You are on page 1of 9

LEI 12527/11

 CF: art. 5º, XXXIII: “no prazo da lei”// art. 5º, X: invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra
e a imagem// art. 37: acesso aos registros// art. 216: “a quantos dela necessitem”.
 ABRANGÊNCIA: U, E, DF, M// Executivo e Legislativo (+ Cortes de Contas), Judiciário, MP//
Adm. Indireta// Entidades privadas que recebam $ público.
 DIRETRIZES: Art. 3º Os procedimentos previstos nesta Lei destinam-se a assegurar o direito
fundamental de acesso à informação e devem ser executados em conformidade com os
princípios básicos da administração pública e com as seguintes diretrizes: I - observância da
publicidade como preceito geral e do sigilo como exceção; // II - divulgação de informações de
interesse público, independentemente de solicitações; // III - utilização de meios de comunicação
viabilizados pela tecnologia da informação; // IV - fomento ao desenvolvimento da cultura de
transparência na administração pública; // V - desenvolvimento do controle social da
administração pública.
 CONCEITOS: Art. 4º Para os efeitos desta Lei, considera-se:
I - informação: dados, processados ou não, que podem ser utilizados para produção e
transmissão de conhecimento, contidos em qualquer meio, suporte ou formato;
II - documento: unidade de registro de informações, qualquer que seja o suporte ou formato;
III - informação sigilosa: aquela submetida temporariamente à restrição de acesso público em
razão de sua imprescindibilidade para a segurança da sociedade e do Estado;
IV - informação pessoal: aquela relacionada à pessoa natural identificada ou identificável;
V - tratamento da informação: conjunto de ações referentes à produção, recepção,
classificação, utilização, acesso, reprodução, transporte, transmissão, distribuição,
arquivamento, armazenamento, eliminação, avaliação, destinação ou controle da informação;
VI - disponibilidade: qualidade da informação que pode ser conhecida e utilizada por indivíduos,
equipamentos ou sistemas autorizados;
VII - autenticidade: qualidade da informação que tenha sido produzida, expedida, recebida ou
modificada por determinado indivíduo, equipamento ou sistema;
VIII - integridade: qualidade da informação não modificada, inclusive quanto à origem, trânsito
e destino;
IX - primariedade: qualidade da informação coletada na fonte, com o máximo de detalhamento
possível, sem modificações.
 Transparência ativa: divulgação independente de solicitação// Transp. passiva: criação de
procedimentos que facilitem o acesso.// Não precisa ser cidadão.
 DIREITO DE SE OBTER: O acesso à informação de que trata esta Lei compreende, entre
outros, os direitos de obter: I - orientação sobre os procedimentos para a consecução de acesso,
bem como sobre o local onde poderá ser encontrada ou obtida a informação almejada; // II -
informação contida em registros ou documentos, produzidos ou acumulados por seus órgãos ou
entidades, recolhidos ou não a arquivos públicos; // III - informação produzida ou custodiada por
pessoa física ou entidade privada decorrente de qualquer vínculo com seus órgãos ou entidades,
mesmo que esse vínculo já tenha cessado; // IV - informação primária, íntegra, autêntica e
atualizada;// V - informação sobre atividades exercidas pelos órgãos e entidades, inclusive as
relativas à sua política, organização e serviços; // VI - informação pertinente à administração do
patrimônio público, utilização de recursos públicos, licitação, contratos administrativos; // VII -
informação relativa: a) à implementação, acompanhamento e resultados dos programas, projetos
e ações dos órgãos e entidades públicas, bem como metas e indicadores propostos; b) ao
resultado de inspeções, auditorias, prestações e tomadas de contas realizadas pelos órgãos de
controle interno e externo, incluindo prestações de contas relativas a exercícios anteriores.
 EXCEÇÕES: 1) informações de projetos de pesquisa e desenvolvimento cujo sigilo seja
imprescindível à segurança da sociedade// 2) Documentos preparatórios não estão sujeitos à
regra da transparência// ACESSO PARCIAL é possível; ocultação da parte sob sigilo//
EXTRAVIO: imediata abertura de sindicância (requerente solicita); justificação em 10 dias do
responsável pela guarda.
 MÍNIMO DA TRANSPARÊNCIA ATIVA: registro das competências, estrutura org., endereços,
telefones e horários de atendimento// quaisquer repasses ou transferências $// despesas//
licitações: editais, resultados e contratos// dados gerais para o acompanhamento de programas,
ações e obras// FAQ// SITE NA INTERNET DEVE: conter ferramentas de pesquisa/ possibilitar
gravação de relatório/ possibilitar acesso automatizado por sistemas externos em formatos
abertos e legíveis por máquina/ divulgar em detalhes os formatos utilizados/ garantir a
autenticidade e integridade/ atualização/ local e instrução para comunicação eletrônica ou
telefônica/ acessibilidade à PCD.
 Municípios de até 10 mil hab. estão dispensados das informações na internet, mas devem
divulgar em tempo real as informações sobre a execução orçamentária.
 Meios de acesso: 1) criação de serviços de informação ao cliente (SIC)// 2) audiências ou
consultas públicas.
 PEDIDO DE ACESSO:
- Vedadas exigências: de identificação do requerente que inviabilizem o pedido/ motivos da
solicitação.
- Informação armazenada e formato digital será fornecida nesse formato, caso haja anuência.
- Informação disponível ao público: desoneração da obrigação de fornecimento direto: deverá
informar onde encontrar – deverá fornecer caso o requerente não tenha meios de fazê-lo.
- Documento frágil: fornecimento de cópia certificada ou outro meio (às expensas do interessado/
sob supervisão) que não ponha em risco o doc.
- Decisão negativa: direito ao inteiro teor da decisão
- Regra geral: Feito o pedido – acesso imediato// Se não for possível: 20 dias (+10 justificados
antes do fim dos 20) para a resposta (acesso; recusa; informar que não possui)
- Recusa justificada: informar sobre: possibilidade de recurso (prazos, autoridade competente,
etc)
- Recurso: 10 dias do recebimento da resposta.
PEDIDO – 20d+10 – RESPOSTA – 10d – RECURSO (AUT.SUP.) – 5d – DECISÃO – 10d –
RECURSO (CGU) – 5d – DECISÃO – 10d – RECURSO (CMRI)
- Recurso para CGU se: 1) acesso à inf. não classificada for negado/ 2) negativa não indicar
autoridade classificadora ou a quem pedir acesso ou desclassificação/ 3) procedimento de
classificação não observado/ 4) descumprimento de prazos e procedimentos da LAI// CGU não
fornece a inf.
 INAPLICABILIDADE DA RESTRIÇÃO: tutela judicial ou adm. de dtos fundamentais/ violação
de DH por age público/ respeitadas as demais hipóteses legais de sigilo e segredo.
 CLASSIFICAÇÃO: as imprescindíveis à segurança cuja divulgação possa por em risco: 1)
defesa da soberania e integridade do território; 2) relações e negociações internacionais; 3) vida,
segurança, saúde da população; 4) atividade financeira; 5) operações das FA; 6) projetos de
pesquisa tecnológicas e científicas; sistemas , bens, instalações e áreas de interesse estratégico
nacional; 7) segurança de instituições ou altas autoridades (nacionais ou estrangeiras) e
familiares; 8) atividades de inteligência.
- Prazo máximo de restrição, a partir da data da produção do documento, levando em conta o
interesse público e o critério menos restritivo possível: US:25/S:15/R:5 (ou evento anterior aos
prazos)/ após o acesso é automático.// Obs.: Presidente/vice/cônjuge/filhos: Reservada – sigilo
até o término do último mandato.
- Acesso à informação sigilosa: necessidade de conhecer + “credenciamento” (fixado pelo GSI)
- LAI não tipifica condutas penais.
- Quem classifica? Ultra Secreta: Pres.; vice; ministros + comandantes, chefes de missão
permanentes no exterior (ministro ratifica em 30d no TCI)// Secreta: titulares da Adm. Ind.//
Reservada: cargos de direção, chefia, comando (DAS 5 ou equivalente)// Delegação: US e S a
agentes públicos, inclusive em missão no exterior, vedada a subdelegação.
- TCI: termo de classificação de informação/ a decisão tem o mesmo grau de sigilo da informação/
assunto + fundamento + prazo + autoridade/ US: TCI enviado para CMRI
 REAVALIAÇÃO: Desclassifica; reduz prazo ou manutenção// Autoridade que classificou ou
hierarq. superior/ mediante provocação ou de ofício/ não precisa de pedido prévio de acesso/
obs.: lei não menciona “manutenção”// Houve reavaliação de ofício (US e S) no prazo de 2 anos
da vigência da lei (2014): as não reavaliadas se tornaram de acesso automático.
 PUBLICAÇÃO DE LISTAGENS: na internet e na sede// desclassificadas nos últimos 12
meses/ classificadas com identificação para referência futura (+ extrato com data, grau e
fundamentação)/ relatório estatístico sobre pedidos recebidos (atendidos e indeferidos) e
informações genéricas sobre os solicitantes.
 INFORMAÇÕES PESSOAIS: não precisam ser classificadas/ acesso restrito por até 100
anos/ divulgação permitida por lei ou consentimento expresso/ Consentimento desnecessário:
diagnóstico médico (física ou legalmente incapaz); estatísticas e pesquisas de evidente interesse
público, vedada a identificação; ordem judicial; DH de 3º; interesse público geral e
preponderante// Não pode ser invocada para prejudicar a apreciação de irregularidades e em
ações voltadas para recuperar fatos históricos de maior relevância// Morte ou ausência: CAD.
 CONDUTAS ILÍCITAS: ensejam responsabilização do agente público ou militar/ punição
mínima: suspensão/ pode ser responsabilizado por improbidade e eventual crime/ ADM responde
diretamente por dano em caso de divulgação ou uso indevido// Sanções para PF ou entidade
privada: advertência, rescisão do vínculo, suspensão de licitar por 2 anos (todos passíveis
também de multa); declaração de inidoneidade até a reabilitação//
Hipóteses: Art. 32. Constituem condutas ilícitas que ensejam responsabilidade do agente
público ou militar: I - recusar-se a fornecer informação requerida nos termos desta Lei, retardar
deliberadamente o seu fornecimento ou fornecê-la intencionalmente de forma incorreta,
incompleta ou imprecisa; // II - utilizar indevidamente, bem como subtrair, destruir, inutilizar,
desfigurar, alterar ou ocultar, total ou parcialmente, informação que se encontre sob sua guarda
ou a que tenha acesso ou conhecimento em razão do exercício das atribuições de cargo,
emprego ou função pública; // III - agir com dolo ou má-fé na análise das solicitações de acesso
à informação; // IV - divulgar ou permitir a divulgação ou acessar ou permitir acesso indevido à
informação sigilosa ou informação pessoal; // V - impor sigilo à informação para obter proveito
pessoal ou de terceiro, ou para fins de ocultação de ato ilegal cometido por si ou por outrem;//
VI - ocultar da revisão de autoridade superior competente informação sigilosa para beneficiar a
si ou a outrem, ou em prejuízo de terceiros; // VII - destruir ou subtrair, por qualquer meio,
documentos concernentes a possíveis violações de direitos humanos por parte de agentes do
Estado.
LC 769
 CONSTITUIÇÃO FEDERAL
- contribuição do ente, dos ativos, inativos e pensionistas (Os dois últimos só pagam sobre o que
estiver a cima do limite ou sobre o que estiver acima do dobro do limite no caso de portador de
doença incapacitante)
- Tipos de aposentadoria: a) por invalidez permanente (em regra, proporcional; integral: acidente
em serviço, moléstia profissional, doença grave, contagiosa ou incurável)// b) compulsória por
idade: sempre proporcional; 75anos// c) Voluntária: 10 anos de SP + 5 no cargo. Pode ser
proporcional (H:65, M:60) ou integral (H:60/35; M:55/30)// Na integral: 5 anos a menos para o
professor (exclusivamente magistério; educação I, F, M)// “Abono de permanência”
- limite do benefício: a última remuneração/ cálculo: média de TODAS as contribuições
- vedados requisitos diferenciados, exceto: PCD; atividade de risco; se prejudicar saúde,
integridade física/ Necessária LC
- vedada acumulação pelo mesmo regime, exceto os acumuláveis na ativa.
- Pensão por morte: limite máximo do benefício + 70% do que exceder.
- Único aumento nos benefícios é o reajuste para preservar o valor real.
- Vedação a tempo de serviço fictício/ Averbação do tempo de contribuição em outro regime para
aposentadoria/ Tempo de serviço correspondente conta para disponibilidade.
- Observância do teto constitucional
- Caso diminua o teto da aposentadoria: previdência complementar – adesão facultativa

 LC 769/08
- apenas para cargos Efetivos (ativos e inativos), ainda que em disponibilidade e pensionistas.
- Não: temporários, exclusivamente em CC, emprego público, militares e policiais civis.
- Órgão gestor: IPREV// Substituiu IPASPE// Vinculado à Sec. De Planejamento e Gestão// DF é
garantidor: responsabilidade subsidiária.
 OBJETIVOS, PRINCÍPIOS E FINALIDADES:
- Art. 4º: O Iprev/DF tem como atribuição principal captar e capitalizar os recursos necessários
à garantia de pagamento dos benefícios por meio de uma gestão participativa, transparente,
eficiente e eficaz, dotada de credibilidade e excelência no atendimento.// § 1º Para os fins
previstos no caput, incumbem ao Iprev/DF o gerenciamento e a operacionalização do RPPS/DF,
incluindo a arrecadação e a gestão de recursos financeiros e previdenciários, a concessão, o
pagamento e a manutenção dos benefícios previdenciários, ora reorganizados e unificados por
esta Lei Complementar, devidos aos segurados e seus dependentes.
- Art. 5º O Iprev/DF, na consecução de suas finalidades, atenderá, obrigatoriamente, aos
seguintes princípios: I – provimento de regime de previdência social de caráter contributivo e
solidário aos segurados e dependentes// II – caráter democrático e eficiente de gestão, com a
participação de representantes do Poder Público do Distrito Federal, dos segurados e
dependentes// III – transparência na gestão de seus recursos financeiros e previdenciários//
IV – gestão administrativo-financeira autônoma em relação ao Distrito Federal// V – custeio da
previdência social, mediante contribuições dos órgãos e dos servidores ativos e inativos e
pensionistas de que trata o art. 1º desta Lei Complementar, segundo critérios socialmente justos
e atuarialmente compatíveis// VI – preservação do equilíbrio financeiro e atuarial// VII – proibição
da criação, majoração ou extensão de quaisquer benefícios ou serviços, sem a correspondente
fonte de custeio total.
- Art. 6º O RPPS/DF, gerido pelo Iprev/DF, visa dar cobertura aos eventos a que estão sujeitos
os seus beneficiários e compreende um conjunto de benefícios que atendem às seguintes
finalidades: I – garantir meios de subsistência nos eventos de invalidez, acidente em serviço,
idade avançada, reclusão e morte// II – proteção à família.
- Gestão e estrutura: ler artigos 85 a 89, 92, 93, 95 a 97.
 BENEFICIÁRIOS:
a) Segurados (AD, Aut., Fund.)
b) Dependentes: 1) dependência $ deve ser comprovada: pais e irmão não emancipado, menor
de 21 anos ou inválido// 2) dependência $ presumida; excluem os anteriores: cônjuge e filho não
emancipado, menor de 21 anos ou inválido.
- inscrição do segurado é automática e incumbe a ele a dos dependentes// art. 14
- perda da condição de segurado: morte, demissão, exoneração
- acumulação: segurado obrigatório para cada cargo.
- Inativo (RPPS-DF) + CC ou emprego público (RGPS)// efetivo (RPPS-DF) + vereador (RGPS)
- perda da condição de dependente: a) Cônjuge: anulação do casamento e separação (se não
receber pensão)// b) Companheiro: cessação da união estável// c) Filhos e irmãos: 21 anos ou
emancipação ou cessação da invalidez// d) cessação da dependência $// e) acumulação ilícita
de pensão// f) falecimento ou perda de condição necessária.
 PLANO DE BENEFÍCIOS:
1) APOSENTADORIA COMPULSÓRIA POR INVALIDEZ PERMANENTE: independe de idade/
incapaz de reabilitação/ proventos proporcionais, exceto acidente em serviço, moléstia
profissional ou doença grave, contagiosa ou incurável// art. 18 par. 5
2) APOSENTADORIA COMPULSÓRA POR IDADE: 75 anos; proventos proporcionais.
3) APOSENTADORIA VOLUNTÁRIA POR IDADE E TEMPO DE CONTRIBUIÇÃO: H:60/35;
M:55/30; mesmas disposições da CF
4) APOSENTADORIA VOLUNTÁRIA POR IDADE: H; 65; M:60// mesmas disposições da CF
5) LICENÇA-MATERNIDADE: 180 dias// 30 dias para: natimorto; com vida seguido de morte;
aborto// também concedido às comissionadas sem vínculo// últimos 60 dias pagos pelo Tesouro
do DF// Adoção: 180 dias para menos de 1 ano; 90 dias entre 1 e 4 anos; 30 dias de 4 a 8 anos
(o texto após “180 dias” foi declarado inconstitucional pelo TJDFT em 2017).
6) SALÁRIO-FAMÍLIA: filho (ou equiparado) menor de 14 anos ou inválido// remuneração menor
ou igual EC 20 (R$ 360)// atestado de vacinação até 6 anos; frequência escolar a partir do 6 anos
(semestralmente)
7) PENSÃO POR MORTE: limite do RGPS + 70% do excedente// vitalícia ou temporária (art. 30-
A)// valor da pensão: art. 30-B// ocorre prescrição das parcelas exigíveis a mais de 5 anos//
vedado reajustamento (quando aumentado o limite do RGPS)
8) AUXÍLIO-RECLUSÃO: mediante requerimento// remuneração menor ou igual EC 20//
suspenso pela fuga// atividade durante a fuga: perda da qualidade de segurado.
9) ABONO ANUAL: tenha recebido aposentadoria, pensão por morte, auxílio reclusão ou salário
maternidade pagos pelo IPREV.
OBS: ABONO DE PERMANÊNCIA: não impede a concessão do benefício de acordo com outra
regra vigente// pagamento de responsabilidade do Tesouro do DF.
LEI 8429
- sanções de natureza civil (ou civil política), com regras próprias de tramitação.
- é possível ato de improbidade que não viole a moralidade.
 ASPECTOS MATERIAIS:
- Sujeito ativo: agente público (em sentido amplo; exceto Pres. Rep que responde perante o
Senado) e o particular que, de qualquer forma, concorra, induza ou se beneficie.
- Sujeito passivo: ADM. Direta e indireta// Entidade privas que recebam $ público: se tiverem
mais de 50% do capital público, são equiparadas como entes da ADM; nos demais casos, no
limite do $ público.
OBS: 3º sozinho não pratica ato de improbidade// É possível que PJ pratique ato de improbidade.
- Efetivo dano: para a lei é necessário; para o STJ não.
 ATOS DE IMPROBIDADE E SANÇÕES (Perda da função e ressarcimento: todos; Perda dos
bens: contra princípio NÃO) STJ: juiz pode aplicar sanções não peticionadas.
- ENRIQUECIMENTO ILÍCITO: (Comprovação de dolo/ Dtos pol: 8 a 10anos/ Multa: 3x o enriq.
Ilícito/ proibição de contratar e licitar: 10 anos)
- “receber, adquirir... para si ou para outrem vantagem econômica”;
- “utilizar, em obra ou serviço particular, veículos, máquinas, equipamentos ou material de
qualquer natureza ... bem como o trabalho de servidores públicos, empregados ou terceiros
contratados por essas entidades”
- aceitar emprego, comissão ou exercer atividade de consultoria ou assessoramento ...
- incorporar, por qualquer forma, ao seu patrimônio bens, rendas, verbas ou valores integrantes
do acervo patrimonial
- usar, em proveito próprio, bens, rendas, verbas ou valores integrantes do acervo patrimonial //
- DANO AO ERÁRIO: (Doloso ou culposo/ Dtos pol.: 5 a 8 anos/ Multa: 2x o dano/ proibição: 5
anos)
- “facilitar, permitir, concorrer...”// “celebrar contratos, parcerias...”// “liberar recursos...”
III - doar à pessoa física ou jurídica bem como ao ente despersonalizado, ainda que de fins
educativos ou assistências, bens, rendas, verbas ou valores do patrimônio de qualquer das
entidades mencionadas no art. 1º desta lei, sem observância das formalidades legais e
regulamentares aplicáveis à espécie;// VI - realizar operação financeira sem observância das
normas legais e regulamentares ou aceitar garantia insuficiente ou inidônea;// VII - conceder
benefício administrativo ou fiscal sem a observância das formalidades legais ou regulamentares
aplicáveis à espécie;// VIII - frustrar a licitude de processo licitatório ou de processo seletivo para
celebração de parcerias com entidades sem fins lucrativos, ou dispensá-los indevidamente// IX -
ordenar ou permitir a realização de despesas não autorizadas em lei ou regulamento;// X - agir
negligentemente na arrecadação de tributo ou renda, bem como no que diz respeito à
conservação do patrimônio público;// XI - liberar verba pública sem a estrita observância das
normas pertinentes ou influir de qualquer forma para a sua aplicação irregular;// XIX - agir
negligentemente na celebração, fiscalização e análise das prestações de contas de parcerias
firmadas pela administração pública com entidades privadas;//
- ATO CONTRA PRINCÍPIO: (Comprovação de dolo/ Dtos. Pol.: 3 a 5 anos/ Multa: até 100x a
remuneração/ Proibição: 3 anos)
I - praticar ato visando fim proibido em lei ou regulamento ou diverso daquele previsto, na regra
de competência;// II - retardar ou deixar de praticar, indevidamente, ato de ofício;// III - revelar
fato ou circunstância de que tem ciência em razão das atribuições e que deva permanecer em
segredo;// IV - negar publicidade aos atos oficiais;// V - frustrar a licitude de concurso público;//
VI - deixar de prestar contas quando esteja obrigado a fazê-lo;// VII - revelar ou permitir que
chegue ao conhecimento de terceiro, antes da respectiva divulgação oficial, teor de medida
política ou econômica capaz de afetar o preço de mercadoria, bem ou serviço.//
VIII - descumprir as normas relativas à celebração, fiscalização e aprovação de contas de
parcerias firmadas pela administração pública com entidades privadas.
Obs.: - BENEFÍCIO FINANCEIRO OU TRIBUTÁRIO: art. 10-A// Comprovação de dolo/ Perda
da função/ Dtos. Pol.: 5 a 8 anos/ Multa: até 3x o valor do benefício.
 ASPECTOS PROCESSUAIS
- Autor: MP (intima a PJ lesada para, se quiser, formar litisconsórcio) ou PJ lesada (MP custus
legis).
- Réu: agente público ou particular (litisconsórcio passivo necessário)
Obs.: Qualquer pessoa poderá representar à autoridade adm. Competente para que seja
instaurada investigação.
- Juiz rejeita de plano se estiver convencido da inadequação da via eleita.// Em qualquer fase,
pode extinguir sem julgamento do mérito.
- notifica o acusado: defesa prévia – 15 dias
- petição inicial: se indeferir, apelação; se deferir, agravo de instrumento.
- citação do réu
- segue-se o rito ordinário
- vedados acordos, transações e conciliações
- MEDIDAS CAUTELARES: a) indisponibilidade de bens: basta fumus bon iuris (periculum em
mora presumido); possível incidir sobre bens adquiridos antes do ato// b) sequestro nos moldes
do CPC// c) bloqueio ou investigação de contas e aplicações, inclusive no exterior// d)
afastamento preventivo: não há prazo; sem prejuízo da remuneração.
- PRESCRIÇÃO: a) com base no réu: Mandato, FC, CC (5 anos do término do cargo); Efetivo:
mesmo prazo para infrações puníveis com demissão no estatuto do servidor. XXXXX// b) ações
de ressarcimento são imprescritíveis.
 DECLARAÇÃO DE BENS
- condiciona a posse e o exercício
- todos os bens e valores patrimoniais (inclusive no exterior) e os dos cônjuges, filhos ou de quem
viva sob dependência econômica, excluídos apenas os objetos e utensílios de uso doméstico.
- atualizada anualmente (pode ser substituída pela declaração anual de bens apresentada À
Receita Federal) e no momento em que deixar o cargo.
- demissão, caso se recuse.
 DISPOSIÇÕES PENAIS:
- Art. 19. Constitui crime a representação por ato de improbidade contra agente público ou
terceiro beneficiário, quando o autor da denúncia o sabe inocente// Pena: detenção de seis a dez
meses e multa// Parágrafo único. Além da sanção penal, o denunciante está sujeito a indenizar
o denunciado pelos danos materiais, morais ou à imagem que houver provocado.
- Art. 21. A aplicação das sanções previstas nesta lei independe: I - da efetiva ocorrência de dano
ao patrimônio público, salvo quanto à pena de ressarcimento// II - da aprovação ou rejeição das
contas pelo órgão de controle interno ou pelo Tribunal ou Conselho de Contas.
LEI 9784
- Órgão: unidade de atuação integrante da estrutura...
- Entidade: unidade de atuação dotada de personalidade jurídica.
- Autoridade: o servidor ou o agente ...
PRINCÍPIOS EXPRESSOS: legalidade, finalidade, motivação, razoabilidade,
proporcionalidade, moralidade, ampla defesa, contraditório, segurança jurídica, interesse público
e eficiência
 CRITÉRIOS:
- vedada renúncia total ou parcial de poderes ou competências, EXCETO...// - vedada promoção
pessoal de agentes ou autoridades// - divulgação dos atos, RESSALVADAS...//
- indicação dos pressupostos de fato e de direito// - proibição de cobranças de despesas
processuais, RESSALVADAS...// - vedada aplicação retroativa de nova interpretação.
 LEGITIMADOS COMO INTERESSADOS: - PF ou PJ que o iniciem// - quem tiver direitos
afetados// - Organizações e associações representativas: direitos e interesses coletivos//
- Pessoas ou associações legalmente constituídas: direitos e interesses difusos
 REQUERIMENTO INICIAL: por escrito, SALVO...// Deve conter: órgão a que se dirige/
identificação do interessado/ domicílio do requerente/ formulação do pedido; exposição de fatos
e fundamentos/ data e assinatura do requerente.// Vedada a recusa IMOTIVADA de doc.
 DELEGAÇÃO E AVOCAÇÃO// COMPETÊNCIA
- delegação ainda que hierarquicamente inferior// - Não: a) atos normativos; b) decisão de recurso
adm.; c) competência exclusiva
- Avocação apenas de hierarquia inferior
- inexistindo especificação, o processo se inicia na menor autoridade capaz de decidir
 IMPEDIMENTO: a) interesse; b) tenha participado ou venha a participar como perito,
testemunha ou representante (aplica-se aos parentes até o 3º grau); c) esteja litigando contra o
interessado ou seu cônjuge.// A omissão em comunicar o impedimento constitui falta grave
 SUSPEIÇÃO: amizade íntima ou inimizade notória (parentes até 3º grau)// Indeferimento de
alegação de suspeição pode ter recurso, sem efeito suspensivo.
 FORMA, TEMPO, LUGAR E COMUNICAÇÃO DOS ATOS
- não dependem de forma específica, SALVO...// - Só se exige reconhecimento de firma se
houver dúvida quanto a autenticidade, SALVO...// - Inexistindo disposição, os atos devem ser
praticados em 5 dias (+5)
- intimação com antecedência mínima de 3 dias úteis; podendo ser efetuada por ciência no
processo, via postal com AR, telegrama ou outro meio e ainda por edital.// São nulas qdo sem
observância das disposições legais, mas o comparecimento supre a irregularidade.// O não
comparecimento não importa reconhecimento da verdade dos fatos, nem renúncia de direitos e
no prosseguimento do processo será garantida a ampla defesa.
 INSTRUÇÃO
- Consulta pública: interesse geral// Audiência pública: relevância da questão
- Obrigatoriedade de se ouvir órgão consultivo: parecer em 15 dias, SALVO...// Parecer
obrigatório e vinculante: processo não segue até sua conclusão// Parecer obrigatório e não
vinculante: pode ter prosseguimento
- Encerrada a instrução, interessado tem 10 dias para se manifestar, SALVO...
- ADM. Tem 30 dias para decidir (+30)
 MOTIVAÇÃO: permitida motivação aliunde ou per relatione
 DESISTÊNCIA/ EXTINÇÃO: manifestação escrita do interessado; desistência total ou parcial;
ADM. pode continuar, se quiser// ADM. Pode extinguir se exaurida a finalidade ou o objeto se
tornar inútil, impossível ou prejudicado.
 ANULAÇÃO, REVOGAÇÃO E CONVALIDAÇÃO: anula os ilegais e revoga por motivo de
conveniência e oportunidade// Decai em 5 anos os que decorram efeitos favoráveis a 3º, salvo
má-fé.// efeitos patrimoniais: primeiro pgto// convalidação: defeitos sanáveis (competência não
exclusiva e forma) + ausência de lesão a 3º (convalidação é facultativa para a 9784)
 RECURSO: em face de legalidade e de mérito// dirigido à autoridade que proferiu a decisão
(5 dias para reconsiderar ou envia à aut. Superior)// Independe de caução, SALVO...//Se
contrariar SV a autoridade deve explicar, caso não reconsidere, antes de encaminhar à aut.
Superior// Recurso tramita por no máximo 3 instâncias adm., SALVO...// Sem efeito suspensivo,
SALVO...// Interposto por requerimento// Interposto no prazo de 10 dias, SALVO...// Intimar os
interessados para apresentarem alegações em 5 dias úteis// Não recebe recurso: fora do prazo,
perante órgãos incompetente, por quem não é legitimado,, exaurida a esfera adm// O não
reconhecimento do recurso não impede a ADM de rever o ato// Se não houver prazo estipulado,
deve ser decidido em 30 dias (+30)// Pode confirmar, modificar, anular ou revogar, total ou
parcialmente a decisão// Se agravar a situação do recorrente, este deve ser cientificado para
formular alegações antes da decisão// Legitimados: os titulares dos direitos; os que tiverem
direitos afetados; organizações e associações representativas (coletivos); CIDADÃOS ou
associações (difusos)// Acolhida pelo STF a violação à SV, dar-se-á ciência à autoridade e ao
órgão para o julgamento do recurso.
 REVISÃO: os processos que resultem sanções podem ser revistos a qualquer tempo, quando
surgirem fatos ou circunstâncias novas ou relevantes// Não pode haver agravamento na revisão.
 SANÇÕES: natureza pecuniária ou obrigações de fazer ou não fazer
 PRIORIDADE: 60 anos/ PCD/ pessoa portadora de tuberculose ativa, esclerose múltipla,
neoplasia maligna, hanseníase, paralisia irreversível e incapacitante, cardiopatia grave, doença
de Parkinson, espondiloartrose anquilosante, nefropatia grave, hepatopatia grave, estados
avançados da doença de Paget (osteíte deformante), contaminação por radiação, síndrome de
imunodeficiência adquirida, ou outra doença grave, com base em conclusão da medicina
especializada, mesmo que a doença tenha sido contraída após o início do processo
OBS.: - prazos processuais não se suspendem, SALVO força maior.