You are on page 1of 27

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA

DIRECÇÃO-GERAL DA ADMINISTRAÇÃO DA JUSTIÇA


DIVISÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

MANUAL DE REFERÊNCIA
DO
UTILIZADOR

MENU E ACESSOS

Versão 6 - Outubro 2008


Equipa de Desenvolvimento

Pág. 1/27
MINISTÉRIO DA JUSTIÇA
DIRECÇÃO-GERAL DA ADMINISTRAÇÃO DA JUSTIÇA
DIVISÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

ÍNDICE
1 - ACESSO AO H@BILUS ............................................................3

2 - MENU...........................................................................................5
2.1 - PERFIL DO UTILIZADOR ..................................................................... 6
2.2 - E-MAIL HELP DESK .............................................................................. 8
2.3 - HABILÂNDIA ......................................................................................... 8
2.4 - UTILITÁRIOS ......................................................................................... 9
2.5 - OPÇÕES DO UTILIZADOR ................................................................. 11
2.6 - ENCERRAR SESSÃO ........................................................................... 19

3 – SERVIÇO DE MENSAGENS .................................................19


3.1 - MENSAGENS........................................................................................ 20
3.2 – CONVERSAÇÃO INSTANTÂNEA .................................................... 23
3.3 – GESTÃO DE MENSAGENS ................................................................ 26

Pág. 2/27
MINISTÉRIO DA JUSTIÇA
DIRECÇÃO-GERAL DA ADMINISTRAÇÃO DA JUSTIÇA
DIVISÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

1 - ACESSO AO H@BILUS

O acesso ao programa H@bilus, por um Utilizador, é feito de duas formas:


Por Username e Password, como indica a imagem;

ou através do Smart Card da assinatura digital.

Pág. 3/27
MINISTÉRIO DA JUSTIÇA
DIRECÇÃO-GERAL DA ADMINISTRAÇÃO DA JUSTIÇA
DIVISÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

Nesta 2ª forma de acesso, o Utilizador deverá previamente ter introduzido o seu Smart Card
no leitor do seu PC, e apenas deve introduzir o PIN (código de 4 digitos associado à
assinatura digital), conforme indica a imagem.

Os Utilizadores do H@bilus estão organizados em grupos, de forma a facilitar a


identificação do tipo de funções que cada um exerce. Vejamos a tabela seguinte:

Grupos correspondentes às Categorias Profissionais


GRUPO CATEGORIA

Juiz de Círculo

Juiz de Direito

Juiz Auxiliar

MJ Juiz Estagiário

Juiz Militar

Juiz Conselheiro

Juiz Desembargador

AJ Auditor Jurídico

Procurador-Geral da República

Procurador-Geral Adjunto

Procurador da República
MP
Procurador Adjunto

Agente do Ministério Público

Procurador Estagiário

FJ Secretário do Tribunal Superior

Secretário de Justiça

Escrivão de Direito

Escrivão Adjunto

Escrivão Auxiliar

Técnico de Justiça Principal

Técnico de Justiça Adjunto

Pág. 4/27
MINISTÉRIO DA JUSTIÇA
DIRECÇÃO-GERAL DA ADMINISTRAÇÃO DA JUSTIÇA
DIVISÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

Técnico de Justiça Auxiliar

Estagiário

Eventual

Telefonista

Auxiliar Administrativo

PA Auxiliar de Segurança

Operador de Reprografia

Motorista

PJ Inspector da Policia Judiciária

AS Assessor

AD Administrador Judicial

TA Técnico de Arquivo

Após a validação do acesso do Utilizador, é mostrada uma Barra de Ferramentas do


H@bilus, na parte superior central do monitor.
A Barra de Ferramentas terá diferentes módulos, conforme o perfil do utilizador.

2 - MENU

Na barra de ferramentas, com um clique no botão (em destaque na imagem) e obterá um


resultado igual à imagem.

Nesse painel auxiliar, poderá aceder:

• Ao seu Perfil de Utilizador

• Ao envio de e-mail Help Desk

• À Habilândia

• Aos Utilitários

Pág. 5/27
MINISTÉRIO DA JUSTIÇA
DIRECÇÃO-GERAL DA ADMINISTRAÇÃO DA JUSTIÇA
DIVISÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

• Às Ferramentas de Administração (reservado ao Administrador de Sistemas)

• Às opções do Utilizador

• Encerrar a Sessão

2.1 - PERFIL DO UTILIZADOR


Com um clique no item “Perfil do Utilizador”, acede-se ao painel que reporta os elementos
pertencentes ao perfil do Utilizador, conforme mostra a imagem.

A informação do Perfil do Utilizador está organizada da seguinte forma:

Pág. 6/27
MINISTÉRIO DA JUSTIÇA
DIRECÇÃO-GERAL DA ADMINISTRAÇÃO DA JUSTIÇA
DIVISÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

UTILIZADOR

Contém a informação respeitante ao tipo de utilizador. Com excepção dos campos


respeitantes ao Cartão Profissional e ao Utilizador, que não podem ser alterados, todos os
restantes são passíveis de alteração ou correcção por parte do próprio Utilizador, devendo-se
gravar no botão .

Foi disponibilizada uma opção (em destaque na imagem) para o utilizador que não pretender
utilizar a Conversação Instantânea do Serviço de Mensagens.

DOMICÍLIOS

Contém o domicílio profissional do Utilizador, podendo-se alterar o mesmo ou adicionar um


novo domicílio profissional, devendo-se para tal seleccionar o item “Domicílio Novo”,
preencher os campos respectivos do mesmo e gravar no botão .

ALTERAR SENHA

Disponibiliza-se a possibilidade de o
Utilizador alterar a sua senha do
H@bilus, sempre que entender ou
achar necessário.

Pág. 7/27
MINISTÉRIO DA JUSTIÇA
DIRECÇÃO-GERAL DA ADMINISTRAÇÃO DA JUSTIÇA
DIVISÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

Para proceder à alteração da senha é necessário colocar a senha em utilização no campo


“Senha Actual”, depois escrever no campo “Nova Senha” a nova palavra passe, repetir a
nova palavra passe no campo “Confirmação” e depois gravar no botão .

IMPORTAR TEXTOS AUTOMÁTICOS

Esta funcionalidade permite ao Utilizador importar do tribunal onde se encontrava todo o


seu texto automático que aí tinha em uso, para o tribunal onde actualmente trabalha,
evitando assim ter de criar tudo de novo.
Para se proceder à importação desse texto automático deve-se proceder da seguinte forma:
No campo “Origem” deverá escolher o tribunal onde anteriormente exercia funções e,
seleccionado este, clicar no botão . A importação é automática.

2.2 - E-MAIL HELP DESK

Esta opção do Menu do H@bilus, apenas serve para facilitar o envio de mails para ajuda ao
Utilizador.
Com um clique no item “Enviar e-mail Help Desk”, abre-se automaticamente o Outlook
dirigido ao Suporte do H@bilus para colocação de alguma dúvida ou dificuldade.
É necessário o PC estejam devidamente configurado e com o Outlook instalado e funcional.

2.3 - HABILÂNDIA

Acesso à Intranet Habilândia, a qual disponibiliza algumas funcionalidades e/ou


informações muito importantes ao Utilizador.

É mostrada uma barra de botões, que permite ao Utilizador navegar com facilidade dentro
das funcionalidades que a Habilândia possui. Os botões são:

• - Voltar à pagina anterior.

Pág. 8/27
MINISTÉRIO DA JUSTIÇA
DIRECÇÃO-GERAL DA ADMINISTRAÇÃO DA JUSTIÇA
DIVISÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

• - Avançar para a próxima página.

• - Actualizar a página.

• - Parar a acção que se encontra em curso.

• - Página principal, a qual se encontra definida por defeito para o


“Jornal”, na página que contém as informações mais recentes.

• - Coloca na página das últimas informações disponíveis no “Jornal da


Habilândia”.

• - Acesso ao Fórum de discussão.

• - Imprime o conteúdo da página que se encontra visível.

• - Acesso a links das seguintes páginas:


ƒ Custas Judiciais
ƒ Custas Judiciais - alteração da palavra passe
ƒ T Menu
ƒ Segurança Social
ƒ Diário da República
ƒ DGAJ

• - Respostas às perguntas mais frequentes, colocadas no âmbito dos


dados estatísticos, da responsabilidade do GPLP.

2.4 - UTILITÁRIOS

Este item abre uma outra janela, a qual disponibiliza as seguintes opções:

SELECÇÃO DE JURADOS

Pág. 9/27
MINISTÉRIO DA JUSTIÇA
DIRECÇÃO-GERAL DA ADMINISTRAÇÃO DA JUSTIÇA
DIVISÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

Com um clique na opção “Selecção de


Jurados”, acede-se ao painel da
imagem.
Este utilitário serve para efectuar
sorteios completamente aleatórios,
como é exigível no caso do sorteio dos
jurados.

No campo “Universo eleitores” coloca-se o total de eleitores inscritos em uma determinada


freguesia. No campo “Total a sortear”, coloca-se o número de eleitores que se pretende
sortear e através do botão é efectuado o sorteio, onde o H@bilus retira
aleatoriamente a quantidade de números pretendidos (no exemplo irá sortear cinco números
de entre os 5000). Após o sorteio, é disponibilizado o botão , o qual permite
passar para uma folha de Excel o resultado do sorteio, como se indica na imagem seguinte.

ENTIDADES ALTERADAS

Este utilitário apenas tem por objectivo tornar visível ao Utilizador, as alterações que são
efectuadas nos nomes dos intervenientes processuais, mostrando uma tabela com indicação
do dia e a hora da alteração, do nome original, do nome alterado, do Utilizador que efectuou
essa alteração e da Unidade Orgânica onde pertence esse Utilizador.

Pág. 10/27
MINISTÉRIO DA JUSTIÇA
DIRECÇÃO-GERAL DA ADMINISTRAÇÃO DA JUSTIÇA
DIVISÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

Tem disponível uma busca por nome, de forma a ser possível filtrar pelo nome, o qual
poderá ser o original como o alterado.

CONVERSOR DE $ PARA €

Utilitário simples que converte


automaticamente para Euros, o valor
colocado no campo dos Escudos.

2.5 - OPÇÕES DO UTILIZADOR

Este item dá ao Utilizador do Habilus, um conjunto de funcionalidades para que este possa
optar com vista a um melhor desempenho da aplicação.

Pág. 11/27
MINISTÉRIO DA JUSTIÇA
DIRECÇÃO-GERAL DA ADMINISTRAÇÃO DA JUSTIÇA
DIVISÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

As opções estão organizadas pelos seguintes separadores:

Geral

- Histórico dos Actos Processuais

- Processamento de Texto

- Impressora

- Serviço de Mensagens

2.5.1 - GERAL
Neste separador, encontram-se disponíveis todas as opções que tenham um cariz geral, ou
seja, não estejam relacionadas com os restantes separadores:

Pág. 12/27
MINISTÉRIO DA JUSTIÇA
DIRECÇÃO-GERAL DA ADMINISTRAÇÃO DA JUSTIÇA
DIVISÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

As opções, quando marcadas na caixa de verificação , têm as seguintes funções:

- No campo onde se introduz o NUIP do processo


pretendido, quando se coloca o ponto que separa o ano do dígito de controlo, a aplicação
coloca automaticamente o digito de controlo e as letras correspondentes à entidade
notadora do próprio tribunal. Exemplo: pretende-se aceder ao processo 123/04.7TBCDN.
Se esta opção estiver marcada, basta ao Utilizador introduzir apenas 123/04. que o
H@bilus coloca automaticamente o digito 7 e as letras TBCDN que correspondem ao
tribunal em causa.

- Esta opção é muito útil no caso de


processos com muitos intervenientes processuais. Permite ao Utilizador não deixar que a
aplicação marque, por defeito, no momento da selecção de determinado acto processual,
os intervenientes processuais a quem o acto se dirige ou que devem ser incluídos no
mesmo. Exemplo: pretende-se notificar apenas uma determinada testemunha para
comparecer no tribunal, num processo com 60 testemunhas inseridas na árvore dos
intervenientes. Com esta opção marcada, o Utilizador selecciona o tipo de notificação e
de seguida indica quem é a testemunha que pretende, não necessita de desmarcar as
restantes 59 testemunhas que, caso contrário, seriam também marcadas automaticamente.

Pág. 13/27
MINISTÉRIO DA JUSTIÇA
DIRECÇÃO-GERAL DA ADMINISTRAÇÃO DA JUSTIÇA
DIVISÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

- Dá a possibilidade de mostrar ao Utilizador, apenas os


seus próprios agendamentos e alarmes, ocultando-lhe os restantes da sua Unidade
Orgânica.

- A data dos actos processuais praticados,


uma vez alterada, mantém sempre mesmo mudando de processo. Exemplo: foi aberta
conclusão num determinado processo, com data de 13-11-2006. Com esta opção
marcada, a data de 13-11-2006 mantém-se mesmo quando se entra em outro processo,
caso contrário, voltaria à data do dia.

- Permite que quando se grava uma morada no painel


dos Detalhes do Interveniente (F5), ele se feche automaticamente.

- Permite que quando se entre num


processo, os Detalhes do Processo (F7) mostrem a informação automaticamente.

- Permite que se mantenha aberta a Pasta


de Recepção mesmo após o tratamento de um registo.

- No módulo da Central, através do botão ,é


possível editarem-se ou imprimirem-se os documentos digitais que foram anexados a uma
determinada entrada de papel. Esta opção permite que se imprimam esses mesmos
documentos em vez que se editarem.

- Permite que se possam fazer buscas


através do painel da Pesquisa de Entidades (F3) ou do Apresentante, exactamente pelo
nome que se indica. Exemplo: Pretende-se procurar um interveniente cujo nome é Carlos
Silva. Com esta opção marcada, a aplicação vai apenas retornar os intervenientes cujo
nome seja exactamente Carlos Silva e não os que contenham no seu nome Carlos Silva.

- Pode-se estabelecer através


desta opção, qual a forma de pesquisa pela qual se pretende efectuar nas buscas, através
da Pesquisa de Entidades (F3) ou do Apresentante no registo de papéis da Secção Central.
No caso da imagem, a busca está definida, por defeito, para ser pelo Nome.

- Opção ao nível da Secção Central, que impede de os


Post-It electrónicos, colocados nos processos, fiquem visíveis.

2.5.2 – HISTÓRICO DOS ACTOS PROCESSUAIS

Pág. 14/27
MINISTÉRIO DA JUSTIÇA
DIRECÇÃO-GERAL DA ADMINISTRAÇÃO DA JUSTIÇA
DIVISÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

- O Utilizador pode determinar


a quantidade de acto processuais
que pretende que o H@bilus
mostre através do Histórico, ou
seja, pode determinar que
apenas lhe sejam mostrados, por defeito, apenas os últimos 20 actos processuais praticados
nos processos. Basta então colocar nesta opção o número 20 no campo respectivo para que
tal seja efectuado. Como se depreende através da imagem, se estiver colocado o número
zero, a aplicação mostra todos os actos processuais praticados nos processos.

- É de todo aconselhável que seja determinado um número limite de actos


processuais a mostrar, por defeito, no Histórico dos processos, dado que
assim se evitam eventuais dificuldades no carregamento da informação
quando os históricos são muito grandes, pois através do botão direito do rato
sobre qualquer acto processual - item “Mostrar todos” - é possível visualizar
sempre que necessário a totalidade dos actos processuais praticados.

Também a ordem de apresentação dos actos no Histórico, a qual é sempre cronológica, pode
através desta opção ser mostrada de forma ascendente ou descendente.

Pág. 15/27
MINISTÉRIO DA JUSTIÇA
DIRECÇÃO-GERAL DA ADMINISTRAÇÃO DA JUSTIÇA
DIVISÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

- Abre automaticamente o Histórico dos


Actos Processuais dos processos, quando estes são carregados.

2.5.3 – PROCESSAMENTO DE TEXTO

- Quando se escreve no processador de texto, e sempre


que há um erro, se esta opção estiver marcada, no momento em que se dá um
espacejamento a aplicação abre automaticamente um menu para correcção.

- O H@bilus, no momento da impressão dos documentos, coloca na margem


dos mesmos, uma marca de água com a palavra “H@bilus”. Tal marca é indicadora de
que, inequivocamente, o documento em causa foi impresso no tribunal através da
aplicação H@bilus e não de outra forma qualquer, como por exemplo, guardado numa
disquete e impresso através de outra aplicação.

- Permite ao Utilizador optar pela não


abertura do documento através do Acrobat Reader no momento da sua conversão em

Pág. 16/27
MINISTÉRIO DA JUSTIÇA
DIRECÇÃO-GERAL DA ADMINISTRAÇÃO DA JUSTIÇA
DIVISÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

versão final (em formado PDF). Evitam assim eventuais demoras com a abertura e
edição dos documentos, quando tal se revele desnecessário.

- Encontrando-se esta opção marcada, o H@bilus


guarda automaticamente todas as alterações efectuadas nos documentos, quando é
fechado o Processador de Texto. Caso contrário, é sempre perguntado ao Utilizador
se pretende guardar as alterações efectuadas.

- Assinalando esta opção, a aplicação deixa de


mostrar a mensagem respeitante à falta de assinatura digital, quando o documento
não é assinado digitalmente, quer por falta de cartão quer por qualquer outro
problema, convertendo-se o mesmo em formato PDF.

- Serve para escolher o tipo


de letra para os documentos convertidos em versão final (formato PDF) .

2.5.4 - IMPRESSORA

Pág. 17/27
MINISTÉRIO DA JUSTIÇA
DIRECÇÃO-GERAL DA ADMINISTRAÇÃO DA JUSTIÇA
DIVISÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

- Esta opção apenas respeita ao


ajuste das impressoras
disponíveis nos tribunais,

Relativamente às impressões dos talões dos Avisos de Recepção e outros de idêntico


formato. O alimentador da impressora pode ser ajustado ao Centro ou à Esquerda e em
conformidade com o tipo de ajuste, assim se marca a opção correcta.

- Sempre que uma destas opções sofrer alguma alteração (marcada,


desmarcada, etc…) esta deverá ser sempre gravada através do botão
.

2.5.5 – SERVIÇO DE MENSAGENS

- Quando o painel do Serviço de Mensagens se


encontra fechado, com esta opção marcada, o H@bilus abre-o automaticamente
quando é recebida uma nova mensagem.

Para os utilizadores que não pretenderem utilizar a Conversação Instantânea


do Serviço de Mensagens, foi disponibilizada uma opção para o efeito no
painel do Perfil do Utilizador (ver Ponto 2.1 - Utilizador).

Pág. 18/27
MINISTÉRIO DA JUSTIÇA
DIRECÇÃO-GERAL DA ADMINISTRAÇÃO DA JUSTIÇA
DIVISÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

- Quando marcada, a recepção de mensagens


passa também a ser assinalada por um sinal sonoro, o qual pode se escolhido pelo
Utilizador.

2.6 - ENCERRAR SESSÃO

Através deste item, é possível ao Utilizador sair do H@bilus. Se nesse momento houver
módulos abertos, estes são automaticamente fechados com o encerramento da sessão.

Contudo, aconselha-se que antes de se encerrar a sessão, sejam os módulos


todos fechados previamente.

3 – SERVIÇO DE MENSAGENS
Através do botão , disponível na barra de ferramentas do H@bilus, acede-se ao Serviço
de Mensagens.

Pág. 19/27
MINISTÉRIO DA JUSTIÇA
DIRECÇÃO-GERAL DA ADMINISTRAÇÃO DA JUSTIÇA
DIVISÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

O Serviço de Mensagens é composto por dois serviços distintos:

• Mensagens

• Conversação Instantânea

3.1 - MENSAGENS
O Habilus permite o envio de mensagens entre Secções (mensagens públicas) ou entre
utilizadores (mensagens privadas).

3.1.1 – MENSAGENS PRIVADAS


O acesso às mensagens de cariz privado, encontra-se restringido aos próprios intervenientes,
não sendo possível a sua visualização por terceiros, nem mesmo quando se encontram
arquivadas como lidas.

Pág. 20/27
MINISTÉRIO DA JUSTIÇA
DIRECÇÃO-GERAL DA ADMINISTRAÇÃO DA JUSTIÇA
DIVISÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

Para se enviar uma mensagem para uma Unidade Orgânica ou um Utilizador, deve-se
proceder da seguinte forma:

1. Seleccionar o item “Mensagens”

2. Seleccionar o Tribunal pretendido

3. E de seguida a Unidade Orgânica

4. Ficam disponíveis de imediato, a lista de utilizadores pertencentes à Unidade


Orgânica seleccionada.

Pág. 21/27
MINISTÉRIO DA JUSTIÇA
DIRECÇÃO-GERAL DA ADMINISTRAÇÃO DA JUSTIÇA
DIVISÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

5. Com um clique sobre o nome pretendido selecciona-se o mesmo e no campo ao lado,


escreve-se o conteúdo da mensagem a enviar.

6. Através do botão , efectua-se o envio da mensagem pretendida, directamente


ao utilizador seleccionado, à qual só o destinatário lhe poderá aceder – Mensagem
Privada.

3.1.2 – MENSAGENS PÚBLICAS

As mensagens de cariz público são enviadas e recebidas ao nível da Unidade Orgânica,


estando estas disponíveis a todos os Utilizadores com acesso à mesma.

Procede-se de igual forma até ao número 3 do ponto anterior, devendo-se de seguida:

4. – Sem se seleccionar qualquer utilizador da lista que é mostrada, escreve-se o


conteúdo da mensagem no campo destinado para o efeito e através do botão ,
efectua-se o envio da mensagem para toda a Secção, ficando esta visível a todos os
utilizadores da Secção em causa – Mensagem Pública.

Pág. 22/27
MINISTÉRIO DA JUSTIÇA
DIRECÇÃO-GERAL DA ADMINISTRAÇÃO DA JUSTIÇA
DIVISÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

3.2 – CONVERSAÇÃO INSTANTÂNEA


Também se disponibiliza neste módulo a conversação instantânea, a qual permite que se
estabeleça um diálogo entre utilizadores.

Para se utilizar a Conversação Instantânea, deve-se proceder:

1. Seleccionar o item “Conversação Instantânea”;

2. Seleccionar o Tribunal pretendido;

Pág. 23/27
MINISTÉRIO DA JUSTIÇA
DIRECÇÃO-GERAL DA ADMINISTRAÇÃO DA JUSTIÇA
DIVISÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

3. E de seguida a Unidade Orgânica.

4. Após a selecção da Unidade Orgânica, ficam disponíveis, de imediato, a lista de


utilizadores pertencentes à mesma.

Duplo clique

5. Com um duplo clique sobre o nome do utilizador pretendido, este passa a estar
disponível para a “Conversação Instantânea” (ver imagem seguinte).

6. Escreve-se a mensagem pretendida no campo próprio para o efeito e através do botão


, envia-se a mensagem instantânea para a pessoa seleccionada.

Pág. 24/27
MINISTÉRIO DA JUSTIÇA
DIRECÇÃO-GERAL DA ADMINISTRAÇÃO DA JUSTIÇA
DIVISÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

Embora a conversação instantânea seja apenas entre dois utilizadores, o Serviço de


Mensagens permite que sejam adicionados à “Conversação Instantânea” outros utilizadores.

Assim, basta seleccionar o utilizador com que se pretende falar.

Pág. 25/27
MINISTÉRIO DA JUSTIÇA
DIRECÇÃO-GERAL DA ADMINISTRAÇÃO DA JUSTIÇA
DIVISÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

Os utilizadores disponíveis para conversação instantânea podem estar online ou offline,


sendo mostrados ícones diferentes:

• Utilizador online:

• Utilizador offline:

Seleccionando-se um utilizador, é mostrado o conteúdo da conversação mantida com este.

Para se retirar um nome da conversação instantânea, basta seleccionar o nome, pressionar a


tecla “Delete” e confirmar a eliminação.

3.3 – GESTÃO DE MENSAGENS


Dependentes do item “Mensagens”, encontram-se as pastas:

Seleccionada a pasta “Não lidas”, são mostradas as mensagens recebidas pelo Utilizador
que se encontram por ler.

Pág. 26/27
MINISTÉRIO DA JUSTIÇA
DIRECÇÃO-GERAL DA ADMINISTRAÇÃO DA JUSTIÇA
DIVISÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

Após tomar conhecimento do conteúdo da mensagem, o Utilizador deverá arquivar a mesma


através da opção “Marcar como lida…”, em destaque na imagem.

As mensagens marcadas como lidas, independentemente de serem públicas ou privadas,


podem ser visualizadas através da selecção das pastas:

Ou

Também as mensagens enviadas são arquivadas nos mesmos critérios.

No exemplo mostrado na imagem, foi seleccionado o critério “Recebidas há menos de 30


dias”.

Pág. 27/27