Вы находитесь на странице: 1из 19

Direito Constitucional

Questão 1: FCC - Ana (DPE RS)/DPE RS/Processual/2017


Assunto: Órgãos do Poder Judiciário (art. 92 da CF/1988)
Considere as seguintes situações:

I. Execução ajuizada pela Ordem dos Advogados do Brasil em face de inscritos


inadimplentes quanto ao pagamento de anuidades.
II. Ação movida por consumidor em face de concessionária de serviço público
de telefonia em que a Agência Nacional de Telecomunicações figura como
litisconsorte passiva necessária.
III. Conflito de competência negativo estabelecido entre Juizado Especial
Federal e Juízo Federal da mesma Seção Judiciária.
IV. Recurso ordinário interposto em face de decisão denegatória de habeas
corpus impetrado contra ato de Tribunal Regional Federal.

À luz da Constituição Federal, são competentes para seu julgamento nos itens I,
II, III e IV, respectivamente,
a) Justiça Estadual; Justiça Federal; Tribunal Regional Federal; Superior
Tribunal de Justiça.
b) Justiça Federal; Justiça Federal; Tribunal Regional Federal; Supremo Tribunal
Federal.
c) Justiça Federal; Justiça Estadual; Tribunal Regional Federal; Supremo
Tribunal Federal.
d) Justiça Federal; Justiça Federal; Superior Tribunal de Justiça; Superior
Tribunal de Justiça.
e) Justiça Estadual; Justiça Estadual; Superior Tribunal de Justiça; Superior
Tribunal de Justiça.
539632
Questão 2: CONSULPLAN - Of Jud (TJ MG)/TJ MG/Comissário da Infância e da
Juventude/2017
Assunto: Órgãos do Poder Judiciário (art. 92 da CF/1988)
São órgãos do poder judiciário mineiro, EXCETO:
a) Juízes de Direito.
b) Juizados Especiais.
c) Tribunais do Júri.
d) Tribunais de Alçada.
553978
Questão 3: FCC - TJ TRT9/TRT 9/Administrativa/Segurança/2015
Assunto: Órgãos do Poder Judiciário (art. 92 da CF/1988)
Considere:

I. Supremo Tribunal Federal.


II. Conselho Nacional de Justiça.
III. Tribunais Militares.
IV. Tribunais de Contas.
Nos termos da Constituição Federal, são órgãos do Poder Judiciário o constante
em
a) I, II, III e IV.
b) I, II e III, apenas.
c) I, II e IV, apenas.
d) I, apenas.
e) II, III e IV, apenas.
326445
Questão 4: VUNESP - Esc (TJ SP)/TJ SP/"Capital e Grande SP"/2014
Assunto: Órgãos do Poder Judiciário (art. 92 da CF/1988)
Dentre os órgãos do Poder Judiciário, pode(m)-se citar:
a) os Tribunais e Juízes Militares.
b) o Conselho de Defesa Nacional.
c) o Tribunal de Contas da União.
d) o Ministério Público.
e) o Superior Tribunal de Justiça Desportiva.
241860
Questão 5: IDECAN - Tec Cont (AGU)/AGU/2014
Assunto: Órgãos do Poder Judiciário (art. 92 da CF/1988)
São Poderes da União, independentes e harmônicos entre si, o Legislativo, o
Executivo e o Judiciário. São órgãos que integram o Poder Judiciário, EXCETO:
a) Ministério Público Federal.
b) Tribunais e Juízes Militares.
c) Tribunais e Juízes Eleitorais.
d) Superior Tribunal de Justiça.
e) Conselho Nacional de Justiça.
274724
Questão 6: FCC - Ass TD (DPE AM)/DPE AM/Assistente Técnico
Administrativo/2018
Assunto: Do Estatuto da Magistratura (art. 93 da CF/1988)
No curso do processo de separação judicial de um casal, o cônjuge “A” alegou
que foi vítima de atos de infidelidade conjugal durante o casamento, motivo pelo
qual, segundo ele, o cônjuge “B” não teria idoneidade moral para obter a guarda
dos filhos do casal. “B”, por sua vez, alegou que “A” teria sido acometido por
doença psiquiátrica que o impedia de zelar pelos filhos menores de idade e,
portanto, de obter a guarda das crianças. Antes de realizar a audiência em que
seriam ouvidas testemunhas indicadas pelas partes, o juiz impediu que os
genitores de ambos os cônjuges ingressassem na sala em que seria praticado o
ato, tendo restringido a entrada no recinto às partes e aos seus advogados,
dizendo assim ter decidido com fundamento na lei processual. Considerando as
garantias constitucionais do processo, a decisão judicial mostra-se
a) incompatível com a Constituição Federal, por violar o direito ao devido
processo legal.
b) incompatível com a Constituição Federal, por violar o direito de ingresso em
locais abertos ao público.
c) incompatível com a Constituição Federal, por violar o direito de acesso à
informação e a liberdade de reunião.
d) incompatível com a Constituição Federal, por violar a norma segundo a qual
todos os julgamentos do Poder Judiciário serão públicos.
e) compatível com a Constituição Federal.
606924
Questão 7: FCC - Ass TD (DPE AM)/DPE AM/Assistente Técnico
Administrativo/2018
Assunto: Do Estatuto da Magistratura (art. 93 da CF/1988)
A fim de assegurar os princípios da celeridade processual e do acesso à prestação
jurisdicional, a Constituição Federal estabelece que
a) a distribuição de processos aos juízes será imediata, ressalvadas as hipóteses
previstas em lei.
b) não será promovido o juiz que, injustificadamente, retiver autos em seu
poder além do prazo legal, não podendo devol- vê-los ao cartório sem o devido
despacho ou decisão.
c) os servidores receberão delegação para a prática de atos de administração e
atos decisórios, salvo aqueles que põem fim ao processo.
d) é vedado ao Tribunal autorizar o juiz titular a residir fora da respectiva
comarca.
e) o número de juízes na unidade jurisdicional será proporcional à efetiva
demanda judicial e ao respectivo número de eleitores.
606926
Questão 8: FGV - TJ (TJ AL)/TJ AL/Judiciária/2018
Assunto: Do Estatuto da Magistratura (art. 93 da CF/1988)
João, Juiz de Direito, após participar de concurso de remoção, tornou-se titular
na Comarca X. Lá chegando, constatou que a Comarca Y, vizinha à X, tinha
melhor estrutura, contando com diversos hospitais e escolas de ótima qualidade,
do que carecia a Comarca X. Em razão desse quadro, solicitou ao órgão
competente do respectivo Tribunal de Justiça autorização para residir na
Comarca Y.

À luz da sistemática constitucional, o requerimento de João:


a) deve ser indeferido de plano, pois o juiz titular é obrigado a residir na
respectiva comarca;
b) pode vir a ser deferido pelo Tribunal de Justiça, que não está obrigado a
tanto;
c) não pode ser deferido, pois somente o Conselho Nacional de Justiça pode
autorizar o juiz a residir em outra comarca;
d) deve ser redirecionado ao Supremo Tribunal Federal, o qual, na condição de
órgão de cúpula, apreciá-lo-á;
e) deve ser indeferido de plano, pois o juiz titular pode residir onde melhor lhe
aprouver, mesmo sem autorização.
616820
Questão 9: FCC - AJ TRT6/TRT 6/Administrativa/2018
Assunto: Do Estatuto da Magistratura (art. 93 da CF/1988)
Acerca do que dispõe a Constituição Federal sobre a promoção de membros do
Poder Judiciário:
a) é obrigatória a promoção do juiz que figure por duas vezes consecutivas ou
três alternadas em lista de merecimento.
b) a promoção por merecimento pressupõe ao menos três anos de exercício na
respectiva entrância.
c) na apuração de antiguidade, o tribunal somente poderá recusar o juiz mais
antigo pelo voto fundamentado da maioria absoluta de seus membros.
d) a aferição do merecimento dá-se conforme o desempenho e pelos critérios
subjetivos no exercício da jurisdição.
e) não será promovido o juiz que, injustificadamente, retiver autos em seu
poder além do prazo legal, não podendo devolvê-los ao cartório sem o devido
despacho ou decisão.
618180
Questão 10: FCC - AJ TRT11/TRT 11/Administrativa/"Sem
Especialidade"/2017
Assunto: Do Estatuto da Magistratura (art. 93 da CF/1988)
Augusto exerce o cargo de juiz substituto há mais de cinco anos na mesma
entrância e, em razão de cumprir os requisitos necessários, teve seu nome
mencionado em lista de merecimento para a ocorrência de sua promoção para
outra entrância por três vezes consecutivas. A promoção por merecimento de
Augusto
a) poderá ser recusada pelo voto fundamentado de dois terços dos membros
do Senado Federal.
b) é facultativa, desde que integre a primeira quinta parte da lista de
antiguidade, salvo se não houver, com tais requisitos, quem aceite o lugar vago.
c) somente poderá ocorrer quando figurar por cinco vezes consecutivas na lista
de merecimento.
d) é obrigatória, desde que integre a primeira quinta parte da lista de
antiguidade, salvo se não houver, com tais requisitos, quem aceite o lugar vago.
e) apenas poderá ocorrer se tiver mais de dez anos de exercício da
magistratura, salvo se não houver, com tais requisitos, quem aceite o lugar vago.
455457
Questão 11: FCC - AJ TRT24/TRT 24/Apoio
Especializado/Biblioteconomia/2017
Assunto: Do Estatuto da Magistratura (art. 93 da CF/1988)
De acordo com a Constituição Federal, lei complementar, de iniciativa do
Supremo Tribunal Federal, disporá sobre o Estatuto da Magistratura, observados,
dentre outros princípios,
a) o ingresso na carreira, cujo cargo inicial será o de juiz de entrância
intermediária, mediante concurso público de provas e títulos, sem a participação
da Ordem dos Advogados do Brasil, exigindo-se do bacharel em direito, no
mínimo, cinco anos de atividade jurídica.
b) o ingresso na carreira, cujo cargo inicial será o de juiz substituto, mediante
concurso público de provas e títulos, sem a participação da Ordem dos
Advogados do Brasil, exigindo-se do bacharel em direito, no mínimo, dois anos
de atividade jurídica.
c) o ingresso na carreira, cujo cargo inicial será o de juiz substituto, mediante
concurso público de provas e títulos, com a participação da Ordem dos
Advogados do Brasil, exigindo-se do bacharel em direito, no mínimo, cinco anos
de atividade jurídica.
d) a promoção de entrância para entrância por antiguidade de três em três anos
e merecimento de ano em ano.
e) a promoção de entrância para entrância, alternadamente, por antiguidade e
merecimento, atendida às normas constitucionais.
477068
Questão 12: FGV - TDP (DPE RO)/DPE RO/Oficial de Diligência/2015
Assunto: Do Estatuto da Magistratura (art. 93 da CF/1988)
O Poder Judiciário é organizado em harmonia com as diretrizes estabelecidas
pela Constituição da República Federativa do Brasil, incluindo o modo de ingresso
na carreira e os critérios de promoção. A esse respeito, é correto afirmar que:
a) o acesso ao cargo de Desembargador do Tribunal de Justiça ocorre,
exclusivamente, a partir de promoção na carreira;
b) a promoção na carreira é definida, exclusivamente, pelo critério de
merecimento;
c) a unidade do Poder Judiciário permite que juízes vinculados aos Estados
sejam transferidos para a União;
d) os juízes comissionados são nomeados pelo Governador a partir de lista
tríplice formada pelo Tribunal de Justiça;
e) a promoção de juízes para o Tribunal de Justiça deve seguir, alternadamente,
os critérios de antiguidade e merecimento.
285137
Questão 13: FGV - TDP (DPE RO)/DPE RO/Técnico Administrativo/2015
Assunto: Do Estatuto da Magistratura (art. 93 da CF/1988)
O Tribunal de Justiça, enquanto órgão de cúpula do Poder Judiciário estadual,
está autorizado a praticar alguns atos que se projetam sobre a esfera jurídica
dos Juízes de Direito. É correto afirmar que pode:
a) determinar a redução da remuneração dos juízes no caso de baixa
produtividade, observadas as garantias do contraditório e da ampla defesa;
b) nomear ocupantes de cargo em comissão para o exercício temporário da
função de Juiz de Direito;
c) demitir o Juiz de Direito vitalício, no caso de infração disciplinar, após regular
processo administrativo, observadas as garantias do contraditório e da ampla
defesa;
d) remover o Juiz de Direito, por motivo de interesse público, pela maioria
absoluta do respectivo Tribunal, assegurada ampla defesa;
e) transferir o Juiz de Direito para outro Estado da Federação sempre que o
interesse público o exigir, observada a garantia do contraditório.
285161
Questão 14: FGV - AJ (TJ BA)/TJ BA/Administrativa/"Sem Especialidade"/2015
Assunto: Do Estatuto da Magistratura (art. 93 da CF/1988)
A respeito dos juízes, pode-se afirmar que:
a) sempre residirão na comarca em que exercem suas funções regulares,
devendo solicitar ao Tribunal a que estão vinculados qualquer mudança de
endereço;
b) possuem a garantia da vitaliciedade, o que lhes assegura o direito de
exercerem a função enquanto o desejarem ou até que a percam por força de
sentença judicial transitada em julgado;
c) podem ser promovidos por antiguidade, sendo possível a recusa do juiz mais
antigo, pelo Tribunal a que estão vinculados, observado o quórum e o
procedimento próprios, bem como a ampla defesa;
d) possuem a garantia da inamovibilidade, o que impede que sejam removidos
compulsoriamente do órgão no qual estejam exercendo suas funções regulares;
e) o seu acesso aos Tribunais de segundo grau dar-se-á exclusivamente pelo
critério de antiguidade, a ser apurado na última ou única entrância da carreira.
321661
Questão 15: FGV - Tec Proc (PGE RO)/PGE RO/"Sem Especialidade"/2015
Assunto: Do Estatuto da Magistratura (art. 93 da CF/1988)
Na organização dos órgãos judiciais, a Constituição da República Federativa do
Brasil permite a implantação de certas medidas com o objetivo de agilizar o
serviço prestado à população. A esse respeito, é correto afirmar que os servidores
receberão delegação para a prática de atos:
a) decisórios que não dependam de motivação;
b) de administração da serventia judicial;
c) de mero expediente de caráter decisório;
d) de administração de natureza regulamentar;
e) de mero expediente de natureza disciplinar.
323578
Questão 16: FCC - TJ TRT16/TRT 16/Administrativa/2014
Assunto: Do Estatuto da Magistratura (art. 93 da CF/1988)
Mário é Juiz do Tribunal de Justiça do Maranhão, ocupando atualmente o cargo
de Juiz Titular de determinada Vara Cível da Comarca de São Luís, figurando
como o Magistrado mais antigo na Lista de Antiguidade na sua entrância. Aberto
concurso de promoção para o cargo de Desembargador do Tribunal de Justiça
do Estado do Maranhão pelo critério de antiguidade, o tribunal somente poderá
recusar o juiz mais antigo pelo voto
a) fundamentado de no mínimo dois terços de seus membros, conforme
procedimento próprio, e assegurada ampla defesa.
b) fundamentado da maioria simples de seus membros, conforme procedimento
próprio, e assegurada ampla defesa.
c) de no mínimo dois terços de seus membros, mediante procedimento próprio
e com voto secreto.
d) fundamentado de no mínimo metade de seus membros, conforme
procedimento próprio, e assegurada ampla defesa.
e) da maioria simples de seus membros, mediante procedimento próprio e com
voto secreto.
200698
Questão 17: VUNESP - AuxJ (TJ PA)/TJ PA/"Sem Área"/2014
Assunto: Do Estatuto da Magistratura (art. 93 da CF/1988)
A propósito das regras relativas ao Poder Judiciário, a Constituição Federal
estabelece que os servidores receberão delegação para a prática de
a) atos administrativos internos e atos judiciais de qualquer espécie desde que
autorizados expressamente pelo juiz.
b) atos de administração e atos de mero expediente sem caráter decisório.
c) atos judiciais de pequena relevância, limitados à primeira instância.
d) atos exclusivamente administrativos internos.
e) atos administrativos e decisões singulares a pedido do juiz da causa.
263701
Questão 18: VUNESP - AJ (TJ PA)/TJ PA/Direito/2014
Assunto: Do Estatuto da Magistratura (art. 93 da CF/1988)
Sobre a disciplina do Poder Judiciário na Constituição Federal de 1988, é correto
afirmar que
a) as custas e emolumentos serão destinados ao custeio dos serviços afetos às
atividades específicas da Justiça e dos cartórios extrajudiciais.
b) as decisões administrativas dos tribunais serão motivadas e em sessão
pública, sendo as disciplinares tomadas pelo voto da maioria absoluta de seus
membros.
c) declarada a inconstitucionalidade por omissão, será o Poder Legislativo
notificado para editar o ato normativo em 180 (cento e oitenta) dias.
d) somente pelo voto de três quintos de seus membros poderão os tribunais
declarar a inconstitucionalidade de lei ou ato normativo do Poder Público.
e) a atividade jurisdicional será ininterrupta, com exceção das férias coletivas
nos juízos e tribunais de segundo grau, que poderá ocorrer uma única vez por
ano.
264073
Questão 19: CESPE - TJ STJ/STJ/Administrativa/2018
Assunto: Do quinto constitucional (art. 94 da CF/1988)
A respeito do que dispõe a Constituição Federal de 1988 (CF) sobre o regime
jurídico da administração pública e o Poder Judiciário, julgue o item seguinte.

Um quinto das vagas de magistrados de todos os tribunais superiores é destinado


a membros da advocacia, eleitos por meio de lista tríplice indicada pela Ordem
dos Advogados do Brasil.
Certo
Errado
625554
Questão 20: FCC - AJ TRF3/TRF 3/Apoio Especializado/Biblioteconomia/2016
Assunto: Do quinto constitucional (art. 94 da CF/1988)
Quanto à composição de Tribunais é correto afirmar:
a) A participação de membros do Ministério Público e da Advocacia nos
Tribunais Regionais Federais, nos Tribunais de Justiça e no Superior Tribunal de
Justiça é obrigatória por conta da regra do quinto constitucional.
b) O Superior Tribunal de Justiça é integrado, em parte de seus quadros, por
Desembargadores Federais, que a ele são alçados por meio de promoção, que
alterna os critérios de antiguidade e de merecimento.
c) A regra de participação paritária de advogados e membros do Ministério
Público é aplicável a todos os Tribunais, à exceção do Supremo Tribunal Federal.
d) O Superior Tribunal de Justiça é integrado, obrigatoriamente, por 33
Ministros, sendo um terço por cidadãos com mais de 35 e menos de 65 anos de
idade, de reputação ilibada e de notório saber jurídico, indicados pelo Presidente
da República após aprovação pelo Senado Federal.
e) O Superior Tribunal de Justiça poderá ter a sua composição ampliada para
além de 33 Ministros, devendo, no entanto, observar sempre a proporcionalidade
entre seus integrantes prevista pela Constituição Federal.
358631
Questão 21: FGV - TJ (TJ AL)/TJ AL/Judiciária/2018
Assunto: Das garantias e vedações (poder judiciário, art. 95 da CF/1988)
As garantias atribuídas ao Judiciário possuem relevante papel no cenário da
tripartição de Poderes, pois asseguram a necessária independência ao
magistrado, que poderá decidir livremente, sem se abalar com qualquer tipo de
pressão que venha dos outros Poderes.

De acordo com o texto das Constituições Estadual de Alagoas e Federal, os juízes


gozam da garantia da:
a) vitaliciedade, que, no primeiro grau, só será adquirida após três anos de
exercício, dependendo a perda do cargo, nesse período, de deliberação do
Tribunal de Justiça, e, nos demais casos, de sentença judicial transitada em
julgado;
b) estabilidade, adquirida pelos magistrados após três anos de efetivo exercício,
de maneira que, após tal período, só podem perder o cargo em virtude de
sentença judicial transitada em julgado;
c) inamovibilidade, salvo por motivo de interesse público, por voto da maioria
absoluta do Tribunal de Justiça ou do Conselho Nacional de Justiça, assegurada
a ampla defesa;
d) irredutibilidade de vencimentos, com remuneração não superior a noventa
por cento do subsídio dos Ministros do Supremo Tribunal Federal;
e) autonomia financeira, cabendo-lhes promover a fiscalização contábil,
orçamentária, operacional e patrimonial das entidades da administração direta e
indireta.
616788
Questão 22: FCC - AJ TRT2/TRT 2/Administrativa/"Sem Especialidade"/2018
Assunto: Das garantias e vedações (poder judiciário, art. 95 da CF/1988)
Suponha que o Presidente do Supremo Tribunal Federal encaminhou ao
Congresso Nacional projeto de lei complementar dispondo sobre o Estatuto da
Magistratura, no qual se prevê autorização para que a lei destine aos juízes, a
título de vantagem financeira devida em razão do exercício da função
jurisdicional, o valor de 1% das custas judiciais recolhidas pelas partes no
processo, sendo devido o respectivo pagamento quando do término de cada
processo. O projeto ainda atribui ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ) a
competência para autorizar que juízes em atividade se candidatem a cargos
políticos eletivos. Além disso, consta da proposta a vedação do exercício da
advocacia no juízo ou tribunal do qual os juízes tenham se afastado, antes de
decorridos três anos do afastamento do cargo por aposentadoria ou exoneração.
Nessa situação, o referido projeto de lei complementar mostra-se
a) incompatível com a Constituição Federal, apenas porque não poderia ter sido
encaminhado pelo Presidente do Supremo Tribunal Federal e por ser vedada a
concessão da vantagem financeira que se pretende instituir em favor dos juízes.
b) incompatível com a Constituição Federal, apenas porque é vedada a
concessão da vantagem financeira que se pretende instituir em favor dos juízes
e por ser permitido o exercício da advocacia nas condições em que o projeto
pretende impedir.
c) incompatível com a Constituição Federal, apenas porque é livre aos juízes,
independentemente de autorização do CNJ, o exercício de mandato político junto
ao Poder Legislativo, embora lhes seja vedado exercer cargos políticos junto ao
Poder Executivo.
d) incompatível com a Constituição Federal, apenas porque é vedada a
concessão da vantagem financeira que se pretende instituir em favor dos juízes
e por ser-lhes vedado o exercício de atividade político-partidária.
e) compatível com a Constituição Federal em todos os seus aspectos.
653989
Questão 23: FCC - AJ TRE SP/TRE SP/Administrativa/"Sem
Especialidade"/2017
Assunto: Das garantias e vedações (poder judiciário, art. 95 da CF/1988)
A respeito de magistrados e membros do Ministério Público, à luz da Constituição
da República, considere:

I. É vedado a magistrados receber, a qualquer título e sob qualquer pretexto,


honorários, percentagens ou custas processuais, diferentemente do que ocorre
em relação a membros do Ministério Público, para os quais se admitem exceções
previstas em lei.

II. É assegurada, tanto a magistrados quanto a membros do Ministério Público,


inamovibilidade, salvo por motivo de interesse público, hipótese em que a
remoção poderá ser determinada, desde que mediante decisão do órgão
colegiado competente, pelo voto de dois terços de seus membros.

III. É vedado, tanto a magistrados quanto a membros do Ministério Público,


exercer a advocacia no juízo ou tribunal do qual se afastaram, antes de
decorridos três anos do afastamento do cargo por aposentadoria ou exoneração.

IV. Juízes estaduais e membros do Ministério Público dos Estados serão julgados
perante os Tribunais de Justiça, nos crimes comuns e de responsabilidade,
ressalvada a competência da Justiça Eleitoral.

Está correto o que consta APENAS em


a) I e II.
b) III e IV.
c) I, II e III.
d) II, III e IV.
e) I e IV.
460640
Questão 24: IBFC - AJ (TJ PE)/TJ PE/Apoio Especializado/Contador/2017
Assunto: Das garantias e vedações (poder judiciário, art. 95 da CF/1988)
Com base na Constituição Federal. Art. 92 a 100. Do Poder Judiciário, assinale a
alternativa incorreta:

Aos juízes é vedado:


a) Exercer, ainda que em disponibilidade, outro cargo ou função, salvo uma de
magistério
b) Receber, a qualquer título ou pretexto, custas ou participação em processo
c) Dedicar-se à atividade político-partidária
d) Receber, a qualquer título ou pretexto, auxílios ou contribuições de pessoas
físicas, entidades públicas ou privadas, ressalvadas as exceções previstas em lei
e) Exercer a advocacia no juízo ou tribunal do qual se afastou, antes de
decorridos cinco anos do afastamento do cargo por aposentadoria ou exoneração
540525
Questão 25: CONSULPLAN - Of Jud (TJ MG)/TJ MG/Comissário da Infância e
da Juventude/2017
Assunto: Das garantias e vedações (poder judiciário, art. 95 da CF/1988)
A Constituição Federal de 1988 dispõe que a vitaliciedade e a inamovibilidade são
garantias
a) de todos os servidores públicos.
b) apenas dos servidores do Poder Judiciário.
c) dos policiais civis e militares.
d) dos juízes e promotores.
553950
Questão 26: CESPE - AJ TRF1/TRF 1/Administrativa/2017
Assunto: Das garantias e vedações (poder judiciário, art. 95 da CF/1988)
A respeito do Poder Judiciário e das funções essenciais à justiça, julgue o item
que se segue.

Os juízes adquirem vitaliciedade após dois anos de exercício; esse direito não
depende de participação em curso oficial ou em curso reconhecido por escola
nacional de formação e aperfeiçoamento de magistrados.
Certo
Errado
561966
Questão 27: CESPE - AJ TRE TO/TRE TO/Administrativa/"Sem
Especialidade"/2017
Assunto: Das garantias e vedações (poder judiciário, art. 95 da CF/1988)
É permitido ao magistrado
a) receber contribuições de entidades privadas a título gratuito.
b) exercer qualquer outro cargo, caso tenha disponibilidade durante o exercício
da magistratura.
c) receber participação em processo no qual tenha atuado em substituição a juiz
que se encontrava no gozo de férias.
d) advogar perante juízo do qual tenha sido afastado por exoneração, desde que
decorridos três anos do afastamento.
e) envolver-se em atividades político-partidárias, desde que comunique à
presidência do respectivo tribunal.

566107
Questão 28: CESPE - TJ TRT8/TRT 8/Administrativa/2016
Assunto: Das garantias e vedações (poder judiciário, art. 95 da CF/1988)
Com referência à estrutura e ao funcionamento do Poder Judiciário, assinale a
opção correta.
a) Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) são nomeados pelo
presidente da República após aprovação do Congresso Nacional.
b) É permitido aos servidores do Poder Judiciário cumprir atos de expediente,
sendo-lhes vedado realizar atos administrativos.
c) O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) é órgão do Poder Executivo, embora
atue como instância correcional do Poder Judiciário.
d) São garantias da magistratura a inamovibilidade, a irredutibilidade de
subsídios e a vitaliciedade.
e) O Tribunal de Contas da União é órgão superior do Poder Judiciário.
335703
Questão 29: UFMT - AJ (TJ MT)/TJ MT/Direito/2016
Assunto: Das garantias e vedações (poder judiciário, art. 95 da CF/1988)
No que diz respeito ao Poder Judiciário, assinale a afirmativa correta.
a) Ao juiz é vedado o exercício da advocacia no juízo ou tribunal do qual se
afastou antes de transcorridos dois anos do afastamento do cargo por
aposentadoria ou exoneração.
b) Ao juiz é vedado o exercício de outro cargo ou função, ainda que em
disponibilidade, salvo as de magistério e as atividades político-partidárias.
c) Os atos de remoção, disponibilidade e aposentadoria do juiz por interesse
público se fundarão em decisão por maioria simples do respectivo tribunal,
assegurada ampla defesa.
d) As decisões administrativas dos tribunais serão motivadas, em sessão
pública, sendo as disciplinares por maioria absoluta dos respectivos membros.
352734
Questão 30: FCC - Ana (CNMP)/CNMP/Apoio Técnico Administrativo/Controle
Interno/2015
Assunto: Das garantias e vedações (poder judiciário, art. 95 da CF/1988)
Nos termos da Constituição da República, são vedados tanto aos magistrados
quanto aos membros do Ministério Público:
a) exercício de atividade político-partidária; e participação em sociedade
comercial.
b) exercício da advocacia, antes de decorridos dois anos do afastamento do
cargo por aposentadoria ou exoneração; e participação em sociedade comercial.
c) exercício de atividade político-partidária; e exercício da advocacia, antes de
decorridos dois anos do afastamento do cargo por aposentadoria ou exoneração.
d) participação em sociedade comercial; recebimento, a qualquer título ou
pretexto, de auxílios ou contribuições de pessoas físicas, entidades públicas ou
privadas.
e) recebimento, a qualquer título ou pretexto, de custas processuais; e exercício
de atividade político-partidária.
259341
Questão 31: FGV - TJ Aux (TJ SC)/TJ SC/2015
Assunto: Das garantias e vedações (poder judiciário, art. 95 da CF/1988)
Determinado desembargador, após verificar que certo Juiz de Direito vinha
descumprindo a Constituição em reiteradas decisões, determinou, em contato
telefônico, que o magistrado de primeira instância não mais agisse dessa
maneira, pois tal proceder era extremamente negativo para a imagem do Poder
Judiciário. O Juiz de Direito afirmou que não atenderia essa determinação, já que
tinha independência funcional e nada poderia ser feito contra ele. O
desembargador, por sua vez, rebateu afirmando que a Constituição da República
não atribuiu essa garantia, de maneira expressa, aos magistrados, afirmativa que
está absolutamente correta. À luz desse quadro, é correto afirmar que:
a) os magistrados não possuem independência funcional, já que a Constituição
da República não lhes outorgou expressamente essa garantia, o que denota a
juridicidade da determinação do desembargador;
b) o Juiz de Direito somente possui independência funcional enquanto agir em
harmonia com a ordem jurídica, o que indica a plena juridicidade da determinação
do desembargador;
c) a independência funcional dos magistrados, além de ínsita na concepção de
Poder Judiciário, também decorre das demais garantias outorgadas pela ordem
constitucional, o que indica a injuridicidade da ordem do desembargador;
d) o Poder Judiciário é estruturado com base no princípio da hierarquia, o que
permite que órgão superior reforme as decisões de órgão inferior, daí decorrendo
a juridicidade da conduta do desembargador;
e) com base no princípio da colegialidade, não seria possível que um
desembargador, isoladamente, expedisse determinação dessa natureza,
possibilidade só assegurada a uma Câmara ou ao Tribunal Pleno.
278751
Questão 32: FCC - TJ TRT9/TRT 9/Administrativa/"Sem Especialidade"/2015
Assunto: Das garantias e vedações (poder judiciário, art. 95 da CF/1988)
Sobre as garantias constitucionais que gozam os juízes e sobre as vedações as
quais estão submetidos, é correto afirmar que
a) a vitaliciedade é adquirida na posse.
b) a irredutibilidade de subsídio é absoluta.
c) podem exercer atividade político-partidária.
d) podem ser submetidos a ato de remoção por motivo de interesse público.
e) podem exercer qualquer outro cargo ou função se estiverem em
disponibilidade.
326408
Questão 33: FCC - AJ TRT9/TRT 9/Judiciária/Oficial de Justiça Avaliador
Federal/2015
Assunto: Das garantias e vedações (poder judiciário, art. 95 da CF/1988)
Ademar, regularmente aprovado em concurso público de provas e títulos para o
cargo de Juiz do Trabalho, é nomeado e toma posse formal no cargo. No entanto,
deixa de entrar no exercício das funções no prazo previsto em lei.

Ante tal circunstância, a autoridade competente deverá


a) determinar a respectiva exoneração de Ademar, por abandono do cargo.
b) instaurar investigação administrativa para a apuração dos fatos.
c) tornar sem efeito os atos de nomeação e posse de Ademar, declarando a
vacância do cargo.
d) intimar Ademar para o imediato início do exercício funcional, sob pena de não
ser vitaliciado.
e) determinar a demissão de Ademar a bem do serviço público.
326496
Questão 34: FCC - TJ TRT2/TRT 2/Administrativa/Segurança/2014
Assunto: Das garantias e vedações (poder judiciário, art. 95 da CF/1988)
Relativamente ao Poder Judiciário, é correto afirmar:
a) Todas as decisões e todos os julgamentos dos órgãos do Poder Judiciário de
segunda instância serão públicos, sob pena de nulidade.
b) Os juízes gozam da garantia de vitaliciedade, que no primeiro grau, só será
adquirida após três anos de exercício.
c) A atividade jurisdicional será ininterrupta, com exceção das férias coletivas
nos juízos e tribunais de segundo grau, período em que o atendimento será
transferido à primeira instância.
d) Os servidores receberão delegação para a prática de atos de administração e
atos de mero expediente sem caráter decisório.
e) Aos juízes é vedado exercer a advocacia no juízo ou tribunal do qual se
afastou antes de decorridos cinco anos do afastamento por aposentadoria ou
exoneração.
170527
Questão 35: FCC - TJ TRT2/TRT 2/Administrativa/"Sem Especialidade"/2018
Assunto: Competências privativas (poder judiciário, art. 96 da CF/1988)
Suponha que o Presidente da República encaminhe projeto de lei à Câmara dos
Deputados que prevê (i) a criação de um Tribunal Regional do Trabalho; (ii) o
aumento do número de membros dos Tribunais Regionais do Trabalho e (iii) o
aumento da remuneração dos servidores integrantes de serviços auxiliares do
Tribunal Superior do Trabalho. Considerando as normas constitucionais que
tratam sobre a iniciativa para a apresentação de projetos de lei, a proposição
legislativa em comento
a) encontra-se em conformidade com a Constituição Federal, uma vez que o
Presidente da República tem iniciativa legislativa para apresentar projeto de lei
que disponha sobre todos os temas que são objeto da proposta, ainda que o
Tribunal Superior do Trabalho também possa apresentar projeto de lei sobre a
mesma matéria.
b) é incompatível com a Constituição Federal no que toca a todos os temas nela
tratados, uma vez que apenas poderiam ser objeto de proposta do Tribunal
Superior do Trabalho.
c) é incompatível com a Constituição Federal apenas no que toca ao aumento
de remuneração dos servidores integrantes de serviços auxiliares do Tribunal
Superior do Trabalho, uma vez que essa matéria somente pode ser objeto de
proposta do próprio Tribunal.
d) é incompatível com a Constituição Federal apenas no que toca ao aumento
do número de membros dos Tribunais Regionais do Trabalho, uma vez que essa
matéria somente pode ser objeto de proposta do Tribunal Regional do Trabalho
nela interessado diretamente.
e) é incompatível com a Constituição Federal apenas no que toca à criação de
um Tribunal Regional do Trabalho, uma vez que essa matéria somente pode ser
objeto de proposta do Tribunal Superior do Trabalho.
654082
Questão 36: FCC - AJ TRT9/TRT 9/Apoio Especializado/Tecnologia da
Informação/2015
Assunto: Competências privativas (poder judiciário, art. 96 da CF/1988)
Julgar os juízes estaduais, bem como os membros do Ministério Público, nos
crimes comuns e de responsabilidade, ressalvada a competência da Justiça
Eleitoral, compete
a) ao Supremo Tribunal Federal, privativamente.
b) ao Supremo Tribunal Federal e ao Superior Tribunal de Justiça,
concorrentemente.
c) ao Superior Tribunal de Justiça, privativamente.
d) ao Superior Tribunal de Justiça e aos Tribunais de Justiça, concorrentemente.
e) aos Tribunais de Justiça, privativamente.
326678
Questão 37: FUNDATEC - Ana Tec ((DPE SC)/DPE SC/2018
Assunto: Reserva de Plenário (poder judiciário, art. 97 da CF/1988)
Quanto à Cláusula de reserva do artigo 97 da Constituição Federal, analise as
seguintes assertivas:

I. A inconstitucionalidade de qualquer ato normativo estatal só pode ser


declarada pelo voto da maioria absoluta dos membros presentes ao julgamento
ou onde houver, dos integrantes do respectivo órgão especial, sob pena de
nulidade absoluta do julgamento.

II. A cláusula de reserva de plenário atua como verdadeira condição de eficácia


jurídica da própria declaração jurisdicional de inconstitucionalidade dos atos do
poder Público.

III. A cláusula de reserva de plenário se aplica para todos os tribunais, na via


difusa, e para o Supremo Tribunal Federal, também no controle concentrado.

Quais estão corretas?


a) Apenas I.
b) Apenas II.
c) Apenas III.
d) Apenas II e III.
e) I, II e III.
576316
Questão 38: FGV - AJ (TJ AL)/TJ AL/Judiciária/2018
Assunto: Reserva de Plenário (poder judiciário, art. 97 da CF/1988)
A Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado Gama reconheceu,
incidentalmente, pela unanimidade dos seus membros, a inconstitucionalidade
da Lei Federal X, e deixou de aplicá-la no julgamento do recurso de apelação
submetido à sua apreciação.

À luz da sistemática constitucional e considerando ter sido esse o primeiro


acórdão proferido pelo Poder Judiciário brasileiro reconhecendo a
inconstitucionalidade da Lei Federal X, o procedimento adotado pela Câmara
está:
a) certo, pois a inconstitucionalidade ainda não tinha sido reconhecida por
nenhum órgão do Poder Judiciário;
b) certo, pois a inconstitucionalidade foi reconhecida pela unanimidade dos
desembargadores que a integram;
c) errado, pois os órgãos do Tribunal de Justiça somente podem reconhecer a
inconstitucionalidade de leis estaduais ou municipais;
d) errado, pois a inconstitucionalidade deve ser reconhecida pela maioria
absoluta dos membros do Tribunal ou do respectivo Órgão Especial;
e) errado, pois o processo deveria ter sido suspenso até que o Supremo Tribunal
Federal se pronunciasse sobre a inconstitucionalidade.
616488
Questão 39: FGV - AJ TRT12/TRT 12/Judiciária/"Sem Especialidade"/2017
Assunto: Reserva de Plenário (poder judiciário, art. 97 da CF/1988)
Após regular processamento, determinada Turma de Tribunal Regional do
Trabalho, ao apreciar o recurso interposto pela parte vencida, não visualizou vício
de inconstitucionalidade na norma que embasava o pedido do trabalhador,
mantendo, com isso, a condenação imposta pela Vara do Trabalho justamente
com base na referida norma. Insatisfeito com o acórdão, o empregador sustentou
a existência de equívoco procedimental, já que não observada a regra do art. 97
da Constituição Federal de 1988 e a interpretação que lhe vem sendo dispensada
pelo Supremo Tribunal Federal.

À luz da sistemática constitucional, é correto afirmar que o proceder da Turma,


no que diz respeito à análise da constitucionalidade da norma, está:
a) correto, pois o controle difuso de constitucionalidade é realizado por qualquer
órgão jurisdicional, que pode deixar de aplicar a norma inconstitucional;
b) incorreto, pois o controle difuso de constitucionalidade somente poderia ser
realizado pelos juízes singulares, não pela Turma, que realiza o controle
concentrado;
c) correto, pois a Turma não reconheceu o vício de inconstitucionalidade da
norma, limitando-se a aplicá-la ao caso concreto;
d) incorreto, pois a Turma, em respeito à reserva de plenário, não poderia
realizar o controle difuso de constitucionalidade, devendo submeter a matéria ao
pleno;
e) correto, desde que o acórdão prolatado pela Turma tenha contado com o
voto favorável de dois terços dos respectivos membros.
514771
Questão 40: CESPE - AJ TRF1/TRF 1/Judiciária/"Sem Especialidade"/2017
Assunto: Reserva de Plenário (poder judiciário, art. 97 da CF/1988)
A respeito do controle de constitucionalidade no Brasil e das competências do
Supremo Tribunal Federal, julgue o seguinte item.

Órgão fracionário de tribunal que afaste a incidência, no todo ou em parte, de lei


ou ato normativo, ainda que não declare expressamente a sua
inconstitucionalidade, violará a cláusula de reserva de plenário.
Certo
Errado
562005
Questão 41: CESPE - AJ TRF1/TRF 1/Judiciária/Oficial de Justiça Avaliador
Federal/2017
Assunto: Reserva de Plenário (poder judiciário, art. 97 da CF/1988)
Acerca do Poder Judiciário, julgue o item que se segue.

No exercício do controle difuso de constitucionalidade, o tribunal que, em decisão


de órgão fracionário, afastar a incidência, em parte, de ato normativo do poder
público, sem declarar expressamente a sua inconstitucionalidade, violará cláusula
de reserva de plenário.
Certo
Errado
562780
Questão 42: CESPE - AJ TJDFT/TJDFT/Judiciária/Oficial de Justiça Avaliador
Federal/2015
Assunto: Reserva de Plenário (poder judiciário, art. 97 da CF/1988)
A respeito do controle de constitucionalidade e da cláusula de reserva de
plenário, julgue o item seguinte, à luz do entendimento do STF.

O STF, mitigando norma constitucional, entende que é dispensável a submissão


da demanda judicial à regra da reserva de plenário quando a decisão do tribunal
basear-se em jurisprudência do plenário ou em súmula do STF.
Certo
Errado
319320
Questão 43: FGV - AJ (TJ PI)/TJ PI/Administrativa/Analista Judicial/2015
Assunto: Reserva de Plenário (poder judiciário, art. 97 da CF/1988)
Ao julgar determinado recurso de apelação, uma Câmara Cível do Tribunal de
Justiça entendeu que a norma estadual que embasava a pretensão do autor
destoava da Constituição Federal. À luz da sistemática constitucional vigente, é
correto afirmar que a Câmara Cível deveria:
a) realizar o controle difuso de constitucionalidade e declarar, com eficácia para
o caso concreto, a inconstitucionalidade da norma estadual;
b) encaminhar os autos ao Tribunal Pleno para que este, realizando o controle
difuso, decida sobre a constitucionalidade, ou não, da norma estadual;
c) realizar o controle concentrado de constitucionalidade e declarar, com
eficácia erga omnes, a inconstitucionalidade da norma estadual;
d) encaminhar os autos ao Tribunal Pleno para que este, realizando o controle
concentrado, decida sobre a constitucionalidade, ou não, da norma estadual;
e) suspender o julgamento até que o Supremo Tribunal Federal, guardião da
Constituição, decida sobre a validade, ou não, da norma estadual.
341781
Questão 44: FCC - Tec (DPE RS)/DPE RS/Administrativa/2017
Assunto: Juizados Especiais e Justiça de Paz (art. 98 da CF/1988)
A Constituição Federal prescreve que serão criados juizados especiais
a) competentes para as infrações penais de menor potencial ofensivo, devendo
o julgamento de recursos contra as sentenças ser realizado por turmas de juízes
de segundo grau.
b) competentes para as infrações penais de menor potencial ofensivo, vedando
a transação em processos criminais.
c) vinculados aos tribunais estaduais, vedando a criação de juizados especiais
federais para o julgamento de causas em que a União seja parte.
d) que poderão ser integrados por juízes togados, ou togados e leigos,
competentes para a conciliação, o julgamento e a execução de causas cíveis de
menor complexidade e infrações penais de menor potencial ofensivo.
e) que poderão ser integrados por cidadãos eleitos pelo voto direto, universal e
secreto, aos quais foi garantida a vitaliciedade.
547001
Questão 45: FCC - AJ TRT24/TRT 24/Judiciária/"Sem Especialidade"/2017
Assunto: Autonomia Administrativa e Financeira (poder judiciário, art. 99 da
CF/1988)
De acordo com a Constituição Federal, ao Poder Judiciário é assegurada
autonomia administrativa e financeira, sendo que os tribunais elaborarão suas
propostas orçamentárias dentro dos limites estipulados conjuntamente com os
demais Poderes na lei de diretrizes orçamentárias. Se essas propostas
orçamentárias forem encaminhadas em desacordo com os limites estipulados
pela Constituição Federal, o Poder Executivo
a) devolverá a proposta para o Poder Judiciário para revisão e adequação no
prazo máximo de sessenta dias.
b) devolverá a proposta para o Poder Judiciário para revisão e adequação no
prazo máximo de trinta dias.
c) procederá aos ajustes necessários para fins de consolidação da proposta
orçamentária anual.
d) encaminhará a proposta para o Tribunal de Contas da União que deverá
tomar as medidas corretivas e proceder aos ajustes necessários para fins de
consolidação da proposta orçamentária anual no prazo máximo de noventa dias.
e) devolverá a proposta para o Poder Judiciário para revisão e adequação no
prazo máximo de noventa dias.
476825
Questão 46: FCC - AJ TRT3/TRT 3/Judiciária/Oficial de Justiça Avaliador
Federal/2015
Assunto: Autonomia Administrativa e Financeira (poder judiciário, art. 99 da
CF/1988)
Ao tratar da autonomia do Poder Judiciário, a Constituição Federal estabelece
que
a) cabe a cada um dos Tribunais Regionais do Trabalho encaminhar proposta
orçamentária ao Poder Executivo, dentro dos limites estipulados pelo Poder
Judiciário conjuntamente com os demais Poderes na Lei de Diretrizes
Orçamentárias.
b) caso os Tribunais competentes não encaminhem as respectivas propostas
orçamentárias dentro do prazo legal, o Poder Executivo considerará, para fins de
consolidação da proposta orçamentária anual, os valores aprovados na lei
orçamentária vigente, ajustados de acordo com os limites estipulados na Lei de
Diretrizes Orçamentárias.
c) cabe ao Supremo Tribunal Federal a iniciativa de proposta de emenda
constitucional que vise a ampliar as competências do Conselho Nacional de
Justiça.
d) cabe privativamente ao Conselho Nacional de Justiça a iniciativa de projeto
de lei complementar dispondo, entre outros assuntos, sobre o ingresso na
carreira de magistrado e a promoção de entrância.
e) a proposta de criação de Tribunais Regionais do Trabalho, de alteração do
número de seus membros, bem como de criação, extinção de seus cargos e a
respectiva remuneração deve ser apresentada ao Poder Legislativo Federal
privativamente pelo Supremo Tribunal Federal.
292683
Questão 47: FCC - AJ TRT6/TRT 6/Administrativa/2018
Assunto: Dos Precatórios (art. 100 da CF/1988)
À luz do que dispõe a Constituição Federal quanto ao regime de precatórios
judiciais,
a) a seu critério exclusivo e na forma de lei, a União poderá assumir débitos,
oriundos de precatórios, de Estados, Distrito Federal e Municípios, refinanciando-
os diretamente.
b) a União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios aferirão mensalmente,
em base anual, o comprometimento de suas respectivas receitas correntes
líquidas com o pagamento de precatórios, excluídas as obrigações de pequeno
valor.
c) é permitida, desde que por uma única vez, a expedição de precatórios
complementares ou suplementares de valor pago, bem como o fracionamento,
repartição ou quebra do valor da execução para fins de enquadramento em
obrigações definidas em leis como de pequeno valor.
d) os pagamentos devidos pelas Fazendas Públicas Federal, Estaduais, Distrital
e Municipais, em virtude de sentença judiciária, far-se-ão exclusivamente na
ordem decrescente de valores.
e) os presidentes dos tribunais que, por ato comissivo ou omissivo, retardarem
ou tentarem frustrar a liquidação regular de precatórios, não poderão ser
processados por crime de responsabilidade, haja vista que a sua responsabilidade
será averiguada perante o Conselho Nacional de Justiça.
618178
Questão 48: CESPE - AJ TRF1/TRF 1/Administrativa/2017
Assunto: Dos Precatórios (art. 100 da CF/1988)
A respeito do Poder Judiciário e das funções essenciais à justiça, julgue o item
que se segue.

Os pagamentos devidos pelas fazendas públicas dos entes federados, em virtude


de sentença judiciária, deverão ser efetuados exclusivamente na ordem
cronológica de apresentação dos precatórios; são de natureza administrativa as
decisões dos tribunais proferidas no cumprimento dos precatórios judiciais.
Certo
Errado
561968
Questão 49: CESPE - TJ TRF1/TRF 1/Administrativa/"Sem Especialidade"/2017
Assunto: Dos Precatórios (art. 100 da CF/1988)
Acerca do Poder Judiciário, julgue o item a seguir.

O presidente do tribunal competente que, por ação ou omissão, retardar a regular


liquidação de precatório cometerá crime de responsabilidade.
Certo
Errado
562952
Questão 50: IADES - AJ TRE PA/TRE PA/Apoio Especializado/Engenharia
Elétrica/2014
Assunto: Dos Precatórios (art. 100 da CF/1988)
Os pagamentos devidos pelas Fazendas Públicas Federal, Estaduais, Distrital e
Municipais, em virtude de sentença judiciária, mereceram destaque na
Constituição Federal. A propósito do tema, assinale a alternativa correta.
a) Os débitos de natureza alimentícia compreendem aqueles decorrentes de
salários, vencimentos, proventos, pensões e suas complementações, benefícios
previdenciários e indenizações por morte ou por invalidez, fundadas em
responsabilidade civil, em virtude de sentença judicial transitada em julgado e
serão pagos, em qualquer hipótese, com preferência sobre outros débitos.
b) O credor não poderá ceder, total ou parcialmente, seus créditos em
precatórios a terceiros, sem a concordância do devedor.
c) Os pagamentos devidos pelas Fazendas Públicas Federal, Estaduais, Distrital
e Municipais, em virtude de sentença judiciária, far-se-ão exclusivamente na
ordem cronológica de apresentação dos precatórios e à conta dos créditos
respectivos, proibida, em qualquer caso, o fracionamento daqueles.
d) A União poderá assumir, observados os requisitos constitucionais, débitos
oriundos de precatórios, de Estados, Distrito Federal e Municípios, refinanciando-
os diretamente.
e) O presidente do tribunal competente que, por ato comissivo ou omissivo,
retardar ou tentar frustrar a liquidação regular de precatórios incorrerá em crime
de responsabilidade e responderá, também, perante a corregedoria do seu
tribunal, sendo o julgamento feito pelo órgão especial deste, sendo vedada a
participação daquela autoridade nos seus atos.
193955

Gabarito
1) B 2) D 3) B 4) A 5) A 6) E 7) B8) B 9) E 10) D 11) E 12) E 13) D
14) C15) B 16) A 17) B 18) B 19) Errado 20) E 21) C22) D 23) B 24) E
25) D 26) Errado 27) D 28) D29) D 30) E 31) C 32) D 33) B 34) D
35) B36) E 37) D 38) D 39) C 40) Certo 41) Certo 42) Certo43) B 44) D
45) C 46) B 47) A 48) Certo 49) Certo50) D