You are on page 1of 8

CICLO DE MASTERCLASSES - Madeiras e Canto 2017

O desígnio primeiro desta atividade é juntar uma série de personalidades de referência no


panorama musical nacional e internacional, permitindo assim oferecer aos formandos não só uma
formação específica no seu instrumento mas também um contacto com músicos de excelência de
outras áreas. Assim, promovendo sinergias entre as várias masterclasses, pretende-se oferecer
uma série de atividades complementares como concertos, palestras e workshops que estarão à
disposição de todos os participantes.

OBJETIVOS
- Proporcionar aos formandos o contacto e a aprendizagem com personalidades de reconhecido
mérito
- Fomentar o interesse e gosto pela música

- Contribuir para o desenvolvimento técnico e artístico dos alunos 

- Partilhar experiências musicais individuais e coletivas 

- Promover e valorizar o trabalho desenvolvido pelos alunos 

- Motivar o progresso na aprendizagem 

- Incrementar hábitos de estudo

CUSTOS
1. Existem três modalidades de participação: Iniciante, Médio e Avançado. Os custos de
participação são:

INICIANTE - 30€ (apenas disponível para alunos da AMCP)

MÉDIO - 40€ Alunos AMCP / 60 € Alunos externos

AVANÇADO - 60€ Alunos AMCP / 80€ Alunos externos

2. As diferentes modalidades representam diferentes ofertas formativas, nomeadamente ao nível


da duração das aulas e/ou das atividades realizadas. A modalidade Iniciante destina-se apenas a
alunos da Academia de Música de Castelo de Paiva (equivalente aos níveis de iniciação, 1º e 2º
graus) e prevê, para além do livre acesso a todas as atividades, a realização de atividades
específicas adequadas ao nível destes participantes.

3. A disponibilidade das diferentes modalidades é condicionada em função da oferta formativa de


cada master classe (ver OFERTA FORMATIVA).

REFEIÇÕES

A organização disponibilizará almoços nos dias 26 a 28 pelo preço de 3,50€. Os interessados


deverão manifestar o seu interesse aquando da inscrição.
ALOJAMENTO
Quando solicitado, a organização pode facultar alojamento (quartos duplos ou triplos), em regime
APA (alojamento e pequeno almoço). O custo desta opção é de 15€ por noite. Para tal, os
candidatos deverão assinalar “Sim” no item “Alojamento” da ficha de inscrição e indicar as datas
de chegada e de partida.

INSCRIÇÕES
1. As inscrições deverão ser feitas em formulário próprio disponível em www.amcpaiva.com até 11
de Fevereiro de 2017

2. Uma vez que o número de inscrições é limitado, estas serão aceites por ordem de chegada.

3. A inscrição só é válida após pagamento.

4. O pagamento pode ser efectuado por:

- cheque endossado a Academia de Música de Castelo de Paiva

- transferência bancária

NIB: 0035 0225 0002 2718 7303 6


IBAN: PT50003502250002271873036
BIC: CGDIPTPL
5. Em caso de desistência após a data limite, o montante não será reembolsado.

6. Para qualquer esclarecimento contactar:

Academia de Música de Castelo de Paiva


Rua Emídio Navarro, 102

4550-126 Castelo de Paiva

Tel/Fax: +351 255 689 749

e-mail: info@amcpaiva.com

www.amcpaiva.com 


OFERTA FORMATIVA

INSTRUMENTO / MODALIDADE INICIANTE MÉDIO AVANÇADO

Canto _Magna Ferreira Sim Sim Não


Clarinete _Iva Barbosa Sim Sim Não
Fagote _Erkki Suomalainen Não Sim Sim
Flauta _Janete Santos e Silvia Cancela Sim Sim Não
Oboé _Aldo Salvetti Sim Sim Não
Saxofone _Gilberto Bernardes Sim Sim Não
FORMADORES

Magna Ferreira _Canto


Natural de Estarreja, estudou Piano e Canto no
Conservatório de Música de Aveiro e na Escola
Profissional de Música do Porto. É Licenciada em
Canto pela Escola Superior de Música e das
Artes do Espectáculo, na classe da Prof.
Fernanda Correia, Mestre em Estudos da
Criança, especialização em Educação Musical,
pela Universidade do Minho, onde defendeu a
tese sobre o tema “Contributos para um Cânone
da Ópera Infantil Portuguesa” sob orientação da Prof. Dra. Elisa Lessa. É, igualmente, Mestre em
“Advanced Vocal Ensemble Studies”  pela Schola Cantorum Basiliensis, na classe do Professor
Anthony Rooley, onde defendeu a tese "Missa al rigor a 7 - Santa Cruz Monastery of Coimbra
(Seventeenth Century)". Obteve, com distinção, o Título de Especialista em Música pelo Instituto
Politécnico do Porto.  

    Foi membro do Estúdio de Ópera da Casa da Música onde trabalhou com Peter Harrison, entre
outros. Frequentou diversas Masterclasses de Canto com Palmira Troufa, António Salgado, Rudolf
Knoll, Lorraine Nubar, Dalton Baldwin, Jeff Cohen, enter outros. Frequentou Masterclasses de
Música Antiga com Jill Feldman, Ana Mafalda Castro, Richard Levitt, David Mason, Richard Gwilt,
entre outros. Frequentou Masterclasses de Direcção Coral com Gerald Kegelman, Cara Tasher,
Johan Duyck, Enrique Azurza, Paulo Lourenço, entre outros e de Direcção Orquestral com
Cesário Costa, Alexander Polischuck, Ernst Schell, entre outros.

       Foi bolseira da Fundação Calouste Gulbenkian, premiada no Concurso Nacional de Canto da
Juventude Musical Portuguesa (1996) e recebeu uma Bolsa de Mérito do Instituto Politécnico do
Porto, no ano de 1999.

        Como solista apresentou-se a solo e em diversos Festivais nomeadamente em Portugal,
Espanha, França, Suiça, Polónia e México. Destaca-se a sua participação na estreia mundial de
“Canticum Canticorum”, de João Heitor Rigaud; na ópera “The three sisters”, de Ned Rorem; na
estreia moderna de “Joaz” (no papel de Athalia), de Benedetto Marcello; na estreia moderna de
repertório do Convento de Avé Maria no Porto (Séculos XVIII e XIX), com o grupo "Udite Amanti" e
na estreia moderna de Polifonia Portuguesa, com os grupos "A Imagem da Melancolia", "Mi contra
Fa" e "Arte Mínima". Tem cantado com diversas formações, entre as quais ”Remix Ensemble”,
“Remix Orquestra”, Orquestra “Artave”, Orquestra “Sine Nomine”, Orquestra do Norte, Orquestra
do Minho, Orquestra Académica da Universidade do Minho  e Orquestra  Clássica de Espinho,
Ensemble Com.Cordas, I Colori Dell'Armonia, entre outros. Cantou sob a direcção dos músicos
Ana Mafalda Castro, Pedro Sousa Silva, Jeff Cohen, Richard Gwilt, Peter Bergamin, Roberto
Perez, José Luís Borges Coelho, Luis Machado, Sergio Alapont, Miguel Simões, entre outros.
Enquanto cantora trabalhou com os encenadores Cornelia Geiser, Giuseppe Frigeni, Lorna
Marshall, entre outros.
Iva Barbosa _Clarinete
Uma das clarinetistas portuguesas mais destacadas, Iva Barbosa é
detentora dos mais importantes prémio nacionais, bem como de várias
distinções internacionais.
Iniciou os seus estudos musicais com o seu pai, prosseguindo-os no
Conservatório de Música do Porto e na Escola Superior de Música e
das Artes do Espectáculo do Porto nas classes dos Professores Adam
Wierzba e António Saiote, respectivamente.
Participou em Master Classes com professores como: António Saiote,
Guy Deplus, Michel Arrignon, Philippe Cuper, Enrique Perez Piquer,
Stephane Hascöet, Alain Damiens, Philippe Berrod, José Luís Estellés
e Larry Combs.
Foi premiada em mais de uma dezena de concursos, dos quais se destacam: 1º prémio no XII
Concurso de Interpretação do Estoril/Prémio El Corte Inglês; 1º Prémio no Concurso Jovens
Músicos/RDP; 1º prémio no I Concurso Internacional de Clarinete do Porto; 1º Prémio no
Concurso Jovem Revelação do Rotay International; 2º prémio no Concurso Internacional “Young
Artist Competition”, Utah, EUA; 2º Prémio no Concurso Internacional “Villa de Montroy”, Valencia,
Espanha;Prémio Maestro Silva Pereira; Semifinalista no Concurso Internacional “Prague
Spring”(Primavera de Praga).
Tocou como solista com várias Orquestras, entre elas a Orquestra Nacional do Porto, a Orquestra
Académica do Porto, a Orquestra Gulbenkian, a Orquestra da Escola Profissional de Música de
Viana do Castelo, a Orquestra de Câmara de Cascaias e Oeiras, a Orquestra Metropolitana de
Lisboa, a Orquestra Filarmonia das Beiras e a Orquestra Sinfónica Portuguesa.
Foi convidada a ministrar cursos de aperfeiçoamento nos Açores, nos Cursos Internacionais de
Música de Guimarães, nos Cursos de Verão de Oliveira do Bairro, na Academia de Música Costa
Cabral, no Instituto Piaget de Mirandela, no Conservatório Regional de Vila Real, na Academia de
Avintes, na Escola Profissional de Música de Espinho, Conservatório de Música de Portalegre,
Conservatório de Las Palmas - Canárias -, e no Conservatório de Tenerife.
É membro fundador do Quarteto Vintage.
Atualmente ocupa o lugar de 1○ solista auxiliar da Orquestra Gulbenkian.

Erkki Suomalainen _Fagote


Erkki Suomalainen é fagotista e membro da Orquestra Filarmónica de
Helsínquia. Anteriormente, e por mais de uma década, integrou a
Finnish Radio Symphony Orchestra. Integrou ainda a Tapiola
Sinfonietta, a Finnish National Opera Orchestra e a WDR Cologne.
Para além da sua participação regular em orquestras, participa também
em várias formações, entre as quais, Avanti! Chamber Orchestra e a
Finnish Chamber Orchestra. Paralelamente à sua actividade como
performer, é professor na Sibelius-Academy em Helsinquia bem como
na Hochschule für Musik Nürnberg.
Janete Santos _Flauta
Janete Santos é natural do Porto. Estudou na
Academia de Música de Castelo de Paiva com o
Prof Rui Vilarinho, no Conservatório de música
do Porto na classe do Prof Luis Meireles, na
Academia Nacional Superior de Orquestra com
os Profs Tristan Hayoz e Sandra Pina, onde se
licenciou e, na Escola Superior de Música de
Lisboa onde terminou o mestrado tendo como
orientador o Prof Nuno Ivo Cruz. Frequentou
masterclasses com prestigiados flautistas, como
Vicenç Prats, Patrick Gallois, James Galway, William Benett, entre outros, destacando-se o
aperfeiçoamento dos seus estudos em Barcelona com a Prof Magdalena Martinez. Foi laureada
em diversos concursos, destacando-se o Prémio de Jovens Músicos e o Concurso de
Interpretação do Estoril.
Apresenta-se regularmente em recitais, tanto como solista como integrada em formações de
música de câmara.
Integra a Orquestra Metropolitana de Lisboa e é docente nas escolas Conservatório Metropolitana
e Escola Profissional Metropolitana. Desde setembro de 2015 é doutoranda na Universidade Nova
de Lisboa. Integra o Ensemble Eolia, um agrupamento de flautas com o objectivo de aprofundar e
explorar a música composta para os instrumentos da família da flauta.

Sílvia Cancela _Flauta

Silvia Cancela    estudou no  Conservatório de


Paris IX, é   licenciada pela ESML e Mestre em
Ensino da Música pela UCP com a dissertação
“Discurso musical e técnicas contemporânea(s)
na pedagogia da flauta transversal: contributo
para um catálogo de obras para o 6º, 7º e 8º
grau”.  Foi laureada nos concursos  : PJM,
Concurso UFAM, 21ème Concours Européen de
Musique d'Ensemble – FNAPEC  e o  8ème
Concours National du Flûtiste.  Integrou a
Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras
(2001-2010) e foi titular da Orchestre de Flûte Français, tendo colaborado com o Remix Ensemble
e a Orquestra Gulbenkian. É membro do Sond'Ar-te Electric Ensemble com o qual gravou:
“Cadavres Exquis” e “Portuguese chamber works of the XXI”. Desde de 2013 coadjuva o Projeto
“Xiquitsi” em Moçambique. Leciona na AMVC e EPMVC em Viana do Castelo e na Escola de
Música Guilhermina Suggia.
Aldo Salvetti _Oboé
Aldo Salvetti reside em Portugal desde 1996, onde desempenha
as funções de oboé solista na Orquestra Sinfónica do Porto-
Casa da Música, e de professor de oboé na Escola Profissional
de Música de Espinho e no departamento de música da
Universidade do Minho em Braga.

Nasceu em Veneza em 1961, onde começou aos 20 anos a
estudar o oboé, sob o impulso do prof.Giorgio Trentin. Obteve o
Diploma final do Conservatório G.Verdi em Milão, na classe do
prof.Giacomo Calderoni, e o Diploma de Concertista em
Schaffahausen, na Suíça, guiado pelo prof.Emmanuel Abbhül,
para concluir os estudos superiores na Musik Hochschule de
Zurique, com o prof.Thomas Indermühle.
O seu percurso profissional começou em Itália, na Orquestra da
Academia de Santa Cecília em Roma, e na Orquestra Sinfónica Siciliana, para continuar na Suíça,
nas Orquestras Sinfônicas de Basileia e Zurique, e, desde 1992 até 1995 na Alemanha, onde foi
primeiro oboé da Vogtland Philharmonie.
Colaborou com as principais instituições sinfônicas portuguesas, foi membro fundador da
OrchestraUtopica em 2001 e tem sido convidado pelo Remix Ensemble, assim como pela
Orquestra Barroca da Casa da Música.

Gilberto Bernardes _Saxofone

Gilberto Bernardes é um jovem saxofonista e


criador que dá especial atenção aos domínios dos
média digitais e improvisação. Concluiu
recentemente o doutoramento entre a Universidade
do Porto – Faculdade de Engenharia e a
Universidade do Texas em Austin (EUA), na área
da geração de música automática. Mestre pelo
Conservatório de Amesterdão e Licenciado pela
Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo
do Porto – IPP, obteve igualmente o diploma de nível superior às disciplinas de saxofone e música
de câmara no Conservatório Niedermeyer (Paris, França). Estudou sob a orientação de Pierric
Leman, Henk van Twillert, Jos Zwaanenburg, Francisco Ferreira, Carlos Guedes e Bruce
Pennycook, para além de diversos músicos, professores e investigadores com quem frequentou
masterclasses, destacando-se Pierre Boulez, Claude Delangle, Jean-Yves Formeau e Daniel
Deffayet. Como saxofonista salienta-se a sua apresentação em alguns festivais e salas com
grande visibilidade como o Festival Internacional de Saxofone de Amesterdão, Gaudeamus Music
Week, Festival Internacional da Póvoa de Varzim, Concertgebouw e Bimhus. Apresentou-se a solo
com a Orquestra Gulbenkian e a Banda Sinfónica Portuguesa por diversas ocasiões. É membro-
fundador do Quarteto de Saxofones do Porto, do duo Blank Page e integra o grupo de música
contemporânea Oficina Musical. Leciona na Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo do
Porto e na Escola Superior de Artes Aplicadas de Castelo Branco. Em paralelo, é investigador
sénior no INESC TEC, onde estuda processos avançados de computação sonora e musical.