You are on page 1of 5

A NECESSIDADE E DIVERSIDADE DAS RELAÇÕES INTERNACIONAIS

Lição nº

 Conceito de comércio externo

 Distinguir comércio externo de comércio interno

 Explicar que os países não produzem tudo aquilo de que necessitam para satisfazerem
as necessidades da sua população.

 Desta forma, têm de estabelecer relações comerciais com outros países para poderem
obter tudo o que o que não possuem e fornecer, em troca, o que produzem em
quantidades superiores às suas necessidades.

 Os alunos poderão concluir sobre o papel do comércio externo na melhoria do bem-


estar das populações.

 Evidenciar a importância da especialização produtiva no desenvolvimento das trocas


internacionais.

 Apresentar os principais factores que estão na base da especialização produtiva.

https://www.youtube.com/watch?v=nsbRpRdQE70
1. Distinga comércio externo de comércio interno.

2. Comente a afirmação sublinhada, explicando a importância do comércio


internacional.
3. Explicite como a especialização e a divisão do trabalho contribuem para as empresas e os
países obterem ganhos de produtividade.

4.Explique como o comércio externo contribui para a divisão internacional do trabalho (DIT).
5. Indique os quatro grandes tipos de transacções entre agentes económicos de países
diferentes.

6. Refira alguns motivos que expliquem por que razão o comércio externo poderá ser mais
vantajoso para as economias mais avançadas.

7. Problematize o futuro da União Económica e Monetária, apresentando pelo menos um


argumento optimista e outro pessimista.

8. Identifique os três serviços e os sete mercados mais importantes no comércio externo


português, consultando as estatísticas da AICEP.

Respostas:

1- O comércio interno corresponde à articulação de trocas de bens e serviços, entre os agentes


económicos de um determinado país. O comércio externo corresponde à articulação de trocas
de bens e serviços, entre os agentes económicos do próprio país e de outros.

2- O Estado tem uma grande importância no comércio Internacional, pois cabe a ele fomentar
políticas que levem a um aumento das exportações e a uma diminuição das importações.

3- Seguindo o celebre exemplo de uma fábrica de alfinetes, em que "um homem tira o aço
outro estica-o e outro corta-o", ou seja, especialização e divisão do trabalho, como o resultado
10 pessoas produziam 48000 alfinetes por dia, enquanto que se trabalhassem todos de inicio
ao fim separadamente nem chegariam a fazer 20 alfinetes por dia, isto seria uma vantagem
para as empresas que fizessem especialização tanto ao nível do lucro, assim como a relação
tempo/dinheiro.

4- O comércio externo contribui para a divisão internacional do trabalho, cada Nação tem os
seus próprios recursos naturais por isso cada Nação produz mais produtos, mais especializados,
gastando menos divisas pois o comércio externo põe há disposição uma variedade de bens e
serviços que se a Nação os produzisse ficariam mais caros, assim este contribui para a divisão
de cada Nação.

5- Entre os agentes económicos existem 4 grandes tipos de transacções, são elas:

- Bens e serviços (comércio externo);

- Factores de produção (investimento directo estrangeiro, migrações internacionais);

- Activos financeiros (suportam movimentos de bens, serviços e factores de produção (balança


financeira));

-Transferências internacionais do rendimento (remessas de emigrantes, repatriamento de


lucros e ajuda externa);

6- O comércio externo é vantajoso para as economias mais avançadas (EUA, E.O e Japão),pois
estas economias são caracterizadas por uma rede intrincada de comércio, entre os indivíduos e
os países que dependem de uma ampla especialização e divisão do trabalho, ou seja, o
comércio externo permite as especialização e divisão do trabalho nas economias, sendo mais
vantajoso, pois permite uma poupança de tempo e dinheiro.

6- A União Económica e Monetária, é uma das grandes experiências económicas pois um grupo
alargado de países poderosos colocara, o seu destino macro-económico a um corpo
multinacional , como o banco central europeu. Os optimistas dizem que este mercado alargado
trará benefícios micro económicos com os menores custos de transacção, enquanto que os
pessimistas remetem as ameaças de falta de flexibilidade de preços e dos salários e de uma
insuficiente modelidade de trabalhadores entre países, ou seja a estagnação e desmprego na
União Monetária.

7-Os três serviços mais importantes são as viagens e turismo, as máquinas e aparelhos, e os
transportes.

Os sete mercados mais importantes no comércio externo, são na importação: Espanha, Itália,
Alemanha, Paises Baixos, Brasil, Belgica, EUA e são na exportação: Espanha, França, Italia,
Reino Unido, Angola, EUA, Paises Baixos.