência das linhas que contêm
os rótulos de coluna.

4. Na guia Planilha, em Imprimir Títulos, siga um destes procedimentos ou ambos:

104
Na caixa Colunas a repetir à esquerda, digite a referência das colunas que contêm os
rótulos de linha.

Você também pode clicar no botão Recolher Caixa de Diálogo


( ), à direita das caixas Linhas a repetir na parte superior e Colu-
nas a repetir à esquerda, e selecionar as linhas ou colunas de título
que deseja repetir na planilha. Após concluir a seleção das linhas ou
das colunas de título, clique novamente no botão Recolher Caixa de
Diálogo para retornar à caixa de diálogo.

Cabeçalho e Rodapé
O cabeçalho e o rodapé são áreas localizadas, respectivamente, nas partes superior e
inferior de uma página, e que exibem informações úteis nas impressões da planilha.

No Excel, é possível adicionar ou alterar rapidamente cabeçalhos e rodapés nas plani-


lhas por meio do comando Cabeçalhos e Rodapés, localizado no grupo Texto da guia
Inserir.

Para adicionar ou alterar texto de cabeçalho ou de rodapé, faça o seguinte:

1. Clique na planilha à qual deseja adicionar cabeçalhos e rodapés, ou que contenha ca-
beçalhos ou rodapés que deseja alterar.

2. Na guia Inserir, no grupo Texto, clique em Cabeçalho e Rodapé.

3. A planilha será exibida no modo Layout da Página.

105
4. Clique na caixa de texto do cabeçalho ou do rodapé, nas partes superior ou inferior da
planilha. A guia de contexto Design aparecerá na Faixa de Opções.

5. Realize as alterações necessárias.

6. Para retornar ao modo de exibição Normal, clique em Normal ( ) na Barra de Sta-


tus.

Outra maneira de trabalhar com cabeçalho e rodapé é utilizando a guia Cabeçalho/ro-


dapé da caixa de diálogo Configurar Página. Para abri-la, é preciso clicar no iniciador
de caixa de diálogo ( ) no grupo Configurar Página, da guia Layout da Página, como
explicado anteriormente.

Visualizar impressão

Visualizando a planilha antes da impressão, você saberá exatamente como ela será im-
pressa, evitando com isso gastos desnecessários com papel e perda de tempo. No Ex-
cel 2010, clique em Arquivo e em Imprimir e, em seguida, a Visualização
de Impressão será exibida; ou pressione Ctrl+F2.

106
Na visualização, é possível realizar todos os tipos de configurações de impressão: o nú-
mero de cópias, a impressora a ser usada, o intervalo de páginas, a impressão de um ou
dos dois lados, a orientação e o tamanho da folha.

Você pode alterar a configuração da planilha enquanto ela está sendo exibida no lado
direito da janela e pré-visualizar a sua aparência quando impressa.

Impressão de planilhas

O Excel permite que você imprima toda a planilha ou apenas parte dela.

Para imprimir uma planilha inteira, ou parte dela, siga um destes procedimentos:

1. Para imprimir parcialmente uma planilha, clique nela e selecione o intervalo de dados
que deseja imprimir.

2. Para imprimir toda a planilha, clique nela para ativá-la.

3. Clique na guia Arquivo e em Imprimir, ou pressione Ctrl+P.

107
Gráficos

O gráfico é uma forma visual de exibir os dados de uma planilha. É muito mais fácil visua-
lizar informações quando são expostas em uma figura do que em uma tabela com várias
linhas e colunas. O gráfico também permite que a análise de tendências ou de possíveis
alterações que tenham ocorrido nos dados observados seja feita com mais facilidade.

Com os novos recursos de criação de gráficos do Microsoft Office Excel 2010, ficou
mais fácil ainda transformar simples dados em informações significativas. Quando esses
dados são alterados, o gráfico é automaticamente atualizado.

O Microsoft Office Excel 2010 possui vários modelos de gráficos e recursos para forma-
tá-los, tornando mais fácil criar esse tipo de objeto com aparência profissional.

Partes do gráfico
Um gráfico possui vários elementos. Alguns deles são exibidos por padrão, enquanto ou-
tros podem ser adicionados conforme necessário.

É possível alterar a exibição dos elementos do gráfico movendo-os para outros locais
dentro dele, redimensionando-os ou alterando seu formato. Também é possível remover
os elementos que você não deseja exibir.

Os componentes que formam um gráfico são:

108
Tipos de gráficos
O Microsoft Office Excel 2010 oferece suporte a vários tipos de gráficos, para ajudar a
exibir dados de maneira significativa.

Cada tipo de gráfico disponível no Excel possui uma ampla gama de subtipos que podem
ser utilizados ao se criar ou modificar um gráfico.

Os tipos de gráficos estão localizados no grupo Gráficos, da guia Inserir.

Para visualizar os subtipos, basta clicar sobre cada tipo, ou no iniciador de caixa de di-
álogo ( ) para abrir a janela Inserir Gráfico, que possui todos os tipos e subtipos de
gráficos.

COLUNAS: O gráfico de colunas exibe as alterações dos dados em um período


de tempo ou ilustra comparações entre itens. As categorias são organizadas horizontal-
mente, e os valores, verticalmente, para enfatizar a variação ao longo do tempo. Gráficos
de colunas empilhadas mostram a relação de itens individuais com o todo. O gráfico de
colunas em perspectiva 3D compara pontos de dados ao longo de dois eixos.

BARRAS: O gráfico de barras ilustra comparações entre itens individuais. As ca-


tegorias são organizadas verticalmente, e os valores, horizontalmente, para focalizar a
comparação de valores e para dar menos ênfase ao tempo. Gráficos de barras empilha-
das mostram a relação de itens individuais com o todo.

109
LINHAS: Gráficos de linhas podem exibir dados contínuos ao longo do tempo, de-
finidos em relação a uma escala comum, e são, portanto, ideais para mostrar tendências
em dados em intervalos iguais.

PIZZA: O gráfico de pizza mostra o tamanho proporcional dos itens que compõem
uma sequência de dados em relação à sua soma. Ele sempre mostra apenas uma sequ-
ência de dados, e é útil quando se deseja enfatizar um elemento importante. Para facilitar
a visualização de pequenas fatias, você pode agrupá-las como um item em um gráfico
de pizza e, em seguida, quebrar aquele item em um gráfico de pizza ou de barras menor,
próximo ao gráfico principal.

DISPERSÃO: O gráfico de dispersão (XY) também mostra as relações entre os


valores numéricos em várias sequências de dados ou plota dois grupos de números como
uma sequência de coordenadas XY. Este tipo de gráfico mostra intervalos irregulares ou
grupos de dados e é comumente usado com dados científicos. Ao organizar seus dados,
coloque os valores X em uma linha ou coluna e, em seguida, insira os valores Y corres-
pondentes nas linhas e colunas adjacentes.

ÁREA: O gráfico de área enfatiza a magnitude das alterações ao longo do tempo.


Através da exibição da soma de valores plotados, um gráfico de área também exibe a
relação das partes com o todo.

ROSCA: Assim como um gráfico de pizza, o gráfico de rosca mostra a relação das
partes com o todo, mas pode conter mais de uma sequência de dados. Cada anel do grá-
fico de rosca representa uma sequência de dados.

RADAR: Em um gráfico de radar, cada categoria tem seu próprio eixo de valor irra-
diando do ponto central. As linhas fazem a conexão de todos os valores da mesma sequ-
ência. Um gráfico de radar compara os valores agregados de várias sequências de dados.

110
SUPERFÍCIE: Um gráfico de superfície é útil quando você deseja encontrar as
melhores combinações possíveis entre duas sequências de dados. Como em um mapa
topográfico, as cores e os padrões indicam as áreas que se encontram no mesmo inter-
valo de valores.

BOLHAS: O gráfico de bolhas é um tipo de gráfico de dispersão XY. O tamanho do


marcador de dados indica o valor de uma terceira variável. Para organizar seus dados,
coloque os valores X em uma linha ou coluna e insira os valores Y e os tamanhos de bo-
lhas correspondentes nas linhas ou colunas adjacentes.

AÇÕES:O gráfico de alta-baixa-fechamento é frequentemente usado para ilustrar


preços de ações. Este gráfico pode também ser usado com dados científicos, como, por
exemplo, para indicar mudanças de temperatura. Você deve organizar seus dados na
ordem correta para criar este e outros gráficos de ações. Um gráfico de ações que mede
volume tem dois eixos: um para as colunas que medem o volume, e outro para os preços
de ações. Você pode incluir volume em um gráfico alta-baixa-fechamento ou de abertura-
-alta-baixa-fechamento.

Criar gráficos
Para criar um gráfico no Excel, inicialmente insira os dados numéricos em uma planilha.
Em seguida, selecione as células que contêm os dados que você deseja usar no gráfico.
Na guia Inserir, no grupo Gráficos, clique no tipo e, em seguida, no subtipo de gráfico
que deseja usar; ou abra a janela de diálogo Inserir Gráfico, em que é possível visualizar
todos os tipos e subtipos de gráficos disponíveis e, em seguida, clique naquele que você
deseja usar.

Por padrão, o gráfico é colocado na mesma planilha que os dados, como um gráfico in-
corporado. Mas pode-se ainda colocá-lo em uma planilha separada, denominada plani-
lha de gráficos, na mesma pasta de trabalho.

De qualquer forma, o gráfico manterá vínculos com os dados. Quando estes forem alte-
rados, o gráfico também será.

Para alterar o local de um gráfico, faça o seguinte:

1. Clique no gráfico para selecioná-lo. Isso exibe as ferramentas de gráfico, adicionando


as guias Design, Layout e Formatar.

111
2. Na guia Design, no grupo Local, clique em Mover Gráfico.

3. Escolha o local onde o gráfico deve ser posicionado e execute um dos seguintes
procedimentos:

a. Para exibir o gráfico na planilha de gráfico, clique em Nova Planilha.

b. Para exibir o gráfico como um gráfico incorporado em uma planilha, clique em


Objeto e escolha uma planilha na caixa ao lado.

4. Clique em OK para finalizar.

Se um gráfico não for mais necessário, será possível excluí-lo. Clique nele para selecio-
ná-lo e pressione Delete.

Formatar gráficos
Depois de criar um gráfico, você pode modificar qualquer um de seus elementos. Pode,
por exemplo, alterar a forma como os eixos são exibidos, adicionar um título ao gráfico,
mover ou ocultar a legenda ou exibir ainda elementos adicionais.

Ao criar um gráfico, o Excel exibe na faixa de opções as Ferramentas de Gráfico e as


guias de contexto Design, Layout e Formatar. Essas guias são exibidas apenas quando
o gráfico está selecionado.

A guia Design é utilizada para formatar todo o gráfico.

112
A guia Layout possui comandos para formatar as partes do gráfico separadamente.

A guia Formatar permite adicionar cores de preenchimento, alterar estilos de linha ou


aplicar efeitos especiais.

ALTERAR O TIPO DE GRÁFICO

Depois de criar um gráfico, você pode alterar rapidamente o tipo desse gráfico inteiro para
proporcionar uma aparência diferente, ou pode selecionar um tipo diferente para qualquer
série de dados individual, o que o transformará em um gráfico de combinação.

Para alterar o tipo de um gráfico inteiro:

1. Clique na área do gráfico, ou na área de plotagem do gráfico, para exibir as ferramen-


tas específicas.

2. Na guia Design, no grupo Tipo, clique em Alterar Tipo de Gráfico.

3.Na caixa de diálogo Alterar Tipo de Gráfico, clique em um tipo de gráfico e, em segui-
da, clique no subtipo que deseja usar.

Você pode alterar somente o tipo de gráfico de uma série de da-


dos por vez. Para alterar o tipo de gráfico de mais de uma série de
dados, é necessário repetir todas as etapas do procedimento para
cada uma.

ALTERAR LAYOUT E ESTILO DE GRÁFICO

Depois de criar um gráfico, é possível alterar instantaneamente a sua aparência. Em vez


de adicionar ou alterar manualmente os seus elementos ou formatá-los, você pode aplicar
rapidamente a ele um layout e um estilo predefinidos.

113
O Excel oferece uma grande variedade de layouts e de estilos predefinidos para você
selecionar. Ao aplicar um layout de gráfico predefinido, um conjunto específico de ele-
mentos de gráfico (como títulos, legenda, tabela de dados ou rótulos de dados) é exibido
em uma organização específica. Você pode selecionar entre vários layouts para cada tipo
de gráfico.

1. Clique no gráfico que você deseja formatar.

2. Na guia Design, no grupo Layout de Gráfico, clique no layout de gráfico que deseja
usar.

3. Na guia Design, no grupo Estilos de Gráfico, clique no estilo de gráfico que deseja usar.

Funções adicionais para consulta

Funções aritméticas
São utilizadas para manipular aritmeticamente valores a fim de obter como re-
sultado um valor numérico. Para melhor compreendermos as funções matemá-
ticas, a tabela será usada como base nos exemplos a seguir:

• ABS(núm) – Serve para mostrar o valor absoluto de um número. O valor ab-


soluto de um número corresponde ao próprio número sem o sinal negativo.

=ABS(A3) é igual a 4

114
• ARREDONDAR.PARA.BAIXO(núm;núm_dígitos) – Serve para arredon-
dar um número para baixo.

=ARREDONDAR.PARA.BAIXO(A3; 1) é igual a 4,2

=ARREDONDAR.PARA.BAIXO(86,9; 0) é igual a 86

=ARREDONDAR.PARA.BAIXO(2,14159; 3) é igual a 2,141

• ARREDONDAR.PARA.CIMA(núm;núm_dígitos) – Serve para arredondar


um número para cima.

Núm é o número que se deseja arredondar.

• Núm_dígitos é o número de dígitos para o qual se deseja arredondar o núm.

=ARREDONDAR.PARA.CIMA(A4; 1) é igual a 4,3

=ARREDONDAR.PARA.CIMA(86,9; 0) é igual a 87

=ARREDONDAR.PARA.CIMA(2,14159; 3) é igual a 2,142

• INT(núm) – Seve para arredondar para baixo até o número inteiro mais pró-
ximo.

=INT(A3) é igual a 4
=INT(3,2) é igual a 3

• MULT(núm1; núm2;...;núm30) – Serve para multiplicar todos os números


fornecidos como argumentos.

=MULT(A2: A3) é igual a -16


=MULT(5;4) é igual a 20

115
• PI() – Retorna o número 3,14159265358979, a constante matemática pi,
com precisão de até 15 dígitos.

=PI() é igual a 3,141592654

• POTÊNCIA(núm;potência) – Serve para mostrar o resultado de um número


elevado a uma determinada potência.


=POTÊNCIA(A2; 2) é igual a 16
=POTÊNCIA(4;5) é igual a 1.024

• RAIZ(núm) – Serve para mostrar a raiz quadrada de um número positivo.


=RAIZ(A2) é igual a 2
=RAIZ(-18) é igual a #NÚM!
=RAIZ(64) é igual a 8

• ROMANO(núm) – Serve para converter um número arábico em romano.

=ROMANO(A2) é igual a IV
=ROMANO(1000) é igual M

116
Funções de data e hora
Estas funções têm o objetivo de trabalhar com valores de data e hora para o cálculo
de quantidade de dias decorridos, de horas trabalhadas, etc. O resultado dessas
funções pode variar.

Para melhor compreendermos as funções de data e hora, a tabela abaixo será usa-
da como base nos exemplos a seguir:

• AGORA() – Serve para exibir a data e a hora do sistema.

Sendo hoje 26/04/12, 10h40min


=AGORA() é igual a 26/04/12 10:40

• ANO(núm_série) – Serve para exibir o ano de uma determinada data.



=ANO(A2) é igual a 2012
=ANO(26/04/2012) é igual a 2012

117
• DIA(núm_série) – Serve para exibir o dia de uma data.



=DIA(A2) é igual a 09
=DIA(8/Mar) é igual a 8
=DIA(19/Jun/2012) é igual a 19

• MÊS(núm_série) – Serve para converter um número de série no mês equi-


valente.

=MÊS(A2) é igual a 12

• HOJE() – Exibe a data do dia em que a função é usada.

Sendo dia 26/04/2012,


=HOJE() é igual a 26/04/2012

• DIA.DA.SEMANA(núm_série;retornar_tipo) – Serve para exibir o dia da


semana equivalente à data.



=DIA.DA.SEMANA(A2) é igual a 2 (segunda-feira)
=DIA.DA.SEMANA(14/3/2012) é igual a 4 (quarta-feira)

• DIAS360(data_inicial;data_final;método) – Serve para calcular o número


de dias decorridos entre duas datas, tomando um ano de 360 dias.

=DIAS360(A2:A3) é igual a 6

118
• HORA(núm_série) – Serve para exibir a hora de um valor de tempo. A hora
é retornada como um inteiro, podendo ser exibida de duas formas: de 0 a
11:59 AM ou PM – relógio 12 horas, ou de 0 a 23:59 – relógio 24 horas.



=HORA(0,75) é igual a 18
=HORA(“4:25 pm”) é igual a 16

Funções lógicas

As funções lógicas servem para unir uma ou mais expressões relacionais, analisando-as e
tendo como resultado final um valor booleano (verdadeiro ou falso). Para melhor compreen-
dermos as funções lógicas, a tabela abaixo será usada como base nos exemplos a seguir:

• FALSO() – Exibe o valor lógico FALSO.

=SE(A4+A5<=10; VERDADEIRO; FALSO) é igual a FALSO por A4=8 A5=6,


portanto o resultado é 14, maior que 10

119
• VERDADEIRO() – Exibe o valor lógico VERDADEIRO.

=SE(A2+A3<=10;VERDADEIRO;FALSO) é igual a VERDADEIRO por A2=4


A3=5, portanto o resultado é 9, menor que 10

• NÃO() – Inverte o valor do argumento. Use NÃO quando quiser ter certeza
de que um valor não é igual a outro valor determinado.



=NÃO(FALSO) é igual a VERDADEIRO
=NÃO(1+1=2) é igual a FALSO

Funções financeiras
Como o nome já indica, servem para realizar cálculos financeiros, como, por exemplo, de
taxa de juros, do valor de prestações para abatimento a uma taxa especificada. O resultado
dessas funções pode variar.

Para melhor compreendermos as funções financeiras, segue abaixo o mesmo exemplo de


compra para cada função, mudando apenas a questão.

• VP(taxa;nper;pgto;vf;tipo) – Exibe o valor presente de uma série de pagamentos


iguais, mediante algumas informações (taxa – constante –, número de prestações,
valor da prestação). Todo pagamento deve ser precedido do sinal (-), que significa
entrada. Pode-se usar a função matemática ABS no início de cada função.

Suponhamos que você deseje comprar um DVD e o pague em oito parcelas de


R$ 68,80 a uma taxa de juros de 2,5% ao mês. Qual é o valor presente do DVD?

=VP(0,025,8;-68,80) é igual a R$ 493,31

120
• VF(taxa;nper;pgto;vp;tipo) – Exibe o valor presente de uma série de pagamentos
iguais, mediante algumas informações (taxa – constante –, número de prestações,
valor da prestação). Todo pagamento deve ser precedido do sinal (-), que significa
entrada. Pode-se usar a função matemática ABS no início de cada função.

Suponhamos que você deseje comprar um DVD e o pague em oito parcelas de


R$ 68,80 a uma taxa de 2,5% ao mês. Qual é o valor futuro do DVD?

=VF(0,025; 8;-68,8) é igual a R$ 601,31

• PGTO(taxa;nper;vp;vf;tipo) – Exibe o valor da prestação a ser paga, median-


te algumas informações (taxa – constante –, número de prestações, valor pre-
sente ou valor futuro). Todo pagamento deve ser precedido do sinal (-), que sig-
nifica entrada. Pode-se usar a função matemática ABS no início de cada função.

Suponhamos que você deseje comprar um DVD e o pague em oito parcelas a


uma taxa de 2,5% ao mês, valor presente de R$ 493,31. Qual é o valor da pres-
tação do DVD?

=PGTO(0,025; 8;-493,31) é igual a R$ 68,80

• NPER(taxa;pgto;vp;vf;tipo) – Exibe o número de prestações, mediante algu-


mas informações (taxa – constante –, valor da prestação, valor presente ou valor
futuro). Todo pagamento deve ser precedido do sinal (-), que significa entrada.
Pode-se usar a função matemática ABS no início de cada função.

Suponhamos que você deseje comprar um DVD com prestações de R$ 68,80


a uma taxa de 2,5% ao mês, valor presente de R$ 493,31. Quantas serão as
prestações?

=NPER(0,025; 68,8; -493,31) é igual a 8

121
• TAXA(nper;pgto;vp;vf;tipo;estimativa) – Exibe a taxa de juros mediante al-
gumas informações (valor da prestação, número de prestações, valor presente
ou valor futuro). Todo pagamento deve ser precedido do sinal (-), que significa
entrada. Pode-se usar a função matemática ABS no início de cada função.

Suponhamos que você deseje comprar um DVD e o pague em oito prestações


de R$ 68,80 com o valor presente de R$ 493,31. Qual será a taxa de juros?

=TAXA(8;68,8;-493,31) é igual a 2,5% ao mês

Funções estatísticas
São utilizadas para analisar e tabular dados, como, por exemplo, a média de idade de
pessoas de uma determinada região, o menor ou o maior salário dentro de uma empresa,
o desvio-padrão das provas do vestibular, etc. O resultado dessas funções será sempre
um valor numérico.

Calcula o desvio-padrão a partir de


uma amostra. O desvio-padrão é uma
DESVPAD(núm1;núm2;...;núm255)
medida do grau de dispersão dos
valores em relação à média.

Determina a relação entre duas


matrizes, ou seja, você pode
CORREL(matriz1;matriz2) determinar a relação existente entre as
horas de estudo e as notas dos alunos,
por exemplo.

Retorna valores ao longo de uma


tendência linear. Por exemplo, se
TENDÊNCIA(val_conhecidos_y; [val_
você tem as notas dos alunos do
conhecidos_x]; [novos_valores_ x];
1º bimestre, já tem como fazer uma
[constante])
previsão do 2º bimestre através de
tendências.

122
Estima a variância a partir de uma
VAR(núm1;núm2; ...;núm255)
amostra.

Retorna a mediana dos números


indicados. A mediana é o número no
centro de um conjunto de números;
MED(núm1;núm2; ...) isto é, metade dos números possui
valores que são maiores do que a
mediana, e a outra metade possui
valores menores.

Retorna o valor que ocorre com mais


MODO(núm1;núm2;...) frequência em uma matriz ou em um
intervalo de dados.

No exemplo abaixo, temos as notas das quatro provas dos alunos, fechando assim o 1º
bimestre. A tabela também mostra as horas de estudo de cada um deles ao longo desse
período. Com esses dados, foi possível calcular a média de cada aluno além da tendência
(notas hipotéticas) de suas notas para o 2º bimestre.

Para esta tabela, podemos calcular o desvio-padrão da turma, assim como a variação
(variância) nas notas dos alunos, a mediana (a nota que se encontra na posição central)
e a moda (a nota mais frequente).

Foi também calculada a correlação entre as médias dos alunos em relação ao tempo de
estudo.

123
124
125
126
127