Вы находитесь на странице: 1из 2

17/11/2009

Prof. Leonardo Ramos

 Pensadores de destaque:
 Reinhold Niebuhr, Nicholas Spykman, George Kennan, Hans
Morgenthau
 Reinhold Niebuhr e a idéia do realismo cristão
 A base de Niebuhr: o liberalismo teológico
 A reinterpretação das doutrinas clássicas do cristianismo
como alegorias da condição humana
 A rejeição do “idealismo” associado ao evangelho social
 A ética dos evangelhos: ética pura de amor e não-violência
 A sociedade humana como contraponto: a necessidade de
moderação mediante uma ética pragmática ou realística da
responsabilidade, que requereria uma escolha do mal menor
ou do mal necessário em nome da comunidade
 Ou seja, a ética dos evangelhos vista como um ideal transcendente e
impossível

 Morgenthau’s Politics Among Nations:


 Carr, Morgenthau e o advento do nome “Realismo”: aborda
a natureza como ela é, e não como deveria ser, e os eventos
históricos como eles ocorreram, e não como deveriam ter
ocorrido
 O desenvolvimento de uma ciência das RI neste contexto:
 A forma essencialmente positivista de analisar os eventos
 Morgenthau neste contexto: a necessidade de elevar a disciplina de
RI ao status de ciência para evitar que sua mensagem radical para a
política externa dos EUA fosse minada pelos ideais daqueles que
desejavam um retorno à política externa isolacionista do pré-
guerra
 A mensagem central do livro Política entre as nações: há
forças determinando as RI, e embora Morgenthau parta de
suposições acerca da natureza humana, ele busca tratar
cientificamente suas tendências inerentes

1
17/11/2009

 A ciência da política internacional de Morgenthau


refletia três fatores historicamente específicos dos EUA
no pós-II G.M.:
i. A emergência dos EUA como potência mundial, o que levou
políticos americanos a se voltarem para a academia em busca
de justificativa intelectual para confrontar o poder soviético
 Wilson, Liga das Nações e o histórico dos EUA de não-
envolvimento nas questões internacionais neste contexto
ii. A reverência geral pela ciência nos EUA, especialmente na
academia
iii. A grande maioria dos realistas nos primeiros anos eram
imigrantes europeus, que compartilhavam a preocupação em
explicar os eventos que mudaram suas vidas e vinham de
uma tradição intelectual que enfatizava as causas e a análise
dos eventos sociais no nível macro. Em suma, a época era
propícia para o surgimento de uma abordagem que
prometesse aplicar os métodos das ciências naturais ao
ambiente internacional
4

 História do pensamento político moderno: duas


escolas que diferem fundamentalmente em suas
concepções da natureza humana, da sociedade e da
política

a. Idealismo
b. Realismo

 Seis princípios do realismo político


a. A política é governada por leis objetivas cujas raízes
remetem à natureza humana
b. Em tal mapa, é necessário encontrar o conceito de
interesse, que é definido em termos do conceito de poder
c. Poder é uma categoria objetiva e universalmente válida
d. Relação entre política e moral: como a política
internacional é dominada pela luta pelo poder, princípios
morais universais não podem ser aplicados às ações dos
Estados em sua formulação universal abstrata, mas devem
ser filtrados pelas circunstâncias concretas
e. O realismo recusa-se a identificar as aspirações morais de
uma determinada nação com as leis morais que governam
o universo
f. Autonomia da esfera política
6