Вы находитесь на странице: 1из 17

Universidade Federal do Paraná - Prova Polícia Civil / PR – Papiloscopista

Quando as questões versarem sobre tema não pertinente a prova para Perito Criminal
Federal – Área 6 isto será comentado.
Letra C
A é incorreta – o texto coloca em dúvida o valor terapêutico de tais remédios. B é igualmente
errada – o exemplo egípcio é citado com outra finalidade: mostrar a importância das unhas em
tempos remotos. C é correta, pois as falsas crenças – tanto antigas quanto recentes – são
derrubadas durante o texto. O erro em D é o fato de que o texto não é uma exposição de ideias
contrárias e sim de fatos tidos como verdadeiros. Encerrando, E é incorreta, no sentido em que
o texto não faz tal asseveração.

Letra D
A é incorreta, pois somente um exemplo egípcio é citado, entre outros do primeiro parágrafo.
No segundo parágrafo a dissertação é voltada para os homens, não para animais em geral, o
que passa a acontecer no terceiro parágrafo, razão pela qual B e C são incorretas. D traz um
bom resumo das ideias do quarto parágrafo. E é incorreta – não é feita nenhuma oposição
entre as ideias do quinto e quarto parágrafo.

Letra A
A faz uma correta associação entre os termos. B é incorreta, pois a técnica não é citada
anteriormente. C está errada – o que é afirmado é que mesmo após um ano de uso de
produtos proibidos ainda é possível esta identificação. A informação em D também não consta
no texto. Por fim, E é incorreta, pois o segundo parágrafo também fala de crescimento das
unhas do pé.

Letra B
A é incorreta, pois nenhum julgamento é feito sobre a prática, que é apenas citada como tendo
sido abandonada. B é correta – em diversos momentos do texto estas ideais são apresentadas.
C é falsa, pois os primatas são também vertebrados superiores, e não são caracterizados
como tendo cascos ou garras. D vai contra a ideia da afirmação, que é justamente sobre o
papel da unha neste sentido. E é incorreta, pois não concorda com a leitura do texto.
Letra B
1 é incorreta, pois o texto afirma apenas que sangue e terra sob as unhas podem ajudar na
identificação de criminosos. 2 é também incorreta, pois tal possibilidade é tacitamente negada
no texto. 3 é correta – esta ideia está presente no fim do 4º parágrafo. 4 está incorreta, pois a
ideia é considerada verdadeira no texto. Logo, só 3 é correta.

Letra E
“Cujo” não caberia nesta frase. “As quais” colocaria uma alteração de sentido, pois o termo
destacado se refere a “crescimento” e não a “unhas”. “Onde” é usado para lugar, e não seria
aplicável. Da mesma maneira com “aonde”. “O qual” é a opção correta para uma substituição.

Letra B
B é incorreta, pois neste caso haveria necessidade de consulta a familiares ou responsáveis.
Letra E
Erros nas demais alternativas: concordância incorreta entre “solicitação” e “devem” em A,
vírgula separando sujeito e verbo em B, erro de concordância entre “solicitação” e
“acompanhadas” em C e erro de concordância entre “solicitações” e “acompanhada” em D.

Letra D
A é incorreta, pois se comemoram filmes antigos, não lançamentos. O diretor de Blade Runner
é identificado como sendo Ridley Scott, logo B é falsa. Dick é autor do livro no qual o filme foi
inspirado, não autor do roteiro. D está correta. Por último, E é errada, pois Blade Runner é o
nome do esquadrão policial, não de um grupo de andróides.

Letra A
A é a reescrita do trecho, usando uma forma mais elegante de escrita. As demais alternativas
apresentam mudança de informações em relação ao original.
Letra E
Questão totalmente fora do programa para PCF.

Letra B
Outra questão regional, que não importa para nosso concurso.

Letra C
1 é correta – EPROM é acrônimo para Erasable Programmable Read-Only Memory. 2 é
também verdadeira – EAROM significa Electrically Alterable Read Only Memory. 3 é incorreta –
SIMM ou Single In-line Memory Module eram memórias do tipo RAM usadas antigamente. 4
traz também uma correta informação. Finalmente, E é errada – as memórias SDRAM
(acrônimo de Syncronous Dynamic Random Acess Memory) usam encapsulamentos mais
avançados como FBGA (Fine pitch Ball Grid Array).
Letra B
Com exceção de B todas as informação são corretas. O erro em B é que a PROM – acrônimo
para Programmable Read Only Memory – não pode ser apagada ou alterada. Este tipo de
memória é antigo.

Anulada
Em princípio todas são corretas. Provavelmente a anulação deve ter decorrido de alguma má
redação ou ambigüidade encontrada pelos candidatos.

Letra A
Todas as informações são adequadas.
Anulada
A seria incorreta – a dedução é do tipo IV. B é também incorreta – para ser uma dedução do
tipo I a segunda premissa deveria ser “esta pessoa não é inocente” e a conclusão “Portanto
esta pessoa é culpada”. C é igualmente incorreta, pois a dedução é do tipo II. D é também
incorreta. E deveria ter sido apontada como correta. Desconheço o motivo da anulação.

Letra C
Basta multiplicar os valores do número de homens por 5 e o de mulheres por 8 e ver se o
resultado é 62. Por exemplo, se A estivesse correta, então 7.8 + 3.5 = 71, que é diferente de
62. Já para C temos 4.8 + 6.5 = 62.

Letra B
Partindo da premissa que os suspeitos não estavam mentindo temos a seguinte situação.
Quando A é interrogado, caso B e C tivessem cometido crimes leves, ou caso os dois tivessem
cometido crimes médios, A seria capaz de dizer que definitivamente não tinha cometido os
mesmo crimes que eles, pois só haviam 2 crimes deste tipo para serem cometidos. Portanto, A
respondeu que não. Quando chega a vez de B ser interrogado, ele sabe das conclusões de A e
do fato dele não ter respondido. Além disso, ele é capaz de saber o tipo de crime que A
cometeu. Com estas informações ele, possuidor de raciocínio lógico perfeito, estaria diante do
seguinte impasse: se C tivesse cometido um crime leve ou médio, ele seria capaz de concluir
que ele não teria cometido este tipo de crime, pois se o tivesse A teria respondido a pergunta.
Portanto, necessariamente C cometeu um crime grave, pois esta era a única forma de A e B
não terem respondido a pergunta.
Letra D
A equipe terá sempre de retornar ao poço por conta das dificuldades presentes. Além disso, ela
sabe que o esconderijo deve estar ou a 3, 6, 9 ... 99 passos do poço, ou por outro lado, a 8, 16,
24 ... 96 passos do poço. Porém, eles não precisam checar duas vezes os mesmos lugares
quando os múltiplos coincidirem. Portanto o número de tentativas é dado pela fórmula
apresentada, onde A são os múltiplos de 3 entre 3 e 99 e B são os múltiplos de 8 entre 8 e 96.
Os múltiplos coincidentes são 24, 48, 72 e 96 – 4 números, portanto. Logo:
N (A U B) = (99)/3 + (96)/8 - 4 = 41.

Letra C
1, 3 e 4 estão de acordo com o Título III do CP. Já 2 é errada, pois o Artigo 28 afirma
justamente o contrário, salvo as exceções previstas.
Letra A
1 está correta – Artigo 23 do CP e § Único deste. 2 é também certa - § 1º do Artigo 24. 3 é
incorreta – seguindo a definição de Capez: "Estrito cumprimento do dever legal é a causa de
exclusão da ilicitude que consiste na realização de um fato típico, por força do desempenho de
uma obrigação imposta por lei, nos exatos limites dessa obrigação”, e nesta definição só entra
aquilo que é imposto pela Lei, e não pelos meios citados. 4 está correta - Artigo 25 do CP.

Letra C
1 é correta – Lei seca, Artigo 20 do CP. Semelhantemente 2 - § 3º do Artigo 20. Já 3 e 4 são
erradas – o erro sobre a ilicitude de fato, se inevitável, isenta de pena; se evitável, diminui de
um sexto a um terço a pena.

Letra B
1 é incorreta, pois o crime de lesão corporal culposa está previsto no Artigo 129, §6º. 2 é
verdadeira – Artigo 142, I. 3 é incorreta – após a reforma de 1984 esta possibilidade passou a
ser expressamente prevista, no Artigo 74 do CP, por exemplo. Terminando, 4 é correta – Artigo
128 do CP.
Letra B
1 está de acordo com o que diz o CP no Artigo 181, I. 2 é única incorreta – o crime se consuma
na simples tentativa de obter a vantagem indevida através de seqüestro, independente do
resultado. 3 é o que afirma o Artigo 180. Já 4 está correto com que determina a Súmula 554 do
STF.

Letra D
1 é certa – Artigo 312, CP. 2 é correta – Artigo 316. 3 é errada – o tipo aí é prevaricação. Por
fim, 4 está certa – Artigo 321.

Letra A
1, 2 e 4 são verdadeiras. 3 é falsa – tal possibilidade não é prevista, tratando-se antes de dois
crimes diversos.
Letra C
Corretas estão 1 (Artigo 121, §1º), 2 (Artigo 123) e 4 (esta modalidade é geralmente
enquadrada dentro do §1º do Artigo 121). Já 3 está em desacordo com o CP que só prevê a
não punição para o aborto necessário, e não para o eugenésico, caso por exemplo dos fetos
anencefálicos (questão em discussão no STF).

Letra E
1 (definição dos crimes de acordo com o CP), 2 (conceituação correta a luz da doutrina) e 3
(trata-se neste caso de abuso de incapazes, Artigo 173). Já 4 é errada, pois a exceção feita no
Artigo 181 é a cônjuges e descendentes e ascendentes apenas.

Letra D
Este assunto não consta no programa para PCF. As próximas questões, de Processual,
também têm alguns itens fora do conteúdo exigido.
Letra C
1 (Artigo 4º, CPP) e 3 (Artigo 14 do CPP) são corretas. Já 2 (a conceituação é para crimes de
ação penal pública) e 4 (a autoridade policial não pode arquivar autos de inquérito – Artigo 17
do CPP) são erradas.

Letra E
1 é incorreta – nestes casos o direito de oferecer queixa ou prosseguir na ação passa ao
cônjuge, ascendente, descendente ou irmão (Artigo 31, CPP). Já 2 (Artigo 24, CPP), 3 (Artigo
25) e 4 (Artigo 27) estão corretas.

Letra B
Enquanto 1 (Artigo 71, §1º e demais artigos relacionados), 2 (Súmula 704 do STF) e 4 (Artigo
70 do CPP) são verdadeiras, 3 é falsa - Não sendo conhecido o lugar da infração, a
competência regular-se-á pelo domicílio ou residência do réu (Artigo 72 do CPP).
Letra A
1 é incorreta – a confissão não pode suprir o exame de corpo de delito. As restantes – 2 (Artigo
159 e parágrafos), 3 (Artigo 175) e 4 (Artigo 182) – estão todas certas.

Letra B
1 é verdadeira (Artigo 301 do CPP), embora pouco comum. 2 é também correta – Artigo 303. 4
é, do mesmo modo, verdadeira, concordando com o Artigo 308. Por fim, 3 é falsa – o prazo é
de 24 horas e não 48 horas, vide Artigo 306, §1º.

Letra A
Aqui, temos como verdadeiras: 1 (Artigo 311), 3 (Artigo 316) e 4 (Artigo 317) e 2 é incorreta
(Artigo 314).
Letra B
O erro está em 3 ir contra o que afirma o STF : Não é essencial ao oferecimento da denúnciaa
instauração de inquérito policial, desde que a peça acusatória esteja sustentada por
documentos suficientes à caracterização da materialidade do crime e de indícios suficientes à
autoria." (RTJ 76/741). As demais – 1 (Artigo 5º do CPP), 2 (Artigo 18 do CPP) e 4 (Artigo 5º,
§3º) – são corretas.

Letra E
Aqui 1 é incorreta (a regra é pelo lugar onde se consumou a infração – Artigo 70 do CPP), em
contraste com as demais, pois 2 (Artigo 72, CPP), 3 (Artigo 79) e 4 (Artigo 88) estão corretas.

Letra E
Esta matéria não consta para PCF e parece de pouco interesse. Entretanto, uma simples
leitura da citada lei seria suficiente para ver que as impares são incorretas e as pares são
corretas.
Letra E
E é incorreta, pois a representação é irretratável (Artigo 25 do CPP). O restante das
alternativas é correto.

As questões finais (41 a 50) são de Direito Constitucional, que, em princípio não cai, na
PF. Porém, dada a recorrência com que esta matéria consta em concursos, resolveremos
as questões, feita esta ressalva.

Letra B
Em primeiro lugar, uma correção ao enunciado. Faltou dizer que os capítulos V e VI são do
Título VIII. Quanto à questão, 1 é incorreta, pois esta previsão de segurança não se encontra
na CF, que fala no caput do Artigo 220 somente em exceções constitucionais, nas quais não se
inclui as citadas na alternativa. 2 é correta – esta é a redação dada pela EC nº36 ao Artigo 222.
3, por sua vez, é falsa – não há previsão de censura artística, como claramente os constituintes
definiram no Artigo 220, §2º. 4, por fim, é também correta – Artigo 225, §1º, IV.

Letra E
Uma visita ao Artigo 5º da CF/88 nos mostrará que 1 (inciso X), 3 (LVII) e 4 (LXVII) estão lá
presentes. Já 2 vai além do inciso XLIII, ao colocar os crimes contra a administração pública.
Letra D
Letra fria da CF.

Letra A
Novamente letra fria da CF.

Letra E
Desta vez apenas 2 é certa (Artigo 226, §4º). As demais – 1 (a CF estabelece 65 e não 60
anos, vide Art. 230, §2º), 3 (a idade para admissão ao trabalho é de 14 anos – Art. 227, §3º, I)
e 4 (a CF não entra nestes detalhes – veja Artigo 227, §5º) – são todas erradas.

Letra C
Letra fria da Lei paranaense. Não importante para nossos objetivos.
Letra C
Novamente lei seca e não relevante para PCF.

Letra B
A letra B traz o famoso LIMPE.

Letra E
Artigo 12, §3º.

Letra D
O poder disciplinar inclui a punição a faltas funcionais. Já a primeira coluna da direita traz a
correta conceituação de poder disciplinar. A 3 coluna da direita traz um bom exemplo de Poder
Regulamentar. Por fim, a última coluna da direita traz uma definição adequada para poder
hierárquico. Portanto 2 – 1 – 4 – 3 .