Вы находитесь на странице: 1из 40

Livro Eletrônico

Aula 13

Química p/ SEDUC-CE (Professor-Química) Pós-Edital

Wagner Bertolini
Wagner Bertolini QUÍMICA
Aula 13
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. WAGNER BERTOLINI

CINÉTICA
SUMÁRIO PÁGINA
1. Conversa com o concursando 01
2. Cinética química 02
3. Questões 12

1. CONVERSA COM O CONCURSANDO


Olá meus queridos alunos.
Hoje veremos o assunto relacionado à velocidade das reações
químicas. Creio que este é o assunto mais frequente em concursos.
Portanto, nem precisa falar da importância em saber muito bem os
aspectos gerais. Tem raciocínio, cálculos, pegadinhas, etc.
Uma aula relativamente bem tranquila, porém, com conceitos muito
variados e com muitos aspectos a serem estudados. Portanto, muito
trabalho e exercícios para fazer.
Bons estudos.
Prof. Wagner.

2. CINÉTICA QUÍMICA

Evidências de ocorrência de reações químicas: a variação de


propriedades em função do tempo.
Ocorrência das Reações
O simples contato entre as substâncias reagentes em um sistema não
é a condição exclusiva para que uma reação química ocorra. Sem
dúvida, é necessário que haja contato entre os reagentes, mas deve
existir também afinidade química entre eles.

Prof. Wagner
Química Bertolini
p/ SEDUC-CE www.estrategiaconcursos.com.br
(Professor-Química) Pós-Edital 1
www.estrategiaconcursos.com.br
Wagner Bertolini QUÍMICA
Aula 13
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. WAGNER BERTOLINI

Indícios de ocorrência de uma reação


-mudança de coloração no sistema e/ou
-liberação de gás (efervescência) e/ou
-precipitação (formação de composto insolúvel) e/ou
-liberação de calor (elevação da temperatura do sistema reagente).

Vejamos algumas ocorrências de reações e suas possíveis


interpretações:
1ª Experiência: Zn(s) + CuCl2(aq)
Observação macroscópica
Interpretação
Ocorre deposição de cobre
da solução na superfície da
placa de zinco, e a solução
que era azul, vai
diminuindo a intensidade
da coloração, em razão da saída de Cu2+ e passagem de zinco da
superfície da placa para a solução, na forma de Zn2+.

Análise microscópica
O Zn perdeu 2 elétrons para o cobre: Zn(s) Zn2+(aq) + 2e-
O Cu2+ da solução recebeu 2 elétrons do zinco: Cu2+ + 2e- Cu(s)
Com isso ocorre uma reação química entre o zinco da placa e o cobre
da solução:
Zn(s) + CuCl2(aq) Cu(s) + ZnCl2(aq)
Conclusão: zinco (Zn) deslocou o cobre (Cu2+), com isso podemos
concluir que o zinco é mais reativo que o cobre.

Velocidade de uma reação química: conceito e determinação


experimental.

Prof. Wagner
Química Bertolini
p/ SEDUC-CE www.estrategiaconcursos.com.br
(Professor-Química) Pós-Edital 2
www.estrategiaconcursos.com.br
Wagner Bertolini QUÍMICA
Aula 13
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. WAGNER BERTOLINI

As reações químicas precisam de um certo tempo para se


completarem. Algumas reações são extremamente rápidas, como, por
exemplo, as explosões; enquanto que outras são muito lentas, como é
o caso da formação de petróleo. O estudo da velocidade das reações
químicas e dos fatores que podem acelerá-la ou retardá-la constitui a
chamada cinética química. Este estudo é sem dúvida de grande
importância na nossa vida cotidiana, já que muitas reações químicas
de interesse industrial podem ser aceleradas, gastando menos tempo
para ocorrerem e, portanto, tornando o processo mais econômico.

Velocidade das Reações


A velocidade média de consumo de um reagente ou de formação de
um produto é calculada em função da variação da quantidade de
reagentes e produtos pela variação do tempo.

O mais comum é representar as quantidades em mol/L e indicá-las


entre colchetes; mas elas também podem ser representadas pela
massa, quantidade em mol, volume gasoso etc. O intervalo de tempo
pode ser representado por: segundos, minutos, horas etc.
Quando é calculada, a variação da quantidade consumida (reagentes),
esta será negativa, porque a variação corresponde à quantidade final
menos a inicial (que sempre é maior). Para evitar o surgimento de
velocidade negativa, usamos o sinal negativo na expressão ou a
variação em módulo, sempre que nos referimos aos reagentes.
Exemplo:
N2(g) + 3H2(g) 2 NH3(g)

vm de consumo de N2 =

vm de consumo de H2 =

Prof. Wagner
Química Bertolini
p/ SEDUC-CE www.estrategiaconcursos.com.br
(Professor-Química) Pós-Edital 3
www.estrategiaconcursos.com.br
Wagner Bertolini QUÍMICA
Aula 13
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. WAGNER BERTOLINI

vm de formação de NH3 =

Os reagentes são consumidos durante a reação e a sua quantidade


diminui com a variação do tempo, enquanto os produtos são formados
e suas quantidades aumentam com o tempo. Graficamente, podemos
representar.

Com relação à velocidade média de consumo ou formação, podemos


dizer que diminuem com o passar do tempo, porque a quantidade que
reage torna-se cada vez menor.

Para calcularmos a velocidade média de uma reação sem especificar


formação ou consumo deste ou daquele produto ou reagente, basta
dividirmos a velocidade média de consumo ou formação pelo
coeficiente estequiométrico apropriado. Para a reação.
N2(g) + 3 H2(g) 2 NH3(g)

Vm da reação =

Observação – Neste caso, a quantidade que reage ou que é formada


não pode ser representada por massa.

Prof. Wagner
Química Bertolini
p/ SEDUC-CE www.estrategiaconcursos.com.br
(Professor-Química) Pós-Edital 4
www.estrategiaconcursos.com.br
Wagner Bertolini QUÍMICA
Aula 13
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. WAGNER BERTOLINI

Fatores que influem na Velocidade das Reações


Sabemos que a velocidade da reação depende, evidentemente, do
número de choques entre moléculas, da violência com que estes
choques ocorrem e da orientação correta das moléculas no instante do
choque. Entretanto, existem certos fatores externos que influem na
velocidade de uma reação. São eles:

Estado Físico dos Reagentes


De maneira geral, os gases reagem mais rapidamente que os líquidos,
e estes mais rapidamente que os sólidos, já que no estado gasoso as
moléculas se locomovem com muita facilidade, provocando um grande
número de choques, o que facilita a quebra de suas ligações. Já no
estado sólido, a superfície de contato, para que ocorra o choque, é
pequena, fazendo com que, em geral, a reação seja bastante lenta.

Temperatura
Todo aumento de temperatura provoca o aumento da energia cinética
média das moléculas, fazendo com que aumente o número de
moléculas em condições de atingir o estado correspondente ao
complexo ativado, aumentando o número de colisões eficazes ou
efetivas e, portanto, provocando aumento na velocidade da reação.
Podemos representar graficamente a relação entre o número de
moléculas de um sistema em função da cinética destas moléculas
(curva de Maxwell-Boltzmann).

Prof. Wagner
Química Bertolini
p/ SEDUC-CE www.estrategiaconcursos.com.br
(Professor-Química) Pós-Edital 5
www.estrategiaconcursos.com.br
Wagner Bertolini QUÍMICA
Aula 13
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. WAGNER BERTOLINI

Note que, em uma temperatura T1, a quantidade de moléculas em


condições de reagir (com energia igual ou superior a Eat) é menor que
em uma temperatura maior T2. O aumento na temperatura faz com
que ocorra um aumento da energia cinética média das moléculas,
deslocando a curva para a direita, fazendo com que o número de
moléculas em condições de reagir aumente.
Uma regra experimental, que relaciona o aumento de temperatura com
a velocidade de uma reação é a regra de Van’t Hoff: “Um aumento de
10 °C na temperatura duplica a velocidade de uma reação química”.
Exemplo
Sendo a velocidade de uma reação igual a 3 mol/min a 20°C, calcule a
sua velocidade a 50 °C.
Resolução
20 °C __________ 3,0 mol/min
30 °C __________ 6,0 mol/min
40 °C __________ 12 mol/min
50 °C __________ 24 mol/min

Pressão
A pressão só apresenta influência apreciável na velocidade de reações
em que pelo menos um dos reagentes é gasoso. O aumento da pressão
causa diminuição de volume acarretando aumento no número de
choques, o que favorece a reação e, portanto, aumenta a sua
velocidade.

Com a diminuição da pressão, aumenta o volume do recipiente,


diminuindo o número de choques moleculares entre os reagentes e,
portanto, diminuindo a velocidade da reação.

Prof. Wagner
Química Bertolini
p/ SEDUC-CE www.estrategiaconcursos.com.br
(Professor-Química) Pós-Edital 6
www.estrategiaconcursos.com.br
Wagner Bertolini QUÍMICA
Aula 13
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. WAGNER BERTOLINI

Superfície do Reagente Sólido


Quanto maior a superfície do reagente sólido, maior o número de
colisões entre as partículas dos reagentes e maior a velocidade da
reação.
Em uma reação que ocorre com presença de pelo menos um reagente
sólido, quanto mais finamente dividido for este sólido, maior será a
superfície de contato entre os reagentes.
Exemplo
Zn(s) + 2 HCl(aq) ZnCl2(aq) + H2(g)
Na equação acima, que representa a reação, se utilizarmos, em um
primeiro experimento, zinco em barra e, em um segundo, zinco em pó,
a velocidade da reação no segundo será muito maior que no primeiro
experimento.

Catalisador e Inibidor
Catalisador é a substância que aumenta a velocidade de uma reação,
sem sofrer qualquer transformação em sua estrutura. O aumento da
velocidade é conhecido como catálise. O catalisador acelera a
velocidade, alterando o mecanismo da reação, o que provoca a
formação de um complexo ativado de energia mais baixa. São
características dos catalisadores:
a) o catalisador não fornece energia à reação;
b) o catalisador participa da reação formando um complexo ativado de
menor energia:
c) o catalisador não altera o ∆H da reação;
d) o catalisador pode participar das etapas da reação, mas não é
consumido pela mesma.

Prof. Wagner
Química Bertolini
p/ SEDUC-CE www.estrategiaconcursos.com.br
(Professor-Química) Pós-Edital 7
www.estrategiaconcursos.com.br
Wagner Bertolini QUÍMICA
Aula 13
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. WAGNER BERTOLINI

O inibidor busca atuar de uma forma oposta às de atuação dos


catalisadores. Portanto, entenda catalisador e entenderá, por oposição,
inibidor.

As reações envolvendo catalisadores podem ser de 2 tipos:


- catálise homogênea: catalisador e reagentes no mesmo estado
físico;
- catálise heterogênea: catalisador e reagentes em estados físicos
diferentes.
Exemplos

Catálise homogênea

Catálise heterogênea
Observação:
Existem casos de autocatálise, no qual o catalisador é um dos produtos
da própria reação. Estas reações iniciam lentamente e à medida que o
catalisador vai se formando, a velocidade da reação vai aumentando.
Encontramos substâncias que atuam no catalisador, aumentando sua
atividade catalítica: são chamadas de ativadores de catalisador ou
promotores. Outras diminuem ou mesmo destroem a ação do
catalisador: são chamadas venenos de catalisador.

Prof. Wagner
Química Bertolini
p/ SEDUC-CE www.estrategiaconcursos.com.br
(Professor-Química) Pós-Edital 8
www.estrategiaconcursos.com.br
Wagner Bertolini QUÍMICA
Aula 13
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. WAGNER BERTOLINI

Concentração dos Reagentes


Lembrando que uma reação se processa por meio de choques
moleculares, conclui-se facilmente que um aumento de concentração
dos reagentes determina um aumento da velocidade da reação pois,
aumentando-se a concentração, aumenta-se o número de moléculas
reagentes e, consequentemente, aumenta, também, o número de
choques moleculares.

Teoria das Colisões: frequência e energia. Energia de ativação


e estado de transição (complexo ativado): conceitos,
construção e interpretação de diagramas.
Para que uma reação química se processe, devem ser satisfeitas
determinadas condições. São elas:

Afinidade Química
É a tendência intrínseca de cada substância de entrar em reação com
uma outra substância. Por exemplo: ácidos têm afinidades por bases,
não-metais têm afinidades por metais.

Contato entre as Moléculas dos Reagentes


As reações químicas ocorrem como resultado de choques entre as
moléculas dos reagentes que se encontram em movimento
desordenado e contínuo.
Exemplo
A2 + B2 2AB

Para haver reação, o choque entre as moléculas deve provocar


rompimento das ligações presentes em A2 e B2, permitindo que novas
ligações aconteçam, formando assim a substância AB. Este tipo de
choque é denominado por choque efetivo.

Prof. Wagner
Química Bertolini
p/ SEDUC-CE www.estrategiaconcursos.com.br
(Professor-Química) Pós-Edital 9
www.estrategiaconcursos.com.br
Wagner Bertolini QUÍMICA
Aula 13
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. WAGNER BERTOLINI

O choque será efetivo se houver:


a) direção correta: as moléculas dos reagentes devem colidir em
uma orientação e em um ângulo adequados.
Exemplo 1

O ângulo e a orientação não favorecem a ocorrência da reação.

Exemplo 2

O ângulo e a orientação não favorecem a ocorrência da reação.

Ângulo e orientação são favoráveis à ocorrência da reação.

b) energia de ativação: as moléculas dos reagentes devem colidir


com energia suficiente para formar o complexo ativado, que é um
composto intermediário e altamente instável, resultante de choques
eficientes, em que as ligações iniciais se enfraquecem e as novas
ligações começam a se formar. O complexo ativado é o composto mais
energético da reação toda.
Exemplo

Chamamos energia de ativação à quantidade de energia que


devemos dar aos reagentes para que eles se transformem em
complexo ativado. Se representarmos em gráfico os níveis de energia

Prof. Wagner
Química Bertolini
p/ SEDUC-CE www.estrategiaconcursos.com.br
(Professor-Química) Pós-Edital 10
www.estrategiaconcursos.com.br
Wagner Bertolini QUÍMICA
Aula 13
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. WAGNER BERTOLINI

dos reagentes, complexo ativado e produtos em função do caminho da


reação, teremos:
Gráfico 1 Gráfico 2
Reação exotérmica ( H < 0) Reação endotérmica ( H > 0)

Onde:
1) Energia de ativação
2) Variação de entalpia ( H)

Portanto, toda colisão que ocorre e resulta em reação é chamada


colisão eficaz ou efetiva, colisão que ocorre e não resulta em reação é
chamada de colisão não-eficaz ou não efetiva.

Vamos resumir o que se tem que saber?


a) expressão da velocidade
- na expressão de velocidade só entra as concentrações dos
reagentes e estas são elevadas a seus respectivos coeficientes.
Para se determinar os coeficientes, fique atento:
-- se for elementar são os coeficientes estequiométricos.
-- quando dá uma tabela com velocidades e experimentos será
necessário avaliar a participação de cada reagente.
-- se der equações e mencionar qual é a lenta é esta a ser a
escolhida.
-- mesma reação em diferentes situações analisar quais fatores
contribuem para aumentar a velocidade.
b) catalisador
- altera o valor da energia de ativação e facilita a ocorrência da
reação.

Prof. Wagner
Química Bertolini
p/ SEDUC-CE www.estrategiaconcursos.com.br
(Professor-Química) Pós-Edital 11
www.estrategiaconcursos.com.br
Wagner Bertolini QUÍMICA
Aula 13
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. WAGNER BERTOLINI

- Analise as características de catalisadores.


- Análise gráfica: o caminho de reação com menor Energia de
ativação ocorre com a presença de catalisador.
- Como saber? Analise para o mesmo tempo qual é a curva que
leva à maior formação de produto.
c) fatores que aceleram a reação
- Temperatura, superfície de contato e concentração dos
reagentes.

3. QUESTÕES
01. (DMAE-RS- QUÍMICO- CONSULPLAN 2011). Num balão de
vidro (1,00 L) a 25ºC hermeticamente fechado e pressão de 1 atm,
foram adicionadas quantidades equimolares de hidrogênio gasoso e de
vapor de iodo. Para esse sistema, a equação da velocidade (v) da
reação elementar de formação do iodeto de hidrogênio deve ser escrita
da seguinte forma:

A) (k1/k2) [H2] ([I2]/[HI]2) mol/L.s


B) k1 [H2] [I2] mol/L.s

C) k [HI]2 / ([H2] [I2]) mol/L.s

D) k1 [H2]2 [I2]0 mol/L.s

E) [HI]2 / ([H2] [I2]) mol/L.s


RESOLUÇÃO:
A equação mencionada é:
H2 (g) + I2 (g) 2HI(g)
Logo, a velocidade de formação do HI é a reação direta. Só levamos
em consideração quem são os reagentes. No caso: H2 e I2.

V = k1 [H2]x[I2]
Resposta “B”

Prof. Wagner
Química Bertolini
p/ SEDUC-CE www.estrategiaconcursos.com.br
(Professor-Química) Pós-Edital 12
www.estrategiaconcursos.com.br
Wagner Bertolini QUÍMICA
Aula 13
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. WAGNER BERTOLINI

02. TÉCNICO DE LABORATÓRIO QUIMICO - COMVEST 2013


Indique a alternativa que apresenta condições que tendem a aumentar
a velocidade de uma reação:
a) Frio, maior superfície de contato, inibidor
b) Alta concentração dos reagentes, ausência de catalisador,
obscuridade
c) Obscuridade e frio
d) Calor, maior superfície de contato, catalisador
c) Inibidor e menor superfície de contato
Resolução:
As reações podem ter suas velocidades aumentadas amentando-se a
superfície de contato, aumentando a temperatura, luz, reagentes mais
concentrados e catalisador.
OBS: nunca vi este termo “obscuridade” usado em cinética química.
Resposta “D”

03. (TÉCNICO QUÍMICO – CELESC – FEPESE 2012) Nas reações químicas,


a quantidade de um reagente frequentemente é totalmente
consumido antes de outros reagentes. Assim que um dos reagentes
acaba, a reação para. O reagente que foi consumido completamente
nessa reação recebe o nome de:
a) reagente solvente.
b) reagente limitante.
c) reagente catalizador. (erro ortográfico da banca)
d) reagente higroscópico.
e) reagente crioscópico.
Resolução:
O reagente que estiver em menor proporção molar e que for
primeiramente consumido em sua totalidade recebe o nome de
limitante, pois, limita a continuidade da reação.
Resposta “B”

Prof. Wagner
Química Bertolini
p/ SEDUC-CE www.estrategiaconcursos.com.br
(Professor-Química) Pós-Edital 13
www.estrategiaconcursos.com.br
Wagner Bertolini QUÍMICA
Aula 13
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. WAGNER BERTOLINI

Com o intuito de estudar a cinética da reação, três experimentos


foram realizados, tendo sido obtidos os seguintes resultados:

A partir das informações e dos dados apresentados acima e dos


conceitos usados em cinética química, julgue os itens subsecutivos

04.. PERITO CRIMINAL FORENSE – CEARÁ - CESPE 2012.


A velocidade de consumo de O3 é o dobro da velocidade consumo de
NO2 e igual à velocidade de produção de O2.

Resolução:
Comparando as concentrações da primeira linha com a segunda linha
verifica-se que variou a concentração de NO2 (dobrou) e mantem-se
fixa a de O3. A velocidade dobrou. Logo, a concentração de NO2 estará
elevada a ordem 1.
Comparando as concentrações da segunda linha com a terceira linha
verifica-se que variou a concentração de O3 (dobrou) e mantem-se fixa
a de NO2. A velocidade dobrou. Logo, a concentração de O3 estará
elevada a ordem 1.
Então, ambos terão mesma variação de concentração com o decorrer
do tempo.
Resposta Errada

05. PERITO CRIMINAL FORENSE – CEARÁ - CESPE 2012.


Em uma reação de ordem zero, a constante de velocidade dessa reação
não depende da concentração dos reagentes, sendo constante durante
toda a reação. Nessas reações, a concentração dos reagentes diminui
linearmente em função do tempo.

Prof. Wagner
Química Bertolini
p/ SEDUC-CE www.estrategiaconcursos.com.br
(Professor-Química) Pós-Edital 14
www.estrategiaconcursos.com.br
Wagner Bertolini QUÍMICA
Aula 13
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. WAGNER BERTOLINI

Resolução:
Correto. Os reagentes serão consumidos a uma taxa constante com o
decorrer de certo intervalo de tempo.
Resposta certa

06. PERITO CRIMINAL FORENSE – CEARÁ - CESPE 2012.


As ordens da reação para O3 e NO2 são, respectivamente, 2 e 1.

Resolução:
A ordem da reação é de 1 e 1, respectivamente.
Resposta Errado

07. PERITO CRIMINAL FORENSE – CEARÁ - CESPE 2012.


A lei da velocidade para essa reação pode ser expressa por:

Resolução:
Sabe-se que a expressão da velocidade é v = K.[O3]x[NO2].
Escolhendo um dos experimentos e substituindo os valores das
concentrações, chegamos a este valor de constante. Item correto.
Resposta Certo

08. Para a reação A + B  C foram realizados três experimentos,


conforme a tabela abaixo:

Determine:
a) a lei da velocidade da reação acima;
b) a constante de velocidade;
c) a velocidade de formação de C quando as concentrações de A e
B forem ambas 0,50 M.

Prof. Wagner
Química Bertolini
p/ SEDUC-CE www.estrategiaconcursos.com.br
(Professor-Química) Pós-Edital 15
www.estrategiaconcursos.com.br
Wagner Bertolini QUÍMICA
Aula 13
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. WAGNER BERTOLINI

Gab:
a)

a) V = k [A] . [B]
b) 2,0 . 10–1 mol L–1.min–1
c) 5,0 . 10–2 mol L–1.min–1

09. (SEE/SP - QUIMICA - PEB II – FGV/2013). O professor preparou


quatro experimentos para demonstrar aos alunos os fatores que
afetam as velocidades das reações. Nestes experimentos o professor
utilizou óxido de magnésio na presença de quantidades iguais de água
e do indicador fenolftaleína.
As condições dos experimentos eram as seguintes:

Prof. Wagner
Química Bertolini
p/ SEDUC-CE www.estrategiaconcursos.com.br
(Professor-Química) Pós-Edital 16
www.estrategiaconcursos.com.br
Wagner Bertolini QUÍMICA
Aula 13
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. WAGNER BERTOLINI

Os resultados permitiram avaliar as velocidades das reações através


da mudança de coloração da solução. Assinale a alternativa que indica
a ordem de aparecimento da cor nos experimentos.
(A) I – II – III – IV.
(B) II – III – IV – I.
(C) III – I – II – IV.
(D) IV – II – III – I.
(E) III – IV – I – II.
RESOLUÇÃO:
Quanto maior a massa do reagente maior será a velocidade da reação
(maior concentração). Quanto maior a superfície de contato, maior a
velocidade da reação. E quanto maior a temperatura, maior a
velocidade da reação.
Então, com maior massa, maior temperatura e maior superfície de
contato teremos o experimento IV. Esta reação terá o aparecimento de
cor antes que as demais situações (pois, terá maior velocidade).
Somente esta análise nos permite concluir que a Resposta: é a
alternativa D.
Veja que quando tivermos temperatura mais baixa, menor massa do
reagente e este estiver em pedaços, menor será a velocidade da
reação. Isto se observa no experimento I
Resposta: “D”.

10. A oxidação do brometo de Hidrogênio pode ser descrita em 3


etapas:
I. HBr(g) + O2(g)  HOOBr(g) (etapa lenta)
II. HBr(g) + HOOBr(g)  2 HOBr(g) (etapa rápida)

Prof. Wagner
Química Bertolini
p/ SEDUC-CE www.estrategiaconcursos.com.br
(Professor-Química) Pós-Edital 17
www.estrategiaconcursos.com.br
Wagner Bertolini QUÍMICA
Aula 13
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. WAGNER BERTOLINI

III. HOBr(g) + HBr(g)  Br2(g) + H2O(g) (etapa rápida)


a) Apresente a expressão da velocidade da reação de oxidação do
brometo de Hidrogênio.
b) Utilizando a equação global da oxidação do brometo de
Hidrogênio, determine o número de mol de Br2 produzido quando são
consumidos 3,2g de O2.
Resolução
Como as etapas II e III são rápidas, somente a etapa I influencia
consideravelmente na velocidade da reação. Portanto, a velocidade da
reação deve ser dada segundo os reagentes/produto dessa etapa:

Para cálculo da velocidade cinética das reações química, temos a


fórmula:
v = [R1]a[R2]b . k (onde k = constante; [R1] = concentração do
reagente 1; [R2]=concentração do reagente 2; a = coeficiente
estequiométrico do reagente 1; b = coeficiente estequiométrico do
reagente 2.
Portanto,
v = k [R1]a [R2]b
v = k[HBr][O2]

b)
Para encontrarmos a equação global devemos encontrar uma forma de
anularmos os reagentes/produtos das três reações que sejam
COMUNS (ou seja: o produto da primeira equação que aparece na
segunda equação como reagente; o produto da segunda equação que
aparece na terceira equação como reagente):
Analisando as equações dadas:
I. HBr(g) + O2(g)  HOOBr(g)
II. HBr(g) + HOOBr(g)  2 HOBr(g)
III. HOBr(g) + HBr(g)  Br2(g) + H2O(g)

Prof. Wagner
Química Bertolini
p/ SEDUC-CE www.estrategiaconcursos.com.br
(Professor-Química) Pós-Edital 18
www.estrategiaconcursos.com.br
Wagner Bertolini QUÍMICA
Aula 13
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. WAGNER BERTOLINI

Em função do coeficiente 2 da segunda equação vou transferir este


coeficiente para a terceira equação:
II. HBr(g) + HOOBr(g)  2 HOBr(g)
III. 2HOBr(g) + 2HBr(g)  2Br2(g) + 2H2O(g)

Ficaríamos assim, provisoriamente:


I. HBr(g)+ O2 (g) HOOBr(g)
II. HBr(g) + HOOBr(g)  2 HOBr(g)
III. 2HOBr(g) + 2HBr(g)  2Br2(g) + 2H2O(g)

Se eu mantiver apenas estas alterações será que conseguiria ‘cancelar


todas as substancias que se repetem”?
E a resposta é sim!!!
Então, a equação global será:
4 HBr(g) + O2(g) 2 Br2(g) + 2 H2O(g)

Em primeiro lugar, devemos calcular a massa molar do Br2 e do O2:


MM(Br2) = 80 * 2 = 160 g/mol
MM(O2) = 16 * 2 = 32g/mol

Agora, basta fazer a regra de três para calcular a massa produzida de


Br2, tendo em vista que, para cada mol consumido de O2 (32g), são
produzidos 2 mol de Br2 (320g):
32g de O2 -- 320g Br2
3,2g de O2 -- m
m = 32g de Br2

Agora, mais uma vez fazemos uma regra de três para calcular quantos
mols de Br2 equivalem à massa 32g, levando em conta que cada mol
de Br2 pesa 160g:
160g - 1mol
32g --- x

Prof. Wagner
Química Bertolini
p/ SEDUC-CE www.estrategiaconcursos.com.br
(Professor-Química) Pós-Edital 19
www.estrategiaconcursos.com.br
Wagner Bertolini QUÍMICA
Aula 13
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. WAGNER BERTOLINI

x = 32/160
x = 0,2 mol de Br2

11. Para a reação 2A + B  C + 3D foram obtidos os seguintes dados


sobre velocidade inicial com respeito às concentrações iniciais dos
reagentes
[A] mol/L [B] mol/L velocidade
0,127 0,346 1,5
0,254 0,346 3
0,254 0,692 12
0,254 1,038 x

Qual é o valor de x?
Não temos a expressão de velocidade. Toda vez que o enunciado
trouxer as concentrações dos reagentes devemos procurar determinar
os expoentes de cada reagente na velocidade da reação. Para isto,
basta comparar as velocidades conforme se altera um dos reagentes
de cada vez. Observe que a tabela traz as concentrações dos dois
reagentes. Também observe que comparando a primeira e a segunda
linha a concentração do B não variou, enquanto a do A dobrou. Se a
concentração do A dobrou a velocidade também dobrou. Isto significa
que a relção da substancia A com a velocidade é direta.
Se a concentração de A dobrou (2x0,127 = 0,254) (a concentração de
B permaneceu constante - 0,346) e a velocidade também dobrou (2 x
1,5 = 3), então, a concentração de A está elevada a 1.
Vamos agora ver a influência do B na velocidade da reação. A segunda
e a terceira linhas trazem a substancia A com concentração sem variar,
enquanto a concentração de B DOBRA. Se a concentração de B dobrou
(2 x 0,346 = 0,692) (a concentração de A permaneceu constante). A
velocidade quadruplicou (4 x 3 = 12), então, a concentração de B está
elevada ao quadrado(2).
A lei da velocidade da reação é:
V = K.[A]¹.[B]²

Prof. Wagner
Química Bertolini
p/ SEDUC-CE www.estrategiaconcursos.com.br
(Professor-Química) Pós-Edital 20
www.estrategiaconcursos.com.br
Wagner Bertolini QUÍMICA
Aula 13
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. WAGNER BERTOLINI

Para calcular o valor de X basta analisar uma linha de experimento


(poderia ser a segunda com a quarta). Vamos fazer o cálculo das
velocidades, dividindo a velocidade da quarta linha pela velocidade da
segunda linha. Vou chamar a concentração do B de r, na linha 2 e de
3r na linha 4. X/3=(k/k)x(0,254/0,254) x (3r)2 / (r)2 = X/3 = 9 = X
= 27.
Gab: 27

12. Em relação à síntese da amônia (NH3), a partir de seus elementos


no estado normal de agregação a 25°C e 1 atm, pede-se:
a) a equação balanceada da síntese da amônia;
b) a relação entre a velocidade de desaparecimento do Hidrogênio
(VH2) e a velocidade de formação da amônia (VNH3);

c) um diagrama de energia, relacionando reagentes e produtos,


sabendo-se que a reação é exotérmica.
Gab:
a) N2(g) + 3 H2(g) 2 NH3(g)
b) VH2/VNH2= 3/2

O H2 tem coeficiente 3 e a amônia tem coeficiente 2. Então, as


velocidades destes em mol/L ou em volume será H2/3= N2/2

c)

13. Sobre a combustão completa do propano (C3H8), observou-se que


2,24 litros desse gás são consumidos em 10 minutos.

Prof. Wagner
Química Bertolini
p/ SEDUC-CE www.estrategiaconcursos.com.br
(Professor-Química) Pós-Edital 21
www.estrategiaconcursos.com.br
Wagner Bertolini QUÍMICA
Aula 13
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. WAGNER BERTOLINI

Considerando o sistema nas CNTP e que o propano, o O2 e o CO2 são


gases ideais, responda:
a) Qual é a velocidade de consumo de C3H8 em mol/min?
b) Qual é a velocidade de consumo de O2 em mol/min?
c) Qual é a velocidade de formação de CO2 em litros/min?
Gab:
A reação de combustão mencionada é:
1 C3H8 + 5 O2 3 CO2 + 4 H2O
a) 102 mol/min
v= (2,24mol/10min) = 0,224 L/min.
Transformando volume em mol:
1mol (CNTP) ------22,4L
X -------------------0,224L
X= 0,01mol
Logo V= 0,01mol/min.

Para o cálculo dos demais itens usar a proporção estequiométrica.


b) 5102 mol/min
Como no ítem a calculamos que o consume de propano foi de 102
mol/min, multiplicando pelo coeficiente do O2 chegamos a 5x102
mol/min.
c) 3102 mol/min
Considerando que vC3H8= 0,224 L/min e observando a estequimetria
(1:3), teremos v = 3x 0,224 L/min = 0,672 L/min

14. Considerando a equação abaixo, não-balanceada, para a queima


do propano C3H8(g) + O2(g)  CO2(g) + H2O(l) + calor , determine a
quantidade de mol de água produzida em uma hora, se a velocidade
da reação for 5 x 10–3 mol de propano por segundo.
RESOLUÇÃO:

Prof. Wagner
Química Bertolini
p/ SEDUC-CE www.estrategiaconcursos.com.br
(Professor-Química) Pós-Edital 22
www.estrategiaconcursos.com.br
Wagner Bertolini QUÍMICA
Aula 13
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. WAGNER BERTOLINI

C3H8 + 5 O2 3 CO2 + 4 H2O


A velocidade dos componentes da reação pode ser dada por:
V(C3H8) = V(O2)/5 = V(CO2)/3 = V(H2O)/4
Percebeu? As velocidades dos componentes são constantes e você
pode obter a velocidade de todos os componentes dividindo-as por
seus respectivos COEFICIENTES ESTEQUIOMETRICOS.
Como ele deu V(C3H8) = 5.10-³ mol/s
V(C3H8) = V(H2O)/4
5.10-³ mol = V(H2O)/4
V(H2O) = 4 x 5.10-³
V(H2O) = 20.10-³ mol/s

Porém, o enunciado quer a quantidade produzida em 1 h, e você sabe


que 1 h possui 3600s.
V(H2O) = 20.10-³ x 3600
V(H2O) = 72000.10-³ = 7,2. 104.10-³
V(H2O) = 72 mol/h

15. Ao ramo da química que estuda a velocidade de uma reação e os


fatores que a influenciam, denomina-se cinética química. A velocidade
de uma reação pode ser obtida medindo-se a quantidade de um
reagente que desaparece, ou a quantidade de um produto que se
forma, em um determinado intervalo de tempo. Seja uma reação
genérica:
A+BC
Para esta reação foram medidas as quantidades de A presente no
sistema, em tempos diferentes e organizou-se a seguinte tabela:
Tempo(s) mols de A presente
0 30
2 20
4 12
6 4

Prof. Wagner
Química Bertolini
p/ SEDUC-CE www.estrategiaconcursos.com.br
(Professor-Química) Pós-Edital 23
www.estrategiaconcursos.com.br
Wagner Bertolini QUÍMICA
Aula 13
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. WAGNER BERTOLINI

Com base nesses dados, determine a velocidade média da reação, nos


seguintes intervalos:
a) De 0 s a 2 s.
b) De 4 s a 6 s.
Gab:
a) – 5mol/s
b) – 4 mol/s

16. (SEE/SP - QUIMICA - PEB II – FGV/2013). A figura a seguir


representa o diagrama de energia de uma reação, realizada em
==10335e==

diferentes condições.

A partir do diagrama, assinale a afirmativa correta.


(A) Na condição 1, a velocidade da reação é maior.
(B) Na condição 3, a reação apresenta dois intermediários.
(C) Na condição 2, a energia de ativação é maior.
(D) Na condição 3, a presença de um catalisador aumenta a
energia da reação.
(E) Na condição 1, a energia do complexo ativado é maior.
RESOLUÇÃO:
A energia do complexo ativado de uma reação é a região do topo
superior da curva cinética. No caso, a reação em 1 apresenta a maior
energia de ativação e, consequentemente, a menor velocidade.
Catalisador diminui a energia de ativação, não aumenta.

Prof. Wagner
Química Bertolini
p/ SEDUC-CE www.estrategiaconcursos.com.br
(Professor-Química) Pós-Edital 24
www.estrategiaconcursos.com.br
Wagner Bertolini QUÍMICA
Aula 13
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. WAGNER BERTOLINI

Resposta: “E”.

17. (PETROBRÁS - TÉCNICO(A) QUÍMICO(A) DE PETRÓLEO JÚNIOR -


CESGRANRIO/2012). Quando se aumenta a temperatura dos líquidos
e dos gases, a viscosidade absoluta (ou dinâmica) deles mostra,
respectivamente:
(A) aumento e diminuição
(B) aumento e aumento
(C) diminuição e aumento
(D) diminuição e diminuição
(E) diminuição e valor inalterado
RESOLUÇÃO:
Ao se elevar a temperatura ocorre aumento da energia cinética das
partículas e, consequentemente, aumento da velocidade e do estado
de agitação das moléculas. Como há uma expansão do líquido há a
diminuição de sua viscosidade (maior fluidez).
Resposta: “C”.

18. (MINISTÉRIO DA AGRICULTURA – QUÍMICO –


CONSULPLAN/2014). Qual será a equação matemática que representa
a velocidade de transformação da seguinte reação? (Considere todos
os compostos como gasosos.)
CO + NO2 CO2 + NO

RESOLUÇÃO:
Questão bem básica. Basta seguir a lei da ação das massas: A
expressão da velocidade da reação é proporcional à concentração dos
reagentes elevados a seus respectivos coeficientes (em uma reação
elementar). Como o enunciado nada informa ou menciona,

Prof. Wagner
Química Bertolini
p/ SEDUC-CE www.estrategiaconcursos.com.br
(Professor-Química) Pós-Edital 25
www.estrategiaconcursos.com.br
Wagner Bertolini QUÍMICA
Aula 13
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. WAGNER BERTOLINI

consideraremos a reação como sendo elementar (ocorre em um único


passo reacional).
Resposta: “A”.

19. (PM-MG - PROFESSOR II DE QUÍMICA - FCC/2012). Uma


reação com catalisador é mais rápida em relação à mesma reação sem
catalisador porque
(A) a energia de ativação da etapa mais lenta é menor.
(B) o caminho da reação é menor.
(C) o complexo ativado se forma em etapas exotérmicas.
(D) a reação de endotérmica passa a ser exotérmica.
RESOLUÇÃO:
O catalisador atua em uma reação química diminuindo a energia de
ativação. Como a energia de ativação é uma barreira a ser ultrapassada
a reação se processa mais rapidamente.
Resposta: “A”.

20. (PUC RS) O óxido nítrico reage com hidrogênio, produzindo


nitrogênio e vapor d´água de acordo com a seguinte equação:
2NO(g) + 2H2(g)  N2(g) + 2H2O(g)
Acredita-se que essa reação ocorra em duas etapas:
1ª etapa (lenta):
2NO(g) + H2(g)  N2O(g) + H2O(g)
2ª etapa (rápida):
N2O(g) + H2(g)  N2(g) + H2O(g)
Caso as concentrações de NO e H2 sejam duplicadas simultaneamente,
efetuando a reação em sistema fechado, a velocidade da reação ficará
multiplicada por:
a) 2
b) 3
c) 4
d) 6

Prof. Wagner
Química Bertolini
p/ SEDUC-CE www.estrategiaconcursos.com.br
(Professor-Química) Pós-Edital 26
www.estrategiaconcursos.com.br
Wagner Bertolini QUÍMICA
Aula 13
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. WAGNER BERTOLINI

e) 8
Gab: E

21. (UNESP SP) Para a reação genérica: A + 2B  4C, com as


concentrações de A e B iguais a 1,7 mol/L e 3,0 mol/L,
respectivamente, obtiveram-se em laboratório os dados mostrados na
tabela.
[C] (mol/L) 0,0 0,6 0,9 1,0 1,1
Tempo (h) 0,0 1,0 2,0 3,0 4,0
Com base na tabela, a velocidade média de consumo do reagente A no
intervalo de 2,0 h a 4,0 h, expresso em mol L–1 h–1, será igual a:
a) 0,250.
b) 0,150.
c) 0,075.
d) 0,050.
e) 0,025.

21. (UNESP SP) Para a reação genérica: A + 2B


concentrações de A e B iguais a 1,7 mol/L e 3,0 mol/L,
respectivamente, obtiveram-se em laboratório os dados mostrados na
tabela.
[C] (mol/L) 0,0 0,6 0,9 1,0 1,1
Tempo (h) 0,0 1,0 2,0 3,0 4,0
Com base na tabela, a velocidade média de consumo do reagente A no
intervalo de 2,0 h a 4,0 h, expresso em mol L–1 h–1, será igual a:
Devemos calcular a quantidade da substancia A em relação ao seu
consumo, dentro do intervalo solicitado (2h a 4h).
Se a substancia C estava em 0,9 no tempo de 2 horas e 1,1 após 4
horas quanto foi gasto de A?
Pela equação:
Gasto em 2h
1 mol de A----- 4 mol de C

Prof. Wagner
Química Bertolini
p/ SEDUC-CE www.estrategiaconcursos.com.br
(Professor-Química) Pós-Edital 27
www.estrategiaconcursos.com.br
Wagner Bertolini QUÍMICA
Aula 13
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. WAGNER BERTOLINI

x------------------0,9 mol/L
X= 0,9/4 = 0,225 mol/L
Gasto em 2h
1 mol de A----- 4 mol de C
x------------------1,1 mol/L
X= 1,1/4 = 0,275 mol/L

Então, vamos fazer a tabela para a substancia A, neste experimento.


[A] (mol/L) 1,7 X 1,475 Y 1,425
Tempo (h) 0,0 1,0 2,0 3,0 4,0
Variação da substancia A entre 2 e 4h = 0,05 mol
Velocidade: 0,05mol/L 2 h= ,0025 mol/Lxh

Gab: E

22. (ITA SP) Considere as seguintes afirmações relativas a reações


químicas em que não haja variação de temperatura e pressão:
I. Uma reação química realizada com a adição de um catalisador é
denominada heterogênea se existir uma superfície de contato visível
entre os reagentes e o catalisador.
II. A ordem de qualquer reação química em relação à concentração
do catalisador é igual a zero.
III. A constante de equilíbrio de uma reação química realizada com a
adição de um catalisador tem valor numérico maior do que a da reação
não catalisada.
VI. A lei de velocidade de uma reação química realizada com a adição
de um catalisador, mantidas constantes as concentrações dos demais
reagentes, é igual àquela da mesma reação não catalisada.
V. Um dos produtos de uma ração química pode ser o catalisador
desta mesma reação.
Das afirmações feitas, estão CORRETAS:
a) apenas I e III

Prof. Wagner
Química Bertolini
p/ SEDUC-CE www.estrategiaconcursos.com.br
(Professor-Química) Pós-Edital 28
www.estrategiaconcursos.com.br
Wagner Bertolini QUÍMICA
Aula 13
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. WAGNER BERTOLINI

b) apenas I e V
c) apenas I, II e VI
d) apenas II, VI e V
e) apenas III, VI e V
GAB: B
RESOLUÇÃO
I – Verdadeiro: quando o catalisador e os reagentes estão em fases
diferentes , a catálise é denominada de heterogênea
II – Falso: quando o catalisador afetar a velocidade de uma ração
química a ordem da reação será diferente de zero em relação ao
catalisador
III – Falso: somente a temperatura consegue alterar a constante de
equilíbrio de uma reação química.
VI – Falso: a adição de um catalisador modifica o caminho da reação,
o número de etapas e a natureza do complexo ativado. Assim, a
expressão da lei para uma reação não catalisada necessariamente não
é a mesma de uma reação catalisada.
V – Verdadeiro: trata-se de uma autocatálise. Por exemplo, pode-se
citar a reação de Belousov-Zhabothiskii
BrO3- + HBrO2 + H3O+  2BrO2 + 2H2O
2BrO2 + 2Ce3+ + 2H3O+  2HBrO2 + Ce4+ + 2H2O
pelas etapas das reações pode-se perceber que o catalisador é o
HBrO2, assim, se a sua concentração for aumentada a velocidade da
primeira etapa será aumentada.

23. (ITA SP) A equação: 2A + B  PRODUTOS representa uma


determinada reação química que ocorre no estado gasoso. A lei de
velocidade para esta reação depende da concentração de cada um dos
reagentes, e a ordem parcial desta reação em relação a cada um dos
reagentes é igual aos respectivos coeficientes estequiométricos. Seja
V1 a velocidade da reação quando as pressão parcial de A e B é igual

Prof. Wagner
Química Bertolini
p/ SEDUC-CE www.estrategiaconcursos.com.br
(Professor-Química) Pós-Edital 29
www.estrategiaconcursos.com.br
Wagner Bertolini QUÍMICA
Aula 13
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. WAGNER BERTOLINI

a pA e pB, respectivamente, e V2 a velocidade da reação quando estas

pressões parciais são triplicadas.


A opção que fornece o valor CORRETO da razão V2/V1 é

a) 1
b) 3
c) 9
d) 27
e) 81
Gab: D
RESOLUÇÃO
Pela lei de Guldberg-Waage temos que:

V = K . [A]2. [B]
- Calculando a concentração em função da pressão parcial teremos:
P
RT
Logo a velocidade V1 é:
2
 P   P  K . PA2 . PB
V1  K .  A  .  B   V1 
 R . T   R . T  (R . T) 3

Velocidade V2:
2
 3P   3P  27 . K . PA2 . PB
V2  K .  A  .  B   V2 
 R . T   R . T  (R . T) 3

Logo:
V2 27 . K . PA2 . PB (R . T) 3 V
  2  27
V1 K . PA2 . PB (R . T) 3 V1

24. (INTEGRADO RJ) A Química Ambiental procura, entre outras coisas,


adotar formas de atenuar a emissão de substâncias gasosas que
depreciam a qualidade do ar. A reação entre os gases monóxido de
carbono e oxigênio para produzir dióxido de carbono, de acordo com a
equação abaixo, tem grande importância para o estudo ecológico:
2 CO(g) + O2(g)  2 CO2(g)

Considerando a reação simples, assinale a alternativa correta:

Prof. Wagner
Química Bertolini
p/ SEDUC-CE www.estrategiaconcursos.com.br
(Professor-Química) Pós-Edital 30
www.estrategiaconcursos.com.br
Wagner Bertolini QUÍMICA
Aula 13
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. WAGNER BERTOLINI

a) a velocidade de formação do dióxido de carbono independe da


concentração dos reagentes;
b) a velocidade de formação do dióxido de carbono independe da
temperatura do ambiente;
c) a reação química como mostrada acima não está ajustada em
sua estequiometria;
d) a reação é de terceira ordem em relação ao monóxido de
carbono;
e) a reação é de terceira ordem em relação aos reagentes.
Gab: E

25. (UFU MG) Uma reação química processa-se, conforme o diagrama


de energia abaixo.

II
III
Energia

I IV

Sentido da reação

Em relação à essa reação e às energias envolvidas, apresentadas


acima, é INCORRETO afirmar que:
a) II representa a Energia de Ativação da reação.
b) é uma reação endotérmica, sendo I a energia absorvida na
reação.
c) IV representa o calor liberado na reação.
d) III representa a Energia de Ativação para a reação inversa.
Gab: B

26. (UFPR) Sobre o diagrama abaixo, referente à reação A + B  C +


D, considere as afirmativas a seguir:

Prof. Wagner
Química Bertolini
p/ SEDUC-CE www.estrategiaconcursos.com.br
(Professor-Química) Pós-Edital 31
www.estrategiaconcursos.com.br
Wagner Bertolini QUÍMICA
Aula 13
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. WAGNER BERTOLINI

Energia Potencial (kJ) +120

A+B
0

C+D
-130
sentidodareação

I. O processo é exotérmico.
II. Na reação, H = -250 kJ.
III. A energia de ativação vale +120 kJ.
Assinale a alternativa correta.
a) Somente as afirmativas I e III são verdadeiras.
b) Somente a afirmativa I é verdadeira.
c) Somente as afirmativas I e II são verdadeiras.
d) Somente as afirmativas II e III são verdadeiras.
e) Todas as afirmativas são verdadeiras.
Gab: A

27. (UERJ) É proibido, por lei, o transporte de materiais explosivos e/ou


corrosivos em veículos coletivos. Na Tijuca, bairro da Zona Norte do
município do Rio de Janeiro, um sério acidente causou vítimas fatais
quando uma caixa contendo explosivos foi arrastada pelo piso do
ônibus. A energia resultante do atrito iniciou uma reação de grande
velocidade que liberou calor e promoveu reações em cadeia nos
explosivos provocando incêndio e liberando muitos gases tóxicos.
Dentre os gráficos abaixo, aquele que melhor representa o fenômeno
ocorrido com a caixa de explosivo no interior do coletivo é:
a- b- c-
início
Energia
Energia

Energia

início início

fim
fim fim

sentido da reação sentido da reação sentido da reação

d- e-
fim
Energia
Energia

fim
início início

sentidoda reação sentido da reação

Prof. Wagner
Química Bertolini
p/ SEDUC-CE www.estrategiaconcursos.com.br
(Professor-Química) Pós-Edital 32
www.estrategiaconcursos.com.br
Wagner Bertolini QUÍMICA
Aula 13
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. WAGNER BERTOLINI

Gab: B

28. (INTEGRADO RJ) Considere o gráfico abaixo, representando uma


reação química do tipo:
1
R 2
P

Assinale a afirmativa correta:


a) a reação química no sentido I é endotérmica;
b) a energia de ativação no sentido 1 é igual a I  III;
c) a diferença da energia de ativação nos dois sentidos é I  II.
d) a reação química no sentido 2 é exotérmica;
e) a energia de ativação no sentido 1 é igual I  II.
Gab: E

29. (FEPECS DF) A catalase é uma enzima empregada na reação de


decomposição do peróxido de hidrogênio, um dos compostos
responsáveis pela formação de radicais livres no organismo.
A ação dessa enzima permite que essa reação ocorra com uma
velocidade 100 milhões de vezes maior do que a velocidade da reação
sem a sua participação. Este aumento na velocidade da reação só é
possível porque a catalase:
a) desloca o equilíbrio da reação no sentido dos produtos;
b) forma um composto iônico com o peróxido de hidrogênio;
c) reduz a barreira de energia que separa reagentes dos produtos;
d) aumenta a energia livre de ativação da reação;
e) aumenta a diferença de energia entre os reagentes e os
produtos.

Prof. Wagner
Química Bertolini
p/ SEDUC-CE www.estrategiaconcursos.com.br
(Professor-Química) Pós-Edital 33
www.estrategiaconcursos.com.br
Wagner Bertolini QUÍMICA
Aula 13
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. WAGNER BERTOLINI

Gab: C

30. (UERJ) Quando se leva uma esponja de aço à chama de um bico


de gás, a velocidade da reação de oxidação é tão grande que incendeia
o material. O mesmo não ocorre ao se levar uma lâmina de aço à
chama. Nessas experiências, o fator que determina a diferença de
velocidades de reação é:
a) a pressão
b) o catalisador
c) o estado físico
d) a concentração
e) a superfície de contato
Gab: E

31. (PUC MG) Observe com atenção os itens a seguir.


I) Concentração dos reagentes.
II) Temperatura do sistema.
III) Presença de um catalisador.
São fatores que afetam a velocidade de uma reação química:
a) I e II apenas
b) I e III apenas
c) II e III apenas
d) I, II e III
Gab: D

32. (UFMG) Dois recipientes contêm a mesma quantidade de H2SO4.


No sistema I, coloca-se uma mola de ferro comprimida, no sistema II,
outra mola, idêntica à primeira, mas não comprimida. Ambas são
corroídas pelo ácido.
Sobre esses sistemas, a afirmativa CORRETA é:
a) O sistema I, no estado final, terá mais ligações químicas do que
o sistema II.

Prof. Wagner
Química Bertolini
p/ SEDUC-CE www.estrategiaconcursos.com.br
(Professor-Química) Pós-Edital 34
www.estrategiaconcursos.com.br
Wagner Bertolini QUÍMICA
Aula 13
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. WAGNER BERTOLINI

b) As espécies químicas do sistema I ficam mais aglomeradas do


que as do sistema II.
c) A temperatura final do sistema I é mais alta do que a do sistema
II.
d) O rendimento da reação do sistema I é mais alto do que a do
sistema II.
e) A concentração final da solução do sistema I é maior do que a do
sistema II.
Resolução:
Ao reagir com a mola comprimida a corrosão ocorrerá em um local
mais concentrado, no segundo o calor gerado pela corrosão se perderá
com mais velocidade, haja visto a distância entre os pontos de
corrosão. Comparando duas situações: como detonar uma bomba de
cinquenta Kg comparado a várias bombas que totalizem 50 Kg. Na
primeira detonação teremos maior poder uma vez que sua massa está
concentrada em apenas um lugar.
Resposta: C

33. (UERJ) A sabedoria popular indica que, para acender uma lareira,
devemos utilizar inicialmente lascas de lenha e só depois colocarmos
as toras. Em condições reacionais idênticas e utilizando massas iguais
de madeira em lascas e em toras, verifica-se que madeira em lascas
queima com mais velocidade.
O fator determinante, para essa maior velocidade da reação, é o
aumento da:
a) pressão
b) temperatura
c) concentração
d) superfície de contato
Gab: D

Prof. Wagner
Química Bertolini
p/ SEDUC-CE www.estrategiaconcursos.com.br
(Professor-Química) Pós-Edital 35
www.estrategiaconcursos.com.br
Wagner Bertolini QUÍMICA
Aula 13
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. WAGNER BERTOLINI

34. (Fund. Oswaldo Cruz SP) Determinada reação, em presença de


catalisador, ocorre em 3 etapas:
XY + A  AY + X
AY + B  AB + Y
AB + X AX + B
Qual das espécies indicadas constitui o catalisador?
a) XY
b) A
c) X
d) AB
e) B
Gab: E
O catalisador é uma substancia que entra como reagente em uma das
etapas e sai da mesma forma química em outra etapa posterior, não
necessariamente a próxima ou a última. Compare as reações e você
concluirá que quem entra e sai da mesma maneira é o B.

35. (PUC MG) Velocidade de reação são também afetadas por


concentração, geometria de colisões, temperatura e a presença de um
catalisador. De acordo com esses fatores, assinale a afirmação
INCORRETA:
a) A reação mais vagarosa, envolvida no mecanismo de reação,
determina a velocidade da reação total.
b) Aumentando a concentração das partículas reagentes, eleva-se
a chance de colisões.
c) Ótima geometria de (colisão frontal) reduz a barreira de energia
de ativação.
d) Uma diminuição de temperatura tende a diminuir a velocidade
das reações químicas.
e) Um catalisador acelera a velocidade das reações, porque diminui
a energia de ativação.
Resolução:

Prof. Wagner
Química Bertolini
p/ SEDUC-CE www.estrategiaconcursos.com.br
(Professor-Química) Pós-Edital 36
www.estrategiaconcursos.com.br
Wagner Bertolini QUÍMICA
Aula 13
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. WAGNER BERTOLINI

A colisão deve ter geometria adequada e energia minima para atingir


o estado de transição.
Mas, não altera a barreira a ser vencida. Apenas favorece que seja
vencida. Por isto o item está errado.
Resposta: C.

36. (PUC SP) As substâncias nitrato de chumbo (II) e iodeto de potássio


reagem entre si tanto no estado sólido quanto em solução aquosa,
formando o iodeto de chumbo (II), sólido amarelo insolúvel em água a
temperatura ambiente.
reação 1 Pb(NO3)2(s) + 2 KI(s) 
 Pbl2(s) + 2KNO3(s)
reação 2 Pb(NO3)2(aq) + 2KI(aq) 
 Pbl2(s) + 2KNO3(aq)
Sob determinadas condições, o carvão reage em contato com o
oxigênio. Nas churrasqueiras, pedaços de carvão são queimados,
fornecendo calor suficiente para assar a carne. Em minas de carvão,
muitas vezes o pó de carvão disperso no ar entra em combustão,
causando acidentes.
reação 3 C(pedaços) + O2(g) 
 CO2(g)
reação 4 C(em pó) + O2(g) 
 CO2(g)
A síntese da amônia é um processo exotérmico, realizado a partir da
reação do gás nitrogênio e do gás hidrogênio. Em um reator foram
realizadas duas sínteses, a primeira a 300°C e a segunda a 500°C. A
pressão no sistema reacional foi a mesma nos dois experimentos.
reação 5 N2(g) + 3H2(g) 
 2NH3(g) t = 300°C
reação 6 N2(g) + 3H2(g) 
 2NH3(g) t = 500°C
Analisando os fatores envolvidos nos processos acima que influenciam
na rapidez das reações descritas, pode-se afirmar sobre a velocidade
(v) de cada reação que
a) v1 > v2, v3 > v4, v5 > v6
b) v1 < v2, v3 > v4, v5 > v6
c) v1 < v2, v3 < v4, v5 < v6

Prof. Wagner
Química Bertolini
p/ SEDUC-CE www.estrategiaconcursos.com.br
(Professor-Química) Pós-Edital 37
www.estrategiaconcursos.com.br
Wagner Bertolini QUÍMICA
Aula 13
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. WAGNER BERTOLINI

d) v1 < v2, v3 > v4, v5 < v6


e) v1 > v2, v3 < v4, v5 < v6
Resolução:
Nesta questão a primeira situação nos remete aos estados físicos.
Reações com reagentes em estado gasoso são mais rápidas no estado
gasoso, depois líquido (ou aquoso) e menor velocidade no estado
sólido. O que eu oriento: você se lembra que os estados físicos
diferentes geram diferentes valores de energia? Então, você pode
colocar os reagentes e produtos das duas reações em um gráfico de
entalpia para concluir que v1 < v2. Vamos ao segundo caso: o que nos
é colocado é a diferença de estados físicos. Portanto, quanto maior a
superfície de contato maior a velocidade da reação, se mantidas as
demais condições. Logo, v3 < v4.
Na terceira situação o fator envolvido é a temperatura. O Aumento da
temperatura favorece o aumento da velocidade das reações. Logo: v5
< v6
Resposta: C

37. (UNIFICADO RJ) O gráfico a seguir representa a variação das


concentrações das substâncias X, Y e Z durante a reação em que elas
tomam parte.

A equação que representa a reação é:


a) X+ZY
b) X+YZ
c) XY+Z
d) YX+Z
e) ZX+Y

Prof. Wagner
Química Bertolini
p/ SEDUC-CE www.estrategiaconcursos.com.br
(Professor-Química) Pós-Edital 38
www.estrategiaconcursos.com.br
Wagner Bertolini QUÍMICA
Aula 13
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. WAGNER BERTOLINI

Gab: E

38. (PUC MG) Em uma experiência, estuda-se a velocidade de reação,


em uma determinada temperatura, entre os íons persulfato e iodeto.
A estequiometria da reação entre esses íons é a seguinte:
2 2
S2O8  2I  I2  2SO4

O gráfico a seguir representa a evolução da concentração de duas das


espécies presentes durante o acontecimento da reação.
Concentraçãomol/L
20,0 II
16,0
12,0
I
8,0
4,0
00 10
20 30 40 50 60 70 80
Tempo/min

É CORRETO afirmar que as curvas 1 e 2 representam, respectivamente,


a evolução das concentrações das espécies:
a) iodo e íon sulfato.
b) íon persulfato e íon iodeto.
c) íon iodeto e íon persulfato.
d) íon sulfato e iodo.
Gab: A

Grande abraço.
Excelente estudo. Estou à disposição.
Prof. Wagner

Prof. Wagner
Química Bertolini
p/ SEDUC-CE www.estrategiaconcursos.com.br
(Professor-Química) Pós-Edital 39
www.estrategiaconcursos.com.br